Projeto de Patrocínio - Encontro de Culturas

Page 1

Encontro de Culturas

Compromisso com a diversidade cultural brasileira

1


Encontro de Culturas

2


Encontro de Culturas

3



SUMÁRIO

7 9 10 11 12 13

Evento

Apresentação

História

Valorização cultural, social e ambiental

Objetivo geral

Objetivo específico Público alvo

14 15 16 19

Programação Atividades Aldeia multiétnica Encontro de lideranças Quilombolas de Goiás Divulgação e Comunicação Valorizar a Cultura

Plano de Cotas

Entidades realizadoras e parceiras


Encontro de Culturas

6


Encontro de Culturas

EVENTO Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros

EDIÇÃO

MÍDIA ESPONTÂNEA

XIII

Cerca de R$ 331.445,19 mensurados em matérias jornalísticas publicadas

DATA

em jornais impressos e revistas, sites

De 19 a 27 de julho de 2013

de notícias, blogs e reportagens

LOCAL

SITE E REDES SOCIAIS

Vila de São Jorge,

- Pageviews no site durante o ano :

Alto Paraíso de Goiás

50 mil (Google Analytics) - Pageviwes no site durante o ano:

REALIZAÇÃO Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge (CCCJ)

20 mil (Google Analytics) - Número de seguidores no Twitter: 790 (crescente)

APOIO Associação Comunitária da

- Número de fãs no Facebook: 8.500 (crescente)

Vila de São Jorge (ASJOR) VALOR TOTAL DO EVENTO PÚBLICO ESTIMADO

R$ 1.300.000,00

30.000 pessoas

(Um milhão e trezentos mil reais)

7


Encontro de Culturas

8


Encontro de Culturas

APRESENTAÇÃO Em sua 13ª edição, o Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros já se tornou um marco no calendário de fortalecimento e promoção das raízes da cultura popular brasileira. O projeto sociocultural realizado pela Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge na Vila São Jorge, localizada em Alto Paraíso (Goiás), na entrada do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, reúne artistas, mestres e a comunidade em geral para promover a cultura popular, registrar e valorizar a memória das tradições e raízes brasileiras. Reconhecido pelo Ministério da Cultura (Minc) com o Prêmio Cultura Viva, em 2006, o evento foi considerado uma das dez melhores iniciativas nesta área de atuação. Sempre no mês de julho, a pequena vila de ex-garimpeiros é movimentada pela visita de mais de quarenta grupos de música e dança, além de outros artistas populares da região e de outros estados.

9


Encontro de Culturas

HISTÓRIA A Vila São Jorge, é um pequeno vilarejo de ex-

abordagem de temas fundamentais à manutenção das

garimpeiros na região da Chapada dos Veadeiros (GO)

culturas tradicionais, já foi prestigiada por milhares de

que, com a proibição da extração de cristais e a criação

turistas brasileiros e estrangeiros.

do Parque, em 1961, abriu-se para o turismo ecológico.

Com o Encontro, rituais nascidos nas comunidades

A Vila se tornou um dos principais pontos de

próximas à Chapada ganharam prestígio e legitimidade.

ecoturismo da macrorregião em torno da capital

As danças e cantos, que só tinham valor cultural para

brasileira e uma das principais referências nacionais

os seus grupos, vieram a público por meio do Encontro

pelas belas paisagens, inúmeras cachoeiras, trilhas,

e fortaleceram a estima das culturas tradicionais

formações rochosas, fauna e flora. A Casa de Cultura

brasileiras. Em alguns casos, como a Caçada da

Cavaleiro de Jorge foi criada neste cenário, em 1997,

Rainha, com danças do Lundu e do Batuque, o evento

para valorizar a identidade cultural das comunidades

conseguiu mapear e registrar a festa tradicional junto

locais.

ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico

A entidade realizou a primeira edição do Encontro

10

Nacional, oficializando a tradição no mapa do Brasil.

de Culturas, logo após a criação da Casa, em 2000,

Além do Encontro de Culturas, a Casa promove

com o objetivo de divulgar e fortalecer manifestações

apresentações dos grupos de música, teatro e dança,

tradicionais populares. Anualmente, o vilarejo recebe

oficinas, rodas de prosas e demais movimentações

a visita de mais de quarenta grupos de música e dança,

artísticas da região durante todo o ano, fomentando o

além de artistas populares da região e de outros

turismo e fortalecendo a comunidade local. O trabalho

estados. Em 12 edições realizadas, já subiram aos

cotidiano e a realização do Encontro possibilitaram que

palcos do evento artistas como Naná Vasconcelos,

a Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge se transformasse,

Pereira da Viola, Siba, Irmãs Freitas, Hermeto Pascoal

em 2006, em Ponto de Cultura atendendo à legislação

e Elomar. A programação, que é reconhecida pela

do Programa Cultura Viva, do Ministério da Cultura.


Encontro de Culturas

VALORIZAÇÃO CULTURAL, SOCIAL E AMBIENTAL A iniciativa do Encontro de Culturas Tradicionais

Em outra frente, como Ponto de Cultura, instituído

da Chapada dos Veadeiros está sintonizada com

pelo Ministério da Cultura, a Casa de São Jorge

várias políticas públicas e seu principal compromisso

abraça o Programa Cultura Viva, que busca fortalecer

é a manutenção das culturas tradicionais da Chapada

o protagonismo cultural na sociedade brasileira,

dos Veadeiros como patrimônio cultural imaterial

valorizando as iniciativas de grupos e comunidades,

do Brasil. O evento, assim como os demais trabalhos

ampliando o acesso das comunidades da vila aos

da Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge, abrange

meios de produção, aos bens e serviços culturais.

as expressões culturais e as tradições de várias

Sustentabilidade

comunidades e preserva para as gerações futuras os

Há no compromisso deste grande Encontro a

saberes, os modos de fazer, as formas de expressão e

valorização da cultura popular e da diversidade

as celebrações de vários grupos.

cultural brasileira, pilares indispensáveis para o

Dentro da Política Nacional da Diversidade

desenvolvimento sustentável do povo brasileiro

Cultural, o Encontro revela protagonistas da

e para a reintegração das populações tradicionais

produção das expressões das culturas tradicionais

nas esferas social, cultural, econômica, espiritual e

populares

destes

ambiental. Desta forma, o evento está vinculado à

segmentos com a criação de espaços de discussão

Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável

e de elaboração. Desta forma, o Encontro segue a

dos Povos e Comunidades Tradicionais, instituída em

recomendação da Organização das Nações Unidas

2007, por meio do decreto 6.040. Esta ação do Governo

para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO)

Federal incentiva a promoção do desenvolvimento

sobre a salvaguarda da cultura tradicional e popular,

sustentável desta fatia da população brasileira,

de 1989, assim como a Declaração Universal da

com ênfase no reconhecimento, fortalecimento

organização sobre a Diversidade Cultural, de 2001,

e garantia dos seus direitos territoriais, sociais,

e a Declaração de Istambul, de 2002.

ambientais, econômicos e culturais.

e

favorece

a

organização

11


Encontro de Culturas

OBJETIVO GERAL ALERTAR PARA A PRESERVAÇÃO, MANUTENÇÃO E DIVULGAÇÃO DA CULTURA TRADICIONAL E POPULAR DO PAÍS E INCENTIVAR A ORGANIZAÇÃO E O CRESCIMENTO DAS VOCAÇÕES DE CADA REGIÃO PARA AS ARTES, FESTAS E TRADIÇÕES POPULARES, TRAZENDO PARA A POPULAÇÃO LOCAL E O PÚBLICO EM GERAL A POSSIBILIDADE DE CONHECER DE FORMA VIVENCIAL E SE APODERAR DOS COSTUMES E DOS FAZERES CULTURAIS.

12


Encontro de Culturas

OBJETIVOS ESPECÍFICOS Preservar e fortalecer as tradições culturais existentes no Brasil e no mundo; Valorizar as referências culturais, seus mantenedores, respeitando os participantes como intérpretes de sua identidade cultural; Despertar, nas comunidades de origem dessas tradições, o sentimento de orgulho pelo

pertencimento cultural;

Proporcionar ao público um espetáculo de valor e mérito cultural; Montar um banco de dados multimídia sobre

os

diversos fatos ocorridos no evento que sirva de referência para as culturas tradicionais; Formar um público mais consciente de sua identidade cultural; Promover o desenvolvimento sustentável e social da região da Chapada dos Veadeiros por meio do turismo e do consequente aumento de renda da população local.

PÚBLICO-ALVO Formado pela população local, pelos próprios artistas e pelos turistas de todo o País e do mundo, com destaque para formadores de opinião compromissados com a sustentabilidade. Os percentuais de público identificados durante os encontros anteriores são: 40% de Brasília, 20% da Chapada dos Veadeiros (sete municípios), 20% de Goiânia e 20% de turistas nacionais e internacionais.

13


Encontro de Culturas

PROGRAMAÇÃO

ATIVIDADES Apresentações de música; Mostra de videos;

EM 2013, A ORGANIZAÇÃO DO EVENTO TRARÁ GRUPOS CULTURAIS DE TODO O BRASIL E DE OUTROS PAÍSES, SOMANDO CERCA DE 1.000 ARTISTAS NOS VÁRIOS ESPAÇOS DE APRESENTAÇÃO E INTEGRAÇÃO NA VILA SÃO JORGE. RITUAIS, DANÇAS, CANTOS, OFICINAS DE TEATRO, CIRCO E MAMULENGO GANHAM O PRESTÍGIO E A LEGITIMIDADE PERANTE O PÚBLICO E ENTRE GRUPOS CULTURAIS. O ENCONTRO INCLUI AINDA DEBATES SOBRE CULTURA, MEIOAMBIENTE E ASSUNTOS RELACIONADOS ÀS QUESTÕES SOCIOCULTURAIS BRASILEIRAS.AS ATIVIDADES PROMOVIDAS SÃO TODAS GRATUITAS.

Circo; Oficinas; Aldeia Indígena Multiétnica; Feira de Oportunidades Sustentáveis; Rodas de Prosa;

ALDEIA MULTIÉTNICA O espaço de integração cultural criado dentro do ENCONTRO, recebe pelo menos 10 etnias e oferece uma programação voltada inteiramente para a temática indígena. O público é colocado em contato direto com os costumes, tradições e modos de vida dos povos, tendo a vivência como meio de ação, por meio de rodas de prosa, oficinas de artesanato e pinturas corporais, exposições fotográficas e exibição de vídeos.

ENCONTRO DE LIDERANÇAS QUILOMBOLAS DE GOIÁS Goiás possui 22 comunidades quilombolas reconhecidas pela Fundação Palmares, entre elas o povo Kalunga, considerado a maior do país. Durante o Encontro será realizada a segunda edição do Encontro de Lideranças Quilombolas de Goiás, com a proposta de integração entre os líderes de cada região, para que discutam ações de fortalecimento institucional e políticas públicas voltadas aos povos tradicionais.

14


Encontro de Culturas

DIVULGAÇÃO E COMUNICAÇÃO

VALORIZAR A CULTURA – O QUE O PATROCINADOR GANHA COM ISSO? O

investidor,

no

XIII

Encontro

de

Culturas

Tradicionais da Chapada dos Veadeiros, atuará de forma O objetivo do plano de comunicação e divulgação do Encontro de Culturas é dar maior visibilidade às manifestações culturais, aos seus artistas, ao evento e aos seus patrocinadores, por meio de um conjunto de ações em comunicação e tecnologia da informação.

Serão priorizadas ações voltadas

para o impacto espontâneo na mídia nacional, como vem acontecendo, de forma crescente, nas edições anteriores. A programação e a participação de todos os envolvidos serão registradas e divulgadas para veículos de credibilidade nacional e regional. Também será realizado um trabalho estruturado no site e nas redes sociais, com a produção de informação qualificada, que mostre o panorama do evento em tempo real.

pioneira, como empresa que valoriza a cultura popular, protagonizando

na

democratização

dos

recursos

destinados à cultura, tornando-se facilitador do consumo do bem cultural e a executora da democratização do acesso. A iniciativa pública ou privada se torna uma agente na descentralização da cultura, levando arte para pessoas que não tem contato com ela no seu cotidiano e ajudando a fomentar as culturas populares tradicionais. Dessa forma, o patrocinador somará à sua marca valores e direitos ao acesso às práticas culturais, fortalecendo as tradições populares. Elencamos aqui alguns benefícios que o projeto atrai:

Agregar a sua marca valores essenciais de democracia, respeito à cidadania, desenvolvimento humano, cultural e social; Fortalecer a marca junto a formadores de opinião e pelo conjunto da sociedade;

FORMAS DE PATROCÍNIO

Contribuir com a inserção de uma camada da população que está à margem da sociedade e do consumo;

Lei Federal de Incentivo à Cultura, que

Associar a marca a valores éticos e responsáveis;

permite ao patrocinador deduzir o valor

Potencializar o relacionamento com os clientes;

doado no imposto de renda.

Incluir sua marca na divulgação do XIII Encontro de

Número do Pronac: 12-4401.

Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros.

Valor aprovado: R$ 1.249.875,00

Associar sua marca à identidade nacional e cultural do País.

15


Encontro de Culturas

TIPO

APRESENTADOR

PATROCINADOR

QUANTIDADE

1

2

VALOR

R$ 400.000,00 (quatrocentos mil reais)

R$ 250.000,00 (duzentos e cinquenta mil reais)

MATERIAL IMPRESSO

Cartaz - Como apresentador no topo do cartaz Programa - Na capa e texto de apresentação Flyer - Destaque nas duas faces do material Credencial - Topo como apresentador Cartão postal - Apresentador na frente do cartão

Cartaz - No rodapé do cartaz Programa - Exposição na contra capa Flyer - No verso do material Credencial - Exposição no rodapé Cartão postal - Exposição no verso

PROGRAMAÇÃO VISUAL URBANA

Colocação de blimp cedido pelo apresentador e exposição como apresentador, no topo de todos os banners (7)

Exposição no rodapé de todos os banners (7)

INTERNET

Exposição como apresentador, em posição dedestaque e link no site do evento e no email marketing

Exposição no site do evento e no email marketing (rodapé), com direito a link

PRESS KIT

Citação em release, exposição da marca no cd de fotos do press kit e e indicação para dar entrevista como apoio ao projeto.

Citação como patrocinador

Garantia de doisparticipantes indicados peloapresentado

Garantia de doisparticipantes indicados pelo apresentador

Como apresentador nas camisetas promocionais, na face frontal

Como patrocinador nas costas da camiseta

Citação nas aberturas de todas as atividades

Citação nas aberturas de todas as atividades

Direito de uso das imagens produzidas pelo evento em ações de comunicação da empresa

Direito de uso das imagens produzidas pelo evento em ações de comunicação da empresa

Entrega de relatório comprobatório dos investimentos e clipping valorado nas bases impressas e audiovisuais

Entrega de relatório comprobatório dos investimentos e clipping valorado nas bases impressas e audiovisuais

BANNER E BLIMP

VAGAS OFICINAS

CAMISETA

TEXTO ORAL DE ABERTURA

DESDOBRAMENTO

PÓS VENDA 16


Encontro de Culturas

CO-PATROCINADOR

APOIO

1

2

R$ 200.000,00 (duzentos mil reais)

R$ 100.000,00 (cem mil reais)

Cartaz - No rodapé do cartaz Programa - Exposição na contra capa Flyer - No verso do material Credencial - Exposição no rodapé Cartão postal - Exposição no verso

Cartaz - Menção de apoio no rodapé Programa - Menção de apoio na contra capa Flyer - Menção de apoio no verso Credencial - Menção de apoio no rodapé Cartão postal - Menção de apoio no verso

Exposição nos banners de programação (4)

Menção de apoio nos banners

Exposição no site do evento e no email marketing (rodapé), com direito a link

Menção de apoio no sitee no email marketing , com direito a link

Citação como patrocinador

Citação como apoio

-

-

Como patrocinador nas costas da camiseta

Menção de apoio nas costas da camiseta

Citação nasaberturas de todas as atividades

-

Direito de uso das imagens produzidas pelo evento em ações de comunicação da empresa

Entrega de relatório comprobatório dos investimentos e clipping valorado nas bases impressas e audiovisuais

Direito de uso das imagens produzidas pelo evento em ações de comunicação da empresa

Envio de clipping valorado impresso

17


Encontro de Culturas

18


Encontro de Culturas

REALIZAÇÃO Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge CNPJ: 10.680.513/0001-44 Endereço: Rua 04, quadra 04, lote 19 Distrito de São Jorge / Alto Paraíso Goiás (GO) CEP: 73.770-000 Telefone: 62 3455.1077 E-mail: contato@cavaleirodejorge.com.br http://www.cavaleirodejorge.com.br Representante legal: Juliano George Basso

PARCERIA Associação Comunitária da Vila de São Jorge (ASJOR) CNPJ: 24.855.264/0001-95 Endereço: Rua 7, quadra 8, lote 10 Distrito de São Jorge / Alto Paraíso Goiás (GO) CEP: 73.770-000 Telefone: 62 3455.1135

19


Encontro de Culturas

.com.br

20

ESSE PROJETO FOI PRODUZIDO COM O APOIO DO SEBRAE NO PROGRAMA SEBRAETEC