Page 1

®

Diretor: André Nagib Moussa (Mtb 34286) - Santa Rosa de Viterbo, 17/03/2018 - Ano 24 - N.º 1.142 - Semanal - Preço do exemplar R$ 3,00 Foto do Pofi

Desembargador vai decidir futuro do lixão da empresa Promotor diz em recurso que decisão do Juiz Alexandre dá carta branca para o executivo cometer os mais variados tipos de ato de degradação ambiental

Prefeito assina convênio para construção de 203 casas populares

Eco Trilha reúne centenas no ‘Tonim Amici’

Verbas de deputados garantem recapes em várias ruas

JOGÃO DE BOLA NESTE DOMINGO

Santa Rosa FC recebe Brodowski pelo Amador

Que calor - Quarta feira 15h e o termômetro marcava 36 graus. Um calor de “rachar mamona” como dizem os mais antigos.

Santa-rosense vai para Turquia cuidar de refugiados da guerra da Síria

Cadê as placas - Faz tempo que a prefeitura pintou a faixa amarela defronte ao “Buracanã”, mas até agora nada das placas. A placa de PARE na esquina sumiu. Ficou apenas o poste.

Ladrões levam “Santanão” da prefeitura

Acidente - Por volta das 14h do último sábado (10), uma motociclista teve fratura exposta em uma das pernas, após se envolver em um acidente de trânsito na rotatória João Gentil. Cerca de uma hora antes outro acidente havia ocorrido no mesmo local.


PÁGINA 2

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.142 - 17/03/2018


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.142 - 17/03/2018

PÁGINA 3


PÁGINA 4

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.142 - 17/03/2018


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.142 - 17/03/2018

Novas casas populares Santa Rosa de Viterbo foi contemplada com a construção de mais 203 novas casas que serão erguidas ao lado do “Montorão” Com um investimento de R$ 539 milhões, o Governo do Estado de São Paulo assinou na tarde da última sexta-feira (9/3) novas licitações que irão beneficiar quase 20 mil pessoas nas regiões de Araçatuba, Araraquara, Baixada Santista, Bauru, Campinas, Marília, São José do Rio Preto, Ribeirão Preto, Taubaté, Sorocaba e Presidente Prudente. Ao todo, serão construídas 5.712 novas moradias em 55 municípios paulistas. O prefeito de Santa Rosa de Viterbo, Luis Fernando Gasperini, participou do evento ao lado do viceprefeito Renato Palma Rocha Jr. e dos vereadores Aparecida Estevam, Fabrício Luiz e Marcos Néri. A cidade terá, futuramente, mais 203 moradias. “Estamos levando para os moradores uma grande conquista. Essas moradias irão diminuir o déficit habitacional do município. Nosso investimento é de R$ 23 milhões e vai fomentar o comércio e a área da construção civil local”, ressaltou.

Coletor de lixo detona condições de trabalho Um coletor de lixo revelou que as condições de trabalho estão péssimas para os coletores da cidade. O problema começou no final de janeiro, quando acabou o contrato com a Provac, empresa terceirizada responsável pela limpeza de Santa Rosa e entrou a Pass, no dia 27 de janeiro, um dia após a saída da anterior. Segundo ele , os funcionários permaneceram os mesmos, apenas foram contratados pela nova empresa, com um detalhe preocupante: Sem qualquer exame admissional. Ele relatou ainda que condições de trabalhos são muito precárias. O caminhão de lixo é muito pior que o anterior e tem cheiro muito forte de chorume. “É uma vergonha a cidade não ter seu próprio caminhão de lixo e precisar terceirizar”, desabafa. A carga de trabalho dobrou, já que antes, quem fazia a coleta era um grupo com quatro homens, agora são apenas de dois em dois, que fazem revezamento durante o dia e noite. Os funcionários agora também precisam retirar mato e grama, o que antes não eram obrigados a fazer. O pior de tudo, é que o salário despencou em cerca de R$ 500, sendo R$ 37/dia, uma faixa de 1R$ por quilômetro andado, já que chegam a percorrer até 37 km por dia, de segunda a sábado e feriado. Além disso, às vezes o dinheiro demora para cair na conta. O funcionário ainda informou que o lixo que era levado para a PH7, agora está sendo destinado para Guatapará. A prefeitura paga a empresa Pass Transportes e Serviços Ambientais Ltda, R$ 290 reais por tonelada de lixo recolhido. O Jornalzão procurou por todos os meios o telefone da empresa para ouvi-los, mas não conseguimos .

PÁGINA 5

Decisão sobre lixão da empresa está nas mãos de desembargador Está nas mãos do desembargador do Tribunal de Justiça Nogueira Diefenthaler a decisão sobre o destino do l ixão da empr esa municipal, na avenida São Paulo. O recurso do promotor chegou no TJ no dia 15 depois que o Juiz local indeferiu o pedido em liminar, semana passada, para que a prefeitura não depositasse mais lixo no local e destinasse o material para local adequado. Até o fechamento desta edição, às 21h, não havia sido publicada a sua decisão. O Promotor de Justiça Daniel Ardevino Fonseca do Nascimento recorreu ao Tribunal de Justiça com palavras duras confrontando a decisão do Juiz Alexandre Cesa r Ri beir o e mostrando ineficiência do prefeito Nando Gasperini. O promotor citou a decisão do Juiz (“Considerada a evidente e manifesta impossibilidade documprimento rápido das medidas postuladas na petição inicial e não se divisando danos concretos e irreparáveis aomeio ambiente no caso, haja vista que a situação retratada na inicial perdura há décadas, e como a petição inicial não indicou o possível local para a possível destinação do material, INDEFIRO a tutela de urgência nesta fase processual, até mesmo para que este Juízo não profira decisão inexequível do ponto de vista prático”) para dizer que “Tal situação é pública e notória, e próprio magistrado de piso reconheceu que essa problemática de descarte irregular de resíduos sólidos em imóvel público municipal se arrasta por décadas”. E o promotor completa: “Note-se que o próprio

Município reconhece e assume a gravidade do problema e a necessidade de imediata remoção e destinação dos rejeitos e resíduos sólidos depositados irregularmente no pátio da Empresa Municipal. Nada obstante, providências concretas e efetivas não são devidamente adotadas pelo poder público municipal para a eficaz e definitiva resolução dessa problemática. E justamente por esse motivo foi que o Ministério Público buscou a tutela jurisdicional. De fato, essa situação não pode perdurar. Se o problema existe há décadas, como pontuado pelo douto juízo a quo, é dada a hora de resolvê-lo em prol do mei o ambiente e do bem c omum. Não há descaso maior que pudesse justificar adecisão ora recorrida, que, no mínimo, e com todo o respeito, somentedemonstra conivência com o grave problema ambiental. Aliás, parte-se do pressuposto – equivocado – de que a decisão, se concedida a tutela de urgência, seria inexequível do ponto de vista prático. Ora , anteci pa-s e o douto juízo a quo, invadindo questões afetas única e diretamente à competência do Poder Executivo Municipal. Preocupante, pois a persistir esse estado de coisas, o Poder Executivo local, devido à sua histórica ineficiência e irresponsabilidade administrativas, tem “carta branca” para continuar a cometer os mais variados tipos de atos de degradação ambiental. Se inexi ste área lic enci ada no Município de Santa Rosa de Viterbo para o depósito de rejeitos e resíduos sólidos é por conta do absoluto des-

caso com que o Agravado, por dé cadas, vem lidado com essa importante e funda mental ques tão, e a té mesmo por isso não seria nada razoável nem proporcional premiá-lo com a r. decisão ora recorrida que lhe permite continuar depositando os resí duos da construção civil em área não licenciada da cidade. Sol ução há, como, por exe mplo, buscar o Agravado direcionar seus resíduos para áreas licenciados de outros municípios que cumprem a legislação pertinente, ou, então, licenciar área local para a recepção de depósito daque le material. Neste ponto, é bom registrar que, ao contrário do sugerido pelo douto juízo a quo, não é obrigação nem dever do Ministério Público indicar possível local para possível destinação do material. Parece querer o magistrado de piso transferir para o Ministério Público a responsabilidade pela admi-

nistração do lixo municipal, o que é infundado, inusitado e absolutamente inadmissível. Nesta fase processual, deveria o juízo a quo aterse à análise da presença ou não dos requisitos legais para a concessão da tutela de urgência: (a) probabilidade do direito e (b) perigo de dano ou risco ao resultado útil do processo. No caso em questão, o direito é muito mais que provável. É evide nte, dispensando até maiores esclarecimentos à vista dos fatos narrados na petição inicial e na documentação que a acompanha e que instrui este recurso. No tocante ao perigo de dano ambiental, decorre da manutenção desse estado de coisas e do enorme volume de rejeitos e resíduos sólidos depositados no pátio da Empresa Municipal sem qualquer tratamento, separação ou triagem desses materiais, criando-se uma verdadeira e assustadora “montanha de lixo”.

Promotor e Juiz equivocados Uma coisa que Juiz e Promotor concordam é na verdade um equívoco de ambos. Eles afirmam que o município não tem local próprio para a deposição deste material. Na verdade tem. O calcário pH7 ofereceu ao longo do ano de 2017 seu espaço para a prefeitura, que se recusou a jogar o lixo no aterro local. Inclusive o local estava apto a receber também o lixo domiciliar que atualmente é depositado no aterro sanitário da cidade de Guatapará. Como a prefeitura não aceitou depositar no município, a licença da pH7 venceu e na época não foi renovada por falta de cliente, mas agora está em processo de renovação, o que propicia ao município a deposição no local de forma mais barata e limpa, preservando assim o Meio Ambiente na empresa. E para que ambas as autoridades tenham uma noção do mau negócio feito pela prefeitura, com a pH7 o custo da tonelada, há 1 ano e meio, era de 190 reais. Hoje o município gasta 290, 50% mais caro.


PÁGINA 6

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.142 - 17/03/2018


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.142 - 17/03/2018

PÁGINA 7


PÁGINA 8

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.142 - 17/03/2018


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.142 - 17/03/2018

PÁGINA 9


PÁGINA 10

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.142 - 17/03/2018


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.142 - 17/03/2018

“CPI” notifica envolvidos A CEI – Comissão Especial de Inquérito, conhecida popularmente como ‘CPI’, já notificou todos os envolvidos no suposto superfaturamento no serviço de pintura de faixas de sinalização da rua Major João Garcia Duarte. A prefeitura contratou empresa por compra direta e pagou 5.150 reais pelo serviço, considerado muito acima do ofertado no mercado. Além disso há fotos do veículo particular do Diretor de Obras sendo usado durante a execução do serviço. Com a notificação dos envolvidos a Comissão vai passar a ouvir as testemunhas e envolvidos já nesta próxima semana.

Verbas vão permitir recapes em várias ruas Vários repasses de deputados federais e estaduais foram destinados, nesta semana, para melhoria da infraestrutura urbana do município de Santa Rosa de Viterbo. A informação do repasse destes valores foi transmitida ao prefeito Luís Fernando Gasperini, que convidou o viceprefeito Renato Palma Rocha Jr. e os vereadores da base de cada partido para decidir os locais que receberiam as obras de melhoria. Confira as verbas e onde elas serão aplicadas: - Verba de R$ 255.000,00 do Deputado Federal Baleia Rossi (PMDB): Rua Joaquim Teixeira Primo, Rua Alberto Spitzer, Parte da Rua Guido Tártaro, Rua José Geraldo Coelho e parte da Rua Christiano Armbrust. A liberação deste recurso ocorreu após pedido do prefeito, junto do vice-prefeito e da vereadora Roberta C. Andrade Alves Pereira. - Verba de R$ 260.000,00 do Deputado Federal Arnaldo Jardim (PPS): Rua Cristiano Rose, Rua Idalino S. Santos, Rua Chico Lopes, Rua Luiz Carraro, parte da Rua Erothildes Vieira da Fonseca, parte da Rua Onézimo Wiezel, Rua Aníbal Ceoldo, Rua Faustino Titarelli e parte da Rua Tereza Rosseti Galão. O pedido para liberação deste recurso foi feito pelo prefeito em parceria com o vereador Francisco Justino Mota Neto que auxiliou na decisão de quais ruas receberia o recape. - Verba de R$ 50.000,00 do Deputado Estadual Chico Sardelli (PV): Rua Renato Palma Rocha. Este pedido foi feito pelo prefeito em parceria com o PV local, através doo vereador Mário Marco Titarelli.

Ladrões levam “santanão” da prefeitura Ladrões levaram o veículo Santana da prefeitura durante a abertura da Taça EPTV de Futsal, sábado passado no SESI de Ribeirão. O veículo foi levar as cinco pessoas necessárias para desfilar durante o evento de abertura do torneio de futebol de salão. O Santana foi comprado pelo prefeitura nos anos 90 e era o veículo oficial dos ex-prefeitos Omar Nagib (que comprou o veículo), Decão e Vicente Cintra. A prefeitura tem seguro e deve ser ressarcida.

PÁGINA 11

Alarme e estacionamento do Banco do Brasil incomodam vizinhos Os vizinhos do Banco do Brasil tem motivos para reclamar da instituição financeira. É não é dos juros altos não. O alarme da agência e o estacionamento de clientes é que incomodam a vizinhança. Outro dia a vizinha de frente teve que tirar seu carro da gar agem, mas teve que aguardar por mais de meia hora, até que um cliente retirass e o carr o na porta de sua garagem. A PM foi acionada, mas chegou 40 minutos depois do chamado, quando o cliente já tinha ido embora. A r edaç ão do Jornalzão também é quase defronte à agência e sofre com o estacionamento irregular dos clientes. O problema se agrava na primeira quinze-

na do mês e é quase inexistente na segunda quinzena, qua ndo o movime nto cai bastante. O Jornalzão coloca bilhetes nos carros estacionados defronte a sua garagem, orientando que ali é proibido estacionar. Mas o que tira literalmente o sono dos vizinhos

é o alarme, que toca diariamente há quase um a no, todas as noites ininterruptamente. “Pode passar aqui em torno de 20h00 que ele estará tocando e não tem hora para silenciar. Por várias vezes ele toca até o outro dia e quando é final de semana é de sesperador

aquele som no ouvido da gente”, disse um dos vizinhos . O J orna lzão entrou em contato com a assessoria de imprensa do Banco do Brasil, pelos telefones disponibilizados no site, mas nenhuma das ligações foi atendida.

Foto de ontem mostra carros nas garagens e no lugar reservado a deficientes

Shayane pede que alguém de sua família Michelato entre em contato. Pede ajuda ao Jornalzão. Contato: shayanneborin9 @gmail.com


PÁGINA 12

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.142 - 17/03/2018

EDITORIAL

CARTAS À REDAÇÃO

“Que m não se comunica, se trumbica” - Já dizia o Velho Guerreiro Chacrinha. E esta semana tivemos uma demonstração de como a comunicação é importante. A matéria sobre a Encenação da Paixão de Cristo, veiculada semana passada, triplicou o número de pessoas que procuram os organizadores se oferecendo para ajudar. E mais, a EPTV nos procurou e pediu os contatos dos organizadores e se comprometeu a divulgar e depois cobrir o evento que está se tornando referência estadual. Fazendo nossa propaganda: quando o jornal é lido o resultado acontece.

Inverídica e sem fundamento

Rome u no Centro de Memórias - Romeu Antunes irá prestar serviços para a prefeitura no Centro de Memória Jornalista José Hamilton Ribeiro. É mais um colaborador do Jornalzão que a prefeitura contrata (lá estão outros tantos). “Ahhh, mas agora o Jornalzão está no bolso da prefeitura”, disseram por aí. Não, não está não. Romeu presta serviços freelance ao Jornalzão e assim continuará. Ele se encaixa perfeitamente no Centro de Memórias é a pessoa mais indicada para isso, apesar de acharmos que a forma da contratação não foi a mais perfeita. Boa sorte ao Romeu na empreitada, assim como foi com a Clélia, Moscardini, Édi Carlos ... E repetimos: “Se nos virem abraçados com políticos, aparta que é briga”. SRFC - Todos no campão amanhã torcendo para o Santa Rosa contra Brodowski.

EXPEDIENTE O JORNALZÃO CNPJ 24.933.354/0001-57 Redação: rua Condessa Filomena Matarazzo, 58 - Centro - Santa Rosa de Viterbo-SP- CEP 14.270-000 Fone/fax: (16) 99164.4623 Usuário Papel Imune: UP-08109/014 - Diretor de Redação: André Moussa Free lancer - Gabriel Caldas e Romeu Antunes Contato Comercial: Daniel Pereira Tiragem: 2.000 exemplares - Circulação: Santa Rosa de Viterbo e São simão Periodicidade: Semanal - R$ 3,00 por exemplar - E-mail:ojornalzao@ojornalzao.com Impressão: Grafisc, São Carlos. “Artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do jornal.” O Jornalzão se reserva o direito de resumir cartas que considerar inadequadas ao espaço disponível. Reprodução de conteúdo somente com prévia autorização. O JORNALZÃO É AFILIADO À ABRARJ

Eu, GERALDO LUIZ PINHEIRO, Funcionário Público Municipal, venho requerer que Vossa Senhoria se digne em conceder o Dire ito de Resposta por ter sido publicado de maneira inverídica, sem fundamento verdadeiro no ‘‘ O Jornalzão”, ED.1.140-03/03/2018 - página 05, sob título ‘‘DE OLHO NA CIDADE’’ a foto da Viatura da Visa em frente a minha residência, onde está transcrito o seguinte texto: ‘‘Em casa com carro público não pode – Leitor do Jornalzão flagrou funcionário com carro da Vigilância Sanitária, em casa e após expediente. O flagra segundo o leitor, foi feito quinta-feira na Cohab 4, e pelo seu celular marcava 17h05. Ligamos para o Diretor de Saúde Eduardo Simionatto e ele nos disse ser proibida tal prática, prometendo everiguar o ocorrido.’’ Por causa desta publicação sem fundamento venho passando por muitos constrangimentos no âmbito de minha convivência social, pois resido neste bairro a mais de 20 anos. Acontece que no dia 28/02/2018 fui escalado pela chefia para dar o suporte logístico (ordem escrita) para a realização do “Curso de Capacitação em Saúde do Trabalhador Rural: Protocolo Clínico – Nexo Ocupacional e Notificação” que foi realizado no dia 01 de março de 2018, neste dia conforme programado iniciei o expediente às 6hs da manhã, em torno das 17hs dirigi a minha residência para buscar o Pen Drive, que tinha esquecido de pegar pela manhã, neste dispositivo estava o Relatório que eu tinha de terminar para ser apresentado a Promotoria Pública, referente à Dedetização realizada na Cadeia Pública. Geraldo Luiz Pinheiro

Nomes de ruas deixados para trás Na página de número 5, da edição anterior do Jornalzão, uma reportagem cita o título repetido à cima. Como colunista deste periódico, escrevi a matéria a qual o editor menciona no texto, a família de Eduardo de Aguiar, cujo também saudoso vereador Tião Miranda, fez a ele a indicação de nome de rua ou logradouro público. Indicação aprovada há quase 30 anos! Os vereadores fazem as indicações, mas é prerrogativa do prefeito executá-las ou não. Ocorre que este, quer por apelo político ou outro interesse qualquer, não atende as indicações feitas pela Câmara de Vereadores. O que seria motivo de conforto no momento mais angustiante, passa a ser motivo de desalento permanente. Exemplo disso, é a família de Eduardo Aguiar. As famílias vão sofrendo ano após ano a dor da espera de ver seu ente querido homenageado, como se esperassem por um corpo para enterrarem. Talvez a maneira de acabar com este ‘despotismo’, e humilhação da memória dos mortos, seria uma Lei que estabelece uma ordem cronológica. A cada novo loteamento os nomes seriam consultados. Ao empreendedor poder-se-ia dar-lhe direito a uma cota, e ao prefeito casos pontuais, por exemplo, nomear uma pista de corrida com o nome de um esportista. Na morte, todos somos iguais. Sérgio Gomes.

Mandruvás Naquela manhã, ao abaixar para recolher o exemplar do jornal que é depositado no meu portão, lá estava ela, bem ali ao lado: uma lagarta devoradora de folhas de palmeiras...Ah! pensei na hora, bem que poderia ser do Corinthians. Fiquei receoso de jogar os olhos ao alto do nosso coqueiro de treze anos, já imponente; carinhosamente plantado na data do primeiro aniversário de nosso filho Otávio. A espécie arecaceae que vivia despenteada pelos ventos agora está quase careca, aliás, correndo risco de vida, arrancada de sua energia vital. Bobeamos é verdade, sabendo que é sempre assim nesta época de águas do final de verão, enquanto a danada da praga é atraída pelo vistoso verde. Ataca vorazmente, inclusive ruidosamente, audíveis no silêncio da noite. Favor não confundirem com os governantes brasileiros atacando os cofres, os bancos e empresas públicas, estes, mais silenciosos, embora igualmente mortais. Quem tem regalias não cede. O jornal estava repleto de notícias de mandruvás da corrupção, mas as que me chamaram atenção foram outras duas: a da morte do renomado e genial cientista Stephen Howking e os cinco anos do pontificado de Francisco. Gostaria de perguntar-lhes o que acham das taturanas, não as pragas do Tesouro, que não são da natureza e que nunca serão borboletas, as dos coqueiros mesmo. O notável estudioso, convicto e ativista ateu, pelo que sabemos responderia que o mais provável mesmo seria o acaso, com a maravilhosa série de acontecimentos complexos desde a formação acidental do Universo. Já o segundo, seguiria a linha como devoto de São Francisco de Assis, que segundo a tradição, teria sido grande amante da natureza e dos seus animais, e que tudo foi criado por Deus e para a felicidade do ser humano. Aliás, penso que sim, há valor na simplicidade e na clareza. O legado do professor Stephen é de grande contribuição para a ciência que inegavelmente nos ajuda a viver melhor e acredito que a espiritualidade sincera que prega o amor, a fraternidade, a justiça social e cuidados com o Planeta e o meio ambiente são igualmente necessárias à plenitude da vida. Tive que chamar o dedetizador... que me perdoem os franciscanos e as irmãs lagartas. Para os mandruvás do poder, acho que o único veneno pesticida realmente eficaz seria o voto.


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.142 - 17/03/2018

PÁGINA 13

‘Ludere’ passou por Ribeirão com Rubinho Antunes e Baden Powell (Foto Marcelo Zílio)

O show foi realizado no Sesc Ribeirão O trompetista Rubinho Antunes esteve anteontem como quarteto ‘Ludere’ que fez show no Sesc Ribeirão, com 01h20 de duração. Ludere (acento no ‘u’) é a palavra latina que pode ser traduzida como brincar, jogar, expressar e também tocar, e foi título do primeiro disco (já gravaram o segundo) lançado em 2016 pelo conjunto composto também por Philippe Baden Powell (piano), Bruno Barbosa (contrabaixo) e Daniel de Paula (bateria). Eles tocariam ontem em São Carlos, hoje à tarde no Sesc Campinas, e, à noite, em São Paulo, no Jazz nos Fundos. Rubinho nasceu em Ribeirão, passou a infância em Santa Rosa onde fez iniciação musical na Estação da Cultura. Philippe é filho do grande violonista brasileiro (1937 – 2000). Ele se encarregou de anunciar, durante o show, que o Ludere vai se apresentar em Portugal (28/6 em Lisboa, 29 em Cascais e 30 em Porto), Suiça (Basel, em 4, 5, 6 e 7/7), Londres e Paris (entre 08 e 12/7) e Alemanha (Lorrack, 13/7). Depois de um papo com o trompetista, em seguida à apresentação, a diretora de Cultura local, Clélia Zanardo, disse que iniciou conversações com Rubinho visando uma apresentação em setembro na cidade.

Santa-rosense vai para Turquia cuidar de refugiados da guerra da Síria A jovem cabeleireira, Mylena Rodrigues, 20, está arr ecadando fundos para participar de uma missão para desenvolver trabalhos humanitários com refugiados da Guerra da Síria, em Istambul, na Turquia. Ela está cursando a ETED (Escola de Treinamento e Discipulado) pela ONG chamada Jocum. Esse curso tem a duração de cinco meses, três deles teóricos e os outros dois com atividades práticas, que consiste em cuidar, ajudar com distribuições de alimentos, materiais de higiene e escolares. O grupo é formado por 14 jovens que largaram tudo para poder fazer o bem ao próximo, e foi separado em duas equipes. Uma delas será enviada ao sertão do Ceará, na cidade de Crato e o outro, para Istambul, onde

fica localizado um dos maiores campo de refugiados sír ios, c om cri anças que perderam seus pais e famílias destruídas. A viagem será no dia 1 de maio e ela ficará por lá até 24 de junho. Mylena conta que conheceu a ONG através de um amigo, que no ano passado fez esse curso na Guiné Bissau - África, para ajudar as crianças, construção de saneamento básico e outros e se identificou e sensibilizou com a causa. Refugiados - O total de cidadãos sírios que buscaram refúgio na Turquia desde o início da guerra em seu país super ou no mês passado um milhão de pessoas. Destas, aproximadamente 218.000 vivem em 22 campos para refugiados,

onde recebem porções de comida, atendimento médico e ensino básico, situados quase todos no sudeste do país, próximos da fronteira com a Síria. O resto mora, na sua maioria, em povoados e c idades da me sma zona, enquanto outros foram para Istambul. Ajuda - O custo da viagem será de R$8.000, incluindo passagem, estádia, alimentação e transporte . Quem quis er a juda r, pode doar na Caixa na conta da Mylena Felipe Rodrigues , númer o 33046- 9, Op: 013 Poupança, Agência 2142. O objetivo é encontra r 200 que poss am ajudar com R$40 cada ou doar alguns objetos de higiene pessoal, material escolar e brinquedos pequenos (carrinho e boneca).

Tio do Coronel Garcia enfrentou paraguaios em Mato Grosso O s ite ‘G1 – Ma to Grosso’ publicou, no último dia 5, matéria cujo título “Tenente Coronel Duarte lutou na Guerra do Paraguai” despertou curiosidade em Santa Rosa por causa do sobrenome. Diz a repor tage m que “umas das principais avenidas de Cuiabá, a ‘Te nente Coronel Duarte’, recebeu esse nome em homenagem ao militar José Garci a Duarte, que atuou na Guerra do Paraguai”. Segundo uma historiadora, ele chegou a morar na capital mato-grossense, “mas passou a maior parte da vida no interior de São Paulo, onde também fez história”. Nascido em 1824, em Batatais, casou-se duas vezes: com Ana Cândida da Costa Junqueira e com Maria Amélia de Vassimon. Era

filho de Antônio Garcia Duarte e Ana Vitória de São José. No segundo casamento recebeu, bem como sua mulher, o título de Barão (e Baronesa) de Franca, dado por Dom Pedro II. Na guerra citada (1864 – 1870) o Paraguai chegou a invadir Mato Grosso, e o tenente coronel Duarte teve papel destacado na resistência. José Garcia Duarte – falecido em 1891 – era irmão de Francisco Garcia Duarte que, por sua vez era pai de Antônio Garcia Duarte. Este ficou marcado na história santa-rosense com o nome de uma rua: Coronel Garcia, pioneiro na instalação de água encanada na vila de Santa Rosa, antes da criação do município. João Garcia Duarte (ex-prefeito local) e Avelino Garcia Du-

José Garcia Duarte faleceu em 1891 arte (ex-vereador) eram filhos dele. Avelino – cujo primogênito era homônimo do tenente coronel – era avô do médico Eduardo Duarte Ri beir o que c lini cou em Santa Rosa até o início do século atual. João Garcia emprestou seu nome ao neto

jornalista (João Garcia Duarte Neto, 1947 – 2012), que trabalhou na TV Ribeirão e no jornal A Cidade – RP. Avô também do deputado federal Chico Alencar, carioca que neste ano deve ser candidato a senador pelo Rio de Janeiro.


PÁGINA 14

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.142 - 17/03/2018

IMPRENSA ANTIGA

CHICO XAVIER

PROSEANDO

Santa Rosa

Grupo Espírita “Bezerra de Menezes”

Por Zé Pretinho

INQUIETAÇÕES CORROSIVAS

A MEMÓRIA

Desequilíbrio entre os maiores desequilíbrios que dilapidam as forças da existência: a fadiga inútil. Semelhante cansaço vai se alastrando e ganhando áreas:- comparece na retaguarda dos fichários de consultórios e nosocômios, por fator desencadeante de numerosas enfermidades; por trás de grande contingente dos desastres de trânsito; na fase de muitas segregações carcerárias por motivo a infrações e delitos; e no âmago de muitas resoluções infelizes que acabam em suicídio ou frustração. É imperioso, porém, que esse tipo de exaustão não proceda do trabalho físico que se ergue, quase sempre, por alavanca de refazimento renovador, e sim de inquietações corrosivas da caça de gratificações inoportunas no imediatismo da experiência humana ou em manifestações de rebeldia ou inconformidade. Quando puderes, usando bondade e tolerância, auxilia a enxugar as engrenagens do cotidiano, expurgando-as de quaisquer resíduos de pessimismo e azedume, deixados aí pelas aflições desnecessárias. Ninguém se corporifica na Terra sem planos de trabalho, com vistas ao próprio burilamento, e nenhum trabalho de sublimação se verifica sem os testes respectivos. O vínculo amargo, o desafio ao entendimento, a visita da tentação, o instante de renúncia ou o tempo de crise são trilhas de acesso às conquistas da alma. Não admitas a dificuldade ou a tribulação como sendo pancadas de angústia, esterilizando-te a vida espiritual. Recebe-as por lições que te procuram o campo íntimo, observando o que te dizem pelo idioma inarticulado das provas. E, agindo com paciência e esperança, serenidade e abnegação, imunizar-te-ás contra as calamidades do cansaço vazio, preservando a ti mesmo e auxiliando os outros, a fim de firmarem com segurança na ascensão para Deus. Emmanuel

Antes de abrir a Sessão, na sala de reuniões, pausa para o cafezinho, uma ajustada nos projetos e conchavos. O nobre colega Camaleão comenta sobre a “rechitegue” lançada no JequitibaZão; #Quem são os Edis?: - Puxa vida, grande parte do meu querido povão não sabe dizer, quem são os onze vereadores dessa casa?! Esqueceram que votaram em mim, preocupante essa bagaça! Bota na pauta uma indicação de urgência! Fosfosol! Vitamina de fósforo na cachola do povão! Ótimo para reativar o chip da memória, minha mãe me dava goela abaixo antes das provas na escola. Senão o povão da mata Graciosa vai esquecer de votar em mim novamente, my God help, fancies me! Protocole essa indicação urgente! Coelho entra na prosa: - Pois é, como mudar esse país se o povão memória curta, vamos dizer sessenta por cento, não muda seus hábitos e costumes arcaicos? Não respeitam os valores morais e a justiça, bases para uma sociedade mais justa e prospera como os Estaites? Não votam por competência, sim por sorrisos, churrascos! Tribo atrasada demais! O Edil Ouriço esnoba o nobre colega Coelho: Que ingreis afiado, Estaites Uniteide! Você só conhece a mata Graciosa, veio da vila do Alambari, foi em Sampa, voltou chamando cana de bâmbus! Aterrisa meu nobre Edil! Aru principiante sente a pressão da gravata: - Soubesse não tinha entrado, ser representante do povão não é fácil, muito lhe será dado, muito lhe será cobrado, melhor amarelar antes do que vermelhar depois, meu vô dizia isso... Acho que vou jogar a toalha. O nobre Macaco amigo da onça e do suplente do Aru, apoia: - Morde, aliás, joga a toalha amigão! Sai fora, você não prometeu nada, ninguém te cobra nada! - Colega nobre Macaco, prometi até trazer a coca cola para a Graciosa! - Ai você pirou na limonada, acha que pode botar nas costas uma empresa desse porte e trazer para a Graciosa? Diz Macaco. Nobre colega Suçuarana pede um aparte: - Digníssimos! Uma cidade tem que ter estrutura industrial e logística, educação de alto nível que gera mão de obra capacitada, com qualidade e cultura, atendimento em saúde de primeiro mundo que gera mão de obra saudável, requisitos básicos. E outros parâmetros que um empresário usa para se instalar aqui. Os nobres colegas Paca, Preá, Cabrito e Javali aplaudem Suçuarana, e Gato pede licença: - Nobres, não poderei participar dessa sessão, preciso passar a noite no velório do Tigrão, viajou fora do combinado, tão moço, 93 anos... Com licença. Gato virou as costas, a língua do Ouriço comeu solta: - Nossa véio o Gato é foda, cara larga. Tigrão tem dezesseis votos em casa. Gato parece as Carpideiras contratadas para chorar junto ao féretro, ama um velório, Vaaapô! Sai Zé bocão! Passa morte que estou forte! Vamos começar a sessão, o plenário está bufando de munícipes à espera de soluções, ufa é agora que o bicho pega... PS - Qualquer coincidência não passa de mera semelhança...

Casou-se no dia 30 do mês findo o sr. Niel Norup, guarda livros da importante Fazenda Amália, com a exma. Sra. D. Adélia T Innocente. Anteontem realizou-se o consórcio do sr. Arthur Melgasse, empregado das oficinas mecânicas da mesma fazenda, com a exma. d. Marieta Perroni, prendada irmã do sr. Germano Perroni, negociante dessa praça. Foram testemunhas: dos primeiros, o sr. Guido Maistrello e Maurício Alonso, dos segundos o dr. João Tavares e João Galiardo. O nosso amigo Perroni nos ofereceu um lauto jantar além de proporcionar-nos um sarau que durou até o amanhecer do dia 2. - Na noite de 30 as testemunhas do sr. Niel Norup visitaram, acompanhados de uma banda de música da referida fazenda, a residência do correspondente d’O Estado e o desta folha, saudando-o. Em companhia dos mesmos fizeram-nos iguais visitas os nossos amigos capitão Henrique Martins de Almeida, 1º juiz de paz, capitão Joaquim G. Martins, chefe político governista, Manuel Silveiro, 1º suplente do juiz de paz; Angelo Santini e Alexandre Grizanti, membros das importantes casas de S. Paulo, Falchi Giannini e Fratelli Grizanti; David Barcellos, fabricante de açúcar da Fazenda Amália, João Medeiros, farmacêutico estimado da referida fazenda; Domiciano Barbosa, Ângelo Cansian, Giuseppe Lorio, corretos empregados, também da mesma fazxenda; Lindolfo Solano Pereira e sua exma. família, Maurício Alonso e sua exma. família, Pedro Lorio, residente em Ribeirão Preto; a exma. senhorita d. Marcelina Biagi, prendada e dileta filha do sr. Vicente Biagi, negociante deste distrito. - Com destino a S. Paulo passou ontem pela estação da Glória o capitão José Sandoval, inteligente representante do Rebate. - Da capital chegou ontem o nosso amigo particular, dr. Henrique S. Dumont. Boas Vindas.

CRÔNICA DA SEMANA Daniel Almada

Inseto zonzo na Via Láctea Hoje acordei atravessado pela Via Láctea, milhões de pérolas sem peso brilhando ao redor, pura beleza boiando em silêncio num gracejo que nem Deus. Ao abrir os olhos, lenta e completamente, dei de cara com um par de meias, uma de cada cor. A primeira jazia sobre uma botina marrom quase sem vida, furada no bico; a outra, um pouco mais distante, dormia em pelo sobre um livro, sem capa, de cinquenta janeiros, que amo e jamais lerei. Um pé fora da cama, corpo em leve desequilíbrio, a maldita idade voltando à mente e a clara certeza de que a vida é mero acaso. Um Gregor Samsa, inseto zonzo na Via Láctea.

Página extraída do livro “Amanhece” – Psicografia de Chico Xavier.

PALESTRA ESPÍRITA A diretoria do Grupo Espírita “Bezerra de Menezes” convida todos os confrades, simpatizantes e demais interessados para assistirem à palestra que será proferida nesta segunda-feira, dia 19/03/ 2018, às 20 horas, em sua sede situada à Rua Eugênio Melloni, 195 – Jardim Planalto, nesta cidade, quando será abordado o tema “Espírito e Matéria” pelo orador Sr. Pascoal Antônio Bovino, da USERibeirão Preto. Haverá sorteio de livros.


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.142 - 17/03/2018

PÁGINA 15

DARCI ROCHA

Jardim Aquarius 4 terrenos juntos ................................................................................................ R$ 320 mil Dom Bosco nova, 3 dorm, sala, coz, wc social, piso porcelanato, murado, portao, quintal parte ciment. .... R$ 200 mil Ari Carneiro 2 dorm, sala, coz, murada ............................................................................................ R$ 115 mil Próximo a Capela esquina, 2 dorm, sala, copa, coz, despensa, wc, mais edícula ind, com quarto sala coz .. R$ 380 mil Vila Mendes 2 dorm, sala, cozinha, precisa de boa reforma, terreno amplo ............................................... R$ 65 mil Cohab 3 - 2 dorm, sala, coz, área serviço coberta mais despensa ampla .................................................. R$ 115 mil Casa centro próx. Grick e Matriz, 2 dorm, sala, copa, coz, varanda, lavanderia, terreno amplo. ót. local .... R$ 200 mil Nhumirim 2 dorm, sala, coz, garagem ................................................................................................. R$ 120 mil Itamaraty 2 dorm, sendo 1 suite, sala, coz, lavanderia e edicula no fundo ............................................ R$ 180 mil Casa Centro ao lado Banco do Brasil, 2 dorm, sala, coz, terreno 176m2 ............................................... R$ 270 mil Dom Bosco 3 dorm, garagem 2 carro, área no fundo, murada ................................................................... R$ 200 mil Luiz Gonzaga 3 dorm, sala, copa, coz, área churrasco, garagem, ac. casa ou ap em Ribeirão .......................... R$ 270 mil Casa e salão comercial rua Piauí, rua do Magu, ót. ponto comercial ...................................................... R$ 190 mil Dois barracões 1900m2, na área industrial, Bento Quirino, terreno 3.587,50m2 ............ R$ 1.500.000,00 ac. proposta Nhumirim 145m2 const, 3 dorm (1 suite), sala, copa, coz, terr.600m2, ac imóv. menor valor ........................ R$ 230 mil Barracão com mesanino energia trifásica, próx. superm. Real ............................................................... R$ 180 mil Rua Pestalozzi 3 dorm, sala, coz, garagem, + salão comercial ................................................................. R$ 120 mil Nova Roma 3 dorm, sendo 1 suite, sala, coz, copa, arm emb, lavand, gar, aquec. solar, acab 1ª ..................... R$ 450 mil Rua Francisco Zaac 2 drm, sendo 1 suite, sala, copa, coz, lavand, garagem, terr. 608m2 ............................. R$ 350 mil Jardim Aquarius, 3 dorm, suite, sala, copa, coz, área lazer, gar, 3 wc sociais, terreno 600 m2 ..................... R$ 400 mil Morumbi 3 suites, 3 salas, copa, coz, wc social, escritório, salao de festas, área churrasco + 3 dorm nos fundos, wc social, sala, cozinha, casa toda com aquecedor solar, garagem 4 carros 493,15m2 de constr em dois terrenos de 676 m2R$ 900 mil Barracão rua Amazonas 2 salas, 2 wc e galpão, 150m de const. ........................................................... R$ 250 mil Próximo rodoviária 3 dorm, sendo 1 suite, sala, coz, wc, gar., lavanderia ................................................ R$ 240 mil Próximo Solar 3 dorm, sala, coz, lavand, garagem, salão comercial com wc .............................................. R$ 240 mil Júlio Moretti 3 dorm (1 suite), sala, copa, coz, á. serv, gar. e ed. ..................... R$ 270 mil ac carro, ap. Rib., casa - valor Casa próx. Estrela Azul 3 dorm, sendo 1 suite, sala ampla, coz, garagem, area serviço ............................... R$ 350 mil Nova Roma 3 dorm, sendo 1 suite, sala, copa, coz planejada, lavand, área churras, esq .............................. R$ 380 mil Jd Aquarius 3 dorm, sendo 1 suite, sala, copa, coz, lavanderia, garagem (próx rodoviária) ......................... R$ 200 mil

Terreno amplo 3800m2, ótimo local para área de lazer, com pequena represa .................................... R$ 250 mil Jd. Aquarius 10x25 .................................................................................................... ................. R$ 42 mil Centro com cerca de 1.200m2, todo murado (aceito casa na troca) .................................................... R$ 450 mil Terreno de frente a praça Matriz 1375 m2, ao lado e fundo da caixa Federal ................... R$ 200 mil Jd. Bela Vista .................................................................................................... ........ R$ 13 mil + prestação Terreno Ari Carneiro 200m2 ......................................................... entrada de 18 mil + parcelas de R$ 442,00 Nova Roma ótima localização, próximo à ciclovia, med 13x25 (325m2), murado, plano ..................... R$ 100 mil Terreno Luiz Gonzaga 4 terrenos rua Roberto Armbrust, ....................................................... R$ consulte-nos Terreno Canaã, quitado, 10x25, ótima localização .......................................................................... R$ 60 mil Terreno AV São Paulo esquina com 200m2 de frente ao centro cultural ............................................ R$ 190 mil Temos terrenos no Jardim Itamaraty 2 - Consulte-nos

Nova Roma 114 m2, 2 dorm, sendo 1 suite, sala, coz, lavanderia, garagem e port. 153 m2 de terreno ........ R$ 160 mil Cohab 3 esquina, 3 dorm, 2 salas, copa, coz, área lazer, garagem + edícula ............................................ R$ 220 mil Filtro 3 dorm, sendo 1 suite e closet, sala, copa, coz, garagem, portão, .................................................. R$ 220 mil Cohab 4 esquina, 2 dorm, sala, coz, garagem ....................................................................................... R$ 90 mil Casa Jardim do Sol (esquina) 02 dorm, sala, cozinha, murada..................................................................................R$ 180 mil Jd. das Flores 2 dorm, sala, coz, wc, salão de jogos, garagem 4 carros, piscina ...................................... R$ 320 mil Rua Prudente de Morais 3 dorm, sala, copa, coz, lavanderia e garagem ................................................. R$ 210 mil Centro seminova, de frente ao antigo correio, 2 dorm, sendo 1 suite, sala, coz, lavanderia, area churras .... R$ 250 mil Nova Roma 2 dorm, sala, coz, area serviço, murada e portão ................................................................ R$ 200 mil Avenida Fiuta 3 dorm, sendo 1 suite, sala, coz, lavanderia .................................................................. R$ 180 mil Morumbi velho 275 m2 de const. 2 terr. med. 663 m2, 3 dorm, sendo 1 suite, 2 salas, copa, coz, ed. fundo . R$ 590 mil Casa com sobrado e salão comercial Nosso Teto, esquina próxima ao Nota 10 ................................... R$ 160 mil Nova Roma, esquina, 3 dorm, sendo 1 suite, sala, coz, lavand, área churras, garagem, amplo terreno ........ R$ 250 mil Casa Primavera 3 dorm, sendo 1 suite, sala, copa, coz, lavand, gar. terreno 400m ................................. R$ 230 mil Av. Fiuta 2 dorm, sala, coz, copa, lavanderia, garagem, murada, quintal cimentado, portão, perto Solar ...... R$ 220 mil CasaItamaraty, 3 dorm, copa, sala, coz, garagem, quintal cimentado, portão (terreno 12x25) .................... R$ 200 mil Salão comercial Ótimo ponto comercial, rua Mário Carneiro da Cunha ................................................ R$ 250 mil Casa Centro róximo ao HSBC, com 353,94m2 const, acabamento de 1ª, terr. 1.045m2, murado, portões .... R$ 700 mil Nova Roma 4 dorm, sendo 1 suite, sala, copa, coz, garagem, construída em 2 terrenos ............................ R$ 400 mil Nova Roma 2 dorm, sendo 1 suite, sala, coz, copa, garagem, ótimo acabamento ..................................... R$ 230 mil Jd. do Sol 2 dorm, sala, coz, área de lazer, terreno 10x38,5 ................................................................... R$ 190 mil Cohab1 esquina, 3 dorm, sendo 1 suite, sala, coz, garagem, área serviço ............................................... R$ 100 mil Próx. praça Fuim (avenida) 3 dorm, sala, copa, coz, garagem, alpendre, terreno 10x30 ........................... R$ 260 mil Rua do Comércio 2 dorm, sala, cozinha, amplo terreno ...................................................................... R$ 350 mil Cohab 1 esquina, com 3 dorm, sendo 1 suite, sala estar, sala TV, cozinha, garagem, varanda. ót local ........ R$ 135 mil Nova Roma 184m2, 3 dorm, sendo 1 suite, sala, copa, coz, área serv + edicula (2 terr.) ........................... R$ 420 mil Sobrado Nosso Teto com 3 aluguéis ................................................................................................ R$ 120 mil Centro próx. Gricki, 2 dorm, sala, copa, coz, área seerviço, garagem ..................................................... R$ 210 mil

Chácara jd Aquarius 2mil m2, amplo salão de festas, coz, wc, piscina, arborizada, murada, energia e água Sabesp ..................................................................................................................................... R$ 560 mil Sítio 20 mil m2 Módulo rural, ótima localização, próximo a Nhumirim a 600 m do asfalto. Consulte-nos 1 alqueire dentro da cidade, ót. locl para loteamento ................................................................ R$ 650 mil Área urbana 1.500m com casa e edícula sem acabar, curral, chiqueiro, fundo da Cohab 1 ......... R$ 180 mil Área de 1.000 m2 com toda infra estrutura ............................................................................... R$ 160 mil Sítio 16 alqueires (sem benfeitorias) forma de pagamento à combinar ............................... R$ 1.100.000,00 Área urbana Jd Elite com casa, 1047m2, ótimo para investimento, pode desmenbrar até 8 lotesR$ 260 mil TEMOS VÁRIOS SÍTIOS E FAZENDAS À VENDA, CONSULTE-NOS

DOIS TERRENOS

SALÃO COMERCIAL

Área 8.900 m2

SALÃO COMERCIAL

Nova Roma, avenida Nicolas Yasbeck, medindo 20x50 ou seja, 1.000m2 cada um. Murado. R$ 250 mil cada

Ótimo ponto comercial, rua Mário Carneiro da Cunha R$ 250 mil

Plana, ótima localiz ação, ao lado do jardim Itamaraty 3. Consulte - nos

e squina, antigo HSBC, 220m2 de construção, te rre no com 330m2. Oportunidade única R$ 280 mil

CASA NOSSO TETO 3 dorm, sala, coz, reformada, murada, piso e forro PVC. Aceito carro ou financiamento. R$ 95 mil


PÁGINA 16

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.142 - 17/03/2018


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.142 - 17/03/2018

PÁGINA 17


PÁGINA 18

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.142 - 17/03/2018


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.142 - 17/03/2018

HISTÓRIAS DO NOSSO FUTEBOL

O pau quebrou no treino do Leão No dia 17 de maio de 1942, um treino corriqueiro do Sa nta Rosa F. C. ac abou em briga, conforme relatado em ata da “assembleia particular” que a diretoria realizou no dia seguinte. O secretário João de Um atleta no 'campão' - 1948 Andrade abriu a ses- década em que se deu o incidente são, presidida pelo vice-presidente, Camilo Galão – já que o presidente Francisco Mascaro não compareceu –, informando que “quando se realizava o treino obrigatório entre o 1º e o 2º quadros do Santa Rosa FC, sob a orientação do segundo treinador, José Faroni, verificou-se sério incidente entre vários jogadores, o que resultou na paralisação do jogo”.

PÁGINA 19

Quem te viu, quem te vê O Santa Rosa FC – que no último domingo estreou no campeonato regional empatando fora de casa – voltou às atividades no ano passado, depois de ficar inativo por muitos anos. Dentre suas conquistas, duas têm lugar especial na memória da torcida: 1955 e 1970. Se o time de 70 teve um conjunto formidável, quatro jogadores tiveram peso especial nessa harmonia. Na semana que passou, Bom Bril, único que não reside na cidade, aqui esteve em visita. Seu celular registrou o histórico encontro do quarteto.

Joaquim Cândido teve o rosto esbofeteado “Devido ao atrito verificado, conforme várias testemunhas oculares (assistentes), e vários jogadores, consta-me que o jogador Alcebíades Pires Ribello agrediu o seu adversário Joaquim Cândido esbofeteando-lhe o rosto por ter sido, num lance do prélio, atingido por um ponta pé involuntário. Para que tal fato não mais se repetisse seria necessário que o jogador atingido se dirigisse ao treinador, ou deixasse por conta do mesmo que. Consta ainda que os jogadores Idelfonso Firmino de Almeida e Manoel Canella, ao invés de apaziguarem seus companheiros, incentivaram ainda mais os ânimos, agredindo, em defesa de Joaquim Cândido, o primitivo agressor, Alcebíades Pinto Ribello”. “Treinador não soube se impor” “Devido às circunstâncias, quer-me parecer que se deve à falta de autonomia do sr. treinador que não soube impor-se com a devida autoridade perante os jogadores, deixando que os mesmos façam o que bem entendem, sem o menor protesto de sua parte, deixando ainda que o ‘jogo violento’ praticado por vários jogadores atinja seriamente seus adversários, resultado em grandes ferimentos, conforme pode se verificar na pessoa de vários jogadores de nosso Clube”. Idelfonso eliminado definitivamente A refrega resultou, por decisão da diretoria, na suspensão, por 7 dias de José Bento do Nascimento e Joaquim Cândido, de 15 dias para Alcebíades Pires Ribello e por 30 dias do treinador José Faroni. Idelfonso Firmino dos Santos foi eliminado do ‘quadro’ “por praticar jogo por demais violento”. Além disso, ele ficou “definitivamente proibido de jogar futebol contra o Santa Rosa FC. Qualquer quadro visitante ou visitado que estiver incluído em suas fileiras dito elemento, passará pelo dissabor de não vê-lo defender suas cores enquanto durar o mandato da atual diretoria”.

Pedrinho

Tiãozinho, Bom Bril e Meme, em foto de 1972

Sabesp abre concurso para 661 vagas Tem vaga na região A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) abre concurso público para a contratação de 661 funcionários, que atuarão na capital, litoral, interior e Grande São Paulo. As vagas estão distribuídas por 16 cargos diferentes, que exigem o ensino fundamental, médio, técnico ou universitário. Não é necessário ter experiência anterior na função. O edital com o período de inscrições, valores das taxas e regras está disponível no site da Fundação Carlos Chagas, instituição responsável pelo concurso público (www.concursosfcc.com.br). As inscrições serão exclusivamente pela internet. Os salários iniciais vão de R$ 1.854,54 até R$ 7.964,50. Os aprovados serão contratados em regime de CLT e, além dos benefícios previstos na legislação, receberão também: participação nos lucros, plano de saúde (estendido aos dependentes sem acréscimo), cesta básica, vale-refeição, previdência suplementar e gratificação de férias. O cargo com o maior número de vagas é o de agente de saneamento ambiental, com 256 oportunidades para quem já concluiu o ensino fundamental. Entre as atividades desenvolvidas por este profissional estão: operação, conservação e manutenção de sistemas de produção, controle de qualidade, abastecimento de água, coleta e disposição final de esgotos, podendo realizar trabalhos internos em laboratórios ou externos, como instalação e manutenção de redes de água e esgotos e desobstruções. Importante salientar que as vagas estão espalhadas por diferentes unidades da Sabesp no Estado, dentro de suas respectivas áreas ou municípios de abrangência. A Sabesp é responsável pelo fornecimento de água, coleta e tratamento de esgotos de 368 municípios do Estado de São Paulo, além de oferecer água no atacado para outros municípios. Serve, portanto, a 13% da população brasileira (cerca de 28 milhões de pessoas) e é responsável por quase 30% de tudo que é investido em saneamento básico no Brasil. Para atender bem milhões de paulistas, a Sabesp busca profissionais com perfil criativo, interessados em aprender e comprometidos para atuar em equipe. Na região de Mococa que abrange os Municípios de Santa Rosa de Viterbo, Serra Azul, Cajuru existem 2 Vagas para Agente de Saneamento e 1 para Oficial de Manutenção ( Eletricista)


PÁGINA 20

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.142 - 17/03/2018


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.142 - 17/03/2018

Expedição de bike leva 160 ciclistas a percorrerem 41 km

O Evento Expedição Bike Club Sertãozinho organizado pelo Bike Clube Santa Rosa de Viterbo foi realizado no último domingo (11) e teve a participação de cerca de 160 ciclistas. “Tivemos a presença de vários ciclistas da nossa região, mas o que mais nos surpreendeu foi o número grande de ciclistas santa-rosenses. O pessoal de Sertãozinho também compareceu em massa; A expedição foi um sucesso, parabéns para todos”, comemorou Elvis, um dos organizadores. A concentração foi às 7h no Primavera Country Club, onde também foi dada a largada, uma hora depois. O percurso teve de 41Km e passou por cachoeiras, fazendas e teve até uma visita na barragem da Usina Itaipava. Durante todo o trajeto, os participantes tiveram apoio de carros que levaram frutas, mecânicos e mais alguns brindes. “Agradecemos muito a todos os nossos parceiros, em especial aos ilustres Latoia, Beto e Ritinha”, disse Elvis. Novidades - As atividades ciclísticas não vão parar por aqui, Elvis informou que me breve fará novas expedições pela cidade e no final de abril, irão participar de um projeto aqui em Santa Rosa, a respeito da mobilidade urbana, conscientização da população.

Jardim dos Coelhos O Jardim dos Coelhos será inaugurado na próxima quinta-feira (22), a partir das 18h30, no Espaço Mogiana. Evento contará com apresentação do Projeto Guri e da Banda Juvenil. Após, o local será aberto para visita, fotos e para as crianças se divertirem. O jardim ficará aberto até o dia 2 de abril, um dia após a páscoa.

Circuito Cultural Paulista O Circuito Cultural Paulista trás a Santa Rosa a peça de Teatro ‘Canções para Não Dizer’, no dia 29 de março, uma quinta-feira, às 19h30, no Centro Cultural. A entrada é gratuita.

PÁGINA 21

Eco Trilha reúne centenas no ‘Tonim Amici’ A 7ª Eco Trilha Santa Rosa que aconteceu no último final de semana, no Centro de Eventos Tonim Amici e reuniu centenas de apaixonados por trilhas, motos e jipes. A organização do evento acredita que passaram 600 pessoas durantes os dois dias, co m presença marcante de toda região. Vieram muitas pessoas de Tambaú, Cajuru, São Simão, Serra Azul, Jaboticabal, Santa Cruz das palmeiras, Ribeirão Preto, Altinópolis, Pirassununga, Divinolândia e Cravinhos. No primeiro dia, aconteceu a prova de Motocross, e contou com a participação de 31 motoqueiros. No local do evento, ainda havia um parquinho com obstáculos para o pessoal brincar no barro, gangorra, poço de lama, ‘Arrancadão’, buracos de lama, morro de terra e a valeta em X. O domingo foi o dia da Eco Trilha, que teve início às 9h30. O trecho passou por vários pontos rurais da cidade e teve 91 participantes, entre jipeiros e gaioleiros. A saída e a chegada foram no próprio ‘Tonim Amici’. Ainda teve a praça de alimentação que ficou por conta da AIDESA. A organização foi feita pelo Gaiola Jipe Clube Fidido Off Road com o apoio da Prefeitura de Santa Rosa. A foto é do Pofi.


PÁGINA 22

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.142 - 17/03/2018


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.142 - 17/03/2018

Outro prefeito Cansados de esperar pela construção de uma canaleta que ponha fim a água parada na rua José Antônio de Oliveira, esquina com a avenida Joaquina Custódia Ribeiro, moradores dizem que vão aguardar a próxima administração para tentar com ela a solução do problema. -Já cansei de pedir para arrumarem, de falar e nada ser resolvido. Enquanto isso vamos convivendo com crianças que desconhecem o perigo brincando nesta água fedorenta, disse Anadeje Andrade.

FALA NOSSO TETO

PÁGINA 23

por Serginho Gomes

Repositor com talento para coreografia O repositor de Supermercado, Gustavo Israel dos Santos, de 28 anos, é autodidata na arte da coreografia. Morador na rua Osmar Idalino, Nosso Teto, ele garante que aprendeu sozinho pela TV. - Comecei faz uns três anos. Logo depois resolvi colocar em pr átic a num concurso de Rei Momo realizado na cidade de Cajuru. O resultado me surpreendeu, fiquei em segundo lugar, diz ele. Gustavo enfrentou concorrentes experientes, e mesmo assim teve mais samba no pé e simpatia que eles: - Nunca havia participado de nada, estava ansioso ‘pra’ caramba, mas quando começou a tocar o samba dei o meu melhor, conta ele. Após o “batizado” não parou mais. Participou do Carnaval em outras cidades, Batatais, Monte Santo de Minas, Luís Antônio, São Simão, Cássia dos Coqueirosele ainda arruma tempo para se fantasiar de bastião de Folia de Reis. O talento nato para a dança, lhe rendeu a vaga no posto de Oficial de Casal de Mestre Sala e Porta Bandeira, da Escola de Samba ‘Tendel’ (Boca da Mata), de Cajuru. Sua performance, registrada em vídeos por amigos e divulgada em redes sociais, chegou até a Escola de Samba Águia de Ouro, da capital paulista, logo recebeu um convite para desfilar por aquela agremiação. -Fomos lá assistir a um ensaio técnico no Carnaval deste ano. Não resisti ao batuque e caí no samba. Eles gostaram do charme, elegância e simpatia (atribuições que podem render notas altas no desfile das Escolas de Samba), que apresentei e me convidaram para desfilar por eles, revela. Apesar de conquistar a bateria da Águia de Ouro, ele não pôde aceitar o convite por motivo de trabalho, mas sonha em voltar lá. Além de criar coreografias de dança e evoluções de passos carnavalescos, o repositor customiza suas próprias fantasias e também a da sua parceira: - “Varo” a noite costurando. Assim, Gustavo vai repondo prateleiras, driblando as dificuldades, e alimentando sonhos. -Meu desejo é desfilar por minha própria cidade. Por isso espero que voltem os blocos e antigas Escolas, sonho também em poder ajudar com minha arte, pessoas que precisem, finaliza ele.

Futebol tem alma Futebol tem alma. É uma alma coberta de mantos. Não é etérea e revestida pelo corpo, como pregam nos templos, Tão pouco pertence a uma única criatura. É uma alma compartilhada! Entre reclamações e protestos, cabem as palmas e o incentivo, É alma que vibra e torce! Carrinhos, saltos, dribles, pontapés, cabeceadas, bate- rebate, Quando a bola cruza a trave, Não importa o caminho que a fez chegar até ali, A alma é compartilhada com grito! Gooooolllll!!! Quer sentir esta emoção? Vá ao ‘campão’ assistir aos jogos do Leão


PÁGINA 24

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.142 - 17/03/2018


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.142 - 17/03/2018

PÁGINA 25


PÁGINA 26

EDITAL DE PROCLAMAS nº. 2486 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // RAFAEL LAMBRINI FERREIRA e LARA APARECIDA GENARO //. Ele, natural de São Simão, Estado de São Paulo, nascido aos sete (07) de junho de um mil novecentos e noventa e um (1991), profissão mecanico indust rial, es tado ci vil sol tei ro, domici liado e res idente à Rua Angelo Mus solim, 191, Jardim das Flores, na ci dade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filho de JOEL FRANCISCO FERREIRA e de dona NEIDE LAMBRINI FERREIRA. Ela, natural de Santa Bárbara d’Oeste, Estado de São Paulo, nascida aos nove (09) de maio de um mil novecentos e noventa e s ete (1997), profiss ão do lar, es tado ci vil sol tei ra, domici liada e res idente à Rua Angelo Mus solim, 191, Jardim das Flores, na ci dade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filha de dona ERICA MARIA GENARO. EDITAL DE PROCLAMAS nº. 2487 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // RENAN FELIPE DE OLIVEIRA e TATIANE CAMPOS RAMOS //. Ele, natural de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, nascido aos vinte e seis (26) de agosto de um mi l novecent os e noventa e doi s (1992), profi ss ão soldador, estado civil solteiro, domiciliado e residente à Rua Francisco Pimenta, 141, Vila Ranzani, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filho de ROGERIO TADEU DE OLIVEIRA e de dona MARIA NADIR DA SILVA KIILL. Ela, natural de Piracicaba, Estado de São Paulo, nascida aos onze (11) de junho de um mil novecentos e novent a e três (1993), profis são babá, est ado civil solteira, domi ciliada e residente à Rua Francisco Pimenta, 141, Vila Ranzani, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filha de CARLOS ROBERTO RAMOS e de dona CRISTIANE APARECIDA DE CAMPOS VIANA. EDITAL DE PROCLAMAS nº. 2488 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.142 - 17/03/2018

documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // ERICK PEREIRA BEZERRA e SIMONE APARECIDA DA SILVA //. Ele, natural de Manaus, Estado do Amazonas, nascido aos nove (09) de março de um mil novecentos e oitenta e dois (1982), profissão motorista, es tado civil divorciado, domiciliado e residente à Rua Gualter Chitero, 74, Nova Roma, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filho de ESTEVAM ANDRADE BEZERRA e de dona TÂNIA PEREIRA BEZERRA. Ela, natural de São Simão, Estado de São Paulo, nascida aos quinze (15) de fevereiro de um mil novecentos e setenta e dois (1972), profissão diretora de escola, es tado civil divorciada, domi cil iada e residente à Rua Gualter Chitero, 74, Nova Roma, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filha de ADAIR DA SILVA e de dona LUCY ROZENDO DA SILVA. EDITAL DE PROCLAMAS nº. 2489 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // RONALDO DONIZETE PEREIRA e GISLENE APARECIDA FERREIRA DA SILVA //. Ele, natural de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, nascido aos oito (08) de maio de um mil novecentos e novent a (1990), profiss ão trabalhador rural, estado civil solteiro, domiciliado e residente à Rua Professora Erothildes Vieira da Fonseca, 166, Nosso Teto, na cidade de Sant a Rosa de Viterbo, Est ado de São Paulo, filho de JORGE PEREIRA e de dona ELIANA MARIA DA SILVA PEREIRA. Ela, natural de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, nas cida aos s eis (06) de out ubro de um mil novecentos e oit enta e sete (1987), profissão do lar, estado civil solteira, domiciliada e residente à Rua Professora Erothildes Vieira da Fonseca, 166, ‘, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filha de MARCIO MARIANO DA SILVA e de dona JOANA DARC FERREIRA.

Se alguém souber de algum impedimento ao casamento de algum dos contraent es aci ma, oponha-o na forma da lei. Eu, Gisele Calderari Cossi – Oficial.


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.142 - 17/03/2018

PÁGINA 27

JOGÃO DE BOLA

Santa Rosa FC recebe Brodowski pelo Amador Amanhã, às 10h00 da manhã o “Leão da Comarca” recebe o Brodowski FC em partida válida pelo Campeonato Amador de Futebol. O jogo será no campão Rubens Bellizze e tem entrada gratuita para os torcedores . O venc edor da partida assume a liderança do grupo. O Leão terá um desfalque. O lateral esquerdo Manga nã o joga, mas Richard, que tem entrado bem nos jogos, tem a confiança da comissão técnica e deve ser seu substituto. Casa cheia – A Diretoria do “Leão” espera casa cheia amanhã. “Recebemos a informação de que virão dois ônibus da torcida. Esperamos que nossa torcida lote o campo e que ambas as torcidas celebrem o futebol em clima de paz”, disse o presidente do Santa Rosa, doutor Marco Sério. Haverá preliminar, válida pelo campeonato municipal de futebol de campo e este jogo começa às 8h00. A Diretoria do Leão coloca à disposição dos torcedores banheiros limpos, futebol de qualidade e um bar com serviço completo de comes e bebes. A torcida organizada do Leão prome te muita ba tuca da e o mascote Leonino estará distribuindo pirulitos e fazendo selfies com a garotada. Empate fora de casa – No domingo passado o

Santa Rosa estreou no campeonato jogando nas Minas Gerais, em São Sebastião do Paraíso e empatou em 0 a 0 com a equipe local. O jogo foi domina do pelo Leão, que perdeu pelo menos quatro chances reais de gol. A única chance de gol da equipe adversária foi aos 45 minutos do s egundo tempo, quando o goleiro Dê operou um milagre e salvou o Santa Rosa de uma derrota amarga. A equipe e os tor cedores fora m muito bem recebidos na cidade mineira. Brodows ki e stre ou em casa vencendo Luis Antonio por 5 a 4. Brodows ki é líder com 3 pontos, seguido por Santa Rosa e SS Paraíso com 1 e Luis Antonio com 0. Classificam-se os dois primeiros de cada chave. Santa Rosa FC faz parcerias inéditas - Além dos patroc ina dor es SkyMa x, Sol ar Supermerc ados, Chiaperini Industrial, Milanez Frios e Romavili Panificadora, a Diretoria do Leão anunciou esta semana que fechou uma parce ri a inédita c om a Rib Silk, para fornecimento de material esportivo. A empresa ribeirão-pretana, que é uma das mais tradicionais da região e já foi patrocinadora do Botafogo, Comercial e Intelli, fornecerá todo material esportivo gratuitamente para a

e quipe dura nte um a no. Is so incl ui uni formes de jogo, uniformes de viagem e da c omi ss ão té c ni ca . Aproveitando a oportunidade a Diretoria do Leão

comprou cerca de 100 camis as oficia is que se rão vendidas para os torcedores do “Leão”, a partir da semana que vem. Outr a par ce r ia fe -

chada foi com a paróquia Santa Rosa de Viterbo. O Cônego Pedro irá ajudar na organização de um evento para arrecadação de fundos para o Santa Rosa Fu-

tebol Clube. “O esporte é lúdico e o trabalho que está sendo feito é muito bonito, pois envolve muito de nossa juventude”, disse o Cône go.

Leão posa para foto em São Sebastião do Paraíso - Foto Serginho Gomes

Futsal perde para Brodowski A equipe de Santa Rosa perdeu na estreia da Taça EPTV de futsal por 3 a 2 para Brodowski. Na prõxima semana enfrentamos jardinópolis precisando vencer bem para sonhar com a classificação.

Bandeira santa-rosense na TV Hoje, sábado, 11h00, pela Rede Vida, tem ao vivo o jogo Rio Preto x Olímpia pela série A2 do Paulistão. O jogo é de vida ou morte para o Olímpia, pois se perder pode entrar na zona do rebaixamento. E o legal do jogo é que o bandeirinha será o santa-rosense Ricardo Buzzi. “Já é o quarto jogo ao vivo que faço na Rede Vida. Dos 5 jogos transmitidos este ano, participei de quatro”, disse ao Jornalzão. Boa sorte, Ricardo.


PÁGINA 28

SOCIAIS DO ÉDI CARLOS

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.142 - 17/03/2018


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.142 - 17/03/2018

SOCIAIS DO ÉDI CARLOS

PÁGINA 29


PÁGINA 30

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.142 - 17/03/2018


O JO R N AL ZÃO - ED. 1.142 - 17/03/2018

PÁGINA 31


PÁGINA 32

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.142 - 17/03/2018

O Jornalzão, edição 1142  

Jornal semanal de Santa Rosa de Viterbo

O Jornalzão, edição 1142  

Jornal semanal de Santa Rosa de Viterbo

Advertisement