Page 1

Agrupamento de Escolas Padre António de Andrade

abril 2018

Oleiros Magazine

Oleiros Magazine Suplemento

Agrupamento de Escolas Padre António de Andrade FASE DE ESCOLA

Este suplemento é parte integrante do Oleiros Magazine n.º 66. Os textos foram produzidos por professores e alunos do agrupamento.

EDITORIAL No términus de mais um período letivo, tempo agora para olhar para o caminho percorrido, para projetar o percurso que ainda falta calcorrear e até para refletir sobre a própria essência do(s) Tempo(s). Esta é, de facto, uma das épocas que, para os católicos, mais simbolismo e exigência pessoal encerra. É o chamado tempo da Quaresma. É o tempo da expectativa, da purificação, do regresso e da consciência da fidelidade às promessas. E esta consciência também nos mostra o quão difíceis são os tempos que atravessamos… São “tempos de pedra”, feitos de obstáculos inusitados, urdidos com curvas e contracurvas, mas também, e felizmente, aquecidos com alguns raios de sol, que teimam em brilhar por entre os pingos carregados da chuva fria e que acabam por aquecer a nossa sensível e efémera existência humana. Pedras? Sempre as houve nos caminhos… Sempre as haverá… Fernando Pessoa dizia, num dos seus múltiplos e emblemáticos poemas, “Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo…”. O segredo, e reiterando uma vez mais o lema do Agrupamento de Escolas Padre António de Andrade, está em não desistir! Está em persistir na demanda da nossa vida, em sermos homens e mulheres melhores, em préstimo ao Outro. E o Outro não tem que ter necessariamente as mesmas crenças, cor, ideologias, vontades e expectativas que nós. O poeta António Ramos Rosa, um dos parcos portugueses agraciados com a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique, escreveu na sua sábia forma de expressar os pensamentos e os sentimentos, “…caminho, caminho, porque há um intervalo entre tudo e eu, e nesse intervalo caminho e descubro o meu caminho”. Aliás, este é um excerto do mote que deu ânimo à Reflexão Quaresmal da Comissão Nacional Justiça e Paz 2018 que, em íntima harmonia com as palavras do Papa Francisco, nos deixa alertas de vivências essenciais. Simples questões, aparentemente apenas retóricas, mas, no âmago, interpelativas com vista à mudança, que agora partilho: Como deixarmos de ser “pedras” e de estarmos sentados num “bloco de gelo”, tantas vezes ainda mais gélido do que o pensado possível? Acreditamos piamente no poder de nos servirmos a nós mesmos, esquecendo o Outro? Acalentamos conscientemente um mundo do “faz de conta” ou “do que parece bem”? Vivemos apenas para nós e para os nossos ou vivemos também e essencialmente para o nosso Próximo, que tantas vezes é aquele que até menos apreciamos? Estaremos a esquecer-nos de que a iniquidade, ao resfriar o Bem, traz consequências nefastas abismais? Será que, e parafraseando as palavras do Sumo Pontífice, “Perdemos a capacidade de nos indignar?”. E porque efetivamente o Tempo é o que dele fizermos, reflitamos sobre o caminho, mas, sobretudo, continuemos a caminhar, ajamos, metamorfoseemo-nos, para que o nosso interior seja, como dizia Sophia de Mello Breyner, “uma atenção virada para fora”, para que “tudo quanto vejo” me acrescente… Votos de boa Páscoa, O Diretor António Cavaco

Concurso Nacional de Leitura No dia 7 de março, pelas 14h30, realizou-se mais uma edição do CNL no AEPAA. Este ano, o concurso alargou-se ao 2.º ciclo e aos 3.º e 4.º anos do 1.º ciclo. Assim, tivemos participantes de todos os níveis de ensino. As obras a concurso foram escolhidas pela professora bibliotecária e pelas professoras de português dos alunos envolvidos. Assim, no 1.º ciclo os alunos do 4.º ano leram O Segredo do Rio, de Miguel Sousa Tavares; no 2.º ciclo, foi escolhida a obra O Rapaz de Bronze, de Sophia de Mello Breyner; no 3.º ciclo, os alunos leram a obra História de uma Gaivota e do Gato que a Ensinou a Voar, de Luís Sepúlveda; no ensino secundário, selecionamos 2 contos que fazem parte das leituras obrigatórias do 12.º ano, já que os alunos inscritos pertenciam todos ao mesmo ano: George, de Maria Judite de Carvalho, e Sempre é uma Companhia, de Manuel da Fonseca. Em cada nível de ensino foram premiados com livros os 3 primeiros classificados. Todos os outros receberam diplomas de participação. O 1.º lugar de cada nível de ensino ficou apurado para a fase regional que se realizará no mês de maio no concelho de Oleiros. São eles: 1.º ciclo – Simão Branquinho – 4.º ano da EB1 de Oleiros; 2.º ciclo – Pedro Mateus – 6.ºB; 3.º ciclo – Micael Gonçalves – 9.ºB; Secundário – Patrícia Gonçalves – 12.ºA. Parabéns a todos!! A prof.ª bibliotecária Emília Lages

I


II

Oleiros Magazine

Agrupamento de Escolas Padre António de Andrade

CURSO PROFISSIONAL DE RECURSOS FLORESTAIS E AMBIENTAIS

abril 2018

BREVES

Alunos entram novamente em ação No passado dia 23 de fevereiro, os alunos do Curso Profissional de Recursos Florestais e Ambientais da Escola Padre António de Andrade, no âmbito da parceria que mantêm com a Proteção Civil, realizaram trabalhos de execução da faixa de gestão de combustíveis (FGC) de proteção ao parque de campismo, situado na praia Fluvial do Açúde Pinto, em Oleiros. Nesta operação os alunos tiveram a oportunidade de demonstrar, uma vez mais, as suas capacidades e de aplicar os seus conhecimentos conforme as imposições do decreto lei nº 124/2006 e das alterações do decreto lei nº17/2009. Foram removidas todas as árvores resinosas (pinheiros), numa faixa de dez metros da cerca do parque, mantendo todas as espécies de folhosas (carvalhos, sobreiros). No resto da parcela foi realizado um desbaste de modo a que o distanciamento entre copas respeitasse as normas legais (quatro metros entre copas). As árvores que persistiram após o desbaste foram desramadas até quatro metros de altura do chão. Foram sempre observadas as normas de segurança e

AEPAA

Desporto Escolar os devidos EPIs para cada tipo de atividade, nomeadamente equipamento anti-corte, capacetes com viseira e auriculares, luvas e calçado adequado. Durante esta operação os alunos foram acompanhados pelo professor Abílio Fidalgo, que explicou as tarefas e orientou os alunos, pelo pessoal técnico da Câmara (Duarte Domingues e Luís Mendes) e pelo Comandante da Proteção Civil, Luís Antunes. O trabalho não se encontra ain-

A equipa de Futsal do AEPAA classificou-se para a fase final distrital de Futsal, escalão de juvenis. No último encontro venceu a

Escola Profissional Agostinho Roseta por 6-0, em Castelo Branco. Parabéns aos nossos alunos!

da concluído, estando prevista a sua conclusão em meados de março.

DESPORTO ESCOLAR

Participação do Agrupamento no Corta-Mato Nacional Nos dias 23 e 24 de fevereiro de 2018, realizou-se, na Pista das Açoteias, Albufeira – Algarve, o encontro de Corta-Mato Nacional, organizado pelo gabinete do Desporto Escolar. Em representação da nossa escola, esteve a aluna Liliana Gomes do 10.ºB, acompanhada pelo professor de Educação Física, Bruno Machado. Estes integraram a comitiva do CLDE de Castelo Branco, que se fez representar por 41 alunos e 9 professores. As diferentes provas foram

realizadas no sábado de manhã, e decorreram conforme o previsto, com entusiasmo e empenho por parte de todos os intervenientes. De salientar a excelente prestação da nossa aluna Liliana Gomes, que obteve um honroso segundo lugar, no escalão de Juvenis Femininos, contribuindo para uma prestação igualmente meritória da comitiva de Castelo Branco que conseguiu 4 medalhas, uma de primeiro lugar, duas de segundo e uma de terceiro. Parabéns a todos, em especial à Liliana Gomes!!!

COMEMORAÇÕES

AGRUPAMENTO

Jogos da Matemática No dia 28 de fevereiro realizou-se, na escola sede do Agrupamento, o Campeonato Interno de Jogos Matemáticos, com o intuito de selecionar os alunos para representar a escola no Campeonato Nacional de Jogos Matemáticos. No segundo ciclo ficaram apurados os alunos Pedro Mateus e Mariana Antunes da turma B do sexto ano e André Domingues, da turma A do mesmo ano. Como representantes do terceiro ciclo, foram apurados os alunos António Pedroso, Ricardo Lourenço e Vitória Aquino, da turma B do nono ano. Já no ensino secundário, apuraram-se os alunos João Pires e Yannick Groflin, da turma A do décimo ano e Francisco Almeida, da

turma A do décimo primeiro ano. No dia 16 de março todos os alunos selecionados estiveram presentes na fase nacional do referido Concurso, que teve lugar em Torres Vedras. Apesar de ser a primeira participação do Agrupamento nesta iniciativa, todos os alunos conseguiram boas classificações, destacando-se o sexto lugar obtido pelo aluno do 9ºB, António Pedroso. Esta foi uma experiência muito positiva e motivadora para os envolvidos, que esperam poder vir a repeti-la. O Agrupamento mostra-se orgulhoso pela forma como foi representado e agradece a todos os alunos a sua brilhante participação.

Dia do Pi No passado dia 14 de março, celebrou-se o dia do Pi. No âmbito dessa comemoração estava prevista uma caminhada, que acabou por ser cancelada devido ao mau tempo que se fez sentir nesse dia. Ainda assim, os organizadores deixaram a promessa de que a mesma se realizará durante o terceiro período, em data a designar. Dadas as circunstâncias, realizou-se uma atividade alternativa: no pavilhão desportivo, com a ajuda preciosa dos professores de Educação Física, do Professor Luís Ramos e dos alunos do 10.º B, a quem

o grupo de Matemática agradece a colaboração. Assim, celebrouse o dia do Pi com dança e com a construção de um Pi Humano. Como havia um bolo alusivo à data, também se cantaram os parabéns. O

bolo estava delicioso! Estas atividades são enriquecedoras e é importante mostrar que numa escola há muito mais para além das aulas. Estamos todos de parabéns!

www.oleirosmagazine.com


Agrupamento de Escolas Padre António de Andrade

abril 2018

Oleiros Magazine

III

BREVES

7º E 8º A

Visita de estudo a Lisboa No dia 16 de fevereiro realizouse uma visita de estudo, que teve como objetivo visitar o Mosteiro dos Jerónimos e o Museu da Presidência da República, em Lisboa, na freguesia de Belém. Quando chegámos a Lisboa, saímos do autocarro para irmos ao Mosteiro dos Jerónimos. Eu aprendi bastante neste Mosteiro. Fiquei a saber que este Mosteiro se situa em Belém e que a sua arquitetura é Manuelina, uma arquitetura difícil de fazer, mas muito bonita, pois ali estava tudo ao pormenor e, além disso, pude ver que o Mosteiro contém paisagens e vistas lindíssimas pois ali até há um maravilhoso jardim. O Mosteiro começou a ser construído por iniciativa de D. Manuel I, em 1502, e não se construiu do dia para a noite, pois, apesar de termos excelentes arquitetos a dirigirem essa construção, esta durou quase um sé-

culo a ser terminada! Após visitarmos esse Mosteiro, fomos comer num jardim muito grande que se situa mesmo à frente deste monumento, e depois disso, fomos para o Museu da Presidência da República. Quando lá chegámos encontrámos uma guia, que falou connosco sobre a Implantação da República. Também vimos o retrato de todos os que já desempenharam a função de Presidente da República de Portugal e alguns presentes que os presidentes davam a outros, como sinal de respeito ou amizade. No final da visita, voltámos para o autocarro e seguimos viagem para Oleiros. Adorei esta visita de estudo porque diverti-me imenso e, principalmente, porque aprendi bastante. Beatriz Martins Nº 2 7ºA

9º ANO DO AGRUPAMENTO

Visita de estudo a Coimbra No dia 21 de fevereiro as duas turmas de 9º ano do Agrupamento de Escolas realizaram uma visita de estudo a Coimbra, no âmbito das disciplinas de Português, História, Físico-Química e Ciências Naturais. Os alunos saíram da escola às 9:00 e regressaram por volta das 17:30, tendo sido acompanhados pelos professores Paula Tavares, João Pereira e Conceição Tavares. Ao chegar a Coimbra, a primeira paragem foi na Quinta das Lágrimas, onde uma guia apresentou o espaço e deliciou os visitantes com os factos e as lendas que envolvem uma das

mais celebradas histórias de amor de todos os tempos: o romance de D. Pedro e de D. Inês de Castro. Após o almoço, que decorreu no Fórum Coimbra, os alunos e os professores acompanhantes dirigiram-se à Universidade de Coimbra. Aí tiveram a oportunidade de realizar uma visita guiada ao Museu da Ciência, fantástica Biblioteca Joanina e à Sala dos Capelos. Este foi, sem dúvida, um dia memorável repleto de aprendizagens e descobertas! Os alunos do 9ºB

AEPAA

Parlamento dos Jovens

No dia 12 de março de 2018, realizou-se a Sessão Distrital do Parlamento dos Jovens do Ensino Básico. Esta sessão decorreu na cidade do Fundão, no Casino Fundanense, perto da Câmara Municipal do Fundão. Os trabalhos tiveram início às 9.30 e terminaram por volta das 17.30. Os alunos que foram representar o Ensino Básico da nossa escola foram os seguintes: Afonso Dias, do

7º A; Tomás Graça, do 7º B e Vitória Aquino, do 9º B. Neste encontro foi debatido um tema bem atual: Igualdade de Género. Os vários projetos de recomendação em debate apresentaram ideias válidas e muito interessantes. Os “deputados” eleitos no nosso Agrupamento representaram-no condignamente. Apesar de alguma timidez inicial, o nervosismo foi desapare-

cendo com o decorrer dos trabalhos o que permitiu uma boa defesa das propostas apresentadas. No final da Sessão, duas escolas foram selecionadas para a sessão nacional que decorrerá na Assembleia da República: a escola Secundária Campos Melo, da Covilhã e o Agrupamento de Escolas Serra da Gardunha, do Fundão. Vitória Aquino, 9º B

VISITA DE ESTUDO À COUDELARIA REAL E VALNOR

Aprender fora de aula As turmas do 9º ano da Escola Padre António de Andrade participaram numa visita de estudo à Coudelaria Real e à empresa Valnor em Alter do chão e em Avis, no Alentejo, no dia 16 de fevereiro. A visita foi preparada pelos professores João Pereira, de FísicoQuímica e Anabela Dias, responsável pelo clube Eco-Escolas. Para além destes, também o professor Rui Vieira, de Matemática acompanhou os alunos. Após a chegada, o grupo dirigiu-se à Coudelaria. Neste local visitou os animais e observou o funcionamento e o dia-a-dia dos trabalhadores e cuidadores. Depois desta visita, os alunos e professores foram almoçar na Coudelaria. Da parte da tarde, o grupo foi visitar a empresa Valnor onde foram conhecer mais sobre os processos de combustão e reciclagem do lixo. Esta visita de estudo foi interessante porque, com a Coudelaria, os alunos aprenderam mais sobre o cavalo Lusitano e as características que fazem dele uma das melhores raças do mundo. Foi agradável ouvirmos os elogios da guia, que considerou o grupo como sendo muito atento e educado. Na Valnor, apesar do cheiro intenso e desagradável, foi interessante saber que o lixo pode ser reciclado e, desta forma, podem poupar-se recursos e ajudar o planeta a ser mais sustentável. 9ºA Daniela Mateus, nº6 Daniela Fernando, nº 7 Miguel Espinho, nº 16

SABIAS QUE… O alter-real, inicialmente desenvolvido na Coudelaria Alter-Real em Alter do Chão, no Alentejo, é uma estirpe do cavalo lusitano. É um cavalo muito dócil e inteligente, utilizado principalmente no adestramento. A sua pelagem padrão é geralmente castanha e a sua altura varia de 1,52 a 1,62 m.


Agrupamento de Escolas Padre António de Andrade

IV Oleiros Magazine

abril 2018

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PADRE ANTÓNIO DE ANDRADE

Noite dos Livros do Harry Potter 2018 Na noite do dia 1 de fevereiro, a Biblioteca Escolar (BE) do AEPAA voltou a organizar a Noite dos Livros do Harry Potter. Dedicada aos Monstros Fantásticos, a noite bateu as expetativas quer no que diz respeito à decoração e atividades, quer no número de participantes, que duplicou em relação a 2017. A noite foi preenchida com várias atividades, desde jogos a momentos de leitura, que decorreram em diferentes espaços: a BE com a sala de aula de poções, salão principal de Hogwarts e sala de jogos das equipas, 3 salas de aula onde se montou o Ministério da Magia, a Cabana de Hagrid e a Floresta Proibida e ainda uma sala de exposição de monstros com trabalhos de alunos dos vários níveis de ensino, a entrada do bloco A, onde se situava a estação de King’s Cross e o famoso expresso de Hogwarts. Na zona ajardinada em frente ao bloco A, junto a uma árvore, encontrávamos o famoso carro voador da família Weasley, que foi gentilmente emprestado pelo encarregado de educação Jorge Antunes. A grande atração da noite foi Fluffy, o cão das 3 cabeças pedido por Dumbledore, diretor de Hogwarts, a Hagrid para servir de proteção à Pedra Filosofal. O Teste Monstruosamente Desafiante, realizado através do Kahoot, aplicação a que os alunos acederam nos seus smartphones, tablets e PCs, foi a atividade final e aquela que mais sucesso teve juntos dos alunos. Todos os participantes receberam diplomas de participação. A atividade teve a colaboração da Câmara Municipal de Oleiros, da Pirotecnia Oleirense e de alguns professores, alunos e funcionários do AEPAA. As fotos e vídeo, da responsabilidade do Diretor e do encarregado de educação Rui Espinho, foram enviadas para a Editorial Presença, para o concurso de decoração da Noite dos Livros do Harry Potter. Aguardamos os resultados, esperando uma classificação como a do ano passado: 1.º lugar.

Emília Lages

Suplemento Oleiros Magazine Abril 2018  
Suplemento Oleiros Magazine Abril 2018  
Advertisement