Page 1

abril 2017

Oleiros Magazine

Oleiros Magazine

www.oleirosmagazine.com

Jornal do Concelho de Oleiros • Diretora: Daniela Silva • Edição e propriedade: RVJ - Editores, Lda • Periodicidade: Trimestral • abril 2017• nº62 • Ano XV • Preço: 1 Euro

Foto: Dinis Carvalho

entre as 300 melhores do país

Álvaro e Isna são aldeias ‘maravilha’

Pág. 7 oleiros

Câmara aposta na rede viária florestal e no saneamento

campeonato nacional de futebol

ARCO quer fazer história Pág. 3

educação

Universidade Sénior foi ao Parlamento

oleiros

Pág. 13

Águias do Moradal faz festa da subida

Festival do Cabrito com muita animação e Confraria voa com a TAP Pág. 5

Pág. 2 freguesias

Pub

Deseja-lhe uma Páscoa feliz

Oleiros apresenta novos percursos pedestres Foto: Facebook Águias do Moradal

publicidade

Pág. 13

Pág. 10


2

Destaque

Oleiros Magazine

abril 2017

Segundo semestre já começou com 87 alunos

Universidade Sénior foi à Assembleia da República Os alunos da Universidade Sénior de Oleiros visitaram, no passado dia 23 de março, a Assembleia da República, no contexto da área de formação de Cidadania. A visita foi ainda planeada no âmbito do 1º semestre da Universidade, tendo sido organizada pelo presidente da Assembleia Municipal, José Marques. A comitiva integrou 60 participantes, entre formandos, formadores e o próprio presidente da Câmara, Fernando Jorge. Depois de uma visita guiada ao Palácio de S. Bento, passando pelo Senado, pelo Parlamento entre muitos outros espaços, decorreu um almoço no refeitório da Assembleia, e mais tarde os alunos tiveram oportunidade de assistir a uma Sessão Plenária. Toda a visita foi acompanhada pelos deputados do PSD do Círculo Eleitoral de Castelo Branco, Álvaro Batista e Manuel Frexes. Recorde-se que a Universidade Sénior de Oleiros iniciou no dia 16, o 2º semestre, com 87 alunos. Em nota enviada ao nosso jornal, é explicado pela autarquia que “o projeto se estreou com a oferta de apenas três unidades curriculares e conta agora com sete: Artes Manuais (com as opções de Carpintaria, Arraiolos e Reciclar com Arte), Cidadania, Iniciação ao Inglês, Saúde e Qualidade de Vida, Educação Física, Iniciação à Informática e Marchas Populares”. A oferta curricular tem por base o interesse dos próprios alunos por outras áreas que o CLDS procura satisfazer dentro das possibilidades. De destacar que todos os formadores são voluntários, pelo que a organização considera um grande feito, atingir

tanto o número de formandos atual como o de formadores, que disponibilizam pelo menos uma hora por semana para lecionar estas aulas. A Universidade é promovida pelos Contratos Locais de Desenvolvimento Social e tem como parceiros o Município de Oleiros, Agrupamento de Escolas Padre António de Andrade e o Rancho Folclórico e Etnográfico de Oleiros na disponibilização de instalações para as aulas. A Universidade Sénior destina-se a pessoas com mais de 55 anos e é de participação totalmente gratuita.

92.00 fm Agora somos Rádio Castelo Branco, 30 anos ao serviço da Beira Baixa Emissão online: www.mobile.radios.pt/radiocastelobranco www.radiocastelobranco.pt Avenida 1º Maio, 89 1º esq. | Castelo Branco | racabgeral@gmail.com Contactos: 272 347 346 | 272 321 050 | 969 769 492


Destaque

abril 2017

EDITORIAL

Do cabrito à Páscoa Oleiros continua a privilegiar os seus produtos, numa aposta constante em dignificar aquilo que é seu, as suas gentes, transformando o que de bom há no concelho numa oportunidade de criar sinergias, movimentar a economia e o turismo, garantindo assim diferentes perspetivas de futuro. A aposta em festivais gastronómicos temáticos é um bom exemplo, como o é também a criação de entidades e grupos que apoiam e promovem o que de bom temos. Os exemplos são muitos, mas numa época em que se fala de cabrito estonado e da sua mostra, agora acompanhada pelo vinho Callum, não podemos deixar de falar da Confraria do Cabrito Estonado de Oleiros. Uma associação, que com a sua tenra idade, tem levado o nome desta iguaria e do concelho que ela representa bem longe. Recentemente até a TAP provou o dito cabrito, numa iniciativa em que a Confraria marcou presença. É esta dinâmica exemplar que se pretende para a nossa terra. Com o trabalho de todos os confrades, da autarquia, dos produtores e de quem sabe confecionar o dito prato, para que cada vez mais seja uma referência e mais um motivo para visitar o concelho. EDUCAÇÃO Oleiros, terra de gente boa, também soube criar condições para o ensino ao longo da vida e criou a Universidade Sénior. Um espaço de ensino, aprendizagem e convívio, que tem reunido muitos oleirenses e lhes tem proporcionado novas vivências. É outra forma de olhar para quem é a alma do concelho, que são as pessoas, garantindo-lhes qualidade de vida. E não falamos apenas na universidade, mas também na atividade física que as piscinas e o ginásio municipais proporcionam, e as muitas atividades que as diferentes coletividades e freguesias promovem no concelho, desde caminhadas e percursos pedestres, passando pelo BTT e pelo Todo-o-Terreno, onde Oleiros é referência nacional pelo trabalho desenvolvido pelas associações Trilhos do Estreito e Pinhal Total. É com este espírito que a Páscoa também deve ser vivida, pois também aqui Oleiros marca a diferença, com um conjunto de atividades que cada vez mais cativa visitantes ao concelho e orgulha as suas gentes. A direção

3

400 quilómetros feitos em 2016

Oleiros aposta na requalificação da rede viária florestal

A Câmara de Oleiros está apostar no melhoramento da rede viária florestal do concelho. De acordo com o município, no ano passado foram beneficiados caminhos nas freguesias de EstreitoVilar Barroco, Álvaro, Isna, Cambas, Mosteiro, Sarnadas S. Simão e Oleiros-Amieira, envolvendo mais de 400 quilómetros. A autarquia assegura que “esta preocupação vai ao encontro do estabelecido no Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios aprovado pela respetiva Comissão, que vigora até 2019”. Em nota de imprensa, a autarquia explica que “a Rede Viária Florestal existente, está em atualização com a finalidade de melhorar a acessibilidade, tentando assim agilizar o combate aos incêndios”. Para a concretização destes trabalhos, a autarquia utilizou máquinas de rasto do próprio

O executivo liderado por Fernando Jorge tem apostado na floresta

município e de empresas do concelho que fazem esta prestação de serviços. Diz o município que no final de 2016 foi iniciada uma nova

fase de trabalhos que percorreu já uma extensão de 100 quilómetros na freguesia de Álvaro. Uma operação que representa um investimento de mais de 66 mil

euros e compreende um total de 340 quilómetros que continuarão a ser executados ao longo do ano. Recorde-se que o setor da Proteção Civil e a Floresta continua a ser merecer a atenção do executivo presidido por Fernando Jorge, que prevê uma verba de cerca de 413 mil euros para esta área. No orçamento municipal, surgem com principal destaque, a beneficiação e manutenção da rede viária florestal, o apoio financeiro prestado à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Oleiros, fundamental no combate ao flagelo dos incêndios, e ainda à Associação de Produtores Florestais. Deste modo será possível manter o trabalho de limpeza dos caminhos florestais, manutenção dos pontos de água e melhorar o acesso às áreas florestais, requisitos essenciais para uma melhor reorganização e preservação da floresta.

Estreito - vilar barroco

Meio milhão para sistemas de saneamento

A Câmara de Oleiros tem aprovada uma candidatura para a construção da rede de drenagem de águas residuais domésticas nas localidades de Ameixoeira/Retaxo e Roqueiro e respetiva Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) na localidade de Roqueiro. As obras representam um investimento de 503 mil 986,49 euros,

financiadas em 85% pelo Fundo de Coesão Europeu. O projeto aprovado é cofinanciado pelo POSEUR (Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos), Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo de Coesão, sendo que esta candidatura tem prazo de execução física e

Junta de Freguesia de Isna

Boa Páscoa

Oleiros Magazine

Deseja uma Boa Páscoa

financeira até 30 de novembro de 2017. Em nota de imprensa é revelado que “esta nova candidatura vem juntar-se a outra recentemente aprovada que também contempla a Freguesia de Estreito-Vilar Barroco e que diz respeito à execução da rede de esgotos em Rebisca no valor de 121 mil

900 euros”. De acordo com o município, “as melhorias de ambas as operações, vão servir cerca de 385 pessoas”. Relembre-se que o Município viu aprovadas nesta área, candidaturas num valor de 1 milhão e 69 mil euros que foram submetidas em 2016 e começam agora a surtir resultados. Boa Páscoa


4

Oleiros

Oleiros Magazine

abril 2017

breves

Defesa da floresta

Plano operacional Municipal aprovado O Plano Operacional Municipal, no âmbito do Plano Municipal Defesa da Floresta Contra Incêndios (DFCI), para o presente ano, já foi apresentado pelo Gabinete Técnico Florestal (GTF) do Município de Oleiros e aprovado por unanimidade. O Plano visa, essencialmente, a recolha e levantamento da máxima informação disponível, no que diz respeito aos meios envolvidos diretamente na DFCI, como por

exemplo a Rede de Pontos de Água, Máquinas de Rastos, Bombeiros, Sistema de Apoio à Decisão, entre outros. Pretende-se que aquando da sua necessidade, estejam previamente disponíveis de forma a atuar o mais precocemente possível. A Autoridade Nacional de Proteção Civil e o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas, destacaram o “excelente trabalho de casa” que toda a equipa do Município desenvolveu, e que ano

Proteção civil

Alterações Climáticas em debate após ano, conseguem elaborar um Planeamento de Recursos, de forma cada vez mais completa. A reunião que aprovou o documento serviu ainda para a apresentação do novo Comandante Operacional Distrital de Operações de Socorro, Francisco Peraboa, bem como o segundo comandante, Amândio Nunes, que foram recentemente nomeados para os respetivos cargos na Associação Nacional de Proteção Civil.

candidatura aprovada

Reforço do Sistema de Apoio à Decisão A candidatura relativa ao “Reforço do Sistema de Vigilância e Apoio à Decisão Operacional na área territorial da Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa” foi aprovada, sendo que no caso concreto do concelho de Oleiros foi feito um investimento total de 143 mil 603,08 euros agora financiado em 66,29%. O valor diz respeito a quatro sistemas de apoio à decisão que já foram instalados em 2015 e 2016 e que estão em pleno funcionamento, permitindo a cobertura de mais de 85% do concelho. As quatro câmaras de vigilância existentes encontram-se no Cabeço Rainho, no posto de vigia de Álvaro, na Ameixoeira (Estreito/Vilar Barroco) e em Zibreiro (Orvalho). Recorde-se que o Sistema de Apoio à Decisão na defesa da floresta contra incêndios é uma ferramenta que serve precisamente de apoio à decisão sendo considerada de extrema relevância nas ações de deteção, validação, caracterização e monitorização remota de incên-

dios florestais. Em julho de 2016, altura de instalação das câmaras mais recentes, o Comandante dos Bombeiros Voluntários de Oleiros reconhecia que “este sistema é uma ajuda de extrema importância, que complementa os restantes métodos de reconhecimento e avaliação já existentes, sempre que haja necessidade de socorrer bens e/ou pessoas em qualquer tipo de ocorrência”. Luís Antunes acrescentou ainda que, “estas imagens que são

transmitidas em tempo real, visam assim uma deteção precoce, de modo a sustentar bem a decisão que tomamos no reconhecimento de cada ocorrência, nomeadamente numa mobilização de meios em ataque inicial, mais musculada e assim tentar resolver o problema mais rápida e eficazmente”, tanto ao nível do Comando Distrital de Operações de Socorro, como do Serviço Municipal de Proteção Civil e Bombeiros Voluntários de Oleiros.

O Serviço de Proteção Civil e o Gabinete Técnico Florestal realizaram, no passado dia 3 de março, o Fórum “Alterações Climáticas - Riscos associados à Proteção Civil”. A iniciativa teve como palestrantes o vice-presidente da Câmara de Oleiros, Vitor Antunes, o docente do Agrupamento de Escolas, Anselmo Gonçalves, o representante da Associação para o Desenvolvimento da Aerodinâmica Industrial de Coimbra, Miguel Almeida, e o médico Gonçalo Salvado, da Unidade Local de Saúde de Castelo Branco. Vitor Antunes recordou que “apesar de vivermos num concelho do interior, com baixos valores de emissões de Dióxido de Carbono, comparativamente com outras regiões fortemente industrializadas e tendo a nossa - ainda extensa área florestal um papel fundamental na retenção e armazenamento do Carbono, não nos podemos dissociar da culpa que cada um de nós, seres humanos, tem no aumento da concentração dos gases de estufa na atmosfera. Ao mantermos uma atitude inerte e apática perante esta questão, corremos o risco de ser expostos a eventos climáticos extremos e imprevisíveis,

como de resto já têm vindo a ser noticiados cada vez com mais frequência”. Anselmo Gonçalves, explicou o que está a mudar, nomeadamente as alterações climáticas na Beira Baixa e o seu impacto, as projeções para daqui a 40-50 anos e as suas consequências, enquanto Miguel Almeida, da Associação para o Desenvolvimento da Aerodinâmica Industrial de Coimbra, focou a sua apresentação sobre o efeito que as alterações climáticas têm nos incêndios florestais. Finalmente, Gonçalo Salvado, da Unidade Local de Saúde de Castelo Branco (Serviço de Pneumologia), abordou a questão da libertação de partículas para a atmosfera derivadas de incêndios e as suas repercussões na qualidade do ar e na saúde humana. Além dos incêndios florestais, o pneumologista referiu ainda os perigos de outro tipos de exposições (ao enxofre, ao ozono, ao dióxido de azoto etc) e quais as precauções a ter especialmente nos grupos de risco (crianças, grávidas, idosos, doentes crónicos, bombeiros etc). O Fórum esteve integrado nas comemorações do mês da Proteção Civil, que decorreu em março.

Deseja-lhe uma Páscoa Feliz Silvia Maria Afonso da Silva Garcia Guerra


Oleiros

abril 2017

destaque

Confraria

Lourdes Modesto Confrade de Honra do Cabrito Estonado A gastrónoma Maria de Lourdes Modesto será entronizada como Confrade de Honra, no II Capítulo desta Confraria, o qual terá lugar no próximo dia 6 de maio, em Oleiros. Durante o evento, Maria de Lourdes Modesto será distinguida pelo seu contributo, de forma manifestamente relevante, para a prossecução dos objetivos da instituição. Em nota enviada, a autarquia de Oleiros refere que Maria de Lourdes Modesto é a maior especialista portuguesa em tradição gastronómica, as suas ligações a esta especialidade Oleirense já vêm de há algumas décadas atrás, em 1961, com a participação de Aura Martins Romão no Concurso Nacional de Cozinha e Doçaria Portuguesa - na categoria Cozinha, tendo obtido o 1.º prémio e posteriormente, no seu programa de culinária, na RTP, no qual foi pioneira no show cooking televisivo. Graças a esta participação, durante dois anos, um reputado restaurante de Lisboa servia Cabrito Estonado aos fins-de-semana. Em 1982, Maria de Lourdes Modesto publica o livro Cozinha Tradicional Portuguesa, um autêntico best seller, no qual se inclui a receita que Aura Martins Romão apresentou no seu programa. Já em 2009, Maria de Lourdes Modesto incluiu esta forma original de confecionar cabrito assado no forno numa seleção de 10 bens gastronómicos portugueses que importava valorizar e preservar. Para o efeito, foi produzido o documentário “Os Gestos dos Sabores - das Memórias ao Futuro” e na sua apresentação pública, no Mercado de Santa Catarina, em Lisboa, perante uma plateia cheia, o Cabrito Estonado foi rei e dignificou toda a Gastronomia de Oleiros. Na ocasião, a reputada especialista enalteceu a genialidade deste prato e realçou que segundo ela “é francamente muito interessante a forma de confecionar este cabrito”.

Oleiros Magazine

5

9 restaurantes aderentes

Festival do Cabrito Estonado para degustar com muita animação

O Festival do Cabrito Estonado e do Vinho Callum já tem o seu programa definido. A iniciativa pretende valorizar aqueles dois produtos endógenos do concelho de Oleiros e decorre nos dias 8,9, 15 e 16 de abril no concelho. O evento conta com nove restaurantes aderentes ao Festival do Cabrito Estonado e do Vinho Callum, a saber: Callum (272 680 010), Carteiro (272 682 596), Casa Peixoto (272 682 250), Ideal (272 682 350), Prontinho (272 682 338), Regional (272 682 309) e Salina (961 258 844), todos em Oleiros; Pérola do Orvalho (272 746 119), em em Orvalho; Slide (965 720 287), em em Ponte de Cambas, e Adega dos Apalaches (965 238 786), no Roqueiro. É nestes restaurantes que pode degustar o cabrito estonado. Quanto ao programa do Festival, promovido pela Câmara de Oleiros, no dia 8, terá teatro de rua, com o grupo Marafona Encantada, a partir das 14H30. Será tam-

bém nessa tarde, pelas 16H00, que será feita uma oficina sobre o fabrico do queijo de cabra, seguindo-se mais uma sessão de teatro de rua. O momento alto do festival será certamente a degustação do cabrito estonado num dos restaurantes aderentes, mas em termos culturais, no dia 8 atuará o grupo Tó & Nando, num espetáculo de comédia.

Para o primeiro domingo do Festival, está agendada a atuação do grupo de percussão tradicional “Chibatas”, pelas 11H00, e do rancho Folclórico de Oleiros, às 15H00. No sábado, dia 15, sobe ao palco, pelas 15H00, a peça de teatro infantil “Corre corre cabecinha!...”. à noite será projetado o filme “7 Pe-

cados Rurais”. No domingo, último dia do festival, haverá novamente teatro de rua e animação musical a cargo dos artistas Vando barros, Vânia Gonçalves e Edys da Silva. Recorde-se que este é um evento gastronómico que privilegia o património caprino do concelho, dando destaque a esta especialidade tradicional exclusiva de Oleiros. Trata-se de “um original cabrito assado em forno de lenha com a pele, o qual é “estonado” e não “esfolado”. Este ano a novidade é o Vinho Callum, que poderá ser degustado durante estes dias de Festival. O Vinho Callum é um vinho branco, muito ligeiro e de baixo teor alcoólico, assemelhando-se ao vinho verde, com notas citrinas e florais, acidez equilibrada e persistente. Por ser conseguido através do processo de vinificação tradicional, remetenos para uma viagem no tempo até à época medieval, numa altura em que os vinhos, ao contrário de hoje, não levavam qualquer tipo de tratamento químico.

Em Lisboa

Confraria do Cabrito Estonado no 72.º Aniversário da TAP

A Confraria Gastronómica do Cabrito Estonado participou, no passado dia 14 de março, na apresentação oficial da iniciativa “TAP Abraça Portugal”, inserida no âmbito do 72.ª Aniversário da Companhia Aérea . A presença da Confraria resultou de um convite da TAP, parceira da Federação Portuguesa das Confrarias Gastronómicas (FPCG). A Confraria oleirense promoveu uma degustação da sua especialidade, a qual foi bastante apreciada pelos presentes, não passando despercebida ao CEO da TAP, Fernando Pinto. O evento decorreu no Aeroporto de Lisboa, onde foram baptizadas 20 aeronaves da sua frota, com os nomes e iconografia dos distritos de Portugal e das regiões autónomas, numa operação de marketing que pretendeu fortalecer a ligação da transpor-

tadora a todo o território português, divulgando os seus produtos e promovendo a sua defesa e valorização, ao mesmo tempo que reforçou a parceria TAP - FPCG.

Presentes no acontecimento estiveram ainda 34 Confrarias Gastronómicas, cujos elementos iam devidamente trajados e acompanhados do respetivo estandarte,

mostrando a sua ligação aos respetivos territórios, enquanto representantes da sua genuinidade, autenticidade e da qualidade dos seus produtos.


6

Concelho

Oleiros Magazine

Reunião com a autarquia

Associações e Município definem atividades para 2017 As associações Casa do Benfica, GAIO, Pinhal Total, Filarmónica e A.R.C. Ameixoeira reuniram-se, em fevereiro, na Câmara Municipal. Na iniciativa participaram ainda o Agrupamento de Escolas Padre António de Andrade e a Santa Casa da Misericórdia de Oleiros, com a finalidade da partilha da calendarização de atividades de cada associação e também dos eventos Município, onde se pretende que a envolvência das associações seja cada vez maior. Recorde-se que o Município estabelece todos os anos protocolos de execução com as Associações mais ativas do Concelho. Em 2016 esses protocolos que pretendem reconhecer o associativismo ativo foram assinados

destaque

Autarquias

Valnor sensibiliza para a separação

com 9 associações e visam uma parceria com o intuito de promover atividades do foro social, cultural, educativo, desportivo e recreativo. O valor distribuído por

estas associações representa um apoio de mais de 320 mil euros. Este ano serão assinados novos protocolos, como habitual no Dia do Concelho, a 14 de agosto.

Oleiros

Encontros sem Idade percorrem o concelho O projeto “CLDS 3G - Novos Desafios”, em parceria com o Município de Oleiros, promoveu no mês de março, as 3ª e 4ª edições dos “Encontros sem idade”. Em nota enviada à comunicação social é explicado que “o conceito passa por animar um dia dos utentes das Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) e principalmente promover o convívio entre eles”. Assim, no dia 22, os utentes da Santa Casa da Misericórdia de Oleiros viajaram até à Santa Casa da Misericórdia de Álvaro para um encontro sob o tema dos Jogos Tradicionais. A Junta de Freguesia de Álvaro cedeu as instalações para se realizarem o jogo das latas, o jogo da bola ao cesto, o jogo dos cheiros e sabores e o lanche convívio oferecido pelo CLDS. Já no dia 28 foi a vez do Centro Social e Paroquial do Estreito receber o Centro Social do Orvalho. Nas instalações cedidas pela Junta de Freguesia Estreito-Vilar Barroco decorreu o Concurso de Cantares

abril 2017

A Câmara de Oleiros, em parceria com a Valnor, promoveu no dia 8 de fevereiro, na Casa da Cultura, uma ação de sensibilização direcionada aos funcionários do Município e de juntas de freguesia, mais diretamente relacionados com a recolha e separação de RSU e funcionários das Juntas de Freguesia com as mesmas competências. Nesta ação pretendeu-se sublinhar a importância da separação de resíduos e a reciclagem, assim como, a minimização da produção de resíduos, com o objetivo da

conservação da natureza e dos recursos e a redução dos impactos na saúde pública. Esta ideia surgiu na sequência de uma visita dos atuais presidentes de junta à Valnor, onde perceberam a necessidade de continuar com a divulgação da mensagem no que toca à separação dos resíduos urbanos. Foi ainda relembrado junto dos colaboradores os serviços e equipamentos da Valnor, nomeadamente o serviço “porta a porta” e a existência do ecocentro na Zona Industrial de Açude Pinto.

Oleiros

Loja Social recolhe e partilha bens que consistiu em três apresentações por parte de cada instituição, sendo elas atuações individuais, em dueto e em grupo. No final decorreu o lanche convívio, também oferecido pela Junta. Os “Encontros sem idade” têm sempre temáticas diferentes e são preparados pelas técnicas do CLDS e das respetivas IPSS’s que visitam os locais e ensaiam para este dia.

Recorde-se que ao longo dos três anos de atuação do CLDS (Contratos Locais de Desenvolvimento Social) serão levados a cabo 12 “Encontros sem idade”. No nosso concelho existem quatro IPSS’s: Lar da Santa Casa da Misericórdia de Álvaro, Lar da Santa Casa da Misericórdia de Oleiros, Centro Social e Paroquial do Estreito e o Centro Social do Orvalho.

O CLDS (Contratos Locais de Desenvolvimento Social), em parceria com o Município de Oleiros, a Santa Casa da Misericórdia de Oleiros e a Sustenta Abraços, está a desenvolver o projeto para a abertura de uma Loja Social. Em nota de imprensa, é explicado que o objetivo será combater as desigualdades sociais fomentando a partilha de bens.

Um dos pontos essenciais para a abertura é a recolha de bens como brinquedos e roupa de bebé, que são os que mais falta fazem nesta etapa. Os interessados em dar bens devem fazê-lo no Gabinete do CLDS, situado no Rés-do-Chão do Edifício da Câmara Municipal, a funcionar das 9H00 às 12H30 e das 14H às 17H30.


Concelho

abril 2017

Oleiros Magazine

7

breves

Candidatura foi apresentada ao concurso nacional Para situações de emergência

Novas placas nos percursos pedestres O Gabinete Técnico Florestal e o Serviço Municipal de Proteção Civil (SMPC) iniciaram recentemente a implementação de placas de emergência georreferenciadas na GR38 Muradal-Pangeia (Trilho Internacional dos Apalaches), informou a autarquia em comunicado. Estas novas placas permitem ao caminhante indicar o número do poste onde se encontra sendo assim mais fácil a sua localização pelos meios de socorro em caso de emergência.

De acordo com a autarquia, será criada uma base de dados georreferenciados que estará disponível no gabinete do SMPC da Câmara Municipal, nos Bombeiros Voluntários de Oleiros, na GNR e no Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) em Castelo Branco que permitirá a fácil e rápida localização da ocorrência. A implementação será alargada à totalidade da rede de percursos do concelho e passará a ser obrigatória em todos os novos percursos.

Concelho

Centenas de mulheres celebraram o seu dia O Dia Internacional da Mulher foi assinalado pelo Município de Oleiros no passado dia 8 de março, com várias ações um pouco por todo o concelho para centenas de mulheres. A iniciativa envolveu todo o concelho e várias atividades, como um almoço confecionado pelos alunos do curso de Técnico Profissional de Cozinha e Pastelaria lecionado na Escola Padre António de Andra-

de, e atuação da Estudantina de Castelo Branco. O Município de Oleiros continua a assinalar esta efeméride pelo papel importante que reconhece às mulheres como trabalhadoras, mães e esposas, e em particular às funcionárias do Município nas mais variadas profissões e que ficou patente nos discursos do vice-presidente Victor Antunes e do vereador Paulo Urbano.

Álvaro e Isna são maravilhas de Portugal As aldeias de Álvaro (antiga vila e sede de concelho) e da Isna foram candidatas ao concurso que pretende escolher as melhores aldeias do país, 7 Maravilhas de Portugal – Aldeias. As duas aldeias integraram o lote de cerca de 300 que concorreram à primeira fase, não conseguindo no entanto passar para o lote restrito das 49 aldeias que agora vão ser votadas. Ainda assim, Álvaro e Isna podem orgulhar-se de ser duas das localidades mais típicas do nosso país. Em nota de imprensa, o Município de Oleiros revela que as aldeias de Álvaro e Isna, foram candidatas nas categorias Aldeias Ribeirinhas e Aldeia Rural. A estratégia passou por promover duas aldeias com características bastante distintas e diferenciadoras, tendo uma tipicidade e autenticidade bastante vincadas. A escolha destas aldeias como candidatas prendeu-se com o seu posicionamento favorável dentro de cada uma das categorias que integram. No comunicado enviado ao

nosso jornal, é explicado que a “Aldeia do Xisto de Álvaro sempre conviveu em perfeita harmonia com o Rio Zêzere, servindo-se desta importante via de comunicação (através da lendária barca d´Álvaro), explorando o estanho nas suas margens, aproveitando o pescado para enriquecer a gastronomia local, ou estabelecendo uma zona de balnear muito procurada pelos veraneantes, entre muitas outras evidências”. Diz a mesma nota que “também nas encostas da aldeia, nas margens ribeirinhas, existiu uma importante mancha de azereiro (a espécie que se diz que deu nome ao rio). Por outro lado, é também aqui que começam os fabulosos Meandros do Rio Zêzere, uma das mais imponentes e deslumbrantes paisagens da região”. No caso da Isna, o destaque vai para o casario típico em xisto, preservando a identidade e autenticidade de uma população rural que aqui habita desde tempos remotos. Diz o município que a Isna é “uma terra de forte tradição cinegética, aqui se realizaram caçadas reais, devido

à abundância de javalis que se alimentavam do fruto de seculares castanheiros que ainda hoje persistem. Esta aldeia genuína construída em xisto mantém características rurais muito próprias e ancestrais, as quais perduraram no tempo devido ao isolamento, como é o caso da existência de um rebanho comunitário”. A Isna é ainda uma aldeia que “tem forte vocação agro-pecuária e as suas características de solo e clima conjugam-se para que o milho aqui produzido seja único dando origem à tradicional Broa da Isna, uma especialidade obtida desde tempos remotos pelas mãos experientes das Mulheres da Isna”. A concluir, a nota da autarquia recorda que “Oleiros tem um território riquíssimo do ponto de vista do património histórico e natural. A presença das suas aldeias em projetos reconhecidos, como a Rede das Aldeias do Xisto ou o Geopark Naturtejo, com o Trilho Internacional dos Apalaches português aqui sedeado, posicionam este concelho como referência no turismo a nível nacional e internacional”. Foto: Dinis Carvalho


8

Freguesias

Oleiros Magazine

abril 2017

destaque

Investimento de 277 mil euros

Pavimentações no Orvalho A Câmara de Oleiros avançou em 2016 com um investimento de mais de 277 mil euros em quatro obras de pavimentação e beneficiação de caminhos do concelho, informou a autarquia em comunicado. No final do ano

estava já adjudicada a pavimentação do fundo do Povo entre o Cemitério e a Rua dos Amores que se encontra neste momento em execução. Esta obra no Orvalho era há muito aguardada e tem como

principal intuito retirar trânsito do centro da Vila. O valor de adjudicação é de cerca de 99 mil euros e compreende obras de pavimentação, drenagem de águas pluviais e aplicação de sinalização.

Cambas

Palestra protegeu contra o frio A Junta de Freguesia de Cambas recebeu, no passado dia 11 de Fevereiro, a palestra “O frio e as suas consequências na saúde”, por Moisés Simões, médico residente em Oleiros. Moisés Simões deu conselhos e informações para proteção contra o frio e as suas consequências. Desde a ingestão de bebidas quentes aos bons agasalhos, cuidados a ter com crianças, pessoas idosas e também para quem tra-

balha diariamente na rua, foram vários os tópicos abordados pelo médico. Nesta palestra, Moisés Simões recorreu à apresentação de imagens, para melhor ilustrar a informação, e mostrou-se disponível para responder às questões colocadas pelos presentes. A palestra realizou-se com uma boa assistência e, no final, os participantes partilharam uma bebida quente e biscoitos.

Cambas

Junta sensibiliza para limpezas A Junta de Freguesia de Cambas, em parceria com o Gabinete de Proteção Civil da Câmara de Oleiros e a GNR, tem procedido a um conjunto a ações de sensibilização e informação da população

para a defesa da floresta contra incêndios. Em particular, a iniciativa visa esclarecer os cidadãos para a necessidade procederem à limpeza de combustíveis em redor das habitações.

Cambas

Colocação de manilhas Reunião de Câmara descentralizada

Sobral recebe autarcas A Junta de Freguesia do Sobral foi o palco para mais uma Reunião de Câmara Descentralizada, promovida pelo município. Estas reuniões já passaram também pelas freguesias de EstreitoVilar Barroco, Orvalho, Cambas, Mosteiro, Álvaro e seguem para Sarnadas S. Simão, Madeirã, Isna e Amieira. À semelhança do que acon-

teceu nas anteriores reuniões, decorreu um momento de debate aberto ao público no sentido de auscultar as necessidades da população. À tarde, é habitual o executivo em conjunto com o presidente da Junta, visitarem a freguesia no sentido de perceber as obras de que esta necessita e ver algum do trabalho já realizado. No entanto, devido às con-

dições meteorológicas desse dia foi impossível cumprir com este ponto. Recorde-se que as reuniões de câmara acontecem nas segundas e quartas sextas-feiras de cada mês, no Salão Nobre dos Paços do Concelho. Na quarta sexta-feira de cada mês estas reuniões são públicas e os munícipes podem intervir.

A Junta de Freguesia de Cambas tem procedido à colocação de manilhas e operações de limpeza nos estradões florestais, no âmbito da defesa da floresta

contra incêndios. Esta intervenção é importante para preparar a freguesia para as épocas mais críticas em fogos florestais.

Associativismo

Cambas apoia Caneiros A Junta de Freguesia de Cambas apoiou a Associação Recreativa de Caneiros na pintura exterior e interior das instalações. A renovação

do edifício vai ao encontro do apoio às coletividades, permitindo-lhes as melhores condições possíveis para desenvolverem as suas atividades.

Oleiros Magazine PÁSCOA FELIZ Reserve já o seu espaço para a edição da Feira do Pinhal Contacto: 272 324 645 • Email: rvj@rvj.pt


Freguesias

abril 2017

Oleiros Magazine

BREVES Isna

Junta com nova impressora A Junta de Freguesia de Isna dispõe de uma nova impressora para fazer face ao serviço e dar uma melhor e mais célere resposta às necessi-

dades da população. O equipamento foi cedido pela Câmara Municipal de Oleiros.

Sarnadas S. Simão

Freguesia vai ter Parque de Merendas

Sobral

Muro recua para facilitar passagem A Junta de Freguesia de Sobral, com apoio da Câmara de Oleiros, procedeu ao recuo e requalificação de um muro para permitir melhores

acessos na povoação. A passagem, que antes, por ser estreita, colocava restrições na circulação automóvel, está agora mais acessível.

A freguesia de Sarnadas de S. Simão vai ter um novo Parque de Merendas, cuja construção já iniciou. O espaço de lazer vai ficar situado no cimo da Cardosa, numa zona de especial beleza paisagística, e pretende ser um local aprazível para população e visitantes. O Parque de Merendas potencia um curso de água e vai dispor de fonte para refrescar os dias de maior calor. As obras devem estar finalizadas no verão.

Mosteiro

Barragem pronta para combate aos fogos Na freguesia de Mosteiro precedeu-se recentemente a obras de melhoramentos e realização de açude, na barragem situada em Vale da Cerejeira. A obra foi efetuada com vista à retenção de grandes volumes de água para eventual necessidade de abastecimento dos meios de combate a incêndios.

Sobral

Calçada principal está em obras A calçada principal do Sobral, que se encontrava danificada, está em obras. A intervenção está a ser feita pela Junta de Freguesia de

Sobral, com o apoio da Câmara de Oleiros, e vai permitir recuperar a calçada com benefícios para todos os que circulam naquela via.

Páscoa Feliz

9


Freguesias

10 Oleiros Magazine

abril 2017

Freguesia de Oleiros-Amieira cria percursos pedestres

Pelos Trilhos do Cabrito em maio… e Rota do Callum em julho A Junta de Freguesia de Oleiros/Amieira tem já concluído o percurso pedestre “Pelos Trilhos do Cabrito”, o qual será inaugurado no mês de maio. O percurso circular, de pequena rota (PR), incentiva a descoberta da caprinicultura Oleirense, presente nas margens da Ribeira de Oleiros. Jorge Antunes, presidente da Freguesia Oleiros/Amieira, revela que o “percurso tem saída e chegada no Posto de Turismo de Oleiros e ficará, permanentemente, marcado em ambos os sentidos com sinalização pedestre. No

interior da vila de Oleiros são desvendados a sede da Sociedade Filarmónica Oleirense, a belíssima Igreja da Misericórdia, edificada no séc. XVI e a Igreja Matriz que constitui um tesouro artístico de interesse municipal. Após estas passagens, o percurso segue para o Largo dos Viscondes e inicia a descida para a margem direita da Ribeira de Oleiros”. Ao entrar na margem, palmilham-se caminhos e trilhos, que levam à descoberta da nostálgica “Fonte dos Braços”, à observação do imponente Açude da Salina, do parque de me-

rendas da Tapadona, da recuperação do “carreiro da escola” (entre a Tapadona e o Gozendo), da passagem do “miradouro do Gozendo” para observar a várzea da Ribeira de Oleiros e da paisagem serrana e recuperação da “vereda das cabras” (nas Tojeiras) que é um trilho a meio da encosta, que a população antigamente utilizava para pastorear a “cabrada” aquando “gaiatos”. Ao fim deste trilho, o percurso percorre caminhos florestais que atravessam uma vasta área agrícola e florestal até à Ponte Grande, dando aces-

so à “Fonte das Freiras” e ao monumental “Freixo do Adro”. O percurso segue para a Praça da República, Jardim Municipal e termina no Posto de Turismo. MILRICO E se o percurso “Pelos Trilhos do Cabrito” será inaugurado em maio, a Freguesia de Oleiros/Amieira está já a preparar o outro denominado “Rota do Callum”, que ligará as localidades de Oleiros e Milrico. O percurso será feito, segundo Jorge Antunes, junto às margens da ribeira.

BREVES Símbolo

Oleiros/Amieira com novo brasão A Junta de Freguesia de Oleiros-Amieira tem já definido o seu novo símbolo heráldico. O brasão foi aprovado por unanimidade em Assembleia de Freguesia e retrata aquilo que mais carateriza as duas antigas freguesias antes de se terem agregado. A proposta foi feita pela Comissão Nacional de heráldica. A novidade surge ao nível da ban-

deira, a qual tem a cor branca como fundo.

Em junho

Freguesia promove Santos Populares A Junta de Freguesia de Oleiros-Amieira vai promover novamente a festa dos santos populares, com o objetivo de dinamizar a freguesia, mas também de

apoiar as associações locais. Este ano participam no evento a Associação dos Bombeiros Voluntários de Oleiros e a Sociedade Filarmónica de Oleiros.

No Verão

Viagens para seniores gratuitas para todos Os habitantes seniores da freguesia de OleirosAmieira vão poder participar numa viagem a um local do país, de forma gratuita. A excursão é promovida pela Junta de Freguesia e será realizada em diferentes dias. O local ainda não está escolhido,

sendo que no ano passado foi visitada Vila Viçosa, numa iniciativa em que participaram 400 pessoas, em diferentes momentos. A Freguesia além da viagem suporta também a alimentação. A animação também está garantida com o artista Carlos Agostinho.

www.oleirosmagazine.com


Cultura

abril 2017

Oleiros Magazine

11

Parceria com a ESART

BREVES

Orquestra de Madrid deu concerto em Oleiros Espetáculo de marionetas

Concurso literário tem vencedores O Concurso Literário de Poesia promovido pela Divisão de Cultura da Câmara de Oleiros já tem vencedores. O 1º lugar foi conquistado por Guilherme Milheiro, autor da poesia “Floresta é Vida” que ganhou uma bicicleta; em 2º lugar ficou Júlia Martins com “A Vila de Oleiros”, cujo prémio foi uma trotinete; em 3º lugar classificou-se Carolina Silva com “Fonte de Vida” premiada com patins; e empatados no 4º lugar ficaram Simão Branquinho com “Vida na Floresta” e José Miguel Lopes com “A água que cai”, ambos premiados com jogos didáticos. O Concurso, destinado a todos

os alunos do 1º ciclo do Agrupamento de Escolas Padre António de Andrade, tinha a temática da floresta e da água. A iniciativa pretendeu estimular o gosto pela escrita, em particular de poesia, mas também celebrar o Dia da Poesia, o Dia da Água e o Dia da Marioneta. A entrega dos prémios decorreu numa cerimónia em que foi assinalado o Dia da Marioneta, onde Grupo de Teatro de Marionetas “Pandora Teatro”, dinamizou a peça “O Rei que comia histórias” numa alusão à importância dos livros e da poesia destinada aos alunos do 1º ciclo e do pré-escolar do concelho.

“Se eu Fosse”

A Orquestra de Guitarras da Universidade Autónoma de Madrid (UAM) atuou em Oleiros, no passado dia 18 de março, num concerto inédito e que foi estreia a nível nacional. A realização do espetáculo, que envolveu a Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco (ESART) resultou de uma parceria que a escola albicastrense tem com a Universidade Autónoma de Madrid da qual resulta um intercâmbio que inclui dois concertos: um em Madrid, pelo Ensemble de Guitarras da ESART e outro em Portugal, pelo Ensemble de Guitarras de Madrid. Aproveitando essa oportunidade, a Câmara de Oleiros propiciou as condições necessárias para que oleirenses e visitantes, usufruíssem de um espetáculo criado por uma formação de grande qualidade, composta por alunos que estão a realizar estudos de nível superior. O conjunto de 14 guitarristas foi recebido pelo vice-presidente, Vitor Antunes, que descreveu o espetáculo como “uma oportunidade que não se tem todos os dias”. O

concerto foi composto por duas partes, a primeira constituída por músicas espanholas e a segunda por músicas de filmes como A Bela e o Monstro, Guerra das Estrelas, Piratas das Caraíbas, Super-Homem, Parque Jurássico e Rei Leão. De referir que o projeto da Orquestra de Guitarras da UAM começou em 2004 pela mão do diretor e professor da UAM, Miguel Román, com uma finalidade especialmente didática e como um aporte adicional à oferta instrumental da especialidade de Música

para a Licenciatura de estudantes e diplomados. Desde então, o projeto passou por diversos processos de reestruturação, reaparecendo definitivamente em finais de 2008 com um novo enfoque, em busca da especialização e estabilidade da música em grupo. Sendo a guitarra um instrumento sobretudo solista, este grupo permite aos maestros, músicos, guitarristas e universitários, uma experiência musical de conjunto, e ao mesmo tempo servir de ponto de encontro de formação permanente e especialização.

Hora do conto anima os mais novos A Casa da Cultura de Oleiros voltou a organizar a “Ora Conta lá...”, uma hora do conto temática destinada aos alunos do ensino pré-escolar do concelho. A iniciativa decorreu recentemente e teve como base o livro “Se eu fosse”, de Richard Zimler, tendo sido feita a leitura dramatizada recorrendo a uma forte componente de interação com as crianças. A hora do conto estimulou a criatividade e a imaginação com um livro que encoraja as crianças a sonhar com o que ambicionam ser, ultrapassando as suas limitações. Este livro convida os mais jovens a nadarem como um peixe tropical ou a cantarem como um melro - ou até

mesmo a afastarem os banhistas da praia com o “sorriso” de um tubarão! “Ora Conta lá...” é uma atividade que pretende incutir a leitura de forma lúdica com temas relacionados com a sociedade e a vida quotidiana das crianças. Estiveram presentes nesta atividade, o Infantário Mª Augusta da Silva e o Jardim de Infância de Oleiros. As crianças do Jardim de Infância do Orvalho e do Estreito receberam a visita de uma técnica da Biblioteca Municipal nessa tarde, com a recriação da mesma história e ainda com o Baú do Saber, que transporta livros para as crianças que não têm acesso frequente à Biblioteca.

Deseja-lhe uma Páscoa Feliz

Há 14 anos a informar o Concelho

A Freguesia da Madeirã deseja-lhe uma Boa Páscoa


Atualidade

12 Oleiros Magazine

abril 2017

opinião

freguesias

CróNICA

Ruralidade nos dias de hoje

Em Avis

Estreito visita Valnor A Junta de Freguesia de Estreito Vilar Barroco promoveu, em março, uma visita ao Centro Integrado de Valorização de Resíduos Sólidos da Valnor, em Avis. Nesta iniciativa participaram o executivo da Junta de Freguesia do Estreito Vilar Barroco, os membros da Assembleia de Freguesia, uma responsável do Centro

Social Paroquial do Estreito, bem como alguns proprietários de estabelecimentos comerciais locais. O programa contemplou a visita guiada às instalações da empresa, onde é feita a valorização e reciclagem de toneladas de materiais recuperados dos resíduos sólidos urbanos - RSU’s.

Estreito

Por definição, o termo ruralidade refere-se a “qualidade do que é rural, campestre, agrícola; conjunto de características e valores do mundo rural”. De uma forma geral, nunca como agora este conceito foi tão dignificado e valorizado, começando a ser entendido de uma outra maneira. Na verdade, está na moda. Nas cidades, assiste-se ao fenómeno do surgimento de espaços (tasquinhas, mercearias...) que promovem o tradicional, numa lógica “rustic chic” que valoriza a essência da ruralidade que alicerça o património cultural português. A nossa identidade coletiva é definida por uma cultura de valores regionais que todos trazemos na nossa matriz genética. Hoje, ao contrário de antigamente, graças a muito bons exemplos que têm apostado numa ruralidade com qualidade, acompanhada de estratégias de marketing bem pensadas, existe um orgulho e um sentimento de pertença aos vários territórios, assim como uma forte aposta na promoção dos seus produtos locais. Cada vez mais se entende que “o que é nacional é bom” e então se vier do Interior, será certamente autêntico e genuíno. Este é um tempo de oportunidades para cada uma das regiões. Temos um país com uma diversidade e uma especificidade extraordinárias que estão a atrair vários segmentos

turísticos a nível nacional e internacional. O Interior está finalmente a conquistar o seu espaço e a assumir o seu papel na definição da nacionalidade do povo português. O rústico não tem de ser descaracterizado, nem tão pouco caricaturado. A ideia do saloio, do campónio, do bimbo e do parolo, até agora, só prejudicaram e ostracizaram o mundo rural. A ruralidade é muito mais do que isso. É a alma de um povo. É a essência de uma nação. Defendamos o que é nosso. Hoje, como nunca, a palavra de ordem é Valorizar. Inês Martins (Engenheira Agrónoma)

Curso de Bordados A Freguesia de Estreito - Vilar Barroco realizou uma formação de bordados que decorreu ao longo de vários meses e que teve como formadora uma bordadei-

ra profissional. A formação incidiu sobre vários tipos de bordados. No final foi realizada uma exposição com os trabalhos realizados.

OTL

Tempos livres na Páscoa À semelhança dos anos anteriores e, com o objetivo de apoiar os Encarregados de educação, realizou-se, de 10 a 13 de abril, o programa de ocupação de tempos livres nesta pausa letiva da Páscoa. Nestes dias, foram disponibilizadas várias

atividades para os mais jovens ocuparem, de forma lúdica e saudável, os seus tempos livres. O programa contemplou ainda a ida ao Parque Biológico da Serra da Lousã, uma atividade conjunta com as crianças inscritas nas férias desportivas.

Páscoa Feliz

Há 30 anos perto de si.

FREGUESIA ESTREITO-VILAR BARROCO

GNR sensibiliza idosos A Junta de Freguesia de Estreito - Vilar Barroco, em parceria com a GNR- Posto Territorial de Oleiros, promoveu na antiga Casa do Povo do Estreito uma palestra intitulada “Idosos em segurança: na rua e em casa”. A sessão teve como objectivo alertar

para eventuais situações de perigo que ponham em risco a vida e os bens dos cidadãos, aconselhar na adoção de medidas de segurança em casa e na rua, bem como ensinar a reagir numa situação de burla ou de assalto.

Feliz Páscoa


Desporto

abril 2017

Oleiros Magazine 13

Festa decorreu no Campo do Ventoso

Águias do Moradal é Campeão Distrital O Grupo Desportivo Águias do Moradal é o novo campeão distrital de futebol. A conquista do título foi feita a três jornadas do fim, depois da vitória sobre o Académico do Fundão, por 3-0. Já depois desse jogo, a formação do Estreito foi vencer a Estação por 3-0, sendo que na jornada do passado dia 9, a equipa orientada por Francisco Pires, recebeu a Atalaia do Campo, no encontro que foi da festa da subida e que a equipa do Estreito empatou a dois golos. Para Francisco Pires, a conquista do campeonato deve-se “muito ao trabalho dos jogadores, ao apoio dos dirigentes e aquilo que nós conseguimos dar. Foi um ano em que os resultados corresponderam ao nosso trabalho. Nós sempre colocámos uma ambição elevada, sempre transmitimos isso aos nossos jogadores. Pelo historial recente do nosso clube, tínhamos que ter esta ambição, sabendo que os adversários eram fortes”. Na última jornada a equipa do Águias desloca-se ao terreno do Desportivo de Alcains, outro dos candidatos à subida de divisão. Para Aníbal Antunes, presidente

do Águias, a vitória do campeonato, resulta do excelente trabalho de “Francisco Pires. Conseguiu reunir um leque de jogadores que se uniram e que a três jornadas do final já tinham conquistado o título. Este não era um objetivo inicial, mas estamos muito felizes. Esta é a quarta subida de divisão que tenho, estou em fim de mandato, não sei qual será a opinião dos sócios, mas se formos para o Campeonato Nacional iremos preparar muito bem as coisas, pois também aprendemos com os erros do passado”. Francisco Carrega

Campeonato de Portugal

BREVES

Oleiros procura fazer história no futebol do Concelho

Foto: Manuel Tavares

IV Trail

Na última jornada disputada com Vitória de Cernache, em casa, o Oleiros empatou a zero golos, e mantém acesa a esperança de conseguir a manutenção, o que será um feito histórico. Com este empate, a equipa da ARCO soma 18 pontos e encontrava-se, até ao fecho da nossa edição, na quinta

Xº Passeio TT Pinhal Total

Pinhal Total junta mais de 160 participantes O IV Trail Pinhal Total, que decorreu no passado dia 26, juntou mais de 160 participantes em três distâncias distintas: 28km; 15km e Caminhada (11Km). Em nota enviada pela autarquia, é explicado que o Trail Pinhal Total teve como cenário principal a Ribeira de Oleiros. Em termos de características, o percurso de 28km revelou-se mais

Boa

A Associação Recreativa e Cultural de Oleiros procura fazer história no campeonato nacional de futebol, Portugal Prio, caso consiga a manutenção nesse escalão. Para já o conjunto do pinhal está a dar boa conta de si, e caso mantenha a senda de bons resultados que tem alcançado, poderá obter esse feito.

a o c s Pá

exigente não só pela distância, mas também pela orografia e tecnicidade. Já o trail de 15km, era mais ligeiro e mais acessível aos menos experientes, contudo, não despreza o rigor orográfico característico do nosso concelho. Por fim, a caminhada de 11km, acessível quer a corredores quer a amantes da caminhada, teve este ano o maior número de participantes das três alternativas.

posição da série F, fase de manutenção, com os mesmos pontos do quarto classificado, o Carapinheirense. Caso consiga a manutenção, o concelho de Oleiros terá pela primeira vez na sua história dois clubes a disputar um campeonato nacional de seniores em futebol.

A essência do todo-o-terreno

A Associação Pinhal Total promoveu, no passado dia 18 de fevereiro, a sua décima edição do Passeio TT. O evento, que atrai gente de todo o país, contou este ano com duas presenças especiais: Ricardo Porém, o único piloto a vencer por três vezes consecutivas a Baja Portalegre (2014, 2015 e 2016) e João Lopes, campeão nacional TT UTV/ Buggy 2015. A iniciativa voltou a juntar várias centenas de pessoas de todo o país, reafirmando o concelho como um destinos mais procurados em matéria de passeios de todo-oterreno.


Desporto

14 Oleiros Magazine

abril 2017

breves Caminhada

Descobrir a Ribeira de Oleiros

Equipa de juvenis

Casa do Benfica é campeão A equipa de juvenis da Casa do Benfica em Oleiros sagrou-se Campeã Distrital de Futsal. Para o treinador, Diogo Mendes, “este título é fruto do trabalho dos meus jogadores. Têm uma vontade enorme de treinar e a prova disso são as inúmeras adversidades que tiveram de ultrapassar durante esta época. (...) Quem se dedica como eles merece ganhar!”. Desde que abraçou este desafio como treinador, Diogo Mendes assegura que o objetivo sempre foi serem campeões: “Sempre acreditámos que era possível e acabámos por consegui-lo ainda com uma jornada por disputar”, disse, agra-

decendo ao clube as condições proporcionadas, à equipa de iniciados e ao público que sempre os acompanhou António Mendes, presidente da Casa do Benfica, em Oleiros sublinha que “este título é um marco histórico na vida desportiva da instituição. É a prova de que o que iniciámos em 2008, quando criámos a Escola de Futebol da CBO, fazia todo o sentido. Grande parte dos jogadores que ontem se tornaram Campeões Distritais iniciaram esse trajeto connosco, e isso é um grande orgulho para a Direção.” O Presidente da Associação acrescenta ainda que “a aposta no

Futsal veio a provar-se ser a mais acertada, pois para além desta alegria de sermos Campeões também temos vindo a colocar jogadores nas seleções distritais de iniciados e juvenis”. António Mendes, acrescenta: “com três equipas nos campeonatos distritais e com a Escola de Futsal a CBO tem vindo a ter um crescimento sustentado e dessa forma está a preparar o futuro, que queremos que seja risonho”. No próximo ano a equipa participará no Campeonato e na Taça Nacional de Juvenis, sendo a primeira vez que esta associação oleirense disputa uma competição nacional.

A Caminhada “À Descoberta da Ribeira” decorreu no passado dia 12 de março, num evento que juntou mais 150 pessoas e que teve por objetivo levar a população e os visitantes à Ribeira de Oleiros. Durante a caminhada foram apresentados 12 painéis interpretativos deste corredor verde, os quais se dispõem ao longo de 2,5 km, pela margem esquerda, entre a Ponte Grande da Torna e a Praia Fluvial de Açude Pinto. A interpretação esteve a cargo de Carlos Neto de Carvalho, coordenador científico do Geopark Naturtejo, que abordou aspetos como o ecossistema ribeirinho, a intervenção do Homem em construções rurais como pontes, açudes, levadas ou praias fluviais e o campo intangível das memórias e vivências. Os 12 painéis têm como denominador comum uma citação do Bispo de Angra, extraída da monografia “Memórias da Villa de Oleiros” (1881) sobre a temática

Natação

Prova juntou 90 nadadores A Piscina Municipal de Oleiros recebeu recentemente cerca de 90 nadadores, entre os 6 e os 16 anos, no âmbito do Encontro de Natação de Municípios. Estiveram representados em Oleiros os concelhos de Penamacor, Vila de Rei, Pampilhosa da Serra, Proença-a-Nova e Castelo Branco (Centro Social Padres Redentoristas). Pelo concelho de Oleiros participaram 25 nadadores nas modalidades de crawl, costas, bruços e mariposa. Recorde-se que os Grupos de Desporto dos Municípios de Oleiros, Proença-a-Nova, Vila de Rei,

Pedrogão Grande, Sertã, Castelo Branco e Pampilhosa da Serra, possuem um calendário de provas rotativas entre estes Municípios de

dois em dois meses. A próxima prova será no dia 20 maio, no Encontro de Natação de Municípios em Vila de Rei, pelas 14 horas.

Páscoa Feliz

de cada um. No final da Caminhada, numa alusão ao penúltimo painel, situado nas imediações da Praia Fluvial, naquele que será futuramente o espaço-memória Padre António de Andrade, os participantes puderam retemperar energias com um lanche, e uma revigorante experiência de yoga, a cargo de Sara Nunes. Esta atividade realizou-se no espaço de lazer do Parque de Campismo, seguindo-se o workshop “Entre pedras e pedrinhas”, apresentado por Filomena Matias, no qual os participantes puderam executar o seu próprio quadro com pequenas pedras da Ribeira que foram recolhendo ao longo do percurso. Em nota de imprensa, a autarquia explica que para além dos painéis apresentados publicamente este fim-de-semana e de alguma sinalética, está a ser produzido um mapa em 3D, com o mesmo grafismo e ilustrações dos painéis, o qual servirá de suporte aos utilizadores deste percurso.


abril 2017

Publicidade

Oleiros Magazine 15

Editamos palavras com conteĂşdo.

Avenida do Brasil,4 r/c | Apartado 262| 272 324 645 963 515 233 | rvj@rvj.pt | www.rvj.pt 6000-909 Castelo Branco


16 Oleiros Magazine

Oleiros Magazine Publicação periódica nº 123920

Última

abril 2017

Diretora: Daniela Silva • Edição e Propriedade: RVJ - Editores, Lda, Empresa Jornalística nº 221610 Gerência: Vitor Tomé, João Carrega e Rui Rodrigues (acionistas com mais de 10 por cento do capital social) Redação, Serviços Administrativos e Comerciais: Av. do Brasil, 4 R/C • 6000-909 Castelo Branco • Contactos: 272324645 | Telm: 965 315 233 | Fax 210112063 | oleirosmagazine@rvj.pt • www.oleirosmagazine.com • Estatuto editorial: disponível em www.oleirosmagazine.com • Impressão: Gráfica Almondina - Rua da Gráfica Almondina, Zona Industrial de Torres Novas, 2350909 Torres Novas • Trimestral • 4000 exemplares de tiragem

Oleiros Magazine março 2017  

Jornal do Concelho de Oleiros

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you