Page 1

Página 1

Edição 785 - 13/06/2015

Diretor Responsável: Homero T. Tranquilli - CNPJ: 09573449/0001-13 - Cajuru, Sábado, 13/06/2015 -

Início do Segundo Time do Emprego em Cajuru

Ano 16 - N.° 785 Semanal - Distribuição Gratuita / Assinantes

Secretaria da Educação entrega Uniformes e Kit escolar para alunos da Rede Municipal Distribuição foi feita pelo Prefeito e Secretária da Educação

Sorteio das Unidades do CDHU Prefeitura distribuirá mudas de Citronelas na quinta-feira Planta afasta mosquito, inclusive o da dengue


Página 2

Edição 785 - 13/06/2015

ACONTECE

Comtur inicia preparativos para eventos no Aniversário da Cidade

Secretaria da Educação entrega Uniformes e Kit escolar para alunos da Rede Municipal Distribuição foi feita pelo Prefeito e Secretária da Educação

O Conselho Municipal do Turismo (Comtur), em parceria com a Secretaria de Esportes, Cultura e Turismo está delineando as atividades que iniciarão em agosto de 2015 e prosseguirão até agosto de 2016, data em que Cajuru completará 150 anos de emancipação política. Na reunião realizada na quinta-feira (11), dois pontos foram priorizados: 1- incentivo aos

artesãos e pessoas que trabalham com a culinária para se prepararem para os eventos; 2- criação do logotipo “Cajuru Boca da Mata” que possa ser bordado, esculpido, pintado, enfim, que identifique nossa arte e culinária em todos os eventos, aqui e na região. Serão formatados eventos mensais com muita Cultura, Arte e Culinária, no mesmo espaço, com o mesmo objetivo: fortalecero turismo e

oferecer a população espaço atrativo com muita dança, teatro, música e oportunidade de conhecer e comprar produtos de nossa terra. A reunião contou com representantes das secretarias municipais e do grupo da Terceira Idade, que se propuseram a apoiar as ações, unindo os departamentos para dar suporte estrutural e alavancar o turismo no município.

Equipe do Futsal em preparação para os Jogos Regionais

A equipe do futsal intensificou os treinamentos em preparação para os Jogos Regionais 2015, que será realizado em Barretos, de 15 a 25 de julho. Neste ano, Cajuru disputará na primeira divisão, feito inédito nesta modalidade, graças à

medalha de prata conquistada na edição passada, em Araraquara. A fase é de altíssimo nível, pois conta com grandes equipes da região: Ribeirão Preto, Sertãozinho, Serrana Araraquara e Franca. Mesmo com adversários fortes, o

treinador Gim está confiante. “A equipe tem potencial técnico e tático e está focada em representar bem nossa cidade”, explica. A todos nós cabe torcer muito e desejar boa sorte a esta equipe que dedica seu tempo e talento para representar bem nossa Cajuru.

Nesta semana, o prefeito Dr. Luís Estevão e a secretária da Educação Maria Luiza percorreram as escolas municipais para entregar os novos uniformes e o kit escolar aos alunos. O prefeito falou para os pais e alunos sobre os investimentos feitos em Educação, que vão desde as reformas e adequações das unidades, até a qualidade dos uniformes e materiais, que incluem apostilas da Positivo, um dos maiores e melhores métodos de ensino do país. “A Educação é uma das prioridades do meu governo, por isso investimos sempre em qualidade, pois queremos que nossos alunos tenham sempre o melhor”, concluiu o prefeito. Além do citado, vale enfatizar a qualidade da merenda escolar e os cursos de capacitação para os professores, que complementam os investimentos no setor. A secretária Maria Luiza informou que os uniformes entregues são compostos por calça, agasalho, short, meia, camiseta e tênis. Completando, mostrou o kit escolar com cadernos, lápis grafite, borracha, lápis de cor e canetinhas coloridas.


Edição 785 - 13/06/2015

Página 3


Página 4

Edição 785 - 13/06/2015


Página 5

Edição 785 - 13/06/2015

HOL A HOLO-COL O-COLUN UNA O-COL UN

NOVENTA

SOLIDÁRIO Bom dia a todos. O amigo Danilo Cândido, funcionário da Prefeitura de Cajuru é muito competente, atencioso e solidário na sua atual função. Danilo veio para Cajuru ainda criança, se encantou com a nossa cidade, e amparado sempre pelo casal Dr Luiz Geraldo Elias e Denise, que o tem como sendo da família, adotou Cajuru e vice-versa. Danilo atende hoje os familiares que precisam usar o Velório Municipal, na morte de um ente querido. Faz isso com o maior carinho e a maior boa vontade, independente da hora em que é solicitado. Toda vez em que

é chamado, Danilo imediatamente já liga para o casal Luiz Geraldo e Denise (mesmo de madrugada) para avisar do falecimento e passar a ficha completa do falecido(a). O casal “agradece” profundamente o Danilo, principalmente quando o aviso é de madrugada. Já no velório, faz (e toma) o café e já oferece almoço, janta e até pouso para os familiares do falecido, tudo isso na casa do Dr Luiz Geraldo. “Não é trabalho nenhum, eu já aviso a dona Denise e ela já põe água no feijão” diz ele. Danilo faz o seu trabalho com muito afinco, Em um velório com pouca

gente, ninguém chorava. Preocupado, Danilo não se conformou e imediatamente se debruçou sobre o caixão e chorando muito dizia: “Eu gostava muito dela, ela foi uma verdadeira mãe para mim...” mas logo foi avisado: O morto era Homem. Já em outro velório, muita choradeira, muita tristeza. Danilo então falou bonitas palavras e no fim contou até piada. Os parentes ficaram conformados e até deram risadas... Esse é o Danilo, solidário, amigo, competente e dá jeito para tudo lá no velório. Só não dá jeito para a morte... ainda não...

SESSENTA No último Sábado uma grande festa foi realizada no Hotel Paradise em Cajuru. Nesse dia foi comemorado o aniversário da minha prima Ana Rosa Felício, filha dos meus saudosos tios Roque e Anita (irmã da minha mãe) casal fundador da Viação Danúbio Azul. Festa muita alegre, divertida e que serviu para matar saudades, pois muitos primos e amigos, há muito não se viam. A prima completou 60 anos e perdeu sua mãe com apenas um mês de vida. A saudosa tia Nenê e tia Elza, cumpriram fielmente o papel de mãe, nunca dei-

xando faltar carinho e amor para Ana Rosa (e também para seus irmãos, Felipe, Luís Antônio, José Luiz e o saudoso José Roberto). Festa completa. Além da alegria e carinho contagiantes, muita comida boa, muito bem preparada e servida pelo Buffet Roma, comandada pela Naiara e sua equipe. Muita música de ótima qualidade, com o conjunto musical cajuruense Samba Trio, e pelo primo, e músico profissional, Domingão e seu conjunto, onde eu (acho que) toquei Pandeiro. A revelação da noite foi a bela

Lilian, namorada do Homerinho, que canta maravilhosamente bem. O Homerão, seu futuro sogro, já quer ser o empresário da moça e ganhar dinheiro em cima da nora. Querida prima Ana Rosa, fui nas suas festas de 30, 40, 50 e agora 60 anos. Foram festas maravilhosas, mágicas e inesquecíveis. Espero muitas outras... Isso mostra o seu prestígio, o seu carisma, seu carinho com as pessoas e vice-versa. Parabéns e que Deus te dê muita paz, saúde, alegria, felicidade e mais festas nos 70, 80, 90, 100...

Agora falo diretamente de Cássia dos Coqueiros, cidade que aprendi a amar, assim como o seu povo. Falo hoje da Dona Ilca Torrano Pereira Vieira, que está completando seus 90 anos de vida. Dona Ilca nasceu em Cajuru no dia 11 de Junho de 1925, e tem 4 irmãos: Seu Osvaldo, seu Ari e dona Celisa, já falecidos e dona Thais. Aos 16 anos de idade foi trabalhar em Cássia dos Coqueiros no cartório de registros do seu pai, o saudoso senhor Pedro Pereira da Silva, que carinhosamente era chamado de tio Pedro por todos. Aos 18 anos, casou-se com o saudo-

so senhor Gentil Osório Vieira, união maravilhosa que durou 52 anos, e dessa união 5 filhos: Sandra, Sérgio, Solange, Saulo e Sílvio, além de 11 netos e 5 bisnetos formando uma linda e tradicional família coqueirense. Nossa amizade vem de longe, vem de gerações anteriores das nossas famílias. Amizade essa que se concretizou e uniu ainda mais as duas famílias, com o casamento de Pedro Pereira Benvenuto com minha saudosa e querida prima Marisa Elias. Final dos anos 70, início dos 80, memoráveis jogos de futebol entre as famílias Pereiras X Elias, invariavelmen-

te terminavam com cerveja e churrasco, muitas vezes na casa do seu Gentil e dona Ilca, bem no coração de Coqueiros, bem em frente à Igreja Matriz, onde dona Ilca, católica fervorosa, pessoa de fé, participa ativamente dos eventos da igreja católica. Dona Ilca, Exemplo de filha, irmã, esposa, mãe, avó, amiga e cidadã. Em nome de toda minha família, receba o nosso carinhoso abraço e que Deus a proteja e abençoe. Parabéns dona Ilca, pelo aniversário, parabéns pelo exemplo de vida, BOM FINAL DE SEMANAA TODOS E FIQUEM COM DEUS


Página 6

Edição 785 - 13/06/2015


Página 7

Edição 785 - 13/06/2015

Início do Segundo Time do Emprego em Cajuru

O município de Cajuru, em parceria com a SERT – Secretaria Estadual do Emprego e Relações do Trabalho disponibilizou 30 vagas para o segundo Time do Emprego em Cajuru, que se iniciou no dia 10 de junho as 9 horas da manhã, na EMEB André Ruggeri, situada a Rua: Capitão João Batista, nº 117 no Bairro Cruzeiro. O Programa Time do Emprego orienta e prepara o trabalhador, a partir dos 16 anos, na busca por um emprego compatível com seus

interesses, habilidades e qualificação profissional. Nos doze encontros as quartas-feiras serão apresentadas técnicas de direcionamento ao mercado de trabalho, sugestões para aperfeiçoar aptidões e para produzir um currículo interessante, postura no momento da procura por emprego, dicas de comportamento em entrevistas, entre outros assuntos. O Encontro inicial contou com a presença do

Excelentíssimo Prefeito Municipal, Dr. Luís Estevão, do Sr. Ismael Denis Francisco Colosi representando a Secretaria Estadual do Emprego e Relações do Trabalho, da Secretária da Educação a Sra. Maria Luíza de Melo, do Sr. Gerson dos Reis Bícego representando a Comissão Municipal do Emprego e a Associação Comercial e Empresarial de Cajuru, e a facilitadora do Time do Emprego Srta. Ziziane Aparecida Alves Rodrigues.

Orientação para o Consumo Uniformização de aplicação da Lei Federal 13.11, de 25 de março de 2015 Desde o dia 25/05/2015, vigora a Lei Federal 13.111, de 25 de março de 2015, que veio dar maior transparência ao consumidor na hora da compra de veículos novos e usados. A nova determinação vale para todas as lojas que comercializam veículos automotores (carros, motos, ônibus, caminhões, etc). Agora o vendedor é obrigado a apresentar o histórico do automóvel, incluindo ocorrências de

furto, multas, taxas, dívidas, financiamento e qualquer outro tipo de registro que limite ou impeça a circulação do veículo. O contrato de compra e venda, também, deverá informar o valor dos impostos incidentes, permitindo ao comprador verificar quanto pagaria em tributos. O fornecedor que descumprir as novas regras arcará com o pagamento do valor correspondente aos débitos incidentes sobre o

veículo e existentes até o momento de sua aquisição pelo comprador. Vale lembrar que, caso o negócio seja realizado entre pessoas físicas, o vendedor não estará obrigado a apresentar estas informações. F u n d a ç ã o Procon/SP Wa g n e r F é l i x – diretor do Procon – Cajuru Prefeitura Municipal de Cajuru

Comunicado O diretor municipal de Saneamento Básico, Emersom Paterniani, comunica que é o responsável pelas relações entre a Prefeitura e a SABESP e a população que desejar sugerir/ reclamar/comunicar sobre as questões pertinentes ao setor deverá fazê-lo através de protocolo na Prefeitura Municipal. Informações 3667-9908

Amistoso das escolinhas de Cajuru X Comercial de Ribeirão Preto

No sábado passado (06) outros amistosos marcaram a manhã da garotada do sub-11, sub-13 e sub-15 com jogos realizados no estádio “Dr. Guião”. Sub-11 CR Cajurunse 1 X 0 Escola Futebol Comercial Sub-13 CR Cajuruense 1 X 3 Escola Futebol Comercial Sub-15 CR Cajuruense 4 X 0 Escola Futebol Comercial

Atletas cajuruenses participam do amistoso em Batatais Para incentivar a garotada e colocar em prática os aprendizados, a Secretaria de Esportes levou os atletas do sub-13 e sub-15 para um amistoso no dia 31 de maio, em Batatais. O resultado foi: Sub-13 - CR Cajuruense 1 X 1 Batatais F.C. Sub-15 – CR Cajuruense 0 X 1 Batatais F. C.

A Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente informa: Dicas de sustentabilidade Na hora de comprar, questione, adquirindo apenas o necessário. Sempre que possível, reutilize produtos e embalagens. Informe-se sobre a origem e o destino dos produtos que você consome. Busque

informações sobre como e por quem foram produzidos. Produtos feitos com métodos sustentáveis e em relação de emprego saudável ajudam a cadeia produtiva a ser mais responsável e minimiza os impactos no meio ambiente.

Para denúncias de crime ambiental (como cortes de árvores, pesca durante a piracema, queimadas) a população pode entrar em contato com a polícia ambiental (Ribeirão Preto) pelos telefones: (16) 3931-1070 ou 3941- 5959.

Procura-se emprego De doméstica ou para cuidar de idosos Tratar (16) 9 9122-5488 Ângela


Página 8

Edição 785 - 13/06/2015


Página 9

Edição 785 - 13/06/2015

Prefeitura distribuirá mudas de Citronelas na quinta-feira Planta afasta mosquito, inclusive o da dengue Mais uma ação da Prefeitura de Cajuru contra o mosquito transmissor da dengue vem através da Secretaria de Meio Ambiente, que adquiriu 1.000 mudas de citronelas para plantio na cidade. Consideradas repelentes naturais, as mudas se-

rão plantadas em espaços públicos (praças, escolas, postos de saúde...) e parte delas distribuída gratuitamente à população no dia 18 de junho (quinta-feira), das 13h00 às 16h00, Praça Central (em frente à Prefeitura). A intenção é que as citronelas sejam espalhadas

pela cidade e que formem mais mudas que possam ser doadas a vizinhos e amigos. Quem desejar uma muda, basta comparecer ao local indicado acima. A citronela é semelhante à ervacidreira e pode ser plantada em vaso.


Página 10

Edição 785 - 13/06/2015


Edição 785 - 13/06/2015

Página 11


Página 12

Edição 785 - 13/06/2015

A corrupção que nos cerca

Que a corrupção existe no futebol faz tempo, não é nenhuma novidade. Algumas das provas estão no livro "O lado sujo do futebol" de autoria dos meus colegas de profissão Leandro Cipoloni, Luiz Carlos Azenha, Amauri Ribeiro Junior e Tony Chastinet, publicado recentemente. Ali, documentos e relatos comprovam o envolvimento de dirigentes do esporte, brasileiros e estrangeiros, em corrupção, compra de campeonatos, criação de empresas de fachada e outras falcatruas que denigrem a imagem do esporte mais popular do mundo. Agora, as prisões ocorridas na Suíça a mando da justiça americana, corroboram tudo o que vinha sendo dito pela imprensa mas que a justiça brasileira, ironicamente, "não deu bola". Mas a corrupção, sabe-se, é muito mais ampla que isso. No Brasil já faz parte da nossa história há muitas décadas e independe de partido, filosofia política ou credo. Não só no futebol, mas em todas as áreas que pudermos imaginar. Basta ler um pouquinho só de notícias ao acordar de manhã. E posso dizer sem medo que parece já fazer parte da cultura nacional. Hoje o Brasil ocupa o 69º

lugar no ranking da corrupção mundial. Graças a Deus que existem ainda outros 122 mais corruptos que nós. Mas calma que ainda não contaram os escândalos da Petrobrás, Fifa e BNDES. Podemos dizer que a corrupção aqui começou lá atrás, há mais de 500 anos, quando os portugueses desembarcaram em terras tupiniquins "comprando" os índios com bugigangas para explorar as riquezas naturais da nossa terra, principalmente o ouro. De certa forma, esse pode ser considerado o primeiro tipo de pagamento de propina registrada nos anais da história. Tudo bem que, nesse caso, a ingenuidade dos índios, na época, poderia inocentá-los de fazer parte do esquema que hoje é considerado crime. Mas quem oferecia a propina em forma de espelhinhos, enfeites, pentes e outros objetos do mundo civilizado, sabia bem do objetivo à que os presentes serviam. Infelizmente hoje, até os índios cobram pedágio para permitir a passagem de veículos em terras que foram consideradas propriedades dos seus antepassados. E assim é desde então. O brasileiro se acostumou com a idéia de dar ou receber

um "troquinho" em troca de algum benefício, seja para si ou para terceiros. E olha que isso vai desde os mais simples atos aos mais escusos e milionários negócios. Quem é que nunca chamou um garçom, numa festa principalmente, e lhe deu uns "20 contos" para que o atendimento fosse mais eficiente? Se você está comprando benefícios de alguém, isso não é corrupção? Nesse caso, num nível que jamais vai te levar à prisão. Mas não deixa de ser um pagamento de propina (Dic: s.f. Suborno; valor em dinheiro oferecido ou pago a alguém para que esta pessoa pratique atos ilegais; quantia em dinheiro oferecida em troca de favores). Alguns vão dizer "Ah, mas isso não é um ato ilegal". Depende do ponto de vista. À luz do código penal, claro que não! Mas aos olhos dos demais presentes à festa, com certeza será - discriminação e favorecimento no atendimento. É claro que não podemos classificar como corrupção a gorjeta, por exemplo, que aqui no Brasil acaba sendo paga depois e voluntariamente, mais como forma de agradecimento pelos serviços prestados por alguém e não pela obtenção de favores escusos. Mas dar "cinquentinha" prum guarda te liberar da multa ou para um funcionário publico adiantar sua papelada, isso sim pode ser considerado corrupção. Acontece que só estamos acostumados a enxergar corrupção quando a coisa acontece no poder público, envolve valores mirabolantes, quando algum político ou governante recebe dinheiro de outrem para

agilizar algum projeto, aprovar leis ou permitir obras e manobras que a interpretação pura e simples de uma lei não permitiria (lembremos aí do Mensalão, por exemplo). Mas atualmente, com as últimas notícias sobre o mundo do futebol e do petróleo, estamos aprendendo que a corrupção como crime mesmo não envolve apenas agentes públicos ou aqueles que elegemos para estarem no poder. Acontece também dentro de setores privados e de forma tão perniciosa quanto na área pública. E podem ter certeza: as investigações vão sim revelar mais adiante o estreito laço das entidades futebolísticas com quem está no poder dos países envolvidos. Uma coisa é certa: só existe corrupção por que sempre tem alguém disposto a receber uma graninha a mais por algo que possa beneficiar a quem pode pagar. Agora discordo daqueles que dizem que a corrupção existe por causa de má remuneração. Pelo menos essa foi a desculpa mais esfarrapada que o vereador de Parauapebas, no Pará, Odilon Rocha, tentou dar semana que passou. O "digníssimo" parlamentar do SDD (Partido Solidariedade), acusado de envolvimento em fraudes que passam de 1 milhão de reais, em discurso na câmara municipal disse o se-

guinte: "O valor que o vereador ganha aqui, se ele não for corrupto, ele mal se sustenta durante o mês". Realmente deve ser difícil para um brasileiro, ainda mais no interior do Pará, sobreviver com um salário de TREZE MIL REAIS por mês! Quer dizer que todo mundo que ganha um mísero salário tem direito a ser corrupto então? No meio político corromper e ser corrompido já é moeda de troca há décadas. Além de ganhar vultuosos salários, vereadores, prefeitos, deputados, senadores, governadores e, com salários nem tão vultuosos assim, secretários, diretores e funcionários de empresas públicas, foram ao longo dos anos construindo a história do país com negociatas criminosas que desviaram bilhões de reais dos cofres públicos. Dinheiro que seria suficiente para colocar em ordem a saúde, a segurança a educação e as obras essenciais. Quando alguém do poder público rouba ele está nos roubando hospitais, postos de saúde, escolas, viaturas e tudo o mais que nos falta hoje. A corrupção corrói a dignidade de um país e dilacera o desenvolvimento. A corrupção é cultural em nosso país e se pratica com a cara mais lavada do mundo. É o crime que nasceu com o conhecido "Jeitinho

Brasileiro", classificado apenas como uma malandragem, uma "gaiatagem" dos que se achavam mais espertos, é o ganho do dinheiro fácil em troca de um favor que não lhe custa muito. E o pior de tudo é que ainda tem gente que se vangloria de ter obtido vantagens pagando algo - seja uma carteira de motorista sem precisar fazer aulas ou uma vaga pro filho numa escola concorrida. Acham que é possível acabar com a corrupção? A não ser que se torne um crime hediondo sem direito à fiança e com as mais altas penas, acredito que jamais. Genoíno e José Dirceu, só pra citar os mais famosos, são responsáveis pelo maior escândalo de corrupção, além do Petrolão, já registrado até hoje e, mesmo condenados, curtem suas vidas fora da cadeia. Até quando vai se permitir esse tipo de coisa? É igual ao menor que comete um crime atrás do outro porque sabe que a punição é branda. A corrupção está no sangue do brasileiro e pode estar onde nem imaginamos que ela esteja, seja passível de punição ou não! E atire a primeira pedra quem nunca cometeu um ato de corrupção sequer. Ou você nunca deu um trocado pro flanelinha tomar conta do seu carro?


Edição 785 - 13/06/2015

Página 13


Página 14

Edição 785 - 13/06/2015


Edição 785 - 13/06/2015

Página 15

O Jornalzão  
O Jornalzão  

Edição 785

Advertisement