Issuu on Google+

CLIMA RIO - NOVEMBRO-DEZEMBRO/2009






CLIMA RIO - NOVEMBRO-DEZEMBRO/2009


E DITORIAL revista Ano VII - Nº 48  EDIÇÃO: NOVEMBRO-DEZEMBRO/2009 TIRAGEM: 5.000 EXEMPLARES A Revista CLIMARIO é publicação bimestral editada pela OLHO NU PROMOÇÕES E EVENTOS LTDA. Editor: RONALDO DA MOTA LEITE Editora de Arte: RENATA LEITE GALVÃO Diagramação: HELOISA FRAENKEL Estagiária: NATASHA C. B. PROENÇA Fotografia: JOSÉ PAULO R. D. CALDEIRA Redação: SABRINA AMORIM Revisão: CLÁUDIA PEREIRA Comercial: FLÁVIO LEITE Circulação: MARCELO OLIVEIRA Secretária: REGINA MENDES Jornalista Resp.: ROSANE MARINHO A OLHO NU não se responsabiliza pela opinião dos entrevistados. ou pelo conteúdo dos artigos assinados, que não expressam necessariamente a opinião da editora.A reprodução total ou parcial das matérias só será permitida após prévia autorização da editora. Correspondência Avenida Paulo de Frontin, 338 - Cob. Rio Comprido - Rio de Janeiro - RJ CEP 20261-242 Telefax: (21) 2502-2034 E-mail: climario@climario.com.br Site:www.climario.com.br

OlhoNu PROMOÇÕES E EVENTOS

CLIMARIO 2010 e o Brasil em Ritmo de Crescimento CLIMARIO, que é realizado a cada dois anos, tornou-se, com o passar dos anos, em um dos eventos mais representativos e visitados do território nacional. Alcançou números reais em sua última edição, acontecida em 2008, que o elevaram ao status de segundo maior evento do setor no Brasil. Um clima de otimismo está toman-

do conta do País. São quase unânimes entre os analistas econômicos as avaliações afirmando que devemos crescer em torno de 5% no ano que vem. A Bolsa de Valores de São Paulo, recuperada e dinâmica, se aproxima dos 70 mil pontos. O BNDES acaba de bater seu recorde de desembolsos, aumentando muito os financiamentos para pequenas e médias empresas. Grandes investimentos são planejados visando a realização da Copa do Mundo de Futebol em 2014 e as Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro. A consequência mais importante de tudo isso é que diminui a injustiça social no Brasil, as camadas mais baixas da população entram no mercado de consumo e saem da área da exclusão social. Os empreendedores e empresários brasileiros passam a se sentir mais seguros para investir e modernizar seus negócios. A perspectiva é que em alguns anos o Brasil possa estar entre as mais importantes economias do mundo. É neste clima que a a OLHO NU entra na reta final para a realização do CLIMARIO 2010. Criado em 2002 pela Olho Nu Promoções e Eventos Ltda. com o objetivo de abrir um espaço para a divulgação das empresas dos setores

de climatização, refrigeração e energia alternativa sediadas no Estado do Rio de Janeiro, o CLIMARIO rapidamente ultrapassou sua meta inicial. Já em sua primeira edição contou com a participação de algumas poucas empresas sediadas em outros estados do Brasil, participação esta que vem crescendo significativamente a cada nova edição do evento. Ao longo de suas quatro edições anteriores, o CLIMARIO tornouse ponto de encontro obrigatório entre as principais empresas fabricantes e prestadoras de serviços com milhares de profissionais especializados de segmentos diretamente interessados em produtos e serviços dos setores de climatização, refrigeração e energia alternativa. Acesse www.climario.com.br e conheça mais sobre “o evento mais charmoso com o melhor clima do setor”.Verifique a extensa programação de eventos que serão realizados em paralelo ao CLIMARIO 2010 e aproveite para fazer seu pré-credenciamento como visitante através do site. Feliz Natal e Próspero Ano Novo!

CLIMA RIO - NOVEMBRO-DEZEMBRO/2009




S UMÁRIO

6 8 10 14 16 17 18 20

PRODUTOS E SERVIÇOS AT UA L I DA D E Emergente, classe C consome mais D E S TAQ U E S Planetário de Foz do Iguaçu é climatizado pela Totaline Elgin participa das Olimpíadas do Conhecimento 2009 Midea do Brasil lança novo site C L I M AT I Z AÇ ÃO Ar condicionado versus climatizadores por evaporação MEIO AMBIENTE Emissões globais subiram 29% desde 2000 e o aumento da temperatura pode chegar 6˚C E N E R G I A A LT E R N AT I VA Geração de energia alternativa irá triplicar até 2017 EMPRESA Prêmio Destaques SMACNA BRASIL 2009 TO M E N OTA

12 Grandes negócios na ESPECIAL

rota de Copenhague



CLIMA RIO - NOVEMBRO-DEZEMBRO/2009

ÍNDICE DE ANUNCIANTES A. Salles Abba Aerocoil Armacell Artenve Balg Carrier Cetest Climabras Espirodutos Interclima Itermil Isotran Pigatti Polipartes Polipex Powermatic Refrin Serraff Trox Westaflex

15 9 15 11 15 19 24 19 5 11 9 7 11 15 17 19 19 16 4 23 7


Nossos votos de um Natal repleto de paz e harmonia, e um 2010 de muitas realizações! CLIMA RIO - NOVEMBRO-DEZEMBRO/2009




P RODUTOS & SERVIÇOS

SPRINGER CARRIER Ganha Classificação “A” no Programa Brasileiro de Etiquetagem do INMETRO

Fancolete Hospitalar TROX da Série FCDF-HS

a

SPRINGER CARRIER preocupada com o consumo de energia de seus produtos, participa do Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE), realizado pelo INMETRO e que compara os desempenhos de cada produto/fabricante em um ranking que vai de A - o melhor, até E - o mais energívaro. Hoje, a marca possui mais de 30 peças com a certificação A, entre as categorias de ar condicionado, como os produtos Springer Duo, Carrier Diamond e Toshiba Daiseikai. Além disso, a empresa foi a primeira entrar voluntariamente no programa do tipo piso teto. Desde o começo do PBE a Carrier participa, com pessoas altamente capacitadas e interessadas neste processo. Para se ter uma ideia, quando um consumidor opta por um equipamento classe A em detrimento a um classe C, a economia na conta de luz pode chegar a mais de R$2 por dia em um aparelho split residencial. Já no caso de um equipamento piso teto, instalado em um restaurante, a conta poderia ser facilmente multiplicada por 5, 10, ou até mais, dependendo do clima local. Além da evolução dos índices que se alteram em intervalos acordados, nos 26 anos que o programa existe, a etiquetagem incluiu recentemente a verificação da segurança elétrica, os produtos piso teto e o aumento da capacidade de 36.000 para 60.000 BTU/h. Para o ano que vem também serão avaliados o split tipo cassete, o selo ruído e a informação de consumo standby e o portátil. Para a Springer Carrier, o PBE “é uma importante ferramenta para o desenvolvimento do mercado de maneira sólida e sustentável, pois auxilia os fabricantes comprometidos a demonstrar sua perícia em desenvolvimento de produtos e soluções.”, diz Teixeira.

POLIPEX Pode Dobrar Produção Acumulada

a

pós atingir, em setembro último, a marca de 100 milhões de metros lineares de tubos de polietileno expandido de baixa densidade produzidos nos seus primeiros 18 anos de vida, a Polipex tem condições de chegar ao dobro desse total até o final de 2012.O cálculo é do presidente da empresa, John Johannes van Mullem, ao analisar os efeitos de uma inovação tecnológica introduzida gradativamente na linha de produção da indústria catarinense, na qual foram investidos cerca de US$ 100 mil a partir de 2008.Com isso, a pioneira na industrialização do material no País colocou em prática uma solução já conhecida na Europa que pode até dobrar a metragem produzida, porém sem a necessidade de se ampliar o parque fabril.

MICROBLAU Lança Controlador Microprocessado

d

esenvolvido para controlar temperatura, umidade e pressão de ambientes classificados como Sala Limpa, possui indicação local das variáveis controladas. Atende à norma para Centros Cirúrgicos e as recomendações CFR21-part11 e GAMP4 para Indústria Farmacêutica.Programável, o EXXA SL monitora e garante a segurança em locais críticos (salas limpas), proporcionando visualização interativa e das condições do ambiente (pressão/temperatura/umidade/vazão). Possui exatidão de 0,10% e resolução de 0,0001. Apresenta comunicação Modbus RTU 9.600 a 38.400 kbps, conexão por bornes destacáveis plug-in e IHM touchscreen.



CLIMA RIO - NOVEMBRO-DEZEMBRO/2009

o

fancolete hospitalar da Série FCDF-HS da TROX é um equipamento de alto desempenho e baixíssimo nível de ruído, indicado para uso em ambientes hospitalares ou ambientes que necessitem de filtragem de ar grossa (G4) e filtragem fina (F9) conforme norma ABNT NBR 7256. Dentre suas características destaca-se: ajuste automático de vazão de ar e água na serpentina de forma a minimizar o nível de ruído e consumo de energia; altura reduzida o que possibilita sua instalação em forros com altura de 330 mm e total facilidade de manutençãoDisponível na capacidade nominal de 1,0 e 1,5TR, sua tensão é de 220Volts monofásico, já vem equipado com a válvula de água e opcionalmente pode ter serpentina para água quente, e emissor de radiação UVC.

Ice Maker SPRINGER

á

gua, sombra, água fresca e muito gelo para refrescar. Em apenas 7 minutos, a “fábrica de gelo” Ice Maker, da Springer, produz cerca de 12 cubos de gelo. Em 24 horas, a produção pode chegar até 15kg! Ideal para os dias mais quentes do Verão. É só levar na praia, no sítio, nas festas de final de ano, em passeios de barco. O produto é uma ótima sugestão de presente para o Natal. Compacto e feito em aço inox - material não corrosivo, o produto não requer instalação hidráulica. Basta ligar na tomada e o gelo é fabricado em três tamanhos. Capaz de armazenar até 2kg, possui tanque de aproximadamente 3 litros de água.


CLIMA RIO - NOVEMBRO-DEZEMBRO/2009




ATUALIDADE Viviane Ávila

Emergente, Classe C Consome Mais Emergente, a classe C está dei- Segundo dados do IBGE e da FGV (Fundação Getúlio Vargas), cerca de xando de ser classificada como 20 milhões de brasileiros saíram da de baixa renda. A concentrabase para o meio da pirâmide social, fazendo com que pela primeira vez ção de renda diminui e esse nona história do País, a chamada classe vo perfil de consumidor alcança média represente a maioria da população (52% do total). uma auto-estima renovada, próCom o aumento do poder de xima de uma condição bem mais compra nas mãos da classe C, a inampla de cidadania. dústria se volta para esse segmento e

traz para o mercado marcas com rótulos pouco conhecidos, mas com espaços garantidos nas gôndolas e domicílios de todo o País. As famílias brasileiras ampliaram em 14% o volume de compras das cestas de alimentos, bebidas, higiene pessoal e de produtos de limpeza no primeiro semestre de 2009, segundo pesquisa realizada pela Latin Panel. O estudo revelou uma ascensão de marcas emergentes entre as cinco primeiras posições em volume de vendas em 2008, em 31 categorias das 94 pesquisadas. Mas não foi só o número de marcas que aumentou. O número de idas do consumidor brasileiro ao ponto de venda passou de 13 para 15 vezes nos primeiros seis meses de 2009, comparado a 2008. O tíquete médio também subiu de R$ 11,55 para R$ 12,45 no mesmo período apurado. Consequentemente, o gasto médio das famílias para o abastecimento do lar cresceu 19%. O resultado positivo do consumo no primeiro semestre de 2009 refletiu diretamente no aumento do número de categorias presentes no carrinho de compras dos brasileiros. A classe DE comprava 22 tipos de produtos nos primeiros seis meses de 2008 e agora passou a comprar 27. A classe C saltou de 32 para 33 no mesmo período. Somente a classe AB ficou estável. Essas novas ten-



CLIMA RIO - NOVEMBRO-DEZEMBRO/2009

dências mostram que o brasileiro começa a levar o lazer para dentro de casa, até como forma de evitar gastos desnecessários em momentos de crise e de aprendizados deixados por ela.As pessoas estão mais em casa e necessitam de geladeira cheia e casa limpa. Além disso, passaram a valorizar ainda mais a relação de custo e benefício. O estudo “O consumo popular e as marcas: construindo confiança para gerar valor”, realizado ano passado pela Troiano Consultoria de Marcas, confirmou, antecipadamente, essa tendência de comportamentos do consumidor e do mercado.Uma melhor distribuição de renda, seja por meio do Bolsa Família ou sinalizada pelo coeficiente de Gini (indicador que mede a concentração de renda de um país), favorece o sentimento de previsibilidade do consumidor. Ele consegue prever, se organizar e se comprometer mais com o consumo, e o mercado reage positivamente. Esse fenômeno não é exclusivamente brasileiro. A globalização incorporou centenas de milhões de pessoas ao mercado de consumo, não somente em países como China, Índia e Brasil, mas também no Leste europeu, no Oriente Médio, na América Latina e em alguns países da África. Embora dados do Banco Mundial indiquem que 75% da população do planeta vive com uma renda per capita abaixo de 10 mil dólares anuais, metade deste contingente apresenta rendimentos acima de U$ 2.500/ ano, o que é considerado o mínimo para atender as necessidades de sobrevivência. Segundo o estudo da Troiano, até 2020, o contingente com renda acima deste patamar deve crescer 80%, enquanto os que sobrevivem na base da pirâmide deverão diminuir 24%.


CLIMA RIO - NOVEMBRO-DEZEMBRO/2009




D E S TA Q U E

Planetário de Foz do Iguaçu é Climatizado pela TOTALINE A Totaline Foz do Iguaçu foi esco-

Obra conta com equipamentos com certificação de qualidade ISO e de baixo consumo de energia.

lhida, por meio de licitação, para fazer a climatização do Pólo Astronômico Casimiro Montenegro Filho, o mais novo planetário do município de Foz do Iguaçu, no Paraná.Equipamentos, expertise e pontualidade destacaram a empresa e a marca para a efetivação da obra. Inaugurado no dia 20 de maio deste ano, o novo Planetário conta com produtos de baixo consumo de energia e com certificação de qualidade ISO. Cinco áreas fo-

ram climatizadas: Observatório, Sala de Exposição, Telescópio e Sala de Reuniões, com aparelhos do tipo Piso Teto Modernitá, e a Sala da Administração, com o modelo Split Hi Wall Maxi Flex. Ao todo, as instalações somam um total de 62 TRs, o equivalente a 734 mil Btu’s/h.Além de ser uma importante ferramenta de divulgação da ciência, o Pólo entra no roteiro dos atrativos turísticos do Destino Iguaçu, que inclui Foz do Iguaçu e a região trinacional.

ELGIN Participa das Olimpíadas do Conhecimento 2009 Evento teve a proposta de estimular a constante atualização de estudantes de cursos profissionalizantes ligados à tecnologia

Com o objetivo de facilitar e poten-

cializar o intercâmbio de informações entre estudantes, docentes e profissionais de mercado, a Divisão de Refrigeração da Elgin participou da edição 2009 das Olimpíadas do Conhecimento. O apoio deu-se, sobretudo, pela valorização do aprimoramento intelectual e profissional nos mais distintos vieses do conhecimento. Ocorrido entre 09 e 14 de novembro, o evento bienal promovido pelo Senai reuniu mais de

13 mil participantes. Nos cinco dias de evento, os concorrentes se dividiram entre provas práticas, de qualidades pessoais e de múltipla escolha.Especificamente para alunos e interessados em mecânica de refrigeração, seja por conceitos teóricos ou vivências na área, a Elgin levou um estande ao evento. No local, engenheiros, mecânicos e profissionais em formação puderam interagir e agregar novos conteúdos acerca de mercado, produtos e instalações.

MIDEA do Brasil Lança Novo Site A Midea do Brasil, empresa de con-

A Midea está sempre em busca do bem estar, gerando inovações que tornam os ambientes mais agradáveis.

10

CLIMA RIO - NOVEMBRO-DEZEMBRO/2009

dicionadores de ar e eletrodomésticos como aquecedores de água a gás, coifas, cooktops e adega, acaba de lançar seu novo site. Criado pela empresa Soluções, de Joinville (SC), o site apresenta imagens e especificações completas de todos os produtos das linhas Para Sua Casa, Estabelecimentos Comerciais e Projetos de Climatização. Também há uma área para download de imagens para a imprensa e de materiais para os representantes,

como manual de marca, catálogo, folders e papel de parede para computador. Na seção Onde comprar é possível ver a localização de todos os pontos de venda da Midea, que está presente em todos os estados do Brasil. Além das funcionalidades, o site ainda apresenta a nova campanha, o conceito “Transforma sua vida” e um ícone, a borboleta azul que na China significa transformação, beleza e suavidade. Conheça o novo site clicando em www.mideadobrasil.com.br


CLIMA RIO - NOVEMBRO-DEZEMBRO/2009

11


E SPECIAL José Roberto Campos é editor-executivo do Valor

Grandes Negócios na Rota de Copenhague Negócios bilionários e boas intenções vão se encontrar em Copenhague na próxima semana. Grandes oportunidades de lucro reforçam a causa ambiental e elas dependem do que for decidido na Conferência do Clima. Reduzir ao máximo a dependência de petróleo e as demais fontes de energia fóssil é agora um imperativo econômico. O petróleo está se tornando um bem escasso, caro demais e 70% de suas reservas localizam-se nas regiões mais instáveis do mundo. Mesmo com a maior recessão em quase cem anos, o preço do barril praticamente não caiu abaixo dos US$ 35, quase o quádruplo dos US$ 9 do valor anterior, no fim dos anos 90. Livrar-se da dependência energética externa tornou-se um mantra da administração do presidente Barack Obama. A única questão é: quais países inventarão, fabricarão e exportarão as tecnologias limpas e quais países se tornarão dependentes de produtos de fora?

12

CLIMA RIO - NOVEMBRO-DEZEMBRO/2009


Deter o aquecimento global tornou-

se uma nova fronteira a partir da qual é possível auferir grandes lucros e, claro, poder global. Ainda que sua fatia seja hoje diminuta, as energias renováveis crescem exponencialmente. Em 2007 e 2008 elas atraíram investimentos globais acima dos US$ 100 bilhões anuais. Mas elas são apenas uma parte da história. Se forem incluídos os produtos verdes, o mercado potencial chega a fantásticos US$ 4,7 trilhões em 2020, segundo projeção da consultoria Roland Berger. Há uma corrida pela vantagem tecnológica, com fantásticas recompensas para quem estiver na dianteira. A revolução verde já começou e em 2020 a tecnologia verde será maior que a indústria automobilística e de engenharia na Alemanha. Os recursos destinados a projetos de tecnologia limpa são relevantes e crescentes. Até 2013, China, Japão e Coreia do Sul despejarão US$ 509 bilhões neles e os EUA, mais US$ 172 bilhões nos EUA no período. Para cortar as emissões de CO2 pela metade até 2050 em relação ao nível de 2005, serão necessários investimentos de US$ 45 trilhões, estima a Agência Internacional de Energia. Em 2008, o aumento da capacidade instalada de energias não fósseis foi superior ao das fontes convencionais. A Europa e os EUA estão na dianteira nas energias renováveis, com a China se aproximando deles. A China é o país com maior capacidade instalada dessas energias, com 76 gigawatts, seguida pelos EUA (40 GW), Alemanha (34 GW), Espanha (22 GW), Índia (13 GW) e Japão (8 GW). As posições oscilam de acordo com a fonte da energia. Do investimento total, a energia eólica recebeu a maior fatia, US$ 52 bilhões em 2008, ante US$ 34 bilhões para a solar, US$ 17 bilhões para biocombustíveis e US$ 8 bilhões para a biomassa. A energia eólica é a campeã em capacidade instalada, com 43% do total, seguida pelas pequenas hidrelétricas (30%), biomassa (18%) e solar (5%). Apesar de 80 países terem instalações comerciais para usar a energia eólica, quase toda ela concentra-se na Europa. Ninguém bateu a China até agora no aproveitamento de pequenas e grandes centrais hidrelétricas. E a Espanha tornou-se a líder mundial em energia solar, com 2,8 GW e sedia a maior unidade do mundo em Olmedilla de Alarcon.

Para bancar as energias renováveis, que são capital intensivas, havia project finance de US$ 47,8 bilhões em 2008. Cerca de 28% desses projetos foram feitos na Europa e 15% nas Américas. Dos projetos que estão sendo montados ainda, quase metade vai para os EUA, um quarto para a Ásia e 15% para a Europa. Os bancos tiveram receitas de US$ 500 milhões com a comercialização de créditos de carbono e o futuro é promissor. Este mercado pode mover US$ 2 trilhões em 2020, prevê a consultoria McKinsey. Há mais bilhões nessas contas. As legislações nacionais de estímulo a medidas que reduzam emissões, feitas pelo Deutsche Asset Management, chegam a US$ 212 bilhões, excluindo a China. Um quarto desse total destinase à eficiência energética. Transporte de massa e carros limpos ocupam boa parte dos recursos restantes. A economia de baixo carbono vai modificar a paisagem humana e os carros elétricos são hoje uma aposta transcontinental, com a China igualmente no páreo. A Peugeot , uma das pioneiras, quer uma nova linha deles rodando na França no ano que vem, antes que sua rival Renault chegue com seus quatro modelos a partir de 2011. O governo americano dará US$ 7,5 mil, o inglês, US$ 8,2 mil e o chinês US$ 8,8 mil ao comprador de um veículo elétrico. Ainda

há grandes desafios tecnológicos pela frente. Baterias de lítio estão sendo testadas, mas tudo nos carros será transformado para torná-los mais leves e econômicos, da aerodinâmica a novos materiais. Os gastos com pesquisa e desenvolvimento ainda engatinham e tecnologias revolucionárias não aparecerão tão cedo. Mas é a dianteira tecnológica que definirá os vencedores na economia verde. Nesse ponto, o futuro continua desagradavelmente parecido com o passado e os países ricos dominam. A organização britânica Chatam House vasculhou 57 mil patentes de tecnologia de energias limpas e constatou que, apesar do progresso de Brasil, Índia e China, nenhuma de suas companhias ou organizações estavam nas dez primeiras colocações em qualquer setor analisado. O Brasil detinha, em 2008, 1,2% do total de patentes ambientais, segundo estudo da Bruegel, think tank belga.

CLIMA RIO - NOVEMBRO-DEZEMBRO/2009

13


C L I M AT I Z A Ç Ã O Alexandre Octávio R. Lopes, Guilherme R. Da Costa Gabarra, Bruno W. Fontes Lima

Ar Condicionado Versus Climatizadores por Evaporação Como sabemos os aparelhos de ar

Os climatizadores de ar por evaporação apresentam uma grande vantagem sobre os aparelhos de ar condicionado convencionais, quando se procura o conforto térmico de pessoas.

14

CLIMA RIO - NOVEMBRO-DEZEMBRO/2009

condicionados não agradam a todos, devido algumas desvantagens, entre elas: o ar seco, a recirculação do ar (não renovação do ar), alto consumo de energia elétrica e ainda o uso de gases prejudiciais à camada de ozônio e efeito estufa. Surge como solução viável, um aparelho de resfriamento que, além de utilizar menos energia elétrica, deixa o ar mais úmido e ainda renova o ar não fazendo o uso de nenhum gás.São os climatizadores por evaporação. Como o próprio nome sugere, o princípio físico de funcionamento do aparelho é por evaporação da água. O fato de a evaporação ser um processo bastante endotérmico foi o início para a realização desta idéia. Além disso, é um processo adiabático, pois não emite calor para o ambiente trocando apenas o calor latente necessário para a transformação do estado físico. O esfriamento por evaporação acontece com freqüência na natureza. Temos como exemplo a brisa fresca próxima a uma cachoeira, ou até mesmo em nossa transpiração, que nada mais é do que um modo de diminuir a temperatura do corpo, pois o suor troca calor com o ambiente esfriando assim nosso corpo. Este fenômeno já era observado desde a antiguidade. Panos molhados e chafarizes eram colocados em pátios internos para criar um ambiente mais ameno. Os antigos egípcios colocavam grandes jarros de barro cheios de água nas entradas das pirâmides, para que o ar passasse pelos jarros e trocasse calor com a água, entrando nas pirâmides mais frio. Quando se leva em conta a qualidade do ambiente refrigerado, o cli-

matizador leva vantagem, já que não deixa o ar tão seco (principal reclamação dos usuários de ar condicionado convencional) e não tão gelado (com uma umidade do ar maior, não há necessidade de temperaturas tão baixas para uma mesma sensação térmica). Entretanto, o uso de climatizadores não é indicado para todas as condições. Ambientes em que é necessário um rigoroso controle da temperatura, ou então ambientes em que uma umidade relativa do ar alta seria prejudicial, aparelhos convencionais ainda são os mais indicados. Levando-se em consideração a economia de energia, e conseqüentemente, o custo de utilização, os climatizadores novamente demonstram um diferencial quando comparados. Seu custo de operação chega a ser nove vezes menor, o que, mesmo trocando-se os aparelhos convencionais por climatizadores, retornariam o capital investido em aproximadamente 1 ano. Um ponto observado é que, apesar de todas essas vantagens, o uso de climatizadores ainda é pouco difundido. Um ponto que pode, e deve ser explorado, pelas indústrias produtoras de climatizadores, já que além da economia energética, há a não agressão ao meio ambiente, principalmente à camada de ozônio. Outro ponto a ser explorado é o fato de que poucas pessoas que se sentem confortáveis nos ambientes com aparelhos convencionais. Políticas de troca dos aparelhos convencionais por climatizadores por evaporação (ou outras alternativas) deveriam ser encorajadas, principalmente em ambientes públicos, por proporcionar um ambiente mais saudável.


Catálogo Virtual Economize papel e colabore com o planeta Revistas, catálogos e todo tipo de informativo eletrônico, com um visual mais atraente, intuitivo e fácil de usar. Basta introduzir o CD/DVD ou acessar um endereço de web. Benefícios: • Inovar e surpreender nas apresentações • Ter alcance global • Organizar todo o conteúdo técnico e comercial da empresa, posicionando suas publicações na era digital • Criar um selo de resposabilidade social: menos uso de papel.

ENGENHARIA FUNDADA EM 1938

Instalação • MANUTENÇÃO • CONSULTORIA SOLUÇÕES A GÁS NATURAL ar condicionado • automação • ventilação refrigeração • diagnósticos energéticos geração de energia • climatização • cogeração

Tratamento personalizado na instalação e manutenção de sistemas de ar condicionado central

A.SALLES E CIA LTDA Rua Haddock Lobo, 369/908 - Tijuca Tel.: (21) 2567.5666 - Fax: 2254.4832 e-mail: asalles@asalles.com.br www.asalles.com.br

AEROCOIL AR COND. LTDA Rua Dr. Nunes, 286 Olaria - Rio de Janeiro - RJ Tel.: (21) 2290.9204 - Fax: 3867.0825 e-mail: aerocoil@gbl.com.br

Ar Condicionado Central Ventilação

Termo-acumulação - Cogeração Monitoramento Predial

Instalação - Manutenção

ARTENVE ENGENHARIA LTDA Rua Dr. Nunes, 1214 Olaria - Rio de Janeiro - RJ Tel.: (21) 2560.8622 - Fax: 2560.7245 e-mail: artenve@openlink.com.br

Instalação, Manutenção e Reparos de Ar Condicionado, ventilação, exaustão Mecânica e refrigeração Pigatti instalações Ltda. Rua Goias, 322 Piedade - Rio de Janeiro - RJ Tel: (21) 2269-4999 e 2593-9097 - Fax: 2594-8650 e-mail: pigatti@click21.com.br pigatti@veloxmail.com.br CLIMA RIO - NOVEMBRO-DEZEMBRO/2009

15


MEIO AMBIENTE

Emissões Globais Subiram 29% Desde 2000 e o Aumento da Temperatura Pode Chegar a 6˚C Este fato nos coloca no caminho de

De acordo com um novo estudo, apesar da recessão financeira global, as emissões de carbono continuaram a crescer.

16

CLIMA RIO - NOVEMBRO-DEZEMBRO/2009

um aumento de até 6ºC na temperatura.Calcula-se que o nível de emissões subiu cerca de 29% desde 2000, com um aumento anual entre 2-3%. Esse aumento do volume de emissões é atribuído a vários fatores, e acontece principalmente nos países em desenvolvimento. Enquanto os países ricos já estabilizaram sua média de emissões (que é muito alta), os países em desenvolvimento continuam a emitir cada ano um maior volume de gases causadores do efeito estufa. O outro achado da pesquisa foi que a eficiência dos agentes naturais sequestradores de carbono es-

tá diminuindo. Durante os últimos 50 anos a média da porcentagem de carbono emitida que ficava na atmosfera era de cerca de 40%, todo o resto era sequestrado por sistemas naturais, fixados no solo ou nos oceanos. Durante este tempo essa porcentagem aumentou em 5%, totalizando 45%, indicando que os agentes naturais estão armazenando menos carbono. O estudo conclui que se continuarmos nesse ritmo, chegaremos a um aumento de 5 ou 6ºC nas temperaturas, tornando os próximos anos a nossa última oportunidade de não vivenciar os piores impactos das mudanças climáticas.


E N E R G I A A LT E R N AT I VA

Geração de Energia Alternativa Irá Triplicar até 2017 Este potencial poderá inclusive ser

Até 2017 o Brasil produzirá 6,2 mil megawatts a partir de energia proveniente da biomassa, do vento e de pequenas hidrelétricas

ampliado se levado em consideração o potencial ainda não explorado para fontes alternativas no Brasil. O aumento no uso de energias renováveis também beneficia outro importante negócio: a venda de créditos de carbono. A energia eólica e as pequenas centrais hidrelétricas podem proporcionam esse tipo de receita. Até o final do último ano somente o Proinfa (Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica) já havia provado 144 projetos capazes de gerar energia suficiente para evitar a emissão atmosférica de 2,8 milhões de toneladas de carbono anuais, podendo valer R$ 100 milhões por ano com a venda de créditos de carbono.

Por outro lado, no agronegócio o Brasil pode ganhar por ano em torno de U$$ 160 milhões com a venda de créditos de carbono obtidos mediante a utilização da biomassa para gerar energia. O maior potencial está nos cultivos de canade-açúcar, que hoje cobrem 7 milhões de hectares no país, com previsão de aumentar 50% até 2015, em decorrência da expansão do uso de biocombustíveis. Cada megawatt por hora de energia produzida pelo bagaço da cana evita que mais de meia tonelada de CO 2 seja lançado na atmosfera - caso essa energia fosse obtida por óleo combustível ou carvão mineral.

CLIMA RIO - NOVEMBRO-DEZEMBRO/2009

17


E MPRESA

Prêmio Destaques SMACNA BRASIL 2009 Como acontece todos os anos chega à edição do 16º Prêmio Destaques Smacna Brasil 2008, que anualmente é concedido pelo capítulo brasileiro da entidade técnico-científica SMACNA – Sheet Metal Air Conditioning Contractor’s National Association – e ABRAVA – Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento, onde sete obras foram premiadas. A cerimônia aconteceu durante a realização da FEBRAVA 2009. 1

Entre os critérios avaliados pela comissão técnica para as obras inscritas esta-

vam: ter atingido o objetivo previsto e conquistado a satisfação do cliente; ter sido realizada em coordenação entre o cliente, projetista, instalador e fabricantes de equipamentos; e estar em conformidade com as normas técnicas, de segurança e meio ambiente, além de respeitar os manuais de recomendações da SMACNA e da ABRAVA.

Obras vencedoras • MAHLE – Centro Tecnológico de Jundiaí (foto 1) • Estação Telefônica de Osasco (foto 2) • Banco Central do Brasil – São Paulo (foto 3) • Barra Shopping Sul (foto 4) • Museu do Futebol – Pacaembu (foto 5) • Instituto de Pesquisas Eldorado (foto 6) • Rochaverá Corporate Towers (foto 7)

Empresas instaladoras premiadas • Climapress Tecnologia em Sistemas de Ar Condicionado • Constarco Engenharia e Comércio • Enthal Engenharia • Prodac Ar Condicionado • Star Center Soluções em Climatização.

2 4

6

3 5

18

CLIMA RIO - NOVEMBRO-DEZEMBRO/2009

7


CLIMA RIO - NOVEMBRO-DEZEMBRO/2009

19


T O M E N OTA

AGENDA

FEIRAS DO SETOR

XI FIMAI

Feira e Seminário Internacional de Meio Ambiente Industrial e Sustentabilidade 04 - 06 de novembro, 2009 São Paulo - SP www.fimai.com.br

CONSTRUIR

Feira Internacional da Construção 10 - 14 de novembro, 2009 Rio de Janeiro - RJ www.fagga.com.br

AHR EXPO 2010

Feira Internacional de Ar Condicionado, Aquecimento e Refrigeração 25 - 27 de janeiro, 2010 Orlando / Florida - USA www.ahrexpo.com

AMBIENTAL EXPO 2010

Feira Internacional de Equipamentos e Soluções para o Meio Ambiente 27 - 29 de abril, 2010 São Paulo - SP www.ambientalexpo.com.br

CONSTRUIR RIO: Ainda Maior e Mais Completa

a

Construir Rio de Janeiro 2009 - Feira Internacional da Construção - consolida a força do setor no mercado, reunindo anualmente toda a cadeia produtiva do setor. O evento, que agora conta com a produção e organização da Fagga Eventos, vai passar para a sua 15ª edição em 2010. Neste ano, a feira foi realizada entre os dias 10 e 14 de novembro de 2009, no Riocentro, Rio de Janeiro, sendo finalizada com sucesso. Uma das mais importantes feiras do setor, a Construir é totalmente direcionada para arquitetos, engenheiros e profissionais que trabalham diretamente ligados à construção civil. Em parceria com as empre-

sas expositoras, são também realizados cursos rápidos sobre novos produtos e técnicas disponíveis no mercado, além de atualização de serviços variados. A cidade carioca, que vai sediar a final da Copa de 2014, vai receber até 2010 um investimento do PAC de cerca de R$ 90 bilhões de reais em obras de infraestrutura, trazendo um bom momento para o setor de construção civil. Pensando nisso, a Construir Rio 2009 reuniu as principais empresas do setor, apresentando para um público altamente qualificado o que existe de mais moderno em produtos, serviços e soluções para a construção civil.

Edital - Contribuição Sindical Patronal

e

m cumprimento ao disposto no Artigo 605 da Consolidação das Leis do Trabalho, o SINDRATAR-RJ faz saber às indústrias de refrigeração, aquecimento e tratamento do ar sediadas na sua base territorial (Estado do Rio de Janeiro), que a Contribuição Sindical Patronal, terá que ser recolhida para este Sindicato no mês de janeiro de 2010, conforme determinado pelo Art. 587 da CLT. Maiores informações poderão ser obtidas diretamente na sede acima, pelo telefax (21) 2204.0098 ou pelo e-mail sindratar@sindratar.com.br.

GENERA’10

Feira Internacional de Energia e Meio Ambiente 19 - 21 de maio, 2010 Madrid - ESP www.ifema.es/ferias/genera

RIO AMBIENTE 2010

Fórum de Tecnologia e Soluções Ambientais 26 - 28 de maio, 2010 Rio de Janeiro - RJ www.rioambiente.com.br

CLIMARIO 2010

Feira e Fórum de Climatização, Refrigeração, Meio Ambiente e Energias Alternativas. 26 - 28 de maio, 2010 Rio de Janeiro -RJ www.climario.com.br

20

CLIMA RIO - NOVEMBRO-DEZEMBRO/2009

Comissão de Estudos Especiais - ABNT/CEE 138 Equipamentos de limpeza de ar e outros gases

a

ABNT instalou a ABNT/CEE 138 - Comissão de Estudos Especiais de “Equipamentos de Limpeza de Ar e Outros Gases”.Esta Comissão de Estudo Especial é o espelho, na ABNT, do ISO/TC 142 que discute em reuniões internacionais o mesmo escopo. Ela também será responsável por indicar a comitiva brasileira que participará das reuniões da ISO, como membro permanente com direito a voto. A CEE é constituída basicamente pelo grupo de trabalho correspondente do CB-46 que trata de filtragem do ar e está sendo transferido para esta CEE, dando continuidade a seus trabalhos em curso. É reforçada com a participa-

ção de membros do CB-55 e outros diretamente interessados no assunto.A CEE está hospedada na ABRAVA e tem o apoio logístico e de secretaria do CB-55.A participação na CEE é aberta a todos os interessados, que são convidados a entrar em contato com a Secretaria do CB-55 (Tel: (11) 3361-7266 ramal 123, Fax: (11) 3361-7160 ou e-mail: cb55@abnt.org. br), indicando a entidade ou empresa que representarão na Comissão e seu nome e função, até o dia 24/11, quando serão emitidos os convites formais.A próxima reunião da CEE 138 será dia 01/12/2009 das 9h às 12h30 na sede da ABRAVA (Av. Rio Branco, 1492 - Campos Elíseos - SP).


SINDRATAR-RJ

Demonstrativo das Receitas e Despesas no Mês de Agosto/2009 RECEITAS

SINDRATAR-RJ RESUMO DA PREVISÃO ORÇAMENTÁRIA PARA 2010

CONTRIBUIÇÃO SINDICAL

142,40C

MENSALIDADES / ANUIDADE

8.482,00C

RECEITA PATRIMONIAL

3.375,52C

RECEITAS

RECEITAS EXTRAORDINÁRIAS

3.847,96C

RECEITA PARA CUSTEIO

TOTAL DAS RECEITAS 15.847,88C

RECEITA DE CONTRIBUIÇÕES

172.800,000C

RECEITA PATRIMONIAL 24.000,00C

DESPESAS

RECEITAS EXTRAORDINÁRIAS 56.200,00C

GASTOS DA ADMINISTRAÇÃO GASTOS DE PESSOAL 10.478,82D GASTOS DE MATERIAL 1.433,98D SERVIÇOS DE TERCEIROS 3.061,45D ENCARGOS DIVERSOS 641,08D

DESPESAS

ASSIST. JURÍDICA E FORENSE

0,00D

DESPESAS ADMINISTRATIVAS 221.330,00D

DESPESAS DE ASSIST. TÉCNICA

1.269,45D

CONTRIBUIÇÃO PARA FEDERAÇÃO

0,00D

TOTAL DAS DESPESAS 16.884,78D RESULTADO DO PERÍODO (RECEITAS - DESPESAS) 1.036,80D

TOTAL DAS RECEITAS 253.000,00 C

DESPESAS ASSIST. SOCIAL

5.700,00D

DESPESAS DE ASSIST. TÉCNICA 19.970,00D DESPESAS DE TRANSFERÊNCIAS

6.000,00D

TOTAL DAS DESPESAS 253.000,00 D

FESTA DE CONFRATERNIZAÇÃO SINDRATAR-RJ 2009 A tradicional Festa de Confraternização das empresas e profissionais do ramo já tem data e local marcado. As cotas de patrocínio já encontram-se abertas. Participe da festa e garanta o seu patrocínio. Data: 18/12/09 - Sexta-feira a partir das 20:00 horas Local: Restaurante REAL ASTÓRIA Av. Repórter Nestor Moreira, 11 Botafogo - Rio de Janeiro, RJ Informações e reservas tel: (21) 2204-0098 com Ingrid Patrocinadores Master:

Patrocinador:

Apoio:

CLIMA RIO - NOVEMBRO-DEZEMBRO/2009

21


ASSOCIADAS SINDRATAR-RJ INSTALADORES E MANUTENDORES

SINDRATAR-RJ

ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL REALIZADA NO DIA 01.12.09

AEROCOIL AR CONDICIONADO LTDA AMBIENT AIR AR CONDICIONADO LTDA ARTENVE ENGENHARIA LTDA ARTEX AR CONDICIONADO LTDA BIOQUALITY 2002 CONSULTORIA E SERVIÇOS LTDA CERDAL REFRIGERAÇÃO LTDA CETEST RIO LTDA CLIMAR 2 Climatização Ar Cond. ltda CLIMARCO REFRIGERAÇÃO LTDA CLINO AR REFRIGERAÇÃO LTDA-ME CONTROL AIR ENGENHARIA LTDA DRB AR CONDICIONADO LTDA ENGEMAT INSTALAÇÕES E MAN. LTDA ENGETEC AR CONDICIONADO LTDA FRIOTERM ENG. LTDA HARK TEMP INSTALAÇÕES LTDA Hidelma HidrÁulica ELÉTRICA e Man. LTDA JAP REFRIGERAÇÃO LTDA LHM AR CONDICIONADO LTDA PIGATTI INSTALAÇÕES LTDA RBC ENGENHARIA LTDA REFRIRIO INSTALAÇÕES E FRIGORÍFICAS LTDA Renovare Engenharia ltda RESTITUIR AR CLEAN COM. SERV. DE REFRIG. LTDA RIO FLESH AR CONDICIONADO S/C ME TECN AIR ENGENHARIA LTDA Thermo systems maintenance technology ltda WH ENGENHARIA LTDA PROJETISTAS E CONSULTORAS CLIMA ENGENHARIA LTDA datum consultoria e projetos ltda ESCRITÓRIO INTEGRADO DE ENG. AUXILIAR NEW TECHNICAL TRENDS PROJETOS LTDA OLHO NU PROMOÇÕES E EVENTOS LTDA COMÉRCIO E REPRESENTAÇÕES A. Souza alves acessórios p/ indústria ltda refrigeraçÃo sudeste ltda TECAL ENGENHARIA LTDA INDÚSTRIAS ABBA TECNOLOGIA LTDA AEROMECÂNICA RIACHUELO LTDA Capmetal Ind. e Comércio ltda curva e cobre comércio e indústria ltda HITACHI AR CONDICIONADO DO BRASIL S/A INTERCLIMA REFRIGERAÇÃO LTDA JOHNSON CONTROLES LTDA TEPCO EQUIP. DE CONTROLE DA POLUIÇÃO LTDA tosi indústria e comércio ltda trane do brasil indústria e comércio de produtos para condicionamento de ar ltda TROX DO BRASIL DIF. DE AR AC. FILTR. VENT. LTDA

22

YORK INTERNATIONAL COMERCIAL LTDA

CLIMA RIO - NOVEMBRO-DEZEMBRO/2009

Presentes conforme Livro de Presença. Assuntos Tratados: Dando início aos trabalhos, o Sr. Pigatti, Presidente eleito, leu para os presentes as propostas da nova Diretoria bem como as metas: 1) A nova diretoria para o biênio 2009/2011, desde já agradece a todos pelo comparecimento a eleição. A diretoria esclarece aos associados em geral o direito e o dever de participação nas assembléias, para que possam sugerir e questionar valores ao fortalecimento do Sindicato. Hoje abrangendo todo o Estado do Rio de Janeiro, conquista esta que dá o mérito a todos que trabalharam e mantiveram este Sindicato, acreditando no fortalecimento da classe. 2) Aos associados solicitamos que cada um possa apresentar um novo associado, bem como informar ao Sindicato seus próprios valores de capital social, para ajuste das mensalidades. Consta hoje uma defasagem comparada pela representação de cada firma no mercado. 3) Conforme dados do Sindicato, possuímos listagem de mais de 600 firmas no mercado do Rio de Janeiro. Acreditamos que em todo o Estado deve ter pelo menos mais de 600 firmas. Estaremos mandando cartas de convite a se associarem, bem como ver junto a seus contadores suas atividades, pois estaremos enviando carta de contribuição patronal a todos. 4) Dia 18-12-09, sexta feira, a partir das 20:00hs estaremos juntos para a festa de confraternização de 2009. Aos interessados em patrocinar ou adquirir convites, ligar para 2204-0098 e tratar com a Srta. Ingrid. METAS: SINDRATAR-RJ 2010 De olho em 2014-2016 1) Acordo com ABRAVA. Fazendo com que todos os sindicalizados já estejam automaticamente na ABRAVA, desvinculando Empresas hoje filiadas a ABRAVA para que elas se associem ao SINDRATAR. 2) Estreitar relacionamento e firmar parceria com: CREA / GEM / ANVISA / IMMETRO e outros. 3) Trabalhar junto ao Governo Estadual, para a implantação do GEM em todos os municípios do Rio de Janeiro, conforme o CREA já com representação em todo o estado. 4) Criar uma revista do SINDRATAR 2010(ANUAL) com objetivo de atingir síndicos, empresas, construtoras e outros clientes com informações sobre o que é o SINDRATAR/ CREA / GEM / ANVISA / IMMETRO, esclarecendo tudo sobre normas e leis; sobre ar condicionado, exaustão e ventilação mecânica. Previsão de 20.000 revistas, custos a serem bancados por anunciantes exclusivos do Sindicato. (Obs: publicação exclusiva dos associados). 5) Continuar com a revista SINDRATAR bimestral, publicando 500 revistas mensais com foco no cliente e distribuído pelo Sindicato, alternando os clientes. Custos a serem bancados por anunciantes exclusivos do Sindicato. (Obs: publicação exclusiva dos associados). 6) Com os itens 4 e 5, acreditamos no retorno de serviços aos associados. 7) Usufruir dos benefícios FIRJAN. 8) Criar cursos de interesse da classe. 9) Abrir o auditório a palestras diversas. 10) Logotipo SINDRATAR e outros 11) PCMAT + Comissionamento + Validação (Obras) Após a leitura o Sr. Presidente solicitou sugestões aos presentes. O Sr. Florenzano elogiou o entusiasmo e positividade , que é de extrema importância para a nova gestão, sugerindo que seja eleita uma pauta de etapas com os objetivos mais importantes, colocando responsáveis para traçar o plano de metas. Sr. Wagner disse que é importante colocar no papel para podermos cobrar soluções e metas: o Sindratar precisa ser forte. Após debates sobre a pauta, os Srs: Celso e Wagner apresentaram sugestões para serem incluídas nas metas da Diretoria.


CLIMA RIO - NOVEMBRO-DEZEMBRO/2009

23


24

CLIMA RIO - NOVEMBRO-DEZEMBRO/2009


Revista ClimaRio 48