Page 1

®

Diretor: André Nagib Moussa (Mtb 34286) - Santa Rosa de Viterbo, 04/02/2017 - Ano 23 - N.º 1.085 - Semanal - Fone/Fax 3954 3289

Choveu muito, mas nem tanto

R$ 3,00

Juiz mantém decisão e não cassa Nando O Juiz Alexandre Cesar Ribeiro reiterou o que já havia dado em liminar, e recusou a cassação do diploma do prefeito eleito Nando Gasperini, pedida pelos seus opositores da coligação Santa Rosa de Novo no Coração (PSDB, SD, PROS e PMN). A sentença do Juiz saiu publicada esta semana. Na segunda feira será encaminhado recurso ao TRE de São Paulo, e o prefeito vai aguardar a decisão no cargo. Nando teve as contas de campanha rejeitadas pelo Juiz Eleitoral, mas este entendeu que não houve abuso do poder econômico, e com isso, sem motivo para afastá-lo do cargo.

Chuvas de janeiro ficam abaixo da média

Especialista de Batatais vem ‘arrumar’ trânsito da cidade

Segunda feira tem a primeira sessão da nova Câmara

‘Verão’ o ano todo

Prefeitura faz novo repasse ao Hospital Governador do Rotary visita Santa Rosa

Febre amarela: vacinação é dia 11 Lixo ainda permanece acumulado na empresa

PAULISTÃO 2017 Quem será campeão? Prefeitura anuncia recape de trecho em Amália

Eventos como o “Verão Santa Rosa” deveriam ser realizados todo mês. Evento inclusivo, que tem participação maciça da população. Esporte é saúde. É qualidade de vida. Parabéns a quem o inventou, a quem o organizou e a quem participou. Todo mês deveria ter um “Verão Santa Rosa”.

SISU Santa-rosenses comentam seus resultados no ENEM

ESCRITORA SANTA-ROSENSE

Carol Bonacim tem projeto para lançar livros aprovado pelo Ministério da Cultura


PÁGINA 2

O JORN ALZÃO - E D . 1.085 - 04/02/2017


O J ORNALZ ÃO - E D . 1.085 - 04/02/2017

DE OLHO NA CIDADE Prefeitura repassa atrasado ao hospital A prefeitura efetuou o repasse ao hospital do dinheiro restante, referente ao mês de janeiro. Cerca de 155 mil reais foram depositados esta semana na conta da entidade, para pagamento dos médicos.

Esquina suja - A sujeira toma conta da esquina e da calçada deste terreno que tem também diversos postes atrapalhando os pedestres. Fica na rua Eugênio Meloni, esquina com a Major João Garcia Duarte e a reclamação ao Jornalzão partiu de moradores vizinhos.

Lixo fora das caçambas vira dor de cabeça para a Prefeitura As caçambas de lixo instaladas na área rural do município têm dado uma dor de cabeça aos funcionários do setor de Serviços Públicos da Prefeitura. Muitos moradores dos sítios têm jogado lixo domiciliar, entulho e até móveis velhos fora das caçambas. As caçambas são recolhidas uma vez por semana. Os responsáveis pedem para que os moradores joguem o lixo sempre dentro das caçambas para evitar que haja acúmulo de sujeira nos pontos onde elas estão instaladas. O mesmo pedido também vai para os catadores de material reciclado que às vezes acabam colhendo o material que os interessa e deixando o restante no chão, ao lado do local destinado para tal fim.

PÁGINA 3

Com acidentes constantes trânsito deve mudar Um especial ista de Batatais foi chamado para coo rdenar mudanças do trânsito no local. José Valter Craco é Diretor da DiMuTran - Divisão Municipal de Trânsito de Batatais e t em u ma empresa que presta serviços neste ramo. A equipe que coordenará este trabalho será composta pelo especialista e por dois engenheiros de trânsito e será feita de maneira que envolva a população e o comércio. Craco ouviu do prefeito Nando Gasperini que o estudo a ser realizado deve envolver os moradores, a fim de conhecer suas sugestões quanto à mel hor maneira de se organizar o trânsito. Nando ainda pediu para que o especialista consultasse também os comerciantes para que a adequação do trânsito não interfira negativamente no comércio local. Ele visitou algumas ruas e avenidas da cidade e

Acidentes - Virou rotina ter acidentes em cada esquina da cidade. Esta semana foram vários. E a maioria por imprudência dos motoristas e deficiência na sinalização. Este acidente ocorreu esta semana na esquina da Helenotur, sem feridos graves.

constatou que muitas mudanças são necessárias para melhorar o fluxo de veículos e pedestres, e apontou algumas alterações "que beneficiarão de imediato a vida do santa-rosense, visto que foram feitas de forma equivocada".

O Jornalzão entrou em contato com o prefeito, através de sua assessoria de comunicação, e ouviu que a contratação do profissional levará o tempo dos trâmites legais. "Tanto o Prefeito, quanto a grande maioria da população sabem que o trân-

sito em Santa Rosa precisa de adequação. A cidade cresceu, tem um número grande de veículos (já tendo sido até pauta do Jornalzão) e neste tempo não foi feito nenhum estudo mais abrangente", explicou o prefeito através de nota.


PÁGINA 4

O JORN ALZÃO - E D . 1.085 - 04/02/2017


O J ORNALZ ÃO - E D . 1.085 - 04/02/2017

DE OLHO NA CIDADE Já saiu

PÁGINA 5

Lixo ainda permanece na empresa

Dia 11 tem Campanha de Vacinação

Moradores voltaram a reclamar do lixo acumulado na empresa. Segundo eles, mesmo depois da denúncia publicada no Jornalzão, nada foi feito. Na ocasião a prefeitura havia prometido a retirada o mais rápido possível. Ontem, o prefeito disse, através de sua assessoria de comunicação, que aguarda um processo licitatório para que um novo local receba o lixo depositado na empresa.

No próximo dia 11 de fevereiro, sábado, a Prefeitura Municipal, através do setor de Vigilância Epidemiológica, irá realizar uma campanha de vacinação para atualização das carteirinhas de vacina. Os locais estarão abertos das 8h às 16h e atenderão toda a população que precisa receber alguma vacina, entre elas a vacina da febre amarela para quem ainda não tomou. Para receber as vacinas, o cidadão precisa levar a carteirinha e o cartão SUS. Caso o cidadão não tenha estes documentos, o Departamento responsável informa como proceder. "A carteira de vacinação é um documento feito na sala onde a pessoa toma a vacina. Já o cartão SUS pode ser feito nas Unidades de Saúde com a apresentação dos seguintes documentos: RG, CPF e Comprovante de Residência", informou a enfermeira Paula Salvador, responsável pelo setor de vigilância epidemiológica. Os locais de vacinação são: - Ambulatório Paschoal Cagliari, no Nosso Teto; - Ambulatório Paulo Ricci, Na Cohab; - UBS do Povo.

Thiago Pereira não é mais o responsável pelo setor de esportes da prefeitura, que ainda não definiu quem irá substituí-lo.

Cada buraco com seu galho - Moradores colocaram um galho para mostrar buraco no asfalto no "Arthur Argeri" e não pegar algum motorista desprevenido.

Remoção de árvores comprometidas

Apesar de ter chovido em quase todos os dias de janeiro, a quantidade de água foi pouca. Os 194 mm de chuva ficou bem abaixo da média dos últimos 17 anos, que é de 313 mm.. Mas no janeiro de 2017 choveu mais que nos janeiros dos três anos anteriores, mas ficou longe dos recordes de 2003 e 2007, quando a cidade decretou estado de calamidade. Veja a quantidade de chuvas de janeiro desde o ano 2000.

Limpando a entrada - Funcionários da DGB roçaram o mato alto que crescia na entrada da cidade. Está tudo limpinho agora.

Cesto de lixo atrapalha - Moradores reclamam que a instalação de um cesto de lixo na praça do Fuim atrapalha os comerciantes de verduras que ali trabalham e pedem que este seja trocado de lugar.

Chuvas de janeiro ficam abaixo da média

Esta semana a prefeitura realizou a remoção de quatro árvores comprometidas existentes na calçada do cemitério, na Rua Sete de Setembro, sendo duas da espécie Sibipiruna (Caesalpinia pluviosa var. peltophoroides) e duas da espécie Alfeneiro (Ligustrum lucidum). As árvores apresentavam risco de queda sobre pedestres e veículos. Duas árvores da espécie Jambolão (Syzygium jambolanum) também deverão ser removidas do entorno do prédio conhecido como "Pica-Pau", localizado no Conjunto Adib Moussa (COHAB III). As raízes destas árvores obstruíram as tubulações e já estavam acima do ralo do banheiro. Todas as árvores removidas deverão ser oportunamente substituídas por espécies adequadas para o local.

2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017

- 381,1 mm - 319,1 mm - 277,6 mm - 532,8 mm - 323,8 mm - 261,6 mm - 211,2 mm - 624,3 mm - 416,4 mm - 336,3 mm - 299,7 mm - 393,8 mm - 346,9 mm - 242,4 mm - 98,4 mm - 100,0 mm - 166,9 mm - 194,7 mm


PÁGINA 6

O JORN ALZÃO - E D . 1.085 - 04/02/2017

EDITORIAL

MENSAGEM CRISTÃ

CRÔNICA E CONTEXTO João de Bem

Existe um ditado árabe que diz: “Quem planta tâmaras, não colhe tâmaras!” Isso porque antigamente as tamareiras levavam de 80 a 100 anos pra produzir os primeiros frutos. Atualmente, com as técnicas de produção modernas, esse tempo é bastante reduzido, porém o ditado é antigo e sábio. Uma certa vez, um garoto viu um velho plantando uma tamareira no fundo do seu quintal. Chegando mais perto, o garoto olha para o velho e diz: “por que o senhor está plantando uma tamareira se o senhor nao vai colhê-las?” Pacientemente o velho se levanta, olha ternamente para o garoto, coloca a mão sobre a sua cabeça e responde: “É porque o quintal é meu e nele planto o que eu quiser”. Manteve - Era de se esperar a senteça do Juiz Eleitoral Alexandre Cesar Ribeiro, na questão das contas de campanha de Nando. Já no TRE não sabemos o que esperar. E tem ainda outro recurso no TSE e depois ainda no Supremo. O calendário do TSE prevê que todas as pendengas judiciais deste tipo sejam encerradas até o final do ano. Duvidamos e acreditamos que isso vai se arrastar muito, como tudo neste país da impunidade. Verão Santa Rosa - Que evento bem “inventado” e desta vez, bem reconstruído, uma vez que ano passado ele não aconteceu. Evento de custo financeiro baixo, mas de ganho social imenso. Parabéns a todos os envolvidos direta e indiretamente por sua realização e que tenhamos verões todos os meses. Trânsito - Realmente o trânsito local precisa urgentemente ser reestruturado. Que este especialista e seus dois engenheiros ouçam os anseios de todos e consiga acabar com os vários labirintos que foraam formados na cidade por causa do achismo, amadorismo e jeitinho.

João Murari

Esse é Jesus? Ao entrar na igreja num domingo de manhã, um pequeno garoto olhou para mim e perguntou à sua mãe: "Mamãe, esse é Jesus"? Não preciso dizer que estava curioso para ouvir a resposta dela. "Não", disse ela, "esse é nosso pastor". É claro que eu sabia que ela diria não, mas ainda assim eu gostaria que ela tivesse acrescentado algo como: "não, esse é o nosso pastor, mas ele lembra muito de Jesus". Ser parecido com Jesus é o propósito da vida daqueles que, como nós, são chamados a segui-lo. John Stott observou que essa é a meta que consome todo nosso passado, presente e futuro. Em Romanos 8:29 lemos que no passado fomo "predestinados a sermos conforme à imagem de seu Filho". No presente, estamos sendo transformados na mesma imagem (à semelhança de Cristo), enquanto amadurecemos de glória em glória. E no futuro, seremos semelhantes a ele, porque havemos de vê-lo como ele é (1 João 3:2). Ser parecido com Jesus não significa manter as regras, ir à igreja ou dar o dízimo. Significa conhecer o Seu perdão e praticar constantemente atitudes de graça e misericórdia. É ter uma vida que valorize todas as pessoas. É ter um coração que se rende, completamente, à vontade do nosso Pai. Viva de tal modo que os outros vejam Jesus em você!

EXPEDIENTE O JORNALZÃO CNPJ 24.933.354/0001-57 Redação: rua José Garcia Duarte, 182 - Centro - Santa Rosa de Viterbo-SP - CEP 14.270-000 Fone/fax: (16) 3954 3289 Usuário Papel Imune: UP-08109/014 - Diretor de Redação: André Moussa Free lancer - Gabriel Caldas e Romeu Antunes Contato Comercial: Daniel Pereira Tiragem: 2.000 exemplares - Circulação: Santa Rosa de Viterbo Periodicidade: Semanal R$ 3,00 por exemplar - E-mail:ojornalzao@ojornalzao.com Impressão: Grafisc, São Carlos. “Artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do jornal.” O Jornalzão se reserva o direito de resumir cartas que considerar inadequadas ao espaço disponível. Reprodução de conteúdo somente com prévia autorização. O JORNALZÃO É AFILIADO À ABRARJ

Consequências da bandidagem politica no poder Estamos experiment ando toda sorte de cri mes, com aumento do número deles, principalmente furtos e roubos com agressão física de quem for encontrado na casa. Isso tem causa - o bandido de DNA nasce bandido - não há remédio para ele a não ser o isolamento da sociedade dita civilizada cumprindo as regras sociais. O problema são os criminosos de ocasião - aqueles que sem oportunidade de trabalho, sem onde ter o que comer, onde dormir e beber são impelidos, por necessidade, a tirar de quem tem. O pior é que uma vez no crime dificilmente haverá volta a vida normal, notadamente se for pego e ficar algum tempo na cadeia - a universidade do crime. Também estamos assistindo o avanço da justiça com relação a punição dos corruptos e corruptores, políticos e empresários, sabidamente marginais de gravata, os de colarinho branco. Como disse Aires Brito expresidente do STF - os políticos corruptos são piores do que os marginais do crime organizado. Eles são genocidas porque tiram recursos do erário destinados ao atendimento das necessidades da população. A consequência é essa - a proliferação de gente excluída e com fome. Essa é a grande questão - se não conseguirmos extirpar o mal do político que o faz ladrão, o Brasil pode estar com o sistema democrático esgotado. Esse modelo está comprometido devido a atuação criminosa de praticamente todo o contingente no poder. E não é só isso servidores de instituições públicas estão no mesmo barco, com pouca exceção. É preciso continuar a cruzada contra a bandidagem - temos dois figurões do mundo empresarial, até então impunes e intocáveis, atrás das grades. É um bom começo. A delação da Odebrecht deve enjaular mais alguns, incluindo políticos de grosso calibre, isso se não houver retrocesso. Alguns desses estão aí querendo a presidência da república, como Aécio e Alkmin, informalmente já delatados por gente da empreiteira. É possível que tenhamos o povo um pouco mais esclarecido para o próximo pleito à presidência e com isso alguma melhora no perfil de quem terá o voto popular. Mas, em se tratando de PSDB com Aécio na presidência do partido, e sem dar tempo de ser atingido pela Lava Jato, esse caboclo do mal pode ser candidato e levar a vitória. Se for Alkmin vai dar mesma, o nosso governador, embora um pouco esquecido pela mídia em termos de comprometimento com falcatruas, não serve para governar o Brasil - está eivado de vícios também. Resta-nos a atenção divina. Que Deus nos aponte o melhor caminho para acabarmos com a corrupção no setor público e também no privado. Do contrário seremos todos náufragos de um capitalismo com democracia que não deu certo, por exclusiva responsabilidade de uma corja de criminosos no poder!


O J ORNALZ ÃO - E D . 1.085 - 04/02/2017

PÁGINA 7


PÁGINA 8

O JORN ALZÃO - E D . 1.085 - 04/02/2017


O J ORNALZ ÃO - E D . 1.085 - 04/02/2017

PÁGINA 9


PÁGINA 10

O JORN ALZÃO - E D . 1.085 - 04/02/2017


O J ORNALZ ÃO - E D . 1.085 - 04/02/2017

Casal Governador do Rotary visita Santa Rosa

Nesta última quinta-feira, dia 02 de fevereiro de 2017, Santa Rosa de Viterbo foi honrada com a visita do Casal Governador do Distrito 4540 do Rotary Internacional, Aparecido e Conceição Lopes. O roteiro de visita foi: "Plantio de árvores frutíferas ao lado do Marco Rotário, localizado entre a Praçaúde e o Rotatória; "Visita ao Asilo Lar São Vicente de Paula, entidade a qual o Rotary ajudou recentemente com a doação de ventiladores de teto e exaustores; "Visita à Santa Casa de Misericórdia, entidade a qual recebeu um aparelho de anestesia de última geração há alguns anos; "Assembleia na sede do Rotary Club de Santa Rosa de Viterbo; "Confraternização festiva no restaurante Celeiro da Praça, com a presença de diversos presidentes de Rotary Clubs do Distrito 4540. O Rotary International é uma ONG a qual reúne pessoas com o objetivo de discutir ideias e colocálas em prática. As reuniões são semanais, e os interessados podem entrar em contato através na Av. Henrique Alonso Martins, 275. (Coluna Rotária)

PÁGINA 11

Verão Santa Rosa foi um sucesso e agradou o público Cinco dias de bons eventos que agradaram o público: esse foi o Verão Santa Rosa 2017 realizado numa parceria entre a Prefeitura Municipal e o Primavera Co untry Cl ub com apoio de alguns patrocinadores e voluntários. Na parte esportiva foram realizados os torneios de vôlei adaptado, basquete de trios, vôlei de areia e futsal de base que agitaram a quadra de esportes e animaram o público. O destaque ficou para as finais das quatro categorias do futsal que fez o ótimo público presente vibrar com as partidas. Importante salientar que os árbitros de todas as modalidades atuaram como voluntários no evento. No palco, cinco shows com artistas locais que gentilmente se apresentaram gratui tamente. Iri na Monti e banda abriram o evento na quarta-feira com um repertório cheio de clássicos ao ritmo de baião, forró e MPB. Na quinta-feira, Sandra Garbuglio mostrou sua incrível técnica vocal com a apresentação de música popular brasileira. Na sexta foi a vez do grupo de pagode Lapidar levantar o ótimo público. No sábado, a dupla Rapha & Leandro trouxe música sertaneja de qualidade ao evento e no domingo, dia de maior público do evento, as mais de mil pessoas prestigiaram o som eletrônico do DJ Giovanni Siqueira. O evento ainda contou com a participação de diversos artesãos da cidade que expu seram seus pro dutos e um pouco de seus talentos e habilidades. Na tenda da saúde, profissionais auferiam a pressão e faziam medição de peso e altura do público interes-

sado. Além disso, muitas cartilhas informativas sobre doenças e epidemi as eram distribuídas aos participantes. Ao final do Verão San-

ta Rosa 2017 fica o agradecimento dos organizadores a todos os envolvidos e às empresas que contribuíram para que o evento fosse realizado sem nenhum custo

aos cofres públicos. Uma parceria onde todos ganharam, principalmente a população da cidade que teve um evento de qu alidade com muito lazer e diversão.


PÁGINA 12

O JORN ALZÃO - E D . 1.085 - 04/02/2017 EDITAL DE PROCLAMAS PARA CASAMENTO EDITAL DE PROCLAMAS nº. 2323 Faço saber que pretendem se casar e apresentam o s do cumento s exigido s pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Có digo C ivil, o s pretendentes: // JOÃO ALEXSSON ANTAS BARBOSA e QUITERIA MÔNIC A ALVES ANTAS //. Ele, natural de Princesa Isabel, Estado da Paraíba, nascido aos vinte e quatro (24) de junho de um mil novecento s e noventa e três (1993), profissão agriculto r, estado civil solteiro , do miciliado e resident e à Rua Jo s é Hipo lito X avier, 167, No sso Teto , na cidade de Santa Ro sa de Viterbo , Estado de São Paulo , filho de SEBASTIÃO BARBOSA LOPES e de do na LUIZA ANTAS LEITE LOPES. Ela, natural de Princesa Isabel, Estado da Paraíba, nascida aos cinco (05) de junho de um mil novecento s e noventa e sete (1997), pro fissão balco nista, estado civil so lteira, do mic iliada e residente à Rua Jo s é Hipo lit o Xavier, 167, Nosso Teto, na cidade de Santa Rosa de Viterbo , Estado de São P aulo , filh a de PAULO ANTAS C OR DEIRO e de do na MARINALVA ALVES DE SOUZA. EDITAL DE PROCLAMAS nº. 2324 Faço saber que pretendem se casar e apresentam o s do cumento s exigido s pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Có digo C ivil, o s pretendentes: // JOÃO OSC AR LOPES e LUCIANA APAREC IDA DA SILVA // . Ele, natural de Serrana, Estado de São Paulo , nascido ao s dezeno ve (19) de maio de um mil no vecentos e sessenta e cinc o (1965), pro fissão o perado r de máquina, estado civil divo rciad o , do miciliado e re sidente à Rua Idalin o Simõ es dos Santo s, 16, No sso Teto, na cidade de Santa Ro sa de Viterbo , Estado de São Paulo, filho de LAZARO C ANDIDO LOPES e de dona ALACIR APAREC IDA DE ANDRADE LOP ES . Ela, natural de Santa Rosa de Viterbo , Estado de São Paulo, nascida aos vinte e quatro (24) de o utubro de um mil novecento s e setenta e um (1971), profissão do lar, estado civ il divo rciad a, do miciliada e resid ente à Rua Idalino Simõ es do s San to s, 16, No sso Teto , na cidade de Santa Ro sa de Viterbo , Estado de São Paulo , filha de JOSÉ LUÍS DA SILVA e de do na JOSEFA PEREIRA DA SILVA. (C o nversão de União Estável) EDITAL DE PROCLAMAS nº. 2325 Faço saber que pretendem se casar e apresentam o s do cumento s exigido s pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Có digo C ivil, o s pretendentes: // VANDERLEI TELLES MARIA e EDEMILDE SOUZA DO CARMO //. Ele, natural d e São Pau lo , Estad o de São Paulo , na scido aos quatorze (14) de maio de um mil no vecento s e setenta (1970), profissão Mo to rista, estado civil so lteiro , do miciliado e residente à Rua Américo Moimaz , 531, Luiz Go nz aga, na cidade de Santa Rosa de Viterbo , Estado de São Paulo , filho de JOSÉ MARIA e de do na MARIA TELLES MAR IA . Ela, natural de SÃO PAULO, Estado de São Paulo , nascida aos trinta (30) de setembro de um mil novecento s e setenta e no ve (1979), profissão cuidado ra de ido so, estado civil divo rciada, do miciliada e residente à Rua Américo Mo imaz , 531, Luiz Go nz aga, n a cidade d e Santa Ro sa de Viterbo , Estad o de São Paulo , filha de E DVALDO MANOEL DO C ARMO e de dona JOELITA SOUZA DO C ARMO. EDITAL DE PROCLAMAS nº. 2326 Faço saber que pretendem se casar e apresentam o s do cumento s exigido s pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Có digo C ivil, o s pretendentes: // NEURIÉC IO ANTAS CORDEIRO e RUTH LUC INDA DE SOUZA //. Ele, natural de Princesa Isabel, Estado da Paraíba, nascido aos sete (07) de outubro de um mil novecento s e oitenta e no ve (1989), pro fissão serviços gerais, estado civil so lteiro , do miciliado e residente à C olô nia Mecanica, casa 46, Faz enda Amália, na cidade de Santa Ro sa de Viterbo, Estado de São Paulo , filho de ANTONIO ANTAS C ORDEIRO e de do na ROSANGELA MARIA ANTAS C ORDEIRO. Ela, natural de Santa Rosa de Viterbo , Estado de São Paulo , nascida aos vinte e três (23) de setembro de um mil novecento s e setenta e cinco (1975), pro fissão co stureira, estado civil solteira, do miciliada e residente à C olô nia Mecanica, casa 46, Faz enda Amália, na cidade de Santa Rosa de Viterbo , Estado de São Paulo, filha de de dona APAREC IDA MATILDE DE SOUZA. (C o nversão de União Estável) Se alguém so ube r de algum impedimen to ao casa mento de algum do s co ntraentes a cima, o po nha-o na fo rma da lei. Eu, Gisele C alderari C o ssi - Oficial.


O J ORNALZ ÃO - E D . 1.085 - 04/02/2017

CRÔNICA DA SEMANA Daniel Almada

Fim do Mundo Não, mesmo que viva sobre o fio da própria navalha não venho aqui anunciar o "fim do mundo com as mãos pálidas" como docemente sugeriu Carlos Drummond em suas palavras brancas de Minas. Sim, o anúncio coça a garganta, se equilibra na ponta da língua, mas ainda trago na alma a ingênua e tola esperança herdada da formação cristã. Esse tipo de sensação, essa certeza embutida, presa no coração medroso ficaria melhor no palco, na literatura, numa música incomum e mesmo na pintura cuja história, na verdade, se confunde à denúncia do fim de tudo. Mas, claro, não devo negar, sou, sim, um pouco o fim do mundo. Trago no peito e em muitos gestos os sinais claros da inconsciência de ser, a faca afiada sangrando na água fria de minha desesperança. Mas, cá entre nós, desconfio de que boa parte da humanidade segue essa trilha existencial do desespero mudo. Óbvio, na África e América Latina sobretudo, mas o coração sangra também na Suécia, França, Dinamarca, Estados Unidos e até na equilibrada Alemanha. É uma espécie de marca da contemporaneidade, porém, é, também, um impulso que mora no homem desde que ele se livrou das feras, da luta encarniçada pela sobrevivência diária, ali na ponta da lança improvisada pela história. Enquanto ando e me atolo nesses pensamentos intermitentes, a realidade passa ao largo. Homens, mulheres, crianças, cachorros molhados pela chuva de dias continuam indo e vindo na tresloucada luta pela sobrevivência, sem lanças e sem a própria história, que já não cabe na mão. Cenas do fim do mundo. Sem qualquer anúncio.

PÁGINA 13

Prefeitura anuncia recape de trecho de acesso às indústrias de Amália Funcionários da empresa Meirelles e Viana, de Cajuru, iniciaram esta semana, obras de reparo no asfalto do trevo de acesso às empresas do Pol o Industrial Amália. Segundo o site da Prefeitura, a vicinal que liga a cidade à fazenda Amália "receberá recapeamento feito através de uma parceria entre a Prefeit ura e as empresas que utilizam o local". Para ilustrar a informação, uma foto da reunião entre "profissio nai s das empresas instaladas no Polo (Artivinco e Mercocí trico) e da Prefeitura". A mesma notícia acrescenta que "a Prefeitura fará manutenção do acostamento da vicinal, e as demais empresas auxiliarão na compra dos materiais necessários para a pavi ment ação . Al ém das empresas i nst al adas no

Obras, anteontem, no trevo de acesso às empresas do Polo Po lo , qu at ro usinas que utilizam a vicinal (Pedra,

Ipiranga, Abengoa e Moreno) se pro nti ficaram a

contribuir com as obras de recapeamento".

DE OLHO NA CIDADE Cine Don Juanico está conjugado com arquibancada do estádio E. Matarazzo

Leões de pedra guardam o portal As redes sociais têm mostrado uma prática sistemática de apagamento do passado na Fazenda Amália. As fotos vão revelando: ruínas das antigas colônias e dos prédios em que funcionaram o hospital Santo André e o Grupo Escolar, e outros construídos com esmero pelo Conde Francisco Matarazzo Jr., além do aterramento da piscina da Associação Desportista Classista Amália. O cine Don Juanico (palco dos bailes de antigamente) ainda sobrevive, bem como o portal de entrada da fazenda, na praça Mariah Pia que, oficialmente, é território dos Matarazzo, apesar de ser utilizada pela população da cidade. Enquanto ambos estão aí firmes e fortes, praticamente não são notados pela população, embora - pelo menos o portal - sempre desperte a atenção dos visitantes. Caso eles desaparecessem, o patrimônio histórico santa-rosense ficaria irreparavelmente empobrecido.


PÁGINA 14

O JORN ALZÃO - E D . 1.085 - 04/02/2017

O JORNALZÃO NAS RUAS

Quem será o campeão paulista de futebol 2017? Começou ontem à noite o campeonato Paulista de futebol. Fomos às ruas e perguntamos que time o santa-rosense torce e quem ele acha que será o campeão. Veja o que eles responderam. por Eduardo Fedi

Valdiqui Henrique Braga, 43 "Sou santista, e acredito que o Santos será o campeão."

Sidney Porfílio, 67 "Santista, e pela paixão aposto que o Santos ganhe."

Sergio Alvez, 62 "So u Santista, mas aposto no São Paulo para ser o campeão."

João Batista Bueno,

Reginaldo Bartolomeu de Souza, 57 "Sou verdão, e com certeza o Palmeiras vai ser campeão."

Brasa Carvalho, 53 "Palmeirense, e pelo elenco nosso, acredito que o Palmeiras será campeão."

Vinicius Eduardo Batista, 17 - "Torço para o Corinthians, e como corintiano roxo, acredito que o meu time será o campeão."

Luiz Ferraz, 73 "So u co rint iano , e como torcedor, acredito que meu time vença."

71 "São-paulino, e com Rogério de técnico o São Paulo ganha."

Geremias Roberto, 20 "Sou corintiano, mas acho que o Palmeiras será campeão."

Edson dos Santos, 60 "Vim de Santos, sou santista, e confiante acho que o peixe ganha esse Paulistão."

José Ribamar Inácio Lopes, 45 - "Sou BotafogoRP, e o título ficará na mão de um dos quatro grandes de São Paulo."

Roberto Paschoalin,

Enésio Paschoalin, 79 "Torço para o Palmeiras, e esse ano a gente leva o título."

Gildo da Farmácia, 84 "Palmeirense, e vai dar verdão."

Olavo Pereira de Souza, 69 - "Apesar de ser corintiano, acredito que pelo investimento e time o Palmeiras vença."

Jaquison Vitor Estulano, 40 "So u co rint iano , e Cori nthians vai ser campeão."

71 "Sou palmeirense, e o Palmeiras ganha esse ano."

José Aparecido Braga, 62 "Corintiano, e acredito que o Corinthians conquista a competição."

Artur Santana Gomes, 17 "Sou são-paulino, e acho que São Paul o será campeão."


O J ORNALZ ÃO - E D . 1.085 - 04/02/2017

PÁGINA 15


PÁGINA 16

O JORN ALZÃO - E D . 1.085 - 04/02/2017


O J ORNALZ ÃO - E D . 1.085 - 04/02/2017

PÁGINA 17


PÁGINA 18

O JORN ALZÃO - E D . 1.085 - 04/02/2017


O J ORNALZ ÃO - E D . 1.085 - 04/02/2017

MEMÓRIA Rua de Campinas é homenagem tardia a Santa Rosa Na décima sessão ordinária do ano, realizada no dia 04 de junho de 1962, a Câmara local recebeu oficio do vereador de Campinas, Antônio Rodrigues dos Santos, "comunicando haver dado o nome de Icaturama a uma das ruas daquela cidade, em homenagem a esta". Em resposta, os vereadores locais responderam ao ofício agradecendo a homenagem, mas "esclarecendo que o nome de Icaturama havia sido mudado". Mesmo assim o projeto foi em frente, e Campinas conta hoje com a rua Icaturama, no Jardim Leonor, centro da cidade. Icaturama devolveu primazia ao nome original O município, criado em 21 de dezembro de 1910, nasceu com o nome de Ibiquara (do tupi guarani, "lugar de buraco"), mudado para Santa Rosa a partir de 01 de agosto de 1912. Por força do Decreto Lei Estadual nº 14.334, de 30 de novembro de 1944 que atendeu à Reforma Toponímica Nacional, de 1942 - passou, no dia 01 de janeiro de 1945 a chamar-se Icaturama ( "lugar de água boa" na linguagem indígena), nome que, em 01 de janeiro de 1949 deu lugar para a volta do original: Santa Rosa de Viterbo.

PÁGINA 19

Carnaval na cidade pode reeditar os velhos tempos Festa começa dia 24 A 'Charanga da Estação ' promet e su peração para suportar as exigências do carnaval deste ano que tem tudo para reeditar os velhos tempos na cidade. A Prefeitura volta a proporcionar o de ru a - sábado e segunda à noite, e terça na matinê -, no Espaço Mogiana, com trio elétrico e entrada gratuita. A Paróquia Santa Rosa de Viterbo abre o Salão Capela para os bailes noturnos que realizará sexta, sábado, domingo e segunda-feira, além de matinê no domingo, cobrando entrada a R$ 10,00 (matinê paga meia). No clube de campo tem 'Primavera Folia' nas noites de sábado, domingo e segunda (matinê domingo), com o conjunto Lança Xote. E o Coletivo Biquirim ocupa a praça Santo Antônio no sábado (a part ir das 1 5h00 ), com o Bloquirim, que se desloca para Nhumirim na segunda (mesmo horário), em frente à antiga estação ferroviária. Alimentação balancea da e pouco á lcoo l 'Charanga da Estação' é o nome do conjunto que vai sustentar boa parte do som deste carnaval, se apresentando na Sto. Antônio, Nhumirim e Salão Capela. - Já tocamos carnaval juntos há bastante tempo. Est amos organizando as partit uras e marcando os ensaios - informa Raul Marostegan. Ele está no trio de sopros com Larissa e Lygia. E o conjunto se completa com Jean (guitarra), Maurílio e Jonathan (percussão) e Emílio e Toninho cantando. Indagado sobre o nde encontrará fôlego para re-

Bloquirim outra vez na Sto. Antônio, no sábado de carnaval sistir à maratona, Raul explica. - Já estou fazendo exercícios, alimentação balanceada, sem muito álcool, e preparando os equipamentos com cordas e palhetas mais leves, pra tudo correr bem! O Coletivo Biquirim está vendendo pizzas para bancar o cachê dos músicos.


PÁGINA 20

O JORN ALZÃO - E D . 1.085 - 04/02/2017


O J ORNALZ ÃO - E D . 1.085 - 04/02/2017

PÁGINA 21

ESCRITORA SANTA-ROSENSE

DE OLHO NA CIDADE

Reinauguração, procissão e missa abrem as festividades do Ano Mariano Em comemoração aos 300 anos do encontro da Imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, nas águas do rio Paraíba do Sul, em 1717, foi instituído o Ano Nacional Mariano, que começou em 12 de outubro de 2016, e finaliza no dia 11 de outubro de 2017. A comunidade São Judas Tadeu, realizou suas primeiras homenagens para a santa na última quintafeira (2), às 19h30, com uma procissão e uma missa, na comunidade Nossa Senhora Aparecida e São Sebastião, em Nhumirim, finalizada com a reinauguração daquela capela que estava fechada para reforma. Os fieis se reuniram primeiramente em frente à antiga Estação da Mogiana. Seguiram até o salão na praça do bairro, onde aconteceu a celebração eucarística, com a imagem da santa sendo carregada pelo Padre Alex. Assim que o povo se acomodou nas cadeiras, a chuva caiu forte. Durante todo o trajeto, as pessoas caminharam com velas acesas, em homenagem Nossa Senhora das Candeias. Ao final da missa, a santa foi levada, novamente em procissão para a capela, que estava com um laço azul na entrada, que foi tirado pelo Padre, simbolizando a reinauguração. Depois de mais alguns cânticos de louvores, o sacerdote deu a benção final e colocou Nossa Senhora Aparecida novamente no seu altar, e foi agraciada com uma salva de palmas de todos os presentes. Até outubro, no aniversário de 300 anos da imagem, serão celebradas missas em louvor a ela no 12º dia de cada mês.

Carol Bonacim tem projeto para lançar livros aprovado pelo Ministério da Cultura Gabriel Carmello Caldas A primeira vez que conversei com a advogada e escritora Carol Bonacim, 31, foi no final de 2015, quando estava lançando o volume um da sua tetralogia 'Operação Arcádia', pouco mais de um ano depois, muita coisa aconteceu. Ela entrou em quatro academias: Academia de Letras do Brasil/ Seccional Su íça (ALB/Suíça), Academia de Letras Artes de Lisboa, Portugal, Confraria Brasileira de Cultura e da ARTPOP, no Cabo Frio. Recebeu t rês prêmios: Troféu CONINTER 2016, Troféu Personalidade ARTPOP 2015, e o título de Comendadora da Paz - Outorga Medalha Nelson Mandela, que é um título honorário dado para destaques em alguma área, neste caso, cultura. Além também de uma indicação de um prêmio na França, fazer part e da Fu ndação Cultural local e já faz até revisões de livros de outros escritores. Quanto ao livro, às mil cópias, já se esgotaram nas livrarias, existem apenas alguns exemplares

com a escritora. Lei Rouanet - Carol pagou para editora Chiado publicar sua história inicial, mas a situação agora é outra, ela se tornou uma escritora independente e tem sua carreira agenciada pela assessoria de imprensa Aldeia dos Livros e teve a idéia de republicar o primeiro livro e lançar o segundo, com o apoio da Lei Rouanet (Uma lei de incentivo onde pessoas físicas ou jurídicas tem a opção de doar parcelas do imposto sobre a renda para produções culturais). O projeto foi feito e aprovado pelo Ministério da Cultura. São várias etapas para serem desenvolvidas, como pré-produção, produção e divulgação, que prevê aparições em revistas, jornais, outdoor e até televisão. Além da parte social, que seria a doação das obras para escolas, instituições filantró picas e pro moçõ es para leitores co m menor poder aquisitivo. Além das edições impresas, em português, inglês e espanhol, ainda terão versões online e

em áudio books, para deficientes auditivos. Ela tem até dezembro para poder preencher todos esses requ isit os. Porém, para dar início, precisa captar 20% do valor total. "Eu gostaria muito que empresas de Santa Rosa pudessem ajudar com esse trabalho. A marca de quem participar será exposta em tudo que se refere ao livro, e a empresa receberá um retorno de publicidade sem ter que investir, pois este dinhei-

ro já teria que ser pago em impostos, com a vantagem de poder escolher onde gastar", explica. Sementinha - Mesmo viajando tanto, Carol faz questão de nunca esquecer suas raízes na cidade que tanto ama. "Todo lugar que vou, já falo que sou de Santa Rosa de Viterbo. Estou colocando Santa Rosa no mapa-múndi, e não quero isso só pra mim, quero levar todo mundo junto, é uma forma de mostrar que tenho imensa gratidão pela minha terra", diz orgulhosa. Com seu livro, a escritora quer inspirar mais pessoas a correrem at rás dos seus sonhos. "Quero plantar uma sementinha e mostrar que é possível sim, conquistar seus sonhos através da cultura, esse é o legado que eu quero deixar".


PÁGINA 22

DE OLHO NA CIDADE

O JORN ALZÃO - E D . 1.085 - 04/02/2017

Segunda edição do ‘Sarau em Movimento’ acontecerá na próxima sexta O local escolhido por votação foi o Anfiteatro da Praça das Bandeiras

Faltando um pedaço - Faz cerca de uma semana que o mostrador do relógio da matriz apresenta uma falha entre os algarismos romanos I e II (foto), tanto nas contas do pessoal da Paróquia SRV, quanto do zelador da praça Guido Maestrello. O relógio foi instalado na década 1930. O mostrador danificado é de vidro fosco, e já apresenta outras rachaduras capazes de provocar novos danos em breve. O pedaço descolado - por ação de vento ou por choque de pássaros (o interior da torre é habitado por andorinhas e morcegos) - caiu para o lado de dentro.

A segunda edição do projeto Sarau em Movimento acontecerá na próxima sexta feira (10), no Anfiteatro da Praça da Bandeira, escolhido por votação na página oficial do sarau no facebook. Nesta edição, além da batalha de rimas, acontecerão apresentações de dança com o grupo Met Dance, musicais, declamação de poesias, distribuição de marca páginas com poesias, e o varal do sarau. Os organizadores estão preparando uma biblioteca itinerante, que tem por objetivo emprestar livros para o público devolver no sarau do próximo mês: "Estamos catalogando nossos livros e os livros de alguns amigos que se dispuseram a emprestar e vamos montar uma biblioteca, que emprestará estes livros para o público com o compromisso de devolver no próximo mês. Nossa expectativa é ter, já nesta edição, aproximadamente 20 0 títulos, entre filosofia, literatura, poesia, ciência, romance, ficção e etc", explicou Renan Jouberth. O Sarau em Movimento fez uma parceria com o grupo Sementes do Bem e, a partir desta edição, será um posto de arrecadação alimentos não perecíveis que serão encaminhados a famílias em situação vulnerável. O encerramento ficará por conta do rapper Indinho, santa-rosense que fez carreira em Ribeirão Preto.

Fundo Social promoverá Bazar neste sábado

Veículos da Prefeitura estão isentos de pedágio

Neste sábado o Fundo Social de Solidariedade promoverá um bazar na Creche Nagib Moussa, na Avenida Professora Lui za Garcia Ri beiro, 575 no Nosso Teto. O evento começa às 9h e vai até às 16h. Serão vendidos tapetes de crochê, panos de prato e roupas. Os recursos obtidos serão destinados aos trabalhos sociais feitos pela entidade.

Autorização concedida pela ARTESP resultará numa economia aproximada de R$ 90 mil aos cofres públicos neste ano A ARTESP - Agência Reguladora do Transporte no Estado de São Paulo autorizou nesta semana a isenção das tarifas de pedágio em diversas praças para os veículos da Administração Pública Municipal durante o ano de 2017. A solicitação foi feita pelo presidente da Câmara de vereadores da cidade, Francisco Justino da Mota ao secretário da Agricultura, Arnaldo Jardim em recente visita a São Paulo. A confirmação do pedido foi informada ao prefeito Luís Fernando Gasperini na tarde da última terça-feira e começa a valer a partir desta semana. Com a economia, será possível investir na manutenção da frota da Prefeitura que se encontra em estado precário de conservação.


O J ORNALZ ÃO - E D . 1.085 - 04/02/2017

PÁGINA 23


PÁGINA 24

O JORN ALZÃO - E D . 1.085 - 04/02/2017


O J ORNALZ ÃO - E D . 1.085 - 04/02/2017

PÁGINA 25


PÁGINA 26

O JORN ALZÃO - E D . 1.085 - 04/02/2017


O J ORNALZ ÃO - E D . 1.085 - 04/02/2017

TIRAS POLICIAIS Marcenaria no centro é furtada Uma marcenaria localizada no centro da cidade foi furtada, no último domingo (31), por volta das 21h. No boletim de ocorrência, o filho da vítima afirmou que na sua ausência foram abertas as portas do estabelecimento e levaram uma furadeira, uma topia, uma esquadrejadeira e uma desempenadeira. Até o momento, ninguém foi preso.

Jovem é preso com droga escondida na cueca Um jovem foi preso com drogas na vila Ranzani, no último sábado (30), por volta das 23h. De acordo com o B.O, uma equipe policial estava fazendo patrulhamento pela Rua São Sebastião quando avistaram um jovem, que ao perceber a viatura, desfez de um pacote jogando dentro de uma casa e tentou fugir, sendo detido na Avenida São Paulo. Escondidas dentro da cueca do indivíduo foram encontradas sete cápsulas de cocaína e cinco pedras de crack, e mais R$16 no bolso. Na sacola foram encontradas 10 porções de maconha e dois tijolos desta mesma droga. Ele foi levado para a delegacia, onde teve a prisão em flagrante ratificada.

Casa no Morumbi é furtada Uma casa foi furtada no Jardim Morumbi, na manhã do último domingo (31), Segundo o B.O, a vítima tinha saída da sua residência por volta das 8h40 e voltado às 10h30. Estranhou que sua cachorra latia muito e o portão estava arrombado. Notou que levaram uma TV de 32 polegadas, um notebook, um bebedouro, roupas e joias. A polícia fez buscas pelos arredores, mas não encontraram nada.

PÁGINA 27

Santa-rosenses comentam seus resultados no ENEM O Ministério da Educação (MEC) anunciou na última segunda-feira (30) o result ado do Sist ema de Seleção Unificada (Sisu). Inscreveram-se no Sisu do primeiro semestre de 2017 2.498.261 de todo país que sonham ingressar na faculdade neste ano, como o caso de Renan Messias, 18, que já decidiu seu futuro. Sua nota de 677,7 lhe garantiu uma vaga no curso de Geografi a na USP de São Paulo, para onde já foi, e até arrumou lugar para morar. "Optei Geografia por amor, é um curso que eu sempre gostei. Amo estudar as questões sociais, debater as relações humanas no espaço geográfico. Amo viajar e analisar outras culturas", definiu contente com a decisão tomada. Cesar Augusto, 18, fez 678 pontos, e conseguiu ser seleci onado em du as faculdades, na UFTM, em Uberaba, Química, a segunda opção, Engenharia Química, na Unaerp, em Ribeirão Preto, porém, ainda não definiu sua situação. "A única certeza é que gostaria de

me especializar na área da Química. A dúvida surge qu ando é necessário ser mais específico", mas essa indecisão deverá ser sanada o quanto antes, pois prazo de matrícula da UFTM encerra na próxima terça. O resultado do ProUni sai na segunda-feira. No entanto, a matrícula na UFTM é presencial, e a única condução que arrumou para Minas é segunda, sendo este seu prazo limite. Ana Laura Garcia, 17, também tem duas opções,

mas ao contrário de Cesar, são dois cursos bem distintos: Geologia na Unesp, em Rio Claro, e Química, na USP de Ribeirão, esperando ainda para poder transferir para Farmácia depois. Outra diferença entre eles é a forma de ingressar na faculdade. Na Unesp, Ana Laura conseguiu a vaga pela sua pontuação no vestibular, já na USP, mesmo com a nota de 733,95 no ENEM vai ter que esperar a segunda chamada, que será no dia 16/2, caso não consiga, irá

mesmo para Rio Claro. Entre os entrevistados, Túlio Serafim Gabriel, 21, foi aprovado na cidade mais longe, Araguaína, em Tocantins, para estudar Química na Universidade UFT, mas pela distância decidiu não ir para completar seus estudos. "Faço técnico em Química e estudo Mecânica no Senai, por isso vou esperar acabar e neste ano vou me empenhar pra ser aprovado novamente e buscar uma oportunidade em estados mais próximos de São Paulo."


FALA NOSSO TETO

PÁGINA 28

Mini Rodoviária O terminal rodoviário na praça Zuleika de M. Moura Balbão já está sendo construído. Aos poucos os tijolos assentados vão dando corpo e forma ao prédio. O custo do terminal está avaliado em R$ 209.907,75 (duzentos e nove mil novecentos e sete reais e setenta e cinco centavos). Parte da grana vem do Governo Federal- via Ministério do Turismo- e outra, de contra partida da Prefeitura. O prazo para entrega da obra é de seis meses, ou seja, expira no dia 20/06/17. A Construtora e Incorporadora Cagicon, com sede na cidade, é a responsável pela execução do projeto.

Serginho Gomes

Crateras "gêmeas" estão crescendo

Valeta assusta Sem sinalização e acentuada, a valeta localizada na rua Lazinho Antônio de Oliveira, esquina com a rua José Hipólito Xavier, assusta até quem não tem habilitação. -Os motoristas nem precisam passar correndo para o carro saltar. Quem já conhece a valeta, engata a primeira marcha para não causar danos ao carro. Precisam melhorar isso aí- disse uma moradora das proximidades. Próximo à valeta há um buraco no asfalto que pode contribuir para causar acidente.

Convite A Polícia Militar e Conselho de Municipal de Segurança-Conseg- convidam a população para a Audiência Pública sobre Segurança. A audiência será realizada no Centro Cultural, dia 14 de fevereiro, às 19h. Participe.

GRAMÁTICA NA MEDIDA "Féria" ou "férias"? A resposta seria "depende"! Se você está querendo falar sobre um "montante/quantidade de dinheiro arrecadado", você deve usar "féria"; porém, caso esteja se referindo a um "período de recesso" ou "descanso", deve usar "férias". Que pena que não estou mais no meu período de férias... Fique de olho! Aline Vilela é professora da rede privada de ensino e corretora de vestibulares. #gramáticanamedida

As "crateras gêmeas" - dois buracos de tamanho aproximado, um ao lado do outro- situados na avenida prof.ª Luíza Garcia Ribeiro (já mostradas neste espaço), estão crescendo "fortes e saudáveis". As chuvas constantes e o trânsito intenso se encarregam de "vitamina-las". A dupla também contribui para o aumento da família de buracos nas demais ruas bairro. A 'operação tapa buracos' realizada recentemente pela prefeitura- com cascalho e argila- não surtiu efeito. Foi um fiasco. Enquanto a família de buracos cresce no surrado asfalto, os motoristas penam com o custo da manutenção dos veículos; e também correm risco de acidentes. Outras ruas da cidade já receberam o benefício, mas o alardeado recape da avenida prof.ª Luíza Garcia Ribeiro (autorizado desde o meio do ano passado), não é executado. Diante do fato, qual nota receberiam os governantes da cidade da prof.ª Luíza Garcia Riberio?

O JORN ALZÃO - E D . 1.085 - 04/02/2017


O J ORNALZ ÃO - E D . 1.085 - 04/02/2017

SOCIAIS DO ÉDI CARLOS

PÁGINA 29


PÁGINA 30

SOCIAIS DO ÉDI CARLOS

O JORN ALZÃO - E D . 1.085 - 04/02/2017


O J ORNALZ ÃO - E D . 1.085 - 04/02/2017

PÁGINA 31


PÁGINA 32

O JORN ALZÃO - E D . 1.085 - 04/02/2017

O Jornalzão, edição 1085  
O Jornalzão, edição 1085  

Jornal semanal de Santa Rosa de Viterbo

Advertisement