Page 1

Ecetistas em Luta Boletim

Edição Rio de Janeiro - ano IX- nº 4 - terça-feira, 20 de agosto de 2013

Órgão da corrente nacional Ecetistas em Luta

- Distribuição gratuita -

Entre em contato com Ecetistas em Luta na Internet: olhovivoecetista.wordpress.com Receba o boletim Ecetistas em Luta por e-mail, escreva para: olhovivoecetista@pco.org.br - fone: (11) 3637-3273

negociação nesta terça-feira Os trabalhadores reafirmam sua reivindicação:

47,8% ou greve!

Em defesa do Convênio Médico, abaixo o Postal Saúde • Fim do SAP, SARC e GCR • Entrega pela manhã • Fim da terceirização, não à privatização dos Correios • Pela unidade nacional, fora divisionistas da federação paraguaia! A direção da ECT enrolou o quanto pode a representação dos trabalhadores. Enquanto a Fentect formou o Comando amplo de Negociação em Brasília para que começassem as reuniões, a empresa se recusou a negociar com o comando dos trabalhadores, numa tentativa de interferir na organização da categoria. A verdadeira intenção da empresa com tamanha intransigência, era forçar a volta do comando de apenas sete membros, o velho “balcão de negócios”. O comando nacional de negociações da Fentect resistiu à ditadura da empresa. Foram necessárias quatro tentativas de reunião, muita denúncia contra esse desmando da ECT e um protesto nas catracas do edifício sede em Brasília para que a empresa cedesse. Agora, na reunião de hoje (terça-feira) as negociações devem começar pra valer. Os pontos que dizem respeito às

necessidades mais sentidas do trabalhador serão debatidos e o Comando da Fentect vai defender até o fim os interesses da categoria, como vem fazendo até agora, na defesa do comando amplo. Cabe aos trabalhadores também já iniciarem a mobilização nos setores de trabalho, se preparando para a possível intransigência da empresa em relação às reivindicações. A campanha salarial só será vitoriosa com a mobilização dos trabalhadores. A ECT sabe que os trabalhadores dos Correios estão preparados para uma enorme greve. Por isso, está tentando jogar o jogo do divisionismo, patrocinando a Findect. Enquanto barrava o início das negociações com a Fentect, única federação da categoria, fazia negociatas com a Findect

(Federação Paraguaia) e não cansa de elogiar esses pelegos, que estão aceitando tudo o que a empresa diz (que só pode ser ruim para os trabalhadores). A categoria deve estar atenta. A arma principal da empresa nesse momento é o divisionismo da Findect. Já é sabido que a intenção da empresa é usar esses pelegos para aprovar a destruição do convênio médico e, pior ainda, há rumores que a proposta da ECT será um acordo bianual, como o de 2009, uma traição que deixou a categoria sem campanha salarial e sem reajuste por dois anos. A Fentect, o comando amplo de negociação e os trabalhadores não vão aceitar de jeito nenhum qualquer golpe da empresa. Se a empresa insistir, a greve é nossa arma e aqueles que venderem a categoria serão denunciados amplamente como traidores.

E greve de verdade é assim: nacional e unificada! assembleia de greve dia 17/9 | Greve a partir das 22 horas do dia 17


Boletim Ecetistas em Luta - edição Rio de Janeiro

2

Por que a Findect é amada pelos patrões

Os métodos da Fentect e os métodos da Findect

Os divisionistas não conseguem esconder que sua federação paraguaia não tem nenhuma participação dos trabalhadores Se comparados a qualquer organização sindical séria, os sindicatos da Findect parecem verdadeiros “castelos” onde apenas os presidentes dos sindicatos e uma reduzidíssima corriola de burocratas têm acesso. Os trabalhadores

de São Paulo sabem muito bem disso. As assembleias do Sintect-SP que antes eram feitas na Praça da Sé com milhares de trabalhadores, agora são feitas a portas fechadas, com centenas de seguranças, com detector de metal, fi-

Mandato de rei Eleições Como é na Findect sindicais Essa federação paraguaia nem existe e seus diretores já aproveitam as benesses dos cargos, são sete anos de mordomias! Esse estatuto monárquico foi inspirado no estatuto do Sindicato de Bauru (Sindecteb-BRU). Não por acaso, o presidente da Findect e Gândara, também presidentes do sindicato. Burocrata que tem costas quentes do patrão não precisa de eleição, não é mesmo? Gândara é herdeiro do pelego mais pelego dos Correios, o Chico de Bauru. Ele é o mentor das duas monarquias patronais: Findect e Sindecteb-BRU. Em São Paulo, os pelegos do PCdoB/CTB, sob o comando do reizinho Diviza “onista”, ainda não conseguiram chegar nos sete anos, mas em 2010, poucos meses antes da eleição do sindicato, deram um golpe na assembleia e aumentaram o próprio mandato para quatro anos.

Como é na Fentect De acordo com o estatuto da Fentect, os sindicatos filiados devem obedecer um período de no máximo três anos de mandato e devem ser feitas eleições. Os diretores da Fentect também são eleitos de três em três anos, por um congresso com cerca de 600 delegados que foram eleitos nas assembleias das 35 bases sindicais da categoria.

Na Findect

Basta ser burocrata presidente/diretor de sindicato pelego que o cargo na Findect está garantido.

Como é na Fentect

Os 21 diretores executivos mais os suplentes e o conselho fiscal são eleitos em um Congresso da categoria, do qual participam cerca de 600 delegados escolhidos em assembleias.

Decisões de interesse da categoria

Como é na Findect Sem participação da categoria. Quem decide são os presidentes (reis) dos sindicatos.

Como é na Fentect

Com ampla participação da categoria. Além dos Congressos de três em três anos, também são feitos os Conreps (Conselhos de Representantes), que reúnem mais de 300 delegados também eleitos em assembleias. Também podem ser convocadas plenárias nacionais e conselhos de sindicatos. Há também os Encontros: mulheres, racial, anistia, juventude e outros. Os trabalhadores também participam de comissões formadas para estudar, debater e propor temas específicos, como o PCCS, a anistia e outros.

gurantes e quase vazia de trabalhadores. Mas não são só as assembleias de São Paulo, quando há, que mostram o escândalo da ditadura da Findect. Leia o quadro abaixo

Negociações com a empresa Como é na Findect. Quando muito, sentam-se à mesa com a empresa os presidentes dos sindicatos: Diviza, Ronaldão, Gandara e Rufino. As negociações com a empresa são feitas à portas fechadas para que ninguém saiba o que acontece. Quanto mais longe dos trabalhadores e quanto menor a participação da categoria, melhor para os pelegos e para a empresa.

Como é na Fentect.

O Comando de Negociações da Fentect é composto por um membro de cada base sindical mais seis representantes da federação, o que dá a quantia de 41 membros. Esse comando amplo é uma maneira de aumentar a participação da base da categoria nos rumos do comando. Os trabalhadores são os maiores interessados nas negociações e eles têm que controlar o processo. Além de ter representantes de todo o País, o comando da Fentect ainda defende a transparência nas negociações, com a transmissão ao vivo das reuniões.

Boletim Ecetistas em Luta Rio de Janeiro, número 4-20/08/2013  

Boletim da OPOSIÇÃO ao Sintect-RJ

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you