Page 1

®

Diretor: André Nagib Moussa (Mtb 34286) - Santa Rosa de Viterbo, 29/10/2016 - Ano 22 - N.º 1.071 - Semanal - Fone/Fax 3954 3289

R$ 3,00

DIRETORIA REGIONAL DE ENSINO DEU O RECADO:

Aulas perdidas em greve deverão ser repostas

Mudança de direção - A rua Major João Garcia Duarte seria, este mês, uma rua de mão única, conforme informou a Comissão de Trânsito, mas a prefeitura “esqueceu” de fazer licitação para comprar as placas de sinalização, e assim, a rua continuará com o tráfego do jeito que está. E esta semana os motoristas devem ficar atentos para as mudanças na Lei de Trânsito, que entram em vigor na próxima terça-feira. Leia nesta edição.

Escolas municipais que não tiveram aulas por causa da greve dos servidores municipais devem fazer reposição até o dia 17 de dezembro, inclusive aos sábados. A “Wolmar” terá que repor nove dias, pois foi a escola que mais tempo ficou paralisada. Por falar em greve, o Departamento Jurídico da prefeitura ainda não tomou conhecimento do que aprovou o STF na quinta feira, permitindo desconto salarial de grevistas do setor público. “Na próxima semana a gente se pronuncia”, disse o procurador Fernando Henrique Vieira Garcia.

Nando participa de reuniões em Ribeirão e Brasília

PASEP deixa de incidir na folha de pagamento do município

Justiça marca leilão de 750 alqueires da Diné em Santa Rosa

Caminhão pega fogo na estrada para Cajuru

“Retalhos” tão pequenos de nós dois Praça das Bandeiras, 26 de outubro de 2016, 16h43min

Com irregularidade em uma das chapas, ASE deverá ter chapa única

Este caminhão pegou fogo na estrada vicinal entre Santa Rosa e Cajuru, já no lado de lá. Foi na tarde de ontem e não sobrou nada. As primeiras informações dizem que pode ter sido uma pane elétrica, não confirmada ainda, e as primeiras notícias dão que não houve feridos.


PÁGINA 2

O JORN ALZÃO - E D . 1.071 - 29/10/2016


O JORN ALZÃO - E D . 1.071 - 29/10/2016

PÁGINA 3

Justiça determina que PASEP deixe de incidir na folha de pagamento do município Uma boa notícia para a atual e próxima administração municipal e também para os servidores públicos municipais. O advogado da prefeitu ra, Fernando Henrique Vieira Garcia conseguiu na justiça que o Pasep deixe de incidir na folha de pagamento do município. A decisão é fresquinha e a publicação no Diário Oficial do Estado foi anteontem, 27 de outubro. Com i sso, a prefeitura ganha u m fôlego de 2% na folha de pagament o , qu e po de ser, po r exemplo, co mplementada com reaju ste salarial , a partir de 1º de janeiro (90 dias após as eleições e permitido por lei). O servidor não terá nenhum prejuízo no recebimento do PASEP, que continuará a ser recolhi do e pago normalmente. Entenda - O Departamento Jurídico da Prefeitura Municipal, por meio de

seu procurador municipal, Dr. Fernando Henrique Vieira Garcia, ingressou com uma Ação Civil Pública em face da Fazenda Pública do Estado de São Paulo, para que os valores pagos pelo Município de Santa Rosa de Viterbo, à título de PASEP, deixem de incidir sob a folha de pagamento. A importância desta ação, é manter os gastos com pessoal dentro dos limites exigidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal. A alegação da municipalidade, é que as contribuições do PASEP tem como destino, o financiamento do seguro desemprego, e à concessão do abono anual dos empregados, que recebem até dois salários mínimos por mês. Assim, a contribuição não tem natureza de encargo trabalhista sobre a folha pessoal, e sim uma despesa comum, conforme alegação do Departamento Jurídico da Municipalidade. Alegação da municipalidade foi acatada pelo Dr. Alexandre César Ribeiro, Juiz de

Direito da Comarca de Santa Rosa de Viterbo - SP, em sede de liminar, conforme pode ser verificada nos autos do processo n: 100119986.2016.8.26.0549. O Dr. Fernando Henrique Vieira Garcia explica a importância dessa decisão para o município: "Há tempos que nosso município está próximo do limite máximo previsto no art. 20 da Lei de Responsabilidade Fiscal (54%), no tocante aos gastos com a folha de pagamento, em decorrência da queda vertiginosa da arrecadação, e essa decisão deve desonerar em 2% a folha de pagamento. É importante ressaltar que isso não vai afetar o servidor que recebe o PIS/PASEP, pois ele irá continuar recebendo o benefício normalmente, o que mudou, é que agora a Prefeitura Municipal paga essa contribuição como despesa comum, e não mais como despesa de pessoal, que incide diretamente na folha de pagamento".

Terras da Diné vão a leilão Cerca de 760 alqueires da Diné Agro Industrial no município vão a leilão judicial em 21 de novembro próximo. O autor da ação é o Banco do Brasil e o valor do lance inicial é de 38 milhões e 600 mil reais. A descrição da gleba de terras é esta e está disponível no site canaljucidial.com.br: “Matrícula 6.443: Gleba Campo de Polo - Uma gleba de terras com área de 1.844,5251 hectares, ou 762,20 alqueires, desmembrada da Fazenda Amália, Município de Santa Rosa de Viterbo/SP, distante, aproximadamente 5 km da área urbana da cidade, contendo na maior parte plantação de cana de açúcar arrendada para a Usina Santo Alexandre, 459,20 alqueires plantadas, e contendo também trechos com mata, trechos com A.P.P. 303,00 alqueires, e trechos com linha de força e carreadores. Cadastrado no INCRA sob n. 613.118.309.141”. Até o final da tarde de ontem a página do leilão destas terras havia sido visitada por 436 internautas.

Nando participa de reuniões em Ribeirão Preto e Brasília

Nando com parte de sua assessoria em Brasília O futuro prefeito Nando Gasperini usou a rede social facebook para divulgar a participação em duas reuniões esta semana. Uma em Ribeirão Preto, na segunda feira, no Departamento Regional de Saúde, com o Diretor Ronaldo Dias Capelli. Segundo Nando, “ a DRS vem se encontrando com os novos prefeitos e suas equipes para discutir e propor ações que aperfeiçoem os serviços de saúde nos municípios, uma vez que esta área se tornou ainda mais deficitária com o agravamento da crise econômica que comprometeu a saúde financeira dos municípios”. Nando disse ainda que “a Saúde se tornou o maior problema da vida de Santa Rosa de Viterbo nos últimos anos. Os relatos que ouvimos dos santa-rosenses durante o período eleitoral fazem com que nossa preocupação e nossos esforços sejam voltados para vários temas e questões, porém, a prioridade absoluta será me-

lhorar a Saúde. Idosos, mulheres grávidas, crianças... enfim, os pacientes têm de ter bom atendimento e não saírem dos postos de saúde com a sensação de serem "mais uma vítima" dos serviços de saúde, como vem acontecendo.” Além de Nando e Capelli, participaram do encontro a diretora do Núcleo de Regulação Regional, Juliana Souza, além do vereador e vice-prefeito eleito Renato Palma Rocha Júnior, nosso futuro diretor da Saúde, José Eduardo Simionato, a futura chefe de Atenção Básica à Saúde, Luciana Rita Gerardi, e Carlos José Ramos, futuro Chefe de Gabinete. Em Brasília - Na quarta feira, 26, Nando estava em Brasília, a Convite da CNM - Co nfederação Nacional dos Municípios, em evento direcionado aos novos gestores que objetiva difundir orientações das novas legislações, focando a defesa da pauta municipalista

para garantir a autonomia financeira e a melhor eficiência da gestão e, por consequência, primando pela qualidade de vida da população. Nando divulgou que “aproveitei a oportunidade e estou correndo contra o tempo em razão das dificuldades que teremos que enfrentar a partir do primeiro dia de 2017, uma vez que a previsão da arrecadação será menor do que foi em 2016. Na semana passada, em reunião com Secretário Arnaldo Jardim, ouvimos que os prefeitos qu e fizerem as melhores "podas", daqui pra frente, terão as melhores colheitas no futuro”, disse o prefeito eleito. Prevendo dificuldades, nando finalizou dizendo que “as perspectivas para o quadriênio 2017/ 2020 serão positivas, mas o primeiro ano não será nada fácil. Nosso propósito maior continua vivo e estamos na luta para Reconstruir Santa Rosa e devolver, gradativamente, o respeito e a dignidade aos cidadãos”.


PÁGINA 4

O JORN ALZÃO - E D . 1.071 - 29/10/2016


O JORN ALZÃO - E D . 1.071 - 29/10/2016

Prefeitura dispensa assessores para fechar contas no fim do ano Grande parte da assessoria direta do prefeito Cassinho será desligada no próximo dia 31. Segundo ele, a razão é adequação. Os cargos comissionados puros serão exonerados. No caso dos funcionários de carreira, cessa a portaria de designação e cada um volta para seu cargo. - Esse procedimento visa ao fechamento das contas no fim do ano e ao pagamento das verbas rescisórias, ainda este ano, aos membros do primeiro escalão. E também para deixar o organograma disponível para ser preenchido pela próxima administração - informou o prefeito, salientado que tem sido assim em outros mandatos. Ele observa, entretanto, que em mandatos anteriores houve 'muito mais demissões', já que em sua administração o organograma foi reduzido.

Galpão do Agro Negócio vai ser inaugurado hoje

Muro da 'Costa Bruno' quase pronto A Prefeitura vai realizar hoje três cerimônias de inauguração: Galpão do Agro Negócio, Rodoviária da praça Guido Maestrello e escola 'Costa Bruno', esta com o muro de fechamento em fase final de construção. Também hoje, outros 13 próprios municipais receberão placas de inauguração, embora já tenham sido inaugurados. Das 16 placas, nove se referem a obras do Estado ou Governo Federal. As demais, obras com recursos próprios. Estão incluídos na lista: ciclovia, academia ao ar livre, espaço Mogiana, Pronto Socorro e ambulatório médico.

PÁGINA 5

Cassinho volta a contestar slogan da campanha de Nando Ai nda inco mo dado com o slogan da campanha de Nando Gasperini ("Vamo s reco nst ru ir Santa Rosa"), eleito no último dia 2 para seu terceiro mandato, o prefeito Cassinho voltou ao assunto anteontem, falando com exclusividade ao Jornalzão. - Eu gostaria de pegar para administrar uma coisa tão destruída como ele afirma que a cidade está. Eu gostaria de saber o que significa destruir uma cidade, já que não é isso que se observa em Santa Rosa. O atual prefeito destaca recent e pesqui sa da UF RJ, que co loca Santa Rosa à frente de cidades da micro região em desenvolviment o, e enumera suas realizações. - Não é dest ru ição qu e vemo s na educação, que acaba de ultrapassar a meta estabelecida. Em recape e asfaltamento novo de ruas, realizamo s mais que os últimos três manda-

Prefeito não vê destruição na cidade tos. Houve incontáveis projetos nas áreas social e cultural. Estou deixando 70 pedidos, na esfera federal, com CND em ordem, salários, benefícios e encargos dos funcionários absolu tament e em di a, bem

como os precatórios. Onde está a destruição? - pergunta Cassinho, aproveitando para revelar um novo investimento.

- Co mpramo s ho je (anteontem) um endoscópio para ficar à disposição do sistema de saúde municipal.


PÁGINA 6

O JORN ALZÃO - E D . 1.071 - 29/10/2016

EDITORIAL 80% dos município brasileiros estão endividados. Os dados são da Confederação Nacional dos Municípios, divulgados esta semana. Então, o que esperar para os próximos anos em Santa Rosa, por exemplo? Te respondemos, caro leitor: “nada”. Se for competente, o próximo prefeito vai segurar tudo o que der, economizar nas pequenas coisas para não quebrar o município. Que apesar da crise, tem saúde financeira estável, ou seja, nada que um bom planejamento não regularize. Assessoria - Preencher todos os cargos disponíveis não é sinal de bom início. Algun cargos de chefia poderiam ficar vagos, preenchidos por funcionários de carreira, mas como sabemos, a pressão é grande, os compromissos firmados são muitos e ..., enfim, já foi feito. Rádio Peão - Ouvimos por aí que a Santa Casa e a Fundação Cultural é que receberão os cargos prometidos em campanha. Estamos de olho. Pasep - Boa a iniciativa do advogado do município Fernando que conseguiu “desonerar” a folha em 2% sem mexer em um centavo. Fôlego para Nando, que pode contratar mais assessores ou dar um reajuste aos servidores.

EXPEDIENTE O JORNALZÃO é uma publicação da editora André Nagib Moussa ME - Redação: rua José Garcia Duarte, 182 - Centro - Santa Rosa de Viterbo-SP - CEP 14.270-000 Fone/ fax: (16) 3954 3289 - CNPJ 62.922.6641/0001-21 - Usuário Papel Imune: UP08109/014 - Diretor de Redação: André Moussa Free lancer - GabrielCaldas e Romeu Antunes Contato Comercial: Daniel Pereira Tiragem: 2.300 exemplares - Circulação: Santa Rosa de Viterbo Periodicidade: Semanal - R$ 3,00 por exemplar - Email:ojornalzao@ojornalzao.com Impressão: Grafisc, São Carlos. “Artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do jornal.” O Jornalzão se reserva o direito de resumir cartas que considerar inadequadas ao espaço disponível. O JORNALZÃO É AFILIADO À ABRARJ

CHICO XAVIER

COLUNA GOSPEL

Grupo Espírita “Bezerra de Menezes”

por Rogério Moscardini

Na assistência social

Dizendo a verdade

Aproximar-se do assistido encontrando nele uma criatura humana, tão humana e tão digna de estima quanto os nossos entes mais caros. Em tempo algum agir sobrepondo instruções profissionais aos princípios da caridade genuína. Amparar sem alardear superioridade. Compreender que todos somos necessitados dessa ou daquela espécie, perante Deus e diante dos outros. Colocar-nos na situação difícil de quem recebe socorro. Dar atenção à fala dos companheiros em privação, ouvindo-os com afetuosa paciência, sem fazer simultaneamente outra cousa e sem interrompê-los com indagações descabidas. Calar toda observação desapiedada ou deprimente diante dos que sofrem, tanto quanto sabemos silenciar sarcasmo e azedume junto das criaturas amadas. Confortar os necessitados sem exigir-lhes mudanças imediatas. Ajudar os assistidos a serem independentes de nó s. Respeitar as ideias e opiniões de quantos pretendemos auxiliar. Nunca subordinar a prestação de serviço ou benefício à aceitação dos pontos de vista que nos sejam pessoais. Conservar discrição e respeito ao lado dos companheiros em pauperismo ou sofrimento, sem traçar comentários desprimorosos em torno deles, quando a visita for encerrada. André Luiz

No romance O sol é para todos (José Olympio, 2015), Atticus Finch é um advogado respeitado numa pequena cidade do sul dos Estados Unidos, nos anos 30, durante o período de segregação racial. Ele decide defender o caso de um negro inocente contra dois brancos desonestos, e sabe que enfrentará o terrível preconceito do grupo de jurados. No entanto, sua consciência o impele a dizer a verdade com ousadia, mesmo diante de oposição. Os profetas muitas vezes eram enviados para pregar a verdade a pessoas inflexíveis: "Porém o Senhor lhes enviou profetas para os reconduzir a si; estes profetas testemunharam contra eles, mas eles não deram ouvidos" (2 Crônicas 24:19). A mensagem deles geralmente causava perseguição e, algumas vezes, até mesmo a morte. Durante o ministério de Cristo no mundo, Sua mensagem também causou forte oposição. Ainda assim, na soberania de Deus, o terrível erro judicial que sentenciou Jesus a morrer na cruz comprou nossa redenção. Agora, como representantes do Cristo ressurreto neste mundo, devemos promover a reconciliação, a justiça e a integridade. E para promovê-las é necessário dizer a verdade mesmo diante de oposição. Esta é a tarefa de todo cristão até aquele dia, quando Cristo fizer justiça. É melhor declarar a verdade e enfrentar a rejeição, do que escondê-la só para ser aceito.

CRÔNICA DA SEMANA

Página extraída do livro “Sinal Verde” – Psicografia de Chico Xavier.

Daniel Almada

Finados dói em flores pálidas Finados dói em suas flores pálidas, em seus rostos tensos, seu ritmo lento da espera, da esperança inútil. Sim, esse persistente Auto da compaixão se repete há séculos nos olhos tristes de gerações mudas. Mas há povos e culturas que, independente de seu estado de evolução, compreendem a morte como essência da beleza e da alegria, como cerne mesmo da existência, sempre com a magnânima intuição dos animais, com a rebuscada sensibilidade dos artistas que contam. Há povos e culturas que navegam além da vida, e voam o último voo azulado da decência humana. Há povos e culturas que colorem a morte com as tintas frescas do arco-íris. Mas aqui, entre nós, ao sul de nuestra América, Finados ainda dói como um castigo, como um fantasma na redentora batalha das últimas Cruzadas.


O JORN ALZÃO - E D . 1.071 - 29/10/2016

PÁGINA 7


PÁGINA 8

O JORN ALZÃO - E D . 1.071 - 29/10/2016


O JORN ALZÃO - E D . 1.071 - 29/10/2016

PÁGINA 9


PÁGINA 10

O JORN ALZÃO - E D . 1.071 - 29/10/2016


O JORN ALZÃO - E D . 1.071 - 29/10/2016

Dois anos para ser atendida

Paciente indignada com prazo para exames Ela tem probllema na perna

PÁGINA 11

Família de Francisco Luiz Ferreira não autoriza seu nome para o CAPS A prefeitura descartou a intenção de dar o nome do poeta/repentista Francisco Luiz Ferreira (Chico Louco) ao Centro de Atendimento Psico Social (CAPS) da cidade. A razão alegada é a falta de autorização da família. - Solicitamos a autorização assinada por todos os filhos dele, mas não a recebemos. Nossa intenção era a melhor possível, dada a importância do Chico na história de Santa Rosa. Sem essa autorização, a Câmara não vai aprovar, já que poderia acarretar problemas jurídicos para o município no futuro - explicou o diretor de Saúde, Francisco Vacis. Francisco Luiz era embaixador de Reis e figurou em matérias da EPTV Ribeirão (Globo), uma série sobre Dioguinho e um programa sobre a figura do caipira, este exibido também no programa Globo Repórter. Poeta popular, Chico nasceu em Cajuru, em 1926, e faleceu em Santa Rosa em 2001.

Festa da padroeira, em Nhumirim, lucrou R$ 75 mil No sermão da missa da últi ma t erça-fei ra, na matriz da Paróquia São Judas Tadeu (Nosso Teto), o padre Alex Pereira informou que a festa de N. S. Aparecida, realizada em Nhumirim no último dia 12, rendeu R$ 75 mi l de lu cro, muito perto do resultado do ano passado. Embora o arrecadado pelo leilão tenha sido menor (R$ 19 mil este ano contra R$ 28 mil no ano passado), todas as barracas A paciente Gilza Maria Alves está indignada com o prazo que lhe foi dado para fazer exames pedidos pelo médico que lhe atendeu: dois anos, no mínimo. A situação ocorreu no Posto de Saúde Paulo Ricci, no Luiz Gonzaga, esquina do Solar. “Estou com um problema na perna e fui atendida pelo doutor Gabriel que me receitou um exame e quando fui marcar veio a surpresa”, queixou-se Gilza. Segundo disse, a atendente do posto lhe disse que o exame demoraria pelo menos dois anos para ser feito, pois hoje estavam sendo atendidos aqueles que agendaram em 2014. “Achei isso um absurdo, pois nem temos uma população tão grande para ter uma fila deste tamanho”, ponderou. Mas o que se passou depois, deixou a paciente ainda mais intrigada: “A atendente me disse que o médico que acabara de me atender tem consultório em São Simão e se eu fosse lá, ele cobraria mais em conta e agilizaria o exame. Não entendi direito o que ela quis dizer, mas foi o que ela disse”, garantiu a paciente. Ontem por ser feriado não conseguimos contato com a assessoria de comunicação do município e com a Diretoria de Saúde.

da quermesse renderam mais que em 2015. O boi de 25 arrobas, assado inteiro em churrasqueira gigante ('boi no rolete'), proporcionou arrecadação de R$ 13,5 mil.

São Sebastião, co-padroeiro da capela, levado em procissão durante a festa

DE OLHO NA CIDADE Poeirão - A avenida Amália, asfaltada por Nagib Moussa na década de 80, recebeu esta semana uma inusitada camada de terra e cascalho, para encobrir os muitos buracos existentes. A atitude da prefeitura revoltou os moradores das imediações. “Agora só falta jogar lixo e entulho”, disseram pelas redes sociais.


PÁGINA 12

O JORN ALZÃO - E D . 1.071 - 29/10/2016


O JORN ALZÃO - E D . 1.071 - 29/10/2016

PÁGINA 13

CRÔNICA E CONTEXTO

TRÂNSITO

por João de Bem

Carro com som alto valerá multa a partir de novembro

"Roda Viva" O programa de entrevistas da TV Cultura apresentou na segunda-feira (24/10/2016) uma radiografia da tempestade econômica que assola o Brasil. A entrevistada foi a economista Monica de Bolle, professora da Universidade Johns Hopkins, que está lançando o livro "Borboletas Azuis" sobre a conjuntura econômica brasileira de 2011 a 2016. Ela é brasileira, conhece muito de economia e fez uma análise com bastante propriedade e, digamos, com precisão cirúrgica, do porque chegamos à situação atual e também do tempo que pode levar para voltarmos a crescer. Sem ser economista me atrevi a escrever sobre o horizonte que se formava a partir de eventos pontuais durante o tempo tempestuoso, relativizando ações inconsequentes do governo e reflexos na economia. Um dos maiores problemas está no aumento das despesas, que apesar de a economia vir decrescendo, as despesas do governo continuavam aumentando. Políticos do Planalto a se lambuzar com verbas em emendas ao orçamento, gastanças com deslocamentos, aviões, mordomias, aumentos para servidores, renuncia fiscal para vários setores, como o automobilístico, o de bens domésticos duráveis, entre outros e um monte de outras despesas - sem a contrapartida do aumento na arrecadação, pelo contrário, com a arrecadação despencando. Claro, o saldo fica negativo e o cenário não poderia ser outro - no buraco que estamos em termos econômicos. O problema é gigantesco. Os fatores envolvidos na recuperação da economia, como a volta do emprego, recuperação da renda da população via salários melhores, redução de juros para financiamento da produção, recursos do BNDES para médios e pequenos empresários (hoje só grandes empresas tem acesso). Redução dos gastos com a máquina pública e a confiança de investidores externos, abalada pela instabilidade política e a falta de um posicionamento estável para as contas do governo, não se dá no curto prazo. A tudo isso se soma a dificuldade de pagamento que as famílias enfrentam diante do crescimento geométrico de suas dívidas. O resultado é o encolhimento cada vez maior da economia. E como a economista disse - não é oportuno aumentar impostos para equilibrar as contas. Esse proceder aumentaria a dificuldade na recuperação e não resolveria o problema. Adiantou ainda que no ano que vem tem campanha política, com a maioria interessada em se manter no poder. Como conciliar medidas amargas, principalmente a reforma da Previdência, se o que está previsto impacta diretamente em direitos adquiridos do trabalhador? Esse fator implica diretamente na perda de votos para os deputados e senadores que almejam reeleição. Reforma política, nem pensar não irão atirar no próprio pé. Resumo - está complicado retomar o crescimento - e a projeção que a economista fez é que podemos ter que esperar, ao menos, dez anos para vermos um crescimento sustentável! É muito tempo! Isso é o que dá assistirmos passivamente trambiqueiros e corruptos a fazer o que bem entendem com o dinheiro público e ainda cantar de galo, como Renan Calheiros, talvez o maior transgressor ocupando o cargo de Presidente do Senado e do Congresso, depreciando a Polícia Federal, o Poder Judiciário e o Ministro da Justiça com clara intenção de fazer aprovar a emenda constitucional que reduzirá o poder da justiça. O relator não é outro, senão Romero Jucá, também acusado de maracutaias das grossas, assim como Renan, legislando em causa própria! O pior - Temer ainda adula Renan - quer aprovar a PEC 241! É o cúmulo! O cangaceiro alagoano mandando no Brasil como nos velhos tempos dos coronéis!

E nt ra em vi go r, na próxima terça-feira (1º), a lei nº 13.281 que altera limites de velocidade em estradas e rodovias do país, valores de multas e determina que rodar sem o docu mento do veí cul o não necessariament e renderá uma multa ao proprietário. O policial acessará o sistema que dirá se o motorista está em dia ou não. Mas se ele não conseguir acessar, a falta do do cument o vai redu ndar em multa. Out ra mudança i mportante, que começa a val er em no vembro , prevê multa ao dono de veículo com som alto em vias públicas. - Antes, a gente tinha que andar com decibelímetro para medir o som. Agora não. Se o som do veículo estiver incomodando, o dono dele será multado na hora - diz o sargento Adão Pereira, responsável pelo comando da PM em Santa Rosa. F aro l baixo é só com a Rodoviária - O comandante informou t ambém que só policiais rodovi ári os têm compet ência para fi scal izar o u so de farol baixo nas rodovias, e que a lei só vale para a malha rodoviária, não se aplica em rodovias vicinais co mo a estrada que li ga Santa Rosa a Cajuru e as rurais, de terra. - Mas os motoristas devem ficar atentos porque a rodovia 'Conde' começa no último quarteirão da Av. Pres. Vargas. Quem vai da cidade para o Nosso Teto - e vice versa - está obrigado a manter o farol baixo aceso, caso co ntrário ficará sujeito a multa.

Pelotão da PM local recebendo instruções, nesta semana, sobre as mudanças


PÁGINA 14

O JORN ALZÃO - E D . 1.071 - 29/10/2016


O JORN ALZÃO - E D . 1.071 - 29/10/2016

PÁGINA 15


PÁGINA 16

O JORN ALZÃO - E D . 1.071 - 29/10/2016


O JORN ALZÃO - E D . 1.071 - 29/10/2016

PÁGINA 17


PÁGINA 18

O JORN ALZÃO - E D . 1.071 - 29/10/2016


O JORN ALZÃO - E D . 1.071 - 29/10/2016

PÁGINA 19


PÁGINA 20

O JORN ALZÃO - E D . 1.071 - 29/10/2016

Polícia Militar impede furto no 'Maurílio de Oliveira' Um trio, composto por um maior de idade e dois menores, foi detido ao tentar furtar a escola 'Maurílio de Oliveira', na Cohab I, terça-feira (25), por volta das 20h. Consta no B.O, que uma equipe policial foi solicitada, pois estava tendo furto no prédio. Chegando ao local, os policiais viram pela fresta do portão três indivíduos estourando um cadeado, e retirando aparelhos eletrônicos para levar para um veículo que estava estacionado ao lado da escola. Foi solicitado reforço, e uma nova viatura que fez o cerco na parte exterior do imóvel, enquanto o primeiro grupo entrou. Os três foram detidos, com dois monitores, mouse, CPU, dois 'micro system', teclado, toner de impressora, estabilizador, máquina amplificadora e uma machadinha. O veículo foi apreendido, o maior foi encaminhado para a cadeia local e os menores liberados para a família.

Dupla que furtou casa em Tambaú é presa em Santa Rosa Dois homens que haviam furtado uma casa em Tambaú foram presos em Santa Rosa, quarta-feira (26), por volta das 15h. De acordo com a ocorrência, a PM se deslocou até a Rodovia Padre Donizette, para a averiguação de um veículo prata, suspeito de ter sido usado em um furto de residência em Tambaú. Próximo a Nhumirim, o veículo foi encontrado, mas foi parado apenas próximo a entrada do 'Nosso Teto'. A princípio, nada de suspeito foi encontrado. Porém, a dupla foi encaminhada para a delegacia, para prestar maiores esclarecimentos. Fotos do veículo e dos indivíduos foram enviadas para a PM de Tambaú. O carro foi reconhecido por uma testemunha. As vítimas compareceram até a delegacia e reconheceram alguns dos objetos que haviam sido furtados, e estava no interior do carro. A vítima declarou que os suspeitos tinham arrombado sua casa e levado uma TV, micro-ondas, ventilador, vídeo game, roupas, bolsas e a chave de outro carro. A Dupla foi presa.

Faca é apreendida no 'Nosso Teto' Uma faca foi apreendida com um homem domingo (23), por volta das 21h. Segundo o Boletim de Ocorrência, uma testemunha declarou que o ex- cunhado do seu irmão, foi na casa dele e começou a ofendê-lo. Alguns minutos depois, ele pegou uma faca e foi para rua. Neste momento ela ligou para a polícia, que o surpreendeu ainda na rua e jogou a faca no chão. Ele foi levado para prestar esclarecimento na delegacia e a arma branca foi apreendida.


O JORN ALZÃO - E D . 1.071 - 29/10/2016

1ª Caminhada contra o Câncer de Mama reuniu 80 pessoas

A 1ª Caminhada Contra o Câncer de Mama, realizada pelo Projeto 'Vida Longa Fitness', levou cerca 80 pessoas a caminhar do bosque municipal até o Espaço Mogiana, com saída às 8h da manhã, no último sábado (22). "A prática de atividade física é um fator predominante na prevenção de diversas doenças, por isso fizemos essa caminhada, que além de saudável, incentiva mais essa causa tão importante e divulgada nas redes sociais, que é o câncer de mama", explica o idealizador da caminhada e professor de educação física, João Paulo Silva. Participaram do evento homens e mulheres de várias idades, que poderiam ou não usar a algum adereço rosa, (cor usada no combate contra o câncer de mama), e segundo o organizador, foi maravilhoso, tudo aconteceu como o planejado. Vida Longa Fitness - O educador físico também é responsável pelo projeto, Vida Longa Fitness, que tem o objetivo de incentivar a prática de atividade física e melhora na qualidade de vida de seus participantes. João conta que desde o início, em 2005, conta com o patrocínio do comércio local. "É direcionado ao público idoso e oferece aulas de alongamento que acontecem no bosque municipal, toda terça e quinta, das 8h às 9h horas da manhã."

PÁGINA 21

Capela de Santo Antônio e a casa paroquial estão sendo reformadas O Conselho Paroquial Administrativo está reformando a capela de Santo Antônio e a casa paroquial, localizada ao lado da Igreja da Matriz, desde setembro. O intuito é cuidar do patrimônio. A casa paroquial estava sofrendo estragos por conta da umidade e diversas rachaduras. Foi necessário fazer emendas nas paredes, colocar vigas de sustentação em toda a área ao fu ndo da construção, além disso, o local ainda recebeu uma nova pintura. A capela de Santo Antônio também precisou de novas emendas nas paredes, devido às rachaduras. O templo ai nda recebeu uma rampa de acessibilidade e foi totalmente pinta-

do. Além disso, a sacristia e o escritório passam por restauração. Por meio de nota, a paro qu ia de Sant a Ro sa

agradeceu a todo o apoio e acompanhamento das obras. "Muito obrigado aos no ssos grandes i rmão s, Gilberto e Carlos da Cagi-

con, que não tem medido esforço s para estar perto das obras, ao Conselho Administrativo e a todos vocês, Deus lhes pague."

Atenção, atenção, atenção

Escorpiões invadem bairros da cidade É importante que a população de Santa Rosa notifique a Vigilância Sanitária em caso de encontrar escorpiões em sua residência. Diversos casos de focos no Centro, Cohab e Morumbi foram noticiados, mas não relatados para a prefeitura. Na avenida Rio Branco teve um morador, que tem filhos pequenos, que pagou dedetização particular na rua, para acabar com o problema. Segundo informações, o problema se agravou por falta de dedetização nos PV - Poço de Visita, que a prefeitura fazia regularmente. Com a falta de dedetização aumenta o número de insetos como baratas e animais peçonhentos, como o escorpião. Notifique a prefeitura em caso de encontrar escorpiões em casa. Você estará prestando um serviço público.

O Vida Longa Gratuito tem em média 70 participantes e é aberto a qualquer idoso que tenha interesse de participar.


PÁGINA 22

O JORN ALZÃO - E D . 1.071 - 29/10/2016

Aos 102 anos, Maria ainda borda e lembra de quando fugiu de cangaceiros na Bahia sua esposa que estava grávida e partiram rumo à nova vida, para morar na colônia do Bananal, na Fazenda Amália. Vida nova - Curiosamente, essa mudança de áreas foi excelent e para Maria, que garante que aqui é bem melhor do que lá. Aos 22 anos Maria se casou e teve quatro filhos, 15 netos, 18 bisnetos e quatro tataranetos. O casamento durou

Gabriel Carmello Caldas

M

aria da Rocha Carlos, se divide em três atividades para passar seus dias: Primeiro, sua devoção a Igreja católica, que mesmo não podendo mais frequentar missas no templo, assiste pela televisão, sempre acompanhada pelo seu crucifixo que não sai do pescoço e de Nossa Senhora, santa que é devota; Segundo, o amor pelo bordado, que nem na hora da entrevista largou seu pano e suas agulhas; E por fim, seu hábito de sempre soltar deliciosas risadas, que é a alegria de toda a família, principalmente quanto revela sua idade. "Hoje (quinta), faço 102 anos".

O temido Isidoro No começo dos anos 20, um temido cangaceiro, Isidoro Lopes, junto com seus homens, ameaçavam diversas propriedades baianas, inclusive Cacu lé, cidade onde morava Maria, seus irmãos, o pai Manoel José da Costa e mãe Manuela Rosa de Jesus. Aterrorizado com as atrocidades de Isidoro, que segundo Cesar, sobrinho de Maria, havia assassinado muitos animais e pessoas, Manoel decidiu fugir de lá com sua família. Primeiro, montou no lombo de um burro e partiu para São Paulo, onde recebeu a informação que havia uma fazenda, no interior paulista onde tinha trabalho e poderia criar seus filhos. De volta à Caculé, pegou seus filhos e

35 anos. Quando o marido morreu, Maria já morava em São Pau lo e trabalhava como merendeira, e ficou até 1981 quando retornou para Santa Rosa, onde mora até hoje, com uma saúde de dar inveja a qualquer um, não tem nenhuma doença, toma apenas remédio de pressão, anda com ajuda de um andador, mas sem ajuda de ninguém, não fuma e nem bebe, seu único vício é beber Coca.

Sobrinho enviou carta ao Jornalzão A Oração é um caminho que abrimos para que Deus chegue até nós. Tia Maria Rocha, Eu não vou perder a oportunidade de expressar a minha alegria e comemorar junto com a senhora os seus 102 aniversários, afinal não é todo dia que se comemora 102 anos de vida. Parabéns e muitos anos de vida, são os votos do sobrinho José Carlos Vilas Boas da Rocha.


O JORN ALZÃO - E D . 1.071 - 29/10/2016

PÁGINA 23


PÁGINA 24

O JORN ALZÃO - E D . 1.071 - 29/10/2016


O JORN ALZÃO - E D . 1.071 - 29/10/2016

PÁGINA 25


PÁGINA 26

O JORN ALZÃO - E D . 1.071 - 29/10/2016


O JORN ALZÃO - E D . 1.071 - 29/10/2016

Oficina gratuita A parceria entre o Pontos MIS - Museu da Imagem e do Som e a Diretoria de Cultura de Santa Rosa, trás a oficina gratuita de vídeo de bolso com celular, na quarta feira, dia 09/11, das 13 às 17 horas, na biblioteca municipal. O curso será ministrado pelo cineasta e fotógrafo Ralph Friedericks e conta com apenas 20 vagas - a partir de 8 anos de idade.

Teatro de bonecos O Circuito Cultural Paulista apresenta o a Pec?a ZôoIlógico, do Grupo Cia Truks -Teatro de Bonecos, no centro cultural, no próximo sábado (5), às 19h. A apresentação será gratuita.

Santa Rosa na semi do Torneio de Verão de Cajuru As duas equipes santa-rosenses, que disputam o Torneio de Verão na cidade de Cajuru, Leões F.C e Néris e Amigos, avançaram para a semi, e se enfrentam amanhã de manhã naquela cidade. Os times deveriam jogar as últimas partidas em suas chaves para conseguir a classificação, mas seus adversários foram eliminados por desrespeitarem o regulamento.

PÁGINA 27

Com irregularidade em uma das chapas, ASE deverá ter chapa única Após averiguar duas irregularidades em uma das duas chapas que concorrem à diretoria da ASE (Associação Santa-rosense dos Estudantes), o presidente em exercício, Luis Fernando, acredit a que difici lmente haverá o pleito. O primeiro erro levantado é que cada chapa, deveria ter 12 candidatos, e a Chapa 2 tem possui apenas nove. O segundo motivo, é que um dos candidatos, tem apenas uma semana de associado, sendo que é necessário ao menos seis meses. "Creio que este ano não teremos eleição, pois tínhamos duas chapas, 1 e 2, mas o pessoal da Chapa 1 entrou com um pedido de impugnação conta a Chapa 2, e eu já passei estes pedidos para o responsável da Chapa 2 pra que apresent e seus argumentos. O responsável da Chapa 2 me pediu uns dias para me apresentar uma resposta, mas acredito que não dará tempo", explicou. Segundo Lui s, sem co ncorrent es, a Chapa 1 poderá assumir, por aclamação, e a associação estará em boas mãos. "Renan, que é o candidato a presidente, é muito capaz, sério e bem comprometido com

Alguns membros da chapa 1, que deve ser única: Felipe Cunha, Diego Mendonça, Jabes Pimenta, Laura Lot, Renan Jouberth, Abdiel Carvalho e Jemini Cicolani o que faz e a galerinha que está com ele também é bem compromissada. Eles estão cheios de ideias e projetos, e isso é muito bom, pois todos saem ganhando", garante. O Jornalzão tentou contato com a Chapa 2, mas não obteve retorno. Projetos - Caso assuma a presidência, a Chapa 1, com o presidente Renan Jouberth e vice Jabes Pimenta, terá o mandato de um ano (2017), e possibilidade de reeleição. A associ-

ação tem cerca de 400 estudantes que todo dia usam ônibus e vans para se locomover para Ribeirão, para estudar em várias instituições de ensino como: Unaerp, Unip, Moura, Regis, Senai, USP, COC, Anhanguera, Unidades da Barão e o cursinho no Objetivo. Um dos planos da chapa é baixar o valor da mensali dade, qu e é de R$208, "Com a experiência que temos com o poder público, queremos contribuir, fazer eventos com o comércio local, tentar abai-

xar a mensalidade, e cumprir todas as exigências do Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil, para assim, voltar a receber dinheiro público", conta Renan. A Chapa 1, também tem ideias para tentar diminuir as mensalidades das faculdades. "Vamos conversar co m as rei tori as das universidades para tentar alguma redução para os estudantes, pois tem associações, como a de Barrinha, que conseguiu 10% de desconto," diz Jouberth.


PÁGINA 28

GRAMÁTICA NA MEDIDA Hoje, escreverei algumas orientações para aqueles os quais realizarão o ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio). Ele é um exame importante. A depender da nota alcançada, podem-se conseguir bolsas de estudos em Universidades Particulares, participar de Processos de Seleção em Universidades Federais (através do Sistema de Seleção Unificada, o SiSu) e de programas como o Ciência Sem Fronteiras. Logo, devese encará-lo com seriedade! Seguem dicas importantes: a) Confira bem os materiais que precisa levar! Não se esqueça de seu documento de identidade com foto, o seu cartão de identificação e caneta preta! b) Saia de casa cedo! Pode haver problemas no trânsito, então, melhor prevenir! c) Desligue, de fato, o seu celular, desmonte-o (pois alguns despertadores de celulares tocam mesmo que estes estejam desligados) e coloque nos saquinhos que lhe serão fornecidos nos dias da prova. d) Escreva sua redação na folha definitiva e preencha os gabaritos à tinta. Reserve pelo menos os 30 minutos finais do exame para preenchê-los com cuidado e atenção. Fique de olho! Aline Vilela é professora da rede privada de ensino e corretora de vestibulares. #gramáticanamedida

FALA NOSSO TETO

Novo Cemitério ainda no papel A construção do novo - e necessário cemitério- ainda está no papel ou, entregue à burocracia dos vivos. Segundo informações, a obra não tem data para começar, mas os trâmites legais não foram parar no IML - continuam em andamento. Seguindo assim, logo os moradores do Montorão terão vizinhos eternos e silenciosos. Quem viver verá.

Dia de São Judas Tadeu No último dia 28 de outubro de 2016, foi comemorado o dia de São Judas Tadeu. O Santo das causas impossíveis é também o padroeiro da igreja católica do bairro. Entre outras solenidades e festa social, na quarta-feira (26), a Companhia de Folia de Reis Três Reis Magos do Oriente, visitou a Paróquia para homenagear, com seus cantos, o Santo. Na sexta-feira (28), houve missa solene na Igreja, após a procissão que partiu às 19h da praça Zuleika de M. Moura Balbão, com as imagens dos Santos que compõem a Comunidade. A imagem de Santa Rosa de Viterbo, da Igreja Matriz foi especialmente trazida para a ocasião.

Comunicado O CMEC "João Cândido dos Reis" informa aos pais ou responsáveis que: a data para a rematrícula dos alunos para o ano letivo de 2017 se encerará no 04/11/2016.

O JORN ALZÃO - E D . 1.071 - 29/10/2016

"Buraco a dar com pau" O ditado popular se aplica ao bom número de buracos achados nas ruas do bairro. A avenida prof.ª Luíza Garcia Ribeiro recebe diariamente tráfico intenso, por isso é uma das mais afetadas com o problema. Os buracos atrapalham o trânsito, causam danos nos veículos, além de ser um potencial ocasionador de acidentes. A prefeitura anunciou recentemente a conquista de duzentos e cinquenta mil reais (dinheiro do Governo Federal) para recapear a avenida, mas segundo informações, a obra frustrou por falta de empresas interessadas na licitação: -Será realizada uma nova licitação ainda pelo atual prefeito-informou a prefeitura.


JORNALZÃO ALZ ÃO- E DClélia OOJORN . 1.071 -Zanardo 29/10/2016 E D IÇ ÃO 1.071 29/10/2016

cleliazanardo@bol.com.br

SOCIAIS

APACOS Associação Paulista dos Colunistas Sociais

PÁGINA PÁGINA 29 Informe Publicitário

29


PÁGINA PÁGINA30

30

APACOS Associação Paulista dos Colunistas Sociais

SOCIAIS

O JORN ALZ ÃO OClélia JORN ALZÃO - E D . 1.071 - 29/10/2016 Zanardo cleliazanardo@bol.com.br

EEDDIÇ IÇÃO ÃO 1.043 1.071 16/04/2016 29/10/2016


O JORN ALZÃO - E D . 1.071 - 29/10/2016

PÁGINA 31


PÁGINA 32

O JORN ALZÃO - E D . 1.071 - 29/10/2016

O Jornalzão, edição 1071  

Jornal semanal de Santa Rosa de Viterbo

O Jornalzão, edição 1071  

Jornal semanal de Santa Rosa de Viterbo

Advertisement