Page 1

®

Diretor: André Nagib Moussa (Mtb 34286) - Santa Rosa de Viterbo, 1º/09/2018 - Ano 24 - N.º 1.166 - Semanal - Preço do exemplar R$

R$ 22 mil são desviados da Fundação Cultural

3,00

Polícia Civil recupera quatro das 57 TVs furtadas

Ex-funcionária de escritório é apontada como responsável

CPI conclui que houve “arranjo” em pintura de sinalização

Vereador critica Juiz, que respondeu às acusações Ele diz que Santa Rosa é cidade embargada. Magistrado diz que cumpre a Lei Três aparelhos foram recuperados na noite de ontem. Cerco sobre autores está se fechando

SANTA ROSA DE VITERBO, 108 ANOS

Cidades da região enviam bandas para o desfile de amanhã

E chegaram as queimadas - Que deixam as donas de casas loucas com as fagulhas e atrapalha a respiração das crianças.

Câmara aprova contas de Cassinho de 2015

Apoiadores de Bolsonaro marcam carreata na cidade Jovem fica ferido em colisão entre carro e ônibus de estudantes de Santa Rosa


PÁGINA 2

O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018


O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018

PÁGINA 3

R$ 22 mil são desviados da Fundação Cultural Uma ex-funcionária do Escritório de Contabilidade Nogueira, que há 32 anos atende Fundação Cultural de Santa Rosa, desviou cerca de 22 mil reais da conta da entidade. O crime, cometido entre 09 de março de 2017 e 14 de junho de 2017, foi descoberto na primeira quinzena de agosto, depois que uma auditora do Tribunal de Contas notou pagamentos duplicados para a mes ma empresa e comunicou ao proprietário do escritório. “Ela me pediu para verificar e depois avis á-la do que se tratava, e quando fui apurar enc ontrei estes pagamentos irregula-

res”, disse Alceu Nogueira, que além de contador é advogado. Ele explica que treze cheques foram preenchidos, e a ex-funcionária, demitida em dezembro de 2017, os utilizou em proveito próprio: descontava os cheques no Banco do Brasil e os depositava em duas contas na Caixa Federal. A forma de agir da ex-func ionária era a seguinte: fazia um cheque de mil reais, e lançava no balanc ete quatro despesas que, somadas , dava o valor do cheque. Ela fez isso treze vezes, que culminou num desvio total no valor de R$ 22.149,66.

A ex- func ioná ria, prometendo agilidade, induziu a presidente da Fundação Cultural, Clélia Zanardo, a deixar cheques em branc o assinados no escritório, segundo Nogueira. “Puxamos os microfilmes, e descobrimos que os dois primeiros foram sacados pelo nosso office boy a pedido dela, e os outros cheques nominais a ela mesma foram sacados e depositados na conta dela e da filha, segundo informações”, explicou Nogueira. Ele faz a c ontabilidade da Fundação Cultural desde o seu iníc io, quando foi criada pelo então prefeito Nagib Moussa. Conta

que “perdeu o chão” quando desc obriu a falcatrua da funcionária. “São muitos anos de trabalho e de confiança mútua, sem nenhum problema sequer ao longo destes anos, e me bateu uma sensação muito ruim quando constatamos o problema”, disse. Ele conta que suas primeiras providências foram notificar a Fundação Cultural, a Promotoria e o Tribunal de Contas. “Entrei com uma petição pedindo uma Representação Criminal ao Ministério Público para que o promotor investigue o cas o, juntamente com a Polícia. Coloquei o escritório à disposição e vou ressarcir, à Fundação Cul-

tural, o valor subtraído pela ex-funcionária”, disse Nogueira. Alceu Nogueira prometeu ainda que irá acionar a ex-funcionária na justiça pedindo ressarcimento dos valores e respectivos danos morais . E divulgou um comunicado, que public amos na íntegra: “Nota à imprensa qualificada: Em face aos comentários que vem ocorrendo nesta cidade, a Contabilidade Nogueira vem a público para esclarec er a verdade dos fatos. 1º) Foi constatado pela administração do es critório, um desvio de dinheiro praticado por uma ex-funcionária, junto as

contas da Fundação Cultural. 2º) Durante a constatação dos fatos, a ex-funcionária já havia sido demitida por outro motivo. 3º) Tão logo cons tatado o desfalque, imediatamente procuramos a Fundação Cultural, o Ministério Público e o T ribunal de Contas do Estado para noticiá-los do fato. 4º) O dinheiro desviado s erá oportunamente ressarcido à Fundação Cultural. As s im, os órgãos competentes (MP e TCE) estão tomando as providências necessárias sobre o assunto em questão. Santa Rosa de Viterbo, 31 agosto de 2.018. Alceu Wagner Nogueira”.

CPI conclui que houve “arranjo” em pintura de sinalização A Comissão Especial de Inquérito, popularmente c onhec ida c omo “CPI” apresentou seu relatório na última sessão da Câmara. Agora ele será votado na próxima sess ão, que será

realizada dia 10 de setembro. Para derrubar o relatório serão necessários oito votos. O relatório aponta que houve um “arranjo” para de-

Apoiadores de Bolsonaro marcam carreata na cidade Uma carreata, marcada para o próximo dia 13 de setembro, é a primeira manifestação de rua a ser vivenciada pela cidade na atual campanha presidencial. Os apoiadores de Jair Bolsonaro (PSL) – atual líder das pesquisas, tanto na intenção de voto quanto na rejeição – percorrerão algumas ruas da cidade até a “Feirinha da Mogiana” perto da qual vão inaugurar um ‘outdoor’ do candidato. Uma semana antes, na próxima quinta-feira, o grupo deve comparecer ao mesmo local, ostentando camisetas do candidato para promover a carreata. - Faz tempo que essa carreata vem sendo planejada. Aí, um grupo foi criado no whatsapp que até este momento (ontem, às 10h20) está com 145 seguidores – explica Valdeci de Oliveira, 50 anos, um dos organizadores da campanha bolsonarista em Santa Rosa. Ofício assinado por ele e por Ezequiel Júnior de Souza, informando à Prefeitura sobre a carreata, indica que ela sairá da Praça Conde Francisco Matarazzo, às 18h00.

clarar a empresa vencedora nos serviços de mão de obra de pintura de sinalização da rua major João Garcia Duarte. O relatório foi enviado à prefeitura e ao Ministério Público para ciênc ia. Qualquer cidadão pode, a partir de agora, pedir uma CP - Comissão Processante para punir os responsáveis pelo “arranjo”. Leia a seguir a conclusão do relatório: Diante das constatações apresentadas no capítulo II deste Relatório, em especial: (I) Data de constituição da empresa Alessandro Guimarães Tobias – ME, pouco meses antes da prestação do serviço, bem como o seu breve período de exploração de atividade econômicas; (II) Utilização do veículo do Sr. Aparecido Sachetto (que, formalmente, é de propriedade do Sr. Fábio Camilo Sachetto), con-

corrente na contratação, na prestação do serviço investigado; (III) Confidência do Sr. Gers on Aparecido da Silva relatada pelos Srs André Nagib Moussa e Everton Luiz Rodrigues, afirmando ter apresentado um orçamento com valor superior ao serviço contratado, a fim de possibilitar que o menor preço fosse apresentado pelo Sr. Alessandro Guimarães Tobias; (IV) Seleção de empresas participantes e cotações de preços realizadas no âmbito do próprio departamento de Engenharia, Meio Ambiente, Obras e Serviços Públicos, de titularidade do Sr. Fábio Camilo Sachetto, des cumprindo a regra de competência prevista na LC nº 261/15, tendo em conta que caberia ao Setor de Compras, inserido no Departamento de Administração, tal atribuição; (V) Ingerência do Sr. Fábio Camilo Sachetto nas testemunhas Sra. Juliana

Zuanon Rodrigues e Sra. Valquíria Aparecida Rodrigues durante o transcurso dos trabalhos da CPI, ensejando, inclusive, em segunda convocação de ambas; e, por fim, (VI) Depoimento da Sra. Juliana Zuanon Rodrigues, que atesta a presença do Sr. Alessandro Guimarães Tobias na empres a Queiroz e Queiroz Construções e Artefatos de Concreto Ltda, munido de um rascunho para elaboração do orçamento relativo à contratação ora investigada. Os membros da CPI entendem pela presença de relevantes indícios que denotam um possível arranjo

entre as empresas que demons traram interess e na contratação, de modo a simular um ambiente de concorrência, com objetivo de propiciar meios para que a empresa Alessandro Guimarães Tobias – ME vencesse a contratação, restando ausente, entretanto, indícios de superfaturamento no preço contratado.


PÁGINA 4

O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018

FURTOS NA PREFEITURA

Encontrada com dono de bar uma das 57 TVs furtadas Almoxarifado da prefeitura era aberto com qualquer chave. Delegado fala em associação criminosa A Polícia Civil achou o “fio da meada” no caso dos furtos das 57 TVs do almoxarifado da Prefeitura, descobertos na sexta feira, 24. Anteontem o delegado s ubs tituto J orge Miguel Khoury Neto cumpriu oito mandados de busca, e encontrou um dos aparelhos furtados com o dono de um bar da cidade, cujo nome não foi revelado, mas ao G1 o delegado disse ser um exfuncionário público. Segundo o delegado, a TV estava instalada no bar, e, depois que estourou o caso, ele a escondeu no “mato” esperando a “poeira baixar”. “Trouxemos a pessoa à delegac ia e ele ac abou confessando. Foi preso por receptação dolosa, com fiança estipulada em mil reais – disse Khoury. O dono do bar pagou a fiança e foi solto. Uma funcionária da prefeitura reconheceu o aparelho pelo número de série. O delegado disse que o dono do bar pagou 900 reais pelo aparelho, não exigiu nota fis-

cal, e que a TV foi entregue na caixa fechada. “O investigador Paulo fez campanas no final de semana todo, e identificou a televisão no bar. Depois percebeu que ela havia sido retirada”, revelou o delegado. As 57 TVs fazem parte de um pacote de 78 compradas pela administração Cassinho para servirem às escolas municipais. Sete foram deixadas pelos ladrões e 14 já foram instaladas nas escolas. O valor das TVs des aparec idas é de quase 114 mil reais. Khoury disse que já tem o nome de dois ou três envolvidos que ele acredita serem os mentores do furto. “Pode estar configurada associação criminosa, podendo, inclusive, ter funcionário público envolvido.” Para ele, o ladrão roubava um, dois ou até três aparelhos por vez. “A última contagem destas TVs foi feita em abril, e acredito que os furtos tenham c omeçado a partir

3954 3371 - 3954 6920

daí, com o ladrão agindo aos poucos”, ponderou. O delegado acha que “a pessoa tinha facilidade”, e lança um alerta a possíveis compradores. “Peço que, quem comprou, se apresente de forma espontânea, para não ficar caracterizado crime de receptação.” O titular da Polícia Civil de Santa Rosa, Gabriel Freiria das Neves, voltou ontem das férias, e já assumiu o caso. Qualque r chave abria o almoxarifado - A prefeitura divulgou nota oficial sobre o caso (publicada no final desta matéria) que contém algumas inverdades. Afirma que o local tinha vigilância 24 horas, o que é contestado pela empres a de s egurança que presta serviço no local, segundo a qual “apenas porteiros foram contratados pela prefeitura. Porteiro faz portaria, vigilante faz vigilância. Fornecemos porteiros à prefeitura”, disse um

Delegado Jorge Miguel Khoury Neto

representante da mesma. O que a nota emitida pela prefeitura não diz é que qualquer chave abria a porta do almoxarifado, até chave de fenda. Esta informação foi obtida com vários

servidores e um Diretor confirmou. Outra informação, que o Jornalzão obteve, é que uma cópia da chave do almoxarifado ficava na portaria. Depois do furto, a fechadura foi trocada.

A prefeitura diz, na nota, que uma s indic ância foi aberta para apurar a qualidade das TVs, mas omitiu que no ato do recebimento do produto, na administração anterior, foi detectada a


O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018

divergência, e um laudo foi anexado ao processo licitatório atestando que as TVs eram de qualidade superior às compradas, podendo então serem recebidas e instaladas. A divergência era no número de entradas HDMI. Pelo edital, exigiam-se três entradas, e as TVs entregues tinhas duas. Porém contavam com a tecnologia bluetooth, que compensava a falta de uma entrada HDMI. Es ta informação obtivemos com a Direção da

PÁGINA 5

Educação anterior. Nota oficial da Prefeitura - Publicamos a seguir, na íntegra, a nota oficial da prefeitura sobre o c as o, emitida em 28 de agosto: “Na tarde da última sexta-feira (24) o Chefe do Setor de Almoxarifado e Patrimônio notou a falta de algumas TVs que estavam armazenadas no loc al. As TVs de LED de 40 polegadas pertenciam ao Setor de Educação e estavam aguar-

dando a liberação dos responsáveis e o seguro para serem instaladas nas unidades escolares do município. Por conta disso, estavam armazenadas no Almoxarifado da Prefeitura Municipal, local aparentemente mais s eguro, pois conta com vigilânc ia 24 horas. Porém, ao perc eber que nem todas as TVs estavam no local, o chefe do respectivo setor acionou a Diretoria Administrativa que, de imediato, fez Boletim de

Ocorrência alertando as autoridades de segurança sobre o fato. Foi apurado que 57 aparelhos foram furtados do local com o valor de R$ 1. 998, 90 c ada (R$ 113.937,30 no total). Além da investigação pela Polícia Civil, a Prefeitura Municipal também abriu processo de sindicância para apurar as responsabilidades. Entenda o caso: - Em 2016 foram compradas 78 TVs para o Setor de Educação do município; - As TVs en-

tregues tinham divergência com o edital de licitação. Por conta disso, o Conselho de Educação pediu para que os equipamentos não fossem instalados nas escolas municipais; - Os materiais ficaram armazenados na sede do Setor de Educação até que uma Sindicância definisse o destino ideal para os equipamentos; - Durante o processo de sindicância, optou-se por deixar as TVs no almoxarifado da Prefeitura, local teoricamente mais

seguro que o anterior; - A Sindicância foi concluída em junho de 2018 e ficou definido que as TVs seriam colocadas nas escolas municipais, visto que a mudança do material entregue não prejudicaria o uso para os alunos; - Iniciou-se então um processo de contratação de seguro para as unidades escolares antes da instalação das TVs; - Em 24 de agosto de 2018 foi constatado o furto de 57 televisores no almoxarifado da Prefeitura.”

EM CIMA DA HORA

Delegado Gabriel e equipe localizam mais três aparelhos Três receptadores foram presos. Um comprador se apresentou espontaneamento e foi liberado Ontem à noite, por volta das 19h00 o delegado Gabriel Freiria das Neves - e equipe, apresentou mais três aparelhos de televisão recuperados. Dois aparelhos estavam em Ribeirão Preto e um no bairro Luiz Gonzaga em Santa Rosa. Segundo o Gabriel, três receptadores foram presos, com fiança estipulada em dois mil reais, e um quarto está foragido. Um outro comprador se apresentou espontaneamente e por isso não teve sua prisão por receptação decretada. “É isso que esperamos das pessoas que compraram as TVs, que se apresentem. Já temos quase todas as informações do caso, inclusive autores, e queremos restituir o patrimônio ao município. Se apresentem e devolvam os aparelhos”, explicou o delegado. O delegado reiterou: “não queremos que ninguém vá na ponte e jogue as TVs no rio. Venham, se apresentem e devolvam”. Doutor Gabriel, que voltou das férias ontem, aproveitou para reconhecer o empenho de toda a sua equipe. Já são quatro as Tvs recuperadas, restando 53.

Atenção, atenção >>> Faça denúncias para a Polícia Civil através do whatsapp do celular 16 99338-3934. Seu nome será preservado com sigilo absoluto. No almoxarifado da prefeitura sobraram apenas sete TVs

ATENÇÃO, ATENÇÃO O JORNALZÃO informa a seus leitores que na próxima semana circulará, excepcionalmente, na sexta feira, 07 de setembro


PÁGINA 6

O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018

EDITORIAL

CARTA À REDAÇÃO

PROSEANDO

Em plena semana de aniversário da cidade, uma nuvem negra pairou sobre a cidade e trouxe apenas notícias ruins. Televisões foram furtadas, com fortes indícios de gente de dentro participando, CPI conclui que houve “arranjo” em cotação de preço, é descoberto o desvio de R$ 22 mil da Fundação Cultural, Vereador faz acusações contra o Juiz da Comarca, que as rebate, ônibus de estudantes se acidenta em Ribeirão, Corinthians eliminado da Libertadores ... Não vamos explicar o acidente e nem a eliminação do Timão, pois essas coisas acontecem, mas o restante são coisas que deixam a gente triste. Os R$ 22 mil da Fundação serão ressarcidos, menos mal, mas é reflexo do que acontece no país. Uma pessoa despreparada “tunga”, pois vê diariamente todo mundo roubando, com a impunidade rolando solta. Crime infantil que um dia seria descoberto, assim como foi o caso Luana do IPTU. As acusações do Vereador contra o Juiz sem citar onde está o erro cheira a coisa pessoal. o Vereador deveria apontar: O Juiz errou aqui e ali, por isso e aquilo. Pronto, aí levaríamos um pouco mais a sério. Já as Tvs a coisa é mais complexa. Cremos, e aqui é apenas a nossa opinião, que o caso das TVs é similar ao não uso da Nissan. Pura picuinha. Não usou porque foi o antecessor quem comprou. E como não usou, uma série de falhas apareceram. A picuinha nos fez descobrir que o almoxarifado era aberto por qualquer chave, até “de fenda”. Que a chave ficava à noite com o porteiro, que se tornou suspeito número um. Que não há segurança 24h como foi anunciado pela prefeitura. Que não há câmeras e que não tem seguro para ressarcir as TVs que não forem encontradas. Mais ainda: que se levou 20 meses para se concluir uma sindicâncian para se chegar a uma conclusão que todos já sabiam, pois no processo de compra já se anunciava que as TVs estavam aptas para o uso. É como diz o perito que concluiu a perícia nas TVs: com a não instalação das TVs, as crianças foram as maiores prejudicadas por não utilizar um produto que poderia auxiliá-las a aumentar os seus conhecimentos. Sabemos das dificuldades de se administrar uma cidade. Temos a certeza de que o prefeito Nando nunca imaginou que isso poderia acontecer e ele deve estar muito triste com tudo isso, mas como ele é o chefe da coisa toda, a responsabilidade é exclusivamente dele. Olha a série de irregularidades que descobrimos com apenas um acontecimento. Fora o enorme prejuízo de mais de 110 mil reais.

Desmistificar o pseudo-herói da pátria

Por Zé Pretinho

“CPI” - O relatório lido na Câmara mostra que houve um “arranjo” para que uma empresa pegasse o serviço de mão de obra de pintura de sinalização de uma rua da cidade. E se houve arranjo, é possível que seja aberta uma CP para punir os culpados, desde que o relatório seja aprovado na próxima sessão, coisa que deve acontecer. Qualquer cidadão pode representar e pedir a abertura da Comissão Processante. Nos cabe esperar e ver se isso irá acontecer. Será?

A respeito de artigo veiculado neste espaço do Jornalzão, no último sábado, falando da Petrobrás, saliento que Getúlio Vargas era vingativo e um tanto sanguinário, mas, ao mesmo tempo, visionário e gênio político. Quando criou seus dois partidos, deu-se início a um modelo de governo estratégico que pregava a rivalidade entre ambos, mas, na realidade, eram cúmplices. Semelhante, na história recente, com PSDB e PT se alternando no poder com indisfarçável cumplicidade. A diferença de Getúlio para lula é que Getúlio foi simpatizante do fascismo, e Lula, do comunismo. Dentro dessas duas fases históricas, houve a criação da Petrobras e a quase extinção de uma economia por causa dela. Por hora não vou entrar no mérito dessa questão. Prefiro desmistificar o pseudo-herói da pátria, celebrado nas últimas frases do artigo acima citado. Precisamos virar essa página sem desrespeitar a história. Porém, se não a conhecermos bem, estaremos condenados a repeti-la. Por isso nós, conservadores de direita, pregamos: há uma saída, há uma luz no fim desse túnel que é colocar o Brasil acima de tudo e Deus acima de todos, sem fanatismo político nem cegueira à luz dos acontecimentos, não fugindo da nossa realidade, mas encarando-a com firmeza, força e coragem. Lutemos agora, e não amanhã, para que possa haver novamente, nesse país, ordem e progresso! Ezequiel Júnior de Souza

EXPEDIENTE O JORNALZÃO CNPJ 24.933.354/0001-57 Redação: rua Condessa Filomena Matarazzo, 58 - Centro - Santa Rosa de Viterbo-SP - CEP 14.270-000 Fone/fax : (16) 99164.4623 Diretor de Redação: André Moussa Free lancer - Gabriel Caldas e Romeu Antunes Contato Comercial: Daniel Pereira Tiragem: 2.000 exemplares Circulação: Santa Rosa de Viterbo Periodicidade: Semanal - R$ 3,00 por exemplar - E-mail: ojornalzao@ojornalzao.com Impressão: Grafisc, São Carlos. “Artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do jornal.” O JORNALZÃO É AFILIADO À ABRARJ

Parabéns Terra Querida! Atenção! Um, dois, três; Gravando: - 4 de setembro, lá se vão 108 anos de história e emancipação político administrativa de nossa cidade, que ouviu nosso primeiro choro... plantamos aqui nossas famílias e nossas esperanças nessa Felizcidade! A cidade que eu quero para o futuro é uma cidade que seja referência em educação, apoiando firmemente todos os profissionais da área educacional, para que esses possam ensinar com muito amor e competência, nossas crianças e jovens para que eles não vivam a atual esquizofrenia social que atinge e tenta destruir as duas mais fortes instituições que mantém esse planeta de pé; A igreja, indiferente do seu credo ou templo e a família, onde nossa história de vida começa. Hoje estarrecidos assistimos milhões e milhões de crianças e jovens sem perspectivas futuras. Na saúde, que os locais de atendimentos públicos ou privados, sejam de qualidade para o paciente se sentir confortavelmente amparado de amor, atenção e profissionalismo. Assim os futuros filhos dessa Terra Querida vão agradecer. Nos setor da indústria e do comércio sejam criados mec anismos capazes de promover patrão e empregado, c rescimento firme e constante, criando alternativas de renda para a população rural e urbana. Na área da segurança futura uma comunidade que bem eduque os filhos em casa, passando valores morais e éticos, ajudando os profissionais da segurança a trabalharem em paz e tranquilos, diminuindo a criminalidade. A Cultura do futuro que traz o lazer deve preservar todas as tradições, nas diferentes manifestações culturais de nossa gente. Não deixe o samba morrer... preserve o carnaval para quem gosta, nem deixe os terços e quermesses acabarem. Deixem passar pelos arcos de bambu a Folia de Reis para os devotos do Divino. Valorizem as pessoas que se entregam de corpo e alma, por amor a essa terra e se doando como voluntários, nas diversas organizações festivas, não por dinheiro, mas por prazer de ver o povo feliz, seja no desfile cívico, campo de futebol ou nas arquibancadas de uma verdadeira Festa do Peão, de portões abertos e organizada no mais alto nível de segurança e funcionalidade, para um entretenimento sadio e com ações filantrópicas, ajudar se divertindo... No esporte, nas diferentes modalidades, levantem os talentos através de apoio, dedicação e amor a camisa, revelando ao mundo, campeões nascidos nessa terra sagrada, onde a Rosa é Santa! Nossa cidade carrega sua beleza por natureza, quem visita, quer voltar. Somos uma gente bunita e aguerrida! A Santa Rosa de Viterbo que eu quero para o futuro, é a cidade que eu já vivi e vou viver, prospera e feliz, a melhor cidade do planeta terra! A história é um carro alegre, cheio de uma gente contente, que atropela inutilmente, todo àquele que a néga.. Um povo que não preserva sua história está fadado ao fracasso... Antes de pensar no Brasil do futuro, eu tenho que pensar no futuro de minha Terra Querida, agindo localmente, para mudar globalmente. Deus e minha Rosa Santa milagrosa... proteja o futuro da minha terra e da minha gente! Avante Terra Formosa!


O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018

PÁGINA 7


PÁGINA 8

O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018


O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018

PÁGINA 9

DARCI ROCHA

Casa Morumbi ........................................................................................................................................................................R$ 400 mil Casa Julio Moretti .................................................................................................................................................................R$ 210 mil Casa Nosso Teto .....................................................................................................................................................................R$ 120 mil Casa Nosso Teto .....................................................................................................................................................................R$ 110 mil Casa Jd. Aquarius 2 dorm, sala, coz, área serviço .............................................................R$ 60 mil + parcelas de R$ 540,00 Dom B osco 2 dorm, sala, coz, wc, garagem, murada com portão .................................................................................R$ 140 mil Centro P raça Sto Antonio, precisa de reforma .................................................................................................................R$ 160 mil Jardim Aquarius 3 dorm, sala, coz, varanda, garagem .................................................................................................R$ 170 mil Luiz G onzaga 3 dorm, sala, copa, coz, garagem, área lazer, de frente a ETEC. ac casa menor valor ...................R$ 350 mil Salão comercial Centro próx. biblioteca, com 50m2, terreno 250m2 ......................................................................R$ 150 mil Ari Carneiro 2 dorm, sala, coz ............................................................................................................................................R$ 115 mil Casa nova no Ari carneiro 2 dorm, sala, coz ..................................................................................................................R$ 120 mil Apto. Ribeirão 69 m2, com 2 dorm, sendo 1 suite, sala, copa, coz, lavanderia, armários, próx. Catedral ........R$ 300 mil Avenida Jd. das Flores 3 dorm, sala, copa, coz, lavanderia, despensa, área churras com garagem ....................R$ 285 mil Jardim Aquarius 4 terrenos juntos ..................................................................................................................................R$ 320 mil Dom B osco nova, 3 dorm, sala, coz, wc social, piso porcelanato, murado, portao, quintal parte ciment. .......R$ 200 mil Ari Carneiro 2 dorm, sala, coz, murada .............................................................................................................................R$ 115 mil Próximo a Capela esquina, 2 dorm, sala, copa, coz, despensa, wc, mais edícula ind, com quarto sala coz ....R$ 380 mil Vila Mendes 2 dorm, sala, cozinha, precisa de boa reforma, terreno amplo ................................................................ R$ 65 mil Cohab 3 - 2 dorm, sala, coz, área serviço coberta mais despensa ampla ....................................................................R$ 115 mil Casa centro próx. Grick e Matriz, 2 dorm, sala, copa, coz, varanda, lavanderia, terreno amplo. ót. local .......R$ 200 mil Nhumirim 2 dorm, sala, coz, garagem ................................................................................................................................. R$ 120 mil Itamaraty 2 dorm, sendo 1 suite, sala, coz, lavanderia e edicula no fundo .............................................................R$ 180 mil Casa Centro ao lado Banco do Brasil, 2 dorm, sala, coz, terreno 176m2 ................................................................R$ 270 mil Dom Bosco 3 dorm, garagem 2 carro, área no fundo, murada .......................................................................................... R$ 200 mil Luiz Gonzaga 3 dorm, sala, copa, coz, área churrasco, garagem, ac. casa ou ap em Ribeirão ................................... R$ 270 mil Casa e salão comercial rua Piauí, rua do Magu, ót. ponto comercial ........................................................................ R$ 190 mil Dois barracões 1900m2, na área industrial, Bento Quirino, terreno 3.587,50m2 .................R$ 1.500.000,00 ac. proposta Nhumirim 145m2 const, 3 dorm (1 suite), sala, copa, coz, terr.600m2, ac imóv. menor valor ................................ R$ 230 mil B arracão com mesanino energia trifásica, próx. superm. Real .................................................................................... R$ 180 mil Nova Roma 3 dorm, sendo 1 suite, sala, coz, copa, arm emb, lavand, gar, aquec. solar, acab 1ª ............................. R$ 450 mil Rua Francisco Zaac 2 drm, sendo 1 suite, sala, copa, coz, lavand, garagem, terr. 608m2 ....................................... R$ 350 mil Jardim Aquarius, 3 dorm, suite, sala, copa, coz, área lazer, gar, 3 wc saociais, terreno 600 m2 .......................... R$ 400 mil Morumbi 3 suites, 3 salas, copa, coz, wc social, escritório, salao de festas, área churrasco + 3 dorm nos fundos, wc social, sala, cozinha, casa toda com aquecedor solar, garagem 4 carros 493,15m2 de constr em dois terrenos de 676 m2R$ 900 mil B arracão rua Amazonas 2 salas, 2 wc e galpão, 150m de const. ............................................................................... R$ 250 mil Próximo rodoviária 3 dorm, sendo 1 suite, sala, coz, wc, gar., lavanderia ................................................................. R$ 240 mil Próximo Solar 3 dorm, sala, coz, lavand, garagem, salão comercial com wc .............................................................. R$ 240 mil Salão comercial esquina, antigo HSBC, 220m2, terreno de 330m2, oportunidade única .................................R$ 280 mil

8 terrenos juntos próximo ao Cruzeiro, final av. bosque, planos, 8x20 (160m2), todos com infra ....... R$ 40 mil cada 2 terrenos Nova Roma, av Nicolas Yasbeck, med. 20x50 ou seja, mil metros cada um, murado ..........R$ 250 mil cada 2 terrenos juntos Jd. Itamaraty 2 com 230m2 cada ......................................................................................R$ 60 mil cada um Terreno amplo 3800m2, ótimo local para área de lazer, com pequena represa ................................................. R$ 250 mil Jd. Aquarius 10x25 .............................................................................................................................................................R$ 42 mil Centro com cerca de 1.200m2, todo murado (aceito casa na troca) ...................................................................... R$ 450 mil Terreno Luiz G onzaga 4 terrenos rua Roberto Armbrust, ...........................................................................R$ consulte-nos Terreno AV São Paulo esquina com 200m2 de frente ao centro cultural ........................................................... R$ 190 mil Temos terrenos no Jardim Itamaraty 2 - Consulte-nos

Júlio Moretti 3 dorm (1 suite), sala, copa, coz, á. serv, gar. e ed. ............................. R$ 270 mil ac carro, ap. Rib., casa - valor Salão comercial ótimo ponto comercial, rua Mário Carneiro da Cunha ..................................................................R$ 250 mil Casa próx. Estrela Azul 3 dorm, sendo 1 suite, sala ampla, coz, garagem, area serviço .......................................... R$ 350 mil Centro próx. ao gremio, 3 dorm, sala, copa, coz, lavanderia, garagem, salão comercial ........................................R$ 250 mil Jd. Primavera 2 dorm, sala, coz, wc, lavand, gar, murada, quintal ciment, portão eletr, com financiamento ..R$ 110 mil Nova Roma 3 dorm, sendo 1 suite, sala, copa, coz planejada, lavand, área churras, esq ......................................... R$ 380 mil Jd Aquarius 3 dorm, sendo 1 suite, sala, copa, coz, lavanderia, garagem(próx rodoviária) .................................. R$ 200 mil Nova Roma 114 m2, 2 dorm, sendo 1 suite, sala, coz, lavanderia, garagem e port. 153 m2 de terreno ............R$ 160 mil Cohab 3 esquina, 3 dorm, 2 salas, copa, coz, área lazer, garagem + edícula .............................................................R$ 220 mil Filtro 3 dorm, sendo 1 suite e closet, sala, copa, coz, garagem, portão, ....................................................................R$ 220 mil Casa Jardim do Sol (esquina) 02 dorm, sala, cozinha, murada..................................................................................R$ 180 mil Jd. das Flores 2 dorm, sala, coz, wc, salão de jogos, garagem 4 carros, piscina .....................................................R$ 320 mil Rua Prudente de Morais 3 dorm, sala, copa, coz, lavanderia e garagem ..................................................................R$ 210 mil Centro seminova, de frente ao antigo correio, 2 dorm, sendo 1 suite, sala, coz, lavanderia, area churras .......R$ 250 mil Nova Roma 2 dorm, sala, coz, area serviço, murada e portão ......................................................................................R$ 200 mil Avenida Fiuta 3 dorm, sendo 1 suite, sala, coz, lavanderia ..........................................................................................R$ 180 mil Morumbi velho 275 m2 de const. 2 terr. med. 663 m2, 3 dorm, sendo 1 suite, 2 salas, copa, coz, ed. fundo ..R$ 590 mil Casa com sobrado e salão comercial Nosso Teto, esquina próxima ao Nota 10 ................................................R$ 160 mil Nova Roma, esquina, 3 dorm, sendo 1 suite, sala, coz, lavand, área churras, garagem, amplo terreno ............R$ 250 mil Casa Primavera 3 dorm, sendo 1 suite, sala, copa, coz, lavand, gar. terreno 400m ..............................................R$ 230 mil Av. Fiuta 2 dorm, sala, coz, copa, lavanderia, garagem, murada, quintal cimentado, portão, perto Solar .........R$ 220 mil CasaItamaraty, 3 dorm, copa, sala, coz, garagem, quintal cimentado, portão (terreno 12x25) ............................R$ 200 mil Salão comercial Ótimo ponto comercial, rua Mário Carneiro da Cunha .................................................................R$ 250 mil Casa Centro róximo ao HSBC, com 353,94m2 const, acabamento de 1ª, terr. 1.045m2, murado, portões ..... R$ 700 mil Nova Roma 4 dorm, sendo 1 suite, sala, copa, coz, garagem, construída em 2 terrenos ......................................R$ 400 mil Nova Roma 2 dorm, sendo 1 suite, sala, coz, copa, garagem, ótimo acabamento ...................................................R$ 230 mil Jd. do Sol 2 dorm, sala, coz, área de lazer, terreno 10x38,5 ..........................................................................................R$ 190 mil Cohab1 esquina, 3 dorm, sendo 1 suite, sala, coz, garagem, área serviço ................................................................R$ 110 mil Próx. praça Fuim (avenida) 3 dorm, sala, copa, coz, garagem, alpendre, terreno 10x30 ......................................R$ 260 mil Rua do Comércio 2 dorm, sala, cozinha, amplo terreno ...............................................................................................R$ 350 mil Cohab 1 esquina, com 3 dorm, sendo 1 suite, sala estar, sala TV, cozinha, garagem, varanda. ót local ............R$ 135 mil Nova Roma 184m2, 3 dorm, sendo 1 suite, sala, copa, coz, área serv + edicula (2 terr.) .....................................R$ 420 mil Sobrado Nosso Teto com 3 aluguéis .................................................................................................................................R$ 120 mil B arracão com edícula Julio Moretti ............................................................................................................... R$ 180 mil ac. troca B arracão próx. avenida P res. Vargas, atrás do Vergínio melloni ...............................................................................R$ 220 mil Casa Nova Luiz Gonzaga, 2 dorm, sala, coz ....................................................................................................................R$ 125 mil Edícula Luiz G onzaga 1 dorm, sala, coz, varannda e lavanderia ...............................................................................R$ 100 mil Edícula Ari Carneiro 1 dorm, sala, coz, lavanderia, murada, portão eletr., próx a quadra ..............R$ 45 mil + prestação Centro próx. Gricki, 2 dorm, sala, copa, coz, área serviço, garagem ...........................................................................R$ 210 mil

Chácara fundo Cohab 1 1.100m2, com casa de 4 dorm, sendo 1 suite, sala, copa, coz, lavand, despensa, área de lazer com currasqueira, pomar .................................................................................... R$ 450 mil Área urbana 1.500m com casa e edícula sem acabar, curral, chiqueiro, fundo da Cohab 1 ........ R$ 180 mil Área de 1.000 m2 com toda infra estrutura ....................................................................... R$ 160 mil Área urbana Jd Elite com casa, 1047m2, ótimo para investimento, pode desmenbrar até 8 lotes R$ 260 mil

CASA RUA 7 DE SETEMBRO

CASA MORUMBI

CASA NOVA ROMA

3 dorm, sala, coz, lavanderia, varanda, alpendre, banheiro, desocupada. terreno de 330 m2. R$ 145 mil

3 dorm, sendo 1 suite, duas salas, duas copas, cozinha ampla, banheiro sosial, churrasqueira, despensa, garagem, + 1 suite, sacada, terreno 13x26. R$ 700 mil

2 dorm, sala, coz, wc com hidro, varanda, garagem, piscina, churrasqueira, murada, portão basculante. R$ 240 mil

TEMOS VÁRIOS SÍTIOS E FAZENDAS À VENDA, CONSULTE-NOS

CASA NOSSO TETO

Quitada. 4 dorm, sala, copa, coz, wc social, murada, portão, ótima localização. R$ 75 mil

CASA NOSSO TETO 3 dorm, sala, coz, reformada, murada, piso e forro PVC. Ac. carro ou financiamento. R$ 95 mil


PÁGINA 10

O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018


O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018

PÁGINA 11


PÁGINA 12

O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018

A Coragem das Avós: Yayá e Yvy Na última edição do Jornalzão (25/08/ 2018), o veículo divulgou o lanç amento de meu livro, resultado de minha tese de doutorado realizada na USP. Na foto que ilust ra a matéria, est ão presentes dois militantes históric os da Aç ão Libert adora Nacional (ALN), Tânia Rodrigues Mendes e Enzo Luis Nic o Jr. que estiveram ao lanç amento. Parte da história de ambos foi contada no livro, assim como a história da mãe de Enzo, que sendo da Comissão de Justiça e Paz de São Paulo, deu ajuda a muit os perseguidos polític os brasileiros e a refugiados chilenos e argentinos. Outras mães na época t ambém puderam ajudar como Dona Dalila Ribeiro de Almeida Melo, mãe de César Maia, que alojou militant es nas lojinhas de pedra sabão da Praça Tiradent es em Ouro Preto. O livro trata da atuação de mulheres militantes em muitas frent es de luta, mas mostra, sobretudo, como pequenos gestos de solidariedade salv aram vidas. Enzo Nico Jr. foi militante da ALN, ligado ao setor estudantil. Fazia parte do grupo de Geologia da USP, panfletav a e participav a de reuniões clandestinas com Alexandre Vannucchi Leme, assassinado pela dit adura em março de 1973. Perseguido pelo delegado Fleury depois de uma ação de panflet agem na Teodoro Sampaio, Enzo se refugiou no campus. A partir daí começou uma mobilização inf ernal do Diretório Central Acadêmic o (DCE) para retirá-lo dali. Algo cinematográfico e espontâneo que contou com gente jogando futebol no campus para chamar os polic iais para jogar bola, gente que o maquiou, trocou sua roupa, mudou seu corte de cabelo, e colocou o c arro em um determinado local para sua fuga. Enfim, uma grande ação de resgate na USP. O militante foi assunto de uma matéria de José Hamilton Ribeiro, para a revista Pardo, sob o título, Escapou da políc ia polít ica, mas caiu no tirisco. Como Zé escreveu: Geólogo formado na USP, Enzo Luis Nico Jr. esteve em Santa Rosa, em c ertas férias, no final da década de 1960. Quem lhe ofereceu hospedagem, narra a experiência dele com o tirisco: - Meu pai alugava c asa pra gente passar férias em Sant a Rosa - rememora Maria Rosa Doria Ribeiro - e naquele ano levamos minha amiga Moira e sua irmã Cassiana, namorada do Enzo que f icou int rigado quando soube do tirisco. Ele embarcou na caç ada e foi deixado longe da c idade. Penou para encontrar o caminho de v olta. Sem contar que, para agravar a situação, alguém se fez passar por guarda florestal, e o ameaçou de multa pelo fato de est ar caçando tirisco em época proibida. Irrit adíssimo, Enzo pegou a namorada e deixaram a c idade. Na mesma época ambos estiveram na mira da Operação Ban-

deirantes, escaparam de uma blitz na USP, f ugiram para o Chile e lá se casaram. Enzo pertenceu à Ação Libertadora Nac ional, liderada por Carlos Marighella. (Revista Pardo, edição 17, 12 de setembro de 2013). Somente anos depois é que eu soube que foi v ó Yayá quem o abrigou em Santa Rosa um pouc o antes de ele sair para o Chile. Enzo t inha uma namorada na época, estudante de biologia, que era amiga da Maria Rosa Ribeiro. Ambas costumavam passar f érias na chácara e numa dessas oportunidades, veio o Enzo junto, fugindo da perseguição do delegado Fleury. Fui pesquisar longe o que estav a bem perto: os pequenos gest os de pessoas que salvaram vidas. Assim como Luísa desc obriu sua avó Yvy, eu descobri minha avó Yay á! Não tinha ideia de que naqueles tempos sombrios ela t ambém tinha ajudado. Não era a primeira vez que ela se defrontav a com histórias desse t ipo. Seu irmão, Tio Juc a (José Ludovice Ribeiro), foi preso no Levante de 1935, quando seguia Escola de Aviação no Campo dos Afonsos no Rio de Janeiro. Ainda criança me lembro das histórias que ele contava, sobretudo de t er ficado preso junto a Graciliano Ramos. Foi vov ó quem enviou uma carta para ele na prisão datada de 05/12/ 1935 na esperança de que ele em breve receberia a liberdade, já que segundo ela, sua reclusão era apenas a título de averiguação. Infelizmente vó Yayá não está mais entre nós para nos contar como foi seu auxílio, e seu nome também não apareceu em minha tese, pois desconhec ia sua atuação naqueles anos. Sobre Enzo, pude confirmar que lhe pregaram uma peça deixando-o no meio do mato batendo lat inha para atrair o bichinho misterioso... Luísa Nico, filha de Enzo que apareceu no lanç amento junto do pai, t ambém descobriu como eu, a história de sua avó. Como ela escreveu, "Eu realment e preciso falar sobre a import ância da memória! Primeiro, preciso falar sobre o trabalho da Maria Claudia Badan Ribeiro: "Mulheres na lut a armada - protagonismo feminino na ALN (Ação Libert adora Nacional)". A tese de doutorado virou um livro que foi lançado na sextafeira em uma linda noite. Ver tant a gente que lutou nessa época t errível que foi a Ditadura Civil-Militar celebrando a vida e o milagre de continuar aqui é algo que nunca esquecerei. Nós que não viv emos às vezes imaginamos que isso é tudo muito pesado, que o c lima seria horrível, mas não, há também muita leveza nisso. Leveza de celebrar o reencontro. De relembrar juntos pequenos detalhes - como que o meu pai teve de pint ar o cabelo para sair clandestino do país. Conhecer homens e mulheres que não se conf ormaram e fizeram tudo que estava ao alcanc e para que o país não vivesse aquele pesadelo e que, apesar de todas as estatísticas,

seguiram vivos e vivas é indescritivelmente emocionante. Ver tant as pessoas já grisalhas que continuam na ativa em diversas áreas - comunicação, política, arte e tantas out ras - deixou muit o claro pra mim essa força incontível da vida. Segundo, por causa dessa noit e e desse trabalho, uma coisa muit o muito muito emocionant e aconteceu. Fiquei sabendo que a minha av ó, Yvy Spilborghs Nogueira Nico, que já se f oi há quase 13 anos, também dedicou a sua vida, seu tempo, seu c orpo e sua ment e ao combate à Ditadura. ela que se viu forçada a enc arar a realidade quando seu filho desapareceu sem deixar rastros, desenv olveu um lindo t rabalho c om a Comissão Justiça e Paz, organismo da Igreja Católica que combateu de diversas formas a Ditadura. Eu já sinto naturalmente muita saudade da minha avó, do seu c heiro e do seu jeitinho doce, de todos os almoços de domingo em que ela trazia o sagu de vinho e a gente comprava pêssego em calda pra ela. Eu já sentia um profundo amor pela pessoa maravilhosa que ela foi. Eu continuei a coleção de corujas que ela tinha e talvez essa f osse uma forma de ela continuar por aqui. Mas, agora descobri que ela continua viva de diversas formas, principalmente no c orpo daquelas pessoas que ela ajudou a sobreviver c landestinamente - em um período que, não esqueçamos, pensar, falar e andar era perigoso. Pensar que esses sobreviventes tiveram filhos e netos é também pensar que, em c ada uma dessas pessoas, ela c ontinua viva. Eu não sabia dessa parte da história da minha avó, porque quando ela se foi eu era pequena e de alguma forma essa informação nunc a chegou até mim. E tudo bem. Mas, daí veio a noit e de sexta e eu descobri isso. Meu pai me disse que ela dizia que est ava fazendo isso porque tinha certeza que, em algum lugar do mundo, alguém estava fazendo isso pelo meu pai. E realmente est avam! Agora est endo meu orgulho e admiração pela história de luta do meu pai Enzo Luis Nico Jr. à sua mãe. Meu eterno amor e admiração pela combatente que foi a minha avó. Yv y Spilborghs Nogueira Nic o (para sempre) presente!" A história não acaba aí, pois foi para o Enzo que eu desde jov em enviava os relatórios de pesquisa de meu pai, já que ele foi do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM). Ambos nem se c onheciam, como até hoje não se conhecem. Mas, as histórias dessas mães ficarão registradas. De um lado, por esta matéria, e de outro, pela pesquisadora que agora escreve. Maria Cláudia Badan Ribeiro


O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018

Câmara aprova contas de Cassinho de 2015 Por oito votos a três a Câmara aprovou as contas do ex-prefeito Cassinho. A votação foi realizada na última sessão da Câmara, segunda feira, 27. A maioria dos vereadores atenderam ao parecer favorável do Tribunal de Contas. Votaram contra os vereadores Paulo Wiezel, Roberta do Banesta e Fabíula Bonacin. Com a aprovação Cassinho fecha seus 3 primeiros anos de governo com as contas aprovadas. As relativas ao ano de 2016 só serão votadas no ano que vem.

Prefeito estipula preço do metro quadrado das “chácaras irregulares” em R$ 1,07 O prefeito Nando Gasperini enviou à Câmara, que aprovou por unanimidade em primeira votação, o PLC – Projeto de Lei Complementar 14/18 que altera redação da Lei Complementar 300/17, que dispõe sobre o valor do metro quadrado das chácaras construídas irregularmente pela zona rural do município e que ano passado teve Lei aprovada para suas regularizações. E o valor do metro quadrado ficou estabelecido em R$ 1,07, “devendo tal valor ser utilizado para todos os fins envolvidos no processo de regularização”. O preço corresponde ao valor de terras com “pastagem natural”, na tabela do município. Para valer, o projeto deve ser aprovado em segunda votação, na próxima sessão da Câmara, dia 10 de setembro.

Nova Diretoria - Na foto acima a nova Diretoria da Santa Casa, eleita esta semana - Presidente - Antônio Carlos Portugal, Vice - José Carlos Moreira, Secretário - Romualdo Cagliari, Segundo Secretário - Laís Wiezel, Tesoureiro - Elizeu Sabino dos Santos, Segundo Tesoureiro - Wagner José Rachetti. Conselho Fiscal: Presidente Cid André Rachetti, Secretário - Fernando Henrique Vieira Garcia. Membros: Celso Eleutério, Hélio Coraci Messias, José de Castro Rangon e Elizeu Adriano Wiezel.

PÁGINA 13

Jovem fica ferido em colisão entre carro e ônibus de estudantes de Santa Rosa Vítima não teria respeitado Parada Obrigatória. Alunos de Santa Rosa e motorista não ficaram feridos Um jovem de 22 anos ficou ferido após o carro dele ser atingido por um ônibus com estudantes, no bairro Jardim Paulista, zona leste de Ribeirão Preto (SP), na manhã des ta segundafeira (27). Motorista do coletivo e alunos não se feriram. Segundo informações apuradas pela EPTV, afiliada da Rede Globo, o condutor do carro seguia pela Rua Orlândia e não teria respeitado a sinalização de parada obrigatória no cruzamento com a Rua Iguape. O ônibus transportava 22 estudantes de Santa Rosa de Viterbo. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) atendeu a vítima. O jovem foi encaminhado para

a Unidade de Emergência do Hospital das Clínicas (HCUE) em estado grave. O jovem está bem e já se recupera em casa. A manicure Silvia He-

Apenas um surto – Quatro viaturas da Polícia Militar se dirigiram, na tarde da última terça, para rua Santa Catarina. Correu logo o boato de que haviam sido localizadas TVs furtadas na Prefeitura. As viaturas foram para a Praça Conde e estacionaram em frente à São Francisco Clínicas, de onde o comandante da PM desfez o boato. “Um homem entrou em surto psicótico e fomos acionados. Ele agora já está dormindo aí dentro”.

lena Gonzaga, que mora próxima ao local, sugere a troca da sinalização, pois são frequentes os acidentes no cruzamento. “Todos os dias, a gen-

te que fica aqui fica assustada com tantas freadas. A sinalização tem que ser mudada aqui para não acontecer coisa pior do que aconteceu hoje” explica.


PÁGINA 14

O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018


O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018

PÁGINA 15


PÁGINA 16

O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018


O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018

PÁGINA 17


PÁGINA 18

O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018

Vereador critica Juiz, que responde Ele diz que Santa Rosa é cidade embargada. Magistrado diz que cumpre a Lei O médico e vereador Paulo Wiezel criticou duramente o Juiz da Comarca Alexandre Ces ar Ribeiro na Tribuna da Câmara na última sessão de segunda feira. Wiezel já havia utilizado as redes sociais para criticar o magistrado em outras ocasiões. Na s essão de segunda feira, o médico vereador disse que o Juiz está “prejudicando a população em suas ações e despachos que são vergonhos os”. O vereador também criticou a OAB – Ordem dos Advogados do Brasil, que s egundo ele, “tem medo do Juiz”. “O J uiz é c a s ado com gente de família de Santa Rosa, tem vínc ulos aqui, mas só despacha com parcialidade, através de fo-

focas”. Wiezel o c itou c omo exemplo: “Ele fez isso comigo com uma carretinha, divertimento meu, ele foi lá e embargou porque disse que era do meu irmão. Eu falei que era minha. Ele embarga fazenda por ouvi dizer”, disparou o vereador da tribuna. O vereador citou ainda a operação “Alba Branca”, que prendeu empresários envolvidos no es quema de desvio de merenda, com servidores públic os municipais locais envolvidos. “Houve subtração de merenda de c rianças e o Juiz foi favorável ao prefeito. Penhorou tudo dos func ionários e do prefeito não. O prefeito é o responsável e porque o Juiz entendeu diferente?”

E a metralhadora do vereador continuou: “Empres as de todos os lugares se recuperam e aqui não. Ele não gosta de empresários ? Porque um empresário vem investir milhões na c idade s e amanhã voc ê pode ter problemas e encontra um Juiz que faz a justiça dele?”, disse, justific ando que nenhum empres ário ins talou alguma grande empresa na cidade nos últimos tempos. No final Wiezel disse que “alguma cois a esta errada no poder judiciário. Fiz escola, estudei muitos anos e não me acovardo. Es tudei mais do que ele. Santa Rosa é uma cidade embargada, empobrecida por causa de um juiz que não tem disc ernimento e disc iplina para julgar com

parc ialidade.” OAB - Ten tamos c ontat telefônico ontem c om o representante da OAB no município, mas não conseguimos contato. Juiz re sponde – O Jornalzão ligou para o Juiz Alexandre Cesar Ribeiro que não tinha conhecimento das acusações feitas pelo doutor Paulo. Nossa reportagem enviou o link da sessão da Câmara, que é disponibiliza na Internet. Na quinta feira, 18h30 ele nos recebeu em sua sala, no fórum local. Leia o que ele falou sobre cada acusação: Prejudicando a população - “Tem que s aber


O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018

em que termos que ele entende que minhas sentenças prejudic am a população, que prejuízo houve, qual o despac ho, que tipo de problema que eu trou-

xe. Se eu fiz, ele deve mostrar onde está o prejuízo. O trabalho que fazemos é fundamentado, está lá, no papel, nada é feito es condido, para eu me defender

PÁGINA 19

desta acusação, eu teria que saber qual foi o processo, o despacho e qual prejuízo eu causei. Acho que ele está se referindo a questões de penhora e fechamento de empresas, mas reitero que tudo que fiz e continuo fazendo é na bas e da Lei, nas provas que eu vejo no process o e meu entendimento, jamais é para prejudicar a população. Veja bem, eu também me prejudico com o fechamento de uma empresa, pois aumenta o número de ações na justiça com o desemprego, e consequentemente tem aumento de violência, ações na justiça envolvendo separação, divórcio, agress ão, pedido de pensão alimentícia, brigas. Nós somos os que têm menos interes se em ver a s ituação da população ruim. Sou morador de Santa Rosa, se a população é prejudic ada, eu sou prejudicado. Não decidimos na forma do achismo, seguimos um protoc olo que está na Lei, se a pess oa, física

ou jurídic a deve, a consequência é a penhora de bens. Temos sempre que analisar os dois lados, não só o lado do emprego, temos que ver também o lado do c redor, que foi violado e está sofrendo um calote e a justiça é o local onde vem exigir eu direito. Erros sempre vão ter. Existe o T ribunal porque o J uiz erra. Imagina: se todo Juiz não errass e, não precis aria do Tribunal. Para apontar erros, tem que apontar tecnicamente. Jogar ac us ações ao vento, não dá para se defender diss o.” Fofocas - “Sobre os meus despachos por “fofocas”, é o mesmo c aso, qual processo, qual decisão, ele tem que apontar. Moro na cidade porque eu gosto e a Constituição Federal pede. A maioria dos Juízes não moram em suas comarcas , eu moro. E é bom até para o Juiz ser cobrado em suas decisões. Já julguei um primo do meu sogro e condenei. Indícios são diferentes de fofo c as . J uízes usam indíc ios, prova indireta e é assim que o Juiz tem que fazer.” Carre tinha - “Não me lembro des te episódio. Veja bem, uma pessoa que perde um patrimônio ela nunc a vai ficar s atisfeita. Ninguém gosta de perder nada na justiça. Mas a função do Juiz é es sa: penhorar, expropriar, vender e entrar o dinheiro do credor. Se eu errei, rec orra. E em questão de patrimônio, o recurs o é imediato, em 48h. Fazemos tudo por escrito e nada por achismo. Ainda que ele erre, ele explic a o que o levou àquela decisão. Para criticar, tem que conhecer. Não posso criticar um médico, dizer que ele errou, porque não tenho conhecimento técnico para isso, e até onde me consta, ele não é formado em direito.”

“Alba Branca” - “A própria prefeitura se antecipou e propôs uma ação contra a COAF, pedindo ressarcimento de valores por uma mercadoria que foi paga e não entregue. Só is so. Eu c omo Juiz, não aceitei, pois como uma prefeitura paga o produto sem receber o produto? Pedi então à prefeitura que informass e quais foram os agentes públicos que receberam e autorizaram o pagamento. A prefeitura fez uma emenda ao pedido e colocou como réus, além da COAF, mais três servidores. E eu não penhorei nada de ninguém, o que fiz foi c olocar em indisponibilidade. E no decorrer do process o uma s ervidora isentou o prefeito de qualquer responsabilidade. Ela falou que fez por conta dela. E hoje, o processo foi extinto, porque ele está correndo na Justiça Federal, em um proces so mais amplo. E vale lembrar que o Tribunal ratific ou minha decis ão. Então eu pergunto: o que eu fiz de errado?” Não gos ta de empres ários - “Sou filho de empresário. Minha vida inteira, até ser Juiz, fui sustentado por um empresário. Trabalhei na padaria do meu pai até pass ar no concurs o de J uiz. Sei a importância do empresariado. Não fico satis feito com fechamento de empresa, mas não posso compactuar com fraude e calotes. Uma empres a, se ela deve, tem que pagar. Se a gente deixar uma empresa, por exemplo, que deve muito imposto c oncorrer com uma que paga em dia, é concorrência desleal. Não posso jogar isso debaixo do tapete. Vou dar o exemplo da Chiaperini. Pediu a Recuperação J udicial, está cumprindo e está indo bem. A Matarazzo e a Transvalco, decretei a falência deles porque eles não cumpriram o plano de rec uperação que

eles forneceram. A Minasçúcar nem apresentou uma proposta de pagamento. Eles não tinham proposta. Queriam que eu arquivasse o processo. Dinheiro de débito tributário, dinheiro do povo. (...) Não sou comunista, não sou socialista, não tenho nada contra o empresariado, pelo contrário, acho o empres ário bras ileiro herói, pois o imposto bras ileiro é alto, só que nós temos que assegurar a lei e a igualdade.” Dis c e rnime n to e disciplina - “Discernimento não cabe a mim dizer se tenho ou não tenho, mas disc iplina ele não deve estar por dentro da comarca. Aqui é uma das comarcas mais organizadas. Entro no fórum 8 da manhã e saio 20h, não tenho nenhuma atividade fora do fórum, me dedic o exclus ivamente ao trabalho, e sou criticado pela minha família por is so, e não consigo entender de onde ele tira essas coisas. Juiz sempre vai desagradar. Sempre um lado sai insatisfeito. Uma pessoa que eu admiro aqui, fui obrigado a condenar, fui no c asamento dele e nem por isso ele deixou de gostar de mim. Não pos s o mudar meu jeito de julgar. Eu mexo com coisa que não é minha. Tenho que aplicar a Lei. Se eu prejudiquei alguém não foi por vontade. Não gostaria de ver ninguém falido, triste, mas infelizmente tenho que julgar, às vezes tenho que tirar o filho da casa de uma mãe, despejar uma pessoa, determinar prisão. Quem gosta de ser preso? Ele está levando pelo lado pes soal e usando a Câmara, us ando es paço público para me atingir. Ele tem todo direito de me fiscalizar, mas que aponte o erro, aqui ou ali. E se errei, se for o c aso, eu me retrato também, sem problemas .”


PÁGINA 20

O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018

Câmara Municipal de Santa Rosa de Viterbo CONVITE Audiência Pública Lei Diretrizes Orçamentárias (LDO) – Exercício 2019 A Câmara Municipal de Santa Rosa de Viterbo, através de seu Presidente Francisco Justino Mota Neto, convida Vossa Senhoria para a Audiência Pública, que se realizará no dia 5/9/2018, quarta-feira, às 9 horas, na Câmara Municipal, localizada na Rua Coronel Garcia, nº 160, sobre o Projeto de Lei nº 68/18, de 13/ 8/18, que “DISPÕE SOBRE AS DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS PARA O EXERCÍCIO FINANCEIRO DE 2019 E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS”.

CONVITE Audiência Pública Alteração no PPA: 2019 - 2021 A Câmara Municipal de Santa Rosa de Viterbo, através de seu Presidente Francisco Justino Mota Neto, convida Vossa Senhoria para a Audiência Pública, que se realizará no dia 5/9/2018, quarta-feira, às 10h, na Câmara Municipal, localizada na Rua Coronel Garcia, nº 160, sobre o Projeto de Lei nº 69/18, de 13/ 8/18, que “DISPÕE SOBRE ALTERAÇÕES NO PLANO PLURIANUAL DO MUNICÍPIO DE SANTA ROSA DE VITERBO PARA O PERÍODO DE 2019 A 2021.”.

DECRETO LEGISLATIVO Nº 07/18 De 28 de agosto de 2018 Autoria: Comissão Permanente de Finanças, Orçamento, Fiscalização e Controle. “DISPÕE SOBRE APROVAÇÃO DAS CONTAS DO EXECUTIVO MUNICIPAL DE SANTA ROSA DE VITERBO, RELATIVAS AO EXERCÍCIO DE 2015, GESTÃO DO PREFEITO MUNICIPAL CÁSSIO DE ASSIS CUNHA NETO, PREVALECENDO O PARECER DO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SÃO PAULO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS”. FRANCISCO JUSTINO MOTA NETO, Vereador-Presidente da Câmara Municipal de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais e constitucionais, faz saber que a Câmara Municipal de Santa Rosa de Viterbo, em sessão ordinária realizada no dia 27 de agosto de 2018, aprovou e ele promulga o seguinte DECRETO LEGISLATIVO: Art. 1º Ficam APROVADAS as contas do Executivo Municipal de Santa Rosa de Viterbo, exercício de 2015, gestão do Prefeito Municipal Cássio de Assis Cunha Neto, em conformidade com o Parecer exarado pelo E. Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, nos autos do Processo TC –2622/026/15, que emitiu Parecer Favorável, com ressalva e sem prejuízo das recomendações e determinações. Art. 2º Integra este Decreto Legislativo, o Parecer do Egrégio Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, bem como o Parecer da Comissão Permanente de Finanças, Orçamento, Fiscalização e Controle deste Poder Legislativo. Art. 3º Este Decreto Legislativo entra em vigor na data de sua publicação. Art. 4º Revogam-se as disposições em contrário. Santa Rosa de Viterbo/SP, 28 de agosto de 2018. Francisco Justino Mota Neto - PRESIDENTE Roberta Cristina de Andrade Alves Pereira - 1º SECRETÁRIO Publicado no Quadro de Editais da Câmara Municipal de Santa Rosa de Viterbo na mesma data. Rosimeire A. Vieira Hyano – Diretora


O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018

PÁGINA 21

SANTA ROSA DE VITERBO, 108 ANOS

Cidades da região enviam bandas para o desfile de amanhã Bandas de Tambaú, Santa Cruz das Palmeiras, Ribeirão Preto e Santo Antônio da Alegria, mais as locais, “Famusa”, “Renato Massaro” e do “Conde”, se apresentarão amanhã, a partir de 08h00, na avenida Presidente Vargas, no desfile comemorativo dos 108 anos de criação do município. A Famusa vai com instrumentos e uniforme novos. A do Conde ressurge para continuar uma tradição nascida em 1952. O projeto “Fanrarreando”, da Prefeitura, c riou bandinhas c ompos tas por crianças com até 5 anos, nas Emeis “Elias Baú”, “Maria H. Salim” e “Bosque” que estrearão no desfile, bem assim uma bandinha de flautas, da escola “Lourdes Massaro”. E a Banda da Polícia Militar, de Ribeirão, volta a prestigiar Santa Rosa em mais um aniversário. Os cadetes do Tiro de Guerra, da mesma cidade, vão marchar no desfile que contará ainda com as presenças das escolas estaduais e municipais, de Química e Cemec. O palco das autoridades está montado na esquina com a rua João Bueno dos Reis e, como já é tradição, jipeiros, cavaleiros, ciclistas e gaioleiros prestigiarão o evento.

Programação de aniversário

Fanfarra Conde anos 60

Todas as escolas participantes deverão se orientar pelo tema único: “A música e o mundo das artes”. - Nossa cidade é essencialmente musical – justifica a diretora de Cultura do município, Clélia Zanardo. ‘4 de setembro’ tem origem religiosa Santa Rosa de Viterbo comemora neste ano o 108º aniversário da fundação do município criado por lei aprovada pela Assembleia Legislativa do Estado no dia

21 de dezembro de 1910. Mas desde 1912 as comemorações acontecem no dia 04 de setembro. Tal fato se deve à influência da igreja católica, sobre cujos terrenos a vila inicial se desenvolveu a partir de 1884, segundo a tradição oral, quando foi construída a capela prec ursora da matriz da Paróquia Santa Rosa de Viterbo, fundada em 1909. Rosa foi uma beata italiana, nascida em Viterbo, que teria produzido milagres, além de se posicionar de maneira ostensiva contra o poder

da época quando, em 1247, sua cidade, fiel ao Papa, caiu nas mãos do imperador Frederico II. Ela saiu pelas ruas a pregar, com um crucifixo nas mãos, estimulando seus conterrâneos a se manterem na fé católica. Falecida aos 17 anos – no dia 06 de março de 1251 –, sua canonização foi iniciada no ano seguinte pelo Vaticano, mas nunca concluída. O dia 4 de s etembro marc a o translado, para outro túmulo, de seu corpo que, embalsamado, permanece exposto até hoje na Itália.

Santa Rosa de Viterbo completa 108 anos na próxima terça-feira (4) e a Prefeitura organizou uma série de eventos para comemorar a data. Confira quais ações serão realizadas nos próximos dias: 01 de setembro (sábado): A partir das 8h a Praça da Cohab 3 recebe a Rua do Lazer, uma iniciativa do Centro Universitário Claretiano de Batatais que trará muito lazer e diversão para nossa cidade. Atividades esportivas, culturais e muita alegria farão parte desta manhã. Também teremos brinquedos infláveis e algodão-doce. 02 de setembro (domingo): O tradicional desfile cívico acontece na manhã do domingo na Avenida Presidente Vargas. O palco será instalado ao lado da Escola Vergínio Meloni. Dentre as atrações, centenas de alunos das escolas do município, bandas e fanfarras, jipes, gaiolas, carros rebaixados e cavaleiros. O evento começa pontualmente às 8h com apresentação da Banda da Polícia Militar e desfile do Tiro de Guerra. 05 de setembro (quarta-feira): O canil da Polícia Militar fará uma apresentação especial no Bosque Municipal. O evento é aberto à população e começa às 09h. 06 de setembro (quinta-feira): Na véspera do feriado será realizado o Show de Aniversário da Cidade. No palco montado entre o Centro Cultural e o Espaço Mogiana acontecerão apresentação de vários artistas. O evento tem início às 19h com a apresentação da Camerata Darcos, que fará um belíssimo espetáculo com alta qualidade musical. Às 20h começa o Show com a participação da Banda Studio Um, Alysson e Adysson do The Voice e os artistas locais, Renan e Renato, Dennys e Diney, Rapha e Leandro, Ramon e Vinícius. O evento é gratuito. 07 de setembro (sexta-feira): A Marcha pela Paz, evento organizado em parceria com o Conselho de Pastores Evangélicos volta a ser realizado dentro das programações de aniversário da cidade. A concentração acontece na Praça do Estrela Azul às 16h30. Às 17h30 começa a passeata que irá até o Espaço Mogiana, onde às 18h começa o Culto de Louvor e Adoração.

IMPRENSA ANTIGA Acham-se adiantadas as obras do aprisco da Fazenda Amália

CRÔNICA DA SEMANA

Sob a direção do sr. Arturo Gregório, gerente geral da Fazenda Amália, está sendo aqui construído um dos maiores apriscos do Estado, capaz de abrigar milhares de ovelhas. As obras estão muito adiantadas e no plano organizado pelo chefe dos trabalhos, e aprovado pelo senhor Francisco Matarazzo Júnior, está previsto, racionalmente, tudo o que é necessário para o êxito do empreendimento destinado a produzir lã para abastecer grande parte do mercado nacional. De outro lado, atendendo às condições climáticas e outras de ordem técnica, já foi realizado um trabalho dde seleção de raças suficientemente resistentes. Com essa obra a Fazenda Amália torna-se um dos maiores centros-agrícolas do Estado. (Jornal de Notícias, 11 de dezembro de 1947)

De repente, em meio ao nada da vida sem rumo e porquês, ele viu imagens dissimuladas do mundo, alguma coisa densa que parecia dançar no vazio, ao largo. Podia ser o retorno do presente perdido, podia ser um aceno do futuro belo e sem nexo, podia simplesmente ser sugestões da mente cansada de pensar o impossível. Mas tudo era, outra vez, só desejo, imaginação bailando em forma de raios súbitos, nus, esperança vã de regatar uma espécie de felicidade sempre naufragada em segundos que surgiram, primeiro, naquela casa, no pó da infância, e depois correram mundo em 70 janeiros de sombras. De repente, em meio ao nada, as eternas visões daquilo que deveria ter acontecido, do que deveria ter sido e, na verdade, nunca passou apenas do outro lado do vento.

Daniel Almada

Palavras boiando


PÁGINA 22

O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018


O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018

PÁGINA 23


PÁGINA 24

O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018


O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018

PÁGINA 25


PÁGINA 26

O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018


O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018

PÁGINA 27


PÁGINA 28

O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018


O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018

PÁGINA 29

Debate sobre autismo foi realizado na última sexta feira Um debate c om o Tema “Autismo” foi realizado na sede da Câmara dos Dirigentes Lojistas, CDL, na última sexta (24). Pais, parentes e profis sionais de saúde, discutiram experiências e convivências no tra-

to com o autismo principalmente na Lei Berenice Piana. A dis cus são levantou vários problemas, principalmente em relação a dificuldade no tratamento oferecido pela prefeitura, na inclusão social e educacional,

CHICO XAVIER Grupo Espírita “Bezerra de Menezes”

Perdoados, mas não limpos Em nossas faltas, na maioria das vezes somos imediatamente perdoados, mas não limpos. Fomos perdoados pelo fel da maledicência, mas a sombra que tencionávamos esparzir na estrada alheia permanece dentro de nós por agoniado constrangimento. Fomos perdoados pela brasa da calúnia, mas o fogo que arremessamos à cabeça do próximo passa a incendiar-nos o coração. Fomos perdoados pelo corte da ofensa, mas a pedra atirada aos irmãos do caminho volta, incontinenti, a lanhar-nos o próprio ser. Fomos perdoados pela falha de vigilância, mas o prejuízo em nossos vizinhos cobre-nos de vergonha. Fomos perdoados pela manifestação de fraqueza, mas o desastre que provocamos é dor moral que nos segue os dias. Fomos perdoados por todos aqueles a quem ferimos, no delírio da violência, mas, onde estivermos, é preciso extinguir os monstros do remorso que nossos pensamentos articulam, desarvorados. Chaga que abrimos na alma de alguém pode ser luz e renovação nesse mesmo alguém, mas será sempre chaga de aflição a pesar-nos na vida. Injúria aos semelhantes é azorrague mental que nos chicoteia. A serpente carrega consigo o veneno que veicula. O escorpião guarda em si próprio a carga venenosa que ele mesmo segrega. Ridicularizados, atacados, perseguidos ou dilacerados, evitemos o mal, mesmo quando o mal assuma a feição de defesa, porque todo o mal que fizermos aos outros é mal a nós mesmos. Quase sempre aqueles que passaram pelos golpes de nossa irreflexão já nos perdoaram, incondicionalmente, fulgindo nos planos superiores; no entanto, pela lei de correspondência, ruminamos, por tempo indeterminado, os quadros sinistros que nós mesmos criamos. Cada consciência vive e evolve entre os seus próprios reflexos. É por isso que Allan Kardec afirmou, convincente, que, depois da morte, até que se redima no campo individual, “para o criminoso a presença incessante das vítimas e das circunstâncias do crime é suplício cruel”. Emmanuel Página extraída do livro “Justiça Divina” – Psicografia de Chico Xavier

preconceitos e ações que poderiam ser tomadas para informar as pessoas sobre o tema. Os pais relataram muita burocracia e falta de apoio do poder público para buscar o melhor tratamento, que na maioria dos casos, não é oferecido de forma c ompleta. Ainda foi cogitada a possibilidade de criação de associação de ajuda aos autistas. O grupo pretende se reunir para discutir ações que serão encaminhadas para a Câmara dos vereadores com sugestões de projetos para melhorar a vida dos pais e das dos autistas, como o cartão do autista, que facilitaria exercer alguns de seus direitos, como preferência no atendimento em comér-

cios, instituições bancárias e órgãos públicos. CDL abraça a causa - A CDL Santa Rosa de Viterbo Abraça a causa de inserir os TGDs (Transtornos Globais do Desenvolvimento na soc iedade), que são os diferentes transtornos do espectro autista, psicoses infantis e as Síndromes de Asperger, Kanner, Rett, dentre outras. Os portadores de TGD são aquelas crianças e indivíduos que apresentam dificuldades em iniciar e manter uma conversa, que evitam o contato vis ual e demons tram aversão ao toque do outro, buscam o isolamento, fazem ações repetitivas, possuem dificuldade de concentração e c oordenação motora e interesses diferenciados. Ela disponibilizará para todos os comércios conveniados, um adesivo de atendimento preferencial com o símbolo mundial de cons cientização do Autismo, o laço colorido feito de quebra cabeças e convoca todos os comerciantes do município e as repartições públicas a dis ponibilizarem este atendimento sinalizados com um s elo ades ivo, facilitando a vida dos portadores de TGD e seus familiares.

“Histórias de SRV” passa dos 3.000 A cajuruense Maria Rita de Cássia Espindola, residente em Cajuru, é a 3.000º seguidora adicionada ao grupo “Histórias de Santa Rosa de Viterbo”, na rede social facebook. O grupo é administrado pelo historiador local Romeu Antunes e por Tininha Martins, ele sobrinho, e ela neta de Antônio Lerco (1902 – 1983), antigo funcionário municipal que deixou preciosos documentos que mostram os primórdios do município. O grupo foi criado em maio de 2012.

Pássaros coloridos – Um vernissage, na última terça-feira (28), abriu a exposição de desenhos com lápis de cor – denominada “As belas cores dos pássaros”, de Sueli Banholi – que prosseguirá até o próximo dia 19 de setembro no “Centro de Memória Jornalista José Hamilton Ribeiro”. No mesmo local, Zé Hamilton estará presente no lançamento, no próximo dia 8, do livro “O Jornalista Maia Premiado do Brasil”, sua biografia escrita por Arnon Gomes.

SEU DIREITO Por Dr. Carlos Cruz

Adicional na Aposentadoria para quem precisa de cuidador Em recente decisão o STJ decidiu que o INSS é obrigado a pagar um acréscimo de 25% no valor mensal da aposentadoria dos aposentados que precisam de cuidados permanentes de terceiros. Fique Atento!

Carlos Cruz OAB/SP 394.253 Rua Jose Garcia Duarte, nº 167, sala 01, Centro. Fone: (16) 9 9777-8615


PÁGINA 30

O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018


O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018

PÁGINA 31


PÁGINA 32

O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018


O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018

PÁGINA 33


PÁGINA 34

O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018


O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018

PÁGINA 35


PÁGINA 36

EDITAL DE P ROCLAMAS nº. 2545 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // PAULO HENRIQUE BUZZI DE BEM e ANA PAULA FRÉ //. Ele, natural de Ribeirão P reto, Estado de São P aulo, nascido aos vinte e oito (28) de setembro de ummil novecentos e noventa e um (1991), profissão empresário, estado civil solteiro, domiciliado e residente à Rua São Luiz, 90, Centro, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São P aulo, filho de JOÃO GREGÓRIO DE BEM e de dona SILVIA REGINA BUZZI DE BEM. Ela, natural de São P aulo, Estado de São P aulo, nascida aos cinco (05) de julho de um mil novecentos e noventa e um(1991), profissão dentista, estado civil solteira, domiciliada e residente à Rua São Luiz, 90, Centro, nacidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São P aulo, filha de CELSO GERALDO FRÉ e de dona SOLANGE APARECIDA CHIAP ERINI FRÉ. (Conversão de União Estável) EDITAL DE P ROCLAMAS nº. 2546 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // P IETRO GRANZOTTO YAMUNDO e CAMILA VICK FERNANDES //. Ele, natural de Tambaú, Estado de São P aulo, nascido aos seis (6) de dezembro de ummil novecentos e noventa e seis (1996), profissão serralheiro, estado civil solteiro, domiciliado e residente à Rua Antonio Lerco, 480, Nova Roma, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São P aulo, filho de MICHELE GRANZOTTO YAMUNDO . Ela, natural de Tambaú, Estado de São P aulo, nascida aos oito (08) de agosto deum mil novecentos e noventa (1990), profissão farmacêutica, estado civil solteira, domiciliada e residente à Rua Olindina Gerola Dias, 79, Jardim Flórida, na cidade de Tambaú, Estado de São P aulo, filha de CLÓVIS DE CARVALHO FERNANDES e de dona CÉLIA CLARICE VICK. EDITAL DE P ROCLAMAS nº. 2547 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // DANIEL MARQUES CARVALHO e ROSÂNGELA APARECIDA DA SILVA //. Ele, natural de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São P aulo, nascido aos treze (13) de março de um mil novecentos e setenta (1970), profissão pedreiro, estado civil solteiro, domiciliado e residente à Rua Waldomiro P edreschi, 97, Jardim P rimavera, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São P aulo, filho de FRANCISCO MARQUES DE CARVALHO e de dona DALVA LOURDES DE CARVALHO. Ela, natural de Caconde, Estado de São P aulo, nascida aos onze (11) de fevereiro de um mil novecentos e setenta e sete (1977), profissão cuidadora, estado civil solteira, domiciliada e residente à Rua Osmar Idalino, 46, Nosso Teto, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São P aulo, filha de LUIZ ANTONIO DA SILVA e de dona MARIA APARECIDA LUIZA DA SILVA. EDITAL DE P ROCLAMAS nº. 2548 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // WELLINGTON SANTOS BATISTA e YARA CECÍLIA DA SILVA FONSECA //. Ele, natural de Bocaiúva, Estado deMinas Gerais, nascido aos dezesseis (16) de abril de ummil novecentos e oitenta e oito (1988), profissão pedreiro, estado civil solteiro, domiciliado e residente à Rua Arlindo Rachetti, 135, Jardim Aquarius, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São P aulo, filho de MARCOS ANTÔNIO BATISTA e de dona ANA MARIA DIAS SANTOS. Ela, natural de Montes Claros, Estado de Minas Gerais, nascida aos treze (13) de novembro de um mil novecentos e noventa e um (1991), profissão do lar, estado civil solteira, domiciliada e residente à Rua Arlindo Rachetti, 135, Jardim Aquarius, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São P aulo, filha de SINELSON LEITE FONSECA e de dona VERONICE DA SILVA FONSECA. EDITAL DE P ROCLAMAS nº. 2549 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // SEBASTIÃO GOMES P NIHEIRO P RIMO e PATRICIA GONÇALVES DE ALMEIDA //. Ele, natural de José Gonçalves de Minas - Berilo, Estado de Minas Gerais, nascido aos vinte (20) de janeiro de um mil novecentos e setenta (1970), profissão faxineiro, estado civil divorciado, domiciliado e residenteà Rua Caetano Eleotério, 106, Nosso Teto, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São P aulo, filho de JOSÉ GOMES RODRIGUES e de dona ALMERITA P INHEIRO DE SOUZA. Ela, natural de Bocaiúva, Estado de Minas Gerais, nascida aos dez (10) de outubro de um mil novecentos e setenta e oito (1978), profissão doméstica, estado civil solteira, domiciliada e residente à Rua Caetano Eleotério, 106, Nosso Teto, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado deSão P aulo, filha de GERALDO MOREIRA ALMEIDA e de donaMARIA EVA GONÇALVES ALMEIDA. (Conversão de União Estável) EDITAL DE P ROCLAMAS nº. 2550 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // RENAN JOUBERTH DA SILVA e DANIELA SANTOS DE ALMEIDA //. Ele, natural de São Simão, Estado de São P aulo, nascido aos treze (13) de abril de ummil novecentos e oitenta e sete (1987), profissão técnico eminformática, estado civil solteiro, domiciliado e residente à Rua Angelo Mussolin, 5, Jardim das Flores, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São P aulo, filho de MARCOS ANTONIO DA SILVA e de dona IVONE TEODORO DE OLIVEIRA SILVA. Ela, natural de São P aulo, Estado de São P aulo, nascida aos vinte e oito (28) de março de ummil novecentos e noventa e três (1993), profissão técnica de enfermagem, estado civil solteira, domiciliada e residente à Rua João Bueno dos Reis, 273, JardimBoa Vista, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São P aulo, filha de JOSE TORRES DE ALMEIDA e de dona RAIMUNDA DALVANIR SANTOS DE ALMEIDA. EDITAL DE P ROCLAMAS nº. 2551 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // DYEMERSON AUGUSTO ALVES BARREIROS e GRAZIELE DA SILVA ROSALEZ //. Ele, natural de Minas Novas, Estado de Minas Gerais, nascido aos vinte e sete (27) de agosto de ummil novecentos e noventa e nove (1999), profissão entregador, estado civil solteiro, domiciliado e residente à Rua Joaquim Teixeira P rimo, 300, Jardim do Sol, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São P aulo, filho de ROBERTO PAULINO BARREIROS e de dona MARIA GERALDA ALVES DE OLIVEIRA. Ela, natural de P orto Ferreira, Estado de São P aulo, nascida aos treze (13) de julho de ummil novecentos e noventa e nove (1999), profissão do lar, estado civil solteira, domiciliada e residente à Rua P rofessor Reinaldo dos Santos,696, Andre Franco Montoro, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São P aulo, filha de JORGE MATEUS P EREIRA ROSALEZ e de dona IVONETE COSTA DA SILVA ROSALEZ. Se alguém souber de algumimpedimento ao casamento de algum dos contraentes acima, oponha-o na forma da lei. Eu, Gisele Calderari Cossi - Oficial.

O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018


O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018

PÁGINA 37

Relíquia de Santa Rosa será atração do 3º Auto da Padroeira Com o tema “Sal da terra.. . Luz do mundo”, hom enag eando os 110 anos que a Paróquia de

Santa Ros a de Viterbo acontec e na próxima segunda a 3ª ‘Enc enação Auto da Padroeira’, às

20h30, na Praça Dr. Guido Maestrelo (Matriz) em frente à igreja, logo após o último dia do tríduo. A

peça terá 1h30 e contará com a participação de 100 atores . Rosa era uma jovem Arquivo

muito magrinha e fraquinha por c onta de uma doença e s obreviver até os 18 anos foi um verdadeiro milagre, pois ela c os tuma s er fatal para as crianças . Além da his tória dela, a peça vai c ontar o surgimento deste munic ípio e uma vai enc aixando na outra. Serão retratados o milagre da fogueira, das ros as, o exílio que Rosa sofreu ao s er expuls a de Viterbo pelo imperador Frederico II por s er acusada de provoc adora do povo. A en c enação s erá trabalhada c omo se fos s e uma vigília, preparando os fieis para a festa do dia da padroeira na terça. E ainda irá s er ac resc entada a cena do primeiro milagre de Ros a, que foi a re s s urreição da T ia,

quando ela tinha apenas três anos . Para fec har c om c have de ouro, a Santa vai finalizar a apres en ta çã o en tr an do d e branc o, para apresentar, um fragmento de pele da padroeira vinda de Viterbo, trazida pelo Padre Leandro Ramos dentro de um relic ário. A relíquia vai fic ar expos ta na Igreja durante a fes ta. Mis s a s ol e n e Após seis anos , a tradic ional mis sa c ampal em c o memo raçã o a San ta Ros a voltará s er realizad a na P ra ç a Ma tr iz . Ac ont ec erá no mes mo palc o da enc enação, na terça-feira, às 16h. Ao final, s erão dis tribuídas ros as de Santa Ros a e terá a proc is s ão p elas ruas do Centro.

População santa-rosense cresceu quase 1% em um ano Município expandiu mais que o restante do país proporcionalmente Santa Rosa ganhou 255 novos moradores em um ano, segundo os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados na última quarta-feira (29). Comparado com 2017, o município cresceu 0,97%, saltando de 26.067 para 26.322. A taxa de crescimento populacional do Brasil foi de 0,82% entre 2017 e 2018, chegando a 208,4 milhões de habitantes, ou seja, Santa Rosa cresceu mais que a média nacional. A tendência de crescimento se estende pela região. Cajuru teve um aumento de 280 habitantes (1,09%), indo de 25.655 para 25.935. O acréscimo demográfico foi mais modesto em São Simão, crescendo 0,21 %, passando de 15.225 para 15.257. Apenas Tambaú, que teve o menor crescimento no ano passado encolheu, perdendo (0,3%) da sua população se viu caindo de 23.267 para 23.182. Seguindo os menores municípios, Ribeirão Preto esticou 1,79%, aproximadamente 12 mil novos moradores, atingindo 694.534mil habitantes. Assim como a Região Metropolitana de Ribeirão Preto, constituída por 34 municípios, que chegou a 1,7 milhões de habitantes. Em um ano, a região ganhou 23,5 mil habitantes. A estimativa populacional é feita de acordo com modelos matemáticos, que levam em conta a proporção do crescimento dos municípios entre os Censos de 2000 e 2010 e informações demográficas dos estados (mortes e nascimentos). Cidades Ribeirão Preto Cravinhos Santa R.P. Quatro Santa Rosa

População 694.534 34.998 27.514  26.322 

Cidades Cajuru Tambaú São Simão Luís Antônio

População 25.935 23.182  15.257  14.592


PÁGINA 38

O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018


O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018

PÁGINA 39


PÁGINA 40

O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018


O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018

PÁGINA 41


PÁGINA 42

O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018


O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018

MAIS DO PRIMAVERA Coluna semanal do Primavera Country Club

É hoje! Hoje as 14:00 começa o I Festival de Natação de Inverno no Primavera Country Club. Com diversas baterias, estilos de nado e participação dos professores. O evento será um estimulo para os adeptos ao esporte, servirá para a avaliação de rendimento e terá a participação dos país, para incentivar e ver de perto, como está o andamento do clube, com relação a metodologia Primavera de ensino. Serão 4 raias para atividades e competições, todos os alunos receberão medalhas. Abaixo, veremos as vantagens dos esporte no cotidiano do praticante. A natação como esporte aquático, trabalha bastante a consciência corporal, ajuda no desenvolvimento motor e cognitivo, trabalha nossa função cardiorrespiratória fortalecendo e condicionando os pulmões, e coração além da natação a atividade aquática ajuda também, na sobrevivência, ensinados técnicas que ajudam em casos de queda em água, ajuda crianças e adultos a passarem por traumas passados com água. A natação fortalece os músculos pois é uma atividade completa q trabalha todos membros de nosso corpo, a natação desenvolve condicionamento físico. A atividade aquática causa bem estar, confiança, estimula o prazer, fortalece e faz crescer. Além dessas atividades, será realizado o amistoso de futebol do Primavera Tigers contra os Amigos da Amália e as finais do II Torneio de Tênis Amigos do Primavera nesse final de semana.

PÁGINA 43

Irmãos Passoni são destaques em mídias especializadas de basquete Os Irmãos Pedro e Rafael Passoni foram destaques em mídias especializadas de basquete, o primeiro apareceu na página do facebook ‘Basquete Palestrino’, que acompanha a equipe do Palmeiras, na qual joga, e o segundo, no site da Federação Paulista de basquete, com sua equipe, Campinas. Pedro joga pelo sub-19 do Palmeiras e está entre os oito melhores pontuadores de três pontos do Campeonato Paulista. CBC Campinas lidera o grupo. O Palmeiras está em 3º, dois pontos atrás do vice-líder Pinheiros. No último domingo (26), o Rafael foi o cestinha jogando pelo time do Campinas sub17 com 18 pontos. Dez minutos após, ele ainda jogou pelo sub-19 e foi novamente cestinha com 14 tentos. Ele está entre os três maiores cestinhas do campeonato paulista sub-17.

Pedro em ação Foto: Fábio Menotti

Feira de Química reúne centenas de alunos Na quartafeira (29) foi realizada mais uma edição da FEPEQUIM - Feira Pedagógica de Química da Esc ola Geraldo Magela Ribeiro. O evento reuniu centenas de alunos das escolas da rede pública e particular do município. Aberta ao público estudantil e à comunidade em geral, a feira abordou temas como Processos Industriais, fenômenos químicos e físicos e a importância dos elementos químicos em nosso cotidiano. Durante todo o dia a escola recepcionou seus visitantes com uma mostra de dança realizada por crianças da EMEF Profª” Lourdes Pereira Massaro”. Após as apresentações os espaços eram abertos para visitação. O número de visitantes excedeu às expectativas da direção, funcionários, professores e alunos que se sentiram honrados pelo interesse do público no evento, principalmente nas explicações dadas pelos próprios estudantes. “Uma demonstração do nosso compromisso com a comunidade durante estes 22 anos de existência da escola”, revelou a diretora da escola, Tatiana Danico Bertocco.

COPA RECORD DE FUTSAL

Santa Rosa perde para Cajuru e vai disputar Série Prata Em sua segunda partida válida pela Copa Record de Futsal, o time de Santa Rosa perdeu para Cajuru na noite da última quarta-feira (29) na casa do adversário pelo placar de 6 x 3. Com o resultado, Santa Rosa ficou em segundo lugar do grupo com 03 pontos (atrás de Cajuru e à frente de São Simão) e agora disputará a Série Prata da competição. O adversário será definido assim que terminar a fase de classificação, na próxima semana.


PÁGINA 44

FALA NOSSO TETO

Presença constante de gado em rodovias é fator de risco para motoristas Trafegar pela rodovia Padre Donizetti (SP/332) pode ser perigoso entre os quilômetros 300 e 301- onde está localizado o dispositivo que dá acesso ao bairro, Sylvio Nicola Chiaperini. O motivo pesa dezenas de arrobas e se junta em manada para comer a grama da rodovia. O gado à solta na pista. Motoristas que passam pelo local reclamam da presença constante e perigosa dos animais. - Eu retornava do serviço na terça-feira de manhã e me deparei com um monte de ‘vacas’ na pista. Levei um baita susto. Corri um grande perigo de acidentar, disse a condutora, Renata Nunes. No local já foi registrado acidente com vítima fatal envolvendo bovinos. Num dos casos ocorridos há cerca de cinco anos, por volta das 19h, um boi corria pelo asfalto e deu de cara com um veículo no qual viajavam três mulheres da mesma família, mãe, filha e avó. Resultado, a avó perdeu a vida no local e sua neta machucou. O animal também morreu. A única que escapou ilesa, mas com traumas que carrega até hoje, foi a mãe da menina. Por coincidência, ela nos comunicou pela hora do almoço de ontem, que havia gado pastando na rodovia “Conde”, no trevo Adriano da Castro Gil- o trevo da morte. “-Alguém precisa tomar providência”, frisou ela.

O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018


O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018

SOCIAIS DO ÉDI CARLOS

PÁGINA 45


PÁGINA 46

SOCIAIS DO ÉDI CARLOS

O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018


O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018

PÁGINA 47


PÁGINA 48

O JOR NA LZÃ O - ED . 1.166 - 1º/09/2018

O Jornalzão, edição 1166  

Jornal semanal de Santa Rosa de Viterbo

O Jornalzão, edição 1166  

Jornal semanal de Santa Rosa de Viterbo

Advertisement