Page 1

Página 1

Edição 788 - 04/07/2015

Diretor Responsável: Homero T. Tranquilli - CNPJ: 09573449/0001-13 - Cajuru, Sábado, 04/07/2015 -

Pela primeira vez, pequenos agricultores participam de “Chamada Pública” para vender produtos para a Prefeitura

Ano 16 - N.° 788 Semanal - Distribuição Gratuita / Assinantes

Campanha do Agasalho foi um sucesso!

Rapaz desaparecido é encontrado em Cajuru


Página 2

Edição 788 - 04/07/2015

ACONTECE

Alunos da Escola Mousart vão ao cinema Na semana passada, os alunos do 5o ano da escola municipal “Dr. Mousart Alves da Silva” foram ao cinema, acompanhados pela professora Rosana Malite e pela coordenadora Jocelina Silva. A sessão foi na sala de projeção da Stock DVD e o filme: “Uma noite no Museu 3 – O segredo da tumba”. O espaço foi fechado para as 20 crianças, que se divertiram muito com as personagens de cera que ganharam vida. A iniciativa de levar os alunos ao cinema vem da proposta pedagógica de oferecer novos caminhos para exercitar a criatividade e dar asas à imaginação, o que certamente ampliará o universo de cada um. O projeto foi realizado através da parceria com comerciantes, que colaboraram com a doação dos ingressos.

Amistosos da Escolinha de Basquete

A Secretaria de Esportes realizou no último dia 29 de junho (quarta-feira) um amistoso da Escolinha de Basquetebol contra a cidade

de Arceburgo - MG. Participaram mais de 30 atletas da escolinha divididos nas categorias pré-mirim, mirim e infantil.

Cajuru obteve uma vitória, um empate e uma derrota. Esse foi o primeiro amistoso realizado para essas crianças. Os pais que vieram prestigiar seus filhos, vibravam, torciam, gritavam incentivando o time para a vitória. As crianças em quadra sentiram uma emoção muito grande, a adrenalina contagiava e transparecia em seus olhares. A Secretaria de Esportes agradece aos organizadores, pais, alunos, a cidade de Arceburgo e a Prefeitura Municipal.

Amanhã tem rodada no Estádio “Dr. Guião” Amanhã, domingo, a partir das 10h00 o sub-20 do CR Cajuru enfrentara a equipe

de Serrana, num sensacional amistoso. O jogo será no

estádio Dr. Guião. Compareça e leve os amigos para mais uma manhã de lazer.

Pela primeira vez, pequenos agricultores participam de “Chamada Pública” para vender produtos para a Prefeitura

Através do programa de Agricultura Familiar desenvolvido pela Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, a Prefeitura Municipal convidou por meio de Chamada Pública do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), os pequenos agricultores interessados em vender seus produtos à municipalidade.

Pela primeira vez, seis produtores compareceram ao Paço Municipal no dia 1o de julho e, conforme determina a Lei Federal 11.947/2009, definiram os produtos e que fornecerão para a Merenda Escolar. No total, a Prefeitura irá comprar desses produtores R$ 50.969,08. Os produtos comercializados

são: alface, rúcula, brócolis, couve, vagem, cebolinha, salsinha, abacate, manga, almeirão, tomate cereja, rabanete, chicória, espinafre e goiaba. Com isso todos ganham: os produtores que tem a venda garantida e os alunos que vão saborear alimentos frescos e diversificados.

VENDE-SE Uno Fire 2004/2004, Injeção eletrônica, trava elétrica e Alarme. Tratar 99102-7777. VENDE-SE Casa no bairro Cruz Alta, Rua Piauí, com 3 quartos, sala, cozinha, banheiro e salão comercial.

Tratar 3667-6310 VENDE-SE Casa térrea, bairro Cruzeiro, com 3 dormitórios, 1 suíte, lavanderia e garagem. Documentos ok, casa a disposição. Tratar 99996-6218 / 3667-2956. COMPRA-SE Balcão

usado para loja de roupas que tenha vidro na frente. Tratar 999964519 / 9996-9911. PROCURA-SE Emprego para trabalhar em Serviços Gerais ou como Caseiro em Sítio, Tratar 99452-4197.


Edição 788 - 04/07/2015

Página 3


Página 4

Edição 788 - 04/07/2015

ACONTECE

Campanha do Agasalho foi um sucesso!

O Fundo Social de Solidariedade e a Secretaria de Assistência Social realizaram no último sábado a Campanha do Agasalho 2015, com a colaboração da

Indústria Rei, da CIVE, grupo evangélico Desbravadores de Cajuru e funcionários do quadro municipal. As equipes

passaram nas residências recolhendo os agasalhos, que foram guardados no Corujão. Nesta semana, funcionários da Assistência

Dicas de Sustentabilidade

Social e da Saúde começaram a separar as doações e pelo visto, bateu recorde. O secretário de Assistência Social Adilson Simeão informa que os

mesmo que as fluorescentes ou led. Como exemplo, em uma casa com dois quartos, as amarelinhas gastam de R$ 20 a R$ 30 por mês, enquanto as fluorescentes R$ 5. Quem prefere a iluminação amarela, a opção

são as lâmpadas de led, que também são muito econômicas. E é bom se acostumar, porque nesta semana pararam de ser fabricadas as incandescentes de 40w e 25w e dentro de 1 ano não serão mais comercializadas.

Ersone agradece as empresas e funcionários que colaboraram na Campanha e todas as pessoas que carinhosamente doaram agasalhos.

Prefeitura concede anistia de juros e multas de IPTU e ISSqn A Prefeitura Municipal de Cajuru está concedendo aos contribuintes (Pessoas físicas e jurídicas) anistia de multas moratórias e juros dos débitos tributários inscritos em dívida ativa, como IPTU, ISSqn, até 31 de agosto de 2015. A isenção será feita, segundo a Lei Complementar nº 102, de 15 de abril de 2015, aprovada pela Câmara

Desde quarta-feira (01), as lâmpadas incandescentes de 60 watts deixaram de ser vendidas em todo o país. Essa medida veio porque esse tipo de iluminação consome muito mais energia para iluminar o

agasalhos serão distribuídos pelas equipes das ESFs, a partir de quartafeira (08). Finalizando, a presidente do FSS Dr a

Municipal, da seguinte forma: 100% de anistia do valor das multas e juros para pagamento à vista, até o dia 31 de agosto de 2015; 70% de anistia do valor das multas e juros para pagamento em até 5(cinco) vezes, sendo a primeira parcela até 31 de agosto de 2015. O valor mínimo das parcelas é de R$ 15,00(quinze reais) e o atraso ou não

pagamento na data de seu vencimento resultará no cancelamento do parcelamento. O contribuinte que desejar obter os referidos benefícios deverá procurar o setor de lançadoria, localizado ao Largo São Bento, 985 – Centro (Paço Municipal). Aproveite a oportunidade e quite seus débitos.

Por vezes sentimos que aquilo que fazemos não é senão uma gota de água no mar. Mas o mar seria menor se lhe faltasse uma gota.


Edição 788 - 04/07/2015

Página 5


Página 6

Edição 788 - 04/07/2015

Projeto FIS realiza mais um Festival de Futsal

Encerrando o primeiro semestre, o projeto FIS realizou mais um Festival de Futsal no Ginásio de Esportes “Arenão”.

O evento aconteceu no último sábado (27) e reuniu alunos dos núcleos Arenão e Saporo. Foi uma manhã divertida, com muitos jogos

e participação dos pais e amigos que acompanharam todos os lances da arquibancada. O coordenador Gim acredita que o objetivo do

Secretarias de Esportes e Assistência Social promovem passeio para as Crianças do Projeto P.A.I. As Secretarias de Esportes e Assistência Social promoveram nos dias 02 e 03 de julho um passeio para todas as crianças do Projeto P.A.I., que foram conhecer a exposição Tirando de Letra, Caminhos, de André Neves. Mais de 80 crianças do Projeto P.A.I. participaram da exposição, onde puderam conhecer um pouco do mundo mágico do escritor através de contação de história com o professor e ator cajuruense João Paulo Honorato Fernandes. Também conheceram a casa maluca, onde “pescaram” poesias e depois desenham e expuseram na arvore de madeira; já no espaço de leitura “nas nuvens” leram algumas historias de André Neves. Finalizando, lancharam em uma praça as delícias preparadas pela equipe da assistência social. Para os interessados, a exposição é aberta ao público e com horários para escolas e entidades.

projeto vem sendo cumprido, pois nesses jogos o que se viu foi muita técnica e boas jogadas e, acima de tudo, exemplos de cidadania, disciplina,

companheirismo e respeito ao próximo. No final, os alunos lancharam para repor toda a energia gasta com esse esporte que encanta e atrai a

meninada. O Projeto FIS – Futebol Inclusão Social é realizado através da parceria Prefeitura Municipal de Cajuru e Gold Meat.

Secretaria de Esportes promove “Um dia no Circo”

A Secretaria de Esportes promoveu no último dia 26 de junho uma sessão no Circo Max, para as creches e asilo de nossa cidade. As crianças e os idosos ficaram encantados com o espetáculo, onde a magia e beleza do circo levaram todos a uma viagem

pelo mundo de sonhos e alegrias. Segundo o Secretário de Esportes – Luciano Silva, promover o bem estar e a sociabilizarão para as crianças e idosos é um gesto de amor e carinho que só faz nos enriquecer. O passeio foi possí-

vel graças à parceria Prefeitura Municipal de Cajuru e Circo Max e a atenção dos funcionários das creches Paula Vicentini, Nossa Senhora Aparecida, Lar dos Velhos de Cajuru e o Projeto PA.I., que não mediram esforços para que esse evento acontecesse.


Edição 788 - 04/07/2015

Página 7


Página 8

Edição 788 - 04/07/2015

Crianças e o celular: uma relação perigosa Celular pode ser prejudicial à crianças Nylton Hudson de Sisto mais conhecido como ‘’tio Nylton’’, ultrapassa a marca de 50 milhões de visualizações na Internet e se torna uma mini

celebridade, o garoto de apenas 19 anos diz estar muito feliz e comemora! Segundo o garoto da pra tirar uma grana boa com os vídeos que ele produz em casa,

‘’eu nem pensava em ganhar dinheiro e sim de fazer as pessoas sorrirem’’ diz o garoto... Cajuru se orgulha muito por ter uma figuraça como você Nylton, boa sorte.

Vindo para o trabalho de carro hoje cedo, ouvi uma notícia no rádio que me deixou estarrecido. Uma menina de 9 anos de idade fez algumas fotos íntimas no celular, apenas de calcinha. Talvez por uma inocente brincadeira de criança ou uma vaidade infantil qualquer. Na escola, algumas alunas mais velhas teriam pego o celular dela para brincar, mas passaram a vasculhar os arquivos de fotos. Elas acharam as imagens e compartilharam com várias pessoas do colégio. Acoisa se espalhou pelo Whattsapp e Facebook deixando a criança numa situação bastante constrangedora. Revoltados, e com razão, os pais foram à escola pedir punição para as meninas mais velhas que compartilharam as fotos, mas foram recebidos com um sonoro “não temos nada a ver com isso”, recomendando que os pais fizessem um boletim de ocorrência na polícia para apurar a real responsabilidade sobre o acontecido. Meu estarrecimento não veio por causa da resposta da direção da escola, mas pelas consequências que, a princípio, um ato que parece inocente pode ter. Não sei qual foi o desfecho da história, mas ela me leva a questionar mais uma vez (já falei sobre isso aqui tempos atrás) a relação de crianças nessa faixa de idade com a tecnologia dos smartphones e tablets e, consequentemente, seu acesso às redes sociais. Tenho uma filha de três anos e meio de idade e realmente temo as consequências de ter que permiti-la, daqui mais alguns anos, a ter um perfil no Facebook, ou no Instagran, ou em qualquer

outra rede social que surja até lá. Sei que vou enfrentar um conflito, mas ao ceder a isso estarei abrindo a ela as portas de um mundo com o qual ela, assim como milhões de crianças no país e no mundo, não está apta a lidar. Cito outro exemplo: uma menina de 11 anos com perfil no Facebook, começou a conversar com um garoto de, supostamente, 13 anos. Gracejos daqui e dali e fotos trocadas, marcaram um encontro num shopping para se conhecer. Os pais, achando isso um tanto estranho já que o menino queria se encontrar com ela sem a presença de mais ninguém, começaram a monitorar as conversas. Resultado: descobriram que o menino, na verdade, era um homem de 44 anos, casado e com dois filhos pequenos (é fácil montar um perfil falso hoje em dia). O encontro no shopping foi marcado e o pedófilo preso antes de cometer um crime que, sabe-se lá em que poderia terminar. Nos dias atuais, dar um telefone aos filhos pequenos pode ser até uma medida de segurança. A comunicação com eles fica mais fácil, através de aplicativos podemos rastrear seus passos e até monitorar suas conversas e mensagens com os colegas, identificando aí qualquer comportamento anormal. Mas por outro lado, na minha opinião, permitir sua entrada no mundo das redes sociais - e é exatamente isso que a maioria deseja - pode atrair problemas sobre os quais talvez não tenhamos a real consciência de seus efeitos. Como nos dois casos acima. Muitos pais talvez permi-

tam por não querer ver seus filhos alijados da modernidade, excluídos de seus grupos de amizades escolares e sujeitos ao bullying social por não fazer parte desse mundo digital. Mas acredito que esse tipo de punição seja bem menor que vê-los vítimas de uma inconsequência qualquer, seja o vazamento de fotos constrangedoras ou o assédio de um criminoso. Muitos vão dizer que há meios de controlar o acesso dos filhos a determinadas páginas e sites, mas quem garante que as pessoas que eles adicionam em seu perfil numa rede social são, realmente, quem estão ali na foto? Além do mais, a maioria das crianças não possui os filtros que nós, adultos, temos na hora de publicar fotos pessoais, de onde moramos, do que fazemos e dos bens que temos. Atitude que, de certa forma, gera uma certa privacidade e que, do contrário, pode atrair pessoas mal-intencionadas. Enfim, não é uma questão fácil de administrar, mas temos de impor certas regras aos nossos filhos para protegê-los. A internet e, principalmente, as redes sociais nos abriram um mundo maravilhoso de comunicação, mas também nos trouxeram problemas com os quais não estávamos acostumados a lidar. São problemas de uma nova era sobre os quais não sabemos até que ponto podem ser prejudiciais ao desenvolvimento das crianças. Além do mais precisamos saber como educá-las bem e não, apenas, fazer seus gostos e atender seus desejos impensadamente.


Edição 788 - 04/07/2015

Página 9


Página 10

Edição 788 - 04/07/2015


Edição 788 - 04/07/2015

Página 11


Página 12

Edição 788 - 04/07/2015


Página 13

Edição 788 - 04/07/2015

Rapaz desaparecido é encontrado em Cajuru

O jovem Douglas dos Santos, desaparecido há 20 dias, foi encontrado na quarta-feira pelo Comandante da

Guarda Municipal de Cajuru Carlos Geraldo Rafael. A família conta que um amigo de Cajuru esteve

com Douglas e logo em seguida ele abandonou sua casa em Ribeirão Preto, sem deixar recados. Pela intuição da mãe, ela e a filha resolveram procurá-lo em nossa cidade. Chegando aqui encontrou o Cmte. da Guarda, que fez uma ronda e o encontrou em um barracão abandonado. O jovem foi levado até sua família e retornaram a Ribeirão no mesmo dia.

Prédios Municipais passam a ser monitorados em tempo real Desde sexta-feira (03) todos os prédios públicos do município passaram a ser

monitorados, através de câmeras, em tempo real. As imagens são

assistidas e gravadas e ficarão à disposição (se necessário) do Ministério Público.

Orientação para o Consumo 1- Sou obrigado a aceitar o produto consertado após os 30 dias? Não. O parágrafo primeiro do artigo 18 do Código de Defesa do Consumidor dispõe que: “Não sendo o vício sanado no prazo máximo de trinta dias, pode o consumidor exigir, alternativamente e à sua escolha: I - a substituição do produto por outro da mesma espécie, em perfeitas condições de uso; II - a restituição imediata da quantia paga, monetariamente atualizada, sem prejuízo de eventuais perdas e danos; III- o abatimento proporcional no preço”. Sugerimos que comunique a sua opção ao fornecedor guardando um comprovante. Se entregar carta, protocole uma via. Se

optar pelo correio, envie com aviso de recebimento. Se o contato for por telefone, anote o número do protocolo ou data, hora e o nome do funcionário que fizer o atendimento. Se enviar e-mail imprima a mensagem. Por fax, guarde o pedido com o comprovante da remessa. 2- O produto está fora da garantia e apresentou vício (defeito). O que faço? Quando o produto apresenta vício (defeito) fora da garantia legal ou garantia contratual e, não sendo este decorrente de vício oculto, o consumidor deverá recorrer ao atendimento de uma assistência técnica autorizada ou especializada para a regularização do problema mediante pagamento. Ao necessitar da prestação de serviço da assistência

técnica, deverá solicitar ao fornecedor o orçamento prévio, que ficará pendente até sua aprovação. O valor orçado terá validade de 10 (dez) dias, contados da data do seu recebimento, desde que a assistência não fixe outro prazo de validade para o orçamento. Se o orçamento for aprovado, prevalecerão as condições nele estabelecidas. Entretanto, uma vez recusado, o produto deverá ser restituído tal e qual foi entregue. Lembramos que eventual cobrança pelo orçamento só poderá ser feita se comunicada e aceita previamente pelo consumidor. Fonte: Fundação Procon - Wagner Félix – diretor Procon – Prefeitura Municipal de Cajuru.


Página 14

Edição 788 - 04/07/2015


Edição 788 - 04/07/2015

Página 15

O Jornalzão  

Edição 788

O Jornalzão  

Edição 788

Advertisement