Issuu on Google+

CI DADE

NE ST AE DI ÇÃO

5aConf er ênc i aNac i onal dasCi dades ; Pr opr i edadeCol et i v ae Pr opr i edadeSoc i al .


CI DADE

CENTRODEASSESSORIAEE ST UDOSU RBANOS www. ongc i dade. or g


Gr andepar t edor ecur soéut i l i zadonacompr ada t er r a,queger al ment eénaper i f er i a( mai sbar at a) equasesempr eabr ecamponovodeespecul açãosobr eat er r aouser vecomot ampãopar a r eal i zaçãodef ut ur osempr eendi ment osdeal t a r enda. Por t ant o, os r ecur sos f eder ai s est ão sendo ut i l i zados par a especul ação i mobi l i ár i a, comonosacost umamosaverem t odasasci dadesbr asi l ei r as.Par t edor ecur socol ocadoàdi sposi çãodacamadapopul arvem ser vi ndopar a acel er arosganhospr i vadosnest esent i do. Depoi s de r eal i zado o pr oj et o,a empr esa de const r uçãof azumaoper açãomonet ár i a:i nvest e umaquant i dadeder ecur soseat r ansf or maem umaquant i dademai or( veri t em 1doesquemaà pr óx.pági na) .Par aconst r ui rumacasapopul ar asempr esasdePor t oAl egr eal egam pr eci sarde nomí ni mo10% der et or nonaoper ação.Vi ade r egr a,por ém,t r abal ham com umaf ai xade30%, oquesi gni f i caquenumacasaconst r uí dacom 64 mi l r eai s,apr opr i amsedi r et ament ede6, 4a19, 2 mi lr eai s.Nest esent i do,t ambém seacel er aos ganhospr i vados. Nocasodaadmi ni st r açãodi r et adaobr aháuma desmer cant i l i zação,mas ai nda não é possí vel um acúmul oor gani zat i voquer et i r eai mpor t ânci a daempr esaat r avésdomut i r ão,associ adoàadmi ni st r açãodi r et a,oqueseapr oxi mar i adoqueo set ormovi ment al i st a vem chamando de “ aut ogest ão”–daconst r ução. Porf i m,chegamosaomor ador .Depoi sdef i nal i zadaacasa,obenef i ci ár i osol enement er ecebe aschaves,sol eni dadequemar caomoment oem queel ef i canovament eent r egueàpr ópr i asor t e ouapenasr eaf i r mat alcondi ção.Nocasodaadmi ni st r açãodi r et adosr ecur sosdoMCMVEnt i dades,houvepossi bi l i dadedeenvol vi ment ocom


CI DADE

CENTRODEASSESSORIAEE ST UDOSU RBANOS

www. ongc i dade. or g

apr oduçãodacasa,mesmoquet enhasi doest r i t ament eger enci al .Nocasodapr oduçãoempr esar i aldi r et a,nãohápr evi sãodepar t i ci pação em qual queret apadopr oj et ooudaobr a. O benef i ci ár i osr ecebem,aof i nal ,suapr opr i edade pr i vada,a qualt er ão al gumas r est r i ções l egai spar apassaradi ant eporcer t ot empo,mas que,cer t ament e,ser vi r ácomopoupançapr i vada al t ament er ent ável ,const i t uí dacom di nhei r opúbl i co( veri t em 2doesquemaàf r ent e) .Assi m que houverqual queri mpr evi st oquenecessi t edi nhei r opar aapl acarasnecessi dadesdoest adode mal est arbr asi l ei r o,t ai scomoumadoençanaf amí l i a,umasepar açãoi nesper adaoumesmouma mudança de l ocalde r esi dênci a porcont a do mer cadodet r abal ho,odi scur sododi r ei t oàmor adi a vi r af umaça.Se f orpr eci so,vendese as chaves,vol t asepar aaper i f er i a( sem di r ei t oà out r acasaf i nanci adapel ogover no)et udocont i nuacomoant es,t al vezpi or .

Esquemadost i posdepr opr i edade


CI DADE

CENTRODEASSESSORIAEE ST UDOSU RBANOS

www. ongc i dade. or g

Umapubl i caçãodo

CI DADE CE NT RODEASSE SSORI AEE ST UDOSURBANOS RuaAnt ãodeFar i as,50-Bai r r oBom Fi m CEP90035210-Por t oAl egr e/ RS-Fone/ Fax5132643386-ci dade@ongci dade. or g


Boletim do Cidade NRO72