Page 1

®

Diretor: André Nagib Moussa (Mtb 34286) - Santa Rosa de Viterbo, 09/02/2019 - Ano 25 - N.º 1.188 - Semanal - Preço do exemplar R$ 3,00

ENTREVISTA

Ex-vice deixa dúvidas sobre motivos renúncia Rocha Junior: “Era de se esperar de nosso povo uma reação positiva diante de toda situação que estava acontecendo”.

Sindicato dos Municipais ganha ação milionária contra prefeitura Servidores não sindicalizados reclamam de pagamento a advogado

2018 foi o ano do desemprego em Santa Rosa Proseando: “E a Aroeira respira aliviada, pois estava com medo da motossera na mão do Dr. Tatu”

Segundo CAGED, 261 vagas de empregos formais foram fechadas Dúvida em texto fará Mudança na entrega da município alterar redação cesta básica não agrada do Código Tributário “Prefeito quer fazer política Taxa de desmembramento terá artigo alterado em 60 dias

Correndo atrás do sonho - Suzana Fukushima, santa-rosense, se entrega de corpo e alma ao teatro, em São Paulo. Seu sonho de criança já dá sinais de realidade, e, dentro do curso onde estuda, ela encenará peças em março e abril, na capital paulista.

com nossa cesta básica”

Santa Rosa perde 120 mil reais da Saúde

Santa-rosenses faltaram a 29,4% das Fim de semana do futebol amador consultas SRFC pega o Bandeirante no ortopédicas e sábado e domingo tem dois 16,5% das jogos pela Copa Luiz Neri neurológicas

Elizeu e Fernando: de Santa Rosa ao deserto em duas rodas


PÁGINA 2

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.188 - 09/02/2019


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.188 - 09/02/2019

Santa-rosenses faltaram a 29,4% das consultas ortopédicas e 16,5% das neurológicas No final de janeiro, recebemos uma foto de um pôster pregado em um posto saúde alertando que os santa-rosenses não estão comparecendo as consultas. "Nos últimos 30 dias, 80 pessoas faltaram em consultas nesta unidade, sendo 63 ortopedia e 17 neurologia." Esses números são relevantes, pois segundo dados que o departamento de saúde enviou para o Jornalzão, ortopedia, tem uma a média mensal de 214 atendimentos, ou seja, no último mês, houve 29,4% de faltas. Já a neurologia, totalizou 103 atendimentos mensais em 2018, o que dá 16,5% de não comparecimentos. Em relação à ausência dos pacientes, o departamento informou que busca solucionar a questão com os mesmos que estão aguardando por consulta. Dessa forma não há prejuízo ao serviço público. Questionados sobre o tamanho das filas em cada especialidade, o tempo que esses pacientes estavam aguardando, a faixa etária que mais procura o atendimento, a mais faltosa e se esses motivos poderiam influenciar em tantas faltas, mas não obtivemos respostas. A nota ainda finalizou informando que para melhorar a eficiência da prestação desses serviços, bem como outros pertinentes a esta pasta, o Departamento de Saúde realiza estudos para dispor de tecnologia e dessa forma facilitar o agendamento de consultas e o próprio controle. Enquanto isso solicita aos pacientes a gentileza de no caso da impossibilidade do comparecimento à consulta agendada, avisar com antecedência de pelo menos 24h. No caso das especialidades citadas, o telefone para contato é: 3954-8795,3954-8791, 3954-8790.

3954 3371 - 3954 6920

PÁGINA 3

2018 foi o ano do desemprego em Santa Rosa

Segundo CAGED, 261 vagas de empregos formais foram fechadas

Dados do CAGED referente ao ano de 2018

Dados do CAGED de 2007 a 2018 O CAGED - O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados - divulgou os dados sobre emprego em Santa Rosa no último ano. E os números são desanimadores. Foram 1.200 admissões e 1.461 desligamentos, aumentando o número de desempregados em 261. No acumulado dos últimos 10 anos nossa cidade perdeu 557 postos de tra ba lhos forma is ,

quase metade apenas no último ano. Em janeiro de 2018 nossa cidade tinha 4.355 postos de trabalho ocupados (empregos formais) e fechou 2018 com 4.094. A cidade perdeu ao longo dos anos empregos principalmente nas indústrias, e parte destes trabalhadores foram absorvidos no comércio e em empresas de prestação de serviços.

Crise , tec nologia, falta de política. O motivo pode ser diverso, mas a realidade é dura para quem perde o emprego e vê a perspectiva de uma nova vida apenas em outra cidade. Inverso - Os dados de 2018 do CAGED mostram também que a microregião de Santa Rosa teve a criação de 7.595 novos postos de trabalhos

formais, no Estado o saldo foi de 122.512 e no país 421.078 novos postos de trabalho.


PÁGINA 4

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.188 - 09/02/2019


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.188 - 09/02/2019

PÁGINA 5

ENTREVISTA

Ex-vice deixa dúvidas sobre motivos renúncia "Era de se esperar de nosso povo uma reação positiva diante de toda situação que estava acontecendo" O Jornalzão fez uma pequena entrevista com o ex-vice Renato Palma Rocha Junior, que renunciou na sexta feira passada. Insistimos na s perguntas para saber se o motivo eram apenas os alegados em sua carta de renúncia e ele confirmou que sim, mas em uma das respostas deixou uma 'pulguinha' atrás da orelha do leitor, quando afirmou que o povo é sábio e que "era de se esperar de nosso povo uma reação positiva diante de toda situação que estava acontecendo". Leia como o agora advogado Rocha Junior respondeu às nossas perguntas. 1.Doutor, bom dia. A pergunta que está na boca do povo: "Foram apenas os motivos profissionais e de não estar mais sendo útil que fez o senhor renunciar"? R- Sim! Foram esses dois motivos já expressados em carta e através da

entrevista coletiva.

forma persistente e obstinado a correr atrás de recursos para nossa amada Santa Rosa, focando ainda mais em nossas instituições.

2. Mas o c as o do INSS noticiado pelo Jornalzão com exclusividade aconteceu? R- Problemas de saúde acontecem de forma súbita, mas o importante é que conseguimos o INSS digital para Santa Rosa, as pessoas não precisarão mais se deslocar até São Simão, principalmente para fazer perícias. Mas uma vez temos que agradecer a força e carinho do Deputado Baleia Rossi. 3. O se nhor s erá candidato nas próximas ele içõe s? R- C om c e rte za para executivo não, para o legislativo é muito cedo, caso decida positivamente, terei que ouvir minha família e as bases tanto população, quanto meu partido. 4.Sobre a nota ofi-

c ial simple s emitida pelo prefeito, ficou chateado? R- Não de forma alguma! Pelo contrário, me animei ainda mais, quando ele afirma que a prefeitura estará de portas abertas para eu continuar a buscar aportes de recursos junto aos nossos amigos deputados, pois como eu disse renunciei ao cargo de vice-prefeito e não a nossa população. A atividade partidária continua, continuarei a ser delegado do meu partido no município.

R- Sempre aprendemos muito, principalmente nas dificuldades, experimentei na política ser bodoque e vidraça. Enquanto me foi permitido laborar, tive a oportunidade de conviver com funcionários maravilhosos, tanto na competência quanto como pessoas, que precisam ser mais valorizados. Que o principal princípio de uma administração deva ser planejamento.

6.Vai continuar solicitando verbas para a cidade através de seus 5.O que ficou de ex- deputados? periência nestes dois R- Como já mencioanos como vice-prefeito? nado acima, continuarei de

7.Nas redes sociais as opiniões foram amplamente favoráveis à sua renúncia, isso surpreendeu? R- Fiquei muito feliz com o carinho de sempre de nossa população que sempre reconheceu meu trabalho político e profissional. Agora surpreso não, pois era de se esperar de nosso povo uma reação positiva diante de toda situação que estava acontecendo, a população é muito sábia. 8.E a advocacia, já voltou? R- Sim já voltei, e estou muito feliz, agora estou com meu coração em PAZ. Podemos e nc ontra r na pala vra de

Deus em: "Isaias 26:3 Tu, Senhor, guardarás em perfeita paz aquele cujo propósito está firme, porque em ti confia". 9.Bike, Santa Rosa Futebol Clube ou política? Ou os três? R- Com certeza os três, bicicleta onde encontrei saúde, serenidade, novas amizades e desafios, no "Leão da Comarca" a esperança que nunca morre, time do meu coração, esperando que essa temporada sejamos campeões, e a boa política de sempre, como já dito, continuaremos nosso trabalho solicitando e indo atrás daquilo for melhor para todos. 10.Use o e spaç o para uma mensagem R- Para se sobrepor a um obstáculo às vezes temos que recuar para tomar velocidade e vencê-lo. A viga mestre da nossa vida é ser feliz!


PÁGINA 6

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.188 - 09/02/2019

EDITORIAL Questão de prioridade - A prefeitura, através da Fundação Cultural, já anunciou oficialmente que haverá carnaval popular em 2019. E na mesma semana do anúncio, cidadãos reclamam, nas redes sociais, da falta de fitas para medir diabetes, agulhas para aplicação de insulina, remédios dos mais simples aos de alto custo, leite para idosos... Neste mesma semana o Governo Estadual cortou verbas que vinham para a Saúde local. Semana passada cortou convênios de recape e asfaltamentos novos, o que nos leva a crer que os imensos e muitos buracos nas ruas continuarão, amenizados por uma prometida operação tapa buraco que nunca acontece, assim como as ruas de terra continuarão de terra. A fila para ultrassom chegou a um ano. Isso mesmo, um ano. Quem não acredita que vá num posto tentar marcar para tirar a prova. Só para 2020. E com tudo isso a prefeitura anuncia o carnaval "diferente", com pré-carnaval no Nosso Teto. A população tem direito ao carnaval? Tem sim. Mas também tem direito à Saúde, ruas transitáveis, lazer de qualidade, investimentos em infra-estrutura ... E como cabe ao executivo colocar as prioridades em ordem de importância, é assim que a gente descobre as prioridades de cada governante.

PROSEANDO

Precisamos nos reinventar, urgentemente Preocupante o fechamento de 261 postos de trabalhos formais em Santa Rosa no último ano, segundo o CAGED. Santa Rosa precisa se reinventar, urgentemente. Lembremos que há pouco tempo todos falávamos que São Simão era uma cidade de aposentados, sem emprego, aonde todos vinham para Santa Rosa trabalhar. Hoje nossos vizinhos empregam mais em indústrias que Santa Rosa. Lá se prepararam a longo prazo e aqui, o que estamos fazendo? A prefeitura fez alarde que vinha uma empresa, até elogiamos aqui, mas cadê a danada? Perdeu o prazo das obras e nada aconteceu. Anunciaram lei de incentivo, mas cadê o distrito industrial? Senhor prefeito, senhores vereadores, que tipo de mão de obra temos em Santa Rosa? Qual tipo de indústria se adéqua à nossa vocação? Os senhores não sabem porque emprego não é prioridade. Trabalho árduo e de formiguinha deve ser feito para que não nos transformemos em breve numa cidade dormitório.

Taxa não é imposto - A taxa de desmembramento foi criada para cobrir os custos da prefeitura no serviço prestado. Cobrar o valor que está sendo cobrado faz a taxa ser imposto. Dos tantos loteamentos novos a taxa certamente foi cobrada da forma corCarnaval sem custo - Este jornal é favorável á reta, mas dos munícipes "avulsos e desinformados", realização de um carnaval popular sem custo para a aplicou-se o entendimento da cobrança mais cara. A municipalidade e em local adequado, dadas as circuns- Lei é clara. Mais uma paulada no bolso do contributâncias financeiras do município. Mas sem custo é cus- inte. Quem pagou na forma errada que busque seus to zero. Não é o "sem custo" igual em anos anteriores direitos na justiça. que sempre custaram e caro. Planejar com antecedência, buscar parceiros na iniciativa privada, vender espaPara encerrar... - O assunto da renúncia do vice, ços publicitários e receber antecipadamente, vender por enquanto, fica a dúvida nos motivos que levou Roespaços a ambulantes e receber antecipadamente. Jun- cha Junior a renunciar. A resposta da pergunta número ta-se o montante e faz o Carnaval. E a coisa é simples 7 de sua entrevista publicada hoje deixa dúvidas que, assim. Juntou 10, faz a festa de 10. A Fundação Cultu- quem sabe, lá no futuro ele nos revelará. Disse ele: "(...) ral está lá para isso. diante de toda situação que estava acontecendo". O que será que estava acontecendo? The Post - Assistindo ao filme The Post, história verídica, a frase de um Juiz da corte norte americana chamou-nos a atenção: “A imprensa deve servir aos governados e não aos governantes”. A revista semanal “ISTO É” classificou o filme como “Uma ode ao valor da imprensa livre”.

EXPEDIENTE O JORNALZÃO CNPJ 24.933.354/0001-57 Redação: rua Condessa Filomena Matarazzo, 58 - Centro - Santa Rosa de Viterbo-SP - CEP 14.270-000 Celular e whatsapp: (16) 99373.25 33 - Diretor de Redação: André Moussa Free lancer - Gabriel Caldas e Romeu Antunes Contato Comercial: Daniel Pereira Tiragem: 2.000 exemplares - Circulação: Santa Rosa de Viterbo, São Simão, Tambaú e Cajuru Pe riodicidade : Semanal - R$ 3,00 por exemplar - E-mail: ojornalzao@ojornalzao.com Impressão: Grafisc, São Carlos. “Artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do jornal.” O JORNALZÃO É AFILIADO À ABRARJ

por Zé Pretinho

A saída do buraco De peito aberto pra mostrar o que é certo, o viceprefeito da mata Graciosa, renunciou. E a Aroeira respira aliviada, pois estava com medo da motossera na mão do Dr. Tatu. O matreiro vereador Ouriço, sabia desse feito, preparou ao colega Tatu, o titulo de Honra ao Mérito. O edil nobre Cabrito em um ano, teve uma ascensão política meteórica; Suplente, vereador, presidente da câmara e prefeito virtual. Cabrito abriu a sessão: - É uma honra recebê-lo de volta nessa casa Dr. Tatu! Onde foi um vereador atuante e defensor ferrenho dos pobres e oprimidos, pela injustiça social! O edil Camaleão, antes do discurso, disse ao nobre colega Cabrito: - Quando estiver “prefeito”, cobrindo a folga do Prefeito, vamos assar uma lingüiça na sua folga, colocar a política em dia! Dr.Tatu! Pequeno no tamanho, grande na responsabilidade! Seu altruísmo faz de ti, um notável Político a serviço da mata Graciosa! Tatu se emociona e é ovacionado, plenário lotado de seguidores de sua fanpage. Nobre colega Gato, usa a tribuna com três folhas datilografadas, frente e verso: - Admiro-te ó grande Tatu, pela hombridade como rapou fora do buraco, surpreendendo! Nobre colega Javali corta o discurso do Gato: - Tá bom nobre colega, corta, discurso muito comprido, óia a fila pra homenagear... Nobre colega Paca emite suas palavras, emocionada: - Quero agradecer (choro), meu filho foi preso com um baseado, e baseado na lei você o libertou, nada cobrou, disse que a nossa amizade pagava. Obrigado grande amigo Tatu! Nobre colega Preá, sorriso maroto, proseia: - Tu és um fidalgo, grande Dr.Tatu! Perde a mata Graciosa nos próximos dois anos, com sua ausência política. Merecedor dessa honraria! Palmas! Nobre colega Sussuarana abre seu proseado: - Você é filho nobre da mata Graciosa! Altitude, aliás atitude, de um grande político, modelo a ser plagiado! Esta casa lhe aguarda de braços abertos! Os nobres colegas, Coelho, Aru, Macaco, não discursaram, falta-lhes o cacoete oratório. Tatu, avesso a demagogia e hipocrisia, proseia da tribuna: - Ser vice é um saco, só fica batendo na porta e não pode entrar... Ingratidão! Vou gerar economia de cem mil ao erário, até o fim dessa gestação, aliás gestão, vice tem que ser extinto! Gostaria que todos os vereadores dessa casa, pensassem com carinho no povo e reduzissem seus ganhos a um salário mínimo, economia de mais de um milhão por ano. Imagine a saúde com menos doentes, e não pedindo esmolas; Educação com crianças bem formadas; Esporte formando campeões; Qualidade de vida diminuindo a depressão; A infraestrutura da cidade preparada, para atrair empresários e gerar empregos! Muito Graciosa é Santa Rosa, e ela merece isso e muito mais. Imagine e faça acontecer! Um silêncio... Tatu foi no centro da consciência da bicharada... E o público gritou: - Tatu, futuro prefeito! Tatu, prefeito!! Tatu, prefeito!!!


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.188 - 09/02/2019

PÁGINA 7


PÁGINA 8

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.188 - 09/02/2019


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.188 - 09/02/2019

PÁGINA 9


PÁGINA 10

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.188 - 09/02/2019


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.188 - 09/02/2019

PÁGINA 11

Sindicato dos Servidores Municipais ganha ação milionária contra prefeitura O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais ganhou uma ação milionária na justiça trabalhista contra a prefeitura. O valor total não foi divulgado pelo Sindicato, mas os servidores que tem direito receberão valores entre R$ 1.500 e R$ 39.000. O Sindicato entrou com a ação porque entre 2009 e 2014 a prefeitura não pagava as férias dos servidores na data correta, que é dois dias antes do benefício. "Isso gera multa de valor igual ao das férias", explicou Benedito Pedro Garcia, o Dito, diretor do Sindicato. Segundo Alex Rodrigues, presidente do Sindicato, a partir de 2015 os pagamentos começaram a ser feitos da forma correta. Ele disse ainda que a grande maioria dos servidores terão direito de receber as multas. "Mas aqueles que receberam suas férias, neste período, na data correta não terão direito porque não houve irregularidade", explicou. Rodrigues disse não saber o montante que a prefeitura deverá pagar, pois tem até junho para apresentar a lista dos servidores à justiça trabalhista com os valores reajustados de cada servidor. "Mas temos que lembrar que aqueles que receberão mais que R$ 13.166 irão para a fila de precatórios", informou. Reclamações - Alguns servidores procuraram o Jornalzão para reclamar que eles não são

sindicalizados e serão obrigados a pagar 30% de 'comissão' para o advogado. Dito do Sindicato explica que isso ainda não está definido. "Ainda estamos analisando a situação de como proceder com os não sindicalizados. Mas o que fizermos será, obviamente, na forma da lei", disse. Servidores não sindic alizados a le ga m que como há os 15% de sucumbência que serão pagos pela prefeitura ao advogado, não há porque cobrar deles. "O advogado vai ganhar duas vezes pelo mesmo serviço", disseram ao Jornalzão. Atualmente 50% dos servidores são sindicalizados e contribuem mensalmente com 2% do salário base para manter a entidade sindical. Benefícios - Dito e Alex aproveitaram a reportagem para dizer que os servidores têm muitas vantagens quando sindicalizados. "São vários convêni-

Decreto de Nando que alterou a forma da entrega das cestas básicas dos servidores municipais

os que se bem usados trarão vantagens bem maiores que os 2% descontados na folha" disseram. O Sindic ato ma ntém convênios com universidades, clínicas médiOs servidores que procuraram o Jornalzão reclamaram também da nova regra cas, cartões de crédito de entrega das cestas básicas aos municipais, modificada através de um decreto do sem anuidade, lojas de inprefeito, baixado em janeiro de 2019. A partir de agora os servidores terão dois dias formática, Clube de Campara retirar a cesta e o local de retirada será na praça Conde Francisco Matarazzo, po, óticas, etc... provavelmente em alguma tenda ou caminhão, que ficará estacionado por dois dias das 8h00 às 17h00. Além de diminuir o prazo para a retirada das cestas, o artigo 4º do decreto diz que o prefeito dará destinação às cestas que não forem retiradas. "Ele quer é fazer política com nossa cesta", disse um servidor, afirmando não é do chefe do executivo a função de destinar cestas básicas a ninguém, ainda mais as dos servidores. O Jornalzão ouviu o presidente do Sindicato dos Municipais Alex Rodrigues, que afirmou que as cestas serão destinadas à entidades. "Creio que ele repassará estas cestas ao Fundo Social e à Assistência Social", afirmou. O presidente finalizou dizendo que na Artivinco a entrega das cestas também leva dois dias e a prefeitura fez nos moldes da empresa e lá, ao que parece, não tem problema nenhum na distribuição.

"Prefeito quer fazer política com nossa cesta básica"


PÁGINA 12

EDITAL DE PROCLAMAS nº. 2631 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // JOSÉ CARLOS ROSSETTO e DANIELA GORETI DE OLIVEIRA //. Ele, natural de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, nascido aos três (03) de setembro de um mil novecentos e sessenta e nove (1969), profissão mecânico de manutenção aposentado, estado civil divorciado, domiciliado e residente à Rua Doacir Antonio Bueno, 262, Jardim Aquarius, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filho de ANTENOR ROSSETTO e de dona DIVINA AMERICA GONÇALVES ROSSETO. Ela, natural de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, nascida aos trinta (30) de março de um mil novecentos e setenta e seis (1976), profissão do lar, estado civil solteira, domiciliada e residente à Rua Doacir Antonio Bueno, 262, Jardim Aquarius, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filha de CICERO PRIMO DE OLIVEIRA e de dona ROSA MARIA OLIVEIRA. (Conversão de União Estável) EDITAL DE PROCLAMAS nº. 2632 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // SERGIO ROBERTO GOMES e RUTH MARIA DOMINGOS //. Ele, natural de Santo André, Estado de São Paulo, nascido aos onze (11) de dezembro de um mil novecentos e sessenta e quatro (1964), profissão soldador, estado civil divorciado, domiciliado e residente à Rua Ibiquara, 658, Monte Alto, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filho de JOÃO GOMES e de dona MARLENE AVERSA GOMES. Ela, natural de São Simão, Estado de São Paulo, nascida aos seis (06) de janeiro de um mil novecentos e sessenta e sete (1967), profissão doméstica, estado civil divorciada, domiciliada e residente à Rua Ibiquara, 658, Monte Alto, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filha de JOSÉ MARIO DOMINGOS e de dona ANNA DE LOURDES VALSEIRO DOMINGOS. Se alguém souber de algum impedimento ao casamento de algum dos contraentes acima, oponha-o na forma da lei. Eu, Gisele Calderari Cossi – Oficial.

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.188 - 09/02/2019


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.188 - 09/02/2019

PÁGINA 13

Dúvida na interpretação fará prefeitura alterar redação do Código Tributário Artigo que prevê taxa de desmembramento será alterado em 60 dias Desde 2015 a prefeitura vem cobrando a taxa de desmembramento de terrenos de forma irregular. Esta semana dois casos chegaram ao conhecimento do Jornalzão, que procurou o setor jurídico da prefeitura para questionar. Um dos casos foi do Primavera Country Club que há mais de um ano tentou desmembrar uma minúscula faixa de terra em comum acordo com um vizinho, mas não conseguiu porque a prefeitura queria cobrar a taxa de des me mbra mento pela área total do clube, de cerca mais de dois alqueires. O negócio não prosseguiu. O outro caso é do cidadão Alberto Lerco Coelho, que também passa pela mesma situa ção. Tenta desmembrar um terreno de uma área familiar, mas a prefeitura quer cobrar a taxa em cima do valor total do lote. "A Lei diz que a prefeitura tem que cobrar sobre a metragem do

terreno desmembrado e não da área total", disse Coelho, que foi assessor de Cassinho e Chiaperini. A taxa de desmembramento, desdobro e/ou unifica ç ã o é cobrada quando um dono de terreno quer dividir sua propriedade. O correto é cobrar a taxa sobre a metragem quadrada do terreno desmembrado e não sobre a área total, remanescente, como atualmente é feito. Explicação - Coelho, que tem como formação especialização em administração pública municipal, enviou ao Jornalzão uma explicação técnica, mostrando que a cobrança, na forma que vem sendo feita, está errada. "A cobrança de taxas pela administração pública é regulada por uma lei municipal complementar intitulada Código Tributário Municipal (CTM). No caso em questão a cobrança de taxa deriva do exercício regular de polí-

cia administrativa (artigo 123 inciso I) o qual tem sua definição descrita no artigo 124. A taxa cobrada está prevista no artigo 126, inciso VI (construção, loteamento e arruamento) . A expedição de licença para o desdobro de lote constitui o fato gerador para a cobrança da taxa. Ela serve para atender o custo do serviço e não para outras funções da administração pública. Para estas existem os impostos. A base de cálculo é o custo do serviço para cobrança de taxas está regulada nos artigos 198 a 200 do CTM. O artigo 380 do CTM traz as tabelas de taxa afetas ao poder de polícia administrativa e dentre elas a Taxa de Fiscalização da Licença para Execução de Obras de Construção Civil e Similares. Nessa tabela se enquadra desdobro e loteamento. Em lugar algum da tabela ou artigo do CTM está explícito ou mesmo implícito que a cobrança da taxa deve incidir sobre a área original antes do desdobro. Pelo contrário todas as taxas da tabela baseiam-se nos fatores que as geraram. Porque o desdobro seria exceção? A prevalecer o cri-

tério adotado pela administração o valor da taxa de um hipotético lote de 200 m² num lotea mento de 20.000 m² de área livre para comercialização seria aproximadamente de R$ 15.000,00. Considerando o embasamento exposto acima e para atender os princípios constitucionais de legalidade e impessoalidade, a administração estará obrigada a voltar a adotar a fórmula anterior de cobrança da taxa. Os contribuintes que tiveram cobrança efetuada a maior têm o direito de pleitear a restituição dos valores cobrados a mais. (Artigo 282 inciso I do CTM)". Jurídico fala - Juliano de Oliveira, Diretor Jurídico da prefeitura, disse desconhecer ambos os casos e que tomou conhecimento com o questionamento do Jornalzão. Mas ele entende que o valor deve ser cobrado pelo valor desmembrado e não remanescente. "O texto da Lei não deixa claro sobre qual lote a cobrança deve ser feita e deveremos fazer uma mudança para ficar mais claro para que se cobre a taxa sobre o lote desmembrado", disse Oliveira. Para ele, como a Lei

não explica direito a questão, por coerência, a Lei deve ser alterada. "Vou falar com os departamentos e encontrar uma forma mais clara de alterar a Lei e assim cobrar tão somente do objeto do desmembramento e não da área remanescente". Oliveira frisa que a

cobrança vem sendo feita desta forma desde 2015, e mostra com documentos os casos que foram pagos desta forma. Para ele a mudança deve demorar 60 dias. "Depois de analisarmos tudo e elaborarmos a mudança, enviaremos à Câmara para aprovação", finalizou.

NA BOCA DO POVO Três dúvidas estão na boca do povo. O Jornalzão, então, entrou em contato com a assessoria de comunicação municipal e perguntou. As respostas demoraram quase duas semanas, mas chegaram. Veja as perguntas e as respostas do executivo abaixo. 1- Como Diretores não estão passando pelo ponto eletrônico de controle de horário, chegou a informação de que a diretora de educação Meire Pedersolli e a Diretora de Finanças Ana Belavenuto não cumprem seus horários integrais. O que nos informaram é que dona Ana dá aulas todas as sextas feiras e a Meire, além de chegar sempre 9h00, sai antes das 16h para trabalhar na faculdade em Ribeirão. Se isso ocorre, elas tem parte dos salários descontados? R- Os diretores cumprem carga horária superior ao expediente administrativo. Importante ressaltar que muitas vezes nem usufruem do intervalo de refeição, bem como que, continuam exercendo suas atividades fora do horário de expediente, inclusive aos finais de semana. 2- Dois postos da cidade venceram a licitação para fornecimento de combustível, mas um deles não funciona 24h e nem nos finais de semana. Como que será com as ambulâncias por exemplo, que precisam abastecer nos finais de semana e/ou de madrugada, o edital não previu isso? R- Os abastecimentos dos veículos ocorrerão de forma planejada, cabendo a administração organizar os horários destes.. 3- A Educação contratou alguma assessoria jurídica? Se sim, onde e em que atua? R- Não possui assessoria jurídica


PÁGINA 14

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.188 - 09/02/2019

SEJA UM ASSINANTE DO JORNALZÃO Ligue e receba o jornal em sua casa, durante um ano, por R$ 130,00

Contrate por celular ou whatsapp 99373.2533


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.188 - 09/02/2019

PÁGINA 15

Santa-rosenses fazem viagem de moto de mais de 8 mil km Os amigos, Elizeu Sabino e Fernando Lindau, fizeram uma grande aventura percorrendo 8.500km de moto no mês passado. Eles saíram de Santa Rosa no dia quatro de janeiro, por volta das cinco da manhã e tocaram direto até Foz do Iguaçu, no Paraná. A partir daí, seguiram sem lugares predefinidos para as paradas, a não ser um hotel em São Pedro do Atacama, no Chile, que foi preciso agendar com antecedência. A primeira parada fora do país foi Machagai, na Argentina. O que impressionou Elizeu foi a quantidade de índios vendendo suas artes e frutas. O clima era úmido e muito quente. A língua não foi um problema para eles, Lindau é veterano nesta viagem, já está na quarta vez, Sabino foi pela primeira, mas domina o idioma. Em Machagai ficaram hospedados na casa de Sérgio, um amigo de Lindau. "Agradeço muito a Sérgio e ao Franco Garces, pessoas de coração muito bom", disse

Elizeu. Seguindo caminho, chegaram a Corrientes, onde foram recepcionados por duas famílias, na casa tinha uma linda coleção de carros antigos. Entrave internacional - A próxima parada foi Salta, conhecida como 'La Linda', que tem esse apelido por ter construções históricas muito bem conversadas, com dois museus lindos, uma região arqueológica muito rica, rodeada de verde, montanha e tem o início da Cordilheira dos Andes, "Todo lugar que se olha, ela é linda", descreve Sabino. Finalizada a Argentina, era hora de entrar no Chile, foi aí que os santa-rosenses passaram pelo maior perrengue da viagem. Os fiscais de fronteiras não queriam permitir a entrada. A moto do Elizeu está registrada no nome da empresa, na qual é sócio com sua esposa, e segundo a legislação do Chile, para que ele pudesse passar, teria que ter uma autorização escrita dos dois

sócios. Ficou aquele impasse, não poderiam entrar no Chile, mas não também não poderiam voltar pra Argentina. A dupla encontrou alguns brasileiros também se apresentando para poder ingressar no Chile, entre eles advogados, que explicaram a muito custo que no Brasil, aquilo não era irregular e não estavam agindo de má fé. Só depois

de muita insistência conseguiram fazer a travessia. Deserto do Atacama - De Salta até São Pedro do Atacama tinha muita altitude, pouco oxigênio o que fazia cair drasticamente o consumo da moto, era frio e tinha um vento forte lateral, o que requeria habilidade dos motoqueiros. Passaram pelo deser-

to do Atacama, que é extremamente árido, chove menos de 2 mm por ano. Se depararam com o Projeto Alma, o maior observatório de estrelas do mundo. Viram zorro, um pequeno lobo, lhama e flamingo. Passaram por vulcões, salares que são desertos de sal, até chegar em São Pedro do Atacama. Os amigos se depararam com pessoas do mundo todo, russo, americano, europeu, japonês entre outros e notaram que chilenos são extremamente patriotas, usam bandeiras do país, para todo lado, assim como na Argentina, e isso lhe causou certa inveja. Consideraram cara a estádio no Chile, mas em compensação a preservação da cultura é muito grande, tudo bem rústico e bonito. "Melhor aventura da minha vida" - Seguindo viagem, foram para o litoral do pacífico, na cidade de Taltal, típica chilena, chama muito a atenção,

por ter placas de tsunami, muitos vulcões, alguns ativos, não com lava, mas saindo fumaça. E para sorte deles, dois dias depois que foram embora, teve um terremoto lá. Por fim, fizeram a travessia do Chile para Argentina, pela da cidade de Los Andes até Mendoza, a última parada, cidade com características europeias, capital do vinho e azeite. A travessia foi pela Cordilheira dos Andes, neste ponto, os amigos perceberam que toda a América do Sul está com menos água, os Andes estão com menos gelo, devido ao aquecimento global. De Mendoza, se locomovera m a té e m Foz do Iguaçu para dormir e finalmente c hegara m em Santa Rosa, no dia 25. "Agradeço ao amigo Fernando Lindau por permitir a minha participação. Agiu c omigo c omo se fosse um filho dele, foi a maior aventura da minha vida sem dúvida," finalizou Elizeu Sabino.


PÁGINA 16

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.188 - 09/02/2019


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.188 - 09/02/2019

PÁGINA 17

DARCI ROCHA

Dom Bosco 2 dorm, sala, coz, wc, gar. 3 carros, alicerce para área de lazer, acab. de 1ª, portao elet., murada R$ 210 mil Jd Primavera 3 dorm, sala, copa, coz, edicula e piscina pequena ......................................................... R$ 180 mil Jd das Flores avenida, 2 dorm, sala, coz, terreno 12x24 ...................................................................... R$ 120 mil Centro rua do Comércio, 2 dorm, sala, coz, lavanderia, churrasq, armário na cozinha ........................... R$ 180 mil Centro precisa reforma .................................................................................................... .................. R$ 80 mil Geminada Dom Bosco 2 casas de 160m2 cada ................................................................................. R$ 240 mil Centro 3 dorm, sala, coz .................................................................................................... ............. R$ 180 mil Casa Morumbi 3 dorm, sendo 1 suíte, duas salas, duas copas, cozinha ampla, banheiro social, churrasqueira, despensa, garagem, + 1 suíte, sacada, terreno 13x26 .......................................................................................... R$ 700 mil Casa e salão comercial avenida São paulo, próximo a Posto de Saúde ................................................ R$ 200 mil Sobrado Cohab 1 1 dorm, mais suíte ............................................................................................... R$ 180 mil Nosso Teto, casa com 2 dorm, e mais outra do lado com um dorm. ........................................................ R$ 100 mil Filtro 2 dorm .................................................................................................... ............................. R$ 110 mil Edícula Canaã 1 dorm, sala, coz, wc, varanda, 120m2 de const., murada, portão. Ac. carro ou terreno ...... R$ 170 mil Morumbi 3 dorm, armário, guarda roupa embutido ............................................................................. R$ 420 mil Júlio Moretti 3 dorm, sala, coz ampla, área churrasco, ótimo acabamento .............................................. R$ 270 mil Cohab 4 2 dorm, sala, coz, wc, área de serviço, despensa, varanda ........................................................ R$ 110 mil Jd Aquarius 2 dorm, sala, coz, wc, murada, terreno 5 x 25 ................................................................... R$ 110 mil Centro, próx. ao Gricki 2 dorm, sala, coz, garagem, murada ................................................................ R$ 120 mil Casa Julio Moretti .................................................................................................... ................... R$ 210 mil Casa Nosso Teto .................................................................................................... ....................... R$ 120 mil Casa Nosso Teto .................................................................................................... ....................... R$ 110 mil Casa Jd. Aquarius 2 dorm, sala, coz, área serviço ............................................ R$ 60 mil + parcelas de R$ 540,00 Dom Bosco 2 dorm, sala, coz, wc, garagem, murada com portão ............................................................ R$ 160 mil Centro Praça Sto Antonio, precisa de reforma ................................................................................... R$ 160 mil Luiz Gonzaga 3 dorm, sala, copa, coz, garagem, área lazer, de frente a ETEC. ac casa menor valor ............. R$ 350 mil Apto. Ribeirão 69 m2, com 2 dorm, sendo 1 suite, sala, copa, coz, lavanderia, armários, próx. Catedral ..... R$ 300 mil Jardim Aquarius 4 terrenos juntos ................................................................................................ R$ 320 mil Dom Bosco nova, 3 dorm, sala, coz, wc social, piso porcelanato, murado, portao, quintal parte ciment. .... R$ 200 mil Próximo a Capela esquina, 2 dorm, sala, copa, coz, despensa, wc, mais edícula ind, com quarto sala coz .. R$ 380 mil Cohab 3 - 2 dorm, sala, coz, área serviço coberta mais despensa ampla .................................................. R$ 115 mil Casa centro próx. Grick e Matriz, 2 dorm, sala, copa, coz, varanda, lavanderia, terreno amplo. ót. local .... R$ 200 mil Nhumirim 2 dorm, sala, coz, garagem ................................................................................................. R$ 120 mil Itamaraty 2 dorm, sendo 1 suite, sala, coz, lavanderia e edicula no fundo ............................................ R$ 180 mil Casa Centro ao lado Banco do Brasil, 2 dorm, sala, coz, terreno 176m2 ............................................... R$ 270 mil Dom Bosco 3 dorm, garagem 2 carro, área no fundo, murada ................................................................... R$ 200 mil

Jd. Nova Roma plano, med 11x25, ou seja 275m2, 2ª rua ................................................................. R$ 80 mil Jd. Primavera 2 terrenos juntos (fundo um com outro), med 12x25, murado de frente e 1 lado ........ R$ 85 mil cada Jd. Itamaraty murado, plano, medindo 12x25, ou seja, 300m2 ........................................................ R$ 100 mil 8 terrenos juntos próximo ao Cruzeiro, final av. bosque, planos, 8x20 (160m2), todos com infra ..... R$ 40 mil cada 2 terrenos Nova Roma, av Nicolas Yasbeck, med. 20x50 ou seja, mil metros cada um, murado ...... R$ 250 mil cada 2 terrenos juntos Jd. Itamaraty 2 com 230m2 cada ................................................................ R$ 55 mil cada um Terreno amplo 3800m2, ótimo local para área de lazer, com pequena represa .................................... R$ 250 mil Jd. Aquarius 10x25 .................................................................................................... ................. R$ 42 mil Centro com cerca de 1.200m2, todo murado (aceito casa na troca) .................................................... R$ 450 mil Terreno AV São Paulo esquina com 200m2 de frente ao centro cultural ............................................ R$ 190 mil Temos terrenos no Jardim Itamaraty 2 - Consulte-nos

Nova Roma 3 dorm, sendo 1 suite, sala, coz, copa, arm emb, lavand, gar, aquec. solar, acab 1ª ..................... R$ 450 mil Rua Francisco Zaac 2 drm, sendo 1 suite, sala, copa, coz, lavand, garagem, terr. 608m2 ............................. R$ 350 mil Morumbi 3 suites, 3 salas, copa, coz, wc social, escritório, salao de festas, área churrasco + 3 dorm nos fundos, wc social, sala, cozinha, casa toda com aquecedor solar, garagem 4 carros 493,15m2 de constr em dois terrenos de 676 m2R$ 900 mil Próximo rodoviária 3 dorm, sendo 1 suite, sala, coz, wc, gar., lavanderia ................................................ R$ 240 mil Próximo Solar 3 dorm, sala, coz, lavand, garagem, salão comercial com wc .............................................. R$ 240 mil Salão comercial esquina, antigo HSBC, 220m2, terreno de 330m2, oportunidade única ......................... R$ 280 mil Salão comercial ótimo ponto comercial, rua Mário Carneiro da Cunha ................................................. R$ 250 mil Centro próx. ao gremio, 3 dorm, sala, copa, coz, lavanderia, garagem, salão comercial .............................. R$ 250 mil Nova Roma 3 dorm, sendo 1 suite, sala, copa, coz planejada, lavand, área churras, esq .............................. R$ 380 mil Jd Aquarius 3 dorm, sendo 1 suite, sala, copa, coz, lavanderia, garagem (próx rodoviária) ......................... R$ 200 mil Cohab 3 esquina, 3 dorm, 2 salas, copa, coz, área lazer, garagem + edícula ............................................. R$ 200 mil Casa Jardim do Sol (esquina) 02 dorm, sala, cozinha, murada..................................................................................R$ 180 mil Rua Prudente de Morais 3 dorm, sala, copa, coz, lavanderia e garagem ................................................. R$ 210 mil Centro seminova, de frente ao antigo correio, 2 dorm, sendo 1 suite, sala, coz, lavanderia, area churras ..... R$ 250 mil Nova Roma 2 dorm, sala, coz, area serviço, murada e portão ................................................................ R$ 200 mil Morumbi velho 275 m2 de const. 2 terr. med. 663 m2, 3 dorm, sendo 1 suite, 2 salas, copa, coz, ed. fundo . R$ 590 mil Casa com sobrado e salão comercial Nosso Teto, esquina próxima ao Nota 10 .................................... R$ 160 mil Casa Primavera 3 dorm, sendo 1 suite, sala, copa, coz, lavand, gar. terreno 400m .................................. R$ 230 mil CasaItamaraty, 3 dorm, copa, sala, coz, garagem, quintal cimentado, portão (terreno 12x25) ..................... R$ 200 mil Casa Centro róximo ao HSBC, com 353,94m2 const, acabamento de 1ª, terr. 1.045m2, murado, portões ... R$ 700 mil Nova Roma 4 dorm, sendo 1 suite, sala, copa, coz, garagem, construída em 2 terrenos ............................ R$ 400 mil Nova Roma 2 dorm, sendo 1 suite, sala, coz, copa, garagem, ótimo acabamento ...................................... R$ 230 mil Jd. do Sol 2 dorm, sala, coz, área de lazer, terreno 10x38,5 ................................................................... R$ 190 mil Cohab1 esquina, 3 dorm, sendo 1 suite, sala, coz, garagem, área serviço ................................................ R$ 110 mil Próx. praça Fuim (avenida) 3 dorm, sala, copa, coz, garagem, alpendre, terreno 10x30 ............................ R$ 260 mil Rua do Comércio 2 dorm, sala, cozinha, amplo terreno ....................................................................... R$ 350 mil Nova Roma 184m2, 3 dorm, sendo 1 suite, sala, copa, coz, área serv + edicula (2 terr.) ............................ R$ 420 mil Sobrado Nosso Teto com 3 aluguéis ................................................................................................. R$ 120 mil Barracão com edícula Julio Moretti ................................................................................... R$ 180 mil ac. troca Barracão próx. avenida Pres. Vargas, atrás do Vergínio melloni ........................................................... R$ 220 mil Casa Nova Luiz Gonzaga, 2 dorm, sala, coz ....................................................................................... R$ 125 mil Edícula Ari Carneiro 1 dorm, sala, coz, lavanderia, murada, portão eletr., próx a quadra .......... R$ 45 mil + prestação Casa Nosso Teto 4 dorm, sala, copa, coz, lavanderia, forrada ................................................................. R$ 70 mil Cohab 1 4 dorm, 2 salas, copa, coz, lavanderia ........................................................ R$ 68 mil (precisa de reforma) Centro próx. Gricki, 2 dorm, sala, copa, coz, área serviço, garagem ........................................................ R$ 210 mil

Área de 20 mil m2, cercado, curral simples, 300m do asfalto, dentro da cidade ........................ R$ 200 mil Sítio 1 alq dentro da cidade, frente para a rua Cícero Martinelli ................................................. R$ 300 mil Chácara fundo Cohab 1 1.100m2, com casa de 4 dorm, sendo 1 suite, sala, copa, coz, lavand, despensa, área de lazer com currasqueira, pomar ............................................................................................... R$ 450 mil Área urbana 1.500m com casa e edícula sem acabar, curral, chiqueiro, fundo da Cohab 1 ......... R$ 200 mil Área de 1.000 m2 com toda infra estrutura ............................................................................... R$ 120 mil Área urbana Jd Elite com casa, 1047m2, ótimo para investimento, pode desmenbrar até 8 lotesR$ 260 mil TEMOS VÁRIOS SÍTIOS E FAZENDAS À VENDA, CONSULTE-NOS

CASA CENTRO

BARRACÃO P/ ALUGAR

RESIDENCIAL MORUMBI

CASA CENTRO

CASA NOSSO TETO

2 dorm, sala, coz, wc social, lavanderia, piso frio, forro pvc, toda reformada. Imperdível R$ 92 mil. Ac. Carro

Ótima localização, em frente a pista, com 250m2 de construção, mesanino, coz., escritório, wc social, energia trifásica, Portão para caminhão. R$ 1500,00 mensais

Terrenos, oportunidade única. Entrada mais parcelas em até 120 meses. Poucas unidades

Em frente ao Santander. 3 dorm, sala, copa, coz, lavanderia, + edícula. 180m de constr. Precisa reforma. terreno 303m2. R$ 180 mil

3 dorm, sala, coz, reformada, murada, piso e forro PVC. Ac. carro ou financiamento. R$ 95 mil


PÁGINA 18

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.188 - 09/02/2019

REUNIÕES TODAS AS TERÇAS FEIRAS 19h30 às 21h30 - Rua José Garcia Duarte, 182, sala 01 Toda primeira reunião do mês é aberta às famílias APOIO DO JORNALZÃO


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.188 - 09/02/2019

PÁGINA 19

CHICO XAVIER

Fim de semana do futebol amador

Grupo Espírita “Bezerra de Menezes”

SRFC pega o Bandeirante no sábado e domingo tem dois jogos pela Copa Luiz Neri

Sementeira Abre-se a floresta até então intransitável e densa. Definem-se dificuldades, pântanos, espinheiros... O semeador, porém, não se confia ao desânimo. Traça planos,ataca o serviço, realiza o milagre. De início, é o desbravador. Em seguida, surgem os imperativos de preparação do solo e de seleção dos recursos. A cova minúscula e escura recebe a semente pequenina, que perde os envoltórios com a colaboração do tempo. Só então, é possível a promessa do grelo tenro. Todavia, não param aí os desvelos e as vigílias do semeador. Hoje é necessário proteger a plantinha frágil contra o esmagamento; amanhã, é imprescindível furtá-la ao assédio dos vermes destruidores. Agora, pede a lavoura iniciante adequada medida contra a canícula rigorosa; depois, reclama providências que a salvem do aguaceiro. A fronde, a flor e o fruto representam, no entanto, o precioso prêmio. Assim também é a sementeira espiritual. Nas profundezas da mente inculta caem os princípios da Divina Sabedoria. Ninguém exija, contudo, o resultado absoluto num instante. Quantos séculos teremos dispendido, na formação da selva de nossos instintos e de nossos caprichos obscuros? O serviço de adaptação e educação reclama tempo e paciência para que a colheita do conhecimento e do amor, em cada alma, enriqueça os celeiros da Terra. Não esperemos que o nosso companheiro de experiência nos ofereça a perfeição impraticável de um momento para outro. Se procuramos o Cristo, gravemos as lições d'Ele, em nós mesmos, antes de impô-las aos semelhantes. Adubemos o solo dos corações com a luz do bom exemplo, com a bênção da fraternidade, com a flor do estímulo e com o silêncio da compreensão. Não firamos, onde não possamos auxiliar. O Sol resplandece sem palavras, curando as chagas do Planeta. A fonterola cantando, sem acusações, colada ao dorso da Terra. O vento fecunda a natureza, sem exigências. Amemos sempre. O coração que se devota à fraternidade não usa o poder do verbo para denegrir ou dilacerar. Passemos auxiliando. Compadeçamo-nos do cardo que ainda conserva aguçados acúleos. Compadeçamo-nos das ervas envenenadas, que ainda não conseguiram modificar a própria seiva. Compadeçamo-nos das árvores infelizes, cujos galhos ressecaram pela pobreza do ambiente em que nasceram. A senda é longa. A romagem solicita o esforço das horas incessantes. Sigamos improvisando o bem, por onde passarmos. Guarde a nossa luta a sublime experiência do semeador. Compreendamos o cipoal, auxiliemos o chão duro do destino e aproveitemos a lama da estrada para o bem geral, projetando na terra das almas as sementes benditas que o Mestre nos confiou. E esperemos o tempo, de vez que o tempo é o patrimônio da Divina Bondade que, na esteira dos dias, dos anos e dos séculos, nos oferecerá sempre, à colheita de nossa vida, segundo as nossas próprias obras. André Luiz Página extraída do livro "Doutrina e Aplicação" Psicografia de Chico Xavier.

O final de semana vai ser agitado com bons jogos de futebol de campo amador. No sábado, 16h, o Santa Rosa Futebol Clube inicia sua temporada 2019 recebendo para uma partida amistosa o Bandeirante de Brodowski, vice-campeão Estadual e a equipe mais forte de nossa região. O "Leão da Comarca" se prepara para o Amador Regional que começa dia 17 de março. No domingo dois jogos abrem a Copa Luiz Neri, a partir das 8h00 jogam Amália e XV de Nhumirim e depois o Wolfs pega o Tigers Primavera. Os jogos serão no estádio Rubens Bellize com portões abertos para os torcedores. O bar do Leão funcionará tanto no sábado quanto no domingo. Compareça e prestigie o futebol amador local.

IMPRENSA ANTIGA

Enfermos Tem estado um tanto adoentado e de cama o ilustre clínico sr. dr. Constâncio Martins Sampaio. Também, em São Simão, tem passado mal de seus incômodos a virtuosa distinta e senhora Dr. Honória Garcia, dileta mãe de nossos amigos Major João Garcia Duarte e Avelino Garcia Duarte. Aos ilustres enfermos, 'A Gazeta' apresente suas visitas.

Regresso Depois de alguns dias nesta cidade onde pregou diversas vezes na Igreja Matriz, regressou para Cravinhos o ilustre pregador Revm. Padre Frei Vicente M. Moreira.

Nhumirim Realizar-se-á, no dia 9 de setembro, na povoação de Nhumirim, a festa em louvor a Nossa Senhora Aparecida. Os festeiros empenham-se para o brilhantismo da mesma. (A Gazeta, 31 de agosto de 1916)

CRÔNICA DA SEMANA Daniel Almada

Sala de Jantar Na sala de jantar de ontem, a discórdia. Na sala de jantar de hoje, a ausência. Na sala de jantar de amanhã, o vinho, o sangue e os drones.

Governo do Estado cancela investimentos para saúde O Governo do Estado, através da Secretaria Estadual de Saúde cancelou o convênio que havia sido firmado e assinado com a Prefeitura de Santa Rosa, no exercício de 2018 para investimentos na áreas aúde, no valor total de R$120.000,00. O comunicado foi recebido por email, na manhã desta terça-feira.

Operação “Tapa Buracos” e conclusão da Vicinal A manutenção das vicinais do Distrito Industrial, e da Claudinete LuizZurloaté a ponte do Rio Pardo, estão em fase final. Já a operação “tapa buracos” deve iniciar seus trabalhos nas ruas do município ainda nos próximos dias, tendo em vista que foi necessária uma recuperação mais eficiente na vicinal. ODepartamento de Obras da e Serviço Públicos informou que pretende solucionar a situação dos buracos nas vias públicas urbanas da cidade, assim que terminar os trabalhos no acesso ao Distrito Industrial Amália. Governador pede ao Prefeito indicação de Vicinal para recapeamento - O Governador do Estado João Dória enviou normativa ao Prefeito Luis Fernando Gasperini, em caráter de “urgência urgentíssima”, para indicação de até duas vicinais do munícipio que necessitam de melhorias. Tendo em vista a grande importância agropecuária e industrial da vicinal Claudinete Luiz Zurlo, de acesso ao Distrito Industrial Amália, o prefeito solicitou a sua equipe todos os levantamentos necessários, como prioridade do município no momento. A Prefeitura irá retomar pedido da construção do anel viário, conquistado em 2008/2009, e infelizmente, por questões administrativas e políticas perdido na ocasião. Por entender de grande importância esta nova vicinal que desviará todo o fluxo de caminhões pesados em circulação dentro do perímetro urbano. As documentações necessárias serão entregues até quinta-feira, dia 07.


PÁGINA 20

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.188 - 09/02/2019


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.188 - 09/02/2019

CARNAVAL

Bloquirim vai animar de novo a praça Santo Antônio O Coletivo Biquirim está anunciando a volta do 'Bloquirim' no Carnaval deste ano. A festa vespertina - com início às 15 horas, na Praça Santo Antônio - acontecerá na segunda-feira carnavalesca, ao invés de sábado como nas edições anteriores. A animação estará, outra vez, entregue à 'Charanga da Estação', banda formada por músicos amadores da cidade. As camisetas do bloco já estão à venda. - No começo de janeiro o Conselho Municipal de Turismo (COMTUR) nos procurou com disposição de colaborar para a volta do Bloquirim - revelou Maria Augusta Mussolim Lagoeiro, membro do Coletivo - e a gente aceitou. O primeiro Bloquirim foi realizado em 2015 exclusivamente pelo CB -, e se repetiu em 16 e 17 no mesmo local, mas no sábado de carnaval. No ano passado não aconteceu. Segundo Maria Augusta, o desse ano "irá integrar a programação do carnaval municipal organizado pela Fundação Cultural".

Charanga da Estação Com 10 figurantes, a 'Charanga da Estação' vai tocar também - pelo quarto ano consecutivo - no carnaval do salão capela, realizado pela Paróquia Santa Rosa de Viterbo. - O ano de 2015 foi crucial pra essa formação porque fomos convidados a fazer o primeiro carnaval da capela, e também o primeiro Bloquirim - disse Raul Marostegan, líder do grupo - A formação foi meio emergencial, mas nos anos seguintes conseguimos fixar esse formato com 10 músicos. A gente vem fazendo cada carnaval melhor que o anterior, até em termos de organização. Esse ano, por exemplo, teremos camisetas, com patrocinadores. Cada ano a gente vai subindo um degrau nessa caminhada - explicou multi instrumentista, membro da Banda Sinfônica local.

Prefeitura vai promover pré-carnaval no Nosso Teto A diretoria de Cultura e o Conselho Municipal de Turismo (COMTUR) anunciam um novo formato para o carnaval popular que vão promover na cidade. A abertura, por exemplo, será na forma de um pré-carnaval na Praça Zuleika Balbão, no Nosso Teto, dia 24 de fevereiro, das 17h00 às 22h00. A programação completa só será divulgada na próxima semana.

PÁGINA 21

TEATRO

Suzana Fukushima não desiste do sonho de criança Romeu Antunes "Não há tempo certo para fazer as coisas, e sim, o tempo que quisermos!" ensina Suzana, a santa-rosense que estuda teatro na capital paulista, e quer ser profissional do palco Em agosto de 2017 Suzana Bassi Fukushima deu um salto decisivo para realizar o sonho de criança: ingressou no Curso Ator de Teatro, em São Paulo. Um ano depois já estava no 'módulo avançado' do mesmo, dentro do qual ensaia duas novas peças: "Rodriguianas" (com esquetes da "Vida como ela é"), de Nelson Rodrigues, e "O Rei Leão". A encenação da primeira está marcada para março, e, da outra, abril deste ano. - Nunca desisti do sonho de ser atriz - disse esta semana em entrevista, por e-mail, ao Jornalzão - Desde criança, com a câmera de vídeo que ganhei de meu pai, improvisava cenas de telejornal, comerciais de TV, cenas de filmes, bandas de que gostava, cenas de jogos de videogame, tudo que a inspiração e a criatividade mandavam.

roteiros e ideias. Passávamos as tardes da nossa infância assim, criando e fingindo ser atores. Quando cheguei à adolescência, vi a oportunidade de realizar esse sonho, com as aulas da oficina do Júlio Cesar Ribeiro, batalhador pelo teatro em Santa Rosa. Santa-rosense nata, cursou biblioteconomia (na USP) e Letras na Estácio. Teve que dar um tempo nas brincadeiras teatrais, Primeiros passos em 2005, quando se mudou foram dados com para Ribeirão Preto onde estudou Química. o professor Júlio - Lembro que fiquei Ainda na infância, muito triste por não poder auxiliada pelo irmão mais dar continuidade ao sonho, novo, criava roteiros para já que comecei a trabalhar para estudar à noite, todos encenar. - O meu irmão era o os dias da semana. E as"cinegrafista" e também sim foi até 2017, quando já participava da criação dos estava em São Paulo e re-

solvi recomeçar, já com 29 teresse em me aprofundar anos de idade! cada vez mais no teatro. Depois de ter feito dois curObjetivo é ser sos livres, sinto que está na atriz profissional hora de conhecer mais o universo teórico e metodoTrabalhou na Prefei- lógico do teatro. tura de Santa Rosa (e de Ela não se cansa de Ribeirão) e na biblioteca da dizer que ama estar num Etec antes de se mudar palco de teatro. para a capital em 2016. Lá - Meu sonho é trabapassou no concurso para lhar com teatro pelo resto bibliotecária, e trabalha da minha vida. Atualmennessa área desde então. te, como bibliotecária, já Ainda em 2018, Suzana fez consigo utilizar algumas o módulo de 'Teatro Per- técnicas e exercícios teaformativo', na Companhia trais, principalmente na de Teatro "Os Satyros", e parte de mediação cultural, apresentou, em dezembro com contações de história do ano passado, um espe- e incentivo à leitura. Mas táculo chamado "Cabaré sinto que posso fazer muiThe Factory", baseado na to mais quando eu me provida e obra de Andy Wa- fissionalizar como atriz. rhol e o movimento Pop Não há tempo certo para Art. fazer as coisas, e sim, o - Eu tenho muito in- tempo que quisermos!


PÁGINA 22

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.188 - 09/02/2019

CONSEG faz Audiência Pública para apresentar câmeras de segurança O CONSEG Conselho de Segurança Municipal fará na próxima quarta feira, 13, no Centro Cultural, uma Audiência Pública para mostrar aos empresários e população a importância da instalação

de câmeras de monitoramento 24h, principalmente nos pontos de entrada e saída da cidade. Um projeto piloto foi feito com a instalação de uma câmera nas imediações da praça Conde Francisco Matara-

Choveu muito em janeiro? Choveu nada Parece que janeiro foi o mês das chuvas. Só parece. O volume foi abaixo do esperado pelos técnicos da SABESP. "Esse ano vai ser ruim de chuva", disse João Pereira. E mesmo sendo ruim, foi um pouco melhor que os dois anos anteriores. "O ideal em janeiro é chover entre 350 e 400mm. Este ano choveu metade". Mas mesmo com o volume das chuvas estando abaixo do esperado não há riscos de racionamento de água, desde que a população não desperdice. Veja o quanto choveu nos últimos janeiros em Santa Rosa. Janeiro/2009 .............................. 336,3mm Janeiro/2010 ............................. 299,7mm Janeiro/2011 ............................. 393,8mm Janeiro/2012 ............................. 346,9mm Janeiro/2013 ............................. 242,4mm Janeiro/2014 ............................... 98,4mm Janeiro/2015 ............................. 100,0mm Janeiro/2016 ............................. 456,0mm Janeiro/2017 ............................. 194,7mm Janeiro/2018 ............................. 182,7mm Janeiro/2019 .............................. 198,8mm

zzo para uma parceria com a prefeitura, que demonstrou desinteresse, apesar do baixo custo. O empresário Moisés Carlo, da D&D Monitoramento afirmou que dez câmeras de vigilância 24h de alta resolução em pontos estratégicos, como as entradas da cidade, custariam em torno de R$ 3.500 reais mensais à prefeitura. "Dou a instalação, as câ-

meras e fazemos o monitoramento 24h. É serviço completo", disse Carlo, que completou dizendo que as polícias também podem ter acesso 24h às imagens das câ meras. "Eles podem monitorar pelo celular", completou. O delegado de polícia Gabriel Freiria das neves afirmou que as câmeras, se instaladas, facilitariam e muito as investigações da

polícia. "Desvendei dois crimes em Serra Azul graças às imagens das câmeras instaladas lá", disse. O coma nda nte da PM, sargento Fábio Garbuglio disse que "só há vantagens de se ter imagens armazenadas para checar possíveis veículos usados para praticar crimes". Diversos moradores têm aderido à instalação de

câmeras através de consórcio. Segundo Moisés, um vizinho que tem uma internet de alta velocidade instala a câmera e todos os vizinhos do entorno tem acesso às imagens no celular. "Nossa empresa dá a câmera e cobra apenas a mensalidade do cliente", disse. Toda esta tecnologia será apresentada a todos na reunião do CONSEG no próximo dia 13.


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.188 - 09/02/2019

PÁGINA 23


PÁGINA 24

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.188 - 09/02/2019


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.188 - 09/02/2019

PÁGINA 25


PÁGINA 26

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.188 - 09/02/2019


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.188 - 09/02/2019

PÁGINA 27

Vídeo de tombo de jovem santa-rosense já tem mais de 3 milhões de visualizações Fato aconteceu há três ou quatro anos, mas só agora vídeo explodiu na internet e já havia sido publicado no facebook pelo primo Jonata Bedani, o rapaz que fez a filmagem. Eles tentaram mandar para o Faustão e Silvio Santos, mas não obtiveram respostas. Porém, esses dias, o facebook o notificou relembrando daquele fato e o Jonata decidiu compartilhar novamente, e a mágica aconteceu. "Todo mundo me pergunta se sou o cara lá do fusca, do drift. Ontem fui tomar uma num bar e em meia hora, umas oito pessoas pararam para falar comigo. Até quando fui entregar um lanche, pois sou motoboy, perguntaram se eu era o cara do drift", conta Lucas que está se divertindo muito com a situação e recebendo solicitações de amizade do país todo.

bou novamente, reabasteceram e foram. Jonata pegou o celular e começou a filmar o Caceba, mostrando que a porta que estava ruim, e curtindo a viagem. Lucas estava a 60 km e tinha uma curva "seca" na frente e seu primo gritou "ó o drift", e quando o motorista foi fazer a manobra, foi jogado para fora do carro, pois estava com uma mão apenas no volante, a outra segurava a porta. Machucou a bunda, as costas, os braços, mas levantou na hora e disse que estava tudo bem, para ver a situação do carro. O motorista foi ver a frente do fusca, que tinha amassado e ficado preso no barranco e pra piorar, a bateria descarregou. Deram um tranco de ré, o carro voltou a pegar e depois de tanta luta, finalmente conseguiram em chegar.

“Operação Odin” tem saldo positivo em Santa Rosa

COTA CONTEMPLADA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO NO VALOR DE R$ 400 MIL QUERO R$ 48 MIL E PASSO DÍVIDA PARTICULAR 16-99640-5642

Gabriel Carmello Caldas

A filmagem em que o santa-rosense, Lucas Silva, cai de um fusca ao fazer uma curva está 'estralando' na internet, como ele mesmo classificou. Várias páginas no facebook repercutiram o vídeo. Até quando ele estava contabilizando, já tinha passado das 3 milhões de visualizações. Entre as páginas que publicaram o tombo, a "Carro baixo e som alto não é crime" tinha 1,2 milhão, na "Os melhores memes", foram mais 141 mil visualizações, além de perfis particulares como do, Marcelo Hilario Hilario, que ultrapassou 1,4 milhão. Es se número pode s er muito maior, pois também está sendo postado em outras redes sociais. A fama demorou um pouco mais chegou, o ocorrido tem entre três ou quatro anos

Ribeiro com o Caceba (o apelido de um fusca que estava encostado). Eles colocaram uma bateria no fuscão 4l de gasolina, compraram três fardinhos de cerveja e partiram. Jonata foi dirigindo, ainda tinha pouca experiência no volante, por isso foram devagar. Quando estavam chegando à cachoeira viram que o tanque estava aberto e a gasolina havia acabado, algo estava errado, pois percorreram cerca de 8km, não sabem se evaporou ou se tinha algum furo. Porém, deixaram esse problema pra depois. Nadaram, aproveitaram o dia, beberam toda a cerveja. Na hora de ir embora , um amigo de moto trouxe mais quatro litros. Lucas decidiu colocar só dois, para caso faltasse e A história - O jovem pe gou a dire ção des ta lembra que o primo o cha- vez. Parece que tinha premou para ir à cachoeira do visto, o combustível aca-

A Polícia Civil do Estado de São Paulo deflagrou na quinta feira a “Operação Odin”, simultaneamente em todo estado para combater a criminalidade. Em Santa Rosa de Viterbo foram 9 pessoas capturadas em razão de mandados de prisão, 3 capturados em flagrante delito pelo crime de tráfico de drogas, 1 capturado em flagrante delito pelo crime de furto e ainda cumpridos 2 mandados de busca. Segundo o delegado Gabriel Freiria das Neves, “produtos foram recuperados e drogas foram apreendidas nesta ação que contou com o apoio da Polícia Militar local”. Santa Rosa obteve um dos melhores resultados em comparação com as cidades da microrregião. A operação ODIN foi batizada com este nome, em vista de Odin ser, na mitologia nórdica, o mais velho e sábio dos deuses. Ele só tem um olho que enxerga bem, e vive com dois corvos em seus ombros, um significando o pensamento e o outro a memória, sendo que juntos simbolizam a busca pelo conhecimento.


PÁGINA 28

FALA NOSSO TETO - POR SERGINHO GOMES

Buracos nos acessos da Chiaperini e Nig incomodam motoristas

Mini Rodoviária: marcada nova licitação Segundo informações da Prefeitura, no último dia 31 de janeiro foi instaurado novo processo de Licitação de Concessão do terminal rodoviário Genésio Martins, localizado na praça Zuleika de Mello Moura Balbão. Ainda segundo a prefeitura, o recebimento e abertura dos envelopes ocorrerá em 21/03/19. O Jornalzão questionou se nessa nova Licitação as responsabilidades impostas ao Concessionário, haviam sido "abrandadas" ou permaneceram como estava. A resposta foi que permaneceu como estava. Alguns empreendedores que demonstraram interesse pelo prédio, afirmaram que as obrigações pesariam muito no orçamento e poderiam inviabilizar o negócio. Inaugurado no mês de maio do ano passado, o terminal foi licitado no mesmo ano, porém o vencedor pediu a rescisão amigável do contrato,alegando prejuízo com a demora dos documentos.

Famusa - futuro incerto

Nig Brinquedos e Chiaperini Industrial são empresas tradicionais da cidade. As duas juntas geram aproximadamente 300 empregos diretos aos santa-rosenses. Indubitavelmente elas têm grande importância econômica e socialpara o município, mas apesar disso,dividem um fato negativo - a má qualidade do asfalto nos seus acessos. Na entrada da Chiaperini Industrial, que fica no final da avenida Prof.ª Luíza Garcia Ribeiro, a má conservação da via naquele trecho,está ocasionando o aparecimento de buracos enormes. Com a Nig Brinquedos não é diferente. Funcionários e visitantes têm dificuldade de trafegar pela ruaOnézimo Wiesel - onde está o portão de acesso da empresa- por causa dos buracos e pedras soltas.A responsabilidade pela manutenção das ruas é da prefeitura municipal.

Um dos assuntos atrelados à pauta da reunião ocorrida no bairro, noúltimo dia 29 de janeiro, promovida pela Associação dos Moradores- o início dos trabalhos daFamusa - Fanfarra Municipal Santa-rosense, aindaestá dando o que falar. A reunião contou com a presença ilustre do prefeito Luís Fernando Gasperini e seu time de diretores municipais, além de convidados. Na ocasião foi dito que a Famusa retomaria suas atividades em fevereiro, mas segundo informou o maestro Marcelino Massaro - também presente na reunião- até o momento isso não ocorreu. - Os músicos estão apreensivos e cobrando o retorno da Famusa, informou o maestro na tarde de ontem. Ainda segundo ele, a Famusa encerrou o ano de 2018 com 30 integrantes, mas tem potencial para atender 120. -Só de cornetas temos 80 vagas, finaliza ele.

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.188 - 09/02/2019

Antigo morador da cidade participou da construção da barragem de Brumadinho

Considerado um dos maiores desastres com rejeitos de minério do País, a barragem de Brumadinho, município mineiro localizado a 65 km da capital, Belo Horizonte,rompida no mês passado, contou com a participação na sua construção de um antigo morador da cidade- Aluísio Alves de Alencar- falecido em 2008. Aluísio, apoiado no trator, era popularmente conhecido pelo apelido de "jumento". Segundo a sua filha Adriana Alves de Alencar, 43, ele nasceu no Estado da Paraíba e morou alguns anos em Santa Rosa de Viterbo. -Meu pai levou a gente para morar lá em Brumadinho, enquanto ele trabalhava na barragem comoencarregado de terraplanagem. Não me lembro bem o ano, moramos lá durante um tempo, diz ela. Adriana, comenta que o pai era "peão de trecho"termo usado para designar pessoas que não empacam por muito tempo em lugar nenhum. -Além da barragem de Brumadinho, ele também trabalhou na barragem de Mariana, nas usinas hidrelétricas de Itaipu e Furnas e outras grandes obras das maiores empreiteiras do País como a Odebrecht, conclui ela.


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.188 - 09/02/2019

SOCIAIS DO ÉDI CARLOS

PÁGINA 29


PÁGINA 30

SOCIAIS DO ÉDI CARLOS

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.188 - 09/02/2019


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.188 - 09/02/2019

PÁGINA 31


PÁGINA 32

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.188 - 09/02/2019

Profile for O Jornalzão

O Jornalzão, edição 1188  

Jornal semanal de Santa Rosa de Viterbo

O Jornalzão, edição 1188  

Jornal semanal de Santa Rosa de Viterbo

Advertisement