__MAIN_TEXT__

Page 1

Oleiros Magazine Destaque

dezembro 2020

Oleiros Magazine 1

www.oleirosmagazine.com

Jornal do Concelho de Oleiros • Diretora: Daniela Silva • Edição e propriedade: RVJ - Editores, Lda • Periodicidade: Trimestral www.rvj.pt • dezembro 2020 • nº 77 • Ano XVI • Preço: 1 Euro

estudo de reordenamento dá os primeiros passos em oleiros

É urgente reordenar a nossa floresta

O reordenamento da floresta no concelho de Oleiros e no pinhal interior está a ser estudado. No último mês foi realizada uma reunião, nos Paços do Concelho, com diferentes agentes. Pág. 5

na sequência dos incêndios

óbito

Faleceu Augusto de Matos Pág. 9

taça de portugal

Oleiros foi quase tomba-gigante

Pág. 11

Explorações agrícolas têm linha de apoio

Festival com milhares de visualizações

futebol

Águias do Moradal persegue liderança

música no pinhal

Pág. 11

Pág. 8

Pub

Deseja-lhe Boas Festas

saúde

Unidade móvel vacina população do concelho Pág. 6 época natalícia turismo e lazer

Percurso do religioso Pág. 11 para caminhar

AF_CA_NATAL_RODAPE_262x48mm_cv.indd 1

Pág. 3

Freguesia de Oleiros-Amieira apoia comércio local Pág. 10

19/11/2020 09:42


2 Oleiros Magazine

Publicidade

dezembro 2020


Destaque

dezembro 2020

Editorial

Ano atípico, que venha 2021 com a bonança O ano que agora termina é um dos piores de um passado recente. Desde março que a pandemia nos trocou as voltas, nos limitou na nossa liberdade, nos colocou a saúde em perigo. Uma pandemia que vai ter associada uma crise económica, já sentida por muitas empresas e empresários, com setores muito afetados. Como se a pandemia não fosse suficiente, os incêndios florestais voltaram a não dar tréguas, e o concelho de Oleiros foi afetado de uma forma grave e destruidora. Momentos de desespero foi o que a população do concelho viveu. Os incêndios deste verão colocaram a nu todas as fragilidades do país no que respeita à reordenação florestal, à limpeza das matas, ao apoio a quem tudo perde e a quem combate esse monstro de chamas. São agora anunciados apoios e programas. É agora ou nunca, refere o Governo. Esperemos que, de facto seja agora, porque o concelho de Oleiros está «farto» do nunca. Esperemos que 2021 traga bonança. Que a pandemia possa ser eliminada e que as nossas florestas possam ser protegidas. A todos votos de um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo.

Boas Festas

Oleiros Magazine 3

concelho de oleiros é abrangido

Governo anuncia linha de apoio para explorações agrícolas

O Ministério da Agricultura acaba de divulgar uma linha de apoio para a reconstituição ou reposição do potencial produtivo em explorações agrícolas danificadas por efeito da catástrofe natural. A medida abrange as freguesias de Cambas, Isna, Mosteiro, Orvalho, Sarnadas de São Simão, EstreitoVilar Barroco e Oleiros-Amieira, do concelho de Oleiros. Em nota enviada à nossa redação, a Câmara de Oleiros explica que “o apoio é atribuído - mediante apresentação de candidatura sob a forma de subvenção não reembolsável, podendo ir dos 5000 euros aos 800 mil euros”. Na prática, o diploma classifica os incêndios deflagrados a 25 de junho e 13 de setembro de 2020 no concelho de Oleiros, pelo que os proprietários de explorações nessas freguesias poderão candidatar-se. Como o Oleiros Magazine já tinha referido, esta era uma

Foto: CMO As explorações agrícolas danificadas pelos fogos podem ser apoiadas

medida aguardada pelos responsáveis do concelho que viram os incêndios destruir terrenos e estruturas agrícolas existentes no concelho. Na reunião realizada em Oleiros com o Secretário de Estado das

Florestas, João Paulo Catarino, o presidente da autarquia, Fernando Jorge já tinha manifestado a sua preocupação com o facto de muitos espaços agrícolas terem ardido. De acordo com o Diploma

consultado pelo Oleiros Magazine, os apoios destinam-se a repor os “ativos tangíveis e ativos biológicos do capital produtivo das explorações, correspondendo a animais, plantações plurianuais, máquinas, equipamentos, armazéns e outras construções de apoio à atividade agrícola”. Diz o mesmo documento que só serão “elegíveis nesta medida as explorações cujo dano sofrido ultrapasse 30% do seu potencial agrícola”. Entretanto, a autarquia em nota enviada à nossa redação, mostrou disponibilidade para apoiar os interessados no esclarecimento de dúvidas referentes a este processo. De referir que as candidaturas terão que ser apresentadas através do preenchimento de um formulário no página de internet www. portugal2020.pt ou em www.pdr2020.pt, e podem ser feitas até 15 de janeiro de 2021.

Agricultura

Jovens agricultores com apoios no concelho

O Ministério da Agricultura acaba de anunciar a abertura, até 20 de janeiro de 2021, as candidaturas para dois tipos de apoio à instalação de jovens agricultores em territórios de baixa densidade, como é o caso do concelho de Oleiros. O anúncio surge integrado no Programa de Desenvolvimento Rural (PDR) 2020 e “destina-se a jovens agricultores que se instalem pela primeira vez numa exploração agrícola, com idades entre os 18 e os 40 anos, à data de apresentação da candidatura”. De acordo com a tutela, os apoios têm uma dotação de 10

Foto: Freepik

milhões de euros, sendo que dois milhões de euros estão alocados ao programa “Jovens Agriculto-

res”, destinado à atribuição de prémio à instalação. Os restantes oito milhões de

euros destinam-se ao “Investimento de jovens agricultores na exploração agrícola”. As medidas são complementares, e implicam uma candidatura conjunta. Citada em nota de imprensa que a autarquia de Oleiros fez chegar à nossa redação, a Ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, diz que estes apoios têm como objetivo “aumentar a atratividade do setor agrícola aos jovens, fomentar a renovação e o rejuvenescimento das empresas agrícolas e da estrutura produtiva, a inovação, a qualidade e segurança alimentar, gerando riqueza e criando valor em territórios de baixa densidade”.

Freguesia Freguesia da da Madeirã Freguesia da Madeirã Madeirã

Capital CapitalCapital do do Medronho. Medronho. do Medronho. Terra Terra de Terra de Sabores Sabores de Sabores eee encantos. encantos. e encantos. Capital do Medronho. Terra de Sabores encantos. Tel.: Tel.:272 272664 664 Tel.: 203 203 272 ||Largo Largo 664 203 dos dos | linhares, Largo linhares, dos6160-206 6160-206 linhares,Madeirã Madeirã 6160-206 Madeirã Tel.: 272 664 203 | Largo dos linhares, 6160-206 Madeirã


Oleiros

4 Oleiros Magazine

Feira semanal

BREVES

Mercado está de volta O Mercado semanal de Oleiros volta a realizar-se às terças-feiras, como habitualmente. Depois de um período de interrupção, devido à pandemia de Covid-19, o mercado passa a realizar-se com as respetivas medidas de segurança. Esta decisão resulta do facto da passagem do concelho de Oleiros da lista de concelhos de Risco Muito Elevado para Risco Elevado. Assim, “o recinto da feira voltará a abrir às 6H30 apenas para montagem das bancas pelos feirantes e o Município assegura os habituais transportes públicos para a deslocação à feira semanal”, explica a autarquia. Esta reabertura teve em conta o parecer positivo das autoridades locais de saúde. O Estado de Emergência, decretado pelo Governo, ainda se encontra em vigor e

o funcionamento do mercado está em constante avaliação pelas autoridades de saúde competentes. Em nota enviada à nossa redação, a autarquia revela que “o Plano de Contingência da Feira Semanal, elaborado pelo Município de Oleiros em maio, continuará a servir como instrumento de orientação para a gestão de meios e ações de prevenção e de resposta ao aparecimento de casos suspei-

tos de infeção por Covid-19. Neste documento pode consultar as medidas específicas, nomeadamente para feirantes”. Para aceder ao recinto continua a ser obrigatório utilizar máscara, respeitar o distanciamento social, usar regularmente solução antisséptica (disponibilizada pelos feirantes), bem como todas as regras já aplicadas nos espaços de comércio.

Candidatura aprovada

Oleiros com plano para a igualdade

A candidatura da Câmara de Oleiros ao Programa Operacional de Inclusão Social e Emprego (POISE), no âmbito do Plano Municipal para a Igualdade foi aprovada, contemplando um valor de cerca de 35 mil euros. O anúncio foi feito ao Oleiros Magazine pela própria autarquia. Em nota enviada à nossa reda-

ção é explicado que “no Plano estão criadas as condições para poderem ser trabalhadas medidas e políticas concretas de igualdade de género, que melhorem as vidas das populações e que combatam a desigualdade e a violência contra as mulheres. Nele serão inscritas várias ações, no âmbito da implementação de uma

dezembro 2020

estratégia integrada neste domínio”. Recorde-se que a autarquia de Oleiros tem estado atenta a este tipo de questões. Em 2015 instituiu a figura de Conselheira Local para a Igualdade e em 2019 assinou um protocolo de cooperação com a Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG).

Covid-19

Oleiros reativa linha de apoio A Câmara de Oleiros tem de novo a funcionar a linha de apoio social extraordinário, para compra e entrega de medicamentos e bens de primeira necessidade. Esta medida pretende mitigar os efeitos da pandemia de Covid-19 e apoiar a população naquele tipo de serviços. O funcionamento da linha é assegurado pelo CLDS 4G de Oleiros. De acordo com a autarquia, a linha funciona “para a eventual compra e entrega de medicamentos e bens de primeira necessida-

de urgentes, em situações devidamente justificadas, destinando-se a grupos vulneráveis (pessoas em isolamento profilático, doentes crónicos, portadores de deficiência e quem se encontre em quarentena e sem suporte familiar e social)”. Para aceder a esta linha, basta contactar o número 933 570 653 ou enviar email para apoio.covid. cmoleiros@gmail.com nos dias úteis, das 09H00 às 12H30 e das 14H00 às 17H30.

www.oleirosmagazine.com

A Freguesia do Mosteiro deseja a toda a população Um Feliz Natal e um Excelente 2021

www.oleirosmagazine.com • Avenida do Brasil n.º 4 r/c • 6000-079 Castelo Branco • Tel.: 272 324 645


Oleiros

dezembro 2020

Oleiros Magazine 5

Plano em curso para o Pinhal Interior

É urgente reordenar a floresta O reordenamento da floresta no concelho de Oleiros e no pinhal interior está a ser estudado. No último mês foi realizada uma reunião, nos Paços do Concelho, com diferentes agentes. Entre as respostas ficou claro que há fatores decisivos para a elaboração do estudo de reordenamento florestal, e que passam por “aumentar a resiliência dos territórios afetados pelos incêndios florestais, pelo investimento privado e pela a revitalização das economias locais”. Estes foram alguns dos aspetos apontados por Gonçalo Alves, responsável pela empresa GKAPITAL, que está a desenvolver o documento para a sua concretização. A reunião de Oleiros juntou representantes do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), da Direção Regional de Agricultura e Pescas, o presidente da Câmara Municipal de Oleiros, Fernando Jorge, técnicos do município e proprietários florestais. Neste encontro os diferentes agentes procuraram analisar o plano de ação do estudo, o cronograma de trabalho e discutir a sua execução prática. De acordo com o Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF) o grupo de trabalho, constituído após o incêndio de 2019 que afetou os concelhos de Mação, Vila de Rei e Sertã, foi alargado aos concelhos de Oleiros e Proença-a-Nova, após o incêndio de setembro de 2020. Citado em nota enviada pela autarquia, Fernando Jorge destacou a importância da floresta para o concelho, referindo que “Oleiros é uma floresta de oportunidades” e tem “grandes capacidades de desenvolvimento”. O autarca classificou “o ordenamento florestal essencial”. A questão da floresta é vista como prioritária para o concelho de Oleiros, que recentemente promoveu uma reunião entre produtores florestais, freguesias e diferentes agentes com o Secretário de Estado das Florestas, João Paulo Catarino. Como o Oleiros Magazine adiantou na sua última edição, foi anunciada uma verba de 700 milhões de euros que o Estado tem disponível para, nos próximos quatro ou cinco anos, intervir em territórios como o de Oleiros, no âmbito do programa das Áreas Integradas da Gestão da Paisagem. Nessa reunião, o governante disse que esta é uma oportunidade única para se mudar a floresta e torná-la mais resiliente a situações de incêndios florestais e às alterações climáticas. O programa prevê a intervenção em espaços contínuos de pelo menos 100 hectares de floresta, embora, como referiu o Secretário de Estado, o ideal sejam áreas com mil hectares. Na prática o Estado pagará o projeto, a intervenção e a sua gestão. E para que não haja espaços não intervencionados em áreas em que se pretende intervir, está previsto “o arrendamento forçado das terras, a um preço justo, para evitar que haja espaços não intervencionados no meio dos outros. Para os prédios em que não se identifique o proprietário, a empresa pública FlorestGal ficará com a sua guarda durante 15 anos. Se entretanto aparecer o proprietário, ele ser-lhe-á devolvido. Caso contrário, depois ficará para o domínio do Estado”, explicou João Paulo Catarino. Para este programa podem candidatarse entidades como autarquias, associações de produtores e proprietários. O Secretário de Estado considera que este é um momento único, uma espécie de hora da verdade que pode mudar o futuro destes territórios. Não há razões para não se conseguirem constituir, nestes concelhos, áreas integradas da gestão da paisagem e a partir daí provar que esta aposta funciona. Todos já percebemos o que temos que fazer. Com a ocupação do solo a 90% de pinho e eucalipto dificilmente, com as alterações climáticas em curso, nos conseguimos defender. É importante compartimentar a floresta, com espécies mais resilientes, mas onde o pinheiro bravo e o eucalipto também tenham o seu espaço”.

A reunião decorreu na Câmara de Oleiros

Feliz Ano

Contactos +351 272 324 645 | +351 965 315 233 rvj@rvj.pt | www.oleirosmagazine.com

A reunião permitiu também ao autarca de Oleiros questionar a tutela sobre a indemnização que havia sido prometida aos proprietários dos terrenos visados pela faixa de gestão de combustível situada entre os concelhos de Oleiros, Castelo Branco e Proençaa-Nova, aquando da sua visita ao local em janeiro de 2019. João Paulo Catarino esclareceu que “a indemnização está prevista, sendo necessária a representação georreferenciada dos diferentes prédios rústicos”. O cadastro simplificado, cujo arranque no concelho de Oleiros teve de ser adiado devido à pandemia, foi também considerado importante neste processo. A questão da isenção de impostos que os proprietários/empresários terão de pagar pela venda de madeira ardida também foi debatida, num assunto que também foi enunciado na carta enviada pelos autarcas ao Presidente da República e a alguns membros do Governo.

atal & P róspero

Novo

Oleiros Magazine


6 Oleiros Magazine

Concelho

dezembro 2020

Saúde

BREVES

Unidade móvel vacina população do concelho

A Unidade Móvel de Saúde de Oleiros iniciou no dia 21 de outubro a campanha de vacinação contra a gripe sazonal, informou o Oleiros Magazine a Câmara de Oleiros. A autarquia explica que a “ação que vai percorrer o concelho é coordenada pelo Centro de Saúde de Oleiros”. Na mesma nota, o Município de Oleiros considera que esta ação da Unidade Móvel de Saúde tem uma importância acrescida, uma vez que a população vulnerável não precisará de se deslocar ao Centro de Saúde para lhe ser administrada a vacina. A autarquia recorda que o “Gabinete do Secretário de Estado da Saúde determinou que a vacina contra a gripe sazonal é gratuita na época 2020/2021 para pessoas com idade igual ou superior a 65 anos e outros grupos considerados prioritários, em linha com a norma anual da Direção-Geral da Saúde (DGS)”.

Madeirã

Cava mostra presépio A aldeia de Cava, na freguesia de Madeirã, tem patente um presépio à escala real, concretizado pela população. Apesar da pandemia e dos momentos conturbados que se vivem, os habitantes daquela localidade quiseram passar um sentimento de esperança a todos. O presépio retrata também algumas atividades que se concretizam naquela freguesia do concelho de Oleiros, tendo a madeira como ponto de destaque. Para quem gosta de presépios, vale a pena um passeio, com o cumprimento das regras de segurança, à Cava.

Com Universidade de Évora

Câmara de Oleiros recolhe sementes de azereiro No âmbito do seu apoio às ações inscritas no projeto LIFE-RELICT – da Universidade de Évora – e da aposta na conservação de espécies autóctones, a Câmara de Oleiros está a proceder à recolha de sementes de azereiro (Prunus lusitanica L.). O trabalho está a ser orientado pelo professor Carlos Pinto Gomes e as sementes recolhidas irão “germinar no Viveiro Municipal de Oleiros, onde crescerá o suficiente para ser plantado em habitat próprio”. De referir que “esta ação é um contributo para a melhoria do estado de conservação do

habitat prioritário 5230 – comunidades arborescentes de Laurus nobilis, na Rede Natura 2000 (RN2000) portuguesa, viabilizando a sua preservação no futuro”, diz a autarquia em nota enviada à imprensa. O Município destaca também “a importância desta espécie no concelho, onde se situam dois bosques, relíquia de incontornável interesse científico: um na ilustre Mata d´Álvaro e outro junto da Cascata da Fraga de Água d´Alta (no Orvalho), constituindo um importante repositório da Laurissilva Continental”.

Boas Festas

Estrada Nacional 112 - Telefone: 272 746 136 6185 - 302 Orvalho

Deseja-lhe Boas Festas

Boas Festas

Boas Festas

Boas Festas


Concelho

dezembro 2020

Oleiros Magazine 7

BREVES

As eleições decorreram em Assembleias Municipais de todo o país

Isabel Damasceno eleita

Oleiros participa na eleição da CCCDRC

Em tempo de pandemia

Mosteiro apoia população idosa A Junta de Freguesia de Mosteiro está a prestar apoio direto à sua população mais idosa. Fernando Alves, presidente da Junta explica que esse apoio possa integrar deslocações à casa das pessoas. “Fátima Martins, funcionária da Junta de Freguesia, desloca-se diariamente a casa dos Munícipes, ou está em permanente contacto com os mesmos por telemóvel”, começa por explicar.

Através deste serviço, diz o autarca, “são disponibilizados à população diferentes serviços como levantar análises, marcar consultas, adquirir medicação e esclarecer as respetivas receitas médicas, pagar água e luz, carregamentos de telemóvel, entre outros, evitando desse modo deslocações à sede concelho e tempo de espera nesses mesmos serviços”.

ESTREITO

Posto para carros elétricos A Freguesia de Estreito-Vila Barroco já tem disponível um posto de carregamento para carros elétricos. A informação foi confirmada ao Oleiros Magazine pela Junta de Freguesia. Em nota enviada ao nosso jor-

nal é explicado que o posto está instalado no Largo da Senhora da Penha, no Estreito. “O equipamento já se encontra em funcionamento, estando disponível assim mais um serviço para a população”, diz a autarquia.

As eleições para o cargo de presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDR - C) decorreram, dia 13 de outubro, em sessão extraordinária da Assembleia Municipal. Isabel Damasceno Vieira de Campos Costa foi eleita com 25 votos a favor, 1 em branco e 0 nulos. Para o referido ato estavam inscritos

30 eleitores, os membros dos órgãos deliberativo e executivo do Município, registando-se 4 ausências. Em nota de imprensa, a autarquia explica que “o ato eleitoral ocorreu das 16H00 às 20H00, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, em Oleiros, e em simultâneo em todo o país. Os presidentes das 5 CCDR´s que eram até agora no-

meados pelo governo, passam a ser eleitos por colégios eleitorais regionais”. De referir que o ato eleitoral decorreu de acordo com o previsto no n.º 2 do art.º 3.º F do DecretoLei n.º 228/2012, na sua redação atual, e do Regulamento Eleitoral, aprovado em anexo à Portaria n.º 533/2020, de 28 de agosto

Oleiros

Ateliê de Natal em exposição

A Casa da Cultura de Oleiros tem patente a exposição “Ateliê das Tradições”. A mostra pode ser visitada até ao dia 31 de dezembro e apresenta trabalhos produzidos em ateliês que decorreram na Casa da Cultura (abanicos, flores secas, crochet, rodilhas e telhas de canudo). A exposição pode ser visitada das 10H00 às 12H00 e das 15H00 às 17H00, de segunda a sexta-feira, e é promovida pelo Município de Oleiros.

Deseja-lhe Boas Festas

BOAS FESTAS Deseja-lhe Boas Festas

Boas Festas Silvia Maria Afonso da Silva Garcia Guerra


Concelho

8 Oleiros Magazine

dezembro 2020

Música do Pinhal

Festival teve milhares de visualizações O Festival das Artes da Beira Baixa – iniciativa integrante do projeto Beira Baixa Cultural – a 2.ª edição do Festival de Música do Pinhal (FMP), alcançou milhares de visualizações, informou a autarquia em nota enviada ao Oleiros Magazine. De acordo com o Município, o festival teve a direção artística do maestro Luís Cipriano, tendo “cumprido o seu objetivo pedagógico de sensibilização das gentes locais para a Música, formando e captando novos públicos”. Este ano o festival acabou por ter uma parte realizada em formato online devido à pandemia de Covid-19. Numa fase inicial, em setembro, realizou-se o primeiro concerto na Igreja Matriz de Estreito, o qual registou uma boa adesão

O festival foi transmitido pela internet

de espetadores, cumprindo as necessárias normas de segurança. A pandemia obrigou a que o evento fosse suspenso e depois transformado em edição digital, com os concertos a serem transmitidos na internet, a partir da Casa Padre António de Andrade (em Oleiros). Os grupos e intérpretes como Velvet Quintet (Cordas), Piano4Voice, Carmin´Antiqua, Coro Misto da Beira Interior (com os projetos Fado e La Renaissance) e Francisco Cipriano (Percussão), apresentaram uma variabilidade de timbres e vozes e uma diversidade de sons e instrumentos que não deixaram ninguém indiferente. Recorde-se que o projeto intermunicipal Beira Baixa Cultural (onde se enquadra este Festival), e que agora cumpre o seu 3.º e último ano de vigência, é promovido pela Comunidade Intermunicipal e municípios que a constituem, sendo cofinanciado pelo Fundo de Desenvolvimento Europeu / Portugal 2020.

Foto: Freepik

Em Oleiros

Vítimas de Violência doméstica com apoio A Estrutura de Atendimento a Vítimas de Violência Doméstica – Castelo Branco (EAVVD-CB) passa a estar disponível na Câmara de Oleiros, informou a autarquia em nota de imprensa. De acordo com o Município, o atendimento será feito na terceira quinta-feira de cada mês, das 14H00 às 16H00. A estrutura “disponibiliza apoio psicológico e social, informação jurídica, ações de informação e ações de sensibilização, de forma gratuita e confidencial”, revela a autarquia. A EAVVD-CB faz parte da Associação Amato Lusitano e presta apoio à vítima, através de uma equipa com formação especializada. Para mais informações ligue para o 272 321 332/961 948 967 ou envie email para nav.cbranco.amatolusitano@ gmail.com.


Cultura

dezembro 2020

Oleiros Magazine 9

opinião crónica

O substrato Por definição, o termo substrato pode ter várias interpretações, como por exemplo à luz da ecologia ou da filosofia, sendo entendido como “superfície, sedimento, base ou meio onde se desenvolvem organismos vivos” ou “o que forma a parte essencial do ser, em que repousam as qualidades”. Em ambos os casos, estão implícitas as noções de interior (ou de íntimo) e de consistência (seja da matéria ou da essência). De uma forma simplista, podemos referir que é no substrato que se desenvolvem raízes ou se constroem alicerces. Em qualquer uma das situações, estão subentendidas as noções de potencial produtivo, capacidade de uso e influência da consistência para um bom desempenho. Nos últimos tempos, para fazer face aos desafios que surgiram, tivemos de adaptar paradigmas, modificar o nosso modo de vida e reinventar-nos. Vem-me à ideia a noção de substrato, a qual remeto para a ligação às origens (e a importância que estes referenciais devem assumir), mas também para a sustentação das nossas ações (através da sua consistência e qualidades intrínsecas), para além do potencial de desenvolvimento que é também inerente a este conceito. Com a atual pandemia que nos inquieta a todos, vivemos tempos de alguma incerteza. Deve partir de

nós (e do nosso íntimo) saber estar à altura deste enorme desafio (talvez um dos mais importantes dos últimos 100 anos). Não devemos esquecer as nossas bases e raízes (e todo o seu potencial), bem como a consistência das nossas ações e a capacidade que temos em garantir que o meio onde nos incluímos seja sempre valorizado. Assertividade e consistência são palavras de ordem, bem como uma boa dose de empreendedorismo e responsabilidade. Só assim conseguiremos superar adversidades e alcançar um futuro promissor, deixando-o como legado para gerações atuais e vindouras. Nesta quadra que se vive, tenhamos a esperança e a convicção que melhores tempos virão e que toda a prudência não terá sido em vão. Um Natal pleno de essência para todos. Inês Martins

Cultura

Rota do linho em formato online A Câmara de Oleiros realizou, dia 19 de dezembro, já depois do fecho do nosso jornal, a Rota do Linho, inscrita no projeto Beira Baixa Cultural. Este roteiro temático foi exibido em streaming, através de três momentos, os quais possibilitarão um maior alcance desta iniciativa, novas leituras em torno de um itinerário conceptual e um entendimento diferenciador sobre uma tradição com fortes raízes na matriz identitária concelhia. Este ano a iniciativa constituiu também uma forma de homenagear Augusto Matos, autor dos desenhos do ciclo do linho. A iniciativa esteve dividida por três momentos. O primeiro decorreu de manhã, e permitiu aos visitantes

virtuais percorrerem um itinerário temático dos centros interpretativos dedicados ao linho, os quais foram entretanto criados com este projeto, numa viagem virtual com bastante interatividade. No segundo momento, ao início da tarde, os visitantes percorreram as 15 fases que constituem “As voltas do linho”, numa interpretação de Márcio Cabral, que recorre aos sons do acordeão e ao cancioneiro regional. Esta servese ainda de outras leituras, como uma cenografia interpretativa baseada na série pictórica da autoria de Augusto de Matos que ilustra o itinerário da produção artesanal do linho, desde a sementeira à elaboração das tão afamadas peças tecidas nos teares do concelho.

A terminar a jornada temática, ao final da tarde, foi apresentada uma exploração musical e audiovisual e recorrendo uma vez mais à originalidade, completou-se um roteiro que pretende valorizar a cultura, a história e os costumes do território. Com interpretação dos Senza, esta foi uma viagem intimista pela memória sonora e visual associada à tecelagem. Recorde-se que a iniciativa se enquadra no âmbito do projeto Beira Baixa Cultural, o qual é cofinanciado pelo Fundo de Desenvolvimento Europeu / Portugal 2020, sendo promovido pela Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa e pelos municípios que a constituem, como o de Oleiros.

vários engenheiros e arquitetos, desenvolvendo um trabalho de projeto na área da Construção Civil. Com a criação da Portugal Telecom, chefiou o Gabinete de Desenho, cargo que ocupou vários anos até à data da sua aposentação, em 1992. Desde então, passou a ter todo o tempo disponível para se dedicar ao desenho, pintura, filatelia e, mais recentemente, à música, tendo integrado o grupo fundador da Academia de Música de Coimbra - Oleiros. Realizou vários trabalhos e coleções, de onde se destacam “Oleiros, a

Metáfora do Tempo ou um Percurso de Sensações” (em 2002), “O Descobrimento do Tibete” (2002), “A Balada do Linho” (em 2004), “No suor da Resina” (2008) e o “O Pão Nosso de cada Dia” (2012). Os ciclos do linho, do milho (pão) e da resina foram por si ilustrados em séries pictóricas que ficarão como legado para gerações atuais e vindouras. O seu exemplo e talento não serão esquecidos.

Óbito

Faleceu Augusto de Matos Augusto de Matos, uma figura incontornável do panorama sociocultural Oleirense, faleceu no passado dia 30 de novembro, aos 88 anos de idade. Cidadão dedicado e muito considerado pela comunidade, foi Vereador da Câmara Municipal de Oleiros e envolveu-se em várias coletividades e instituições locais, como a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Oleiros, o Agrupamento 1080 do Corpo Nacional de Escutas, a Sociedade Filarmónica Oleirense ou a Santa Casa da Misericórdia de Oleiros, tendo sido vários anos presidente da

mesa da Assembleia Geral. Deu muito de si a Oleiros e em muito enriqueceu o património artístico concelhio e regional. Deixa um legado notável ligado ao desenho, pintura e arquitetura, bem como a marca indelével de quem tanto amou a sua terra. A exibição do roteiro virtual dedicado ao linho – que o Município transmitirá no próximo dia 19 de dezembro, no âmbito do projeto Beira Baixa Cultural –, será em sua memória. Augusto de Matos nasceu em Oleiros a 3 de dezembro de 1931. Tirou o Curso Técnico da Escola In-

dustrial Marquês de Pombal, em Lisboa, tendo a disciplina de Desenho sido uma das dominantes. Passou pelas Finanças e integrou, em 1960, o Quadro de Desenhadores da Direção-Geral dos Serviços Hidráulicos, em Lisboa, onde adquiriu uma vasta experiência no ramo do Desenho Técnico e Arquitetónico. Em 1962 ingressou no quadro de pessoal dos CTT como Desenhador. Colocado em Castelo Branco, organizou o então criado Gabinete de Desenho e desenvolveu uma vasta atividade durante 30 anos. Entretanto, colaborou com

Boas Festas Agente Jogos de Santa Casa


10 Oleiros Magazine

Freguesias

dezembro 2020

Oleiros

Freguesia promove Natal no comércio local A Junta de Freguesia de OleirosAmieira está a realizar uma campanha de promoção de compras no comércio local nesta época natalícia. Para dinamizar um setor tão afetado pela pandemia de Covid-19, a Junta, além de uma campanha de comunicação de apelo à compra no comércio local, distribuiu pelo comércio da freguesia bilhetes que serão entregues aos seus clientes. A campanha é válida em todas as lojas aderentes até 30 de dezembro. Depois serão sorteados 20 vales de 50 euros para compras no comércio local; 15 vales de 100 euros e um vale de 250 euros. Desta forma a Freguesia pretende dinamizar a economia local. De referir que esta tem sido uma prática da Freguesia de Oleiros-Amieira nos últimos anos, a qual tem sido bem acolhida pela população e pelo comércio local.

Estreito

Zona do multibanco requalificada A Freguesia de Estreito-Vilar Barroco realizou obras de melhoramento na zona onde está instalada a caixa multibanco, no Estreito. De acordo com a Junta, o próprio equipamento foi substituído. Também a zona envolvente continua em obras. “Pretende-se criar naquele espaço, ao lado da extensão de saúde, uma sala para colheita de análises clínicas, ficando todos os serviços de saúde concentrados naquele local”, diz a autarquia.

Estreito

Freguesia compra viatura para doentes A Junta de Freguesia de Estreito-Vilar Barroco adquiriu recentemente uma viatura de Transporte de Doentes Não Urgentes. De acordo com a Junta de Freguesia, “esta aquisição tem como objetivo conseguir dar uma maior resposta ao número de solicitações, uma vez que uma das ambulâncias existentes já não reúne as condições exigidas para a realização de transporte de doentes”. Explica a Junta em nota enviada ao nosso jornal que “a viatura agora adquirida ainda não se encontra ao serviço uma vez que se está a tratar de alguns requisitos necessários à sua circulação”.


Desporto

dezembro 2020

Oleiros Magazine 11

Taça de Portugal

BREVES

Oleiros foi quase tomba-gigante

Para caminhar e observar

Percurso do religioso O concelho de Oleiros está a apostar num percurso que pretende promover o património religioso, destacando-se 8 capelas e 2 igrejas repletas de história e tradições. Em nota enviada ao Oleiros Magazine a autarquia explica que “através deste percurso circular (com cerca de 6.5km) que tem início no Memorial do Padre António de Andrade (em frente à Câmara Municipal), pode ficar a conhecer um espólio riquíssimo. O percurso permite a visita aos seguintes espaços: Capela do Espírito Santo – É dos templos mais antigos da Vila e aparece referenciado em registos de 1639. Capela de São Sebastião – No interior pode observar-se o elegante retábulo do altar, marmoreado em tons de verde, no qual se destaca a imagem de S. Sebastião. Capela de Santa Margarida – Nas suas imediações realizam-se anualmente as festas da Vila, em louvor de Santa Margarida, cuja celebração estará na origem do feriado Municipal. Capela de Santo António – Nesta encontra as imagens do seu padroeiro (na sua versão recente e antiga) e de São Bernardino.

Capela de Nossa Senhora das Candeias – Foi mandada construir pela Família Torres, de cuja genealogia fazem parte fidalgos da Casa Real, tendo residido em Oleiros até finais do século XVIII. Capela de Nossa Senhora Mãe dos Homens – Está classificada pelo seu Valor Concelhio, tendo sido edificada com a casa contígua em meados do século XVIII, pelo Capitão de Milícias Manuel Pereira Costa. Igreja da Misericórdia (na fotografia) – É considerada Imóvel de Interesse Público e foi construída no século XVI. Capela do Senhor dos Passos – Nesta encontram-se as imagens em tamanho natural de São João Evangelista, de Nossa Senhora da Soledade, do Senhor dos Passos e do Senhor Morto, que saem do local na Procissão dos Passos e na Semana Santa. Igreja Matriz – É considerada a “Joia da Coroa”, classificada como Imóvel de Interesse Público, é dedicada a Nossa Senhora da Conceição. Capela de Nossa Senhora de Guadalupe – Foi edificada em meados do século XVIII, por ocasião da nova forma dada ao edifício onde se insere, hoje conhecido como Solar dos Viscondes.

A Associação Recreativa e Cultural de Oleiros esteve quase a tornar-se no primeiro tombagigante da terceira eliminatória da Taça de Portugal, no passado dia 20 de novembro. Foi eliminado pelo Gil Vicente, equipa da 1ª Liga, nas grandes penalidades (2-4), depois do jogo, com prolongamento, ter terminado empatado a zero golos. Campo: Estádio Municipal de Oleiros. Árbitro: Hugo Silva, da Associação de Futebol de Santarém. ARCO: Palha, Marco, Duvan Guerra, Pedro Graça (Alef, 91), Brian Miguel, Ricardo Almeida (Nuno Pereira, 75), Rayan Hiba (Rúben Silva, 72), Iago dos Reis, Marcelo Dias (Rafa González, 111), De Jesus e Vasco Gadelho. Suplentes: Caio, Facundo Otero, Alef, Nuno Pereira, Rúben Silva, Rodrigo Caetano, e Rafa Gonzaléz. Treinador: Fábio Pereira. Gil Vicente: Denis, Joel Pereira, Rodrigo, Lourency (Boubacar, 82), Claude Gonçalves (João Afonso, 82), Miullen (Renan Oliveira, 66), Antoine Léautey (Kanya Fujitmoto, 105), Lucas Mineiro (Vítor Carvalho, 105), Rúben Fernandes, Nogueira e Mantuan (Samuel Lino, 46). Suplentes: Brian Araújo, João Afonso, Boubacar, Renan Oliveira, Kanya Fujimoto, Vítor Carvalho e Samuel Lino. Treinador: Ricardo Soares. Disciplina: Cartão amarelo para Ricardo Almeida (34), Miul-

nos ferros da baliza gilista, após corte de cabeça de Nogueira. O aviso estava dado e o conjunto forasteiro sentiu isso. Ainda assim, aos 35 o Gil Vicente beneficiou de uma grande penalidade, que viria a ser desperdiçada por Claude Gonçalves. O encontro permaneceu equilibrado até ao final dos 90 minutos, tendo a equipa de Oleiros enviado mais uma bola ao poste da baliza visitante, após um remate de Marcos. Seguiu-se o prolongamento e o nulo manteve-se, apesar do Gil Vicente ser mais perigoso. Na lotaria das grandes penalidades a equipa da Primeira Liga foi mais forte e acabou por vencer por 2-4. Francisco Carrega

Campeonato de Portugal

ARCO entre os melhores A equipa da Associação Recreativa e Cultural de Oleiros venceu, no passado dia 13 de dezembro (último encontro antes do fecho da nossa edição) a formação do Carapinheirense, por 3-1. O jogo decorreu no Municipal de Oleiros e foi dominado pela equipa da casa.

Distrital de Castelo Branco

Moradal persegue liderança

A equipa do Águias do Moradal ocupa, após a 6ª jornada do Campeonato Distrital de Futebol, a segunda posição com 13 pontos. No último encontro disputado para a prova, e antes do fecho da nossa edição, a equipa do Estreito venceu o Sporting da Covilhã B por 5-0. A equipa do Estreito está, após a

len (48), De Jesus (67 e 117), Vasco Gadelho (69), Brian Miguel (87), Lucas Mineiro (87) e Rúben Fernandes (106). Cartão vermelho, por acumulação de amarelos, para De Jesus (117), e direto para Pedro Graça (no banco). Se o Gil Vicente pensava que vinha a Oleiros fazer um jogo de dificuldade reduzida, depressa percebeu que o conjunto beirão estava bem organizado, com a lição bem estudada e que era capaz de provocar o primeiro tomba-gigante desta terceira eliminatória da Taça de Portugal. Com efeito a equipa da Associação Recreativa e Cultura de Oleiros soube tirar partido das suas mais-valias e aos 15 minutos poderia mesmo ter inaugurado a partida, com a bola a embater

6ª jornada, a 5 pontos do primeiro classificado, o Idanhense, tendo mais um ponto que o terceiro classificado, Vila Velha de Ródão. A formação do Estreito é a equipa com mais golos marcados, 26 e também a que tem a melhor defesa, com apenas três tentos sofridos após a 6ª jornada.

Com este triunfo a formação de Oleiros ocupava, à 8ª jornada, a quarta posição da classificação, com 11 pontos, menos quatro que o líder Benfica e Castelo Branco e mais quatro que a primeira equipa abaixo da linha de descida de divisão.


12 Oleiros Magazine Af_210x297_Anuncio_Imprensa_Natal_Generg.pdf

1

07/12/2020

Publicidade 18:38

dezembro 2020

part of

an affiliate of

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

Este Natal partilhamos a nossa energia com o SNS. This Christmas we share our energy with NHS. Faz parte da nossa natureza cuidar. Este ano foram entregues 3 ventiladores ao SNS (Serviço Nacional de Saúde Portugal). Unidos por um bem comum.

It’s part of our nature to care. This year 3 ventilators were donated to the Portuguese NHS (National Health Service). United for a common good.

Desejamos-lhe um 2021 com energia renovada para fazer frente ao futuro com esperança.

We wish you a 2021 with renewed energy to face the future with hope.

Boas Festas

Happy Holidays

Av. Columbano Bordalo Pinheiro, nº 75 • Fração 5.06, 1070-061 Lisboa • Portugal T +351 21 780 20 20 • F +351 21 780 20 21 E geral@generg.pt • info@novenergia.com • www.generg.pt • www.novernergia.com

Oleiros Magazine Publicação periódica nº 123920

Diretora: Daniela Silva • Edição e Propriedade: RVJ - Editores, Lda, Empresa Jornalística nº 221610 Gerência: Vitor Tomé, João Carrega e Rui Rodrigues (accionistas com mais de 10 por cento do capital social) Redacção, Serviços Administrativos e Comerciais: Av. do Brasil, 4 R/C • 6000-909 Castelo Branco • Telefone 272324645 • oleirosmagazine@rvj.pt • www.oleirosmagazine.com • Impressão: Gráfica Almondina - Zona Industrial de Torres Novas • Trimestral • 4000 exemplares de tiragem • Estatuto Editorial: www.oleirosmagazine.com

Profile for RVJ Editores

Oleiros Magazine - dezembro 2020  

Oleiros Magazine - dezembro 2020  

Advertisement