Page 1

®

Diretor: André Nagib Moussa (Mtb 34286) - Santa Rosa de Viterbo, 07/09/2018 - Ano 24 - N.º 1.167 - Semanal - Preço do exemplar R$

3,00

DESVIO DE 22 MIL REAIS DA FUNDAÇÃO

Diretora pede que prefeito reforce Ação na Promotoria Ação no MP foi impetrada por Escritório de Contabilidade

Permanência da Cartonagem foi pauta de reunião em SP

Fieis enfrentaram o frio e se emocionaram com o 3º Auto da Padroeira

Biografia de Zé Hamilton será lançada amanhã na cidade

Misses locais são destaques em Marília

Polícia intensifica investigação do caso das 57 TVs. Um suspeito está preso Nove aparelhos foram recuperados e um outro foi destruído pelo comprador. Receptador conta como caiu na lábia de ex-porteiro da prefeitura, principal suspeito preso esta semana

1.500 pessoas desfilaram no aniversário da cidade, entre elas, esta linda garotinha que fez pose para a foto

Santa Rosa FC estreia em casa neste domingo no Campeonato Paulista Amador

Ciclistas percorrem 571 km pelo ‘Caminho da Fé’


PÁGINA 2

O J O R NAL Z ÃO - ED. 1.167 - 07/09/2018


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.167 - 07/09/2018

PÁGINA 3

Polícia continua na investigação sobre furtos de TVs Nove aparelhos foram recuperados e um outro foi destruído pelo comprador O delegado Gabriel Freiria das Neves, juntamente com sua equipe (Paulo, Fabiano, Jovelina e Marcelo), continua empenhado na busca por mais informações que levem a resolução do furto das 57 TVs de 40 polegadas furtadas da prefeitura de Santa Rosa. Um ex-portei ro da prefeitura , que trabal hou por 30 dias na guarita da garagem, está preso e foi identificado por compradores como sendo o vendedor. Até o momento, nove aparelhos foram recuperados e um outro foi destruído e jogado no lixo por um comprador, depois de saber que o objeto era proveniente de furto.

O delegado disse que “as investigações prosseguem, sobretudo para localizar os demais aparelhos de TV e eventuais coautores e partícipes.” Ele disse ainda que algumas informações não serão passadas para a imprensa para que não atrapalhem as investigações. Ma s el e re iter a: “Quem comprou algum destes aparelhos furtados, que venha até a delegacia e nos devolva de forma espontânea”. Se is e sta se mana – Na semana passada a equipe do delegado havia recuperado quatro aparelhos e esta se mana for am mais

seis, sendo que um foi destruído. Só ontem, depois de investigações chefiadas pelo investigador Paulinho, foram quatro televisores apreendidos e r estos de um quinto televisor que foi quebrado e jogado no lixo. Com as apreensões de ontem, são nove os televisores recuperados pela Polícia Civil e um que foi destr uído por comple to. Os quatro receptadores de ontem foram autuados em flagrante delito e mediante o pagamento de fiança foram liberados. Mesmo com a destruição do televisor, um dos receptadores foi autuado em flagrante e só foi liberado depois de pagar a fiança. Quatro TVs que foram recuperadas ontem

Receptador conta como comprou a TV do ex-porteiro da prefeitura Na tarde de ontem, 06, conversamos com uma pessoa que comprou duas televisões das que foram furtadas da prefeitura. Ele aceitou contar os detalhes desde que não colocássemos seu nome. Vamos tratá-lo como “rapaz”. O rapaz conta que foi procurado por um ex-porteiro da prefeitura, há cerca de 15 dias, que lhe ofereceu aparelhos de TVs para comprar. Segundo disse, o ex-porteiro tem aptidão para trabalhar como segurança armada, tendo curso na Polícia Federal, e este lhe abordou oferendo as televisões, afirmando ser produto de uma seguradora, cujo caminhão havia tombado e ele, como segurança da empresa, estava com 40 aparelhos para vender, com nota fiscal. O rapaz, por conhecer o ex-porteiro, acreditou e comprou dois aparelhos, um com um pequeno risco e outro com um pequeno defeito no HDMI, que reforçou a história de ser carga de seguradora de algum caminhão tombado. O rapaz insistiu em receber as notas fiscais, pois queria usar a garantia para consertar o defeito do HDMI, mas o ex-porteiro sempre dava uma desculpa. O rapaz conta ainda que, pelo fato do porteiro ser pessoa conhecida, indicou alguns amigos para comprar os aparelhos e que alguns foram entregues e vendidos entre 600 e 900 reais (a polícia já tem estes dados e está investigando). E na delegacia o rapaz chorava a prisão por receptação dele e mais dois familiares: “fui confiar, perdi os valores das TVs, tive que pagar seis mil reais de fiança e ainda vou responder o processo,” finalizou.


PÁGINA 4

O J O R NAL Z ÃO - ED. 1.167 - 07/09/2018


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.167 - 07/09/2018

Bolsonaristas denunciam ameaças recebidas em redes sociais Os apoiadores do deputado Jair Bolsonaro, candidato à presidência da República, denunciaram ontem que “algumas pessoas tem ameaçado publicamente o nosso evento assim como veículos e pessoas”. Na “Nota de repúdio às ameaças vindas das redes sociais” que divulgaram, eles se referem à ‘carreata’ que pretendem fazer no próximo dia 13 até o local onde pretendem colocar um outdoor com a foto do candidato. “Pretendemos fazer B O, por prevenção, para que sejam responsabilizados todos aqueles que publicamente ameaçaram, caso decidam cumprir suas ameaças”. E a nota prossegue: “Eis aí uma incoerência: acusam Bolsonaro, seus eleitores e simpatizantes de incitar o ódio, a intolerância e a violência, sendo que, tudo que fizemos até agora foi dentro da legalidade. Continuaremos nessa linha, pacífica e ordeira, repudiando qualquer ato de violência, vandalismo e ofensas.

IMPRENSA ANTIGA

Futebol em Icaturama Ao que se fala nas rodas esportivas da cidade, o Santa Rosa FC voltará brevemente à atividade, prometendo disputar o próximo campeonato amador do Interior. Eis aí uma notícia alvissareira para o nosso futebol, e que já não era sem tempo.

Aniversários Fizeram anos, no dia 6 do corrente, o sr. Lazinho de Oliveira; no dia 7 o sr. Manoel Vieira Garcia, ambos proprietários da “Casa São José”. Festejará sua data natalícia, em 19, a menina Leide Peralva, filha do sr. Francisco Peralva e da sra. Luzia Peralva. Dia 13 a srta. Mirtes Galão.

Estudantes Acham-se em visitas às suas famílias os estudantes Luiz Fernando Fiorini, filho do sr. Aurélio Fiorini e da sra. Ida Fiorini. Cícero Martinelli, filho da sra. Antônia Figueiredo Martinelli. Márcio Siqueira, filho do sr, Júlio Siqueira, e José Moacyr Cintra, filho do sr. Moacyr Cintra. (Jornal de Notícias, 11 de dezembro de 1947)

PÁGINA 5

DESVIOS NA FUNDAÇÃO CULTURAL

Diretora de Cultura entrega documentos solicitados pela Câmara A presidente da Fundação Cultural, Clélia Zanardo (também diretora de cultura do município), entregou ontem os documentos solicitados por alguns vereadores na semana passada. Ela foi convidada a comparecer à Câmara, e o fez na última sexta-feira, para explicar desvios de dinheiro na Fundação Cultural, quando, então, recebeu a solicitação. - Eles quiseram saber como são feitos os pagamentos pela Fundação Cultural, e eu expliquei – disse Clélia Zanardo ao Jornalzão. Dentre os documentos que entregou, estão relatório que fez ao Prefeito Nando Gasperini, narrando os problemas verificados pelo escritório que cuida da contabilidade da FC; estatuto da FC, prestação de contas de 2017 até o presente momento, e cópia de representação, feita pelo escritório (Contabilidade Nogueira), junto ao Ministério Público, denunciando uma ex-funcionária como r esponsá vel dire ta pelas irregularidades descobertas.

Clélia quer que Nando reforce denuncia feita pelo escritório ao MP

Clélia começou contando tudo ao Prefeito No ofício dirigido ao Prefeito Nando Gasperini, no último dia 22, ela informa sobre “irregularidades ocorridas no âmbito do escritório de c ontabilidade Nogueir a” que viera m à

tona no dia 14. Nesta data, uma auditora do Tribunal de Contas do Estado “questionou três cheques no mesmo valor (R$ 2.850,00) lançados no mesmo dia – 30 de junho de 2017.” Depois de acionar o escritório, Clélia informa a Nando que, segundo a funcionária que a atendeu, “apenas um empenho” estava regular. A auditora do TC, então, “determinou um ‘pente fino’ nas contas e empenhos em questão, nos dando um prazo para a justificativa de tal irregularidade”.

E solicitou que ele denunciasse ao Promotor Diante do quadro, foi pedida (pelo escritório), ao Banco do Brasil, a microfilmagem dos cheques emitidos em 2017. E prossegue a pres ide nte e m s eu ofício ao prefeito: “Descobriu-se então que não foram apenas os lançamentos irregulares apontados pela auditora do TCE, mas vários outros cheques compensados nominalmente à então funcionária do escritório”. Clélia Zanardo solicitou a Nando providências pelo departamento jurídico muni cipal no s entido da abertura de Inquérito Policial, justificação junto ao TCE, “assim como se mani fe star j unto a o Mi ni stério Público com as provas colhidas pelo próprio escritório contábil”.


PÁGINA 6

O J O R NAL Z ÃO - ED. 1.167 - 07/09/2018

EDITORIAL

CHICO XAVIER

PROSEANDO

E aí, camarada? - Em julho, o Jornalzão publicou sobre as demissões na Artivinco e o possível fechamento da cartonagem. Imediatamente o prefeito, sua assessoria e seus puxa-sacos, alguns remunerados com dinheiro público, trataram de contestar a matéria. Nos chamaram de sensacionalistas, de que não falamos com fulano, com cliclano, como se isso fosse preciso para compor aquela matéria. Hoje estamos publicando na página 14, um release enviado pela Assessoria de Comunicação do prefeito com o seguinte título: “Permanência da Cartonagem foi pauta de reunião de autoridades em SP”. Não precisamos dizer e apontar quem quis desinformar a população, né? O tempo cura tudo.

Grupo Espírita “Bezerra de Menezes”

Por Zé Pretinho

Saber como convém

Independência ou morte!

“E se alguém cuida saber alguma coisa, ainda não sabe como convém saber.” – Paulo. (I Coríntios, 8:2)

Esse é o grito que o gigante Brasil, tem que fazer ecoar nos quatro cantos dessa potência monumental estagnada, corrompida pelos ladrões de colarinhos brancos! Tem que tremer as bases desses políticos safados que destruíram a nação! Chega dessa porcatchorra! Bandidagem do mais alto padrão, sugando as veias do povo Brasileiro! Criando miséria, violência estrapolada, desemprego maciço, 24 milhões de gente passando fome! É inaceitável ver esses caras largas aparecerem de novo sorrindo, gozando na sua cara, meu caro irmão! E você não mete a boca nele?! Parou no tempo? Teu filho, sua filha, sua família? Que futuro espelha pra eles? O que você me fala? Não vai fazer nada? Vai aguentar calado e deixar esses bandidos a solta surrupiando, roubando e matando nossa gente?!!! As eleições estão aí, não temos opção de gente decente que possa formar um Brasil novo, e de novo gerar esperanças a médio e longo prazo. Gente decente não quer entrar na política e se sujar, manchado por um congresso nacional podre, um senado bichado, a mais alta corte o STF, com vermes altamente negociáveis e que se pho... o povo!!! Mais o bicho tá pegando, a fome vai dilacerando, humilhando o honesto pai de família a gritar socorro quando as panelas batem vazias e o holerite no fim do mês não chega mais... isso vai dar ruim, o povo vai gritar! Ah vai, a gravata dos safados políticos está enforcando nossa gente! Resultado dessa escravidão; mais violência, mais bandidos, mais mortes ceifadas por um simples celular, famílias dilaceradas para sempre no mais triste pesar do peso e a dor de perder um ente querido, do nada... Pensa bem meu irmão antes de votar, temos um gigante povo Brasileiro, os mais criativos do mundo, dormindo na zona de conforto... é hora de acordar, pensa bem pra quem vai votar, a democracia foi conquistada com sangue honrado de nossos ascendentes que lutaram bravamente pelo futuro da nação, eles nem conheciam quem viria a esse mundo e lutavam por nós. E nós estamos aqui, e temos a obrigação de fazer esse grande país voltar a ser mais justo, principalmente com os menos favorecidos, para que as crianças de hoje que choram de fome, tenham oportunidade em sorrir no futuro reconhecidas como Gente! Gente que recebeu educação, saúde, formação profissional que lhe traz o sustento decente da sobrevivemcia. É hora do grito de independência ao povo e morte desse sistema político, judiciário, econômico, falidos! É hora de todos darem as mãos, e nas urnas excluir todo mau caráter, que venha continuar mentindo para nossa gente. Temos que escolher sim, ainda que não temos bola de cristal, para saber se mudarmos será bom, temos uma esperança infalível e uma Fé poderosa em Deus, para levantar gente de bem e tornar esse, o verdadeiro Brasil que a gente sonha para o futuro...

Fala sério - Como diria meu sobrinho Cauã: “Véi, na boa, fala sério, mané”. O delegado de polícia e sua equipe estão se matando de tanto trabalhar para recuperar o patrimônio público surrupiado do almoxarifado da prefeitura. Enquanto policiais rodam 24h por dia em busca das TVs para amenizar o prejuízo do POVO santa-rosense, ontem foi descoberto que um dos receptadores, preso e solto sob fiança, presenteou, com uma TV furtada, uma filha que trabalha na prefeitura. E que não se dignou a devolver. Olha, até dá pra entender a compra, que de boa fé acreditou na lábia do bandido, mas depois de descoberto, não devolver é um ato de total falta de cidadania. Não sabemos quem são e nem queremos, mas poxa vida. Um cidadão cônscio tem a obrigação de devolver as TVs. E até parece que a funcionária é comissionada. Devolvam essas TVs, cidadãos de bem que compraram enganados. Não vai acontecer nada com vocês, seus nomes serão preservados, vocês provarão suas honestidades e o POVO santarosense agradecerá. Campo liberado - O estádio Rubens Bellizze foi liberado pela Justiça. Parabéns ao Promotor, Juiz da Comarca, Prefeito, Departamento Jurídico da Prefeitura, Celso Eleutério (engenheiro de segurança) e Diretoria do Santa Rosa FC. Viva o Esporte! Babado do desfile - Enquanto os “bonitões” do palanque bebiam água Minaura, a criançada que desfilava bebia água com impurezas de um caminhão pipa. Erramos – Na edição passada, na entrevista com o Juiz da Comarca Alexandre Cesar Ribeiro, dissemos que ele havia decretado a falência do grupo Matarazzo, quando na verdade ele decretou apenas a penhora de bens do grupo e não sua falência.

EXPEDIENTE O JORNALZÃO CNPJ 24.933.354/0001-57 Redação: rua Condessa Filomena Matarazzo, 58 - Centro - Santa Rosa de Viterbo-SP- CEP 14.270-000Fone/fax:(16) 99164.4623 Diretor de Redação: André Moussa Free lancer- Gabriel Caldas e RomeuAntunes Contato Comercial: Daniel Pereira Tiragem: 2.000 exemplares Circulação: Santa Rosa de Viterbo Periodicidade: Semanal- R$ 3,00 por exemplar - E-mail: ojornalzao@ojornalzao.com Impressão: Grafisc, São Carlos. “Artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do jornal.” O JORNALZÃO ÉAFILIADO ÀABRARJ

A civilização sempre cuida saber excessivamente, mas, em tempo algum, soube como convém saber. É por isto que, ainda agora, o avião bombardeia, o rádio transmite a mentira e a morte, e o combustível alimenta maquinaria de agressão. Assim também, na esfera individual, o homem apenas cogita saber, esquecendo que é indispensável saber como convém. Em nossas atividades evangélicas, toda a atenção é necessária ao êxito na tarefa que nos foi concedida. Aprendizes do Evangelho existem que pretendem guardar toda a revelação do Céu, para impô-la aos vizinhos; que se presumem de posse da humildade, para tiranizarem os outros; que se declaram pacientes, irritando a quem os ouvem; que se afirmam crentes, confundindo a fé alheia; que exibem títulos de benemerência, olvidando comezinhas obrigações domésticas. Esses amigos, principalmente, são daqueles que cuidam saber sem saberem de fato. Os que conhecem espiritualmente as situações ajudam sem ofender, melhoram sem ferir, esclarecem sem perturbar. Sabem como convém saber e aprenderam a ser úteis. Usam o silêncio e a palavra, localizam o bem e o mal, identificam a sombra e a luz e distribuem com todos os dons do Cristo. Informam-se quanto à Fonte da Eterna Sabedoria e ligam-se a ela como lâmpadas perfeitas ao centro da força. Fracassos e triunfos, no plano das formas temporárias, não lhes modificam as energias. Esses sabem porque sabem e utilizam os próprios conhecimentos como convém saber. Emmanuel Página extraída do livro “Vinha de Luz” – Psicografia de Chico Xavier.


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.167 - 07/09/2018

PÁGINA 7


PÁGINA 8

O J O R NAL Z ÃO - ED. 1.167 - 07/09/2018


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.167 - 07/09/2018

PÁGINA 9


PÁGINA 10

O J O R NAL Z ÃO - ED. 1.167 - 07/09/2018


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.167 - 07/09/2018

Vitória Gomes desiste de desfilar na Europa este ano

PÁGINA 11

Biografia de Zé Hamilton será lançada amanhã na cidade Divulgação

Problemas de saúde impedem que a santa-rosense Vitória Gomes, 19 anos, concorra ao concurso ‘Miss Face Of de World Internacional’ na Euro Disney, em Paris e Londres, em novembro próximo. Aclamada pelos jurados do concurso ‘Beleza Fashion Brasil 2017’, em dezembro último, em Campo Grande - MS, ela ganhou o direito de concorrer na Europa. - Esse ano eu não irei a Londres e Paris, como estava planejado. Eu vou só em 2019 porque tive uns problemas de saúde, e a minha mãe, eu e a minha coordenadora entramos num acordo, e preferimos deixar isso pro ano que vem. Minha saúde em primeiro lugar. Fiquei internada por uns dias. Na semana passada ela foi coroada Miss Américas São Paulo 2018. - Com esse título eu irei, novamente, a Campo Grande tentar o Miss Brasil Américas 2018. Conseguindo, irei também pra fora do Brasil. É o que pretendo. Esse é o meu foco atual, e estou totalmente confiante – assegura Vitória.

CRÔNICA DA SEMANA Daniel Almada

No beco do subtendido Grande parte do que realmente conta se guarda nos labirintos das intenções, tudo o que realmente vale se esconde no beco do subtendido. E assim, no secreto caminho do quase, vai-se levando a vida como pleno exercício do todo, vai-se levando o mundo com o que foi possível expor sem receio, e vamos por aí dançando e amando na bela, misteriosa noite dos mascarados.

O jornalista José Hamilton Ribeiro estará amanhã em Santa Rosa para lançar o livro, “O jornalista mais premiado do Brasil - a vida e as histórias do repórter José Hamilton Ribeiro”, escrito por Arnon Gomes, que também estará presente. O e vento começa às 9h30, no Centro de Memória que leva o nome dele. Uma tenda foi montada ao lado do prédio, que já serviu de cadeia pública, e foi tra nsformado no CM. A Fundação Cultural anuncia números mus icai s pa ra abrilhantar a festa. Cada livro custa R$ 30,00, e só poderá ser pago em dinheiro vivo. - O Zé Hamilton aceitou gentilmente nosso convite, e vem para dar um brilho maior na comemoração de aniversário do município. Espero a presença de todos que o conhece m e admiram seu talento – disse a Diretora Municipal de Cultura, Clélia Zanardo. “Santa Rosa é melhor pelas pessoas que tem” Uma semana depois de completar 83 a nos, e

meio século depois de pisar em uma bomba no Vietnã, José Hamilton Ribeiro estará de volta à cidade. Segundo quem a escreveu sua biografia, o também jornalista Arnon Gomes , o li vro “procura desvendar quais os macetes que o tornaram o jornalista brasileiro com o maior número de prêmios”. Tal informação justifica a preocupação de Zé Hamilton durante os depoimentos que deram base à biografia. - Quando você sabe que uma pessoa vai escrever sobre você, primeiro ve m um fri o na es pinha: que será que vem aí? Escr itor, jor nali sta , é tudo ge nte que a nda c aç ando pelo em ovo, procurando al guma c oisa ar dida pra falar de você. À medida que fui conhecendo Arnon, fui ficando tranquilo, mas ainda des confiado: el e toda hora querendo saber coisas, reperguntando. Enfim, é uma luta; enquanto o livro não fica pronto, a gente não sossega. Acho que ac onte ce o mes mo c om todos – explicou Zé Hamilton em conta to exclusivo com O Jornalzão que lhe perguntou ainda, “Do que

O biografado ao lado do autor, Arnon Gomes você tem mais saudade em Santa Rosa?” - Eu acho que Santa

Rosa é melhor que as outras cidades pelas pessoas que tem.


PÁGINA 12

O J O R NAL Z ÃO - ED. 1.167 - 07/09/2018

FUNDAÇÃO CULTURAL DE SANTA ROSA DE VITERBO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO 001/2018 RE-RATIFICAÇÃO EXTRATO A Fundação Cultural de Santa Rosa de Viterbo, torna público que fará realizar concurso público para provimento de cargos vagos no seu quadro de pessoal conforme condições estabelecidas no Edital 001/2018, que se encontra a disposição dos interessados nas portarias da Fundação Cultural, no Centro Cultural e no site www.fundaçãocultural.santarosa.sp.gov.br

Cargos vagos 01 vaga para Monitor de Música com especialidade em clarinete Inscrições 10.09 a 18.09.18

Provas 06.10 e 07.10.18

Local das provas Estação da Cultura Praça da Bandeira nº 850 – centro Santa Rosa de Viterbo /SP Informações detalhadas, os interessados poderão obter na Estação da Cultural no endereço acima nos Editais divulgados e no site www.fundaçãocultural.santarosa.sp.gov.br Santa Rosa de Viterbo, 29 de agosto de 2.018. Clélia Aparecida Remonti Zanardo Diretora Presidente


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.167 - 07/09/2018

PÁGINA 13

Misses santa-rosenses são destaques em desfile em Marília Três misses santa-rosenses fizeram bonito no Miss São Paulo Teen Universe que aconteceu em Marília, no último domingo. Elas disputaram contra outras 80 meninas de todo o estado de São Paulo, divididas entre categorias. O trio santarosense ganhou faixa em suas disputas e agora terão a oportunidade de concorrer na etapa nacional que será em Campo Grande de 11 a 14 de outubro. As meninas desfilaram duas vezes, uma com traje obrigatório referente a copa e depois com roupa de gala. A estreante nas passarelas Lívia Maluf ficou em 3º lugar na categoria Pré-Teen. Marcela Castellani foi a 3ª colocada na categoria Teen. A jovem já foi Miss São Paulo Pré-Teen Beleza Facial 2017 e Miss São Paulo Turismo 2018. E a última candidata foi Victória Ribeiro, que se sagrou Miss São Paulo América Internacional 2018, um concurso que aconteceu paralelamente, disputado por jovens que já são misses. Antes elas passaram por uma pré-seleção com fotos, desfile e vídeos. Agora ela vai pro Miss Brasil Américas Internacional, em Campo Grande, se ganhar, poderá viajar ou para Cartagena ou Orlando e já tem outra viagem internacional marcada, para disputar em Londres e Paris ou Miss Face of The World, concurso que já deveria ter participado este ano, mas por problemas de saúde não pode ir. Victória Ribeiro já foi Miss São Paulo Teen Top Model 2017, Miss São Paulo Teen Turismo Universe 2017, Miss Brasil Teen Universe Beauty Face 2017 e Miss São Paulo América Internacional 2018.


PÁGINA 14

O J O R NAL Z ÃO - ED. 1.167 - 07/09/2018

PROFISSÃO CONTADOR Por Angelo Eduardo Monici

Contabilidade como ferramenta de gestão Muito além de registrar as operações da empresa e apurar impostos, o setor contábil é ferramenta de gestão. Os mercados mudam constantemente e, as obrigatoriedades fiscais também. Administrar todos esses elementos é uma tarefa árdua para empresários e diretores. Desenvolver operações eficientes, cumprir metas com rentabilidade e ainda estar adequado às normativas, fazem parte das rotinas diárias. Uma decisão tardia ou baseada em informações errôneas pode comprometer os resultados da empresa. A Contabilidade pode ser uma grande aliada na administração do negócio e operar como uma ferramenta de gestão. Utilizar-se de informações contábeis auxilia a empresa a ter um crescimento seguro e confiável. Cinco dicas das vantagens que e la oferece: 1. Indicadores: é importante apoiar as decisões em indicadores econômicos e financeiros reais, que traduzam de forma fidedigna a realidade da empresa. Usar indicadores que não são precisos, podem resultar numa visão míope da realidade e a estratégia adotada pode não ser a mais indicada. 2. Especialistas: se está difícil manter-se atualizado em tempo hábil, de gerir o seu próprio negócio uma alternativa é terceirizar algumas atividades. Mantenha o foco na sua área de atuação e certifique-se que tenha especialistas para apoiá-lo nas demais, como na área contábil/tributária, por exemplo. 3. Tecnologia: você sabe quanto à tecnologia pode auxiliar na organização e desenvolvimento de uma empresa? Com o auxílio de uma organização contábil especializada é possível usar ferramentas tecnológicas para obter informações estruturadas, confiáveis, rastreáveis e padronizadas. Tudo com sigilo, segurança e organização. 4. Planejamento Tributário: Com base no histórico da sua empresa e no seu orçamento, é possível simular cenários e definir a melhor forma de tributação para sua empresa. 5. Assessoria para tomada de de cisão: Planejando uma nova empresa? Um novo produto? Uma nova gestão? Ter a assessoria de um especialista em situações estratégicas proporciona segurança e rentabilidade para sua empresa.

Permanência da Cartonagem foi pauta de reunião de autoridades em SP O prefeito Luís Fernando Gasperini esteve na última segunda-feira (3) no Investe São Paulo, a Agência Paulista de Promoção de Investimento e Competitividade da Secretaria de Estado do Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação, acompanhado pelo presidente da Câmara Francisco Justino Mota Neto (PPS). O agendamento foi feito pelo deputado estadual Davi Zaia (PPS), na ocasião representado pelo chefe de gabinete Dario dos Santos Melo. O objetivo da reunião foi apoiar a permanência da Cartonagem da Artivinco no Estado de São Paulo e o próprio presidente do Investe Sâo Paulo, Sr. Marcos Antônio Monteiro, recebeu o prefeito e o vereador. Estavam na reunião também Susana Lacerda Rabelo - Especialista Tributária e Sérgio Rodrigues Costa - Diretor Técnico da instituição. O prefeito em sua fala de abertura buscou sensibilizar a equipe do governo do estado quanto a importância da empresa para a cidade, que nas últimas décadas sofre com a questão de desemprego. O Presidente da Câmara reforçou o pedido e destacou os cursos de qualificação profissional já realizados na cidade como Soldagem, Automação Industrial e o novo curso de Técnico em Mecânica Industrial que começar á em 2019, numa parceria entre a Artivinco, Etec e Prefeitura. A Diretora da Artivinco, Maria Angéli ca Moretto Cunha, apresentou relatório de estudo da diferença de tributos em outros Estados, comparados com São Paulo e o pedido de apoio às empresas do ramo de produção de papel reciclado a partir de 100% de papel de fibra do

bagaço. Após explanação de todos, o Presidente do Investe, Marcos Monteiro, apresentou uma saída considerável junto com sua equipe técnica, para atender o pedido do prefeito, do presidente da Câmara e da diretora da Artivinco. Ele afirmou que o Governo Estadual fará de tudo para a permanência da empresa no Estado de São Paulo, buscando oferecer ao segmento garantias sólidas para isto. A Artivinco já mobilizou as demais empresas do setor. Novas reuniões tendem a acontecer a partir de agora para levantamento de dados técnicos e financeiros para chegar à conclusão do documento final, para tais concessões de incentivo no Estado.

Centenas de pessoas participaram da Rua do Lazer, no último sábado A Praça André Passoni, na Cohab 3, ficou absolutamente lotada na manhã do último sábado por ocasião do evento Rua do Lazer, uma parceria entre o setor de Educação da Prefeitura Municipal com o Centro Universitário Claretiano de Batatais. O Projeto Rua do Lazer é uma iniciativa do Curso de Educação Física do Centro Universitário Claretiano e desenvolve várias atividades culturais e educativas com as crianças e adolescentes da comunidade, com brincadeiras, brinquedos infláveis, camas elásticas, carros de rolimã, patinetes, pernas de pau e pebolim. “Muito bom ver as famílias reunidas em um evento com muita alegria e diversão. Foi uma manhã sensacional”, afirmou a diretora municipal de Educação, Meire Pedersoli. O evento fez parte das programações dos 108 anos de Santa Rosa de Viterbo e agitou os bairros próximos numa manhã muito agradável de sol e calor. Além das atividades esportivas e culturais, o evento ainda tinha pipoca e algodão-doce gratuito.


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.167 - 07/09/2018

PÁGINA 15


PÁGINA 16

O J O R NAL Z ÃO - ED. 1.167 - 07/09/2018


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.167 - 07/09/2018

PÁGINA 17


PÁGINA 18

O J O R NAL Z ÃO - ED. 1.167 - 07/09/2018


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.167 - 07/09/2018

PÁGINA 19

Fieis enfrentaram o frio e se emocionaram com o 3º Auto da Padroeira O frio não impediu que cerca de 800 pessoas se emocionassem com o 3º Auto da Padroeira, que aconteceu na última segunda-feira (3), véspera de feriado, na Praça Dr. Guido Maestrelo (Matriz) em frente à igreja, às 20h30. O espetáculo teve aproximadamente 1h30 e contou com a participação de 100 atores, desde crianças, até idosos para representar a história da pequena Rosa, uma jovem muito magrinha e fraquinha, mas que diante aos olhos de Deus, era uma grande guerreira. Durante sua vida foi exilada de Viterbo pelo imperador Frederico II, acusada de ser provocadora do povo, deixava de se alimentar para alimentar os pobres e ainda realizou milagres, como entrar em uma fogueira e não se queimar, transformar pães em rosas, curar um cego e a ressurreição de sua tia, quando tinha apenas três anos. Paralela

a representação da vida da santa, a história do munícipio foi retratado em outros atos, desde a confusão c om o masca te ao comprar a imagem da padroeira até os dias atuais. A peça se encerrou com a atriz que interpretou Santa Rosa vindo saindo da igreja com um fragmento de pele da padroeira vinda de Viterbo, na Itália, trazida pelo Padre Leandro Ramos dentro de um relicário e fogos de artifício. José Paulo, o coordenador da encenação, acredita que essa tenha sido a melhor apresentação até aqui. “Sem comparação, a parte teatral, efeitos, preparação, espiritualidade, emoção, a presença da relíquia e a noite do dia 3, por ser noite de Santa Rosa é algo incrível!” Além de cumprir a missão de transmitir emoção para o público, o coordenador ficou muito feliz com o retorno da galera que elogiou muito o modo

rápido e fácil de entender. “Muitas pessoas emocionadas, apesar do frio, foi algo que entrou para a história da paróquia, doze padres da região estiveram presentes e ficaram encantados com o espetáculo que não tem em nenhuma outra cidade”.

visita a madre superiora, que compartilhou com o padre um grande desejode que ele trouxesse um fragmento da pele da santa. “Ela pediu que assim que chegasse no Brasil, entregasse essa relíquia ao pároco daqui para que pudesse depositassejunto a imagem da Santa e com essa alegria Santa das surpre- que passo para as mãos do sas - No fim do espetácu- Cônego Pedro esta relílo, o Padre Leandro Ramos, contou um pouco como foi sua estádia em Viterbo. No dia 14 de Julho quando esteve lá foi recebido pelas monjas e se identificou como cidadão santa-rosense e padre. “Conheci a casa de Santa Rosa, o mosteiro, o corpo dela, que por si só nos trás uma emoção muita grande”. Em uma das suas conversas, uma monja lhe disse que Santa Rosa é a santa das surpresas, não só no seu tempo, mas até hoje e a forma que a relíquia chegou aqui não poderia ser diferente. Ao final da sua

quia”, finalizou. Cônego Pedro recebeu o presente. “Eu me arrepiei, emocionei e toda a história que foi contada aqui me fez trazer as mesmas lágrimas de quando ouvi essa história pela primeira vez. Em forma de gratidão, agradeço primeiro a Deus pelo trabalho destes meninos, a dedicação, coordenação do Zé e

equipe. São 32 anos de padre, 28 tentando gerar emoção, devoção, graças a Deus a gente conseguiu. Santa Rosa hoje tem grandes devotos e muito veneradores. Que Deus abençoe cada um, vocês não contaram história, fizeram um gesto mais belo que pudesse manifestar o carinho de nossa cidade, da nossa padroeira.”


PÁGINA 20

O J O R NAL Z ÃO - ED. 1.167 - 07/09/2018

EDITAL DE PROCLAMAS nº. 2552 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // MAICON HENRIQUE DA COSTA BENEDITO e ADRIELE LETICIA TEIXEIRA RODRIGUES //. Ele, natural de Ribeirão Preto, Estado de São Paulo, nascido aos doze (12) de agosto de um mil novecentos e noventa e dois (1992), profissão auxiliar mecânico, estado civil solteiro, domiciliado e residente à Rua Tabatinga, 911, na cidade de Ribeirão Preto, Estado de São Paulo, filho de HOMERO BENEDITO e de dona APARECIDA DONISETE DA COSTA BENEDITO. Ela, natural de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, nascida aos sete (07) de julho de um mil novecentos e noventa e cinco (1995), profissão professora, estado civil solteira, domiciliada e residente à Rua Antonio Carlos Morare, 186, Cohab II, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filha de VALDIR RODRIGUES e de dona SILVANA MARQUES TEIXEIRA RODRIGUES. EDITAL DE PROCLAMAS nº. 2553 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // CARLOS HENRIQUE CAMPANHÃ BAZAGLIA e ALINE NASCIMENTO DE MORAES //. Ele, natural de Mococa, Estado de São Paulo, nascido aos vinte e nove (29) de junho de um mil novecentos e oitenta e dois (1982), profissão publicitário desempregado, estado civil divorciado, domiciliado e residente à Rua João Zanella, 343, Julio Moretti, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filho de BENEDITO LUIZ BAZAGLIA Ela, natural de Goiânia, Estado de Goiás, nascida aos primeiro (01) de junho de um mil novecentos e oitenta e sete (1987), profissão do lar, estado civil divorciada, domiciliada e residente à Rua João Zanella, 343, Julio Moretti, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filha de CESAR MARQUES DE MORAES e de dona ELEUSA NASCIMENTO DE OLIVEIRA. EDITAL DE PROCLAMAS nº. 2554 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // JOSÉ FERNANDO LOPES DA SILVA e ANA LÚCIA RIBEIRO //. Ele, natural de Tambaú, Estado de São Paulo, nascido aos quatro (04) de novembro de um mil novecentos e setenta (1970), profissão engenheiro civil, estado civil solteiro, domiciliado e residente à Avenida Henrique Alonso Martins, 484, Jardim Primavera, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filho de JOÃO LOPES DA SILVA e ROSA SILVERIO DA SILVA Ela, natural de Tambaú, Estado de São Paulo, nascida aos dezenove (19) de abril de um mil novecentos e setenta (1970), profissão professora, estado civil solteira, domiciliada e residente à Rua Jonas Alves de Moraes, 389, Alvorada, na cidade de Tambaú, Estado de São Paulo, filha de DIRCEU RIBEIRO e de dona LURDES TEREZINHA ZAGANIN RIBEIRO. Se alguém souber de algum impedimento ao casamento de algum dos contraentes acima, oponha-o na forma da lei. Eu, Gisele Calderari Cossi – Oficial.


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.167 - 07/09/2018

PÁGINA 21

Ciclistas percorrem 571 km pelo ‘Caminho da Fé’ até Aparecida

Passeio ciclístico arrecadará leite para o asilo

Um grupo com cinco ciclistas sa nta- rose nses , Ma teus Humberto, Fernando Abachi, Leandro Jardel, Caio Bertocco, Danilo Leite encararam o desafio de pedalar até Aparecida do Norte pelo ‘Caminho da Fé’. A equipe ainda contou com Emílio Mourão que fez o apoio de camionete levando as bagagens Eles iniciaram o percurso na última sexta-feira (1), saindo do início do Ramal do ‘Caminho da Fé’ que é em Sertãozinho. O grupo foi para fortalecer a fé, agradecer tudo que Nossa Senhora e Deus proporcionaram em suas vidas. “Tivemos uma semana de reflexões e aprendizado. Nosso objetivo era fortalecer a nossa amizade no grupo que veio incentivar as pessoas a pedalarem e apreciar as belezas que existem no caminho”, contou Mateus. Nos primeiros dias os peregrinos chegaram a pedalar 120 km, nos finais caiu para uma média de 80, por conta das serras com as altimetrias altas, que são a Serra dos Lima em Andradas, do Caçador em Estiva e a Temida Luminosa que foram os grandes obstáculos da viagem. Aos finais das tardes, os santa-rosenses paravam em pousadas que são credenciadas pelo ‘Caminho da Fé’, lá conheceram muitos peregrinos, de várias cidades como Brasília, Araras e Belém. Estas hospedagens ofereciam, além dos quartos, jantar e café da manhã. Eles chegaram ontem em Aparecida, por volta das 17h, assistiram a missa e já retornaram para Santa Rosa.

O tradicional Pedal Gu Ferrari chega a sua 15ª edição e pela primeira vez acontecerá em Santa Rosa. Este pedal é uma ação social que arrecadará leite para o asilo e está marcado para o dia 30 setembro. Serão dois percursos, um de 50 km e o outro 30, para os ciclistas poderem escolher. A concentração será às 7h, em frente ao grupo Grupo H3p, onde haverá sorteio de brindes. A saída está planejada para ser às 8h. Os ciclistas vão seguir pela Presidente Vargas e passar por inúmeros pontos turísticos da cidade, como a Cachoeira dos Nove, Serrinha, Calcário, Fazenda Amália, Campo de Aviação, Fazenda Cascata, Cachoeira do Ribeiro, minerações da Minalice e Minaura, voltando pelo Teto até finalizar no H3P. Os organizadores darão suporte total para os participantes. Serão quatro pontos de apoios durante todo o trajeto que será 100% marcado onde será distribuídos água, gruta, malto, açaí e ainda terá carro e moto acompanhando os ciclistas. As inscrições custam R$25 mais um litro de leite e poder ser feitas até o dia 29 pelo site www.tripadventure.com.br e o pagamento por boleto ou direto com Martinha, no Colégio Objetivo. Patrocinadores: Pretel Som e Eventos, Nova Roma Multi Marcas, GB Mecânica, Gasparini Veículos, Empório Paraíso, Magu, Mega Impacto, Pilates Elenir Camargo, Bicicletaria do Ditão, Fisk e Faculdade Estácio.


PÁGINA 22

O J O R NAL Z ÃO - ED. 1.167 - 07/09/2018

Desfile Cívico mostra importância da música na história da cidade O tradicional Desfile Cívico que come mora o aniversário de Santa Rosa teve como tema, em 2018, a história da mús ica no município. O evento foi realizado na manhã do último domingo (2) e, segundo os organizadores, cerca de 5 mil pessoas estiveram na avenida assistindo o desfile e ma is de 1.500 pes soas desfilaram. Pontualmente às 8h00 o evento teve início com a apresentação da Banda da Polícia Militar em frente ao palco, montado na esquina entre a Rua João Bueno dos Reis e a avenida. Neste instante, algumas autoridades já estavam sobre o palco e acompanharam a abertura do evento, que contou também com o Tiro de Guerra de Santa Rita do Passa Quatro, trazendo o pavilhão nacional. Logo após a abertura, as escolas e bandas fizeram suas apresentações, puxadas pela recém-criada Fanfarra da Escola Conde Francisco Matarazzo. Atrás dela vinha o bloco da Educação Infantil, com mais de 300 integrantes, alunos das escolas da rede municipal de ensino. Retratando a “História da Música em Santa Rosa”, os alunos fizeram uma bela apresentação na avenida, mostrando toda a importância que a música tem na história de nossa cidade. Entre os alunos, vinha a Fanfarra escolar de Tambaú, composta por crianças que arrancaram aplausos do público. A banda da Escola da Família de Santa Cruz das Palmeiras também se apresentou e agradou o público presente. Alguns integrantes da Associação Bicho Amigo percorreram toda a avenida

com seus cães e chamaram muito a atenção do público. A FAMUSA, agora sob a regência de Marcelino Massaro estreou uniformes e instrumentos novos e fez uma a pres enta ção muito consistente, num trabalho perfeito entre músicos e corpo coreográfico. O bloco do Ensi no Fundamental era composto por várias escolas e cerca de 500 alunos. Muito organizado, mostrou nomes importantes da música santarrosense. Em um dos carros, músicos da Banda Sinfônica faziam som ao vivo regidos pelo maestro Maurílio de Oliveira Jr. Este foi um dos pontos altos do desfile. A banda Profess or Renato Massaro veio na sequência e levantou o público com uma apresentação impecável, regida pelo maestro Pedro Ribeiro da Silva Jr. Com cerca de 90 integrantes, todos muito afina dos e be m vesti dos, a Banda foi uma das atrações do desfile. Os estudantes das escolas estaduais também participaram. Conde, Vergínio, Salustiano Lemos, ETEC e Teófilo mostraram projetos, re sultados de trabalhos, equipes esportivas e atividades culturais, numa miscelânea de atividades que envolvem as crianças e adolescentes da cidade. Fechando a primeira parte do desfile foi a vez dos participantes dos projetos esportivos e culturais da cidade, que desceram a avenida mostrando seus trabalhos e resultados. O grupo dos pés de valsa chegaram até a arriscar passos de dança em frente ao palco. O pessoal das Folias de Reis trouxa um pouco do folclore caipira ao desfile e os ciclis-

tas tinham a companhia de Luan da Matta, santa rrosense que é o atual 5º colocado no Ranking Nacional de Ciclismo de Estrada. Na sequência vieram os grupos de jipeiros, gaioleiros, carros rebaixados e por fim, fechando o desfile, os cavaleiros.

Mui tas autorida des passaram pelo palco, como o prefeito Luís Fernando Gasperini, o vice-prefeito, Renato Pa lma Rocha J r., alguns vereadores, diretores municipais, o Cônego Pedro, o Deputado Estadual Rafael Silva, assessores parlamentares de vários depu-

3954 3371 - 3954 6920

tados, entre outros que vieram prestar sua homenagem ao muni cípi o de Santa Rosa. Canil da Polí c ia Militar - Como parte das pr ogr a ma ç õ e s do 108º aniversário de Santa Rosa de Vite rbo, foi rea lizada

na ma nhã des ta quar ta fe ira (5) uma apre sentaçã o do Canil da Políc ia Mil itar. A quadra de esporte s do Bosque Municipal ficou lotada de crianças e adultos que presti gia ram a demonstraç ão dos cães policiais por cerca de 40 minutos.


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.167 - 07/09/2018

PÁGINA 23


PÁGINA 24

O J O R NAL Z ÃO - ED. 1.167 - 07/09/2018


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.167 - 07/09/2018

PÁGINA 25


PÁGINA 26

O J O R NAL Z ÃO - ED. 1.167 - 07/09/2018


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.167 - 07/09/2018

Curso de teatro Municipal realiza Intercâmbio Cultural O mês de agosto foi marcado por muita Cultura em Santa Rosa de Viterbo. A cidade, que já possui uma agenda cultural bem movimentada teve um agosto de encontro e compartilhamento. Intitulado de “Projeto Oficinantes”, o programa de formação artística realizado no Centro Cultural de Santa Rosa de Viterbo oferece aulas de teatro gratuitas a mais de 50 crianças e adolescentes. Oferecido pela Fundação Cultural Municipal o programa marcou o mês de agosto com o Programa de Intercambio Cultural - Iniciativa criada para aumentar a pluralidade do Projeto Oficinantes, o Programa de Intercâmbio Cultural oferece WorkShop’s, Encontros e Oficinas onde os alunos matriculados nos cursos regulares possam Aprender, Descobrir, Compartilhar e se Divertir, e tudo isso de forma gratuita. Os alunos da Fundação Cultural de Santa Rosa receberam em 2018 o total de 6 oficinas, distribuídas respectivamente para as três turmas em formação na cidade. No dia 21/08 os alunos das turmas A, B e C puderam participar das oficinas “ O Corpo em Cena”, com professora experiente no campo da Expressão Corporal os Oficinantes receberam em seus respectivos horários 1h30min de dinâmicas e jogos que tinham como base o autoconhecimento corporal e afinação do sistema motor. Já no dia 28/08 foram 3 oficinas diferentes: Enquanto os alunos da Turma A recebiam a oficina “ Imersão a fantasia” os alunos da turma B puderam participar da vivencia “A expressão Invisível” e para fechar com chave de ouro, no período noturno a turma C compartilhou seu horário de aula com o WorkShop “Introdução a musicalidade” O projeto foi muito bem aceito pelos alunos que adoraram conhecer novos professores e estilos artísticos diferentes, e será finalizado com entrega de certificados a cada integrante do projeto. O Professor do Projeto Oficinantes e idealizador do Programa de Intercambio Cultural Richard Oliveira se diz muito satisfeito com os resultados do projeto, enfatizou a importância desse tipo de ação para a formação dos alunos, tanto artístico quanto social, sem contar da importância desse tipo de iniciativa para o fomento da cultura municipal. Finalizou agradecendo a Cia Representando a Arte pelo apoio de produção, a todo apoio do Centro Cultural Municipal e da Fundação Cultural de Santa Rosa de Viterbo que são os principais realizadores do curso de teatro na cidade, e também a preocupação com a Cultura mostrada pela Prefeitura Municipal do Município que junto a Câmara dos Vereadores não poupa esforços para que as possibilidades se tornem cada vez mais realidade.

PÁGINA 27

Santa Rosa FC estreia em casa neste domingo no Campeonato Paulista Amador

O “Leão da Comarca” estreia neste domingo, 9, no Campeonato Paulista Amador do Estado contra o Vasco de São José do Ri o Pa rdo, à s 10h00 da manhã no campão Rubens Bellizze, que esta semana foi l iberado pela Jus tiça par a re c eber j ogos com público. Esta é a segunda edi-

ç ão conse cutiva que o SRFC disputa. Ano passado a equipe ficou na 5ª posição. “Nosso objetivo é o mes mo do a no pa s sa do, pas s ar pa ra a s egunda fase”, explicou Nei da Vila, Dir e tor de Fute bol do Leão. O adversário da estreia vem forte, já que se sagrou campeão dos Jogos

Regionai s da r egi ão de Santa Bárbara D’oeste. “O time deles é forte, todos na base de 23 anos, ou seja, s ão r á pi dos , mas noss o time tem experiência e vai saber lidar com isso”, explicou. No ba nco de r eservas tem a estreia de Alexandre Villa, que junto com Dentinho forma rão a co-

missão técnica. A grande ausência é a de Arthur Bonacin, artilheiro do último Amador Regional, que fraturou a perna. O jogo começa pontualmente às 10h00 e tem entrada gratuita. No local há um bar c ompleto com cerveja, refrigerante, água, sa lga dos e o tr adic ional churrasquinho de fraldinha.

MAIS DO PRIMAVERA Coluna semanal do Primavera Country Club

II Torneio de Tênis Amigos do Primavera revelou um “fenômeno” na cidade Claudio Messias, foi o campeão na modalidade individual e em duplas sábado passado, no torneio ocorrido no Primavera Country Club. Mesmo jogando de manhã às 9:00 e depois as 15:30, o “fenômeno” não perdeu as energias, depois duas vitórias históricas, Claudio Messias, o homem do jogo, contou para a gente como foi sua participação no torneio: “Quanto ao torneio, fiquei feliz com a vitória. Em duplas joguei com meu sobrinho, conquistar essa vitória em família é muito bacana. O mais importante de tudo foi a união dos tenistas, gente que não ia há um bom tempo acabou retornando. Conseguimos então, juntar um grande grupo de pessoas para essa competição. Vi que esse torneio deu uma animada no tênis de Santa Rosa. Isso vem somando a competições que alguns dos meus colegas e eu, vem participando de torneios importantes, como o regionais e em torneios em Ribeirão Preto, trazendo essa experiência de outras cidades para cá. Outros jovens estão participando dessa modalidade, ontem tive a felicidade de começar a apresentar o tênis para novos integrantes, reproduzindo a aula de tênis que tenho em Ribeirão Preto, assim, demonstrando bastante interesse a juventude santarosense a essa modalidade em ascensão na cidade, em um crescimento rápido tecnicamente, com outros em tempos diferentes. O tênis é vida, é saúde, ele traz uma vida saudável, eu fico feliz em estar contribuindo para essa nova geração e esses novos adeptos, até da minha idade, se sentirem influenciadas e faze o tênis crescer cada vez mais. O tênis é muito inclusivo em temas de idade, do mais jovem até o Cipolani, por exemplo, que tem 79 anos. A gente quer quebrar um pouco do tênis que é de elite, não é assim, acho que com pouco podemos fazer algo muito grande.”


PÁGINA 28

Santa Rosa, 108 anos Com pouco mais de 4 horas de duração, o desfile cívico ocorrido no último domingo (2), em comemoração aos 108 anos da cidade, trouxe homenagens e alegria para a avenida Presidente Vargas. Somos um povo com muitos problemas. Por exemplo a falta de empregos. Porém, também somos um povo de fé, alegre, forte, trabalhador, hospitaleiro... Certamente venceremos as dificuldades com criatividade e amor pela nossa terra - a querida Santa Rosa de Viterbo.

FALA NOSSO TETO

O J O R NAL Z ÃO - ED. 1.167 - 07/09/2018


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.167 - 07/09/2018

SOCIAIS DO ÉDI CARLOS

PÁGINA 29


PÁGINA 30

SOCIAIS DO ÉDI CARLOS

O J O R NAL Z ÃO - ED. 1.167 - 07/09/2018


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.167 - 07/09/2018

PÁGINA 31


PÁGINA 32

O J O R NAL Z ÃO - ED. 1.167 - 07/09/2018

O Jornalzão, edição 1167  

Jornal semanal de Santa Rosa de Viterbo

O Jornalzão, edição 1167  

Jornal semanal de Santa Rosa de Viterbo

Advertisement