Oleiros Magazine Novembro 2022

Page 1

Oleiros Magazine

novembro 2022

Oleiros Magazine

www.oleirosmagazine.com

Jornal do Concelho de Oleiros • Diretora: Daniela Silva • Edição e propriedade: RVJ - Editores, Lda • Periodicidade: Trimestral • novembro 2022 • nº84 • Ano XXII • Preço: 1 Euro

nas antigas instalações da Steiff

Optimal abre fábrica de drones no concelho de Oleiros

Pág. 3

Ação social

Programa CuidAdor presta apoio a uma centena de pessoas Pág. 3

orvalho

Médico cirurgião cardíaco produz vinho de qualidade superior

Pág. 5

de 28 a 30 de outubro

Frutos de outono com sabores e música Pág. 4

orçamento participativo

Conheça os projetos aprovados Cambas

Mercado de xisto na praia Assembleia municipal

Pág. 3

Oleiros desiste do futebol

Pág. 8

aniversário

Oleiros unido pela economia redes móveis

Pág. 10

Altice e Oleiros assinam acordo

Pág. 4

A ARCO viu-se obrigada a desistir do futebol. No campo conquistou a manutenção. Na secretaria, as exigências da Federação impediram a equipa de jogar. Pág.11

Oleiros Magazine há 22 anos a informar com rigor o concelho

Pág. 2


2

Destaque

Oleiros Magazine

novembro 2022

Editorial

22 anos a informar com rigor O Oleiros Magazine assinala nesta edição 22 anos de vida. Mais de duas décadas a noticiar exclusivamente sobre o concelho de Oleiros, sobre cada uma das freguesias, aldeias ou lugares, porque sabemos o quanto é importante escrever sobre o arranjo de uma rua ou a conclusão de uma grande obra; mas também sobre as iniciativas de cariz cultural, social ou desportivo. Neste percurso a informação rigorosa foi sempre o nosso propósito. Em boa hora há 22 anos a RVJ Editores, através dos jornalistas João Carrega e Vitor Tomé, deram corpo a uma publicação única, independente de qualquer tipo de poderes, isenta, prestando um serviço público a todos quantos têm ligações ao concelho. Estivemos (e estamos) presentes nos bons momentos do concelho. Damos como exemplos a construção dos parques eólicos, da EN351, da zona de lazer de Oleiros, da nova estrada para a Sertã, o arrendamento do Estádio, primeiro em Oleiros, depois no Estreito; a requalificação do quartel dos Bombeiros; a colocação das redes de água e saneamento; o aparecimento das praias fluviais; a abertura e construção do hotel; a requalificação do Centro de Saúde; o aparecimento da rede móvel no concelho; a vinda dos presidentes da República, Jorge Sampaio e Anibal Cavaco Silva, e de primeiros-ministros ao concelho; as subidas de divisão das equipas da ARCO e do Águias do Moradal; os sucessos das empresas do concelho; os prémios mundiais obtidos pela Pirotecnia Oleirense; a criação da Confraria do Cabrito Estonado; a construção das Devesas Altas, etc, etc.

Mas também estivemos ao lado das pessoas nos momentos menos bons. Nos incêndios (2003 e 2017 foram dos mais dramáticos); no encerramento da fábrica de peluches Steiif; na crise económica e na vinda da Troika; na pandemia, que ainda hoje nos afeta a todos. Mesmo nesse período, ininterruptamente publicámos o nosso jornal. Continuámos a

informar. Com rigor. Temos estado sempre ao lado das coletividades do concelho. Durante largos anos criámos e concretizámos a Taça do Concelho em Futebol de 11. Uma organização do Oleiros Magazine, em que os lucros revertiam para os clubes envolvidos. Na área cultural, foi o Oleiros Magazine que criou e investiu na primeira agenda cultural do concelho, tendo a mesma sido distribu-

ída com a nossa publicação. Organizámos a Gala Oleiros Magazine, onde distinguimos personalidades e coletividades. O nosso serviço público foi mais longe. A educação é um vector que consideramos determinante para o desenvolvimento do concelho. Durante vários anos oferecemos ao Agrupamento de Escolas Padre António de Andrade um suplemento de quatro páginas em todas as nossas edições e sem qualquer tipo de condi-

cionalismos. Assumimos todos os custos desse suplemento, porque entendemos que esta é uma forma de valorizar o trabalho que alunos, professores e funcionários fazem em prol de u ma sociedade melhor. A pandemia, o aumento dos custos associados ao papel e à impressão, impediram-nos de garantir essa oferta em todas as edições. Mas mantemos as páginas do Oleiros Magazine abertas às notícias do Agrupamento, disponibilizando-nos

em publicar o suplemento na nossa edição de papel digital. De qualquer modo, esperamos vir a criar condições para que o suplemento regresse à edição impressa. Muita da história do concelho está escrita nas páginas do Oleiros Magazine. O futuro também passará por aqui. Certamente que esse é o desejo dos oleirenses e do concelho. Aos nossos leitores, colaboradores e anunciantes o nosso Bem-Haja!


Destaque

novembro 2022

3

Economia

breves Orçamento participativo

Já são conhecidos os projetos aprovados A segunda edição do Orçamento Participativo para o concelho de Oleiros já tem aprovados os projetos candidatos. Segundo apurámos junto da autarquia, das 16 propostas apresentadas para a categoria geral, foram aprovados as seguintes candidaturas: Pedalar sem esforço; Combate à desertificação e falta de população no concelho de Oleiros; Piscina Fluvial Flutuante; Pedalar para contemplar; Construção de Campo de Padel; Roda d´Istórias e (Re)Contar a História. Na categoria Jovem, foi aprovado o projeto Cais Fluvial no Rio Zêzere e Zona de Lazer. De fora ficaram as propostas Oleiros Aproxima – Serviço de Teleassistência para idosos; Recuperação de Moinho e Construção de Forno Comunitário; Miradouro Meandros do Zêzere; Casa Museu e Requalificação da Fonte Centenária do Souto. No que respeita ao Orçamento Participativo Jovem não foram aprovados os projetos Miradouro com vista para a aldeia de Álvaro e seus envolventes; Crescimento

Oleiros Magazine

das PME’s (Pequenas e Médias Empresas) do concelho de Oleiros e Linho na Passadeira Vermelha. À luz do Regulamento, os proponentes podem apresentar eventuais recursos, dirigidos à Comissão de Supervisão, no prazo estipulado. Os objetivos do Orçamento Participativo passam por “contribuir para uma maior aproximação das políticas públicas e da governação local às reais e expectantes necessidades dos jovens e da comunidade em geral; Fomentar e contribuir para o exercício de uma cidadania participativa, ativa e responsável que potencie a credibilidade das instituições e a qualidade da própria democracia, com o envolvimento dos jovens e da população em geral; e Incentivar a interação entre eleitos, técnicos municipais e cidadãos na procura de soluções para melhorar a transparência da gestão pública e a qualidade de vida no concelho, especialmente em benefício das áreas do território mais afastadas e dos grupos sociais mais vulneráveis”.

Optimal abre fábrica de drones na antiga Steiff A multinacional Optimal está a instalar-se nas antigas instalações da fábrica de peluxes Steiff, para a produção de componentes compósitos para os setores automóvel, aeronáutico e bens de consumo, como referiu ao Oleiros Magazine o CEO da empresa, António Reis. “Há colaboradores que estavam a trabalhar na nossa unidade de Cascais e que já se encontram em Oleiros”, explica aquele responsável para depois acrescentar: “aos novos colaboradores iremos dar formação, pois estamos a falar de processos específicos”. António Reis diz que a escolha de Oleiros resultou do interesse da autarquia. “Contactámos vários municípios do interior do país e da zona centro, sendo que a autarquia oleirense mostrou muito interesse”. Uma das apostas para a unidade de Oleiros será a produção de drones para a indústria, bem como equipamentos para o setor automóvel em material compósito. A Optimal tem uma unidade

em Cascais e outra em Inglaterra. Entre os clientes da Optimal encontram-se algumas das principais marcas de veículos superdesportivos e ainda produtores de aviões da Europa e América do Sul. Em Oleiros, quando estiver a trabalhar em velocidade cruzeiro, entre 6 a um ano, poderá empregar 50 colaboradores. A vinda da Optimal para Olei-

ros é vista por Fernando Jorge, presidente da autarquia, como uma mais-valia. “Estamos perante uma empresa inovadora, que trabalha para algumas das principais marcas do setor automóvel e aeronáutico e que exporta muita da sua produção”, diz. O presidente adianta ainda que paralelamente à captação de empresas, há “uma grande prioridade em criar habitação”.

peu, e recebe apoio de investidores sociais e do Município de Oleiros. Cátia Alves, coordenadora do projeto e técnica superior de Serviço Social no Centro Social São João de Sobral, confirma, em nota enviada à nossa redação, “que alguns problemas de saúde foram detetados a tempo de serem tratados, sendo reportados ao Centro de Saúde”. Aquela responsável diz estar a trabalhar também em articulação com o Centro Distrital de Segurança Social, com familiares, com a psicóloga do projeto

municipal de “Apoio ao Luto”. Por sua vez Fernando Jorge, presidente da Câmara, também citado na mesma nota, recorda que “o projeto foi pensado para fomentar a autoestima das pessoas com dificuldade de locomoção, mas também dos seus cuidadores, promovendo o seu autocuidado. Esta é também uma forma de prevenir doenças, uma vez que existem algumas pessoas a viverem sozinhas ou isoladas”. No entender do autarca “tudo o que possamos fazer nesta área não é um custo”.

Social

Programa CuidAdor apoia 100 pessoas no concelho

O projeto CuidAdor, desenvolvido pelo Centro Social S. João de Sobral no concelho de Oleiros, com o apoio da Câmara, apoiou cerca de uma centena de pessoas desde que foi criado. O projeto pretende “apoiar quem se encontre numa situação de dependência de cuidados básicos, por motivos de incapacidade ou deficiência, com perda de autonomia; bem como quem lhe presta assistência regular”, explica o município em nota enviada ao Oleiros Magazine. Diariamente uma cabeleireira com formação também em estética e uma ajudante deslocamse à casa dos beneficiários e de forma gratuita cortam o cabelo e a barba, tratam dos pés e das unhas das mãos.

Em 2020 foram realizadas 450 visitas ao domicílio. Um número que cresceu em 2021 para 803. No primeiro trimestre deste ano foram

feitas 241 visitas, estando a prestar apoio a 84 pessoas. O projeto é financiado em 70 por cento pelo Fundo Social Euro-


4

Concelho

Oleiros Magazine

novembro 2022

breves Casa da Cultura

Dia da Igualdade assinalado em Oleiros O Dia Municipal da Igualdade foi assinalado, no passado dia 24 de outubro, na Casa da Cultura de Oleiros. A data foi registada com uma sessão comemorativa aberta a toda a comunidade, realizada no Auditório da Casa da Cultura de Oleiros. Esta atividade marca o regresso à comemoração presencial, uma vez que no ano passado foi feita através das redes sociais. A sessão permitiu apresentar o Diagnóstico de Género do Concelho

De 28 a 30 de outubro em Oleiros

de Oleiros, por parte de Bruna Tapada, da Associação Igualdade.PT. Decorreu ainda uma palestra sobre o tema “A Conciliação das várias esferas da vida da Mulher à luz do Direito”, a cargo de Maria João Afonso. Recorde-se que a efeméride é celebrada desde 2010 por centenas de organizações representativas da sociedade civil e da esfera pública de todo o território português, com vista à promoção dos valores da Igualdade, Inclusão e Participação.

Frutos de Outono com sabores e música

A Mostra de Frutos de Outono decorre, de 28 a 30 de outubro, nas Devesas Altas, em Oleiros. O certame, organizado pela Câmara local, assume-se como um espaço de promoção e venda dos produtos locais, da gastronomia e ao mesmo tempo da cultura. O programa inclui as atu-

ações de Rodrigo Lourenço, vencedor do The Voice 2021; Bernardo Alves; do humorista Hugo Rosa; dos acordeonistas Rúben Alves e António Alves; do “Xico Fadista” e do grupo “Samba e Pagode”. Durante os três dias, haverá animação cultural, artesanato e produtos agroalimentares, pro-

porcionando oportunidades de convívio e negócio. Ao longo do certame poderá degustar alguns produtos regionais, como a filhó, os crepes com frutos da época, compotas, licores, jeropiga, castanha assada ou enchidos. Em nota, a autarquia explica que os mais novos terão ao seu dispor um carrocel.

Dia Sénior junta mil pessoas do concelho

Para melhorar cobertura

Oleiros e Altice assinam acordo A Câmara de Oleiros e a Altice acabam de assinar um acordo de cooperação, com vista ao reforço da cobertura da rede MEO no concelho. Este entendimento permitiu a resolução desse problema nas localidades de Roda, Braçal, Bonjardim e Milrico (freguesia de Oleiros-Amieira). De acordo com a autarquia, até ao final do ano vão ser instaladas mais duas antenas, uma na freguesia do Mosteiro e outra na freguesia do Estreito-Vilar Barroco, mais concretamente na localidade de Vidigal. Citado em nota enviada à nossa redação, o vice-presidente da Câ-

No Multiusos de Oleiros

mara, Miguel Marques, revela que a parceria agora firmada “permite que sejam solucionados os problemas de ausência ou fraca cobertura do sinal nestes locais”. O acordo prevê a melhoria do sinal da rede MEO. Miguel Marques recorda que “estamos aos poucos a ultrapassar uma pandemia que nos privou do contacto físico e realçou a necessidade dos meios digitais, não só para atenuar o peso da distância de familiares e amigos, mas também para a importância da nova realidade – que veio para ficar – do teletrabalho. O nosso objetivo é continuar a melhorar progressivamente

as condições de cobertura de rede móvel em todo o concelho, de forma progressiva e correspondendo às necessidades dos cidadãos”. Na mesma nota, Luis Silva, Chefe de Gabinete do Presidente Executivo da Altice Portugal, mostrou-se satisfeito com a assinatura do acordo. “É com orgulho que continuamos a trabalhar com o Município de Oleiros, contribuindo para que todos os seus residentes e visitantes tenham um serviço de comunicações que responda cabalmente às suas necessidades, ao mesmo tempo que fomentamos a coesão territorial e social”, disse.

Visite a nossa Freguesia

O Dia Sénior foi assinalado, no passado dia 5 de outubro, em Oleiros, no espaço multiusos das Devesas Altas, com um almoço que reuniu mil pessoas com mais de 60 anos de todo o concelho. A atividade foi promovida pela Câmara local em parceria com CLDS 4G – “Novos Desafios” de Oleiros. Para além do almoço, o evento incluiu vários momentos musicais, com as atuações do Grupo de Cantares da Universidade Sénior e do Grupo de Acordeonistas de Vila Facaia. Pouco antes do corte do bolo alusivo ao Dia Sénior, foi oferecida a cada idoso presente uma manta polar. Citado em nota enviada ao Oleiros Magazine, o presidente da autarquia lembra “que Oleiros tem sido

um concelho líder no trabalho de Ação Social e apoio às nossas gentes, àquelas que viveram mais anos e às mais carenciadas”. O autarca recordou ainda a pandemia que afetou o mundo e a guerra na Ucrânia: “melhores dias virão seguramente e connosco poderão contar sempre, sobretudo para ajudar aqueles que mais precisarem”. O Dia Sénior contou com a colaboração da Unidade Local de Saúde de Castelo Branco na realização de rastreios de glicémia e de tensão arterial a todos quantos se deslocaram à Unidade Móvel de Saúde. Também os bombeiros se associaram à iniciativa, através da presença permanente de três elementos e uma ambulância.


Atualidade

novembro 2022

Oleiros Magazine

5

Orvalho

Médico cirurgião produz vinho de qualidade superior Com raízes no Orvalho, o médico cirurgião cardíaco André de Lima Antunes não quis perder a ligação ao concelho de Oleiros e decidiu investir num projeto agrícola. Já produz vinho com a marca Quinta do Vale da Carvalhinha. Mas olha para o olival e para o medronheiro como apostas a seguir. A candidatura efetuada a fundos comunitários vai nesse sentido. O projeto abrange uma área total de 20 hectares. Para avançar com o processo, André de Lima Antunes, que é também médico coordenador da Volta a Portugal em Bicicleta, ainda arranjou tempo para tirar um curso de jovem agricultor. Neste projeto tem contado com o apoio do pai e no último mês efetuou a vindima, onde reuniu familiares e amigos. “A cirurgia cardíaca ocupame muito tempo, é um facto. Digo muitas vezes que as minhas áreas de interesse são os corações, as bicicletas e o vinho. A minha ligação ao Orvalho decorre deste projeto. Os meus avós eram agricultores. Infelizmente já só tenho as minhas avós e não queria perder o interesse pelas minhas raízes. Se não tiver nada que me motive ir ao Orvalho, no futuro deixarei de ir lá. Sempre gostei da área do vinho”. Não é por acaso, diz, “o vinho do meu avô materno era considerado o melhor da aldeia”. O nome do projeto, “Quinta do Vale da Carvalhinha” resulta do facto desse ser o nome da propriedade que os avós tinham naquela freguesia. A marca foi registada e à quinta inicial foram acrescentados mais terrenos. Hoje são 20 hectares no total. Fiz um curso de jovem agricultor e submetemos um projeto para fundos europeus, de que ainda não sabemos o resultado. De qualquer modo, desses vinte hectares, já preparámos dois para vinha, com sistema de rega gota a gota e vedações”. André de Lima Antunes adianta que no futuro estarão destinados à vinha oito hectares. O vinho

Vocação vem de criança André de Lima Antunes desde criança, quando observou as melhoras da sua avó após uma intervenção ao coração, que decidiu ser “um médico que mexia nos corações das pessoas e que as punha boas”. Esse seu desejo foi concretizado, com muito trabalho, estudo e capacidade.“Para uma criança como eu, ver as melhorias que ela teve mexeu muito comigo e coloquei na minha cabeça que queria ser um médico que mexia nos corações e que punha as pessoas boas. As coisas correram bem, entrei em medicina e quando concorri para a especialidade consegui uma das três vagas”. E foi a profissão que abraçou que lhe permitiu entrar num outro mundo, o do ciclismo, de que tanto gosta. “Chego a ir ver provas ao estrangeiro. Conheci o Cândido Barbosa em Coimbra, quando o pai dele foi operado ao coração. Ficou uma grande amizade. E ele sabendo do meu gosto pelo ciclismo, convidou-me para ser médico do Grande Prémio Nacional 2. As coisas correram bem e fui fazendo outras provas, até que este ano fui convidado para ser médico coordenador da Volta a Portugal”, conta. produzido é de qualidade superior, mas o médico acredita que no futuro será melhor. “Temos tido o apoio do enólogo José Cláudio Osório, que tem desenvolvido a sua atividade na região do Douro. Temos um vinho extraordinário que tende a melhorar com o tempo”, diz. As castas utilizadas são touriga nacional (50%), tinta roriz e jaen, mas no futuro serão plantadas outras como o tinto cão”. O vinho deste ano só deverá estar pronto no final do ano ou no início de 2023. “O vinho está em cubas e depois estará entre três a seis meses em barricas de madeira. O engarrafamento será feito no Orvalho, através do equipamento que o enólogo disponibilizará”

André de Lima Antunes (em cima), com a família e os amigos na vindima

www.oleirosmagazine.com Avenida do Brasil n.º 4 r/c 6000-079 Castelo Branco | 272 324 645 | 965 315 233


6

Concelho

Oleiros Magazine

novembro 2022

breves

A abertura da feira do Pinhal serviu para o autarca criticar o transvaze no rio Zêzere

Feira do Pinhal

Cuidado com os transvazes do Zêzere! O presidente da Câmara de Oleiros, Fernando Jorge, aproveitou a inauguração da Feira do Pinhal, em agosto, e a presença do Secretário de Estado das Florestas (João Paulo Catarino) para referir que a ideia de se fazerem transvazes do rio Zêzere, “não é bem vinda. Para nós o rio é muito importante. Esta ideia não é bem vinda, a não

ser que fiquemos com uma cota de água (significativa) para o concelho”. Fernando Jorge abordava uma questão que tinha sido lançada pelo Governo e que passava pelo transvaze de água do rio Zêzere para o rio Tejo. Por isso, essa possibilidade é vista com desconfiança pelo autarca.

O rio Zêzere atravessa o concelho de Oleiros e tem no seu percurso uma forte atividade turística e económica, reforçou o autarca. O Secretário de Estado salientou a importância de envolver as autarquias na construção de soluções para aqueles temas importantes para a região.

cultura

Bloco de Notas na Feira do Pinhal O livro Bloco de Notas, de Afonso Carrega, 17 anos, foi apresentado no passado dia 12 de agosto, na Feira do Pinhal, em Oleiros, pela docente de ensino superior Maria de Lurdes Gouveia Barata, que abordou o conteúdo de alguns poemas. “Bloco de Notas” foi escrito no telemóvel e começou a ser preparado durante o último confinamento quando o aluno, então no 10º ano de escolaridade na Escola Secundária Nuno Álvares (Castelo Branco), realizou um trabalho para a disciplina de Português. Na sessão, presidida pelo presidente do Município, Fernando Jorge, o jovem autor recordou que “os poemas foram escritos no Bloco de Notas do meu telemóvel, dando o nome ao livro, que é para mim a forma mais cómoda de escrever. Escrevi-os porque sempre

gostei desta nossa língua, quando estava no infantário nem queria aprender inglês tal era o meu apego à língua, que era um pouco exagerado, e que agora já não chega a esse extremo. Até já escrevi uns poemas em inglês, que talvez possam gerar um novo livro”. Com a chancela da RVJ Edito-

Oleiros

Dia do Concelho com homenagens O Dia do Concelho, em Oleiros, teve como momento alto a homenagem a antigos presidentes das freguesias que se dedicaram ao serviço público durante vários anos, mas também a exfuncionários da Câmara. A cerimónia pública decorreu no dia 15 de agosto, no jardim do centro cívico, e foi aberta a toda a comunidade. Durante a sessão foram distinguidos 50 autarcas eleitos desde as primeiras eleições livres e democráticas para as autarquias locais, tal como os funcionários que se reformaram após agosto de 2021 com 22 anos de serviço. Com a medalha municipal de Grau Prata foram ainda distinguidas publicamente personalidades que tiveram um papel importante no desenvolvimento do conce-

lho e da região nas suas áreas de atuação, nomeadamente Augusto de Matos (cultura), Aníbal Farinha Dias (setor empresarial) e Mário Antunes (cultura). Na sessão foram ainda assinados protocolos e contratos-programa com diversas coletividades e Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), num investimento total de 504.100 euros. No seu discurso, o presidente da Câmara, Fernando Jorge, realçou que os objetivos do executivo passam pela captação “de investimento público e privado, criação de postos de trabalho e ainda na melhoria da oferta habitacional. Estamos a pensar um concelho no presente, para os nossos, sem hipotecar o seu futuro e de olhos postos num aumento da população ativa”.

res “Bloco de Notas” tem o prefácio do poeta António Salvado, o posfácio de Maria de Lurdes Gouveia Barata (que apresentou a obra), e a nota de abertura de João Ruivo. Todos os poemas são acompanhados de ilustrações de Joaquim Picado e Florinda Baptista.

Representante dos Jogos Santa Casa

Estrada Nacional 112 - Telefone: 272 746 136 6185 - 302 Orvalho


Educação

novembro 2022

Oleiros Magazine

7

breves

Oleiros Os alunos portugueses foram recebidos pelo Presidente do Conseil Departemental, Jacques Fleury.

Erasmus

Alunos de Oleiros de visita a França Os alunos da turma do 9ºA do Agrupamento de Escolas Padre António Andrade de Oleiros efetuaram, no início de outubro, uma atividade de Erasmus+ em Saint Doulchard, França. Durante a estadia, realizada também no âmbito da geminação

entre as duas localidades, visitaram o liceu local e participaram em diferentes atividades. Foram acompanhados pelo diretor do Agrupamento, pelos professores de Educação Física e de Francês e por um elemento do município de Oleiros.

Agrupamento de escolas

Cadernos de atividades para as crianças A Câmara de Oleiros entregou às crianças que frequentam as escolas do Agrupamento de Escolas Padre António de Andrade (AEPAA), em Oleiros, Orvalho e Estreito, cadernos de atividades e que já começaram a utilizar os seus mais recentes cadernos de atividades, adquiridos pelo Município de Oleiros.

Recorde-se que o Município de Oleiros oferece também os manuais escolares de forma totalmente gratuita aos alunos das escolas que fazem parte do AEPAA desde 2014, um dos primeiros municípios do país a implementar esta medida, que foi alguns anos mais tarde replicada pelo Governo Português e abrangida a todo o território.

Oleiros

Oleiros faz receção a Profissionais de educação Os professores e funcionários do Agrupamento de Escolas Padre António de Andrade puderam participar no tradicional almoço de boas-vindas, que anualmente é promovido pela autarquia. O autarca aproveitou para falar do investimento que o Município tem feito na área da educação. Na ini-

ciativa o presidente da autarquia, Fernando Jorge, sublinhou o papel dos professores. De referir que o Agrupamento tem 280 alunos (mais 10 que no ano passado), ao qual se juntam 47 docentes e técnicos especialistas e 45 assistentes técnicos e operacionais.

Faça-se assinante por apenas 8,50 euros/ano Contactos: 272 324 645 | 965 315 233 | rvj@rvj.pt

Conselho de Educação toma posse

O Conselho Municipal de Educação de Oleiros tomou posse, no passado dia 30 de setembro. O órgão, presidido pelo presidente da Câmara, Fernando Jorge, é composta por 19 membros que representam a comunidade escolar numa transversalidade de organismos públicos e de diversos setores da sociedade que decorrem diretamente da Lei. O Conselho tem como missão a coordenação e consulta, a nível municipal, da política educativa e tem por objetivo promover a coordenação da política educativa, articulando a intervenção no âmbito do sistema educativo, dos agentes educativos e dos parceiros sociais, analisando e acompanhan-

do o funcionamento deste sistema. Pode ainda propor ações consideradas adequadas à promoção de maiores padrões de eficiência e eficácia ao nível da educação. Citado em nota enviada ao nosso jornal, o vereador da Educação, Paulo Urbano, recordou que “apesar de Oleiros não ter tido o seu Conselho Municipal de Educação a funcionar, o Município não deixou de ter uma forte preocupação com o setor através de várias medidas em curso, como a atribuição de Bolsas de Estudo, Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar, o apoio às famílias, à Rádio Miúdos e a viagens de alunos já realizadas a Londres

e Amesterdão, entre outras”. Paulo Urbano congratulou-se pelo facto de no presente ano letivo o número de matrículas no Agrupamento de Escolas Padre António de Andrade “ter invertido a tendência de descida dos últimos anos”. O autarca mostrou preocupação com a delegação de competências que o Município recebeu da Administração Central na área da Educação, já que “os valores acordados são manifestamente insuficientes para as despesas correntes ao bom funcionamento do Agrupamento. Ainda assim a autarquia tudo fará para que o ano letivo decorra dentro da normalidade e sem sobressaltos”.

Para mais um ano letivo

Universidade Sénior está de volta O novo ano letivo da Universidade Sénior de Oleiros iniciouse no passado dia 17 de outubro. Este ano registou-se um aumento no número de alunos inscritos, que agora ultrapassa os 120, bem como nas disciplinas disponíveis (11). Com o fim das restrições afetas à pandemia, regressou a disciplina Marchas Populares. “Viagem pelos Encantos” é o nome da marcha que será preparada com letra e melodia original. Citado em nota enviada ao Oleiros Magazine Fernando Jorge, presidente da Câmara Municipal de Oleiros, destaca a “vitalidade” deste projeto e o “excelente número de inscritos”. Aos alunos, recordou “nunca é demais relem-

brar que muitas das pessoas que atingiram um grande sucesso no mundo, sobretudo nos países mais desenvolvidos, o fizeram com mais de 60 anos. Nunca é tarde

para atingirmos os nossos objetivos e o meu desejo é que durante este ano letivo as coisas corram ainda melhor do que o que têm corrido até aqui”.

Silvia Maria Afonso da Silva Garcia Guerra


8

Freguesias

Oleiros Magazine

novembro 2022

breves

Oleiros-Amieira

Inquérito ao produtores

O Instituto Superior de Agronomia está a promover um inquérito junto dos produtores florestais da freguesia de Oleiros-Amieira. Este trabalho surge no âmbito do projeto científico “As Pessoas e o Fogo: reduzir o risco, conviver com o risco”. Os resultados deverão ser conhecidos no primeiro semestre de 2023, segundo referiu, em nota de imprensa, a Freguesia de Oleiros-Amieira. Esta investigação é financiada pela Fundação para a Ci-

ência e a Tecnologia e envolve o Instituto de Geografia e Ordenamento do Território (IGOT) e o Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. O objetivo passa por “identificar medidas de política custoeficazes para viabilizar a gestão de combustível à escala da paisagem (reduzir o risco) e para reduzir a exposição ao fogo das pessoas e infraestruturas (conviver com o risco)”. Segundo a mesma nota, o inquérito será realizado em 11

freguesias do Pinhal Interior, num total de 800 inquiridos O processo ganhou forma após uma reunião entre os responsáveis do projeto, município de Oleiros, Junta de Freguesia de Oleiros e Amieira e Associação de Produtores Florestais – APFAM, após a qual foi feita a seleção de inquiridores (os quais tiveram formação), bem como a identificação e localização de proprietários. De referir que o Balcão Único do Prédio de Oleiros presta também apoio a este trabalho.

Madeirã

Faixas limpas na estrada de Vilares A Câmara de Oleiros em parceria com a Junta de Freguesia de Madeirã realizou a limpeza das faixas de gestão combustível (10 metros) na estrada de Vilares. Esta

medida tem como objetivo proteger a floresta e prevenir eventuais incêndios, tornando também mais fácil o combate a eventuais fogos rurais.

Cambas

Mercado do Xisto na praia fluvial A Praia Fluvial de Cambas acolheu, no passado dia 15 de outubro, mais uma edição do Mercado do Xisto. A iniciativa pretende ser um instrumento de promoção e venda de artesanato. Os expositores presentes apresentaram artigos em segunda mão, vintage, antiguidades, cestas de legumes, produtos regionais ou produtos de beleza. O programa integra ainda vários momentos de animação, um show noturno e circo especial. Louis Robert, artesão francês residente no concelho e um dos organizadores do evento, citado em nota enviada ao nosso jornal revela que “vai existir um espaço performativo aberto a todos os artistas, com espetáculo de magia, música, entre outros”. Os mais peque-

Foto: CMO

Arte do Saber

Ti Mário faz exposição

Foto: Facebook Mercado Xisto

nos terão também um espaço para brincadeiras, com jogos, contado-

res de histórias, serviço de refresco e artesanato.

A Galeria das Devesas Altas, em Oleiros, tem patente até ao dia 6 de novembro a exposição “Arte do Saber”, de Mário Antunes, ‘Ti Mário’ para os amigos. Na inauguração da mostra o artista nonagenário, acompanhado da sua esposa, também ela uma artesã na arte do macramé, disse estar “orgulhoso de poder ter peças expostas neste espaço, onde todos as podem apreciar” Miguel Marques, vice-presidente da autarquia, enalteceu a qualidade dos trabalhos de Mário Antunes, recordando que desde

pequeno que ouve falar na “mestria e engenho do Ti’Mário, ele que é uma das figuras mais queridas por todos no nosso concelho”. Citado em nota enviada pelo Município, Paulo Urbano, vereador classificou a coleção como “única. É impressionante no que se transformam os simples pedaços de madeira depois de passarem pelas mãos do Ti’Mário. Autênticas obras de arte que não são meramente decorativas e têm a sua utilidade no dia-a-dia”, disse.


Freguesias

novembro 2022

Oleiros Magazine

9

breves

Oleiros-Amieira

AIGP do Caniçal em sessão de esclarecimento Oleiros-Amieira

Obras na Ponte da Roda condicionam trânsito As obras de construção de uma nova ponte na Roda, na freguesia de Oleiros-Amieira, está a condicionar o trânsito durante os trabalhos desta empreitada, informou o Município. Segundo a nota enviada à nossa redação, a circulação está interdita a veículos durante a realização da empreitada que se vai prolongar por 120 dias, pelo que

devem ser procuradas alternativas através das ligações para o Caniçal, Bonjardim, Braçal, Roda ou Vale Covo. Esta intervenção prevê a construção de uma nova ponte na localidade da Roda, para substituir a existente que se encontra bastante degradada e que apresentava um perfil muito estreito, o que obrigava à circulação alternada.

Ramalhal

Painel de azulejos instalado em bebedouro A artista Rosa Afonso criou um painel de azulejos para o antigo bebedouro de animais do Ramalhal, em Oleiros. Aquela peça artística já foi instalada no local, e nele são apresentados elementos da ruralidade como as uvas, os pinheiros, uma eira com casa em pedra, montes e vales, os castanheiros e a atividade da lavoura com uma família a lavrar a terra com uma junta de bois. Para a concretização desta

obra Rosa Afonso socorreu-se de uma foto da autoria do fotógrafo Alberto Ladeira. A artista, com atelier em Oleiros há 33 anos, levou um mês a elaborar o painel de 154 azulejos. “Foi a maior obra, em termos de dimensão, que fiz até agora”, confessa na mesma nota de imprensa. A obra foi colocada, peça por peça, pelos funcionários da autarquia.

O salão nobre dos Paços do Concelho acolheu, no passado dia 20 de outubro, uma sessão de esclarecimento com a Associação da Entidade Gestora das Áreas Integradas de Gestão da Paisagem (AIGP) do Caniçal. A reunião de trabalho contou com as presenças do presidente da Câmara de Oleiros, Fernando Jorge, e do seu vice-presidente, Miguel Marques; do presidente e secretário da Junta de Freguesia de OleirosAmieira, Fernando Dias e António

Cambas

Fernandes, respetivamente, e de técnicos do Balcão Único do Prédio (BUPi) que funciona no Município. A agilização das operações de Representação Gráfica Georreferenciada (RGG), necessárias à identificação das propriedades que integram a AIGP foi um dos temas em análise. Na sessão, “a equipa técnica da Estrutura de Missão para a Expansão do Sistema de Informação Cadastral Simplificado respon-

deu às variadas questões colocadas pelos responsáveis do Município e pelos técnicos que estão a trabalhar na identificação e registo de prédios rústicos no sentido de melhorar o serviço prestado à população”, refere a autarquia. No futuro serão feitas sessões de esclarecimento nas juntas de freguesia para que todos os proprietários possam, com a maior celeridade, proceder à Representação Gráfica Georefenciada (RGG)”.

Jovens solidários a caminho de Marrocos

João Silva e António Dias, com raízes na freguesia de Cambas, estão a participar no raid solidário a Marrocos, levando consigo 150 quilogramas de material escolar. Nesta aventura os dois jovens contam com o apoio da Câmara de Oleiros, que assim se associa a uma missão de solidariedade. A UNIRAID, como é designada esta prova, é uma viagem-aventura em que os participantes devem completar 6 etapas em 9 dias, navegando com um road-book, ultrapassando todo o tipo de obstáculos, desafios e testes, com o objetivo de atravessar Marrocos de norte a sul e distribuir material solidário pelas aldeias remotas que se encontram no meio do deserto”.


Concelho

10 Oleiros Magazine

novembro 2022

Assembleia Municipal

Oleiros unido pela economia

Todas as forças políticas presentes na Assembleia Municipal de Oleiros votaram favoravelmente uma moção que prevê a aplicação de uma série de medidas concretas de natureza fiscal, que se focam sobretudo no ramo empresarial, nomeadamente na captação de investimento e fixação de pessoas no Interior. A moção vai ser enviada à Assembleia da República e a todos os Grupos Parlamentares com assento na mesma, ao Gabinete do Primeiro-Ministro, aos Ministérios das Finanças e da Coesão Territorial, à Associação Nacional de Municípios, à Associação Nacional de Freguesias e à Assembleia Intermunicipal da Beira Baixa. De acordo com a moção (apresentada pelo Gru-

po Municipal do PSD/Pelo Progresso da Freguesia do Orvalho), e tendo em conta a nota enviada pelo município ao Oleiros Magazine, são propostas as seguintes medidas: Redução da taxa

geral de IRC a 15%, sendo tal redução a 10% nos cinco primeiros exercícios de atividade, no caso de instalação de novas empresas e outras entidades; Possibilidade de deduzir, para

efeitos de determinação do lucro tributável, com a majoração de 50%, o valor das reintegrações e amortizações relativas a despesas de investimentos até 500.000 euros; Dedução,

"VIVER NO CAMPO" AGENDA 2023

para efeitos de determinação do lucro tributável, com uma majoração de 50%, dos encargos sociais obrigatórios relativos à criação líquida de postos de trabalho por tempo indeterminado; Aumento generalizado das deduções específicas do IRS em, pelo menos 50%, de que beneficiarão as pessoas singulares que, comprovadamente, fixem a sua residência permanente e exerçam atividade por conta de outrem nas empresas com sede e direção efeti-

va nos concelhos elegíveis; Fixação de taxas diminuídas de IVA aplicáveis às transmissões de bens e às prestações de serviços que sejam efetuadas nos mesmos concelhos (a exemplo do que a lei do OE/2022 prevê para as Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira com a nova redação do artigo 18.º, n.º 3, do Código do IVA). O mesmo documento, recorda que “a Criação de um Regime de Benefícios Fiscais no âmbito do Programa de Valorização do Interior, tal como está previsto no artigo 309.º da Lei do OE/2022 (Lei 12/2022, de 27 de junho), mas que não se fique apenas por uma pequena dedução à coleta do IRC, prevendo, ao contrário, medidas de discriminação positiva nos vários impostos do sistema fiscal, algumas das quais até já estiveram em vigor, que configurem verdadeiros incentivos para a deslocalização de empresas e de pessoas para o interior do país, medidas essas a consagrar na Lei do OE para 2023”.

Adquira já o seu exemplar

Opinião

Loja virtual: www.ensino.eu/loja-virtual

O eixo da roda

Luísa Ferreira Nunes

Luísa Ferreira Nunes

VIVRE À LA CAMPAGNE 2023

• Edição trilingue: português, inglês e francês • 144 páginas • Ilustrações e fotografias originais da autora

VIVRE À LA CAMPAGNE

• Capa dura • Autora: Luísa Ferreira Nunes

• Edição: RVJ - Editores, Lda; • Design: RVJ - Editores, Lda Carine Pires • Formato: 21cmx15,5cm

Av. do Brasil n.º 4 r/c 6000-079 Castelo Branco | rvj@rvj.pt | 272 324 645 | 965 315 233

Há dias, por ocasião do aniversário de Adriano Moreira, a leitura de um artigo de jornal intitulado “O eixo da roda” suscitou-me a reflexão em torno desta metáfora recorrente do centenário professor. Segundo ele, “a roda anda, passa por muitas mudanças e o eixo acompanha-a, sem se mover”. Este eixo representa os valores, tantas vezes comprometidos à luz de uma sociedade inquieta e vibrante, por vezes algo perdida, face a acontecimentos globais ou mais cercanos que nos vão abalando o pensamento. O mecanismo inerente à roda associa-se a grandes mudanças operadas pela humanidade ao longo dos tempos e à noção de evolução. No entanto, “é a estabilidade do eixo que a sustenta que torna seguro o caminho e a sua progressão”. Tal imagem leva-nos ao respeito por um conjunto de direitos e deveres, princípios e prioridades que devem nortear a

conduta humana e garantir uma evolução consistente, coerente e notável. Vivemos atualmente a um ritmo alucinante, rodeados de incertezas. As sociedades estão fortemente marcadas pelo consumo desenfreado e imediato, bem como pela volatilidade de princípios e valores, num mundo cada vez mais globalizado e a perder os seus referenciais. Em alternativa, o já referido eixo deve manter-se sempre estável e inquebrável; de outra forma, vive-se “em roda livre”. Inês Martins


Desporto

novembro 2022

Oleiros Magazine 11

breves

Campeonato Distrital

Estreito em terceiro A equipa do Águias do Moradal, depois de no ano passado ter vencido o Campeonato Distrital (não subiu pelas novas regras impostas pela Federação Portuguesa de Futebol) ocupa a terceira posição da prova desta época, após seis jornadas. A equipa do Estreito, na última jornada, foi vencer ao campo da Atalaia a formação local por 5-0. O Águias do Moradal tem quatro vitórias e dois empates, e surge com os mesmos 10 pontos do segundo classificado (Idanhense). Na primeira posição encontrase o Pedrógão de São Pedro com 13 pontos. Na próxima jornada a formação do Estreito irá defrontar o Proença-a-Nova, no Campo do Ventoso. De referir que nesta épo-

Foto: Facebook Águias do Moradal

Fred Dias é o treinador da equipa

ca a equipa do Águias do Moradal é treinado por Fred Dias, tendo como adjuntos Alexandre Raposo e Bruno Silvestre (técnico de guardaredes).

Em 2017 a ARCO entrou para a história da Taça de Portugal ao receber o Sporting

depois de conquistar a manutenção no nacional

Oleiros desiste do futebol A Associação Recreativa e Cultural de Oleiros decidiu abandonar a atividade de futebol. A decisão surge na sequência das novas regras impostas pela Federação Portuguesa de Futebol, que obriga os clubes a garantirem a certificação, a qual inclui a existência de equi-

pas de formação. O Oleiros tinha realizado uma época tranquila e garantido a permanência no Campeonato de Portugal (seniores). Esta exigência impediu também o Águias do Moradal de subir ao Campeonato de Portugal, apesar de ter vencido o Distrital

de Futebol da Associação de Futebol de Castelo Branco. Depois de vários anos a disputar provas nacionais, tendo recebido o Sporting Clube de Portugal para a Taça de Portugal, a ARCO interrompe uma atividade que está no ADN da sua criação.

Paulo Rodrigues partiu cedo de mais Oleiros

Férias desportivas apostam no ambiente As Férias Desportivas de Verão tiveram a temática ambiental como parte integrante do programa, disse ao Oleiros Magazine a autarquia. A iniciativa reuniu 90 jovens, os quais assistiram a vídeos sobre a conservação da biodiversidade, reciclagem e realizaram jogos interativos sobre boas práticas ambientais. “Aprender a jogar” foi o título da atividade, que proporcionou

conhecimento com uma gestão de recursos mais equilibrada. As atividades de cariz ambiental decorreram no âmbito do Programa “Bandeira Azul”, um programa de educação para o desenvolvimento sustentável, promovido em Portugal pela Associação Bandeira Azul da Europa, secção portuguesa da Fundação para a Educação Ambiental.

Antigo presidente da ARCO deixa saudades O antigo presidente da Associação Recreativa e Cultural de Oleiros e proprietário do café Esplanada JP, e agente do Oleiros Magazine na vila, Paulo Rodrigues (Peixoto) faleceu no passado dia 7 de agosto, de forma inesperada. Paulo “Peixoto” deixa já muitas saudades e a sua partida prematura representa uma grande perda para o concelho de Oleiros, pelo qual teve sempre um papel interventivo.

Foi presidente da ARCO em tempos que não foram fáceis, e teve sempre uma intervenção cí-

vica importante. Em vários mandatos foi deputado municipal e esteve ligado aos Bombeiros Voluntários de Oleiros. Desde a criação do Oleiros Magazine que se disponibilizou em ser agente do nosso jornal, cargo que exerceu de forma exemplar. Foi também um grande amigo de todos nós. A sua partida deixa-nos tristes e sem palavras. À família e aos amigos um abraço do nosso tamanho.


12 Oleiros Magazine

Oleiros Magazine

Publicidade

novembro 2022

Diretora: Daniela Silva • Edição e Propriedade: RVJ - Editores, Lda, Empresa Jornalística nº 221610 Gerência: Vitor Tomé, João Carrega e Rui Rodrigues (accionistas com mais de 10 por cento do capital social) Redacção, Serviços Administrativos e Comerciais: Av. do Brasil, 4 R/C • 6000-909 Castelo Branco • Telefone 272324645 • oleirosmagazine@rvj.pt • www.oleirosmagazine.com • Impressão: Gráfica Almondina - Zona Industrial de Torres Novas • Trimestral • 4000 exemplares de tiragem • Estatuto Editorial: www.oleirosmagazine.com