Page 1

ECONOMIA

27 de Fevereiro de 2014

Jornalistas distinguem Personalidades do Ano

O MIRANTE distinguiu onze pessoas e entidades que se destacaram na região no ano de 2013. A entrega dos prémios Personalidade do Ano decorreu em Santarém. Luís Vasconcellos e Souza, presidente da Agromais e Personalidade do Ano 2013, sintetizou a filosofia que presidiu à criação da distinção ao referir que ela contribui para estimular o optimismo de todos. “Portugal tem uma estrutura mental que não está certa. Temos que nos habituar a premiar os melhores. Estamos a ficar tristes e não há razão para sermos tristes”, declarou.


2 | ECONOMIA

O Cine-Teatro Sá da Bandeira encheu-se de gente para acompanhar e aplaudir as Personalidades do Ano eleitos pelos jornalistas de O MIRANTE. No final da cerimónia algumas

27 FEVEREIRO 2014 | O MIRANTE

personalidades juntaram-se aos amigos que os acompanharam na entrega dos prémios.


ECONOMIA | 3

O MIRANTE | 27 FEVEREIRO 2014

“Reconhecer o mérito aos melhores ajuda a estimular o optimismo de todos” Prémios Personalidade do Ano entregues por O MIRANTE pelo nono ano consecutivo

foto O MIRANTE

O MIRANTE distinguiu, na quinta-feira, ao final da tarde, onze pessoas e entidades que se destacaram na região no ano de 2013. A entrega dos prémios Personalidade do Ano decorreu em Santarém, no Teatro Sá da Bandeira. Luís Vasconcellos e Souza, presidente da Agromais e Personalidade do Ano 2013, sintetizou a filosofia que presidiu à criação da distinção ao referir que ela contribui para estimular o optimismo de todos. “Estamos a ficar tristes e não há razão para sermos tristes”, declarou.

O

Ricardo Gonçalves (Personalidade do Ano Política) com Paulo Caldas, Vasco Cunha, Mário Pereira, Pedro Ribeiro e Dionísio Mendes foto O MIRANTE

O Provedor Fernando Jesus com Francisco Vieira, da ACISO e Insignare e Joaquim Esperancinha, presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar do Médio Tejo

foto O MIRANTE

O cavaleiro tauromáquico João Salgueiro recebeu o prémio das mãos de António Torres, secretário executivo da Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo, e António Campos, presidente da comissão executiva da Nersant

reconhecimento do mérito é um importante estímulo para que o optimismo se volte a instalar num país que tem tudo para dar certo. A opinião é de Luís Vasconcellos e Souza, fundador e presidente da Agromais - Entreposto Comercial Agrícola com sede em Riachos, Torres Novas, momentos depois de ter recebido o prémio Personalidade do Ano, atribuído por O MIRANTE (ver caixa). A cerimónia esgotou a lotação do Teatro Sá da Bandeira, em Santarém, na quinta-feira, 20 de Fevereiro. Estiveram presentes empresários, dirigentes associativos, políticos e muitos outros leitores de O MIRANTE. Os prémios são entregues há nove anos consecutivos e, curiosamente, a primeira vez que foram entregues a cerimónia também decorreu no Teatro Sá da Bandeira. O primeiro galardoado a subir ao palco foi o coreógrafo Tiago Guedes, 35 anos, fundador e director do Festival Materiais Diversos e director artístico do Teatro Virgínia, em Torres Novas, para receber o prémio Personalidade do Ano na área da Cultura. Nas breves palavras de agradecimento defendeu que a cultura deve ser en-

carada como “um factor de coesão social e de desenvolvimento económico e usada de uma forma panfletária, como acontece frequentemente aplaudindo o modo como os autarcas da região estão a olhar para a cultura. Defendeu ainda que a cultura deve ser vista de uma forma não-elitista, transversal a todas as franjas sociais. “Não deve ser vista como uma despesa mas antes como um investimento”, sublinhou, agradecendo à vasta equipa que o acompanha. O Prémio Personalidade do Ano Associativismo foi para a NERSANT - Associação Empresarial da Região de Santarém, liderada desde 2012 por Salomé Rafael. “A Nersant deve o que é hoje a um conjunto de pessoas importantes. Tem um corpo técnico altamente competente, de uma dedicação ímpar. E os empresários dos distritos de Santarém que, apesar das dificuldades, têm lutado para se manterem e crescerem”, disse, acrescentando que a associação vai manter-se muito atenta ao desenvolvimento económico das empresas da região e às oportunidades do próximo quadro comunitário 2014-2020. “Vamos reivindicar tudo a que temos direito”, prometeu. “Deixem-se de hipocrisias e defendam os milhões de seres humanos maltratados” Um dos momentos mais divertidos da gala prendeu-se com a surpresa da actuação dos Lucky Duckies (ver caixa), “uma banda não subsidiada mas sempre à cata dos subsídios” que foram distinguidos com o prémio Personalidade do Ano na categoria Cultura. Marco António, fundador e um dos vocalistas, juntamente com Cláudia Faria, aproveitou para publicitar a banda da Póvoa de Santa Iria, concelho de Vila Franca de Xira, e contar como, já lá vão 27 anos, trocou os estudos pela música. “Descobri que o Barco do Amor era mais interessante do que outro tipo de vida. Tenho lutado para que viver da música seja sustentável porque é difícil mas não impossível”, referiu, arrancando gargalhadas na plateia. O cavaleiro tauromáquico João Salgueiro, distinguido como Personalidade do Ano foto O MIRANTE

Salomé Rafael, presidente da direcção da Nersant, com o director editorial de O MIRANTE, Alberto Bastos, e António Pinto Correia, presidente da Assembleia Municipal de Santarém


4 | ECONOMIA

27 FEVEREIRO 2014 | O MIRANTE

Gente da política, da cultura e do associativismo vieram de todos para assistirem à nona edição dos Prémios Personalidades do os concelhos da região e da área de abrangência de O MIRANTE Ano que a redacção do jornal elege todos os anos.


ECONOMIA | 5

O MIRANTE | 27 FEVEREIRO 2014 foto O MIRANTE

Tiago Guedes (Personalidade do Ano Cultura) com Diamantino Duarte, administrador da Resitejo, e Alexandre Caldas, professor e investigador na área da Tauromaquia chamou a atenção para os “milhões de seres humanos e de animais que sofrem em todo o mundo” e desafiou aqueles que atacam a actividade taurina a deixarem-se de hipocrisias e a defenderem os seres humanos. O presidente do Banco Alimentar Contra a Fome de Santarém, instituição distinguida na área da Cidadania dedicou o prémio aos bancos alimentares existentes em todo o mundo e elogiou o jornal. “Também devemos uma homenagem a O MIRANTE porque é um jornal muito importante para o desenvolvimento da região”, salientou. Fátima Galhardo, 39 anos, vice-presidente da Câmara Municipal de Coruche, recebeu o prémio Personalidade do Ano Política Feminino das mãos da presidente da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo e autarca de Abrantes, Maria do Céu Albuquerque. Na hora de subir ao palco foram ainda chamadas as três autarcas galardoadas nas últimas edições, Carina Oliveira, Isaura Morais e Maria da Luz Rosinha. “Este prémio não é para mim. É para todos aqueles que me ajudaram a chegar aqui sobretudo para quem me convidou a integrar a sua equipa há 12 anos: Dionísio Mendes (ex-presidente da Câmara de Coruche)”, salientou Fátima Galhardo, que dedicou ainda a distinção ao actual presidente da autarquia Francisco Oliveira e ao

A ideia que, por detrás de uma Personalidade do Ano existe uma “Personalidade Equipa” foi sublinhada por todos os galardoados na hora em que o seu mérito foi premiado filho Bernardo Mendes. Ricardo Gonçalves, actual presidente da Câmara Municipal de Santarém, foi distinguido com o prémio Política Masculino. Seguindo o lema da iniciativa Personalidade do Ano que é “Qualquer momento é bom para dizer isto é justo”, O MIRANTE chamou ao palco para acompanharem o premiado, Vasco Cunha, Pedro Ribeiro, Dionísio Mendes, Paulo Caldas e Mário Pereira, que foram Personalidades do Ano em anteriores iniciativas. Ricardo Gonçalves, primeiro militante do PSD a ser eleito presidente da câmara da capital do distrito e que só não teve maioria absoluta por dois votos, fez questão de destacar o trabalho de toda a sua equipa. O ginasta Bruno Nobre, atleta de Santo Estêvão, Benavente, recebeu o Prémio Personalidade do Ano na área Desporto Masculino, fez-se representar pelo amigo Vítor Varejão. Ausente da cerimónia por motivos profissionais não deixou de agra-

foto O MIRANTE

Cláudia e Marco António, dos Lucky Duckies, com o presidente do conselho de administração da Desmor, e Teresa Ferreira, administradora da Águas de Santarém

Glamour e nostalgia dos Lucky Duckies animam personalidades A actuação surpresa dos Lucky Duckies, que minutos antes tinham subido ao palco para serem distinguidos com o Prémio Personalidade do Ano Cultura, foi um dos momentos mais descontraídos da cerimónia, que durou uma hora e meia. Os vocalistas da banda, Marco António e Cláudia Faria, interpretaram três temas, um dos quais da sua autoria, do espectáculo “Glamour & Nostalgia”. O cantor disse

decer a distinção através de uma gravação em vídeo. “Procurarei honrar esta distinção continuando a partilhar com todos os fenómenos desportivos que tanto ensinam e alargam horizontes”, testemunhou. As jovens atletas da equipa sénior feminina “Os Águias” de Alpiarça, que subiram ao palco para receber o Prémio Personalidade do Ano Desporto Feminino, salientaram que a distinção é fruto de um trabalho e esforço colectivo. Fernando de Jesus, 77 anos, Provedor

que nunca costuma actuar sem o resto da banda mas abriu uma excepção para esta cerimónia de O MIRANTE, trazendo os músicos “compactados” num vídeo que foi exibido durante a actuação. Para além de Marco António e Cláudia Faria (vocalistas), integram os Lucky Duckies o guitarrista João Santos, o contrabaixista Pedro Rolão, o baterista Isaac Achega e o pianista João Carreira. Marco António aproveitou a presença de ilustres presidentes de câmara na sala para desenvolver uma acção de marketing do seu projecto. “Se gostarem de nós, contratem-nos”, apelou.

da Santa Casa da Misericórdia de Tomar, distinguido com o Prémio Personalidade do Ano Vida, sentiu-se honrado com a distinção e agradeceu a todos os que com ele trabalham há mais de 17 anos na liderança da instituição e durante toda a sua vida em muitas outras causas que abraçou e trabalho profissional que desenvolveu. A ideia que, por detrás de uma Personalidade do Ano existe uma “Personalidade Equipa” foi, aliás, sublinhada por todos os galardoados na hora em que o seu mérito foi premiado. foto O MIRANTE

Ramiro Matos, presidente do Banco Alimentar Contra a Fome de Santarém, (ao centro) com os voluntários da instituição receberam o prémio da mãos de Dionísio Mendes, administrador da Ecolezíria, e Luís Santos, director regional do Banco BIC


6 | ECONOMIA

Nestas páginas mostramos alguns rostos que são presença habitual na edição do Prémio Personalidades do Ano. Alguns deles são empresários que apostam no jornal

27 FEVEREIRO 2014 | O MIRANTE

O MIRANTE para anunciarem os seus produtos. Muitos são dirigentes políticos e associativos e alguns são membros do Clube de Leitores.


ECONOMIA | 7

O MIRANTE | 27 FEVEREIRO 2014 foto O MIRANTE

Director Geral de O MIRANTE denuncia interesses instalados que prejudicam o país “Há muitos manhosos e idiotas a mandarem no que é fundamental para fazermos a diferença como país”

O vice-presidente do Águias, Mário João Favas, com a equipa feminina do clube e Orlando Ferreira, administrador da Rodoviária do Tejo e o presidente da Entidade de Turismo do Alentejo e Ribatejo, António Ceia da Silva foto O MIRANTE

“Portugal tem que aumentar o seu amor próprio com estímulos” O fundador e presidente da Agromais, Luís Vasconcellos e Souza, eleito “Personalidade do Ano” 2013 defende que Portugal tem que ser estimulado a aumentar o seu amor próprio. O homenageado, que recebeu o prémio das mãos do secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Francisco Gomes da Silva e do director geral de O MIRANTE, Joaquim António Emídio, referiu-se à necessidade de reconhecer o mérito.“Temos que premiar os melhores. Esta noite foram distinguidas por O MIRANTE um conjunto de pessoas diversas e, porque acreditam que este estímulo é verdadeiro, saem daqui com mais força e a pensar que têm que continuar a dar o seu melhor” disse. A esse propósito, o galardoado partilhou com os presentes uma história passada na Agromais. “Há uns anos atrás, quando instituímos prémios para os melhores alunos das escolas da Golegã as reacções surpreenderam-me. Os conselhos directivos das escolas achavam que pretendíamos algo em troca quando, na verdade, apenas queríamos premiar os melhores alunos. Portugal tem uma estrutura mental que não está certa. Nós temos que nos habituar a premiar os melhores. Estamos a ficar tristes e não há razão para sermos tristes”, disse. O secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural deu os parabéns a O MIRANTE pela iniciativa, salientando que “é importante distinguir os melhores para que nos sirvam de exemplo”.

Joaquim Emídio confessou que as entrevistas das Personalidades do Ano, publicadas no suplemento referente à iniciativa, o inspiraram para continuar a dar o seu melhor ao projecto editorial que dirige e a fazer tudo “para que ele não tenha vida curta como acontece frequentemente com a comunicação social de todo o mundo”

Luís Vasconcellos e Souza (Personalidade do Ano) com o secretário de Estado das Florestas e Desenvolvimento Rural, Francisco Gomes da Silva e o director geral de O MIRANTE, Joaquim Emídio foto O MIRANTE

Fátima Galhardo (à direita) recebeu o prémio de Maria da Luz Rosinha, Maria do Céu Albuquerque, Isaura Morais e Carina João Oliveira

foto O MIRANTE

Vítor Varejão recebeu o prémio Personalidade do Ano Desporto Masculino em nome de Bruno Nobre que não pôde estar presente por se encontrar numa competição internacional

O director geral de O MIRANTE apontou os distinguidos pelo jornal como Personalidades do Ano como exemplo para todos os que querem ter sucesso. Falando na cerimónia de entrega das distinções que decorreu ao fim da tarde de quinta-feira, dia 20, no Teatro Sá da Bandeira, em Santarém, Joaquim António Emídio referiu-se também ao efeito do exemplo dos líderes na actuação das equipas. “Não sei qual é o segredo de cada uma das personalidades deste ano para atingirem o sucesso. Não sei mas posso tentar adivinhar. Não há equipas sem líderes. Não há evolução sem tumulto. Se não formos um exemplo naquilo que fazemos e dizemos não poderemos exigir que os outros que trabalham connosco o sejam. Se formos mentirosos, mesquinhos e idiotas é disso que será feita a nossa vida de todos os dias e é desse veneno que provaremos por muito que tenhamos capacidade para adoçar a saliva”. Perante um sala repleta de convidados denunciou os interesses instalados em Lisboa que atrofiam o resto do país. “A Justiça não funciona para os pobres; o Estado não é bom parceiro dos pequenos e dos médios empresários que são a alma da nossa terra; o país continua a ser o percurso entre Assembleia da República e as Docas ou, em alternativa, entre a Praça do Comércio e a Assembleia da República com passagem por escritórios importantes”. Para o administrador de O MIRANTE o que se passa é da responsabilidade de todos cidadãos. “Não são só os políticos que estão em causa, é o sistema que nós deixamos que continue a vigorar que permite aos agiotas de serviço, que ocupam os lugares importantes nas grandes instituições do Estado (...) fazerem gato sapato daquilo que deveria ser sagrado, que é o interesse nacional e o dever de lealdade para com os interesses do país”, afirmou. “Um solicitador de execução ou um advogado manhoso por trás de interesses instalados pode ou não viabilizar a continuação de um negócio do qual dependem muitas famílias. Isso faz toda a diferença entre um país civilizado e um país do terceiro mundo. E nós sabemos, nós sabemos que o país ainda tem muitos manhosos, idiotas e agiotas a mandarem naquilo que devia ser sagrado e que é fundamental para fazermos a diferença como país e como nação”, acrescentou. Depois de lembrar que O MIRANTE edita diariamente, com a sua marca, notícias, reportagens e entrevistas de proximidade que são aproveitadas “por jornalistas de secretária da grande maioria dos jornais de Lisboa, que têm os seus profissionais atrás de um telefone, para ficarem mais baratos à empresa” e citadas por alguns correspondentes de meios de comunicação social estrangeiros, Joaquim António Emídio confessou que as entrevistas das Personalidades do Ano, que foram publicadas no suplemento referente à iniciativa, o inspiraram para continuar a dar o seu melhor ao projecto editorial que dirige e a fazer tudo “para que ele não tenha vida curta como acontece frequentemente com a comunicação social de todo o mundo”.


8 | ECONOMIA

O Cine Teatro Sá da Bandeira em Santarém foi pequeno para acolher todos os convidados que quiseram estar presentes em mais uma edição da entrega dos prémios

27 FEVEREIRO 2014 | O MIRANTE

Personalidade do Ano. Alguns ficaram de pé nos corredores e nas escadas mas no final da cerimónia todos concordaram que o ambiente e a festa valeram a pena.


O MIRANTE | 27 FEVEREIRO 2014

É muito provável que nestas páginas que registam algumas presenças na cerimónia da entrega dos prémios Personalidade do Ano faltem rostos de pessoas que mereciam estar aqui pelo facto de serem convidadas e

ECONOMIA | 9

acima de tudo por serem da família de O MIRANTE. Se assim for prometemos ficar mais atentos na próxima iniciativa que se realizará daqui a um ano. O convite para estarem presentes fica feito desde já.


28 | PUBLICIDADE

27 FEVEREIRO 2014 | O MIRANTE

Personalidades do Ano 2014 (Entrega de Prémios)  

2014-02-27 (Edição 1131)

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you