Issuu on Google+

HULK AV!SA FC PORTO Zenit é uma equipa que está “sempre ao ataque à procura do golo”

Há 144 anos, sempre consigo. 1868

Continente - 0,60 € (iva incluido) – Ilhas - S. Miguel e Madeira - 0,75 € (iva incluido) – Porto Santo 0,80 € (iva incluido)

Director: Angela Amorim | Distribuição Gratuita | www.edvsemanario.pt |

Diretor: Rui Alas Pereira | ISSN 0873-170 X |

|

DIÁRIO NACIONAL

Ano CXLV | N.º 226

Quarta-feira, 6 de novembro de 2013

BRUXELAS PREVÊ PARA PORTUGAL

MAIS AUSTERIDADE EM 2015

GRAVE! n O PSD, pela voz do deputado Miguel Frasquilho, foi célere em tentar amenizar as previsões da Co-

missão Europeia no seu boletim de outono, que dão conta que Portugal não voltará a crescer até ao fim do ano e antecipam um novo pacote de austeridade de 1,7 mil milhões de euros para 2015, em contraponto com o cenário europeu, para o qual se espera um crescimento económico já em 2014...

CONVERSA FIADA UGT

Carlos Silva revela que Presidente apoia aumento do Salário Mínimo Nacional

AUMENTOS Pires de Lima diz que “as empresas não têm de esperar pelo Estado”

n A propósito da tão badalada reforma do Estado, o líder do PS diz que está “farto de discussões que não levam a nada” e desafia o Governo a “apresentar propostas concretas”. Seguro diz que “chega de conversa fiada” e explica que o guião de Portas é “um conjunto de ideias vazias e contraditórias”...

MOÇAMBIQUE Governo acompanha com “muita tristeza” rapto de portuguesa


local Porto

2 | O Primeiro de Janeiro

Quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Administração Regional de Saúde do Norte admite para Campanhã

Unidade de Saúde pode funcionar em contentores bairro do Lagarteiro

A Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N) admitiu a possibilidade de instalar a Unidade de Saúde de Azevedo-Campanhã em contentores.

Ministro explica cortes

Olindo Teixeira. Os utentes prometem “levar esta luta até ao fim” para que “o centro de Azevedo esteja ao serviço das populações”. Olindo Teixeira, presidente da comissão de utentes da Unidade de Saúde de Azevedo-Campanhã, que esteve esta manhã reunido com o vice-presidente do conselho diretivo da ARS-N Rui Cernadas, disse aos jornalistas que a possibilidade de instalar a unidade em contentores é uma solução que está ainda a ser estudada. A ARS-N “está à espera do resultado da vistoria” que técnicos da Câmara do Porto e da própria administração regional de saúde fizeram na tarde de segunda-feira ao edifício da unidade de saúde, mas “há essa possibilidade de fazer a montagem de contentores” num terreno da autarquia, junto ao pavilhão do Lagarteiro, para que ali funcione o posto. “[A ARS] admitiu essa possibili-

dade, que não é fácil, porque os contentores estão em Gaia”, acrescentou Olindo Teixeira, reafirmando que na Unidade de Saúde de AzevedoCampanhã são atendidas cerca de 12 mil pessoas. Ontem de manhã, um pequeno grupo de utentes da unidade de Azevedo-Campanhã esteve à porta da ARS-N a protestar contra o encerramento temporário daquele posto. Na sexta-feira, os utentes foram “surpreendidos” com um aviso na porta da unidade que dava conta do seu encerramento já na segundafeira. A ARS-N esclareceu na sexta-feira que o fecho da Unidade de Saúde de Azevedo é temporário e foi determinado pela “manifesta falta de segurança do edifício”.

Os utentes exigem que o Ministério da Saúde e a Câmara do Porto “tomem diligências imediatas para que o centro de saúde de Azevedo retome a sua atividade, na sua localização atual ou noutro local que se avalie como adequado”. Olindo Teixeira disse também que o presidente da Junta de Freguesia de Campanhã, Ernesto Santos, já garantiu que a Câmara do Porto disponibiliza um terreno junto ao pavilhão do Lagarteiro para a colocação de contentores. O responsável referiu ainda que os proprietários do edifício onde funciona a unidade de saúde já se disponibilizaram a “ceder verbas para ajudar a pagar as obras” de reabilitação que seja necessário efetuar. José António Silva, utente da uni-

dade e que esteve também presente na reunião de ontem, referiu que “a ARS-N tem uma verba de 120 mil euros” para as obras. Certo é que os utentes prometem “levar esta luta até ao fim” para que “o centro de Azevedo esteja ao serviço das populações”, concluiu Olindo Teixeira. Fonte da autarquia referiu que são ainda desconhecidas conclusões da vistoria técnica efetuada na segunda-feira ao edifício daquela unidade local de saúde. A posição da Câmara do Porto quanto ao encerramento temporário do centro de saúde deverá amanhã conhecida, de acordo com afirmações proferidas no sábado pelo vereador da Habitação e Coesão Social da autarquia, Manuel Pizarro.

WTM premeia as empresas do setor turístico que mais se destacam ao longo do ano

Douro Azul distinguida com Global Award em Londres A empresa portuguesa de cruzeiros fluviais DouroAzul anunciou ontem ter sido distinguida com um Global Award na cerimónia de abertura da edição deste ano do World Travel Market (WTM), que decorre em Londres até ao final da semana. Em comunicado, a empresa sediado no Porto explica que o prémio “distingue o sucesso comercial da DouroAzul, bem como a capacidade de inovação que a empresa tem vindo a demonstrar ao longo dos seus 20 anos de atividade”.

“É um prémio que vem reforçar a nossa convicção no trabalho que temos vindo a desenvolver na promoção da região do Douro e de Portugal como um destino turístico de excelência”, considerou o presidente executivo, Mário Ferreira, salientando que a distinção representa também o reconhecimento internacional do trabalho da DouroAzul. Os Global Awards são uma iniciativa anual da organização do WTM para premiar as empresas do setor turístico que mais se destacaram ao longo do ano.

Mário Ferreira. “É um prémio que vem reforçar a nossa convicção no trabalho que temos vindo a desenvolver(...)”

"Cortes de energia" no Largateiro deveram-se "a problemas de fraude". O ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia, Jorge Moreira da Silva, afirmou hoje que os cortes no abastecimento de energia que a EDP levou a cabo no Bairro do Lagarteiro, no Porto, deveram-se a "problemas de fraude". O ministro adiantou, durante um debate no Parlamento, que questionou a EDP sobre a interrupção no abastecimento de eletricidade, tendo sido informado que se tratou de "enfrentar problemas de fraude". Segundo o governante, a EDP realiza cerca de 300 a 400 ações deste género por ano, numa centena de bairros em todo o país. Moreira da Silva garantiu que "está atento" ao cumprimento das obrigações relacionadas com a concessão deste serviço público do Estado a um operador privado. "Se se verificar que existem falhas [de fornecimento] desta empresa [EDP] ou outra concessionária estaremos atentos", salientou. A EDP já tinha justificado anteriormente o corte de energia no Bairro do Lagarteiro, na semana passada, com "uma ação de combate à fraude", explicando que o objetivo era por fim a algumas ligações indevidas e ao fornecimento de energia a clientes que não pagaram. A EDP Distribuição cortou ligações clandestinas de energia no bairro do Lagarteiro, no Porto, durante o dia de quinta-feira. Já na sextafeira realizou idêntica operação no bairro de Contumil, da mesma cidade. Ambas as intervenções foram efetuadas sob vigilância policial.


regiões

Quarta-feira, 6 de Novembro de 2013

O Primeiro de Janeiro | 3

Bernardino Soares fala com trabalhadores de Loures

“É preciso paciência” Fiscalização de pagamentos

EMEL quer carros com câmaras nas ruas

A EMEL aguarda autorização da Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD) para colocar nas ruas de Lisboa automóveis com câmaras a fazerem a leitura das matrículas dos veículos estacionados, e a fiscalizarem os pagamentos. “Pedimos autorização à Proteção de Dados para leitura de matrículas nas zonas residenciais de Lisboa”, o eixo central da cidade que inclui a Avenida da República, Campo Ourique ou a Expo, afirmou António Júlio de Almeida. O presidente da EMEL afirma-se esperançoso sobre uma resposta positiva da CNPD ao pedido que deu entrada há mês e meio: “O nosso pedido não muito diferente daquele que a Comissão já aprovou para a Câmara de Lisboa para instalar um sistema de leitura de matrículas de deteção de veículos antigos”.

“Grave situação financeira limita-nos naquilo que poderíamos fazer e até a adiar compromissos”, disse aos trabalhadores do município. O presidente da Câmara de Loures, Bernardino Soares, admitiu, ontem, que a situação financeira do município condiciona o trabalho no novo executivo e pediu paciência aos trabalhadores da autarquia. “A grave situação financeira limitanos naquilo que poderíamos fazer e até a adiar compromissos. Não vai ser possível fazer tudo já. Por isso, é preciso paciência”, afirmou o autarca, durante um plenário convocado por si e ao qual assistiram cerca de 2000 trabalhadores do município. O plenário serviu como primeiro contacto entre os trabalhadores e Bernardino Soares, eleito presidente

Loures. “Manter elementos da gestão anterior não poderia ser. Nós estamos cá para mudar”, disse Bernardino Soares

da Câmara nas eleições de setembro, tendo dito que encontrou “muitos problemas” no funcionamento dos serviços camarários, assim como “infraestruturas degradadas”. “Encontrámos um parque de máquinas abandonado e sem manutenção. Semáforos e elevadores sem contrato de manutenção. E até nos deparámos com falta de materiais de construção. A Câmara de Loures não tinha na sua posse um único tijolo”, referiu. Por fim, Bernardino Soares justificou o acordo de gestão estabelecido entre a CDU e o PSD, referindo que só desta forma era possível “fazer uma mudança”. “Manter elementos da gestão anterior não poderia ser. Nós estamos cá para mudar e por isso não poderíamos admitir um regresso ao passado”, justificou. O antigo líder de bancada da CDU Bernardino Soares venceu as eleições autárquicas de setembro em Loures sem ter obtido a maioria absoluta, tendo estabelecido um acordo com a Coligação Loures Sabe Mudar, da qual faz parte o PSD.

Problemas na greve da Soflusa

Vidros partidos

Pais de Anadia contra falta de condições

A greve parcial dos trabalhadores da Soflusa, que faz a ligação fluvial entre o Barreiro e Lisboa, ficou, ontem, marcada por problemas no embarque de passageiros, que originaram vidros partidos e a presença da Polícia Marítima. Meira da Cunha, diretor de segurança do grupo Transtejo, explicou que os problemas registaram-se no Barreiro duran-

te o embarque de passageiros para a primeira carreira do dia, cerca das 06h00. “No decorrer do dia de greve, foram abertos os torniquetes para a sala de embarque para a realização do primeiro barco. Primeiro, as pessoas entraram normalmente, mas a segunda leva começou a fazer muita pressão e houve pessoas que saltaram e passaram por baixo dos torniquetes”,

Redução de avenças, serviços e custo de empresas

A Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas de Anadia (APAE) vai organizar um protesto contra o estado de degradação em que se encontra a Secundária local. “Perante o avançado estado de degradação, risco e perigo da escola, e esgotadas todas as tentativas de contactos, bem como a ausência de respostas objetivas, a APAE irá realizar, juntamente com os alunos, uma ação no dia 13 de novembro de 2013, a partir das 8h30, na Escola Secundária de Anadia, de forma a chamar a atenção para esta situação”, anunciou, ontem, Patrícia Flores. Face a sucessivas vistorias, em 2008 foi tomada a decisão de substituir as atuais instalações da Secundária de Anadia, e, dois anos volvidos, foi assinado o protocolo para a construção da nova escola. Após estarem já investidos cerca de quatro milhões de euros, em março de 2011 a Parque Escolar suspendeu as obras, que nunca mais foram retomadas.

Câmara de Sintra poupa mais de 370 mil euros A Câmara de Sintra anunciou, ontem, que vai poupar mais de 370 mil euros de despesas em redução de avenças, contratação de serviços e redução de encargos com as novas administrações das empresas municipais. Num comunicado emitido ontem, o presidente da Câmara, Basílio Horta, refere estar a “trabalhar para reduzir as despesas que a autarquia de Sintra tem”. “Grande parte da verba que estamos a poupar vai servir para dar início ao fundo de emergência social que vai ser encaminhado para as famílias mais carenciadas. Estamos a unir esforços para garantir o futuro do concelho e de quem aqui trabalha”, sublinhou.

disse. Como não havia registo do número de passageiros que tinha entrado para o barco, a empresa chamou a Polícia Marítima ao local, “esta retirou cerca de três dezenas de pessoas do barco, que estavam a mais e foram encaminhados para um outro barco”. Além dos vidros partidos, duas pessoas acabaram por se sentir indispostas.


nacional

4 | O Primeiro de Janeiro

Quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Seguro desafia o Governo a apresentar propostas concretas

UGT REUNIU-SE COM CAVACO SILVA

“Chega de conversa fiada”

Presidente apoia aumento do salário mínimo

A propósito da tão badalada reforma do Estado, o líder do PS diz que está “farto de discussões que não levam a nada” e desafia o Governo a “apresentar propostas concretas”. O secretário-geral do PS desafiou ontem o Governo a apresentar propostas concretas sobre a reforma do Estado no parlamento, afirmando que "chega de conversa fiada" e que está "farto" de discussões que a nada levam. António José Seguro falava no final de um almoço com a direção da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP), ocasião em que voltou a defender uma redução do IVA da restauração de 23 para 13 por cento. Nas declarações que fez aos jornalistas, o secretário-geral do PS foi confrontado com o apelo do Presidente da República, Cavaco

SEGURO. O líder do PS almoçou com o presidente da AHRESP e voltou a defender a “redução do IVA para a restauração” Silva, no sentido de que os partidos do arco da governabilidade dialoguem sobre a reforma do Estado. Seguro não comentou diretamente o apelo do Presidente da República, mas afirmou-se "farto de discussões que não levam a coisa nenhuma, de diálogos pelos diálogos, porque o país precisa de soluções". "Se o Governo após um ano tem finalmente propostas sobre a reforma do Estado, então que as apresente no parlamento, porque aí estão todos os partidos políticos para as discutir. Mas chega de conversa fiada", declarou o líder socialista. De acordo com o secretáriogeral do PS, o guião de reforma do Estado apresentado pelo viceprimeiro-ministro, Paulo Portas, é "um conjunto de ideias vazias e em alguns casos são contraditórias entre si e contraditórias entre os ministros". "Basta atentar-se no que disse hoje o ministro da Saú-

de [Paulo Macedo), que se afirma contra a privatização dos hospitais públicos, mas no guião está a privatização dos hospitais públicos. O Governo que se entende e que não faça coisas em cima do joelho. Se o Governo não se entende entre si, como quer os contributos dos outros partidos", interrogou-se o secretário-geral do PS. António José Seguro acusou depois o Governo de "fazer encenações políticas para desviar as atenções do maior corte que haverá nas pensões, nas reformas e nos rendimentos das famílias, a par da manutenção do maior nível de aumento de impostos sobre as empresas e famílias". "Isto é inaceitável. Chega de brincar com as palavras. Se o Governo tem propostas, apresente-as", insistiu o líder do PS. De acordo com o secretáriogeral do PS, quem tem "fugido" ao consenso é o Governo, que recusa

dialogar sobre uma nova política de rendimentos, objeto de acordo em concertação social e que um dos pontos fundamentais "é o aumento do salário mínimo nacional". "O problema de se sentar ou não à mesa também tem de ficar claro: O parlamento é o local onde os partidos estão. O Governo que fale menos e apresente propostas", continuou Seguro. Por último, o secretário-geral do PS insistiu na redução do IVA da restauração de 23 para 13 por cento e adiantou que apresentará propostas de alteração ao Orçamento caracterizadas pela neutralidade em termos de receitas e despesas. "Há todas as razões para continuar a insistir na descida do IVA da restauração, não apenas nacionais, como também de competição com outros países, designadamente a Espanha", referiu, após Mário Pereira Gonçalves ter agradecido o apoio político dado pelo PS à luta do setor da restauração pela descida do IVA para 13 por cento, alegando que no próximo ano estão em risco de falência muitos estabelecimentos, alguns dos quais "emblemáticos" na gastronomia portuguesa. Após as palavras do presidente da AHRESP, o líder socialista disse que uma das propostas de alteração do PS ao OE2014 visará precisamente a descida do IVA da restauração para 13 por cento, setor em que "já se perderam 80 mil postos de trabalho". "Apresentaremos poucas medidas de alteração ao Orçamento do Estado [para 2014]. Vamos seguir o mesmo critério dos orçamentos para 2012 e 2013, tendo propostas caracterizadas pela neutralidade orçamental", concluiu.

PCP e as previsões da Comissão Europeia para Portugal

Política “é profundamente errada” O PCP considerou ontem que as previsões de outono da Comissão Europeia confirmam que a política do Governo é "profundamente errada" e sublinhou a relevância da instituição assumir que o Orçamento para 2014 poderá conter normas inconstitucionais. "As previsões de outono da Comissão Europeia vêm confirmar que esta política é uma política profundamente errada, que não resolve nenhum dos problemas do país, pelo contrário, os agrava", afirmou o deputado comunista Paulo Sá, em declarações aos jornalistas no Parlamento. Resumindo as previsões da Comissão Europeia, Paulo Sá disse que confirmam que 2013 será mais um ano de recessão, assim como confirmam o incumprimento do défice, que atingirá 5,8 por cento, e que a dívida se irá manter num valor "extraordinariamente elevado", na ordem dos 128 por cento.

Para o próximo ano, continuou o deputado comunista, a Comissão Europeia "apesar de não reconhecer explicitamente os impactos recessivos das medidas de austeridade alerta para os enormes riscos de incumprimento das metas do Governo". O Executivo neste OE2014, “aliás como nos anteriores Orçamento do Estado, subestima o impacto na procura interna da redução dos salários e do roubo das pensões. Entendemos que cortando salários e roubando pensões não haverá crescimento económico e o país continuará na recessão", sublinhou Paulo Sá. O deputado comunista realçou ainda outro "facto extremamente importante", notando que a Comissão Europeia assumiu que o Orçamento do Estado para 2014 que está atualmente em discussão na Assembleia da República "poderá conter normas inconstitucionais" e "identifica isso como um risco para

o cumprimento daquilo que são as metas do Governo". "Entendemos que o risco não é o Tribunal Constitucional cumprir aquilo que é a sua função, verificar a constitucionalidade do Orçamento do Estado. O que é um risco, que se vem repetindo ano após ano, é o Governo e a maioria parlamentar PSD/CDS insistirem apresentar na Assembleia da República OE que contêm normas que violem normas as disposições da Constituição da República portuguesa", frisou. O comissário europeu dos Assuntos Económicos, Olli Rehn, disse hoje que, na eventualidade de o Tribunal Constitucional declarar inconstitucionais algumas das medidas incluídas na proposta de Orçamento de Estado para 2014, é "importante" que o Governo as reformule ou substitua. Nas previsões económicas de outono hoje divulgadas, a Comissão aponta como

principal risco à execução do Orçamento questões de natureza legal, que neste caso são só e apenas o escrutínio pelo Tribunal Constitucional da legalidade das normas contidas na proposta de Orçamento para 2014 que a Assembleia deverá aprovar no final deste mês. A Comissão continua a esperar que Portugal cumpra a meta do défice orçamental acordada com a 'troika' (da qual a CE faz parte) para este ano, que é de 5,5% do PIB, mas diz que para isso vai ter de recorrer a medidas adicionais, como é o caso do perdão fiscal que será feito na parte final deste ano, assim como novos cortes no investimento e um novo aperto nas despesas de consumo intermédio dos ministérios. As restantes metas do défice mantêm-se inalteradas, ficando assim Portugal obrigado a reduzir o défice para um máximo de 4% no ano que vem.

O secretário geral da UGT, Carlos Silva, afirmou ontem que o Presidente da República concordou com a necessidade de aumentar o valor do Salário Mínimo Nacional (SMN), que é atualmente de 485 euros. "Retivemos do Presidente da República o apoio inequívoco sobre a necessidade do aumento do SMN", disse Carlos Silva aos jornalistas no final de uma audiência com Cavaco Silva. O sindicalista defendeu um aumento do SMN a partir de 1 de janeiro de 2014 e disse que transmitiu ao Presidente da República a sua disponibilidade para negociações bilaterais com os confederações patronais se não for possível acordar esta matéria em concertação social.

PSD E AS previsões da CE

"Não trazem qualquer novidade"

O deputado do PSD Miguel Frasquilho defendeu ontem que as previsões da Comissão Europeia não trazem "qualquer novidade" e não significam "austeridade adicional" em relação ao programado. "No essencial, confirmam o cenário macroeconómico que já conhecíamos quer para 2013, quer para 2014, com a novidade de antever uma recuperação maior para 2015", afirmou aos jornalistas no Parlamento. Segundo o deputado socialdemocrata, isso acontece em todas as vertentes, “quer no crescimento económico, quer no mercado de trabalho, criação de emprego e desemprego, e acontece também ao nível das contas públicas, em que não há qualquer novidade em relação ao cenário que tinha sido traçado quer na oitava, quer na nona avaliação da ‘troika'". "Também não há qualquer novidade em relação ao que está a ser previsto no Orçamento do Estado para 2014. Há medidas que estão a ser implementadas já nesta altura e que, repito, não constituem qualquer novidade para que meta orçamental possa ser atingida", afirmou.


Quarta-feira, 6 de Novembro de 2013

economia

O Primeiro de Janeiro | 5

Bruxelas prevê que Portugal não volte a crescer até final do ano e deixa aviso

1,7 mil milhões de austeridade em 2015 Para 2014, a Comissão prevê que Portugal regresse ao crescimento económico, com o Produto Interno Bruto a atingir 0,8%. Aumento de salários sem esperar pelo Governo

Iniciativa das empresas O ministro da Economia, António Pires de Lima, disse, ontem, que as empresas não têm que estar à espera que o Estado aumente o salário mínimo nacional para aumentarem salários que considerem justos e possíveis. “Creio que as empresas que começam a conhecer tempos mais prósperos do ponto de vista de atividade não têm seguramente de estar à espera que o Estado sinalize o aumento do salário mínimo nacional para fazerem justiça e procederem aos aumentos salariais que acham possíveis e justos nas suas empresas, nos seus setores, nomeadamente ao nível da iniciativa privada”, disse o ministro, no seu discurso no Fórum de Administradores de Empresa (FAE). O ministro apelou, ainda, aos empresários que tenham uma voz ativa na vida política do País, nomeadamente na reforma do IRC, e a todas as forças políticas maior cooperação institucional. “É seguramente um sinal muito mais forte para os investidores e para aqueles que querem investir em Portugal. Creio mesmo que o maior adversário e ameaça a este processo de retoma económica, que acho que já estamos a viver e precisa de ser consolidado, é muitas vezes a crispação política e a rivalidade artificial na política”, frisou.

A Comissão Europeia divulgou, ontem, as previsões de outono, que preveem que Portugal não voltará a crescer até ao fim do ano e antecipam um novo pacote de austeridade de 1,7 mil milhões de euros para 2015. As previsões repetem o cenário macroeconómico dado a conhecer pelo Governo na proposta de Orçamento do Estado para 2014 (OE2014), cujos traços gerais já tinham sido divulgados na conferência de imprensa de apresentação do final da oitava e nona revisões do programa de assistência económica e financeira. Para 2014, a Comissão prevê que Portugal regresse ao crescimento económico, com o Produto Interno Bruto (PIB) a atingir 0,8%. Para 2013 a expectativa é que a economia sofra uma recessão menor, de 1,8% do PIB ao contrário dos 2,3% esperados anteriormente, mas acima da quebra de 1% do PIB que o Governo colocou como previsão na proposta de Orçamento para 2013. Mas para atingir a previsão de 2013, a Comissão, ao contrário do que vários membros do Governo têm vindo a defender, espera que a economia estagne nos dois últimos trimestres deste ano depois de no segundo trimestre ter registado um crescimento positivo e, assim, ter quebrado com 10 trimestres consecutivos de quebra do produto, permitindo pôr fim à recessão técnica. Bruxelas diz que o crescimento acelerado que se verificou no segundo trimestre do ano terá sido motivado em parte por fatores não repetíveis, o que leva a duvidar da consistência dessa recuperação, tal como dúvida da durabilidade do novo emprego criado, já que foi em grande parte à custa de empregos no setor do turismo e da agricultura. Atenção às decisões do TC

Sobre as metas do défice orçamental, a CE escreve que para este ano o desvio é afinal de 0,5% do

PIB (cerca de 820 milhões de euros), ou seja, sem as compensações identificadas nos consumos intermédios e um corte no investimento adicional que será feito até ao final deste ano, o défice chegaria aos 6%, superior ao previsto pelo Governo e quando a meta é de 5,5%. O défice orçamental em 2014 mantém-se com uma meta de 4% e para 2015 a meta de 2,5%, a primeira abaixo do valor considerado excessivo pelas regras europeias, será cumprido com recurso a um esforço adicional de consolidação na ordem dos 1,7 mil milhões de euros, 1% do PIB do País. Este esforço depende, no entanto, da redução do défice em 2014 não deixar novos buracos a compensar no ano seguinte, como tem acontecido. A CE aponta também como principal risco à execução do OE2014 questões de natureza legal, que neste caso são só e apenas o escrutínio pelo Tribunal Constitucional (TC) das normas contidas na proposta de Orçamento. Uma ameaça que a concretizar-se terá de ser compensada tal como explicou em Bruxelas, na conferência de imprensa de apresentação do relatório, o comissário dos Assuntos Económicos: na eventualidade de o Tribunal Constitucional declarar inconstitucionais algumas das medidas incluídas na proposta de Orçamento de Estado para 2014, é “importante” que o Governo português as reformule ou substitua, lembrou Olli Rehn. Bruxelas. Crescimento acelerado que se verificou no segundo trimestre do ano terá sido motivado em parte por fatores não repetíveis

Contraciclo com Europa

Bolsa de Lisboa fecha sessão com subida ligeira

O PSI20, principal índice da bolsa portuguesa, ganhou, ontem, 0,29% para 6.321,51 pontos, em contraciclo com as restantes praças europeias, impulsionada pela valorização das ações da Jerónimo Martins. Dos 20 títulos cotados no principal índice, 10 encerraram em terreno positivo, nove no vermelho (Portucel, Banif, Sonaecom, BCP, BES, Semapa,

ESFG, EDP Renováveis e Zon Optimus) e a Portugal Telecom ficou inalterada). Na sessão, a Jerónimo Martins, cuja assembleia geral para eleger o novo presidente do conselho de administração está marcada para 18 de dezembro, liderou os ganhos, ao subir 2,64% para 14,40 euros. Por outro lado, os juros da dívida soberana de Portugal estavam estáveis a dois anos, a subir a cinco e a descer a dez anos, mantendose neste último prazo abaixo de 6,1% do encerramento de segunda-feira.

Crescimento na zona euro

A Comissão Europeia confirmou, nas suas previsões de outono, a tendência de um regresso ao crescimento da economia europeia em 2014, revendo em alta as projeções para vários países. As previsões de Bruxelas apontam contudo para que a taxa de desemprego na Europa atinja este ano níveis recorde, uma taxa de 12,2% na zona euro e 11,1% no conjunto da União Europeia (UE), um cenário que não melhora em 2014 já que se mantém o mesmo valor de 12,2% para os países do euro e se regista apenas um ligeiro recuo na média dos 28, para 11%. Apenas em 2015 haverá uma descida do desemprego, ainda que ligeira, para valores na ordem dos 11,8% de desemprego no espaço monetário único e de 10,7% na UE.


futebol

6 | O Norte Desportivo

Quarta-feira, 6 de Novembro de 2013

Paulo Fonseca garante «dragões» a lutar pelos três pontos frente ao Zenit

“FC Porto vai estar à altura do desafio” “O jogo tem uma importância grande para as duas equipas, mas acaba por não decidir nada”, sublinhou ainda. O treinador do FC Porto, Paulo Fonseca, confia que a equipa “vai estar à altura do desafio” frente ao Zenit, hoje, às 17h00, em jogo da quarta jornada do Grupo G da Liga dos Campeões. O técnico admitiu que os portistas estão obrigados a vencer, em função dos resultados nas jornadas anteriores na competição e espera “um adversário muito forte, seja quem for que jogue”, numa referência à despenalização do médio belga Axel Witsel, pela UEFA, que poderá ser utilizado pelos russos. “Queremos fazer um jogo para conseguir os três pontos, visto que estamos obrigados a vir aqui tentar vencer”, disse Paulo Fonseca, tendo em conta o terceiro lugar que o FC Porto ocupa no grupo, um ponto atrás do Zenit. O técnico portista sublinhou, porém, que “o jogo tem uma importância grande para as duas equipas, mas acaba por não decidir nada”, pois ficarão a faltar mais duas partidas da fase de grupos. “Em função do resultado que o Zenit conseguiu no Dragão, acredito que vá, obviamente, tentar fazer um jogo inteligente. Ambas as equipas vão querer vencer, o que pressupõe um jogo aberto, com clara intenção de atacar e estar próximo da baliza adversária”, disse. As incidências do confronto no Dragão, há duas semanas, mereceram também comentários do técnico: “Acredito que, caso o Herrera não tivesse sido expulso, o jogo teria sido completamente diferente, visto o que fizemos frente ao Zenit mesmo com dez elementos”. Segundo Paulo Fonseca, a fraca exibição em Belém, no sábado, onde o FC Porto «deixou» dois pontos, não afetará os jogadores. “Nesta competição há sempre duas equipas que querem vencer, o que não acontece na maioria dos jogos que o FC Porto disputa”, disse. “Estamos preparados para responder da melhor for-

ma às exigências e sabemos que temos as nossas armas contra uma equipa poderosa. Acreditamos que podemos construir aqui um resultado que cumpra as nossas ambições”, acrescentou. E concluiu com a sua própria expectativa “Acredito que a força do coletivo é mais forte que a das individualidades. Não há dúvida de que vamos ter um campo repleto de grandes jogadores e acredito que eles, por força da sua qualidade, também possam resolver o jogo. Nós vamos manter a nossa identidade, tentar defender com qualidade e procurar ter a bola o mais perto da baliza adversária quanto possível”. “Em excelentes condições”

«Champions». “Acreditamos que podemos construir aqui um resultado que cumpra as nossas ambições”, disse Paulo Fonseca

Taça de Portugal

Sporting coloca à venda 6500 bilhetes para a Luz

O Sporting colocou, ontem, à venda 6500 bilhetes para o jogo com o Benfica da quarta eliminatória da Taça de Portugal, pelo que grande parte dos seus adeptos poderá ficar de fora da «caixa de segurança» da Luz. A caixa existente no Estádio da Luz tem capacidade apenas para cinco por cento da lotação do recinto, percentagem que o clube visitado tem que ceder ao visitan-

te para os jogos do campeonato ou de competições europeias. No caso da Taça de Portugal, o clube anfitrião é obrigado a ceder dez por cento dos bilhetes, o que faz com que os 3250 lugares da caixa representem apenas metade dos ingressos que o Sporting tem à venda. No seu site, os «leões» informam que as entradas têm um valor de dez euros, quer para o piso 0 ou para o 3, zonas destinadas aos sócios «verde e brancos», indicando que o piso inferior é “destinado na íntegra às claques do Sporting”. O jogo está agendado para sábado às 19h45.

Já o treinador do Zenit, Luciano Spalletti, admitiu que “a equipa não esteve bem nos dois últimos jogos internos” (derrota para a Taça da Rússia e empate para o campeonato), mas tal “não afeta” a forma como abordará o confronto com os portugueses. “Acho que chegamos ao momento de jogar com o FC Porto em excelentes condições e todos sabemos que esse jogo será um dos mais importantes da época”, justificou. Para Spalletti, “é indiferente” que os «dragões» joguem com necessidade de vencer: “Só temos de pensar que devemos usar as nossas melhores qualidades em campo para ganhar”. “Ouvi o meu colega [Paulo Fonseca] dizer que vêm para ganhar. Pensamos o mesmo. E não importam as condições climatéricas, quer chova, quer faça vento ou haja neve. Só temos de pensar em como implementar em campo as nossas potencialidades para chegar à vitória”, acrescentou. Hulk recordou que o Zenit é uma equipa ofensiva, pelo que o FC Porto deve esperar um adversário focado na vitória. “Quem decide é o treinador, mas nunca jogamos à defesa. Estamos sempre à procura do golo, ao ataque. Somos uma equipa ofensiva. O FC Porto vem com tudo para poder ganhar, pois sabemos que é jogo decisivo, mas o nosso objetivo é vencer. Com sabedoria, concentrados para o golo chegar na hora certa”, disse o brasileiro, ex-jogador do FC Porto.

Convocados de Paulo Bento saem sexta-feira

«Ibra» contra Portugal O selecionador Paulo Bento anuncia na sexta-feira a lista de convocados para os jogos com a Suécia, dos “play-offs” da zona europeia de qualificação para o Mundial2014, informou hoje a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). De acordo com a nota publicada no site oficial da FPF na Internet, o selecionador português fará o anúncio da convocatória durante uma conferência de imprensa, a realizar na sede do organismo federativo, em Lisboa, com início às 12h30 horas. A seleção portuguesa defronta a Suécia a 15 de novembro, no Estádio da Luz, em Lisboa, e quatro dias mais tarde, a 19, em Solna, em jogos dos «play-off» de acesso à fase final do Campeonato do Mundo, que vai realizar no Brasil, entre 12 de junho a 13 de julho de 2014. O avançado Zlatan Ibrahimovic é o cabeça-de-cartaz da seleção sueca, de acordo com a lista, ontem, divulgada pelo selecionador Erik Hamrén. O lesionado Tobias Hysén, autor de dois golos na derrota por 5-3 na receção à Alemanha, é a principal «baixa» no ataque da seleção sueca, tendo sido substituído por Alexander Gerndt. Ibrahimovic, que falhou o encontro com a Alemanha, por estar a cumprir um jogo de suspensão, volta a ser opção, tal como o avançado Johan Elmander.


Quarta-feira, 6 de novembro de 2013

cultura e espetáculos

O Primeiro de Janeiro | 7

Richie Campbell e The Weatherman na Holanda

Festival Eurosonic 2014 ARTE PÚBLICA

Canta-me um Conto

“Canta-me um conto” é um espectáculo teatral e musical, dirigido ao público infantil, com o qual dois jovens e multifacetados actores estabelecem um laço de cumplicidade e de interacção. O espectáculo apropria-se de contos universais para a infância, de lengas-lengas e brincadeiras infantis para, em situações de «jogo dentro do jogo», onde o humor e as transformações são constantes, atrair o olhar e atenção cúmplices das crianças para os universos criativos e estruturantes do jogo dramático, da música e da literatura. São utilizados os contos “O Patinho Feio”, “Capuchinho Vermelho”, “Rapunzel”, “Branca de Neve e os Sete Anões”, “A Carochinha”, “Os Três Porquinhos”, “Cinderela”, “Hansel e Gretel”, “João e o Feijoeiro Mágico” e “O Gato das Botas”.

Os músicos portugueses vão atuar no festival Eurosonic Noorderslag, em janeiro, em Groningen, Holanda.

Evento. Gravita em torno da recente música que se faz na Europa

Evento que gravita em torno da recente música que se faz na Europa. De acordo com a organização, que revelou até agora um cartaz com quase 70 artistas, em Groningen estarão Richie Campbell, músico que se tem dedicado ao reggae, primeiro

com os Stepacide e No Joke Soundsystem, depois a solo, desde 2010, e The Weatherman, projeto pop de influência britânica do músico Alexandre Monteiro. O festival Eurosonic decorrerá de 15 a 18 de janeiro, com uma programação com con-

certos de artistas dda Europa, debates e conferências para profissionais e público em geral. O evento conta com o apoio da União Europeia de Radiodifusão, da qual fazem parte várias estações de rádio públicas do espaço europeu, incluindo

a portuguesa Antena 3. Em anos anteriores, pelo Eurosonic passaram nomes como Orelha Negra, Frankie Chavez, Deolinda, Dead Combo, Batida, noiserv, Old Jerusalem, Sean Riley & The Slowriders, Mazgani e The Legendary Tigerman.

Teatro Maria Matos apresenta espetáculo para a infância sobre a língua portuguesa Filipe Mukenga

“O Meu Lado Gumbe”

Filipe Mukenga edita em Portugal a 11 de Novembro o seu mais recente trabalho “O Meu Lado Gumbe”, um álbum que conta com composições e letras do músico angolano e produção e arranjos de Luiz Avellar. Totalmente produzido e gravado em Lisboa, este é o segundo disco do cantor a ser gravado em Portugal e o quinto registo discográfico de uma carreira artística que já conta com quase cinco décadas. Neste novo trabalho, composto por 12 temas, Mukenga canta em diversas línguas africanas de Angola como o Kimbundu, Umbundu e Ukwanyama - em Português e em Inglês. Em algumas faixas, mistura línguas numa mesma canção, como o caso de “Ndilokewa” (Nome de Mulher), faixa 4 do novo disco e em “Vutuka, I Love You” (Volta, Eu Te Amo), a 11ª faixa do novo trabalho discográfico.

“Comer a língua” Regina Guimarães escreveu e Catarina Lacerda encenou o espetáculo para a infância "Comer a língua", que o Teatro Maria Matos, em Lisboa, acolhe entre os dias 13 e 17 de novembro. "Comer a língua", "um espetáculo sobre a língua portuguesa e todas as suas potencialidades", através de trava-línguas e jogos semânticos, teve estreia nacional no ano passado durante Guimarães - Capital Europeia da Cultura. Este espetáculo mostra "a complexidade da língua, revelando a sua abertura a múltiplas influências culturais e a sua capacidade plástica de mutação", escreve aquele teatro municipal. O texto é da escritora Regina Guimarães, a encenação de Catarina Lacerda, a direção musical de Jorge Queijo e a interpretação é de Susana Madeira.


roteiro

8 | O Primeiro de Janeiro

Quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Roteiro Cultural

Casino Espinho recebe Gala dedicada ao Fado O Casino Espinho realiza uma Gala dedicada ao fado. Mário Pacheco, um dos melhores guitarristas e compositores portugueses é homenageado, a 9 de novembro, através dos acordes e timbres saudosistas de vários nomes consagrados do panorama musical. Ana Maria, Maria Ana Bobone, Diogo Clemente, Rodrigo Serrão, Hélder Moutinho, Carolina e o quarteto de cordas de Arlindo Silva sobem ao palco do Salão Atlântico, para brindar o público com o trinar da guitarra e das melodias de composição fadista. Para uma noite de celebração, mas também de emoção, sentimento e saudade, o Casino Espinho é o cenário ideal para momentos únicos.

Mostra de teatro O TNDM II apresenta, entre 8 de novembro e 15 de dezembro, na Sala Estúdio, Teatro Avulso - uma mostra de teatro de vários grupos nacionais sedeados no Norte e Centro do país. Trigo Limpo teatro ACERT (Tondela), Grupo de Teatro Terapêutico do Hospital Júlio de Matos (Lisboa), Materiais Diversos (Lisboa), Peripécia Teatro (Vila Real) e Teatro Invisível/ ACNF (Lisboa) são as companhias que estarão presentes nesta mostra, com espetáculos de curtas carreiras.

“Ser Solidário”

A Galeria AMIarte inaugura na próxima sexta-feira, dia 8, a exposição “Ser Solidário” de Armando Alves. A última proposta para 2013 propõe um conjunto de 26 trabalhos produzidos por este artista entre 1986 e 2012. A inauguração está agendada para às 21h30, de dia 8, na Galeria AMIarte, na Rua da Lomba, n.º 153-159 (a Campanhã). No catálogo da exposição, Armando Alves sublinha que “Na programação que a galeria tem desenvolvido, integra-se agora uma exposição para a qual escolhi um conjunto de obras que se situam entre os anos de 1986 e 2012”. Acrescentando: “Trata-se de uma exposição interessante, no sentido em que me permite olhar – supostamente de forma distanciada – para estes anos de trabalho. Não há nesta iniciativa qualquer intenção retrospetiva, mas apenas a vontade de aperceber, através de uma seleção desprendida, os elementos convergentes com tudo o que tenho feito e eventuais sinais de divergência que será curioso constatar”. Uma das razões que levou Armando Alves a aceitar o convite para expor na Galeria AMIarte prende-se, segundo o próprio, com “o vasto número de realizações organizadas pela AMI no campo da cultura, em geral, e das artes plásticas, em particular, nas quais já colaborei”. Este ano, Armando Alves foi o comissário do projeto Arte Urbana em Mupis no Porto, para o qual convidou 14 artistas, participando também com um trabalho da sua autoria. Estes trabalhos vão agora ser leiloados num jantar solidário que terá lugar no dia 9 de Novembro (sábado), às 20h00, nas Caves Taylor’s, em Vila Nova de Gaia. Um jantar cujo objetivo é a angariação de fundos a favor da Fundação AMI para reforçar a sua luta contra a indiferença e a intolerância.

“Recordações da Casa Amarela” Na próxima quinta-feira, dia 7, iremos exibir a segunda longa metragem da triologia das "Recordações da Casa Amarela" de João César Monteiro. A Comédia de Deus será exibida no Mini-Auditório Salgado Zenha às 22h00. Entrada Livre. A COMÉDIA DE DEUS, 1995, 165' Os dias do senhor João de Deus decorrem sem grandes sobressaltos, divididos entre o seu trabalho no "Paraíso de Gelado" onde, a contento de todos, desempenha as funções de encarregado e de inventor da especialidade da casa, o famoso gelado "Paraíso", que faz as delícias da clientela, e a sua casa, onde, paralelamente aos trabalhos domésticos, ocupa as suas horas de ócio, quase sempre solitárias, a coleccionar pentelhos femininos, num precioso album a que chama "Livro dos pensamentos". As raparigas de origem modesta constituem o pessoal do estabelecimento, são objecto dos cuidados permanentes do responsável, zeloso pelo cumprimento de regras básicas de higiene que não façam perigar a saúde pública. Satisfeita com o curso do negócio, Judite, a patroa, sonha fundi-lo com uma empresa francesa e conta com os préstimos de João de Deus para impressionar favoravelmente um famoso geladeiro francês, vindo expressamente de Paris para provar a especialidade da casa. Os resultados são nulos e saldar-se-ão por um rotundo fracasso. Entretanto, o comportamento de João de Deus - até aí sem falhas - começa a apresentar sintomas de desvios algo inquietantes. Que o digam a senhora arquitecta, Rosarinho e Virgínia. Um belo dia, João de Deus encontra a Joaninha de olhos verdes, a filha do corpulento talhante da esquina e, depois de a ter atraído a sua casa, presenteia-a, não só com um banho de leite de vaca, como com tantas e tais guloseimas, que a menina se sente acometida de indisposição intestinal, o que, felizmente, graças a João de Deus, é passageiro. O carniceiro progenitor, pretextando bestiais ofensas ao hímen de Joaninha, prepara-se para lavar a honra ultrajada num banho de sangue. Hospitalizado de urgência, em estado considerado desesperado, João de Deus consegue, todavia escapar às garras de morte. Também Judite, desta vez, não se compadece: despedimento com justa causa. De regresso a casa, aguarda-o um quadro devastador: uma montanha de destroços, tudo feito em cacos, o "Livro dos pensamentos" reduzido a cinzas.


Quarta-feira, 6 de Novembro de 2013

publicidade/editais

O Primeiro de Janeiro | 9

Ganhe convites duplos com o “O PRIMEIRO DE JANEIRO”


agenda

10 | O Primeiro de Janeiro

Telefones Úteis Hospitais Santo António Tel. 222 077 500 Linha Azul 222 084 601 São João Tel. 225 512 100 Pediátrico Maria Pia Tel. 226 089 900 Linha Azul 226 099 674 Maternidade Júlio Dinis Tel. 226 087 400 Psiquiátrico Conde Ferreira Tel. 225 022 031 Magalhã es Lemos Tel. 226 192 400

Farmácias de serviço

MAIA Silva Escura – Rua Central de Frejufe, 92 – Tel. 229 811 696 VALONGO De Alfena – Rua D. Afonso Henriques 384, 4445-085 Alfena Tel. 229 670 705

Privados Ordem do Carmo Tel. 222 008 113 Ordem da Lapa Tel. 225 502 828 Ordem da Trindade Tel. 222 083 656

GONDOMAR Fonseca – Rua D. João Castro – Seixo – Tel. 224 809 597

Prelada - Tel. 228 330 600 Militar Reg. Nº1 Tel. 226 063 011/ 12/13 Santa Maria Tel. 225 504 844 São Francisco Tel. 222 008 441 CONCELHO DE MATOSINHOS Distrital -Tel. 229 372 091 Pedro Hispano Tel. 229 391 000 Linha Azul 229 391 100 CONCELHO DE V. N. GAIA Eduardo Santos Silva Tel. 227 865 100 227 839 001 Vila Nova de Gaia Tel. 223 778 100/ 223 754180

MATOSINHOS Benisa – Av. Arquitecto Fernando Távora, 4450 Leça da Palmeira Matosinhos Tel. 229 963 134 VILA NOVA DE GAIA PERMANENTE Da Misericórdia – Rua Capitão Salgueiro Maia, 303 – Vilar de Andorinho – Tel. 227 828 971 De Salgueiros – Tv. De Salgueiros, 50 – Canidelo – Tel. 227 819 012 Manso Preto - Rua da Guarda, 1879 Grijó 4415-475 Grijó

Hoje AMARANTE São Gonçalo – Estrada nacional 15 333, Madalena 4600 Amarante Tel. 225 425 418 FELGUEIRAS J. Reis – Rua Rebelo Carvalho / 4610-212 Felgueiras Tel. 255 922 640 LOUSADA Fonseca – Rua Santo António, 554 – Silvares / 4620-651 Lousada Tel. 255 912 141 MARCO DE CANAVESES Farmácia Cabanelas - Lugar de Eiro Soalhães - Tel. 255511565 PAREDES Ruão – Rua 1.º Dezembro – Castelões, Cepeda – Tel. 255 777 578 PENAFIEL Sameiro – Rua D. António F Gomes, 230-B – Tel. 255 713 071/2/3 SANTO TIRSO Central – Tel. 252 852 923 TROFA Trofense – Rua Costa Ferreira, C. C. Loja 2 – Tel. 252 412 543

Banda Desenhada

ZÉ do boné

Sr. Perfeito

Passatempos

Televisão

Serviço permanente PORTO PERMANENTE Lemos – Pr. Carlos Alberto, 31 – Tel. 222 001 309 Fonte da Moura – Rua de Tânger, 1535 – Tel. 226 181 444

Não foi uma cerimónia linda?

Suponho que sim

Onde anda o casal feliz?

Quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Ali ao lado da filha deles, a noiva

RTP1 06:30 Bom Dia Portugal 10:00 Praça da Alegria 12:15 Os Nossos Dias 13:00 Jornal da Tarde 14:15 Windeck - O Preço da Ambição 14:45 Éramos Seis 15:30 Portugal no Coração 18:00 Portugal em Direto 19:00 O Preço Certo 20:00 Telejornal 21:00 Bem-vindos a Beirais 22:00 Quem Quer Ser Milionário 23:00 5 Para a Meia-Noite 00:15 Ripper Street 01:15 As Idades de Lulu (Filme) 03:00 Ler +, Ler Melhor 03:15 Regresso a Sizalinda 04:00 Televendas 06:00 Nós RTP2 07:00 Zig Zag 15:05 Predadoras 15:25 Iniciativa 15:35 Mar das Índias (R/) 16:30 Sociedade Civil 18:00 A Fé dos Homens 18:32 Iniciativa (R/) 18:35 Ler +, Ler Melhor 18:40 Zig Zag 20:55 Ler +, Ler Melhor (R/) 21:00 Mar das Índias 22:00 Síntese 24 horas 22:25 Agora (Diários) 22:30 Dexter 23:30 Estado de Graça (R/) 00:30 Liberdade 21 01:15 Esec-tv 01:45 Agora (Diários) (R/) 02:00 Euronews SIC 06:00 Sic Notícias 07:00 Edição da Manhã 08:40 A Vida nas Cartas - O Dilema 10:15 Querida Júlia 13:00 Primeiro Jornal 14:40 Rosa Fogo 15:50 Boa Tarde 18:10 Senhora do Destino 19:10 Sangue Bom 20:00 Jornal da Noite 21:30 Sol de Inverno 22:25 Amor à Vida 22:45 Sorteio do Totoloto (no intervalo) 23:20 A Guerreira 00:55 CSI Las Vegas 01:40 EPT - European Poker Tour 02:40 As taras de Tara 03:45 Televendas TVI 06:30 Diário da Manhã 10:15 Você na TV! 13:00 Jornal da Uma 14:30 A Outra 16:00 A Tarde é Sua 18:00 Doce Fugitiva 18:30 I Love It 19:30 Casa dos Segredos 4 - Diário da Tarde 20:00 Jornal das 8 21:45 Belmonte 22:45 Destinos Cruzados 23:45 Casa dos Segredos 4 - Diário 00:30 Liga dos Campeões - Resumos 01:00 Casa dos Segredos 4 - Extra 02:00 Guestlist 02:30 Série - Segurança Nacional 03:30 O Último Beijo 05:00 TV Shop

Amanhã RTP1 06:30 Bom Dia Portugal 10:00 Praça da Alegria 12:15 Os Nossos Dias 13:00 Jornal da Tarde 14:15 Windeck - O Preço da Ambição 14:45 Éramos Seis 15:30 Portugal no Coração 18:00 Portugal em Direto 19:00 O Preço Certo 20:00 Telejornal 21:15 Bem-vindos a Beirais 22:00 Quem Quer Ser Milionário 23:00 5 Para a Meia-Noite 00:15 Ripper Street 01:15 O Homem Demolidor (Filme) 03:15 Ler +, Ler Melhor 03:30 Regresso a Sizalinda 04:15 Televendas 06:00 Nós RTP2 07:00 Zig Zag 15:05 Predadoras 15:25 Iniciativa 15:35 Mar das Índias (R/) 16:30 Sociedade Civil 18:00 A Fé dos Homens 20:00 Iniciativa (R/) 20:05 Ler +, Ler Melhor 20:15 Zig Zag 20:55 Ler +, Ler Melhor (R/) 21:00 Mar das Índias 22:00 Síntese 24 horas 22:25 Agora (Diários) 22:30 Anatomia de Grey 23:30 Estado de Graça (R/) 00:30 Liberdade 21 01:30 Agora (Diários) (R/) 01:40 Euronews SIC 06:00 Sic Noticias 07:00 Edição da Manhã 08:40 A Vida nas Cartas - O Dilema 10:15 Querida Júlia 13:00 Primeiro Jornal 14:40 Rosa Fogo 15:50 Boa Tarde 18:00 Liga Europa: Dnipro x Paços de Ferreira 20:00 Jornal da Noite 21:30 Sol de Inverno 22:25 Amor à Vida 23:20 A Guerreira 01:00 CSI Las Vegas 01:55 Cartaz Cultural 02:45 As taras de Tara 03:35 Televendas TVI 06:30 Diário da Manhã 10:15 Você na TV! 13:00 Jornal da Uma 14:30 A Outra 16:00 A Tarde é Sua 18:00 Doce Fugitiva 18:30 I Love It 19:30 Casa dos Segredos 4 - Diário da Tarde 20:00 Jornal das 8 21:45 Belmonte 22:45 Destinos Cruzados 23:45 Casa dos Segredos 4 - Diário 00:30 Casa dos Segredos 4 - Extra 02:00 Autores IV 03:00 Série - Segurança Nacional 04:00 O Último Beijo 05:00 TV Shop


agenda

Quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Cinemas PORTO DOLCE VITA Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 21h20, 00h35

Sugestões Os Smurfs M/6 Sessões: 10h30, 12h50, 15h20, 18h (V.Port./3D)

Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 14h, 16h30, 19h (V.Port./3D)

Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h15, 15h40, 18h30, 21h30, 00h10

Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 22h, 00h35

Um Dia M/12 Sessões: 13h40, 16h20, 19h, 21h20, 23h50

Os Smurfs M/6 Sessões: 12h50, 15h30, 18h30 (V.Port./3D) Um Dia M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 19h05, 21h50, 00h30 Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 12h30, 15h10, 17h50, 21h10, 23h50 Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h20, 16h, 18h40, 21h30, 00h10 Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h, 15h40, 18h50, 21h40, 00h25 Assim é o Amor M/12 Sessões: 12h40, 15h25, 18h10, 21h, 23h50 MAIA MAIASHOPPING Os Smurfs M/6 Sessões: 13h30, 16h, 18h40, 21h20, 23h50 (V.Port./3D) Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h20, 16h20, 19h, 21h50, 00h35 Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 21h10, 00h10 Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 13h40, 16h30, 19h10, 21h40, 00h20 Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h10, 15h50, 18h50, 21h30, 00h30 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 13h50, 16h10, 18h30 (V.Port.)

MATOSINHOS MAR SHOPPING O Último Destino 5 M/16 Sessões: 13h40, 16h20, 19h10, 22h, 00h30 Green Lantern - Lanterna Verde M/12 Sessões: 22h45 Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h20, 16h, 18h40, 21h50, 00h25 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 12h40, 15h10, 17h40, 20h (V.Port./3D) Sem Prada nem Nada M/12 Sessões: 21h20, 24h Os Smurfs M/6 Sessões: 13h10, 15h50, 18h30 (V.Port.) Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 12h50, 15h30, 18h20, 21h30, 00h10 Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 13h, 15h40, 18h10, 21h, 23h40 Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 18h50, 21h40, 00h20 ) VILA NOVA DE GAIA LUSOMUNDO GAIASHOPPING Carros 2 M/6 Sessões: 13h15, 15h45 (V.Port./3D) Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 18h25, 20h55, 24h Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h, 15h50, 18h50, 21h55, 00h35

NORTESHOPPING Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 19h10, 22h30

Super M/12 Sessões: 21h50, 00h25

Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 12h40, 15h10, 18h10, 22h, 00h35

Os Smurfs M/6 Sessões: 13h05, 15h35, 18h15, 20h50, 23h50 (V.Port./3D)

O Último Destino 5 M/16 Sessões: 13h10, 15h30, 18h20, 21h40, 00h30 Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h, 16h, 18h50, 22h, 00h45 Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 21h50, 00h25 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 10h50, 13h20, 15h50, 18h40 (V.Port./3D) Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 21h10, 23h40

O Primeiro de Janeiro | 11

Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 12h55, 15h40, 18h40, 21h30, 00h10 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 12h55, 15h, 17h20, 19h40 (V.Port.) Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 19h, 21h45, 00h40 Animais Unidos M/6 Sessões: 12h45, 14h55, 17h10, 19h25 (V.Port./3D) Harry Potter e os Talismãs da Morte: Parte 2 M/12 Sessões: 21h40, 00h30

Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 12h50, 15h05, 17h25, 19h45, 22h, 00h20 Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h25, 16h05, 18h45, 21h20, 00h15 UCI ARRÁBIDA 20 O Último Destino 5 M/16 Sala: Sala 1 Sessões: 14h, 16h30, 19h, 21h35, 00h35 A Ressaca - Parte II M/16 Sala: Sala 2 Sessões: 22h20, 00h40 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sala: Sala 2 Sessões: 13h40, 15h50 (V.Port.), 18h, 20h10 (V.Port./3D) Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sala: Sala 3 Sessões: 13h55, 16h25, 18h55, 21h25, 24h Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sala: Sala 4 Sessões: 14h10, 16h40, 19h05, 21h35, 00h05 Sem Prada nem Nada M/12 Sala: Sala 5 Sessões: 14h10, 16h45, 19h20, 21h50, 00h20 Larry Crowne M/12 Sala: Sala 6 Sessões: 18h30 Tinhas Mesmo Que Ser Tu M/12 Sala: Sala 6 Sessões: 13h50, 16h10, 21h30, 00h15 A Árvore da Vida M/16 Sala: Sala 7 Sessões: 18h45

Carros 2 M/6 Sala: Sala 8 Sessões: 13h40 (V.Port.) Eu Vi o Diabo M/16 Sala: Sala 8 Sessões: 16h10, 19h05, 22h, 00h55 Cowboys & Aliens M/12 Sala: Sala 9 Sessões: 14h, 16h30, 18h55, 21h25, 00h15 Assim é o Amor M/12 Sala: Sala 10 Sessões: 13h50, 16h35, 19h20, 22h, 00h40 Chefes Intragáveis M/12 Sala: Sala 11 Sessões: 14h10, 16h40, 19h15, 21h45, 00h20 Conan, o Bárbaro M/12 Sala: Sala 12 Sessões: 14h05, 16h45, 19h20, 21h55, 00h35 Conan, o Bárbaro M/12 Sala: Sala 13 Sessões: 13h45, 16h20, 18h55, 21h35, 00h15 (2D) Bem-vindo ao Sul M/12 Sala: Sala 14 Sessões: 14h15, 16h40, 19h10, 21h40, 00h10

Tempo HOJE

Amigos Coloridos M/12 Sala: Sala 16 Sessões: 13h50, 16h20, 18h50, 21h45, 00h25 Harry Potter e os Talismãs da Morte: Parte 2 M/12 Sala: Sala 17 Sessões: 15h, 17h55, 21h25, 00h15

Dia Europeu do Enoturismo

Animais Unidos M/6 Sala: Sala 18 Sessões: 14h10, 16h20 (V.Port./3D) Green Lantern - Lanterna Verde M/12 Sala: Sala 18 Sessões: 18h35, 21h15, 00h10 A Melhor Despedida de Solteira M/12 Sala: Sala 19 Sessões: 13h50, 16h35 Super 8 M/12 Sala: Sala 19 Sessões: 19h20, 21h55, 00h30 Um Dia M/12 Sala: Sala 20 Sessões: 14h, 16h40, 19h10, 22h, 00h40

GONDOMAR LUSOMUNDO - PARQUE NASCENTE Os Smurfs M/6 Sessões: 13h25, 16h, 18h35, 21h10, 23h50 (V.Port.) Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h45, 16h30, 19h15, 21h55, 00h40 O Último Destino 5 M/16 Sessões: 13h50, 16h20, 19h30, 22h, 00h30

Sem Remorsos M/12 Sala: Sala 7 Sessões: 14h05, 16h25, 21h40, 00h10

Os Smurfs

M/6 Sala: Sala 15 Sessões: 14h, 16h30, 18h55 (V.Port.), 21h20, 24h

Amigos Coloridos M/12 Sessões: 12h50, 15h20, 17h50, 21h20, 24h Green Lantern - Lanterna Verde M/12 Sessões: 21h15, 24h Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 13h10, 15h30, 18h (V.Port./3D) Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 15h, 17h40, 20h30, 23h Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h, 15h40, 18h25, 21h, 00h05 Um Dia M/12 Sessões: 14h10, 16h45, 19h20, 22h10, 00h45 Sem Prada nem Nada M/12 Sessões: 21h50, 00h20 Carros 2 M/6 Sessões: 13h40, 16h25, 19h (V.Port.) Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 14h30, 17h30, 20h40, 23h40 Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 14h45, 17h15, 20h, 22h30 Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h15, 15h50, 18h40, 21h40, 00h25

Entre 8 e 11 de novembro, Palmela apresenta um conjunto de iniciativas para os amantes do vinho e do turismo, no âmbito das comemorações do Dia Europeu do Enoturismo, promovidas pela Rede Europeia de Cidades do Vinho e a Associação de Municípios Portugueses do Vinho. O programa proposto pela Câmara Municipal de Palmela, em parceria com a Associação da Rota de Vinhos da Península de Setúbal, integra os Fins-de-Semana Gastronómicos do Moscatel de Setúbal, um Curso de Vinhos, um Circuito Enoturístico, um concerto de música em ambiente de adega, visitas e provas de vinhos e típica celebração do S. Martinho, entre outros. Trata-se de uma oportunidade privilegiada para passar um fim-de-semana em Palmela, com as suas paisagens deslumbrantes, em tons de outono, e aprofundar os conhecimentos sobre os vinhos da Península de Setúbal e os produtos locais de qualidade. Descontos e promoções exclusivos para utentes do Palmela Tourist Card. Na sua quinta edição, as comemorações do Dia Europeu do Enoturismo reúnem setenta cidades e rotas de vinho europeias no objetivo comum de valorização dos seus territórios enquanto ativos económicos, estimulando o turismo associado ao mundo do vinho. O Vereador do Pelouro, Luís Miguel Calha, realça a importância da «parceria estreita que o Município e a Associação da Rota de Vinhos da Península de Setúbal estabeleceram com a Associação dos Municípios Portugueses do Vinho e, mais recentemente, com a Rede Europeia de Cidades do Vinho, potenciando a criação de escala para a nossa oferta enoturística e levando, cada vez mais longe, o nome do concelho, da região e dos seus produtos diferenciadores».

Agricultura Electroacúsica

TODO O TERRITÓRIO: Céu muito nublado, diminuindo de nebulosidade a partir da tarde. Períodos de chuva,por vezes forte a norte do sistema montanhoso Montejunto-Estrela, passando a aguaceiros. Queda de neve nos pontos mais altos da serra da Estrela, descendo gradualmente a cota para os 800 metros a partir da tarde. Vento fraco a moderado (10 a 25 km/h) de sudoeste, temporariamente moderado a forte (30 a 45km/h) no litoral, rodando para noroeste, sendo forte (35 a 50 km/h) nas terras altas. Pequena subida da temperatura mínima. MADEIRA: Períodos de céu muito nublado. Aguaceiros fracos a partir do início da manhã, em especial nas vertentes norte. Vento em geral fraco (inferior a 20 km/h) de noroeste, rodando para leste. AÇORES: GRUPO OCIDENTAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Períodos de chuva, passando a aguaceiros. Vento sudoeste FORTE (50/65 km/h) com rajadas até 80 km/h, rodando para oeste e tornando-se muito fresco (40/50 km/h). GRUPO CENTRAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Períodos de chuva. Vento sudoeste muito fresco a FORTE (40/65 km/h) com rajadas até 80 km/h. GRUPO ORIENTAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Aguaceiros. Vento do quadrante sul fresco (30/40 km/h), tornando-se FORTE (50/65 km/h) com rajadas até 75 km/h.

AMANHÃ

TODO O TERRITÓRIO: Céu muito nublado, diminuindo de nebulosidade a partir da tarde. Períodos de chuva,por vezes forte a norte do sistema montanhoso Montejunto-Estrela, passando a aguaceiros. Queda de neve nos pontos mais altos da serra da Estrela, descendo gradualmente a cota para os 800 metros a partir da tarde. Vento fraco a moderado (10 a 25 km/h) de sudoeste, temporariamente moderado a forte (30 a 45km/h) no litoral, rodando para noroeste, sendo forte (35 a 50 km/h) nas terras altas. Pequena subida da temperatura mínima. MADEIRA: Períodos de céu muito nublado. Aguaceiros fracos a partir do início da manhã, em especial nas vertentes norte. Vento em geral fraco (inferior a 20 km/h) de noroeste, rodando para leste. AÇORES: GRUPO OCIDENTAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Períodos de chuva, passando a aguaceiros. Vento sudoeste FORTE (50/65 km/h) com rajadas até 80 km/h, rodando para oeste e tornando-se muito fresco (40/50 km/h). GRUPO CENTRAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Períodos de chuva. Vento sudoeste muito fresco a FORTE (40/65 km/h) com rajadas até 80 km/h. GRUPO ORIENTAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Aguaceiros. Vento do quadrante sul fresco (30/40 km/h), tornando-se FORTE (50/65 km/h) com rajadas até 75 km/h.

Ciclo de tertúlias musicais mensais dedicadas à música electroacústica, ao longo de todo o ano, na primeira Quinta-feira de cada mês, às 21h30, para dar a conhecer as principais correntes da história desta música, que veio revolucionar toda a criação musical dos últimos 60 anos. Lado a lado estarão as obras de referência que fizeram a história desta música e a produção actual com destaque para os criadores portugueses sempre com a presença dos próprios compositores para assim estabelecer um espaço de diálogo enriquecedor entre criadores e público. Venha participar neste espaço único de encontro, num ambiente descontraído, onde nos reunimos para ouvir música e conversar sobre liberdade, criatividade, inovação, resistência e arte.


1868

Há 144 anos, todos os dias consigo.

Director: Angela Amorim | Distribuição Gratuita | www.edvsemanario.pt |

|

GUY RYDER (OIT) REUNIU COM CAVACO SILVA

“Pessoas esperam resultados dos sacrifícios”

O Diretor-geral da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Guy Ryder, alertou ontem para o facto de as pessoas que são sujeitas a sacrifícios devido a programas financeiros de ajustamento, caso de Portugal, esperarem que as políticas executadas tragam resultados. No final de uma audiência com o Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, Ryder lembrou que desde que o programa de assistência financeira a Portugal foi acordado entre o Governo e a ‘troika’, em 2011, houve “uma deterioração na situação do mercado de trabalho” e que quem está sujeito a sacrifícios, “sem precedentes na história moderna [do país]”, espera que “as políticas executadas tragam resultados”. “Um em sete empregos foi perdido desde 2008 e dois terços deles foram perdidos nos últimos dois anos”, advertiu. Segundo a sua experiência, “as pessoas que enfrentam crises têm ter um retorno para os sacrifícios que são pedidos” e esperam que “as políticas tragam resultados”, pois “[aqueles] têm elevadas consequências”. Guy Ryder referiu também que o nível de justiça e a sua repartição são importantes para enfrentar a crise. No dia seguinte à Conferência de Alto Nível – “Enfrentar a Crise do emprego em Portugal: que Caminhos para o futuro?”, que decorreu segunda-feira na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, o dirigente máximo da OIT, depois de ter sido recebido pelo Presidente da República português, realçou que a taxa de desemprego em Portugal continua elevada em relação à média da União Europeia, só superada pela Grécia e a Espanha. Guy Ryder alertou também para as expectativas das pessoas que enfrentam crises como a portuguesa, pois a sua atitude é importante para a criação de emprego e o crescimento económico.

Diretor: Rui Alas Pereira (CP-2017). E-mail: ruialas@oprimeirodejaneiro.pt Redatores: Joaquim Sousa (CP-5632), Andreia Cavaleiro (CP-6983), Cátia Costa (Lisboa) e Vasco Samouco. Fotografia: Ivo Pereira (CP-3916) Secretariado de Direção: Sandra Pereira. Secretariado de Redação: Elisabete Cairrão. Publicidade: Conceição Carvalho (chefe), Elsa Novais (Lisboa, 918 520 111) e Fátima Pinto. E-mail: conceicao.carvalho@oprimeirodejaneiro.pt Morada: Rua de Santa Catarina, 489 2º - 4000-452 Porto. Contactos: redação - Tel. 22 096 78 47 - Tm: 912 820 510 E-mail: geral.cloverpress@oprimeirodejaneiro.pt - Publicidade - Telefone: 22 096 78 46, Fax: 22 096 78 45 Propriedade: Globinóplia, Unipessoal Lda. Edição: Cloverpress, Lda. NIF: 509 229 921 Depósito legal nº 1388/82 Impressão: Coraze, Telefs.910252676 / 910253116 / 914602969, Oliveira de Azeméis. Distribuição: Vasp. Tiragem: 20 000

Governo “mantém contactos permanentes” com Moçambique

“Portuguesa vítima de rapto na Matola O Governo português vê “com muita tristeza” a notícia do rapto de uma cidadã portuguesa em Moçambique e mantém “contactos permanentes” com o executivo moçambicano, informou o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas. Uma mulher portuguesa foi raptada ontem de manhã na Matola, cidade satélite de Maputo, capital de Moçambique, por três homens armados, informou uma fonte da comunidade. O rapto ocorreu no interior da empresa onde a portuguesa exerce funções de gestora financeira. Este é o segundo rapto envolvendo portugueses, depois de em meados de julho um empresário ter sido sequestrado. Desde então, refere o secretário de Estado José Cesário, o executivo português “tem mantido contactos permanentes com o Governo moçambicano” através da embaixada em Maputo e do cônsul geral, “no sentido de haver toda a atenção” em relação a estes casos. Sobre o rapto da cidadã ocorrido

ontem, José Cesário afirmou que o Governo está “a acompanhar” a situação e têm ocorrido “contactos entre membros” dos governos dos dois países. “Continuamos a transmitir ao Governo moçambicano toda a preocupação relativamente ao bem-estar e à segurança de cidadãos portugueses que estão em Moçambique”, disse o secretário de Estado das Comunidades. Admitindo que notícias como esta criem “algumas preocupações” entre a comunidade, José Cesário reiterou os apelos para que os emigrantes “tenham cautela e cuidado”. No entanto, sublinhou, “as pessoas que conhecem Moçambique sabem que, de um modo geral, os riscos são extremamente reduzidos”. O governante salientou que “há sempre riscos em qualquer país do mundo, isto acontece em Moçambique como acontece em qualquer sítio, como a Venezuela, Brasil ou África do Sul”. De acordo com dados oficiais do Ministério dos Negócios Estrangeiros

(MNE), estão inscritos cerca de 32 mil portugueses nos consulados-gerais de Maputo e da Beira, dos quais perto de 10 mil são expatriados. No final da semana passada, o MNE, através da secretaria de Estado das Comunidades, emitiu um alerta a recomendar aos viajantes que tenham “a maior cautela nas deslocações”, devido à “particular incidência de raptos” em Maputo. Os portugueses são aconselhados a “não frequentar locais isolados, evitar as rotinas, incluindo não efetuar diariamente os mesmos percursos, não exibir bens com valor monetário significativo e manter sempre a família ou pessoas de confiança informadas sobre as deslocações”. A onda de sequestros começou em 2011 e tem visado setores abastados da sociedade moçambicana. O cônsul geral de Portugal em Maputo, Gonçalo Teles Gomes, disse que os familiares da vítima já foram informados do sucedido, adiantou. A identidade da vítima e a identificação da empresa não foram divulgados.

Ministro da Justiça angolano confirma cooperação com Portugal, mas...

“Cimeira não se vai realizar” O ministro da Justiça angolano afirmou ontem que se mantém a cooperação entre Portugal e Angola, mas referiu que a cimeira bilateral não se vai realizar em fevereiro, como previsto, decorrendo depois através de “contactos bilaterais”. “A cooperação bilateral entre Angola e Portugal mantém-se, não há dificuldade

nenhuma e não me cabe aqui fazer interpretações ou comentários sobre aquilo que o Presidente da República [angolano, José Eduardo dos Santos] já disse”, afirmou o ministro da Justiça e Direitos Humanos angolano, Rui Mangueira, à Rádio Renascença e ao Diário Económico, à margem do Fórum Macau.

O governante disse que Angola está “a trabalhar normalmente” com Portugal e que não existe “dificuldade nenhuma” entre os dois países. “A única questão é que a cimeira que estava prevista para o mês de fevereiro não se vai realizar”, referiu, acrescentando que “depois vai verificar-se, através de contactos bilaterais”.

Professores de Português criticam novos programas

“Demasiado extensos e pouco profícuos” A Associação de Professores de Português criticou ontem o facto de não ter sido ouvida pelo Governo nos novos programas da disciplina que entraram em consulta pública, considerando-os “demasiado extensos” e “pouco profícuos” para os alunos. “Devíamos ter sido contactados para dar um primeiro parecer, para sugerir alterações caso o quiséssemos fazer a nível dos novos programas. Fomos confrontados pelas sete da tarde [de segunda-feira], como vem sendo hábito, com as coisas mais complexas que acontecem sempre ao lusco-fusco”, explicou a presidente da associação, Edviges Ferreira. A responsável da Associação de Professores de Português (APP) adiantou que irá agora elaborar um parecer, depois de ouvidas as suges-

tões dos colegas, enviando posteriormente ao ministério da Educação as alterações sugeridas, advertindo que “o mais certo” será “caírem em saco roto” como aconteceu em ocasiões anteriores. Segundo Edviges Ferreira, os autores da proposta para o novo programa do ensino secundário são os mesmos que fizeram o recente programa do ensino básico, pelo que teme que as sugestões da APP não vão contar para o Ministério da Educação e Ciência. A responsável reconheceu que fez apenas breve leitura da proposta, já que se trata de um documento de 60 páginas, que não pode ser “analisado numa hora ou de um dia para o outro”, demorando-se apenas na parte dos autores de língua portuguesa que entraram para o programa. “Fiz uma leitura em perfeita diagonal, e

só me centrei um bocadinho mais a nível do ‘corpus’ literário. Senti que tinha voltado à época em que havia um programa de português A e um B. O A com uma literatura para os alunos que seguiam Humanidades e o B virado para os alunos que seguiam Economia, Medicina e cursos técnicos”, explicou. “O programa de Português que se encontra em consulta pública retrocede há 20 anos atrás, pois trata-se de um programa com um ’corpus’ literário extremamente profundo”, advertindo que “não será profícuo” para os alunos. “Nós não somos executores, somos professores. Neste momento, ao olhar para o programa, sinto-me uma executora que tem à frente um ‘corpus’ que tem de cumprir porque tem metas a atingir e não pode fugir dali”, concluiu.


06 11 2013