Issuu on Google+

InovRibatejo

NERSANT escuta empresas para definir estratégia de inovação e competitividade para a Região de Santarém A NERSANT encontra-se a dinamizar em toda a região, um conjunto de sessões que têm como objetivo a recolha de contributos das empresas para a definição o “Plano estratégico de inovação e competitividade para a Região de Santarém 2014-2020”. Neste sentido, a NERSANT encontra-se a dinamizar a execução de um ciclo de reuniões que se vão realizar de

forma descentralizada em toda a região (uma reunião por concelho). Até abril, a NERSANT vai percorrer dois concelhos por semana. Neste momento, já se realizaram sessões em Constância, Vila Nova da Barquinha, Alpiarça, Almeirim, Mação, Tomar, Salvaterra de Magos e Benavente. A NERSANT vai ainda estar no Sardoal e em Abrantes (dia 11 de março), na Golegã e na Chamusca (dia 20 de março),

em Alcanena e em Ourém (dia 25 de março), em Rio Maior e Cartaxo (03 de abril), em Ferreira do Zêzere e Entroncamento (10 de abril), em Coruche e Santarém (16 de abril) e em Torres Novas (29 de abril). As empresas interessadas em dar o seu contributo podem realizar a sua inscrição online no portal da NERSANT, em www.nersant.pt (inscrições gratuitas).

ECONOMIA Este suplemento é da responsabilidade editorial da NERSANT; faz parte da edição 1131 de O MIRANTE e não pode ser vendido separadamente

EMPREENDEDORISMO • Entrevista a Sónia Rodrigues, sócia-gerente do espaço Maria Chá

NOVOS ASSOCIADOS • Entrevista a Mariana Delgado, sócia-gerente da PROMENADE Viagens e Turismo, Lda. Pág. 07

Pág.10

“A NERSANT tem um papel primordial de informação aos novos empresários”

FORMAÇÃO • Entrevista a Assunção Correia, “Esperamos otimizar sócia-gerente da Confeções Ribanjos, Lda. os nossos recursos “Nunca mais me vou esquecer e investimentos em dos ensinamentos que o cooperação com a NERSANT” Move PME me transmitiu” Pág.15


2 |

ECONOMIA

27 FEVEREIRO 2014

NERSANT tem novo projeto

Projeto CoopRibatejo

Apoio a fundo perdido para a certificação chega a 40 empresas da região

NERSANT identifica operações de concentração e cooperação entre empresas

40 empresas da região vão ter acesso a apoio a fundo perdido para a certificação das suas empresas. Tudo graças à aprovação do RibaCertifica, projeto candidatado pela NERSANT - Associação Empresarial da Região de Santarém. A NERSANT encontra-se a divulgar às empresas da região de Santarém, o seu novo projeto de apoio às empresas. Trata-se do RibaCertifica, projeto recentemente aprovado pelo QREN / COMPETE e permite a concessão de apoio a fundo perdido em cerca de 45%, para a obtenção de certificação das empresas. Este apoio contempla vários tipos de certificação, nomeadamente Certificação do Sistema de Gestão da Qualidade (ISO 9001:2008); Certificação do Sistema de Gestão Ambiental (ISO 14001:2004), e Certificação do Sistema de Gestão de Segurança Alimentar (ISO 22000:2005). Para a implementação da certificação, o RibaCertifica desenvolve diversas atividades nas empresas, como formação para preparação das empresas e dos seus recursos humanos para a área de intervenção selecionada, ações de sensibilização, consultoria e apoio técnico da NERSANT para implementação do sistema e, por fim, auditoria de concessão da certificação. Apoios para eficiência energética também são elegíveis A eficiência energética das empresas é também uma das preocupações do RibaCertifica, pelo que o projeto da NERSANT contempla ainda apoio a fundo perdido para a s empresas que queiram certificar o seu sistema de gestão d energia (ISO 50001:2012). Para este projeto é assim, elegível, a realiza-

No âmbito do projeto CoopRibatejo, a NERSANT - Associação Empresarial da Região de Santarém, encontra-se a incentivar a dinamização de operações de concentração e cooperação entre as empresas da região. A NERSANT encontra-se a identificar operações de concentração e cooperação entre as empresas do Ribatejo, encontrando-se para o efeito, a reunir individualmente com as empresas interessadas neste tipo de operações. Nestas reuniões, o empresário poderá expor, de uma forma confidencial o tipo de apoio que necessita, por exemplo, a procura de um mecanismo de financiamento/ investimento mais ajustado à sua empresa, bem como, debater qual o tipo de operação que mais se ajusta perante as suas motivações (procura de investidor, criação de sinergias/ parcerias ao nível da utilização de recursos entre outras). As ações de fusão e aquisição, bem como, a participação numa rede de cooperação empresarial são apenas algumas soluções apresentadas pela NERSANT e que poderão ajudar a empresa a adquirir a escala que necessita para abordar novos mercados, por exemplo. Para além das reuniões individualizadas, a NERSANT vai realizar ainda um conjunto de sessões de esclarecimento sobre operações de concentração e cooperação entre empresas, e que se vão

ção de auditorias energéticas, a elaboração de Planos de Racionalização de Energia (PREn), bem como a aquisição de equipamentos para implementação de medidas de eficiência energética no âmbito deste plano e diversas ações previstas. No caso das auditorias energéticas, as empresas terão, durante todo o processo, o acompanhamento de um consultor, que terá como responsabilidades analisar o consumo de energia por processo, operação ou equipamento, determinar as emissões de CO2, identificar as possibilidades de melhoria dos consumos energéticos, analisar técnica e economicamente as soluções encontradas e propor um Plano de Racionalização de Energia (PREn), bem como o seu acompanhamento. As condições de acesso a este projeto, bem como a documentação solicitada para a mesma, estão descritas no portal da NERSANT, em www.nersant.pt, sítio onde os interessados poderão ainda fazer o download da ficha de candidatura ao RibaCertifica. Caso preencham os requisitos de candidatura, os interessados devem enviar ficha de inscrição e documentação obrigatória para o Departamento de Apoio Técnico, Inovação e Competitividade da NERSANT (datic@nersant.pt).

Apoio à Propriedade Industrial

NERSANT regista marcas das empresas No âmbito do seu Departamento de Apoio Técnico, Inovação e Competitividade, a NERSANT tem ao dispor das empresas interessadas, um serviço de apoio à propriedade industrial das mesmas. O registo de marcas é um dos serviços prestados pela associação. A NERSANT verificou que, ao longo dos anos, as empresas da região têm apostado continuamente na inovação dos seus produtos e / ou serviços, quer através de criação de novos exemplares dos mesmos, quer através da melhoria dos já existentes. Para responder a esta necessidade, a associação empresarial da região de Santarém criou um serviço de apoio à Propriedade Industrial, conjunto de direitos que protegem o património intelectual das empresas, através da proteção de sinais distintivos (marcas e/ou logótipos), patentes ou modelos de utilidade e desenhos ou modelos industriais. Desta forma, e uma vez que os direitos da Propriedade Industrial pressupõem registro prévio no órgão competente para que a mesma se efetive, a NERSANT está a dar apoio às empresas que desejem registar a sua propriedade industrial, dando, para tal, andamento a todo o processo inerente ao mesmo.junto do INPI, entidade competen-

te para o efeito. A marca diz respeito a todo o sinal suscetível de representação gráfica que distingue no mercado os produtos ou serviços de uma empresa, dos de outra. É o sinal distintivo mais usado e identifica os produtos e/ ou os serviços oferecidos pelas empresa; o logótipo é também um sinal suscetível de representação gráfica, que identifica e diferencia no mercado uma empresa ou entidade, que presta serviços ou venda produtos, podendo o logótipo ser utilizado em estabelecimentos, anúncios, impressos ou outros suporte. Em suma, este sinal distintivo é o modo pelo qual a empresa pretende ser conhecida junto do público. As patentes e modelos de utilidade (invenções) protegem soluções novas para problemas técnicos específicos, conferindo ao inventor o direito exclusivo de produzir e comercializar uma invenção, tendo como contrapartida a sua divulgação pública. Os desenhos ou modelos industriais (design), protegem a aparência exterior da totalidade ou de parte de um produto, que podem compreender aspetos como linhas, contornos, cores, textura, forma ou materiais do próprio produto ou da sua ornamentação.

realizar descentralizadamente na região. Estas atividades encontram-se inseridas no âmbito do projeto CoopRibatejo e pretendem contribuir para um melhor esclarecimento das operações desta natureza pelas PME da região, promovendo uma maior sensibilização dos empresários para a sua concretização e garantindo que as suas empresas se tornem mais robustas e competitivas, num quadro de recessão económica e desafios globais ao seu crescimento. O projeto CoopRibatejo tem assim como objetivo potenciar a dinamização de um programa de apoio à concretização deste tipo de operações na região, já anteriormente lançado em 2011, e que sirva de boa prática e de referência nacional.

AGENDA NERSANT Sessão - “Mecanismos de financiamento de projetos de expansão/ crescimento - | Operações de Concentração e Cooperação Empresarial - Sua estruturação e Apresentação de Casos reais” 05 de março – Ourém 10 de março – Torres Novas 26 de março – Cartaxo INSCRIÇÕES GRATUITAS EM WWW.NERSANT.PT!

Feira Empresarial de 07 a 15 de junho em Santarém

FERSANT comemora 25 anos A NERSANT - Associação Empresarial da Região de Santarém, comemora em junho a 25.ª edição da FERSANT, feira empresarial organizada por esta associação que tem como objetivo promover os negócios das empresas da região. Com a realização desta 25.ª edição da FERSANT, a NERSANT pretende reforçar o estatuto alcançado com as últimas edições da feira, que se tem vindo a evidenciar devido ao cada vez maior número de visitantes e visibilidade a nível regional e nacional. À semelhança dos anos anteriores, a FERSANT vai decorrer no Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas

(CNEMA), em Santarém, de 07 a 15 de junho, em conjunto com a Feira Nacional da Agricultura. O objetivo deste certame passa por dar continuidade à estratégia de desenvolvimento económico da região do Ribatejo que a NERSANT tem levado a efeito ao longo da sua história. A feira é, assim, uma oportunidade de ouro para as empresas da região promoveram os seus negócios perante um público alvo diversificado, bem como pode também abrir portas para a criação de parcerias de negócios entre as diversas empresas expositoras. Os interessados em estar presentes nesta feira podem contactar a NERSANT, através dos contactos dame@nersant.pt ou 249 839 500. Os associados da NERSANT têm condições especiais no que diz respeito à exposição dos seus produtos ou serviços.


27 FEVEREIRO 2014

| 3

ECONOMIA

GesINOV Corporate

NERSANT desenvolve sistema integrado de gestão empresarial No âmbito das suas atividades de apoio ao desenvolvimento das empresas da região, a NERSANT - Associação Empresarial da Região de Santarém, tem ao dispor das empresas da região um sistema integrado de gestão empresarial. As primeiras 30 empresas a aderir ao sistema beneficiam de apoio a fundo perdido. O sistema, denominado GesINOV Corporate e totalmente idealizado e desenvolvido pela NERSANT, tem como objetivo fomentar a utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação pelas PME da região de Santarém, através da disponibilização de ferramentas de gestão, de contacto com os clientes e de suporte à qualidade e de inserção na economia digital, baseadas na utilização das TIC. O GesINOV Corporate apresenta três soluções distintas, que se adaptam às necessidades das empresas. Do pacote base fazem parte a ferramenta de gestão de colaboradores / recursos humanos, a ferramenta de Gestão de Equipamentos, a ferramenta de Arquivo digital, Classificação e Distribuição de documentos, a Ferramenta de Gestão de Orçamentos e de Projetos e a Ferramenta de Comunicação com os Clientes e Colaboradores. A solução Quality acrescenta às ferramentas do pacote base, a ferramenta de Gestão de Circuitos de Informação e Processos de Qualidade. A última solução é o GesINOV

Business, que acrescenta às ferramentas já descritas, as ferramentas de BUSINESS Intelligence e Mobile (possibilidade de acesso à aplicação através de dispositivos móveis) Este sistema integrado de apoio à gestão das empresas foi desenvolvido no âmbito de um projeto com financiamento aprovado para 30 PME’s da região, pelo que as primeiras 30 empresas a aderir ao projeto, beneficiam de apoio a fundo perdido para a sua implementação. Para mais informações sobre o GesINOV Corporate, os interessados devem contactar o Departamento de Apoio Técnico, Inovação e Competitividade da NERSANT, através dos contactos datic@nersant.pt ou 249 839 500. De referir que as adesões até 30 de abril, beneficiam de um apoio adicional de 25% (apoio exclusivo para empresas associadas). MAIS INFORMAÇÕES: Departamento de Apoio Técnico, Inovação e Competitividade da NERSANT Tel.: 249 839 500 E-mail: datic@nersant.pt

Projeto ICR pretende reforçar competitividade territorial Direcionado para a área da internacionalização, o projeto “ICR – Inteligência Competitiva Regional”, tem como objetivo a mobilização das empresas das Centro e Alentejo, promovendo uma intervenção em rede, orientada para a dinâmica de inovação e reforço da competitividade territorial. É um projeto dinamizado pela União das Associações Empresariais da Região de Lisboa e Vale do Tejo (UAERLVT), com coordenação da NERSANT. Para continuarem a ser competitivas, as empresas europeias têm de se diferenciar. É um processo que a própria Comissão Europeia incentiva fortemente, não se limitando a criar uma política europeia da inovação só por si, mas ajudando a coordenar atividades transfronteiriças e chamando a atenção para as descobertas realizadas. Neste contexto, incentiva a procura de vias de cooperação não exploradas e promove intercâmbios que de outro modo não se fariam. Por outro lado, sabemos que as regiões são, em geral, consideradas como a chave de muitos dos fatores que contribuem para a diferenciação. Como estão mais perto das empresas, em muitos casos estão melhor colocadas que as autoridades nacionais ou europeias para interagir diretamente com elas. Melhorar a competitividade do país, por via da estimulação económica das

Direcionado para a área da internacionalização, o projeto “ICR – Inteligência Competitiva Regional”, tem como objetivo a mobilização das empresas das Centro e Alentejo, promovendo uma intervenção em rede, orientada para a dinâmica de inovação e reforço da competitividade territorial regiões de convergência Centro e Alentejo, desenvolver e promover uma inteligência coletiva orientada para a dinamização económica, bem como estimular a competitividade empresarial e a dinâmica regional destas regiões é o objetivo do ICR, projeto dinamizado pela UAERLV e coordenado pela NERSANT. O projeto engloba um interessante conjunto de ações enquadráveis nos seguintes eixos de intervenção: Setores e Mercados, Tecnologia e Vigilância e Observação. O projeto pretende desenvolver um sentido de “inteligência coletiva” nas re-

NERSANT escuta empresas para definir estratégia de inovação e competitividade para a Região de Santarém A NERSANT - Associação Empresarial da Região de Santarém, encontra-se a dinamizar em toda a região, um conjunto de sessões que têm como objetivo a recolha de contributos das empresas para a definição o “Plano estratégico de inovação e competitividade para a Região de Santarém 20142020”. A NERSANT está a desenvolver, com o apoio do COMPETE, o projeto INOVRibatejo, no qual está inserido a realização de um “Estudo estratégico de inovação e competitividade para a Região de Santarém e a definição de ações de apoio às empresas no período 2014-2020”. Tendo em atenção a importância deste estudo para a competitividade das empresas da região e para a melhor preparação do próximo período de programação financeira, a NERSANT considera fundamental a recolha de contributos que permitam adequar as ações a definir às reais expetativas e necessidades das empresas. Neste sentido, a NERSANT encontra-se a dinamizar a execução de um ciclo de reuniões que se vão realizar de forma descentralizada em toda a região. Até abril, a NERSANT vai percorrer, portanto, a re-

giões do Centro e do Alentejo, enquanto nova plataforma de articulação entre os diferentes atores, destinada a dar a conhecer as “competências centrais” do território e qualificá-las duma forma estruturante como vias únicas de criação de valor e consolidação da diferença. O ICR assenta em três atividades primordiais: 1) O estudo das oportunidades de negócio e acesso a mercados Para além de um estudo de mercado é também um estudo de oportunidades de negócio, pelo que será complementado com oportunidades de negócio identificadas nos mercados para os setores alvo do projeto: Turismo, Agro-Indústria, Metalomecânica e Construção Civil e Materiais de Construção. 2) Portal Interativo, com integração em redes internacionais Este portal direcionado para a internacionalização, pretende partilhar informação útil e relevante sobre oportunidades de negócio e acesso facilitado a mercados,

gião, realizando, semanalmente, a visita a dois concelhos. As reuniões ocorrem na mesma data, mas em horários diferentes. As empresas interessadas em expressar os seus contributos devem confirmar presença nestas sessões (participação gratuita). As inscrições poderão ser feitas no portal da NERSANT, em www.nersant.pt. Neste momento, já se realizaram sessões em Constância, Vila Nova da Barquinha, Alpiarça, Almeirim, Mação, Tomar, Salvaterra de Magos e Benavente.

PRÓXIMAS SESSÕES: 11 de março » Sardoal | Abrantes 20 de março » Golegã | Chamusca 25 de março » Alcanena | Ourém 03 de abril » Rio Maior | Cartaxo 10 de abril » Ferreira do Zêzere | Entroncamento 16 de abril » Coruche | Santarém 29 de abril » Torres Novas

INSCRIÇÕES GRATUITAS EM WWW.NERSANT.PT

MAIS INFORMAÇÕES Departamento de Associativismo, Marketing e Eventos da NERSANT Tel.: 249 839 500 E-mail: dame@nersant.pt

tecnologias e financiamentos. 3) Rede de Regiões de Excelência Procurar no exterior, regiões que se destacam por um perfil competitivo semelhante ao pretendido para as regiões do Centro e do Alentejo e realizar ações de benchmarking junto dessas regiões, por forma a potenciar troca de experiências e replicar boas práticas.


4 |

ECONOMIA

27 FEVEREIRO 2014

Empresa está instalada em Abrantes

OKE Tillner Perfis, Lda. é 12.ª melhor empresa para trabalhar em Portugal

A empresa OKE Tillner Perfis, Lda., empresa associada da NERSANT instalada em Abrantes, foi classificada pela revista EXAME como a 12.ª melhor empresa para trabalhar em Portugal. Este resultado espelha as boas práticas de gestão de recursos humanos praticados pela empresa. A revista EXAME, em parceria com a consultora Accenture, dinamiza, anualmente, o estudo das 100 melhores empresas para trabalhar. Este ano, e pela 4.ª vez consecutiva, a OKE Tillner Perfis, Lda. participou na realização deste estudo, tendo ficado em 12.º lugar desta listagem, uma subida de 20 posições em relação ao ano anterior. De acordo com Elsa Matos, Diretora de Recursos Humanos da empresa, “o facto de a OKE estar entre o grupo das 100 melhores empresas para trabalhar e ser premiada este ano com o 12.º lugar deste ranking, deixa-nos bastante satisfeitos e orgulhosos pelo reconhecimento dos nossos colaboradores nas nossas práticas de Recursos Humanos. Esta subida de 20 posições no ranking nacional em relação ao ano anterior, demons-

tra o empenho e dedicação da empresa em proporcionar aos seus colaboradores as condições ideais para trabalhar e encontrarem um bom equilíbrio saúde-trabalho-família”, referiu a profissional. A responsável explicou ainda o processo de avaliação das empresas: “a avaliação consiste na realização de questionários anónimos e entrevistas aos colaboradores, por parte da empresa Accenture em parceria com a revista EXAME, que efetua posteriormente uma visita à empresa, de modo a comprovar as boas práticas de gestão de Capital Humanos mencionadas e o grau de compromisso dos trabalhadores.» Algumas das boas práticas de recursos humanos são a aposta as oportunidades de progressão de carreira (em primeiro lugar olha-se para dentro da estrutura de colaboradores da empresa e só depois se vai ao mercado, se necessário), o crescimento profissional, proporcionado por ações de formação adequada e avaliações de desempenho contante, bem como a realização de convívios e atividades outdoor que unem toda a estrutura de colaboradores. A título de exemplo, a OKE promoveu, no ano passado, a Semana Social, onde os colaboradores puderam contribuir com roupas, cobertores, calçado e produtos alimentares para troca nas instalações da empresa; realizou-se o Open Day, dia de portas abertas à comunidade, família e amigos; e a Semana da Qualidade, que tem um dia dedicado ao cliente. Para além disso, ao longo do ano a empresa proporciona outros mimos aos seus colaboradores: o Dia da Fruta, (oferta de fruta às terças-feiras),o Dia da Vitamina (oferta de sumos naturais à quarta-feira), o Dia da Sopa (oferta de sopa à quinta-feira); oferta de pão e compotas diariamente e ainda a disponibilização de sala de ginástica e dinamização de actividades de ginástica para os colaboradores. De referir que a OKE Tillner Perfis, Lda. dedica-se à fabricação de componentes e acessórios para veículos automóveis.

Na OKE, as respostas mais bem cotadas pelos colaboradores, ou seja, os fatores de maior satisfação dos recursos humanos da empresa são: 1) A minha empresa desempenha um papel de responsabilidade social, ou seja, trabalha com as comunidades locais, apoia projetos de solidariedade social e reduz o impacte ambiental; 2) É-me disponibilizado tudo o que necessito para desempenhar as minhas funções; 3) A minha empresa está no caminho certo para alcançar o sucesso. OKE TILLNER PERFIS, LDA. Parque Industrial de Abrantes, lote 56 - Zona Norte  Alferrarede • 2200-480 Abrantes  Tel.: 241.37924-0 • Fax.: 241.37924-9 sfe@oke-perfis.com www.facebook.com/OKEplus www.oke.de


27 FEVEREIRO 2014

ECONOMIA

| 5 PUBLICIDADE


6 |

ECONOMIA

27 FEVEREIRO 2014

Maria João Conde, responsável pelo Departamento da Qualidade da EcoEdifica

“Ecoedifica espera ver reforçada a competitividade da empresa” Foi através da divulgação dos seus projetos de apoio às empresas que a NERSANT faz constantemente, que a empresa EcoEdifica, instalada em Torres Novas, teve conhecimento do Vale Inovação. O objetivo da empresa com a participação neste projeto, é implementar o sistema de gestão da qualidade, por forma a incrementar a sua competitividade no mercado. Que necessidades sentiu a sua empresa para participar no Vale Inovação e o que pretende a EcoEdifica com a participação neste projeto? Face às atuais condições de mercado, é cada vez mais importante as empresas destacarem-se pela diferenciação, sendo que no setor da construção civil, a qualidade do serviço e/ou produto final determina, em grande medida, essa mais-valia. Neste sentido, a participação no Vale Inovação, a ser bem sucedida, permite a obtenção da certificação da Qualidade, que é mais uma ferramenta de trabalho para a empresa e mais um critério de seleção por parte dos Donos de Obra. Quais as vantagens de participar num projeto deste tipo? A Ecoedifica, através da implementação de um Sistema da Qualidade no âmbito deste projeto, espera ver reforçada a competitividade da empresa no seu setor. Para além disso, pretendemos obter a certificação da empresa a custos mais reduzidos e possíveis de suportar, tendo como objetivo a angaria-

“Este apoio irá permitir a padronização e monotorização de todos os processos chave da organização, uniformizando, assim, técnicas de trabalho, visando simultaneamente a melhoria do produto final, com a garantia do cumprimento dos requisitos do cliente e dos requisitos regulamentares aplicáveis.”

ção de mais oportunidades de negócio, fornecendo um produto qualificado. Com este apoio, o que vai mudar na empresa? Este apoio irá permitir a padronização e monotorização de todos os processos chave da organização, uniformizando, assim, técnicas de trabalho, visando simultaneamente a melhoria do produto final, com a garantia do cumprimento dos requisitos do cliente e dos requisitos regulamentares aplicáveis. Comente o papel da NERSANT enquanto entidade de apoio às empresas da região. A NERSANT, enquanto entidade de apoio às empresas da região, garante a divulgação

Programa de estágios da NERSANT dinamiza emprego na região As empresas e estagiários interessados em beneficiar da medida Passaporte Emprego 3i, podem fazer a sua inscrição junto da NERSANT. A Associação Empresarial da Região de Santarém submeteu uma candidatura a esta medida, lançada no âmbito do Programa Impulso Jovem, com o objetivo de apoiar as PME e fomentar a empregabilidade jovem. Com o objetivo de combater o desemprego jovem e facilitar a aquisição de recursos humanos qualificados por parte das empresas, a NERSANT vai dinamizar cerca de 300 estágios no âmbito da medida Passaportes Emprego 3i. Uma vez que a medida é direcionada para empresas com projetos aprovados no âmbito dos sistemas de incentivos, a bolsa paga aos estagiários, bem como o prémio de integração (no caso de o estagiário ser integrado na empresa após a cessação do contrato de estágio), constituem despesas elegíveis no âmbito dos mesmos, pela que a integração destes jovens nas empresas tem um custo bastante reduzido para as mesmas, que apenas terão que assegurar o subsídio de alimentação, seguro de acidentes de trabalho e contribuições para a Segurança Social. O Passaportes Emprego 3i tem como objetivo complementar e desenvolver as com-

“A participação no Vale Inovação, a ser bem sucedida, permite a obtenção da certificação da Qualidade, que é mais uma ferramenta de trabalho para a empresa e mais um critério de seleção por parte dos Donos de Obra.”

petências dos jovens que procuram um primeiro ou um novo emprego, de forma a melhorar o seu perfil de empregabilidade e apoiar a transição entre o sistema de qualificações e o mercado de trabalho. Para além disso, os Passaportes Emprego 3i pretendem ainda promover o conhecimento sobre novas formações e competências junto dos empregadores, criar emprego em novas áreas e fomentar o desenvolvimento de recursos humanos nas respetivas áreas de abrangência. A medida Passaportes Emprego tem 3 tipologias: o Passaporte Emprego Industrialização, destinado a projetos de investimento que visem a especialização da produção através da introdução de novos produtos e reforço da componente tecnológica, bem como do desenvolvimento de estratégias comerciais que permitam um aumento da produtividade e competitividade; o Passaporte Emprego Inovação, destinado a projetos de investimento que visem reforçar a capacidade inovadora das empresas e integrar recursos humanos altamente qualificados; e ainda o Passaporte Emprego Internacionalização, direcionado a projetos de investimento que visem implementar ou consolidar estratégias de internacionalização, designadamente atra-

de projetos como o Vale Inovação, e outros, assim como apoio de consultadoria e acompanhamento especializado nas diversas áreas organizacionais das empresas.

EMPRESA EcoEdifica, Ambiente e Construção S.A. SETOR DE ATIVIDADE Construção Civil VOLUME DE NEGÓCIOS 5.000.000,00 € VALE INOVAÇÃO – ÁREA DE INTERVENÇÃO Qualidade – NP EN ISO 9001/2008

vés do aumento da capacidade exportadora das empresas. São beneficiárias dos Passaportes Emprego 3i, as empresas com projetos de investimento aprovados em qualquer um dos três Sistemas de Incentivo: Investigação & Desenvolvimento Tecnológico; Inovação; e, Qualificação e Internacionalização de PME. Os estágios, dirigidos a jovens desempregados inscritos nos Centros de Emprego, detentores de diferentes graus de ensino ou qualificações, perspetivando uma futura integração no mercado de trabalho, têm uma duração de doze meses, não prorrogável. No final do estágio, as empresas que celebrem com os estagiários, no prazo máximo de 30 dias a partir da conclusão do estágio, um contrato de trabalho sem termo, e desde que se verifique a criação líquida de emprego, é concedido um prémio de integração, no valor equivalente à bolsa mensal de estágio, multiplicado por seis. Mais informações podem ser obtidas junto do Departamento de Formação e Qualificação da NERSANT, através do e-mail dfq@ nersant.pt ou do número 249 839 500. As empresas da área de abrangência dos núcleos NERSANT (Ourém, Abrantes, Santarém, Cartaxo e Benavente), podem também solicitar informações junto destes polos da associação. As inscrições de empresas e estagiários podem ser feitas online no site da associação, em www.nersant.pt.

“A NERSANT, enquanto entidade de apoio às empresas da região, garante a divulgação de projetos como o Vale Inovação, e outros, assim como apoio de consultadoria e acompanhamento especializado nas diversas áreas organizacionais das empresas.” ECOEDIFICA, AMBIENTE E CONSTRUÇÃO S.A. Av. Sá Carneiro, Lote 13 R/C. 2350-536 Torres Novas Tel.: 249 810 010 Fax.: 249 813 812 E-mail: ecoedifica@ecoedifica.pt

Sobre o Vale Inovação Pretende certificar a sua empresa? Pretende explorar novos mercados? A NERSANT é entidade acreditada para a elaboração das candidaturas das empresas da região ao Vale Inovação, programa do QREN que permite recorrer a serviços de consultoria e de apoio à inovação financiados a 75% a fundo perdido. A consultoria está disponível em diversas áreas: - Qualidade; - Internacionalização; - Organização e gestão de tecnologias de informação e comunicação; - Propriedade Industrial; - Economia Digital; - Diversificação e Eficiência Energética. MAIS INFORMAÇÕES SOBRE OS SISTEMAS DE INCENTIVOS Departamento de Apoio Técnico, Inovação e Competitividade Tel.: 249 839 500 E-mail.: datic@nersant.pt


27 FEVEREIRO 2014

| 7

ECONOMIA

Mariana Delgado, sócia-gerente da PROMENADE Viagens e Turismo, Lda.

“Esperamos otimizar os nossos recursos e investimentos com a cooperação da NERSANT”

“Estou convicta de que a NERSANT ajudará a credibilizar a nossa atividade e impulsionará a nossa internacionalização.” “O VIVER O TEJO é um projeto dinamizador para a região. Este coloca em contacto, na mesma plataforma, vários interesses, otimizando assim os recursos existentes.” "Sendo a internacionalização uma das nossas apostas, prevemos realizar projetos de investimento nesta área a longo prazo." A PROMENADE Viagens e Turismo, Lda. aderiu recentemente à estrutura associativa da NERSANT. A empresa está convicta de que esta associação empresarial poderá alavancar a estratégia de internacionalização prevista para a empresa nos próximos anos. Quais as necessidades sentidas pela sua empresa hoje em dia? Devido à nossa dimensão, sentimos cada vez mais necessidade de estar presente em várias feiras e eventos de forma “a dar a cara” pelos nossos produtos e a divulgar novos programas, participar em missões de internacionalização nos países alvo, criando mais visibilidade para transmitir

confiança aos futuros clientes. A internacionalização, é portanto, uma das principais vantagens de adesão à NERSANT… Embora tenhamos outras áreas de interesse, a internacionalização e consequente apoio à divulgação do nosso negócio, é de facto uma área preferência. Estou convicta de que a NERSANT ajudará a credibilizar a nossa atividade e impulsionará a nossa internacionalização. Para além desta área, que outros motivos levaram a PROMENADE a juntar-se à estrutura associativa da NERSANT? O que nos levou a aderir foram as boas referências da atuação da NERSANT no terreno. Sabemos que têm ações de apoio às empresas, desenvolvimento de atividades formativas, o portal de negócios que disponibiliza informação relativamente à atividade empresarial e principais contactos, promoção de reuniões de negócios, apoios

à internacionalização e também o projeto VIVER O TEJO. Por este motivo, esperamos otimizar os nossos recursos e investimentos com a cooperação da NERSANT. Referiu o VIVER O TEJO. Uma vez que está na área do turismo, qual o sua opinião sobre este projeto da NERSANT? O VIVER O TEJO é um projeto dinamizador para a região. Este coloca em contacto, na mesma plataforma, vários interesses, otimizando assim os recursos existentes. Tem algum projeto de investimento previsto? Se sim, explique. Durante os 15 anos de existência da nossa agência, todas as campanhas de promoção efetuadas no estrangeiro sempre foram com capitais próprios e com recursos próprios. Sendo a internacionalização uma das nossas apostas, prevemos realizar projetos de investimento nesta área a longo prazo.

A Promenade Viagens e Turismo foi fundada em 1998 por dois sócios com larga experiência em receber e acompanhar grupos de turistas estrangeiros. A empresa, instalada em Almeirim dedica-se ao DMC / incoming, desenvolvendo negócios com Espanha, França, Bélgica, Holanda, Noruega, Canadá e Senegal e também como representante de algumas Federações estrangeiras de diferentes modalidades desportivas. A empresa tem, deste forma, dois tipos de cliente com características de ação diferentes: as agências de viagens e os TO estrangeiros, para os quais programa e vende o destino Portugal; mas também o cliente nacional que pretende comprar as suas viagens e sentir-se tranquilo e confiante com os conselhos e informações sobre os destinos que pretende visitar. PROMENADE VIAGENS E TURISMO, LDA. Rua Dr. Oscar da Costa Neves Nº4, 1º 2080-130 ALMEIRIM - PORTUGAL Telf.: 243 592 593 Fax.: 243 579 359 E-mail: promenade.mariana@mail. telepac.pt www.promenadeportugal.com

VIVER O TEJO O projeto VIVER O TEJO assenta na valorização do Tejo como agente percursor da estratégia de desenvolvimento económico do Ribatejo, tendo como fator chave o seu potencial turístico diferenciado e de excelência. Engloba um conjunto diversificado de atividades inovadoras, relançando o papel do rio como eixo estratégico de dinamização e elemento identitário da região. Os objetivos do projeto são, entre outros, a promoção do Turismo no rio Tejo e no Ribatejo, a atração de turistas e visitantes e a valorização e dinamização das zonas ribeirinhas e seus espaços envolventes, na sua vertente natural, patrimonial, cultural e económica. Desta forma, pretende-se que este projeto identifique e qualifique a oferta turística da Região, promovendo ofertas integradas e aumentando a competitividade de todo o território. O projeto está a ser desenvolvido por um consórcio liderado pela NERSANT, que conta já com a adesão de diversas entidades públicas e privadas, empresas e outras instituições. O portal www.viverotejo.pt, reúne já diversas ofertas inerentes à região do Ribatejo


8 |

NERSANT recebe e divulga oportunidades de negócio dos seus associados A NERSANT encontra-se a dinamizar a realização de negócio entre as empresas da região do Ribatejo. A Associação Empresarial da Região de Santarém encontra-se a receber, gratuitamente, oportunidades de negócio das suas empresas associadas, divulgando-as de seguida a toda a sua base de dados empresarial. Através do ClubNERSANT, portal que potencia a realização de negócios entre as empresas associadas da NERSANT, esta associação empresarial está a divulgar oportunidades de negócios das suas empresas associadas. Desta forma, todas as empresas associadas da NERSANT podem fazer chegar à associação as suas promoções, que serão divulgadas posteriormente pela NERSANT a todos os contactos empresariais da mesma. As oportunidades das empresas serão divulgadas não só no portal, onde a mesma estará acessível a qualquer internauta, mas também através de uma newsletter que será

A Risa foi considerada pela SAP o parceiro com melhor desempenho nas regiões da Europa, Médio Oriente e África (EMEA) e da Europa Central e de Leste (MEE) no que diz respeito «a contributos notáveis com impacto nas vendas globais da SAP e nos objectivos de geração de canal». O prémio foi entregue em Barcelona, durante o SAP EMEA-MEE Field Kick-

27 FEVEREIRO 2014

O portal ClubNERSANT, tem ainda uma outra funcionalidade na área da Bolsa de Negócios: todas as empresas (associadas e não associadas da NERSANT), podem ainda registar no site produtos que dessem adquirir (área “compro”). De referir que o ClubNERSANT é um portal de negócios criado pela NERSANT, onde cada empresa associada da NERSANT

possui uma ficha de contactos, bem como um catálogo de produtos que pode ser visualizado por qualquer utilizador (gratuito até 5 produtos ou serviços, inclusivé). Desde a sua criação, o portal ClubNERSANT tem vindo a evoluir favoravelmente. Neste momento, são cerca de 1000 os produtos e serviços disponíveis para venda no portal NERSANT.

CONHEÇA O PORTAL CLUBNERSANT! www.club.nersant.pt MAIS INFORMAÇÕES: Departamento de Associativismo e Marketing da NERSANT Tel.: 249 839 500 Fax.: 249 839 509 E-mail: dame@nersant.pt

distribuída a todas as empresas associadas da NERSANT, num total de mais de 2000 contactos empresariais. Uma vez visualizada a newsletter, as empresas interessadas em adquirir o produto ou serviço, podem solicitar orçamento à NERSANT, que fará chegar este pedido à empresa promotora da oportunidade de negócio. Este é um serviço da NERSANT que tem tido bastante sucesso junto das empresas da região. Neste momento, diversos negócios já foram realizados devido às oportunidades de negócio lançadas pela associação. As empresas associadas da NERSANT interessadas neste serviço, devem contactar a NERSANT através do e-mail club@nersant.pt.

Risa distinguida pela SAP como Parceiro de Excelência 2014

A empresa RISA Consulting, sedeada em Vila Moreira, Alcanena, recebeu o prémio SAP EMEA Regional Partner Excellence Award 2014 na categoria Business One.

ECONOMIA

Off´Meeting 2014. João Artur Rosa, Administrador da Risa, considera que este prémio “traz uma enorme satisfação e resulta de um trabalho de excelência que esta equipa tem vindo a fazer ao longo dos anos e que agora vê o seu mérito reconhecido” pelos nossos parceiros. Atualmente, a Risa tem já clientes em mais de 13 países. De recordar que a Risa é associada da NERSANT, integrando a sua estrutura diretiva. Para a Presidente da Direção da NERSANT, Maria Salomé Rafael, a Risa é mais uma das empresas de excelência que temos no Ribatejo, de “quem todos nos devemos orgulhar e este prémio agora conquistado é um justo reconhecimento desse valor”.

NERSANT com mais 236 novos sócios em 2013 A dinâmica que a NERSANT tem imprimido no relacionamento com o tecido empresarial da região, tem valido a esta associação empresarial o reconhecimento por parte das empresas. Até ao final de 2013, juntaram-se à estrutura associativa da NERSANT, mais 236 novas empresas. O ano de 2013 foi campeão no que diz respeito à adesão de empresas à NERSANT. A associação empresarial da região de Santarém, somou, até final do ano, à sua estrutura associativa, mais 236 novos sócios. O dinamismo da associação empresarial, demonstrado através das diversas atividades realizadas por esta entidade em prol do tecido empresarial regional, tem sido a causa do interesse crescente das empresas na NERSANT. Formação profissional gratui-

As empresas ao tornarem-se associadas NERSANT usufruem: • Participação em projetos financiados dirigidos unicamente a empresas sócias da Associação; • Apoio técnico e jurídico; • Preferência de adesão em projetos; • Descontos em certames | eventos | seminários | publicidade; • Vantagens afetas a protocolos de colaboração realizados com empresas de vários setores de atividade; • Informação diária e/ou semanal dos projetos em desenvolvimento, de legislação laboral, orçamento de estado, apoios

ta para as empresas e seus colaboradores, apoio à internacionalização das empresas da região, apoio técnico e jurídico, sessões de informação e seminários, participação em feiras e encontros de negócio, são algumas das atividades promovidas pela NERSANT e que são extremamente importantes para o dia-a-dia das empresas. A NERSANT tem sido desde sempre uma associação presente junto das suas empresas, trabalhando continuamente para o crescimento e desenvolvimento económico do tecido empresarial da região. Apesar de estar sedeada em Torres Novas, a associação possui cobertura regional, através dos seus núcleos empresariais espalhados pelo distrito e que se situam em Ourém, Abrantes, Santarém, Cartaxo e Benavente. O Departamento de Associativismo, Marketing e Eventos da NERSANT, encontra-se ao dispor para mais esclarecimentos sobre os serviços da associação, através dos contactos dame@nersant.pt ou 249 839 500. De referir que, no final de 2013, a NERSANT somava 2101 empresas associadas. financeiros, bolsa de emprego, novas tecnologias, parques industriais, parques negócios; • Acesso a ações de formação gratuitas; • Participação em Missões Empresariais; • Informação sobre oportunidades de negócios; • Disponibilização de serviços no âmbito das Tecnologias de Informação, nomeadamente na concepção e execução de sites; • Presença num portal de negócios – ClubNERSANT. MAIS INFORMAÇÕES: Contacte o Departamento de Associativismo e Marketing da NERSANT Tel.: 249 839 500 • Fax.: 249 839 509 E-mail: dame@nersant.pt


27 FEVEREIRO 2014

| 9

ECONOMIA PUBLICIDADE

estudos de habitação, urbanismo e arquitectura lda.

Planeamento Estratégico e Territorial Planos e Projectos Urbanísticos

Fundos Comunitários e Programação de Investimentos

estudos de habitação, urbanismo e arquitectura lda.

Manual da Habitação/Utilizador

Formação

O desenho do futuro e a sustentabilidade dos territórios dependem, cada vez mais, de orientações precisas e de um adequado pensamento estratégico. As principais áreas de actuação da MANUAL são o PLANEAMENTO ESTRATÉGICO e a elaboração do MANUAL DA HABITAÇÃO,, um instrumento prático dirigido ao utilizador. Outros domínios abrangidos pela nossa intervenção incluem a elaboração de PLANOS e PROJECTOS URBANÍSTICOS, a PROGRAMAÇÃO DE INVESTIMENTOS e a FORMAÇÃO. Os nossos projectos são realizados por equipas multidisplinares que integram profissionais com grande experiência no terreno e reconhecida competência nas suas áreas de especialidade. Caso a caso, são aplicadas as metodologias mais adequadas e mais actuais, sempre com um grande envolvimento de todos os agentes locais, cuja participação é motivada e valorizada.

Consulte-nos e nós daremos ao seu projecto o rigor, a Visão e a Dimensão que são a base dos bons resultados.

geral@manual.com.pt +351 269 099 003 www.manual.com.pt


10 |

ECONOMIA

Sónia Rodrigues, sócia-gerente do espaço Maria Chá

O que é o PAECPE?

“A NERSANT tem um papel primordial de informação aos novos empresários”

Foi graças ao PAECPE, programa de apoio ao empreendedorismo e criação do próprio emprego do IEFP, que Sónia Rodrigues, conseguiu concretizar o seu sonho. A agora empresária detém em Torres Novas a “Maria Chá”, casa de chá e pastelaria gourmet que tem abalado a oferta hoteleira na cidade de Torres Novas. A NERSANT, enquanto parceira do IEFP no âmbito deste projeto, presta apoio técnico aos empreendedores para a elaboração do plano de negócios e acompanha o mesmo nos primeiros anos de atividade. Porque decidiu criar o seu próprio negócio? Fui delegada de informação médica durante 16 anos. Devido à entrada dos genéricos e abaixamento de preços, as grandes multinacionais desta área deixaram de investir em Portugal, o que resultou no despedimento coletivo de muitos trabalhadores, como foi o meu caso. Quando fui despedida, sabia que tinha direito a 3 anos de subsídio de desempregado, mas questionei-me o que iria fazer após esse período. Em Portugal, com 44 anos, é-se novo para a aposentação e velho trabalhar. Como abrir um negócio foi sempre um objetivo, achei que este seria o melhor momento. Portanto, foi através do IEFP que teve conhecimento do PAECPE.

Sim, foi. Receber pessoas e organizar eventos foi sempre o meu forte, pelo que pensei de imediato em abrir uma pastelaria gourmet e casa de chá, algo completamente diferente da oferta que aqui se encontrava e à que estamos habituados. Apresentei o meu projeto ao IEFP e recebi as verbas do meu subsídio de desemprego na totalidade para poder arrancar com o negócio. Este dinheiro foi suficiente ou teve necessidade de recorrer a outro tipo de apoio? Utilizei as verbas todas a que tive direito, mas de facto, estas não foram suficientes. Após a abertura do espaço Maria Chá, tive de recorrer ao microcrédito. Não foi um valor muito elevado, nem utilizei tão-pouco o valor que máximo que a banca disponibilizava, mas tive de ir buscar algum dinheiro que apliquei, essencialmente na requalificação de todo o espaço. Veja-se que o prédio onde a Maria Chá está instalado tem mais de 50 anos, pelo que foi necessário restaurar a degradação que se foi instalando ao longo dos anos. Em que medida este apoio foi importante para a constituição da empresa? Sem ele teria conseguido? Não, de todo. As verbas necessárias para arrancar com o negócio vieram daquilo que era o meu subsídio de desemprego. Este projeto é um apoio muito grande, crucial até, para quem está desempregado e para quem pretende mudar o rumo da sua vida. Este tipo de projetos deviam ser massivamente divulgados pelos meios de comunicação social, porque muitas pessoas que ficam desempregadas acabam por não recorrer aos apoios que lhes são facultados por puro desconhecimento. A NERSANT é parceira do IEFP no âmbito do PAECPE, estando habilitada

27 FEVEREIRO 2014

para, em conjunto com o empresário, ajudar o empreendedor a delinear o seu plano de negócios. No seu caso, de que forma decorrer este apoio? Após a abertura do espaço Maria Chá, fui convocada para uma reunião conjunta entre a NERSANT e o IEFP, onde a associação me explicou todo o apoio no âmbito do PAECPE, que se estende após a abertura do negócio de cada empreendedor, o que achei bastante pertinente. Para além disso, a NERSANT facultou-me ainda uma série de informações que considerei da maior importância, sobre apoios a que os empresários podem recorrer, nomeadamente apoios para a contratação de funcionários, apoios ao nível do QREN, entre outros incentivos que foram também divulgados. A NERSANT tem um papel primordial de informação aos novos empresários. O que perspetiva para este acompanhamento que a NERSANT vai levar a efeito? No âmbito do PAECPE, entrei num acordo com a NERSANT para que um consultor faça visitas periódicas à Maria Chá e ajude naquilo que entender necessário. A visita deste consultor é muito importante, uma vez que traz não só novas ideias à empresa, sempre bem-vindas e da maior importância, mas também me ajuda com a parte da gestão propriamente dita. Sou uma boa comercial, mas de gestão percebo pouco [risos]. Este aconselhamento é muito importante, especialmente para quem está “fresco” no mercado. A NERSANT possui uma oferta formativa direcionada especificamente a empreendedores e novos empresários. Já ponderou fazer essa formação? Sim, tenho conhecimento desta oferta da NERSANT e tenciono frequentá-la ainda este ano. Para além da minha presença, considero também importante que as minhas funcionárias o façam. A formação é sempre importante. De que forma está a correr o negócio? Qual o balanço que faz? Até agora faço um balanço muito positivo. O negócio tem corrido bem, especialmente por ser um conceito completamente novo neste território. O que diferencia o seu negócio dos demais? Tudo na Maria Chá é fator de diferenciação. A começar pela decoração. Andei meio ano a preparar a decoração da Maria Chá, a pensar bem em todos os pormenores. Depois vem o atendimento. Quero que as pessoas se sintam em casa na Maria Chá. Os clientes são fidelizados pelo forma amável e carinhosa com que todas as minhas funcionárias os abordam. A Maria Chá aposta também na qualidade de todo o produto que serve: os bolos são todos confecionados no espaço e feitos como faziam as nossas avós. Não se utilizam farinhas preparadas, nem ovos em pó [risos]. Claro que dá muito trabalho, mas o que é certo é que isso repercute-se na qualidade dos produtos que vendemos. Apostando sempre na qualidade, temos também produtos diferentes: possuímos uma variedade de chás imensa e sumos naturais de diversos sabores. Tudo feito

Denominado Programa de Apoio ao Empreendedorismo e Criação do Próprio Emprego, o PAECPE é um programa do IEFP que tem como objetivo apoiar a criação de empresas. Através deste programa, os desempregados com direito a subsídio de desemprego, têm direito a receber integralmente e de uma só vez este dinheiro, para aplicar na criação do seu negócio. Para tal, os empreendedores têm de apresentar junto do IEFP, um plano de negócios bem delineado e com viabilidade. Sendo a NERSANT parceria do IEFP no âmbito do PAECPE, a associação empresarial encontra-se habilitada a: - Ajudar os empreendedores a elaborar um plano de negócios que responda às solicitações do IEFP; - Prestar serviços de consultoria e apoio técnico até 2 anos após o início de atividade das empresas.

“A NERSANT facultou-me ainda uma série de informações que considerei da maior importância, sobre apoios a que os empresários podem recorrer, nomeadamente apoios para a contratação de funcionários, apoios ao nível do QREN, entre outros incentivos que foram também divulgados.” na hora. Possuímos também alguns serviços inéditos nesta zona, como os brunchs, serviço disponível apenas ao fim-de-semana e que apresenta sugestões alimentares entre o pequeno-almoço e o almoço, muito úteis para quem se levanta um pouco mais tarde. Servimos também pequenas refeições, vendemos artesanato, organizamos eventos culturais (exposições de pintura, declamação de poesia, pequenos espetáculos de dança…). No âmbito dos eventos culturais, tenho neste momento uma parceria com o Teatro Virgínia estamos em vias de avançar com uma parceria com a Biblioteca de Torres Novas, para a começarmos a organizar tardes de leitura para as crianças. Considera-se, portanto, uma empreendedora? Considero. Estou muito feliz com esta opção que tomei. Quando fazemos as coisas por gosto, as ideias brotam tipo cogumelos! [risos] A Maria Chá é um ponto de partida para outros espaços? Sim, a abertura de outros espaços idênticos à Maria Chá está nos meus planos desde o início. A Maria Chá é uma marca registada, tive logo esse cuidado. Abrir espaços destes noutros locais do país faz todo o sentido.

EMPRESA Maria Chá SETOR DE ATIVIDADE Hotelaria e casas de chá DATA CRIAÇÃO NEGÓCIO 2012 POSTOS DE TRABALHO CRIADOS - 5


27 FEVEREIRO 2014 A diferenciação é uma marca do espaço Maria Chá. Para além de uma decoração pensada ao pormenor, a casa de chá aposta num serviço de atendimento e produtos da maior qualidade.

O ecossistema empreendedor NERSANT Sendo as empresas de qualidade o futuro da região e do país, a NERSANT possui há largos anos uma política de apoio à criação de empresas, que se inicia logo na infância. Por forma a mudar mentalidades, a associação empresarial dinamiza junto do ensino básico, 2.ª e 3.º ciclo e ensino secundário, projetos de empreendedorismo apripriados a cada faixa etária e que têm como objetivo despertar as crianças e jovens de hoje – e adultos de amanhã! – para a importância da criação de empresas nos territórios. Mas o apoio não se fica por aqui. A NERSANT põe mãos à obra e apoia ainda todos os empreendedores com ideias de negócio em mente. Desta forma, através do programa ApoiarMicro, a associação ajuda todos os empreendedores a por “no papel”, a sua ideia de negócio. Construído o plano de negócios e testada a validade da ideia, que pode ser verificada numa plataforma criada pela NERSANT para o efeito – o Sítio do Empreendedor, a NERSANT ajuda ainda o empreendedor a colocar em marcha a sua ideia, nomeadamente na procura de soluções de financiamento para a sua nova empresa.

Sabia que…? A NERSANT tem à disposição dos interessados, um curso que pretende habilitar os futuros empreendedores, com as ferramentas adequadas para a gestão do seu negócio? Conhecimentos sobre Administração, Qualidade, Gestão, Marketing e Economia são as linhas gerais deste curso, que tem inscrições abertas no portal Sítio do Empreendedor.

| 11

ECONOMIA

Definido plano de internacionalização para 2014

NERSANT ajuda a promover negócios das empresas além-fronteiras

Sendo o apoio à internacionalização das empresas do Ribatejo uma das prioridades da NERSANT, a associação empresarial já tem ao dispor das empresas interessadas, um plano de ações de internacionalização para 2014, que contempla a realização de missões empresariais, receções de delegações estrangeiras, encontros de negócios e participação em feiras internacionais. O plano de ações de internacionalização da NERSANT para o ano de 2014 já está definido. Este ano, a associação empresarial continua a apoiar e a promover a realização de ações de prospeção de negócio, que vão desde a organização de missões empresariais a diversos mercados, a receção de delegações empresariais e institucionais de diversos países, a organização de encontros de negócios e a visita e participação em feiras internacionais. Estas ações têm como objetivo melhorar o posicionamento das empresas participantes no mercado global, permitindo que estas iniciem exportações ou reforcem o seu potencial exportador, consolidando quotas de mercados ou diversificando os seus parceiros e clientes internacionais. O plano de internacionalização das empresas da região inicia já em março, de 16 a 23, com a realização de uma missão empresarial a Moçambique, que inclui a participação no Encontro de Negócios da Beira, primeira ação deste género que a NERSANT, em conjunto com a ACB – Associação Comercial da Beira, está a organizar fora de Portugal. Em maio, a NERSANT vai estar em Ca-

bo Verde, Angola e no Brasil. Entre os dias 01 e 06, a NERSANT estará am Cabo Verde, entre os dias 13 e 18 de maio, a associação tem agendada a realização de uma missão empresarial a Angola, que coincide com a Feira Internacional de Benguela, e entre os dias 25 e 31 do mesmo mês, a NERSANT vai marcar presença na Bahia Farm Show, no âmbito da sua missão empresarial ao Brasil. A NERSANT vai ainda voltar a Angola entre os dias 14 e 20 de julho, numa missão empresarial que coincide com a realização da FILDA. No mesmo mês, entre os dias 23 e 27, a associação empresarial vai estar em Cabo Verde, onde vai participar na II Feira Internacional do Agronegócio. A NERSANT vai também organizar uma missão empresarial a Moçambique entre os dias 24 e 31 de agosto, que coincide com a realização da FACIM. A NERSANT vai estar novamente em Moçambique em outubro (de 19 a 26), data em que vai organizar o II Encontro de Negócios da Beira. À semelhança dos anos anteriores, o mês de novembro vai ser dedicado à organização do NERSANT Business 2014, que vai decorrer na região do Ribatejo entre os dias 17 e 20 de novembro e onde vão estar delegações estrangeiras de diversos países da Europa, África, América do Sul e Ásia. No final do ano de 2014, de 02 a 07 de dezembro, a NERSANT vai estar em Marrocos com uma delegação de empresas da região, viagem de negócios esta que coincide com a realização da Construmar 2014. Os interessados em pré-inscrever-se em

Encontro de Negócios da Beira

CONHEÇA O SÍTIO DO EMPREENDEDOR EM: www.sitiodoempreendedor.nersant.pt

De 16 a 23 de março, a NERSANT irá organizar o Encontro de Negócios da Beira (evento multi-setorial organizado conjuntamente pela NERSANT e pela ACB - Associação Comercial da Beira). O crescente desenvolvimento que este país tem registado e o aumento sistemático do investimento português comprovam as oportunidades crescentes que existem neste mercado. Moçambique tem registado taxas de crescimento económico muito significativas nos últimos anos. Esta missão tem um carácter multi-setorial, englobando para além da presença no Encontro, contactos institucionais e reuniões com empresas locais, de acordo com os interesses das empresas participantes.

AGENDA INTERNACIONAL • 01 a 06 de maio - Missão Empresarial NERSANT a Cabo Verde, com participação na II Feira Internacional do Agronegócio • 13 a 18 de maio - Missão Empresarial NERSANT a Angola, coincidindo com a Feira Internacional de Benguela 2014 • 25 a 31 de maio - Missão Empresarial NERSANT ao Brasil, coincidindo com a Bahia Farm Show 2014 • 14 a 20 de julho - Missão Empresarial NERSANT a Angola, coincidindo com a FILDA 2014 MAIS INFORMAÇÕES: Departamento de Apoio Técnico, Inovação e Competitividade Tel.: 249 839 500 Fax.: 249 839 509 E-mail: datic@nersant.pt

qualquer destas ações de internacionalização, podem entrar em contacto com o Departamento de Apoio Técnico, Inovação e Competitividade da NERSANT, através dos contactos 249 839 500 ou datic@nersant.pt. Algumas das ações de internacionalização acima apresentadas fazem parte de um projecto conjunto que a NERSANT apresentou no âmbito do Sistema de Incentivos à Qualificação de PME (QREN), pelo que as empresas que a venham a integrar poderão vir a beneficiar de incentivo à sua participação.


12 |

ECONOMIA

27 FEVEREIRO 2014 PUBLICIDADE


27 FEVEREIRO 2014

| 13

ECONOMIA

NERSANT dinamiza medida Vida Ativa

Mais de 50 desempregados já estão em formação

Sabia que…? Para além da formação financiada, a NERSANT tem ao dispor das empresas um serviço de formação à medida? O objetivo da associação empresarial é dar resposta e fazer uma abordagem própria de problemáticas específicas das organizações, desenvolvendo o potencial humano nas mais variadas áreas de formação. Neste formato de Formação à Medida, a NERSANT poderá executar ações de acordo com conteúdos programáticos já existentes ou criar novos conteúdos de acordo com a realidade de cada organização, preparando, implementando e avaliando a todo o projeto formativo. MAIS INFORMAÇÕES: Departamento de Formação e Qualificação da NERSANT Tel.: 249 839 500 Fax.: 249 839 509 E-mail: dfq@nersant.pt

Apenas dois meses após a assinatura do protocolo de colaboração entre a NERSANT e o IEFP para a dinamização de ações de formação no âmbito do Vida Ativa, a associação já iniciou dois cursos no âmbito desta medida, direcionada exclusivamente a desempregados. Foi no final do mês de novembro passado, que a NERSANT assinou com o IEFP, um acordo de cooperação para o desenvolvimento de um conjunto de ações integradas no âmbito da medida Vida Ativa, iniciativa deste instituto que pretende consolidar, integrar e aperfeiçoar um conjunto de intervenções orientadas

para a ativação dos desempregados, favorecendo a aprendizagem ao longo da vida, o reforço da empregabilidade e a procura ativa de emprego. Neste momento, a NERSANT já iniciou duas ações de formação no âmbito desta medida. Uma das ações, “Técnico/a Comercial” arrancou ainda em dezembro,

Formação financiada disponível para as empresas apenas até junho As empresas interessadas em responder à obrigação legal de facultar formação aos seus colaboradores e que o queiram fazer através do plano de formação financiado da NERSANT, apenas o podem fazer até junho. A NERSANT apenas dispõe de aprovação para este tipo de formação, totalmente gratuita, até esta data, não se prevendo que haja formação financiada disponível para as empresas nem no segundo semestre de 2014, nem no ano de 2015. Este plano de formação, dirigido essencial-

NERSANT tem oferta formativa gratuita para trabalhadores das empresas

Formação nas empresas é obrigatória por lei De acordo com o Código do Trabalho, compete ao empregador garantir um número mínimo de horas de formação a cada trabalhador, quer em ações a desenvolver na empresa, quer através da concessão de tempo para o desenvolvimento da formação por iniciativa do trabalhador. Ainda de acordo com a legislação, ao trabalhador de-

no dia 19, em Torres Novas, com a participação de 27 formandos. Em Benavente, a NERSANT iniciou dia 15 de janeiro outra ação Vida Ativa, “Agente em Geriatria”, com 25 participantes. A Medida Vida Ativa tem tido bastante procura por parte dos desempregados da região, estando previsto o arranque de mais ações por toda a região do Ribatejo. A realização de ações de formação no âmbito da presente Medida, permitirá aos participantes a aquisição e/ou reforço das suas competências, contribuindo de forma ativa, para uma mais rápida e efetiva inte-

mente para os colaboradores das empresas da região, não tem qualquer custo para a entidade empregadora e responde à obrigação legal de as empresas facultarem formação aos seus recursos humanos. Os colaboradores das empresas que nelas participarem recebem ainda o subsídio de alimentação por cada dia de presença na formação. As ações encontram-se a decorrer de forma descentralizada em toda a região do Ribatejo, podendo ser realizadas quer nas instalações que a NERSANT possui pelo distrito de

Santarém, quer nas instalações das empresas que o solicitem e sempre que houver condições para tal. ‘Desenvolvimento pessoal’, ‘Formação de professores e formadores de áreas tecnológicas’, ‘Línguas e literaturas estrangeiras’, ‘Comércio’, ‘Contabilidade e fiscalidade’, ‘Gestão e administração’, ‘Secretariado e trabalho administrativo’, ‘Enquadramento na organização/ empresa’, ‘Ciências informáticas’, ‘Indústrias alimentares’, ‘Materiais (indústrias da madeira, cortiça, papel, plástico, vidro e outros)’, ‘Construção civil e engenharia civil’, ‘Saúde’, ‘Serviços de apoio a crianças e jovens’, ‘Trabalho social e orientação’ e ‘Segurança e higiene no trabalho’, são as áreas de formação disponibilizadas pela NERSANT.

ve ser assegurado um número mínimo de 35 horas, abrangendo em cada ano 10% dos trabalhadores. Esta obrigatoriedade eleva a importância da formação profissional nas empresas, quer numa ótica de promoção da melhoria de desempenho no trabalho, quer através do desenvolvimento dos conhecimentos dos quadros, bem como no aperfeiçoamento e reciclagem dos conhecimentos. A NERSANT tem alertado as empresas da região para esta obrigatoriedade, colocando ao dispor das mesmas a sua oferta formativa. A associação tem disponível formação gratuita para os ativos das empresas, sendo que os colaboradores das mesmas que nela participem, têm ainda direito a receber o subsídio

de alimentação por cada dia de presença na referida ação. Para além da formação para ativos, a NERSANT tem ainda outros tipos de formação, como o Move PME, projeto de formação-ação dirigido a empresários e gestores de empresas, e que também é completamente gratuito, bem como a formação à medida e a formação de formadores. O Departamento de Formação e Qualificação da NERSANT encontra-se à disposição das empresas para mais informações através dos contactos 249 839 500 ou dfq@ nersant.pt. As inscrições são feitas online, em www.nersant.pt. De referir que o incumprimento desta legislação pode dar origem a coimas.

gração socioprofissional. A medida potencia, assim, o regresso ao mercado de trabalho por parte dos desempregados, através de uma rápida integração em ações de formação de curta duração, que permitam a aquisição de competências relevantes, ou a valorização das competências já detidas, possibilitando, sempre, a continuidade do percurso de qualificação. As ações destinam-se exclusivamente a desempregados, jovens ou adultos, subsidiados ou não, registados nos Centros de Emprego do IEFP, independentemente das habilitações escolares. “Técnico/a de Vendas”, “Técnico/a Comercial”, “Técnico/a de Comércio Internacional”, “Técnico/a de Secretariado “, “Técnico/a Auxiliar de Saúde” e “Agente em Geriatria” são os cursos disponíveis no âmbito do Vida Ativa.

Formação em Segurança e Higiene no Trabalho disponível na NERSANT A NERSANT - Associação Empresarial da Região de santarém, tem à disposição dos interessados diversas ofertas formativas na área de Segurança e Higiene no Trabalho. Sendo a Segurança e Higiene no Trabalho uma preocupação crescente das empresas, a NERSANT tem tentado responder às solicitações das mesmas com uma oferta formativa adequada. Neste sentido, a associação empresarial elaborou um plano de formação com ações exclusivamente nesta área. Nesta área, a NERSANT tem disponíveis os cursos de Trabalhador Designado, Técnico de Segurança e Higiene no Trabalho - nível IV e ainda o curso de renovação do CAP - Técnico de Segurança e Higiene do Trabalho (100 horas). Os interessados podem consultar os locais de realização, datas, conteúdos programáticos e condições de participação, no portal da NERSANT, em www. nersant.pt, onde, aliás, poderão realizar a sua inscrição. Neste momento, existem datas previstas para o arranque destes cursos.


14 |

ECONOMIA

27 FEVEREIRO 2014 PUBLICIDADE


27 FEVEREIRO 2014

| 15

ECONOMIA

Assunção Correia, sócia-gerente da Confeções Ribanjos, Lda

“Nunca mais me vou esquecer dos ensinamentos que o Move PME me transmitiu”

A Confeções Ribanjo dedica-se à confeção de Polos, T-Shirts e Sweats, de homem e senhora, com logótipos bordados ou estampados. CONFEÇÕES RIBANJOS, LDA. Rua Cónego Feliciano da Assunção, n.º 42 – 2.º Esq. 2395-144 Minde – Alcanena Tel.: 249849227 | 919798450 E-mail: confeccoesribanjos@sapo.pt

Com 23 anos de atividade, a Confeções Ribanjos, situada em Minde, não se pode queixar do negócio, exportando 60 a 70 por cento dos seus produtos. O sucesso do negócio deve-se ao dinamismo da sua sócia-gerente, Assunção Correia, que vê na formação profissional especializada uma ferramenta imprescindível para a modernização e evolução da sua empresa. O que o motivou a frequentar esta formação? Tenho 53 anos e desde os 28 que conduzo esta empresa. Saí da escola cedo e não tive a oportunidade de ter conhecimentos de gestão. Tenho optado por frequentar ações de formação, com o objetivo de modernizar a minha empresa. Que tipo de conhecimentos adquiriu? Nunca mais me vou esquecer dos ensinamentos que o Move PME me transmitiu, especificamente na área de recursos humanos e gestão do tempo. Em primeiro lugar, aprendi a lidar com os meus colaboradores. Fiquei ciente de que não há maus empregados, apenas é preciso colocar as pessoas certas no lugar certo. Outra área que foi para mim muito importante, foi a de gestão do tempo. Na formação, tive a felicidade de ver um vídeo onde era personificado o “gestor mal organizado”, e imediatamente me revi naquela personagem. Eu andava sempre a correr! Com base na formação, aprendi a organizar-me e a organizar o trabalho de outra forma e hoje em dia fecho às 19h00 e

o meu tempo chega e sobra. O Move PME tem também uma componente de consultoria na empresa… o que tem a dizer desta área? Foi óptimo para mim. O consultor veio fazer uma análise à empresa e começou por

me aconselhar a organizar melhor as tabelas de preços. Antigamente quando um possível comprador ligava, andava sempre à procura dos preços, das tabelas, das percentagens… agora tenho uma listagem com tudo isto e consigo dar resposta ao cliente muito mais

“Nunca mais me vou esquecer dos ensinamentos que o Move PME me transmitiu, especificamente na área de recursos humanos e gestão do tempo. Em primeiro lugar, aprendi a lidar com os meus colaboradores. Fiquei ciente de que não há maus empregados, apenas é preciso colocar as pessoas certas no lugar certo.” *** “O Move PME foi um programa muito importante para mim.” depressa. Por outro lado, o consultor também insistiu comigo para que apostasse um pouco mais no marketing da empresa. Não tínhamos cartões de visita da empresa e ele incentivou-me a fazê-los; não tínhamos facebook e agora já temos…. O próximo passo é fazer um site para a empresa e fazer alguma divulgação junto de possíveis clientes da região. Para além de me ter também aconselhado a adquirir equipamento informático novo, pois o que tinha já estava um pouco obsoleto. Gostei de tudo. Foi de facto um programa muito importante para mim. Com estas alterações, sente que o negócio melhorou? Somos uma empresa pequena, mas nunca tivemos falta de trabalho. Têm existido mais contactos, que a crise por vezes não deixa que se concretizem em negócio. Mas posso dizer-lhe que já fizemos negócio com um senhor de Lisboa que viu o nosso produto no facebook. Poderá ser o começo de algo que nos permitirá evoluir um pouco mais. Acha que a formação profissional nas empresas é importante? Mais que importante, é essencial. Eu tenho recomendado a NERSANT a toda a gente, porque de facto, através deste tipo de formação têm-me ajudado imenso no desenvolvimento da minha atividade.


16 |

ECONOMIA

27 FEVEREIRO 2014 PUBLICIDADE


NERSANT (Fevereiro 2014)