Page 1

Oleiros Magazine

novembro 2019

Oleiros Magazine

www.oleirosmagazine.com

Jornal do Concelho de Oleiros • Diretora: Daniela Silva • Edição e propriedade: RVJ - Editores, Lda • Periodicidade: Trimestral www.rvj.pt • novembro 2019 • nº72 • Ano XVI • Preço: 1 Euro

investimento de 1,7milhões de euros

Oleiros

Cadernos gratuitos na escola

Devesas Altas recebem espaços nobres

Pág. 6

agrupamento de escolas

Novo diretor toma posse Pág. 6

candidatura submetida

Ribeira de Oleiros melhorada Pág. 5

investimento de 2 milhões

Oleiros recupera estradas Pág. 4

Pág. 4

candidatura apresentada

oleiros

Sérgio Odeith pinta mural na Igreja Matriz Pág. 7

Escola Básica de Oleiros vai ser requalificada

Pág. 3

freguesias

Álvaro de xisto e cortiça Pág. 8

desporto

Setúbal fez Taça no Estreito Pág. 15

ordem dos psicólogos portugueses

Oleiros ganha prémio de boas práticas Esta distinção resulta do Programa de Apoio ao Luto implementado pelo Município de Oleiros, desde 2015. O prémio foi entregue em Lisboa. Pág. 3


2

Oleiros Magazine

Publicidade

novembro 2019


novembro 2019

Destaque

EDITORIAL

ordem dos psicólogos portugueses atribui distinção

Conforto O Programa de Apoio ao Luto que a Câmara de Oleiros tem vindo a implementar no concelho foi reconhecido pela Ordem dos Psicólogos Portugueses e pela Câmara de Lisboa. O trabalho que tem sido feito e o apoio que é prestado a quem dele necessita foi distinguido em termos nacionais. O tema da morte e do luto pode não ser agradável, mas é nos momentos mais difíceis que todos precisamos de ajuda e de apoio, sobretudo quando ficamos sós, isolados e sem ter alguém para conversar. Rafaela Lopes, psicóloga do Município, explicou isso mesmo, mas referiu também que esse programa de apoio psicológico e intervenção comunitária visa apoiar utentes em situação de vulnerabilidade psicológica, não só em caso de falecimento de algum ente querido, mas também em dificuldades de adaptação a novas condições de vida e saúde (como AVC’s ou amputações), perdas de bens ou cuidadores formais. São exemplos como este que importa valorizar. Exemplos que mexem com a vida de cada um. Num mundo onde a proximidade com os que nos são próximos nem sempre é fácil, este tipo de iniciativas deve ser valorizado e reforçado. A direção

Oleiros Magazine

3

Oleiros ganha prémio de boas práticas

A Câmara de Oleiros ganhou o Prémio Boas Práticas em Psicologia - Administração Local – 2019 criado pela Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP) e pela Câmara Municipal de Lisboa. Esta distinção resulta do Programa de Apoio ao Luto, implementado pelo município oleirense. Um programa que foi criado em 2015 e que leva aos lugares mais remotos deste concelho do distrito de Castelo Branco, uma psicóloga, com o objetivo de dar apoio psicológico aos munícipes oleirenses que se encontrem em processo de luto. O projeto foi apresentado, no passado dia 15 de outubro, pela psicóloga da autarquia, Rafaela Lopes, no II Encontro dos Psicólogos da Administração Local, onde foi também atribuído o referido prémio. Na cerimónia da entrega de prémios, a autarquia oleirense esteve representada pelo seu vice-presidente, Victor Antunes, o qual manifestou satisfação e sublinhou a importância do programa implementado no concelho. O prémio pretende reconhecer e distinguir psicólogos e serviços

de psicologia pertencentes a Municípios e Juntas de Freguesia que tenham desenvolvido projetos relevantes e inovadores nas diferentes áreas da ciência psicológica. Simultaneamente, pretende-se dar visibilidade e demonstrar a importância dos psicólogos na prestação dos melhores serviços a todos os munícipes. Em nota de imprensa, a autarquia revela que além do Programa de Apoio ao Luto foram também distinguidas a Câmara Municipal

de Valongo (Distrito Porto) com o projeto Mais Val - Melhores Aprendizagens, Inovação e Sucesso em Valongo; a Junta de Freguesia do Livramento (São Miguel, Açores) com o projeto Gabinete de Psicologia e Intervenção Comunitária da Junta de Freguesia do Livramento – O Primeiro Serviço de Psicologia Autárquico nos Açores; e a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão (Distrito Braga) com o projeto Gabinete de Avaliação, Diagnóstico e Intervenção – GADI.

Candidatura apresentada

Escola básica de Oleiros para requalificar A Escola Básica de Oleiros poderá vir a ser requalificada. A Câmara de Oleiros apresentou já uma candidatura nesse sentido, com um total financiado previsto de aproximadamente 460 mil euros. De acordo com uma nota enviada ao Oleiros Magazine, a autarquia propõe-se reabilitar o edifício da Escola Básica de Oleiros, bem como a construção de uma ligação entre os edifícios existentes e de um espaço polivalente coberto. Estão também previstas melhorias em termos de segurança, eficiência energética e conforto térmico. Além desta intervenção, o projeto prevê a aquisição de material didático, informático e escolar para dotação do equipamento escolar

de melhores condições para os seus utilizadores. No entender da autarquia, esta “candidatura surge da premência de dar resposta às necessidades de melhoria do equipamento escolar que se encontra atualmente bastante degradado, intervindo na melhoria das condições das salas e espaços de aprendizagem, assim como nas

acessibilidades, conforto térmico e segurança”. Esta intervenção dá continuidade às soluções de requalificação urbana já executadas no centro da Vila de Oleiros, assim como a outras iniciativas desenvolvidas pelo município no âmbito da educação e promoção do sucesso escolar. De referir que o Projeto “Bene-

Estrada Nacional 112 - Telefone: 272 746 136 6185 - 302 Orvalho

ficiação da Escola Básica de Oleiros” é cofinanciado pela União Europeia, através dos Fundos Europeus Estruturais e de Investimento e pelo Estado Português, no âmbito do Portugal 2020 – CENTRO 2020. A intervenção em causa está enquadrada no Pacto para o Desenvolvimento e Coesão Territorial da Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa.


4

Destaque

Oleiros Magazine

novembro 2019

Obras já começaram e custam 1,7 milhões de euros

Devesas Altas recebem espaços nobres A Câmara de Oleiros já iniciou as obras de requalificação da zona das Devesas Altas, junto à autarquia, onde semanalmente se realizava o mercado e onde em anos anteriores se realizou a Feira do Pinhal. Esta intervenção obrigou mesmo a autarquia a construir um novo espaço para as feiras semanais, situado perto do centro da vila. A requalificação daquele espaço é um dos objetivos do executivo de Oleiros presidido por Fernando Jorge, e representa um investimento de 1,7 milhões de euros. Além da área de construção, o espaço envolvente divide-se por três zonas: a zona do anfiteatro, a zona do parque infantil e juvenil, e ainda uma zona de estadia associada aos seniores. O projeto prevê ainda a colocação de vegetação de maior porte, promovendo o ensombramento natural. Segundo apurámos junto do vice-presidente da autarquia, Vítor Antunes, as obras já se iniciaram e o projeto foi realizado “no âmbito Qualificação e Modernização de Espaço Público - Devesas Altas”. A memória descritiva revela que “a requalificação deste espaço tem por objetivo promover o enquadramento de um novo edifício

As obras já estão a decorrer no centro da vila

a construir, possibilitando simultaneamente a implantação de espaços de estadia e lazer adequados a diferentes estágios etários. A articulação entre os diferentes espaços é assegurada através dos percursos pedonais que de uma forma contínua fazem a ligação de todo o espaço”. Diz o mesmo documento que o objetivo passa por “transformar esta zona num espaço exterior multiusos, onde se pretende que os utentes do espaço possam usufruir de recreio ativo e passivo, bem como acontecimentos culturais que irão acontecer nos diferentes espaços para o efeito propostos (anfiteatro e espaço juvenil)”.

Investimento de dois milhões

Oleiros recupera estradas danificadas pelos incêndios A Câmara de Oleiros investiu cerca de dois milhões e 400 mil euros na recuperação e requalificação de Estradas Municipais afetadas pelos incêndios de 2017. A informação é veiculada em nota enviada ao nosso jornal pela autarquia oleirense, a qual recorda que este investimento “é comparticipado a 100% pelo Fundo de Solidariedade da União Europeia (FSUE) no sentido da candidatura submetida pela autarquia e que se destina a estradas municipais danificadas pelos incêndios de outubro de 2017”. De acordo com a mesma nota, “esta intervenção integra-se no contexto da recuperação dos

Sílvia M.ª Afonso da Silva Garcia Guerra

equipamentos municipais de lazer e faz parte de um investimento global de prejuízos identificados de mais de 4 milhões de euros, sendo comparticipados pelo FSUE em cerca de 3 milhões de euros”. A intervenção foi realizada “após uma avaliação do estado dos troços destas estradas, e verificou-se que estas tinham sido fortemente danificadas pelos incêndios”. A Câmara explica “que foi efetuado um levantamento minucioso das intervenções em conjunto com uma equipa da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC)”.


Oleiros

novembro 2019

Oleiros Magazine

5

breves

Oleiros

Universidade Sénior inicia aulas A Universidade Sénior de Oleiros deu início ao ano letivo 2019/2020 com uma sessão de boas-vindas, onde estiveram presentes o vice-presidente da Câmara de Oleiros e o vereador da cultura e educação, Vitor Antunes e Paulo Urbano, respetivamente, bem como os professores. As inscrições continuam abertas para as disciplinas de: educação física, música, marchas populares,

inglês, informática, as grandes civilizações - histórias e mitos, saúde e qualidade de vida, e teatro. As inscrições são gratuitas e destinadas a pessoas com mais de 55 anos. Os interessados devem dirigir-se ao Gabinete do CLDS, no edifício da Câmara Municipal de Oleiros, onde poderão informar-se sobre horários, formadores e outros assuntos.

Candidatura submetida

Ribeira de Oleiros vai ser requalificada A Câmara de Oleiros pretende requalificar a Ribeira de Oleiros, tendo apresentado uma candidatura para a Valorização do Património Natural da Ribeira de Oleiros com um total financiado previsto de aproximadamente 350 mil euros. De acordo com a autarquia, “esta operação prevê a implementação de intervenções que visam reforçar e qualificar a oferta turística de Oleiros associada ao

ecossistema da Ribeira de Oleiros”. Deste modo, assegura, pretende-se promover a “plena e eficiente interligação com a oferta turística existente no concelho e na região através da beneficiação do percurso pedonal ‘À descoberta da Ribeira de Oleiros’”. Este projeto visa a requalificação de infraestruturas de apoio e melhoria das condições de visitação do percurso temático na

margem esquerda da Ribeira de Oleiros, numa extensão de 2,5 quilómetros e o desenvolvimento de um programa de dinamização e sensibilização para a conservação e valorização do património. O Projeto “Requalificação da Ribeira de Oleiros” é cofinanciado pela União Europeia, através dos Fundos Europeus Estruturais e de Investimento e pelo Estado Português, no âmbito do Portugal 2020 – CENTRO 2020.

CIMBB

Valorização de produtos

Nova estratégia para o concelho A Câmara de Oleiros está a preparar uma nova estratégia de valorização dos produtos endógenos. Esta medida resulta do facto de ter finalizado o programa PROVERE 2020: Beira Baixa: Terras de Excelência. Em nota enviada ao nosso jornal, a autarquia refere que a aposta na valorização eficaz dos produtos locais, alicerçada numa promoção assertiva e na garantia de um elevado posicionamento dos mesmos, será a tónica dominante. Nesse âmbito, o conceito inerente à Mostra dos Frutos de Outono: Medronho e Castanha - uma atividade que se

realizava habitualmente nesta altura - está a ser repensado, levando à sua descontinuidade em 2019. A Câmara explica que “o futuro passa agora por uma estratégia de valorização de recursos endógenos mais inclusiva, favorecendo novas fileiras e reforçando algumas já existentes, ajustando épocas de realização das ações, otimizando recursos alocados e tirando partido da capacidade de oferta existente, satisfazendo de forma eficiente a procura. Pretende-se captar novos investimentos, fomentar a economia local e promover de forma ampla e articulada todo o território”.

www.oleirosmagazine.com

Jornalistas e bloggers conhecem Oleiros A Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa (CIMBB) organizou, no passado dia 13 de outubro, uma Press & Blog Trip – Beira Baixa: 3 Dias, 3 Experiências. A iniciativa trouxe até ao concelho de Oleiros vinte jornalistas e bloggers de todo o país. De acordo com o secretário executivo da CIMBB, Hélder Henriques, o objetivo da iniciativa passou por promover o turismo, a natureza, a cultura e a gastronomia dos concelhos que integram a comunidade intermunicipal. Em Oleiros, o grupo passa pelo Trilho Internacional dos Apalaches enquanto os caminheiros o realizavam, tendo oportunidade de assistir também à recriação histórica sobre os Apalaches, a cargo da companhia de teatro Viv’Arte. Na Adega dos Apalaches, tiveram oportunidade de degustar o Cabrito Estonado típico de Oleiros assim como perceber a sua confeção e origens. Já na Vila de Oleiros os jor-

nalistas e bloggers puderam fotografar o projeto de arte urbana “Arte à Porta” e ainda visitar o interior e o exterior da Igreja Matriz, onde se encontra o painel de Odeith que retrata a padroeira da Vila.

A visita terminou na Aldeia de Álvaro, onde o património religioso, as gentes humildes e de coração aberto e a paisagem a perder de vista fecharam com chave de ouro três dias de experiências na Beira Baixa.


6

Educação

Oleiros Magazine

Oleiros

Residência tem nova sala de estudo

A Residência de Estudantes de Oleiros tem a funcionar uma nova sala de apoio ao estudo, equipada com ferramentas digitais de apoio ao desenvolvimento das aprendizagens. O novo espaço é constituído por áreas distintas que são orientadoras do tipo de atividades e projetos a desenvolver. A sala possui: uma zona para apresentar trabalhos com modernos equipamentos de projeção onde permite aos alunos partilhar e comunicar os seus projetos; uma área para interagir com os professores de apoio e colegas; uma área para investigar com o apoio dos mais modernos livros, dicionários, computadores e tablets com acesso à internet; uma área para colaborar onde permite aos alunos residentes desenvolverem projetos com os colegas; uma área destinada a criar e desenvolver com o objetivo de estes refletirem e criarem os seus projetos; e por fim uma área onde os alunos residentes podem relaxar aproveitando para ler um livro do Plano Nacional de Leitura Em nota de imprensa, a autar-

breves

A todos os alunos

Oleiros oferece cadernos de apoio

quia explica que “a Residência de Estudantes constitui um elemento importante no sucesso dos alunos e por isso foi contemplada com a renovação de um espaço com os mais modernos materiais e equipamentos, estando preparado para responder aos novos desafios que se colocam aos alunos”. O projeto resulta de uma parceria entre o Município de Oleiros, a Residência de Estudantes, e o Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar, liderado

pela Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa, cofinanciado pelo programa regional CENTRO 2020 e União Europeia, através dos Fundos Europeus Estruturais e de Investimento. Os alunos residentes contam ainda com o apoio diário de três professores que durante uma hora e meia trabalham no âmbito do reforço das competências comportamentais, técnicas de estudo, promoção, apoio e disseminação na utilização das novas tecnologias.

Agrupamento de Escolas de Oleiros

Novo diretor tomou posse Filipe Domingues, professor de Matemática em Oleiros, é o novo diretor do Agrupamento de Escolas Padre António de Andrade, tendo tomado posse no final de agosto. O novo diretor terá a seu lado na equipa diretiva os docentes Fernando Dias, Cristina Santos, Alexandre Milheiro e Sílvia Costa. Na sessão de tomada de posse, o novo diretor agradeceu o acolhimento que teve de toda a comunidade escolar e enalteceu o trabalho dos seus antecessores António Cavaco, desde 2013 e Fernando Dias no recente período de transição. Sublinhou ainda que o seu

novembro 2019

Filipe Domingues (à direita) é o novo diretor

“compromisso é com esta escola, a sua escola, acrescentando que este desafio terá bons re-

sultados se continuar o empenhamento de todos os docentes, alunos, pais, pessoal não docente, autarquias e de todas as entidades e instituições envolvidas na vida do agrupamento”. Do conjunto das intervenções, ressalta a ideia de que o Agrupamento de Escolas de Oleiros tem condições para ser uma referência na qualidade do ensino e na formação de cidadãos. A tarefa mais urgente é tentar aumentar o número de alunos e de turmas, mantendo todos os ciclos e níveis de ensino, desde o pré-escolar ao secundário.

A Câmara de Oleiros, que anualmente oferece os manuais escolares aos alunos do Agrupamento de Escolas Padre António de Andrade, disponibilizou neste ano letivo os cadernos de atividades a todos os estudantes. Isto porque os manuais escolares passaram a ser gratuitos por medida do Governo. Em nota enviada ao nosso jornal, o município explica que a aquisição dos cadernos de atividades representa um investimento de 16.469,07 euros e insere-se no programa “Oleiros Educa”. Este programa contempla também regalias como alojamento, refeições, trans-

portes gratuitos; apoio ao estudo na escola e na residência de estudantes; ambiente escolar seguro e acolhedor; laboratórios de aprendizagem inovadores e modernos equipamentos tecnológicos; visitas de estudo a locais de interesse cultural e histórico totalmente gratuitas (para todos os alunos); visita de estudo a um ou mais países europeus (alunos do 10º ano) etc. No seu conjunto, estas medidas procuram combater a interioridade e proporcionar condições ideais para o estabelecimento de famílias com filhos, numa área tão fundamental como é a educação.

Geopark Naturtejo

Unesco reconhece concelho de Oleiros O Conselho dos Geoparques Mundiais da UNESCO propôs um cartão verde ao Geopark Naturtejo, Geoparque Mundial da Unesco, do qual faz parte do concelho de Oleiros. Esta avaliação positiva tem a duração de quatro anos. A avaliação resultou de uma visita ao território, no passado mês de julho, por dois especialistas daquela organização: Sara Gentilini, italiana (coordenadora do Magma Global Geopark Centre, Noruega) e Henning Zellner, alemão (coordenador do Geopark Hartz, na Alemanha). Este é um processo que ocorre a cada quatro anos e que pretende verificar se o plano de desenvolvimento do Geopark está a ser aplicado em conformidade. No caso de

um parecer favorável, é garantida a revalidação da marca por mais quatro anos, como foi o caso. Segundo o Geopark Naturtejo, este é o resultado das políticas de desenvolvimento sustentável aplicadas num território que inclui o os concelhos de Idanha-a-Nova, Castelo Branco, Nisa, Oleiros, Penamacor, Proença-a-Nova e Vila Velha de Ródão. Do mesmo modo, este decorre também dos projetos em curso para a valorização do património geológico de relevância internacional existente, assim como do dinâmico trabalho da equipa da Naturtejo com os seus municípios e as empresas locais que cada vez mais aderem à estratégia Geoparque para a valorização geográfica dos seus produtos e serviços.


Oleiros

novembro 2019

Oleiros Magazine

7

Graffiter português

breves

Sérgio Odeith pinta mural na Igreja Matriz

Rescaldo da Feira do PInhal

Receitas encantam Oleiros A apresentação dos livros “Receitas das Avós” e “Receitas dos Avôs e Daqueles que não o são”, da autoria do jornalista e diretor do Ensino Magazine, João Carrega, com posfácio do também jornalista e subdiretor do Reconquista, José Júlio Cruz, e nota de abertura de Florinda Baptista, constituiu um dos momentos culturais mais importantes da Feira do Pinhal, que decorreu de 7 a 11 de agosto em Oleiros. A Feira do Pinhal foi inaugurada pelo Secretário de Estado do Ensino Superior, João Sobrinho Teixeira, numa cerimónia em que o autarca de Oleiros, Fernando Jorge, voltou a reclamar justiça para a família do trabalhador que faleceu a combater um incêndio em 2017, e que não teve por parte do Estado qualquer tipo de apoio. O certame ficou também marcado por um novo espaço, com novas funcionalidades e comodidades para os visitantes e expositores. A apresentação do livro decorreu no

palco raízes ao final da tarde de 9 de agosto e possibilitou o contacto direto com a população. A edição destas duas obras, com a chancela da RVJ Editores, permite reforçar o cariz gastronómico de uma região rica em saberes e em sabores, com receitas confecionadas e apresentadas com requinte, mas de uma forma simples, homenageando as avós, os avôs e aqueles que não o sendo são netos de alguém. Vitor Antunes, vice-presidente da Câmara, sublinhou a importância destes dois trabalhos que incluem receitas do concelho. Também José Marques, presidente da Assembleia Municipal, destacou o contributo que os dois livros acrescentam ao património do concelho. Presentes na iniciativa estiveram algumas avós e avôs que participaram nas duas obras. De referir que os dois livros integraram recentemente o leque de obras de gastronomia editadas em Portugal admitidas ao Concurso Portugal CookBook Fair 2019, o mais importante do país.

Sérgio Odeith, um dos graffiters portugueses mais importantes, com obras no Meeting of Styles, na Alemanha, Museum of Public Art, em Louisiana, nos EUA, ou o MuBE – Museu Brasileiro da Escultura, em São Paulo, Brasil, acaba de pintar um mural com a imagem da Padroeira de Oleiros, numa das fachadas da Igreja Matriz de Oleiros. Esta intervenção surge integrada no projeto “Arte à Porta”, dinamizado pelo Município de Oleiros, que deu nova vida a mais de 30 portas de edifícios devolutos e não só, proporcionando um autêntico roteiro pelas ruas do centro da Vila. Sérgio Odeith pintou na fachada posterior da Igreja Matriz de Oleiros, uma tela com cerca de 8 metros de altura e 5 de largura. Os trabalhos duraram cinco dias e Sérgio Odeith retrata a Padroeira de Oleiros - Nossa Senhora da Conceição - de uma forma diferente, criando impacto visual para quem passa na circular externa, e para quem usufrui do espaço envolvente da Igreja, que é também um excelente miradouro. Para a realização deste trabalho, o artista baseou-se na figura original de Nossa Senhora da Conceição que está no interior da própria Igreja, recorrendo também para inspiração à grandiosidade do interior deste monumento. Recorde-se que a Igreja Matriz é um dos edifícios de cariz religioso mais emblemáticos da Vila, onde os Oleirenses têm vindo, geração após geração manifestar

a sua devoção, contudo, o exterior simples não faz adivinhar a sua imponência e riqueza interior. Com esta intervenção, a Igreja ganha destaque prestando tributo à padroeira que tanto significado tem para os Oleirenses. Sérgio Odeith tem no seu currículo trabalho para empresas nacionais e internacionais conhecidas, como a Coca-Cola, a Samsung, e também a London Shell. Além destas, colaborou ainda com a Câmara Municipal de Lisboa e de Oeiras, locais onde fez vários murais. Após a conclusão do trabalho em Oleiros, deslocou-se para a Suíça e posteriormente para a Austrália onde estará durante vários dias em trabalho.

Freguesia da Madeirã

Capital do Medronho. Terra de Sabores e encantos. Tel.: 272 664 203 | Largo dos linhares, 6160-206 Madeirã


8

Freguesias

Oleiros Magazine

Dez freguesias, Dez experiências

novembro 2019

breves

Álvaro de xisto e cortiça A freguesia de Álvaro acolheu, no passado dia 28 de setembro, o ateliê temático dedicado ao xisto e à cortiça, realizado no âmbito do programa Dez Freguesias, Dez Experiências. A iniciativa, promovida pela Câmara de Oleiros, em parceria com a Junta de Freguesia de Álvaro e com os apoios da apoio da Comissão de Melhoramentos da Gaspalha e da Naturtejo, constituiu um excelente momento de convívio e de cultura. O xisto foi evidenciado na geologia local, tendo os participantes ouvido as explicações da geóloga Joana de Castro Rodrigues, do Geopark Naturtejo. No caso da cortiça, esta esteve representada no artesanato da freguesia, como é o caso dos tropeços, os quais estavam a ser confecionados ao vivo durante a visita à oficina dos artesãos Teresa e José Nunes, um espaço muito agradável e preparado para receber turistas e visitantes. Em nota enviada ao nosso jornal, a autarquia explica que “a jornada teve início na localidade de Gaspalha, mais precisamente na Casa da Cultura - um antigo lagar de azeite dinamizado pela Comissão de Melhoramentos daquela aldeia, o qual evidencia a importância que a fileira do azeite sempre teve na freguesia. Tendo como guias locais Tiago Rodrigues e Raquel Freire, numa abordagem muito completa, o grupo partiu então à descoberta de um percurso interpretativo onde não faltou a passagem pela oficina de António Martins, com a confeção artesanal de sapatos e outros artigos em pele; pelos inúmeros imóveis religiosos da freguesia e pela fonte da vila, onde nem o lendário local foi esquecido”. O itinerário contemplou ainda a passagem pela ponte romana, lembrando a existência de um trilho do Caminho de Santiago nas imediações. O valor histórico de Álvaro saiu favorecido, tendo sido referida a sua ligação à Ordem de Malta. Dentro do património natural, para além do xisto, a atividade pretendeu ainda valorizar um dos geomonumentos mais emblemáticos do Geopark Naturtejo: os Meandros do Zêzere. Já no Miradouro existente

Dia assinalado em Oleiros

Mil seniores em festa A Comemoração do Dia Sénior, em Oleiros, reuniu mais de mil pessoas, numa jornada de convívio que decorreu na vila. A iniciativa integrou ras-

treios de saúde na Unidade Móvel, animação musical, uma aula de ginástica e um almoço convívio, numa organização da Câmara de Oleiros.

A equipa que colaborou na realização do evento

Rotas encenadas Fotos: CMO

no Adro da Igreja Matriz, os participantes puderam contemplar o Vale do Zêzere e lembrar a barca d´Álvaro, a construção da barragem e da ponte, com referências aos testemunhos do antigo barqueiro, António Correia. Dali, o grupo desceu até à praia fluvial de Álvaro onde hoje se exibe emblematicamente um barco, junto da antiga Casa do Barqueiro, atualmente recuperada. O almoço teve lugar na sala de refeições “Olhar o Zêzere”, onde os participantes, cerca de 60 no total, puderam degustar algumas das iguarias regionais como a sopa de peixe, o arroz de maranho ou a tigelada. No final da atividade, a Com-

panhia de Teatro Viv´Arte apresentou a recriação “Como Álvaro se fez de Álvaro”, numa alusão à origem do nome da villa, contemplando ainda uma resenha pela história local. Em jeito de balanço, a organização realça a fidelização de participantes, nalguns casos famílias de várias gerações, ou o caso de uma participante oriunda de Portalegre que aderiu a esta iniciativa há três ateliês atrás e que diz que “não perde por nada estas atividades, as quais considera bastante enriquecedoras”. O próximo ateliê (o nono) será dedicado ao linho e terá lugar no próximo dia 26 de outubro na freguesia de Estreito-Vilar Barroco.

Estreito recebeu ateliê sobre linho No âmbito do programa Rota de Visitas Guiadas e Encenadas, a Câmara de Oleiros e a Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa, recriaram, no passado dia 26 de outubro, a Rota do Linho, a qual ligava as freguesias de EstreitoVilar Barroco e Orvalho. Este ano a recriação etnográfica do ciclo do linho foi apresentada no Estreito, pelo Rancho Folclórico de Aranhas, em frente à Igreja Matriz. A jornada teve início com

um passeio pedestre interativo, contemplou ainda uma recriação histórica e culminou com um almoço. Esta iniciativa integra o projeto intermunicipal Beira Baixa Cultural, na categoria de Rota de Visitas Guiadas e Encenadas, sendo promovido pela Comunidade Intermunicipal e Municípios que a constituem, com cofinanciamento pelo Fundo de Desenvolvimento Europeu / Portugal 2020.


Freguesias

novembro 2019

Oleiros Magazine

9

Madeirã

breves

Freguesia faz diversas obras

Mosteiro

Juntas unem-se na obra A Junta de Freguesia de Mosteiro, numa parceria com a Junta de Freguesia de Troviscal, concelho da Sertã, procedeu à recuperação do Açude em Vale do Souto / Faval, em Ribeira do Escaldado. Com

o apoio da Câmara Municipal de Oleiros, a concretização desta intervenção vem beneficiar as duas freguesias e contribui para a melhoria do meio ambiente e para a prevenção de incêndios florestais.

Mosteiro

Açude é ampliado O Açude na Estacada - Mosteiro, em Ribeira de Pêro Beques, está agora recuperado e ampliado. A obra inclui ainda a limpeza das margens, aumentando significativamente a quantidade de água retida nesse local, de forma a possibilitar o abastecimento de

meios aéreos de combate a incêndios. Os referidos trabalhos foram realizados através de uma parceria entre a Junta de Freguesia de Mosteiro e a Junta de Freguesia de Oleiros, com o apoio da Câmara Municipal de Oleiros.

Sobral

Melhoramentos no campo O Campo de Futebol do Sobral foi vedado, temporariamente, para realização de uma intervenção por parte da Junta de Freguesia do Sobral, com o apoio da Câmara de Oleiros. A intervenção visa a melhoria das condições para a prática desportiva.

Barragem do Zêzere

Novas obras

Sobral recupera dos incêndios A Câmara de Oleiros procedeu a uma intervenção abrangente na freguesia do Sobral, na sequência dos incêndios florestais que ali ocorreram. A obra contemplou a reabilitação de linhas de água com paredes e açudes, bem como a pavimentação de duas ligações:

A Junta de Freguesia da Madeirã tem realizado um vasto conjunto de obras, algumas das quais executadas e outras em curso, que correspondem a compromissos apresentados aos seus cidadãos. De acordo com esta Junta de Freguesia, o asfaltamento da Estrada dos Vilares já está concluído. Por outro lado, está atualmente em curso a abertura da Rua do Vale Cepo, com muro de suporte e respetivo calcetamento. As linhas de água são outra das prioridades do executivo da Freguesia da Madeirã. Assim, está já concluída a reparação de linhas de água em Cava e Portela da Cava (Vilarejo) e inicia-se agora a reabilitação de linhas de água em Póvoa do Cerrado. No Vilar Fundeiro, procedeuse entretanto à pintura e substituição da porta da Mina Pública.

da estrada principal do Sobral à Roda de Cima; e da estrada do Sobral ao Faval. Foram ainda realizadas outras intervenções importantes, nomeadamente a limpeza de estradas florestais e limpezas manuais com corte de pinheiros em mau estado.

Pescadores com melhor acesso No sentido de facilitar o acesso dos pescadores à barragem do rio Zêzere, foram intervencionados na freguesia do Sobral dois acessos a esta albufeira. Com a obra, pretende-se que seja mais fácil aceder a esta barragem de grande beleza cénica e muito procurada para a pesca e momentos de lazer.


10 Oleiros Magazine

Freguesias

novembro 2019

Oleiros

Exposição homenageia portas antigas

A exposição “Tudo se parece com o dono, até o ferrolho da porta!” esteve patente na Junta de Freguesia de Oleiros durante o passado mês de setembro. Inspirada por um ditado popular, a mostra é da autoria de Cristina Matos e prestou homenagem às portas antigas, valorizando-as enquanto arte e património cultural. “As portas antigas eram únicas, personalizadas e refletiam a imagem dos donos da casa e esta foi a forma que encontrei para que esse património não se perdesse e ficasse de alguma forma registado. Hoje em dia, quando visito as nossas aldeias vejo que as portas são todas iguais. Já se perdeu aquela autenticidade. Este é o meu contributo para a história da nossa zona”, explica a autora.

Oleiros

Haja Saúde na freguesia A Junta de Freguesia de Oleiros-Amieira tem vindo a implementar o programa Haja Saúde em todas as localidades da freguesia. A iniciativa permite a realização de rastreios clínicos, como a medição da pressão arterial, os valores da glicémia ou o controlo de peso. Semanalmente, a Junta de Freguesia informa os utentes dos locais em que vai estar presente com este programa. Para além dos rastreios, este programa proporciona também o contacto com os residentes nos diferentes lugares.

Oleiros

Fogo controlado em ação de formação A Agência para a Gestão Integrada de Fogos Rurais e o Município de Oleiros realizaram, no passado dia 8 de outubro, no Auditório da Casa da Cultura de Oleiros, uma ação de sensibilização que teve como tema as ações de fogo controlado para implementação de mosaicos de gestão de combustível em propriedade privada. A iniciativa contou com a presença de presidentes de Juntas de Freguesia do concelho, os quais demonstraram interesse em realizar ações semelhantes no seu território.

Aniversário

Liga de Álvaro faz 51 anos A Liga Regional «Os Unidos da Freguesia de Álvaro» (LRUFA), sócio colectivo da Casa da Comarca da Sertã (CCS), assinalou o 51º Aniversário da sua fundação no dia 13 de outubro. A iniciativa teve início no centro da Vila de Álvaro com uma arruada pelo Grupo de Bombos do GAIO (Orvalho), seguindo-se a visita à Igreja Matriz, à Capela de N. Sra. da Nazaré e à Igreja da Misericórdia. Tal como habitualmente, incluiu um almoço no Restaurante “Olhar o Zêzere”, no qual marcaram presença Victor Antunes, vice-presidente da Câmara de Oleiros, José Nunes, presidente da Junta de Freguesia de Álvaro, António Correia, provedor da Santa Casa da Misericórdia de Álvaro, e Augusto Antunes, presidente da Mesa da Assembleia-Geral da LRUFA. Marcaram ainda presença Fátima Fernandes Morais, presidente da Comissão de Melhoramentos da Gaspalha, José Augusto Lopes do Grupo de Amigos da Freguesia da Madeirã, e Anabela Lima, em representação do GAIO – Grupo de Amigos Incondicionais da Freguesia de Orvalho, tendo a CCS sido representada pelo presidente da Mesa da Assembleia-Geral, Celso Matias da Silva. Após o almoço realizou-se um passeio à aldeia da Gaspalha.


Freguesias

novembro 2019

Oleiros Magazine 11

breves Oleiros

Filarmónica abre escola de música A Sociedade Filarmónica Oleirense vai ter a funcionar a sua escola de música no presente ano letivo. Segundo apurámos, a escola vai funcionar com os professores José Coelho Caldeira, Miguel Agos-

tinho e da Academia de Música de Coimbra, nos seguintes instrumentos: guitarra, baixo, cavaquinho, saxofone alto, soprano, tenor, flauta transversal, piano, órgão, acordeão, concertina e bateria.

Na albufeira

Álvaro acolheu pesca embarcada A aldeia de Álvaro acolheu, nos passados dias 12 e 13 de outubro, mais uma prova do Campeonato Nacional de Pesca ao Achigã em Embarcação. A organização pertenceu à Federação Portuguesa de Pesca Desportiva, e contou com o apoio de várias entidades, entre as quais a ADXTUR - Agência para a Promoção

Turística das Aldeias do Xisto. A escolha de Álvaro para a realização de provas desta natureza atesta as excelentes condições da albufeira da barragem do Cabril e das águas do rio Zêzere, assim como das infraestruturas existentes na aldeia, para a prática de pesca e outros eventos desportivos, de competição ou de lazer.

Os bombos do Gaio animaram a feira

Feira do Sótão

Velharias e antiguidades à venda no centro da vila A Feira de Sótão decorreu, no final de setembro, no jardim central de Oleiros. A iniciativa juntou várias dezenas de expositores que

apresentaram para venda antiguidades e velharias das mais variadas áreas. Como tem sido habitual, esta

atividade que se realiza duas vezes por ano, foi visitada por centenas de pessoas e contou com a animação do Grupo de Bombos do GAIO.

Autarquia atribui

Bolsas para alunos do ensino superior

Mosteiro

Limpeza de caminhos florestais A Junta de Freguesia de Mosteiro está a beneficiar a rede viária florestal, através de trabalhos que compreendem a

limpeza de caminhos florestais existentes naquela freguesia, com recurso a máquina niveladora de terreno.

A Câmara de Oleiros está a atribuir bolsas para os alunos do concelho que estão a estudar no ensino superior. De acordo com uma nota explicativa, a autarquia irá atribuir dois tipos de bolsas. A primeira destina-se aos alunos “com dificuldades económicas que frequentem ou pretendam frequentar o ensino superior”. A segunda bolsa resulta dos acordos estabelecidos entre a Câmara de Oleiros e as duas instituições de ensino superior do distrito de Castelo Branco: o Instituto Politécnico de Castelo Branco e a Universidade da Beira Interior. Neste caso, não são tidas em conta as condições financeiras do estudante. O município explica que “qualquer aluno que tenha fre-

quentado a Escola Padre António de Andrade, ou tenha residência no concelho de Oleiros há mais de dois

anos, é elegível. Esta bolsa cobre o valor anual da propina em todas as escolas do IPCB e da UBI”.


Entrevista

12 Oleiros Magazine

novembro 2019

carlão participou no arraial em flagrante

Como crescer sem perder a identidade Carlão foi um dos artistas que participou no Arraial em Flagrante que se realizou em Oleiros, no final de agosto. A iniciativa contou com a presença de artistas bem conhecidos, como Fernando Alvim, Emmy Curl, Miguel Calhaz, Júlio Pereira, Bernardo Alves e DJ Shark. Em entrevista à Rádio Castelo Branco, Carlão fala do seu novo tema. Nos míticos Da Weasel, Carlão a.k.a. Pacman tornou-se uma das figuras maiores do hip hop português. Nos últimos anos, o músico de Almada reinventou-se numa carreira em nome próprio, mas sem perder a identidade. Este verão apresentaste novidades. O tema “Bandida” tem sido um sucesso desde que saiu, não é? Está a correr bem! Tenho uma grande facilidade em trabalhar com o meu irmão (João Nobre), por já o fazermos há muito anos… desde a altura em que estávamos nos Da Weasel. Como um álbum tem hoje uma duração de vida tão curta – 3 ou 4 meses depois da edição as pessoas já não lhe ligam – e eu queria ter um single a rodar que transmitisse a boa disposição do verão, falei dessa ideia ao meu irmão e ele apresentou-me uma música… E 2 ou 3 dias depois já estava a canção feita. É daquelas coisas que fluem bem. E qual tem sido a resposta? Tem sido muito positiva. Nos

produzem 10 singles e depois voltam a lançar tudo junto num só álbum. Por exemplo, o álbum de Kanye West “The Life of Pablo” terá sido o primeiro álbum a atingir platina nos Estados Unidos sem ter uma edição física… E agora isso é cada vez mais comum. Os artistas já nem se ralam muito com a edição física do seu trabalho, sabem que o pessoal os ouve nos serviços de streaming ou no YouTube. A indústria musical mudou muito nos últimos anos.

concertos já é dos temas que correm melhor. Portanto, estou satisfeito com a resposta do público ao “Bandida”.

A “Bandida” nasceu no momento certo? Eu acho que sim. Foi um nascimento feliz (risos).

Esse single passa uma mensagem bastante diferente do anterior “Entretenimento”. Quiseste fazer algo diferente? Sim… Eu tento sempre não me repetir demasiado. Ou melhor, tento ir equilibrando as coisas. É tal como nos concertos, em que temos canções a abrir, e depois paramos um pouco para respirar, faço um acústico para criar uma dinâmica especial. Não quero que sejam só músicas de crítica social ou só músicas de amor. Cabe tudo se formos alternando. É uma questão de equilíbrio.

É então mais um trabalho de irmãos… É verdade. Nós trabalhos juntos há muitos anos. Trabalhámos em todos os álbuns de Da Weasel. A maioria das composições tem letra minha e música do meu irmão. Em relação ao álbum “Entretenimento” ele também colaborou com o tema “#Demasia”. Ele esteve fora de Portugal durante uma série de anos, mas estando por cá achei que era de aproveitar. E agora, o novo som traz

consigo uma onda diferente? Esgotou-me fazer o disco “Entretenimento?”. Eu acho que nunca vou deixar de fazer discos, mas o retorno que têm é pouco para o trabalho que dão. A aposta nos singles acaba por ser sinal dos tempos que vivemos. Se calhar, vale mais a pena ir fazendo singles do que álbuns, porque a janela de atenção das pessoas é muito curta. Ainda assim, acho que nunca vou conseguir deixar de fazer álbuns. Portanto, estreias com “Bandida” outra forma de estares na música. Sim. A maior parte dos artistas já aposta nesse caminho. Ou então

Entretanto, tu já tens bastantes anos de música. Onde é que vais buscar a inspiração para te continuares a reinventar? Aquilo que eu quero fazer durante muito tempo é, com base na minha identidade, ir-me rodeando de pessoas – umas mais novas e outras mais velhas – e ir experimentando registos novos. Só assim saem coisas interessantes. Se um gajo estiver fechado sobre si mesmo, fica preso na mesma rotina, com os mesmos vícios de sempre, e não sai nada de interessante. Eu acho que é possível uma pessoa reinventar-se sem perder a sua identidade. Grandes artistas já o fizeram… Eu sou um pequeno artista, mas vou tentar seguir esse caminho (risos). Nada disso! Muito obrigado. Valeu! (Risos) Entrevista: Ricardo Coelho Edição de texto: Tiago Carvalho


Concelho

novembro 2019

Comunidade Intermunicipal aposta no turismo

opinião crónica

O potencial das Estrelas O concelho de Oleiros possui um dos melhores céus do Mundo para a prática de astroturismo. As excelentes condições de visibilidade, transparência e escuridão de um céu isento de poluição luminosa, aliadas ao restante potencial do território, fazem deste um promissor destino turístico “starlight”. Tendo o céu como limite, este é um valioso recurso endógeno que passava despercebido, estando ao alcance de todos, sem exceção. Temos aqui uma série de atributos que nos poderão garantir um novo posicionamento turístico e toda uma galáxia de oportunidades, se soubermos aproveitá-las. Não basta ficar a olhar as estrelas, há que tirar partido dos

Oleiros Magazine 13

fluxos que possamos atrair, associando noções de desenvolvimento local e sustentabilidade. Se possuímos vetores diferenciadores e distintivos, capazes de valorizar toda a essência deste território, só temos de capitalizá-los e deixar as estrelas brilhar. Inês Martins (Engenheira Agrónoma)

Nova App traz turismo à Beira Baixa A Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa (CIMBB) tem já a funcionar uma aplicação para dispositivos móveis (App) no âmbito da sua estratégia de promoção da Beira Baixa “Beira Baixa: 3 Dias. 3 Experiências”. A nova aplicação, “Visit Beira Baixa”, está disponível para os sistemas Android e IOS, bastando para isso aceder à Google Play (https://bit.ly/2yXerN2) ou Apple Store (https://apple.co/2YE1cQS). Para a CIMBB esta aplicação pretende reforçar a visibilidade e notoriedade turística da Beira Baixa. Através da sua utilização é possível encontrar um conjunto de informações e ferramentas que tornarão a sua ida até ao território da Beira Baixa, que inclui entre outros atrativos o Geopark Naturtejo, o primeiro do país inserido na rede mundial da Unesco, ou o parque Natural do Tejo Internacional, para além das Aldeias de Xisto. Deste modo, os utilizadores da aplicação terão acesso a informação sobre locais e empresas que proporcionam experiências, hotéis, restaurantes e pontos de interesse que irão ajudar os utilizadores a explorar da melhor forma o que a Beira Baixa tem de melhor para oferecer; - em cada ponto de interesse localizado no mapa está disponível informação completa com morada, contactos e descrição do respetivo local; - conforme a localização do utilizador é lhe fornecida informa-

ção dos pontos de interesse mais próximos e a distância a que se encontram num mapa interativo; - é multilíngue, para já encontra-se disponível em português/ espanhol; - natureza, cultura, gastronomia, alojamento, eventos e experiências tudo reunido numa aplicação móvel de forma rápida e intuitiva. Localizados no centro do país, junto à fronteira com Espanha, os seis concelhos pertencentes à CIMBB - Castelo Branco, Idanha-a-Nova, Oleiros, Penamacor, Pro-

ença-a-Nova e Vila Velha de Ródão - podem começar a ser explorados por aqui. Com a “Visit Beira Baixa” pode aceder a múltiplas experiências e ficar a conhecer o que cada concelho tem para oferecer para preparar da melhor forma um eventual passeio ou visita ao coração da Península Ibérica. De referir que o projeto “Beira Baixa: 3 dias, 3 experiências” é cofinanciado pelo Centro2020, Portugal2020 e União Europeia através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Oleiros

O almoço decorreu no Cabeço dos Mosqueiro

No Orvalho

Boas vindas aos professores A Câmara de Oleiros realizou o tradicional convívio de boas vindas aos docentes e pessoal auxiliar das escolas e jardins de infância do concelho. A iniciativa decorreu no Orvalho. Depois do almoço no Mira-

douro do Cabeço Mosqueiro, decorreu uma visita ao Centro de Artes Manuais com oportunidade de ver o ciclo do linho e as tecedeiras do Orvalho e ainda à oficina do artesão de arame, Jorge Marquez.

Mercados já se realizam em novo recinto Os mercados semanais e feiras anuais ao ar livre em Oleiros estão a realizar-se num novo recinto de Feiras e Mercados. Esta alteração deve-se às obras já anunciadas nas Devesas Altas e também concretiza um desejo antigo da autarquia de criar melhores condições, não só aos feirantes como a toda a população/consumidores que ali se desloca, nomeadamente a nível do piso e das instalações sanitárias e sobretudo ao nível da segurança rodoviária e circulação pedonal.

O novo recinto já acolheu a Feira do Pinhal


Desporto

14 Oleiros Magazine

novembro 2019

Percurso juntou uma centena de participantes

Trilho dos Apalaches é ímpar O passeio pedestre - Trilho Internacional dos Apalaches (Grande Rota Muradal-Pangeia) juntou, no passado dia 13 de outubro, uma centena de participantes, numa caminhada que ligou o Estreito a Vilar Barroco, numa extensão de 12 quilómetros. O evento teve a organização do Município de Oleiros tendo como parceiros a Associação Clube Raia Aventura, com o apoio das Juntas de Freguesia de Estreito-Vilar Barroco, Orvalho e Sarnadas de S. Simão e ainda das Associações Trilhos do Estreito e Os Cucos do Vilar Barroco. A iniciativa, para além da vertente desportiva, incluiu a componente de convívio e de cultura. Assim, depois de percorridos 5.5 quilómetros do percurso e chega-

dos ao Miradouro do Portelo, os participantes tinham à disposição o reforço alimentar. Neste local tiveram oportunidade de assistir a uma recriação histórica pela companhia de teatro Viv’Arte. Foi ainda nesse local que a geóloga do Geopark Naturtejo, Joana Castro Rodrigues, explicou a geologia do território, nomeadamente os fósseis marinhos que são visíveis. No final dos 12,6 Km de dificuldade média/alta, foi servido o almoço no Vilar Barroco. Recorde-se que desde março de 2015 que Portugal tem um dos Trilhos Internacionais dos Apalaches, “o maior trilho de pegadas humanas do mundo”, que tem o seu início no continente americano e atravessa a cordilheira montanhosa dos Apalaches, no sentido do seu

comprimento, passando por 14 estados dos EUA, num percurso de 3500 quilómetros. O percurso português situa-se em Oleiros, na Serra do Muradal, e consiste numa Grande Rota, com cerca de 37 km. O seu nome “Grande Rota Muradal-Pangeia”, faz alusão à emblemática montanha quartzítica onde se desenvolve, mas também ao continente que existiu há 200 milhões de anos, e que reunia todos os continentes que existem atualmente e consequentemente, a região do Maciço Ibérico. Conhecida oficialmente, como GR 38 – Grande Rota Muradal Pangeia, “o trilho português dos Apalaches”, consiste numa aproximação entre o continente americano e o europeu e é uma das maiores atrações turísticas da região.

Nuno Mateus e Vitor Nunes

Circuito Aldeias de Xisto

ARCO campeã na pesca A equipa da Associação Recreatica e Cultural de Oleiros, formada por Nuno Mateus/Vitor Nunes/Herminio Rodrigues acaba de se sagrar campeã do Circuito Aldeias de Xis-

to em pesca embarcada ao achigã. Esta vitória foi concretizada após o 6ºlugar obtido na última prova do circuito, que decorreu no passado dia 19 em Pampilhosa da Serra.

Ciclismo TT

Pinhal Total faz avalanche A Associação Pinhal Total Oleiros Aventura realiza, no próximo dia 17 de novembro, a 1ª Avalanche Pinhal Total, uma prova direcionada a todos os aventureiros de ciclismo todo o terreno (BTT, Downhill, Enduro, etc). De acordo com a organização, a prova tem início na Serra de Alve-

los, a 1080 metros de altitude, descendo até à vila de Oleiros que se encontra a 530 metros de altitude, totalizando um desnível negativo de 737 metros. O percurso tem início próximo do Picoto Rainho, na Serra de Alvelos, descendo esta mesma serra por estradas florestais, singletracks,

com grande destaque para as belas paisagens naturais onde podem ser avistadas algumas lagoas. A concentração tem lugar na sede da associação (junto ao Jardim Municipal) pelas 7H30. As inscrições estão abertas até 13 de novembro. Para mais informações consulte o site da Associação.

Foto: Arquivo

Todo-o-terreno

Trilhos do Estreito fazem passeio TT A Associação Trilhos do Estreito promoveu, no passado dia 19 de outubro, mais uma edição do seu Passeio Todo-o-terreno

para veículos auto e motos. A prova voltou a reunir muitos participantes, assumindo-se como uma das mais importantes da região.

Freguesia de Cambas No Estreito

www.oleirosmagazine.com Venha visitar os encantos da nossa Freguesia


novembro 2019

Desporto

Oleiros Magazine 15

Taça de Portugal

Vitória de Setúbal afasta Águias do Moradal em jogo de televisão e da Taça A equipa do Águias do Moradal foi afastada da Taça de Portugal ante o primodivisionário Vitória de Setúbal, depois de perder por 5-0, no passado dia 20 de outubro, no Estreito. O encontro que teve honras de transmissão televisiva no Canal 11 (a televisão da Federação Portuguesa de Futebol), contou com muito público no Campo do Ventoso, onde a Câmara de Oleiros instalou uma bancada suplementar e estruturas que permitiram a transmissão televisiva. O encontro não começou da melhor forma para o Estreito, que aos 32 segundos de jogo sofreu o seu primeiro golo, por intermédio de Ghilas, o qual aos 4 minutos fez o segundo tento. A equipa da casa entrou, por isso, a perder num desafio que já era difícil e onde o Vitória de Setúbal se apresentou de uma forma muito competente. Aliás, o treinador do Águias do Moradal, João Mateus, reconheceu isso mesmo na entrevista no final do jogo, onde sublinhou o facto dos jogadores forasteiros “fazerem pressão dois a três segundos antes daquilo que os meus jogadores estão habituados”. E foi essa pressão que fez com que ao intervalo o Águias do Moradal já estivesse a perder por 4-0, com Carlinhos (14’) e novamente Ghilas (43’) a apontarem os golos. No segundo tempo, o Estreito conseguiu equilibrar um pouco mais o jogo, embora tivesse sofrido o quinto golo aos 59’, por Zequinha. Para a história fica o resultado de 5-0 favorável ao Vitória de Setúbal, mas também o facto da aldeia de Estreito ter vivido a festa da Taça de Portugal e a receção a um clube com a história do Vitória de Setúbal e de uma equipa de arbitragem da 1ª Liga, chefiada por Manuel Mota. No final, Sandro Mendes, técnico do Vitória de Setúbal, destacou a forma como a sua equipa se apresentou no Estreito. “Entrámos fortes e os golos deram-nos tranquilidade. Vencemos, jogámos e passámos esta eliminatória com toda a justiça”, referiu. Ficha técnica: Campo do Ventoso, no Estreito. Árbitro: Manuel Mota, auxiliado por Nuno Eiras e Luciano Maia

Águias do Moradal: Daniel Júnior; Dani Gomes (Amaral, aos 66’), Quim Marques, Salvado, Diogo Tereso, Filipe Fernandes, Carmo (Carvão, aos 35’), Darlan, Robinho, Almeida (Andrade, aos 70’) e Vitor Alex. Treinador: João Mateus. Vitória de Setúbal: Milton Raphael; Mano, Artur Jorge, Bruno Pirri (João Meira, aos 45’), Nuno Pinto, Leandro Silva, Carlinhos, Éber Bessa (Chão, aos 66’), Zequinha, Sekota e Ghilas (Hachadi, aos 60’). Treinador: Sandro Mendes. Golos de Ghilas, aos 32s, 4’ e 43’; Carlinhos, aos 14’ e Zequinha, aos 59’. Disciplina: Cartão amarelo para Dani Gomes, aos 13’; e Bruno Pires, aos 27’.

Fotos: Nuno Abelho

Os dois treinadores à conversa com o Canal 11

Oleiros

Complexo Desportivo com dinamismo O Complexo Desportivo de Oleiros já tem a funcionar, desde o passado dia 1 de outubro, a sua piscina climatizada, bem como as modalidades de aulas de grupo para 2019/2020. Os interessados podem inscrever-se nas seguintes modalidades: Natação Crianças (AMA, Aprendizagem e Aperfeiçoamento); Natação Bebés; Natação Adultos; Hidroginástica; Hidroginástica Sénior; Hidrobike; Ginástica Localizada; Cross Training e Cycling. O ginásio já funciona em horário de inverno (10h às 13h e das 15h às 21h) e a piscina (natação livre) passará então a cumprir o mesmo horário a partir do dia 1 de outubro.


16 Oleiros Magazine

Oleiros Magazine Publicação periódica nº 123920

Publicidade

novembro 2019

Diretora: Daniela Silva • Edição e Propriedade: RVJ - Editores, Lda. Empresa Jornalística nº 221610 Gerência: Vitor Tomé, João Carrega e Rui Rodrigues (accionistas com mais de 10 por cento do capital social) Redacção, Serviços Administrativos e Comerciais: Av. do Brasil, 4 R/C • 6000-079 Castelo Branco • Telefone 272324645 • oleirosmagazine@rvj.pt • www.oleirosmagazine.com • Impressão: Gráficamares, Lda • Rua Parque Industrial Monte de Rabadas N°10, 4720-608 Amares • Trimestral • 4000 exemplares de tiragem • Estatuto Editorial: www.oleirosmagazine.com

Profile for RVJ Editores

Oleiros Magazine Novembro 2019  

Oleiros Magazine Novembro 2019  

Advertisement