Page 1

RECUPERAR PARA O ZENIT Técnico do FC Porto Paulo Fonseca fala em sarar as feridas

Há 144 anos, sempre consigo. 1868

Continente - 0,60 € (iva incluido) – Ilhas - S. Miguel e Madeira - 0,75 € (iva incluido) – Porto Santo 0,80 € (iva incluido)

Director: Angela Amorim | Distribuição Gratuita | www.edvsemanario.pt |

Diretor: Rui Alas Pereira | ISSN 0873-170 X |

|

DIÁRIO NACIONAL

Ano CXLV | N.º 224

Segunda-feira, 4 de novembro de 2013

MAGISTRADOS NÃO ACEITAM CORTES NOS SALÁRIOS DE FORMA PASSIVA

BASTA! OE2014 Seguro vai percorrer o país em plenários para debater proposta

BLOCO Catarina Martins diz que o seu partido não discute manifestos com a direita

n Depois da Associação Sindical dos Juízes ter avisado que “chegou a hora de dizer basta”, o Movimento Justiça e Democracia considera que os magistrados não podem aceitar os cortes nos salários “de forma passiva”, sublinhando que são “perfeitamente incomportáveis” para as pessoas. “Os juízes estão no limite da indignação e os portugueses estão, todos em geral, no limite da indignação”, destaca a juíza Cristina Esteves, aludindo ainda ao regime de exclusividade, “que não lhes permite procurar outra forma de sustento em qualquer situação adversa da vida”...

GOVERNO português “condena desacatos cometidos” na embaixada de Angola

S. JOÃO Criança que caiu com a mãe do 6.º andar não resistiu aos ferimentos


local Porto

2 | O Primeiro de Janeiro

Segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Vereador da CDU da Câmara Municipal do Porto defende

Substituição das placas de amianto nos bairros sociais Pedro Carvalho vai apresentar uma proposta que defende a substituição das placas de amianto nos bairros sociais do Porto. O vereador da CDU na Câmara do Porto vai levar este mês à reunião do executivo uma proposta defendendo a substituição das placas de amianto do Bairro da Mouteira e a identificação de casos semelhantes noutros bairros sociais da cidade. Em declarações no final de uma visita aquele bairro de Lordelo do Ouro, Pedro Carvalho salientou que este é “um imperativo legal que tem que ser resolvido” - a lei determina a substituição das placas de fibrocimento, ou amianto, dados os seus efeitos cancerígenos) - e com “a maior rapidez possível”. Apesar de relativa ao Bairro da Mouteira, a proposta da CDU defenderá também a identificação de situações semelhantes “em todos os bairros sociais do

PEDRO CARVALHO. Vereador da CDU da Câmara do Porto diz que não faz sentido “persistirem situações de telhados de fibrocimento, com estruturas em amianto em bairros sociais” Porto, independentemente de serem da competência municipal ou do IHRU [Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana]”. “Não faz sentido persistirem situações de telhados de fibrocimento, com estruturas em amianto, em bairros sociais. Esta é uma questão que já devia ter sido considerada prioritária há muito tempo”, sustenta Pedro Carvalho. Segundo o vereador comunista, “aquilo que for municipal tem que ser resolvido, e o que for do IHRU, embora a Câmara não possa intervir diretamente, pode exercer a sua influência para que as coisas possam ser resolvidas”. Aproveitando a intervenção

para substituição das placas de amianto dos telhados do Bairro da Mouteira, a CDU defende que se faça, ao mesmo tempo, a requalificação das fachadas no bairro, de forma a resolver os atuais problemas de impermeabilização que apresenta. “Este bairro, apesar de ser mais recente que outros dos anos 50, tem problemas de impermeabilização, nalguns casos maiores. Num bairro tão recente não é compaginável ter tantos problemas de infiltrações e humidades, quer dizer que a construção não foi da melhor qualidade”, sustentou. Construído no mandato de Fernando Gomes, em finais dos

anos 80/inícios dos anos 90, o Bairro da Mouteira tem um total de 336 fogos, distribuídos por 12 blocos, onde habitam cerca de 900 pessoas. Além da questão do fibrocimento, a estratégia da CDU para os bairros municipais da cidade do Porto defende que seja dada “prioridade aos seis bairros cujas obras de requalificação ficaram a meio por causa de ‘guerra’ da Câmara com o IHRU” e “às zonas onde os bairros foram demolidos - como o S. João de Deus e o S. Vicente Paulo - mas ficaram algumas habitações algo abandonadas e muito degradadas, onde continuam pessoas a residir”.

Reunião do Conselho Geral da Associação de Juízes no Porto

“Chegou a hora de dizer basta” Os juízes "estão no limite da indignação" com a sua situação e a dos tribunais, exigindo serem reconhecidos como "órgão de soberania", realçou o presidente da respetiva Associação Sindical, Mouraz Lopes. O dirigente falava no final de uma reunião do Conselho Geral da Associação Sindical dos Juízes (ASJ), no Porto, que visou preparara a Assembleia geral marcada para dia 9, em Coimbra, mais "o mais importante foi a unanimidade" face à situação que se vive no setor. "Ouvimos os colegas de todo o país demonstrar a necessidade de dizer um basta", salientou Mouraz Lopes. "Os juízes estão no limite da indignação. O que pedem é que seja reconhecido pela Assembleia da República e o Governo que nós somos um órgão de soberania com pessoas que trabalham

em exclusividade de funções, que vivem apenas e só do seu rendimento salarial e que têm que ter um estatuto protegido", realçou. Mouraz Lopes referiu que "protegido não é serem diferentes ou excecionais em relação aos outros cidadãos, é terem um estatuto jurídico e remuneratório que lhes permita, com total dignidade, desempenharam as funções de soberania". Os juízes dizem-se "indignados" com o Orçamento Geral do Estado para 2014, que consideram "claramente inconstitucional em relação aos cortes que são feitos e sobretudo em relação à lei orgânica dos tribunais e ao enorme corte do quadro dos juízes" proposto. O presidente da ASJ disse, ainda que as queixas recentes da Procuradoria-

Geral da República "são mais um sintoma do grande mal-estar" face à situação atual da justiça. Para Mouraz Lopes, "há um mal-estar institucional que tem de ser levado em consideração". "É tempo de dizer basta é e tempo de olhar para a justiça com os olhos que a justiça merece. A justiça não pode ser tratada a não ser como função de soberania", insistiu. Mouraz Lopes crê que a assembleia geral da ASJ do próximo dia 9 "irá certamente aprovar medidas que demonstrem esta insatisfação dos juízes, este momento de grande indignação", tendo, porém, acrescentado que "não vale a pena estar a antecipar cenários" quanto a isso. Instado, por outro lado, a pronunciar-se sobre as críticas que têm sido feitas ao Tribunal Constitucional

(TC), Mouraz Lopes considerou que "não se está a respeitar" aquele tribunal. "É isso tudo que tem criado este grande mal-estar e que nunca aconteceu nos últimos anos na justiça, em Portugal", sustentou. O dirigente considerou que "é inadmissível a pressão que está a ser feita quer nacional quer internacionalmente sobre o TC". "Isto nunca foi feito em lado nenhum da Europa. Nenhum país democrático faz pressões sobre os TC como foram feitas em Portugal nos últimos tempos, nenhum país que respeite a separação de poderes faz críticas violentíssimas à atuação do TC, atribuindo a causa, quase, da crise ao TC", afirmou, reforçando: "Isto não é feito em lado nenhum".

HOSPITAL DE S. JOÃO

Criança não resiste aos traumatismos

A criança de dois anos que na madrugada de sábado caiu com a mãe do 6.º andar de um prédio em Braga morreu pelas 04h00 no Hospital de S. João, no Porto, informou fonte daquela unidade hospitalar. O menino havia sido transferido no sábado do Hospital de Braga para o Porto, onde deu entrada "com politraumatismo" e permaneceu em "situação instável e em avaliação", acabando por não resistir aos ferimentos. A mãe, de 27 anos, morreu logo após a queda, que ocorreu pelas 00h57 de sábado num prédio da rua Dr. Aníbal Araújo Esmoriz, na freguesia de São Vítor, Braga. Segundo fontes do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Braga e da Companhia de Sapadores Bombeiros daquela cidade, mãe e filho caíram do 6.º andar da habitação onde residiam. A mãe morreu no local, tendo a criança sido transportada "em estado crítico, politraumatizado grave", para o Hospital de Braga, e posteriormente transferido para o Porto.

JOÃO SEMEDO (BE)

Crueldade social

O coordenador do Bloco de Esquerda (BE), João Semedo, acusa a EDP de “crueldade social” ao cortar a luz nos bairros portuenses do Lagarteiro e de Contumil, defendendo que o Governo “tem que exigir responsibilidade social” à empresa. “Quando se corta a eletricidade a pessoas que já vivem com tantas e tantas dificuldades isso é crueldade social. A EDP não vende automóveis, não vende bicicletas, vende um serviço de enorme impacto social e não pode ignorar as consequências das atitudes como esta que acaba de tomar”, afirmou João Semedo durante uma visita ao bairro do Lagarteiro. A EDP Distribuição cortou na quinta-feira e na sexta-feira o fornecimento de energia em várias habitações dos bairros do Lagarteiro e de Contumil, onde existiam, nalguns casos há vários anos, dezenas de ligações ilegais de eletricidade.


regiões

Segunda-feira, 4 de Novembro de 2013

O Primeiro de Janeiro | 3

Conselho Metropolitano de Lisboa tenta eleger o seu presidente

Mais uma ronda CDU considera que deve ocupar a presidência por ser a força política com mais Câmaras. PS e PSD defendem cargo para presidente da CML. GNR nas estradas até dia 14

Segurança rodoviária reforçada na Golegã No âmbito da XXXVIII Feira Nacional do Cavalo, XV Feira Internacional do Cavalo Lusitano e Feira de S. Martinho, a Guarda Nacional Republicana realiza, até 12 de novembro, uma operação com “o objetivo de garantir a segurança dos visitantes”. A operação «Golegã 2013» envolve diversas valências da GNR, designadamente o posto de comando, componente de Trânsito e Territorial, Forças de Intervenção e Ordem Pública, Cinotécnia, Investigação Criminal, Patrulhas a Cavalo e meios Moto e Ciclo. De forma a garantir a fluidez do trânsito, estarão condicionadas algumas ruas e que existem à disposição dos visitantes parques de estacionamento, alguns dos quais reservados a pesados e outros a pessoas de mobilidade reduzida.

O Conselho Metropolitano de Lisboa (CML) volta a tentar eleger o seu presidente, hoje, depois do impasse entre os autarcas da CDU e do partido socialista na semana passada. A CDU considera que deve ocupar a presidência do Conselho por ser a força política com mais Câmaras, enquanto os socialistas defendem que António Costa, presidente da Câmara de Lisboa, deve ocupar o cargo porque o PS foi o partido com maior número de votos na região, sendo as autarquias da CDU menos representativas. A coligação que dirigiu a AML nos últimos anos acabou por abandonar a reunião da passa-

Impasse. Conselho Metropolitano de Lisboa (CML) volta a tentar eleger o seu presidente, hoje, apesar do diferendo entre autarcas da CDU e do PS

da semana, causando falta de quórum e transferindo a decisão para esta segunda-feira. No entanto, segundo a lei, nesta segunda reunião não serão precisas as presenças dos 18 presidentes de Câmara, bastando a presença de um terço, ou seja, seis deles, para estar considerada a existência de quórum e validar a votação. A CDU conquistou a presidência de nove das 18 câmaras da Área Metropolitana de Lisboa (AML), o PS seis, o PSD duas e o movimento independente liderado por Paulo Vistas ficou à frente da Câmara de Oeiras. Este impasse coloca-se porque a nova lei que regula o estatuto das Áreas Metropolitanas é omissa quanto ao sistema de votação da liderança do conselho. Ao lado do PS, o PSD defende que “ninguém tem dúvidas de que a presidência deve ser assumida pelo presidente da Câmara de Lisboa devido ao peso institucional que tem”, afirmou o presidente de Cascais, Carlos Carreiras.

Líder da concelhia do PS-Braga

Padre candidato

Greve na Soflusa com adesão de 100%

O padre António Sousa Fernandes anunciou ser candidato à liderança da concelhia do PS-Braga por considerar ser “imprescindível” um “rosto de mudança” para reconstruir o partido depois da derrota nas eleições autárquicas de 29 de setembro. Numa carta dirigida aos militantes socialistas, ontem revelada, Sousa Fernandes explica que o partido sofreu “o maior revés” da sua história em Braga “em

consequência do processo de escolha dos candidatos” deixando “evidente o estado de desagregação” do PS-Braga. Sousa Fernandes irá disputar o lugar com o ex-vereador do Urbanismo no executivo liderado por Mesquita Machado, e segundo na lista do PS nas últimas autárquicas, Hugo Pires que, quarta-feira, se apresentou como candidato a líder daquela concelhia socialista. “Foi, tendo em conta as circuns-

Segundo a administradora da Águas do Algarve

A primeira manhã de greve na Soflusa, responsável pelas ligações fluviais Barreiro/Lisboa, registou uma adesão de 100%, sem que nenhuma carreira tivesse sido efetuada, segundo o Sindicato dos Transportes Fluviais. Os trabalhadores da Soflusa iniciaram, na madrugada de ontem, uma greve parcial de sete dias, que vai afetar diariamente as ligações entre Barreiro e Lisboa nas horas de ponta. Segundo disse o dirigente sindical Carlos Costa, na primeira madrugada de greve “todos os navios estiveram parados”. Em relação aos dias de semana, de 4 a 8 de novembro a última ligação vai ocorrer à 01h30, no sentido Barreiro/Terreiro do Paço, e às 02:00 no percurso inverso, com a ligação a regressar à normalidade a partir das 10:40. Os trabalhadores da Soflusa estão contra os impactos do novo regime jurídico do setor público empresarial, considerando que vão sofrer um redução salarial de cerca de 100 euros.

Municípios algarvios devem 74 milhões O consumo de água no Algarve no último verão aumentou 4% relativamente ao de 2012, subida que pode ser explicada pelo acréscimo de turistas neste ano, revelou, ontem, a administradora da Águas do Algarve (AdA). Segundo Isabel Soares, esta variação no consumo de água da rede refletiu-se nas faturas dos municípios mais turísticos, como Albufeira, Portimão ou Loulé, cujas contas mensais de água podem atingir um milhão de euros durante o verão. Entretanto, a dívida total dos municípios algarvios à empresa cifrava-se, no final de setembro, ainda em aproximadamente 74 milhões de euros. Este ano, foram pagos cerca de 20 milhões de euros de dívida por parte das autarquias.

tâncias em que o partido mergulhou, que propus fossem desenvolvidos todos os esforços para encontrar pontos de união entre os militantes que dão corpo a esta estrutura concelhia, assim contribuindo para reabilitar o partido junto do eleitorado, credibilizando a sua ação, que, particularmente em situação de oposição nos órgãos municipais, se revela fundamental para os interesses de Braga”, explicou.


nacional

4 | O Primeiro de Janeiro

Segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Catarina Martins (BE) recusa debater “manifestos com a direita”

“Não há nenhuma base” para discutir A coordenadora do Bloco de Esquerda diz que o partido "não debate manifestos eleitorais da direita" nem discutesobre o guião da reforma do Estado

"O BE Não debate manifestos eleitorais da direita. Não conhecemos nenhuma proposta para a reforma do Estado até agora. Entendemos que qualquer reforma do Estado terá de ter indicadores sobre o estado do país, indicadores económicos, projeções (...), poderá ter medidas indicadas, mas terá de ter a quantificação das medidas e a projeção do resultado dessas medidas no tempo", declarou a coordenadora do Bloco em conferência de imprensa na sede do partido, em Lisboa. Para Catarina Martins, "não existe nenhum documento do Governo" com essas características,

BLOCO DE ESQUERDA. Catarina Martins reafirma que “não há nenhuma base para nenhum tipo de discussão” com o Governo pelo que "não há nenhuma base para nenhum tipo de discussão" com o BE sobre o guião apresentado na semana passada pelo viceprimeiro-ministro, Paulo Portas. O vice-primeiro-ministro anunciou na semana passada que o Governo pretende preparar uma redução do IRS para 2015 e que quer inscrever na Constituição a 'regra de ouro' do défice, ou seja, inscrever na legislação dos Estados-membros um limite ao défice e à dívida. Após a apresentação do chamado "guião para a reforma do Estado", o PSD desafiou os partidos para um debate sobre a matéria, em concreto o PS, através de missivas endereçadas pelo vice-presidente e porta-voz dos sociais-democratas, Marco António Costa.

Entretanto, o BE apresentou um plano fiscal para a recuperação da economia, incorporando nesse documento a criação de uma taxa sobre a banca direcionada para um fundo de gestão da dívida pública. A criação de uma taxa de 0,2% sobre o ativo das instituições de crédito (exceto 'tier' 1 - medida para avaliar a solvabilidade de um banco), e cuja receita, estimada em mil milhões de euros, seja "direcionada diretamente para um fundo de gestão da dívida pública", é uma das propostas do partido para o setor fiscal português. As medidas foram apresentadas em conferência de imprensa na sede do Bloco, em Lisboa, pela coordenadora do partido, Catarina Martins, que acusou o Governo de, com a sua política de

austeridade, "deitar ao lixo" um total de 22 mil milhões de euros "da capacidade produtiva do país". Os bloquistas elencam três princípios no campo fiscal para uma maior justiça económica: a utilização estratégica do IRC e do IRS, acabar com o planeamento fiscal e taxar a banca para pagar a dívida. No que diz respeito ao IRC, o BE quer criar uma sobretaxa de 10% sobre os lucros empresariais acima dos 12,5 milhões de euros, numa receita fiscal estimada de 800 milhões de euros, e lançar também uma taxa de IRC reduzida de 15% para entidades cuja atividade principal se situe em áreas prioritárias, como as zonas do interior ou as de taxa de desemprego acima da média nacional. O partido quer também modificar o IRS, para este ser "completamente progressivo, mais simples, justo e verificável" e onde todos os rendimentos passem a ser englobados e taxados de forma progressiva. Além dos salários, todas as maisvalias, juros, dividendos e rendas seriam englobados no IRS, defendeu ainda Catarina Martins. O BE quer ainda acabar com a "fuga consentida" aos impostos das grandes empresas que é o planeamento fiscal, propondo, por exemplo, a eliminação das isenções concedidas na distribuição de dividendos e mais-valias para o exterior. "As medidas combinadas de IRC e IRS que propomos permitem anular os cortes em salários e pensões bem como a sobretaxa de IRS. Permitem, portanto, proteger as pessoas que vivem em Portugal, proteger as famílias, ao mesmo tempo que permitem dinamizar a economia", declarou a coordenadora do Bloco.

Governo português condena “desacatos” contra embaixada de Angola

Reforço da proteção e segurança

O governo português condenou ontem "os desacatos cometidos" esta manhã contra a embaixada de Angola em Lisboa, "por um grupo de desconhecidos", que provocaram danos materiais. De acordo com um comunicado do Ministério dos Negócios Estrangeiros, foi contactado "o embaixador de Angola em Lisboa e foram tomadas pelas autoridades policiais as medidas necessárias para apurar responsabilidades e reforçar a proteção e a segurança da missão diplomática angolana". O assessor de imprensa da representação diplomática disse que o edifício foi “vandalizado por elementos desconhecidos” durante a madrugada. “Não sabemos ao certo quem eram, nem quantos eram”, acrescentou Estevão Alberto, referindo que do incidente resultou a quebra de vidros da fachada principal do edifício, situado na Avenida da República, em Lisboa, e que os prejuízos ainda não estão contabilizados. Estêvão Alberto disse que “as autoridades policiais foram contactadas e estiveram no local a fazer a perícia”. Fonte da direção nacional da PSP confirmou o incidente, ocorrido pelas 06h00 da manhã e adiantou que a situação foi comunicada à polícia por um segurança da embaixada. "Verificou-se que foram arremessadas pedras da calçada" contra a fachada o edifício, que o partiram os vidros do ‘hall’ de entrada e da sala de visitas, acrescentou.

António José Seguro presente em vários plenários do PS por todo o país

Debates sobre Orçamento de Estado 2014 O secretário-geral do PS vai marcar este mês presença em vários plenários que o partido agendou para todo o país para debater a situação política e o Orçamento do Estado para 2014, segundo informação avançada ontem pelos socialistas. Em comunicado, o PS indicou que António José Seguro vai estar presente em várias iniciativas, que visam debater a “situação política, nomeadamente a que decorre de um Orçamento do Estado que impõe mais e novos sacrifícios aos portugueses”. Com a presença de diri-

gentes nacionais, os plenários decorrem até 22 de novembro e incluem a discussão das propostas do PS para o país. “São convidados para participar nestes plenários os militantes e os candidatos autárquicos independentes nas listas do PS”, lêse no comunicado. Para o PS, o terceiro Orçamento do Estado da maioria PSD/CDS “insiste na receita da austeridade e dos cortes cegos numa estratégia de trágico empobrecimento do país”. O próximo plenário está marcado para hoje, em Beja, com a participação do dirigente nacional Óscar Gaspar.

. .


segunda-feira, 4 de Novembro de 2013

economia

O Primeiro de Janeiro | 5

Portas no Fórum para a Cooperação Económica e Comercial China e países lusófonos

“Novo ciclo” de cooperação arranca em Macau Portas diz que Governo está aberto “a um reforço do investimento” da China em Portugal e quer aprofundar a “parceria estratégica”. AICEP e o combate ao desemprego no País

“Último bastião” O presidente da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), considera que a descida do desemprego “será o último bastião” da crise que o País atravessa. “Há dois indicadores, a dívida e o desemprego, que vão levar anos a recuperar”, disse, ontem, Pedro Reis, sublinhando que para haver crescimento de emprego são necessários dois fatores:”crescimento económico e investimento”, o que ainda está “longe de se conseguir”. “O investimento, atualmente, é muito capital intensivo, ou seja, é preciso um rácio muito elevado entre o valor de investimento e os postos de trabalho que cria”, reforçou. “A única maneira de recuperarmos o emprego, de uma forma realista, é gerarmos investimento suficiente e reanimarmos a economia portuguesa”, apontou, sublinhando: “até essa equação estar fechada, o desemprego será o último bastião desta crise.” No entanto, Pedro Reis disse acreditar que a taxa de desemprego esteja estabilizada, uma vez que “as empresas já fizeram o seu ajustamento”. O presidente da AICEP disse, ainda, que os dossiês sobre setores de investimento em Portugal já foram enviados ao Ministério da Economia e estão a “semanas” de serem divulgados.

O vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, acredita que os países lusófonos e a China vão dar “um salto em frente” nas relações comerciais, durante o encontro de governantes e empresários que vai decorrer em Macau esta semana. “Há boas razões para considerar que vamos dar um salto em frente nesta relação, que é singular e específica, que o mundo lusófono não deve delegar noutros, e que une uma das grandes potências mundiais -a República Popular da China - com um concerto de nações de vários continentes, em várias posições económicas, com crescente importância em termos das relações políticas e económicas internacionais e que tem como traço de união uma língua, o português”, afirmou. O governante vai chefiar a delegação de Portugal à 4ª Conferência Ministerial do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Fórum Macau), que se realiza amanhã e quarta feira. A comitiva portuguesa inclui ainda o secretário de Estado da Inovação, Investimento e Competitividade, Pedro Gonçalves, o presidente do AICEP, Pedro Reis, além de representantes dos principais bancos e de algumas empresas - que vão participar também num encontro de empresários da China e dos países de língua portuguesa. Governantes da China e de sete países de língua portuguesa, entre os quais um primeiro-ministro, um vice-presidente e três vice-primeiros-ministros, reúnem-se para dinamizar as relações económicas e iniciar “um novo ciclo” de cooperação. «Novo ciclo, novas oportunidades» é também o lema da IV reunião ministerial. “Bom clima de cooperação”

Este encontro, sustentou Portas, “representa o reconhecimento

mútuo, por parte da China e dos países lusófonos, da importância que uma e outros têm”. Os países lusófonos entendem que a China tem “níveis de crescimento económico e transformação social com uma importância crescente nas relações internacionais”, ao passo que “a importância que o Governo chinês dá a este fórum significa também o reconhecimento da importância do mundo lusófono”, disse o vice-primeiro-ministro, recordando que aquele país não realiza, com esta frequência, encontros com nenhum outro bloco de países. “O investimento, quer chinês nos países lusófonos, quer lusófono na China, estimula confiança, a confiança traduz amizade e a amizade desenvolve um bom clima de cooperação”, defendeu. Portugal pode assumir neste encontro um lugar particular. “É membro da União Europeia, é fundador da Comunidade de Países de Língua Portuguesa, tem uma relação muito especial com África e com a América Latina e é um país cuja história e universalidade o tornou conhecido no Mundo inteiro”, sustentou. Aprofundar “parceria estratégica”

Macau. Portas chefia a delegação de Portugal à 4ª Conferência Ministerial do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial com a China

Seminário em Atenas

Parlamento Europeu debate recuperação económica

O Parlamento Europeu promove, hoje, em Atenas, um seminário para debater soluções para a recuperação económica da Europa, que junta eurodeputados e especialistas de seis países, incluindo Portugal. «O Sul para o Crescimento [South for Growth]» é o nome da iniciativa política, que vai juntar peritos e eurodeputados de Portugal, Grécia, Itália, Irlanda e Espanha, bem como o presiden-

te do Parlamento Europeu, Martin Schulz. Segundo o gabinete de informação em Portugal do PE, o evento pretende discutir propostas concretas para uma recuperação económica europeia, liderada pelos países do sul e subvencionados. Amanhã, as atenções voltamse novamente para Bruxelas e para a apresentação das projeções económicas de outono da Comissão Europeia. Na quinta-feira, o Conselho de Governadores do BCE reúne-se, mas deve agir sem surpresas e manter a taxa de juro diretora inalterada nos 0,5%, o valor mais baixo de sempre.

O vice-primeiro-ministro disse, ainda, que o Governo português está aberto “a um reforço do investimento” da China em Portugal e quer aprofundar a “parceria estratégica” entre os dois países. “Estamos abertos a um reforço do investimento no nosso País. Queremos abrir mais mercados na China para as nossas empresas exportadoras”, assumiu Paulo Portas. Segundo o governante, “o investimento é o fator mais crítico” para Portugal neste momento. “Portanto nós temos de estar abertos à captação de investimento estrangeiro, tal como temos que perceber que, numa economia global, o sistema fiscal é importante para a captação de investimento, porque se o sistema global português for muito pesado do ponto de vista das empresas, o investimento estrangeiro vai para outros países que sejam mais convidativos. Por isso estamos a fazer um esforço de consenso para que o nosso IRC seja mais competitivo”, referiu.


desporto

6 | O Norte Desportivo

segunda-feira, 4 de Novembro de 2013

FC Porto prepara partida decisiva contra Zénit com palestra de uma hora

Curar as feridas Paulo Fonseca falou com jogadores durante uma hora, para dissecar empate frente ao Belenenses. Jogo decisivo na «Champions». O FC Porto iniciou, ontem, a preparação para o embate com o Zenit, quarta-feira, em São Petersburgo, para a Liga dos Campeões, com a sessão a ficar marcada por uma palestra de Paulo Fonseca que teve a duração de uma hora. Na «ressaca do empate de ontem com o Belenenses (1-1), para a 9.ª jornada da Liga, o técnico portista aproveitou para conversar com os jogadores em pleno relvado e antes do início dos trabalhos. Paulo Fonseca contou com a presença de 22 jogadores, entre os quais o médio nigeriano da equipa B, Mikel. Quintero (lesionado), Fucile e Izmailov (dispensados para tratarem de assuntos pessoais) e ainda o guardião Kadú (alinhou pela equipa B, no sábado) foram as únicas ausências do treino. Recorde-se que o FC Porto e Benfica estão «obrigados» a vencer os seus jogos da quarta jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões para continuarem a depender apenas de si próprios para atingirem os oitavos de final. Os tricampeões lusos e os finalis-

Grande Prémio do Abu Dhabi

Sétima vitória consecutiva do campeão Vettel

«Champions». FC Porto «obrigado» a vencer o Zenit, em São Petersburgo, para continuar a depender apenas de si próprio tas vencidos da Liga Europa não conseguiram justificar nas três primeiras rondas o estatuto de cabeças de série e podem ficar, virtualmente, afastados da fase seguinte, e do sonho da final da Luz, caso tombem em São Petersburgo e Atenas, respetivamente. Terceiros dos respetivos agrupamentos, FC Porto, quarta-feira frente ao Zenit, e Benfica, amanhã perante o Olympicos, precisam de fazer em reduto alheio o que não conseguiram em casa - os portistas perderam (0-1) e os benfiquistas empataram (1-1).

A vitória é, desta forma, o único resultado que colocará os dois clubes lusos nos lugares de apuramento, numa altura em que Atlético de Madrid (Grupo G) e Paris Saint-Germain (C), praticamente apurados, têm a primeira ocasião para selar a qualificação, a duas rondas do final. O empate manterá tudo em aberto para os dois clubes lusos, mas os «dragões» serão sempre terceiros, pois perderam em casa com os russos, enquanto os «encarnados» têm que conseguir uma igualdade a dois ou mais golos para

ascenderem ao segundo posto. Aos jogos da quarta ronda, os «encarnados» chegam bem mais moralizados do que os «dragões», já que venceram por 3-0 a Académica, em Coimbra. Por seu lado, os adversários das equipas lusas conseguiram resultados semelhantes, com o Zenit a ficar-se por um empate caseiro (Danny marcou no 1-1 com Amkar Perm), mas, como o FC Porto, a manter a liderança, e o Olympiacos a ganhar fora ao rival Panathinaikos por 1-0, graças a um tento a acabar de Mitroglu.

Equipa de Couceiro vence Estoril por 2-0

Vitória na Amoreira 19 anos depois Os golos de Paulo Tavares e Tiago Terroso deram, ontem, o triunfo ao Vitória de Setúbal, que não vencia na Amoreira há quase 20 anos, diante o Estoril-Praia (2-0), na nona jornada da I Liga. A última vitória sadina na Amoreira remontava a 27 de março de 1994, também por 2-0, com golos de Chiquinho Carlos e Chiquinho Conde. Na última temporada, os canarinhos venceram por 3-0, com golos de Luís Leal, Evandro e Jefferson, este último agora ao serviço do Sporting. Com o início do jogo tudo levava a crer que o Estoril-Praia iria manter a quarta posição na I Liga,

V. Setúbal. Paulo Tavares marcou o primeiro golo da vitória sadina na Amoreira

contudo a ponta final do segundo tempo provou o contrário, muito por «culpa» da organização do Vitória de Setúbal, que tudo fez para tapar os caminhos da baliza e contou com a preciosa colaboração do guarda-redes Kieszek. Assente em 4-2-3-1, o EstorilPraia dominou as ações de jogo no primeiro tempo, tendo os sadinos, em 4-3-3, a primeira oportunidade apenas aos 22 minutos, quando Cardozo, num remate traiçoeiro, obrigou o guarda-redes Vagner a voar e a ceder canto. Na segunda parte, apesar do caudal ofensivo ser bastante forte para o lado dos estorilis-

tas, foram os comandados de José Couceiro que se adiantaram no marcador. João Pedro Galvão carregou Cardozo na área e Jorge Sousa assinalou grande penalidade, que acabou convertida por Paulo Tavares. Até ao final, o Estoril-Praia carregou com tudo para tentar chegar à igualdade, embora tenha sido impotente para levar a melhor sobre a bem montada defesa sadina. Mesmo em cima do apito final, Vagner deixou a bola nos pés de Tiago Terroso, que não se fez de rogado e atirou de primeira por cima do guarda-redes do Estoril-Praia.

O já tetracampeão do Mundo de Fórmula 1 Sebastian Vettel (Red Bull) ganhou, ontem, o Grande Prémio do Abu Dhabi, a sua sétima vitória consecutiva e a 11ª. nesta época. O alemão concluiu as 55 voltas à frente do seu companheiro de equipa na Red Bull, Mark Webber, e de Niko Rosberg. Ao vencer no Abu Dhabi, Vettel conseguiu a sua sétima vitória consecutiva, igualando a marca do compatriota Michael Schumacher que datava de 2004 e ficando a duas vitórias consecutiva do máximo de sempre, as nove de Alberto Ascari, em 1952 e 1953.

Campeonato do Mundo de WTCC

Monteiro conquista corrida em Xangai O piloto português Tiago Monteiro venceu, ontem, a segunda corrida da 11.ª prova do Campeonato do Mundo de Carros de Turismo (WTCC), no circuito chinês de Xangai, na qual tinha garantido a «pole positio»”. Esta foi a primeira vitória do português ao volante do Honda Civic, que permite a Tiago Monteiro manter o décimo lugar na classificação de pilotos, agora com 142 pontos. “Estamos a chegar ao final da época e esta vitória é muito importante para mim porque mostra realmente o excelente trabalho que temos vindo a fazer e dá motivação extra”, finalizou.


parque fechado

8 | O Primeiro de Janeiro

Segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Novo Porsche Panamera Turbo S atinge os 310 km/h

Novo estatuto no segmento O novo Panamera Turbo S é o mais rápido, mais potente e mais luxuoso Gran Turismo da história da Porsche, com uma potência de 570 cv para uma velocidade máxima de 310 km/h. Há também, pela primeira vez, uma versão Executive com mais 15 cm de distância entre eixos. Vão estrear mundialmente no Salão Automóvel de Tóquio, que abre ao público a 22 de Novembro

As características desportivas e luxuosas do novo Porsche Panamera Turbo S começam, antes das capacidades dinâmicas, no seu aspecto exterior. A cor Cinzento Palladium metalizada, disponível apenas para o novo topo de gama, confere-lhe uma aparência especial e exclusiva e enaltece-lhe os contornos elegantes. As jantes de 20 polegadas provenientes do 911 Turbo II, maiores e mais largas do que as de série das restantes versões, ajudam ao conjunto, e o aileron traseiro de quatro vias é outra característica única. O novo Panamera tem também uma extensa lista de equipamento, incluindo, de série, todos os sistemas dinâmicos para a condução. O sistema de estabilização activo Porsche Dynamic Chassis Control (PDCC) reduz a inclinação do veículo na entrada das curvas e melhora a agilidade e o conforto. O sistema Porsche Torque Vectoring Plus (PTV Plus) trabalha a distribuição variável do binário nas rodas traseiras para, em combinação com o diferencial autoblocante electrónico no eixo traseiro, assegurar uma melhor tracção sob quaisquer condições de condução. E graças ao Porsche Ceramic

Composite Brake (PCCB), tem uma capacidade de travagem de elevada performance, particularmente resistente à fadiga e ao desgaste. O sistema de direcção é variável com a velocidade (Power Steering Plus) e o modelo conta ainda com o Porsche Active Suspension Management (PASM), amortecedores controlados electronicamente e suspensão pneumática adaptativa com volume adicional de ar.

Mais 50 cavalos

Graças à revisão de componentes, foi conseguido um incremento de 50 cavalos relativamente ao Panamera Turbo. A Porsche utiliza no Panamera Turbo S dois novos turbocompressores com maior capacidade, que aumentam o fluxo de ar e injectam mais oxigénio na câmara de combustão em carga máxima a mais elevada velocidade. Para além disso, a pressão de injecção aumentou 20 bar para 140 bar. Estas medidas possibilitam cargas mais elevadas nos componentes, absorvidas por pistões numa nova liga de alumínio e com segmentos

especialmente revestidos. Trazem duas novas vantagens: ao preparar a mistura de combustível/ar na câmara de combustão de forma mais eficiente, o binário também aumenta em 50 Nm, para os 750 Nm entre as 2200 rpm e as 5000 rpm (800 Nm com overboost); depois, os consumos do Panamera Turbo S são iguais aos do Panamera

Turbo - 10,2 l/100 km, menos 11% do que o antecessor. O sistema de escape desportivo do Panamera Turbo S possibilita aos condutores ouvirem o som da competição sempre que desejem, através de um canal acústico que pode ser accionado ao pressionar um botão e que direcciona o som do motor directamente para o habi-

táculo. Para além disso, os cilindros são comandados individualmente quando se troca para uma relação superior de caixa, permitindo que a rotação do motor caia mais rapidamente e que a embraiagem engrene de imediato, num efeito acústico que lembra o «borbulhar» característico de um motor de oito cilindros.


parque fechado

8 | O Primeiro de Janeiro

Sport Chrono realça o desportivo

O novo Porsche Panamera Turbo S também está logicamente preparado para uma condução dinâmica e desportiva, através do pacote Sport Chrono, de série, que coordena a potência e o chassis com um toque num botão, para garantir uma resposta desportiva consistente. E a função overboost é activada nos modos Sport e Sport Plus, bem como num kick-down em modo Normal. E a função de arranque de corrida Launch Control garante a melhor aceleração possível no arranque, com a óptima coordenação da resposta da gestão do motor e o programa da caixa Porsche Doppelkupplung (PDK), que permite que o novo Panamera Turbo S acelere dos 0 aos 100 km/h em 3,8 segundos. O chassis tem também, de série, todos os sistemas activos da Porsche para este Gran Turismo. O sistema Porsche Active Suspension Management (PASM) é a peça central, combinando a suspensão pneumática adaptativa e os amortecedores adaptativos. Ajusta continuamente a força dos amortecedores e adapta-os às condições da estrada e ao estilo de condução. Utilizando o botão do PASM na consola central, o condutor pode alternar entre os três mapas – Comfort, Sport e Sport Plus. Ao mesmo tempo, a suspensão pneumática adaptativa tem a capacidade de activar diferentes compressões da mola. A combinação do PDCC e do PTV Plus significa que o Panamera Turbo S tem, de série, a mais avançada versão do chassis para o Panamera. O PDCC previne que a carroçaria oscile no eixo longitudinal ao aplicar um binário contrário,

utilizando as barras estabilizadoras activas nos dois eixos, e melhora o equilíbrio do veículo através da distribuição dinâmica de rolamento. A melhoria da agilidade é conseguida porque os pneus se mantêm constantemente na posição ideal na estrada. A distribuição variável do rolamento da carroçaria também influencia directamente nas capacidades de direcção do veículo. As vantagens oferecidas pelo PDCC em termos de dinâmica são enaltecidas ainda mais pelo Porsche Torque Vectoring Plus, sistema que controla de forma variável e electrónica o diferencial traseiro com efeito autoblocante. O sistema optimiza o comportamento e a tracção para uma experiência de condução desportiva. O Panamera Turbo S está equipado de série com o PCCB. Estes poderosos travões de cerâmica testados em competição com pinças de travão amarelas trazem claras vantagens face aos travões de disco de fundição. A redução das massas suspensas em aproximadamente 50%, uma resposta mais rápida da direcção e a resistência à corrosão garantem a máxima performance.

Interior de luxo e requinte

A síntese entre exclusividade e carácter desportivo do novo Porsche Panamera Turbo S é mantida no interior em pele com decoração bicolor de série. Tem o novo Pacote de Madeira de Nogueira escura e inclui detalhes em vermelho, complementados com o escudo Porsche nos encostos de cabeça dianteiros. Os bancos dianteiros com ajustes eléctricos em 14 vias são de série e combinam com o Pacote de memória, que compreende a

extensão do assento bem como o suporte lombar e a coluna de direcção regulável electricamente. Tanto os assentos dianteiros como os traseiros têm aquecimento de série, e a ventilação dos bancos também está disponível de série no Panamera turbo S Executive. Atrás, com dois lugares individuais com um apoio de braços central reclinável, oferece generosa habitabilidade para pernas e cabeça, mesmo para passageiros

Segunda-feira, 4 de novembro de 2013

mais altos. E os passageiros que viagem atrás no Panamera Turbo S Executive fazem-no de forma ainda mais luxuosa: os bancos individuais têm mais 12 centímetros no espaço para as pernas, todos os bancos têm ventilação activa e as cortinas eléctricas possibilitam uma maior privacidade. As janelas com isolamento acústico e térmico, que incluem vidros escurecidos, o pacote interior de luzes para a traseira e uma grande

consola central atrás são apenas alguns equipamentos opcionais que pertencem, de série, a esta versão. E ambos os passageiros traseiros estão protegidos com airbags laterais em caso de embate. Em Portugal, o Porsche Panamera Turbo S vai custar 232.278 euros e o Panamera Turbo S Executive 249.867 euros. Ambos estão disponíveis para encomenda imediata e chegam ao mercado a partir de 31 de Janeiro de 2014.


publicidade/editais

Segunda-feira, 4 de Novembro de 2013

ANTÓNIO BONIFÁCIO (Lic.º Dtº. U. Coimbra) ADMINISTRADOR DE INSOLVÊNCIA * (c. idf. 369-DGAJ-MJ) Telm. 96 435 14 42 ** antonio.bonifacio@sapo.pt (m/refª 516)

«O PRIMEIRO DE JANEIRO», 4/11/2013

ANÚNCIO VENDA POR PROPOSTA EM CARTA FECHADA

APENSO DA LIQUIDAÇÃO Leva-se ao conhecimento do Tribunal e do credor hipotecário, nos termos e para os efeitos do art.º164.2 do Cire, a seguinte tentativa de venda:

REGULAMENTO DA VENDA (na modalidade de proposta, por qualquer meio, e posteriormente confirmada por carta , via CTT( para dar certeza da apresentação), por ser a mais conveniente para o caso, e para o bom desempenho da função, economia de recursos, celeridade e transparência e certezas ) art. 164º.1, in fine Cire. (envia-se modelo de proposta para confirmação quando pedido ao AI)

Hipotecas

BCP

1 MMA: 110.347,40 € 2 MMA: 7.513,50 €

***

BCP

1 MMA: 110.347,40 € 2 MMA: 7.513,50 €

***

Preferência Remição Credores garantidos preferentes 165 cire

Hipotecas

40.000 €

Maia

Avaliação (valor de mercad)

2.000 €

Vermoim

Cotitularidade no aparcamento na sub-cave

32.409.54 €

479 – K

1520

VPT

3.771.27 €

2

32.000 €

Cotitularidade numa habitação no 3º andar

Preço mínimo a anunciar para a venda = 80%

1.600 €

Maia

40.000 €

479 – BG

Vermoim

2.000 €

1520

Verba 1

Valor base

1 – Identificação dos bens, valor e outras informações: cfr. Quadro infra. 2 – Valor: Descrição

** Comissão de Credores, como órgão colegial de liquidação, deve decidir em acta. (artº 69), o valor a fixar, presumindo-se a sua adesão no silêncio, decorridos 10 dias. *** Credor hipotecário – Banco Comercial Português, SA, representado pelo Dr. António Araújo. Rua Fernão Vaz Dourado, 77/83, 4150-322 Porto. Tel. 226 186 505. Fax. 226 106 284 Mandatária da insolvente: Dr.ª Sandra Viana. Tel./Fax. 229 673 236 E-mail. sandraviana-10762p@adv.oa.pt

3- As propostas são sempre confirmadas, via CTT (questão de certeza) até ao próximo dia 15 de Novembro de 2013, para Apartado 47, 4634 – 909 Marco de Canavezes. Devem mencionar a identificação completa do proponente, fotocópia do BI/NIPC, endereço e contacto, e ainda caução efectiva de 20% da respectiva proposta, (podendo ser usado o impresso modelo que se disponibiliza) O preço e os eventuais impostos não isentos serão pagos nos 15 dias seguintes (seguidos). 4- Cada verba é vendida no estado físico e jurídico em que se encontra, sem quaisquer garantias, sendo fiel depositário o A.I., Dr. António Bonifácio, Telf. 96 435 14 42 Todos os encargos com a aquisição são da conta do comprador, nomeadamente todo o IMI em dívida, registos, alvarás, licenças, etc. 5 – Nos 10 dias seguintes ao termo do prazo para a recepção das propostas que fazem presumir a adesão a estas condições de venda, o resultado das mesmas, será comunicado pelo AI a todos os interessados e ao Tribunal, por relatório. 6 – É dado cumprimento ao artº 161º, 164º e outros do Cire, presumindo-se o acordo tácito se nada for dito, e serão atendidos os direitos de preferência / remissão / cedência de posição, etc, após a notificação dos resultados da venda aos insolventes (singulares) e interessados conhecidos, que tenham manifestado tal interesse por escrito, junto do AI, para exercerem tal direito, nos 10 dias seguintes. Verificando-se situações de empate, repetir-se-á a notificação aos interessados para que licitem entre eles, num prazo de 3 dias. 7 – Vai publicado, pelo menos, no “O Primeiro de Janeiro,”, com edição on-line, alargando a área de difusão a todo o País (e estrangeiro) ou, em qualquer outro jornal, mediante sugestão de interessado. Vai, ainda, difundido por todos os investidores conhecidos do AI, habituados a compras de bens apreendidos, podendo ser utilizado o impresso, modelo proposta, usado, habitualmente, para o efeito por este AI. 8- Aceita-se qualquer outra proposta noutros termos, para ponderação do AI, mas fica a adjudicação condicionada ao parecer favorável da C. C. 9- Vai cópia à CC (existindo), presumindo-se a sua concordância, tirada do silêncio deste órgão colegial (artº 69 Cire) não se opondo, no prazo de 10 dias. 10- O (s) credor (es) hipotecário (s) é (são) convidado (s) a requerer (em) a adjudicação nos termos do artº 164.3 e 4 do Cire, no prazo e condições ali estipuladas (devendo enviar caução de 20% sob pena de ineficácia da proposta). 11 – Apenas se aplicam os princípios do Processo Executivo previsto no CPC, em tudo quanto não estiver especificamente previsto neste anúncio (art.º164 in fine CIRE) Funchal, 31.10.2013

«O PRIMEIRO DE JANEIRO», 4/11/2013

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares

Agrupamento de Escolas de Campo, Valongo

Aviso Encontra-se aberto pelo prazo de 10 dias úteis, a contar da data de publicação do aviso no Diário da República do procedimento concursal comum de recrutamento para ocupação de 8 (oito) postos de trabalho (m/f) em regime de contrato de trabalho em funções públicas a termo resolutivo certo a tempo parcial (4h por dia), até 17 de dezembro de 2013, para a carreira e categoria de assistente operacional grau1 (horas de limpeza) neste Agrupamento. Para mais informações, consultar o Aviso nº13337/2013,publicado no Diário da República – II Série nº 212, de 1/11/2013, ou na página electrónica da escola em www.eb23-pde-americo.com, ou Serviços Administrativos do Agrupamento de Escolas de Campo. Valongo/Campo, 01de novembro de 2013 A Subdiretora, Virgínia da Conceição Matos Varandas

DEPARTAMENTO DE PUBLICIDADE Telefone: 22 096 78 46

Fax: 22 096 78 45

Nos autos acima identificados procede-se à venda por propostas em carta fechada dos bens, apreendidos para a massa insolvente, e infra identificados, os quais serão adjudicados a quem oferecer o maior preço acima do abaixo anunciado. Foi designado o próximo dia 25 de Novembro de 2013 pelas 14,00 horas para a abertura de propostas em carta fechada, presidida pelo Mmo. Juiz do processo, devendo as propostas serem apresentadas na Secretaria Judicial do referido Tribunal, até à hora da abertura das propostas (14,00 horas), acompanhadas de um cheque visado no montante de 20% do valor proposto para a aquisição, ou garantia bancária, no mesmo valor. Direito e acção à herança ilíquida e indivisa por óbito de João Freitas Garcia (2/3)

. Preço (mínimo): propostas só acima deste valor.

Escritório: Cº. S. Martinho 127 – 9000-273 Funchal

Administrador de Insolvência: Dr. José da Costa Araújo, com escritório na Rua José António P. P. Machado, nº 369 1º Esqº, 4750 – 309 Barcelos Telefone: 253 824116 / Fax: 253 821065 Processo nº: 3185/12.0TBSTS – 1º Juízo Cível Insolventes: Maria Emília Sousa Ferreira Garcia

(tentativa de venda)

CRP Concelho

«O PRIMEIRO DE JANEIRO», 4/11/2013 TRIBUNAL JUDICIAL DE SANTO TIRSO 1º JUÍZO CÍVEL Pr. General Humberto Delgado 4780-376 Santo Tirso

Processo de Insolvência Nº 4308/13.7TBMAI – 4ºJ Insolv. Paulo Sérgio Sousa Barros”, Nif: 195 394 160 Morada: Rua 1º de Janeiro, 63 R/C, Águas Santas, 4425-002 Maia Mandatário: Dr.ª Sandra Viana. Tel./Fax. 229 673 236 E-mail. sandraviana-10762p@adv.oa.pt

Matriz Freguesia

O Primeiro de Janeiro | 9

Verba nº 1 (Fracção autónoma sem o estabelecimento): Fracção autónoma, composto por estabelecimento comercial, n.º 3, rés-do-chão, Drt. com 85,50 m2, sito no Lugar de Vilar, freguesia de S. Mamede do Coronado, concelho da Trofa descrito na Conservatória do Registo Predial da Trofa sob o n.º 693/19951103 – J São Mamede do Coronado e inscrito na respectiva matriz no artigo 1586 – J. Valor a anunciar para a venda: € 43.333,00 x 85% € 36.833,05 Verba nº 2 (Imóvel) Prédio urbano, composto por casa rés-do-chão e 1.º andar destinado a comércio, habitação e quintal, sito no lugar de Vilar, freguesia de São Mamede do Coronado, concelho da Trofa, descrito na Conservatória do Registo Predial da Trofa sob o n.º1817/ 20080305 São Mamede do Coronado e inscrito na matriz predial respectiva no artigo 690. Valor a anunciar para a venda: € 116.667,00 x 85% € 99.166,95 Verba nº 3 (Imóvel) Fracção autónoma, destinada ao comércio ou indústria no rés-dochão Drt. com entrada pelo n.º 31, com 40 m2, com divisão na cave com 24 m2, sito Na Rua Sidónio Pais, freguesia de Nogueira, concelho da Maia descrito na Conservatória do Registo Predial da Maia sob o n.º 280/19891004 – B Nogueira e inscrito na respectiva matriz no artigo 978 – B. Valor a anunciar para a venda: € 26.667,00 x 85% € 22.666,95 Verba nº 4 (Móveis) Diversos bens móveis nomeadamente, de cozinha, de escritório, etc. Valor a anunciar para a venda: € 600,00 x 85% € 510,00 Verbas nºs 5 e 6 (Quota) Quota da sociedade “Maria Emília Garcia, Unipessoal, Lda.” (estabelecimento e recheio) Valor a anunciar para a venda: € 30.000,00 x 85% € 25.500,00 Os bens serão mostrados a quem o pretender, pelo Administrador de Insolvência, no próximo dia 15 de Novembro de 2013, entre as 10,30h a as 12,30 horas ou em qualquer outro dia, mediante, marcação prévia, pelo telefone acima indicado. O Administrador de Insolvência, José da Costa Araújo

Ganhe convites duplos com o “O PRIMEIRO DE JANEIRO”

Rua de Santa Catarina, n.º 489 4000-446 Porto Telefone: 22 096 78 46 Tlm: 91 282 06 79 Fax: 22 096 78 45

email: conceicao.carvalho@oprimeirodejaneiro.pt


agenda

10 | O Primeiro de Janeiro

Telefones Úteis Hospitais

Farmácias de serviço

São João Tel. 225 512 100 Pediátrico Maria Pia Tel. 226 089 900 Linha Azul 226 099 674 Maternidade Júlio Dinis Tel. 226 087 400 Psiquiátrico Conde Ferreira Tel. 225 022 031 Magalhã es Lemos Tel. 226 192 400 Privados Ordem do Carmo Tel. 222 008 113 Ordem da Lapa Tel. 225 502 828

Ultramar, 1800 Balteiro 4430-432 Vilar de Andorinho

MAIA Aeroporto – Avª do Aeroporto – Moreira da Maia – Tel. 229 471 994

FELGUEIRAS J. Reis – Rua Rebelo Carvalho / 4610-212 Felgueiras Tel. 255 922 640

GONDOMAR Bela Vista – Rua Alto Barreiros, 639 – Fânzeres – Tel. 224 640 212 Carrilho – Rua Eduardo Castro Cardona, 1033 – S. Pedro da Cova Tel. 224 649 789

Ordem da Trindade Tel. 222 083 656 Prelada - Tel. 228 330 600 Militar Reg. Nº1 Tel. 226 063 011/ 12/13 Santa Maria Tel. 225 504 844

MATOSINHOS José Morais – Praceta António Sérgio, 319 – Cruz de Pau – Tel. 229 385 367

São Francisco Tel. 222 008 441 CONCELHO DE MATOSINHOS Distrital -Tel. 229 372 091

VILA NOVA DE GAIA PERMANENTE D’Arrábida - CC Arrabida Shopping, Lj 030 Praceta Henrique Moreira 4400-346 São Pedro da Afurada Gonçalves - Avenida São Salvador 233, 4415-943 Seixezelo Tel 227 640 009 Tavares da Silva - Rua Heróis do

Pedro Hispano Tel. 229 391 000 Linha Azul 229 391 100 CONCELHO DE V. N. GAIA Eduardo Santos Silva Tel. 227 865 100 227 839 001 Vila Nova de Gaia Tel. 223 778 100/ 223 754180

Hoje

PORTO PERMANENTE Costa Cabral – Rua de Costa Cabral, 1832 – Tel. 225 020 780 Pombeiro – Campo Mártires da Pátria, 151/154 (aos Clérigos) – Tel. 228 318 697

VALONGO Central – Av.ª 5 de Outubro, 57 / 4440-503 Valongo Tel. 224 220 111

AMARANTE São Gonçalo – Estrada nacional 15 333, Madalena 4600 Amarante Tel. 225 425 418

LOUSADA Fonseca – Rua Santo António, 554 – Silvares / 4620-651 Lousada Tel. 255 912 141 MARCO DE CANAVESES Farmácia Cabanelas - Lugar de Eiro Soalhães - Tel. 255511565 PAREDES Ruão – Rua 1.º Dezembro – Castelões, Cepeda – Tel. 255 777 578 PENAFIEL Sameiro – Rua D. António F Gomes, 230-B – Tel. 255 713 071/2/3 SANTO TIRSO Central – Tel. 252 852 923 TROFA Trofense – Rua Costa Ferreira, C. C. Loja 2 – Tel. 252 412 543

Banda Desenhada

ZÉ do boné

Sr. Perfeito

Passatempos

Televisão

Serviço permanente

Santo António Tel. 222 077 500 Linha Azul 222 084 601

O horário é bom… o salário também não é mau… não pede experiência

É o emprego perfeito para mim

Segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Tenho de rasgar esta folha antes que a Flo a veja

RTP1 06:30 Bom Dia Portugal 10:00 Praça da Alegria 12:15 Os Nossos Dias 13:00 Jornal da Tarde 14:15 Windeck - O Preço da Ambição 14:45 Éramos Seis 15:30 Portugal no Coração 18:00 Portugal em Direto 19:00 O Preço Certo 20:00 Telejornal 21:00 Bem-vindos a Beirais 22:00 Quem Quer Ser Milionário 23:00 Prós e Contras 00:30 5 Para a Meia-Noite 01:45 Crazy Horse (Filme) 04:00 Ler +, Ler Melhor 04:15 Televendas 06:00 Nós RTP2 07:00 Zig Zag 15:05 Predadoras 15:30 Iniciativa 15:35 Vasco Santana - O Bom Português 16:27 Sociedade Civil 18:00 A Fé dos Homens 18:34 Iniciativa (R/) 18:37 Ler +, Ler Melhor 18:45 Zig Zag 20:50 Ler +, Ler Melhor (R/) 21:00 Mar das Índias 21:54 A Hora da Sorte 22:00 Síntese 24 horas 22:24 Agora (Diários) 22:30 O Mentalista 23:30 Estado de Graça (R/) 00:30 Liberdade 21 01:15 Caleidoscópio - Universidade Lusófona 01:45 Agora (Diários) (R/) 02:00 Euronews SIC 06:00 Sic Notícias 07:00 Edição da Manhã 08:45 A Vida nas Cartas - O Dilema 10:15 Querida Júlia 13:00 Primeiro Jornal 14:25 Rosa Fogo 15:55 Boa Tarde 18:15 Senhora do Destino 19:15 Sangue Bom 20:00 Jornal da Noite 21:30 Sol de Inverno 22:25 Amor à Vida 23:20 A Guerreira 00:55 CSI Las Vegas 01:50 Inimigos do Estado 02:15 As taras de Tara 03:15 Televendas TVI 06:30 Diário da Manhã 10:15 Você na TV! 13:00 Jornal da Uma 14:30 A Outra 16:00 A Tarde é Sua 18:00 Doce Fugitiva 18:30 I Love It 19:30 Casa dos Segredos 4 - Diário da Tarde 20:00 Jornal das 8 21:45 Belmonte 22:45 Destinos Cruzados 23:45 Casa dos Segredos 4 - Diário 00:30 Casa dos Segredos 4 - Extra 02:00 Série - Segurança Nacional 03:00 O Último Beijo 04:00 É a vida Alvim! 05:00 TV Shop

Amanhã RTP1 06:30 Bom Dia Portugal 10:00 Praça da Alegria 12:15 Os Nossos Dias 13:00 Jornal da Tarde 14:15 Windeck - O Preço da Ambição 14:45 Éramos Seis 15:30 Portugal no Coração 18:00 Portugal em Direto 19:00 O Preço Certo 20:00 Telejornal 21:00 Bem-vindos a Beirais 22:00 Quem Quer Ser Milionário 23:00 5 Para a Meia-Noite 00:15 Ripper Street 01:15 Filme a Designar 03:00 Ler +, Ler Melhor 03:15 Regresso a Sizalinda 04:00 Televendas 06:00 Nós RTP2 07:00 Zig Zag 15:05 Predadoras 15:30 Iniciativa 15:35 Mar das Índias (R/) 16:28 Sociedade Civil 18:00 A Fé dos Homens 18:34 Iniciativa (R/) 18:38 Ler +, Ler Melhor 18:45Zig Zag 20:58 Ler +, Ler Melhor (R/) 21:00 Mar das Índias 22:00 Síntese 24 horas 22:23 Agora (Diários) 22:30 Mad Men 23:30 Estado de Graça (R/) 00:30 Liberdade 21 01:00 E:2 - Escola Superior de Comunicação Social 01:45 Agora (Diários) (R/) 02:00 Euronews SIC 06:00 Sic Notícias 07:00 Edição da Manhã 08:40 A Vida nas Cartas - O Dilema 10:15 Querida Júlia 13:00 Primeiro Jornal 14:40 Rosa Fogo 15:50 Boa Tarde 18:10 Senhora do Destino 19:10 Sangue Bom 20:00 Jornal da Noite 21:30 Sol de Inverno 22:25 Amor à Vida 23:20 A Guerreira 00:55 CSI Las Vegas 01:50 Inimigos do Estado 02:10 As taras de Tara 03:15 Televendas TVI 06:30 Diário da Manhã 10:15 Você na TV! 13:00 Jornal da Uma 14:30 A Outra 16:00 A Tarde é Sua 18:00 Doce Fugitiva 18:30 Casa dos Segredos 4 - Diário da Tarde 19:00 Jornal das 8 19:30 Liga dos Campeões - Olympiacos x Benfica 21:30 Euromilhões 21:45 Belmonte 22:45 Casa dos Segredos 4 - Nomeações 00:30 Liga dos Campeões - Resumos 01:00 Casa dos Segredos 4 - Extra 02:00 Série - Segurança Nacional 03:00 O Último Beijo 04:00 É a vida Alvim! 05:00 TV Shop


agenda

Segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Cinemas PORTO DOLCE VITA Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 21h20, 00h35

Sugestões Os Smurfs M/6 Sessões: 10h30, 12h50, 15h20, 18h (V.Port./3D)

Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 14h, 16h30, 19h (V.Port./3D)

Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h15, 15h40, 18h30, 21h30, 00h10

Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 22h, 00h35

Um Dia M/12 Sessões: 13h40, 16h20, 19h, 21h20, 23h50

Os Smurfs M/6 Sessões: 12h50, 15h30, 18h30 (V.Port./3D) Um Dia M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 19h05, 21h50, 00h30 Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 12h30, 15h10, 17h50, 21h10, 23h50 Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h20, 16h, 18h40, 21h30, 00h10 Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h, 15h40, 18h50, 21h40, 00h25 Assim é o Amor M/12 Sessões: 12h40, 15h25, 18h10, 21h, 23h50 MAIA MAIASHOPPING Os Smurfs M/6 Sessões: 13h30, 16h, 18h40, 21h20, 23h50 (V.Port./3D) Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h20, 16h20, 19h, 21h50, 00h35 Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 21h10, 00h10 Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 13h40, 16h30, 19h10, 21h40, 00h20 Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h10, 15h50, 18h50, 21h30, 00h30 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 13h50, 16h10, 18h30 (V.Port.)

MATOSINHOS MAR SHOPPING O Último Destino 5 M/16 Sessões: 13h40, 16h20, 19h10, 22h, 00h30 Green Lantern - Lanterna Verde M/12 Sessões: 22h45 Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h20, 16h, 18h40, 21h50, 00h25 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 12h40, 15h10, 17h40, 20h (V.Port./3D) Sem Prada nem Nada M/12 Sessões: 21h20, 24h Os Smurfs M/6 Sessões: 13h10, 15h50, 18h30 (V.Port.) Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 12h50, 15h30, 18h20, 21h30, 00h10 Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 13h, 15h40, 18h10, 21h, 23h40 Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 18h50, 21h40, 00h20 ) VILA NOVA DE GAIA LUSOMUNDO GAIASHOPPING Carros 2 M/6 Sessões: 13h15, 15h45 (V.Port./3D) Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 18h25, 20h55, 24h Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h, 15h50, 18h50, 21h55, 00h35

NORTESHOPPING Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 19h10, 22h30

Super M/12 Sessões: 21h50, 00h25

Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 12h40, 15h10, 18h10, 22h, 00h35

Os Smurfs M/6 Sessões: 13h05, 15h35, 18h15, 20h50, 23h50 (V.Port./3D)

O Último Destino 5 M/16 Sessões: 13h10, 15h30, 18h20, 21h40, 00h30 Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h, 16h, 18h50, 22h, 00h45 Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 21h50, 00h25 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 10h50, 13h20, 15h50, 18h40 (V.Port./3D) Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 21h10, 23h40

Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 12h55, 15h40, 18h40, 21h30, 00h10 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 12h55, 15h, 17h20, 19h40 (V.Port.) Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 19h, 21h45, 00h40 Animais Unidos M/6 Sessões: 12h45, 14h55, 17h10, 19h25 (V.Port./3D) Harry Potter e os Talismãs da Morte: Parte 2 M/12 Sessões: 21h40, 00h30

Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 12h50, 15h05, 17h25, 19h45, 22h, 00h20 Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h25, 16h05, 18h45, 21h20, 00h15 UCI ARRÁBIDA 20 O Último Destino 5 M/16 Sala: Sala 1 Sessões: 14h, 16h30, 19h, 21h35, 00h35 A Ressaca - Parte II M/16 Sala: Sala 2 Sessões: 22h20, 00h40 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sala: Sala 2 Sessões: 13h40, 15h50 (V.Port.), 18h, 20h10 (V.Port./3D) Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sala: Sala 3 Sessões: 13h55, 16h25, 18h55, 21h25, 24h Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sala: Sala 4 Sessões: 14h10, 16h40, 19h05, 21h35, 00h05 Sem Prada nem Nada M/12 Sala: Sala 5 Sessões: 14h10, 16h45, 19h20, 21h50, 00h20 Larry Crowne M/12 Sala: Sala 6 Sessões: 18h30 Tinhas Mesmo Que Ser Tu M/12 Sala: Sala 6 Sessões: 13h50, 16h10, 21h30, 00h15 A Árvore da Vida M/16 Sala: Sala 7 Sessões: 18h45 Sem Remorsos M/12 Sala: Sala 7 Sessões: 14h05, 16h25, 21h40, 00h10 Carros 2 M/6 Sala: Sala 8 Sessões: 13h40 (V.Port.) Eu Vi o Diabo M/16 Sala: Sala 8 Sessões: 16h10, 19h05, 22h, 00h55 Cowboys & Aliens M/12 Sala: Sala 9 Sessões: 14h, 16h30, 18h55, 21h25, 00h15 Assim é o Amor M/12 Sala: Sala 10 Sessões: 13h50, 16h35, 19h20, 22h, 00h40 Chefes Intragáveis M/12 Sala: Sala 11 Sessões: 14h10, 16h40, 19h15, 21h45, 00h20 Conan, o Bárbaro M/12 Sala: Sala 12 Sessões: 14h05, 16h45, 19h20, 21h55, 00h35 Conan, o Bárbaro M/12 Sala: Sala 13 Sessões: 13h45, 16h20, 18h55, 21h35, 00h15 (2D) Bem-vindo ao Sul M/12 Sala: Sala 14 Sessões: 14h15, 16h40, 19h10, 21h40, 00h10 Os Smurfs

Tempo HOJE TODO O TERRITÓRIO: Céu muito nublado, diminuindo de nebulosidade a partir da tarde. Períodos de chuva,por vezes forte a norte do sistema montanhoso Montejunto-Estrela, passando a aguaceiros. Queda de neve nos pontos mais altos da serra da Estrela, descendo gradualmente a cota para os 800 metros a partir da tarde. Vento fraco a moderado (10 a 25 km/h) de sudoeste, temporariamente moderado a forte (30 a 45km/h) no litoral, rodando para noroeste, sendo forte (35 a 50 km/h) nas terras altas. Pequena subida da temperatura mínima. MADEIRA: Períodos de céu muito nublado. Aguaceiros fracos a partir do início da manhã, em especial nas vertentes norte. Vento em geral fraco (inferior a 20 km/h) de noroeste, rodando para leste. AÇORES: GRUPO OCIDENTAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Períodos de chuva, passando a aguaceiros. Vento sudoeste FORTE (50/65 km/h) com rajadas até 80 km/h, rodando para oeste e tornando-se muito fresco (40/50 km/h). GRUPO CENTRAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Períodos de chuva. Vento sudoeste muito fresco a FORTE (40/65 km/h) com rajadas até 80 km/h. GRUPO ORIENTAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Aguaceiros. Vento do quadrante sul fresco (30/40 km/h), tornando-se FORTE (50/65 km/h) com rajadas até 75 km/h.

AMANHÃ

O Primeiro de Janeiro | 11

TODO O TERRITÓRIO: Céu muito nublado, diminuindo de nebulosidade a partir da tarde. Períodos de chuva,por vezes forte a norte do sistema montanhoso Montejunto-Estrela, passando a aguaceiros. Queda de neve nos pontos mais altos da serra da Estrela, descendo gradualmente a cota para os 800 metros a partir da tarde. Vento fraco a moderado (10 a 25 km/h) de sudoeste, temporariamente moderado a forte (30 a 45km/h) no litoral, rodando para noroeste, sendo forte (35 a 50 km/h) nas terras altas. Pequena subida da temperatura mínima. MADEIRA: Períodos de céu muito nublado. Aguaceiros fracos a partir do início da manhã, em especial nas vertentes norte. Vento em geral fraco (inferior a 20 km/h) de noroeste, rodando para leste. AÇORES: GRUPO OCIDENTAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Períodos de chuva, passando a aguaceiros. Vento sudoeste FORTE (50/65 km/h) com rajadas até 80 km/h, rodando para oeste e tornando-se muito fresco (40/50 km/h). GRUPO CENTRAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Períodos de chuva. Vento sudoeste muito fresco a FORTE (40/65 km/h) com rajadas até 80 km/h. GRUPO ORIENTAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Aguaceiros. Vento do quadrante sul fresco (30/40 km/h), tornando-se FORTE (50/65 km/h) com rajadas até 75 km/h.

M/6 Sala: Sala 15 Sessões: 14h, 16h30, 18h55 (V.Port.), 21h20, 24h Amigos Coloridos M/12 Sala: Sala 16 Sessões: 13h50, 16h20, 18h50, 21h45, 00h25 Harry Potter e os Talismãs da Morte: Parte 2 M/12 Sala: Sala 17 Sessões: 15h, 17h55, 21h25, 00h15 Animais Unidos M/6 Sala: Sala 18 Sessões: 14h10, 16h20 (V.Port./3D) Green Lantern - Lanterna Verde M/12 Sala: Sala 18 Sessões: 18h35, 21h15, 00h10 A Melhor Despedida de Solteira M/12 Sala: Sala 19 Sessões: 13h50, 16h35 Super 8 M/12 Sala: Sala 19 Sessões: 19h20, 21h55, 00h30 Um Dia M/12 Sala: Sala 20 Sessões: 14h, 16h40, 19h10, 22h, 00h40

GONDOMAR LUSOMUNDO - PARQUE NASCENTE Os Smurfs M/6 Sessões: 13h25, 16h, 18h35, 21h10, 23h50 (V.Port.) Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h45, 16h30, 19h15, 21h55, 00h40 O Último Destino 5 M/16 Sessões: 13h50, 16h20, 19h30, 22h, 00h30 Amigos Coloridos M/12 Sessões: 12h50, 15h20, 17h50, 21h20, 24h Green Lantern - Lanterna Verde M/12 Sessões: 21h15, 24h Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 13h10, 15h30, 18h (V.Port./3D) Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 15h, 17h40, 20h30, 23h Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h, 15h40, 18h25, 21h, 00h05 Um Dia M/12 Sessões: 14h10, 16h45, 19h20, 22h10, 00h45 Sem Prada nem Nada M/12 Sessões: 21h50, 00h20 Carros 2 M/6 Sessões: 13h40, 16h25, 19h (V.Port.) Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 14h30, 17h30, 20h40, 23h40 Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 14h45, 17h15, 20h, 22h30 Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h15, 15h50, 18h40, 21h40, 00h25

“Sonoridades & Sabores” é o nome de um roteiro de música tradicional e gastronomia que acontecerá no interior do concelho do Odemira, nos meses de novembro e dezembro, e que convidará a provar os melhores petiscos da região e ouvir canto ao baldão, viola campaniça, acordeonistas, poetas populares e muito mais. Para anotar na agenda e não perder: no dia 16 de novembro no Café Seara, na localidade de Monte da Estrada (freguesia de Relíquias); no dia 30 de novembro no Café Fonte Nova, em S. Martinho das Amoreiras; no dia 14 de dezembro no Café Flor da Serra, em Ribeira do Ruivo (freguesia de S.Teotónio); e no dia 28 de dezembro no Café Ângelo, na aldeia de Cortes Pereiras (freguesia de Santa Clara-a-Velha). Esta iniciativa é promovida pela Associação para o Desenvolvimento de AmoreirasGare e pelo Município de Odemira, com o apoio das Juntas de Freguesia de Relíquias, S. Martinho das Amoreiras, S.Teotónio e Santa Clara-a-Velha. Nos quatro dias do roteiro “Sonoridades & Sabores”, a música encherá os espaços a partir das 15.30 horas, com Canto ao Baldão acompanhado pela viola campaniça. A partir das 18.30 horas, para dar música pela noite fora, os convidados serão vários, desde a artista Maria do Alto Mira, o Grupo Musical Amoreirense, grupo música tradicional Atar e Por ao Fumeiro, poetas populares e acordeonistas. Na componente gastronómica, os petiscos irão desde o ensopado de borrego, cozido de couve, cozido de grão, feijoada à alentejana, galinha à moda do campo, leitão grelhado no cravão, javali estufado, salada de orelha, carne de porco frita, sem esquecer os enchidos, queijos, torresmos, o vinho e o pão da região.


1868

Há 144 anos, todos os dias consigo.

Director: Angela Amorim | Distribuição Gratuita | www.edvsemanario.pt |

|

ELEMENTOS “DESCONHECIDOS” FIZERAM ALGUNS ESTRAGOS MATERIAIS

Embaixada de Angola vandalizada

Diretor: Rui Alas Pereira (CP-2017). E-mail: ruialas@oprimeirodejaneiro.pt Redatores: Joaquim Sousa (CP-5632), Andreia Cavaleiro (CP-6983), Cátia Costa (Lisboa) e Vasco Samouco. Fotografia: Ivo Pereira (CP-3916) Secretariado de Direção: Sandra Pereira. Secretariado de Redação: Elisabete Cairrão. Publicidade: Conceição Carvalho (chefe), Elsa Novais (Lisboa, 918 520 111) e Fátima Pinto. E-mail: conceicao.carvalho@oprimeirodejaneiro.pt Morada: Rua de Santa Catarina, 489 2º - 4000-452 Porto. Contactos: redação - Tel. 22 096 78 47 - Tm: 912 820 510 E-mail: geral.cloverpress@oprimeirodejaneiro.pt - Publicidade - Telefone: 22 096 78 46, Fax: 22 096 78 45 Propriedade: Globinóplia, Unipessoal Lda. Edição: Cloverpress, Lda. NIF: 509 229 921 Depósito legal nº 1388/82 Impressão: Coraze, Telefs.910252676 / 910253116 / 914602969, Oliveira de Azeméis. Distribuição: Vasp. Tiragem: 20 000

Movimento Justiça e Democracia não aceita cortes nos salários

“Juízes estão no limite da indignação” O Movimento Justiça e Democracia considera que os magistrados não podem aceitar os cortes nos salários “de forma passiva”, sublinhando que são “perfeitamente incomportáveis para as pessoas e para os juízes”. A presidente do Movimento Justiça e Democracia, Cristina Esteves, aludiu ao regime de exclusividade dos juízes, “que não lhes permite procurar outra forma de sustento em qualquer situação adversa da vida”, e frisou que “não é possível continuar a aceitar” os cortes salariais. “Os juízes estão no limite da indignação e os portugueses estão to-

dos em geral no limite da indignação”, acentuou a juíza do Movimento Justiça e Democracia, criticando o Orçamento do Estado para 2014. “Não obstante haverem as decisões do Tribunal Constitucional, que vão delineando um outro caminho que não este, continua-se, sistematicamente, a tornear as decisões, de forma a manter um nível de cortes de salários e pensões perfeitamente incomportável”. Cristina Esteves disse que “há, de facto, a consciência de que isto não pode continuar, sob pena de as pessoas não poderem fazer face aos seus compromissos”.

Sem se pronunciar sobre a possibilidade de uma greve dos juízes, hipótese avançada após reunião do conselho geral da Associação Sindical dos Juízes Portugueses no sábado, a presidente do Movimento Justiça e Democracia referiu-se ainda à organização judiciária, em particular ao corte do quadro de magistrados. “Vão ser reduzidos alguns quadros [de juízes] que passarão a ter alguma intinerância”, observou. Cristina Esteves sustentou que, além de “todas as dificuldades que resultam destes cortes, não é agradável que um magistrado esteja hoje em Mafra e amanhã em Sintra”.

Paulo Portas garante em Macau O edifício da embaixada de Angola em Portugal foi vandalizado ontem de manhã por “elementos desconhecidos”, que provocaram alguns danos materiais, confirmou o assessor de imprensa. A Rádio Nacional de Angola (RNA) noticiou ontem que o A Rádio Nacional de Angola (RNA) noticiou ontem que o edifício da representação diplomática, localizado em Lisboa, tinha sido vandalizado de madrugada, citando o embaixador de Angola em Portugal, Marcos Barrica. Contactado, o assessor de imprensa da embaixada de Angola em Portugal, Estêvão Alberto, disse que o edifício foi “vandalizado por elementos desconhecidos” durante a madrugada. “Não sabemos ao certo quem eram, nem quantos eram”, acrescentou o responsável, referindo que do incidente resultou a quebra de vidros da fachada principal do edifício, situado na Avenida da República, em Lisboa, e que os prejuízos ainda não estão contabilizados. Estêvão Alberto disse que “as autoridades policiais foram contactadas e estiveram no local a fazer a perícia”. Entretanto, fonte da direção nacional da PSP, confirmou o incidente, ocorrido pelas 06:00 da manhã e adiantou que a situação foi comunicada à polícia por um segurança da embaixada. “Verificou-se que foram arremessadas pedras da calçada” contra a fachada o edifício, que o partiram os vidros do ‘hall’ de entrada e da sala de visitas, acrescentou.

Vistos ‘gold’ vão permitir investimento de 300 ME O vice-primeiro ministro português, Paulo Portas, disse em Macau que os vistos ‘gold’ irão permitir um investimento em Portugal superior a 300 milhões de euros até ao final de 2013. Falando na residência consular de Portugal em Macau, após ter chegado à atual Região Administrativa Especial da China onde lidera a delegação portuguesa à reunião ministerial do Fórum Macau, Paulo Portas disse que a avaliação “feita esta semana” do programa de vistos ‘gold’ concluiu que já foram investidos em Portugal mais de 200 milhões de euros e que 80% desse investimento teve lugar no imobiliário.

Paulo Portas disse também que três quartos do investimento - que originou a emissão de 318 vistos - teve origem na China, “nomeadamente através de Macau”, que permite que o programa “esteja a ser um sucesso”. O vice-primeiro-ministro considerou o programa de vistos ‘gold’ [dourados] “bastante inovador em termos europeus e que liga autorizações de residência especialmente favoráveis com investimentos” no país. No entender de Paulo Portas, o que mais se precisa é de “quem invista, crie riqueza e possa dinamizar o comércio, nomeadamente

imobiliário que é importante para que a economia portuguesa confirme os seus sinais positivos”. Como exemplo da importância do programa de vistos ‘gold’, Paulo Portas lembrou que em 2012 a AICEP contratualizou 1300 milhões de euros de investimento em Portugal e que só este ano o visto dourado vai somar “mais 200 milhões de euros”, acreditando que até ao final do ano somará “mais 300 milhões de euros”. “Isso significa, também, mais uma porta cruzada nas relações entre Portugal e a China que têm um lugar muito singular em Macau”.

ASAE já ultrapassou as 56 mil operações

Apreensões no valor de 160 milhões A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE), em oito anos, ultrapassou as 56 mil operações, o registo de mais de 120 mil infrações, quase sete mil detenções e apreensões no valor de 160 milhões de euros. Os dados foram revelados no âmbito do dia da ASAE, que se assinala hoje, em evocação da data da aprovação do diploma em Conselho de Ministros que criou este organismo público de fiscalização. Entre 2006 e 30 de setembro deste ano, mais de 329 mil operadores económicos foram fiscalizados, traduzindo a instauração de mais de 88 mil processos de crime e contraordenação. A taxa de incumprimento passou de 38% para os atuais 22%,

“sendo este decréscimo revelador dos efeitos positivos que a fiscalização tem sobre as atividades económicas nos últimos oito anos”, lê-se no documento divulgado na página na Internet da ASAE. Até setembro deste ano, a ASAE somou 7620 operações, mais de 30 mil operadores económicos fiscalizados e foram instaurados perto de sete mil processos. Foram registadas mais de 10 100 infrações. Nos primeiros nove meses do ano, a autoridade efetuou 636 detenções e apreensões no valor de mais de 10,1 milhões de euros. No ano passado, o valor tinha sido de cerca de 16,5 milhões de euros e foram realizadas 10 426 operações a 46 489 operadores económicos.

A taxa de incumprimento registada em 2012 foi de 20%, a mais baixa registada até agora, enquanto o número de operações foi o mais elevado tendo em contas os dados atuais. O ano com maior número de detenções foi 2010, enquanto 2007 foi o ano traduziu o maior valor em apreensões (47,6 milhões de euros) e de infrações (24 324 infrações). Desde 01 de janeiro de 2006 até final de setembro foram recebidas cerca de 943 mil reclamações, no âmbito do livro de reclamações, e denúncias remetidas por consumidores, operadores económicas ou outras entidades oficiais. Hoje é inaugurado o edifício sede da ASAE, em Lisboa.

04 11 2013