Issuu on Google+

®

Diretor Administrativo: André Nagib Moussa (Mtb 34286) - Editor: Victor Cervi (Mtb 11226) - Santa Rosa de Viterbo, 1º/02/2014 - Ano 20 - N.º 928 - Semanal - Fone/Fax 3954 3289

Craque do Golfo rasga elogios aos amigos de Santa Rosa

R$ 2,00

Contrato para ônibus dos estudantes é polêmico e deve dar problema Empresa intermediária é de funcionário público municipal

Motoqueiro explode carro com "bomba de mil" Além de arrebentar os vidros ele ainda deu 6 disparos no veículo

Cileno com o presidente do al Hilal principe Mohamed Bin Faisa Canela é o melhor amigo, Conrado, o que mais se doa e Meme, o parceiro mais talentoso. Quem avalia é Cileno, zagueiro santa-rosense que está brilhando no futebol do Golfo Pérsico há 10 anos. O ataque convulsivo que sofreu, depois da aprovação em teste no Palmeiras, paradoxalmente o ajudou a construir uma grande história de superação que lhe rendeu muitos títulos.

O carro ficou destruído e abaixo da placa traseira a marca de dois tiros

Alexandre é o primeiro juiz a se casar em Santa Rosa O juiz Alexandre César Ribeiro se casou ontem à noite na Capela de Santo Antônio com a advogada santarosense Maíra Bertocco. Cerca de 150 convidados foram testemunhas. É o primeiro juiz que se casar na cidade desde que a Comarca foi instalada, em 1956.

Operação limpeza encontra drogas e fecha bares "Esfriando o verão" - Jovens curtem o verão na caçamba da Saveiro cheia de água

Promotor, delegado, tenente, prefeito, policiais civis e militares, Conselho Tutelar e Vigilância Sanitária em viaturas deram "batidas” na cidade. A primeira foi no Bosque. Vários bares foram lacrados.

Desconhecidos matam rapaz ontem, 21h45, no Nosso Teto Duas pessoas desconhecidas passaram na porta de um bar na rua José Gentil, esquina com a Lazinho de Oliveira, quando dispararam contra uma pessoa que estava no bar, conhecida como Valdeir, o Tim. Aparentemente Valdeir levou dois tiros no peito e morreu no local. Os autores fugiram. O delegado Gonini começou as investigações na noite de ontem mesmo. Tim já havia cumprido pena por homicídio.

Proseando Zé Pretinho volta com sua coluna semanal a partir da próxima semana

Menores furtam casa de ex-delegado


PÁGINA 2

O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014


O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014

GERAL

PÁGINA 3

Contrato com novo ônibus de estudantes é polêmico AASE, Associação Santa-rosense de Estudantes não vai mais usar a empresa Helenotur no transporte de alunos universitários. A nova empresa que fará o transporte é a Cidade Jardim, de Serrana. E o transporte com a nova empresa começa já nesta segunda-feira. O contrato, porém, foi assinado entre a ASE e a empresa Giussani Serviços e Transportes, que pertence a um motorista da prefeitura de Santa Rosa e foi intermediária no contrato. A Giussani foi a única empresa a fornecer orçamento para a ASE, segundo seu presidente Diego dos Reis Rosa. A Giussani é uma empresa recém-aberta em nome de um motorista da prefeitura, Alexandre Giussani. O primeiro serviço da empresa é este. O dono da empresa é motorista de ônibus da prefeitura e leva estudantes com o ônibus municipal. Segundo o presidente da ASE, a Associação não pegou o serviço direto da empresa de Serrana, porque queria fechar com uma empresa de Santa Rosa. Amanhã acontece uma reunião com os associados, onde a nova empresa será apresentada.

Presidente da ASE responde O presidente da ASE, Diego dos Reis Rosa, respondeu as perguntas enviadas pelo Jornalzão através de e.mail. 1- Quem fará o transporte dos alunos universitários em 2014, e porque houve a mudança?

7-Diretores da ASE são remunerados? R: O nome da empresa que se prontificou a assinar um contrato com a associação dos estudantes chama-se Giussani Serviço e Transportes, sendo esta uma empresa de locação e prestação de serviços. O motivo da mudança se deu pelo interesse, dentre outros, de baixar os preços da mensalidade, melhorar qualidade dos serviços prestados e profissionalizar o serviço. 2-Qual empresa fornecerá nota fiscal?

Helenotur não recebeu pedido de orçamento - A empresa santa-rosense Helenotur não recebeu nenhum pedido de proposta oficial por escrito da ASE para o transporte de alunos este ano. A empresa faz este serviço desde o seu início, na década de 80. "É claro que podemos cobrir os preços, até porque não são nada diferentes do que era cobrado", disse a representante da empresa. A Helenotur gera cerca de 30 empregos diretos e indiretos no município. Prefeitura - O Jornalzão entrou em contato com o departamento jurídico da prefeitura. Segundo informou o doutor Fernando Henrique Garcia, a subvenção é dada depois que a ASE apresenta as notas fiscais. "Se houver qualquer irregularidade o pagamento não será feito. A prefeitura só efetua o pagamento dentro da legalidade", disse. O advogado preferiu não entrar em mais detalhes porque até o momento não havia sido informado pela ASE sobre qualquer mudança. O prefeito Cassinho, através de sua assessoria de comunicação, disse que “apesar da ASE ser a responsável pela contratação da empresa de ônibus que vai servi-la achamos que seria importante que as empresas da cidade também pudessem participar das cotações”.

R: Orçamento da forma correta, documentando plano de serviço, preços e interesse de assinar contrato somente a Giussani. Não citarei as demais empresas, pois os orçamentos e negociações foram apenas verbais.

R: Giussani Serviços e Transportes, mesmo porque foi com a mesma que a associação firmou o contrato. É de sua responsabilidade toda a logística envolvendo o transporte dos alunos. Frisa-se que mesmo esta empresa sendo autônoma na escolha do seu prestador de serviço, a todo tempo eu (Diego) fui participado das possíveis escolhas sendo que para mim só importava, nesse aspecto, a parte documental de aptidão. Por tanto a Giussani ficará responsável pelas emissões de notas, das certidões próprias e de sua contratada dos quais já tenho ciência. 3- A empresa contratada tem sede na cidade? R: Sim, fiz questão disso. No que consta na inscrição municipal a sede para correspondência localizase no bairro Julio Moretti, mas antecipo que três endereços estão em negociação, pois a inicio seria apenas um ponto de apoio, mas agora tenho a confirmação que a Giussani Transporte em parceria com sua contratada estabelecerá garagem e agência em um dos endereços em negociação. 4-A empresa Helenotur foi consultada para dar orçamento? R: Sim, mas não recebi nenhuma proposta. 5-Alguma empresa de Cravinhos foi contatada para dar orçamento? Se a resposta for sim, quem fez este contato? R: Sim, eu mesmo efetuei o contato que se deu de forma verbal, porém durante as conversas a mesma deixou de manifestar interesse em prestar os serviços. 6-Quais empresas deram orçamento?

R: Não são remunerados 8-Qual o preço que a ASE pagará por cada van e cada ônibus? R: Ônibus: R$ 15.500,00 Micro-ônibus: R$ 9.500,00 Van: R$ 6.500,00 (frisa-se que a nova demanda requer vans com mais de 16 lugares carro este não obtido pela antiga prestadora de serviço). 9-Qual é o valor que a prefeitura repassa para a ASE? R: 10 mil reais mensais por 10 meses no ano (+ 3 ônibus em torno de R$ 46.500 mensais) 10- Qual o valor que cada aluno pagará de mensalidade? R: Ainda não se é possível dizer com precisão, pois para isso, eu preciso considerar o total de alunos inscritos para poder praticar o rateio entre os mesmos, e ainda não tenho um n. exato. 11-Quantos alunos de São Simão viajam nos ônibus de Santa Rosa? R: Nenhum, desde março do ano que se passou. 12-Os ônibus contratados têm seguro, são registrados nos órgãos competentes? R: Totalmente. Todas as certidões, documentos e certificados foram devidamente apresentados pela contratada, inclusive uma gama de atestados de capacidade técnica pelo excelente serviço prestado a outros municípios. 13-Os motoristas são qualificados? R: Perfeitamente e devido a um pedido meu a Giussani, todos os motoristas são cidadãos santa-rosenses, perfeitamente qualificados, sendo assim proporcionei a cinco motoristas da cidade, novas portas de emprego.


OPINIÃO / GERAL

PÁGINA 4

EDITORIAL Nuvem de dúvidas - A ASE - Associação de estudantes da cidade tem o direito de assinar contrato com quem bem entender, afinal ela recebe dos alunos e contrata quem quiser. Mas a partir do momento que ela recebe dinheiro público - cerca de 56 mil mensais, todos nós temos algo a ver com isso. Pois o dinheiro é nosso subsidiando ensino a terceiros. A ASE nunca primou pela excelência na prestação de contas. Isso há tempos. E nunca foi cobrada também, infelizmente. Mas este contrato, com intermediário recém criado, sem notoriedade, sem uma gama de serviços prestados, sem endereço fixo, e ainda mais grave, com dono funcionário público, não pega bem e gera muitas dúvidas. Funcionário público não pode receber recurso público direta ou indiretamente. E é isso que acontecerá. AASE deveria apresentar três propostas escritas de empresas estruturadas interessadas, inclusive da Helenotur, que há tempos presta o serviço, aparentemente dentro dos conformes. Que vença o menor preço! Transparência! Cotação verbal não existe. Se quer mais barato, porque o intermediário? Fizesse o contrato direto com a empresa, pois certamente custaria menos ainda. Porque não dar a preferência a empresa da cidade, que gera imposto na cidade, emprego na cidade? O preço é praticamente o mesmo. E juridicamente em algum caso de algo mais grave, quem será o responsável? Qual a garantia que ela tem, hein? O povo exige transparência. E nós vamos cobrar, senhor prefeito, vereadores e Diretores da ASE. Força - O promotor Vanderlei Trindade movimentou a esquina do Fórum ontem à tarde, quando promoveu a reunião de oito viaturas e vários policiais civis e militares para realizar uma operação no bosque e outros locais que não foram divulgados, numa demonstração de força nunca vista na cidade. Ainda não se sabe o intuito da autoridade, mas se for para o bem de todos, que seja bem-vinda e periódica.

EXPEDIENTE O JOR NA LZÃ O é um a pub lic açã o da edi to ra And ré Na gib Mo uss a ME Re da çã o: rua C ond ess a F ilo me na Mat ara zz o, 95 - C en tro - San ta Ro sa de Vi ter bo- SP - CEP 14 .27 0- 000 Fo ne/ f a x: (16 ) 395 4 3 289 Us uár io Pap el Im un e: UP - 081 09 /01 4 - Di ret or Ad min ist ra tivo: And ré Mou ssa - Dir eto r d e R ed açã o: Vic to r C erv i - Free lancer - Romeu Antunes - Co la bor ad ore s: Ana Lígia, P a dre A lex, C lél ia Za nar do, S erg inh o G omes, João de Bem, Mário Egidio e Ro gér io Mo sca rdi ni Ar te f i nal ist a: Ju nio r - Co nt ato C ome rc ia l: Joa na Dobras Ti rage m: 2.700 exempl ares - Ci rcul açã o: S anta R osa d e Vit e r b o Pe r i o d ic i d a d e : Se ma n a l - R $ 2 ,0 0 p o r e xe mp l a r - E mai l:o jor nal zao @oj or nal zao .co m Im pre ssã o: Gra fi sc, Sã o C ar los . “ A rt igo s a ssi na dos s ão de in tei ra res pon sa bil ida de de se us aut ore s, nã o r epr ese nta nd o n ece ssa ri ame nte a opi ni ão do jor na l.” O Jor nal zão s e r ese rva o di rei to de res umi r c art as que co nsi dera r i nad equ ada s a o e spa ço dis pon íve l. O JOR NA LZÃO É AFIL IADO À A B RA RJ

Realização de carnaval ainda indefinida Três assuntos que estão “na boca do povo” foram perguntados ao prefeito na quarta-feira através de e.mail. Ontem a sua assessoria de comunicação respondeu. 1 - O carnaval este ano acontecerá ou não? Se houver, onde será? R: Ainda não temos uma definição para o Carnaval. A Comissão de Eventos da Prefeitura Municipal e Fundação Cultural estão estudando a possibilidade dele acontecer ou não. 2 - Sobre um novo cemitério. Há algo de novo? R: Não temos nenhuma novidade sobre o novo cemitério. Assim que tivermos algo novo vamos informar as mídias locais. 3 - O prefeito havia considerado a recontratação dos assessores exonerados ano passado para este mês de janeiro: Nei da Vila, Marcelo Rocha e Evandro Junior. Eles serão recontratados? R: Neste momento não haverá nenhuma recontratação.

Deu na Folha de São Paulo esta semana

'Bico' oficial da PM não avança na região Um ano e meio após o governador Geraldo Alckmin (PSDB) assinar projeto de lei que previa a ampliação da Atividade Delegada para todo o Estado, os quatro maiores municípios da região --Ribeirão Preto, Franca, São Carlos e Araraquara-- ainda não aderiram ao convênio. Sancionada, a lei prevê a contratação de policiais militares em horário de folga para reforçar o policiamento nas cidades. A Atividade Delegada foi implantada na capital em dezembro de 2009, mas em junho de 2012 a proposta foi ampliada para todo o Estado de São Paulo. Na operação, os policiais militares trabalham para a prefeitura durante o período em que estão de folga. Eles podem fazer a vigilância nas ruas e em parques públicos. O objetivo é aumentar o efetivo policial nas ruas. Cada município opta por quantos policiais deseja contratar, e o pagamento é feito pelas próprias prefeituras. Membro do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o professor Renato Sérgio de Lima disse que os municípios que tiverem condições devem contratar policiais, apesar de a medida não ser "a melhor saída para diminuir os índices de criminalidade". Lima afirmou ainda que a providência é paliativa e o que resolve, "na verdade", é investir em pessoal e também em tecnologia. "O Estado precisa investir em inteligência e remunerar melhor os policiais que prestam serviço." Na região, só Olímpia e Santa Rosa de Viterbo têm convênio com o Estado.

O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014

CRÔNICA & CONTEXTO por João de Bem

LEGALIDADE IMPRATICÁVEL O que mais existe neste país de políticos corruptos, com povo inocentemente ignorante vitimado pela falta de educação e, maioria de patrões sem escrúpulos atrelados a velhos hábitos coronelistas, é norma legal. As leis trabalhistas podem estar dentre as mais bem elaboradas - garantem quase tudo ao empregado e quase nada ao empregador, mesmo que este último seja o melhor dos patrões, quando em disputa na justiça. Não haveria necessidade de leis, abundantemente tutelares, se nosso povo - empregados e patrões - fossem adequadamente instruídos e culturalmente educados em valores humanos, como em muitos países socialmente desenvolvidos. É o caso de muitos europeus. Não vamos considerar os Estados Unidos - eles são "hors concours", poderosos do universo, ricos, mas sem glamour em termos humanos. A raiz dessa gente é a barbárie, está fincada no comportamento histórico dos anglo-saxões. Não possui leveza, fidalguia. Muito menos nobreza, presente em democracias tradicionais europeias. O Brasil é um mosaico em alto relevo quando se trata da relação capital-trabalho - não há como nivelar por normas únicas para toda e qualquer relação trabalhista. As necessidades de sobrevivência de um trabalhador cosmopolita são diferentes de um trabalhador em regiões inóspitas, como os sertões, onde o caboclo nascido e criado ali, apenas vive. Nessas regiões, se forem implantadas normas de trabalho dentro da lei, a maioria não poderia mais laborar e, como consequência da imposição da norma legal, teria dificuldade na sobrevivência. Acompanhei parte de uma reportagem sobre "trabalho escravo" onde auditores do Ministério do Trabalho caçavam agrupamentos de trabalhadores em meio a caatinga. Com a ajuda da polícia chegaram a alguns desses grupos. Em um especificamente, pessoas em condições precárias quebravam pedras utilizando marreta e talhadeira para formatá-las, o que faziam muito bem. Se utilizarmos padrões legais com ótica urbana, o que se vê ali é um choque para nossos parâmetros. O problema é que não há solução prática para tirar aquele pessoal de seu ganha-pão no curto prazo. Eles foram habituados àquela vida e não sabem fazer outra coisa. - O governo vai sustentá-los enquanto se adaptam a uma nova ocupação? E é isso que eles querem? Mas lá está o auditor embargando, com amparo na lei, o serviço dos coitados. Um deles, o que mais ganhava, perguntado sobre o que iria fazer agora - respondeu: - Nada, eu só sei fazer isto aqui. Tenho família pra cuidar - não sei como vou viver daqui em diante! Somos muitos nessas condições! Políticos incompetentes, leis genéricas inflexíveis, servidores burros. O conjunto é responsável por mais complicações que soluções, quando se trata de resolver problemas de sobrevivência para cidadãos trabalhadores isolados nos sertões do Brasil!


O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014

PÁGINA 5


PÁGINA 6

O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014


O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014

PÁGINA 7


GERAL

PÁGINA 8

COLUNA GOSPEL

O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014

Assinado convênio PS e Santa Casa

por Rogério Moscardini

Grandes expectativas Certa vez perguntei a um terapeuta quais eram os maiores problemas que traziam pessoas a ele. Sem hesitar, ele respondeu: "A raiz de muitos problemas é a expectativa frustrada; se não for lidada corretamente, transformam-se em raiva e amargura." Em nossos melhores momentos, é fácil esperar que estejamos cercados por pessoas boas que gostem de nós e que nos apóiem. Mas a vida tem um jeito de acabar com nossas expectativas. O que fazer então? Encarcerado e cercado por companheiros cristãos em Roma que não gostavam dele, Paulo permaneceu surpreendentemente otimista. A seu modo de ver, Deus havia lhe dado um novo campo missionário. Enquanto estava sob prisão domiciliar, ele testemunhou aos guardas sobre Cristo, que então levaram o evangelho para a casa de César. E ainda que os seus adversários estivessem pregando o evangelho com motivações incorretas, Cristo estava sendo anunciado, e por essa razão Paulo se regozijava. Paulo nunca esperou estar num grande lugar ou que gostassem dele. Sua única expectativa era que "Cristo fosse engrandecido" por meio dele. Ele não estava decepcionado. Se a nossa expectativa for tornar Cristo conhecido àqueles ao nosso redor independentemente de onde ou com quem estivermos, essas expectativas serão correspondidas e até mesmo superadas. Cristo será engrandecido. Que a sua única expectativa seja magnificar a Cristo onde e com quem você estiver.

Santa Casa passa a administrar o Pronto Socorro Municipal A Santa Casa assinou ontem o convênio de integração entre as duas entidades, conforme projeto aprovado pela Câmara na semana passada. Na segunda-feira vai ter nova reunião para acertar os detalhes do funcionamento, já que anda há dúvidas de como vão trabalhar os funcionários do pron-

to-socorro, que tem contrato com a prefeitura. O convênio vai garantir um repasse no valor de R$ 1.970.980 (Um milhão novecentos e setenta mil e novecentos e oitenta reais), para este ano para a Santa Casa. Além desse valor, o Munic ípio vai repas s ar 729, 78 mil de Subvenção

Soc ial. "A diretoria está empenhada em fazer o melhor para a saúde do Município e sabemos que a Santa Casa só funciona graças à ajuda do Poder Público. Es sa proximidade com a Administração Munic ipal tem beneficiado bastante na busca dos objetivos. Muitas mudanças estão aconte-

cendo em pouco tempo. Graças a essa parceria e a boa vontade da municipalidade e da nova diretoria, estamos conseguindo melhorar e dar uma nova perspectiva para a Saúde Pública de nosso município. O Pronto Socorro vai melhorar!" diz a diretora Vera Fonseca da Silva.

‘Caso da cachorrinha’ na promotoria A dona da cac horrinho Show Show, que foi atropelada pelo vereador Heitor Bertocc o na semana pas s ada, deveria ser ouvida ontem pelo promo-

tor Vanderlei Trindade sobre o cas o. O promotor poderá abrir investigação sobre o cas o. O vereador Heitor Bertoc c o dis s e ao J or-

nalzão que jamais se negou a pagar des pesas veterinárias do c achorro atropelado. Segundo ainda o vereador, ele não deu s ocorro porque estava com crian-

ça no c arro. O vereador frisa que o atropelamento foi um ac idente, pois ele não viu o cachorro e que jamais atropelaria um animal de propósito.

Alunos das municipais vão usar uniforme Na segunda-feira, dia 3, 2.452 alunos das escolas municipais começam as aulas de 2014, seguindo calendário oficial. A novidade é que eles vão freqüentar a escola de uniforme - lei já aprovada pela Câmara neste sentido autoriza a compra. Segundo informou ontem a diretoria de ensino, o

setor responsável já es tá providenciando a licitação e assim que for conhecida a vencedora, os uniformes serão providenciados. A diretoria de educação informa que o uso de uniforme benefic ia principalmente as mães dos alunos, já que eles serão distribuídos gratuitamente aos alunos.

Doni faz "peneira" hoje no Clube de Campo O ex-goleiro Doni, da seleção brasileira, faz uma peneira com jovens jogadores de Santa Rosa e região hoje a partir das nove horas da manhã no Clube de

CHOCOLATERIA BUZZI BOM GOSTO E REQUINTE NA CHOCOLATERIA TEM AR REFRIGERADO PARA SEU CONFORTO! APRECIE NOSSAS CRIAÇÕES EM CHOCOLATE! PRODUZIMOS O MELHOR SORVETE DA CIDADE.

Estamos bem ali ao lado do Correio, na Avenida Rio Branco. Chega lá! Telefone: 3954 6521

BOLOS, TORTAS, PAVÊS, BEBIDAS NÃO ALCOÓLICAS, SUCOS. PÃO-DE-QUEIJO, EMPADA, CROISSANT, CAFÉ GOUMERT E MUITO MAIS DELÍCIAS.

Campo. A peneira é para meninos nascidos em 1997 a 2002, de 12 a 17 anos e é aberto para todos gratuitamente. O menino tem que levar o RG, calção, camiseta e chuteiras. Doni e Nei da Vila, que organizam a peneira, dizem que os meninos aprovados poderão ser aproveitados em times bras ileiros e do exterior, onde o ex-goleiro tem um grupo que agencia.


O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014

PÁGINA 9


PÁGINA 10

O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014


O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014

PROCON fez 859 atendimentos em 2013

GERAL

PÁGINA 11

Moradoras não aguentam mais ratos e outros bichos da "empresa"

No ano passado as maiores reclamações foram sobre assuntos financeiros, como renegociação de dívidas, cobranças indevidas em 494 pessoas atendidas, conforme informou Fernanda Aparecida Lima Ferreira, responsável pelo Procon Municipal. Os outros atendimentos foram sobre produtos como acessório para veículos, móveis para a casa, apresentando defeitos com 281 casos. Serviços Privados de TV por assinatura, telefonia fixa, telefonia celular, energia elétrica, água e esgoto foram 84 atendimentos e serviços essenciais como reajustes, contratos, cobranças) tiveram 84 atendimentos. Segundo Fernanda, o consumidor que se sentir prejudicado pode procurar o órgão quando comprar produtos que vierem com defeitos, problema na troca de produtos e com empresas como Tim, Claro e outras. O PROCON fica na praça Guido Maestrello, (Antiga Rodoviária) -no Centro e o fone é (16)3954-2580. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira das 8 às 17 horas

Reclamações contra CPFL Dona Solange Lopes e está reclamando da CPFL porque não tem poste e nem iluminação na rua dela, Luiz Morgon, 70, faz anos e que já foi à prefeitura e representante da empresa para ver se alguém dá jeito no seu problema, mas até hoje ninguém resolveu. O jornalista Victor Cervi, morador na rua do Comércio também reclama de que a lâmpada do poste que fica na frente da sua casa queimou já faz mais de um mês e até ontem ninguém tomou providência. "Já ligamos cinco vezes no 0800 e a atendente diz que em 48 horas iriam tomar providência, Falta de respeito com o consumidor aliás, a CPFL e as telefônicas não respeitam ninguém", desabafa. O fazendeiro são-paulino, ex-lateral esquerdo, exsaltador de salto em altura Mário Marcos Siqueira também reclama da CPFL. Diz que por diversas vezes sua propriedade, a fazenda Onça, fica sem energia. O fazendeiro já mostrou o problema para a empresa, que não toma providências.

Moradores reclamam que praça Sto Antônio recebeu uma “maquiagem” por causa do casamento do Juiz Moradoras da rua vereador Paulo Xavier no condomínio Nova Viterbo, cujas casas fazem divisa com o terreno da "empresa" da prefeitura não agüentam mais . "É rato imenso, escorpiões, baratas,formiga. Outro dia encontrei um rato enorme dentro da máquina de lavar.

O Jornalzão entrou em contato com o prefeito por e.mail, que respondeu através de sua assessoria de comunic ação: "Realmente existe este problema no pátio da Empresa Municipal, mas as providencias já estão sendo tomadas para que em um curto período de tempo estes problemas se-

DE OLHO NA CIDADE Correio velho no mato O prédio onde funcionou a agência do Correio está totalmente tomado pelo matagal, faz tempo.

E no terreno da empresa municipal o mato toma conta causando transtornos aos vizinhos jam solucionados." Mais reclamações Várias reclamações chegaram ao Jornalzão esta semana por causa do mato alto. Várias praças, canteiros de avenidas, terrenos públicos invadidos pelo mato. Segundo informações do responsável do setor na

prefeitura Nelson Baruco Júnior realmente houve algum atraso na prestação dos serviços nas praças, canteiros, etc. Primeiro começamos com a capina alta onde havia necessidade, mas já iniciamos a pulverização nas ruas e demais locais . Em breve o serviço estará regularizado.


PÁGINA 12

O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014


O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014

GERAL

Falsa grávida internada em Santa Rita MFEM, que se apresentou na semana retrasada na Santa Casa para se internar porque estaria grávida, foi internada na casa de rec uperação de Santa Rita do Passa Quatro porque, sob tratamento psiquiátrico, insistia em voltar a

se internar, apresentando todos os sintomas de "gravidez psicológica", constatada por médic os que a atenderam. Segundo os atendentes da Santa Casa, ela chegava, era examinada pelos médicos que aconselhavam que ela voltasse para

a casa, ela ia, ficava sobre sob guarda de parentes mas quando surgia uma oportunidade, pegava a mala e voltava para o hospital. "Numa das vezes que apareceu aqui, chegou a urinar nas calças dizendo que sua bolsa estava se rompendo", diz

uma atendente. Boatos davam conta de que havia alguém no hospital tentando roubar bebês. Na Delegacia de Polícia não há nenhum Boletim de Ocorrência registrando rapto de bebê ou tentativa de rapto na Santa Casa local.

DE OLHO NA CIDADE Entulho na UBS Ao lado da UBS do Monte alto, terreno vago que fica ao lado do Posto da PM, a prefeitura deposita entulho de construção há vários dias. Só para lembrar, entulho tem que ser depositado em caçamba autorizada, sob pena de multa pelo não cumprimento.

Tempo mais seco e alta temperatura ameaçam soja no município Mais de 500 alqueires se soja estão ameaçadas pelo tempo seco e baixa temperatura em nos so município. Segundo o produtor Luiz Tertuliano Ri-

beiro, a falta de chuva não permite o desenvolvimento do grão da soja e a produção cai drasticamente. "Calculo a perda entre 30 a 40 por cento", frisa. Ter-

tuliano explic a ainda que s e demorar a c hover, o prejuízo será maior ainda, porque a planta pode não se recuperar a tempo. Outros produtores também

estão preocupados com as perdas, mas segundo eles, não há nada a fazer, porque irrigar a plantação não é vantajos o em termos ec onômicos.

PÁGINA 13

Irmã Hermana continua internada em casa de repouso Continua internada em Vinhedo, na casa de repouso das Irmãs Beneditinas da Divina Providência, a religiosa Hermana Cancelier, 80 anos, que sofreu uma queda, no último dia 18 de dezembro, quando conduzia uma estufa por uma rampa na Casa da Criança local. - Ninguém viu o acidente, ela foi encontrada no chão e com sangramento no rosto - diz Pierina Copetti, 79 anos, membro da mesma confraria que dirige a Casa da Criança desde 1985. No mesmo dia, Hermana foi levada ao HC de Ribeirão onde ficou até o último dia 13 de janeiro no setor de traumas. - Os médicos da nossa casa de repouso definem como 'estável' o seu estado, dizem que os coágulos do cérebro e do ouvido desapareceram, mas não podem garantir que ela volte a falar e ouvir. Hermana não se comunica, está acamada e, quando abre os olhos, tem olhar distante - descreve Pierina.


PÁGINA 14

O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014


O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014

PÁGINA 15


PÁGINA 16

O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014


O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014

PÁGINA 17


PÁGINA 18

O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014


O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014

CHICO XAVIER Grupo Espírita “Bezerra de Menezes”

SINAIS DO CÉU "Jesus lhes respondeu e disse: - Na verdade, na verdade vos digo que me buscais, não pelos sinais que v istes, mas porque comestes do pão e v os saciastes".(João, 6:26). Como ao tempo do Cristo, numerosas pessoas se acercam dos círculos religiosos, pedindo as provas do céu. Comumente, os católicos romanos rogam "milagres", os espiritistas esperam "fenômenos", os protestantes reclamam "experiências". Os raciocínios que chegam do exterior, entretanto, cooperam no esforço, mas não resolvem o problema da vida. O homem está sempre rodeado de sinais do céu. A questão não é de exibir fatos: resume-se em possuir a necessária visão espiritual para compreendê-los. A operação mais simples da Natureza revela o mecanismo sagrado que a fez surgir, na vibração do poder criador da Divindade. Mas, são raros os homens que observam além da superfície. Eis porque, entendendo as criaturas, afirmou o Mestre que seus discípulos sinceros não o procuram pelos sinais que hajam visto, fortuitamente, mas pelo pão da vida e de bom ânimo que receberam de suas mãos generosas. Depois de provar-lhe a excelência divina, no santuário da vida interior, compreendem que só o Cristo ensina, com eficácia, só ele sugere com sabedoria, só ele exemplifica o amor sem mácula. Atingindo essa compreensão, o discípulo conhece que a Terra oferece muito pão para o corpo, mas que a fome da alma só o do Cristo sacia. Emmanuel (Página extraída do livro "Segue-me" - Psicografia de Chico Xavier)

GERAL

PÁGINA 19

'Três Tambores' vai ganhando adeptos no município A vitória de Marcela Murari, 13 anos, na prova dos Três Tambores (categoria feminina), domingo passado na pista do Rancho do Andrezinho, provocou aumento na procura por interessados na modalidade. A garota conseguiu sua primeira vitória depois de três meses de treinamento naquela pista. - Ness a s emana já apareceram umas dez querendo fazer aulas - garante André Luiz Villas Boas, de 42 anos. Faz três anos que ele arrendou 5 alqueires de terra para montar um Centro de Treinamento. Esse tipo de es porte vem ganhando adeptos no município, principalmente c rianças. A maioria são mulheres, com idade entre 8 e 20 anos. Existe outro em Santa Rosa, o C.T. do Totó (veja O Jornalzão nº 922, de 21/ 12/2013). Cada vez mais cedo, c rianças aprendem a s e manter no lombo de animais que, galopando, mudam de direção constantemente. Na

prova 'Três Tambores' devem cumprir um percurso contornando 3 tambores: 27 metros entre o 1º e o 2º, e 32 m entre o 2º e o 3º. No team penning precis am 'apartar' garrotes sinalizados, misturados a uma boiada. Ganha quem conseguir no menor tempo. O intercâmbio nas competições é c ons tante entre c idades como Santa Rosa, Descalvado, Araraquara, Santa Rita, Altinópolis, Tambaú... - Aqui a gente trabalha em colaboração. Colaboramos em tudo: se o Totó não tem baia pra abrigar cavalo, manda lá pra mim; se eu não tenho, mando pra ele. A gente é amigo - lembra André especialista também no treino de team penning. As competições dos Três Tambores se dividem por categorias: mirim, infantil, jovem, feminina, aberta, amador. Uma porcentagem do valor arrecadado com as inscrições se destina à premiação dos vencedores.

Marcela Murari na competição que venceu domingo passado


PÁGINA 20

O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014


O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014

PÁGINA 21


PÁGINA 22

O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014


O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014

PÁGINA 23


PÁGINA 24

O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014


O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014

PÁGINA 25


PÁGINA 26

O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014


GERAL

O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014

P��GINA 27

HISTÓRIAS DO NOSSO FUTEBOL

RARIDADE

Empate com gosto de vitória, e samba no Zé Malim

Forro do Dindin guardava lata de cerveja, de folha de flandres

Geraldinho, Zé Ferraz e Pica pau atuaram naquele jogo Na ressaca da grande conquista do ano anterior, o Santa Rosa FC não arregimentou um grande elenco para encarar o campeonato amador de 1956. Luiz Dias, Pé de Pato, Os mar Bertocco, Rubens Bellizzi e Zito Falconi eram os remanes centes do time c ampeão. Os demais se agregaram sob a pressão do tempo, pois a tabela já acenava com o primeiro jogo, em casa, contra o arqui-rival Amália. O único goleiro disponível era Bepão, bancário que treinava por diversão, e não jogava nada! Zé Ferraz, já veterano, teria que ir pro sacrifício. Depois do treino da quinta-feira anterior ao jogo, alguns jogadores sugeriam 'meter a botina', distribuir ponta pé', 'descer o cacete' para fazer frente ao adversário cuja superioridade se refletia nos plac ares exageradamente altos em seu favor, nos 'bolos de apostas' que eram feitos nos postos de trabalho da Fazenda Amália. Entretanto, Pé de Pato ponderou que o time deveria se preocupar apenas em jogar

futebol, já que seriam 'onde contra onze'. O c omerciante J osé Paulino da Silva era assíduo no estádio, todos os domingos - de chapéu e guaiaca , mas não teve coragem de assistir àquele jogo por temer um placar humilhante. E o time da casa entrou em campo com Bepão, Osmar e Pica Pau. Luiz Dias, Zé Ferraz e Geraldinho. Jacaré, Didielo, Rubens Bellizzi, Pé de Pato e Zito Falconi. De cara, Bepão erra ao sair jogando e coloca a bola no pé de Tiãozinho Palácio craque de São Simão contratado pelo adversário que agradeceu e abriu a contagem. A platéia temeu pelo

pior. Mas, como por um passe de mágica, o time reagiu bem e virou o placar para 2 x 1, sem contar que Didielo acertou dois belos petardos na trave amaliense. Um delírio para os poucos presentes que confiavam em milagre. O mesmo Palácio empatou a partida em 2 x 2, mas esse resultado teve sabor de vitória para os locais. E a noite foi de cantoria e comemorações, no bar do Zé Malim, com Didielo enfileirando um samba atrás do outro, ao som da caixa de fósforos acariciada por seus dedos mágicos. ( Texto de Romeu Antunes sobre relato de Antônio Élio de Oliveira)

Uma lata vazia de cerveja Skol c aiu do forro do bar do Dindin, na praça da Bandeira, quando Rodrigo Ferri Pereira, 34 anos , o des manc hou há duas s emanas . ' Olha o cofre do Zé Pereira aí!', brin c ou o p rofis s ional que fazia o serviço. - O Zé Pereira é meu avô, dono antigo do bar. Assim que a lata caiu, notei que era uma relíquia. Proc urei na internet e descobri que a Skol foi a primeira a lançar cerveja em lata, em 1971, já com o anel abridor - diz Rodrigo. A lata encontrada com capacidade para 355 ml de c erveja (5 a mais que as de hoje) - é de folha de

Dono do bar a encontrou no forro flandres, bem mais resistente e pesada que as atuais de alumínio, lançadas em 1979, outro pioneirismo da Skol.

- Já até quiseram me comprar, mas não vendi! brinca o comerciante que coloc ou a relíquia em exposição na prateleira.

Idéia de abridor embutido nasceu em piquenique O hábito de envazilhar c erveja em latas tem mais de 80 anos, mas foi nos anos 60 que ele se popularizou nos EUA, graças a Ermal Fraze. Quando c hegou ao piquenique, em 1963, descobriu que esquecera o abridor de latas para os refrigerantes e c ervejas que levou. Nasceu ali a ideia de uma lata de dispens as s e outro objeto para ser aberta. A inovação levou os cons umidores a preferirem as latas e se afastarem das garrafas . As primeiras latinhas eram mais duras, especialmente na base e no topo que tinham aros extremamente rígidos como é a do Dindin, parecida com uma de óleo. Ou de ervilha.

Ela é mais dura e tem mais espaço


PÁGINA 28

O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014


O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014

PÁGINA 29


PÁGINA 30

O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014


O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014

PÁGINA 31


CLASSIFICADOS

PÁGINA 32

O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014

Os Classificados para particulares são gratuitos (máx. 10 palavras). Empresas e demais pagam R$ 2,00 por cada 10 palavras. Não pegamos classificados por telefone. Entrega até às 17:00h da Quinta-feira.

FAÇO CARRETO COM SAVEIRO semanais, sábados, domingos e feriados. 39546003/ 9145-3447/ 9145-2869

CASA NOVA vendo no Julio Moretti a 40 m do Solar, 3 dorm., suíte, sala ampla, cozinha, banheiro azulejado e lavanderia com armários, aquecedor solar, portão eletrônico e jd. de inverno, direto com o proprietário. 91663028 VENDO casa nova 92m² rua Albina Pedresqui 125 Luiz Gonzaga 2º rua 3 dorm.,, sala, cozinha e w c. 9166-3028

MUDAS ALUGO frutas 3,00 salão comercial na tamarindo, rua Alagoas, 272 maracuja, graviola, VENDO cajamanga, Galaxy SIII novo. 9 mamão, manga, 9173-7752 goiaba, guariroba., VENDO acerola, lichia, 4 rodas de alumínio pimenta, aro 13 3 furos. 9 alamanda, comigo 9173-7752 nimguem pode, fumo. 3954-3270 VENDO casa nova 67m² Jd VENDO Aquárius R$ 135 cadeira para mil. 9 9609-0641/ criança de 3954-5095 madeira. R$ 30,00. 9 9297-8344 VENDO Palio prata 4 p ano VENDO 2002 R$ 10 mil. 9 motor de corcel 9609-0641 1.6 completo R$ 800,00. 9 92978344 VENDO casa nova na rua VENDO Antonio figueira mesa de ferro 634 flores. 3954inox ideal para 5095/ 9 9609-0641/ padaria R$ 3954-5095 1000,00. 9 92978344 ALUGO sítio paara VENDO confraternizações perua antiga 71 com piscina e para reforma. 9 9297-8344 churrasqueira ótimo preço. 9 VENDO 9200-9992 cortador de frios semi automática. ALUGO R$ 700,00. 9 mesas e cadeiras 9297-8344 para festas. 39541442 VENDO

VENDO aparelho de ginástica duas casas no seminovo R$ bairro Ari Carneiro, 600,00. 9 92362 dorm., sala, 2151 cozinha, w c, VENDO azulejados, 60m² e fusca 78 R$ 5 mil. 61m². 9166-3028 pneus novos. 99125-8493/ FAÇO CÓPIAS 99214-8410 de disco de vinil e VENDO copias de filmes 150 Sport 2008 VHS para DVD conservada. 9 equipamento 9111-5735 especial para edição de vídeos. VENDO 3954-7356 frango indio. 3954-6151 ligar a tarde VENDO par de caixas de VENDO som Palmer com ovo de angola. dois auto falantes 3954-6151. ligar a de 12 polegadas tarde cada caixa SERVIÇOS 200w atts. 3954jardinagem, 7356 lavagem de caixas d`´agua, serviços VENDO de pedreiro aos DVD R$ 60,00. 9 finais de semana. 8151-0476/ 9 contato: 19 9 9264-4363 9364-3476/ 16 9 9372-4091

VENDO filhotes de shitzu e maltês. 9 92561533 VENDO carrinho de cachorro quente. 3954-2968/ 9 9373-8026

VENDO Citroen preto 2.0 completo. 992363919 VENDO casa na rua Orestes Murari, 37. 3954-0840 VENDO Vectra branco 99. 3954-0840 VENDO casa na rua Maria Ap. 46 Nosso Teto. 3954-0840 VENDO casa na rua Sebastião de campos, 382. Nosso Teto. 39540840 FOI PERDIDO uma carteira na cor bege com documentos em nome de Maria Ap. Borges quem encontrar por favor entrar em contato no telefone. 9 91966652 ou entregar na lotérica VENDO chácara 5700m² R$ 65000,00 aceito troca. 9 9201-6078 VENDO chevet 84 álcool R$ 2600,00. 9 9201-6078 VENDO procuro casa para alugar urgente até R$ 350,00. 9 93958621/ 9 8178/ 1210

VENDO Opala comodoro 85 vendo ou troco 4cc completo (-) ar 4 VENDO pneus zero casa no Jd das suspensão nova. 9 flores na rua 9216-2928 Angelo Alonso, 06 2 dorm., 9 9120VENDO 3075 uma casa no Nosso Teto. 9 PROCURO 8839-7885 serviço para passar roupas R$ VENDO 60 o dia. 9 9395colchão d-60 na 8621 garantia. 9 88397885 VENDO geladeira VENDO Brastemp branca casa no Luiz uma porta. 9 Gonzaga. 9 92369298-9913/ 9 3919 9600-0315

EXCURSÃO para o Brás feirinha da madrugada para o mês de fevereiro. 9 9298-9913/ 9 9600-0315

ALUGO salão comercial com 50m² na rua Guaporé,205. 11 96570-2257 VENDO bateria ( instrumento muscial). 39547952/ 9 9111-6351

VENDO chácara ótima localização com escritura. 9541000. 9 81989641/ 9 93332344- 9 9619-0070

VENDO ótima casa no PROCURO morumbi, preço a pessoa ( homen combinar. 954para dividir aluguel VENDO 1000. 9 8198em apartamento telescópio. 39549641/ 9 9333em Ribeirão Preto ( 7952/ 9 9111-6351 2344- 9 9619-0070 ambiente familiar). 9 9298-9913/ 9 VENDO 9600-0315 VENDO avião de controle . casa grande 3954-7952/ 9 VENDO próximo estrela 9111-6351 azul. 954-1000. 9 casa no Julio 8198-9641/ 9 VENDO Moretti ótima 9333-2344- 9 localização 130m² ar condicionado . 9619-0070 9 9276-8106 + área de serviço. 9 9174-2870 VENDO PROCURO aparelho de casa para alugar ALUGO musculação casa com 1 dorm., para temporada Acadmix. R$ de carnaval sala, cozinha, w c, 200,00. 9 9210próximo a praça quintal na rua 6689/ 3954-0978 Sto Antonio ou Benjamin Constant Matriz. 3954-5522/ 123 R$ 350,00. 9 VENDO 9 9254-7181 9169-1392 mula preta um ano e meio R$ 3 mil. 9 VENDO ALUGO 8151-0476 cama queem box sítio para final de R$ 700,00. 9 semana e VENDO 9194-7174 feriados. 9 9243piscina 5.000Lt R$ 500,00. 9 81519871/ 3954-1485 VENDO 0476 prisma GM 1.4 maxx completo ALUGO VENDO vermelho 2008 R$ 2 pontos parabólica R$ 19.500,00. 9 comerciais na Av 200,00 completa. 8100-4345 Presidente Vargas 9 8151-0476 cada um com PROCURO 11x13 com w c. VENDO serviço de 3954-1485/ 9 ajudante geral. 9 cachorro Border 9243-9871 9224-1956 collie R$ 400,00 9 8151-0476 PROCURO ALUGO serviço para salão comercial na VENDO cuidar de idosos. galo indio grande Av São paulo. 3954-7917 934. 3954-2392 R$ 100,00. 9 81510476 VENDO VENDO casa no Jd ótima casa no Jd VENDO Aquárius. 3954do Sol. 39541000. 9 8198Brasília 78 R$ 3 7917 mil. 9 8151-0476/ 9 9641/ 9 93339264-4363 2344- 9 9619VENDO 0070 fusca 78 bege VENDO raridade. 39544 pneus montados VENDO 1110/ 9 8122-9791 semi nova R$ casa na praça da feira ótimo preço. 120,00. 9 8151VENDO 954-1000. 9 8198- 0476/ 9 9264-4363 Parati 2005 preta. 9641/ 9 93339 8122-9791/ 2344- 9 9619VENDO 3954-1110 0070 charrete R$ 2 mil. 9 8151-0476/ 9 VENDO 9264-4363 VENDO casa na rua do alqueire com casa Comércio 859 com VENDO água e luz R$ 350 rossadeira elétrica 3 dorm., sala, copa, cozinha e mil. 9 8151-0476/ R$ 250,00. 9 8151w c. 3954-7850 0476/ 9 9264-4363 9 9264-4363

EDITA L DE PROCLA MA S PA RA CA SA MENTO EDITA L DE PROCLA MA S nº. 1810 Faç o saber que pretendem s e c as ar e apres entam os doc umentos exigidos pelo artigo 1.5 2 5 , nº. I I I I e I V do C ódigo C ivil, os pretendentes : // M A RC E L O FE RN A ND E S D E L I M A e C L Á U D I A RE G I N A V I D O TT I //. E le, natural de Cajuru, E s tado de São Paulo, nas c ido aos vinte e três (2 3 ) de agos to de um mil novec entos e setenta e quatro (1 9 7 4 ), profis s ão trans bordo, es tado c ivil s olteiro, domic iliado e res idente à Rua C ris tiano Armbrus t, 5 2 9, J ardim A quarius , na c idade de Santa Ros a de V iterbo, E s tado de São P aulo, filho de A N T O N I O FE RN A N D E S D E L I M A e de dona L U ZI A MA RI A N O D E L I M A . E la, natural de São P aulo, E stado de São P aulo, nas c ida aos s ete (0 7 ) de novembro de um mil novec entos e s etenta e quatro (1 9 7 4 ), profis s ão bancária, es tado c ivil divorc iada, domic iliada e res idente à Rua C ris tiano Armbrus t, 5 2 9, J ardim A quarius , na c idade de Santa Ros a de V iterbo, E s tado de São P aulo, filha de A M AN C I O V I D O T TI e de dona A P A RE C I D A G O N Ç A L V E S VI D O T T I . EDITA L DE PROCLA MA S nº. 1811 Faç o saber que pretendem s e c as ar e apres entam os doc umentos exigidos pelo artigo 1.5 2 5 , nº. I I I I e I V do C ódigo C ivil, os pretendentes : // O RLA N D O G O N Ç A LV E S D A RO CH A e M A RI A H E L E N A T E O D O RO D A SI L VA //. E le, natural de São J os e do C alç ado, E s tado do E s pírito Santo, nas c ido aos vinte e dois (2 2 ) de maio de um mil novec entos e quarenta e dois (1 9 4 2 ), profis s ão A pos entado, estado c ivil viúvo, domiciliado e residente à Rua E s peranç a V is nardi, 05 , N humirim, na c idade de Santa Ros a de V iterbo, E s tado de São P aulo, filho de FRA N C I SCO G O N Ç A L V E S D A RO C H A e de dona N E RI G O M E S D E AG U I A R. E la, natural de Ribeirão P reto, E s tado de São P aulo, nas c ida aos dez (1 0 ) de junho de um mil novec entos e s es senta e c inc o (1 9 6 5 ), profis s ão D o lar, es tado c ivil divorc iada, domic iliada e res idente à Rua Es peranç a V is nardi, 0 5 , N humirim, na c idade de Santa Rosa de V iterbo, E s tado de São P aulo, filha de A N TO N I O T E O D O RO D A SI L V A e de dona M A RI A A P A RE C I D A D A SI L V A EDITA L DE PROCLA MA S nº. 1812 Faç o saber que pretendem s e c as ar e apres entam os doc umentos exigidos pelo artigo 1 .5 2 5 , nº. I , I I I e I V do C ódigo C ivil, os pretendentes : // RA UL D A M I Ã O TA VA RE S e E RI KA N E RI D A SI LV A //. E le, natural de Bezerros , Es tado de P ernambuc o, nas c ido aos s ete (0 7 ) de dezembro de um mil novec entos e setenta e s eis (1 97 6 ), profis s ão M otoris ta, es tado c ivil s olteiro, domic iliado e res idente à Rua J uvenal F de Farias , 8 6, N ova Roma, na c idade de Santa Ros a de V iterbo, E s tado de São P aulo, filho de D A MI Ã O J O V E N T I NO TA V A RE S e de dona M A RI A L U C I A D A SI L V A TA VA RE S. E la, natural de São P aulo, E stado de São P aulo, nas c ida aos dez (10 ) de junho de um mil novec entos e oitenta e c inc o (1 9 8 5 ), profis s ão V endedora, es tado c ivil s olteira, domic iliada e res idente à Rua J uvenal F de Farias , 8 6 , N ova Roma, na c idade de Santa Ros a de Viterbo, E s tado de São P aulo, filha de E D I L SO BEN E D I T O D A SIL V A e de dona SO N I A M A RI A DA SI L V A EDITA L DE PROCLA MA S nº. 1813 Faç o saber que pretendem s e c as ar e apres entam os doc umentos exigidos pelo artigo 1.5 2 5 , nº. I I I I e I V do C ódigo C ivil, os pretendentes : // SE BA ST I Ã O G E RAL D O BAT I STA e SÔ N I A D O S SA N T O S RIBE I RO D E A BRE U //. E le, natural de São Simão, E s tado de São P aulo, nas c ido aos vinte e oito (2 8 ) de janeiro de um mil novecentos e s es s enta e c inc o (1 9 6 5 ), profis s ão motoris ta, es tado c ivil divorciado, domiciliado e res idente à Rua A méric o Moimaz, 1 9 6 , Luiz G onzaga, na c idade de Santa Ros a de V iterbo, E s tado de São P aulo, filho de A RL I N DO A N J O BATI STA e de dona M A RI A STE L A D I A S BAT I STA . E la, natural de A rc eburgo, E stado de M inas G erais , nas c ida aos primeiro (01 ) de novembro de um mil novec entos e s es s enta e c inc o (1 9 6 5 ), profis s ão ajudante de produç ão, es tado c ivil divorc iada, domic iliada e res idente à Rua A méric o Moimaz, 1 9 6 , L uiz G onzaga, na c idade de Santa Ros a de V iterbo, E s tado de São Paulo, filha de J O RG E JO SÉ D E A BRE U e de dona N ATA L I N A RI BE I RO D E A BRE U . EDITA L DE PROCLA MA S nº. 1814 Faç o saber que pretendem s e c as ar e apres entam os doc umentos exigidos pelo artigo 1.5 2 5 , nº. I I I I e I V do C ódigo C ivil, os pretendentes : // J E FFE RSO N FO N SE C A D O S SAN T O S e A L I NE M A RQ U E S //. E le, natural de São Simão, E s tado de São P aulo, nas c ido aos vinte e c inco (2 5 ) de març o de um mil novec entos e noventa e três (1 9 9 3 ), profis s ão autônomo, es tado c ivil divorc iado, domic iliado e res idente à Rua São L uiz, 1 1 4 , C entro, na c idade de Santa Ros a de V iterbo, E s tado de São P aulo, filho de M AN O E L SE V E RIN O D O S SA N T O S e de dona A N A N I TA O L I V E I RA FO N SE C A . E la, natural de Santa Ros a de V iterbo, E stado de São P aulo, nas c ida aos s eis (0 6 ) de junho de um mil novec entos e noventa (1 9 9 0 ), profis s ão do lar, es tado c ivil divorc iada, domic iliada e res idente à Rua J oão C os ta A raújo, 2 6 0 , J ulio M oretti, na c idade de Santa Ros a de V iterbo, E s tado de São P aulo, filha de J O SÉ L U Í S M A RQ UE S e de dona I SA BE L C RI ST I N A D A SI L V A Se alguém s ouber de algum impedimento ao cas amento de algum dos contraentes acima, oponha-o na forma da lei. Eu, Gis ele Calderari Cos s i - Oficial.


O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014

PÁGINA 33

Centro - 450m2 de construção, excelente ponto, em 2 terrenos (700m de terreno), com 5 quartos (sendo 2 suites), escritório, lavanderia, duas salas amplas, duas cozinhas, 3 banheiros, ampla área de lazer com piscina e churrasqueira, ampla garagem, ampla edícula no fundo com quarto, sala, banheiro e cozinha, etc .......... R$ consulte-nos Casa ótima localização 800m2 de construção, 5 dorm, sendo 3 suites com hidro, salas, copa, coz, tudo com armários embutidos, garagem coberta para 3 carros e área livre para 10 carros, lavanderia, sauna, piscina, quadra de esporte, acabamento de 1166 construida em 4 terrenos .................................................... R$ consulte-nos Edícula Vila Ranzani 2 dorm, sala, coz, wc social, varanda, amplo terreno ............................ R$ 110 mil Jardim Primavera 136m2 const, 3 dorm, sala, copa, coz, lavand, gar, quintal ciment, murada ... R$ 200 mil Jardim Aquarius 170 m de construção, 3 dorm, sendo 1 suite, sala, copa, coz, garagem ampla + edicula, lavanderia, terreno de 425m2 ........................................................................................... R$ 250 mil Sobrado Luiz Gonzaga, 2 dorm, sala, copa, coz, lavanderia e garagem .................................. R$ 120 mil Sobrado Cohab 1, esquina, 2 dorm, sala, coz, wc social, garagem ....................................... R$ 180 mil Cohab 1 2 dorm, sala, coz, wc social ................................................................................. R$ 70 mil Jardim das Flores (nova) 2 dorm, sala, coz, wc social ac, financ. ......................................... R$ 115 mil Luiz Gonzaga 3dorm, sendo 1 suite, sala, coz, lavanderia, garagem, meio terreno ..................... R$ 105 mil Rua São Sebastião 3 dorm, sala, coz, lavanderia (forro e piso frio), não ac. financiamento ............ R$ 82 mil Condomínio Viterbo 2 dorm, sala, coz, wc social, murada, área churrasco .............................. R$ 130 mil Rua São Sebastião (esquina), próx av. São Paulo, 2 dorm, sala, coz, área serviço e garagem ..... R$ 160 mil Nosso Teto 3 dorm, sala, coz, garagem, murada ................................................... R$ 75 mil + prestações Rua Pestalozzi 2 dorm, sala, coz, wc social, toda murada ..................................................... R$ 160 mil Monte Alto 3dorm, sala, coz, mais edícula (não aceita financiamento). precisa reforma .................. R$ 70 mil Rua Rio Pardo 3 dorm, sala, coz, área serviço, garagem ...................................................... R$ 145 mil Vila Ranzani 2 dorm,suite, sala, cozinha, lavanderia e ampla garagem .................................... R$ 150 mil Residencial Nova Viterbo - 3 dorm, 1 suite, sala,copa, coz, garagem, edicula ........................ R$ 220 mil Centro próx. saracura, 2 dorm, sala, ampla coz, lavanderia e garagem ..................................... R$ 120 mil Monte Alto 2 dorm, sala, coz, garagem, lavanderia, toda murada, portão, 94m2 de construção ..... R$ 160 mil Centro, sendo 3 dorm, 2 wc, sala, copa, coz, garagem, área lazer, lavanderia, piscina ................. R$ 330 mil

Centro 4 dorm, sala, coz, wc, mais edícula ........................................................................ R$ 130 mil Jd Aquarius 3 dorm, suite, sala, copa, coz, wc social, área serviço e garagem .......................... R$ 230 mil Nosso Teto 3 dorm, sala, coz, edícula + pequeno salão comercial ............................ R$ 90 mil + prestações Casa Próximo ao Solar III 3 dorm, suite, sala, coz + - 180mts de construção com terreno ao lado todo murado de 440m2 (área total do terreno 660m2) ............................................................................. R$ 230 mil Casa Morumbi de esquina 3 dorm, suite, sala, copa, coz, garagem ........................................ R$ 480 mil Nova Roma sobrado, 3 dorm, sala, coz, 2 wc, garagem, portão ............................................. R$ 330 mil Casa de madeira, Nova Roma, 3 dorm, sala, coz, wc, terreno 11x25, murada e portão ............. R$ 100 mil Vila Ranzani semi nova, próx. rodoviária, 2 dorm, sendo 1 suíte, sala, copa, coz, gar. e edicula . R$ 250 mil Casa Rua São Paulo 2 dorm, sala, coz, wc, murada, garagem (próximo a Sabesp) ................... R$ 160 mil Luiz Gonzaga 2 dorm, sala, coz, garagem ......................................................................... R$ 150 mil Casa + salão comercial esq. da av. Nosso Teto (salão com montagem p/ restaurante) ................ R$ 120 mil Nova Roma 240 m2 de construção, com 5 suites, sendo 1 com hidro, sala ampla, copa, coz, wc social, amplo salão de festa com cozinha (terreno com 750m2) .................................................................. R$ 380 mil Casa próx Estação 2 dorm, sala, copa, coz + edícula .......................................................... R$ 120 mil Centro próx Grêmio, 250m2 de construção, 3 dorm, sala, copa, coz, 2 wc, ampla área de lazer, despensa com wc, garagem, piscina, terreno 541m2, aceita imóvel em São Paulo ou ABC ................................... R$ 350 mil Casa Nova Roma 3 dorm, sala, copa, coz, 2 wc, área churrasco com wc, piscina, murada, ótima localização, terreno de 20x50, ou seja, 1000 m2 .................................................................................. R$ 420 mil Cohab 3 2 dorm, sala, coz ..................................................... R$ 72mil + saldo devedor de R$ 5.200,00 Luiz Gonzaga 3 dorm, sendo 1 suite, 2 salas, copa, cozinha planejada, escritório, garagem, área serviço, toda murada, aquecedor solar, portão eletrônico com terreno ao lado .............................................. R$ 450 mil Nova Roma 2 dorm, sala, coz, wc social, garagem .............................................................. R$ 105 mil Jd. das Flores 3 dorm, sala, copa, coz, edícula, portão, toda murada ...................................... R$ 300 mil Duas casas com salão comercial no Centro, ótimo para locação. ........................................... R$ 230 mil Nova Roma, sendo 3 drm, sala, copa, coz, edícula, área churrasco, garagem 9semi nova) ........... R$ 290 mil Centro nova, 3 dorm, 3 wc, sala, copa, coz, garagem, área lazer e lavand, portão el. .................. R$ 300 mil Vila Mendes 3 dorm, sala, coz, + edícula, garagem, murada, terreno amplo ............................. R$ 100 mil

Chácara dentro da cidade 1.212 m2 toda formada, com água, energia, asfalto, esgoto, murada, com casa, Áreas urbanas de frente à pista de 1.000 a 5.000m2, imperdível ................ a partir de R$ 130,00 o m2 Morumbi Novo 12x30 ou seja, 360m2 ........................................................................... R$120 mil Terreno Luiz Gonzaga 4 terrenos rua Roberto Armbrust, ............................................ R$ consulte-nos Terreno esquina loteamento Ari Carneiro ...................................................... R$ 12 mil + prestações Área 3.000 m2, Saracura, com casa, 3 dorm, sendo 1 suite, área churrasco, 2 poços artesianos consulte-nos Terrenos “ Ari Carneiro” ............................................................................................ Consulte-nos

pomar, área de churrasco, fogão lenha, a 3 quarteirões da avenida São Paulo .......................... consulte-nos Fazenda 120 alq (90 alq em cana) restante em pasto e reserva ..................................... R$ 6.500.000,00 Sítio 33 alqueires em mato (para reserva) ........................................................... R$ 30 mil o alqueire Chácara 2.955 m2, com casa de 3 dorm, sendo 1 suite, sala, coz, lavanderia, toda cercada, dentro da cidade, ao lado da Cohab 1 .................................................................................................... R$ consulte-nos TEMOS VÁRIOS SÍTIOS E FAZENDAS À VENDA, CONSULTE-NOS

CASA NO CENTRO

CASA JD. AQUARIUS

CASA JD. AQUARIUS

SÍTIO 1,5 ALQUEIRE

EDÍCULA JD DO SOL

3 dormitórios, 2 WC, sala, copa, cozinha, garagem, área de lazer, lavanderia e piscina. Portão eletrônico. R$ 320 mil

2 dorm, 2 salas, coz, wc social, area serviço, garagem, toda murada, toda reformada R$ 110 mil

2 dorm, 2 salas, coz, lavanderia, quarto despensa, garagem toda murada, quintal cimentado R$ 110 mil

A 4 km do asfalto, água em abundância, 2 córregos, aceito troca.

1 dorm, sala, coz, wc social, varanda, murada, portão eletrônico em terreno 10x25 R$ 140 mil

R$ consulte-nos


ESPECIAL

PÁGINA 34

O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014

Cileno, 10 anos brilhando no futebol do Golfo Pérsico Uma convulsão cerebral, em frente ao colégio 'Conde', e diante dos colegas, mudou para sempre a vida de Marcelo Tavares, o Cileno, zagueiro santa-rosense que brilha há 10 anos no futebol do Golfo Pérsico. - Eu era um moleque de pés tortos, com problema auditivo, que vivia aprontando pelas ruas da cidade - rememorou ele esta semana, por e-mail. Ao detalhar o drama da convulsão, o craque de 33 anos, rec ita o velho ditado: 'há males que vêm pra bem'. - O ataque me impediu de continuar fazendo o que um jovem de 15 anos normalmente faz: sair à noite, beber e viver sem pensar no futuro. Depois reutiliza ' o moleque dos pés tortos '

para exaltar a liberdade e a segurança das ruas da Santa Rosa de sua infância. - Isso não se tem mais hoje em dia; e também as crianças, agora, estão aprisionadas pela tecnologia. Nes s a reflexão s e aprofunda no universo mágico da pequenina cidade: peladas com tijolos ou bambu servindo de balizas, pipas no 'campão', brincar de salva nas praças, correr até a fazenda Amália para treinar e voltar em garupa da bicicleta de algum amigo. - Isso sim é que é infância; tenho muita saudade desse tempo.

Cileno jogando pelo Lakhwia, time do dono do Paris Saint Germain

Em testes no Palmeiras foi escolhido entre mil garotos A paixão pela bola vem daquele tempo em que subia no telhado de sua casa para assistir aos jogos do 'Canaa', no estádio 'Rubens Bellizzi', e ver em ação Marcos Costa, André Tártaro, Índio e até o profissional Demétrius. - E todos comandados pelos queridos amigos Rubinho e Deco Gordo - ressalta. Mas, por insistência de outro amigo - Canela -, foi fazer testes no Palmeiras da capital e viu abertas as portas do profissionalismo: entre 1.000 garotos, Cileno foi um dos dois aprovados. - Posso dizer que tenho no Canela o meu melhor amigo, verdadeiro irmão. Até esse teste, eu nunca havia pensado no que fazer da vida, não tinha nenhum sonho mágico de ser jogador; eu gostava de jogar e pronto, mas não pensava nisso como uma profissão. Entre a aprovação no teste e a apresentação ao juvenil do Palmeiras, aconteceu o ataque convulsivo semelhante ao que atingiu Ronaldo na Copa da França, em 98. - Teria que passar os próximos 4 anos da minha vida sem álcool, e iria começar a jogar futebol pra valer; de cara, num time grande. E ali estando, tudo começou a se desenhar, e eu pude ver que realmente tinha condições de conquistar meu espaço.


ESPECIAL

O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014

PÁGINA 35

Paquetá o indicou para o Hilal Daquele ano (1995) em diante rodou por Comercial (RP), Lus a, Prudentópolis , Iraty, Maringá, Maluton, União Bandeirante e Avaí (SC).

- Com 23 anos, desiludido por ainda não ter alcançado a 1ª Divis ão do Bras ileiro, cheguei ao Avaí s em muita moral. Nem apresentado eu fui! Mas

conhecer o treinador Marcos Paquetá (que já estivera na Seleção Brasileira) s ignific ou outra grande mudança na minha vida. Havia zagueiros mais

experientes que ele no time, e o treinador apos tou no novato. Depois de 20 jogos, e 5 gols na série B do Brasileirão, Cileno teve o pas se c omprado pelo Al

Hilal, da Arábia Saudita, por indic ação do próprio Paquetá, contratado pelo gigante asiátic o um mês antes dele. - Dali até hoje são 10

anos de Golfo: seis na Arábia e 4 aqui no Qatar; 10 títulos importantes, e alguns outros em copas que nem coloquei no currículo; 8 desses títulos pelo Hilal.

E Paulo Autuori recomendou sua ida para o Qatar Na mes ma Riyadh (Arábia Saudita) Cileno se apaixonou por uma frances a c hamada Luc ie c om quem se casou para ser pai de Lenno. - O equivalente do Hilal no Brasil seria o Corinthians, e os 8 títulos que por ele conquistei fizeram meu nome explodir no Golfo. Tenho o maior apreço por esse lugar, já que aqui tive a sorte de c ons tituir

minha família - diz o jogador que há ano e meio defende o Al Sailiya. Sua transferência do Hilal para o Al Rayyan do Qatar foi indicação de Paulo Autuori, de quem Cileno ficou amigo. E ele aproveita para lembrar outros grandes treinadores c om quem trabalhou: Mano Meneses , Candinho, J orge Fossati, Toninho Cerezo, José Peseiro (português),

Michel Phreudomme e Eric Gerets (belgas), e Cosmin Olarium (romeno). - Minha carreira teve uma explosão de qualidade quando vim pro Golfo; trabalhei e aprendi com os melhores, tive todo o conforto e estrutura oferecidos por grandes clubes por onde pas sei, e, principalmente, formei minha família, o que me fez crescer e aprender demais na vida.

Estimulado a mandar s eu rec ado final, Cileno aproveita. - Gostaria de mandar os parabéns pelos 39 anos de c asamento do senhor Carlos com a dona Maria José, e lhes agradecer por terem me dado duas coisas que jamais perderei: meu caráter e minha dignidade. Muito obrigado, meus pais queridos!

Meme, o mesmo brilho de Sócrates e Raí! "Na minha turma de rua tinha Luis Matheus (Biba), Rominho e R ogério, meus primos Marquinhos, Carlos e Guto, meus vizinhos Patrick e Felipe. Com esses já dava pra formar a pe-

lada. Eu treinava no campão com o professor Carlinhos e com o Marieta, e quando ia pra Amália, com o Conrado que, na minha humilde opinião, é o cara que mais se doa pelo esporte da cidade. Conheci os ami-

gos que formavam a 'máquina mortífera' das Susas, o Bodoquena; ia ver os jogos de domingo, via o Meme Dobrew, desfilando talento. Pra mim ele poderia ter sido um jogador brilhante, como foram Raí e Sócrates. Não

tenho duvidas em dizer que até hoje não joguei com ninguém com o talento do Meme; e olha que já joguei com feras como Giovani, Ricardinho, R icardo Oliveira, Nilmar, e vários outros!"

O jogador com mulher e filho


PÁGINA 36

O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014


O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014

POLÍCIA

PÁGINA 37

"Operação limpeza" Motoqueiro explode bomba em carro fecha bares e encontra drogas Comandada pelo promotor Vanderlei Trindade, Gonini Júnior, da Policia Civil e tenente Luana da PM, com participação de policiais civis e militares, foi realizada uma grande operação ontem à tarde e noite na cidade. Acompanhados da Vigilância Sanitária e do Conselho Tutelar, a tropa cumpriu 4 mandados sendo que em 3 foram encontradas 78 cápsulas de cocaína e 5 tabletes de maconha. O delegado Gonini Junior, às 21h de ontem, disse que por falta de alvarás sanitários foram fechados 7 bares no Nosso Teto, 2 na av. São Paulo, 1 na Presidente Vargas e mais um no Filtro. Até o fechamento desta edição o grupo estava se dirigindo para as Cohabs.

e dá vários disparos na traseira Os dois motoqueiros chegaram no portão da casa de Edmilson na rua Prudente de Morais, às dez e quinze da noite, de domingo quando ele descansava na sala, cuja porta fica defronte onde estac iona o carro com as portas e vidros da frente abertos. Da cadeira onde ele fica sentado dá para ver quem passa pela rua ou entra pelo portão de ferro que mantém fechado mas com o cadeado aberto. Naquele momento ele ouviu o portão ranger como sempre range e pensou que fosse alguém de família chegando, mas não era. Era um sujeito magro, de capacete e blusão preto, que empurrou

metade do portão, chegou do lado do motorista do carro, colocou fogo num objeto e jogou dentro do carro. Edmilson não teve dúvida saiu correndo atrás do des c onhec ido, mas não conseguiu pegá-lo. O motoqueiro pediu para o companheiro que estava esperando pra ligar a moto e antes de ir embora "deu cinco ou seis disparos no carro" e s aíram correndo. Quando voltou para dentro de casa, Edmilson foi surpreendido por um estouro que como ele conta "me deixou surdo". Como ele estava dentro de casa, não foi atingido pelos cacos de vidro que voaram do para-

Menores furtam casa de delegado Dois menores entraram na casa do delegado de Serrana, Mauricio Brito, no Jardim Elite na noite de quintafeira e levaram vários litros de uísque e vinho e um toca cd mp3, que, mais tarde, foram encontrados com " Rafael Santista", receptador, que foi preso sob fiança de 3 mil reais. Os menores confessaram que pularam o muro da casa do delegado, arrombaram a porta do fundo e furtaram as garrafas de bebida de uma churrasqueira. O delegado, que é filho do ex-delegado Brito que atuou vários anos na cidade, mantém a casa do pai em Santa Rosa para onde vem periodicamente. Avis ado do fato, doutor Mauricio acompanhou o caso em Santa Rosa. Rafael Santis ta c ontinua preso e os menores, já conhecidos da Polícia foram encaminhados ao Conselho Tutelar. Eles foram apreendidos pelos PM Baruco e Shikota.

brisa, vidros traseiros e das laterais. "Foi um estrondo só, não vi nada, sorte que os cacos ao me atingiram". Segundo ele, "foi vidro pra todo lado". Os dois motoqueiros ainda não foram pre-

sos, mas a polícia que está investigando o caso acredita que eles são de outras cidade e que teriam vindo cobrar dinheiro de droga de um dos filhos de Edmilson, e que a bomba seria uma ameaça.

FALA NOSSO TETO Serginho Gomes

Perseguição em alta velocidade irrita moradores Em uma perseguição cinematográfica, conforme contaram moradores, policiais militares detiveram na avenida Luíza Garcia Ribeiro, esquina com a rua Antônio Pagin, uma moto Honda Titan 125cc, pilotada por L.F.S, menor de idade sem habilitação. Segundo o Boletim de Ocorrência, o motociclista desobedeceu ao sinal de parada efetuado através de sirene pelos policiais, Ronaldo e Lourenço, que estavam em patrulhamento pela avenida por volta das 19h da última segunda-feira, 27. Ainda segundo o B.O, o rapaz fugiu pela rua Ângelo Sordi, ao lado da ciclovia, seguido de perto pelos militares. Policiais e motociclista entraram no bairro pela contra mão de direção na avenida Luíza Garcia Ribeiro em alta velocidade, colocando em risco a vida de pedestres e outros condutores. A perseguição teve fim com a queda do motociclista na referida, esquina onde fica o "Bar do Mário". Com escoriações pelo corpo o motociclista nada quis declarar aos policias. Foi conduzido à Delegacia de Polícia e apresentado ao plantonista para outras providências. A moto danificada pela queda foi recolhida ao pátio credenciado. A ocorrência ainda estava em andamento e populares que viram a perseguição comentavam, com certo furor, o possível exagero dos policiais, em dirigir em alta velocidade "fritando" os pneus com a avenida repleta de pessoas, conforme diziam. Segundo a PM, esse tipo de procedimento se justifica. "Desde que a sirene e o giroflex estejam ligados para alertar o cidadão do perigo", informou. Esse parece ter sido o caso, conforme as próprias pessoas confirmaram que aconteceu, mesmo desaprovando a atitude dos policias. E do motoqueiro.


PÁGINA 38

O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014


O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014

PÁGINA 39


PÁGINA 40

O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014


JO RN Z ÃO OOJOR NAAL LZÃ O - EDClélia . 928 - 1º/02/2014 Zanardo ED IÇ ÃO 928 1º/02/2014

cleliazanardo@bol.com.br

SOCIAIS

APACOS Associação Paulista dos Colunistas Sociais

PÁGINA PÁGINA 41

41


PÁGINA PÁGINA42

42

APACOS Associação Paulista dos Colunistas Sociais

SOCIAIS

O JO RN AL Z ÃO O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014 Clélia Zanardo cleliazanardo@bol.com.br

ED IÇ ÃO 928 1º/02/2014


O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014

PÁGINA 43


PÁGINA 44

O JOR NA LZÃ O - ED . 928 - 1º/02/2014


O Jornalzão, edição 928