Page 1

O PIONEIRO

DOMINGO, 15 de Abril de 2018 8

Edição nº 042 - Ano 50 - R$ 1,00 Ed

www.jornalopioneiro.com.br

DENI

AMIGAS DA MATERNIDADE

Lara, que é médica, com a mãe Adriana Grazziotti Ceolin

Grupo de voluntárias do Hospital Rio Doce faz campanha para receber doações

PÁG. 08

PÁG. 07

Edição de 08 páginas

PÁG. 02

Falta de Defensor Público deixa famílias desassistidas em Linhares

•• Em Linhares a presença de defensor na 3ª Vara Criminal da cidade é inexistente. Diante da defasagem de defensores públicos no Estado, foi preciso escolher quais comarcas estariam cobertas com o serviço de assistência jurídica gratuita e quais trabalhariam com a nomeação de advogados dativos. Atualmente, são 167 defensores para atender apenas 26 dos 78 municípios capixabas. Pág. 05

Professores fazem manisfestação em frente a sede da Prefeitura •• Com faixas e cartazes, quinta-feira, 12, professores da Rede Municipal de Ensino de Linhares fizeram uma grande manifestação em frente à Prefeitura no centro da cidade. Eles querem que o prefeito acate uma decisão judicial de Primeira Instância que autoriza a equiparação de Cargos e Salários. Durante toda a manifestação policiais militares e Guardas Municipais acompanharam os manifestantes e não houve tumulto. A presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Linhares, Simone Aguiar disse a imprensa que na próxima quarta-feira será realizada uma assembleia para decidir sobre uma greve.

Tribunal de Contas do Estado divulga edição de março do Painel de Controle •• O Tribunal de Contas do Estado disponibilizou a edição de março do Painel de Controle da Macrogestão Governamental. Pág. 02

O que uma das cidades mais inteligentes do Brasil tem a ensinar Pág. 03


2

DOMINGO 15 DE ABRIL DE 2018

JORNAL O PIONEIRO www.jornalopioneiro.com.br

GERAL

PANORAMA POLÍTICO

Essa coluna é publicada todas as quintas-feiras e domingos

PAULO CÉSAR DUTRA paulodutra2002@yahoo.com.br

Gilmar x Ministério Público Federal deixa todo mundo mudo •• Na última quarta-feira, dia 11, no julgamento do Supremo Tribunal Federal - STF, o ministro Gilmar Mendes não poupou adjetivos, imputando até fato típico aos Procuradores da República, dizendo que em alguns casos há evidente caso de corrupção. Falou, claro, de Marcelo Miller, seu personagem principal. Gilmar Mendes contou também um fato citado pelo jornal Folha de São Paulo em 13 de maio de 2017, de que o advogado Rodrigo Castor de Mattos, irmão de um Procurador da República da Lava Jato em Curitiba, Diogo Castor de Mattos, atuava no caso do publicitário João Santana na 13ª vara Federal de Curitiba. Ao final do julgamento, a Procuradora da República, Raquel Dodge, disse que queria fazer esclarecimentos para o público: Primeiro, disse que o caso de Miller está em avançada investigação, mas que não dizia mais porque estava em sigilo. Curioso isso, de o Ministério Público Federal - MPF vazar tudo quando quer, e quando se trata de um eventual mal feito interno ficar tudo sob sigilo. Ora, estamos a falar em coisas públicas e republicanas. De modo que, perdoe-nos doutora, mas se quiser esclarecer publicamente, que torne pública a investigação. Segundo, sem dar nomes aos bois, mencionou o caso do procurador Angelo Goulart Villela. Ela disse que está apurando a conduta dele no âmbito do Conselho Nacional do Ministério Público - CNMP, o que é fato (mas inexplicavelmente só aconteceu no último dia 6 de março), e disse que havia ação de improbidade administrativa ajuizada desde meados do ano passado. Por fim, acerca da “comunicação” feita pelo ministro Gilmar, citando a Folha de São Paulo, ela disse que iria se

inteirar do assunto. Acerca do último caso, é bom trazer ainda ao conhecimento dos ministros, e da ilustre procuradora da República, que em 11 de novembro de 2016, seis meses antes da menção da Folha de São Paulo, o site Migalhas publicou reportagem contando que no andamento do processo de um dos réus constava o nome do procurador da República Diogo Castor, e como advogado seu irmão Rodrigo Castor. Este rotativo trouxe “prints” do andamento processual e as regras processuais que são claras no ponto em que é objetivamente vedada a atuação em mesmo feito de parente em até o terceiro grau. Isto é, se no Código Processual de Curitiba não for diferente, e ninguém está sabendo. A nota do site Migalhas feita naquele novembro de 2016, tinha o escopo de mostrar as eventuais irregularidades, para que fossem corrigidas. Assim, evitar-se-ia que em abril de 2018 a Lava Jato fosse obrigada a ouvir esse questionamento no plenário do STF. Se o parquet tivesse sido diligente, como imaginávamos que seria, teria imediatamente resolvido a questão. Mas não, foi deixando, deixando, e está aí a encrenca. Atualmente, a propósito, o site Migalhas destaca que não é só o MPF que deve esclarecimentos públicos. E a OAB? Houve até advogado preso, sem falar nos inúmeros citados aqui e acolá na Lava Jato (não nos referimos aos citados em atuação normal, falamos é dos citados em condutas criminosas). E o que fez a Ordem com estes advogados? Está apurando? Está analisando suas condutas? Depois das defesas legais, os extirpou da classe? Ou é casa de ferreiro, onde o espeto é de pau?

Linha férrea de Vargem Alta

Linha férrea de Vargem Alta II

•• A linha férrea que atravessa a cidade de Vargem Alta, no Sul do Estado, pode ser removida. O ramal ligado à Vale S/A, segundo o prefeito do município, João Chrisóstomo Altoé, perdeu utilidade e dificulta o trânsito “gerando constantes congestionamentos”. Na última quarta-feira (11), a senadora Rose de Freitas (PODE) recebeu o prefeito para tratar do assunto na sede da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), em Brasília.

•• Durante reunião com o diretor-presidente da ANTT, Mário Rodrigues Junior, Rose cobrou agilidade na solução do caso e o prefeito explicou a necessidade da operação. “No momento atual, percebemos que não está parecendo uma atividade comercial ativa desta [linha]. [A remoção] será para nós um desafogo na viabilidade urbana de trânsito, resolvendo nossa deficiência de uma cidade que não fora projetada para ter essa estrutura”, justifica Altoé.

"Quadrilhão do MDB"

Legalização Fundiária

•• Juiz Federal Marcus Vinícius Reis Bastos, da 12ª vara de Brasília, indeferiu pedido de prisões preventivas dos amigos de Temer, que na segunda tornaram-se réus suspeitos de integrarem o “Quadrilhão do MDB”. Na decisão, o juiz apontou, respondendo argumentação da Procuradoria Geral da República - PGR, que não há como presumir que notícias no sentido de que o presidente Michel Temer pretende candidatar-se à reeleição importe em risco de reiteração das condutas criminosas do grupo no controle central da máquina Federal.

•• O vereador Beto Caliman (DEM), de Anchieta, na última terça-feira (10), solicitou a regularização fundiária, via indicação a desapropriação do loteamento Praia de Guanabara, a regularização fundiária, como solução encontrada pelo parlamentar, para resolver o problema de várias famílias que vivem o impasse de perder suas casas, ameaçadas de desapropriação pela Justiça do município. Na iniciativa enviada ao prefeito Fabricio Petri (PMDB), Caliman solicita via indicação que seja feita a desapropriação por interesse social dos imóveis de propriedade do loteamento.

EDP humilha consumidor

Isso é que honorários

•• A Escelsa que no seu Conselho tem gente poderosa está humilhando o consumidor capixaba com anuência do Banestes. Quem não pagar a conta de luz corre o risco de ficar no escuro. Perguntar não ofende! Onde o Governo do Estado vai pagar suas contas de energia elétrica. Uma vergonha estadual do governo que pode tudo e ninguém reclama.

•• O jornal Valor Econômico publicou matéria sobre o que de fato deve ser o maior honorário da história do país (coisa de mais de meio bilhão de reais). Trata-se de ação da Copersucar, que tramitou por 20 anos, relativa ao crédito com o Instituto de Açúcar e Álcool, como indenização por congelamento de preços na década de 1980.

Desburocratização •• Um Projeto de Lei que visa simplificação administrativa em Vitória foi aprovado pela Câmara de Vitória. De autoria do vereador Mazinho dos Anjos, o PL 164/2017 prevê a desburocratização e maior eficiência na Administração Municipal e estabelece diretrizes para racionalizar e simplificar atos e procedimentos administrativos no Município. O PL, aprovado por unanimidade, havia sido protocolado pelo parlamentar em maio de 2017 e tramitou em todos os setores legais na Câmara até ser levado à votação na sessão ordinária da última terça-feira, dia 10.

Desburocratização II •• Segundo o autor da proposta, atualmente as diretrizes para a regulação estatal pressupõem uma relação de desconfiança da administração com o cidadão. “Parte-se do pressuposto que o cidadão sempre está procurando algo errado para fazer, e a administração já se previne criando normas”, afirma Mazinho. Desta forma, o projeto de Lei apresenta uma nova relação pautada pelos princípios da presunção de boa-fé e de veracidade, além de buscar a redução de custos da administração, tornar os métodos de controle eficazes e extinguir exigências com custos econômicos ou sociais superiores ao eventual risco de fraude. O projeto prevê também a implementação de soluções tecnológicas que simplifiquem o atendimento ao cidadão.

Desburocratização III •• A simplificação administrativa é tanto uma meta quanto uma súplica. É necessário normatizar, mas de forma racional e sem excessos, segundo o parlamentar. “As exigências descabidas, os formalismos inúteis e a morosidade no serviço público precisam acabar. Não se pode continuar com a crença de que é mais fácil criar diversas exigências do que fiscalizar desvios ou fraudes”, conclui Mazinho dos Anjos.

Representatividade feminina •• “Não foi um ato de rebeldia, mas sim de protesto”, afirmou a juíza do TJ/DF, Rejane Zenir Jungbluth Suxberger, sobre sua desfiliação da AMB - Associação dos Magistrados Brasileiros após baixa representatividade feminina na programação do “XXIII Congresso Brasileiro de Magistrados”. Cerca de 20 magistradas também já deixaram a associação pelo mesmo motivo.

Tribunal de Contas do Estado divulga edição de março do Painel de Controle •• O Tribunal de Contas do Estado (TCE-ES) disponibilizou quinta-feira (12) a edição de março do Painel de Controle da Macrogestão Governamental. O documento, que traz uma análise das finanças capixabas, aponta que em março de 2018, o Estado do Espírito Santo arrecadou R$ 1,22 bilhão e gastou R$ 1,21 bilhão. Com isso, o resultado orçamentário no mês foi superavitário em R$ 9 milhões. Considerando apenas a receita, na comparação com o mesmo mês do exercício anterior (março/2017), a arrecadação aumentou 9,77%, porém, ficou abaixo da receita prevista para o mês em R$ 187,8 milhões. No acumulado do ano, a arrecadação também ficou abaixo da média prevista, no montante de R$ 362,6 milhões, permanecendo o quadro de frustração da receita em relação à média esperada. Ainda na análise interanual, as receitas correntes regis-

traram aumento de 9,75%. No mesmo período, as receitas de capital tiveram aumento de 14,13%. Na comparação de março de 2018 com fevereiro, nas receitas correntes, o destaque positivo foi na arrecadação de IPVA (+78,07%), transferências de recursos do SUS (+8,60%) e ICMS (+8,51%). Os destaques negativos foram nas arrecadações com transferências da compensação financeira (-78,83%) e participação na receita da União (-33,44%). A despesa liquidada do Estado em março de 2018 (R$ 1,21 bilhões) teve um aumento de aproximadamente 4,31% em relação a março de 2017 (R$ 1,16 bilhão). A despesa corrente e de capital aumentaram nesse período 4,63% e 2,33%, respectivamente. Apesar do aumento na despesa de capital, o grupo inversões financeiras apresentou queda de -29,91% em março de 2018 (R$ 30 milhões) comparado com março de 2017 (R$ 42,8 milhões).

Pessoal •• Em março de 2018, as despesas com pessoal em relação à RCL de todos os Poderes e Órgãos estão abaixo dos limites legais. O TCEES, a Ales, o Executivo e o Ministério Público estão abaixo dos limites de alerta. O Ente está no limite de alerta apresentando o percentual de 54,10%. O Poder Judiciário diminuiu o per-

centual, saindo de 5,65% em fevereiro de 2018 para 5,62% em março de 2018, mas ainda continua acima do limite de alerta (5,40%). Apesar da redução percentual, a despesa com pessoal do Poder Judiciário aumentou em relação a fevereiro de 2018, não repercutindo no índice de pessoal devido ao aumento da RCL.

4ª instância •• Ao votar prejudicado o habeas do ex-ministro do Lula, Antônio Palocci, o ministro Luiz Roberto Barroso criticou a ideia de o Supremo Tribunal Federal STF atuar como “4ª Instância”. Para o ministro, “a Jurisdição Constitucional não é feita para julgar HC”.

A quem de direito •• Essas trapalhadas todas envolvendo o Supremo Tribunal Federal - STF, e quem vêm manchando a imagem da Corte, tem nome. Aliás, dois nomes: Cármen e Lúcia. É a condução pusilânime dos trabalhos que cria essa barafunda.

Painel de Controle •• O “Painel de Controle –

Macrogestão Governamental” está disponível dentro do sistema “CidadES – controle social” – cidades.tce.es.gov.br. A ferramenta, criada pelo TCE-ES, consolida e publica mensalmente informações da ges-

tão orçamentária e financeira do Estado, permitindo a indicação antecipada de medidas corretivas. Os dados do Painel incluem os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário estaduais, além do Tribunal de Contas e Ministério Público Estadual.

Jornal O PIONEIRO REDAÇÃO Av. Governador Lindenberg, 609 Linhares - Centro - CEP:29.900-020 Telefone: (27) 3200-6767 redacao@jornalopioneiro.com.br opioneiro@jornalopioneiro.com.br www.jornalopioneiro.com.br CIRCULAÇÃO O PIONEIRO circula todas as quintas-feiras e aos domingos

www.jornalopioneiro.com.br

FUNDADOR E DIRETOR RESPONSÁVEL Deni Almeida da Conceição

DIAGRAMAÇÃO Diego Pandolfi A. da Conceição

DIRETOR COMERCIAL Diego Pandolfi A. da Conceição EDITADO POR Editora O PIONEIRO Ltda ME ASSINATURAS assinatura@jornalopioneiro.com.br

O PIONEIRO é o jornal mais lido do Norte do Estado www.facebook.com/opioneiro www.twitter.com/jornalopioneiro

COLABORADORES Antônio Bezerra Neto, Alexandre Araujo, Lissu Madeira Abad, Norma Astréa, Dr. Felício, Luciano Pires, Arlene Campos, Monsenhor Jonas Abid, Paulo Cesar Dutra.

Os colaboradores de O PIONEIRO não têm vínculo empregatício O PIONEIRO não se responsabiliza por conceitos emitidos em matérias assinadas

FILIADO À

ABRAJORI Associação Brasileira dos Jornais do Interior

CNJI

Cadastro Nacional de Jornais do Interior Periodicidade verificada em Brasília


JORNAL O PIONEIRO www.jornalopioneiro.com.br

GERAL

DOMINGO 15 DE ABRIL DE 2018

3

O que uma das cidades mais inteligentes do Brasil tem a ensinar Soluções tecnológicas ajudaram a capital paranaense a se tornar mais conectada e inteligente •• Sustentáveis, dinâmicas, que valorizam a participação cidadã e utilizam Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) no processo de planejamento e organização. Assim são as smart cities, ou cidades inteligentes, que proporcionam maior qualidade de vida e trazem inúmeros benefícios à população. Mas como isso funciona na prática? Eleita a cidade mais conectada e inteligente da região Sul e a segunda do Brasil, de acordo com o Ranking Connected Smart Cities, que avalia cidades inteligentes a partir de 70 indicadores, Curitiba

vem se destacando por avanços inovadores realizados nos últimos tempos. Além da capital do Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Vitória ocupam as cinco primeiras posições da edição 2017 do ranking. Uma das mudanças realizadas pela capital paranaense, com o objetivo de estimular a par-

ticipação cidadã, foi a reformulação da Central de Atendimento e Informações 156, criada em 1984 e operacionalizada pelo Instituto das Cidades Inteligentes (ICI) a partir de 1999. Por meio do canal, é possível fazer sugestões, reclamações, denúncias, elogios e solicitação de serviços: uma forma de participação direta

da população na administração e gestão da cidade. Entre as melhorias mais recentes do serviço está a reformulação do portal e a implantação do chat automatizado. “A reformulação gerou muitos benefícios. Em 2017, registramos um milhão de atendimentos. Com a Central, a prefeitura consegue absorver as informações e percepções da população com relação às principais demandas, regiões que estão sendo mais afetadas e que precisam de mais atenção, além dos problemas que precisam ser solucionados”, comenta o assessor de mercado do ICI, Amilto Francisquevis. As melhorias foram realizadas pelo ICI, que também ajudou na implantação de soluções de TIC para a área de saúde,

com destaque para o aplicativo Saúde Já. Com elas, os agendamentos de consultas ficaram mais rápidos e eliminaram filas de atendimento, além de melhorarem o fluxo e gestão de exames, que passaram a ser enviados diretamente à Central Digital de Laudos – tudo de maneira eletrônica. “O controle e gerenciamento de exames, consultas e disponibilidades médicas nas unidades de saúde garantem uma gestão mais eficiente e controle adequado. E o aplicativo Saúde Já veio para facilitar o agendamento do primeiro atendimento, eliminando a necessidade do cidadão ir até uma unidade básica de saúde. Esse processo passou a ser mais inteligente, beneficiando o cidadão”, explica Francisquevis.

má-la é preciso fazer um trabalho de vocação da própria cidade, ou seja, listar seus potenciais, suas característi-

cas e seus problemas, desenvolvendo soluções de acordo com suas necessidades”, finaliza Francisquevis.

O cidadão mais próximo da gestão pública •• A utilização de soluções de TIC para Curitiba permite uma gestão mais participativa da população e proporciona mais agilidade, flexibilidade e facilidade de acesso às informações e serviços públicos municipais. Além disso, o mapeamento de prazos e tempo da resolução das demandas contribui para um direcionamento mais preciso e planejamento da gestão, com base em dados e necessidades reais da sociedade. Atualmente, a Prefeitura de Curitiba conta com cerca de 200 sistemas e soluções para a população, que contemplam sistemas de atendimento ao cidadão, saúde, gerenciamento de recursos humanos, tributário, administrativo e financeiro, orçamento, entre outros. O desenvolvimento e suporte às

soluções são realizados pelo ICI, possibilitando que o cidadão tenha acesso aos serviços de forma digital. Entre os mais utilizados, principalmente neste início de ano, estão o IPTU, dívida ativa e alvarás comerciais. A digitalização de processos e serviços para dinamizar e facilitar o acesso dos moradores da cidade, também conhecido como governo eletrônico, tem consequências positivas. Francisquevis explica que, antes, era necessário se deslocar até à Prefeitura para solicitar algum documento ou guia, aumentando o movimento e aumentando o tempo gasto pelo cidadão. “Com a digitalização dos processos, as pessoas têm acesso mais fácil às principais informações e serviços e, com isso,

ganham qualidade de vida, pois nem precisam sair de casa. Além disso, as questões financeiras, econômicas e de poluição também são reduzidas. Tudo isso contribui para uma cidade mais inteligente”, complementa. Replicar esse tipo de facilidade em outras cidades ainda esbarra na resistência por parte da gestão pública, que, muitas vezes, seleciona os investimentos tecnológicos pensando no retorno financeiro ao município. “O retorno pode vir de outra forma: proporcionando melhoria de vida para a própria sociedade”, comenta o assessor de mercado. É possível tornar as cidades cada vez mais inteligentes, mas o processo de transformação é gradativo. “Toda cidade tem uma especificidade, é única. Para transfor-


4

DOMINGO 15 DE ABRIL DE 2018

JORNAL O PIONEIRO www.jornalopioneiro.com.br

OPINIÃO

TELEVISÃO

Palcos e Atores

Flávio Ricco

Cacau Monjardim

Colaboração: José Carlos Nery

Esta coluna é publicada todos os domingos / publicação simultânea com EsHoje

cacaumonjardimphd@yahoo.com.br

Próxima temporada de “The Voice Brasil” na Globo terá mais tempo de duração •• Um sucesso comercial e de audiência desde sua estreia, em 23 de setembro de 2012, a próxima temporada do “The Voice Brasil”, edição nº 7, vem aí com novidades. Dentre as principais, o programa vai ganhar mais tempo de duração. O encerramento, na semana do Natal, será mantido, mas a edição entrará no ar bem antes do que normalmente acontece. A Globo levou a proposta de ampliação de tempo para os técnicos Ivete Sangalo, Carlinhos Brown, Lulu Santos e Michel Teló, e todos concordaram.

Comandado por Tiago Leifert desde o início, o “The Voice” não só se tornou um campeão de audiência como também provoca um barulho enorme nas redes sociais durante o período de exibição. O reality musical é considerado um dos principais acertos em sistema de temporada, a exemplo do “BBB”, “Kids”, “Tamanho Família”, entre outros, e responsável também por revelar muitos valores. Gente que já tem sua vida modificada a partir do momento em que pisa no palco do programa.

Fim de papo - 1 •• Chegaram ao fim ontem, na Europa, as filmagens de “Veneza”,segundo trabalho de Miguel Falabella como diretor. É a história de Gringa, vivida pela espanhola Carmen Maura, uma das musas de Almodóvar, que faz uma cafetina cujo sonho é reencontrar o único homem que amou.

Fim de papo - 2 •• Para realizar seu desejo, as prostitutas que trabalham em seu bordel – entre elas Rita (Dira Paes) e Jerusa (Danielle Winits) - se unem a Tonho (Eduardo Moscovis) e a uma trupe circense e idealizam um plano que atravessa a realidade para levá-la de encontro ao seu amado. Falabella também assina o roteiro, ins-

pirado na peça homônima do escritor argentino Jorge Accame. Crédito Divulgação

Bate – Rebate • Roberta Miranda será a próxima atração do “Música na Band”. • Em comemoração ao aniversário de Brasília, o canal History fará uma pré-estreia especial de “Mil Dias: A Saga da Construção de Brasília”, no dia 21, às 19h, e reexibirá o primeiro episódio no dia 22, às 23h35. • Rafaella Mandelli foi chamada para o “Lendas Urbanas”, nova série da Record... •... A estreia ainda não foi definida, mas o primeiro episódio, sim: “A Loira do Banheiro”... •... Serão cinco episódios no total, em parceria com a produtora Sentimental Filme.

C´est fini •• Tatá Werneck está sendo mais exigida nos trabalhos de “Deus Salve o Rei” e na última quarta-feira gravou uma sequência divertidíssima, ao lado dos atores João Cunha , Jack Berraquero e Julia Guerra. Em busca de doações para sua congregação, ela sai no tapa com um mendigo e até “vende” lugar no céu para quem se dispuser a colaborar com suas obras. Então é isso. Mas amanhã tem mais. Tchau!

N

as grandes plataformas de consumo, os shoppings têm a preferência dos consumidores. Os próprios problemas urbanos, de segurança e estacionamento, contribuem para que os centros comerciais sejam também área de lazer e convivência. No entanto, me permito destacar, que os shoppings antes namorados exclusivos do consumo, abrem espaços generosos e importantes para a valorização da arte e da cultura.

Na área metropolitana, temos visto exemplos magnífi cos da participação dos shoppings no segmento que valoriza, promove e generosamente abre perspectivas voltadas para as necessidades de entidades assistenciais, ONGs e segmentos culturais. Com destaque, vale enfatizar a boa presença dos Shoppings Vitória e Praia da Costa.

Exposição Na esteira da importância hoje concedida à cultura pelos shoppings, gostaria de destacar a exposição de Arte Naif, que sintetiza com excelente bom gosto o olhar ingênuo de quem pinta com a alma. E lá estão, no varal, trabalhos super diversificados dos capixabas Ângela Gomes, que detém um reconhecido pioneirismo na Art Naif Capixaba, Ademir Torres, Celson Fregona e Juju Menegatti, além de artistas de outros estados e países, com destaque os trabalhos dos fi nlandeses Kia-Maria-Aho, Marja Hamhanene Minna Lehvaslaiho, no Shopping Vitória.

Venda Nova

ÂNGELA GOMES

Exemplo O atual processo de desempenho do Instituto está marcado pela ação dinâmica e dedicada de Mariana Buaiz, que resgata na saudade e no exemplo o espírito de luta e o amor que Jutta Batista emprestou a montanha capixaba. Mariana Buaiz dá continuidade, com sua equipe, ao fato de Venda Nova ser considerada a Capital do voluntariado do país. CAMILLA BAPTISTIN ARQUIVO /CACAU

Mariana Buaiz preside o Instituto Jutta Batista da Silva

Comendador

•... Até junho, mais tardar, será definido um roteiro, primeiro para o cinema e depois, TV... •... Só que para ganhar vida, antes de tudo, precisará ser viabilizado comercialmente.

•... Mas não deixa de ser grata ao autor Walcyr Carrasco... •... Uma vez que a Larissa de “Verdades Secretas” deu um novo status a sua carreira.

Em março foi ofi cialmente inaugurado o Entreposto Capixaba da Zona Franca, destinando área de cerca de 15 mil metros, em Cariacica, para armazenagem de produtos da Zona Franca de Manaus em estruturas verticalizadas e docas elevadas, facilitando com incentivos fi scais, a circulação de mercadorias para todo o país e para o exterior. Trata-se, sem dúvida, de uma conquista de alto significado socioeconômico, respeitada a excelente posição geográfi ca do estado, benefi ciado por um sistema portuário, ferroviário e rodoviário, um dos melhores da região Sudeste. O que deve ser considerado, fator de máxima importância para o futuro da economia capixaba, será sem dúvida a conquista da Zona Franca devidamente liberada também para instalação de indústrias na região, o que aumentaria sensivelmente a relação, armazenagem/fabricação no Estado, que, registra-se, já tem uma grande região no norte identificada como área da SUDENE.

No tempo da saudosa Jutta Batista da Silva, que sempre esteve profundamente integrada ao processo de valorização da nossa região de montanha, participamos e emprestamos nosso total apoio aos eventos que ela organizava com sua equipe voluntariosa e dedicada, no então salão de promoções do Hotel Porto do Sol e nas oportunidades em que se realizavam na montanha, eventos de caráter benefi centes. Não se pode atualmente deixar de registrar a exposição diversifi cada e da mais alta categoria que apresenta, no Shopping Vitória, até 30 de maio, toda a produção artesanal do Instituto Jutta Batista da Silva, em loja especialmente cedida pelo centro comercial.

• Existe mesmo o desejo de se fazer por aqui uma versão do seriado “Jaspion”...

• Grazi Massafera reconhece que nem tudo saiu como esperado em relação ao trabalho como Lívia em “O Outro Lado do Paraíso”...

Zona Franca

Comenda Jerônimo Monteiro (1979) Espírito Santo: Minha terra Minha gente Minha paixão.

Nos idos de 1979, eu sugeria ao então governador Elcio Alvares que era tempo de conceder ao cantor capixaba Roberto Carlos, pela sua vitoriosa carreira artística, a comenda Jerônimo Monteiro, maior honraria do Estado. Justifiquei, com entusiasmo, que a referida homenagem era o reconhecimento dos capixabas, à trajetória brilhante que marcava naquela oportunidade a presença do artista em nosso Estado e valorizava o encerramento da administração Elcio Alvares no período de 75 a 79. Nste fi m de semana, marca, na antevéspera do niversário do cantor, a sua presença em shows de grandes repercussão popular, com lotação esgotada e, sem dúvida, repleto de rosas brancas, marca de Roberto nos encerramentos de seus shows. Será na Arena Vitória (Álvares Cabral), neste sábado (14), às 21h e no domingo (15), às 19h. Bem-vindo, Comendador!

Dia 19 abril é o aniversário de Roberto Carlos. Parabéns, Comendador.


JORNAL O PIONEIRO www.jornalopioneiro.com.br

CIDADE

DOMINGO 15 DE ABRIL DE 2018

5

Falta de Defensor Público deixa famílias desassistidas em varas criminais de Linhares

•• No Espírito Santo, a população de 52 municípios esbarra na dificuldade em ter acesso à justiça devido à falta de defensores públicos. Em Linhares, por exemplo, a presença de defensor na 3ª Vara Criminal da cidade é inexistente. Diante da defasagem de defensores públicos no Estado, foi preciso escolher quais comarcas estariam cobertas com o serviço de assistência jurídica gratuita e quais trabalhariam com a nomeação de advogados dativos. Atualmente, são 167 defensores para atender apenas

26 dos 78 municípios capixabas. O analista judiciário Rafael Santos Barreto, que atua na 3ª Vara Criminal, diz que nenhuma das varas criminais de Linhares tem defensor público. “A seção ficou sem cobertura da Defensoria. Nosso maior acervo diz respeito a crimes patrimoniais. Estimo algo próximo a 70% dos réus como pobres e sem condições de constituir advogado”, explica Rafael. Segundo o analista, a procura pelo defensor público ocorre quando o réu é informado sobre o prazo de

10 dias para resposta à acusação. “As famílias correm para a sede da Defensoria. Mas lá, são informadas da inexistência de profissionais. Logo em seguida, procuram atendimento no balcão do cartório para saber o nome do defensor e como encontrá-lo”, conta. Diante da situação, o juiz responsável pela Comarca da região nomeia advogados particulares (dativos), pagos pelo Estado, para suprir a defasagem de defensores. Somente no ano de 2017, mais de R$ 8 milhões foram gastos pelo governo estadual com a contratação de advogados dativos, de acordo com dados da Associação de Defensores Públicos do Estado do Espírito Santo (Adepes).

Rio Bananal sem defesa •• A busca por um defensor público no município de Rio Bananal tem virado uma verdadeira maratona para a microempreendedora Josi Feron. Tudo co-

meçou em janeiro de 2016, quando o marido de Josi, que é comerciante, foi vítima de um assalto, ocorrido na lanchonete do casal, no bairro Santo Antônio. A ocorrência do roubo foi registrada na Delegacia de Polícia Civil do município. Posteriormente, a polícia conseguiu recuperar os bens roubados, porém, para reaver o dinheiro que está retido pelo Estado, cerca de R$ 400,00, o casal foi orientado a procurar um defensor público para provar que são os verdadeiros donos do dinheiro recuperado. “É um absurdo não termos defensor público aqui na cidade. Nosso município é muito grande e muitas pessoas não têm condições de pagar por um advogado. Estamos sem assistência nenhuma. Meu marido recorreu à Defensoria Pública de Linhares, que fica há mais de 46 quilômetros de onde moramos, mas em virtude da falta de defensores, o problema não foi solucionado”, reclama Josi.

Aprovados em concurso aguardam nomeação •• O atendimento da Defensoria Pública (DPES) nos municípios capixabas poderia ser ampliado com a nomeação de mais defensores, tendo em vista que a DPES possui mais de 100 cargos vagos. Ao todo, 102 aprovados no último concurso do órgão aguardam por suas nomeações. O representante da comissão dos defensores aprovados, Vitor Ramalho, ressalta que a defasagem de profissionais no Estado gera morosidade no andamento dos processos. “Além disso, é importante frisar que todo cidadão tem o direito fundamental à assistência jurídica integral e gratuita, conforme prevê o artigo 134 da Constituição Federal de 1988. Cabe a Defensoria Pública exercer esse papel. Somos 102 candidatos aprovados aguardando nomeação para exercer uma atividade tão necessária para a sociedade”, diz Vitor.


6

DOMINGO 15 DE ABRIL DE 2018

JORNAL O PIONEIRO www.jornalopioneiro.com.br

OPINIÃO Essa coluna é publicada todas as quintas-feiras e domingos

DR. ANTONIO CARLOS LUGON FERREIRA

INFORME

redacao@jornalopioneiro.com.br

Numa entrevista ao jornal online Folha Vitória, quintafeira, o repórter perguntou ao goverador Paulo Hartung: “O senhor tem apontado como prioridade na política uma renovação, oxigenação. Existem nomes no Espírito Santo capazes de atender essa expectativa? DIVULGAÇÃO

•• Paulo Hartung respondeu: César (Colnago, vice de Hartung), André Garcia (ex-secretário de Segurança, Erick Musso (atual presidente da Assembleia) e Amaro Neto, que cresceu muito politicamente nas eleições municipais. Tem também Sérgio Vidigal e Audifax, que são lideranças na Serra. Quero mostrar que no Espírito Santo temos liderança. Estamos formando quadros para tomar conta do nosso presente e tomar conta do nosso futuro com responsabilidade e compromisso.

Solicitação indeferida •• A Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) divulgou a relação de contribuintes que tiveram a solicitação pelo Simples Nacional indeferida pela Receita Estadual para o ano de 2018. O Edital de Cientificação GEARC n.º 01/2018, que contém a relação das 1.695 empresas (identificadas pelos respectivos CNPJs), foi divulgado na Imprensa Oficial do Espírito Santo (Dio-ES) de quarta-feira (11), como previsto no art. 162B do Regulamento do ICMS-ES (RICMS-ES). Os contribuintes têm até o dia 02 de maio para recorrer da decisão. Segundo a Supervisão do Simples Nacional da Sefaz, o edital lista as empresas que tiveram a adesão ao regime impedida devido a pendências cadastrais ou relativas ao pagamento de taxas e impostos estaduais.

Premio humaniza Residências de estrangeiros

Saneamento básico

•• O Ministério do Trabalho, por meio da Coordenação-Geral de Imigração (CGig), recebeu 4.794 solicitações de residência de estrangeiros para trabalhar e morar no Brasil após a mudança na legislação da imigração, ocorrida em novembro passado. Foram 4.073 no primeiro trimestre de 2018. O ministro do Trabalho, Helton Yomura, afirma que a alteração na legislação representa o esforço do governo federal para atrair trabalhadores

•• O Governo Temer anunciou a liberação de dois bilhões de reais para saneamento básico em 76 municípios brasileiros. Além disso, o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, revelou que serão liberados mais 3,5 bilhões de reais para o setor, em abril. Os valores já superam em quase duas vezes os investimentos realizados pelo governo Federal em saneamento básico em 2017. Porém, o aporte representa apenas 25% do valor que seria necessário para cumprir a meta anual de investimentos para a universalização do saneamento, como prevê o Plano Nacional de Saneamento Básico. O país tem como objetivo oferecer água e tratamento de esgoto para toda população até 2033. Para isso acontecer, o governo Federal terá de investir cerca de 300 bilhões de reais até lá. Por ano, os gastos governamentais com saneamento deveriam ser de cerca de 22 bilhões de reais.

estrangeiros com qualificação técnica e reduzir burocracia para aqueles que aqui já estão trabalhando e precisam se legalizar. “O Brasil é fruto desse movimento migratório. A nossa força vem dessa diversidade de talentos e cultura. E a nova legislação demonstra a vontade de contribuir para facilitar a imigração no país, reconhecendo a importância do estrangeiro para o nosso desenvolvimento”, observou.

Premio humaniza •• A cerimônia do Prêmio Humaniza 2017 foi realizada quinta-feira (12), no Palácio da Cultura Sônia Cabral, no Centro de Vitória. Na ocasião, foram revelados os ganhadores da premiação, que homenageia servidores, unidades prisionais e projetos que contribuem para a humanização do sistema prisional. Entre os semifinalistas estavam oito unidades prisionais, disputando a categoria Gestão Humanizadora, e 11 ser-

vidores, na categoria Atitude Humanizadora. Já a categoria Projeto Humanizador contou com 21 iniciativas concorrentes. No total, a premiação recebeu 58 inscrições válidas. Além dos três primeiros colocados, também foram conferidas duas menções honrosas por cada categoria. A seleção foi feita por uma banca julgadora formada por pesquisadores e especialistas em diversas áreas como políticas públicas e sociais.

Condenado por “venda” de dinheiro •• O Ministério Público Federal no Espírito Santo (MPF/ ES) obteve a condenação de Bruno Gonçalves Ferreira Coelho pelos crimes de guarda e venda de moeda falsa. Como não tem maus antecedentes, a Justiça determinou pena de quatro anos, quatro meses e 15 dias em regime inicialmente semiaberto, e o pagamento de 63 dias-multa. O juiz deu ao réu o direito de recorrer da pena em liberdade. O réu

confessou ambas as práticas criminosas e justificou a sua conduta em decorrência da situação de desemprego agravada pelo nascimento de um filho. Ele também admitiu que adquiria as cédulas de um fornecedor do Paraguai e que depois as comercializava pela Internet. A condenação, no entanto, veio após o homem ser flagrado, em uma busca e apreensão, com 22 cédulas falsas de R$ 50 guardadas em

envelopes dos Correios. No mesmo dia, cientes da investigação que estava em curso, os Correios interceptaram uma correspondência que havia sido encaminhada pelo réu tendo como destino um endereço no Maranhão, em que estavam 38 cédulas falsas também de R$ 50. O número do processo para consulta no site da Justiça Federal (www.jfes.jus.br) é 050045716.2017.4.02.5002.

URTICÁRIA DISFUNCIONAL (EMOCIONAL) E “PRURITUS SINE MATERIA” (NERVOSO)

P

RURIDO (coceira) é um sintoma muito comum e às vezes incapacitante. Quando não associado a uma doença de pele específica, pode indicar a presença de doenças importantes e graves. O diagnóstico da causa do prurido crônico pode ser difícil. URTICÁRIA são pápulas, lesões elevadas cor rosa, com aspectos geográficos, que também dão muita coceira.

Um caso interessante foi de um homem com história de PRURIDO INTENSO de início há 4 meses, que incomodavam o dia inteiro e não o deixavam dormir à noite. Ele tinha consultado com cinco dermatologistas, na sua cidade, na capital do seu estado e de um estado vizinho. Nenhuma melhora, nem parcial, mesmo tendo usado todos antialérgico e corticoide. Além do seu problema tinha gengivite gravíssima. As lesões de pele (eritema pontilhado em todo o corpo. Todos exames normais. A cooceira e o eritema desapareceram em uma semana com mirtazapina, a droga inibidora H1 mais importante que exise. A mirtazapina é ainda forte inibidora da recaptação da NORADRENALINA, SEROTONINA e DOPAMINA, por isso, é muito usada no tratamento também a ANSIEDADE e da DEPRESSÃO. O Prurido e a Urticária EMOCIONAIS são SÍNDROMES DISFUNCIONAIS como reação da pele ao ESTRESSE CRÔNICO, que levam o paciente a consultar com muitos médicos, a fazer inúmeros exames, até mesmo biópsias de pele, cujos resultados dão normais, e a tomar muitos remédios SEM obter NENHUMA MEHORA. 1 – PRURITUS SINE MATERIA. É o tipo especial de coceira forte PROVOCADA apenas pelo ESTRESSE CRÔNICO , onde NENHUMA CAUSA ORGÂNICA É ENCONTRADA, que leva ao desejo de coçar, raspar a pele usando as unhas ou outros materiais como escovas, para esfregar no local específico. Isso provoca um alívio local momentâneo e volta a coçar em curto espaço de tempo. Quando existe um fator cutâneo de causa ORGÂNICA desencadeante da coceira ela pode ser chamada de PRURITUS CUM MATERIA e quando não existem outras doenças físicas nem alterações dos exames, ela pode ser chamada de PRURIDO SINE MATERIA. 2–URTICÁRIA DISFUNCIONAL Toda URTICÁRIA, se apre* Antonio Carlos (médico) 3371-1929

senta como pápulas e manchas avermelhadas em todo o corpo que dão intensa coceira (prurido), causando grande desconforto, com piora da qualidade de vida; pessoal, familiar, profissional e social. O sono fica prejudicado e alguns pacientes queixam que não dormem nada há semanas ou meses – sendo esse, o fato que causa maior sofrimento neles. Embora usada normalmente apenas pelos psiquiatras como anti-depressivo, a mirtazapina é muito importante para o tratamento de TODAS AS SÍNDROMES DISFUNCIONAIS. A URTICÁRIA e o PRURIDO DISFUNCIONAIS, são causadas apenas pelo ESTRESSE CRÔNICO e seu TRATAMENTO segue o mesmo esquema recomendado para todas as outras síndromes do estresse crônico 1 – ANTIDEPRESSIVO: O uso do antidepressivo que tem a maior potência sobre o receptor da histamina (H1) consegue o ALÍVIO TOTAL DO PRURIDO DE QUALQUER CAUSA e ainda melhora o sono. Esse medicamento é mirtazapina que é o melhor anti-alérgico –(anti-histamínico) mais potente entre todos os existentes no mercado farmacêutico. Por isso melhora o PRURIDO, a URTICÁRIA, o APETITE e o SONO, tanto nas doenças do estresse crônico, ansiedade e depressão , mas também em qualquer doença FÍSICA e ORGÂNICA. 2 – ATIVIDADE FÍSICA: Incentivar o paciente a iniciar um programa suave e progressivo de caminhada diária, hidroginástica e esportes, de acordo com sua idade, preparo físico e condições do local onde ele mora. 3 – QUALIDADE de VIDA: Trabalhar uma jornada normal, não levar trabalho para casa, descansar o necessário, dormir cedo e acordar cedo, valorizar o lazer, ter boa convivência profissional, familiar e social. Tendo uma melhor qualidade de vida, o estresse crônico deixa de existir e o cérebro vai se recuperando. Quando todo o tratamento acima não é suficiente para a melhora dos sintomas, indicamos procurar tratamento com psicólogo(a) e sugerimos a TCC – Terapia Cognitivo Comportamental, que busca o conhecimento das dificuldades pessoais para mudanças nos comportamentos de conflito que são as causas do estresse crônico.


JORNAL O PIONEIRO www.jornalopioneiro.com.br

DOMINGO 15 DE ABRIL DE 2018

CIDADE

7

Publicado todas os domingos

Agenda Jurídica da Indústria reúne O PIONEIRO NOS BAIRROS redacao@jornalopioneiro.com.br informações sobre 99 ações no STF e traz régua do tempo em cada processo Grupo de voluntárias "Amigas da Maternidade" do •• Com informações detalhadas sobre 99 ações de interesse do setor industrial que tramitam no Supremo Tribunal Federal (STF), a Agenda Jurídica da Indústria chega a sua terceira edição com uma novidade: a régua do tempo, que revela o prazo que cada ação espera para ser julgada. O documento reúne 43 processos de autoria da Confederação Nacional da Indústria (CNI), 23 em que a entidade atua como amicus curiae (parte interessada) e outras 33 monitoradas por serem consideradas estratégicas para o segmento. Lançada pela CNI sexta-feira (13), a Agenda inclui na página referente a cada processo o número da ação, a data de ajuizamento, o ministro relator, além de informações gerais, como o assunto tratado, a posição da CNI, o andamento do caso e a consequência do julgamento. Na régua do tempo são indicados os marcos temporais correspondentes ao prazo máximo que a CNI espera que as ações que tratam da constitucionalidade de leis

sejam julgadas, de 3 anos, e o tempo médio que o STF levou para julgar ações deste tipo em 2016, de 7 anos e 7 meses, conforme números do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A régua é dividida nas cores verde, amarela e vermelha. “A idade média das ações de controle concentrado da Agenda Jurídica da Indústria 2018 é de 6 anos e 8 meses. Isto é, se tivéssemos uma régua única para simbolizar essa média, ela estaria no amarelo agora, sinalizando atenção”, explica o superintendente Jurídico da CNI, Cassio Borges. Entre as ações da CNI, a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) nº 1.094 é a mais emblemática em relação à demora para um desfecho. O processo, que trata de questionar alguns artigos da lei sobre a prevenção e repressão às infrações contra a ordem econômica, foi ajuizado em julho de 1994. No entanto, embora já tenha passado 23 anos e 9 meses, a ação ainda aguarda o julgamento do seu mérito.

ESTADO DO ESPÍRITO SANTO PODER JUDICIÁRIO LINHARES - 1ª VARA CÍVEL E COMERCIAL FÓRUM DES. MENDES WANDERLEY RUA ALAIR GARCIA DUARTE, S/N - TRÊS BARRAS - LINHARES - ES - CEP: 29907-110 Telefone(s): (27) 3264-0340 - Ramal: 233 / (27) 3264-0340 - Ramal: 234 Email: 1civel-linhares@tjes.jus.br ASSISTÊNCIA JUDICIÁRIA GRATUITA

EDITAL DE CITAÇÃO (PRAZO DE DILAÇÃO DE 30 DIAS)

Hospital Rio Doce faz campanha para receber doações “Era meu, agora é nosso. Seja solidário, faça sua doação”. Esse é o slogan da campanha que acontece entre os dias 17 e 28 de abril no Shopping Pátiomix •• O grupo de voluntárias da Maternidade SUS do Hospital Rio Doce “Amigas da Maternidade”, realiza entre os dias 17 e 28 de abril, ação para arrecadar doações de roupas, adulto e infantil, calçados, bolsas, bijuterias, entre outros, para serem posteriormente vendidas no Brechó Solidário das Amigas que acontece

•• A reforma da Maternidade SUS do Hospital Rio Doce começou ser realizada no início de março e contempla: pré- parto, enfermarias, Unidade de Tratamento intermediária, e as salas de parto. Ao

todo a maternidade será ampliada em 153m², também será criada uma ala de auto- risco para as gestantes e uma nova sala de repouso para os médicos. O número de leitos vai passar de 17 para 30.

Vale ressaltar que o trabalho desempenhado pelo grupo de voluntárias contribuiu de maneira significativa para reabertura e ampliação, de seis para 10 leitos, da UTIN do Hospital Rio Doce.

“Amigas da Maternidade” do Hospital Rio Doce •• Com o objetivo de ajudar crianças carentes nascidas no Hospital Rio Doce Dona Joana Belizário, na época membro da Pastoral da Saúde, percebeu a necessidade de muitas mães que chegavam sem roupas para os bebês, reuniu um grupo de senhoras da comunidade e criou o projeto ‘Amigas

da Maternidade”. O grupo que iniciou tímido, com apenas 6 membros, recebeu o apoio da direção do hospital e hoje conta com mais de 70 colaboradoras. O projeto vai completar 20 anos de existência em maio. Para angariar fundos e manter o projeto social, as “Amigas da

Maternidade” realizam algumas atividades, como o Brechó Solidário, Chá das Amigas, Feijoada das Amigas e Ação entre Amigos. Todo dinheiro arrecadado com os eventos é investido em melhorias da Maternidade e na compra de tecidos, material de costura e fraldas.

Iniciada a recuperação da estrada que liga São Rafael - Rio Bananal

MM. Juiz(a) de Direito da LINHARES - 1ª VARA CÍVEL E COMERCIAL do Estado do Espírito Santo, por nomeação na forma da lei etc. FINALIDADE CITAÇÃO DO REQUERIDO para, no prazo de 15 (quinze) dias, pagar a quantia descrita na inicial e honorários advocatícios de cinco por cento do valor atribuído da causa (art. 701 do CPC) Valor da dívida na petição inicial: R$ 7.681,15 (sete mil, seiscentos oitenta e um centavos). Fica a parte ré advertida que, independente de prévia segurança do juízo, poderá opor, nos próprios autos, no prazo de 15 (quinze) dias, embargos à ação monitória, e que, caso não haja o cumprimento da obrigação ou oferecimento de embargos, constituirse-á de pleno direito o título executivo judicial, independente de qualquer formalidade, nos termos do art. 701, §1º do CPC.

a) PRAZO: O prazo para embargar a presente ação é de 15 (quinze) dias, a partir do prazo supracitado, b) CURADOR ESPECIAL: Em caso de revelia será nomeado curador especial ao requerido (art. 257, IV, CPC).

com foco na promoção humana, e a arrecadação dessas doações também tem esse objetivo. Tudo que recebermos aqui será colocado à venda no Brechó Solidário que faremos em dezembro, e o dinheiro do brechó será destinado a obra de reforma e ampliação da maternidade SUS. Nosso objetivo maior é preparar os ambientes da maternidade para receber a família como um todo, para que quando essas mulheres cheguem na maternidade sintam-se bem acolhidas em um local especialmente preparado para elas”, explica a presidente do Grupo, Carolina Moreira.

Reforma e ampliação da maternidade já começou

Nº DO PROCESSO: 0000693-07.2014.8.08.0030 AÇÃO : 40 - Monitória Requerente: MGM MOVEIS LTDA Requerido: M. PEREIRA DE BRITO CONSTRUCOES - ME e MARCIO PEREIRA DE BRITO

ADVERTÊNCIAS

em dezembro próximo. Com o slogan “Era meu, agora é nosso. Seja solidário, faça sua doação”, a finalidade do Brechó é levantar recursos para custeio da obra de reforma e ampliação da maternidade SUS do hospital Rio Doce, iniciadas em março. Evento acontece sempre das 13 às 20h, no Shopping Pátiomix. A Presidente do grupo e Coordenadora do setor de Serviço Social do Hospital Rio Doce, Carolina Lavigne Castello Branco Moreira, fala da destinação das peças arrecadadas durante a ação, e da humanização da maternidade. “Desde o início sempre trabalhamos

•• Buscando melhorias na infraestrutura e mobilidade das estradas rurais do município, a Prefeitura de Linhares, por meio da secretaria municipal de Obras

e Serviços Urbanos iniciou sexta-feira (13), a recuperação da estrada que liga o distrito de São Rafael à comunidade de São Vicente, Rio Bananal. Os trabalhos de recuperação priorizam pontos críticos dos trechos utilizados especialmente, para escoar a produção agrícola, melhorando as condições de tráfego para moradores, produtores e toda comunidade que utiliza a via, garantindo a segurança inclusiva, dos estudantes

que dependem do transporte escolar. O secretário municipal de Obras e Serviços Urbanos, João Cléber Bianchi, destaca a importância da ação, que é constante. “Nosso objetivo é oferecer melhores condições de trafegabilidade para escoamento da produção agrícola. O município possui uma grande extensão territorial e nossa preocupação é melhorar e fazer a manutenção dessas estradas”, ressaltou.


8

DOMINGO 15 DE ABRIL DE 2018

DENI

SOCIEDADE

A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, ria, dance, chore e viva intensamente cada momento de sua vida, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos.”

DENI ALMEIDA DA CONCEIÇÃO denialmeida@jornalopioneiro.com.br

Secretário Massucatti

>> Charles Chaplin

•• O Secretário Municipal de Saúde de Linhares, Valdir Massucatti (foto), por sinal uma pessoa querida na cidade, foi o convidado da semana para almoço no Clube das Quintas-feiras. Na oportunidade ele falou sobre as dificuldades que sua pasta enfrenta, em função do sistema como um todo, mas frisou que vem conseguindo “administrar a situação”. Valdir disse que o município, por lei, tem que empregar 15% de seu Orçamento na saúde, “mas estamos muito além disso; empregamos mais de 34% e a situação não é brincadeira”.

Palestra •• “Sustentabilidade e Espiritualidade” é o tema da palestra que vai acontecer na próxima terça-feira, 17, no Auditório do Sesi/Senai, com o Professor Sidemberg Rodrigues, numa realização da Adel – Associação para o Desenvolvimento de Linhares, presidida por Alair Giuriato.

CURTAS I •• Chega ser irritante o número de propostas de Planos de Saúde que nos são enviados todos os dias, alguns com promessa de internamento, quando necessário, nos hospitais Sirio Libanes, Alberto Aistern e por ai. •• Neste domingo, às 7 horas da manhã, na Igreja do Bairro Novo Horizonte, Missa de 30 anos do falecimento da senhora Elza Roni Scarpati. •• Lojistas de Linhares já estão preocupados com as vendas no período dos jogos da Capo do Mundo de Futebol, que começa dia 14 de junho. A estreia da Seleção Brasileira será dia 17, contra a Suiça.

Bom dia, Jair Fregona Junior

Essa coluna é publicada todas as quintas e domingos

CURTAS II •• Apesar da crise que ainda persiste, os barzinhos da periferia de Linhares têm registrado movimento crescente, embora pequeno ainda. “Temos esperança que o movimento continue, porque tive que dispensar dois funcionários no mês de janeiro”, disse um proprietário.

•• Gustavo Massete com o governador Paulo Hartung

JORNAL O PIONEIRO www.jornalopioneiro.com.br

Interesse no SAAE •• A Cesan – Companhia Espirito Santense de Saneamento anuncia o interesse de assumir o saneamento dos municípios de Aracruz, Linhares e São Mateus, em função do lucro líquido que obteve em 2017, na ordem de RS 126,7 milhões.

•• Aos poucos os ambulantes vão se estabelecendo nas ruas do centro de Linhares. Na esquina da Avenida Jones Santos Neves esquina com a Rua Monsenhor Pedrinha em determinada hora do dia é difícil se transitar livremente. •• As ruas do Bairro Três Barras continuam sendo o local ideal para quem gosta de dar aquela corridinha e manter o corpo no estilo. •• O empresário Luiz Rigoni, diretor Presidente da Rimo Móveis, passou a semana quase toda em Salvador, na Bahia participando de uma feira de móveis. •• Lara, que é médica com a mãe Adriana Grazziotti Ceolin em São Paulo

O PIONEIRO 15 DE ABRIL DE 2018  

Edição do Jornal O PIONEIRO do dia 15 de abril de 2018

O PIONEIRO 15 DE ABRIL DE 2018  

Edição do Jornal O PIONEIRO do dia 15 de abril de 2018

Advertisement