Page 1

®

Diretor: André Nagib Moussa (Mtb 34286) - Santa Rosa de Viterbo, 08/12/2018 - Ano 25 - N.º 1.180 - Semanal - Preço do exemplar R$ 3,00

O prefeito está doente? Não, não está Boatos maldosos sobre o prefeito se espalham pela cidade. E passam por um território perigoso de ser explorado, particular, que é a saúde do prefeito Nando Gasperini. A assessoria do prefeito nos informou o seguinte: “Não procede a informação, o prefeito está normalmente comparecendo em seus compromissos, não passa de boataria. Inclusive, tendo suspendido suas férias em função da redução de gastos que vem sendo feita”.

Polícia Ambiental faz operação e apreensões em Santa Rosa

Prefeitura deve R$ 570 mil de repasses à Santa Casa Situação da entidade começa a se complicar com títulos indo a protesto e falta de pagamento do 13º dos funcionários. Atendimento continua normal

Vereador quer explicação sobre fila de ultrassom Mais de 2.750 esperam autorização

Pouca gente no leilão do hospital que rendeu 100 mil

Caminhão perde o freio e destrói varanda de residência Felipinho é do América-MG Caminhoneiros reclamam do abandono da estrada que “leva riquezas do município”

Casa Dei Bambini: o segundo lar dos seus filhos

Ele assinou contrato até dezembro de 2021

Cartão postal esquecido - A praça Dr. Guido Maestrello está abandonada. Suja, com o piso deteriorando e mato alto, o nosso principal cartão postal está esquecido pela administração municipal. Com o descaso da atual gestão, um grupo de cidadãos tenta criar o projeto ‘Viva o Centro’, que, se vingar, pode buscar recursos na iniciativa privada para resgatar o glamour dos velhos tempos do local. “Praça da Matriz”, a reconstrução não passou por aqui.


PÁGINA 2

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.180 - 08/12/2018


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.180 - 08/12/2018

PÁGINA 3

Prefeitura deve R$ 570 mil à Santa Casa Entidade não pagou 1ª parcela do 13º e tem títulos protestados. Dia 10 dívida deve passar dos R$ 900 mil A condição financeira da Santa Ca sa de Sa nta Rosa chegou a sua pior situação desde que o atual grupo assumiu a Diretoria da e ntidade, há cerc a de cinco anos. Isso porque a prefeitura deve ao hospital uma parcela e meia da subvenção me nsal, cerca de 570 mil reais. E a situação deve piorar, pois na segunda feira, 10, a prefeitura deveria passar mais 360 mil reais referentes à última parcela mensal do ano, o que não deve ocorrer, elevando a dívida para aproximadamente 930 mil reais. Em ofício enviado às Diretorias de Saúde e Finanças, com cópia à Câmara Municipal, no último dia 3, a Santa Casa pede o pagamento de pelo menos uma parcela de 364 mil reais. No documento, a Santa Casa afirma, entre outras coisas, que não pagou dia 30 último, a 1º parcela do 13º salário aos funcionários “Pelos atrasos constante s a Instituição sofre com a falta de crédito, por não estar em dia com os for-

necedores está pagando valores considerados de juros e recebendo instruções de protestos de títulos,” diz trecho do documento. “Mesmo com a dificuldade financeira atravessada pela instituição, todos os pacientes do SUS estão se ndo atendidos norma lmente e estamos cumprindo integralmente o que foi contratualizado”, completa o documento. At ras o t ambé m nos postos de saúde – A pr e fe i tur a ta mbé m e s tá com o pagame nto atrasado com a Inovare, empres a mé di c a te r c e i r iza da que for nec e a tendi mento mé dic o nos pos tos de saúde. O último repasse foi referente ao mês de agosto e médicos que estavam trabalhando na cidade não estão vindo mais, devido ao a tr as o cons ta ntes e m seus sa lários. Na s re des socia is a popul açã o tem reclamado bastante, principalmente com a saída da pediatra doutora Juliana.

Re médios fracionados – A crise também afetou a distribuição de medicamentos à população, desde os remédios ma is comuns aos mais caros. “Com o Cassinho eu retirava meu remédio uma vez por mês, agora eles estão tirando das caixas e dividindo e toda semana tenho que pegar os Aume ntou trabalho no PS – Com a ineficiência do atendimento nos postos de saúde, o fluxo de pessoas no Pronto Socorro aumentou sens ivel mente,

principalmente em busca de atendimento na área de pediatria. Mesmo com a falta de dinheiro, a Santa Casa, que administra o PS tem feito todos os atendimentos.

Divergências de valores A prefeitura enviou ontem ao Jornalzão números diferentes dos levantados pela reportagem. “Em levantamento efetuado, verificou-se o débito parcial de R$ 186.363,66 referente a novembro de 2018 que será quitado no dia 11/12/18. Já em relação a parcela a vencer do mês de dezembro no valor de R$ 386.363,70 será pago no decorrer do presente mês”, disse Ana Maria Belavenuto, da área de finanças do Município. O Jornalzão apurou que o débito é de uma parcela de 386 mil, mais 186 mil restantes, além de mais 386 mil a vencer no próximo dia 10 de dezembro.

comprimidos”, disse uma mãe que rec ebe medi camento controlado para seu filho. O Jornalzão procurou um farmacêutico e ele disse que “depende ndo do medicamento o fracionamento pode ser feito, mas que a maioria dos remédios deve ser entregue em caixas fechadas”.

Fila de ultrassom ultrapassa 2.750 Um dos slogans da campanha de Nando Gasperini era que sua administração seria “mais humana”, mas parece que decorrido metade de sua gestão a “humanização” não chegou à Saúde. A fila de exames é gigantesca. Esta semana o vereador Everton Luiz está cobrando providências para que a situação seja normalizada o mais rápido possível. “É inadmissível Santa Rosa ter números tão expressivos em filas de espera de exames, isso falando apenas de ultrassom. A prefeitura deve uma explicação do porque disso”, falou o vereador ao Jornalzão. Segundo ele, a fila é de 2.754 exames somente de ultrassom e eco cardiogramas (veja tabela detalhada abaixo). O número é expressivo e corresponde a quase 11% da população. “Fiz um pedido para o prefeito para que ele informe o que fará para atender esta demanda reprimida, pois nossa população doente está sofrendo duas vezes, com a doença e o atraso absurdo”, disse o vereador.

ESPERA DE ULTRASSOM

Conselho Municipal de Saúde tem “tendência” a aprovar o Plano de Trabalho para 2019 O novo presidente do Conselho Municipal de Saúde, Fernando Henrique Vieira Garcia, disse esta semana ao Jornalzão que a tendência do Conselho é de que o PT - Plano de Trabalho da Santa Casa para 2019 seja aprovado sem cortes. “É uma tendência que senti entre os membros do CMS, inclusive se a prefeitura demorar a se posicionar, vou marcar uma reunião extraordinária ainda esta semana e colocar o Plano em votação”, disse. Até o fechamento desta edição a prefeitura não havia se posicionado sobre o novo PT da Santa Casa. “A prefeitura pode fazer cortes ou aprovar da forma que a Santa Casa solicitou, mas a demora pode prejudicar a entidade”, disse Garcia. O plano - De acordo com o apresentado, o valor do repasse anual pedido pela entidade à prefeitura é de aproximadamente 4 milhões e 600 mil reais, 10% a mais que ano passado. O PT mantém basicamente o que foi feito em 2018, a novidade é a inclusão de procedimentos obstétricos, partos normais e cesáreas, na ordem de, no mínimo, 60 procedimentos anuais. O plano inclui ainda a permanência de um médico cirurgião por pelo menos 4 horas diárias na Santa Casa, um plantão semanal de ortopedia e inclusão de um médico psiquiatra na retaguarda, dentro do hospital. O valor pedido pela entidade engloba todo atendimento no Pronto Socorro, procedimentos hospitalares e medicamentos.

TIPO DE EXAME ................. DEMANDA Ultrassom abdominal ........................ 472 Ultrassom transvaginal ..................... 457 Ultrassom vias urinárias ................... 324 Eco cardiograma .............................. 263 Ultrassom membros inferiores .......... 229 Ultrassom de tiróide ......................... 181 Ultrassom de partes moles ............... 165 Ultrassom da próstata ..................... 144 Ultrassom de carótidas .................... 143 Ultrassom de mama ......................... 125 Ultrassom de abdomen .................... 118 Ultrassom pélvico ............................... 33 Ultrassom com urgência ..................... 57 Ultrassom com prioridade ................... 43 TOTAL ........................................ 2.754


PÁGINA 4

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.180 - 08/12/2018


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.180 - 08/12/2018

PÁGINA 5

Pouca gente no leilão da Santa Casa que rendeu R$ 100 mil Direção acha que a comunidade ainda não percebeu a importância de participar, mas admite que já esteja melhor do que estava O quarto leilão beneficente realizado em favor da Santa Casa local, no último domingo, arrec adou perto de R$ 100 mil, resultado dentro da média dos anteriores, embora o número de presentes tenha ficado aquém da expec tativa dos organizadores. - Fizemos uma festa pra 200 pessoas comerem e beberem à vontade. Compareceu só a metade - revela o empresário Cid André Rachetti, 65 anos, presidente do Conselho da entidade. Segundo ele, diversos amigos, de Cajuru e de Ribeirão Preto, compareceram e deram express iva colaboração. Dentre eles o cajuruense, especialista em leilões, Adir Leonel do Carmo, que assessorou na organização, com a experiência de já ter realizado perto de 300 como este. - Ele elogiou nossa or gani zaçã o, achou tudo muito bem arrumado. Nossa comunidade ainda não percebeu a importância de participar, mas perto do que era, já melhorou. Só que, se fosse em Cajuru, a arrecadação certamente seria três

vezes maior - opina Cid André, revelando que, leilão semelhante, em Altinópolis, este ano, arrecadou R$ 550 mil. O empresário sustenta que, a partir de 2014, a Santa Casa experi mentou expressivo crescimento em sua excelência. - Além do mais, nossa Santa Casa é a única da região que não deve um tostão atualmente. Pessoas de maior renda não compareceram O membro da diretoria do hospital, Wagner Rachetti , 70 anos, l amenta "certa ciumeira" entre diretorias de entidades de Santa Rosa, que acarreta falta de colaboração mútua. Por outro lado, ressalta a participação pessoal do presidente da Câmara, Chicão, e do vereador Everton, além de R$ 150,00 - em dinheiro doados pelo conjunto dos vereadores. - A prefeitura também nos assessorou com estrutura. Mas, infelizmente, o pessoal de maior renda, que explora o comércio em San-

Esperava-se a presença de 200 pessoas (Foto Pofi) ta Rosa, não tem comparecido para arrematar prendas. Esperamos que eles nos ajudem mais nos próximos anos - pondera Cid André. Desde 1991 voluntário no hospital, ele mantém o ânimo. - Nossa semente está

demorando a germinar, mas continuamos jogando água nela! Entidades c omo "Amigas da Santa Casa", "O Casarão" e loja maçônica "Yara do Rio Pardo" oferecem ajuda primordial à en-

tidade, segundo o conselheiro e o diretor. "Canalhas arrogantes" Um dos resi dentes fora da cidade, apontados por Cid André, que fez questão de comparecer, é o empresário Paulo Tadeu Rivalta de Barros. Logo depois do leilão, ele criticou, em grupo de amigos no whatsApp, a baixa adesão de santa-rosenses: "Confesso aqui meu desapontamento com o leilão da Santa Casa. Muitos ganham muito dinheiro na cidade e não praticam a cidadania de devolver um pouc o... Já o agricultor Gabriel M. B. Fonseca foi mais longe, pelo Faccebook, no mesmo dia: "Quero parabenizar a

cada um dos que contribuíram para o leilão da Santa Casa de Santa Rosa no dia de hj! E não deixar de lembrar aos canalhas arrogantes e prepotentes que nesta cidade vivem e sequer apareceram, nem que seja pra serrar a mandioca frita que lá tinha!!! Aos políticos mara-vi-lho-sos de nossa cidade, desde os ilustres vereadores à oligarquia do executivo que nem representa nte envi ara m. Aos que comem c huchu de nos sa cidade, e arrotam peru, meu mui to obrigado por não irem! Mas amanhã, se aparecerem na Santa Casa de Deus pr ocur ando ajuda, lembrem-se do quanto contribuem para manter a ajuda ali ofertada! Cambada de inúteis emergentes! Caixão não tem gaveta! Abraço!"


PÁGINA 6

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.180 - 08/12/2018

EDITORIAL

PROSEANDO por Zé Pretinho

Os cidadãos André Moussa, do Jornalzão, e o comerciante Tadeu Cicolani entraram com uma Ação Popular contra o novo ITBI do prefeito Nando. Esta semana saiu o resultado que foi o indeferimento em primeira instância. A prefeitura comemorou em seu jornal oficial, mas a coisa não acabou. A derrota em primeira instância era esperada, mas no recurso esperam êxito. Entendemos e respeitamos as decisões judiciais. Mas podemos e temos direito de questioná-las e em nosso entender é incabível e inaceitável que a prefeitura forje a existência de seis corretores e um perito judicial e isso passe incólume. O projeto de criação do novo ITBI contém vícios de forma e de finalidade e os cidadãos irão até o fim. Vale apenas um lembrete de que ambos cidadãos não são especuladores imobiliários, não são donos de chácaras nem de vários imóveis, não vivem disso, muito pelo contrário, seus bens imóveis são modestos. É que o descalabro é tão grande que ambos resolveram tentar impedir isso, motivados pelo silêncio ensurdecedor dos omissos.

feche, senhor prefeito, abra o leque e vamos juntos abraçar os problemas e resolvê-los da melhor maneira possível. A sociedade não pode se omitir e juntos somos mais. Nós, aqui na nossa humilde insignificância, estamos às ordens, sem nenhuma pretensão financeira, apenas pelo amor à nossa Santa Rosa. Utopia? Pode ser, mas quem sabe cola?

Saúde re spirando por aparelhos - Quando começamos a esmiuçar os números da Saúde fomos ficando assustados. E olha que o susto foi apenas em cima de números que nos deixaram ver. A fila de ultrassom é absurda. Fortunas não pagas a quem terceiriza o serviço médico. A falta de simples medicamentos indica que tem algo muito errado. Se falta dipirona, imagina o que vem atrás disso. E para piorar não temos Diretor de Saúde desde o mês passado. A coisa está largada, como em todos os outros setores do município.

Sucesso em Cajuru - Fomos em Cajuru esta semana para saber os motivos dos leilões de lá arrecadarem 400, 500 mil reais. Simples: envolvimento da população. Um grupo de funcionários de uma empresa se juntou no último leilão e cada um deu no mínimo 50 reais. Juntaram 2.700 reais e compraram um aparelho no leilão. Agora imagina vários setores fazendo isso. É o que acontece lá e assim a Saúde funciona. Diferente daqui. Se os milionários somem, imagina quem tem pouco.

Abrir debate com a sociedade - O caos que está o município pode passar se a velha política for deixada de lado. Temos a certeza de que o prefeito Nando tem plena consciência de que a cidade não está do jeito que ele quer. Neste momento é que o prefeito deveria aparecer mais, ouvir a população e principalmente seus críticos. Tomar medidas austeras para colocar as contas em dia. Senhor prefeito, convide os ex-prefeitos para uma conversa, ouça o que eles tem a dizer. Convide ex-Diretores que enfrentaram estes problemas e descubra o que eles fizeram para solucionar. Convide o Jornalzão para um bate papo com café, claro. Chame o vereador Everton, peça opiniões a ele. Chame as empresas e exponha a situação e procure ouvir de suas experiências. Juiz e Promotor podem ajudar, líderes sindicais e de associações também. Não se

EXPEDIENTE O JORNALZÃO CNPJ 24.933.354/0001-57 Redação: rua Condessa Filomena Matarazzo, 58 - Centro - Santa Rosa de Viterbo-SP - CEP 14.270-000 Celular e whatsapp: (16) 99373.25 33 - Diretor de Redação: André Moussa Free lancer - Gabriel Caldas e Romeu Antunes Contato Comercial: Daniel Pereira Tiragem: 2.000 exemplares - Circulação: Santa Rosa de Viterbo Periodicidade: Semanal - R$ 3,00 por exemplar - E-mail: ojornalzao@ojornalzao.com Impressão: Grafisc, São Carlos. “Artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do jornal.” O JORNALZÃO É AFILIADO À ABRARJ

Leilão - 100 mil reais bruto foi o resultado do leilão da Santa Casa realizado no domingo. Muito pouco. Mas muito pouco mesmo. Novamente a sociedade se omitiu. Aí quando surge problema logo vem a comparação com Cajuru. Mas lá a sociedade participa. Pessoas humildes se juntam e participam com um pouco cada um. Aqui não vão nem para comer a mandioca frita que é servida aos convidados. Mas reclamam. Hospital é um prestador de serviço, um executor, que necessita de recursos para continuar a evoluir. O Jornalzão contribuiu com 320 reais em publicidade. É pouco, mas é o que cabe em nosso orçamento. Mas quem realmente pode contribuir não o faz.

Saúde do prefeito - Boatos e mais boatos se espalham sobre o prefeito. "Vai se afastar", "vai se internar", "está sofrendo disso ou daquilo". Conversamos com ele esta semana e graças a Deus vai tudo bem com sua saúde. Temos nossas claras diferenças com a atual administração, mas saúde é coisa séria. A vida particular do prefeito é coisa séria e deve ser respeitada. Explorar isso politicamente é baixaria. Muita saúde ao senhor, prefeito, para que continuemos a discordar democraticamente no campo político, sempre com respeito à vida.

Made in China O garoto Januário, dezasseis anos, ouviu a notícia que um chinês está reproduzindo seres humanos, como máquinas. Curioso pergunta ao seu pai, Oderbal: - Pai é verdade que esse chinesinho vai criar clone humano? - Maluco esse cara meu filho! Há muitos anos o homem tenta imitar Deus, reescrever o projeto de vida, gastando milhões em pesquisas de clonagem humana. O chinês é físico metido a cientista! - Pai já vi falar de clones em animais, a ovelha Dolly, primeiro animal a ser clonado, o touro Bandido, touro Trombadinha, clone dele, está se apresentando no rodeio do japonês! - Japonês também gosta de rodeio filho? - Claro pai! Fala-me mais da reprodução humana . - Voltando ao assunto meu filho, inseminação artificial em animais e humanos é normal, seu tio tem congelado, dez doses do sêmen dele. - Uai pai, o tio tá parecendo um touro reprodutor? Num é fraco não, kkkk! - Podes crer filho! Os malucos fazem de tudo pra criar clones humanos, enquanto Deus nos criou numa simplicidade fantástica! Viemos do espermatozoide, ali começava a nossa batalha para nascer e tomar posse dessa benção maravilhosa, chamada vida! Milhões de espermatozoides correndo para entrar no útero da sua mãe...(emoção). - Continua pai... - É meu filho, emocão, lembrei do dia do parto, quando você nasceu... Você venceu a corrida e foi escolhido por Deus que te presenteou com a vida! Então filho, seja simples, não somos porra nenhuma nessa vida, agora vem esses malucos, céticos e ateus brincar com a vida humana! Essas experiências de mudanças genéticas vão comprometer as futuras gerações, monstrinhos aos montes, foge da monta natural, a procriação feita pela natureza! - Pai, diz o chinesinho que é para combater a AIDS, criando uma vacina preventiva. - A curiosidade é outra meu filho, clonar seres humanos, a AIDS já te ensinei, faça como a galinha, cuide bem de seu pintinho! Cuidado com o namoro, não procrie até estar formado e casado, seja responsável com as filhas dos outros! - Fica frau, tô ligado! Essa lição eu já aprendi. E sobre a procriação da galinha? Quem veio primeiro ao mundo pai, o ovo ou a galinha? - Agora enrolou o pega filho! Só Deus para responder... a criação da vida é mistério... - Oh pai agora entendi porque o senhor de quando em vez, me chama de porra louca! - Kkkk, que isso meu filho, tem hora que você me pira, mas eu te amo meu garoto... - Valeu pai, pela aula de biologia... um beijo meu véio querido...


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.180 - 08/12/2018

PÁGINA 7

Casa Dei Bambini: o segundo lar dos seus filhos

A

Casa Dei Bambini, traduzido como “Lar das crianças”, é um ambiente seguro e acolhedor para os pais deixarem seus filhos com confiança, sendo um segundo lar para seus filhos. O nome da escola foi escolhido em homenagem à primeira escola de Maria Montessori, pelo encantamento do sistema científico Montessoriano. A escola acolherá alunos do berçário até o término da Educação infantil, de 04 meses até 5 anos e está sob a direção da Raquel Zerba e Daiane Machado Dias. O método utilizado será baseado em que a educação se desenvolva com base na evolução da criança, traçando perfis gerais de comportamento e de possibilidades de aprendizado para cada faixa etária. Para que assim a criança se desenvolva de forma completa e equilibrada! A escola esta instalada em uma casa no centro da cidade, com muito espaço para se divertirem e desenvolverem suas atividades, situada na rua 7 de Setembro, Nº 232. A inauguração será dia 10 de dezembro através de uma COLÔNIA DE FÉRIAS, que permanecerá nos períodos de 10/12/18 à 21/12/18 e 02/01/19 à 25/01/19, com os períodos: Integral e Meio Período. Os valores podem ser passados através do Telefone 3954-7557 ou via Whatsapp pelos números: (16) 99139-3504 (Raquel) ou (16) 99301-4563 (Daiane).

A Colônia de Férias será um período de muita diversão, contando com atrações como Música, Cineminha, Artes, Educação Ambiental, Contação de Histórias, Yoga Kids, Educação física, Culinária e muita recreação! As matrículas para o ano letivo de 2019 já estão abertas e NÃO SERÃO COBRADAS. As aulas iniciarão no dia 28 de janeiro de 2019, com o período integral ou meio período, e contaremos com ótimos profissionais da área da educação e funcionários de muita confiança. Para o ano letivo de 2019 utilizaremos um material didático apostilado da Editora Positivo e o valor do material já será incluso na mensalidade. PARCERIA COM A CASA DEI BAMBINI Para melhor atendermos nossos alunos e seus responsáveis contamos com algumas parcerias, como: - Fisioterapeuta Fabio Ramalho Dias, orientando as educadoras para um olhar diferenciado e individual sobre o desenvolvimento motor infantil,respeitando o tempo e individualidade de cada criança. - Psicóloga Letícia de Castro Pascoalin, tirando duvidas dos pais ou responsáveis e realizando rodas de conversa com nossos alunos. Contamos também com uma parceria que poderá ser realizada e encaminhada para seu consultório. - Empresa ARTIVINCO, parceria para 2019 contando com o fornecimento de descontos exclusivos para os funcionários.


PÁGINA 8

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.180 - 08/12/2018

SEJA UM ASSINANTE DO JORNALZÃO Ligue e receba o jornal em sua casa, durante um ano, por R$ 130,00

Contrate por celular ou whatsapp 99373.2533


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.180 - 08/12/2018

PÁGINA 9


PÁGINA 10

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.180 - 08/12/2018


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.180 - 08/12/2018

Sob chuva forte, Coral estreia na feirinha

Raul é o maestro Estreou anteontem, no "Espaço Mogiana", o coral montado pela Fundação Cultural sob a regência de Raul Marostegan, membro da Banda Sinfônica da cidade. Algumas atrações antecederam a apresentação: a chegada do Papai Noel, apresentação das bandas Famusa e "Ranato Massaro" e do grupo de dança do Centro Cultural. Uma forte chuva obrigou os frequentadores da feira, que acontece todas as quintas, se aglomeraram sob uma barraca montada no "Espaço", e o coral cantou espremido no meio deles. "A Moda do Zé Hamirto", de Francisco Luiz Ferreira (Chico Louco), foi a primeira música, seguida por canções natalinas.

Começaram as formaturas das escolas municipais As formaturas nas escolas municipais infantis e fundamentais começaram hoje. A primeira foi a EMEI “Maria Helena Salim Sordi”, que aconteceu às 18h30, no próprio prédio. Na segunda-feira (10), já começam as formaturas da próxima semana com a EMEI “Luzia Helena Menta Monici, às 18h30, na quadra da EMEI “Maurílio de Oliveira”. Na terça (11), é a vez da EMEI “Elias Baú Manoel de Barros”, à 18h, no Espaço de Evento “Coliseu”. Já às 19h, os formandos serão da EMEF “José Roberto Costa Bruno”. Quarta (12), a cerimônia será das turmas da EMEF “Lourdes Pereira Massaro”, às 19h. O último dia de festas será na quinta (13) com duas escolas, EMEF “Maurílio de Oliveira” e EMEF “Wolmar Ribeiro Balbão”, ambas serão às 19h e em seus próprios prédios.

PÁGINA 11

Papai Noel fez a festa da criançada em sua chegada na ‘Feira da Mogiana’ Um carro cheio de enfeites natalinos com uma placa do ‘Polo Norte’ carregando o Papai Noel, desceu a Avenida Presidente Vargas para ser recepcionado na ‘Feira da Mogiana’, na noite da última quinta-feira (6). A caravana natalina que acompanhou o carro natalino saiu do ‘Estrela Azul’ por volta das 19h30, com a participação da banda Professor Renato Massaro, um grupo de ciclistas e o trenzinho Maximus Show. Durante todo o trajeto foram tocadas músicas natalinas e o ‘Bom Velhinho’ distribuiu várias balas para as crianças. No ‘Espaço Mogiana’, a banda fez sua última apresentação e o Papai Noel foi para um local reservado a ele para continuar entregando balas e tirando foto com as crianças. A noite ainda teve outras atrações, como a estreia do Coral Municipal, a presença do grupo Pés de Valsa, e show com o Trio Tropical.

Escola faz confraternização de final de ano A CMEC João Cândido dos Reis, localizada no ‘Nosso Teto’, realizou uma confraternização de final de ano na última quintafeira (6), por volta das 11h30. Os pequenos puderam desfrutar de um almoço com macarrão, arroz, frango, verduras e guaraná. De sobremesa foi servido bolo com sorvete. A escola estava toda enfeitada para a atividade, com árvore de natal e um Papel Noel colado na parede. Adriana Coelho, coordenadora, agradeceu ao corpo docente pelo ano e pelo empenho na festa, parabenizou todos os alunos pelo fim dos estudos e desejou sorte a todos aqueles que acabaram seu ciclo na escola e no próximo ano terão que estudar em outros lugares. São 130 a lunos que fazem parte da CMEC, divididos do 1º ao 5º ano, em dois períodos, manhã e tarde. Para o ano de 2019, as matrículas já estão abertas e vão até o janeiro.

Concerto da Banda Juvenil na Praça das Bandeiras A Banda Juvenil de Santa Rosa de Viterbo, sob a batuta do Maestro Maurílio de Oliveira Júnior, apresentase às 19:00 horas deste sábado, na Praça das Bandeiras, em frente à Estação da Cultura. A banda é formada pelos alunos de nível iniciante da “Escola Municipal de Música Plácido Bertocco”.No repertório destacamos a canção “YellowSubmarine” de John Lennon e Paul McCartney, o tema da série de tv “Hawaii Five 0” de Mort Stevens, a música “Stand by me” de Ben E. King. e “Uskudar” do Folclore Turco. A realização é da Fundação Cultural e Prefeitura Municipal de Santa Rosa de Viterbo.


PÁGINA 12

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.180 - 08/12/2018


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.180 - 08/12/2018

Câmara dos Deputados muda Lei e aumenta teto de gastos com funcionalismo Presidente Michel Temer tem que sancionar para começar a valer No final da legislatura, a Câmara dos Deputados aplicou, dia 5 último, um golpe traiçoeiro na Lei de Responsabilidade Fiscal, ao ampliar os limites de gastos com pessoal nos municípios. Se o presidente Michel Temer sancionar a lei, a crise fiscal se agravará ainda mais no próximo governo. O texto, aprovado numa manobra sorrateira, livra de punição os prefeitos que gastarem mais de 60% das receitas com funcionários e aposentadorias, caso a arrecadação caia mais de 10% em virtude de redução nos repasses do Fundo de Participações dos Municípios (FPM), royalties e outras receitas especiais. De acordo com a última análise publicada pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), com dados de 2016, 86% dos municípios brasileiros estão em situação fiscal crítica. O motivo é justamente o alto comprometimento do Orçamento com gastos obrigatórios, em especial as despesas com pessoal. Apenas 136 municípios em todo o país, diz a Firjan, arrecadaram mais de 40% de suas receitas com tributos municipais. Quase 82% da amostra (3.714 municípios) não geraram nem mesmo 20% das receitas em 2016. Dependem, sobretudo, dos repasses do governo federal para sustentar a máquina pública. A situação deve ser ainda mais exasperante, pois a Firjan não obteve acesso a dados oficiais de 1.024 municípios, apesar de a lei estabelecer prazos e normas para a publicação. Na época do estudo, 575 prefeituras já haviam ultrapassado o limite legal dos gastos com pessoal. Pelos últimos dados divulgados neste mês pela Secretaria do Tesouro, as despesas correntes dos municípios aumentaram 5% em 2017; as com pessoal, 6,8% – ambas acima da inflação de 3,4% naquele ano. Santa Rosa seria uma das cidades beneficiadas com o “presente de grego”. Atualmente a prefeitura gasta mais do que o previsto em lei com o funcionalismo. Mas, caso Michel Temer sancione a Lei, ela só valerá a partir do próximo ano, ou seja, os gastos excessivos deste ano e de anos anteriores, serão penalizados conforme a lei em vigor.

CRÔNICA DA SEMANA Daniel Almada

Na sala de jantar Na sala de jantar de ontem, a discórdia. Na sala de jantar de hoje, a ausência. Na sala de jantar de amanhã, o porco e os drones.

PÁGINA 13

Buracos em estrada irritam motoristas Os enormes buracos na estrada que dá acesso às indústrias da fazenda Amália estão tirando os motoristas do sério. Esta semana, atr avés do whatsapp do Jornalzão, motoristas reclamaram e enviaram fotos da calamidade que está a estrada. “Como que pode uma estrada nesta situação. Aqui passa a riqueza de Santa Rosa e está desse jeito”, reclamou o motorista Euripedes Rosa, o “tio Oripinho”. José Carlos Barbosa Neto é de São Paulo e estava em trânsito no trecho: “É um pedacinho pequeno que tem um trânsito intenso. Faz dois meses que estou nesta rota e a cada dia piora. Não sei o motivo que não arrumar, pois em um dia de serviço consegue amenizar o problema”, disse.

Em áudio, tio Oripinho fez um desabafo: “Vereadores e prefeito, faço um apelo, sendo ou não dever do nosso município, para olharem por aqueles 3 km de estrada sem condições de nós caminhoneiros passar. Duas empresas daquele porte, que tem famílias que de pendem dal i. Bom senso, senhores , va mos correr atrás de verba. Falta consideração de todos vocês para conosco. Se essas duas empresas forem embora daqui pode fechar Santa Rosa. Vocês políticos estão deixando a desejar”. Em matéria publicada recentemente no Jornalzão, a prefeitura informou que não tem condições de efetuar a obra por falta de dinheiro e só fará melhorias no local se vierem verbas do estado.

DE OLHO NA CIDADE

O buraco acima fica na esquina da rua Antônio Pagim com a avenida Professora Luiza Garcia Ribeiro, no Nosso Teto e está deste jeito há mais de um mês. Está aumentando com as chuvas e pode causar grave acidente a qualquer hora. O lixo ao lado foi clicado na manhã de segunda feita, na esquina do Paço Municipal, mas ficou esparramado no final de semana todo. O local tem uma cesta apropriada para depositar este tipo de lixo, mas preferiram deixar no chão, à mercê de cachorros ou algum sujeito homem porcalhão.


PÁGINA 14

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.180 - 08/12/2018


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.180 - 08/12/2018

PÁGINA 15


PÁGINA 16

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.180 - 08/12/2018


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.180 - 08/12/2018

PÁGINA 17


PÁGINA 18

EDITAL DE PROCLAMAS nº. 2607 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // RAFAEL TOMAZ ARCANGELO DA FONSECA e LETÍCIA MAROSTEGAN PINTO //. Ele, natural de Ribeirão P reto, Estado de São P aulo, nascido aos dezenove (19) de junho de um mil novecentos e noventa e um (1991), profissão operador de processos, estado civil solteiro, domiciliado e residente à Avenida Rio Branco, 432, Centro, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filho de HAMILTON TOMAZ DA FONSECA e de dona FÁTIMA APARECIDA ARCANGELO. Ela, natural de Ribeirão Preto, Estado de São Paulo, nascida aos quatro (04) de novembro de um mil novecentos e noventa e três (1993), profissão auxiliar de RH, estado civil solteira, domiciliada e residente à Avenida Rio Branco, 432, Centro, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filha de JOSÉ RAFAEL PINTO e de dona LOURDES APARECIDA MAROSTEGAN PINTO. EDITAL DE PROCLAMAS nº. 2608 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // RAFAEL DE LIMA TROIANO e DAIANE GOMES DA SILVA //. Ele, natural de São Paulo, Estado de São Paulo, nascido aos dez (10) de novembro de um mil novecentos e noventa e três (1993), profissão empresário, estado civil solteiro, domiciliado e residente à Chácara Troiano, Zona Rural, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filho de MARCELO GONÇALVES TROIANO e de dona SANDRA REGINA DE LIMA TROIANO. Ela, natural de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, nascida aos vinte e dois (22) de outubro de um mil novecentos e noventa e cinco (1995), profissão estudante, estado civil solteira, domiciliada e residente à Rua Luiz Nogueira, 342, Nosso Teto, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filha de JOSE CARLOS DA SILVA e de dona WILMA GOMES DA SILVA. EDITAL DE PROCLAMAS nº. 2609 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // GONÇALO GARCIA DA SILVA e VÉRA LÚCIA DA SILVA //. Ele, natural de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, nascido aos cinco (05) de fevereiro de um mil novecentos e sessenta e quatro (1964),

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.180 - 08/12/2018

profissão serviços gerais, estado civil solteiro, domiciliado e residente à Rua Benedito de Souza, 669, André Franco Montoro, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filho de JOSÉ GARCIA DA SILVA e de dona APARECIDA AMARO DA SILVA. Ela, natural de Itamogi, Estado de Minas Gerais, nascida aos primeiro (01) de julho de um mil novecentos e setenta (1970), profissão doméstica, estado civil solteira, domiciliada e residente à Rua Benedito de Souza, 669, André Franco Montoro, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filha de JOSÉ BENTO DA SILVA e de dona WILMA DA SILVA. EDITAL DE PROCLAMAS nº. 2610 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // ANTONIO MACENA LINO FILHO e LUCIANE PEREIRA BRITO //. Ele, natural de Timbiras, Estado do Maranhão, nascido aos cinco (05) de julho de um mil novecentos e oitenta e cinco (1985), profissão lavrador, estado civil solteiro, domiciliado e residente à Rua José Galão, 46, Cohab 4, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filho de ANTONIO MACENA LINO e de dona MARIA ODETE GOMES LINO. Ela, natural de Codó, Estado do Maranhão, nascida aos trinta (30) de abril de um mil novecentos e oitenta e oito (1988), profissão lavradora, estado civil solteira, domiciliada e residente à Rua José Galão, 46, Cohab 4, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filha de NATANAEL DA COSTA BRITO e de dona MARIA GLORIA PEREIRA BRITO. EDITAL DE PROCLAMAS nº. 2611 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // ELSON MARTINS SANTOS e SANDRA DA SILVA DIAS //. Ele, natural de Engenheiro Navarro, Estado de Minas Gerais, nascido aos vinte e seis (26) de outubro de um mil novecentos e setenta e cinco (1975), profissão lavrador, estado civil solteiro, domiciliado e residente à Rua Albina Pedreschi, 641, Luiz Gonzaga, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filho de LIOLINO MARTINS DOS SANTOS e de dona MARIETA FERREIRA DOS SANTOS. Ela, natural de Axixá do Tocantins, Estado do Tocantins, nascida aos cinco (05) de abril de um mil novecentos e oitenta e sete (1987), profissão do lar, estado civil solteira, domiciliada e residente à Rua Albina Pedreschi, 641, Luiz Gonzaga, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filha de OSMAR DIAS DA SILVA e de dona MARIA DA CONCEIÇÃO DA SILVA.

EDITAL DE PROCLAMAS nº. 2612 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // MIGUEL ARCANJO NETO e SILMARA APARECIDA DA SILVA //. Ele, natural de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, nascido aos cinco (05) de outubro de um mil novecentos e oitenta e um (1981), profissão motorista, estado civil solteiro, domiciliado e residente à Rua Divino Ignacio da Costa, 216, Jardim do Sol, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filho de LAÉRCIO ARCANJO e de dona TERESA FRANCO ARCANJO. Ela, natural de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, nascida aos vinte e nove (29) de dezembro de um mil novecentos e oitenta e cinco (1985), profissão embaladora, estado civil solteira, domiciliada e residente à Rua Divino Ignacio da Costa, 216, Jardim do Sol, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filha de EURIPEDES DONIZETI DA SILVA e de dona ISABEL CRISTINA ESTEVAM. (Conversão de União Estável) EDITAL DE PROCLAMAS nº. 2613 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // JOÃO BATISTA IZIDORO e SÍLVIA JAQUELINE DE LIMA //. Ele, natural de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, nascido aos vinte e cinco (25) de junho de um mil novecentos e sessenta e seis (1966), profissão empresário, estado civil divorciado, domiciliado e residente à Rua João Costa Araujo, 135, Julio Moretti, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filho de PAULO IZIDORO e de dona INISIA CONCEIÇÃO IZIDORO. Ela, natural de Cajuru, Estado de São Paulo, nascida aos vinte e seis (26) de agosto de um mil novecentos e oitenta e dois (1982), profissão vendedora, estado civil divorciada, domiciliada e residente à Rua João Costa Araujo, 220, Julio Moretti, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filha de dona SÍLVIA APARECIDA DE LIMA.

Se alguém souber de algum impedimento ao casamento de algum dos contraentes acima, oponha-o na forma da lei. Eu, Gisele Calderari Cossi – Oficial.


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.180 - 08/12/2018

PÁGINA 19


PÁGINA 20

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.180 - 08/12/2018

CHICO XAVIER Grupo Espírita “Bezerra de Menezes”

Estudo Íntimo “Ide, porém, e aprendei o que significa: Misericórdia quero e não sacrifício. Porque eu não vim a chamar os justos, mas os pecadores ao arrependimento”. - Jesus - Mateus. 9:13.

Na construção espiritual a que fomos trazidos pela bondade do Cristo, surgem momentos ásperos, nos quais temos a impressão de trazer fogo e fel nos escaninhos da alma. Não mais entraves decorrentes de calúnia e perseguição, mas sim desgosto e inconformidade a se levantarem de nós contra nós. Insatisfação, arrependimento tardio, autopiedade... Em muitas ocasiões, desertamos do bem, quando se fazia imprescindível demonstrá-lo. Falhamos ou distraímo-nos, no momento preciso de vigiar ou vencer. E sentimo-nos deprimidos, arrasados... Mesmo assim, urge não perder tempo com lamentações improfícuas. Claro que não nos compete descambar na irresponsabilidade. Mera obrigação analisar os nossos atos, examinar a consciência, meditar, discernir... Entretanto, é forçoso cultivar desassombro e serenidade constantes para retificar-nos sempre, adestrando infatigável paciência até mesmo para conosco, nas provações que nos corrijam ou humilhem, agradecendo-as por lições. Muitas vezes, perguntamo-nos por que teremos sido convidados à obra do Evangelho se, por enquanto, somos portadores de numerosas fraquezas e moléstias morais; contudo, vale considerar que assim sucede justamente por isso, porquanto Jesus declarou francamente não ter vindo á Terra para reabilitar os sãos. Críticos do mundo indagarão, igualmente, que diferença fazem para nós as teorias de cura espiritual e as diligências pela sublimação íntima, se estamos estropiados da alma, tanto agora quanto ontem. Podemos, no entanto, responder, esperançosos e otimistas, que há muita diferença, de vez que, no passado, éramos doentes insensatos, agravando, inconscientemente, os nossos males, enquanto que hoje conhecemos as nossas enfermidades, tratando-as com atenção e empenhando-nos, incessantemente, em fugir delas. Emmanuel Página extraída do “Livro da Esperança” Psicografia de Chico Xavier

Faz uma semana que Nhumirim está sem telefone Outro furto de fios deixou a população do bairro de Nhumirim sem poder utilizar telefone fixo durante toda a semana. Tal crime aconteceu na madrugada de sexta passada, já que os telefones amanheceram mudos no sábado. O Jornalzão, em contato com a operadora do sistema, recebeu a informação - por atendente virtual - de que até a última quarta-feira - 'até às 16h03min' -, o serviço estaria restaurado. Os telefones estavam mudos até a tarde de ontem. Uma moradora, que também ligou lá, ouviu que a falta do serviço 'pode durar até o próximo dia 12'. "Falaram que estão com dificuldade para comprar fios novos" - contou ela. Os cabos que vão da cidade para o bairro - distância de 4 Km - formam enormes barrigas na altura da metade do caminho. No momento em que a fiação cruza a estrada, pode ser visto o cabo cortado pelos meliantes, e um cabo de aço no chão. Não é a primeira vez que isso acontece com o bairro. Em 2015, em 15 dias, os fios de cobre foram furtados 5 vezes. A falta do telefone fixo para os moradores de Nhumirim é especialmente penosa, já que os celulares funcionam só em alguns pontos do bairro.

Meliantes cortaram o cabo para furtar esses fiozinhos

IMPRENSA ANTIGA

Grupo Escolar de Santa Rosa tem ótima frequência (1)

3954 3371 - 3954 6920

Conforme havíamos prometido, damos hoje notícia da exposição de trabalhos do Grupo Escolar local, dirigido pelo prof. Marino Pinto de Barros Cesar, bem como da festa levada a efeito por ocasião da entrega dos diplomas aos alunos que concluíram o curso em nossa casa de ensino. O ato inaugural, não obstante o forte aguaceiro que caiu sobre a cidade no dia 27. À noite, quando se deu a abertura da exposição, atraiu para o Grupo Escolar tudo que Santa Rosa tem de mais seleto: famílias, senhoritas, pais de alunos e autoridades locais. O Revmo padre Francisco Siino, vigário da Partóquia, antes de cortar a fita que vedava o acesso ao recinto, pronunciou entusiástico discurso, ressaltando o trabalho que vem sendo realizado pelos corpos docente e discente do Grupo Escolar, e em seguida convida o presentes para visitarem a exposição, tendo sido o ato abrilhantado pelo jazz band local, regido pelo maestro Antônio Guimarães (continua). (Diário Nacional, 04 de dezembro de 1931)


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.180 - 08/12/2018

PÁGINA 21

Caminhão perde o freio e destrói varanda de residência O acidente aconteceu na última terça feira, no sítio do deputado Chico Alencar. O carro do jornalista Gerson Barbosa, c olhido pelo caminhão, ficou totalmente destruído, mas ele não se machucou Um caminhão carregado com pedras de entulho ficou sem freio, na última terça-feira, quando se preparava para descarregar na propriedade rural do deputado federal Chico Alencar (Psol/RJ), localizada no pé da serra conhecida como "Santa Maria" (ou "dos Garcia"). O jornalista Gerson Barbosa, 62 anos, que estava no sítio, ligou seu veícul o VW Gol , ano2016, para voltar à cidade, quando viu, pelo retrovisor, o caminhão se aproximando

Gerson Barbosa se salvou por milagre

rapidamente. O choque foi inevitável, e o carro foi arremessa do e m di reçã o à sede da propriedade derrubando o alpendre da mesma, além de paredes de um

dormitório. O Gol ficou totalmente destruído, mas o jornalista - membro da assessoria do deputado estadual David Zaia - saiu ileso, sem nenhum ferimento. O

acesso ao sítio se dá por uma estradinha em acentuado declive. Joel da Silva Borges estava na direção do caminhão Mercedes Benz, e declarou, na elaboração

Polícia Ambiental faz operação e apreensões em Santa Rosa Divulgação Polícia Ambiental

A operação “Aniversário do Comando de Policiamento Ambiental”, desencadeada em seis cidades do Esta do, fez algumas apreensões em Santa Rosa, na última segunda feira, 3. A Polícia Ambiental cumpri u ma ndados e m Sa nta Ros a, Dourado, Itápol is, Ibitinga, Descalvado e Altinópolis. Em Santa Rosa três mandados autorizados pela Justiça resultaram em apreensões. Na primeira residência foram encontrados varias munições, pólvora, canários da terra, sete tarrafas e um alçapão. Uma pessoa foi autuada e pagou fiança e responderá a processo e m liberdade. Ela foi multada em 1500 reais. Na segunda, for am encontradas 7 tarrafas, 14 redes, 1 motor de 15hp, 1

embarcação e uma carreta reboque. Estes três últimos suspeitos de ser produto de furto. “Cabe agora a investigação da Polícia Civil para confirmar ou não se estes

produtos são ou não furtados”, informou a Polícia Ambiental. Na terceira residência foram encontrados 6 kg de peixes, 6 kg de carne de

origem desconhecida, 2 redes e 2 tarrafas. A carne foi enviada à perícia para saber sua origem. Uma pessoa foi autuada e multada em 820 reais.

do Boletim de Ocorrência, não ter conseguido controlar o veículo quando percebeu que o freio falhou. O veí cul o do jor nal ista, coberto por seguro, teve 'perda total'. Sorte, coincidências ou milagre?! Gerson Barbosa - editor do jornal Santa Rosa Notícias, publicado na cidade entre 1979 e 2001 - é assíduo frequentador do sítio Sã o João da Serra , pe la amizade que tem com Chico Alencar que o herdou do avô, Ma jor João Gar cia Duarte. No dia do acidente, ele abriu uma cerveja, mas deixou-a pela metade. - As seis da tarde resolvi vir embora, e nem acabei a cerveja. Essa foi a primeira coincidência: se eu estivesse no lugar que costumo ficar, o telhado do alpendre cairia em cima de mim. Entrei no carro, botei

o cinto, acionei o motor e, quando fui manobrar, olhei no retrovisor e parecia um boeing vindo na minha direção. Por instinto, encolheuse no banco do carro. - Só de u te mpo de encolher as pernas, ficar de cócoras, e o carro foi derrubando tudo. Outra boa coincidência: não funcionou o 'air bag' de que seu carro é dotado. - Acho que se funcionasse, eu seria espremido entre ele e o banco de trás que o caminhão empurrou em minha direção. Ao sair da ferragem, Gerson viu um filete de sangue es corr endo pe lo s eu braço esquer do, mas não deu importância. Só depois de se banhar, em seguida ao atendimento médico, é que reparou não ter sofrido ferimento algum. - Não sei até agora de onde brotou aquele filete de sangue - admite.


PÁGINA 22

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.180 - 08/12/2018


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.180 - 08/12/2018

PÁGINA 23


PÁGINA 24

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.180 - 08/12/2018

Câmara Municipal de Santa Rosa de Viterbo

REUNIÕES TODAS AS TERÇAS FEIRAS 19h30 às 21h30 - Rua José Garcia Duarte, 182, sala 01 Toda primeira reunião do mês é aberta às famílias APOIO DO JORNALZÃO


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.180 - 08/12/2018

PÁGINA 25


PÁGINA 26

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.180 - 08/12/2018


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.180 - 08/12/2018

PÁGINA 27

Felipinho é do América-MG Divulgação

Amanhã tem semifinais de futebol no campão Neste domingo serão jogadas as semifinais da 1ª Copa José Carlos Gonçalves de Futebol Amador, com times da cidade. Na primeira partida, marcada para às 8h30, o Juventus enfrenta o “Leões” e em seguida os Amigos de Amália pegam o Tigers Primavera. Os vencedores fazem a final no próximo dia 16. Os jogos serão realizados no campão “Rubens Bellize” e tem entrada gratuita aos torcedores. O “Bar do Leão” funciona durante as partidas com cervejas, refrigerantes e salgados. Compareça e prestigie o futebol amador local.

Felipinho, entre seu empresário e o Diretor do América Busca ndo novos talentos para suas categorias de base e, futuramente, para o elenco profi ssional, o Améric a anunc iou, nes ta terça-feira (04), a contratação do atacante Felipe Clemente, de 19 anos. Ele veio do futebol italiano, após pas sage ns pela base de Roma, Atalanta e São Paulo. O vínculo, o primeiro contrato profissional do jogador, vai até dezembro de 2021. O diretor da ba se americana, Paulo Bracks, disse que a contratação de Clemente é resultado de um monitorame nto rea liza do pelo Coelho de jogadores

brasileiros que deixaram o país antes de chegarem ao profissional. “Temos uma análise de mercado específica para o Sub20, e alguns atletas monitorados são jovens que saíram do Brasil cedo e fazem a base lá fora. O Felipe Clemente foi uma oportunidade de mercado neste retorno dele ao Brasil, e conseguimos celebrar o primeiro contrato pr ofis sional dele. Estamos muito felizes com o desfecho da negociaçã o e temos uma ótima expectativa no atleta para 2019”, afirma. Oportunidade - Esta

Cidinha Raiz foi homenageada em Santa Rosa Cidinha Raiz recebeu o Prêmio Luis Gama, no Centro Cultural, na sexta-feira (30), às 19h. O CMCN (Conselho Municipal de Participação Desenvolvimento da Comunidade Negra) foi quem realizou a cerimônia de entrega da homenagem para Maria Aparecida Pinto, 61, a Cidinha Raiz, pelos relevantes serviços prestados a políticas públicas destinadas a igualdade racial e em defesa das minorias. Ela foi candidata a senadora nas eleições deste ano pelo MDB, mas não conseguiu ser eleita. A cerimônia contou com diversas autoridades do município e com a belíssima apresentação musical do Projeto Guri. Esta foi à segunda edição do prêmio, no ano passado a homenageada foi a cantora Lecy Brandão.

DE OLHO NA CIDADE

é a primeira oportunidade de Felipinho no futebol profissional. o garoto santa-rosense despontou na Roma e Atalanta, mas por questões doc ume ngta is não pôde ficar na Europa. Veio então para o São Paul o, pr onto pa ra disputar a Copa São Paulo de Futebol Juni or, mas que por um “er ro” de um Diretor do clube do Morumbi, sua inscrição não foi feita e Felipinho entçao ficou livre no mercado, até que se acertou com o América Mineiro e está pronto para diputar o campeonato Mineiro e a série B do brasileirão do ano que vem. O ontem, o hoje e o amanhã - Olha quem voltou, o boneco “Cassinho”. Lembram dele quando ao longo de toda avenida ele apareceu há 3 anos? Curiosamente essa foto mostra o enfeite natalino na rotatória do final da avenida do Bosque e no fundo o muro da escola “Lourdes”, ainda descascado, ainda inacabado. O local fica em frente à casa do ex-prefeito que carinhosamente apelidamos o boneco, naquela época. Será o prenúncio de algo que está por vir?


FALA NOSSO TETO

PÁGINA 28

Começou o recape de ruas do bairro Teve início na manhã da última segunda-feira (03), o recape de ruas do bairro.A ruaDomingos da Silva Coelho, foi a primeira a receber o benefício. Ela foi recapeada em toda a sua extensão. "Ficou muito bom, perfeito. Não tem do que reclamar. Não tinha mais condições de passar na rua", disse Leandro Flauzino Domingos. Seguindo a onda do recape, a prefeitura está tapando buracos. O trabalho prosseguiu durante a semana abrangendo outras vias, masapesar da indiscutível melhoria da malha viária do bairro, as reclamações referentes aos buracos não devem parar. O motivo é que quase todas as ruas do bairo precisam de recape, total ou parcial, no entanto, nem todas elas serão contempladas.

Ciclovia dos Ipês pede socorro

Para trabalhar, exercitar, passear, ou dar aquela paquerada, a Ciclovia dos Ipês virou destino favorito de muitas pessoas. Fundada em 2008, a obra é o elo de ligação do bairro com o centro da cidade. Os Ipês,que dão nome à Ciclovia, foram plantados na sua inauguração. Eles cresceram, dão sombra, florescem, chamam a atenção pela beleza. Contudo, as suas raízes estão danificandoo piso. Os pedestres e ciclistas reclamam que correm perigo de cair ou trombarem uns com os outros, na tentativa de desviarem das "armadilhas" infligidas pelas raízes. Ygor Adão Barbarelli, jovem estudante e ciclista, afirma que passa duas ou três vezes ao dia pelo local. -Juntando as deformações do chão com os troncos grossosdas árvores, atrapalha a visão. Por causa disso, quase atropelei um casal de idosos. Pedi desculpas e expliquei o motivo do desvio repentino da direção, mas mesmo assim me xingaram, conta ele. Renata Nunes, comerciante e atleta amadora nas horas vagas, brinca quando diz:-É um desviando do outro e todos desviando das deformações e rachaduras. Ninguém respeita a faixa que divide ciclistas e pedestres. Ela treina corrida todos os dias na Ciclovia dos Ipês. -Tenho que alterar o ritmo constantemente, para diminuir o risco de pisar num buraco, tropeçar e cair. À noite então, o risco é dobrado, comenta ela. "A ciclovia dos Ipês é um local onde as pessoas transitam por prazer, é um cartão postal da cidade. Por isso deveria ser melhor cuidada", finaliza a dupla.

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.180 - 08/12/2018

De São Paulo a Santos de bicicleta Um pa ssei o cic lístico ocorrido no último dia 2, com o objetivo de pe rcor rer 55 km de São Paulo à cidade litorânea de Santos, reuniu nada menos que 40.000 ciclistas (só de inscritos). Oito integrantes do "exército de duas rodas"- Caio Henrique Mourão Bertocco, Felipe Pimenta Fonseca, Francine Maria Silva Massaro, Hugo Fagundes de Moraes, Joaquim de Sousa Vidal, José Roberto Queiroz, Regis Barbosa e Wellington Lima, representaram a cidade. Segundo José Roberto Queiroz, morador do bairro, o encontro foi "combinado" pela rede social "WhatsApp". O movimento parou a via Anchieta, rodovia que liga a capital ao litoral santista - Quase não sobrou pista para todo mundo, comentou ele. - Fomos de ônibus até São Paulo. Largamos no 10Km da avenida Paulista rumo à baixada santista, descendo pela Anchieta, contou ele. - Depois da chegada nós ficamos pedalando pelo litoral até dar a hora de subir a serra -de ônibus, finalizou José Roberto. O número de participantes (40.000), surpreendeu até aPolícia Rodoviária que esperava cerca de 4.000 inscritos. O que é loucura para alguns, para outros é diversão e adrenalina.


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.180 - 08/12/2018

SOCIAIS DO ÉDI CARLOS

PÁGINA 29


PÁGINA 30

SOCIAIS DO ÉDI CARLOS

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.180 - 08/12/2018


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.180 - 08/12/2018

PÁGINA 31


PÁGINA 32

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.180 - 08/12/2018

O Jornalzão, edição 1180  

Jornal semanal de Santa Rosa de Viterbo

O Jornalzão, edição 1180  

Jornal semanal de Santa Rosa de Viterbo

Advertisement