Page 1


What is

to Whom

Why

design matters What is “design matters”?

to Whom “design matters”?

Why “design matters”?

essentially, the subject that interests us the most, are the emotions. those who take architecture as a craft and (how) its practice, and especially the emotions of those who will use it, inhabit, pass through and feel it. sensory and perceptual. We are talking about protection, welfare, comfort and harmony, but also of power, identity and spirituality. the architecture only exists for people who are alive. even for an animal shelter project, the mediation of our perception of reality - our senses - is all imposing. the so-called “architecture of the dead“ only exists because the living claim simulacra of perpetuity, placebos to the inevitable physical deterioration, instruments for memory. and this is transversal the entire thinking and architectural intervention. the memory - and the memory transmission, communication - is the essential matrix of the human being. Our whole perception is inextricably marked by previous experiences, their own and especially those received, learned or apprehended consciously or subliminally. the emotions are conditioned, shaped by prior experiences and created by a web of expectations pre-installed and managed. the culture. We deal with emotions, we speak of culture that adjective, embodies and conditions. if the very notion of culture has many interpretations, cultural matrix varies in a complex web of overlapping vectors such as geography, age, gender, academic preparation, social position, religion and many others. and as always we encounter different cultures - from a global level, the smaller communities to the individual - we talk about different emotional perceptions.

Of course the architects as agents of their development, mediators of needs and desires, conformers of expectations, plans of happiness and well-being, ideological vehicles of successive utopias of the evolution of man in relation to the environment and the physical transformations. although it is reductive - and dangerous - the corporate restriction, the disciplinary side. it is not the manor of a group of enlightened. the architecture is the daughter of sedentarization, the universal need for shelter, the appropriation of natural resources, the domestication of the environment, the control of the atmospheric elements, the manipulation of light. the architecture relates to all human activities and consequently the whole individual. as finished construction emancipates himself who designed it. respect of all who inhabit it, use, run, transform, changing uses and destinations. But above all, governed by the same physical laws that order everything in nature. it will be integrate. it is a usual commentary - often demeaning that we are all architects. in the broadest sense, it is an indisputable fact. as activity demands the participation of decision makers, politicians, developers, national and local communities, users, builders, workers and craftsmen. it falls into the cultural matrix and depends on the possible and feasible technological resources. requires costs to the sociaty and the nature that they depend on. the architecture just “happens“ when all these aspects are in harmony, dispel natural tensions and they organize in a common duty.

Because we aspire a harmonic engaging, a constructed landscape that shows the best of civilizational matrix, intelligence and culture that are the legacy of the man. attention to proper balance with nature, to its extraordinary strength and relentlessness, but also the apparent fragility against the thoughtless human gestures, is the field in which the architecture is crucial. the architecture does not change societies, but may be one of the best tools for the desire of evolution and improved quality of life and transformation of mentalities. this should and can serve the need of superseding that is the existential condition of a human being.

This our “clay.”

O que é “design matters”?

para quem “design matters”?

pOrquê “design matters”?

Essencialmente, a matéria que mais nos interessa, são as emoções. As de quem toma a arquitetura como ofício e (como) o pratica e, sobretudo, as emoções dos que vão usar, habitar, percorrer e sentir. Sensoriais e percetivas. Estamos a falar de proteção, bem-estar, conforto e harmonia, mas também de poder, identidade e espiritualidade. A arquitectura só existe para as pessoas vivas. Mesmo num projeto de abrigo para animais, a mediação da nossa perceção da realidade - os nossos sentidos - é em absoluto impositiva. A chamada “arquitetura dos mortos” só existe porque os vivos reclamam simulacros de perenidade, placebos para a inevitável deterioração física, instrumentos para a memória. E esta é transversal a todo o pensamento e intervenção arquitetónica. A memória - e a transmissão da memória, a comunicação é a matriz essencial do ser humano. Toda a nossa perceção está indissociavelmente marcada pelas experiências anteriores, as próprias e, sobretudo as recebidas, aprendidas ou apreendidas de forma consciente ou subliminar. As emoções são condicionadas, conformadas por experiências anteriores e criadas por uma trama de expetativas pré-instaladas e dirigidas. A cultura. Tratamos de emoções, falamos da cultura que as adjetiva, corporiza e condiciona. Se a própria noção de cultura tem tantas interpretações, a matriz cultural varia numa complexa teia de vetores sobrepostos como a geografia, a idade, o género, a preparação académica, a posição social, a religião e tantos outros. E, como nos deparamos sempre com diferentes culturas - desde um nível global, às pequenas comunidades, ao indivíduo - falamos de distintas perceções emocionais.

Claro que aos arquitetos, enquanto agentes da sua elaboração, mediadores de necessidades e anseios, conformadores de expetativas, desígnios de felicidade e bem-estar, veículos ideológicos de sucessivas utopias de evolução do homem no relacionamento com o ambiente e as transformações físicas. Mas é redutora - e perigosa - a restrição corporativa, a vertente disciplinar. Não é o feudo dum grupo de iluminados. A arquitectura é filha da sedentarização, da universal necessidade do abrigo, da apropriação dos recursos naturais, da domesticação da envolvente, do controlo dos elementos atmosféricos, da manipulação da luz. A arquitetura diz respeito a todas as atividades humanas e consequentemente a todo o indivíduo. Como construção acabada emancipa-se de quem a projetou. Respeita a todos os que a habitam, utilizam, percorrem, transformam, lhe vão mudando usos e destinos. Mas sobretudo, rege-se pelas mesmas leis físicas que tudo regulam na natureza. Passa a integrá-la. É usual o comentário - muitas vezes depreciativo - que todos somos arquitetos. No sentido lato do termo, é uma indiscutível verdade. Como atividade, reclama a participação de decisores, políticos, promotores, comunidades nacionais e locais, utilizadores, usuários, construtores, trabalhadores e artífices. Inscreve-se na matriz cultural e depende dos recursos tecnológicos possíveis e praticáveis. Exige custos ao tecido social e à natureza e deles depende. A arquitetura só “acontece” quando todas estas vertentes se harmonizam, dissipam as naturais tensões e se organizam num dever comum.

Porque ambicionamos uma envolvente harmónica, uma paisagem construída que veicule o melhor da matriz civilizacional, da inteligência e da cultura que são o legado do homem. A atenção ao justo equilíbrio com a natureza, à sua extraordinária força e inexorabilidade, mas também à aparente fragilidade face aos impensados gestos humanos, é campo em que a arquitetura é determinante. A Arquitetura não muda as sociedades, mas pode ser um dos melhores instrumentos para a vontade de evolução e melhoria da qualidade de vida e da transformação de mentalidades. Deve e pode veicular a necessidade de suplantação que é a condição existencial do ser humano.

É este o nosso “barro”.


AwArds prémiOs/distinções

natiOnaL LandsCape arCHiteCture priZe – repúBLiCa garden Winner of the national Landscape architecture prize - 1st place for the Jardim da república at the parks and gardens category, santarém, portugal - 2010. partnership with prOap. PRÉMIO NACIONAL DE ARquITETuRA PAISAGISTA – JARDIM DA REPúbLICA 1º lugar na categoria de Parques e Jardins para o Jardim da República, Santarém, Portugal - 2010. Parceria com PROAP.

HOnOr mentiOn OF VaLmOr priZe and muniCipaL aWards OF arCHiteCture 2006 apartment Building in rodrigo da Fonseca street, Lisbon, portugal. Winning award in 2009. MENÇÃO HONROSA DO PRÉMIO VALMOR E MuNICIPAL DE ARquITETuRA 2006 Edifício de Habitação na Rua Rodrigo da Fonseca, Lisboa, Portugal. Prémio atribuído em 2009.

2009 siL priZe and eXCeLenCe priZe assigned BY ue – santarém XXi santarém riverside reabilitation with 2 000 000 sqm, portugal. PRÉMIO SIL 2009 E PRÉMIO DE EXCELÊNCIA ATRIbuÍDO PELA uE – SANTARÉM XXI Reabilitação da Frente Ribeirinha de Santarém com 2 000 000 m2, Portugal.

HOnOr priZe OF natiOnaL arCHiteCture aWards – neW Headquarters OF nersant aap/aeCOps prize – Construction, technique, detail - awarded to the exhibition pavilion for the nersant headquarters, torres novas, portugal - 1993. PRÉMIOS NACIONAIS DE ARquITETuRA, MENÇÃO HONROSA – NOVAS INSTALAÇõES DA NERSANT Prémio AAP/AECOPS – “Construção, Técnica, Detalhe” Atribuída ao Pavilhão de Exposições para a Sede “Nersant”, Torres Novas, Portugal - 1993.

awards Prémios e Distinções

Winner – sOutHeast-CaZenga detaiL pLan Winner of the Limited Competitions without submission of applications for the elaboration of Vila Flor area and the City of Cazenga detailed plan and respective infrastructure projects, Luanda, angola - 2012. 1º PRÉMIO – PLANO DE PORMENOR CAzENGA-SuDESTE Concurso Limitado sem Apresentação de Candidaturas para a Elaboração do Plano de Pormenor da zona de Vila Flor, do Município do Cazenga e dos Respetivos Projetos de InfraEstruturas, Luanda, Angola - 2012.

Winner – n´gOLa KiLuange detaiL pLan. Winner of the Limited Competitions without submission of applications for the elaboration of n´gola Kiluange area and the City of Cazenga detailed plan and respective infrastructure projects, Luanda, angola - 2012. partnership with snohetta. 1º PRÉMIO – PLANO DE PORMENOR DE N´GOLA KILuANGE Concurso Limitado sem Apresentação de Candidaturas para a Elaboração do Plano de Pormenor da zona de N´Gola Kiluange, do Município do Cazenga e dos respetivos Projetos de Infra-Estruturas, Luanda, Angola - 2012. Parceria com Snohetta.

Winner – mOdeL HigH sCHOOL. Winner of the Limited Competition without submission of applications for the development of architecture and specialties for social Facilities: model High school, Luanda, angola - 2012. 1º PRÉMIO – ESCOLA SECuNDáRIA MODELO Concurso Limitado sem Apresentação de Candidaturas para a Elaboração de Projetos de Arquitetura e de Especialidades de Equipamentos Sociais: Escola Secundária Modelo, Luanda, Angola - 2012.

Winner – mOdeL FireHOuse Winner of the Limited Competition without submission of applications for the development of architecture and specialties for social Facilities: model Firehouse, Luanda, angola - 2012. 1º PRÉMIO – quARTEL DE bOMbEIROS MODELO Concurso Limitado sem Apresentação de Candidaturas para a Elaboração de Projetos de Arquitetura e de Especialidades de Equipamentos Sociais: quartel de bombeiros Modelo. Luanda, Angola - 2012.

Winner - mOdeL sCHOOL- primarY sCHOOL and Kindergarten. Winner of the Limited Competition without submission of applications for the development of architecture and specialties for social Facilities: model school- primary school and Kindergarten, Luanda, angola - 2012. 1º PRÉMIO – ESCOLA MODELO - Eb1 E JARDIM DE INFâNCIA Concurso Limitado sem Apresentação de Candidaturas para a Elaboração de Projetos de Arquitetura e de Especialidades de Equipamentos Sociais: Escola Modelo - Eb1 e Jardim de Infância, Luanda, Angola - 2012.

Winner – mOdeL HeaLtHCare Centre Winner of the Limited Competition without submission of applications for the development of architecture and specialties for social Facilities: model Healthcare Centre, Luanda, angola - 2012. 1º PRÉMIO – CENTRO DE SAúDE MODELO Concurso Limitado sem Apresentação de Candidaturas para a Elaboração de Projetos de Arquitetura e de Especialidades de Equipamentos Sociais: Centro de Saúde - Modelo, Luanda, Angola - 2012.


Winner – LiFe Water museum Winner of the international Competition for the new museum of Water, Oeiras, portugal - 2010. 1º PRÉMIO – MuSEu áGuA VIDA Concurso Internacional para o Novo Museu da água, Oeiras, Portugal - 2010.

Winner – ViLa HarmOnia Winner of the project team private competition, promoted by imOLap - imobiliária do Lar do patriota, for the Vila Harmonia enterprise, Luanda, angola - 2010. 1º PRÉMIO – VILA HARMONIA Concurso privado de seleção da Equipa Projetista, promovido pelo IMOLAP - Imobiliária do Lar do Patriota, para o Empreendimento Vila Harmonia, Luanda, Angola - 2010.

Winner – VaLdeBeBas urBan parK Winner of the ideas Competition, promoted by the “Junta de Compensación de madrid”, for the “Valdebebas urban park“ with 800 000 sqm, madrid, spain - 2009. partnertship with prOap and Bet Figueras. 1º PRÉMIO – PARquE uRbANO DE VALDEbEbAS Concurso de ideias, promovido pela “Junta de Compensación de Madrid”, para o Parque urbano de Valdebebas com 800 000 m2, Madrid, Espanha 2009. Parceria com PROAP e bET FIGuERAS.

Winner – LOte 1.10 HOteL BuiLding parque das nações Winner of the competition by invitation for Lote 1.10 - parque expo with 40 000 sqm above ground for hotels and offices, Lisbon, portugal - 2007. 1º PRÉMIO – EDIFÍCIO LOTE 1.10 - PARquE DAS NAÇõES Concurso por convite para o Lote 1.10 - Parque Expo com 40 000 m2 acima do solo destinado a hotelaria e escritórios, Lisboa, Portugal - 2007.

Winner – quinta da maLta retaiL parK Winner of the competition by invitation for quinta da malta - urban Complex with 81 000 sqm above ground for services, hotel and housing buildings, Leiria, portugal - 2007 1º PRÉMIO – quINTA DA MALTA RETAIL PARK Concurso por convite para a quinta da Malta Complexo com 81 000 m2 de construção acima do solo destinado a serviços, hotelaria e habitação, Leiria, Portugal - 2007.

Winner – repúBLiCa garden Winner of the competition by invitation for the república garden, santarém, portugal - 2006. partnership with prOap. 1º PRÉMIO – JARDIM DA REPúbLICA Concurso por convite para o Jardim da República, Santarém, Portugal - 2006. Parceria com PROAP.

HOnOr priZe – internatiOnaL COnVentiOn Center OF madrid project selected among 135 proposals, madrid, spain - 2007. partnertship with Opr. MENÇÃO HONROSA – CENTRO DE CONVENÇõES DA CIDADE DE MADRID Centro de Convenções da Cidade de Madrid projeto selecionado entre 135 propostas, Madrid, Espanha - 2007. Parceria com OPR.

Winner – quinta dO martingiL Winner of the competition by invitation for quinta do martingil, Leiria, portugal - 2006. 1º PRÉMIO – quINTA DO MARTINGIL Concurso por convite para a quinta do Martingil, Leiria, Portugal - 2006.

Winner – Braga neW HOspitaL Winner of the public Competition for Braga new Hospital, Braga, portugal - 2005. 1º PRÉMIO – NOVO HOSPITAL DE bRAGA Concurso Público para o Novo Hospital de braga, braga, Portugal - 2005.

Winner – Fórum BrandOa CiViC Center. Winner of the competition for the conception/ construction of the Fórum Brandoa Civic Center, Brandoa, amadora, portugal - 2003. 1º PRÉMIO – CENTRO CÍVICO FóRuM bRANDOA. Concurso conceção/construção para o Centro Cívico “Fórum brandoa”, brandoa, Amadora, Portugal - 2003.


Winner – CaBanas gOLF COmpLeX Winner of the competition of “Cabanas golf” Complex in tagus parque - 120 single family housing, Oeiras, portugal - 2002. partnership with Cmd arquitectos, Lda. 1º PRÉMIO – COMPLEXO CAbANAS GOLF Concurso para Complexo “Cabanas Golf” no Tagus Parque - 120 moradias unifamiliares, Oeiras, Portugal - 2002. Parceria com CMD Arquitectos, Lda.

Winner – CampOLide parque COmpLeX Winner of the competition for the Campolide parque Complex - housing, offices, retail and services, Lisbon, portugal - 2001. 1º PRÉMIO – COMPLEXO CAMPOLIDE PARquE Concurso para o Complexo “Campolide Parque” habitação, escritórios, comércio e serviços, Lisboa, Portugal - 2001.

Winner – sCHOOL OF HeaLtH sCienCes at minHO uniVersitY Winner of the competition by invitation for the university of minho Healthcare science school, Braga, portugal - 2000. 1º PRÉMIO – ESCOLA DE CIÊNCIAS DA SAúDE DA uNIVERSIDADE DO MINHO Concurso por convite para a Escola de Ciências da Saúde da universidade do Minho, braga, Portugal - 2000.

Winner – aLtO dO parque BuiLding Winner of the competition by invitation for the “alto do parque” Building, Lisbon, portugal 1999. 1º PRÉMIO – EDIFÍCIO ALTO DO PARquE Concurso por convite para o Edifício “Alto do Parque”, Lisboa, Portugal - 1999.

awards Prémios e Distinções

Winner – s. marCOs neW HOspitaL. Winner of the international public Competition for s. marcos new Hospital, Braga, portugal 1999. 1º PRÉMIO – NOVO HOSPITAL DE S. MARCOS Concurso público internacional para o Novo Hospital de S. Marcos, braga, Portugal - 1999.

Winner – tYpe paViLiOn FOr eXpO’98 Winner of the competition by invitation for a standard pavilion for the expo’98 participating countries, Lisbon, portugal - 1997. partnership with s. design, Lda. 1º PRÉMIO – PAVILHÃO TIPO PARA A EXPO’98 Concurso por convite para o Pavilhão Expositivo Tipo dos países participantes na Expo’98, Lisboa, Portugal - 1997. Parceria com S. Design, Lda.

Winner – residenCe OF uniVersidade de LisBOa at eXpO’98 Winner of the limited competition by previous qualification for the Hotel/ university residence of Lisbon, Lisbon, portugal - 1996. 1º PRÉMIO – RESIDÊNCIA DA uNIVERSIDADE DE LISbOA NA EXPO’98 Concurso limitado por prévia qualificação para o Hotel/Residência da universidade de Lisboa, Lisboa, Portugal - 1996.

Winner – engineering COLLege OF guimarães Winner of the limited competition by previous qualification for the university of minho engineering school, guimarães, portugal - 1996. 1º PRÉMIO – FACuLDADE DE ENGENHARIA DE GuIMARÃES Concurso limitado por prévia qualificação para a Escola de Engenharia da universidade do Minho, Guimarães, Portugal - 1996.

Winner – sCHOOL OF dentaL mediCine at uniVersitY OF LisBOn Winner of the competition by invitation for the enlargement of the dental medicine school of Lisbon university, Lisbon, portugal - 1994. 1º PRÉMIO – FACuLDADE DE MEDICINA DENTáRIA DA uNIVERSIDADE DE LISbOA Concurso por convite para a ampliação da Faculdade de Medicina Dentária da universidade de Lisboa - unidade de Apoio ao Ensino, Lisboa, Portugal - 1994.

Winner – 1st HOteL/ uniVersitY residenCe OF i.p.BeJa Winner of the competition by invitation, promoted by the ipB - Beja polytechnic institute, for the Hotel/ university residence, Beja, portugal - 1994. 1º PRÉMIO – 1º HOTEL/ RESIDÊNCIA uNIVERSITáRIA DO I.P.b Concurso por convite, promovido pelo Instituto Politécnico de beja, para o Hotel/ Residência universitária do I.P.b., beja, Portugal - 1993.

Winner – neW Headquarters OF nersant Winner of the competition by invitation for the new “nersant” headquarters - santarém region Corporation Center, torres novas, portugal - 1990. 1º PRÉMIO – NOVAS INSTALAÇõES DA NERSANT Concurso por convite para as Novas Instalações da NERSANT - Núcleo Empresarial da Região de Santarém, Torres Novas, Portugal - 1990.


Winner – OLiVais CemiterY eXpansiOn Winner of the Competition by invitation, promoted by the municipality of Lisbon, for the requisite studies of the enlargement of Olivais Cemetery, Lisbon, portugal - 1989. 1º PRÉMIO - AMPLIAÇÃO DO CEMITÉRIO DOS OLIVAIS Concurso por convite, promovido pela C.M. Lisboa, para a elaboração dos Estudos Necessários à Ampliação do Cemitério dos Olivais, Lisboa, Portugal - 1989.

Winner – neW KenneL-CatterY OF mOnsantO Winner of the competition by invitation, promoted by the municipality of Lisbon, for the preliminary study of the new municipal dog and Cat shelter in monsanto, Lisbon, portugal – 1989. 1º PRÉMIO – NOVO CANIL-GATIL MuNICIPAL DE MONSANTO Concurso por convite, promovido pela C.M.Lisboa, para a elaboração do Estudo Prévio para o Novo Canil-Gatil Municipal em Monsanto, Lisboa, Portugal - 1989.

Winner – imprOVement OF tHe COrreiO-mOr paLaCe Winner of the public architecture competition for the rehabilitation of the Correio-mor palace, Loures, portugal - 1988. 1º PRÉMIO – RECONVERSÃO DO PALáCIO DO CORREIO-MOR Concurso público de Arquitetura para recuperação e reconversão do Palácio do Correio-Mor, Loures, Portugal - 1988.

Winner – reHaBiLitatiOn OF tHe LOVeLHe FOrt Winner of the public competition, promoted by the municipality of Vila nova de Cerveira, for the rehabilitation of the Lovelhe Fort , Vila nova de Cerveira, portugal - 1986. 1º PRÉMIO – REAbILITAÇÃO DO FORTE DE LOVELHE Concurso público de ideias, promovido pela Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, para reabilitação do Forte de Lovelhe, Vila Nova de Cerveira, Portugal - 1986.


School of health ScienceS, UniverSity of Minho, braga Escola dE ciĂŞncias da saĂşdE da UnivErsidadE do Minho, braga


school of health sciences, University of Minho Escola de CiĂŞncias da SaĂşde da Universidade do Minho


school of hEalth sciEncEs, UnivErsity of Minho (2001-2007) - 1st prize in a competition by invitation sponsored by “UM-Universidade do Minho”, it is part of the University campus of gualtar, in the city of braga, in the north of Portugal. it consists of a wing dedicated to research and another dedicated to the academic sector, both supported by a third wing dedicated to professors and lecturers, administrative services, library, diretor’s, etc… for a total of 20 275 sqm of gross building area. ESCola dE CiênCiaS da SaúdE da UnivErSidadE do Minho (2001-2007). 1º prémio num Concurso por Convite promovido pela UM-Universidade do Minho, insere-se no Campus Universitário de Gualtar, na cidade de Braga, no norte de Portugal e encerra um programa constituído por uma ala dedicada à investigação e uma outra dedicada ao setor académico, ambas apoiadas por uma terceira ala dedicada ao corpo docente e aos serviços administrativos, biblioteca, direção, etc.., num total de 20 275 m² de área bruta de construção.


school of health sciences, University of Minho Escola de CiĂŞncias da SaĂşde da Universidade do Minho


the articulation of these three wings of the building, is made via an entrance lobby, which due to its dimension and scale works as a decompression buffer for the entire building, facilitating a fluid interaction with the outside areas. a articulação destas três alas do edifício, faz-se através de um átrio de entrada, que pela sua dimensão e escala funciona como “buffer” de descompressão de todo o edifício, facilitando a conexão fluida com os espaços exteriores.

school of health sciences, University of Minho Escola de Ciências da Saúde da Universidade do Minho


hotel and office building lot 1.10-Expo’98 hotel e Edifício de Escritórios do lote 1.10-Expo’98


hotel and office bUilding lot 1.10 - expo’98, liSbon hotEl E Edifício dE Escritórios do lotE 1.10 - ExPo’98, lisboa

this project (2007) is implanted in the intervention area of Expo’98, currently “Parque das nações” in lisbon. the “av. d. João ii”, is defined hierarchically as a regulatory axis of the whole area and articulates the north zone with the south zone, comprehending the “gare do oriente” station, “vasco da gama” shopping center and a number of institutional, tertiary and tourist buildings of cared formal characterization. the nature of the use of this macro plot, defines two distinct types of occupation: a part of the plot which is an internationally renowned 5 star hotel and another plot consisting of an office building, totaling 40 000 sqm of gross building area. the hotel has 200 rooms and 102 apartments and it is directed to a business & tourism hotel demand. lisbon, Portugal. Este projeto (2007) implanta-se na zona de intervenção da Expo’98, atualmente Parque das nações, em lisboa. a av. d. João ii, define-se hierarquicamente como eixo regulador de toda a área e articula a zona norte com a Sul, albergando a Gare do oriente, o Centro comercial vasco da Gama e uma série de edifícios institucionais, terciários e turísticos de cuidada caracterização formal. a natureza do uso deste macro lote define dois tipos de ocupação diferenciada: uma parte do lote destinado a hotel de 5 estrelas de marca internacional e uma outra parcela afeta a edifício de escritórios, num total de 40 000 m2 de área bruta de construção. o hotel tem 200 quartos e 102 apartamentos e responderá a um tipo de hotelaria vocacionada para buisiness & turism. lisboa, Portugal.


ilha residence ilha residence


ilha reSidence, lUanda ilha rEsidEncE, lUanda


nome name


ilha rEsidEncE (2013), is a private condominium inserted on a housing program with 81 apartments, with access to common spaces for leisure, and complemented by 171 private parking places. this construction, with a gross building area of 24 784 sqm, will be built in luanda island, and consists in a set of two 8-storey buildings, parallel to each other. (in partnership with aZo arquitetos). luanda, angola. ilha rESidEnCE (2013) é um condomínio privado de programa habitacional composto por 81 apartamentos apoiados por espaços comuns de lazer, complementados por 171 lugares de estacionamentos de uso privativo. Este empreendimento, com 24 314 m2 será erigido na ilha de luanda e caracteriza-se por um conjunto de dois edifícios de 8 pisos, implantados paralelamente entre si. (Parceria com aZo arquitetos). luanda, angola.


biodiverSity national inStitUte, lUanda institUto nacional da biodivErsidadE, lUanda

is a building to be integrated in the n’gola Kiluange Master Plan, in a green area of Urban Park, near the ponds of s. Peter. this future headquarters of inb, is developed over a single floor, with a gross building area of 3 205 sqm. the building, in perfect symbiosis with the Park, is emphasized by the mimicry created by its green cover, which enhances the fusion between the building and the park. luanda, angola (2011). É um edifício a inserir na zona do Plano de Pormenor de n´Gola Kiluange, numa zona verde de Parque Urbano, junto às lagoas de S. Pedro. Esta futura sede do inB, desenvolvido num único piso, tem uma área bruta de construção de 3 205 m². Este edifício, em simbiose perfeita com o Parque, é enfatizado pelo mimetismo assumido pela sua cobertura verde, que potencia a fusão entre o edificado e o Parque. luanda, angola (2011). biodiversity national institute instituto nacional da Biodiversidade


Model health centre, lUanda cEntro dE saúdE ModElo, lUanda 1st prize in the competition launched by the g.t.r.U.c.s (2012). it contains several specialties such as Emergency, outpatient service, secretariat services and administration support services, in addition to public areas such as coffee shop, waiting areas and customer service, in a total of 1 511sqm of gross building area. this Model health centre has a typology which will hopefully serve the population residing in the area designated by the Urban Planning of cazenga, sambizanga and rangel. 1º Prémio no Concurso lançado pelo G.T.r.U.C.S (2012). reúne valências como Urgências, Consultas Externas, Secretarias, apoios administrativos, além dos espaços de utilização pública como cafetaria, zonas de espera e atendimento, num total de 1 511 m2 de área Bruta de Construção. Este Centro de Saúde Modelo, corresponde a uma tipologia que se pretende venha a servir a população que irá habitar a área abrangida pelo Plano diretor Geral do Cazenga, Sambizanga e rangel.


central hoSpital of fUnchal hosPital cEntral do fUnchal competition (2006). foresees a project of 662 beds and gross building area of 106 300 sqm, with all the medical specialities of a central hospital. Madeira, Portugal. Concurso (2006). Prevê um programa com 662 camas e uma aBC de 106 300 m², contendo todas as valências de um hospital Central. Madeira, Portugal.


nome name


facUlty of dental Medicine, UniverSity of liSbon facUldadE dE MEdicina dEntรกria da UnivErsidadE dE lisboa


facUlty of dEntal MEdicinE, UnivErsity of lisbon, Portugal (1994-2001). 1st prize in the competition by invitation sponsored by the rectory of the University of lisbon, with the scope to promote its extension to auditorium (900 seats), laboratory spaces and teaching areas, it is a building with 5 835 sqm of gross building area, located in the center of University campus of lisbon. FaCUldadE dE MEdiCina dEnTária da UnivErSidadE dE liSBoa, Portugal (1994-2001). 1º prémio no Concurso por Convite promovido pela reitoria da Universidade de lisboa, com o âmbito de promover a sua ampliação para auditório (900 lugares), Espaços laboratoriais e de Espaços de Ensino, é um edifício com 5 835 m² de área bruta de construção, localizado no centro da Cidade Universitária de lisboa.

faculty of dental Medicine, University of lisbon Faculdade de Medicina dentária da Universidade de lisboa


the intervention is boxed between two pre-existing buildings, thus its volumetry and harmonious integration has been strongly conditioned by the already existent buildings. a intervenção insere-se entre dois edifícios pré-existentes, estando por isso, fortemente condicionada a sua volumetria e a sua integração harmónica no conjunto já edificado.

faculty of dental Medicine, University of lisbon Faculdade de Medicina dentária da Universidade de lisboa


this difficulty however proved to be the motto of the intervention, which is characterized by a square, for public use, under which three auditoriums (convertible in one) can be found, without any impact on the surrounding urban fabric volumetry (Universitary campus). Esta dificuldade revelou-se no entanto ser o mote da intervenção, caracterizando-se esta pela definição de uma Praça, de uso público, sob a qual se ocultam três auditórios (convertíveis num só), sem qualquer impacto na volumetria do tecido urbano envolvente (Cidade Universitária).


capital tower, lUanda torrE caPital, lUanda

this tower will be located in the financial center of luanda and will house the future headquarters of “capital Market of luanda cit y.” it is a tower with 66 floors above ground and 5 underground floors and will be dedicated to offices, commerce and parking, for a total of 245 760 sqm of gross building area. (in partnership with s. design). luanda, angola (2006). Esta torre localizar-se-á no Centro Financeiro de luanda e albergará a futura Sede do “Mercado de Capitais da cidade de luanda”. É uma Torre com 66 pisos acima de um embasamento de 5 pisos e será dedicada a escritórios, comércio e a estacionamento, num total de 245 760 m2 de área bruta de construção. (Parceria com S. design). luanda, angola (2006).


pontal toUriStic coMplex, portiMão conJUnto tUrístico Pontal, PortiMão touristic complex for the city of Portimão, Portugal, with a gross building area of 35 974 sqm to be occupied by hotels with 108 rooms and 229 tourism apartments. algarve, Portugal (2007). Complexo turístico para a cidade de Portimão, Portugal com uma área bruta de construção de 35 974 m², distribuídos por hotel de 108 Quartos e 229 apartamentos Turísticos. algarve, Portugal (2007).


civic center “fórum brandoa” Centro Cívico “Fórum Brandoa”


civic center “fórUM brandoa”, liSbon cEntro cívico “fórUM brandoa”, lisboa


civic cEntEr “fórUM brandoa”. amadora, Portugal. 1st Prize in a competition of design/construction, was opened in 2005 and since then it has been the host of the prestigious international comics festival. based on a constructive system of heavy prefabrication as a way to control the final quality of the finishing works, given the tight schedule available for its construction, it is an imposing building in the urban context in which it operates and it is even responsible for initiating the redevelopment of all hitherto unruly urban fabric process and guided by decontextualization. it has a gross building area of 15 800 sqm and it is located next the new facilities of “sMas brandoa”. CEnTro CíviCo “FórUM Brandoa”. amadora, Portugal. 1º Prémio num Concurso de Conceção/Construção, foi inaugurado em 2005 e desde então recebe nas suas instalações o prestigiado Festival internacional de Banda desenhada. assente num sistema construtivo de pré-fabricação pesada, como forma de controlar a qualidade final dos acabamentos, face ao apertado prazo disponível para a sua construção, é um edifício que se impõe no contexto urbano em que se insere, sendo mesmo responsável pelo arranque do processo de requalificação de todo o tecido urbano, até então desregrado e pautado pela descontextualização. Tem uma área bruta de construção de 15 800 m² e localiza-se junto às novas instalações do SMaS Brandoa.

civic center “fórum brandoa” Centro Cívico “Fórum Brandoa”


civic center “fórum brandoa” Centro Cívico “Fórum Brandoa”


School “alonSo ferreira caMargo”, São paUlo Escola alonso fErrEira caMargo, são PaUlo

located in conchal, são Paulo, brazil (2013). it is a school of Elementary Education that integrating a Pilot Program defined by fdE, with 3 841 sqm of gross building area. localiza-se no Conchal, São Paulo, Brasil (2013). É uma escola do Ensino Fundamental que integra um Programa Piloto definido pelo FdE, com 3 841 m² de área bruta de construção.


Model School – priMary School & Kindergarten, lUanda Escola ModElo – Eb1 E JardiM dE infÂncia, lUanda

Winner of the competition issued by the g.t.r.U.c.s. (2012). designed for preschool aged children and children of the first cicle of primary education. this building occupies a gross building area of 3 176 sqm, with capacity for 420 students, 25 teachers and staff and it will be a “model school” intended to be replicated in the territory of luanda, regenerating, in the demarcated area by the Urban Planning of cazenga, sambizanga and rangel. 1º Prémio no Concurso lançado pelo G.T.r.U.C.S. (2012). destina-se a crianças de idade pré-escolar e crianças que frequentem o primeiro ciclo do ensino básico. ocupa uma área bruta de construção de 3 176 m², com capacidade para 420 alunos e 25 professores e staff e será uma “escola modelo” que se pretende replicar pelo território de luanda, em regeneração, na área demarcada pelo Plano diretor de Cazenga, Sambizanga e rangel.


Model high School, lUanda Escola sEcUndรกria ModElo, lUanda

Model high school Escola Secundรกria Modelo


Winner of the competition issued by the g.t.r.U.c.s. (2012), related to a “standard project”, to be replicated in the territory of luanda under regeneration, in the demarcated area by the Urban Planning of cazenga, sambizanga and rangel. With a gross building area of 9 330 sqm, it has capacity for up to 450 students, 50 teachers and staff. 1º Prémio no Concurso lançado pelo G.T.r.U.C.S. (2012), corresponde a um “projeto padrão”, a replicar pelo território de luanda, em regeneração, na área demarcada pelo Plano diretor de Cazenga, Sambizanga e rangel. Com uma área de 9 330 m2 poderá ter uma capacidade para 450 alunos e 50 professores e staff.


g.t.r.U.c.S cazenga headqUarterS, lUanda sEdE g.t.r.U.c.s. dE caZEnga, lUanda

g.t.r.U.c.s cazenga headquarters Sede G.T.r.U.C.S. de Cazenga


the building of the cazenga and sambizanga Urban reconversion technical bureau (2011), located in luanda, angola, with a gross building area of 4 436 sqm. it is a building that houses the technical and administrative services, and the headquartes of g.t.r.U.c.s., but simultaneously offers the population, the opportunity to be involved in the reconversion process, supporting and cultural facilities and a space for public use. o edifício do Gabinete Técnico de reconversão Urbana do Cazenga e Sambizanga (2011), localiza-se em luanda, angola e ocupa uma área bruta de construção de 4 436 m². É um edifício que alberga os Serviços Técnicos, administrativos e direção do G.T.r.U.C.S., mas simultaneamente oferece, à população que se pretende envolvida no processo de reconversão, instalações de apoio, de divulgação cultural e um espaço de usufruto comunitário.


MUxiMa bUilding, lUanda Edifício MUxiMa, lUanda

located in the centre of luanda, this building has 27 storeys above ground floor, dedicated to commerce, services and housing, with a total of 84 989 sqm of gross building area, of which 22 342 sqm, are part of 6 underground storeys used as parking areas. luanda, angola (2011). localizado no centro de luanda é um edifício de 27 pisos acima do solo dedicado a comércio, serviços e habitação, num total de 84 989 m2 de área bruta de construção, dos quais 22 342 m2, em 6 caves usadas para estacionamento. luanda, angola (2011).

Muxima building Edifício Muxima


apartMent on gago coUtinho av., liSbon aPartaMEnto na av. gago coUtinho, lisboa this apartment is part of a building from the 50s and its reshuffle and rehabilitation of the interior with 140 sqm, led to “reinvent” of a new concept of living, with no structural alteration however, since all walls are load-bearing. lisbon, Portugal (2010). Este apartamento está inserido num edifício dos anos 50 e a sua remodelação e reabilitação do interior, com 140 m2, passou por “reinventar” um novo conceito de o habitar, sem que isso representasse qualquer alteração estrutural, uma vez que todas as paredes são portantes. lisboa, Portugal (2010).


apartMent on viSconde valMor av., liSbon aPartaMEnto na av. viscondE valMor, lisboa this apartment is in a building from the early 20th century, with 110 sqm and an outdoor extension, in courtyard, with 50 sqm, after the rehabilitation process was turned made into a t1 typology, with a garden-patio in the area of backyard. lisbon, Portugal (2013). Este apartamento, inserido num edifício do início do Séc. XX, com 110 m2 e uma extensão exterior, em pátio, com 50 m2, deu origem, depois do processo de reabilitação, a uma tipologia de T1, com jardim-pátio na área de logradouro. lisboa, Portugal (2013).


gUiMarãeS engineering facUlty facUldadE dE EngEnharia dE gUiMarãEs 1st prize in the competition limited by Previous Qualification (1997-2004), located in the city of guimarães in northern Portugal, on the azurém campus of the University of Minho. With a gross building area of 9 250 sqm, this building consists of several areas dedicated to engineering teaching, with special focus on Polymer Engineering, which is nowadays internationally recognized for its technological innovation dynamics, applied to industry. 1º prémio no Concurso limitado por Prévia Qualificação (1997-2004), localiza-se na cidade de Guimarães no norte de Portugal, no Campus de azurém, da Universidade do Minho. Com uma área bruta de construção de 9 250 m² este edifício é constituído por espaços dedicados ao ensino das engenharias, com especial foco na engenharia de polímeros, atualmente reconhecida internacionalmente pela sua dinâmica de inovação tecnológica, aplicada à indústria.

guimarães Engineering faculty Faculdade de Engenharia de Guimarães


guimar達es Engineering faculty Faculdade de Engenharia de Guimar達es


guimar達es Engineering faculty Faculdade de Engenharia de Guimar達es


1St hotel/UniverSity reSidence of “i. p. beja “ 1º hotEl/rEsidência UnivErsitária do i. P. bEJa

1st prize in a competition sponsored by “iPb - instituto Politécnico de beja” this student residence is located next to the beja Polytechnic campus and has a gross building area of 2 060 sqm and a capacity for 130 beds (65 rooms). alentejo, Portugal (1994-1998). 1º Prémio num Concurso promovido pelo iPB - instituto Politécnico de Beja, esta residência de Estudantes está inserida junto ao Campus do Politécnico de Beja e tem uma área bruta de construção de 2 060 m² e uma capacidade para 130 camas (65 quartos). alentejo, Portugal (1994-1998).


2nd Hotel/University residence of “i. P. Beja” 2º Hotel/ResIdêncIA UnIveRsItáRIA do I. P. BejA

Is the second residence unit of the Polytechnic Institute, located in the same urbanization as the first residence of the same Institute, with a gross building area of 2 060 sqm and a capacity for 130 beds (65 rooms). Alentejo, Portugal (2000-2001) É uma segunda unidade de residências do Instituto Politécnico, inserida na mesma urbanização em que se insere a primeira Residência do mesmo Instituto, tem uma área bruta de construção de 2 060 m² e uma capacidade para 130 camas em 65 quartos. Alentejo, Portugal (2000-2001).


vila Harmonia, lUanda vIlA HARMonIA, lUAndA

1st prize in the competition organized by “IMolAP - Imobiliária do lar do Patriota” (2011), this complex, with 54 000 sqm is located in luanda, Angola. the program defines a housing complex, combined with two office buildings as well as a commercial ground floor, connected to green spaces and leisure areas. 1º Prémio no Concurso promovido pela IMOLAP - Imobiliária do Lar do Patriota (2011), é um complexo com 54 000 m2 localizado em Luanda, Angola. O programa define um uso habitacional, complementado por 2 edifícios de escritórios e por um piso térreo de cariz comercial, que se articula com os espaços verdes e zonas de lazer.

vila Harmonia Vila Harmonia


longevity wellness resort, silves longevIty Wellness ResoRt, sIlves

longevity Wellness Resort Longevity Wellness Resort


this is a Resort directed to senior tourism connected to nature, located in silves, Portugal. the project built over 362 ha, by the end of its 3 construction stages will have a gross building area of 25 262 sqm spread over a condo Hotel (100 rooms), 50 townhouses and 50 villas. (2009). É um Resort destinado ao Turismo Sénior ligado à natureza, localizado em Silves, Portugal. O empreendimento, implantado em 362 ha, terá nas suas 3 fases uma área bruta de construção de 25 262 m² distribuídas por um Condo Hotel (100 quartos), 50 Townhouses e 50 Villas. (2009).


mar amBoim comPlex, angola coMPlexo MAR ABoIM, AngolA

defines a Master Plan where a strategy for the occupation of 230 ha is drawn. In addition to the 230 ha, 187 ha will be destined to tourism and real estate, in a total gross building area of 347 820 sqm. Porto Amboim, Angola (2009). Define um Master Plan no qual se desenha a estratégia de ocupação de um território de 230 ha, dos quais 187 ha terão vocação turística e imobiliária, num total de 347 820 m2 de área bruta de construção. Porto Amboim, Angola (2009).

nome Name


“torres do carmo”, BP HeadqUarters, lUanda toRRes do cARMo, sede dA BP, lUAndA located in this building of 22 storeys, the new BP Headquarters was the subject of an intervention Project, in all its inner dimension with 18 500 sqm, increasing the value of the entire complex, making it a landmark of luanda. the iconic value of its entrance hall, combining the scenic and virtual potential effect of mirrors, capable of virtually duplicating the area, dignifying it scale. luanda, Angola (2010-2013). Localizada neste edifício com 22 pisos, a nova sede da BP foi objeto de um Projeto de intervenção, em toda a sua dimensão interior com 18 500m2, capaz de valorizar todo o complexo, transformando-o num ex-líbris da cidade de Luanda. O valor icónico do seu Átrio de entrada, utilizando o potencial cénico e virtual do efeito de espelhos, consegue a duplicação virtual do seu espaço, dignificando-lhe a escala. Luanda, Angola (2010-2013). “torres do carmo”, BP Headquarters Torres do Carmo, Sede da BP


troPical Block, lUanda qUARteIR達o tRoPIcAl, lUAndA

tropical Block Quarteir達o Tropical


tropical Block Quarteir達o Tropical


tRoPIcAl Block (2010). located in luanda, Angola. this intervention consists of a program of cultural scope, which includes the rehabilitation and reconversion of the old cinema, along with a joint program dedicated to housing, offices and services, commerce and parking. In total it has 67 425 sqm of gross building area, distributed over two distinct bodies of altimetry and different scales: the residential building with 18 floors and the office building with 25 floors. QuARTeIRãO TROPICAL (2010). Localizado em Luanda, Angola. esta intervenção configura um programa de âmbito cultural, que passa pela reabilitação e reconversão do antigo cinema e em simultâneo um programa misto dedicado ao sector habitacional, escritórios/serviços, comercial e parking. este conjunto perfaz um total 67 425 m² de área bruta de construção, distribuída por dois corpos distintos de altimetrias e escalas diferenciadas: edifício de habitação com 18 pisos e o edifício de escritórios com 25 pisos.


“camPo da Paz”, lUanda cAMPo dA PAz, lUAndA located in luanda, Angola (2008). this Master Plan aims to restructer 50 ha in the centre of luanda and defines the strategy for occupation of the 1 200 000 sqm of gross building area, to be distributed by mixsed uses of residential, commerce, offices, equipment, hotels, institutional, … Situado em Luanda, Angola (2008). este Master Plan visa a reestruturação de 50 ha de território no centro de Luanda e determina a estratégia de ocupação dos 1 200 000 m² de área bruta de construção a distribuir por usos mistos de habitação, comércio, escritórios, equipamentos, hotelaria, institucional, …

“campo da Paz” Campo da Paz


3.11.4 Parcel in “vila do ParqUe exPo’98”, lisBon PARcelA 3.11.4 nA vIlA do PARqUe exPo’98, lIsBoA this residential building with 3 650 sqm of gross building area, is located in the southern part of “Parque das nações”. lisbon, Portugal (1998-2003). este edifício habitacional com 3 650 m² de área bruta de construção, situa-se na zona Sul do atual Parque das Nações. Lisboa, Portugal (1998-2003).

3.11.4 Parcel in “vila do Parque expo’98” Parcela 3.11.4 na Vila do Parque expo’98


new PUmPing station “fonte dos PassarinHos “, lisBon novA centRAl de BoMBAgeM “Fonte dos PAssARInHos”, lIsBoA

this new Pumping station, with 7 pumping groups corresponds to the first stage of the construction of the environmental Interpretation Building (to be built at a second stage), with a total gross building area of 1 232 sqm. Amadora, Portugal (2006-2013). esta nova Central elevatória, com 7 grupos de elevação corresponde à 1ª fase de construção do edifício de Interpretação Ambiental (a construir numa 2ª Fase), num total de área bruta de construção de 1 232 m². Amadora, Portugal (2006-2013).


santarém xxi sAntARéM xxI the Award sIl 2009 and the Award of excellence atributed by the eU, created with the aim of rehabilitating the riverfront of santarém in Portugal, to an extent that would allow to be requalify of about 2 000 000 sqm, by controlling a flooded area annually. the Project of 2006-2007 represented the santarém’s city Hall in lisbon Water Front in 2007. Prémio SIL 2009 e Prémio de excelência atribuído pela ue, nasce com o objetivo de reabilitar a frente ribeirinha de Santarém em Portugal, numa extensão que permitiria requalificar cerca de 2 000 000 m², através do controlo da extensa área inundável anualmente. O projeto de 2006-2007 representou a Câmara Municipal de Santarém no Lisbon Water Front em 2007.

santarém xxI Santarém XXI


lisBon waterfront 2007 - stand of santarém’s city Hall lIsBon WAteRFRont 2007 - stAnd dA c. M. sAntARéM

Aimed to represent the city of santarém in the International event for cities with Riverfront, which that year was held in lisbon at “FIl - Feira Internacional de lisboa”, to show the international community the Rehabilitation Project of Riverfront - santarém xxI. Representou a cidade de Santarém no evento Internacional das Cidades com Frente de Rio, que naquele ano se realizou em Lisboa, na FIL, mostrando à comunidade internacional o projeto de Reabilitação da Frente Ribeirinha - Santarém XXI.

lisbon Waterfront 2007 Lisbon Waterfront 2007


“rePúBlica” garden, santarém jARdIM dA RePúBlIcA, sAntARéM 1st prize in the Public competition for the recovery of the “República” garden, in the city of santarém, Portugal. It is an intervention with 1,1 ha, which also includes the construction of a coffee shop in the central area of the garden, to support the public and leisure area. In partnership with PRoAP. (2006-2007). 1º prémio no Concurso Público para a recuperação do Jardim da República, na cidade de Santarém, em Portugal. É uma intervenção com 1,1 ha, que conta ainda com a edificação de uma cafetaria na zona central do Jardim, para apoio do espaço Público de estar e lazer. Parceria com a PROAP. (2006-2007).

“República” garden Jardim da República


aPartment BUilding in rodrigo da fonseca street, lisBon edIFícIo de HABItAção nA RUA RodRIgo dA FonsecA, lIsBoA

Building with 1 559 sqm of gross building area, it received an Honourable distinction in valmor Award and Municipal Architecture 2006, assigned by the lisbon city Hall. (1995-1996). edifício com 1 559 m² de ABC, recebeu uma Menção Honrosa no Prémio Valmor e Municipal de Arquitetura 2006, atribuído pela Câmara Municipal de Lisboa. (1995-1996).

Apartment Building in Rodrigo da Fonseca street edifício de Habitação na Rua Rodrigo da Fonseca


sines sPorts city cIdAde desPoRtIvA de sInes It is an intervention on a 20 ha territory, located at the entrance of sines, Portugal. Aside from the sports Arena for multiple sports and a capacity of 8 000 spectators, an outdoor grass field for Football and Rugby, surrounded by 4 running tracks is also included in the project. this sports city has also 4 outside tennis courts, 2 Paddle tennis courts, 3 volleyball courts, 2 Football Fields for 11 a side and 7 a side soccer, skate Park and gym and their respectived changing rooms. (2007). É uma intervenção num terreno com 20 ha localizado à entrada de Sines, Portugal. No seu programa, fazem parte, para além de um Pavilhão Multiusos para 8 000 espectadores, um campo ao ar livre, em relva, para Futebol e Rugby, limitado por 4 Pistas de Atletismo. Ainda ao ar livre, esta Cidade Desportiva conta com 4 Campos de Ténis, 2 Campos de Padell, 2 de Volei, 2 Campos de Futebol de 11 e de 7, Skate Park e ainda Ginásios de treino e respetivos balneários de apoio. (2007). sines sports city Cidade Desportiva de Sines


new “smas Brandoa” facilities, lisBon novAs InstAlAções do sMAs BRAndoA, lIsBoA this intervention stems from the need to expand, rehabilitate and dignify the “sMAs Brandoa” Headquarters building, which is inserted in an extremely disqualified urban context. the opportunity created by the opening of a new avenue in the back of the pre-existing building allows this intervention to take a paramount role in the elevation of the construction, providing the Headquarters building with a new Main Façade, though which new access to the building and its services are created. lisbon, Portugal (2006-2013). esta intervenção nasce da necessidade de ampliar, requalificar e dignificar o edifício Sede do SMAS Brandoa, inserido num contexto urbano extremamente desqualificado. A oportunidade gerada pela abertura de uma nova avenida nas traseiras do edifício pré-existente permite que esta intervenção assuma um papel preponderante na dignificação de todo o conjunto edificado, dotando o edifício Sede de uma nova Fachada Principal, através da qual se estabelecem todos os novos acessos ao edifício e aos seus serviços. Lisboa, Portugal (2006-2013).

new “sMAs Brandoa” Facilities Novas Instalações do SMAS Brandoa


new “sMAs Brandoa” Facilities Novas Instalações do SMAS Brandoa


new HosPital of cascais novo HosPItAl de cAscAIs PFI - Public Finance Iniciative, is a hospital project with capacity for 230 beds and a gross building area of 47 950 sqm. cascais, Portugal (2004). Concurso PPP - Parceria Público-Privada, responde a um programa hospitalar com capacidade para 230 camas e uma área bruta de constução de 47 950 m2. Cascais, Portugal (2004).

nome Name


new HosPital of loUres novo HosPItAl de loURes PFI - Public Finance Iniciative, is a hospital project with capacity for 510 beds and a gross building area of 132 269 sqm. loures, Portugal (2004). Concurso PPP - Parceria Público-Privada, responde ao programa hospitalar com capacidade para 510 camas e uma área bruta de constução de 132 269 m². Loures, Portugal (2004).


campolide Park complex Complexo Campolide Parque


camPolide Park comPlex, lisBon coMPlexo cAMPolIde PARqUe, lIsBoA


campolide Park complex Complexo Campolide Parque


cAMPolIde PARk coMPlex (2005). located in the former military quarters of “Atilharia Um” in lisbon, Portugal. Reflects the intention of returning as much public space as possible to the city, objective achieved by liberation of the central space “Urban Room”, defined by the occupation of only the perimeter of the blocks. this complex of mainly residential use, has also two offices lots, commerce and parking, for a total of 133 000 sqm of gross building area. COMPLeXO CAMPOLIDe PARQue (2005). Situado nas antigas instalações militares da Artilharia um em Lisboa, Portugal. Reflete a intenção de devolver o máximo de espaço público à cidade, objetivo alcançado, pela liberação do espaço central “urban Room”, definido pela ocupação apenas do perímetro dos quarteirões. este complexo de uso maioritariamente habitacional, conta ainda com dois lotes de escritórios, comércio e estacionamento num total de 133 000 m² de área bruta de construção.


caBanas golf comPlex, oeiras coMPlexo cABAnAs golF, oeIRAs

Galeria

Lareira L2

Módulos 2AB/3B

Pérgula P1

Lareira L3

Lareira L1

Módulos 1A2/1B

Barbecue B1

Pérgula P2

Módulos 5A1/5B/5C

Módulos 2A1/2B

Módulos 6A/6B

cabanas golf complex Complexo Cabanas Golf

Módulos 2A2/2B

Pérgula P3

Átrio A1


cABAnAs golF coMPlex, oeiras, Portugal (2002-2012). Is the answer to a complex program which includes tourism Apartments, Hotel, club House to support golf practice, commerce and services, with a gross building area of 47 800 sqm in a plot area of 4,9 ha. (In partnership with c. M. dias Arquitetos). COMPLeXO CABANAS GOLF, Oeiras, Portugal (2002-2012). Dá resposta a um complexo programa que inclui Apartamentos Turísticos, Hotel, Club House de apoio ao Golf, Comércio e Serviços num total de 47 800 m² de ABC numa área de implantação de 4,9 ha. (Parceria com C. M. Dias Arquitetos).


Hotel/University residence, Póvoa do lanHoso Hotel/ResIdêncIA UnIveRsItáRIA, PóvoA do lAnHoso Building in “H” shape, consisting of 2 blocks of dormitories, connected by the Reception area, this building is characterized by its high efficiency, based on a constructive system of non-standard prefabrication. With a capacity of 586 beds in 293 rooms, it has a gross building area of 11 143 sqm. Braga, Portugal (2003-2004). edifício em “H”, composto por 2 corpos de quartos, interligados pelo corpo da Receção, este edifício caracteriza-se por uma elevada eficiência, baseada num sistema construtivo de pré-fabricação não standard. Com uma capacidade para 586 camas, em 293 quartos tem uma área bruta de construção de 11 143 m². Braga, Portugal (2003-2004).

Hotel/University Residence Hotel/Residência universitária


life water mUseUm, oeiras MUseU ágUA vIdA, oeIRAs this building is intended to symbolize a “Water temple”, able to contribute to an essential and inspiring architecture, which will have the task of making society aware to the importance of water in our lives. Its casing, or outer layer, form an abstract kinetic façade, consisting of bottles suspended by flexible rods, which relate to the excess consumption of this essential commodity. Its interior, in contrast, recreates the production of the cycles of water, forming in its core a “Factory of Rain”, which will be converted in to a “Permanent Installation” of this museum. the remaining floors, in “open space” are developed around the “Factory of Rain”, with the top floor dedicated to a restaurant over looking the main lobby, or rain room. oeiras, Portugal (2012). este edifício pretende simbolizar um “Templo da Água”, capaz de contribuir para uma Arquitetura essencial e inspiradora, à qual caberá a tarefa de conscencializar a sociedade para a importância da Água na nossa vida. O seu invólucro, ou pele exterior, forma uma fachada cinética abstrata, constituída por garrafas suspensas por varões flexíveis, que nos reportam para o excesso de consumo deste bem essencial. O seu interior, por oposição, recria a produção dos ciclos da Água, formando no seu núcleo central uma “Fábrica da Chuva”, que se converterá numa “Instalação Permanente” deste Museu. Os restantes pisos, em “open space” desenvolvem-se em torno da “Fábrica da Chuva”, sendo o último piso dedicado a um restaurante com visibilidade sobre o átrio principal, ou sala da chuva.


Panama Water Park Panamรก Water Parque


Panama water Park, Panama city PAnAMá WAteR PARqUe, cIdAde do PAnAMá In this intervention with 3.5 km of water front, water is assumed as the generating element of the entire proposal, being able to carve, along this stretch theme Parks with different activities, all of them aimed at the Playful, the didactic and cultural. thus the Water is used as genesis and transformation motto of this territory through the use of their different potentialities: - natural sculptural capacity - dynamic tides; - sound capacity - melodic sound of playful tide organs; - scenic capacity - playful and cultural activities virtual stage; - Artistic project - Park LandArt. Nesta intervenção com 3,5 km de water front, a água assume-se como o elemento gerador de toda a proposta, sendo capaz de esculpir, ao longo desta extensão um Parque Temático com diferentes vocações, todas elas direcionadas para o Lúdico, o Didático e o Cultural. Desta forma a Água é usada como Génese e Mote de transformação deste território, através do uso das suas diferentes potencialidades: - Capacidade escultórica natural - dinâmica das marés; - Capacidade sonora - sonoridade melódica dos Orgãos de maré; - Capacidade cénica - palco virtual de atividades lúdicas e culturais; - Desígnio artístico - Parque de LandArt .

ParqUe aqUático do Panamá PAnAMá WAteR PARk


Panama Urban Beach Praia urbana do Panamรก


UrBan BeacH, Panama city PRAIA URBAnA, cIdAde do PAnAMรก


Panama Urban Beach Praia urbana do Panamรก


URBAn BeAcH, Panama city (2014). this intervention with a length of about 1.5 km water front, located in the central coast Belt in the city of Panama, constitutes an intervention for the population usership, which will then benefit from an “Urban Beach” right in the center of the city. the theme of this intervention, essentially recreational and leisure characteristics, is backed by commercial equipment, of restaurant and water sports, which, by its adjacency to the new green spaces coastal Belt, maximizes and increases the value of the whole city area, giving it great touristic appeal. PRAIA uRBANA, Cidade do Panamá (2014). esta intervenção com uma extensão de cerca de 1,5 km de “water front”, localizada na zona central da Cintura Costeira na Cidade do Panamá, constitui uma intervenção para usofruto da população, que desta forma passará a poder beneficiar de uma “Praia urbana” bem no centro da cidade. A temática desta intervenção, de carácter essencialmente lúdico e de lazer, é apoiada por equipamentos comerciais, de restauração e de desportos náuticos, que, pela sua adjacência aos novos espaços Verdes da Cintura Costeira, vem potenciar e valorizar toda esta zona da cidade, de grande apetência turística. 8 1. Island 1 - beach, terrace, beach facilities Ilha 1 - praia, esplanada, apoios de praia 2. Recreational park Parque lúdico 3. Island 2 Ilha 2 4. Island 3 Ilha 3 5. Aquapark - beach/water park, terrace/bar, beach facilities Aquapark - praia/parque aquático, esplanada/bar, apoios de praia 6. Upper walkway Promenade superior 7. Urban park Parque urbano 8. Wharf - bus/boat Cais - autocarro/barco 9. Business center - toproof restaurant, offices, commerce, academy, nautical club Business center - restaurante Toproof, escritórios, comércio, academia, clube náutico

10. square - restaurants/stores Praça - restauração/lojas 11. Footbridge Passadiço de ligação 12. Water organ Órgão de água 13. Bar Bar 14. terrace/bar esplanada/bar 15. outdoor amphitheater Anfiteatro ao ar livre

9

2 6

1 10

3 11 12

4 7

13

5 14 15


standard fire station, lUanda qUARtel de BoMBeIRos tIPo, lUAndA 1st prize in the competition launched by g.t.R.U.c.s., this Fire station “Model” with 5.513 sqm of gross building area, corresponds to a typology which is intended to serve the inhabitants of the area covered by the Urban Planning of cazenga, sambizanga and Rangel, in luanda, Angola. (2012). 1º Prémio no Concurso lançado pelo G.T.R.u.C.S., este Quartel “Modelo” com 5.513m2 de área bruta, corresponde a uma tipologia que se pretende venha a servir a população que irá habitar a área abrangida pelo Plano Diretor do Cazenga, Sambizanga e Rangel, em Luanda, Angola. (2012).


“rita riBeiro de castro” HoUse, sagres cAsA RItA RIBeIRo de cAstRo, sAgRes

single family dwelling with a gross building area of 155 sqm on two floors, it is characterized by an intervention absolutely closed to the urban context in which it operates, opening exclusively for the sea and for an inner courtyard. sagres, Portugal (2002-2007). Habitação unifamiliar com uma ABC de 155 m² em dois pisos, caracteriza-se por uma intervenção absolutamente encerrada para o contexto urbano em que se insere, abrindo-se exclusivamente para o mar e para um pátio interior. Sagres, Portugal (2002-2007).


two-family dwelling, serra da Pescaria HABItAção BIFAMIlIAR, seRRA dA PescARIA

two-family dwelling Habitação Bifamiliar


tWo-FAMIly dWellIng. set of two semi-detached houses seen as a single building, located near the salgado beach, in a landscape context overlooking the sea, with a gross building area of 490 sqm. nazaré, Portugal (2000-2006). HABITAçãO BIFAMILIAR. Conjuto de duas moradias geminadas, lidas como edifício único, localizam-se junto à praia do Salgado, num contexto paisagístico sobranceiro ao mar, com uma ABC total de 490 m². Nazaré, Portugal (2000-2006).


“Paço do duque” Buildings edifícios Paço do Duque


“Paço do dUqUe” BUildings, lisBon edIFícIos PAço do dUqUe, lIsBoA


“PAço do dUqUe” BUIldIngs (1999-2008). this set of buildings is part of the historic centre of lisbon, in the prime area of chiado, with a gross building area of 9 657 sqm, owing to its dimensions, it rehabilitates and elevates this important area of the city, drawing once again residential use to the historical centre of lisbon. eDIFíCIOS PAçO DO DuQue (1999-2008). este conjunto de edifícios inseridos no núcleo histórico de Lisboa, na zona nobre do Chiado, com uma área bruta de construção de 9 657 m2, vem, pela sua escala, reabilitar e requalificar esta importante zona da cidade, trazendo novamente o uso habitacional para o centro histórico.

“Paço do duque” Buildings edifícios Paço do Duque


exPo‘98 kUwait Pavilion, lisBon PAvIlHão do kUWAIt nA exPo’98, lIsBoA

1st Prize in the competition for the kuwait exhibit Pavilion in expo’98, it was characterized by an exhibition area of ephemeral architecture, whose usefulness ceased with the end of expo ‘98 in lisbon, Portugal. (1997-1998). In partnership with s. design. 1º Prémio no Concurso para o Pavilhão expositivo do Kuwait na expo’98, caracterizava-se por um espaço expositivo de Arquitetura efémera, cuja vida útil terminou com o fim da expo’98 em Lisboa, Portugal. (1997-1998). Parceria com S. Design.

expo’98 kuwait Pavilion Pavilhão do Kuwait na expo’98


44 Standard PavilionS for ExPo’98, liSbon 44 Pavilhões TiPo Para a exPo’98, lisboa

1st Prize in the Competition for the standard exhibit Pavilion in expo’98 for the Participating Countries invited by the Portuguese Government, in partnership with s. Design. lisbon, Portugal (1997-1998). 1º Prémio no Concurso para o Pavilhão Expositivo Tipo dos Países Participantes na Expo’98, convidados pelo Governo Português, em parceria com a S. Design. Lisboa, Portugal (1997-1998).


Nome Name


nEw HoSPital of braga Novo hosPiTal De braGa


New hospital of braga Novo Hospital de Braga


New hosPiTal of braGa, Portugal (2005-2010). winner of the Pfi (Public finance iniciative) Competition, is a hospital with capacity for 705 beds and a gross building area of 138 000 sqm that opened to the public in 2010. Novo HoSPiTaL DE BraGa, Portugal (2005-2010). 1º Prémio no Concurso PPP (Parcerias Público Privadas), é um hospital com uma capacidade para 705 camas e uma área bruta de construção de 138 000 m² que entrou em funcionamento em 2010.


“Quinta da Malta” rEtail Park, lEiria QuiNTa Da MalTa reTail Park, leiria is a commercial complex of 81 000 sqm of gross building area integrated in the future urban park in leiria, Portugal. (2007). Complexo comercial com 81 000 m² de área bruta de construção ficará inserido no futuro parque urbano de Leiria, Portugal. (2007).


aiM HEadQuartErS and ExHibition Pavilion, viana do caStElo aiM - seDe e Pavilhão De exPosições, viaNa Do CasTelo

This building designed for the Delegation of Minho’s industrial association in viana do Castelo, has 4 581sqm of gross building area spread over an exhibition area and a administrative support area for the associates. viana do Castelo, Portugal (1993-1994). É um edifício projetado para a Delegação da associação industrial do Minho em viana do Castelo, com 4 581 m² de área bruta de construção distribuídos por uma área expositiva e uma área administrativa de apoio aos associados. viana do Castelo, Portugal (1993-1994).

aiM headquarters and exhibition Pavilion aiM - Sede e Pavilhão de Exposições


nEw facilitiES of nErSant, torrES novaS Novas iNsTalações Da NersaNT, Torres Novas is a building destined to exhibition events for the business Core of santarém region, with 2 800 sqm of gross building area. Torres Novas, Portugal (1990-1992). É um edifício destinado a Eventos Expositivos para o Núcleo Empresarial da região de Santarém, com 2 800 m² de área bruta de construção. Torres Novas, Portugal (1990-1992).


Nome Name


“alto do ParQuE” building, liSbon eDifíCio alTo Do ParQue, lisboa


“alTo Do ParQue” builDiNG (1999-2005). 1st prize in the Competition by invitation sponsored by Gef, it is a residential building located in the center of lisbon, Portugal, inserted in the block of “el Corte inglês” department store. with 39 595 sqm of gross building area, spread over 9 storeys above ground, a commercial ground floor and 7 storeys underground used for parking, this building is in a curved shape allowing open views from all rooms onto the garden of “Parque eduardo vii”. EDifíCio aLTo Do ParquE (1999-2005). 1º prémio no Concurso por Convite promovido pela GEf, é um edifício de habitação, situado no centro de Lisboa, Portugal, inserido no quarteirão do shopping do “El Corte inglês”. Com 39 595 m² de área bruta de construção, distribuída por 9 pisos acima do solo, um piso térreo comercial e 7 caves de estacionamento, este edifício configura uma forma curva que permite a abertura de vistas de todas as salas sobre o jardim do Parque Eduardo vii.

“alto do Parque” building Edifício alto do Parque


“alto do Parque” building Edifício alto do Parque


The OPERA Design Matters is a brand owned by IOPM International Project Management with headquarters in Lisbon, and 25 years of experience in projects in the scope of high complexity Architecture and Urbanism, more specifically Universities, International Exhibitions, Hospitals, Auditoriums, Hotels and Tourism facilities, Laboratories, Office Buildings and Residential Buildings, Manufacturing Facilities, Large Commercial Surfaces, Strategic Plans and Spatial Planning. Besides the headquarters in Lisbon, there are branches with this brand in Luanda, Maputo and Rabat, as well as a studio dedicated to graphic production in Madrid and delegations in Brazil and Singapore. The OPERA Knowledge has been implanted in the USA (Houston), a structure which congregates several specialization and consulting units that range from Healthcare Planning, Mobility and Transports, Facilities for Energy production and manipulation (Electric and Hydrocarbons) and Environmental Design. This enables not only the incorporation of experts, whenever necessary, but more importantly the ability to act in advance, in the project, thus creating an essential asset for promoters and decision makers. OPERA’s cosmopolitan nature ensures its key role, not only in the traditional European and American markets, but also in Maghreb, Middle East, Far East, Africa and South America, for it induces reliability in complex situation, it avoids errors, delays and indecisions (which have dire consequences in countries which import technology). The decision of the OPERA Design Matters group of implementing companies in different areas of operation, as occurred in Angola, Mozambique or Brazil, comes as a response to the needs of acting in the territory in a comprehensive way, combining the knowledge of local constraints, needs and idiosyncrasies with the technical and professional experience accumulated in over 20 years of complex projects with high technical demands. The recent experience demonstrates that local presence (which is not just a “front-Office” but an office with full activity), is an important asset to promoters and economic agents, a guarantee to immediate problem resolution, with each step of the process kept under control. Big challenges are intrinsic to our genetics: whether they are the rehabilitation of more than half the city of Luanda, endowing a deprived population with high urban standards and wellbeing - Cazenga, Sambizanga and Rangel Plans; the rehabilitation of a problematic area via the insertion of a cultural centre - “Forum Brandoa”; the implementation of pioneer university teaching facilities in Portugal - School of Medical Sciences, Lisbon School of Dental Medicine or the Guimarães Engineering Faculty among others; the rehabilitation of the seafront in Panama City; or the active participation in the Portuguese affirmation which was Expo’98 with 50 projects for exhibition areas. The several awards and distinctions already obtained do not make us stand-still or neglect the required attention to each new project. Each client and each user is a supreme judge to whom we dedicate full attention and commitment. We start each new challenge or project - despite all the gathered experience - as if it was the first or the only one, with full energy, wisdom and dedication. It is our belief that architecture is in itself a distinctive feature of each city and society, a promoter of its attractions and potential. We have, and we assume, the responsibility in reaching that objective. Nonetheless we claim only the feeling of accomplishment, a high degree of satisfaction for both clients and promoters and the recognition of the well-being of the inhabitants.

LivroPortfolio_Cad 15_18.indd 120

A OPERA Design Matters é uma marca detida pela IOPM International Project Management com sede em Lisboa e que abarca uma experiência de 25 anos na área de Projetos de Arquitetura e Urbanismo de alta complexidade, nomeadamente Universidades, Exposições Internacionais, Hospitais, Auditórios, Centros de Exposições, Edifícios e Institutos Públicos, Hotelaria e Turismo, Laboratórios, Edifícios de Escritórios e de Habitação, Instalações Fabris, Grandes superfícies Comerciais, Planos Estratégicos e de Ordenamento do Território. Sob esta marca, para além de Lisboa, existem empresas constituídas em Luanda, Maputo e Rabat bem como um estúdio dedicado à produção gráfica em Madrid, delegações no Brasil e Singapura. Nos EUA (Houston) implantou-se a OPERA Knowledge que congrega várias vertentes de especialização e consultoria na área da Saúde (Healthcare Planning), Mobilidade e Transportes, Instalações para a produção e manipulação de Energia (Eléctrica e Hidrocarbonetos) e Enviromental Design. Tal permite, não apenas a incorporação de especialistas, sempre que tal se revele necessário, mas sobretudo, a atuação a montante do projeto, criando uma mais-valia essencial para promotores e decisores. Esta vocação cosmopolita posiciona a OPERA, para além dos tradicionais mercados europeu e americano, como peça chave no Magrebe, Médio Oriente, Extremo Oriente, África e América do Sul, porque induz a segurança acumulada em situações complexas, evita erros, atrasos e indefinições (cujas consequências são muito mais penosas em países que importam tecnologia). A decisão do grupo OPERA Design Matters implementar empresas nos vários palcos de atuação, como sucedeu em Angola, Moçambique ou Brasil, surge perante a necessidade de atuar no território de uma forma abrangente, aliando o conhecimento dos constrangimentos, necessidades e idiossincrasias locais com a experiência técnica e profissional acumulada em mais de vinte anos em projetos complexos e de grande exigência técnica. A experiência recente, demonstra que presença local (que não é apenas um “front-Office” mas um escritório com plena atividade), é uma mais-valia para os promotores e agentes económicos, um garante da resolução de problemas e imprevistos no imediato, com as obras controladas passo a passo. Os grandes desafios são intrínsecos à nossa marca genética: Sejam a requalificação de mais de metade da cidade de Luanda, dotando uma população carenciada de elevados padrões de urbanidade e bem estar - Plano de Cazenga, Sambizanga e Rangel; A requalificação de uma zona problemática pela inserção de um centro cultural - Forum Brandoa; A implementação de unidades pioneiras de ensino universitário em Portugal - Escola de Ciências Médicas, Escola de Medicina Dentária de Lisboa ou a Faculdade de Engenharia de Guimarães entre outros; A Requalificação da frente marítima da cidade do Panamá; A participação ativa na afirmação portuguesa que constituiu a Expo’98 com cinquenta projetos dos espaços expositivos. Não são os vários prémios e distinções já obtidos que nos dão pausa ou permitem descorar a atenção. Cada cliente, cada utente é um juiz supremo a quem devemos toda a atenção e empenho. Partimos para cada desafio ou projeto - pese embora toda a experiência acumulada - como se fosse o primeiro ou o definitivo. Com toda a energia, saber e dedicação. É nossa convicção que a arquitetura é em si mesma uma marca distintiva das cidades e das sociedades, potenciadora das suas atratividades e potencialidades. Temos e assumimos responsabilidades no alcance desse objetivo. Contudo, reivindicamos apenas a sensação do dever cumprido, um elevado grau de satisfação de clientes e promotores e o reconhecimento do bem-estar das populações abrangidas.

14/05/15 20:10


ProjEctS and workS liSt lisTa De ProjeCTos e obras

Panamá urban beach Praia urbana Área bruta de Construção - 238 420 m² Cidade do Panamá, Panamá ano de Projecto - 2014 atelier 2 da oPEra | design Matters atelier de arquitectura Área bruta de Construção - 250 m² lisboa, Portugal Promotor/Cliente - oPera | Design Matters ano de Projecto - 2014 ano de Construção - 2014 torre ingombotas habitação e serviços Área de intervenção - 789 m² Área bruta de Construção - 16 516 m² luanda, angola Promotor/ Cliente - esCoM ano de Projecto - 2013 Esc nac. dom alexandre cardeal do nascimento Complexo de edificios escolares Área bruta de Construção - 22 150 m² luanda, angola Promotor - engexpor ano de Projecto - 2013 Panamá water Park Parque urbano Público extensão de intervenção - 3 500 m Área bruta de Construção - edifícios: 66 000m², Parque: 253 000m² Cidade do Panamá ano de Projecto - 2013 Entreposto comute Comércio Área de intervenção - 5 000 m² Área bruta de Construção - 2 032 m² angola Promotor/Cliente - fabicom ano de Projecto - 2013 complexo kalunga habitação, Comércio e Cinema Área de intervenção - 12 484 m² Área bruta de Construção - 63 582 m² benguela, angola Cliente - engº ferreira rocha ano de Projecto - 2013 Sector d2- conjunto Habitacional a - PPcS habitação social Área de intervenção - 121 333 m² (12 ha) Área bruta de Construção - 183 548 m² luanda, angola Promotor/Cliente - G.T.r.u.C.s.- Gabinete Técnico de reconversão urbana do Cazenga e sambizanga ano de Projecto - 2013

Projects and works list Lista de projectos e obras

flamingo aparthotel aparthotel, espaço Cultural, Comércio Área de intervenção - 8 375 m² Área bruta de Construção - 30 473 m² lobito, angola Cliente - engº ferreira rocha ano de Projecto - 2013 loja iMExco Comércio Talatona, angola ano de Projecto - 2013 instituto Médio de kuanza Sul instituto médio, alojamentos, equipamento desportivo Área bruta de Construção - 15 086 m² Província de kwanza-sul, angola Promotor/Cliente - Governo Provincial do kuanza-sul ano de Projecto - 2013 tribunal Provincial de Sumbe sumbe, angola ano de Projecto - 2013 Plano urbanístico do cruzamento de Menga Área bruta de Construção - 17 440 m² (1,7 ha) Menga, angola Promotor - Governo Provincial do kuanza-sul ano de Projecto - 2013 Plano urbanístico do cruzamento do cassongue Área de intervenção - 47 000 m² (4,7 ha) Cassongue, angola Promotor - Governo Provincial do kuanza-sul ano de Projecto - 2013 Megastore unitel Comércio Área bruta de Construção - 737 m² luanda, angola Promotor/Cliente - unitel, s.a. ano de Projecto - 2013 Escola alonso ferreira camargo escola do ensino fundamental Área de intervenção - 1 600 m² Área bruta de Construção - 3 841 m² Conchal, brasil Promotor/Cliente - Perfeitura do Conchal ano de Projecto - 2013 Escola Pré-universitária de calula edifício com capacidade para 3.240 alunos; edifício de alojamento para professores com capacidade para 50 professores. Área bruta de Construção - 16 139 m² Calulo, angola Promotor/Cliente - Governo Provincial do kuanza-sul ano de Projecto - 2013


ilha residence empreendimento residencial Área de intervenção - 4 573 m² Área bruta de Construção - 24 784 m² ilha de luanda, angola Cliente - Maria Natércia ferreira santos ano de Projecto - 2013 casas de função do governo Provincial do kuanza Sul 20 lotes de moradias unifamilares para funcionários “Casas de função”, que correspondem a tipologias T3 com cerca de 111,66 m² Área bruta de Construção - 27 100 m² Província de kwanza-sul, angola Promotor - Governo Provincial do kuanza-sul Cliente - lena Construções; Governo Provincial do kuanza-sul ano de Projecto - 2013 loteamento urbano do Sassa 25 lotes de habitação colectiva; comércio/serviços com tipologias T3 e fracções de comércio/serviços no piso térreo; 57 lotes de moradias em banda, tipologia T3; 20 lotes de moradias isoladas, tipologias T4 ou T5 Área bruta de Construção - 41 160 m² Província do kuanza-sul, angola Promotor - Governo Provincial do kuanza-sul Cliente - lena Construções; Governo Provincial do kuanza-sul ano de Projecto - 2013 apartamento na visconde valmor, lisboa habitação/ reabilitação Área bruta de Construção - 110 m² + 50 m2 logradouro av. visconde valmor, lisboa Cliente - Dr. josé Manuel Pinto Correia ano de Projecto - 2013 ano de Construção - 2013 Pavilhão Multiusos Área bruta de Construção - 6 950 m² N´Dalatando, angola Promotor - Governo Provincial do kuanza-sul Cliente - lena Construções; Governo Provincial de kwanza-sul ano de Projecto - 2013 Estádio Provincial de kwanza-Sul estádio desportivo Área bruta de Construção - 6 139 m² Província do kwanza-sul, angola Promotor - Governo Provincial de kwanza-sul ano de Projecto - 2013 ampliação da Escola Secundária de waku kungo Área bruta de Construção - 1 089 m² waku kungo, angola Promotor - Governo Provincial de kwanza-sul ano de Projecto - 2012-2013 administração Municipal M’banza congo Área bruta de Construção - 3 084 m² M’banza Congo, angola Promotor/Cliente - lena Construções ano de Projecto - 2012 complexo Piscinas olímpicas Área bruta de Construção - 13 609 m² luanda, angola ano de Projecto - 2012

biotério da Escola de ciências da Saúde, universidade do Minho Área bruta de Construção - 1 000 m² braga, Portugal Promotor/Cliente - universidade do Minho, Campus universitário de Gualtar ano de Projecto - 2012 Moradia dias da Silva habitação unifamiliar Área bruta de Construção - 554 m² luanda, angola Promotor/Cliente - Dias da silva ano de Projecto - 2012 luanda british School escola Área bruta de Construção - 16 129 m² luanda, angola Promotor/Cliente - living ano de Projecto - 2012 Empreendimento amilcar cabral habitação, escritórios e Centro Comercial Área bruta de Construção - 48 378 m² (4,84ha) luanda, angola Promotor/Cliente - engº rui Dias lopes e engº ferreira rocha ano de Projecto - 2012 Edifício gEra edifício de escritórios e Comércio Área bruta de Construção (acima do solo) - 6 638 m² Maputo, Moçambique Promotor/Cliente - Gera ano de Projecto - 2012 rio Savane lodge - Empreendimento turístico unidade de alojamento turístico Área bruta de Construção - 11 704 m² (1,17ha) foz do rio savane, beira, Moçambique Promotor/Cliente - entreposto ano de Projecto - 2012 Stand Promocional da g.t.r.u.c.S. para a filda Área bruta de Construção - 72 m² luanda, angola Promotor/Cliente - G.T.r.u.C.s.- Gabinete Técnico de reconversão urbana do Cazenga e sambizanga ano de Projecto - 2012 ano de Construção - 2012 armazém Sambizanga - instalações Provisórias da Sede do g.t.r.u.c.S. alteração de um armazém e construção anexa em ruínas para instalção de escritórios Área bruta de Construção - 2037 m² sambizanga, angola Promotor/Cliente - G.T.r.u.C.s. - Gabinete Técnico de reconversão urbana do Cazenga e sambizanga ano de Projecto - 2012 Zona de cazenga-Sudeste - Plano de Projecto Pormenor Área de intervenção - 6 767 300 m² (677ha) luanda, angola Promotor/Cliente - G.T.r.u.C.s.- Gabinete Técnico de reconversão urbana do Cazenga e sambizanga ano de Projecto - 2012


Zona de n´gola kiluage - Plano de Projecto Pormenor Área de intervenção - 8 753 900 m² (875 ha) Cazenga, angola Promotor/Cliente - G.T.r.u.C.s.- Gabinete Técnico de reconversão urbana do Cazenga e sambizanga ano de Projecto - 2012

Marina residence habitação plurifamiliar e comércio Área bruta de Construção - 4 891 m² luanda, angola Promotor/Cliente - Marina de luanda ano de Projecto - 2012

Escola Secundária Modelo escola secundária - 450 alunos e 50 professores Área bruta de Construção - 9 330 m² luanda, angola Promotor/Cliente - G.T.r.u.C.s.- Gabinete Técnico de reconversão urbana do Cazenga e sambizanga ano de Projecto - 2012

Missão adventista do bongo hospital Área de intervenção - 1 008 m² bongo, angola Promotor/Cliente - soares da Costa - Grupo, sGPs ano de Projecto - 2012

Quartel de bombeiros Modelo Quartel de bombeiros Área bruta de Construção - 3 095 m² luanda, angola Promotor/Cliente - G.T.r.u.C.s.- Gabinete Técnico de reconversão urbana do Cazenga e sambizanga ano de Projecto - 2012 Escola Modelo - Eb1 e jardim de infância escola Modelo Área bruta de Construção - 3 176 m² luanda, angola Promotor/Cliente - G.T.r.u.C.s.- Gabinete Técnico de reconversão urbana do Cazenga e sambizanga ano de Projecto - 2012 centro de Saúde Modelo Centro de saúde Área bruta de Construção - 1 511 m² luanda, angola Promotor/Cliente - G.T.r.u.C.s.- Gabinete Técnico de reconversão urbana do Cazenga e sambizanga ano de Projecto - 2012 chibia village - condomínio Privado Moradias unifamiliares em banda, Piscina, solário e Parque infantil Área de intervenção - 4 896 m² Área bruta de Construção - 3 954 m² Matola, Moçambique Promotor/Cliente - Prefangol - betão Pronto e agregados ano de Projecto - 2012 campo desportivo de tete Área bruta de Construção - 800 m² Tete, Moçambique Promotor/Cliente - lena Construções ano de Projecto - 2012 talatona Holding Área bruta de Construção - 1 567 m² Talatona, angola Promotor/Cliente - alexandre Matos ano de Projecto - 2012 Proposta urbana para a baía de chicala e Praia do bispo Área de intervenção - 840 000 m² (84 ha) luanda, angola Promotor/Cliente - Marina de luanda ano de Projecto - 2012

Projects and works list Lista de projectos e obras

instituto nacional das alterações climáticas Área bruta de Construção - 5 727 m² luanda, angola Promotor/Cliente - Governo da república de angola, Ministério do ambiente ano de Projecto - 2012 residencial “guest House” 36 residências, restaurante, sala de conferências, sala de convívio, piscina, ginásio e recepção Área bruta de Construção - 4 092 m² Malange, angola Promotor/Cliente - radiodifusão Nacional de angola, rNa - e.P. ano de Projecto - 2012 Edifício Soyo habitação e serviços Área bruta de Construção - 32 122 m² soyo, angola Promotor/Cliente - esCoM - espírito santo Comercial, lda.; Grupo josé Guilherme ano de Projecto - 2012 auditório ao ar livre em caxito Área bruta de Construção - 61 715 m² Caxito, angola Promotor/Cliente - fabiangola Construções, s.a. ano de Projecto - 2012 centro de Serviços kikuxi armazéns, oficina e habitação Área bruta de Construção - 15 403 m² viana, angola Promotor/Cliente - fabiangola Construções, s.a. ano de Projecto - 2012 instituto nacional da biodiversidade Área bruta de Construção - 3 205 m² luanda, angola Promotor/Cliente - Governo da república de angola- Ministério do ambiente ano de Projecto - 2011 Pavilhão Multiusos de tete Área bruta de Construção - 4 742 m² Tete, Moçambique Promotor/Cliente - edimetal, s.a. ano de Projecto - 2011 centro de artes do carnaval Área bruta de Construção - 4 041 m² Torres vedras, Portugal Promotor/Cliente - C.M.Torres vedras ano de Projecto - 2011


Sede g.t.r.u.c.S de cazenga Área bruta de Construção - 4 436 m² luanda, angola Promotor/Cliente - G.T.r.u.C.s.- Gabinete Técnico de reconversão urbana do Cazenga e sambizanga ano de Projecto - 2011-2012 r.n.a. - centro Emissor no Município de cassoneca Área bruta de Construção - 2 475 m² Cassoneca, angola Promotor/Cliente - radiodifusão Nacional de angola, rNa-e.P. ano de Projecto - 2011 Edifício para a rádio luanda Área bruta de Construção - 1 411 m² luanda, Portugal Promotor/Cliente - radiodifusão Nacional de angola, rNa-e.P. ano de Projecto - 2011 Embaixada de Portugal Área bruta de Construção - 2 592 m² (superficie de fachadas e cobertura) luanda, angola Promotor - edimetal, s.a. Cliente - embaixada de Portugal, luanda ano de Projecto - 2011 Quartel de bombeiros de cazenga Área bruta de Construção - 2 747 m² luanda, angola Promotor/Cliente - G.T.r.u.C.s.- Gabinete Técnico de reconversão urbana do Cazenga e sambizanga ano de Projecto - 2011 torre de Escritórios da bP nas torres do carmo Área bruta de Construção - 18 587 m² luanda, angola Promotor/Cliente - bP angola ano de Projecto - 2011-2012 ano de Construção - 2012-1013 Edifício na rua n.ª Sr.ª de Muxima Área bruta de Construção - 84 989 m² luanda, angola Promotor - besa - banco espirito santo angola, s.a. Cliente - Parque Móvel - Prestação de serviços, lda. ano de Projecto - 2011-2013 ano de Construção - 2012-2013 bP recreation center Área bruta de Construção - 101 027 m² angola Promotor/Cliente - bP angola ano de Projecto - 2011 apartamento no 21º Piso das torres do carmo remodelação de apartamento luanda, angola Promotor/Cliente - emília Matos ano de Projecto 2011 apartamento no 14º Piso das torres do carmo remodelação de apartamento Área bruta de Construção - 250 m² luanda, angola Promotor/Cliente - alexandre Matos ano de Projecto - 2011 ano de Construção - 2012-2013

apartamento no 18º Piso das torres do carmo remodelação de apartamento Área bruta de Construção - 257 m² luanda, angola Promotor/Cliente - Carina Matos ano de Projecto - 2011 ano de Construção - 2012-2013 Estudo para a remodelação do Hotel das arribas remodelação de quartos, restaurante e esplanada Praia Grande, Portugal Promotor/Cliente - hotel das arribas ano de Projecto - 2011 Extensão de Moradia em S. Martinho do Porto Área bruta de Construção - 74 m² s. Martinho do Porto, Portugal Promotor/Cliente - vitor Duarte ano de Projecto - 2011 vila Harmonia - Stand de vendas stand de vendas Área bruta de Construção - 460 m² luanda, angola Promotor/Cliente - iMolaP - imobiliária do lar Patriota ano de Projecto - 2011 Moradia Maiza Matos habitação unifamiliar Área bruta de Construção - 600 m² luanda, angola Promotor/Cliente - Maiza Matos ano de Projecto - 2011 r.n.a - centro difusor comunitário Área bruta de Construção - 2 475 m² luanda, angola Promotor/Cliente - radiodifusão Nacional de angola, rNa-e.P. ano de Projecto - 2011 avenida n´gola kiluange Área de intervenção - 689 235 m² (69 ha) luanda, angola Promotor/Cliente - G.T.r.u.C.s. - Gabinete Técnico de reconversão urbana do Cazenga e sambizanga ano de Projecto - 2011 complexo Habitacional e retail Park - fabiangola Área bruta de Construção - 54 861 m² viana, angola Promotor/Cliente - fabiangola Construções, s.a. ano de Projecto - 2011 Moradia Quinta dos Pombais Área bruta de Construção - 378 m² Castelo de vide, Portugal Promotor/Cliente - Miguel Martins e virgínia vitorino ano de Projecto - 2011-2012 condomínio residencial bela vista benguela, angola Promotor/Cliente - sociedade Condomínio bela vista, lda. ano de Projecto - 2011 Escritórios avM advogados luanda, Cabinda, lisboa, Porto, Maputo Promotor/Cliente - avM advogados, lda. ano de Projecto - 2011


gestimóvel habitação, comércio e serviços Área bruta de Construção - 10 000 m² luanda, angola Promotor/Cliente - Gestimóvel, s.a. ano de Projecto - 2011 futungo genius habitação, comércio e serviços Área bruta de Construção - 39 430 m² luanda, angola Promotor/Cliente - lisampere angola, lda. ano de Projecto - 2011 Pátio do conservatório nacional de Música Área bruta de Construção - 379 m² lisboa, Portugal Promotor/Cliente - escola de Música, Conservatório Nacional ano de Projecto - 2011 futungo belas habitação, comércio, serviços e hotel Área bruta de Construção - 150 340 m² luanda, angola Promotor/Cliente - lisampere angola, lda. ano de Projecto - 2010 Pavilhão clube naval Área bruta de Construção - 723 m² luanda, angola Promotor/Cliente - rui Dias lopes ano de Projecto - 2010 Quarteirão grande Hotel universo Área bruta de Construção - 32 670 m² luanda, angola Promotor/Cliente - iMoPwaY ano de Projecto - 2010 Quiçama river lodge Área bruta de Construção - 34 100 m² Parque Nacional de Quiçama, angola Promotor/Cliente - living ano de Projecto - 2010 Edifício de Habitação na rua ivens Área bruta de Construção - 2 489 m² lisboa, Portugal Promotor/Cliente - fundo de investimento imobiliário fechado, sete Colinas ano de Projecto - 2010 remodelação de um apartamento na av. gago coutinho Área bruta de Construção - 141 m² lisboa, Portugal Promotor/Cliente - Margarida Martinez ano de Projecto - 2010 ano de Construção - 2010 remodelação do Edifício do gabinete da oPEra Área bruta de Construção - 248 m² lisboa, Portugal Promotor/Cliente - Condomínio do edifício a, urbanização da Matinha ano de Projecto - 2010 Museu Água vida Área bruta de Construção - 2 995 m² oeiras, Portugal Promotor/Cliente - sMas oeiras e amadora ano de Projecto - 2010-2012 Projects and works list Lista de projectos e obras

Átrio e Zonas de condomínio das torres do carmo Área bruta de Construção - 1 535 m² luanda, angola Promotor/Cliente - Torres do Carmo, sociedade imobiliária e Construção Civil, lda. ano de Projecto - 2010-2012 ano de Construção - 2012-2013 vivenda alegria habitação unifamiliar Área de intervenção - 589 m² Área bruta de Construção - 426 m² luanda, angola Promotor/Cliente - salim hassam ano de Projecto - 2010-2012 Plano director Municipal do Soyo PDM Área de intervenção - 40 130 m² (4 ha) soyo, angola Promotor/Cliente - living ano de Projecto - 2010 vila Harmonia edifício de habitação, comércio e escritórios Área bruta de Construção - 54 000 m² luanda, angola Promotor/Cliente - iMolaP, imobiliária do lar Patriota ano de Projecto - 2010-2011 Quarteirão tropical habitação, escritórios, comércio, cinema e bar Área bruta de Construção - 67 425 m² luanda, angola Promotor - eng.º Dias lopes e eng.º ferreira rocha Cliente - hagen imobiliária s.a. ano de Projecto - 2010 residencial “guest House” 36 residências, restaurante, sala de conferências, sala de convívio, piscina, ginásio e recepção Área de intervenção - 4 092 m² Cabinda, angola ano de Projecto - 2010 Edifício de Habitação na baía de Maputo Área de intervenção - 600 m² Área bruta de Construção - 9 430 m² Maputo, Moçambique Promotor/Cliente - socimpex, lda. ano de Projecto - 2010 iMExco- loja de Mobiliário- viana Park Área bruta de Construção - 1 085 m² luanda, angola Promotor/Cliente - imexco investimentos, lda. ano de Projecto - 2010 vila Espa Complexo destinado a diferentes usos: comércio, habitação e hotelaria Área bruta de Construção - 11 485 m² luanda, Portugal Promotor - vila espa Cliente - sonangol, sociedade Nacional de Combustíveis de angola, e.P. ano de Projecto - 2009


Hotel Mulemba Área bruta de Construção - 11 722 m² luanda, angola Promotor - Pocthe, Trading, lda. Cliente - sonangol, sociedade Nacional de Combustíveis de angola, e.P. ano de Projecto - 2009 Hotel baía Área bruta de Construção - 8 600 m² lobito, angola Promotor/Cliente - imexco investimentos, lda. ano de Projecto - 2009 longevity wellness resort Centro para a 3ª idade Área bruta de Construção - 25 262 m² sines, Portugal Promotor/Cliente - longevity Group ano de Projecto - 2009 Masterplan de cacuaco Área de intervenção - 1 009 000 m² (100 ha) Cacuaco, angola Promotor/Cliente - Governo da república de angola ano de Projecto - 2009 Parque urbano de Projecto valdebebas Área de intervenção - 80 000 m² (8 ha) Madrid, espanha Promotor/Cliente - junta de Compensación de Madrid ano de Projecto - 2009 triângulo campo da Paz Área bruta de Construção - 375 000 m² luanda, angola Promotor/Cliente - iMoPwaY ano de Projecto - 2009 centro urbano e Marginal de cacuaco Área de intervenção - 622 053 m² (62 ha) Cacuaco, angola Promotor/Cliente - Gabinete de reconstrução Nacional ano de Projecto - 2008 Habitação Social aliva Área bruta de Construção - 120 m² unidade benguela, angola Promotor/Cliente - faizal ussene ano de Projecto - 2009 centro logístico Sonangol Área de intervenção - 355 ha Cacuaco, angola Promotor/Cliente - sonangol, sociedade Nacional de Combustíveis de angola, e.P. ano de Projecto - 2009 complexo Mar amboim Área de intervenção - 2 300 000 m² (230 ha) Porto amboim, angola Promotor/Cliente - iMoPwaY, sociedade Mar amboim, investimentos e Gestão urbana, lda. ano de Projecto - 2009

Plano de Projecto Massas de Maianga Plano de projecto pormenor Área de intervenção - 41 499 m² (4,1 ha) Área bruta de Construção - 70 822 m² Maianga, angola Promotor - imobilandia Cliente - sonangol, sociedade Nacional de Combustíveis de angola, e.P. ano de Projecto - 2009 torres Marçal Sambizanga Área bruta de Construção - 120 000 m² luanda, angola Promotor/Cliente - iMoPwaY ano de Projecto - 2009 50 Habitações em uche Área bruta de Construção - 170 m² uche, angola Promotor/Cliente - imexco investimentos, lda. ano de Projecto - 2009 Pocthe residencial Complexo habitacional Área bruta de Construção - 2 894 m² Talatona, angola Promotor/Cliente - Pocthe, Trading, lda. ano de Projecto - 2009 ccb6 car workshop Complexo habitacional e de serviços Área de intervenção - 5 000 m² Área bruta de Construção - 14 143 m² Talatona, angola Cliente -sonangol, sociedade Nacional de Combustíveis de angola, e.P. ano de Projecto - 2009 talatona Park residence Zr9 Área de intervenção - 100 000 m² (10 ha) Área bruta de Construção - 208 320 m² (acima do solo); 9303 m² (estacionamento em cave); 5 000 m² (club, apoio ao condomínio) Talatona, angola Promotor/Cliente - sonangol, sociedade Nacional de Combustíveis de angola, e.P. ano de Projecto - 2009 Parque industrial da catumbela benguela, angola Promotor/Cliente - imexco investimentos, lda. ano de Projecto - 2009 Edifício de Habitação na rua ivens Área bruta de Construção - 2 489 m² lisboa, Portugal Promotor/Cliente - fundo de investimento imobiliário fechado, sete Colinas ano de Projecto - 2009 Maputo towers Área bruta de Construção - 110 000 m² Maputo, Moçambique Promotor/Cliente - Tensai industria, s.a. ano de Projecto - 2008 conjunto turísticos Y Área bruta de Construção - 11 857 m² santarém, Portugal Promotor/Cliente - hagen imobiliária s.a. ano de Projecto - 2008


Plano de Projecto urbanização do campo da Paz Área de intervenção - 1 200 000 m² (120 ha) luanda, angola Promotor/Cliente - iMoPwaY ano de Projecto - 2008

fábrica de cerâmica de arganil Área bruta de Construção - 8 259 m² arganil, Portugal Promotor/Cliente - C.M.arganil ano de Projecto - 2007

Zr6-cS8-gu06 boulevard talatona Área bruta de Construção - 9 203 m² Talatona, angola Cliente - sonangol, sociedade Nacional de Combustíveis de angola, e.P. ano de Projecto - 2008

cidade desportiva de Sines Área de intervenção - 200 000 m² (20 ha) sines, Portugal Promotor/Cliente - C.M.sines ano de Projecto - 2007

cidade desportiva de grafanil Área de intervenção -230 000 m² (23 ha) luanda, angola Promotor/Cliente - iMoPwaY ano de Projecto - 2008

instituto de comunicação Social em angola edifício destinado a usos mistos: hotelaria, Desporto, formação e Centro empresarial Área de intervenção - 34 369 m² (3,4 ha) Camama, angola Promotor/Cliente - Ministério da Comunicação social, Governo de angola ano de Projecto - 2007

Edifício Maianga Área bruta de Construção - 10 602 m² Maianga, angola Promotor - imobilandia Cliente - sonangol, sociedade Nacional de Combustíveis de angola, e.P. ano de Projecto - 2008 Parque tecnológico e Empresarial Área de intervenção - 41 000 m² (4 ha) viana, angola Promotor/Cliente - imexco investimentos, lda. ano de Projecto - 2008 lagos bay resort na Meia Praia Área bruta de Construção - 34 931 m² lagos, Portugal Promotor/Cliente - sDTl, s.a. ano de Projecto - 2007 Stand lisbon waterfront 2007 Área bruta de Construção - 100 m² lisboa, Portugal Promotor/Cliente - C.M.santarém ano de Projecto - 2007 ano de Construção - 2007 campus de justiça da cidade de Madrid, Edifício do contencioso Área bruta de Construção - 74 000 m² Madrid, espanha Promotor/Cliente - Madrid espacios y Congresos ano de Projecto - 2007 tribunal administrativo da cidade de Madrid Área bruta de Construção - 26 000 m² Madrid, espanha Promotor/Cliente - Madrid espacios y Congresos ano de Projecto - 2007 Santarém xxi Área de intervenção - 2 000 000 m² (200 ha) santarém, Portugal Promotor/Cliente - C.M.santarém ano de Projecto - 2007 conjunto turístico Pontal Área bruta de Construção - 35 974 m² Portimão, Portugal Promotor/Cliente - hagen imobiliária s.a. ano de Projecto - 2007

Projects and works list Lista de projectos e obras

loteamento para ranholas Área de intervenção - 15 396 m² (1,5 ha) sintra, Portugal Promotor/Cliente - Poligreen, engenharia, s.a. ano de Projecto - 2007 Quinta de Porto Moniz Área bruta de Construção - 9 000 m² leiria, Portugal Promotor/Cliente - Poligreen, engenharia, s.a. ano de Projecto - 2007 Hotel e Edifício de Escritórios no lote 1.10 - Parque das nações Área bruta de Construção - 40 000 m² lisboa, Portugal Promotor/Cliente - hagen imobiliária s.a. ano de Projecto - 2007 Edifício “baixa Plus” edifício de comércio e escritórios Área bruta de Construção - 156 611 m² (acima e abaixo do solo) luanda, angola Promotor/Cliente - baixa Plus, estacionamentos Multiuso da baixa, s.a. ano de Projecto - 2007 Quinta da Malta retail Park Complexo Comercial a integrar no futuro Parque urbano da cidade Área bruta de Construção - 81 000 m² leiria, Portugal Promotor/Cliente - Poligreen- engenharia, s.a. ano de Projecto - 2007 cobertura das ruas ferreira borges e visconde da luz Área de intervenção - 3 500 m² Coimbra, Portugal Promotor/Cliente - C.M.Coimbra ano de Projecto - 2006 torre capital Área bruta de Construção - 200 000 m² luanda, angola Promotor/Cliente - CMvM luanda ano de Projecto - 2006


Moradia “Houses by the Sea” Área bruta de Construção - 350 m² Nazaré, Portugal Promotor/Cliente - Dirk remi Goerthal ano de Projecto - 2006 ano de Construção - 2012

unidade “Séniores” de lagos Área bruta de Construção - 4658 m² lagos, Portugal Promotor/Cliente - refer; invesfer, Promoção e Comercialização de Terrenos e edificios s.a.; séniores, espaço séniores ano de Projecto - 2005

jardim da república arranjos exteriores e cafetaria Área de intervenção - 11 420 m² (1,1 ha) santarém, Portugal Promotor/Cliente - C.M.santarém ano de Projecto - 2006 ano de Construção - 2008

unidade “Séniores” de S. joão do Estoril Centro residencial para a 3ª idade: 20 apartamentos assistidos, 64 residências assistidas, 50 residências geriátricas, 14 centros de recuperação. Área bruta de Construção - 12 500 m² Cascais, Portugal Promotor/Cliente - refer; invesfer, Promoção e Comercialização de Terrenos e edificios s.a.; séniores, espaço séniores ano de Projecto - 2005 novo Hospital de braga hospital com 705 camas Área bruta de Construção - 138 000 m² braga, Portugal Promotor/Cliente - somague, engenharia, s.a.; edifer, s.a.; Msf engenharia, s.a.; escala braga, sociedade Gestora do estabelecimento s.a. ano de Projecto - 2005 ano de Construção - 2010

novas instalações dos SMaS - brandoa Novo acesso aos serviços administrativos, novo refeitório, balneários e área de atendimento ao público Área bruta de Construção - 12 500 m² brandoa, Portugal Promotor/Cliente - sMas oeiras e amadora ano de Projecto - 2006 ano de Construção - 2013 Quinta do Martingil Área de intervenção - 51 000 m² (5,1 ha) leiria, Portugal Promotor/Cliente - Poligreen, engenharia, s.a. ano de Projecto - 2006 Hospital central do funchal Área bruta de Construção - 161 580 m² funchal, Madeira, Portugal Promotor/Cliente - secretaria regional do equipamento social e Transportes ano de Projecto - 2006 centro de congressos do Parque das cidades - faro/loulé Área bruta de Construção - 21 327 m² faro/loulé, Portugal Promotor/Cliente - associação de Municipios loulé/faro ano de Projecto - 2006 nova central de bombagem da fonte dos Passarinhos Área bruta de Construção - 1 232 m² brandoa, Portugal Promotor/Cliente - sMas oeiras e amadora ano de Projecto - 2006 ano de Construção - 2012-2013 unidade “Séniores” de Setúbal Área bruta de Construção - 9 065 m² setúbal, Portugal Promotor/Cliente - refer; invesfer, Promoção e Comercialização de Terrenos e edificios s.a.; séniores, espaço séniores ano de Projecto - 2006 reconversão do Hospital da Santa casa em unidade hoteleira Pousada do alandroal Área bruta de Construção - 2 258 m² alandroal, Portugal ano de Projecto - 2006 ordenamento da ocupação do lote 31 no tagus Park Área de intervenção - 96 900 m² (9,7 ha) oeiras, Portugal Promotor/Cliente - Taguspark, sociedade de Promoção e Desenvolvimento do Parque de Ciência e Tecnologia da Área de lisboa, s.a. ano de Projecto - 2005

Hospital de cascais hospital com 230 camas Área bruta de Construção - 47 950 m² Cascais, Portugal Promotor/Cliente - jMs, Mobiliário hospitalar; somague, engenharia, s.a.; edifer, s.a. ano de Projecto - 2004 Hospital de loures hospital com 510 camas Área bruta de Construção - 132 269 m² loures, Portugal Promotor/Cliente - jMs, Mobiliário hospitalar; somague, engenharia, s.a.; edifer, s.a. ano de Projecto - 2004 complexo campolide Parque Área bruta de Construção - 133 000 m² lisboa, Portugal Promotor/Cliente - Gef, Gestão de fundos imobiliáriso, s.a.; esaf, espírito santo activos financeiros sGPs, s.a. ano de Projecto - 2001-2005 centro comercial São joão da Madeira Área bruta de Construção - 11 000 m² s. joão da Madeira, Portugal Promotor/Cliente - fDo, Construções, s.a. ano de Projecto - 2004 centro de gestão técnica a integrar no Edifício Sede da vodafone no Parque das nações Área bruta de Construção - 1 626 m² lisboa, Portugal Promotor/Cliente - vodafone Portugal, Comunicações Pessoais, s.a. ano de Projecto - 2004 complexo Habitacional “terraços das azenhas” Área bruta de Construção - 6 400 m² azenhas do Mar, Portugal Promotor/Cliente - eng.º Dias lopes ano de Projecto - 2003-2004


centro cívico “forum brandoa” Área bruta de Construção - 15 800 m² brandoa, Portugal Promotor - C.M.amadora Cliente - fDo- Construções, s.a. ano de Projecto - 2003 ano de Construção - 2004-2005 Hotel/ residência universitária na Póvoa do lanhoso Área bruta de Construção - 11 134 m² Póvoa do lanhoso, Portugal Promotor/Cliente - fib, fernando e bagulho, lda. ano de Projecto - 2003 ano de Construção - 2004 Parque comercial lago discount Área de intervenção - 81 000 m² (8,1 ha) famalicão, Portugal Promotor/Cliente - fib, fernando e bagulho, lda. ano de Projecto - 2003 ano de Construção - 2003 complexo cabanas golf reestruturação de loteamento Área de intervenção - 48 900 m² (4,9 ha) oeiras, Portugal Promotor/Cliente - esParT, espírito santo Participações financeiras, s.a. ano de Projecto - 2003 Moradias cabanas golf Área de intervenção - 48 900 m² (4,9 ha) oeiras, Portugal Promotor/Cliente - esParT, espírito santo Participações financeiras, s.a. ano de Projecto - 2002 ano de Construção - 2012 casa rita ribeiro de castro habitação unifamiliar Área bruta de Construção - 155 m² sagres, Portugal Promotor/Cliente - rita ribeiro de Castro ano de Projecto - 2002 ano de Construção - 2007 Escola Superior de ciências da Saúde de aveiro Área bruta de Construção - 11 500 m² aveiro, Portugal Promotor/Cliente - escola superior de Ciências da saúde de aveiro ano de Projecto - 2002 Escola de Hotelaria e turismo de lamego lamego, Portugal Promotor/Cliente - instituto Nacional de formação Turística ano de Projecto - 2002 british ambassador`s residence lisboa, Portugal ano de Projecto - 2001 complexo campolide Parque Área bruta de Construção - 120 000 m² lisboa, Portugal Promotor/Cliente - Gef, Gestão de fundos imobiliáriso, s.a.; esaf, espírito santo activos financeiros sGPs, s.a. ano de Projecto - 2001

Projects and works list Lista de projectos e obras

aldeamento túristico “Quinta da ribeira” Área de intervenção - 66 178 m² (6,6 ha) Torres vedras, Portugal Promotor/Cliente - Torcifez, investimentos imoturísticos, s.a. ano de Projecto - 2001 Habitação bifamiliar na Serra da Pescaria habitação bifamiliar Área bruta de Construção - 490 m² Nazaré, Portugal Promotor/Cliente - josé soalheiro e Teresa Castro ano de Projecto - 2000 ano de Construção - 2006 2º Hotel/residência universitária do instituto Politécnico de beja Área bruta de Construção - 2 060 m² beja, Portugal Promotor/Cliente - instituto Politécnico de beja ano de Projecto - 2000 ano de Construção - 2001 novo Edifício do instituto Marítimo-Portuário lisboa, Portugal ano de Projecto - 2000 Escola de ciências da Saúde da universidade do Minho Área bruta de Construção - 20 275 m² braga, Portugal Promotor/Cliente - universidade do Minho, Campus universitário de Gualtar ano de Projecto - 2001-2002 ano de Construção - 2005-2007 Estação de caminho-de-ferro roma/areeiro lisboa, Portugal Promotor/Cliente - refer ano de Projecto - 2000 Edifícios Paço do duque Área bruta de Construção - 9 657 m² lisboa, Portugal Cliente - Gef, Gestão de fundos imobiliáriso, s.a.; Temple sGPs, s.a. ano de Projecto - 1999 ano de Construção - 2005-2008 Edifício alto do Parque habitação plurifamiliar Área bruta de Construção - 39 595 m² lisboa, Portugal Promotor/Cliente - Gef, Gestão de fundos imobiliáriso, s.a. ano de Projecto - 1999 ano de Construção - 2003-2005 novo Hospital de S. Marcos Área bruta de Construção - 57 855 m² braga, Portugal Promotor/Cliente - DGies, Direcção Geral das instalações e equipamentos de saúde ano de Projecto - 1999 Edifício Pedagógico da Escola Superior agrária intituto Politécnico de viseu viseu, Portugal Promotor/Cliente - instituto Politécnico de viseu ano de Projecto - 1999


café alegria na Praça da alegria Área bruta de Construção - 120 m² lisboa, Portugal Promotor/Cliente - rolinda brás ano de Projecto - 1998 ano de Construção - 1998 infra-estruturas exteriores do campus e Escola Superior de gestão, instituto Politécnico do cávado e do ave Área de intervenção - 20 700 m² (2 ha) (fase 1); 4 400 m² (fase 2) Área bruta de Construção - 6 565 m² (fase 1); 4 400 (fase 2) barcelos, Portugal Promotor/Cliente - iPCa, instituto Politécnico do Cávado e do ave ano de Projecto - 1998 Stand da telecom para a fil lisboa, Portugal Promotor/Cliente - Portugal Telecom sGPs, s.a. ano de Projecto - 1998 ano de Construção - 1998 Parcela 3.11.1. na vila do Parque Expo’98 habitação plurifamiliar Área bruta de Construção - 4 000 m² lisboa, Portugal Promotor - somiro, sociedade imobiliária unipessoal Cliente - Cooperativa oCeaNus ano de Projecto - 1998 ano de Construção - 2002-3003

Pavilhão de exposições tipo dos Países Participantes na Expo’98 lisboa, Portugal Promotor/Cliente - expo’98 ano de Projecto - 1997 ano de Construção - 1998 reabilitação e reconversão de uma Moradia na avenida vasco da gama Área de intervenção - 1 120 m² Área bruta de Construção - 784 m² lisboa, Portugal Promotor/Cliente - Carlos Coelho da silva ano de Projecto - 1997 restaurante na Área de Serviço Pinzio sobre o iP5 Pinhel, Portugal Promotor/Cliente - joão Martins ano de Projecto - 1997 cantina da universidade de aveiro aveiro, Portugal Promotor/Cliente - universidade de aveiro ano de Projecto - 1997 faculdade de Engenharia da universidade do Minho Área bruta de Construção - 9 250 m² Guimarães, Portugal Promotor/Cliente - universidade do Minho, Campus de azurém ano de Projecto - 1997-1998 ano de Construção - 2000-2004

Parcela 3.11.4. na vila do Parque Expo’98 habitação plurifamiliar Área bruta de Construção - 3 650 m² lisboa, Portugal Promotor/Cliente - oCeaNus, Cooperativa de habitação, C.r.l ano de Projecto - 1998 ano de Construção - 2002-2003

residência de Estudantes da universidade de lisboa na Expo’98 hotel/residência universitária com capacidade para 760 camas (em 3 fases) Área bruta de Construção - 18 300 m² (14 000 m² acima e 4 300 m² abaixo do solo) lisboa, Portugal Promotor/Cliente - universidade de lisboa, serviços de acção social ano de Projecto - 1996

Pavilhão de kuwait na Expo’98 lisboa, Portugal Promotor/Cliente - expo’98 ano de Projecto - 1997 ano de Construção - 1997-1998

reconversão de apartamento na rua rodrigo da fonseca reconversão de apartamento Área bruta de Construção - 260 m² lisboa, Portugal Promotor/Cliente - Maria elisa Domingues ano de Projecto - 1996 ano de Construção - 1996

Pavilhão da argélia na Expo’98 lisboa, Portugal Promotor/Cliente - expo’98 ano de Projecto - 1997 Pavilhão de angola na Expo’98 lisboa, Portugal Promotor/Cliente - expo’98 ano de Projecto - 1997 ano de Construção - 1997-1998 44 Pavilhões tipo para os Países convidados pela Expo’98 Concepção e montagem dos pavilhões: angola, benin, u.e.o., bolívia, américa Central, Guatemala, el salvador, kuwait, roménia, senegal, suazilândia, Zâmbia, uganda, Mali, Pacífico sul - Países insulares, Quirguízia, kasaquistão, Zimbabwe, Costa do Marfim, equador, Mongólia, lesoto, Quénia, albânia, bósnia herzegovina, arménia, bangladesh, rep. Congo, eritreia, CPlP, Paraguai, botswana, vietname, P. liga Árabe, ucrânia, ilhas Maurícias, Nepal, Palestina,Tanzânia, Madagáscar, Malawi, Caricom, Mali, argélia lisboa, Portugal Promotor/Cliente - expo’98 ano de Projecto - 1997 ano de Construção - 1998

residências universitárias do Pólo da ajuda Área bruta de Construção - 3 298 m² lisboa, Portugal Promotor/Cliente - Ministério da educação; DGees ano de Projecto - 1996 fábrica de componentes para a u.t. automotive Área bruta de Construção - 750 m² Póvoa do lanhoso, Portugal Promotor/Cliente - u.T. automotive Portugal, Componentes de automóveis, s.a. ano de Projecto - 1996 ano de Construção - 1997 residência de Estudantes do instituto Superior técnico Área de intervenção - 4 559 m² Área bruta de Construção - 2 951 m² lisboa Portugal Promotor/Cliente - isT, instituto superior Técnico ano de Projecto - 1996


Escola de Enfermagem artur ravara e Escola Superior de tecnologia de Saúde da Expo Área bruta de Construção - 21 000 m² (12 000 m² acima do solo; 9 000 m² abaixo do solo) lisboa, Portugal Promotor/Cliente - esel, escola supereior de enfermagem de lisboa ano de Projecto - 1996 reconversão de Edifício para Sede da adega cooperativa da vidigueira Área bruta de Construção - 770 m² (585 m² edificio existente; 185 m² edificio novo) vidigueira, Portugal Promotor/Cliente - adega Cooperativa da vidigueira, Cuba e alvito, Crl ano de Projecto - 1996 armazém “trivima” Área bruta de Construção - 2 500 m² Póvoa do lanhoso, Portugal Promotor/Cliente - fib, fernando e bagulho, lda. ano de Projecto - 1996 ano de Construção - 1997 armazém para a Mindorgal Área bruta de Construção - 3 100 m² viana do Castelo, Portugal Promotor/Cliente - fib, fernando e bagulho, lda. ano de Projecto - 1996 ano de Construção - 1997

faculdade de Medicina dentária da universidade de lisboa Área bruta de Construção - 5 835 m² lisboa, Portgal Promotor/Cliente - universidade de lisboa ano de Projecto - 1994-1999 ano de Construção - 2000-2001 Hotel na Província de guang dong, Municipio de Zhong Shan Zhong shan, China Promotor/Cliente - Gef, Gestão de fundos imobiliáriso, s.a. ano de Projecto - 1994 ampliação da faculdade de direito da universidade de lisboa lisboa, Portugal Promotor/Cliente - universidade de lisboa; DGes, Direcção Geral do ensino superior ano de Projecto - 1994 1º Hotel/residência universitária do instituto Politécnico de beja Área bruta de Construção - 2 100 m² beja, Portugal Promotor/Cliente - instituto Politécnico de beja ano de Projecto - 1994 ano de Construção - 1998

fábrica-Sede para “irmãos rodrigues confecções, lda. Gilmonde, barcelos, Portugal Promotor/Cliente - fib, fernando e bagulho, lda. ano de Projecto - 1996

ampliação do Edifício dos Serviços centrais do instituto Politécnico de leiria Área bruta de Construção - 2 100 m² leira, Portugal Promotor/Cliente - instituto Politécnico de leiria ano de Projecto - 1992 ano de Construção - 1995

Piscinas Municipais de Peniche Área bruta de Construção - 2 592 m² Peniche, Portugal Promotor/Cliente - C.M.Peniche ano de Projecto - 1995

Edifício de Engenharia Electrónica da fct-unl Área bruta de Construção - 5 155 m² almada, Portugal Promotor/Cliente - universidade Nova de lisboa ano de Projecto - 1993

Plano de Projecto infra-estruturação das instalações do icP, instrituto de comunicações de Portugal Área de intervenção - 170 000 m² (17 ha) barcarena, Portugal Promotor/Cliente - instituto de Comunicações de Portugal ano de Projecto - 1995

Plano de Projecto loteamento na rua luís de camões lisboa, Portugal Promotor/Cliente - Gef, Gestão de fundos imobiliáriso, s.a. ano de Projecto - 1993

Edifício de habitação na rua do recolhimento habitação plurifamiliar Área bruta de Construção - 590 m² lisboa, Portugal Promotor/Cliente - PrusT, Propriedades rústicas e urbanas, lda. ano de Projecto - 1995 ano de Construção - 2003 Edifício de Habitação na rua rodrigo da fonseca habitação plurifamiliar Área bruta de Construção - 1 559 m² lisboa, Portugal Promotor/Cliente - Temple sGPs, s.a. ano de Projecto - 1995 ano de Construção - 1996 centro de Saúde de reguengos de Monsaraz Área bruta de Construção - 2 300 m² reguengos de Monsaraz, Portugal Promotor/Cliente - DGies, Direcção Geral das instalações e equipamentos de saúde ano de Projecto - 1995 ano de Construção - 1997 Projects and works list Lista de projectos e obras

aiM - Sede e Pavilhão de Exposições Área bruta de Construção - 4 581 m² viana do Castelo, Portugal Promotor/Cliente - aiM, associação industrial do Minho ano de Projecto - 1993 ano de Construção - 1994 centro de Saúde de Moura Área bruta de Construção - 1 200 m² Moura, Portugal Promotor/Cliente - Ministério da saúde; DGies ano de Projecto - 1992 ano de Construção - 1994 ESad/iPl - Escola de arte e design do instituto Politécnico de leiria Área bruta de Construção - 11 880 m² Caldas da rainha, Portugal Promotor/Cliente - instituto Politécnico de leiria ano de Projecto - 1992 Estação de serviço da Esso na Praça da independência setúbal, Portugal Promotor/Cliente - esso Portuguesa, s.a. ano de Projecto - 1992 ano de Construção - 1992


Estação de Serviço da Esso em anaia Área bruta de Construção - 200 m² loures, Portugal Promotor/Cliente - esso Portuguesa, s.a. ano de Projecto - 1992 ano de Construção - 1992

novas instalações da olivetti Área bruta de Construção - 2 500 m² sacavém, Portugal Promotor/Cliente - olivetti Portugal ano de Projecto - 1990 ano de Construção - 1990

centro financeiro de lisboa, lotes 2 e 3 Área bruta de Construção - 27 000 m² lisboa, Portugal Promotor/Cliente - Gef, Gestão de fundos imobiliáriso, s.a. ano de Projecto - 1992

novas instalações do lar de Stª. Maria - iv fase Área bruta de Construção - 2 978 m² Peniche, Portugal Promotor/Cliente - Centro de solidariedade e Cultura de Peniche ano de Projecto - 1990

reconversão urbanística dos terrenos da Estação ferroviária de alcântara-tejo Área de intervenção - 48 970 m² Área bruta de Construção - 4 766 m² lisboa, Portugal Promotor/Cliente - Gef, Gestão de fundos imobiliáriso, s.a. ano de Projecto - 1992

novas instalações da nErSant Área bruta de Construção - 2 800 m² Torres Novas, Portugal Promotor/Cliente - aiP, associação indústrial Portuguesa ano de Projecto - 1990 ano de Construção - 1992

infra-estruturas de recreio na Quinta de Mata Mouros silves, Portugal Promotor/Cliente - Dr.º vasco Pereira Coutinho ano de Projecto - 1992 Plano de Projecto Pormenor da rua da bela vista à graça Área bruta de Construção - 4 079 m² lisboa, Portugal Promotor/Cliente - C.M.lisboa ano de Projecto - 1992 olivetti - instalações da oliservice Área bruta de Construção - 5 000 m² Porto, Portugal Promotor/Cliente - olivetti Portugal ano de Projecto - 1992 ano de Construção - 1992 Edifício de Escritórios na rua Soeiro Pereira gomes - Palácio da bolsa Área bruta de Construção - 27 000 m² (15 000 m² acima do solo e 12 000 m² abaixo do solo) lisboa, Portugal Promotor/Cliente - Gef, Gestão de fundos imobiliáriso, s.a. ano de Projecto - 1991 ano de Construção - 1991-1994 nova Ponte de loulé loulé, Portugal ano de Projecto - 1990 novo Quartel dos bombeiros voluntários de Peniche Área bruta de Construção - 5 500 m² Peniche, Portugal Promotor/Cliente - associação dos bombeiros voluntários de Peniche ano de Projecto - 1991 ano de Construção - 1994-1997 complexo turístico do cais do carvão Área bruta de Construção - 4 017 m² funchal, Madeira, Portugal Promotor/Cliente - C.M.funchal ano de Projecto - 1990 Plano de Projecto loteamento em Peniche Peniche, Portugal Promotor/Cliente - extrenato atlântico ano de Projecto - 1990

Moradia unifamiliar na Quinta da Marinha Área de intervenção - 515 m² Cascais, Portugal Promotor/Cliente - vitor Duarte ano de Projecto - 1990 Moradia unifamiliar em cascais Cascais, Portugal Promotor/Cliente - Madalena sá Pessoa ano de Projecto - 1989 Sede do centro regional de investigação Pesqueira do algarve Área de intervenção - 3 420 m² olhão, algarve Promotor/Cliente - iNiP, instituto Nacional de investigação do Pescado ano de Projecto - 1989 instituto Politécnico de leiria - Edifício dos Serviços centrais e Serviços Sociais (cantina e aE) Área bruta de Construção - 8 449 m² leiria, Portugal Promotor/Cliente - instituto Politécnico de leiria ano de Projecto - 1989 ano de Construção - 1992-1995 universidade da Madeira - colégio dos jesuítas Área bruta de Construção - 2 116 m² funchal, Madeira, Portugal Promotor/Cliente - Governo regional da Madeira ano de Projecto - 1989 ano de Construção - 1992-1993 novo Edifício da c.M.Sintra Área bruta de Construção - 18 192 m² sintra, Portugal Promotor/Cliente - C.M.sintra ano de Projecto - 1989 nova Ponte de Macau Parceria - GriD, estudos e Projectos de engenharia, s.a. Macau, Portugal ano de Projecto - 1989 ampliação do cemitério dos olivais lisboa, Portugal Promotor/Cliente - C.M.lisboa ano de Projecto - 1989


novo canil-gatil Municipal de Monsanto Canil-gatil Área bruta de Construção - 3 093 m² (2 433 m² 1º fase; 660 m² 2ª fase) lisboa, Portugal Promotor/Cliente - C.M.lisboa ano de Projecto - 1989 apartamentos a integrar no complexo turístico “wagons lits” funchal, Madeira, Portugal Promotor/Cliente - wagons lits ano de Projecto - 1989 aldeamento turístico “vila Mãe dos Homens” funchal, Madeira, Portugal ano de Projecto - 1989 recuperação do convento da Quinta de São Paulo reconversão da quinta em pousada Área de intervenção - 90 000 m² (9 ha) setúbal, Portugal Promotor/Cliente - associação dos Municipios do Distrito de setúbal ano de Projecto - 1989 Moradia unifamiliar em colares Área bruta de Construção - 337 m² Colares, Portugal Promotor/Cliente - antónio Manuel Morais ano de Projecto - 1988 ano de Construção - 1990 apartamentos reid’s gardens apartamentos Área bruta de Construção - 15 000 m² funchal, Madeira, Portugal ano de Projecto - 1988 ano de Construção - 1989 agência de viagens “joão freitas Martins” Comércio Área bruta de Construção - 400 m² funchal, Madeira, Portugal Promotor/Cliente - agência de viagens “joão freitas Martins” ano de Projecto - 1988 ano de Construção - 1989 braz & braz - loja no c.c. amoreiras Comércio Área bruta de Construção - 600 m² lisboa, Portugal Promotor/Cliente - soc. Comercial braz & braz ano de Projecto - 1988 ano de Construção - 1989 Parque de campismo de carnaxide Carnaxide, Portugal Promotor/Cliente - C.M.oeiras ano de Projecto - 1988 Parque industrial de feiras e Exposições Área bruta de Construção - 3 800 m² funchal, Madeira, Portugal ano de Projecto - 1988 unidade turística do ribeiro frio Área bruta de Construção - 2 970 m² (Casa mãe); 2 006 m² (apt T1); 447 (apt duplex) santana, Madeira, Portugal ano de Projecto - 1988

Projects and works list Lista de projectos e obras

albergaria na levada dos barreiros albergaria Área bruta de Construção - 1 520 m² funchal, Madeira, Portugal ano de Projecto - 1988 remodelação do Edifício da Soc. comercial braz & braz Área bruta de Construção - 900 m² lisboa, Portugal Promotor/Cliente - soc. Comercial braz & braz ano de Projecto - 1988 Hotel no Palácio do correio-Mor Área bruta de Construção - 21 000 m² (2,1 ha) loures, Portugal Promotor/Cliente - finangest, Casa agrícola da Quinta da Matta, lda. ano de Projecto - 1987 Plano de Projecto Pormenor de Elvas elvas, Portugal ano de Projecto - 1987 conjunto de 62 Habitações para a guarda fiscal Área de intervenção - 4 957 m² elvas, Portugal Promotor/Cliente - Guarda fiscal de elvas ano de Projecto - 1987 restaurante/bar na praia do carvoeiro lagoa, Portugal Promotor/Cliente - joão Gregório Cabrita ferreira ano de Projecto - 1987 Moradia unifamiliar na Quinta da Marinha Área bruta de Construção - 536 m² Cascais, Portugal Promotor/Cliente - luísa rodrigues ano de Projecto - 1987 loteamento industrial Área de intervenção - 90 000 m² (9 ha) elvas, Portugal ano de Projecto - 1987 residência e bloco Habitacional com 40 apartamentos Área de intervenção - 8 242 m² elvas, Portugal ano de Projecto - 1987 unidade turística de 4 Estrelas com 42 apartamentos Área bruta de Construção - 6 500 m² elvas, Portugal Promotor/Cliente - oásis elvense, sociedade de empreendimentos Túristicos, lda. ano de Projecto - 1986 reabilitação do forte de lovelhe Área bruta de Construção - 12 000 m² vila Nova de Cerveira, Portugal Promotor/Cliente - C.M.vila Nova de Cerveira ano de Projecto - 1986


LISBOA

LUANDA

MAPUTO

Rua Projectada à Rua 3, Ed. A, 3º A Urbanização da Matinha 1950-327 Lisboa - Portugal T. +351 21 862 11 10 lisboa@opera-projects.com

Rua Salvador Allende 11-13 Maculusso Luanda - Angola T. +244 92 330 15 57 luanda@opera-projects.com

Rua Crisanto Castiano Mitema, 22 - R/C, Bairro Central Maputo - Moçambique T. +258 847 768 852 /+258 828 391 287 maputo@opera-projects.com

www.opera-projects.com


OPERA | Portfólio  

Publicado em 2014

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you