Page 1

®

Diretor: André Nagib Moussa (Mtb 34286) - Santa Rosa de Viterbo, 26/01/2019 - Ano 25 - N.º 1.186 - Semanal - Preço do exemplar R$ 3,00

Prefeitura tem que explicar “novo ITBI” na Justiça Tribunal de Justiça vai julgar recurso de Ação Popular assinada pelo jornalista André Moussa e o comerciante Tadeu Cicolani. Prefeitura tem 15 dias para responder

Árvore cai e destrói casa de menino com paralisia cerebral - Forte chuva de quinta feira causou queda. Família precisa de ajuda para reconstrução

Ladrões armados fazem reféns e roubam 10 mil quilos de café Nasceu Beatriz e hoje é Bernardo

Réveillon na praça “Eu existo, sou humano”: Trans santa-rosense custou 20 mil reais conta sua história, do amor ao preconceito A Fundação Cultural, enfim, divulgou esta semana no Portal da Transparência da entidade os gastos com a festa do réveillon, realizado na praça Dr. Guido Maestrello, na virada do ano. Foram gastos R$ 19.580 sendo, R$ 2,8 mil com oito banheiros móveis, R$ 800 com locutor, R$ 2,28 mil com seguranças, R$ 5 mil com trio elétrico e R$ 8,7 mil com fogos de artifício. Todos os valores já foram pagos.

Prefeitura deve R$ 15 mil a empresa de porteiros, que ficam sem salários Dívida se refere a prestação de serviços em novembro de 2018

Antes era Patrícia com a namorada Beatriz. Com a transformação é Patrícia com o marido Bernardo


PÁGINA 2

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.186 - 26/01/2019


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.186 - 26/01/2019

PÁGINA 3

Novo ITBI: Tribunal de Justiça notifica Prefeitura para se defender Ação Popular contra imposto é encabeçada por jornalista e comerciante Depois de ter suas ações frustradas na Procuradoria Geral do Estado e em primeira instância na Justiça comum, o jornalista André Moussa e o comerciante Tadeu Cicolani obtiveram uma vitória esta semana na ação judicial que ambos entraram contra a prefeitura municipal, com o objetivo de acabar com o novo ITBI, que segundo os denunciantes "é abusivo, imoral, ilegal e lesivo ao povo de Santa Rosa". O Tribunal de Justiça acatou o recurso e deu 15 dias de prazo para a prefeitura apresentar suas contra razões. No processo, a dupla se manifesta que a "ação popular não está sendo utilizada precipuamente para a obtenção de declaração de inconstitucionalidade de lei em tese, mas para anulação de atos administrativos concretos praticados com base na Lei Complementar Municipal nº 305/ 17 (cuja declaração incidental se busca), por serem lesivos ao patrimônio

público, aos cidadãos de um modo geral e à moralidade administrativa". Informaç ões inexiste nte s - Cicolani e Moussa afirmam que estes atos administrativos foram baseados em documentos e informações inexistentes, como por exemplo, a inexistência de laudo de seis corretores de imóveis e um perito judicial na avaliação dos preços dos imóveis em todos os bairro da cidade. Em tese, ambos afirmam que os preços foram "inventados", sem nenhum estudo ou consulta a qualquer profissional da corretagem. "O Município trouxe inverdades para população local e motivou o ato administrativo na realização de pareceres técnicos e suposta avaliação de perito judicial contratados pela Prefeitura que na verdade não existem e fundamentam a Lei questionada. Além do mais, ao realizar audiência pública (mostrada no processo através de um vídeo gravado na Au-

3954 3371 - 3954 6920

diência pública e com documentos enviados da prefeitura à Câmara) e asseverar de forma contundente que a majoração da base de cálculo foi realizada com base nos pareceres e laudos imobiliários contratados pela Prefeitura Municipal e perito judicial", dizem no processo. O que ambos querem que a justiça entenda é que o projeto foi aprovado por causa de laudos inexistentes. "Os vereadores aprovaram o projeto por causa de uma planilha de valores dos imóveis porque corretores locais e um perito judicial fizeram um grande estudo de valores e apresentaram á prefeitura, só que este estudo nunca aconteceu, não existe nenhum documento comprovando isso, ou seja, estes valores absurdos que hoje integram a planta genérica do ITBI é uma invenção de muito mal gosto de alguém de dentro da prefeitura", diz o jornalista André Moussa. Fe ito de bobos Cicolani completa afirmando que a população e os vereadores foram feitos de bobos. "Estive na Audiência Pública, questionei, debati e lá ouvi com todas as letras que seis corretores e um perito haviam feito um estudo de avaliação

André Moussa e tadeu Cicolani são os autores da Ação popular sobre a planta genérica de valores do ITBI. Ouvi isso da boca de Diretores Municipais, mas infelizmente, baseado em documentos, parece que isso não passou de uma inverdade", disse. E o que ambos disseram ao jornal, consta do recurso acatado pelo Tribunal de Justiça: "Outro ponto fundamental a ser destacado é que tais motivos constam dos anexos e segunda a Diretora de Planejamento do Município, chegou-se a essa metodologia com base em pareceres e laudos contratados (tudo isso comprovado na

audiência pública - cuja gravação em vídeo está em cartório anexado ao processo). Acontece que os atos administrativos que vinculam a majoração da base de cálculo são inexistentes, a administração os menciona, mas quando indagada sobre a metodologia e para apresentar os estudos que culminaram com a criação dos anexos que majoraram o ITBI não os apresenta, logicamente porque os mesmos são inexistentes e apenas serviram como pano de fundo para realização dos atos que ensejaram o aumento desmedido e sem observância dos ritos legais". Agora a prefeitura tem prazo para apresentar sua defesa e assim que a fizer, o Juiz da Comarca Alexandre Cesar Ribeiro enviará o processo ao Tribunal de Justiça para a apreciação do colegiado. Durante o processo

testemunhas deverão ser ouvidas. É mais um capítulo da novela ITBI e esperamos que neste "terceiro episódio" o povo saia com a vitória. O caso - A prefeitura apresentou à Câmara Projeto para mudar a planta gené rica de valores para base de cálculo do ITBI. Os valores estão em desconformidade com o que é praticado no mercado. Por exemplo, o metro quadrado de um terreno no Nosso Teto é maior que um do Centro da cidade. A prefeitura informou que tais valores foram apontados por seis corretores de imóveis da cidade e um perito judicial. Em nenhum documento aparece o nome destes seis corretores e muito menos do perito judicial e tal fato, foi um dos principais motivos para a Ação popular protocolada na Justiça.


PÁGINA 4

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.186 - 26/01/2019


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.186 - 26/01/2019

PÁGINA 5

Profissionais de enfermagem Árvore cai e destrói casa de reclamam falta de reajuste salarial menino com paralisia cerebral Segundo eles, Santa Casa não dá aumento há três anos Profissionais de enfermagem que trabalham na Santa Casa procuraram o Jornalzão esta semana para reclamar que há três anos a entidade não reajusta seus salários. Os profissionais, que não terão seus nomes divulgados, reclamam também de alguns pontos que precisam melhorar urgentemente no hospital. "A gente s empre ouve que há uma negociação com nosso sindicato, mas ela nunca acaba. Isso faz três anos", dizem. Eles dizem também

que a entidade precisa melhorar as condições de trabalho. "Esta semana faltou bobina de papel no eletrocardiograma e o ECG celular não está funcionando há tempos', disseram. Além disso eles dizem que o ECG da sala de urgência está desligado há dois meses, que os aspiradores de parede não funcionam e que os aparelhos de ar condicionado nunca são ligados, o que às vezes causa desconforto em certos procedimentos por causa do forte calor que vem fazendo.

O Jornalzão repassou, por whatsapp, as reclamações à Diretoria da entidade que preferiu responder pessoalmente, mas devido ao fechamento do jornal ontem, não foi possível. O espaço fica aberto para o hospital responder quando achar necessário. Um funcionário administrativo da entidade informou ao Jornalzão que já aconteceram pelo menos quatro reuniões com o Sindicato para tratar do reajuste salarial, mas ainda não houve consenso nos percentuais.

Prefeitura não paga empresa que terceiriza serviço Salário dos porteiros está atrasado A prefeitura não pagou 15 mil reais à empresa D&D Monitoramento, que presta serviços de portaria nos próprios municipais. A nota fiscal emitida em 3 de dezembro do ano passado deveria ser paga no dia 30 do mesmo mês, mas isso não aconteceu. A

nota fiscal se refere a serviços prestados em novembro. Segundo Moisé s Carlo, sócio da empresa, o pagamento de seus funcionários está atrasado devido ao calote. “Dependo do recebimento para pagar meus colaboradores, que

COTA CONTEMPLADA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO NO VALOR DE R$ 400 MIL QUERO R$ 48 MIL E PASSO DÍVIDA PARTICULAR 16-99640-5642

são pais de família que passam por necessidades, assim como eu”, afirmou. A preocupação de Moisés é que a prefeitura atrase também o pagamento dos serviços prestados em dezembro, que vencem em 30 de janeiro. “Com duas notas em atraso a situação da minha empresa, que é pequena, fica em risco e espero que isso não aconteça, diz Moisés. O Jornalzão entrou ontem em contato com a Assessoria de Comunicação da prefeitura e foi informado que a Diretora de Finanças só poderia falar sobre o assunto na semana que vem.

Família precisa de ajuda para reconstrução A forte chuva que caiu em Santa Rosa na tarde da última quinta-feira derrubou um enorme Jenipapo em cima de uma casa, na rua Doutor Cícero Martinelli, 139, na Vila Mendes, por volta das 16h30. Quem mora lá é o jovem Gustavo Brochi, que tem paralisia cerebral, mas por sorte, não estava no local na hora, tinha ido à fisioterapia junto com a mãe, Débora. A avó dele, Maria do Carmo, que mora no mesmo terreno, mas na casa da frente, estava na cozinha no momento do fato. "Não chovia muito, porém, ventava bastante, tinha até um redemoinho aqui na frente", relata. "Quando ouvi o barulho fiquei muito assustada, achei que fosse um raio, mas quando saí, vi a árvore em cima da casa do meu neto fiquei ainda mais assustada, não quero nem lembrar", conta emocionada. No momento em que Débora chegou, ficou arrasada ao encontrar sua casa toda destruída, além de es tragos na ca ixa d'água e em um pedaço da casa da mãe. Levou seu filho para a casa de familiares para que não visse a situação que do quarto dele. "Ele amava muito o cantinho dele, vai sofrer muito quando descobrir como ficou". Tragédia anunciada - A família mora no endereço há quase 30 anos. A casa de Gustavo tem pouco mais de 10, e há muito tempo reclamam do esta-

A cozinha da casa ficou totalmente destruída do de conservação das árvores dos vizinhos que não as podam. Algum tempo atrás, um bambuzal caiu na casa, mas como não tinha muito peso, não tiveram prejuízos. Eles relatam que ainda tem uma mangueira pensa para o lado da casa de Maria do Carmo, que se não for tomada providência, pode cair. Reconstrução - A equipe do Jornalzão esteve no local na manhã de ontem, e a família reclama-

va que ninguém da prefeitura ainda teria ido retirar a árvore para que pudessem contabilizar todo o prejuízo, porém, não possuem expectativa de salvar muita coisa, para isso, pedem ajuda com doações de materiais de construção, desde telha, cimento, tijolo, até uma caixa de água, que foi destruída.


PÁGINA 6

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.186 - 26/01/2019

EDITORIAL

CARTAS À REDAÇÃO

Juiz e Promotor não aceitaram o convite do Jornalzão para juntos visitarmos os lixões da Empresa Municipal e em área pertencente à prefeitura na zona rural. O Juiz por não poder se envolver em assuntos que ele posivelmente irá julgar e o Promotor por compromissos diários na Promotoria e no fórum. Uma pena. O Jornalzão protocolou os pedidos no fórum e ambos foram gentilmente respondidos.

Lixões: Promotoria já adotou medidas para verificar se, de fato, há descumprimento da sentença

Ruptura? - O vice prefeito Renato Palma Rocha Junior anda sumido da prefeitura. Boatos circulam que prefeito e vice não se falam desde a reunião para a implantação do INSS em Santa Rosa, acontecida mês passado em Ribeirão Preto. O que ocorreu nesta reunião que estremeceu a relação entre ambos não sabemos, mas que estremeceu, estremeceu.

Nesta data, tomei conhecimento das matérias publicadas no "O JornalZão" de 19/01/2019, dentre elas, aquela com o seguinte título: Lixo sem fim Prefeitura descumpre decisão judicial MP pode executar multa de quase 250 mil reais. Porém, entendo necessários alguns esclarecimentos. O processo envolvendo a Ação Civil Pública, embora sentenciado em primeira instância e com antecipação da tutela, ainda NÃO transitou em julgado por força de recurso de APELAÇÃO interposto pelo Município de Santa Rosa de Viterbo pendente de julgamento pelo Tribunal de Justiça de São Paulo. As obrigações DE FAZER e NÃO FAZER que foram alcançadas pela decisão de antecipação da tutela têm efeitos imediatos, independentemente do recurso do Município, que não é dotado, no ponto, de efeito suspensivo. Entretanto, quando se trata de obrigação de PAGAR QUANTIA CERTA contra FAZENDA PÚBLICA, a jurisprudência pátria, inclusive do STJ e do STF, é firme no sentido de NÃO SER CABÍVEL A EXECUÇÃO PROVISÓRIA (LEIA-SE CUMPRIMENTO DE SENTENÇA) CONTRA A FAZENDA PÚBLICA POR SER INCOMPATÍVEL COM A CONSTITUIÇÃO FEDERAL QUE INSTITUIU O REGIME DE PRECATÓRIOS. Em outros termos, enquanto NÃO TRANSITAR EM JULGADO a sentença (esgotar-se todos os recursos), a MULTA COMINATÓRIA (obrigação de pagar quantia), ao contrário do noticiado, NÃO PODERÁ SER OBJETO DE COBRANÇA. Afinal, queira ou não, sempre existe a possibilidade de revisão e modificação do julgado; daí a necessidade de aguardar-se o trânsito em julgado da sentença para execução da multa (quantia certa); sob pena de irreversibilidade e prejuízo ao erário. No que se referem às demais obrigações (de fazer e não fazer), a jurisprudência admite a execução provisória contra a Fazenda Pública justamente porque tais obrigações não se sujeitam ao regime de pagamentos por precatórios previsto na Constituição Federal. Neste aspecto, a Promotoria de Justiça, à vista do quanto noticiado pelo "O JornalZão", já adotou medidas para verificar se, de fato, há descumprimento da sentença, oficiando-se ao Município para esclarecimentos e apresentação de relatório técnico atualizado da área para apurar se há ou não resíduos sólidos e/ou lixo domiciliar no local. Se for o caso, será ajuizada, a tempo e modo, a execução/cumprimento de sentença provisória das obrigações de fazer e de não fazer. Posteriormente, com o trânsito em julgado da sentença, e se esta for mantida pelas instâncias superiores, a Promotoria de Justiça adotará todas as demais medidas legais cabíveis para a resolução do problema de descarte irregular de lixo em Santa Rosa de Viterbo, inclusive apuração de responsabilidade de todos os agentes públicos que eventualmente tenham atuado de forma dolosa ou culposa no descumprimento da ordem judicial. Coloco-me à disposição para outros esclarecimentos, cumprimentando-o pelo incansável e valoroso trabalho de levar informação sobre temas relevantes à população e aos órgãos e autoridades locais, lembrando que a referida Ação Civil Pública nasceu a partir de uma matéria do "O JornalZão". Daniel Ardevino Fonseca do Nascimento MPSP / Promotor de Justiça de Santa Rosa de Viterbo

ITBI - Um amigo diz que um processo judicial é igual a uma luta de boxe. O nocaute é o transitado em julgado. Nos filmes Rocky, o lutador, o Stalone apanha 11 rounds, é trucidado em todas as lutas e no último round ressurge e nocauteia seus adversários. Então, amigos, quem comemorou a nossa derrota, calma que ela ainda não aconteceu. E nós, lúcidos, jamais comemoraremos vitória antecipada. ITBI 2 - Porém, sonhar não custa nada e há chances sim do ITBI ser suspenso, principalmente se o TJ entender que as avaliações dos corretores e do perito judicial nunca aconteceram, apesar de constar no projeto que isso aconteceu. Se ocorrer, abre-se a possibilidade então, do prefeito e Diretores Municipais terem cometidos crimes, como o de falsidade ideológica, que, resumidamente, consiste na omissão da verdade ou inserção de declaração falsa, em documentos públicos ou particulares, com o objetivo de prejudicar direito, criar obrigação ou alterar a verdade sobre fato juridicamente relevante. A configuração do crime exige que a fraude (informação falsa ou omissão de fato relevante) ocorra em documento verdadeiro. Tá podendo, hein? - A prefeitura gastou 20 mil reais no réveillon. A soma de cinco despesas - som, fogos, banheiros, seguranças e locutor precisou de 25 dias para ficar pronta. A calculadora deve ter quebrado. E a Nissan? - Mais um roubo na zona rural. Mais de 10 toneladas de café, além de implementos agrícolas, foram levados de uma propriedade rural do município. Enquanto isso uma camionete Nissan Frontier, novinha, prometida a tempos que seria doada à PM para fazer patrulha rural, mofa no garagem da prefeitura. Transgênero - Bernardo Henrique Ferreira, você tem nosso respeito e admiração. Que sua felicidade e determinação supere sempre o preconceito sofrido.

EXPEDIENTE O JORNALZÃO CNPJ 24.933.354/0001-57 Redação: rua Condessa Filomena Matarazzo, 58 Centro - Santa Rosa de Viterbo-SP CEP 14.270-000 Celular e whatsapp: (16) 99373.25 33 - Diretor de Redação: André Moussa Free lancer - Gabriel Caldas e Romeu Antunes Contato Comercial: Daniel Pereira Tiragem: 2.000 exemplares - Circulação: Santa Rosa de Viterbo, São Simão, Tambaú e Cajuru Periodicidade: Semanal - R$ 3,00 por exemplar E-mail: ojornalzao@ojornalzao.com Impressão: Grafisc, São Carlos. “Artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do jornal.” O JORNALZÃO É AFILIADO À ABRARJ


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.186 - 26/01/2019

PÁGINA 7


PÁGINA 8

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.186 - 26/01/2019

REUNIÕES TODAS AS TERÇAS FEIRAS 19h30 às 21h30 - Rua José Garcia Duarte, 182, sala 01 Toda primeira reunião do mês é aberta às famílias

APOIO DO JORNALZÃO


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.186 - 26/01/2019

PÁGINA 9


PÁGINA 10

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.186 - 26/01/2019


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.186 - 26/01/2019

PÁGINA 11

Empresa do polêmico asfalto na Francisco Guidelli retoma obras apenas em fevereiro Em placa instalada no local, o tempo previsto para o término seria 31 de janeiro A pavimentação da Rua Francisco Guidelli começou no dia 9 de novembro, ainda não foi terminada, mas já causa transtorno à população. Nas redes sociais munícipes reclamaram muito do estado do asfalto, postando fotos e até vídeos mostrando vários buracos. "O asfalto 'novo' com pouquíssimo tempo de uso, porém em estado horrível, cheio de buracos, com ondulações, uma obra recente", protestou um internauta. "Estrada nova com uns 15 dias ou ainda não terminou? Só uma chuva e levou o serviço todo?" Lamentou outro. "Em meio a cortes de horários na casa e aumentos para o munícipe, um trabalho que foi feito ser perdido em tão pouco tempo e no mínimo duvidoso" reclamou um terceiro. Na edição 1182 do Jornalzão, do dia 22 de dezembro 2018, já noticiamos algumas reclamações re-

cebidas pelo nosso whatsapp que a obra já estava repleta de buracos, além de um poste no meio da rua. Entramos em contato com o setor de engenharia da prefeitura que justificou que o asfalto ainda não estava terminado e que o poste seria retirado. "A empresa apenas 'imprimou' e não passou o asfalto ainda", informou engenheiro da prefeitura Fábio Sassi, que ainda completou que empresa só retomaria a obra a partir de 15 de janeiro, tempo que a CPFL retiraria o poste. A CPFL fez sua parte e arrancou o poste, porém as obras não retornaram na data prevista. Em novembro, a assessoria da prefeitura havia informado que a execução dependeria das etapas de liberação pelo Governo do Estado e das condições climáticas. Hoje, a base asfáltica está cheia de buracos e remendos. As galerias plu-

viais e a retirada de um poste que estava no meio da rua foram feitas após a empresa passar a primeira camada de asfalto, que corresponde à base. Com isso vários remendos são notados. Em alguns trechos esta base quebrou, formando buracos com pedras soltas. Em outros trechos também é possível ver que as guias e sarjetas foram quebradas em possíveis manobras de veículos.

Só em fevereiro - A previsão de término da obra, escrito em uma placa de prestação de serviço, ao lado da obra, seria 31 de janeiro, porém, as atividades estão paradas desde o ano passado, só retornarão 18 dias depois desse prazo (18 de fevereiro), de acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura. Esta ainda informou que recebeu na manhã da última segunda-feira (21), o depósito

de 20% do recurs o de pavimentação para novos asfaltos de vias públicas da cidade. A liberação ocorre u através de um convênio com a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão do Estado de São Paulo. Com o valor da primeira parcela, a Autem Engenharia LTDA, empresa vencedora da licitação, de Ribeirão Preto, retornará as ativida des. O dinhe iro está em conta e ainda não

foi repassado à empresa. Além da Francisco Guidelli outras cinco ruas serão contempladas com novos asfaltos, guias e s arje tas que sã o J os é Garcia Duarte, Rio Grande do Sul, Ângelo Caetano, Pedro Chitero e Dr. Constâncio M Sampaio. A ve rba foi adquirida através de um convênio assinado entre a Prefeitura e o Governo do Estado de São Paulo no valor de R$ 558 mil.


PÁGINA 12

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.186 - 26/01/2019

Nasceu Beatriz e hoje é Bernardo

"Eu existo, sou humano": Trans conta sua história, do amor ao preconceito Dia 26 de janeiro de 1997 nasceu Beatriz Ferreira, uma linda menina, que veio ao mundo com muita saúde. Beatriz foi crescendo e virou a "princesinha da mamãe". Mas com o passar do tempo a menina começou a perceber que "ela era diferente". "Eu sabia que era diferente, mas como ainda era muito jovem, não sabia onde me encaixar", conta. Aos 14 anos assumiu ser lésbica e as dificuldades começaram. Primeiro a rejeição da família, depois dos amigos e em seguida da sociedade, principalmente pelas redes sociais. Foi aí que começou sua transição para se tornar um menino. Cortou o cabelo bem curto, quando, a partir daí, a relação familiar se deteriorou. Beatriz então ficou noiva de Patrícia, 26, e saiu de casa. Até hoje moram, amasiados, na mesma casa, no Nosso Teto. A mudança documental - Em 2016 Beatriz estava determinada a se tornar Bernardo Henrique Ferreira, o primeiro transgênero documentado de Santa Rosa de Viterbo. Foi ao cartório eleitoral e deu o primeiro passo, mudou seu título de eleitor onde consta seu novo nome e seu novo sexo, masculino. Com o título na mão, de nome novo, Bernardo solicitou uma nova certidão de nascimento, que, assim que chegar, solicitará um novo RG. "Até que não é tão complicado a solicitação do documentos e espero estar com tudo certo ainda neste primeiro semestre de 2019", contou. Mas a realização de 2019 para Bernardo não é a nova documentação e sim arrumar um emprego. "Trabalhava em um supermercado, mas fui dispensado, tentei voltar, mas não consegui e de lá pra cá já entreguei dezenas de currículos e fui chamado em apenas uma entrevista", conta Bernardo. E esta entrevista, segundo ele, foi constrangedora: "Foi um vexame, pois o entrevistador me dispensou porque a vaga era pra menino", conta. A mudança do corpo - Segundo Bernardo, a transformação do corpo não é uma coisa que acontece da noite para o dia e não depende somente da pessoa, mas sim de vários fatores, todos acompanhados por médicos. "Já passei por vários médicos e hoje vou regularmente a psicólogo e psiquiatra que acompanham a evolução", explicou. A sua primeira dose de testosterona, tratamento hormonal para adequar o seu corpo ao sexo psicológico, aconteceu em dezembro de 2017. 'Eu chamo isso de minha primeira dose de felicidade, conta Bernardo. Já é visível em Bernardo a presença de barba. Já a cirurgia para a retirada das mamas deve demorar um

pouco mais: "Isso depende do SUS, pois não tenho como fazer particular. Então tenho que aguardar a longa fila", explica. "A vontade era de fazer amanhã mesmo", completa. Ele explica que regularmente tem que comparecer no médico para fazer os exames para medir a taxa de testosterona, além de fazer o acompanhamento psicológico. "Temos que estar firmes, pois é uma coisa que não dá pra voltar atrás", diz. Quem quiser se comunicar com Bernardo pode acessar seu facebook digitando este link: https:// www.facebook.com/bernardo.ferreirasantos O preconceito - "Tem aquela coisa de homem é homem, mulher é mulher. Fora disso não aceitam", disse sobre o preconceito, principalmente em redes sociais. "Tive que tirar meu Instagram do ar, pois as piadinhas de mau gosto eram constantes", reclamou. Além disso Bernardo teve que restringir algumas amizades do facebook. "Queria que as pessoas me respeitassem pelo que escolhi. Não escolhi ser assim, eu nasci assim e descobri minha identidade sendo Bernardo", desabafa. Ele conta que o apoio e o conforto vêem da comunidade LGBT. "Eu existo, sou humano, não me olhem com olhos diferentes", finaliza. Os famosos - Muitos famosos já revelaram que são transgêneros e falam abertamente s obre isso, para quebrar tabu e driblar o preconceito. O termo "identidade de gênero" diz respeito ao gênero que você se compreende. Ele é usado para determinar o gênero masculino ou feminino. Já transexualidade é o nome dado para quando a pessoa não consegue se identificar ou se sentir confortável com o sexo biológico, ou seja, aquele com o qual nasceu. Os famosos transgêneros muitas vezes dão visibilidade para a causa e rebatem

mitos. Ao contrário do que muita gente pensa, nada disso é uma doença ou um transtorno mental. É como se o seu cérebro dissesse uma coisa, e seu órgão genital outra coisa. Você se sente, se enxerga e revela um gênero que nem sempre é condizente com o que nasceu. Por isso, muitas pessoas decidem tomar hormônios, fazer a cirurgia de redesignação sexual, a retirada dos seios ou a retificação dos documentos ao longo da vida. Afinal, todo mundo merece buscar a felicidade e se sentir completo com o que é. Confira famosos transgêneros que fazem sucesso: Thammy Miranda, Ariadna, Tereza Brant, Laerte Coutinho, Rogéria, Léa T., Laverne Cox, Caitlyn Jenner, Lana Wachowski e Jamie Clayton. No Brasil, talvez a mais famosa trans seja Roberta Close, que na década de 80 fez tanto sucesso que foi capa da então grandiosa revista masculina Playboy. O que é um Transgênero - Transgênero (trans) é o indivíduo que se identifica com um gênero diferente daquele que corresponde ao seu sexo atribuído no mo-

Essa era a Beatriz ...


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.186 - 26/01/2019

PÁGINA 13

"Queria que as pessoas me respeitassem pelo que escolhi” mento do nascimento. A transgeneridade não é uma doença ou distúrbio psicológico. De acordo com as convenções sociais tradicionais, existem dois tipos de gêneros: masculino e feminino. Durante muito tempo a identidade de gênero esteve ligada exclusivamente ao sexo biológico das pessoas. Por exemplo, se determinado indivíduo nascesse com um pênis, logo ele deveria se comportar e gostar de todas as coisas relacionadas ao gênero masculino (homem), sendo que, as características que qualificam o gênero como masculino são rodeadas de estereótipos, como jogar futebol, brincar de carros, não usar vestidos e etc. Uma pessoa transgênero é aquela que mesmo nascendo com um pênis, por exemplo, não se identifica com o gênero masculino, mas com um diferente daquele que é convencionalmente associado às pessoas com este tipo de sexo biológico. Normalmente, a transgeneridade se manifesta ain-

da durante os primeiros anos de vida do indivíduo. Um dos sinais que ajuda a identificar uma criança transgênero são os seus interesses pessoais em relação aos signos que são associados ao feminino e ao masculino. Por exemplo, um menino que gosta de usar vestidos, pode ser (ou não) um sinal de transgeneridade. A identidade de gênero não está obrigatoriamente relacionada com a orientação sexual. Ou seja, um homem transgênero (mulher que se identifica com o gênero masculino), pode ser homossexual (caso sinta atração por homens) ou heterossexual (caso sinta atração por mulheres). O oposto de transgênero é cisgênero, quando o indivíduo se identifica com o gênero que condiz com o seu sexo atribuído (sexo biológico).

em mais ou menos 3 ou 4 meses de tratamento com Durateston, levam anos até que ela se desenvolva totalmente. Esta também é uma mudança permanente mesmo que você suspenda o tratamento hormonal, você continuará tendo barba. Em geral, você irá notar que a quantidade de pêlos do corpo todo irá aumentar.

Transgênero e Transexual - Ambos os termos são interpretados como sinônimos, sendo que algumas pessoas consideram o transexual o indivíduo transgênero que se submete a cirurgia de mudança de sexo. Existem diversas variações de gênero que podem ser abrigadas pelo conceito de transgênero, como: genderqueer, bigênero, pangênero, crossdresser, drag queen, intersexo e etc.

Clitóris - O clitóris aumentará de tamanho (normalmente entre 4 e 5cm) e será possível perceber que ele ficará um pouco maior quando você se sentir excitado. A mudança no tamanho do clitóris também é permanente e levará bastante tempo (2 ou 3 anos) para se estabelecer. No começo do tratamento você sentirá que o clitóris está mais sensível. Alguns homens transexuais reportam desconforto, por exemplo, ao usar jeans, no início do tratamento.

Efeitos permanentes da testosterona Voz - irá engrossar, ficando com som tipicamente masculino. Se você está realizando tratamento com Durateston, ela deve começar a mudar em mais ou menos 2 ou 3 meses de tratamento hormonal. Essa é uma das mudanças mais desejadas, já que muitas vezes a voz é a responsável por fazer com que um FTM não consiga passar como homem antes do tratamento ser iniciado. Uma vez que a voz mudou, não é possível voltar à voz anterior, mesmo que o tratamento hormonal s eja suspenso.

... que se transformou no Bernardo

Barba - Embora a barba comece a aparecer

Cabelo - Você poderá perder um pouco de cabelo, que ficará distribuído em um padrão mais masculino, por ex., com algumas entradas. Em alguns casos isso poderá continuar até que você fique careca!! Muitas vezes isso irá depender do padrão encontrado em sua família. Se todos os homens na sua família ficaram carecas bem cedo, provavelmente você também ficará. Esta mudança também é permanente.

Sistema reprodutivo - Depois de alguns meses em tratamento com Durateston (normalmente dentro de 5 meses), a menstruação irá parar de vir. Se você parar o tratamento hormonal dentro de mais ou menos 1 ano, é possível que a menstruação volte e o seu sistema reprodutivo volte a funcionar como antes. Contudo, depois de vários anos em tratamento, os ovários irão parar de funcionar e é provável que você não possa mais ter filhos. Se você sofrer sangramento após a menstruação ter cessado, é importante ir ao médico para verificar as causas, já que uma das causas de sangramento após menopausa pode ser câncer.


PÁGINA 14

Construção do entorno da Creche do Dom Bosco já tem previsão para ser concluído A atual administração conseguiu a liberação dos recursos necessários junto à Secretaria de Estado da Educação, via FDE (Fundação para o Desenvolvimento da Educação), para conclusão e inauguração da Creche no bairro Jd. Dom Bosco III. De acordo com o prefeito Luis Fernando Gasperini "Depois de diversos problemas encontrados quando assumi a prefeitura, referente à paralização e licitação deste importante Projeto 'Creche Escola', finalmente, podemos dizer que os dias para inauguração da mesma estão sendo contados" disse o prefeito. A empresa vencedora da Concorrência Pública para execução das obras foi a Construtora Aumaris LTDA, de Santa Rosa de Viterbo, no valor de R$ 97.608,00, a previsão de conclusão das obras, após o início, é de 60 dias. A prefeitura através de sua Diretoria de Educação está acertando detalhes com a assessoria de imprensa do Governo do Estado, para que seja marcada a data de inauguração e de início das atividades da Creche Izadora Caroline da Silva Bendasoli. Assessoria de Comunicação da Prefeitura

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.186 - 26/01/2019

VIOLÊNCIA NA ROÇA

Ladrões armados fazem reféns e roubam 10 mil quilos de café Eram 19 horas, do último dia 11, quando 3 homens encapuzados e armados chegaram à sede da Estância São Lucas, renderam o casal residente na propriedade, e mais outro casal, morador no sítio vizinho, que estava de passagem, e manteve os quatro cativos até por volta de quatro e meia da madrugada seguinte, sem molestá-los fisicamente. Enquanto isso, outros meliantes agiam fora da casa. Por volta de 23 horas, chegaram caminhão e guincho para consumar o roubo de 10 toneladas de café produzido na propriedade, beneficiado naquele dia. Na área de 110 hectares, localizada nas imediações de Santos Dumont, município de Santa Rosa, estão plantados perto de 300 mil pés de café. Os ladrões levaram também duas roçadeiras, moto serra, compressor e outros materiais menores. - Já fui vítima de roubo lá no dia 30 de abril do ano passado - revela José Elídio Lima, 71 anos, dono da propriedade. Segundo ele, na última quarta-feira, policiais locais foram a Guaxupé checar se, com uma quadrilha presa pela polícia de lá, havia objetos da Estância São Lucas, mas nada encontraram. - Pior do que o café e as máquinas que roubaram é a situação psicológica dos moradores submetidos a esse tipo de violência - lamenta o proprietário.

Visita na área em que serão construídas 203 unidades habitacionais para emissão do laudo arqueológico Para que seja concedida a OIS (Ordem de Início de Serviço) é necessário que seja emitido um laudo arqueológico concedido pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), documento este de responsabilidade da CDHU. Na semana passada, o Prefeito Luis Fernando Gasperini se reuniu com o Diretor Regional da CDHU de Ribeirão Preto Dr. Adão Ferreira de Freitas e o líder técnico da CDHU Antônio Carlos Voltani para tratar do assunto, na busca de apressar este processo. Nesta quinta-feira, 24, foi enviada uma equipe técnica preparada para avaliar o local, onde farão análises por 4 dias, se constatado que não tenha nada no terreno que impeça a construção das casas, em breve a CDHU deve ter em mãos o laudo, sendo assim possível emitir a Ordem de Início de Serviço, e, logo que este seja emitido, dê-se início as obras, para o quanto antes, entregar estas moradias aos munícipes e atender a população santa-rosense. Assessoria de Comunicação da Prefeitura


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.186 - 26/01/2019

PÁGINA 15

DARCI ROCHA

Casa Morumbi 3 dorm, sendo 1 suíte, duas salas, duas copas, cozinha ampla, banheiro social, churrasqueira, despensa, garagem, + 1 suíte, sacada, terreno 13x26 .......................................................................................... R$ 700 mil Casa e salão comercial avenida São paulo, próximo a Posto de Saúde ................................................ R$ 200 mil Sobrado Cohab 1 1 dorm, mais suíte ............................................................................................... R$ 180 mil Nosso Teto, casa com 2 dorm, e mais outra do lado com um dorm. ........................................................ R$ 100 mil Filtro 2 dorm .................................................................................................... ............................. R$ 110 mil Edícula Canaã 1 dorm, sala, coz, wc social, ampla varanda, 120 m2 de construção, murada com portão. Aceito carro ou terreno na troca .................................................................................................... .......................... R$ 170 mil Morumbi 3 dorm, armário, guarda roupa embutido ............................................................................. R$ 420 mil Júlio Moretti 3 dorm, sala, coz ampla, área churrasco, ótimo acabamento .............................................. R$ 270 mil Cohab 4 2 dorm, sala, coz, wc, área de serviço, despensa, varanda ........................................................ R$ 110 mil Jd Aquarius 2 dorm, sala, coz, wc, murada, terreno 5 x 25 ................................................................... R$ 110 mil Centro, próx. ao Gricki 2 dorm, sala, coz, garagem, murada ................................................................ R$ 120 mil Casa Julio Moretti .................................................................................................... ................... R$ 210 mil Casa Nosso Teto .................................................................................................... ....................... R$ 120 mil Casa Nosso Teto .................................................................................................... ....................... R$ 110 mil Casa Jd. Aquarius 2 dorm, sala, coz, área serviço ............................................ R$ 60 mil + parcelas de R$ 540,00 Dom Bosco 2 dorm, sala, coz, wc, garagem, murada com portão ............................................................ R$ 160 mil Centro Praça Sto Antonio, precisa de reforma ................................................................................... R$ 160 mil Luiz Gonzaga 3 dorm, sala, copa, coz, garagem, área lazer, de frente a ETEC. ac casa menor valor ............. R$ 350 mil Apto. Ribeirão 69 m2, com 2 dorm, sendo 1 suite, sala, copa, coz, lavanderia, armários, próx. Catedral ..... R$ 300 mil Jardim Aquarius 4 terrenos juntos ................................................................................................ R$ 320 mil Dom Bosco nova, 3 dorm, sala, coz, wc social, piso porcelanato, murado, portao, quintal parte ciment. .... R$ 200 mil Próximo a Capela esquina, 2 dorm, sala, copa, coz, despensa, wc, mais edícula ind, com quarto sala coz .. R$ 380 mil Cohab 3 - 2 dorm, sala, coz, área serviço coberta mais despensa ampla .................................................. R$ 115 mil Casa centro próx. Grick e Matriz, 2 dorm, sala, copa, coz, varanda, lavanderia, terreno amplo. ót. local .... R$ 200 mil Nhumirim 2 dorm, sala, coz, garagem ................................................................................................. R$ 120 mil Itamaraty 2 dorm, sendo 1 suite, sala, coz, lavanderia e edicula no fundo ............................................ R$ 180 mil Casa Centro ao lado Banco do Brasil, 2 dorm, sala, coz, terreno 176m2 ............................................... R$ 270 mil Dom Bosco 3 dorm, garagem 2 carro, área no fundo, murada ................................................................... R$ 200 mil Nova Roma 3 dorm, sendo 1 suite, sala, coz, copa, arm emb, lavand, gar, aquec. solar, acab 1ª ..................... R$ 450 mil Rua Francisco Zaac 2 drm, sendo 1 suite, sala, copa, coz, lavand, garagem, terr. 608m2 ............................. R$ 350 mil Morumbi 3 suites, 3 salas, copa, coz, wc social, escritório, salao de festas, área churrasco + 3 dorm nos fundos, wc social,

Jd. Primavera 2 terrenos juntos (fundo um com outro), med 12x25, murado de frente e 1 lado ........ R$ 85 mil cada Jd. Itamaraty murado, plano, medindo 12x25, ou seja, 300m2 ........................................................ R$ 100 mil 8 terrenos juntos próximo ao Cruzeiro, final av. bosque, planos, 8x20 (160m2), todos com infra ..... R$ 40 mil cada 2 terrenos Nova Roma, av Nicolas Yasbeck, med. 20x50 ou seja, mil metros cada um, murado ...... R$ 250 mil cada 2 terrenos juntos Jd. Itamaraty 2 com 230m2 cada ................................................................ R$ 55 mil cada um Terreno amplo 3800m2, ótimo local para área de lazer, com pequena represa .................................... R$ 250 mil Jd. Aquarius 10x25 .................................................................................................... ................. R$ 42 mil Centro com cerca de 1.200m2, todo murado (aceito casa na troca) .................................................... R$ 450 mil Terreno AV São Paulo esquina com 200m2 de frente ao centro cultural ............................................ R$ 190 mil Temos terrenos no Jardim Itamaraty 2 - Consulte-nos

sala, cozinha, casa toda com aquecedor solar, garagem 4 carros 493,15m2 de constr em dois terrenos de 676 m2R$ 900 mil Próximo rodoviária 3 dorm, sendo 1 suite, sala, coz, wc, gar., lavanderia ................................................ R$ 240 mil Próximo Solar 3 dorm, sala, coz, lavand, garagem, salão comercial com wc .............................................. R$ 240 mil Salão comercial esquina, antigo HSBC, 220m2, terreno de 330m2, oportunidade única ......................... R$ 280 mil Salão comercial ótimo ponto comercial, rua Mário Carneiro da Cunha ................................................. R$ 250 mil Centro próx. ao gremio, 3 dorm, sala, copa, coz, lavanderia, garagem, salão comercial .............................. R$ 250 mil Nova Roma 3 dorm, sendo 1 suite, sala, copa, coz planejada, lavand, área churras, esq .............................. R$ 380 mil Jd Aquarius 3 dorm, sendo 1 suite, sala, copa, coz, lavanderia, garagem (próx rodoviária) ......................... R$ 200 mil Cohab 3 esquina, 3 dorm, 2 salas, copa, coz, área lazer, garagem + edícula ............................................. R$ 200 mil Casa Jardim do Sol (esquina) 02 dorm, sala, cozinha, murada..................................................................................R$ 180 mil Rua Prudente de Morais 3 dorm, sala, copa, coz, lavanderia e garagem ................................................. R$ 210 mil Centro seminova, de frente ao antigo correio, 2 dorm, sendo 1 suite, sala, coz, lavanderia, area churras ..... R$ 250 mil Nova Roma 2 dorm, sala, coz, area serviço, murada e portão ................................................................ R$ 200 mil Morumbi velho 275 m2 de const. 2 terr. med. 663 m2, 3 dorm, sendo 1 suite, 2 salas, copa, coz, ed. fundo . R$ 590 mil Casa com sobrado e salão comercial Nosso Teto, esquina próxima ao Nota 10 .................................... R$ 160 mil Casa Primavera 3 dorm, sendo 1 suite, sala, copa, coz, lavand, gar. terreno 400m .................................. R$ 230 mil CasaItamaraty, 3 dorm, copa, sala, coz, garagem, quintal cimentado, portão (terreno 12x25) ..................... R$ 200 mil Casa Centro róximo ao HSBC, com 353,94m2 const, acabamento de 1ª, terr. 1.045m2, murado, portões ... R$ 700 mil Nova Roma 4 dorm, sendo 1 suite, sala, copa, coz, garagem, construída em 2 terrenos ............................ R$ 400 mil Nova Roma 2 dorm, sendo 1 suite, sala, coz, copa, garagem, ótimo acabamento ...................................... R$ 230 mil Jd. do Sol 2 dorm, sala, coz, área de lazer, terreno 10x38,5 ................................................................... R$ 190 mil Cohab1 esquina, 3 dorm, sendo 1 suite, sala, coz, garagem, área serviço ................................................ R$ 110 mil Próx. praça Fuim (avenida) 3 dorm, sala, copa, coz, garagem, alpendre, terreno 10x30 ............................ R$ 260 mil Rua do Comércio 2 dorm, sala, cozinha, amplo terreno ....................................................................... R$ 350 mil Nova Roma 184m2, 3 dorm, sendo 1 suite, sala, copa, coz, área serv + edicula (2 terr.) ............................ R$ 420 mil Sobrado Nosso Teto com 3 aluguéis ................................................................................................. R$ 120 mil Barracão com edícula Julio Moretti ................................................................................... R$ 180 mil ac. troca Barracão próx. avenida Pres. Vargas, atrás do Vergínio melloni ........................................................... R$ 220 mil Casa Nova Luiz Gonzaga, 2 dorm, sala, coz ....................................................................................... R$ 125 mil Edícula Ari Carneiro 1 dorm, sala, coz, lavanderia, murada, portão eletr., próx a quadra .......... R$ 45 mil + prestação Casa Nosso Teto 4 dorm, sala, copa, coz, lavanderia, forrada ................................................................. R$ 70 mil Cohab 1 4 dorm, 2 salas, copa, coz, lavanderia ........................................................ R$ 68 mil (precisa de reforma) Centro próx. Gricki, 2 dorm, sala, copa, coz, área serviço, garagem ........................................................ R$ 210 mil

Área de 20 mil m2, cercado, curral simples, 300m do asfalto, dentro da cidade ........................ R$ 200 mil Sítio 1 alq dentro da cidade, frente para a rua Cícero Martinelli ................................................. R$ 300 mil Chácara fundo Cohab 1 1.100m2, com casa de 4 dorm, sendo 1 suite, sala, copa, coz, lavand, despensa, área de lazer com currasqueira, pomar ............................................................................................... R$ 450 mil Área urbana 1.500m com casa e edícula sem acabar, curral, chiqueiro, fundo da Cohab 1 ......... R$ 200 mil Área de 1.000 m2 com toda infra estrutura ............................................................................... R$ 120 mil Área urbana Jd Elite com casa, 1047m2, ótimo para investimento, pode desmenbrar até 8 lotesR$ 260 mil TEMOS VÁRIOS SÍTIOS E FAZENDAS À VENDA, CONSULTE-NOS

CASA CENTRO

CASA DOM BOSCO

BARRACÃO P/ ALUGAR

CASA CENTRO

CASA NOSSO TETO

2 dorm, sala, coz, wc social, lavanderia, piso frio, forro pvc, toda reformada. Imperdível R$ 92 mil. Ac. Carro

2 dorm, sala, coz, wc social, garagem, 3 dorm na área no fundo, alicerce para área de lazer, Acabamento de 1ª. Portão eletrônico, murada, quintal cim. R$ 210 mil

Ótima localização, em frente a pista, com 250m2 de construção, mesanino, coz., escritório, wc social, energia trifásica, Portão para caminhão. R$ 1500,00 mensais

Em frente ao Santander. 3 dorm, sala, copa, coz, lavanderia, + edícula. 180m de constr. Precisa reforma. terreno 203m2. R$ 180 mil

3 dorm, sala, coz, reformada, murada, piso e forro PVC. Ac. carro ou financiamento. R$ 95 mil


PÁGINA 16

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.186 - 26/01/2019


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.186 - 26/01/2019

PÁGINA 17


PÁGINA 18

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.186 - 26/01/2019

SEJA UM ASSINANTE DO JORNALZÃO Ligue e receba o jornal em sua casa, durante um ano, por R$ 130,00

Contrate por celular ou whatsapp 99373.2533


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.186 - 26/01/2019

PÁGINA 19

CHICO XAVIER

PROSEANDO

CRÔNICA DA SEMANA

Grupo Espírita “Bezerra de Menezes”

por Zé Pretinho

Daniel Almada

O diabo

Caboclo nato

A dor da ausência

"Respondeu-lhe Jesus: Não vos escolhi vós, os doze? E um de vós é diabo.".(João, 6:70.)

Nos idos de 1972, aos três anos, cheguei pra morar com minha tia Tereza na Rua do comércio, logo me chamou atenção um senhor por nome de Francisco Luis Ferreira, o poeta, repentista e pensador, Chico Loko (com K, exemplo, Bando de Loko, significa inteligente, Louco é demente). Chico batia um catira como poucos, era embaixador da Cia de Reis, "Netos do Oriente". No dia 06 de janeiro às seis horas da tarde, com a rua enfeitada de arcos de bambu, pela tradição a Cia de Reis cantava nas três casas antes da chegada, na minha tia, no seu Mané Capivari e na dona Helena. Desde moleque sempre gostei de ouvir o proseado dos mais velhos, me deliciava com os versos improvisados do Chico Loko. Os vizinhos fizeram até uma excursão para torcer pro Chico, num grande desafio na cidade de São Simão. Chico foi quebrando no peito sadio vários repentistas, a cada pausa para mudar de fase, uma beiçada na água que o gato não bebe, para limpar a guela e afiar o proseado. Na final Chico Loko enfrentou uma pedreira, Amadeu Vilão, até o capeta havia perdido dele num desafio. Chico lançou a primeira estrofe; - Mamãe óia o Mané, ele tá me beliscando -. "Belisca Mané, ela tá gostando"... Amadeu na última palavra emendou seu verso, o pau foi quebrando, as torcidas agitando, uma hora de desafio. Chico Loko tropeçou e engoliu o verso, Amadeu Vilão calou o poeta Santa rosense, foi o campeão do certame. Mesmo assim Chico Loko foi aplaudido de pé, não tinha cadeiras. O caçador de talentos folclóricos, João Cirilo García, pai do Bé e neto de coroné, convida o artista Chico Loko para gravar um especial na rede bobo com a famosa bailarina Ana Botafogo, no Rio de janeiro. Dessa feita não deu para fazer a excursão e prestigiar nosso caboclo nato. A semana passada a rede bobo, como dizia o Chico, procurou por seu genro Helião, casado com a Cidinha. Helião é um dos últimos caboclos natos, autêntico pé de rolo, entorta espinho de macaúba no pé, só anda descarço na lida do campo, com muita luta, calça botina pra vir na cidade. Derruba um boi no soco, bruto, rústico e sistemático. Fui no casamento do Helião com a Cidinha na fazenda do Tomaizinho de Abreu, que fartura, uma imensa valeta no chão, serviu de churrasqueira, espeto feito de bambu, as mulheres enchiam de carne, a gente assava e comia até enfarar. Helião é um roceiro admirável, tem um amor e uma fina sintonia com a terra, impressionante, tudo que planta, colhe com imensa fartura, é o tipo de empregado rural em extinção, daqueles que o patrão nunca manda embora, cuida melhor da fazenda do que o dono. Nosso ilustre Helião vai mantendo a tradição e representará o sogro Chico Loko e nossa Terra Querida, em mais um especial na telinha do plim plim... Valeu Helião! Um grande abraço a você e sua honrada família!

As pessoas partem. Saem da casa aos poucos, numa viagem lenta no tempo da História, rápida no tempo dos homens. Algumas outras chegam, voltam a inchar o ambiente de palavras, sons, gestos, e também se vão como chegaram, com certo sentimento de pesar ou alívio, mas saem deixando mínimos rastros. A cada partida, a cada hora do abandono, percebe-se que ainda há restos de falas nos lustres, gritos mudos riscam paredes, choros e risos ainda riem e choram em ruídos pelos quartos e banheiros, e da cozinha ouvem-se sons miúdos de quedas de objetos indefinidos. Mas o tempo é implacável. Aos poucos a casa fica só, absolutamente só, as paredes já não sussurram, o teto já não reverbera, nenhuma palavra desaba em sílabas do lustre emudecido em pó, gritos, risos e lamentos tímidos desapareceram no ar já quase sem ar, e, de repente, é como se ali naquele ambiente, vidas não tivessem jamais existido. O silêncio que resta é frio, intocável, absoluto, silêncio desconhecido de outro mundo que se impõe além da vida, e que do tempo e dos homens já não tem nenhuma lembrança. Há algo cruelmente frio na existência das coisas que se perderam de nós, que perderam para sempre aquela mínima gota do espírito humano. Como dói a nossa ausência.

Quando a teologia se reporta ao diabo, o crente imagina, de imediato, o senhor absoluto do mal, dominando num inferno sem-fim. Na concepção do aprendiz, a região amaldiçoada localizava-se em esfera distante, no seio de tormentosas trevas... Sim, as zonas purgatoriais são inúmeras e sombrias, terríveis e dolorosas, entretanto, consoante a afirmativa de Jesus, o diabo partilhava os serviços apostólicos, permanecia junto dos aprendizes e um deles se constituiria em representação do próprio gênio infernal. Basta isto para que nos informemos de que o termo "diabo" não indicava, no conceito do Mestre, um gigante de perversidade, poderoso e eterno, no espaço e no tempo. Designa o próprio homem, quando algemado às torpitudes do sentimento inferior. Daí concluirmos que cada criatura humana apresenta certa percentagem de expressão diabólica na parte inferior da personalidade. Satanás simbolizará então a força contrária do bem. Quando o homem o descobre, no vasto mundo de si mesmo, compreende o mal, dá-lhe combate, evita o inferno íntimo e desenvolve as qualidades divinas que o elevam à espiritualidade superior. Grandes multidões mergulham em desesperos seculares, porque não conseguiram ainda identificar semelhante verdade. E, comentando esta passagem de João, somos compelidos a ponderar:- "Se entre os doze apóstolos, um havia que se convertera em diabo, não obstante a missão divina do círculo que se destinava à transformação do mundo, quantos existirão em cada grupo de homens na Terra?" Emmanuel Página extraída do livro "Pão Nosso" - Psicografia de Chico Xavier.

CANTINHO DO EDU Eduardo Alves

"All, ti, tudes" Me sinto uma peça em desencaixe dentro de um cubo mágico. Acho que fui atrás do coelho e esqueci daquele que tem o controle do cubo.. Me encontro à esmo de desejos, me encontro sem anseios sem encontros, sem receios.. Único confronto se encontra no espelho, sorte minha ele não refletir os escombros da alma.. Sorte minha ele não ressentir aquilo que me afaga.. Aflito no meio da escada, pensando em descer para melhorar o respirar, pois, altitudes exigem excessos de oxigênio.. A consonância se encontra dispersa pelo ar, reflexo das inconstâncias que de mim fizeram seu próprio lar.. Morada, fico eu, à encontrar, abrigo, por onde resista a palavra "doce lar"...


PÁGINA 20

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.186 - 26/01/2019


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.186 - 26/01/2019

PÁGINA 21

PROFISSÃO CONTADOR

O que restou da Glória

Por Angelo Eduardo Monici

Quem disser que já viu essa capela tem, necessariamente, mais de 86 anos. A foto é de 1932, ano em que ela foi destruída em incêndio provocado por fagulha incandescente expelida pela chaminé da usina Amália. Capela e chaminé (de 30 metros de altura) foram construídas no tempo de Henrique Santos Dumont, de quem o conde Matarazzo adquiriu a Fazenda Amália. A capela de Nossa Senhora da Glória ficava bem atrás da usina. Nos anos 40, a chaminé ganhou uma companheira, também de alvenaria, um pouco mais alta. E no início dos 50, ambas foram demolidas para dar lugar às duas, de 70 metros, feitas de material pré-moldado. A capela existente hoje, na Amália, foi construída em 1934 para substituir a da Glória, e tem São Francisco como padroeiro.

Qual a melhor opção, MEI ou Simples Nacional? Empreendedores no Bra sil quando a bre um pe queno ne góci o pode optar, dependendo da atividade, a optar pelo Simple s Na cional ou pe lo MEI, mas qual é o melhor? Apesar da s duas modalidades serem simplificadas, em tese mas não na prática, em relação a outros regimes (Lucro Real ou Presumido) e, de certa forma beneficiarem os empr esár ios, ess as modalidades possuem algumas distinções importantes e que fazem toda a diferença para o empreendedor. Como funciona se r optante pe lo Simple s Nacional? Mi cro e pe quenas empresascom faturamento anual de até R$ 4,8 milhões ao ano podem escolher pelo sistema simplificado, que impõe as seguintes obrigações: Envio anual da Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais (DEFIS);Apuração e pagamento mensal da guia única de impostos unificados (DAS); Recolhimento Do diferencial da alíquota do ICMS (DIFALI) Em relação à carga tributária, os impostos unificados na guia mensaldo DAS são: IRPJ, CSLL,PIS, COFINS,IPI (apenas de indústrias), ISS (apenas empresas prestadoras de serviços), ICMS (aplicase sobre indústrias, comércios e prestadores de alguns serviços específicos) e, aCPP. Todas essas siglas são separadas em anexos, que apontam as alíquotas para cada atividade permi-

tida pelo Simples Nacional. Entre máximos e mínimos que de Simples pouco ou quase nada tem. E o MEI, como funciona? O Microempreendedor Individual não pode exceder o faturamento de R$ 81 mil ao ano, só pode ter 01 funcionário no regime de CLT, sua contribuição para o INSS é somente sobre 01 Salário mínimo e, o empree ndedor MEI não pode ter sócios. Quanto às obrigações, existem algumas semelhanças ao regime anterior, sendo uma declaração anual e uma guia mensal de impostos. Quanto aos impostos, são os seguintes: ICMSpara comércios e indústrias; ISS paraprestadores de serviços; Contribuiç ão previdenciária pessoal para todos os empreendedores. Mensalmente os MEIs possuem os seguintes valores a serem pagos: R$ 48,70 para comércios e indústrias; R$ 52,70 para prestadores de serviços; R$ 53,70 para MEIs prestadores de serviços e, ao mesmo tempo, comerciantes e/ou industriais. Temos que observar e chamar a sua atenção que agora em 2019 algumas atividades foram impedidas de optar pelo regime de Microempr eendedor Indivi dual pela receita Federal do Brasil, portanto fique atento e procure sempre o seu contador. Ent ão, de vo e sc olher MEI ou Simple s Nacional? Caso você atenda às

especificidades que acabamos de citar acerca dos dois regimes, talvez seja mel hor escolher o MEI para pagar menos impostos e ter menos burocracia empresarial com a qual se preocupar. Depois, com o tempo, se o negócio crescer e o faturamento superar o limite citado, ou ainda, mais funcionários serem necessários, é possível passar a empresa de MEI para Simples (ME). Neste caso, sua organização contábil fará todos os procedimentos necessários para esse ajuste. Por ém, se você já contar com um sócio e/ou a provisão de faturamento superar os R$ 81 mil ao ano, ou ainda manter equipe de mais de um colaborador, terá entrar no Simple s di reta mente, c aso esse for o regime mais adequado para o seu negócio. Portanto antes de tomar uma decisão efetivamente, proc ure sempre umaorganização contábil para auxiliá-lo na escolha. Parece fácil, mas acredite não é.Os dois regimes têm benefíci os, ma s também tem seus mal efícios que poderão ser amargos no futuro. Lembre- se que você esta cuidando do sucesso ou fracasso do seu negócio. A OSA Contabilidade tem um time preparado e treinado para te atender, dando o melhor suporte e te orientando para o sucesso do seu negócio.Além de ajudar no pontapé inicial, nóstambém seremos muito úteis no planejamento tributário e financeiro para sua empresa e também nos fatores burocráticos que influe ncia rá s eu c resc imento ou não.

IMPRENSA ANTIGA

Grupo Escolar A distinta Câmara Municipal, num rasgo de patriotismo e crescente progresso, mais uma vez avança, luta e se esforça para tornar-se realidade mais um grande melhoramento local que brevemente brilhará dentre os feitos administrativos: a inauguração do Grupo Escolar de Santa Rosa. Apesar de ser insignificante a arrecadação de impostos, os munícipes orgulhar-se-ão por certo em contemplarem os grandes feitos em tão curto período de administração municipal que já se nos deparam, e afirmar categoricamente o resultado da honesta e criteriosa administração. Além do prédio próprio, onde já funciona a municipalidade, aumento do cemitério, sarjetas, sargetões e bueiros, aí está o sobrado, alugado por três anos, onde a Câmara gastou 7 contos de réis em sua adaptação para o funcionamento do Grupo Escolar. (A Gazeta, 22 de junho de 1916)


PÁGINA 22

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.186 - 26/01/2019

EDITAL DE PROCLAMAS nº. 2628 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // TULIO GRACIOLI DA SILVA e MÔNICA GABRIELA ROCHA DE MELLO GARCIA //. Ele, natural de São Simão, Estado de São Paulo, nascido aos sete (07) de outubro de um mil novecentos e noventa e um (1991), profissão diretor financeiro, estado civil solteiro, domiciliado e residente à Avenida Nicolas Yasbek, 159, Jardim Nova Roma, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filho de JOÃO JOSÉ DA SILVA e de dona MARIA ERCI GRACIOLI DA SILVA. Ela, natural de Ribeirão Preto, Estado de São Paulo, nascida aos vinte e oito (28) de novembro de um mil novecentos e noventa (1990), profissão agente de organização escolar, estado civil solteira, domiciliada e residente à Av. Nicolas Yasbek, 159, Jardim Nova Roma, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filha de MAURÍCIO FERNANDO DE MELLO GARCIA e de dona ELEICIR APARECIDA ROCHA BATISTA PEREIRA. EDITAL DE PROCLAMAS nº. 2629 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // JOÃO HONORIO SOBRINHO e EUNICE FRANCO DA SILVA //. Ele, natural de Campo Belo, Estado de Minas Gerais, nascido aos vinte (20) de abril de um mil novecentos e quarenta (1940), profissão comerciante aposentado, estado civil divorciado, domiciliado e residente à Chácara Renascer, Zona Rural, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filho de JOSÉ ONORIO FILHO e de dona MARIA DO CARMO PIMENTA. Ela, natural de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, nascida aos quinze (15) de novembro de um mil novecentos e sessenta e sete (1967), profissão do lar, estado civil divorciada, domiciliada e residente à Chácara Renascer, Zona Rural, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filha de MAURO FRANCO DA SILVA e de dona JAÉL FRANCO DA SILVA. (Conversão de União Estável) Se alguém souber de algum impedimento ao casamento de algum dos contraentes acima, oponha-o na forma da lei. Eu, Gisele Calderari Cossi - Oficial.


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.186 - 26/01/2019

PÁGINA 23


PÁGINA 24

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.186 - 26/01/2019


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.186 - 26/01/2019

PÁGINA 25


PÁGINA 26

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.186 - 26/01/2019


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.186 - 26/01/2019

PÁGINA 27

CAMPEONATO REGIONAL DE FUTEBOL AMADOR 2019

HISTÓRIAS DO NOSSO FUTEBOL

SRFC fica fora do grupo da morte

Santa Rosa já teve três times no mesmo amador

Está decidido: o Santa Rosa Futebol Clube vai disputar o Campeonato Regional de Futebol Amador 2019 novamente pela Liga de Serrana, apesar de todas as confusões do ano passado. "Por questões de custos e de alguns pontos mudados no regulamento, por pedidos nossos, resolvemos disputar pela Liga de Serrana", explicou André Moussa, presidente do SRFC. Moussa diz que as distâncias das equipes liga de Brodowski são muito longas o que elevaria substancialmente os custos. Em reunião realizada em Serrana, na noite de segunda, com a presença da Diretoria do "Leão", ficou definido que o Campeonato em 2019 terá 12 equipes divididas em dois grupos, classificando as quatro primeiras de cada grupo, que posteriormente se enfrentam no sistema mata-mata até chegar à final. O início está previsto para o dia 17 de março. A tabela será disponibilizada em breve. As mudanças solicitadas pelo Santa Rosa foram atendidas. Só terá condição de jogo o atleta que tiver carteirinha da FPF e a equipe que der WO ou criar confusões dentro ou fora de campo a

Liga executará o valor caução de 2 mil reais. Outra solicitação atendida é que a segurança fique com a Polícia Militar ou segurança particular registrada nos órgãos de segurança pública. Liga Des portiv a Santa-rosense - O preside nte do SRFC André Moussa participou como convidado de uma reunião da recém criada Liga Desportiva Sa nta-rose ns e (foto). O presidente reforçou o apoio do "Leão" às propostas da Liga. "Somos parceiros sempre que o esporte amador for beneficiado", disse. Anteriormen-

te a Liga previa a realização de um Campeonato Municipal começando em março, com a previsão de 10 equipes, um campeonato no meio do ano e a Copa José Carlos Gonçalves no final do ano. O SRFC propôs uma mudança no calendário, invertendo as datas do Municipal e da Copa "Zé Carlos", o que foi aceito pelas equipes locais participantes da Liga. O campeonato do meio ano pode ser que não aconteça, pois em época de seca é necessário a preservação do gramado. O "Leão" se comprometeu a tocar o bar nas competições e dar uma ajuda financeira de R$ 260 para pa ga r parte da arbitragem. A cria ção da Liga foi inc e nt iv a d a pelo prefeito Nando Gasperini, que pediu a seus partici-

Uma página guardada d' O Diário, de Ribeirão Preto, edição do dia 08 de junho de 1976, revela um momento especial do futebol santa-rosense, quando o município contava com três equipes disputando o campeonato amador da região. Sob a manchete, "Nos oito jogos, só Bandeirantes ganhou fora", o jornal, referindo-se à "rodada do último domingo", mostra duas fotos, uma delas do jogo do Santa Rosa FC para reportar a segunda rodada do certame daquele ano: União Serrazulense e Cravinhos empataram em 0 x 0; Brodósqui bateu Serrana (1 x 0), São Simão venceu São Martinho (1 x 0), Sindicato (de Cravinhos) venceu Bandeirantes (3 x 1) e Pontal venceu Bento Quirino (1 x 0). Em relação aos times locais, o Santa Rosa FC, que venceu Vila Caroni por 2 x 0, com dois gols de Tadeu, ambos marcados no segundo tempo, jogou com: Corato, Marcos, Chicão, Zé Maria e Romildo. Cartola e Luiz Carlos. Ita, Jairinho, Totonho e Adelson (Tadeu). O Operário local foi a Pintangueiras e empatou com o Comercial de lá por 1 x 1. O gol do Operário foi marcado por Bom Bril, aos 10 minutos da etapa final, e o time jogou assim: pantes que não confrontas- Wagner, Dedê, Decão, Buião e João Branco. Mimi e sem datas com os jogos do Gerson. Careca, Bom Bril, Marreta e João Borges. E o SRFC, pois a equipe ama- Amália, que perdeu por 2 x 0 em Dumont, esteve em dora "vem fazendo um campo com o seguinte time: Futrica, Cid André, Zé bom trabalho no resgate Bocão, (ilegível) e Luiz Carlos. Alvino e Jorge. Mário, do futebol amador na ci- Paulo, Tonim da Bina e Schimidt. dade". Depois da rodada, a classificação mostrou, no 'SeNa reunião também tor I, chave A', Santa Rosa FC e São Simão em primeificou decidido que atletas ro lugar, e Operário e Amália, em segundo. das equipes locais convocados para jogos do SRFC não serão escalados em Prestação de contas referente ao suas equipes de origem se evento da “Costela pro Asilo” em as datas conflitarem. O 11/2018 ( Grupo amigos do Bem) presidente Moussa também ofereceu a preliminar Receita Bruta: R$ 58.578,00 dos jogos do "Leão" à Liga. "De repente podemos ter Despesa: R$ 25.724,00 uma preliminar com um Receita líquida: R$ 32. 854,00 jogo da Copa 'Zé Carlos' e o jogo principal do SRFC Receita líquida composta da seguinte pelo Amador Regional. Isso seriam duas atrações forma: muito boas para o público Dinheiro: R$ 25.771,00 santa-rosense", disse. Cheque pré para 03/02/19: R$ 1.600,00 Na próxima semana será feito o sorteio da Copa Cartão crédito e débito: R$ 4.483,00 (reJosé Carlos gonçalves, que passado direto para a instituição para deve começar já em fevecusteio) reiro. São seis equipes que A receber: R$ 1.000,00 (a receber em serão divididas em dois grupos, classificando as duas material de construção , doação do Porto primeiras de cada chave de Areia de Santa Rosa - Vagner e João) para a semifinal.


PÁGINA 28

FALA NOSSO TETO - POR SERGINHO GOMES

Árvore de 15 metros cai na avenida do "Teto" Na tarde da última sextafeira, 18, uma das árvores do canteiro central da avenida Prof. ª Luíza Garcia Ribeiro, esquina com a rua Sebastião de Campos, caiu. O motivo da queda pode estar relacionado ao vento e a chuva que ocorreram naquele dia , além do fato da árvore estar cheia de cupins. No exato momento da queda, por volta das 18h, estava sendo realizada no local (em frente à praça do Teto) a Feirinha do LUA, evento que atrai diversos moradores- inclusive crianças por causa do passeio de Trenzinho. A planta desabou sobre o canteiro, bem ao lado de um trailer. "O feirante tratou logo de recolher as mercadorias e abandonar a feira", disseram populares. A árvore, da espécie exótica grevílea (Grevíllea robusta), originária da costa leste da Austrália, possui crescimento rápido e atinge de 18 a 35 metros de altura- segundo informou a Prefeitura. A que tombou no bairro tinha cerca de 50 centímetros de diâmetro e aproximadamente 15 metros de altura. Há tempos este Jornal vem alertando para o risco de queda dessas árvores (aprox. 70 indivíduos), baseado em seu estado fitossanitário aparente- galhos quebrando, por exemplo.Para quem se recorda, uma árvore da mesma espécie caiu na praça da Matriz há alguns anos. Na manhã de sábado, 19, após o ocorrido, um grupo de moradores festejou e agradeceu a Deus o fato de ninguém ter sido atingido. "-Teremos a mesma sorte da próxima vez? ", perguntaram entre si. Prefeitura diz que fará avaliação:"As árvores localizadas no canteiro central da avenida passarão por nova avaliação e, caso constatada a necessidade, as árvores muito comprometidas serão oportunamente removidas e as demais receberão poda de remoção de galhos secos", informou a Prefeitura.

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.186 - 26/01/2019

‘Customer’ quer dar aulas A customização adaptação ou adequação de algo de acordo com o gosto ou necessidade de alguém, está na moda. Felipe Queiroz, 33 anos, morador do bairro, é um Persona l Customer (customizador) ou, como ele define, um profissional na arte de reinventar. Felipe,diz que aprendeu a customizar no Curso Técnico em Produção de Modas, oferecido pelo Senac de Ribeirão Preto, em 2.015. Com o diploma embaixo do braço ele ganhou o mundo. A qualidade do seu trabalho, notadamente aplicada ao vestuário unissex, levou-o a ingressar no circuito Brahma Sertanejo- Companhia que organiza diversos eventos, tais como o internacional rodeio de Barretos. - Tive a oportunidade de trabalhar em Indaiatuba, Barretos, Ribeirão Preto, Caldas Novas, revelou ele. Na Expogra nde 2.018- Feira de Agronegócios muito concorrida de Campo Grande-MS, chegou ao cargo de Supervi-

sor da Área de customização do camarote da Brahma, cargo segundo ele, cobiçado entre os customers. De aluno a professor- com experiência e reconhecimento profissional, Queiroz foi convidado pela direção do Senac para ministrar um curso de customização de camisetas e bonés na Fundação Casa de Batatais: "- Você é dinâmico e tem facilidade para conversar com as pessoas. É ideal para o desafio" , diz ter ouvido da direção do Senac. -De- repente me vi dando aulas e atividades educativas dentro de uma cela para um grupo de menores infratores, disse ele. "-A gente pode largar mão dessa vida louca e ganhar dinheiro com isso", disse se referindo a comentários dos internos. Atualmente Felipe desempenha a atividade em sua casa, localizada no bairro Nosso Teto. -Faço diversos tipos de customização, pintura de estampas, aplicação de

pedrarias (aviamentos), recortes- tanto em camisetas como calças jeans e bermudas, entre outros. Tudo à mão, frisa ele. Projeto para o futuro -Tenho vontade de dar aulas, principalmente para pessoas carentes que queiram aprender a arte de reinventar e criar coisas novas. Uma oportunidade para mudar suas vidas. Quem sabe alguém se interesse em patrocinar, finaliza Felipe Queiroz.


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.186 - 26/01/2019

SOCIAIS DO ÉDI CARLOS

PÁGINA 29


PÁGINA 30

SOCIAIS DO ÉDI CARLOS

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.186 - 26/01/2019


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.186 - 26/01/2019

PÁGINA 31


PÁGINA 32

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.186 - 26/01/2019

Profile for O Jornalzão

O Jornalzão, edição 1186  

Jornal semanal de Santa Rosa de Viterbo

O Jornalzão, edição 1186  

Jornal semanal de Santa Rosa de Viterbo

Advertisement