Page 1

®

Diretor: André Nagib Moussa (Mtb 34286) - Santa Rosa de Viterbo, 12/08/2017 - Ano 23 - N.º 1.112 - Semanal - Fone/Fax 3954 3289

Trem de carga descarrilha em “Santos Dumont” Vinte e dois vagões carregados de enxofre tombam Foto feita através de celular

R$ 3,00

FAÇA O QUE EU DIGO, MAS NÃO FAÇA O QUE EU FAÇO

92% dos prédios públicos municipais não tem AVCB Vereador Heitor questiona prefeito sobre irregularidades

Acidente foi sábado, no km 227 da linha, em Santa Rosa. Ninguém se feriu

Bode e Laércio ficam no cargo até o fim do processo, diz Juiz Vereadores foram afastados pelo TRE

Resultado final dos aprovados no concurso da Câmara Fogo destrói Bebê com microcefalia casa no causada pelo ‘Zika’ faz Nosso Teto 8 meses e precisa de ajuda

Dos 49 prédios públicos municipais, 45 não tem a liberação, inclusive o Paço Municipal, que compreende a Tributação, de onde saem os alvarás de licença

Kuarup para ‘branco’ O médico Roberto Baruzzi, indigenista aliado dos irmãos Villas Boas, foi homenageado, no último fim de semana, no parque Xingu. Depois de Orlando e Cláudio, ele é o terceiro a receber a ho menagem que os indígenas fazem a seus mortos ilustres.


PÁGINA 2

O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017


O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017

PÁGINA 3

Juiz determina que Bode e Laércio aguardem julgamento do TSE no cargo O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo remeteu o acordão que cassou dois vereadores para a Justiça Eleitoral local. O tribunal, além de cassar toda a chapa da coligação que envolvia os partidos PROS, PMN e SDD, determinou a inelegibilidade de quatro envolvidos (leia a seguir). O Juiz Eleitoral Alexandre Cesar Ribeiro despachou, na quarta feira, 09, dizendo que os dois vereadores devem esperar o julgamento do recurso no TSE no cargo ( o advogado da coligação informou que o recurso será proto colado na segunda feira), podendo “exercer os mandatos em toda sua plenitude” - leia na íntegra abaixo. O Juiz também determinou o cumprimento da decisão que deixou inelegível quatro envolvidos no caso - o presidente do PROS e as três cadidatas que tiveram zero voto (leia a seguir). Entenda - O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo cassou no dia 2 de

agosto os mandatos dos vereadores Luís dos Reis Augusto - Bode e de Laércio Costa Arruda. A cassação se deu por causa de uma Ação de Impugnação de Candidatura proposta pelo Ministério Público de Santa Rosa, alegando que a coligação dos partidos Solidariedade, PROS e PMN teria usado a cota de gênero (vagas para mulheres) de forma fraudulenta - três candidatas tiveram zero voto. A Lei Eleitoral que prevê a cota de gênero exige que cada coligação tenha pelo menos 30% das vagas preenchidas por homens ou mul heres. Com as vagas preenchidas pelas mulheres aumentam-se as vagas para homens. O MP local entendeu que estas vagas foram preenchidas com o objetivo de abrir mais vagas para homens e não eleitoral. O PSDB foi julgado dia 3 e foi absolvido, em denúncia similar. A coligação recorreu ao TSE. Com o afastamento, o processo voltou para Santa Rosa e o Juiz Alexan-

Despacho do Juiz Alexandre Cesar Ribeiro

dre Cesar Ribeiro determinou que eles aguardem o julgamento do TSE no cargo. A Ação - O Ministério Público entrou com a Ação no fórum local pedindo a impugnação de duas chapas com candidat os a vereador, a do PSDB e a da coligação que engloba os partidos PMN, PROS e Solidariedade - SDD. O Promot or alego u qu e estas duas chapas teriam usado irregul armente a cota de gênero para aumentar o número de vagas para homens e não com objetivo eleitoral. Cinco mulheres não tiveram voto algum, sendo duas do PSDB e três do PROS. O Juiz Eleitoral local Alexandre Cesar Ribeiro julgou improcedente as duas ações, que são dois processos distintos, apesar do mesmo teor. O Ministério Público recorreu ao TRE-SP e na quarta feira, 2, em decisão inédit a, o s magistrados acompanharam a relatora do processo, Juíza Claudia Lúcia Fonseca Fanucchi, e julgaram procedente a Ação, cassando os mandatos de Bode e Laércio, juntamente

Bode e Laércio ficam no cargo. PSDB, de Heitor (centro) foi absolvido com toda chapa, inclusive os suplentes. A cassação seguiu o parecer da Procuradoria Regional Eleitoral em São Paulo (PRE/SP) e é fruto de decisão do TRE/SP de dar provimento ao recurso do Ministério Público Eleitoral (MPE) contra sentença que julgara improcedente o pedido em ação de investigação judicial eleitoral ajuizada pelo próprio MPE. Na quinta feira, 3, foi julgado o processo do PSDB,

Ciente do julgamento que decidiu pela inelegibilidade de quatro representados e pela cassação dos diplomas de vereadores eleitos pela referida coligação. Providencie-se o necessário para anotação da inelegibilidade. No mais, em relação aos dois representados que foram eleitos e que tiveram seus diplomas cassados por decisão do TRE-SP, determino, com base no art. 216 do Código Eleitoral, que aguarde-se, ao menos, decisão do TSE sobre a matéria, uma vez que até então, o diplomado poderá exercer o mandato em toda sua plenitude. Dê-se ciência ao Ministério Público Eleitoral acerca da presente decisão. SRV, 09/08/2017 Alexandre Cesar Ribeiro - Juiz Eleitoral 3954 3371 - 3954 6920

idêntico ao outro e este teve parecer contrário ao do dia anterior e assim, não houve cassação do mandato do vereador Heitor Bertocco. O processo também teve o aval do mesmo Procurador Eleitoral Estadual alegando que neste caso não houve fraude. O PSDB teve duas mulheres com zero voto. A outra coligação, punida, três. Os efeitos - O resultado da decisão do TRE é que ficam cassados os diplomas de todos os candidatos da coligação PROS, SDD e PMN: dos eleitos Laércio Costa Arruda e Luis dos Reis Augusto (Bode) que vão aguardar o resultado do TSE no cargo, e dos suplentes Carlos Alberto Messias, Lucimar Silva Magalhães Ribeiro, Josimeire

Moreira, Fernanda Aparecida da Silva, Michelle Pozitano Lima Reis, Fátima Imaculada Patrocínio, Karina Rodrigues Pereira, Marinete Pastora da Silva, Reginaldo de Paula, Alex Sandro Ghiotti, Paulo Cesar dos Anjos, Augusto Cezar de Oliveira, Ailton Antônio Argeri, Abner Henrique Wiesel Monteiro, Marcio Zerbini, Romualdo Vinicius Ferreira Rosa, Jacinto Felipe Gomes, Antonio Carlos da Silva, Alex Geraldo Genari e Rivelino Lopes da Silva. O TRE também declarou inelegíveis por oito anos Carlos Alberto Messias (dirigente do PROS) e das candidatas que tiveram zero voto Lucimar Silva Magalhães Ribeiro, Josimeire Moreira e Fernanda Aparecida da Silva.


PÁGINA 4

O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017


O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017

PÁGINA 5

FALTA AVCB

45 prédios da prefeitura não tem licença dos Bombeiros Alvarás de estabelecimentos foram prorrogados até abril de 2018 O vereado r Heit or Bertocco solicitou informações da prefeitura e a resposta foi assustadora: 92% dos prédios públicos municipais não tem o AVCB Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiro. Dos 49 prédios, apenas quatro estão em situação regular, Casa Abrigo, Creche Dona Nenzi nha, Escola Professor José Roberto Costa Bruno e Centro Cultural. Os outros todos estão irregulares, dentre os quais, seis escolas, creches, postos de saúde e até o Paço Municipal. "Fiz esta solicitação a pedido dos vários comerciantes e contadores que me procuraram, pois a prefeit ura está exi gi ndo o AVCB e ela mesmo não tem", disse o vereador. Após o incêndio na boate "Kiss" no Rio Grande do Sul, uma Lei Federal foi criada, e obriga aos comerciant es o AVCB para ter liberado o alvará de licença. E o vereador questiona o executivo. "A prefeitura, através do setor de Tributação, nega um alvará de dentro de um prédio que não possui licença. É o cúmulo do absurdo", disse. O vereador Heitor diz que seis escolas municipais não tem a li beração dos bombeiros. "E se acontecer uma tragédia, a culpa é de quem?", questiona.

A.V.C.B. / C.L.C.B. Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros - SP Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (A. V. C. B.), é o documento emitido pelo Corpo de Bombeiros da Policia Militar do Estado de São Paulo (CBPMESP) certificando que, durante a vistoria, a edificação possuía as condições de segurança contra incêndio (é um conjunto de medidas estruturais, técnicas e organizacionais integradas para garantir a edificação um nível ótimo de proteção no segmento de segurança contra incêndios e pânico.), previstas pela legislação e constantes no processo, estabelecendo um período de revalidação.

O prédio da Creche Irmã Hermana é um dos que não tem liberação dos bombeiros O AVCB ou CLBC Certificado de Licença do Corpo de Bombeiros é obrigatório para abertura de firmas e na renovação da licença de funci onamento, mas para comércios pequenos - ou na maioria dos casos - basta entrar na Internet e o proprietário pode requ erer de forma bem simples, ele mesmo, sem necessitar da contratação de projetos. O Jornalzão pesquisou e notou que se criou uma "indústria" de laudos na cidade, baseado na desinformação. Prefeitura e contadores devem orientar os trâmites e não apenas indicar profissionais para fazer, que às vezes,

não se faz necessário. E além das escolas, grandes prédi os co mo o Paço Municipal, Estação da Cultura, Creches e Unidades de Saúde estão irregulares. "Porque a prefeitura exige, se ela mesma não cumpre?" Outro lado - O Jornalzão entrou em contato, por e.mail, com o prefeito Nando Gasperini, através de sua Assessoria de Comunicação. O prefeito respondeu que todos os alvarás dos estabelecimentos locais foram revovados até o dia 30 de abril de 2018, sem prorro gação . Assi m t odas as

empresas poderão se adequar com tranquilidade. Sobre os alvarás dos próprios municipais o prefeito disse que “É lei e a Prefeitura entende e irá respeitar isso. Como trabalhamo s co m o orçament o aprovado em 2016, não foi dest inado recurso para este fim em 2017. Porém, já foi inserido no PPA para os próximos anos um valor para que isto seja resolvido. A Prefeitura tem, por lei, até setembro de 2019 para ter todos os prédios aprovados e todos os atestados em mãos (Lei 13425/ 17 | Lei nº 13.425, de 30 de Março de 2017).”

Certificado de Licença do Corpo de Bombeiros Certificado de Licença do Corpo de Bombeiros (C.L.C.B.), é o documento emitido pelo Corpo de Bombeiros da Policia Militar do Estado de São Paulo (CBPMESP), certificando que a edificação foi enquadrada com sendo de baixo potencial de risco à vida ou ao patrimônio e concluiu com êxito o processo de segurança contra incêndio para regularização junto ao Corpo de Bombeiros. O CLCB possui a mesma eficácia do AVCB - CLCB para fins de comprovação de regularização da edificação perante outros órgãos.


PÁGINA 6

O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017

CRÔNICA E CONTEXTO

EDITORIAL

por João de Bem Com uma simples “canetada” o doutor Alexandre ‘corrige’ a barbaridade cometida pelo TRE, que deu sentenças distintas em processos similares, afastando dois vereadores locais. Ambos vão aguardar o fim do processo em seus cargos. Agora é aguardar o TSE, na próxima encarnação, decidir o futuro dos edis. Se a moda pega - A decisão do TRE foi tão absurda que cria a seguinte situação: uma candidata, simpatizante do candidato "A", entra na chapa do candidato "B" e tem zero voto, só para depois cassar a chapa. Em um país onde reina a maracutaia, a corrupção... você acha isso impossível? Nós não. Prefeitura em "xeque" - Alarmante os prédios públicos municipais que não possuem AVCB. Enquanto uma Lei Federal obriga a todos o "Auto", o município não cumpre com suas obrigações e exige dos comerciantes o cumprimento. E aí, a Lei é para todos ou não? "CP I" das multas - A Câmara recebeu e encaminhou ao jurídico o pedido de abertura de uma CEI Comissão Especial de Inquérito para investigar a chamada "indústria das multas". O assunto é espinhoso, mas deve ser investigado, sim, senhor. E o foco não deve ser apenas nas multas, que é o menor dos problemas. Existem convênios com o município que não são cumpridos. E quem está fiscalizando isso? Ninguém. A Câmara tem a OBRIGAÇÃO de investigar. Chamar o autor da denúncia para demovê-lo do pedido é coação, senhores vereadores. Os senhores são representantes do povo e pagos pelo povo - muito bem pagos, diga-se de passagem, mais até do que se deveria. Vereança é isso e não apenas trocar de carro. Se não querem responsabilidades, peçam pra sair. Politiquinhas - Tramita na Câmara um projeto que pretende conceder um abono no mês de aniversário do servidor público - já tratamos do assunto neste espaço. E esta semana o prefeito enviou outro projeto para que o servidor possa faltar ao trabalho no dia do seu aniversário. Pura politicagem com dinheiro alheio. Olha isso: na Câmara e no primeiro escalão da prefeitura temos dono de bar, dono de posto, médico, presidente de sindicato, dono de escola, dono de construtora, dono de imobiliária, advogados, empreendedores, sitiante, etc. Será que algum deles dá um abono no mês de aniversário de seus funcionários? E será que eles deixam seu funcionário faltar para “confraternizar” com a família? D.U.V.I.D.O. O que o servidor precisa é de um salário digno, não este que está aí. O servidor precisa de um plano de carreira e ser cobrado de acordo com sua função. O cidadão do bem quer uma reforma administrativa, prometida e até agora não cumprida. Gigante verde - Não é por conta de uma derrota frente ao Barcelona, que um time dessa magnitude terá sua história manchada e suas glórias esquecidas. “O gigante verde continua vivo. #ForçaChape

Conjugando fatos, concluindo a vida! De há muito não tenho me detido contemplativamente nas razões que produz nos seres humanos a dinâmica do viver em sociedade. Esta coluna está atrasada - era para ser escrita e publicada na semana passada, mas em função de alguns atropelos funcionais o tempo ficou curto, não houve espaço para elaborar o texto. É provável que naqu ele passado recente o tema fosse outro por óbvio, baseado em fatos ocorridos lá, limitados em relação ao atual tempo, o de hoje, uma vez que este aqui não estava lá! Isto quer dizer que as efeméri des hist oriaram mais um pouco da existência de quem sobreviveu de lá pra cá. Uma simples coluna às vezes conto , às vezes crônica - co ntempla uma série de conjugações entre feituras materialmente concluídas ou em conclusão, com fatores impalpáveis em conjunção na mente dando contorno e forma a imagem textual conclusa, tocando a alma de quem a vê. A vida biológica, uma vez iniciada, não para - nem quando dormimos. A maré humana avança inexoravel-

mente pelo tempo construindo freneticamente a moda do cupim ou destruindo deliberadamente o que a natureza fez - o que ontem era floresta virgem hoje é uma selva de pedra. E não avança mansamente, uniformemente, inteligentemente. Em decorrência da ganância do ignorante humano, o que era para ocorrer em um determinado tempo, acaba por ser acelerada, não permitindo ao metabolismo terrestre a neutralizar o veneno. Fenômenos transformadores do ambiente, proporcionados pelo ser humano, estão destruindo o planeta com muita intensidade. O problema maior é se antes da destruição completa não tivermos para onde ir. Até o momento não há nada semelhante à Terra nos arredores cósmicos. No Brasil estamos vivenciando momentos de maré humana destruidora da base social. A causa dessa calamidade está na incompetência administrativa de seres ignorantes no governo, que forçam o desequilíbrio da distribuição de renda, sugando vorazmente o que é gerado por todos que não são governo. É o caso

de políticos estúpidos aumentando o número de parasitas em todos os órgãos pú blicos a po nto de que quem produz não poder mais arcar com tanto vampirismo. O sistema físico da geração de recursos, via trabalho produtivo, está esgotado - mas os vampiros não se dão conta, continu am sugando sem cerimônia. Por esse fenômeno desastroso no sistema de governo podemos deduzir o que pode acontecer a um organismo que não respeita limites. Cada integrante desse meio, embora cheio de

grana por salários generosos, roubam somas enormes, desequilibrando o sistema em termos de distribuição de recursos sociais, necessários a manutenção de uma sociedade que poderia crescer sustentavelmente em harmonia e com saúde. Maus exemplos não faltam - a mídia divulga diariamente os malvados bandidos do dia, dotados de insaciável fome por dinheiro roubado do erário! Por isso mesmo nosso mundo pode acabar antes do tempo de encontramos outro que nos abrigue!

Saúde ataca focos de pernilongos Alguns bairros da cidade estão sendo invadidos por pernilongos. O Jornalzão recebeu algumas reclamações e procurou o diretor de Saúde do município Eduardo Simionatto, que afirmou já estar tomando as providências, pois também recebeu as mesmas reclamações. “É importante a população conscientizar e eliminar água parada, mas além das residências, vamos dar uma atenção especial aos córregos e represas que taambém podem ter focos do mosquito”, disse.

EXPEDIENTE O JORNALZÃO CNPJ 24.933.354/0001-57 Redação: rua José Garcia Duarte, 182 - Centro - Santa Rosa de Viterbo-SP - CEP 14.270-000 Fone/fax: (16) 9.9164.4623 Usuário Papel Imune: UP-08109/014 - Diretor de Redação: André Moussa Free lancer - Gabriel Caldas e Romeu Antunes Contato Comercial: Daniel Pereira Tiragem: 2.000 exemplares - Circulação: Santa Rosa de Viterbo Periodicidade: Semanal R$ 3,00 por exemplar - E-mail:ojornalzao@ojornalzao.com Impressão: Grafisc, São Carlos. “Artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do jornal.” O Jornalzão se reserva o direito de resumir cartas que considerar inadequadas ao espaço disponível. Reprodução de conteúdo somente com prévia autorização. O JORNALZÃO É AFILIADO À ABRARJ


O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017

PÁGINA 7


PÁGINA 8

O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017


O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017

PÁGINA 9


PÁGINA 10

O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017


O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017

PÁGINA 11

“CPI DA INDÚSTRIA DAS MULTAS”

ESTROMATÓLITOS GIGANTES

Pedido está sendo analisado pelo jurídico da Câmara

‘Sonrisal’ da terra pode ser remédio também para turismo

Edmilson protocolou o pedido dia 04 O pedido de abertura de uma CEI - Comissão Especial de Inquérito, protocolado dia 4, pelo cidadão Edmilson H. da Silva foi lido na última sessão da Câmara. Depois de lido, o documento foi enviado ao jurídico da Casa para as providências. Edmilso n esteve na sessão da última segunda feira e contou que foi chamado para uma conversa e não gostou do que ouviu: "Querem fazer reunião para ver o que pode ser feito. Eu não quero reunião, quero investigação, pois se há indícios de crime, reunião não resolve", explicou. Edmilson conta que depois que a matéria da "CPI" foi publicada no Jornalzão, muita gente o procurou, relat ando abusos.

"Teve uma senhora, indignada, que me relatou que teve o carro apreendido e um policial levou o veículo ao pátio. No dia seguinte ela foi retirar e teve que pagar 500 reais pelo guincho e estadia. Mas não teve guincho e o valor da diária foi abusivo". Edmilson pede que seja apurado o convênio entre prefeitura e PM, o convênio com o pátio, os valores cobrados, se há sonegação fiscal, se o dinheiro das multas é aplicado em reeducação do trânsito, se a PM usa cinto de segurança, se as multas são seletivas, se há abuso de autoridade, entre outras denúncias. "Espero que a Casa do Povo ouça os anseios do povo e abra a "CPI"", finaliza.

Uma matéria publicada em março último, pelo Jornal da USP, revelou que o município de Santa Rosa é um lugar especial no mundo. Segundo o jornal, há 260 milhões de anos boa parte do Estado de SP era coberto pelo mar Irati: “Uma das evidências mais fascinantes desse antigo mundo marinho está em Santa Rosa de Viterbo, na região de Ribeirão Preto. Lá, o trabalho de extração, em uma mina de calcário, revelou a existência de diversos estromatólitos gigantes. (...) Estromatólitos estão presentes em todo o mundo, mas quase sempre são pequenos. Em Santa Rosa do Viterbo não é assim. Lá há um excepcional campo de estromatólitos gigantes, com até 3 metros de altura. O local é

Paulo de Tarso, n'O Domingão único no planeta, e um dos 142 geossítios selecionados para compor o Patrimônio Geológico do Estado de São Paulo”. Na edição do último

Apelido é coisa do Zé Hamilton A tal ‘mina de calcário’ começou quando o geólogo Paulo de Tarso Ribeiro contou a um primo (Ararê Ludovice Garcia), que havia muito calcário no subsolo do município. O Diário Oficial da União publicou, no dia 14/ 3/1967, autorização para Maurêncio Medeiros (de São Simão) explorar o produto “na Fazenda Santa Maria”, em Santa Rosa, que pertenceu ao seu avô João Garcia Duarte (avô também de Ararê). Uma empresa foi constituída, começou a funcionar, pra valar, no início da década 1990, virou duas, e ambas se juntaram na atual Ph7. Na época, o repórter José Hamilton Ribeiro escreveu matéria para ‘O Domingão’, que dirigiu, em Ribeirão Preto, tratando o calcário como ‘sonrisal’, por ser ‘remédio’ para a acidez da terra. Com o título “O mar que era Ribeirão está virando sonrisal”, logo no primeiro parágrafo ele diz: “Só porque Paulo de Tarso, 26 anos, geólogo recém-formado, quis por à prova o fato de que sob Ribeirão já existiu um mar, Luiz Cláudio agrônomo também recém-formado, também com 26 anos, vai gastar, até o fim do ano, três milhões de cruzeiros”. Linhas à frente, fala da mina em Santa Rosa: “A jazida que começaram a explorar foi calculada em 3 milhões de toneladas, a uma profundidade menor que 15 metros. E há outros veios já localizados” – relatou o repórter.

dia 22, ‘O Jornalzão’ publicou artigo em que Eduardo Andrade Bressan fala sobre o assunto, e sugere a cria-

ção, pelo município, de um Parque Geológico para preservar as relíquias e desenvolver o turismo.

Autoridades locais no regabofe de inauguração O evento mereceu citação no Livro ‘Histórias de Santa Rosa de Viterbo’, lançado, por Romeu Antunes, em 2001 : “O subsolo de Santa Rosa fornece calcário, que serve para corrigir a acidez do solo e melhorar as condições agrícolas. Antes de virar pó, as pedras são extraídas com explosões de dinamite. Assim que as primeiras foram detonadas, ossos fossilizados de lagartos – que viveram milhões de anos atrás – vieram à tona, bem como conchas marítimas. As conchas são as provas de que essa região já foi mar”. O jornal ‘O Diário’, que Zé Hamilton assumiram antes do ‘Domingão’, noticiou a inauguração da Vasacal – Calcário Vale da Saúde Ltda, com uma foto em que estão os donos da empresa (Evandro Garcia Fonseca, José Moreira Fonseca, Luiz Cláudio Fonseca e Maurêncio Medeiros) comemorando com vereadores de Santa Rosa, Paulo Xavier, Márcio Guimarães, José V. Gentil, o fazendeiro local, Gabriel Garcia de Barros, o então prefeito Decão e o vice, Ceulo Martinelli.


PÁGINA 12

O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017


O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017

MENSAGEM CRISTÃ João Murari

Graça, misericórdia e paz As palavras graça e paz são encontradas em todas as saudações de Paulo em suas epístolas às igrejas no Novo Testamento. Em suas cartas para Timóteo e Tito, ele incluiu também a misericórdia: "...graça, misericórdia e paz, da parte de Deus Pai e de Cristo Jesus, nosso Senhor..." (2 Timóteo 1:2). Vamos examinar cada uma destas palavras. Graça, nosso santo Deus a concede, e nós como pecadores, não a merecemos. Em Atos 17:25, aprendemos que "...ele mesmo é quem a todos dá vida, respiração e tudo mais". As Suas dádivas incluem nosso próximo ato de respirar. Até mesmo em nosso momento mais obscuro, Deus nos dá forças para suportar. Misericórdia, Deus impede que recebamos o que realmente merecemos. Em Lamentações 3:22, lemos: "As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos." Mesmo quando estamos afastados dele, Deus nos dá tempo e nos ajuda a voltarmos para Ele. Paz, Deus a traz ao Seu povo. Jesus disse: "Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como a dá o mundo" (João 14:27). Mesmo nos piores momentos, temos tranquilidade interior porque o nosso Deus está no controle. Podemos ter a confiança de que por toda nossa vida o Senhor nos dará a graça, a misericórdia e a paz que precisamos para viver para Ele. A graça de Deus é imensurável, Sua misericórdia é infinita, Sua paz é indescritível.

PÁGINA 13

Bebê com microcefalia causada pelo ‘Zika’ completa oito meses de vida Gabriel Carmello Caldas

No terceiro mês de gravidez, Angel Pelissari, fez um ultrassom para saber o sexo do seu filho, e recebeu a notícia que mudariasua vida: O bebê foi diagnosticado com microcefalia, uma doença que deixa a cabeça e o cérebro das crianças menores que o normal, complicando o desenvolvimento mental. O médico não conseguiu ver o sexo e notou que a cabeça da menina não estava com um tamanho bom. A mãe então marcou outro ul trassom, desta vez em Ribeirão, onde também foi feito um exame, tendo assim confirmada que a doença foi causada pelo Zika Vírus. Angel descobriu apenas depois naquela hora que havia sido infectada um mês antes. Lembra que naquele dia acordou com várias pintinhas e coceira pelo corpo. Seu medo era ter sido picada pelo Aedes Aegypti e contaminada pelo Zika, já que em 2016, o país estava passando por um surto. Como não demonst rou nenhum outro sintoma característico da doença que são dores

de cabeça, nas articulações e músculo, febre e cansaço, foi tratada como alergia. Medo - "Foi um baque! Para a família entender o que estava acontecendo foi muito difícil. Diziam que eu poderia ter que abort ar, qu e minha fil ha poderia morrer depois de dois dias do nasci mento. Já est ávamos preparados para o pior", lembra com pesar a mãe. Angel confessa que deu uma desanimada com o sonho de ter seu segundo filho e até parou de comprar enxoval, para não ficar criando expectativas. Ela foi atrás de out ros casos em Santa Rosa, para trocar experiências e receber algumas dicas, mas não encontrou. Foi então que ela foi para Ribeirão e encontrou apoio com um grupo de mães que tem filhos com microcefalia e lhe acalmaram. Vitória - Passados os noves meses da gravidez, com 3,200kg e 49 cm, a família conquistou a vitória, Aylla Vitória Pelissari dos Santos nasceu. Os 10 primeiros dias de vida da pe-

quena foi internada junto com a mãe, que teve que fazer inúmeros exames, até que finalmente ela conheceu sua casa, no 'Nosso Teto'. Aylla faz o tratamento em Ribeirão Preto, mas também t em acompanhamento na APAE e AIDESA locais. Ela não consegue mamar, precisa usar sonda direito no nariz, só pode ingerir um leite especial, chamado aptamil 2. A pequena sofre com epilepsia, que lhe causa convulsões constantes, não consegue manter postura ereta, tem o corpinho muito rígido, deixando assim sua cabeça sempre

abaixada, problema na audição, visão e no pulmão. Ajuda - Mesmo recebendo ajuda de algumas farmácias e assistência social, os gastos mensais para cuidar de Aylla ainda são muito altos. Ela precisa de fraldas, seringas, dinheiro para as viagens para Ribeirão, que são pelo menos duas viagens para Ribeirão por semana e uma cadeirinha. Para conseguir amenizar os gastos a ideia foi fazer um pedido de doação coletiva no si te 'Vaki nha', onde a pessoa podeoferecer um valor mínimo de R$20, o endereço el etrô nico é www.vaki nha.co m.br/vaquinha/aylla-pede-ajuda. Quem tiver interesse em ajudar também pode depositar na conta corrente da mãe, Angel F anny Pelissari,12506-7, no Banco do Brasil, Agência 3345-6.


PÁGINA 14

Homem exigiu atendimento médico usando tesoura Um homem usou uma tesoura para exigir atendimento médico no último domingo (6), por volta das 20h10, no Pronto Socorro. Consta no Boletim de ocorrência que o indivíduo chegou ao local muito alterado, com os olhos irritados querendo ser medicado. A fúria foi tamanha que quebrou a caneleta de uma porta de vidro, uma porta de madeira e a fechadura, achando assim uma tesoura hospitalar, que ficou apontando para os pacientes e profissionais de saúde que lá estavam. Uma das enfermeiras disse que mesmo depois de aplicada a medicação, continuou muito irritado. A Polícia chegou e ele desferiu vários xingamentos, foi em direção a equipe e levou uma bastãozada na barriga, sendo algemado em seguida. A polícia o encaminhou para a delegacia.

O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017

FUNDO DO BAÚ Esse time é o Mogiana no dia em que venceu um torneio entre ado lescentes, na década 196 0, batendo o Comercial por 1 x 0, gol de Arfim. O Mogiana nasceu jogando no terreno onde hoje está a Escola ‘Vergínio Melloni’. Comercial era o time dos garotos que moravam perto da rua do Comércio. Lebrinha se lembra que Escambau aparece na foto por ter patrocinado o troféu. O palco da final foi o ‘campão’ (hoje estádio Rubens Bellizzi). Em pé: Didielo (técnico), Valter (goleiro), Arfim, Paulão, Dirceu, Zé Bocão, Vardo e Escambau. Agachados: Paulinho, Tonim Muié, Nem, Lebrinha, Marcos Rocha e Lindão.

Traficante é preso com cocaína escondida no quarto de filho de seis anos Santa Rosa goleia Tambaú e vai Um traficante foi preso com drogas no último sábado (5), por volta das 18h30, no Nova Roma. Segundo a ocorrência, a Polícia Militar chegou até o traficante que estava dirigindo um carro na Rua do Comércio através de uma denúncia. Na abordagem foram encontradas duas cápsulas de cocaína e R$2. A polícia foi até a casa dele onde foram localizadas mais 84 cápsulas de cocaína cheias, 25 vazias e R$99,60. Neste momento, um homem ligou no celular do traficante pedindo seis pinos. Quando chegou ao local, foi surpreendido pela polícia e relatou que já havia comprado ali três vezes. O traficante confessou que vendia entorpecentes há três meses e que trazia de Ribeirão Preto para revender em Santa Rosa. As drogas, dinheiro e o celular foram apreendidos. Ele foi recolhido na cadeia local.

Televisão e notebook são furtados no Luiz Gonzaga Uma casa foi furtada no Bairro Luz Gonzaga no último domingo (6), por volta das 15h. A vítima declarou no B.O que havia saído pela manhã e ao retornar se deparou com o portão e a porta que dá acesso a sala estourados, dando falta de um notebook e uma televisão. A polícia foi chamada, mas ninguém foi preso.

IMPRENSA ANTIGA

fechando grupo para amador

O fornecimento de força e luz à vila de Nhumirim

Jogando amistosamente no último domingo em Tambaú, o Santa Rosa Futebol Clube goleou o time local pelo placar de 9 a 1. Os amistosos preparatórios estão servindo para a comissão técnica ir analisando o grupo para fechar o elenco para o campeonato amador que começa em setembro. No próximo dia 19 o "Leão" vai a Brodowski enfrentar a forte equipe local.

Santa Rosa (6) – A Vila de Nhumirim, neste município, situada a poucos quilômetros desta cidade, nas proximidades da estação que lhe empresta o nome, vai, finalmente, contar com um importante melhoramento – a instalação de luz elétrica em suas ruas. De fato, consoante com informações que conseguimos colher em fonte merecedora de todo o crédito, o atual prefeito do município, farmacêutico Thomaz Eugênio de Abreu, que vem administrado Santa Rosa com honestidade e boa vontade desde a queda do P. R. P., está envidando esforços no sentido de conseguir para Nhumirim aquele melhoramento, indo ao encontro dos anseios de sua população. Podemos adiantar que, não somente graças aos esforços desenvolvidos pelo sr. Prefeito Municipal com a boa vontade do Sr.Orlando Flores, gerente da Cia de Eletricidade São Simão – Cajuru, as negociações vão adiantadas, tudo nos levando a crer que em breve será satisfeita a justíssima aspiração da população de Nhumirim.

Zé Bala é campeão em Monte Santo Zé Bala conquistou mais um título para sua carreira de ciclista, no último domingo (6), em Monte Santo de Minas(MG), pela 4ª etapa do Circuito Pedal Mineiro. Os 350 atletas de Sul de Minas e de São Paulo enfrentaram uma fria manhã e um circuito de 47 km rodeado por fazendas, plantações de cafés, milhos, estradão batido, grandes serras com decidas perigosas e pedras soltas. O ciclista santa-rosense deixou para trás o pelotão de competidores no km 18, mantendo a posição até o final. "No km 18 impus um ritmo muito forte e consegui abrir boa vantagem sobre os três atletas que lideravam e segui sozinho até cruzar a linha da chegada", descreve. Segundo o atleta, esta etapa foi uma das mais duras do campeonato com grandes serras e descidas técnicas, mas acreditava ter grande chance de vencer desde o início. "Agradeço a todos meus patrocinadores locais que acreditam em mim. Sem eles nada disso seria possível. Dedico esta vitória a todos vocês que faz parte deste sucesso".

(Diário Nacional, domingo, 02 de agosto de 1931)

O movimento escolar em Santa Rosa Santa Rosa (7) – Continua funcionando com toda regularidade o Grupo Escolar desta cidade, dirigido pelo professor Mário Pinto de Barros Cesar. No mês findo o estabelecimento teve o seguinte movimento: Alunos matriculados, 242 (134 masc. E 108 fem.); percentagem geral de frequência 99,00%; analfabetos: 08 (36 masc. E 32 fem.). Conquistou o prêmio “Guarda a Bandeira”, por se ter colocado em primeiro lugar no concurso de frequência, o 2º ano feminino, dirigido pela adjunta d. Dulce de Castro Lima que apresentou 99,61% de frequência. Nas escolas isoladas do município, em número de 7, a média geral de frequência atingiu a 95,59%, colocando-se em primeiro lugar a 1ª mista de Nhumirim com 99,32% de comparecimento às aulas. (Diário Nacional, quarta-feira, 12 de agosto de 1931)


O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017

PÁGINA 15


PÁGINA 16

O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017


O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017

PÁGINA 17


PÁGINA 18

O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017


O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017

PÁGINA 19

KUARUP ME ENGANA QUE EU GOSTO

Tem esposa na cidade ganhando dinheiro escondido do marido? Um link da edição on line do Estadão (“Recomendados para Você”) publicou, no último dia 29, alguns títulos envolvendo o nome da cidade: “Esposa em Santa Rosa de Viterbo ganha dinheiro escondida do marido” foi um deles. Clicar sobre a foto de uma mulher bonita, na direção de um automóvel, abria caixa com um questionário. Na quarta questão, um cumprimento: “Parabéns! Você garantiu, pelos próximos minutos, uma vaga para assistir a uma apresentação on line de Caio Ferreira”. Tal apresentação mostraria como “trabalhar em casa, em 21 dias, em um mercado praticamente sem concorrência”. E exigia fidelidade para prosseguir. Outras ofertas, no mesmo dia, diziam, “Mulheres em Santa Rosa de Viterbo perdem dois Kg com adesivos”. “Mulher em Santa Rosa de Viterbo revela incrível técnica pra perder 2kg/semana”. “Mulheres em Santa Rosa de Viterbo rejuvenescem 10 anos com esse truque”. “Santa Rosa de Viterbo: Dicas super baratas para clarear os dentes em casa”. “Milionários querem tirar esse vídeo do ar porque muita gente de Santa Rosa de Viterbo está lucrando”. No dia seguinte, terça, o assédio mudou para São José do Rio Preto. No outro, para Barretos, e na última quarta foi a vez de Ribeirão Preto. O “Recomendados para você” tem revezado nomes de cidades do interior paulista atraindo curiosos rumo ao desconhecido. E não permitiu copiar a foto da moça ao volante, para sabermos se ela é ou não santarosense...

Homenagem ao Dr. Baruzzi teve canto, dança e muita lágrima Quem estava presente não pode conter as lágrimas quando o índio Aritana pendurou o estetoscópio – que pertenceu ao Dr. Roberto Baruzzi – no tronco que os indígenas decoraram para representar o médico no Kuarup em sua homenagem. A cerimônia aconteceu no início da semana (do dia 6 ao dia 8) na aldeia Kamaiurá, uma das 14 etnias que habitam o Parque Indígena do Xingu. Trata-se do terceiro ‘branco’ (os outros foram Cláudio e Orlando Villas Boas) a ganhar um Kuarup, cerimônia celebrada pelos índios para homenagear seus mortos ilustres. Roberto Baruzzi – que faleceu em fevereiro do ano passado, com 86 anos – criou, junto à Unifesp, o programa de ajuda aos índios, incluindo vacinação.

Lutas entre os melhores também ocorrem no ritual Segundo Durval Bonani, que esteve do evento – ele é genro do Dr. Baruzzi – , os familiares envolvidos na cerimônia receberam o ‘ba-

nho de luto’. - Os índios jogam água na cabeça da pessoa, em processo simbólico de limpeza, depois de apanharem um por

um na oca, e levarem para o meio da aldeia onde todos recebem pintura corporal. E todo tempo eles dançam e cantam – conta o genro.

Cinzas do médico, para sempre nas águas do Xingu

O médico no tempo em que trabalhou no Xingu

Perto de 1.500 indígenas compareceram ao ritual. Os melhores lutadores de cada tribo participante treinaram entre si, e um foi escolhido para competir com os campeões das out ras. - Não há violência, mas a luta é pesada. Os pajés são os juízes – conta Durval para explicar uma das atrações do Kuarup. Enquanto ornamentam o tro nco, que represent a o ho menageado, o s indí genas continuam dançando e cantando. Depois de completada a ornamentação, o tronco é atirado pra dentro do rio. - A família aproveitou a oportunidade e, num sobrevoo de avião , as cinzas do Dr. Baruzzi foram atiradas por seus três filhos sobre o rio Xingu, conforme era o desejo dele – salientou o genro. A família de Roberto Baruzzi continu a frequ ent ando o bai rro de Nhu miri m, seguindo costume do médico que gostava de passar feriado s no municípi o de Santa Ro sa.


PÁGINA 20

O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017

Câmara Municipal de Santa Rosa de Viterbo Ata da Primeira Sessão Extraordinária do ano de dois mil e dezessete, realizada aos dezoito dias do mês de julho. Projeto de Lei n. 39/17, de seis de julho de 2017, de autoria do Executivo Municipal, que "Dispõe sobre autorização para abertura de crédito adicional especial na legislação orçamentária do município conforme especifica e dá outras providências". Deliberação: Aprovado por unanimidade dos Vereadores presentes. Projeto de Lei n. 40/17, de seis de julho de 2017, de autoria do Executivo Municipal, que "Dispõe sobre a abertura de um crédito adicional suplementar no orçamento vigente no valor de R$ 600.000,00 (Seiscentos mil reais) para reforço de dotações do orçamento da Prefeitura Municipal de Santa Rosa de Viterbo". Deliberação: Aprovado por unanimidade dos Vereadores presentes. Projeto de Lei n. 41/17, de seis de julho de 2017, de autoria do Executivo Municipal, que "Dispõe sobre a abertura de um crédito adicional suplementar no orçamento vigente no valor de R$ 735.000,00 (Setecentos e trinta e cinco mil reais) para reforço de dotações do orçamento da Prefeitura Municipal de Santa Rosa de Viterbo". Deliberação: Aprovado por unanimidade dos Vereadores presentes. Projeto de Lei n. 42/17, de seis de julho de 2017, de autoria do Executivo Municipal, que "Dispõe sobre a abertura de um crédito adicional suplementar no orçamento vigente no valor de R$ 110.000,00 (Cento e dez mil reais) para reforço de dotações do orçamento da Prefeitura Municipal de Santa Rosa de Viterbo". Deliberação: Aprovado por unanimidade dos Vereadores presentes. Projeto de Lei n. 43/17, de dez de julho de 2017, de autoria do Executivo Municipal, que "Altera a redação do artigo 3º, da Lei Municipal nº 3226/08, que cria o Fundo Municipal do Meio Ambiente". Deliberação: Aprovado por unanimidade dos Vereadores presentes. Projeto de Lei n. 44/17, de dez de julho de 2017, de autoria do Executivo Municipal, que "Autoriza o Executivo, na representação do município, integrar o Consórcio de Municípios da Mogiana (CMM) e dá outras providências". Deliberação: Aprovado por unanimidade dos Vereadores presentes. Projeto de Lei n. 45/17, de dez de julho de 2017, de autoria do Executivo Municipal, que "dispõe sobre a abertura de um crédito adicional suplementar no orçamento vigente no valor de R$ 15.000,00 (Quinze mil reais) para reforço de dotações do orçamento da Prefeitura Municipal de Santa Rosa de Viterbo". Deliberação: Aprovado por unanimidade dos Vereadores presentes.

CONVITE Audiência Pública PPA 2018 a 2021 A Câmara Municipal de Santa Rosa de Viterbo através de seu Presidente, Sr. Francisco Justino Mota Neto, convida Vossa Senhoria para a Audiência Pública que se realizará no dia 14/8/2017, segunda-feira, às 19 horas, na Câmara Municipal, localizada na Rua Coronel Garcia, nº 160, sobre o Projeto de Lei nº 46/17, de 31/07/17, que "DISPÕE SOBRE O PLANO PLURIANUAL DO MUNICÍPIO DE SANTA ROSA DE VITERBO PARA O PERÍODO DE 2018 A 2021". Santa Rosa de Viterbo, 8/8/17. Francisco Justino Mota Neto Presidente da Câmara Municipal


O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017

PÁGINA 21


PÁGINA 22

O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017


O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017

PÁGINA 23


PÁGINA 24

O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017


O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017

PÁGINA 25

A mula preta de Rivelino Gabriel Carmello Caldas

A mula do mecânico Rivelino Lopes da Silva, 42, é impossível de não ser notada. Todo mundo que passa pelo seu estabelecimento quer dar uma olhada de perto . Ela é preta, muita barulhenta e não gosta de ficar muito tempo parada. Já conheceu várias cidades de São Paul o, como São Sebastião do Paraíso, Divinol ândia, Nova Resende, Caconde, Altinópolis, Casa Branca entre tantas outras. Rivelino já gastou mais de R$ 20 mil na 'bichinha' que está com ele há cerca de 10 anos. O xodó do mecânico é bem obediente, aceitando to dos os comandos do dono, porém é muito pesada, e em certos momentos dos seus passeios de trilha

empaca, sendo muito difícil retira-la, sendo tão desobediente como uma verdadeira mula, que de comum, não tem nada, pois bem estimulada, pode atingir até 100km. Para Rivelino, a mula é como se fosse uma filha. Ele a fez inteirinha, desde o escapamento, suspensão, funilaria até o motor a ál-

co ol , que reti ro u de um 'santana'. Sim, você não leu errado, ela é um automóvel, mais precisamente uma gaiola, que são produzidas a partir de um chassi de o ut ro veí cu lo (nest e caso uma Brasília), adaptadas para percorrer trajetos desafiadores na natureza, como atoleiros e subidas íngremes.

Concurso “Rainha do Rodeio” terá 24 participantes O Santa Rosa Rodeio Music acontecerá de 6 a 9 de Setembro no Centro de Eventos Tonin Amaci, porém, antes de serem conhecidos os melhores peões, no dia 2 de setembro (sábado), 21h, será realizado o desfile para a escolha da 'Rainha do Rodeio'. A competição contará com 24 part icipantes, todas santa-rosenses. Para participar, elas estão vendendo os votinhos, que custam R$1. Eles possuem numerações individuais que garantem o direito de participar do sorteio um celu-

lar no dia das montarias. Para escolher a mais bela, será realizado o Baile de Escolha da Rainha. Cinco jurados farão a avaliação. As quatro mais bem votadas receberão as faixas de 1ª e 2ª Princesa, Madrinha de Rodeio e a grande vencedora será a Rainha. Elas receberão brindes e um dia de beleza em um salão de cabelereira. O evento é aberto ao público e ainda terá Dj para animar. Doação para AIDESA - Parte da renda arrecada pela festa será rever-

Vendo terreno avenida do Bosque 11x28, documentos em dia. Não troco, só vendo. Tratar 3954-2526

ti da para a AIDESA. O evento será palco de shows dos Marvados do Sertanejo, Pedro Paulo e Alex, Diego e Ramon, Matuto e Capiau, Dérik e Luciano e Fernando Serafim e no dia de encerrament o, t erá a entrada gratuita, com shows regionais e prova dos Três Tambores. A locução fi cará por conta de Lu iz Henrique e do santa-rosense Evandro Jr.


FALA NOSSO TETO

PÁGINA 26

Incêndio destrói casa Por volta das 22h do último domingo (06), um incêndio de causa desco nhecida, destruiu uma casa na rua José Hipólito Xavier, 277. Não havia ninguém na casa quando o fogo começou. Vizinhos tentaram apagar as chamas esguichando águ a co m mangu eiras, mas foi em vão. A voracidade do fogo destruiu a casa e os pertences dos moradores em pouco mais de uma hora. Desesperados, eles assistiram a tudo sem nada poder fazer. A tragédia comoveu vizinhos e amigos das vítimas. Alguns choraram. Demora - Segundo populares, o caminhão pipa da prefeitura chegou ao local cerca de uma hora, após ter sido acionado pela PM. Do canhão do caminhão foram disparados jatos de água sobre a casa, mas pouco havia a ser salvo do fogo. Moradores inconformados com a demora do socorro, questionaram: - Já está na hora da cidade ter uma brigada de incêndio. Com gente sempre de plantão. Ajuda - A prefeitura, através dos órgãos competentes está amparando a família e aguarda laudo da CDHU para outras providências, segundo informou nas redes sociais.

GRAMÁTICA NA MEDIDA As reticências (...) sinalizam uma interrupção de uma ideia. Por exemplo: "eu queria dizer que...". Isso na escrita. Na fala, pode acontecer de uma pessoa ser "reticente", ou seja, dizer algo sem completar a frase, sem "ir até o final", com certa hesitação; nesse caso, caro leitor, esta pessoa pode ter a intenção de causar expectativa, certo suspense ou estar sendo irônica. Cuidado com a interpretação! Se não compreender, pergunte o que ela quer dizer realmente! Fique de olho! Aline Vilela é professora das redes pública e privada de ensino e corretora de vestibulares. #gramáticanamedida

Serginho Gomes

Pondo fim a água parada A prefeitura está arrumando buracos que empossam água nas proximidades do Ambulatório Paschoal Cagliari, localizado na rua Manoel C. Silva. Raízes de árvores provocaram os buracos no asfalto, onde a água empossa e causa mau cheiro. As árvores foram cortadas.

Crianças queimam área de proteção ambiental Na manhã da última terça-feira (08), crianças atearam fogo na vegetação da praça Mário Morgon. Um aposentado que passava pelo local disse que viu a ação dos "danadinhos". A praça tem cerca de vinte mil m² é e considerada uma APP - Área de Proteção Permanente- por abrigar uma nascente. Sem combate, o fogo devorou toda a vegetação e atingiu as margens da rodovia Padre Donizetti. A fumaça atrapalhou a visibilidade dos motoristas. Apesar de ser crime provocar incêndio, a cidade está sofrendo com o fogo nesta época de estiagem.

O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017

Trem de carga descarrilha, vinte e dois vagões tombam Um trem de carga carregado com enxofre (produto usado na fabricação de fertilizantes e vulcanização da borracha, por exemplo), descarrilhou no quilômetro 227 da linha férrea, logo após a estação abandonada de Santos Dumont, localizada no município. A locomotiva seguia no sentido São Simão- Tambaú. O fato aconteceu no último sábado (05), por volta 19h. Ninguém se feriu. Funcionários e técnicos da empresa VL! dona do trem, estiveram no local para investigar as causas do acidente e também construir um desvio na linha para a passagem de outras composições. -Ainda bem que não foi um trem "tanqueiro" porque o estrago poderia ser grande, disse Juliano Benevenuto. Os trens "tanqueiros", segundo ele, transportam gasolina e diesel. O que poderia ter provocado explosões e danos ambientais.


O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017

PÁGINA 27


PÁGINA 28

O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017


O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017

PÁGINA 29


PÁGINA 30

O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017


O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017

PÁGINA 31

Câmara Municipal de Santa Rosa de Viterbo Ata da Vigésima Primeira Sessão Ordinária do ano de dois mil e dezessete, realizada aos vinte e seis dias do mês de junho. Ata da Vigésima Sessão Ordinária do ano de dois mil e dezessete, realizada aos dezenove dias do mês de junho. Deliberação: Aprovada por unanimidade dos Vereadores presentes. Indicação n. 207/17, de autoria do Vereador Mário Marco Barbosa Titarelli (Marinho Titarelli), que solicita estabelecer uma data específica para o dissídio dos funcionários públicos municipais. Deliberação: Encaminhada ao Executivo. Indicação n. 208/17, de autoria do Vereador Fabrício da Silva Luiz (Fabrício da Capoeira), que solicita tapar buraco existente na Rua José Val. Deliberação: Encaminhada ao Executivo. Indicação n. 209/17, de autoria do Vereador/Presidente Francisco Justino Mota Neto (Chicão do Depósito), que solicita denominação de Anita Rivalta de Barros, na nova sede do Fundo Social de Solidariedade do Município. Deliberação: Encaminhada ao Executivo. Indicação n. 210/17, de autoria do Vereador Laércio Costa Arruda (Laércio Arruda), que solicita medidas preventivas para coibir o excesso de velocidade na extensão da Avenida São Paulo. Deliberação: Encaminhada ao Executivo. Indicação n. 211/17, de autoria dos Vereadores Mário Marco Barbosa Titarelli (Marinho Titarelli) e Roberta Cristina de Andrade Alves Pereira (Roberta do Banespa), que indicam adequações nas referências salariais dos empregos públicos municipais. Deliberação: Encaminhada ao Executivo. Indicação n. 212/17, de autoria da Vereadora Roberta Cristina de Andrade Alves Pereira (Roberta do Banespa), que solicita cobertura dos pontos de ônibus em Nhumirim. Deliberação: Encaminhada ao Executivo. Indicação n. 213/17, de autoria do Vereador Paulo Henrique de Mello Wiezel (Dr. Paulo), que solicita ao departamento jurídico municipal a elaboração de Projeto de Lei para adequar a norma municipal relativa à licença para tratamento de saúde, conforme especifica. Deliberação: Encaminhada ao Executivo. Indicação n. 214/17, de autoria do Vereador Renato França de Oliveira (Renato da Borracharia), que solicita tapar todos os buracos da Avenida Fiúta Ribeiro Garcia. Deliberação: Encaminhada ao Executivo. Indicação n. 215/17, de autoria do Vereador Fabrício da Silva Luiz (Fabrício da Capoeira), que solicita disponibilizar redutor de velocidade e melhorar a sinalização de trânsito na Rua Clotildes Pozzato, esquina com a Rua Romualdo Monteiro. Deliberação: Encaminhada ao Executivo. Indicação n. 216/17, de autoria do Vereador Mário Marco Barbosa Titarelli (Marinho Titarelli), que solicita notificar o proprietário ou recolher o gado que fica pastando na Rotatória "João Gentil", situada na Rodovia Conde Francisco Matarazzo Júnior e na Rua Ângelo Sordi. Deliberação: Encaminhada ao Executivo. Indicação n. 217/17, de autoria do Vereador Mário Marco Barbosa Titarelli (Marinho Titarelli), que solicita estudar a possibilidade de disponibilizar uma área adequada para os carros com alta potência de som automotivo. Deliberação: Encaminhada ao Executivo. Indicação n. 218/17, de autoria do Vereador Mário Marco Barbosa Titarelli (Marinho Titarelli), que solicita sentido único de direção nas Ruas: Adolfo Andretta e Paulo Dobrew. Deliberação: Encaminhada ao Executivo. Projeto de Lei Complementar n. 08/17, de trinta e um de maio de 2017, de autoria do Executivo Municipal, que "Dispõe sobre a criação de empregos públicos e abertura de vagas, que especifica no quadro de pessoal da prefeitura municipal de Santa Rosa de Viterbo e dá outras providências". Deliberação: Aprovado em segunda e última discussão e votação com oito votos favoráveis e dois votos contrários, sendo estes dos Vereadores Luís dos Reis Augusto e Roberta Cristina de Andrade Alves Pereira. Projeto de Lei Complementar n. 09/17, de 31 de maio de 2017, de autoria do Executivo Municipal, que "Dispõe sobre a abertura de vagas, que especifica no quadro de pessoal da Prefeitura Municipal de Santa Rosa de Viterbo e dá outras providências". Deliberação: Aprovado em segunda e última discussão e votação por unanimidade dos Vereadores presentes. Projeto de Lei Complementar n. 11/17, de

26 de junho de 2017, de autoria do Executivo Municipal, que "Dispõe sobre regulamentação das atividades inerentes ao emprego público permanente de fiscal de tributos municipais, da Prefeitura Municipal de Santa Rosa de Viterbo, e dá outras providências". Deliberação: Aprovado por unanimidade dos Vereadores presentes em segunda e última discussão e votação. Projeto de Lei n. 30/17, de 20 de junho de 2017, de autoria do Executivo Municipal, que "Dispõe sobre autorização para abertura de crédito adicional especial na legislação orçamentária do município conforme especifica e dá outras providências". Deliberação: Aprovado por unanimidade dos Vereadores presentes. Projeto de Lei n. 31/17, de vinte de junho de 2017, de autoria do Executivo Municipal, que "Dispõe sobre autorização para abertura de crédito adicional especial na legislação orçamentária do município conforme especifica e dá outras providências. Deliberação: Aprovado por unanimidade dos Vereadores presentes. Projeto de Lei n. 32/17, de vinte de junho de 2017, de autoria do Executivo Municipal, que "Dispõe sobre autorização para abertura de crédito adicional especial na legislação orçamentária do município conforme especifica e dá outras providências". Deliberação: Aprovado por unanimidade dos Vereadores presentes. Projeto de Lei n. 33/17, de vinte de junho de 2017, de autoria do Executivo Municipal, que "Dispõe sobre autorização para abertura de crédito adicional especial na legislação orçamentária do município conforme especifica e dá outras providências". Deliberação: Aprovado por unanimidade dos Vereadores presentes. Projeto de Lei n. 34/17, de 21 de junho de 2017, de autoria do Executivo Municipal, que "Dispõe sobre a alteração do valor do ticket alimentação previsto no artigo primeiro das leis municipais n. 3093/07, 3105/07, 3216/08, 3367/09, 3536/10, 3691/11, 3842/12 e 4020/13, na forma que especifica e dá outras providências". Deliberação: Aprovado por unanimidade dos Vereadores presentes. Projeto de Lei n. 35/17, de 21 de junho de 2017, de autoria do Executivo Municipal, que "Dispõe sobre a abertura de um crédito adicional suplementar no orçamento vigente no valor de R$ 15.000,00 (Quinze mil reais) para reforço de dotações do orçamento da prefeitura municipal de Santa Rosa de Viterbo". Deliberação: Aprovado por unanimidade dos Vereadores presentes. Projeto de Lei n. 36/17, de vinte e dois de junho de 2017, de autoria do Executivo Municipal, que "Institui o programa de benefícios fiscais especiais de Santa Rosa de Viterbo, dispõe sobre a observância, no âmbito da administração municipal, das regras de exercício profissional de advocacia, referente aos honorários de sucumbência processual na forma que especifica e dá outras providências". Deliberação: Aprovado por unanimidade dos Vereadores presentes. Projeto de Lei n. 37/17, de vinte e três de junho de 2017, de autoria do Executivo Municipal que "Dispõe sobre a abertura de um crédito adicional suplementar no orçamento vigente no valor de R$ 100.000,00 (Cem mil reais) para reforço de dotações do orçamento da Prefeitura Municipal de Santa Rosa de Viterbo". Deliberação: Aprovado por unanimidade dos Vereadores presentes. Projeto de Lei n. 38/17, de vinte e seis de junho de 2017, de autoria do Executivo Municipal, que "Dispõe sobre a abertura de um crédito adicional suplementar no orçamento vigente no valor de R$ 10.000,00 (Dez mil reais) para reforço de dotações do orçamento da Fundação Cultural de Santa Rosa de Viterbo". Deliberação: Aprovado por unanimidade dos Vereadores presentes. Requerimento n. 07/17, de vinte e três de junho de dois mil e dezessete, de autoria ao Vereador Luís dos Reis Augusto (Bode), que "Requer informações sobre regularização do cálculo do Descanso Semanal Remunerado - DRS". Deliberação: Aprovado por unanimidade dos Vereadores presentes. Requerimento n. 08/17, de vinte e seis de junho de 2017, de autoria do Vereador Heitor Aparecido Bertocco (Heitor Bertocco), que "Requer informações sobre a cobrança da taxa relativa a emissão de guias de recolhimentos para pagamentos de tributos". Deliberação: Aprovado por unanimidade dos Vereadores presentes.


PÁGINA 32

O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017


O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017

PÁGINA 33


PÁGINA 34

EDITAL DE PROCLAMAS PARA CASAMENTO EDITAL DE P ROCLAMAS nº. 2390 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // GUILHERME LORENCETTI DE SOUZA PINTO e AMANDA CANTELLI //. Ele, natural de Leme, Estado de São Paulo, nascido aos treze (13) de fevereiro de um mil no vece ntos e no venta e qu atro (199 4), profissão empresário, estado civil solteiro, domiciliado e residente à Rua Bomfin, 137, Centro, na cidade de Cravinhos, Estado de São Paulo, filho de SERGIO APARECIDO DE SOUZA PINTO e de dona MÁRCIA ESTER LORENCETTI DE SOUZA PINTO. Ela, natural de Leme, Estado de São Paulo, nascida aos vinte e seis (26) de março de um mil novecentos e noventa e cinco (1995), profissão empresária, estado civil solteira, domiciliada e residente à Rua Clotildes Pozzato, 258, Luiz Gonzaga, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filha de MARCOS CANTE LLI e d e d ona MARCIA APAREC IDA CHRISTIANO ADRIANO CANTELLI. EDITAL DE P ROCLAMAS nº. 2391 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // AFONSO HENRIQUE RIBEIRO e NATHALIE ROSE APARECIDA LOPES //. Ele, natural de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, nascido aos vinte e nove (2 9) de novembro de um mil novecento s e oitenta e nove (1989), profissão mecanico, estado civil solteiro, domiciliado e residente à Rua José Val, 67, Nosso Teto, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filho de ADEMIR RIBEIRO e de dona MARIA ZILÁ VITAL RIBEIRO.

O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017

Ela, natural de Campinas, Estado de São Paulo, nascida aos vinte e um (21) de abril de um mil novecentos e oitenta e nove (1989), profissão celadora, estado civil solteira, domiciliada e residente à Rua José Val, 67, Nosso Teto, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filha de JOÃO LOPES e de dona CLEMENTINA APARECIDA DA SILVA LOPES. EDITAL DE P ROCLAMAS nº. 2392 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // ANTONIO CELSO RIBEIRO e ANA APARECIDA RODRIGUES //. Ele, natural de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, nascido aos cinco (0 5) de maio de um mil no vecento s e cinque nta e oit o (1 958 ), profiss ão carpinteiro aposentado, estado civil divorciado, domiciliado e residente à Rua Angelo Meloni, 170, Jardim Planalto, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo , filho de ANTONIO APP ARECIDO RIBEIRO DA SIL VA e de dona MARIA APARECIDA GARCIA DA SILVA. Ela, natural de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, nascida aos três (03) de agosto de um mil novecentos e cinquenta e oito (1958), profissão do lar, estado civil divorciada, domiciliada e residente à Rua Angelo Meloni, 170, Jardim Planalto, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filha de PEDRO RODRIGUES e de dona JULIA ZAVASCHI RODRIGUES. EDITAL DE P ROCLAMAS nº. 2393 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // MARCOS ROBERTO MESQUITA e VERA LUCIA BARBOSA //. Ele, natural de Sumaré, Estado de São Paulo, nascido aos quinze (15) de abril

de um mil novecentos e oitenta e um (1981), profissão controlador de produção, estado civil divorciado, domiciliado e residente à Rua Prudente de Morais, 211, Centro, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filho de JOSÉ ROBERTO MESQUITA e de dona JULIA ROSA DA SILVA MESQUITA. Ela, natural de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, nascida aos oito (08) de maio de um mil novecentos e setenta e nove (1979), profissão do lar, estado civil divorciada, domiciliada e residente à Rua Faustino Titarelli, 55, Parque do Sol Nascente, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filha de SEBASTIÃO BARBOSA e de dona HELENA MARIA BARBOSA. EDITAL DE P ROCLAMAS nº. 2394 // DANILO DOS SANTOS GONÇALVES e JÉSSICA WIESEL MONTEIRO //. Ele, natu ral de Santa Rosa de Viterbo, Estad o de São Paulo, na scido aos dezesseis (16) de março de um mil novecentos e noven ta e cinco (1995), profissão ajudante geral, estado civil solteiro, domiciliado e residente à Rua Luiz Nogueira, 251, Nosso Teto, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filho de JOSÉ DANIEL GONÇALVES e de dona NEIDE APARECIDA DOS SANTOS GONÇALVES. Ela, natural de Ribeirão Preto, Estado de São Paulo, nascida aos vinte e cinco (25) de abril de um mil novecentos e noventa e um (1991), profissão gerente administrativo, estado civil solteira, domiciliada e residente à Rua Cesar Zerba, 742, Luiz Gonzaga, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filha de BOANERGES MONTEIRO e de dona MEIRI ROSELI WIESEL MONTEIRO. Se alguém souber de algum impedimento ao casamento de algum dos contraentes acima, oponha-o na forma da lei. Eu, Gis ele Calderari Cos si – Oficial.


O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017

PÁGINA 35


PÁGINA 36

O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017


O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017

PÁGINA 37


PÁGINA 38

O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017


O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017

SOCIAIS DO ÉDI CARLOS

PÁGINA 39


PÁGINA 40

SOCIAIS DO ÉDI CARLOS

O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017


O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017

SOCIAIS DO ÉDI CARLOS

PÁGINA 41


PÁGINA 42

SOCIAIS DO ÉDI CARLOS

O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017


O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017

PÁGINA 43


PÁGINA 44

O JORN ALZÃO - E D . 1.112 - 12/08/2017

OJornalzão, edição 1122  
OJornalzão, edição 1122  

Jornal semanal de Santa Rosa de Viterbo

Advertisement