__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

09 MAIOR

­ AL JORN

BÚZIOS

Um jornal cego, surdo e mudo


búzios Rua das Pedras, em frente ao Pier - Tel: (22) 2623-1653

2

3 de janeiro de 2009 – O Perú Molhado


Rua das Pedras, 199 | (22) 2623-6121 3 de janeiro de 2009 – O Perú Molhado

3


Editorial

MAIS-MAIS DO MESMO O ano de 2008 encerra o ciclo do primeiro governo Toninho Branco. O prefeito que entrou pela porta da frente, com esmagadora votação e com inúmeras promessas. Sai escorraçado pelas urnas e com a popularidade em níveis baixíssimos, prá lá do pré-sal. Por anos Toninho tentou ser prefeito de Búzios. Quando conseguiu, não soube administrar o seu próprio cargo. Agora terá tempo suficiente para rever suas idéias. Diferente da guerra, em política se morre várias vezes. Pode até parecer, mas, Toninho Branco não está morto. O ano de 2009 começa com o terceiro mandato de Mirinho Braga. O prefeito eleito não cansa de repetir que agora está mais maduro, com mais experiência. Infelizmente os nomes apresentados até agora para compor seu grupo, não gerou muita confiança à sociedade buziana. Gente com forte apego ao cargo. Autoritárias, sem espírito democrático. Outros incapazes, e sem conhecimento do significado da função, mas, com fortes laços políticos. Os próximos seis meses serão de calmaria. O povo sempre dá um tempo para os novos eleitos. As cobranças virão. E elas serão enormes. Tal qual a eleição de Toninho Branco, esse novo mandato de Mirinho Braga está cercado de expectativas. Búzios não é mais aquela cidadezinha recém emancipada que Mirinho administrou pela primeira vez. Tão pouco é a mesma cidade do segundo mandato. Agora temos um sangradouro de recursos chamado Hospital Municipal. Somente ele poderá custar mais de 15% do orçamento. Com uma veterinária no comando, as coisas podem ficar complicadas. Na educação, os mais de nove mil alunos da Rede Pública será outra dor de cabeça. O corpo docente terá que ser aumentado.

Somados os custos de educação, saúde, serviços e salários sobrará muito pouco para investimentos. E o lixão? Se a coleta de lixo, mais uma vez, for entregue a uma empresa privada, nos moldes que sempre foi praxe em Búzios, outros milhões deixarão a cidade. A perspectiva prevista é de forte queda de receita para 2009. Os royalties já não são tão abundantes, a violência é crescente e não soubemos aproveitar os anos de bonança para criar corretas opções ao dinheiro do petróleo. A boa sorte é que a nova administração vai encontrar mais de 25 milhões do governo federal para obras de infra-estrutura. Nos últimos 15 anos, assistimos aos bairros de Cem Braças e Rasa incharem sem nenhum controle. Ao contrário: houve um forte trabalho por parte de alguns políticos para traficar gente (eleitores) para essas localidades. Tanto Mirinho Braga quanto Toninho Branco assistiram a tudo impassível. Os dois têm suas cotas de responsabilidade. Fingem que não é com eles. Sabe como é político, é um bicho diferente, se alimenta de votos. Quanto mais pobres na periferia melhor. Saúde, educação, transporte e serviços já estão saturados. Não conseguem acompanhar a demanda. Pobre Búzios. Pelo andar da carruagem tudo vai continuar como está. Os vereadores corruptos traficando gente, os lotes sendo fracionadas, a violência aumentando e a cidade perdendo seu charme, seu encanto, sem estilo. Mais uma eleição e nossas esperanças indo ladeira abaixo. Como disse um dia Maquiavel, “é preciso que tudo mude para que tudo continue do mesmo jeito”. Ou como diria o homem simples da periferia: “só mudaram as moscas. A merda continua a mesma”.

Com o pé em 2009, mas de olho em 2012 Por Odair Franco O ano de 2009 começa com a posse dos prefeitos eleitos em outubro último. Depois de complicadas discussões jurídicas, em Búzios, Cabo Frio e São Pedro da Aldeia assumiram os candidatos mais votados. Se não houver surpresas, irá prevalecer a vontade do eleitor. Será difícil esquecer, entretanto, o clima de incerteza que se espalhou pela região após as eleições. Interpretações conflitantes sobre a aplicação da Lei Eleitoral e da Lei de Responsabilidade Fiscal acabaram levando a um emaranhado de demandas e recursos judiciais, os quais não conseguiram, entretanto, calar a voz das urnas nesses municípios. O recado foi dado de forma explícita. A palavra chave é confiança. É claro que muitos fatores contribuem na escolha de um candidato, mas não se vota em quem não se confia. Essa é a base para se entender os índices de rejeição apontados nas pesquisas que precederam as eleições e que, de certa forma, permitiram que se pudessem fazer previsões sobre os resultados do pleito de 2008. Confiança é construção do imaginário e se alimenta de fatos e versões que fazem parte do cotidiano do eleitor. Só se conquista com o tempo. Onde há confiança, há credibilidade e para ter esperança é preciso acreditar. É preciso acreditar que o candidato será capaz de tornar realidade as propostas de campanha. As promessas não cumpridas causam frustração e a frustração leva à rejeição.

O eleitor não perdoa muita coisa, mas principalmente as promessas não cumpridas. O patrimônio dos prefeitos empossados nessas cidades é o voto de confiança que receberam dos eleitores e é com essa moeda que ingressaram no cenário político que se formou após as eleições. O desafio será manter em alta esse padrão de troca, diante da crise financeira que deverá se estender por todo o ano de 2009. É certo que haverá queda de receita e, como conseqüência, falta de recursos para realizar projetos e conduzir a máquina pública. É certo também que haverá redução na atividade econômica como um todo, com reflexos negativos nos índices de desemprego. Esses fatores serão decisivos e interferirão na definição do novo cenário político que servirá de pano de fundo para as eleições de 2010. É difícil saber até quando os prefeitos eleitos serão capazes de sustentar os índices de aceitação que os consagraram nas urnas. O quadro que se avizinha poderá precipitar insatisfações, corroendo a confiança do eleitor ainda no primeiro ano do mandato. Por isso, diferentemente do comportamento político regional, nada mais oportuno do que aproveitar o momento, deixar de lado o sectarismo partidário e divergências pré-eleitorais, buscar alianças locais e estaduais e se preparar para as disputas de 2010 e 2012.

Sua garantia de saúde em Búzios

Dr.: André Granado (Urgências 24 horas) Tel.: (22)9972-9749 e 8814-6510

Rua das Pedras, 27 | Loja 5 Galeria Rua da Praia (22) 2623-4298 ambarbuzios@bol.com.br

4

3 de janeiro de 2009 – O Perú Molhado


As coisas boas do ano que passou Aníbal Fernando

A

crise econômica que assola o mundo foi impedida de entrar no Brasil pela ação firme do presidente Lula. Mas penetrou em Búzios, conforme garantem os comerciantes da cidade, e a nossa bonita diretora de publicidade, Monica lá da Rasa. Mirinho se elegeu com facilidade para os próximos oito anos, muito embora seu clube de coração, o glorioso Vasco da Gama, tenha tudo para ser o campeão da segunda divisão. Toninho arranjou um técnico corso e afundou, mas o Fluminense quase sai campeão e do mundo. São ironias da vida. Teve as olimpíadas quando Brasil finalmente conseguiu a medalha de ouro. Mas Hipólito perdeu a vara, enquanto aqui na nossa terrinha, Búzios, inauguramos uma Via Dutra, pista perfeita para uma futura prova de fórmula 1 que na certa vai ser disputada na chuva. Por falar nisso, Felipe Massa perdeu por culpa de um mecânico e da mangueira. Era um mecânico português. O nosso bar, o Silvano, fechou, e enriqueceu todos os bares das redondezas que cobram as contas. Os veteranos freqüentadores, portanto, foram obrigados a gastar suas poupanças. E o sistema bancário nativo não empresta mais dinheiro porque o Genilson, nosso antigo gerente, se reelegeu e só cuida da própria poupança. Estamos, portanto duros, sóbrios e desamparados, Mas o Cláudio abriu um bar em Manguinhos e as esperanças foram renovadas. Lá em Brasília estão preparando a Dilma, que é bonitinha, para ficar em forma. Nada parecida com a Madonna, mas dá ganhar da presidenta do Chile e Alemanha. Mas é jogo duro com a da Argentina que é especialista em escalar atrizes, e que, governam como tal e dá certo. Bom, mais ou menos. Pelo menos é mais divertido. Os motoboys de Porto Alegre, entregadores de pizza, comem as próprias e depois afirmam que foram assaltados por bandido famintos. (Isso deu na TV – mas, estamos enviando o Sandro pra lá para apurar essa história). Por falar nisso o Perú esteve na China, no Nepal, no Paquistão e no programa do Jô e, não satisfeito, fez o maior jornal do mundo. Conseguiu bater o recorde de processos, entrevistou o Meireles, grande guardião da lei, o nordestino Ancelmo Góis, até hoje refugiado no Rio de Janeiro. Nosso pequeno jornal foi expulso da churrascaria do Mario – nossa redação avançada na Rua das Pedrinhas, e ele en-

tão se transformou em jornalista só para nos sacanear. O Hamber, nosso palestino do bem, resolveu provocar os crentes nativos, com todo nosso apoio – mas aí arranjamos um advogado da pesada que, na defesa, diz logo que Deus não é propriedade deles e, portanto, crentes ou não, eles não tem procuração DELE. Nas artes, a Pemba fez exposições memoráveis sem nenhum retorno comercial. E eu mesmo, com alguma inveja, me dediquei a desenhar santos. Especialmente São Jorge, com o mesmo resultado comercial. Os crentes têm razão: o vil metal só corre pra eles. Vejam, Jesus morreu na cruz e deixou pendurada a conta da última ceia. Dizem, mas eu ainda não sei, que o Dr. Rui virou autoridade. Que Búzios, como em todo início de verão, foi arrasada e reconstruída. Que as Lagoas do Otavinho já dão até peixe. Que o novo governo assume na fogueira – isso é lá dia para assumir, logo no dia 1o do ano! Quando todos os fogueteiros estão na praia de Geribá! E o resto da turma enche os bares... A Azeda, parece, vai ficar mesmo para os macaquinhos. È assim com os verdes: ruins de voto, mas conseguem se manter no poder. Tem muito mais coisa boa que eu deveria contar, mas eu não lembro. Só sei que a equipe do Perú, chefes e repórteres, fotógrafos, etc, baixaram no hospital mesmo depois de passar nos testes de bafômetro, macômetro, etc, etc. E fomos muito bem tratados, embora lá não tenha nem cerveja, nem cigarro. As enfermeiras são bonitas, os médicos competentes, o chuveiro tem água quente. Um hotel de primeira. Recomendo. Já estamos todos recuperados e prontos para mais um ano que sem dúvida vai ser melhor do que passou (se isso é possível). Boa passagem para todos (mesmo na Salineira). A boa Itaipava para os remediados, champanhe nacional para os mais abonados e uísque para os turistas. E lembrem-se não dirijam. Peguem uma Van. Se acharem. Por fim, exigimos eleição direta para a seleção brasileira. Igual à que foi feita para entronizar o Biro-Biro, excepcional atleta corintiano que nas urnas derrotou o Maradona. Evidente que os nossos hermanos não votaram. Mas a democracia tem seus limites. E agora talvez a melhor notícia de todas: ouço dizer que vai voltar o biquíni “tomara que caia”. Estou quase me convencendo ir à praia este verão. Feliz 2009 a todos nossos leitores. Aos queridos anunciantes e autoridades. Antigos e novos buzianos. Vai ser apenas mais um ano.

3 de janeiro de 2009 – O Perú Molhado

Sandro na China...

e Marcelo no Jô

Já no mês de fevereiro já sabíamos que a Patrícia, nossa gerente do Bradesco, seria escolhida a mulher do ano

5


Os grandes micos de 2008 Por Cláudio Kuck Pois é, já estamos em 2009 e prontos para começar tudo de novo, sempre cheios de esperança e expectativa, apesar da maior crise econômica da história recente, tendo de chegar a dezembro e ouvir do bravo presidente Lula das marolinhas: “Você diria ao paciente, meu, sifu?” Mas 2008 teve outros micos pra ninguém botar defeito. Que tal a ex-sexóloga Martha Suplicy, ex-defensora das minorias e dos casamentos gays, desesperada diante da perspectiva de perder a eleição para a Prefeitura de São Paulo, explorar o mais baixo nível de preconceito contra o adversário Gilberto Kassab, solteiro assumido e com fama de homossexual no meio da população, perguntando na TV: “Ele é casado? Tem filhos?” Foi triste, muito triste, ainda bem que os eleitores não embarcaram na canoa preconceituosa furada da nova Martha: relaxaram, votaram e gozaram com a vitória Kassabiana. Na área esportiva o que não faltou foram grandes micos, um verdadeiro zoológico de símios... O barraco armado pelo Fenômeno Ronaldo num motel da Barra com os travecos, ainda saindo sem pagar, ir parar numa delegacia tendo de ouvir do (a) travesti Andréa que viveu seus 15 minutos de fama mundial: “Bem, o Ronaldão joga bem, encarou numa boa uma marcação cerrada homem a homem”. Felizmente, a história teve um final feliz, o jogador foi parar no Corinthians, a noiva traída o perdoou e agora os dois tiveram uma linda filhinha.

Micaços da dupla Fla-Flu O futebol rendeu ainda dois micos enormes, quase orangotangos. Primeiro o Flamengo vencer o América no México por 4 x 2, fazer festão no gramado do Maracá antes da partida de volta, quando poderia perder até de 2 x 0 que estaria classificado, mas tomar de inexplicáveis 3 x 0 do velho Cabañas. Os rubro-negros não sabiam que o Gerardo aqui da Pousada El Rinconcito (e meu sombrero?), ex-craque dos aztecas e amigo do seu técnico Juan Antonio Luna, estaria nos vestiários passando todos os segredos flamenguistas para eles. Resultado: Maracanazo e um micão gigante. Na final da mesma Libertadores foi a vez

6

Luana Piovani e Marta Suplicy abaixo

do Fluminense ‘conseguir’ empatar em 2 x 2 e perder o título nos pênaltis (3x1) pros pernas de pau da LDU do Equador. E Renato inda garantiu que no Brasileiro o Flu não ia ter problemas e ia apenas “brincar”. Quase foi rebaixado, mas o Gaúcho felizmente saiu antes e foi patrocinar outro micão: Conseguiu pela primeira vez botar o Vascão na Série B. Outro micaço foi vermos perplexos diante da televisão, nosso ginasta do solo favorito Diego Hypólito, cair de bunda no chão, quando liderava e já ia botando a medalha no peito. Deu até pena. E a pobre Fabiana Mürer desesperada em busca de sua vara perdida para poder saltar, o que foi aquilo?

Iraquiano errou sapatada - Como mico global aparece o jornalista iraquiano Muntazer al-Zeldi, que conseguiu errar o

arremesso de seus sapatões 42 no Bush na entrevista coletiva, mesmo estando a pouco mais de um metro de distância. E a tal história lá no Paraná do Padre Voador Adelir de Carli e seus balões de hélio, que totalmente despreparado e mal equipado, morreu no oceano em meio ao seu projeto maluco. Um mico trágico.

Luana, a mala do ano Há gafes para todos os gostos e a baixaria constante na relação de Luana Piovani e Dado Dolabella foi fora de série. Não foi à toa que Artur Xexéo colocou a moça como a Mala do Ano, que

3 de janeiro de 2009 – O Perú Molhado


teve o governador Sérgio Cabral como vice, aparecendo ainda na lista o Ronaldo Fenômeno, sobrando até para a inacreditável personagem da novela ‘A Favorita’, interpretada por Irene Ravache. Este ano apareceu como novidade a primeira ‘mala jurídica’, na pessoa do presidente do STF, ministro Gilmar Mendes. Pô, que saudade do meu grande amigo e ex do Supremo, Maurício Corrêa, ainda bem que falei com ele antes do final de 2008, botando as novidades em dia.

Miquinhos buzianos

já na tarde do dia 1º de janeiro. Na sexta a coleta recomeçou também aqui nas ruas maltratadas do Bosque do Geribá. Aleluia! Interessante lembrar nesta hora a frase do então candidato a prefeito do Rio, Fernando Gabeira, sobre a Câmara de Vereadores carioca: “Há uma parte corrupta, outra de matadores e poucos que trabalham”. Tomara que nossa nova Casa dos Edis recém empossada funcione absolutamente distante de tão tenebroso perfil. Agora é esperar por 2010 pra saber como será o ano nascido agora.

Aqui por Búzios o acontecimento do ano foi o nível da campanha eleitoral, sem debates e idéias, apenas com carreatas, baixarias de parte a parte e muito ódio. Para culminar com Toninho não aceitando a derrota nas urnas, impossibilitando uma transição pacífica de que tanto a cidade precisa. No Rio o ‘Napoleão’ César Maia também não passou o cargo, desfilando com incrível distintivo do PC da antiga União Soviética. Acabou com nossa Armação sem governo nas últimas semanas, estrada para Cabo Frio destruída na parte de cá, lama, buracos, engarrafamentos na inexplicável separação do asfalto da Bento Ribeiro Dantas (e o Pórtico?), com suas ciclovias laterais que servem apenas para espremer ainda mais o tráfego, sem permitir a circulação das bicicletas. Que doideira. E o lixo por toda parte. Felizmente os caminhões voltaram a recolher os detritos que atulhavam todo o balneário

Gabeira, que quase levou. Aliás, nós do Perú, como bons botafoguenses apoiamos o próprio Gabeira, MacCain e Toninho Branco

Aos otimistas, otimistas, aos aos esperançosos esperançosos ee esforçados, esforçados, aa todo todo oo Aos pessoal de de boa boa vontade, vontade, fiquem fiquem tranquilos tranquilos que que em em 2009 2009 pessoal

Búzios não corre o menor risco de melhorar

Mônica Balcaldi

Embaixador EmbaixadorSérgio SérgioNogueira NogueiraLopes Lopes

3 de janeiro de 2009 – O Perú Molhado

7


2008,

que ano afoito! 2008 foi um ano que não começou e não acabou. Foi tão rápida sua trajetória pela estrada do Tempo que a gente nem viu sua cor. Passou correndo, zunindo, deixando um rastro de fogo no céu e de susto no ar. Para disfarçar sua pressa, espalhou uma cortina de fumaça sobre nós, nos tornando mais burros e mais ingênuos, e embaçou nossos olhos com o deslumbramento da fantasia das olimpíadas de Pequim. Depois delas, o Mundo parou aturdido, perplexo... Nada mais havia a ser visto! As Olímpíadas engoliram nossa capacidade de deslumbramento! 2008 aproveitou a nossa perplexidade e, fugindo, deixou para nós, dentro de uma BARRIGA PANTAGRUÉLICA, uma crise mundial

esquisita, que em vez de devorar, vomita. Vomita sem direção certa. Vomita para todos os lados. Vomita PERDAS. Só PERDAS. Perda de empregos, perda de amigos, perda de segurança (embora frágil), perda das economias que vínhamos construindo a duras penas. Perdas, perdas, perdas. Perda, enfim, da própria saúde (porque ninguém é de ferro). 2008 levou nossa alegria! E, o que é pior: Nos deixou uma triste herança: O MEDO. Em tempo: Por sorte ou por descuido, 2008 esqueceu de levar o OBAMA e nos devolveu o MIRINHO. Abigail Vasthi Schlemm

No Porto da Barra, o brinde é o ano todo!

8

3 de janeiro de 2009 – O Perú Molhado


Gabriel Souza

s o i z ú Os b s o i z de Bú P

ai Gois de Oxalá, o maior babalorixá de Frei Paulo, não traz a pessoa amada de volta em três dias, mas dá suas cacetadas. Para dezembro de 2009 o vidente jogou os búzios para Búzios e prevê: 1) Marcelo Lartigue fecha um acordo milionário de merchandising com a Perdigão e o jornal passa a se chamar "Chester Molhado". 2) Depois, o gordo homem de imprensa assinou outro contrato milionário de patrocínio com a Pizza Hut. A gigante americana resolveu ir à luta patrocinan-

do o "New York Times" de Búzios para enfrentar a concorrência da pizza do Satyricon. 3) Com a grana desses contratos, Lartigue fez uma lipoaspiração para reduzir a pança e se matriculou num curso de etiqueta para finalmente distinguir um camembert de um queijo de coalho. 4) O novo-rico argentino-carioca passou a ler literatura de cordel em francês e terminou o ano sendo escolhido pela "Vogue" o homem mais elegante do mundo. 5) Enquanto isto surgiu o movimento

3 de janeiro de 2009 – O Perú Molhado

"Geribá Livre", liderado pela FLG (Frente de Libertação de Geribá). Os conjurados se reuniam na Pousada da Ruth e no Maravista Pousada. 6) A insurgente FLG tomou o poder e o novo município de Geribá resolveu fazer uma estátua como a de Brigitte Bardot. A musa escolhida foi Suzana Vieira. 7) A FLG decidiu que em Geribá serão proibidas lojas que vendam Havaianas e muito menos bar ou restaurante que sirva crepe. Faz sentido. 8) Carla Bruni foge de Paris e resolve abrir um restaurante na Rua das Pedras.

Nome do estabelecimento: "Como não era gostoso o meu francês." 9) A seleção de futebol amador de Armação dos Búzios sagrou-se campeã brasileira. Depois de despachar o Flamengo em pleno Maracanã, o time recebeu o São Paulo, campeão de 2008, no campo da Sociedade Esportiva Buziana, vencendo a partida por dois a zero, gols de Duda e Tico. 10) Mirinho Braga e Toninho Branco resolvem abondonar a política e formar um grupo de teatro mambembe que se apresenta por uns trocados na Orla Bardot.

9


A Câmara do amém

Primeiro de janeiro, feriado mundial, dia da paz no mundo, calor senegalês em Búzios, depois de tanto tempo de chuva, ideal para curtir uma praia. Menos para cerca de 500 pessoas, que se acotovelavam, na entrada da Câmara de Búzios para assistir a posse dos novos vereadores e do vice e do prefeito. Como a casa legislativa era pequena para tanta gente, apenas uma centena foi autorizada a subir e ver de perto a posse dos novos mandatários. Como de praxe, a cerimônia atrasou. Deveria começar às 10h da manhã, mas, era quase onze e nada. Finalmente, o presidente da casa, vereador Genilson Drummond, abriu a sessão extraordinária dando inicio aos trabalhos. Como prevê a lei, o vereador mais votado assume a presidência da sessão e Genilson deu lugar a Evandro. Em minutos, começou a votação para a escolha da mesa diretora (Presidente, Vice, 1° e 2° Secretários) para o biênio 2009/2010. Para surpresa de todos, Evandro, falando em nome da bancada do PMDB (até então, oposição ao Mirinho) declarou que ele, mais Genilson e Valmir Nobre votariam em: Messias Carvalho para presidente; Felipe Lopes para vice; Joyce para 1° secretária e Lorran 2° Secretário. Todos os seis vereadores acompanharam a bancada do PMDB e pela primeira vez em Búzios um presidente da Câmara foi eleito por unanimidade. Nelson Rodrigues tinha uma opinião para isso, mas deixa pra lá. Legal mesmo foi que a eleição aconteceu de maneira aberta. Os votos foram declarados para todos ouvirem. Palmas para o exvereador Adilson da Rasa. Foi ele, quase que sozinho, que conseguiu a proeza de fazer com que a casa Legislativa de Búzios fosse a primeira do Brasil a acabar com o voto secreto. Depois de eleita a mesa diretora, cada eleito teve direito a 5 minutos de falação. A maioria agradeceu aos parentes, eleitores e a Deus. Na vez do Evandro, a coisa complicou. Até então a platéia só havia aplaudido seus candidatos. Aliás, Lorran e Joãozinho Carrilho foram os mais festejados. Evandro começou dizendo que errou muito, mas, os erros aconteceram na busca do acerto. Foi adiante. Falou ainda com todas as letras: “meu prefeito Mirinho Braga pode contar comigo. Não serei oposição. Seria, se visse alguma coisa errada, mas como sei que nada de errado vai acontecer nesse governo, não posso ser oposição”. Levou duas sonoras vaias. Dizem que Evandro se debandou para Mirinho apenas por amor. Mas, fica difícil de acreditar conhecendo o perfil do rapaz. Mirinho conseguiu uma proeza. Ressuscitou ainda mais forte a Câmara do amém. Naquela época, com menos vereadores que agora em sua base de sustentação, os projetos não eram nem analisados. Passavam direto. Agora será ainda mais fácil. Toninho que se cuide. Ao assumir pela terceira vez o cargo de prefeito de Búzios - Mirinho pouco disse. Agradeceu a Deus, a família e disse que vai governar olhando para frente e que o passado, ou seja, o governo Toninho Branco, quem vai cuidar será o Ministério Público. “Recebo uma cidade abandonada, com lixo por todos os lados e com a prefeitura com a luz cortada. Mas, nada disso me esmorece. Vou arregaçar as mangas e trabalhar”, declarou o novo prefeito de Búzios.

"Agradeço a Deus e minha família"... 10

3 de janeiro de 2009 – O Perú Molhado


Na Câmara Municipal, a posse de Mirinho foi uma festa. Que o diga Julien, que saboreou os últimos ovos de sua vida

3 de janeiro de 2009 – O Perú Molhado

11


Márcio Fortes:

“Sou apenas mestre de obras” Estamos aqui novamente, entrevistando o nosso amigo Marcio “Tricolor de Coração” Fortes, que sempre tratamos com muito carinho. Por isso, sempre nos dirigimos a ele, chamando-o por você. Mas agora pintou aqui na redação d’O Perú pintou o “mala” - Clemente Neto, que tem feito nossa revisão e assegura que o termo correto é chamá-lo, de Ministro ou Senhor. Acabou o ano e as obras do PAC previstas para Búzios ainda não começaram. Vamos perder as verbas ou não? Os projetos do PAC previstos para Búzios são empreendimentos de financiamento que estão em fase de contratação. Portanto, o município não corre o risco de perder os recursos. O super-secretário e chefe de gabinete do governo Mirinho Braga- que assume em janeiro- afirmou diversas vezes durante a campanha que o atual governo havia roubado os 20 milhões prometidos para as obras do PAC. Muita gente em Búzios acredita que o dinheiro já veio, mas, foi desviado. O que você Ministro, tem a dizer sobre o assunto? Os empreendimentos encontram-se em fase de contratação, portanto, sem obras executadas e, conseqüentemente, sem nenhuma liberação de recursos. É importante ressaltar que, de acordo com a Lei de

Responsabilidade Fiscal, o prefeito (com mandato até 31 de dezembro) somente poderia firmar contrato de financiamento caso o orçamento municipal de 2008 preveja recursos para honrar o compromisso. Caso contrário, apenas o novo prefeito poderá firmar o contrato. O saneamento e calçamento do Bosque de Geribá, por exemplo, parou apesar do IPTU ter dobrado em adiantamento às obras que não terminaram. Na última liberação de verbas, você nos disse que esta era uma obra prioritária, continua sendo? Dá para dar esperança aos seus moradores e pessoal carioca que têm casa lá que é região nobre, mas vive na lama, lixo e literalmente na 'fossa'. Para mim, toda obra de saneamento que envolve ações de drenagem, coleta de lixo, água e esgoto, tem caráter prioritário. Não se trata de ter esperança, os recursos estão reservados. É só agendar a contratação. Sempre choveu pouco em Búzios. Agora a cidade vive embaixo d'água. Você vem passar o verão de novo na cidade? Espero poder manter o hábito de passar o carnaval com os amigos em Búzios. Qual foi o pior e o melhor de 2008 para você? E como será 2009? O pior para nós brasileiros foi a catástrofe de Santa Catarina, com a perda de vidas e a destruição de muitos lares. O melhor na minha área foi termos obtido das mãos das Nações Unidas (a Agência Habitat das Nações Unidas), a designação do Brasil como sede do V Fórum Urbano Mundial, que acontecerá em 2010, na cidade do Rio

de Janeiro. Para 2009, a idéia é seguir em frente com as obras do PAC, sempre cuidando de habitação, saneamento e transporte urbano.

ve do cofre, por isso, como machistas, preferimos você como Pai do PAC. O que acha dessa nossa opção? Sou apenas o mestre de obras do PAC.

Seu fluminense conseguiu sair do fundo do poço e, ainda conseguiu uma vaga na Copa Sul-Americana, enquanto o Vasco vai para a segundona. Não dá para o governo criar um PACC (Plano de Acesso a Categoria de Cima) para o time de colina? Como torcedor, sou contra processo de rebaixamento com base apenas em um ano de desempenho no Campeonato Brasileiro. Repito, como torcedor que sou, consideraria mais justo avaliação ser feita a partir de média de três anos. Qual é a graça se o Fluminense não poder jogar e ganhar do Vasco no próximo Campeonato Brasileiro? O que acharam os são-paulinos, palmeirenses e santistas de não enfrentarem o Corinthians e sua torcida em 2008? Será que os torcedores de Fluminense, Flamengo e Botafogo se deram conta de que irão menos vezes aos estádios do RJ? E que terão que jogar mais jogos fora? Ao invés de ir ao Maracanã ver duas vezes o clássico Fluminense x Vasco, nós torcedores tricolores teremos que ver, no jogo de volta, o Barueri e o Santo André em São Paulo e o Avaí em Santa Catarina. Haverá menos um jogo no Rio do Fluminense, do Flamengo e do Botafogo, pela ausência do Vasco. É isso que nós cariocas queremos? Esvaziar o futebol do Rio?

Diferentemente da onda mundial, O Perú está com os dois pés atrás em relação ao Barack Obama. Na sua visão, o que podemos esperar do novo presidente americano? Quando há mudanças, sempre há esperança, sobretudo esperança de ações eficientes e eficazes para domar a crise mundial.

O presidente Lula afirma constantemente que a Dilma é a Mãe do PAC, mas, é vossa excelência quem tem a cha-

Você sabe por que a recuperação da estrada Búzios/Cabo Frio – que há dois anos está para ser feita- não saiu até agora? Dizem que o deputado Picciani não autorizou. Tem alguma informação sobre isso? (Consultar o Ministério dos Transportes, órgão responsável pelas obras). Se vier para cá e quiser andar por aquela 'rodovia' é melhor trazer um trator, tanque de guerra ou pedir o jipão Hummer emprestado do Romário. Está disposto a enfrentar este rally? Esta superaventura? Quando vou a Búzios, fico em Búzios. Embora as cidades vizinhas também tenham seu charme, prefiro não perder nem um dia nessa adorável Búzios. Búzios e outras cidades dos Lagos têm nos royalties do petróleo uma importante fonte de arrecadação. Com a atual crise um mundial e o petróleo desabando de US$ 150 para menos de US$40 o barril nossos municípios vão perder

O ministro surpreso com o estado da periferia de Búzios

12

3 de janeiro de 2009 – O Perú Molhado


muito dinheiro. Seu Ministério está preocupado com o assunto? Tem algum plano B para compensar isto em parte? Convém lembrar que a questão não se restringe a peço do Brasil. O tema tem sido objeto de discussão no governo, quanto à distribuição de recursos. O senador Francisco Dornelles (PP-RJ) tem estudado o tema com muito carinho, na defesa dos municípios fluminenses.

Humberto e o ministro Fortes

De que maneira esta recessão e crise profundas na economia vão afetar seu Ministério, planos e prejudicar nossas cidades? O Ministério das Cidades tem seu orçamento concentrado no PAC, que é considerado prioritário pelo Presidente Lula. As obras que integram o plano plurianual de 2007 a 2010 seguem seu curso normal. Você ministro, não pensa após o final de o Governo Lula vir dar uma descansada aqui por Búzios e entrar na nossa política local? Seria eleito prefeito fácil e teria uma bela e relaxante experiência, trocar a aridez da Esplanada pelas praias buzianas ou o Bosque de Geribá salvo... O que acha? Fico honrado com sua lembrança, mas prefiro continuar indo a Búzios apenas para rever os amigos e curtir a cidade. A muitos políticos que podem levar essa missão adiante. Na minha missão frente ao ministério, faço tudo com garra e carinho não pensando em retorno pessoal

Governador SÉRGIO CABRAL, demais autoridades do Ministério Público - É calamitosa e vergonhosa a situação da estrada que liga Cabo Frio à Búzios.Vejam o descalabro: Há muito que a pavimentação se encontra em situação crítica, corroborando a omissão, ratificando o desleixo e a falta de respeito dos gestores daquele Município, principalmente do Prefeito TONINHO BRANCO e do Secretário de Obras com seus moradores, veranistas e turistas. Deveriam ser responsabilizados - criminalmente - por qualquer acidente fatal que venha a ocorrer naquela estrada. A situação do acesso à Búzios é caso de polícia ! ! ! O que mais nos revolta é a omissão dos moradores, veranistas e, fundamentalmente, dos vereadores e comerciantes daquela

Vamos a Cabo Frio?

linda cidade que aceitam inertes e, passivamente, tal situação. A principal porta de entrada daquele Município deixa qualquer um estupefato e justifica a perda do segundo lugar de Cidade mais visitada por turistas, para a distante Parati. Armação dos Búzios precisa recuperar sua condição outrora divulgada por Bardot. A favelização precisa ser contida. A ordem urbana restabelecida; a regulamentação da ocupação do uso solo e projetos urbanísticos precisam ser implementados e o comércio ambulante regulamentado. No início da gestão de Sérgio Cabral, foi prometida a duplicação e asfaltamento daquela rodovia e; passados dois anos; nada foi feito. Será que vão esperar a conclusão dos

3 de janeiro de 2009 – O Perú Molhado

empreendimentos hoteleiros de luxo da região ??? Na atual gestão, Búzios regrediu. As praias estão invadidas por barracas e comércio irregular, inclusive de inúmeros estrangeiros (grande parte em situação irregular no Brasil)) e sem o devido controle da "fiscalização sanitária". Nos bairros CEM BRAÇAS, RASA e JOÃO FERNANDES a favelização é crescente. As áreas de proteção ambiental; gradativamente; estão sendo invadidas. Na APA PAU BRASIL, nos finais de semana motoqueiros invadem e transformam, as trilhas de caminhada para turistas com poluentes e barulhentas motos, em pistas de MOTOCROSS. Nos costões da Praia das Caravelas, redes são armadas ilegalmente e matam - constantemente - tartarugas. A

pesca predatória de mariscos é uma constante. A APA PAU BRASIL é reserva natural do PAU BRASIL e do MICO-LEÃO DOURADO. O IEF e o IBAMA estão se lixando pela conservação daquele paraíso ecológico ! ! ! O Ministério Público precisa determinar ações emergenciais e imputar responsabilidades e punições aos gestores públicos que se omitem ! ! ! POR FAVOR, VAMOS SALVAR BÚZIOS ANTES QUE ACABEM COM ELA !!! Paulo Bittencourt - Ouvidoria de Búzios Conselho Gestor da APA PAU BRASIL ouvidoriabuzios@grupos.com.br

13


NOTAS • NOTAS • NOTAS • NOTAS • NOTAS • NOTAS • NOTAS • NOTAS • NOTAS • NOTAS • NOTAS • NOTAS • NOTAS • NOTAS • NOTAS • NOTAS

Ano Novo com um pé na praia e outro... na pista Por Sylvana Graça* Nada melhor do que começar o ano com o pé direito e melhor ainda com uma “virada” de ano inesquecível! Pelo menos foi assim para quem resolveu romper o ano na festa do Privilège em Geribá. Repetindo o sucesso do ano anterior, mais uma vez deu super certo, afinal o grupo sabe muito bem fazer festa. Não teve para ninguém! Esse ano o top Dj John Acquaviva comandou as pick-ups fazendo a virada ser mais especial no Fishbone. Um reveillon em grande estilo, segurança, diversão, gente bonita e melhor ainda nas areias de Geribá. Festa incomparável, sem dúvida a melhor! É o que a galera comenta. Quem não foi está arrependido até agora. E isso foi apenas o começo da temporada, o clube preparou uma programação invejável. O verão é com eles. Até a orla ficou mais bonita depois da reformulação do clube, que faz de tudo para agradar seu cliente. Nesse verão teremos muitas atrações para você sair do óbvio, se divertir sem parar. Temos a inauguração do Renascimento – que na verdade é o Bar da Help, não adianta por mais que tenha um nome sempre será o Bar da Help a dj mais famosa de Búzios. O bar com certeza vai ser a opção para a pré night. Antes da balada é a opção perfeita para você encontrar a turma e partir para a noitada. Ontem teve a inauguração do Bora Bora, o beach club mais famoso do mundo agora em Búzios na praia de Manguinhos, sob o comando do dj Gee Moore, a idéia é praticamente receber os convidados em casa, tudo muito cool e chique ao mesmo tempo, com restaurante. Uma ótima oportunidade para curtir aquele happy our que vai funcionar diariamente. Fazer parte desse club não é para qualquer um. Tem que ser convidado pela pessoa certa. Tem também a opção do Day-Use na Praia Brava. O brava club day-party, um projeto do hotel que funciona a partir de hoje. Conforto, música, praia sem preocupação e estresse. Quem vem para Búzios, vem com a intenção de se divertir, claro! Sair de casa, do comum e procurar novidades, sempre! A cidade, principalmente nessa época é cheia de novidades. Para você que quer a balada perfeita, não se preocupe aqui em Búzios você encontra. Sem dúvida nenhuma seu início de ano já está sendo especial. Tim-Tim!

*Sylvana Graça nossa antenada de plantão que está sempre por dentro das melhores baladas em Búzios. Se você quer se divertir é só seguir as dicas.


? 9 0 0 2 m e la rÔ u o lO ra , a rl O

F

oi desavisadamente que a equipe da revista KEY deparou-se, em Búzios, com a BIENAL ANUAL, fato que Erika Palomino tratou como uma de suas referências, na edição de março/abril 2008, onde seu editorial fala: - “Subversão pura. É disso que a gente gosta. Armando Mattos incita ao remix, à liberdade e à libertação”. Iniciamos assim nosso retrospecto possível pela generosidade e criatividade dos artistas Anna Bella Geiger e Artur Barrio baluartes da curadoria no projeto de Bienal para Búzios; Simone Michelin e Alexandre Vogler nossos representantes na próxima Bienal de Havana; Roberto Cabot e Fernando de La Roque, que com erotismo expurgaram o bolor das visões obtusas; Ivald Granato que chegou e aprontou todas; Enrica Bernardelli que nos deu de presente o seu “Mar” como performance para a Orla Bardot, José Tanuri com seu manifesto audiovisual contra o comercialismo da arte. não poderíamos esquecer também dos participantes do Festival de Curtas, da Escolinha de Arte do Brasil fazendo arte com a criançada e do pessoal do Cabo Free e no final pela possibilidade copyleft de fecharmos o ano com as fotos históricas do americano Walker Evans. Por conta de compromissos profissionais outros convidados não vieram, mas estiveram presentes com seu aval ao projeto da curadoria. Se continuarmos (assim acreditamos) nossa estada na PEMBA, com certeza queremos que venham estar conosco em 2009: Ernesto Neto, Cildo Meireles, Guga Ferraz, Brigida Baltar, Laura Lima, bobN, Marcio Botner, José Tanuri, Suzana Queiroga, Gilvan Nunes e quiçá Tunga pela mãos do colecionador Carlos Afonso. Não podemos esquecer da prata da casa, Miriam Danowiski e Iara Rosa por sua persistência e poesia e Marcelo Jácome que hoje já tem uma trajetória bem demarcada. Mas a cidade de Búzios encerra 2008 com a tentativa frustrada pelo IPHAN de criar um “museu de arqueologia” deixando também para a cidade a edificação tenebrosa de uma esculturabanheiro, em espaço público, além de um projeto de galeria de arte no quiosque de vidro, um aquário mal ajambrado com seus peixes abissais. Mas não foi só por aqui que as coisas não terminaram tão bem para o poder na cultura. O que dizer da não menos grandiosa entrevista de Afonso Romano de Sant’Anna ao O Globo, no sábado passado, aonde o escritor empregou seus méritos literários para contestar Marcel Duchamp e Octavio Paz tratando como “erro teórico e ideológico discutir a transgressão na arte” e afirmar que “a cultura espertamente assimila a transgressão neutralizando-a no museu”? Mas dos males o menor porque vamos usar o assunto para falar do projeto de pesquisa para a curadoria da PEMBA, em 2009, que rouba do modelo de museu o tema para a mostra “COLEÇÕES”. Uma exposição onde a concepção de espaço expositivo mescla a herança da escultura Minimalista com a interativida-

16

Por Armando Mattos

de da arte Neoconcreta e analisa o ato de decorar como aburguesamento do colecionismo monárquico que excluiu da arte sua condição de produto cultural. A mostra pretende um olhar sobre a função social do Museu contemporâneo, local aonde o artista pode atuar como curador, criar sites, instalações extraindo das coleções novas audiências evidenciando, que a recognição na arte é uma força dinâmica, continuamente em estado de fluxo. Metodologia que produz e apresenta os objetos e mostra que o sintoma da aura dá autenticidade aos objetos pelo “senso de significância”, pois como afirma Michael Asher “a apreciação muda conforme o contexto muda”. No projeto cultural de 2009 o artista é o produtor e administrador do espaço tido como site specific para a linguagem em

Os artistas no batente

sua condição pós - meio, pois arranja materiais, contrastes estéticos, apropriações e proposições artísticas com fim comunicativo, com política de conteúdo aonde a versão intertextual se converte em função social afirmando que a arte, como linguagem, pode tanto potencializar o real como altera-lo. Os objetos em exposição foram achados em lojas, recolhidos nas ruas e praias da cidade, outros adquiridos em galerias, ateliês de artistas entre 2002/2008 e acoplados/agrupados de forma definitiva ou provisória em coleções. Um dos objetos, recolhido dos escombros da construção abandonada do Mercado ZANINE, na Estrada da Usina serve de marco escultórico e denuncia contra o descaso do poder público local para com a cultura. A quina, de madeira angular, retirada possivelmente por um artesão, foi recolhida pelo artista-curador que viu na parcialidade da estrutura uma “obra” com referencias na arte construtiva. A matéria que antes serviria para o artesanato agora esta envolvida pela aura estética do museo.

3 de janeiro de 2009 – O Perú Molhado


Esse “marco” interage dentro da mostra com o arranjo de telhas de cerâmica superpostas sobre o piso aonde vemos o “recibo de uma denúncia pública”. Documento que dá acesso, pelo numeral, ao bloco da Secretaria de Planejamento Urbano de Búzios procedimento que legitima a evidencia que os limites de convivência no espaço urbano não são respeitados, fiscalizados ou punidos. Imperando a construção desordenada com desrespeito às leis, falta de ética profissional de alguns arquitetos e prepotência dos vizinhos. Ao som nos fones de ouvido a gravação de “boladas sobre parede” reforça o discurso sobre a impossibilidade da convivência socializada quando vizinhos acham normal o uso de áreas limítrofes ou de acesso publico para o exercício do laser de seus filhos e convivas. Outro trabalho produzido apartir da obliteração de um impresso, que circulou na cidade denunciando um beneficiamento pelo judiciário, desvia o conteúdo descritivo, mas mantém por indução do espectador uma presunção lógica do confronto. Ao lado desses exemplares documentais coleções de transposições gráficas de trabalhos geométricos e fotos do período da Grande Depressão nos EUA completam a instalação. Com a diversidade de mídias o foco parece estar desviado, mas o ambiente criado tem como base o modelo museografico. Nesse sentido avançamos também pela critica as lojas-ateliês da Rua das Pedras onde as vitrines são usadas para expor “quadros” como objetos de consumo. O termo “Coleções”, portanto, esta sendo pensado como um processo que efetiva a transição das idéias por seqüências de objetos, como o espaço entre as palavras. O ato de compartimentar é uma estratégia que faz uso da simetria do espaço visando uma “atmosfera”. Nada é acidental, ao contrario, a sugestão de construção das vitrines é uma situação, um fato, um relato sobre o local. Aqui os trabalhos não foram domesticados para chegar ao olhar, mas retificados em seu sentido para alcançar o desejo e não poder ser possuído para além do limite do painel de vidro. A vitrine para Marcel Duchamp tinha o poder da sedução imposto aos signos contemplados e acessíveis a posse uma contraposição perversa das vitrines que conservam os objetos inacessíveis nos museus. Esse

mecanismo de exposição acessível ao espectador é apropriado para fetichizar o objeto para o consumo. No museu são dinamizados pela subjetividade, mas no ritual de venda ficam paralisados pela premissa para qual nos alerta Bárbara Kruger “Eu consumo, logo eu sou”.

3 de janeiro de 2009 – O Perú Molhado

17


Cão que ladra... Por Sandro Peixoto

R

egra básica: quem não tem argumento, ataca. Quem não tem grandeza moral, avança contra a vida privada do outro. Carlinhos Gonçalves é uma unanimidade. Talvez a única unanimidade do governo Mirinho. Ninguém gosta dele. A não ser meia dúzia de bajuladores. Autoritário, arrogante, cruel. É a face ruim do governo. Quando Mirinho precisa fazer alguma maldade é a ele que recorre. Carlinhos Gonçalves é uma espécie de cascavel do prefeito. Mas às vezes se comporta como um vira-lata pulguento. O ataque fortuito ao grande Jornalista Cláudio Kuck na última edição do jornal 'O Buziano' mostra todo seu despreparo para ser chefe de gabinete de um governo democrático. Carlinhos não aceita críticas ao seu dono. Quem ousar será mordido na canela. Se o sujeito não tiver sido vacinado, os riscos são altíssimos. E olha que Cláudio sempre tratou Mirinho com todo respeito, como um homem honrado e nunca o ofendeu. Gosta dele. Carlinhos já nasceu contaminado com a raiva dos derrotados. É tão perdedor que não percebe que ganhou. Não descobriu ainda - e jamais descobrirá - que a vitória é grandiosa. Que os vencedores devem agir com generosidade e não aos pontapés como sempre agiu. Quando Mirinho era apenas o prefeito de uma cidadezinha do interior, Cláudio Kuck lhe abriu portas em Brasília, até então, outro planeta para ele. Na época, o nobre Kuck, Prêmio Esso de Jornalismo (maior troféu da imprensa brasileira) era o diretor de comunicação da Confederação Nacional do Transporte – CNT - que engloba todas as empresas de transportes do Brasil: terrestres, marítimas e aéreas. Lá criou a Pesquisa CNT\Sensus, até hoje a mais respeitável e confiável no país. Passou oito anos na Europa brilhando na BBC, World Soccer e como correspondente da Folha de S. Paulo (foi também chefe de reportagem) e depois O Globo, onde continua gozando de grande prestígio, junto com seu filho Denis Kuck, que segue seus passos com sucesso na redação dos Marinho. Sua trajetória jornalística o tornou também editor da Gazeta Mercantil e da Revista Veja, co-editor da primeira página do Jornal do Brasil, repórter especial de O Estado de S. Paulo, editor-executivo do Jornal de Brasília e de política do Jornal do Globo, além de editor-chefe do Jornal Hoje (TV Globo). Cobriu por muitos anos o Congresso e a Presidência da República, junto com seus amigos Rodolfo Fernandes e Ascânio Seleme, atuais diretor de redação e editor-executivo do Globo. Em Brasília, comandou também a comunicação da Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara dos Deputados, onde conseguiu que Mirinho fosse um dos cinco prefeitos convidados para um debate em cadeia nacional (tinham mais de mil prefeitos no DF tentando um convite), mas infelizmente o então alcaide de nos-

18

sa Armação, por problemas de última hora já lá na capital, não pode comparecer. Ele encaixou o prefeito de Cabo Frio em seu lugar. Jamais, jamais, Carlinhos ocupará cargos tão importantes. Ficará para sempre grudado à barra da saia de Mirinho. Enquanto seu dono tiver poder, ele rosnará. Do contrário, ficará envenenando a cidade com seus textos chulos e sem conteúdo no seu blog que ninguém lê. Será um Zé Ninguém como foi nos últimos quatro anos. Coitado de você Carlinhos. Chamar Cláudio Kuck de bebum (?!), tratar o jornalista no diminutivo (como se com isso conseguisse minimizar a importância dele na historia jornalística brasileira) é no mínimo uma falta de respeito com um cidadão que escolheu Búzios para viver. E de onde continua trabalhando, indo e vindo de Brasília, com análises políticas e econômicas, na mais conceituada newsletter do Brasil: 'Política & Poder', além de assessorar as pesquisas e ações da Santafé Idéias do importante jornalista Etevaldo Dias. Colunista diário do jornal Tribuna do Brasil (Mestre Kuck) etc. Fim de carreira? Não sei se Carlinhos bebe ou não. Isso não tem a menor importância. O que importa mesmo é o que ele tem na cabeça. Certamente, mais maléfico que uma cervejinha no final da tarde no Bar do Gordo. Numa coisa Carlinhos tem razão. Mirinho não destrata ninguém. Quando quer, convoca sua cascavel de plantão. Chama seu vira-lata doCláudio no Pantanal, méstico. com Prestes em Conselho aos cidadãos Roma pela jornal de bem: fujam dessas Gazeta Mercantil, pessoas que não bebem, Folha de SP em não fumam e que se Londres, na págiacham puras. São as piona amarela da Veja res. Carlinhos Gonçalves entrevistando Adrian não engana ninguém.

Carlinhos Gonçalves vistoriando as instalações da Prefeitura no dia 1º de janeiro

Khassogi ou como colunista da World Soccer

3 de janeiro de 2009 – O Perú Molhado


AS CHAVES

DA PREFEITURA Aníbal Fernando

Teve um dia que os repórteres do Perú pediram uma entrevista ao então prefeito de Cabo Frio, Alair Corrêa, e ele marcou, no seu gabinete, num domingo de manhã. Bem cedo. Os repórteres estavam lá, mas deram com a cara na porta. E foram para um bar em frente à velha prefeitura do Braga para tomar café. Ele afinal chegou. E trazia as chaves da Prefeitura penduradas no pescoço. Abriu a porta principal, e com ele os repórteres, porta após porta, até chegar ao seu imenso gabinete. Ele tinha as chaves de todas as fechaduras e de alguns cadeados. Ele era assim. O homem que abria as portas, como também poderia fechá-las de acordo com sua conveniência. Implacável com seus adversários políticos e mais que irmão dos seus companheiros. Fora do poder abriu um imenso açougue no centro de sua cidade para alimentar o povo e quase foi à falência porque para os mais necessitados esqueciam de cobrar as contas. Inimigo da emancipação de Búzios, anos depois foi um dos seus pilares, acatando

ordens do governador, que o escolheu para líder de bancada na Assembléia. Assim era Alair: como diz a turma, “manda quem pode e obedece quem tem juízo”... Uma vez o próprio prefeito de Búzios, Mirinho Braga, ligou das escadarias do Palácio Tiradentes (Assembléia) para ele e confirmou o pedido de ajuda para a emancipação. Mas eram cartas marcadas. Tudo já estava decidido. E confirmado. É como afirmar que “a gente só faz reunião, quando as coisas estão acertadas”. Era apenas uma formalidade. Dizem – e eu ouço falar – que saudoso do filho, morto num trágico acidente, dedicou-lhe um memorial no seu sítio onde também cria avestruzes, nos arredores de Cabo Frio. E reza pela alma dele. Não sei se é verdade, mas afirmam que a base da sua oração, é a seguinte: “Meu filho, você morreu. Eu também morri este ano, mas para o prazer de meus inimigos, eu continuo vivo”. Com Alair morreu também um tempo: a dos políticos do interior e seu quintal eleitoral. Afinal, bem ou mal, são novos tempos.

Sem cumplicidade não tem solucao Por Isac Tillinger (Secretário de Turismo e Cultura)

Q

uando o Marcelo me ligou e pediu um artigo de opinião acerca de 2009, e como vejo um horizonte turvo para este período – e não querendo ser pessimista, pelo contrario, quero ser otimista ao extremo, preferi apelar para a condescendência do editor, e em vez de um artigo, aproveitei este precioso espaço para um verdadeiro apelo. Acabou a eleição, o prefeito assumiu, e o processo democrático foi consolidado. Agora é hora de arquivar as diferenças. Se toda unanimidade é burra, excesso de discórdia é burrice. Você pode não gostar do Mirinho, dos seus secretários e dos vereadores eleitos, mas mal lembrando: agora não tem mais jeito. O jogo está jogado, e é com essas cartas que teremos que jogar nos próximos quatro anos. Vamos dar um prazo de validade para nosso otimismo, mas antes de tudo temos a obrigação de nos unir e fazermos os pequenos sacrifícios, que afortunadamente podemos realizá-los de forma voluntária, para não sermos obrigados a fazer grandes sacrifícios, estes sim de forma compulsória. A desordem que se instalou não só criou o clima de caos, ele na verdade produziu um efeito muito mais danoso para a cidade, o popular: levar vantagem em tudo. Enquanto pensarmos unica-

mente no nosso umbigo, sem considerar a cidade como um todo, não chegaremos a nenhum lugar, ou melhor, chegaremos ao fundo do poço. Poço que para nós se chama: turismo. Cada um vai ter que ceder um pouco, caso contrário pouco vai mudar. É verdade que estes sacrifícios terão um pequeno custo, mas ínfimo em relação ao beneficio da imagem da cidade. Coisas simples do tipo: um restaurante que colocou mais mesas que deveria e ocupou toda calcada, o hoteleiro que colocou água de piscina suja para os hospedes usarem, pois seu poço não funcionava, o artesão que arma sua barraca em cima dos bancos da praça e trabalha sem camisa, o flanelinha que coloca os carros em qualquer lugar sem se importar com o transito, a lanchonete internacional que não tem banheiro; enfim um sem numero de situações que causam péssima impressão ao turista e um sentimento de revolta nos moradores. Quem sabe não seria hora de um grande pacto entre poder publico e comunidade, buscando uma retomada da normalidade e a certeza de dias melhores. Tenho certeza que se cada um contribuir com uma pequena ação em prol da ordem urbana e do principio de hospitalidade, em um ano nossa cidade poderá apresentar uma nova cara ao mundo. Um Feliz 2009.

3 de janeiro de 2009 – O Perú Molhado

19


P

ara Chorão (Pedro Bulhões), exchefe de Divisão de Esportes Náutico de Armação de Búzios (até 2007), o ano de 2008 foi bom para o esporte a vela em Búzios. Tivemos a seletiva de Optimist para o mundial da categoria, com 150 barcos, que foi à regata mais importante do ano da categoria no Brasil. Depois tivemos outras regatas de Optimist, Windsurfe e de Laser de Snipe. Isso tudo em Manguinhos. Já no ICAB (Iate Clube de Armação dos Búzios) tivemos novamente a Búzios Sailing Week, a Regata de Barcos Clássicos e, a maior novidade dos últimos tempos dos mares buzianos que foi o surgimento da categoria Batera. De tão apaixonado pela nova categoria, Chorão está velejando com uma e, sempre que pode, imbica a maravilha em direção a Ilha Feia. “Estava velejando até agora. É uma classe buziana, genial. Temos que dar força. Já temos 12 barcos. A idéia é chegar a 20 no próximo ano. Batera é um barco relativamente barato (em torno seis mil reais) fica na bóia, é resistente e os dirigentes da categoria são buzianos. Johnny e ‘seu’ Joel”. Para Chorão, a Classe Batera conseguiu uma proeza. Juntar o DNA dos pescadores com o DNA dos velejadores tradicionais. Para os mais desinformados, pode parecer que o Clube de Vela de Manguinhos não anda afinado com o Iate Clube de Armação dos Búzios. Chorão desfaz esse mal entendido. Lembra que os dois clubes se completam. Enquanto em Manguinhos a estrutura e o mar são idéias para competições de Windsurfe e Vela de Praia, na Armação (onde fica o Iate Clube) é ideal para Velas de oceanos e barcos maiores. Um dos sonhos do Chorão é juntar os dois clubes e fortalecer ainda mais a vela em Búzios. “Somos clubes complementares. Não dividimos os sócios. Aliás, nenhum sócio mudou de clube. A idéia de fazer operações juntas permanece. Na primeira tentativa uns sócios mais velhos que não aceitaram. Mas, a idéia permanece, com todo o carinho de parte a parte”. Lamentavelmente o maior projeto do governo Toninho Branco para o esporte - a Praça da Vela - em Manguinhos não saiu

Luiz Fernando Pedroso

Búzios Capital da Vela do papel. O projeto previa uma enorme praça pública e um clube municipal de vela com toda a estrutura para sediar eventos de todas as categorias. “A idéia era boa. O projeto foi evoluindo, mas, não conseguimos realizar. A idéia original era trazer a Confederação Brasileira de Vela para Búzios. Não conseguimos. Tentamos a Estadual e também não deu. Fazer um clube é fácil, difícil é manter. Ainda ficou faltando também a prefeitura tomar posse da área, instrumentalizando um acordo com o dono do terreno”, lamentou o ex-chefe de divisão de esportes náuticos. Parece que o prefeito Mirinho Braga vai transformar o local num espaço multiuso. Quando tiver regatas, a praça poderia ser usada para colocarem-se os barcos. Terminado o evento, ficaria aberta para a população. Será uma boa oportunidade de colocar o povo buziano mais perto mar e do esporte. Para Chorão, essa solução é a ideal. “Se o prefeito precisar da nossa ajuda. Pode contar”, afirma.

Bons ventos para 2009 Dois mil e nove promete, mas, a coisa pode complicar. A prefeitura de Búzios (governo Toninho Branco) assinou compromisso com a Federação Internacional de Vela para receber em julho, o Mundial da Juventude???, que é o campeonato mais importante depois das Olimpíadas. Esse evento é respeitadíssimo no mundo da vela e, em 2009 terá a participação de 60 países. O prefeito se comprometeu e depois alegando falta de verbas, tentou pular fora do barco. Cabo Frio já se colocou a disposição para receber o evento. Chorão quase vai as lágrimas com o risco de Búzios perder tal oportunidade. “Não podemos recuar. É preciso que a cidade entenda o quanto ficará exposta se o evento for cancelado. O nome da cidade ficará muito mal no segmento. Temos que tratar com seriedade. Um evento deste não dá lucro a ninguém, exceto a cidade, O que está em jogo é o nome da cidade. Vamos receber 200 barcos de 60 países. Os melhores velejadores de cada país nas categorias Laser, Prancha Olímpica, Hobby Cat e 420. Nossa cidade estará bem representada nes-

se mundial. É certo, teremos eliminatórias, mas, Renato Amaral, que acabou de participar de uma regata na Dinamarca, é um dos nomes mais cotados para representar o Brasil. Renato é filho da Sonia que cuida da lanchonete do Búzios Vela Clube onde ele trabalha. Outro que promete é Albert, garoto de talento que cresceu nas águas de Manguinhos, como Patrick e Dutter Manhãs. Albert já foi representar o Brasil em um mundial de vela na inglatera e outro no Canadá, convidado pela Confederação Brasileira de Vela. Aliás, os melhores velejadores juniores de Windsurf do Brasil estão em Búzios. Renato, Albert, Patrick e Dutter Manhães, tiveram seus talentos reconhecidos e agora recebem ajuda do Bolsa Atleta do Governo Federal. Seus bons resultados garantem 1.500 reais por mês. Chorão avisa que se depender dele, esse mundial não vai para Cabo Frio de jeito nenhum. Diz que vai procurar conversar com todo mundo. Vai procurar o novo prefeito, os amigos da vela, empresários, etc. “Esse será o evento de vela mais importante do Brasil desde a chegada do Pedro

Álvares Cabral, que velejava muito mal e acabou errando o caminho. Não podemos deixar escapar de jeito nenhum. Temos que fazer bonito”, alertou. Antes, já em janeiro, teremos o Campeonato Brasileiro de Laser, que é a classe mais numerosa e mais importante do Brasil. É a classe que o Brasil domina mundialmente. Serão 150 barcos na raia de Manguinhos. Em março, será a vez do Campeonato Sulamericano de Prancha Olímpica. Serão 50 participantes e os cinco primeiros da última Olimpíada estarão presentes. Todos virão treinar antes. O primeiro tri-mestre promete. Finalmente em julho, teremos o Mundial de Laser 4.7 e o Mundial da Juventude.

Planos terrestres Atualmente Chorão trabalha com uma importante empresa brasileira no projeto de revitalização do Complexo da Marina, que engloba o canal, uma marina, o Hotel nas Rocas, o Aeroporto Umberto Modiano e o Campo de Golfe. Milhões de reais serão investidos nos seis milhões de metros qua-

(22) 2623-2100

RECEPTIVO

20

Rua Geminiano José Luis, 3 Centro • Búzios mistertours@mar.com.br 3 de janeiro de 2009 – O Perú Molhado


drados da família Modiano. “Passamos o ano inteiro preparando o projeto e continuamos trabalhando nele. Como se trata de uma área muito grande, o projeto é extremamente complexo. Temos o hotel, a marina, o canal, um bom aeroporto e um campo de golfe considerado o mais bem desenhado do Brasil. A idéia é modernizar o sonho do grande Umberto Mondiano. E transformar aquela área num lugar especial, respeitando todas as legislações. Uma coisa de alto luxo com pouco adensamento. Que vai adotar os conceitos mais modernos de sustentabilidade ambiental. Neste ano de 2009, o projeto será apresentado aos órgãos fiscalizadores do município e do estado. Enquanto a coisa não sai do papel, a empresa segue investindo na recuperação da

área. O canal já recebeu uma dragagem, e, hoje está navegável até com maré baixa. Os molhes laterais serão recuperados com telas metálicas. A marina será toda modernizada e o campo de golfe, já está em reforma. O aeroporto também será reformado e modernizado. “Também vamos organizar eventos como campeonatos de pesca, de vela, Golfe, enfim, coisas voltadas para o ambiente local. O projeto vai ser construído e operado pelo povo buziano e, portanto vai-se investir pesado na qualificação profissional local. Não temos prazo para começar. Dependemos da adequação completa do projeto aos parâmetros ambientais apontados como ideais mundialmente. Estou muito animado com esse projeto”, finalizou Chorão.

A turma da vela de Búzios é destaque em todo Brasil: Renato Amaral, Albert, Dulter, Lars Grael, Roger Wright, Carlos Povoli, Joel ...

Câmbio e Turismo (22) 2623-1638 / 2623-1226 / 2623-2022

Steak • Seafood Orla Bardot, 382 • Tel: 2623-4986 3 de janeiro de 2009 – O Perú Molhado

Shopping Praia do Canto Rua das Pedras -Ossos

Agradecemos a nossos amigos e clientes a confiança depositada em nossos serviços e desejamos um 2009 repleto de Realizaçõe$ 21


! i u q a é s o a c O ! a m l Ca

A

chegada de um grande transatlântico na cidade é como se cinco Boings lotados desembarcassem seus passageiros ao mesmo tempo. Estamos falando de mais de três mil pessoas fora a tripulação. Quando um navio deste desembarca no Porto Veleiro, os passageiros encontram no local toda uma infra-estrutura. Central de informações, segurança, serviço médico, banheiros, lojas, restaurante, bar, passeios de barco e city tours. Naquele espaço, os turistas tem a impressão que na cidade de Búzios tudo funciona da melhor maneira possível. Lamentavelmente o engano se desfaz dez metros adiante. Uma verdadeira bagunça espera os turistas, com bugres de aluguel estacionados por todos os lados, milhares de vendedores de todo tipo de produtos, vans ilegais, barracas de roupas, cachorros, etc. Uma coisa pavorosa. Os comerciantes legalizados do bairro já sabem mais a quem recorrer. Fomos procurar alguns e, todos disseram ter esperanças no governo que acabou de assumir. Verdade seja dita. Aquela área há muito foi abandonada pela administração municipal. Na Orla Bardot, onde havia há pouco tempo seis barracas de artesanato, hoje, somente de roupas fajutas, tem mais de 20. Vinte e duas para ser exato. Tem mais barraca de roupa na Orla Bardot, que lojas na Rua das Pedras. É o incrível, é que tem ‘empresário’ com mais de uma barraca. A sua, a da esposa, do cunhado, da filha e assim por diante. Como ninguém fiscaliza, bola pra frente. Quem tem comercio em frente às barracas há muito perdeu a vista do mar. Pousadas, bares, lanchonetes, etc. estão num dos lugares mais belos de Búzios, mas, é como se estivessem na famosa Feira de Acari. Barracas por todos os lados. Outro ponto crítico daquela

22

área diz respeito ao trânsito. Caótico. Novamente por falta de organização. As Vans e as kombis das cooperativas da cidade, que deveria fazer o trajeto pela estrada da Usina, desviam pelo Morro Humaitá a engarrafam nas estreitas ruas da Armação e dos Ossos. Por causa de um cliente a mais, criam um pandemônio e ninguém faz nada, nem mesmo os presidentes das duas cooperativas. Os problemas estão todos diagnosticados. Tem barraca demais e de maneira ilegal? Vamos remover! O transito está confuso? Mudamos o trajeto! Os bugres de aluguel estão estacionados de maneira irregular? Chama o reboque. Tudo coisa simples de fazer. O que não pode mais é deixar a coisa como está. Senão piora a cada ano. O vereador Lorran, que é nascido e criado nos Ossos, já declarou ao Perú que é contra aquela feira como está hoje. Diz que aceita no máximo, os seis primeiros artesões do inicio.

Nas fotos do Clemente Neto e Sandro Peixoto retratam o espetáculo do caos na Orla Bardot

3 de janeiro de 2009 – O Perú Molhado


E o prêmio de Juiz de Direito do Ano vai para... Por Eduardo Almeida, desta vez acredito que acertei com margem de erro zero. Tenho a missão de fazer a matéria do JUIZ DO ANO, e o ano passado foi duro, afinal de contas tínhamos somente um Juiz em Búzios. Na ocasião estava pensando como resolver o caso e a palavra veio na cabeça: O melhor juiz de um juiz só. Aí veio a inspiração. Samba de uma nota só. Do nosso saudoso Antonio Carlos Brasileiro de Almeida Jobim. Vocês se lembram, caso não, vejam a letra: Samba de Uma Nota Só Eis aqui este sambinha feito numa nota só. Outras notas vão entrar, mas a base é uma só. Esta outra é conseqüência do que acabo de dizer. Como eu sou a conseqüência inevitável de você. Quanta gente existe por aí que fala tanto e não diz nada, Ou quase nada. Já me utilizei de toda a escala e no final não sobrou nada, Não deu em nada. E voltei pra minha nota como eu volto pra você. Vou contar com uma nota como eu gosto de você. E quem quer todas as notas: ré, mi, fá, sol, lá, si, dó. Fica sempre sem nenhuma, fique numa nota só. Com estas palavras na cabeça foi fácil explicar porque em um lugar com apenas um Juiz, voce pode ter o JUIZ do ano. Em uma vara unica, a base é uma só, AS LEIS acima de tudo, depois o bom senso, depois a Coragem, depois a Lealdade com suas ovelhas, a comunidade, e foi fácil escolher

o nosso Juiz João Carlos para ser o Magistrado do Ano. Depois vem o resto da musica: ¨Quanta gente existe por ai, que fala tanto e não diz nada¨ Aí ficou fácil escolher no ano de 2008, o JUIZ DO ANO, no meio de tanta gente que falava, e não dizia nada, mais uma vez o nosso Magistrado João Carlos, falou pouco e disse tudo. Foi juiz macho, daqueles que ao nascer, o pai perguntou ao médico: Menino ou Menina, doutor. E o médico olhando firme para o pai, disse ¨nem um nem outro, MACHO. Ficou só na maioria das vezes, tomou decisões duras em ano eleitoral, foi contra gigantes da Lei muitas vezes, enfrentou lobbys poderosos, enfrentou maledicentes malucas. Mal caracteres chegavam aos montes e ele na dele. Eu o via frequentemente, as vezes com o semblante fechado, pálido com cara de cansado como se estivesse carregando o mundo em seus ombros. Me preocupei várias vezes pela saúde do Senhor Juiz. Mas no fim tudo o que fez, confirmado pelo Supremo Tribunal Eleitoral do país. Desta forma com os acordes de Samba de uma nota só, do Tom Jobim quando o poeta diz: ¨ Vou contar com uma nota como eu gosto de voce¨ eu finalizo : Dr. João Carlos, o senhor é o juiz do ano. Dr. João Carlos Corrêa

Con­se­lho edi­to­rial Bri­git­te Bar­dot, Clau­dio Kuck, Ivald Gra­na­to, Jo­mar Pe­rei­ra da Sil­va, Fi­no Quin­ta­ni­lha, Re­na­ ta Des­champs, Ota­vi­nho, Humberto e Clau­dio Mo­dia­no, Er­nes­to Za­bo­tinsky, Tra­ja­no Ri­bei­ro, Re­na­to Pa­co­te, Jor­ge Te­des­co, Clau­dio Co­hen, Lau­ritz Lach­man, Gui­lher­me Araú­jo, Pe­dro Pau­ lo Bul­cão, Pau­lo Ma­ria­ni, Al­ber­to Fan­ti­ni, Ma­rie Anick e Jac­ques Mer­cier, Ara­guacy da Sil­va Mel­ lo, Luis Ed­mun­do Cos­ta Lei­te, Mar­cos Pau­lo, Elie Sha­ye­vitz, Jo­nas Suas­su­na, Gló­ria Ma­ria, Rui Castro, Heloísa Seixas, Márcio Fortes, Luis Fernando Pedroso e Lula Vieira. Di­re­tor Mar­ce­lo Lar­ti­gue

Ma­rio Hen­ri­ques e Pe­dro Luis Lar­ti­gue

Jor­na­lis­ta res­pon­sá­vel Ge­rên­cia de Ven­das Hamber R. de Carvalho (reg. prof. 13.501 DRT/RJ) Rio: Tráfego Publicidade & Marketing Tel: (21) 2532-1329 Editor de fotografia Me­ce­nas Gonzalo Arselli Umberto Mo­dia­no Re­pór­ter Im­pres­são San­dro Pei­xo­to Ediouro Anibal Fernando Cláudio Kuki Diretora de Distribuição Cristina Albuquerque Pro­du­ção Grá­fi­ca Ca­ro­li­ne Moreira Arquivo e Assinatura Marcela F. Silva Valdete Rangel Amaral

Fun­da­do­res

O Pe­rú Mo­lha­do / Edi­to­ra Mi­ramar CNPJ: 02.886.214/0001-32 Pra­ça San­tos Du­mont, 333 - sobrelo­ja Cep 28 950-000 – Cen­tro - Ar­ma­ção de Bú­zios –  RJ Celular/redação: (22) 8128-3781 / 9216-3361 Comercial: 9959-9143 E-mail: ope­ru­mo­lha­do@glo­bo.com operumolhado@gmail.com Si­te: www.ope­ru­mo­lha­do.com.br

3 de janeiro de 2009 – O Perú Molhado

23


N

ão é preciso ser astrólogo, macumbeiro, psicologo ou vidente: O ano de 2009 vai ser de rachar. A nova ordem econômica está colocada com a queda gradativa do império americano e a ascensão dos países que possuem reserva de alimentos, água e matéria prima para a industria de base (industria siderúrgica, química e de medicamentos) e que possuem domínio de tecnologia própria. Globalmente a situação brasileira é confortável, uma vez que os grandes especuladores internacionais estão quebrando e se escorando no apoio governamental (Estados Unidos, Alemanha,Japão e etc.) O capital financeiro internacional vive uma sinuca de bico, sendo obrigado a manter seus investimentos exatamente naqueles países que viveram durante longos anos a seus pés, sendo classificados de acordo com suas infames tabelas de gradação de risco financeiro e econômico. Aqui em Búzios a situação não é diferente com a redução gradativa e significativa da arrecadação dos royalties, em função da queda do preço internacional do barril do petróleo e a própria redistribuição dos royalties entre municípios que antes não recebiam esta injeção de recursos em seus orçamentos. A Camara de vereadores errou quando aprovou um orçamento fictício em cima de um repasse de royalties que vai chegar minguado nos cofres da prefeitura. Só no ultimo mês de arrecadação a queda foi em torno de 28%. Ou se pega dinheiro de recursos federais, ou a vaca vai solenemente para o brejo. Se bem que tem uma turma de sabichões nas hostes do poder municipal que acaba de assumir que acha que pegar recursos externos é criar divida desnecessária. Irch, deveriam isto sim é tomar umas aulas com Sílvio Santos para saber como tomar dinheiro no mercado para poder crescer. Bem, não vamos aprofundar esta discussão pois parece papo de oposição, deixemos que os grandes teóricos da administração publica que estão assumindo o governo dêem seu recado e ofereçam para

2009: o ano do boi Por Hamber Carvalho

a população tudo aquilo que sonharam fazer quando estavam do outro lado. Muito embora tenhamos certeza que o que muda são os nomes, mas os projetos são os mesmos. No começo é muita tesão, depois só decepção. Este video já ví desde que cheguei aqui em 1998, aliás, desde que milito na politica deste país. Por falar em ano do boi, espero

que o Perú Molhado retome o evento dos cornos da cidade e que Marcelo Lartigue dure mais um pouco para continuarmos a mamar ou comer nas eternas tetas do poder, como fazem os grandes periódicos deste país. Afinal, a independência da nossa imprensa só depende de que lado estamos, o resto é verborragia para o desavisado tomar partido.

Av. José Bento Ribeiro Dantas, 2001 - Manguinhos

Tel: (22) 2623-6170

Aceitamos todos os cartões de crédito e parcelamos em até 6x sem juros

Celso Terra Imóveis Estrada da Usina, 350 – Búzios PABX Fax: (22)2623-2467 CRECI RJ – J4485 E-mail:terra@celsoterra.com.br http://www.celsoterra.com.br

Clínica Búzios Medicina de Trabalho e Segurança Ocupacional PCMSO (NR7) / CAT PPP / PPRA (NR9) LTCAT / PCMAT

Av. José Bento R. Dantas, 2591 Manguinhos • Tel: 2623-1867

Fábrica de laje - LIGUE PARA NOSSA LOJA E VAMOS ATÉ VOCÊS PARA FAZER ORÇAMENTO areia lavadapedra-brita-areola-tijolos etc.. temos o melhores preços da região. Venha conhecer nossa loja - Rua do forno, número 20 - Jardim Esperança. Cabo Frio. Direção Carlinhos. Tel: 0229828-6886 PELA FÉ

Avda. J.B. Ribeiro Dantas 1233 Manguinhos, Búzios-RJ Tels.:(22) 2623-2465 e 2623-6000 e-mail: clinicabuzios@hotmail.com Coordenaçao Médica: Dr.José Joaquim C. Pinto. CRM 52 36560 4 / Reg: 10092

24

3 de janeiro de 2009 – O Perú Molhado


Classificados d' O Perú 1 Imóveis

Compra e Venda

1 - IMÓVEIS Compra e Venda Rua das Pedras – Lojas para locação na rua das Pedras. No mais quente da mais famosa rua de Búzios, lojas para locação e um restaurante montado, com vista para o mar! Oportunidade imperdível! Ainda há tempo para a temporada 2008/2009! Celso Terra Imóveis (22) 2623-2467, Estrada da Usina Velha, 350, cterra@celsoterra.com.br creci-rj 4485. Alto de Búzios – Vista magnífica! Garagem coberta para 2 carros, salão de estar e jantar, cozinha americana, tudo com vista! 1 suíte com vista, 1 quarto com varanda, banheiro, mezanino em cima da sala com vista do Centro, Geribá e Manguinhos! Varanda coberta com 30m2. Celso Terra Imóveis (22) 2623-2467, Estrada da Usina Velha, 350, cterra@celsoterra.com.br creci-rj 4485. Geribá – A sua chance de adquirir um imóvel! Rua pavimentada, próxima ao comércio. Residência com garagem, vaga coberta, churrasqueira, canil, varanda, sala de estar, sala de jantar, cozinha americana, 2 quartos, banheiro social completo e 1 suíte com varanda. Celso Terra Imóveis (22) 2623-2467, Estrada da Usina Velha, 350, cterra@celsoterra.com.br creci-rj 4485. João Fernandes – Condomínio coladinha à praia! Varanda, sala de estar e jantar, saleta, cozinha americana com armários, área de serviço, 1 quarto servido por 1 banheiro, 3 suítes. Garagem coberta para 2 carros. Apartamento anexo com sala de estar, cozinha americana, 2 quartos servidos por 1 banheiro. Celso Terra Imóveis (22) 2623-2467, Estrada da Usina Velha, 350, cterra@celsoterra.com.br creci-rj 4485. Marina - Próxima a praia, em frente ao canal. Terreno com 800m2, salão em 2 ambientes, varanda, lavabo, 5 suítes amplas, grande cozinha, área de serviço, terraço com vistão. Casa de caseiro, garagem coberta. Celso Terra Imóveis (22) 2623-2467, Estrada da Usina Velha, 350, cterra@celsoterra.com.br creci-rj 4485. Manguinhos: Casa cond. direta na praia - 4 quartos (2 suítes) totalmente equipada e decorada R$ 460.000 - Telefax. 22-2623-2056 - 22-99861646 - www.banbuimoveis. com.br - CRECI J 1.753 Loja Centro: Junto Rua das Pedras - 300m² - R$ 190.000 - Telefax. 22-2623-2056 - 229986-1646 - www.banbuimoveis.com.br - CRECI J 1.753 Ferradura : Casa - 4 quartos - (2 suítes) piscina – magnífico jardim c/ 2000m² - R$ 700.000 - Telefax. 22-26232056 - 22-9986-1646 - www. banbuimoveis.com.br - CRE-

2 Imóveis Aluguel

& 3 Negócios Empregos

CI J 1.753 Aptº. Rua das Pedras : 2 quartos - fundos (silencioso) R$ 260.000 - Telefax. 222623-2056 - 22-9986-1646 - www.banbuimoveis.com. br - CRECI J 1.753 Alto de Búzios : Casa 2 suítes - 2 quartos - piscina panorâmica - magnífica vista - terreno c/ 3.300m² - R$ 790.000 - Telefax. 22-2623-2056 - 229986-1646 - www.banbuimoveis.com.br - CRECI J 1.753 Sitio do Campinho: 4 lotes juntos c/ 1.800m² cada aproximadamente - vista mar R$ 130.000 cada. - Telefax. 22-2623-2056 - 22-9986-1646 - www.banbuimoveis.com.br - CRECI J 1.753 Ferradura : Lote 1.600m² (40x40) - vista mar - excelente preço - R$ 170.000 OPORTUNIDADE - Telefax. 22-2623-2056 - 22-9986-1646 - www.banbuimoveis.com.br - CRECI J 1.753 Búzios - Centro - casa frente Av. José Bento Ribeiro Dantas - terreno 300m² - ideal p/ comercio R$ 280.000 - Telefax .22-2623-2056 - 22-99861646 - www.banbuimoveis. com.br - CRECI J 1.753 Marina: 2 lotes juntos à 50 metros mar - 1.100m² cada - planos - murados ajardinados - vende-se separados ou juntos - Telefax. 22-26232056 - 22-9986-1646 - www. banbuimoveis.com.br E-mail - CRECI J 1.753 LOTE VISTA MAR e cidade. Valor R$ 280.000. Temos outras opções. Consulte-nos! IMOBILIÁRIA DE BÚZIOS, Av. Bento Ribeiro Dantas, 2591, Manguinhos - Búzios, Site: www.imobiliariabuzios. com. CRECI 21.019 Corretor: Hernán Barbosa, Tel. 55 (22) 2623 2533, Cel.: ( 22 ) 9914 4098 HOTÉIS E POUSADAS com 10, 20, 40 ou mais suítes. Totalmente equipados. Em funcionamento! Consultenos! IMOBILIÁRIA DE BÚZ I O S , Av. B e n t o R i b e i r o Dantas, 2591, Manguinhos - Búzios, Site: www.imobiliariabuzios.com CRECI 21.019 Corretor ; Hernán Barbosa, Tel. 55 (22) 2623 2533, Cel (22)9914 4098 R$ 350.000 - João Fernandes, casa em condomínio, 200m da praia, "toda mobiliada", 1 suíte com varanda, 1 quarto, banho completo, sala com varanda, cozinha, área de serviço, jardim com piscina no condomínio, baga para carro. Todo lindo !!! impecável... Documentação ok. Consulte-nos! Temos outras opções. IMOBILIÁRIA DE BÚZIOS, Av. Bento Ribeiro Dantas, 2591, Manguinhos - Búzios, Site: www.imobiliariabuzios.com. CRECI 21.019 Corretor: Hernán Barbosa, Cel: (22) 9914 4098 AVALIAÇÕES; CONSULTENOS! Hotéis, pousadas, lojas, casas e terrenos. IMOBILIÁRIA DE BÚZIOS, Av. Bento Ribeiro Dantas, 2591, Manguinhos - Búzios, Site: www. imobiliariabuzios.com. CRECI 21.019 Corretor: Hernán Barbosa, Tel. 55 (22) 2623 2533, Cel: ( 22 ) 9914 4098 R$ 220.000 casa nova na Ma-

4 Veículos

rina de Búzios, 3 quartos, 2 banheiros, sala, cozinha, abria de serviço, jardim 20 x 40 com 800m². Motivo de venda: viajem. Quem vê compra. Temos outras opções. Consulte-nos! - IMOBILIÁRIA DE BÚZIOS, Av. Bento Ribeiro Dantas, 2591, Manguinhos - Búzios, Site: www.imobiliariabuzios.com. CRECI 21.019 Corretor: Hernán Barbosa, Cel: (22) 9914 4098 JOSÉ GONÇALVES – Excelente terreno murado com 450m2.Tel: 9916 4432 JOSE GONÇALVES - VENDO OU ALUGO - Casa com sala, quarto, cozinha,banheiro,varanda, ótimo terreno, cercado, canil,cisterna,linda vista Serra das Emerências, terreno com 800m2. Contato: 26232339 ou 92644331. RASA - Vendo terreno de 680 m2 no loteamento Praias Rasas segunda quadra da praia, documentação ok. R$ 43.500,00. Contato: 22 88010888 / 2623-7031. Hamber Vendo terreno, 900m2 área nobre, ót. preço. Praia Baia Formosa. Início av. ribeiro dantas - lote 9 ou 10 - no trevo esquina c/ posto do Russo e pousada Alamanda, a 100m da praia. Próximo ao Aeroporto, Marina e campo de golf. R$ 80.000,00. Tratar c/prop. Roberto tels.: (021) 2427-6595 e 9989-3719. Vendo terreno de 1000 M2 c/ duas casas, próximo ao Centro adequado para comércio ou residência. Direto com proprietária. R$ 130.000 mil. Tel. (21) 9448-8123 Vendo. Terreno em Manguinhos de 1000 M². C/ duas casas, próximo ao centro adequado para comércio ou residência. Direto com a proprietária. R$ 130.000. (cento e trinta mil reais). Tel. (21) 9448-8123 Fonseca/Niterói. Vendo junto a ponte na Alameda, ótimo ponto comercial/residencial. Casarão com 2 pavimentos, 4 quartos, 2 salas, 3 varandas, copa-cozinha,lavanderia, piscina 6X4, churrasqueira, canil, dependência e garagem para 3 carros. Aceito permuta por casa em Búzios menor valor. Tratar direto com o proprietário. Tel. (21) 9142-8478 Alugo uma ótima sala toda reformada c/ banheiro e box, próxima a Rua das Pedras. Alugo outra loja completa com jirau, em frente ao Fórum. Tel. (22) 9907-8787 ou (21) 9609-9317 Ve n d o t e r r e n o e m J o s é Gonçalves, documento OK. 20X30. R$27.000.TEL: 99414294.EVERTON. José Gonçalves - Vendo terreno barato. Tel: (22) 99011914. Vendo. Geribá. Excelente localização. Casa com 02 quartos (1suite), sala, varanda, banheiro, cozinha, área, condomínio com piscina, jardins, estacionamento. Tratar proprietário tels. (21)2247-949 ou 2247-6428 Preço. R$180.000,00. Maiores informações. www.pagi-

3 de janeiro de 2009 – O Perú Molhado

5 Casa & Bazar

na.de/studio21 Alugo. Geribá. Casa temporada ou anual no Studio 21 Residências a 300 mts da praia e do Centro Comercial de Manguinhos, com 02 quartos (1suite), sala, varanda, cozinha, área, condomínio com piscina, jardins, estacionamento. Tratar proprietário: (21)2247-6428 ou 2247-0949 ou (22)2623-6231. Maiores informações: www. pagina.de/studio21 Vendo casa-Vila Caranga. Casa duplex, sala, 2 quartos sendo 1 suíte , 2 banheiros sociais, cozinha, área de serviço com lavabo. Tel. (22) 2623-7797, (2 9858-1103 ou (21) 8796-6371. CRECI. 29196

2 - IMÓVEIS Aluguel / Residencial Alugo casa temporada - Centro Casa duplex, 2 quatros, 2 banheiro, sala, cozinha, Garagem, casa toda equipada em condomínio, próxima a Rua das Pedras. Férias de julho, e finais de semana. Tel: (22) 25279074/3077- 21 9425-1171. Vila Caranga: Alugo mensal quitinetes c/ 2 quartos e suites com internet wireless, ambiente seguro, terraço com linda vista verde. Altos da Vila Caranga 269 - Telefone 2623-4951 Alugo casa em Tucuns- sala com cozinha conjugada, 01 quarto, Total 39 m2, ambiente familiar, local seguro, a 100m da praia de tucuns e do ponto final das vans - R$ 350,-/mês. 2623-7993 / 26231157 / 9911-9922 / 9208-3037 Mercedes. Alugo. Loja no Centro. Estrada da Usina. Toda reformada, com banheiro e mezanino. Ótima localização. Excelente oportunidade. (22) 9907- 8787 Alugo. Uma ou duas lojas no Centro. Juntas ou separadas. 50m² cada. Próximas ao Mcdonald. Sem luvas. (22) 9907-8787 Oportunidade. Passo o ponto. Todo equipado para restaurante. Instalações novas. 98m². Em frente ao Shopping Number One. (21) 9609-9317 Alugo ou vendo. Centro. Local para residência ou comércio. 30m². Todo reformado. R$ 120.000,00. Aceito troca. (22) 9907-8787 Vendo ou alugo casa para uso residencial com 300m². Área construída de 150m². perto do Unibanco. (21) 9609-9317 Passo ponto comercial funcionando, equipado para café e sorveteria na Rua das Pedras contrato de 3 anos e meio. R$ 140.000,00. spazzali74@yahoo.it Tel: (22) 92527703 Aluguel de casa em Cabo Frio e Búzios. Casas com capacidade para até 10 pessoas com piscina sauna e mais casas perto da praia de Geribá e em Cabo Frio a 10 minutos da praia do Forte a onde tem a melhor queima

Anuncie:

de fogos do Brasil. Consute o Cleber Valentin. Contatos: clebervalentin@hotmail. com -tels:022-98510946 só a noite, casa -022-26296359 nextel- id:83*73852 entre em contato e te madamos as fotos das casas. Oportunidade no Sana. Vendo casinha (quarto/sala/cozinha/banheiro) belo gramado, estrada principal frente p/ rio encaichoeirado do Sana (excelente p/ hidro e natação). R$ 50.000,00. Tel: (22) 81336606. Ligar após reveillon.

3 - NEGÓCIOS & EMPREGOS Empregos precisa-se de técnico(a) de enfermagem-diarista, falar com fernanda 9875-9060 Aceito trabalhar como caseira. Tenho referências. Também aceito trabalhar como diarista. Sou ótima cozinheira de forno e fogão. Tel. (22) 8806-6257. Marlene POUSADA - 1 RECEPCIONISTA e 1 SECRETÁRIA - Sexo: Fem. 2º grau completo, inglês ou espanhol, boa aparência, ótima informática e um ótimo português. Boa redação Marcar entrevista e trazer curriculo. Tel: (22) 2623-6390 Necessita-se de casal de caseiros com experiência mínima de 5 anos comprovada em carteira ele com conhecimentos em piscina, jardim e ela cozinha e arrumadeira. Telefonar com pretensão salarial para (21) 9156-4906. Trabalho de caseiro. Inglês fluente, jardineiro, cozinheiro, sushiman, pintor, carpinteiro, marcineiro, serralheiro, artista plástico, decorador, obras em geral. Ela: lava, passa, arruma e faxina. Casados. Entrar em contato com proposta de salário: (22)9254-7120 Ofereço meus serviços profissionais p/ cuidar de sua casa ou mansão. Administro todos os setores da casa: providências gerais, prestação de serviços, solução de problemas diversos, com pessoal qualificado e de confiança. Custo acessível, sem vínculo empregatício. Contatos: (22) 9252-2952 ou E-mail: perorg@gmail.com

4 - VEÍCULOS Compra & Venda

Vendo Kombi (melhor oferta) - 03/04 - 37.500k. Excelente estado - GNV - único dono - Doc. Ok. Tel: (22) 2623-6390 Doblo Adventure, ano 07 c/gás, único dono. R$ 46.000. Tel: 2620-0117; 8119-2562. Nei. Vendo Moto Twister 2002 ótimo preço. Tratar com Zé Antonio. Tel: (22) 92515841 Ve n d e - s e u m a m o t o b i z honda ano 2004 ipva em dia recibo limpo cor azul óltimo estado. Contato: clebervalentin@hotmail.com -tel022-9851-0946 nextel-id-

operumolhado@globo.com operumolhado@gmail.com 83*73852 obrigado cleber valentin

5 - CASA & BAZAR Trabalhos especiais para obras ou reformas,moldes para concreto,vitaux original, fibra optica etc. consultas e oeçamento (22)92317984 ou tigerhector@hotmail.com Vendo. 2 Freezers, 1 geladeira, 2 fogões, 1 forno de pizza, 1 balcão de mármore, mesas, cadeiras e muito mais.n(22) 9974-0910 ou 9253-4905. Tratar com Marcelo. Vendo. Equipamentos seminovos para restaurantes. Fogão, forno, mesas, cadeiras, louça, talheres, etc. Ou passo o ponto com as instalações completas. Ótima localização. Próximo a Rua das Pedras. (21) 9609-9317 Refrigeração em Geral. Ar split. Projeto e instalação, máquina de lavar, freezers, geladeiras, ar condicionados, máquinas de gelo, balcões, instalação boile aquecedores a gás e placa solar, lava jatos conserto e reposição peças, fogão industrial e residencial. Tel: (22) 9827-7442; 2623-0869 Procuro casal de caseiros com experiência mínima de 5 anos comprovados em carteira para trabalho em Búzios. Entrar em contato pelo tel (21) 7606-1169 /(22) 9905-9808 Procura-se Administrador Hoteleiro com experiência mínima de 5 anos comprovada em carteira. Enviar currículo com pretensão salarial para rhregiaodoslagos@ gmail.com ATENÇÃO URGENTE! Passo ponto de cabeleireiro, todo equipado. Contrato novo. Ótima localização no Centro. Clientela de primeira classe. Preço: R$ 45.00,00. Tratar pelos telefones: 2623-4858 / 9225-5751 ou 9972-4080

Aluga-se

Centro. Amplo apartamento mobiliado, varanda, quarto e sala separados. Banheiro e cozinha. Prédio com 3 apartamentos. (máximo 4 pessoas; contrato anual) Tel. (22) 9903-2429 ou (22) 2623-6253 ou ainda (21) 9104-1239

Construções - Reformas Arquitetura - Engenharia Projetos e Documentação Imobiliaria Compra, Venda Terrenos e Casas. Financ. sua obraOrçamento s/compromisso. Agende Atendimento (22)9832-2480 / 8127-4818 / 9225-1485

(22) 9959-9143 (22) 9216-3361

Auxiliar administrativo, empresa em expansão e implantação de serviços, seleciona para somar a equipe, dinamismo e competência. EXIGÊNCIAS, residir em Búzios, 2º grau completo no mínimo, responsável, pontual, conhecimento em informática primordial, DESEJÁVEL: carteira de motorista e noções de contabilidade. Currículo com foto para Av: Jose Bento Ribeiro Dantas, 843 sl. 5-Vl. Caraga – Armação dos Búzios. A/C de Rosa. Arraial D’Ajuda – Terreno 360m² no melhor condomínio Villas do Arraial – Ótima localização – R$ 30mil ou troco por terreno igual valor ou próximo, em Búzios – Tel: (22) 9948-8976

Apartamento. Dois quartos, sala, coz. americana, área de serviço completo nem condomínio fechado. Toca da tartaruga. Tratar com Ivan. (22) 9972-4904 Manguinhos: Beach front condominium, 3 bedroom reversible, 4 bedroom apartment, garage boat – sauna – swimming-pool. R$ 420.000,00 – For information call (21) 94965108 - Fernando

Vendo Casa no centro-ótima localização dois pavimentos, sala dupla, duas suítes, um quarto, um lavabo social, copa, cozinha, área de serviço, um suíte hospede, piscina, garagem um carro. R$ 550.000,00 a vista tel. (22) 2623-0733 / 9925-5776. Vendo loja comercial no centro de Búzios com banheiro e girau. C/escritura pública registrada. Tel: (21) 9609-9317

Passo ponto loja de jogos e internet. Excelente localização. Ótimo negócio. Tel: (22) 9992-9000 / 9926-3736.

Manutenção e Execução Paulo cortes de gramado, limpeza de jardins e poda de árvores. Trabalho com máquina à gasolina. Rua Dourados nº16 casa 4, Cem Braças, Búzios. Tel: (22) 2623-7981; 9853-1522

Casa nova, 2 quartos, sala, cozinha americana, banheiro, área de serviço, varanda. Terreno 600m². Boa vizinhança. Situado Country Camping Club. Tratar DM Quintanilha Imóveis CRECI-RJ 031375-0. Tel: (22) 2629-1156 / Cel: (22) 9965-2439

25


26

3 de janeiro de 2009 – O Perú Molhado


Store

Galeria Shopping Passeio das Palmeiras 3 de janeiro de 2009 – O Perú Molhado

27


3 de janeiro de 2009 - www.ope­ru­mo­lha­do.com.br Edição 895 • ANO XXIX

00 2

2 O

B

Profile for O Perú Molhado

895  

895

895  

895

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded