Issuu on Google+

Ecetistas em Luta Boletim

Edição Minas Gerais - ano IX- nº 968 - terça-feira, 02 de julho de 2013

Órgão da corrente nacional Ecetistas em Luta

- Distribuição gratuita -

Entre em contato com Ecetistas em Luta na Internet: olhovivoecetista.wordpress.com Receba o boletim Ecetistas em Luta por e-mail, escreva para: olhovivoecetista@pco.org.br - fone: (31) 3224-0752 (11) 3637-3273

Trabalhadores dos Correios, uni-vos!

Situação Política favorece a maior greve da categoria em todos os tempos As mobilizações em todo o país, vão impulsionar uma grande mobilização da categoria

As recentes mobilizações que tomaram conta de centenas de cidades brasileiras nas últimas semanas são um sintoma claro de que a situação política brasileira ingressou de vez na crise internacional. Os jovens, impulsionados pela luta que começou em São Paulo contra o abuso no preço dos transportes e a repressão do governo do PSDB, tomaram as ruas aos milhares e colocaram a burguesia na parede. Na história sempre foi assim. Primeiro é a vez da juventude, que já vinha se mobilizando nas universidades, depois são os trabalhadores que explodem em grandes mobilizações. Nesse sentido, os trabalhadores dos Correios são os mais bem preparados para protagonizar uma enorme mobilização de proporções nacionais, que vai colocar o governo e a direção da ECT na parede e garantir vitórias para a categoria. Os trabalhadores dos Correios vem organizando importantes greves praticamente todos os anos. Em 2011, quando muitos defendiam ainda a besteira da burguesia de

que o povo brasileiro estava “dormindo”, os trabalhadores ecetistas realizavam uma grande greve de 28 dias, passando por cima da burocracia sindical e tomando as ruas de Brasília, foi preciso a intervenção ditatorial do TST para frear a luta, ainda que parcialmente. Dessa vez, os trabalhadores dos Correios estão ainda mais fortalecidos. A burocracia sindical, depois da derrota da greve de 2011, está completamente falida, o movimento de oposição nacional, formado na base da categoria, ganhou força dentro da Fentect. Tudo isso vai servir para impulsionar a luta da categoria. Está mais do que provado que o único caminho para vencer é tomando as ruas, se mobilizando. Foi assim que os governos mais reacionários e anti-povo do PSDB, como é o caso de Geraldo Alckmin em São Paulo e Anastasia em Minas Gerais, foram obrigados a voltar atrás no aumento das passagens. A campanha salarial começa agora. A data-base é dia 1° de agosto e é preciso

fortalecer a unidade nacional para desde já organizar uma campanha de mobilização. Se a empresa não ceder, os cerca de 120 mil trabalhadores dos Correios vão parar de norte a sul do País. A categoria já está discutindo suas pautas. Estão marcadas assembleias e congressos para organizar a campanha salarial, que esse ano estará mais do que nunca sob o controle da base. Todos os trabalhadores na rua, se a empresa não ceder, greve geral, se a empresa não negociar, ocupar os prédios dos Correios até que as reivindicações da categoria sejam atendidas. Não à privatização da ECT! Não ao golpe do Postal Saúde. Ampliação do convênio médico da categoria! Direito de greve! Não à intervenção do Judiciário! Abaixo a repressão aos trabalhadores! Fim do SAP e do SARC! Entrega pela manhã! Contratação de 30 mil trabalhadores, fim da terceirização com incorporação dos terceirizados que já estão na empresa!

Companheiro trabalhador! Acompanhe o programa Agenda Minas na TV Band às 9h30, aos sábados, noticiaremos os principais problemas da categoria e as atividades do sindicato.


Boletim Ecetistas em Luta - edição Minas Gerais - nº 968, terça-feira, 01 de julho de 2013

2

AC/CDD Barreiro

Abusos, barulho e poeira

Trabalhadores estão sendo obrigados a trabalhar em meio a um barulho ensurdecedor, e em um ambiente toralmente insalubre Os trabalhadores da AC e CDD barreiro fizeram a denúncia e a direção do Sindicato foi averiguar a situação. No local o dirigente do SINTECT-MG se deparou com um ambiente totalmente insalubre para a realização das atividades laborais. Os ecetistas da AC Barreiro estavam realizando o atendimento dos clientes praticamente na rua devido ao cadastramento escolar. Todo mundo sabe que o Barreiro é uma das regiões de maior população de Belo Horizonte e sequer a ECT providencia um apoio para os atendentes poderem prestar o serviço para a população sem

ter um desgaste de sua saúde. Um absurdo o descaso da ECT para com os atendentes de todas as regiões, haja visto que a Empresa lucra muito nas costas destes companheiros que fazem trabalho de Correios, de banco e vários outros como este de cadastramento escolar. Enquanto o Correios lucra milhões os companheiros estão sendo obrigados a trabalharem sem nenhuma condição de trabalho e em um ambiente totalmente insalubre. No CDD que fica em cima da Agência a situação não é diferente. O excesso de serviço e a falta de efetivo também imperam no setor. Como se não bastasse tanta exploração para os trabalhadores da AC e do CDD a ECT resolveu realizar

uma reforma com os trabalhadores dentro do setor. Em visita ao local a direção do SINTECT-MG verificou através de um decímetro que o volume de ruídos é muito acima do permitido por lei. Não é só isso, a poeira tomou conta do setor e vários trabalhadores estão se afastando por problemas respiratórios devido o ambiente impróprio para a realização do trabalho. Além desta novela toda a chefia ainda “propôs” que os trabalhadores do CDD fossem transferidos para trabalharem na garagem. Um completo absurdo, pois não existe condições mínimas para o trabalho na garagem. Diante desta Situação o SINTECT-MG convoca a CIPA do local de trabalho e demais trabalhadores para se reunir com a diretoria do Sindicato e tirarmos encaminhamentos que já adiantamos podem ser até de embargo do serviço por falta de condições de trabalho. Não vamos deixar que tirem direitos que conquistamos lutando e nas ruas.

CDD Floresta Trabalhadores comendo baratas

Trabalhadores do CDD Floresta e GERAE são obrigados a esquentar marmitas em micro-ondas repleto de baratas No prédio onde está situado o CDD Floresta e o serviço de saúde dos Correios os trabalhadores que levam marmita e não chegam cedo o suficiente para colocar a marmita “no banho Maria”, que não suporta todas as marmitas do prédio, são obrigados a esquentar sua comida em um microondas cheio de baratas. Este microondas é o único em funcionamento no prédio que comporta dezenas de trabalhadores. O cheiro no local é horrível devido as baratas que são assadas junto com a comida e muitos companheiros perdem até o apetite. Já foram feitos diversos pedidos de novos equipamentos por meio da equipe de apoio. Porém ECT mostra todo o seu descaso com os trabalhadores e ignora os pedidos. Diante da Situação escandalosa o SINTECT-MG exige da ECT que sejam colocados outros equipamentos e que a higienização dos mesmos seja mantida em dia. Não ao descaso da ECT com os trabalhadores do CDD Floresta e do Serviço de Saúde.

CDD Sion Goteiras infindáveis

Após várias anos de conversa, com as “pessoas do condomínio” (do prédio residencial acima do CDD), também bombeiros e sabe-se lá qual a gama de profissionais indo visitar a “cachoeira” em que se tornou o setor, o representante da Cipa (Rodolfo) informou que foi aberta uma ordem de serviço para resolver o problema. Mas, segundo ele, ainda não teve retorno da empresa. Baldes e panos de chão enfeitam o caminho ao lados dos armários dos carteiros já acostumados a levar umas gotas, sabe-se lá de que procedência. A piada é que a água foi filtrada pela laje. Ficamos com o risco de escorregões, quedas e até dengue pela constante poça, baldes cheios e grande número de pernilongos no local. Os trabalhadores querem saber: Quando a ordem de serviço vai se concretizar e essa situação será resolvida? Queremos uma solução definitiva. Quando vai acontecer? “Chega de chover molhado”!!!


Ecetistas em Luta Minas Gerais, 02/07/2013