Page 1

®

Diretor: André Nagib Moussa (Mtb 34286) - Santa Rosa de Viterbo, 04/11/2017 - Ano 23 - N.º 1.124 - Semanal - Fone/Fax 3954 3289

R$ 3,00

Marcada Audiência Pública Áudio do prefeito que vazou para apresentar o “novo ITBI” no whatsapp foi editado Reunião será quinta, 09/11, 19h00, na Câmara

Começa a piracema e pesca está proibida até fevereiro/2018

REFINANCIE SUA DÍVIDA

Prefeitura prorroga prazo para quitar dívida ativa Batatais bate ‘Leão’ em amistoso 2 a 0 foi o placar

Edição do áudio dava entender que prefeito Nando Gasperini pedia vantagens em licitação. A gravação vazou em um grupo da torcida do Santa Rosa FC e viralizou. Trecho editado foi retirado de uma mensagem a qual prefeito pedia a assessores para melhorar a redação de conteúdo de uma licitação para o transporte urbano que poderá ser feita no futuro.

Helicóptero da PM caçou ladrões ontem em Nhumirim

“Vai, Curintia” - É amanhã o clássico paulista que pode indicar o campeão brasileiro de 2017. Corinthians e Palmeiras se enfrentam no “Itaquerão”. Se depender do Aparecido Tadeu Xavier, o Tevez, o título já tem dono.

Viatura da Polícia Militar interceptou ontem em Nhumirim, por volta de 15h00, um carro roubado em Tambaú que, diante da pressão, invadiu o sítio Tupinambá, ao lado do campo de futebol. Três homens abandonaram o veículo e se embrenharam no mato, próximo ao córrego. Um helicóptero da PM foi acionado, vasculhou o local por mais de duas horas, mas não localizou os fugitivos. O canil também foi acionado para continuar a caçada noite adentro. Os policiais encontraram uma arma esportiva numa estrada do sítio, possivelmente abandonada pelos meliantes.

Na porta, policial de arma na mão vasculha a área


PÁGINA 2

O J ORNALZ ÃO - E D . 1.124 - 04/11/2017

REUNIÕES TODAS AS TERÇAS FEIRAS

APOIO DO JORNALZÃO


O J ORNALZ ÃO - E D . 1.124 - 04/11/2017

Prefeitura prorroga prazo para devedores Um decreto assinado pelo prefeito Nando Gasperini, no último dia 27, prorrogou o prazo para pagamento de dívidas em aberto com o município, pendentes até 31 de dezembro de 2016. O contribuinte nessa situação deve procurar o setor de tributação da Prefeitura, até o dia 30 de dezembro próximo, para assinar um termo de acordo. - Antes que o processo vá para o Fórum, encarecendo a conta, é melhor o interessado vir aqui e negociar – aconselha um funcionário do setor. Alguns débitos estão pendentes há mais de 20 anos, e, segundo o funcionário, a dívida ativa soma, atualmente, R$ 9 milhões. Só do ano passado para este, aumentou em cerca de 10%. - São cerca de R$ 1 milhão, montante maior do que certas diretorias municipais dispõem num exercício – adicionou ele.

Começa a piracema e pesca está proibida até fevereiro/2018 Começou nesta quarta-feira (1°) o período da piracema no Tocantins. Até o dia 28 de fevereiro de 2018 fica proibida a pesca em qualquer modalidade A multa para quem descumprir a proibição varia R$ 700 a R$ 100 mil, além de um acréscimo de R$ 20 por cada kg de pescado. Neste ano, a estiagem prolongada deve prejudicar reprodução dos peixes.

PÁGINA 3

Áudio do prefeito que circula pelas redes sociais foi editado O trecho de um áudio do prefeito Nando Gasperini vazou no grupo de torcedores do Santa Rosa Futebol Clube e viralizou. Só o Jornalzão recebeu o áudio de três fontes diferentes. O trecho que foi vazado dava a entender que o prefeito estava sugerindo alguma vantagem pessoal em uma licitação. Rapidamente o áudio se espalhou pelas redes sociais, principalmente whatsapp e a repercussão foi grande, principalmente no meio político. No trecho do áudio que vazou aparece a voz do prefeito Nando falando a seguinte frase: “o negócio da licitação, aproveita e pede mais coisas”, bem no início da gravação. “O que será que é

isso aqui?” disse um presidente de partido político local, mostrando o áudio ao Jornalzão. No ssa repo rtagem entrou em contato com o prefeito Nando, através de sua assessoria de imprensa. Na última quarta feira, fomos convidados pelo assessor de imprensa Rogério Moscardini e pelo Diretor Administrativo Marcelo Felizardo e ouvimos toda a gravação, sem edição. Na gravação original, o trecho que o prefeito fala para pedir “mais coisas” se refere a mais ítens em novo estudo que poder definir algumas mudanças no transporte público na cidade. Além do áudio completo, Felizardo mostrou ao Jornalzão toda a pesquisa que vem sendo feita sobre

transporte público e o que eles pretendem incluir ´futuramente em caso de nova licitação para melhorar o serviço. “F oi u ma maldade isso que fizeram. Pinçaram um trecho para prejudicar o prefeito”, disse. O áudio foi postado no grupo de torcedores por engano pelo vereador Fabrício da Capoeira, que ime-

diatamente após a postagem se desculpou com o grupo. Segundo ainda Felizardo, uma das “novas coisas” que serão incluídas na nova licitação é o ponto do circular na rodoviária velha, onde os usuários pegam o circular do lado de fora, sujeitos a sol e chuva, já mostrado em edições anteriores do Jornalzão.

Câmara Municipal de Santa Rosa de Viterbo CONV ITE  Francisco

Justino Mota Neto, Presidente da Câmara Municipal, convida Vossa(s) Senhoria(s) para participar(em) de uma Audiência Pública, na Câmara Municipal, no dia 09/11/17, quinta-feira, às 19 horas, para esclarecimentos sobre o Projeto de Lei Complementar n. 22/17, de 20 de outubro de 2017, de autoria do Executivo Municipal, que “altera a redação do art. 68 e do art. 69, da Lei Complementar nº 240/14, que dispõe sobre o Código Tributário do Município e dá outras providências”, isto é, que visa alterar a base de cálculo do ITBI, em trâmite nesta Casa.


PÁGINA 4

O J ORNALZ ÃO - E D . 1.124 - 04/11/2017

MENSAGEM CRISTÃ João Murari

Correr atrás do sol Diana e Davi gostam muito de andar em seus jet skis no lago, deslizando através da água nos dias quentes e ensolarados. Certa manhã, porém, o tempo estava frio e quase todo encoberto, e Diana não conseguiu convencer Davi a sair. Ela, então, foi sozinha. Estava tão frio e ela deslizava rapidamente de um lado a outro do lago, tentando manter-se no sol para obter um pouco do necessitado calor. Cada vez que alcançava uma área ensolarada, porém, as nuvens se moviam e rapidamente transformavam-se em sombra. Percebendo a futilidade e a tolice de correr atrás do sol, finalmente desistiu, porque isso não lhe trouxera o que queria. O rei Salomão realizou outra espécie de busca que não lhe podia trazer satisfação (Eclesiastes 2:1). Nos primeiros 11 versos de Eclesiastes 2 apenas, ele menciona que correu atrás de prazer, riso, vinho, sabedoria, casas, jardins, dinheiro, posses e música. Porém, em sua avaliação: “...tudo era vaidade e correr atrás do vento, e nenhum proveito havia debaixo do sol”. Essas buscas eram vazias – “vaidade de vaidades”. Ele concluiu sabiamente: “teme a Deus, e guarda os seus mandamentos; porque isto é o dever de todo homem” (Eclesiastes 12:13). Você está correndo atrás de algumas das mesmas coisas que Salomão? Essa é uma busca vazia. O propósito e satisfação surgem somente ao conhecermos e obedecermos a Deus. Só Deus pode preencher um coração vazio.


O J ORNALZ ÃO - E D . 1.124 - 04/11/2017

Educação e Saúde fazem parceria para mobilizar população contra a dengue Funcionários do setor de Saúde se juntaram a professores, diretores e alunos para realizar uma ação de mobilização contra a dengue no município. Foram realizadas passeatas nas ruas próximas às escolas municipais, onde os alunos e os servidores públicos orientavam a população sobre a importância de se combater o mosquito Aedes Aegypti, que além da dengue também pode transmitir outras doenças como o zika vírus a febre chikungunya. Além da panfletagem para orientação à população, os funcionários também coletavam garrafas pet descartadas pela população. A ação foi realizada nos bairros das quatro escolas municipais: Escola Costa Bruno no Jardim Aquarius, Maurílio de Oliveira na Cohab 1, Wolmar Ribeiro Balbão no Nosso Teto e Lourdes Pereira Massaro, na Cohab 4.

PÁGINA 5

Câmara marca Audiência Pública do “novo ITBI” para o dia 09/11 A Câmara Municipal marcou para o próximo dia 09 de no vembro , qu inta feira, às 19 horas na sede da Câmara, uma Audiência Pública para apresentar o novo ITBI que a prefeitu-

ra que a prefeitura quer apro var. A mudança nos artigos 68 e 69 do Código Tributário prevê a apresentação de uma nova planta genérica de valores - novo

valor venal para os imóveis, cuja correção, segundo corretores, tem valores irreais em vários bairros da cidade. Esta é a terceira vez que o Projeto é apresentado na Cãmara. Nas outras duas a

prefeitura retirou para fazer correções, vist o que não seria aprovado. A publicação da convocação está nas páginas desta edição do Jornalzão e todos devem comparecer.

Período de rematrículas para escolas municipais termina em 10 de novembro O período para matrículas nas escolas municipais vai de 23 de outubro a 10 de novembro. Os pais devem proceder da seguinte forma: - Ensino Fundamental e Infantil: as matrículas e rematrículas devem ser feitas na própria unidade escolar; - Creches: As rematrículas devem ser feitas na própria creche. Já os alunos novos devem ser inscritos na sede do Departamento Municipal de Educação, que fica na rua Sete de Setembro, 885. Documentos necessários: a) Cópia da certidão de nascimento, b) Cópia de um comprovante de residência, c) Cópia do RG e CPF do responsável, d) Cópia da carteira de vacinação da criança e) Declaração autenticada de trabalho dos pais ou cópia da carteira de trabalho (só para alunos de creches ou do Ensino Integral).

Conselho Tutelar vai se mudar para Cohab III Dentro de uma semana o Conselho Tutelar deve mudar de endereço, deixando a ‘Cadeia velha’ para ocupar, provisoriamente, o antigo Centro Comunitário da Cohab III (‘Adib Moussa’). Em seguida, a Cadeia velha passará por reforma para acolher o ‘Centro de Memória Jornalista José Hamilton Ribeiro’. A informação foi dada pela assessoria de comunicação da Prefeitura, segundo a qual a nova sede vai ser uma extensão do CRAS. O ‘Centro de Memória JJHR’ vai ser inaugurado em dezembro, durante as festividades de fim de ano, promete o prefeito Nando Gasperini, e passará guardar todo o acervo de prêmios conquistados por Zé Hamilton, santa-rosense nato, considerado o ‘jornalista mais premiado do Brasil’.

Foto da tabela de valores do anexo 1

Foto da tabela de valores do anexo 2


PÁGINA 6

O J ORNALZ ÃO - E D . 1.124 - 04/11/2017

EDITORIAL

CRÔNICA E CONTEXTO

O vereador Everton pediu uma Audiência Pública semana passada, para debater o novo ITBI e a prefeitura negou. A Câmara, então, marcou para o próximo dia 9, às 19h, a reunião com a população para mostrar como ficará o novo imposto. Todos devem comparecer para ver os absurdos propostos pela prefeitura no novo projeto que muda a redação de dois artigos do Código Tributário. Todos devem pressionar a Câmara para que não aceite de forma alguma o projeto na forma em que ele está. Prefeitura e Cartório propagam que isso será uma “maravilha” para a população. Não será. É uma facada no bolso do povo, sem nenhum critério técnico. Tudo muito mal feito, às pressas, com valores irreais, aparentemente feito por gente incapaz para tal coisa. Está até chato falar disso novamente (faz 3 semanas que tocamos no assunto), mas não podemos omitir e deixar de informar o cidadão que, do jeito que está o novo ITBI, vai impactar diretamente no bolso do contribuinte também no IPTU. “Ahhh, mas o STF já disse que não tem nada a ver”. Ou seja, cada cidadão deverá entrar na justiça para se valer dessa decisão? Vão mudar a alíquota do IPTU? A prefeitura está tão perdida neste assunto que nem sabe qual será o impacto disso na arrecadação. A prefeitura precisa sim é explicar quais os seis corretores que deram as avaliações na planilha que foi entregue aos senhores vereadores. Nós procuramos e encontramos apenas um. Mas lá consta que seis foram consultados. Quem são eles? Reiteramos: toda a população deve comparecer e pressionar, sim senhor, para que tal lei não nos seja enfiada goela abaixo apenas para satisfazer o bolso dos donos de cartório.

por João de Bem

EXPEDIENTE O JORNALZÃO CNPJ 24.933.354/0001-57 Redação: rua José Garcia Duarte, 182 - Centro - Santa Rosa de Viterbo-SP - CEP 14.270-000 Fone/fax: (16) 3954 3289 Usuário Papel Imune: UP-08109/014 - Diretor de Redação: André Moussa Free lancer - Gabriel Caldas e Romeu Antunes Contato Comercial: Daniel Pereira Tiragem: 2.000 exemplares - Circulação: Santa Rosa de Viterbo Periodicidade: Semanal R$ 3,00 por exemplar - E-mail:ojornalzao@ojornalzao.com Impressão: Grafisc, São Carlos. “Artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do jornal.” O Jornalzão se reserva o direito de resumir cartas que considerar inadequadas ao espaço disponível. Reprodução de conteúdo somente com prévia autorização. O JORNALZÃO É AFILIADO À ABRARJ

Entre crentes e não crentes há um espectro de embusteiros... A História da Humanidade contém registros, com farta documentação, pertinentes a eventos experimentados por aqueles humanos contemporâneos em cada época. As religiões rotuladas como instituições pipocam no contexto histórico, quase sempre impondo hostilidades ao povo não cordado, apondo como verdades, dogmas criados por sectários e suas crenças. São dezenas e dezenas de conflitos, fundamentados em preceitos subjetivos, impondo-se como verdadeiro a seguidores “ignorantes” e crédulos. Fez quinhentos anos da reforma liderada por Martinho Lutero – um clérigo católico – que se rebelou contra uma série de absurdos praticados pelo Papa da época, naqueles idos. Dividiu como dividido continua, o império católico. Cristãos são muitos – acomodados em diferentes denominações com rótulos convenientemente diferenciados, porém não muito diferentes nos objetivos – o de arrecadar recursos é um deles – de uma maioria de seguidores levados a crer, imperativamente, de que doando até o que não possuem, estarão agradando ao Criador, acreditando que Ele os acolha no céu, após a morte, para uma gratificante vida eterna! Hoje – data que estou escrevendo essa crônica – é dia de finados. Aos cemitérios se vão entes vivos a reverenciar, orar, chorar, ou mesmo homenagear os parentes e amigos que se foram do tempo, em corpo, espírito e alma. Para onde foram ou onde estão depende da interpretação que cada vivente, ainda em carne e osso, dá ao evento morte, segundo suas convicções. Friamente – o que está sob a superfície do cemitério é matéria moldada em ossos. A carne, tecidos e órgãos já eram - não mais existe no tempo e no espaço presente àquela figura física. Então – Em termos de orações no cemitério, em casa ou em qualquer lugar é possível obter-se o mesmo resultado, uma vez que o mecanismo da Fé é universal e a conexão com Deus pode ser feita de qualquer ponto do Cósmico. Não existe tarifa para a ligação, não há servidores físicos que filtrem ou impeçam o contato por falta de pagamento! Deus, o Pai, onipresente e onisciente, jamais exigiu pagamento em dinheiro como condição para ajudar – qualquer filho – vivendo com livre arbítrio e condicionado – isso sim, a liberdade de escolha. Por consequência, sujeito a lei de causa e efeito! Ademais não exige de ninguém fidelidade ou gratidão. Quem escolhe ser fiel e agradece são almas nobres em estágio avançado de consciência. Seres com alto grau de humanidade dotados de um conteúdo humanístico vigoroso, de qualidade, que praticam incondicionalmente a caridade, o amor ao próximo, a solidariedade, fundamentados no conhecimento e integrados à consciência crística. Esses seres singulares não estão necessariamente ligados a denominações religiosas. Estão anônimos praticando o bem, sem olhar a quem! São raros no Brasil de hoje. Pra completar: - Qual a diferença entre o motivo que levou Martinho Lutero a romper com o Papa e o mercantilismo da fé praticado à época, e o de hoje praticado por quase todas as igrejas denominadas evangélicas? Deixo claro que respeito incondicionalmente qualquer cidadão por suas escolhas, quando se sentem bem assim – seja religiosa, política, social ou de gênero. O mundo é uma escola. Nela estamos constantemente aprendendo, uma vez que, como humanos não sabemos, absolutamente, o que é certo e o que é errado!

Mordida - Cá estou caminhando tranquilamente, sentindo no raso das salgadas águas o massagear nos pés, no último suspiro das ondas. Descanso. Na folhinha, dia normal de trabalho para a maioria dos mortais. Eis que... subitamente uma pisadela estranha: uma fisgada e uma dor lancinante no dedinho. A mordida de um azarado siri. A tesourada custou-me algum marejar de sangue, e o meu ai espantou pequenas pernaltas... E no último suspiro, o moribundo ainda desferiu o derradeiro golpe, fazendo-me recordar dos filmes de bangue-bangue, quando o bandido, via de regra, atingido no duelo final, ainda consegue disparar para cima, mesmo antes de ir ao chão. Inveja! Só pode ser esta a verdadeira responsável. Ela que nos persegue até o fim da vida. A maestria da última investida do derrotado diante a vitória do outro - mesmo que acidentalmente. É sim a vitória do outro que atormenta o perdedor. Pois, mais terrível que perder, é ter a consciência de que alguém ganhou. Aliás, olhamos para o que achamos que nos falta, em vez de olhar para nossa completude. Arranha- céus, cada vez maiores, como troféus da inveja; até na ciência, com o descobrimento de novas fórmulas, novas máquinas, novos aplicativos. Chamam a atenção e as condecorações sempre bem vindas e oportunas. Glória! A caridade também é alvo da moda: “vejam como ele é bom! “, dizem, e a alma enche-se de si, vaidosa. Fico a imaginar de que adiantaria o melhor automóvel, o mais seguro e confortável, se o design externo fosse igual para todos? “O meu é o mais bonito”. Afinal... impressionar e instigar a inveja alheia é o soro, é o sustento. Nas passarelas, modelitos em seda e voal... Privar-se de apetitosos pratos, e às vezes, de saúde, igualmente impressiona. Melhor: vende! Adentrando os relacionamentos humanos, eis que a inveja tem a força de poder manter casais por décadas, preferindo sofrerem ou mesmo morrerem juntos, a ver, antes de tudo, o outro mais feliz, lá na frente. Tudo é inveja. Inveja do poder, inveja de ser deus de toda uma situação. Chega-se a dizer inveja santa, inveja boa, inveja branca...como anestésico que precede a mordida. Sorrateira tal um felino no negrume da madrugada. Astuta, age nas penumbras. Os guetos da mente lhes são ninhos aconchegantes. Passará sem perceber. Perecerá com ela. Deverei ancorar no quiosque lá adiante, pedir uma cálida casquinha de siri, acompanhada de uma breja trincando. Há quem diria, beijinho no ombro...


O J ORNALZ ÃO - E D . 1.124 - 04/11/2017

PÁGINA 7


PÁGINA 8

O J ORNALZ ÃO - E D . 1.124 - 04/11/2017


O J ORNALZ ÃO - E D . 1.124 - 04/11/2017

PÁGINA 9


PÁGINA 10

O J ORNALZ ÃO - E D . 1.124 - 04/11/2017


O J ORNALZ ÃO - E D . 1.124 - 04/11/2017

PÁGINA 11


PÁGINA 12

O J ORNALZ ÃO - E D . 1.124 - 04/11/2017


O J ORNALZ ÃO - E D . 1.124 - 04/11/2017

Fundação Cultural promove oficina para edição de vídeo Numa parceria entre a Fundação Cultural e o MIS – Museu da Imagem e do Som será realizada em Santa Rosa a Oficina: Vídeo de Bolso com Celular. Desde a ideia inicial, passando por um pequeno roteiro, produção, filmagem até uma rápida edição, os participantes aprenderão na prática a realizar um pequeno vídeo com as câmeras que estão nos seus bolsos: os celulares! Ficção, documentário ou experimental, o objetivo é mostrar que o celular pode também ser uma ferramenta de comunicação audiovisual para produzir imagens em movimento! Os curtas realizados serão postados nos canais de exibição da internet! A oficina é ministrada pelo cineasta e fotógrafo Ralph Friedericks, que estudou fotografia fixa e roteiro audiovisual em Paris e Propaganda & Criação na Universidade Mackenzie. É diretor e produtor da produtora Matiz Filmes. Coordena oficinas de vídeo e fotografia desde 2000. Ganhou prêmio de roteiro no Conservatório de Escrita Audiovisual de Paris e dois prêmios do Festival do Minuto. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no Centro Cultural a partir desta segunda-feira, dia 6. São 20 vagas destinadas a alunos com idade a partir dos 8 anos.

Projeto de internet gratuita chega a 5 praças da cidade Há pouco mais de um mês foi lançado o Projeto “Santa Rosa Conectada” que proporciona internet a população, disponibilizando sinal WiFi (sem fio) livre e gratuito. O primeiro local a receber foi o Espaço Mogiana, durante a feira de quinta-feira. Nesta última semana, foram instalados mais quatro pontos: Praça Guido Maestrello (Matriz), Praça Conde Matarazzo (Estrela Azul), Praça Zuleika Balbão (Nosso Teto) e Praça Marcolina Souza Machado (Capela dos Santos Reis). A internet que os cidadãos podem desfrutar conta com 20mb e pode atingir até 120 usuários conectados simultaneamente em um alcance de 100m. Para ter acesso a rede em qualquer um destes locais, é necessário primeiramente liberar a conectividade com redes no celular, acessar um dos dois pontos, o ‘Santa Rosa Conectada 1’ ou ‘Santa Rosa Conectada 2’ para poder fazer o ‘check in’ pelo facebook. A cada 30 minutos a operação deve ser refeita. Esta medida é uma forma de segurança para quem estiver conectado, evitando assim o uso indevido da rede, como acesso a sites pornográficos, sendo fácil depois para localizar de onde aquela informação procede.

PÁGINA 13

MEMÓRIA

Estrada Cerrado - Cajuru chegou junto com Distrito de Paz Aberta no mesmo ano em que o povoado conseguiu o novo status – conforme notícia de jornal da capital –, a estrada proporcionou o transporte, de carroça, dos produtos da Fazenda Amália até a estação da Mogyana Not ícia publicada pelo jornal local ‘Cidade de Ibiquara’, em 21 de maio de 1911, dizia que “Coube ao coronel Francisco da Cunha Bu eno Jr., o grande melhoramento conseguido, estrada de ro dagem qu e, partindo do Cerrado e passando por esta, ligou-se a Cajuru”. Esse coronel era dono da Fazenda Bella Vista que se tornou sede da Fazenda Amália pelas mãos de Henrique Santos Dumont. “Passando por esta” significa, passando por Ibiquara, nome original de Santa Rosa quando o município foi criado, em 1910. A tal estrada entrava na cidade pela rua do Comércio, passava pelo Largo de Sto. Antônio e em frente à capela que antecedeu a Matriz de Santa Rosa de Viterbo (atual praça Guido Mestrello), dali vergava à direita até se confundi r co m a que hoje se chama rua Major João Garcia Duarte. No tempo do coronelismo, figuras como Francisco Bueno significavam ligação entre os municípios e o governo estadual. A influência dele propiciou o “grande melhoramento”. Do rio Pardo a Cajuru Notícias mais precisas sobre a abertura de tal estrada, fundamental para o desenvolvimento do município, foram dadas por ou-

O triânguo vazio na esquina é o último sinal da estrada que, passando em frente à Matriz (de cima da qual a foto foi feita em 1949), seguia por ali tro jornal, O Commercio de São P aulo , no dia 23 de março de 1896: “Contratos – O sr. José Luiz Leite Penteado celebrou contrato com a Superintendência das Obras P ú bl i cas para a abert u ra de uma estrada de rodagem entre

a estação de Carrado , da E . F. Mogyana, e o ri o Pardo, em direção à Cajuru, mediante o orçamento já autorizado de 27:849$338 (Vinte e sete contos, oitocentos e quarenta e nove mil e trezentos e trinta e oito rei s)”. Em novembro do

mesmo ano o jornal publica o “... pagamento de 4:826$588 a José Luiz Leite Penteado por trabalhos feito s na estrada do Rio Pardo a Cajuru”, prova de que a construção da tal estrada continuou até a cidade vizinha.

Dumont pode ter influenciado A estação Cerrado, da ferrovia Mogiana, foi inaugurada no último dia de 1892, ano em que o rei do café, Henrique Dumont, decidiu doar dois terços de sua fortuna aos filhos. No dia 18 de janeiro de 1894 seu primogênito, Henrique Santos Dumont, compra a primeira gleba para fundar a Fazenda Amália que seria a grande beneficiária de tal estrada, pelo escoamento do café, que produzia, até Cerrado, e dali para o porto de Santos, por ferrovia. Em 1895 ele compraria a Bella Vista do Cel. Francisco Jr. Para aquele povoado do município de São Simão, tais notícias refletem uma época de grandes avanços. A chegada de Henrique S. Dumont, grande empreendedor, criador de empregos, pode ter influenciado na abertura da estrada e na criação do Distrito de Paz, em agosto de 1896, otimizando no vilarejo as condições essenciais para se tornar sede municipal quatro anos depois.


PÁGINA 14

O J ORNALZ ÃO - E D . 1.124 - 04/11/2017


O J ORNALZ ÃO - E D . 1.124 - 04/11/2017

PÁGINA 15


PÁGINA 16

O J ORNALZ ÃO - E D . 1.124 - 04/11/2017


O J ORNALZ ÃO - E D . 1.124 - 04/11/2017

PÁGINA 17


PÁGINA 18

O J ORNALZ ÃO - E D . 1.124 - 04/11/2017


O J ORNALZ ÃO - E D . 1.124 - 04/11/2017

PÁGINA 19


PÁGINA 20

O J ORNALZ ÃO - E D . 1.124 - 04/11/2017


O J ORNALZ ÃO - E D . 1.124 - 04/11/2017

PÁGINA 21

Dia de Finados leva centenas ao cemitério Centenas de santa-rosenses lotaram o cemitério local durante toda a última quinta-feira, dia de Finados. As homenagens aos mortos começaram cedo para fieis que participaram da procissão saindo às 5h30 da Igreja Matriz até o cemitério para assistir a missa celebrada pelo Cônego Pedro às 6h. Um pouco mais tarde, às 7h30, a celebração eucarística foi regida pelo Padre Alex, e às 9h30 o Cônego Pedro realizou a última missa da manhã. Uma última

O nome gravado no tronco – O resíduo de tronco que restou da árvore (óleo de copaíba) derrubada recentemente na av. José Dilermando Ribeiro tem aparência saudável, embora ela tenha sido condenada por exames conduzidos por especialistas. O vestígio poderia servir de base para uma placa com o nome daquela via pública. O professor José Dilermando Ribeiro, vereador com diversas passagens pela Câmara local, foi o primeiro a se preocupar com a história do município, registrando em jornais locais referências primorosas para que Santa Rosa possa conhecer, cada vez mais, suas origens.

celebração ainda foi realizada às 19h na ‘Casa da Criança’. Além das missas, famílias inteiras e amigos, fizeram questão de visitar os túmulos dos seus entes queridos que já se foram. Fizeram orações, limparam a perpétua e deixaram flores, tudo para amenizar um pouco a saudade. Para que o cemitério municipal pudesse receber tantas pessoas para lavar túmulos e fazer suas homenagens durante a semana, o local teve seu horá-

rio de funcionamento alterado, de segunda a quin-

t a-fei ra, permanecendo aberto até às 19h.

Santa Rosa espera receber mais de mil alunos para as provas do ENEM Estão sendo esperados 1183 estudantes de toda a região para fazer o Exame Naci onal do Ensi no Médio (ENEM) em Santa Rosa. Ao todo, cerca de 6,7 milhões prestarão a prova, em 1.72 5 mu nicí pios. O Estado de São Paulo concentra 16,9% dos candidatos, e das 649 cidades paulistas, apenas farão 209 farão a aplicação. Em 201 7, o exame estreia em novo formato, com aplicação dividida em dois domingos consecutivos, amanhã e 12 de novembro. Os portões se abrirão ao meio dia, e os alunos terão uma hora até o fechamento do mesmo. A avalia-

ção será iniciada às 13h30. A redação já será aplicada neste final de semana, junto com as perguntas sobre Linguagens, Códigos e sua Tecnologia e Ciências Humanas e suas Tecnologias, com duração máxima de 5 horas e 30 minutos. No próximo domingo, será o dia de Ciência da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias, com duração máxima de 4 horas e 30 minutos. Com a nota do ENEM, o candidato pode ingressar em uma universidade pública pelo SISU (Sistema de Seleção Unificada), em algum curso técnico pelo Sisutec (Sistema de Seleção

Fundação Cultural já começa a preparar o Natal A Fundação Cultural fará uma reunião com os comerciantes locais para tratar da programação dos eventos de final de ano e elaborar o planejamento da instalação da iluminação natalina pelas ruas e praças de Santa Rosa. A reunião será nesta segunda-feira, às 19h, no Centro Cultural.

Unificada da Educação Profissional e Tecnológica), bolsas de estudo através do ProUni e financiamento da

faculdade com o FIES. As escolas que receberão as provas são ETEC, Conde, Vergínio e Teófilo.

IMPRENSA ANTIGA

O município de Santa Rosa deve conservar-se autônomo É geral o descontentamento da população local ante a perspectiva de supressão do nosso município. De resto, não é justo que um município como o de Santa Rosa que, não obstante a crise que assoberba o país, já arrecadou, até a presente data, cerca de 75 contos de réis (renda municipal), volte a pertencer a outro município do qual será um simples distrito de paz, quando é certo que Santa Rosa tem provado que sabe se administrar, pois além de ter todos os serviços, a cargo da prefeitura, perfeitamente em ordem, é talvez um dos poucos municípios paulistas que nada devem. Demais, segundo estamos informados, a arrecadação estadual, nesses últimos 5 anos, é, em média, de 100 cotos de réis, sendo que, só no primeiro semestre do corrente ano, a exatoria estadual arrecadou mais de 200 contos de réis. Acrescente-se a arrecadação da exatoria federal que é, em média 150 contos de réis anual, e veremos que o município de Santa Rosa rende (renda global) cerca de 300 contos de réis. É, portanto, muito justa a pretensão do nosso povo de se conservar a autonomia do município. (...) Não é justo, por conseguinte, que, em virtude de um decreto federal, um município próspero, como este, desapareça do mapa de S. Paulo. (Diário Nacional, sábado, 07 de novembro de 1931)


PÁGINA 22

O J ORNALZ ÃO - E D . 1.124 - 04/11/2017


O J ORNALZ ÃO - E D . 1.124 - 04/11/2017

PÁGINA 23


PÁGINA 24

O J ORNALZ ÃO - E D . 1.124 - 04/11/2017


O J ORNALZ ÃO - E D . 1.124 - 04/11/2017

PÁGINA 25


PÁGINA 26

O J ORNALZ ÃO - E D . 1.124 - 04/11/2017


O J ORNALZ ÃO - E D . 1.124 - 04/11/2017

Municipal de Futsal começa na próxima segunda-feira O Departamento de Esportes da Prefeitura divulgou esta semana a tabela do Campeonato Municipal de Futsal adulto, que terá início na próxima segunda-feira, dia 6. Ao todo, 15 equipes disputam a competição, divididas em quatro grupos. Na primeira fase, as equipes jogam entre si dentro de seus grupos. Os dois melhores de cada grupo se classificam para as quartas de final. A partir desta fase, os jogos são eliminatórios. A final está prevista para acontecer dia 1/12. Todos os jogos serão realizados no Ginásio Municipal de Esportes. EDITAL DE PROCLAMAS nº. 2433 Faço saber que pretendem se casar e apresentam o s do cumento s exigido s pelo artigo 1.525, n º. I III e IV do C ó digo C iv il, o s p retenden tes: // JOHNNY CARLOS DOS SANTOS e CAROLINE HELENA DE SOUZA //. Ele, natural de Santa Ro sa de Viterbo, Estado de São Paulo , nascido ao s vinte e cinco (25) de julho de um mil no vecento s e o itenta e sete (1987), pro fissão pedreiro , estado civil so lteiro , do miciliado e residente à Rua Anibal C eo ldo , 210, Jar dim Aqua rius , na cid ade de Santa Ro sa de Viterbo , Estado de São Paulo , filho de MANOEL SEVERINO DOS SANTOS e de dona ANA MARIA MONTEIRO DOS SANTOS. Ela, natural de Santa Ro sa de Viterbo, Estado de São Paulo , na scida ao s vinte e sete (27) de ab ril de um mil no vecento s e no venta e do is (1992), profissão do lar, estado civil so lteira, do miciliada e residente à Rua Anibal C eo ldo , 210, Jar dim Aqua rius , na cid ade de Santa Ro sa de Viterbo , Estado de São Paulo , filha de JOSÉ ROBERTO DE SOUZA e de dona ANGELA MARIA CARVALHO DE SOUZA. EDITAL DE PROCLAMAS nº. 2434 Faço saber que pretendem se casar e apresentam o s do cumento s exigido s pelo artigo 1.525, n º. I III e IV do C ó digo C iv il, o s p retenden tes: // ROBERTO ALVES SANTANA e MARIA APARECIDA DE OLIVEIRA //. Ele, natural de C ajuru, Esta do de São Paulo , nascido ao s quato rz e (14) de março de um mil no vecento s e ses sent a (1 960) , pr o fis são pedr eiro , es tado civ il d ivo rciado , do miciliado e residente à Rua Jo sé Val, 176, Nosso Teto , na cidade de Santa Rosa de Viterbo , Estado de São Paulo, filho de JOSÉ ALVES SANTANA e de dona MARIA JOANA DE SANTANA . Ela, natural de Santa Ro sa de Viterbo, Estado de São Paulo , nascida aos vinte e seis (26) de março de um mil no vecento s e sessenta e cinco (1 965), pro f issão cuidado ra de ido so , e stado civil d ivo rciada, do m iciliada e re side nte à Ru a Jo sé Val, 276, No s so Teto , na cidade de Santa Ro sa de Viterbo , Estado de São Paulo , filha de FRANCISCO GONÇALO DE OLIVEIRA e de dona PALMIRA XAVIER DE OLIVEIRA . EDITAL DE PROCLAMAS nº. 2435 Faço saber que pretendem se casar e apresentam o s do cumento s exigido s pelo artigo 1.525, n º. I III e IV do C ó digo C iv il, o s p retenden tes: // PAULO CESAR CLAUDIO e VANILZA ALVES DE OLIVEIRA //. Ele, natural de Santa Ro sa de Viterbo, Estado de São Paulo , nascido ao s treze (13) de no vembro de um mil no vecento s e o itenta e cinco (1985), pro fissão o perado r d e empilha deira, es tado civil divo rciado , do miciliado e residente à Vila Marina, 15, Faz enda Amalia, na cidade de Santa Ro sa de Viterbo , Estado de São Paulo , filho de do na MARIA APARECIDA LOPES CLAUDIO . Ela, na tural d e Parip iranga, Estado da Bah ia, nas cida ao s do is ( 02) de fevereiro de u m mil n o vecent o s e setenta e no ve (1979), pro f issão auxiliar de serviço s gerais, estado civil divo rciada, do miciliada e residente à Vila Marina, 15, Faz enda Amalia, na cidade de Santa Ro sa de Viterbo , Estado de São Paulo , filha de RENATO ALVES DE CASTRO e de dona LEONORA MARIA DE OLIVEIRA. (C o nversão de União Estável) Se algu ém s o ube r de alg um imped imen to a o ca samento de algum do s co ntraentes acima, o po nha-o na fo rma da lei. Eu, Gisele C alderari C o s si – Oficial.

PÁGINA 27

Santa Rosa FC perde amistoso para o vice campeão da Copa São Paulo Batatais vence com gols no segundo tempo. Qualidade do amistoso foi elogiado pelos dois times Quem foi ao campão “Rubens Bellizze” assistiu a uma grande partida de futebol, de alto nível técnico. O Santa Rosa FC jogou contra o Batatais, que foi vice campeão deste ano da Copa São Paulo de Futebol Junior, perdendo a final para o Corinthians por 2 a 1. O placar final de 2 a 0 foi construído no segundo tempo. “Foi um jogo muito difí cil. O primeiro tempo, quando as equipes estavam completas, foi pau a pau e o Santa Rosa está de parabéns pela equipe que tem”, disse o técnico Ari, da equipe de Batatais.

O técnico gostou tanto que logo na segunda feira procurou a Diretoria do Leão pedindo informações sobre o jogador “Cardoso”, o Bê, que já jogou em diversos times, inclusve na Europa. “Queremos ele conosco na série A2 do paulista”. O craque, que é vice presidente do Santa Rosa, já se dispôs a jogar os campeonatos amadores do ano que vem pelo Santa Rosa caso não encontre um clube de ponta. Este ano o Leão pretende fazer dois amistosos. Um já está marcado para o dia 26 contra o Botafogo.

Cardoso, além de jogador, é o vice presidente do Clube


PÁGINA 28

FALA NOSSO TETO

por Serginho Gomes

O J ORNALZ ÃO - E D . 1.124 - 04/11/2017

Prefeitura limpa parte do terreno apontado para novo cemitério

“A rodoviária não vai à lugar nenhum”

Professor de Educação Física orientará a prática de exercícios

Esta semana duas retroescavadeiras da prefeitura limparam parte do terreno que fica ao lado da rua Antônio Elias Ribeiro (terreno apontado pela administração anterior como ideal para a construção do novo cemitério), no André Franco Montoro-Montorão. Segundo um funcionário público a limpeza, além de acabar com possíveis criadouros do mosquito da Dengue, deve inibir que moradores jogarem mais lixo no local. -As máquinas taparam a valeta que havia aqui. Vamos ver se as pessoas param de sujar o local e o deixe com cara de bairro civilizado, frisou o funcionário.

“A rodoviária não vai à lugar nenhum”, foi o que disse o morador Ferdinando Bianchessi, ao saber que a construtora Cagicon encerrou mais uma etapa da construção da mini rodoviária, na praça do teto. Esta semana a Construtora, segundo informações, concluiu a rede hidráulica do prédio, e também a instalação de portas e guarnições, consumindo a última verba recebida no valor de 18 mil reais. Assim, como em vezes anteriores, a Construtora deve interromper os trabalhos, até que o Governo Federal deposite outra parcela do capital. A obra está com quatro meses de atraso.

A prefeitura, através do Departamento de Desenvolvimento Social, representado pelo CRAS, em parceria com a Diretoria de Saúde, via PACS, disponibilizará, já a partir da próxima segunda-feira (6), um professor de Educação Física para orientar a prática de exercícios físicos. -O nosso principal objetivo é atrair os idosos e pessoas sedentárias para praticarem atividade física. Assim melhorarão a saúde e seu bem-estar, explicou Guilherme Felizardo, diretor do Departamento de Desenvolvimento Social. As aulas não terão nenhum custo para os participantes e acontecerão às segundas, quartas e sextas-feiras, a partir das 7h30, na praça Zuleika de Moura Balbão -praça do Teto. No Centro de Convivência do Idoso, também haverá aulas, às terças e quintas-feiras orientadas pelo professor, João Paulo. -Nós esperamos que os moradores abracem a iniciativa para juntos conquistarmos, com descontração, mais saúde e qualidade de vida-finaliza, Felizardo.

Ficou pronto O abrigo de ônibus que a prefeitura estava instalando a avenida Joaquina Custódia Ribeiro, ficou pronto esta semana.


O J ORNALZ ÃO - E D . 1.124 - 04/11/2017

SOCIAIS DO ÉDI CARLOS

PÁGINA 29


PÁGINA 30

SOCIAIS DO ÉDI CARLOS

O J ORNALZ ÃO - E D . 1.124 - 04/11/2017


O J ORNALZ ÃO - E D . 1.124 - 04/11/2017

PÁGINA 31


PÁGINA 32

O J ORNALZ ÃO - E D . 1.124 - 04/11/2017

O Jornalzão, edição 1124  
O Jornalzão, edição 1124  

Jornal semanal de Santa Rosa de Viterbo

Advertisement