Page 13

O JO R N AL ZÃO - ED. 1.132 - 30/12/2017

Morre ‘Tadeuzão da Caixa’, vítima de infarto fulminante Faleceu, no último dia 23, Aparecido Tadeu de Oliveira, aos 65 anos (na foto de 1976). Aposentado como segurança da Caixa Econômica Estadual, ‘Tadeuzão da Caixa’ – como era conhecido – chegou a trabalhar como ‘saqueiro’ na usina Amália em rezão do seu físico privilegiaddo. No seu último dia de vida, tomou café da manhã, o remédio de pressão e saiu. - Ele não reclamou de nada, estava normal. Logo depois vieram me avisar que ele estava passando mal – conta Joana D’Arc, sua mulher, com que teve um casal de filhos: Tatiana, 36 anos, e Tiago, 33. Vendedor de loterias, Tadeuzão sofreu infarto fulminante num bar da Av. Dilermando.

Processo seletivo de estagiários da Prefeitura será realizado em janeiro O Departamento de Recursos Humanos da Prefeitura está em fase final de elaboração do edital para o Processo Seletivo dos estagiários, que deve ser divulgado na primeira semana de janeiro. A previsão dos responsáveis pelo processo é que as inscrições serão abertas no dia 8 de janeiro. A prova está prevista para ser realizada no dia 27 de janeiro. De acordo com a legislação, podem se candidatar estudantes do ensino médio ou de cursos superiores desde que ligados às atividades prestadas pela Prefeitura, como Educação, Saúde, Desenvolvimento Social e Administração, entre outras. O horário do estágio deve obedecer ao expediente do setor público correspondente no limite máximo de seis horas diárias. Esses critérios obedecem às normas corretas para a transparência do processo seletivo e para o aproveitamento adequado dos novos talentos. Na próxima semana será divulgado o edital com todas as informações do processo seletivo, inclusive com as vagas disponíveis e os documentos necessários para a inscrição. O edital estará disponível no site da Prefeitura Municipal e nos meios de comunicação da cidade.

PÁGINA 13

Allan Ribeiro percorreu quase 500 km a pé até Aparecida do Norte Gabriel Carmello Caldas

Com a i ntenção de agradecer pela recuperação de uma cirurgia feita há 90 dias para corrigir uma deformidade no maxilar, que foi necessário colocar 32 pinos e nove placas, o motorista, Allan Ribeiro, 32, partiu a pé para Aparecida do Norte. Ele saiu de Santa Rosa no dia 7 de dezembro, às 3 da manhã e chegou ao destino final por volta das 11h da manhã do último sábado (23). Allan trilhou o ‘Caminho da Fé’, que marca cerca 450 km, indo por Tambaú, e passando por mais de 20 cidades, entre elas algumas de Minas. Porém, a viagem pode ter chegado aos 500 km, poi s em alguns momentos, teve erro no trajeto, devido a exaustão, que o induzia optar pelo caminho errado, além de que, em alguns lugares algumas placas foram arrancadas e colocadas em locais errados. Andar a pé eu vou Como já tem experiência em outras romarias, Allan não fez uma preparação especi-

A selfie no dia da chegada à Basílicaa al. Sua marcha começava sempre às 3h da matina e só parava no final da tarde, quando se hospedava em alguma pousada. No primeiro dia percorreu 44 km, todavia, foi impossível manter o mesmo ritmo, pelas diferentes distâncias entre as cidades. Os maiores desafios foram subidas íngremes de 2 a 3 km, e o mais gratificante for am pai sagens, com cachoeiras e belas matas. Ele almoçou poucas vezes, apenas jantava e tomava 5 litros de água diariamente. Ao final do trajeto, perdeu 7 kg e teve que desembolsar cerca de R$ 4 mil, mas não se arrepende “Foi o melhor investimento que já fiz na vida”.

sa Senhora Aparecida, antes de colocar o pé na estrada, rezava um Pai Nosso e uma Ave Maria. Em alguns mome ntos , a for ça falhava, mas a fé, jamais. “Foi muito cansativo, mas muito gratificante, pensei em desistir, dava saudade de casa, então lembrava da família e vinha uma força a ma is par a c onti nuar ”, descreve. Seu grande companheiro durante todo o trajeto foi seu cajado, que lhe apoiou físico, mental e espiritualmente. “Eu achava

que o cajado tinha algo especial, sempre que me faltava força s, batia ele no chão, pedi a força s pa ra Deus e continuava.” Allan não conteve as lágrimas quando chegou em Aparecida. “Foi algo muito emocionante, é impossível explicar o que senti quando finalmente avistei a igreja”, na qual ele assistiu uma missa antes de retornar para Santa Rosa, mas dessa vez, sem sofrimento, pegou ônibus e foi recepcionado e festejado pelos pais.

A fé não c os tuma falhar - O devoto de Nos-

Vendo terreno avenida do Bosque 11x28, documentos em dia. Não troco, só vendo. Tratar 3954-2526

3954 3371 - 3954 6920

O Jornalzão, edição 1132  

Jornal semanal de Santa Rosa de Viterbo

O Jornalzão, edição 1132  

Jornal semanal de Santa Rosa de Viterbo

Advertisement