Page 1

®

Diretor: André Nagib Moussa (Mtb 34286) - Santa Rosa de Viterbo, 17/09/2016 - Ano 22 - N.º 1.065 - Semanal - Fone/Fax 3954 3289

Prefeito diz que não será assessor de ninguém “Quero cuidar da minha família, dos meus negócios e trrabalhar voluntariamente”

R$ 3,00

OS DOIS LADOS DA POLÍTICA

Campanha esquenta com whatsapp e Facebook Nando não deu reajuste para servidores e Chiaperini gastou 300 mil com Carnaval, é o que circula pelo watsapp

Quer ajudar a Santa Casa? Candidatos falam hoje de como A sua chance chegou Organizadores querem que famílias no evento

seria sua “Santa Rosa digital”

Responda rápido - O que este tucano fazia em uma árvore, do lado da escola Teófilo Siqueira, de manhã, bem na hora do intervalo? Claro que estava esperando uma merenda.

‘Guga’ já está em casa Bonsai e imagens barrocas - O engenheiro Luiz Duchini, "Queria agradecer muito a população de Santa Rosa por ter lutado a minha luta, sofrido meu sofrimento, pelo grande número de orações, depois de aposentado na Fermenta, se dedica a duas artes milenatenho certeza que foi essa fé que trouxe ele de volta," disse a mãe do res: produção de bonsai (na foto com um 'Ulmos') e de imagens em terracota, técnica que aprendeu num estalo garoto ao Jornalzão.


PÁGINA 2

O JORN ALZÃO - E D . 1.065 - 17/09/2016


O JORN ALZÃO - E D . 1.065 - 17/09/2016

PÁGINA 3

OS DOIS LADOS DA POLÍTICA

Campanha esquenta com manchetes do Jornalzão Nando não deu reajuste para servidores e Chiaperini gastou 300 mil com Carnaval, é o que circula pelo watsapp

Nando não quis dar reajuste para os servidores Já era previsto. A campanha esquentou. E enquanto pela frente o que vimos são pequenas reuniões, caminhadas e propostas - algumas impraticáveis -, mas com todos bem comportados, o que "rola" por watssapp e contas falsas de facebook é só "paulada". E a principal fonte das "denúncias" são as páginas do Jornalzão. E olha, se a gente der uma folheada pelas páginas de arquivo do jornal, veremos que

o material é vasto. Anteontem recebemos dois destes "prints". Em um deles é visível matéria do Jornalzão mostrando que o Carnaval de Chiaperini (quando ele era prefeito) "deve custar 300 mil reais". Em outro print, também de matéria do Jornalzão, o candidato e ex-prefeito Nando, em seu mandato, se recusa a dar reajuste aos servidores municipais: "Prefeito nega reajuste a Servidores", diz a manchete.

Campanha curta, cidade tranquila e pouca gente envolvida Mas este clima quente é só nos bastidores, pois o que vemos nas ruas e redes sociais, onde tem gente de verdade, é que a campanha está fria, fraca e sem participação popular. Segundo o especialista em marketing político Aldenir Flauzino, o principal fator disso é descrédi-

Carvaval de Chiaperini deve custar 300 mil reais to do povo com a classe política. "E soma-se a falta de dinheiro, tempo curto de campanha, más estratégias de marketing e uma falta de planejamento estratégico a campanha só pode ficar vazia", disse. Os candidatos fogem de eventos onde a participação popular é fundamental, como passeatas, comícios e reuniões, e concentram seus trabalhos em visitas de bairro em bairro, porta em porta e pequenos eventos.

Nas passeatas e eventos publicados em facebook, a grande maioria de presentes é de cabos eleitorais pagos e candidatos a vereadores. No facebook, os cliques são sempre dos mesmos, e tem candidato por aí curtindo qualquer coisa sem nem ao menos ler. Dois bons eventos foram realizados um por Nando - Estrela Azul - e outro por Chiaperini - salão dos aposentados. Haja sola de sapato Mas andando os candidatos estão. Por todos os bairros da cidade topamos com os candidatos batendo de porta em porta, pedindo voto. A campanha de Tadeu Cicolani, por exemplo, já está na segunda volta à cidade. Aldenir Flauzino explica que muitas vezes o eleitor descrente bate a porta na cara do político, mas esta é a chance que ele tem de tirar a limpo as

suas dúvidas. "Nestas horas que o eleitor tem o seu momento ele deve aproveitar. Questionar, cobrar, sugerir e criticar. Bater a porta na cara do político é um erro", explica. Cartório Eleitoral tranquilo Até ontem nenhuma denúncia havia sido protocolada no Cartório Eleitoral, indicando até o momento uma campanha limpa, apesar do grande movimento de "zap zap'. "Nem parece que estamos em período eleitoral", disse a moça que trabalha no cartório. "Que continue assim", desejou. A Polícia não foi acionada em nenhuma ocasião ainda. Nenhuma discussão acalorada, nada. "Corinthians e Palmeiras neste sábado tá com mais Ibope que a eleição", disse Edson Silvério, apontando que o Corinthians irá vencer por dois a um. Sobre a eleição, ele não quis palpitar.


PÁGINA 4

O JORN ALZÃO - E D . 1.065 - 17/09/2016

CARTA À REDAÇÃO

EDITORIAL É a nossa opinião - Mostrar o que o outro fez de ruim ou deixou de fazer, faz parte da política e da nossa cultura. “O meu pode não ser bom, mas o do outro é pior”, pensam. Espalhar boatos uns dos outros todos fazem e não adianta reclamar. Mas usar um fato particular como a adoção de crianças para ter vantagens eleitorais é covardia. Primeiro porque ninguém sabe o que aconteceu, pois qualquer fato relativo a qualquer adoção é feito sob segredo de justiça. Eu não sei, você não sabe (e nem é da nossa conta) e somente os envolvidos sabem. E nem eles podem falar abertamente. O uso dessas coisas particulares em política é perigosa, porque os nossos políticos, tem umas vidraças e se a gente for pegar nessas coisas particulares, não sobra nem o pó, se é que vocês me entendem. O que é PÚBLICO os eleitores tem o direito de saber e todos podem sim mostrar. Mas o que é particular deve ser respeitado. Tirando isso o nível é 10 - Tirando este fato que lamentamos acima, o nível da campanha está excelente. O que rola no facebook e whatsapp é legal, pois nada mais são do que reportagens antigas, relembrando o que cada um fez, de bom ou ruim. Nada mais que a verdade. E “vamo que vamo” candidatos, que o dia está chegando.

CRÔNICA DA SEMANA Daniel Almada

Torta e bela A infância vem fatiada como a vida no dia a dia. Apenas alguns momentos do vivido e sonhado permanecem, resistem na carne dura do tempo. Por que aquele beco, aquele gesto, aquele vestido, aquela bola, aquela lua, aquele natal, aquela chuva, aqueles santos tristes, aquela procissão que vela as ruas, pedra a pedra? A infância vem fatiada, vem em rasgos sem evidências de seu início ou fim, assim, torta e bela, meio ao deus-dará, meio ao acaso do vento. Feito o hoje.

EXPEDIENTE O JORNALZÃO é uma publicação da editora André Nagib Moussa ME - Redação:rua José Garcia Duarte, 182 - Centro - Santa Rosa de Viterbo-SP - CEP 14.270-000 Fone/fax: (16) 3954 3289 Usuário Papel Imune: UP-08109/014 - Diretor de Redação: André Moussa Free lancer - Gabriel Caldas e Romeu Antunes Contato Comercial: Daniel Pereira Tiragem: 2.500 exemplares - Circulação: Santa Rosa de Viterbo e São Simão Periodicidade: Semanal - R$ 3,00 por exemplar - E-mail:ojornalzao@ojornalzao.com Impressão: Grafisc, São Carlos. “Artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do jornal.” O Jornalzão se reserva o direito de resumir cartas que considerar inadequadas ao espaço disponível. O JORNALZÃO É AFILIADO À ABRARJ

O contrato da Sabesp não foi "empurrado com a barriga" Não nos resta alternativa, senão responder à Carta do Diretório (algu ns membros) do PSDB local, que atacaram o candidato da nossa coligação e exaltaram o candidato Chiaperini, dizendo que o mesmo tem compromisso co m a verdade. Primeiramente, ficamos surpresos quando no sábado pela manhã recebemos várias ligações de membros do diretório do PSDB dizendo que não foram consultados à respeito da matéria publicada. Pior, na mesma data o presidente do PSDB publicou em sua página no Facebook, o seguinte texto: "Eu Rafael Pretel Castaldini presidente do PSDB municipal dou minha nota de repúdio sobre a carta à redação veiculada no periódico O JORNALZÃO, po is a mesma foi enviada e publicada sem o consentimento dos membros do diretório e tampouco do presidente.". Lamentável a atitu de de al guns membros do partido que se intitulam como "donos" da legenda. Quanto aos fatos, nos manifestamos: O prefeito Nando deixou, sim, a prefeitura equilibrada financei ramente, com R$ 2.472.105,28 em caixa (até nov/2008), conforme termo de transmi ssão de cargo assinado pelo Sr. Tadeu Chiaperini, pelo Nando e pelo Diretor de Fazenda da época, sr. Luiz Vital, e que permanece no cargo até hoje. O exercício de 2008 (ultimo ano do mandato da gestão Nando) teve um superávit de 1,5%, ou seja, R$ 499.330,61, e o Tribunal de Contas apontou um saldo em caixa de R$ 2.661.113,26 (31/12/2008). Além disso, vários convênios foram assinados no final de 2008, e que foram executados em 2009. Dos R$ 4.300.000,00 que Chiaperini alega ter pago, R$

1.825.342,90 referem-se a precatórios judiciais e R$ 1.611.723,21 referem-se à parcelamento de INSS, ou seja, de dividas contraídas antes da gestão do Nando. Outra mentira é que Chiaperini pagou dividas com fornecedores. Nando não dei xou de pagar nenhum fornecedor durante seu mandato. Os fornecedores sabem bem disso, e poderão confirmar esse fato. O Tribunal de Contas (Parecer do Conselheiro Edgard Camargo Rodrigues - processo n. 20 65/0 26/0 8 fls.8) deixou claro que Nando atendeu o artigo 42 da LRF, ou seja, não deixou restos a pagar sem a respectiva disponibilidade financeira. Quanto às dividas de outras gestões (década de 80 e 90), certo é que o prefeito que assume uma Prefeitura deve assumir e arcar com os compromissos passados. Como diz o ditado popular "Casou-se com a viúva, deve-se assumir e criar os filhos" (ainda que não seja o pai). Foi isso que Nando fez, pois pagou R$ 6.794.100,20 de dívidas, ou seja, bem mais que Chiaperini. Quanto aos aposentados, cabe esclarecer que, realmente a gestão Nando teve que dispensar os aposentados, isso não porque era sua vontade, mas sim por determinação do Tribunal de Contas à época. O "Carnaval Milionário" não foi intitulado pelo Nando, mas sim pelo periódico "O Jornalzão", que noticiou por várias semanas o gasto excessivo e desnecessário com aquele evento, mostrando que era possível fazer o mesmo evento com qualidade sem aquele gasto exorbitante. Quanto ao contrato da Sabesp, necessário esclarecer também que não foi "empurrado com a barriga" como exposto na carta, mas não foi renovado

porque a admini stração Nando não concordava com os termos propostos pela empresa à época, entre eles a isenção de tributos (IPTU, ISS, etc) para seus terrenos/prédios e serviços prestados. Como poderia o prefeito aceitar que a SABE SP não pagasse IPTU/ISS e os demais contribuintes pagassem? Hoje a SABESP não paga um centavo de IPTU e o cidadão comum tem que pagar!!!!. Hoje a SABESP não paga um centavo de ISS (Imposto sobre serviços) e o pequeno empresário que presta serviços tem que pagar!!! Nando não aceitou isso, e Chiaperini aceitou, ou seja, deu isenção à SABESP de todos os tributos municipais (Contrato n. 48/2010 - Cláusulas 5.2 "d" e 6.2 "h" datado de 05/04/2010). Necessário deixar claro que os serviços prestados pela SABESP são de qualidade, porém, o que não concordava a administração Nando era com os preços cobrados por esses serviços. A verdade é que para receber os milhões da SABESP Chiaperini aceitou a renovação do cont rato por mais 30 anos (até 05/04/2040). Administrar co m dinheiro é fácil, queremos ver administrar sem. Nesse sentido (administrar na dificuldade), o candidato Chiaperini não demonstra ter mu ita habilidade, como exemplo a situação de sua empresa que encontra-se em recuperação judicial. E em Prefeitura (poder público) não se pode usar desse instrumento jurídico (Recuperação Judicial). No final da carta o Diretório do PSDB (alguns membros) diz que "firmou a união com a candidatura de Chiaperini porque tem a comprovação de que ela é alicerçada na honestidade de propósitos e compromissos com a verdade".

Diante dessa afirmação, o que o que o PSDB e o candidato Chiaperini tem a dizer sobre o compromisso com a verdade (ou mentira) da geração de centenas de empregos pro meti dos em 2008 em uma unidade de fabrica de sua propriedade. Hoje temos um barracão vermelho na entrada da cidade, e nada de empregos! Temos uma verdade para isso: a decisão em um processo judicial (direito de resposta - ano de 20 12), onde o Juiz de Direito da Comarca Dr. Alexandre Cesar Ribeiro assim se pronunciou: "É verdade, aliás, que nas eleições de 2008, o ora requerente (leia-se José Tadeu Chiaperini) foi eleito trazendo, implícita ou explicitamente o argumento de qu e gerari a centenas de empregos nesta cidade, em razão de uma unidade de fábrica de sua propriedade, que estava em vias de ser construída em Santa Rosa de Viterbo. E, de fato tal fábrica foi construída, havendo, na comunidade local, várias discussões sobre o t ema da qu anti dade de empregos que foram ou que não foram gerados por referida fábrica nesta cidade". Será que Chiaperi ni t em compromisso com a verdade? O Juiz de Direito da Comarca também é mentiroso ? Quant os empregos foram gerados? Porque quando o tema "emprego" foi abordado pelo Jornalzão o candidato Chiaperini não fez vídeo rebat endo esse assunto? O povo santa-rosense não pode ser enganado mais uma vez. Obs: O print do facebook do Presidente do PSDB e a decisão judicial acompanham a presente. Coligação Para Reconstruir Sant a Rosa DEM /P MDB/ P PS /P TB/ PSH/PSB


O JORN ALZÃO - E D . 1.065 - 17/09/2016

PÁGINA 5

Prefeito diz que não será assessor de ninguém “Quero cuidar da minha família, dos meus negócios e trabalhar voluntariamente” Cassinho declarou ao Jornalzão que assim que sair da prefeitura quer se dedicar a família, aos negócios e a trabalho voluntário. "Quero distância da prefeitura, colocar a minha vida em ordem", disse o prefeito, que completou dizendo "que o trabalho foi prazeroso, mas que precisa de um descanso". Perguntado se tem mágoa de Chiaperini, por não ter sido convidado a participar da campanha, Cassinho se diz tranquilo. "Ninguém é obrigado a gostar de ninguém. Tenho minha consciência tranquila de que fiz meu trabalho na prefeitura". Cassinho brinca dizendo que não foi

eleito para ser Miss Simpatia. "Fui eleito para gerir o dinheiro do povo da melhor forma e isso eu fiz. Saio de cabeça erguida e com minha missão cumprida", desabafa. Cassinho não diz que ficou magoado com Chiaperini, mas deixa transparecer que gostaria de participar sim da campanha. "Claro que gostaria. Seria uma boa oportunidade de prestar contas com a população, de mostrar meus números", disse. "Mas não me quiseram", completa. Polêmica - o Jornalzão procurou Cassinho por causa de uma polêmica criada na campanha

eleitoral. Correligionários de Nando dizem que Cassinho será assessor de Chiaperini, e que as administrações serão contínuas. Já os correligionários de Chiaperini negam, pregando que tudo será diferente. Chiaperini chegou a lançar um vídeo através de seu facebook, negando que Cassinho fará parte de seu governo. Chiaperini lembrou ainda que o atual prefeito foi eleito sim com seu apoio, mas também apoiado por três baluartes da política local, que hoje são peças chave ao lado de Nando: Gonini, Renato e Vicentão.

Quer ajudar a Santa Casa? A sua chance chegou Organizadores querem que famílias no evento O segun do leilão para a Santa Casa, que será realizado no próximo

sábado no Recinto 'Tonin Amici', na estrada de terra para Nhumirim, prome-

te ser um evento interessante para toda família. Serão leiloadas diversas cabeças de gado, cavalos, além de prendas oferecidas pelo comércio e simpatizantes da causa. Mas

os organizadores querem que as famílias compareçam ao evento, principalmente com as crianças. "Essa será a grande colaboração da sociedade", disse um dos organi-

zadores. Haverá monitores para fazer brincadeiras com as crianças, nos pulapula e caixa de bolinhas, além da barraca do algodão doce. O evento começa às 11 horas da manhã, terá almoço e o leilão se estenderá ao longo do dia. Todo recurso arrecadado será revertido para

melhoria de estrutura do hospital e compra de equipamentos A empresa Stéfani fará exposição de equipamentos agrícolas da marca Massey Ferguson. Compareça, mesmo que não queira arrematar nada. A sua presença já é uma grande colaboração.


PÁGINA 6

O JORN ALZÃO - E D . 1.065 - 17/09/2016

O Poder do vice prefeito (V)

COLUNA GOSPEL

CHICO XAVIER

Por Romeu Antunes

por Rogério Moscardini

Grupo Espírita “Bezerra de Menezes”

Enquanto vereador, Elias Baú quase foi cassado por duas vezes. Na primeira, em maio de 1960, ele questionou a ausência, por 10 sessões consecutivas, de um colega e, por tanto, sugeriu sua cassação. Lembraram, então, que ele próprio não residia no município, mas se esqueceram de que, ao convocá-lo para uma sessão especial, enviaram carta para um endereço local, e a ameaça cessou por aí. Seus desafetos voltaram à carga, com expresso pedido de cassação, reiterando o argumento de que ele não residia no município, por isso não poderia ser membro da Câmara. Baú acusou Vergínio Melloni de ser o elaborador da tese, mostrando, em sessão de Câmara tumultuada, gravação clandestina de conversa com outro vereador, e o episódio não prosperou. Em 68 Baú e Vergínio se uniram e venceram a eleição para prefeito e vice. - Amália me convidou, e pagou a despesa. No primeiro comício eu disse que era candidato da Fazenda Amália, contra esse sindicato malandro, explorador do serviço do povo - contou Elias numa entrevista. Tal fala estimulou o candidato Moacyr Juns e seu vice Zé Pereira a lançarem desafio ao adversário, que publicamos na coluna da edição anterior. No meio do mandato, a Câmara inicia processo para cassar o prefeito. Baú estava gravemente doente, e o vice, Vergínio Melloni, exercia o cargo. Manobras jurídicas se misturavam às políticas, e o mandato de Baú parecia condenado.

Paciência na Prisão

Ter e manter

Você já reparou que a negligência dos outros pode testar a sua paciência? Como professor, a minha paciência se amplia cada vez que um aluno se esquece de fazer uma tarefa claramente exigida no programa da disciplina. No Antigo Testamento, vemos um exemplo muito pior de negligência na história de José - e podemos apenas imaginar como ele lutou para ser paciente em consequência disso. Enquanto esteve na prisão, José interpretou um sonho do mordomo do rei, que trouxe a libertação àquele homem. José então lhe disse: "lembrate de mim, quando tudo te correr bem; e rogo-te que sejas bondoso para comigo, e faças menção de mim a Faraó, e me faças sair desta casa". Poderia parecer que depois que José ajudou o mordomo a ganhar a liberdade, lembrar-se dele seria prioridade em sua lista de tarefas. Mas dois anos se passaram antes que o mordomo falasse com o Faraó sobre José (Gênesis 41:9). Finalmente, José foi libertado. Imagine a impaciência que José sentiu enquanto esperava naquela masmorra diariamente talvez pensando que a sua única chance de liberdade havia passado. Ainda assim, José tinha um recurso, a presença de Deus e nós a temos. Quando sentir-se impaciente, confie em Deus que está sempre com você. Ele transformará a sua impaciência em perseverante confiança. Paciência significa esperar o tempo de Deus, sem duvidar do Seu amor.

"Porque ao que tem ser-lhe-á dado; e ao que não tem até o que tem lhe será tirado." - Jesus (Marcos, 4:25.)

Aquele dia foi do caçador Entretanto, seu filho advogado, André Rivalta, levou a melhor no campo jurídico: obteve liminar que anulava os afeitos da sessão de cassação. O vereador José Vicente Gentil estudava em Uberaba e, para estar presente na sessão (que votaria pela cassação do prefeito), contou com a perua Rural Willys emprestada pela prefeitura. Por esta razão, Vergínio Melloni acabou cassado. Baú recuperou sua saúde e terminou o mandato sem vice prefeito. Para sua sucessão, ele apresentou uma lista de candidatos ao Conde Matarazzo: Paschoal Cagliari, Arys Eleutério, Argemiro Vilas Boas e Tomaz Edson Abreu. O Conde escolheu um que não estava na lista: Francisco Antônio da Silva (Chicão) que se fez acompanhar por Sebastião Porto, venceu a eleição com 2.866 votos. Arys Eleutério e Zé Vicente tiveram 1.740, e Gilberto Villas Boas/ João Gouvea, 33.

Reflitamos em alguns quadros da vida: a quem se consagra ao serviço, mantendo o trabalho, mais progresso; a quem auxilia o próximo, mantendo a fraternidade, mais recursos; a quem respeita o esforço alheio, mantendo a colaboração em louvor do bem, mais estima; a quem estuda, mantendo a instrução geral, mais cultura; a quem cultiva compreensão, mantendo a concórdia, mais clareza; a quem confunde os outros, mantendo a obscuridade, mais sombra; a quem se queixa, mantendo o azedume, mais desânimo; a quem se irrita, mantendo a agressividade, mais desespero; a quem cria dificuldades no caminho dos semelhantes, mantendo obstáculos, mais problemas. Na mesma diretriz, quem se empenha a compromissos, mantendo dívidas novas, mais deveres; e a quem solve obrigações, mantendo novos créditos, mais direitos. Nós todos - espíritos em evolução - temos algo a planear e realizar, suprimir e aperfeiçoar no mundo de nós mesmos. A Doutrina Espírita, desenvolvendo o ensinamento do Cristo, demonstra que, em toda parte, nas realidades do espírito, daquilo que habitualmente mantemos teremos sempre mais. Emmanuel Página extraída do "Livro da Esperança" Psicografia de Chico Xavier.

PALESTRA ESPÍRITA Convidamos aos confrades, simpatizantes e demais interessados a assistirem à palestra que será realizada nesta segunda-feira, 19/09/2016, às 20 horas, na sede do Grupo Espírita "Bezerra de Menezes", situada à Rua Eugênio Melloni, 195 - Jardim Planalto - nesta cidade de Santa Rosa de Viterbo, quando será abordado o tema ESPIRITISMO E POLÍTICA, pelo palestrante Francisco Sérgio Nalini, da USE - Ribeirão Preto. Desde agora, a diretoria da casa agradece pela presença dos interessados. Haverá sorteio de livros.


O JORN ALZÃO - E D . 1.065 - 17/09/2016

PÁGINA 7


PÁGINA 8

O JORN ALZÃO - E D . 1.065 - 17/09/2016


O JORN ALZÃO - E D . 1.065 - 17/09/2016

PÁGINA 9


PÁGINA 10

O JORN ALZÃO - E D . 1.065 - 17/09/2016


PREFEITURÁVEIS RESPONDEM

O JORN ALZÃO - E D . 1.065 - 17/09/2016

PÁGINA 11

Chiaperini

Professora Estelinha

Iremos implantar o projeto Cidade Digital. Além de internet gratuita em logradouros públicos os cidadãos terão acesso facilitado a programações esportivas, culturais e serviços públicos

Existem também em várias cidades projetos de sucesso com pontos de Wi-Fi disponíveis e gratuitos, espalhados pelas praças da cidade

Um dos principais pontos de minha proposta de governo é a Reformulação do sistema de administração pública. Dentro dela estão previstas a adequação e ampliação das instalações prediais da sede da prefeitura e também modernização de todos os processos de Tecnologia da Informação do município. É importante frisar que daremos uma atenção especial aos servidores fazendo o tão sonhado plano de carreira. Ele deverá valorizar todas as classes de funcionários públicos dando-lhes oportunidade de ascensão profissional por meio de critérios justos e transparentes. Considero os servidores a espinha dorsal da administração e foi justamente por essa importância que quando prefeito sempre dei aumento real e não apenas mera reposição salarial. Nosso programa de ampliação dos processos informatizados prevê a aquisição de diversos tipos de equipamentos e sistemas. Compraremos equipamentos de comunicação e informática como servidores, impressoras, computadores, roteadores, switch, projetores de multimídia, estação de rád io base, antenas de transmissão, etc. Iremos adquirir modernos softwares inclusive para educação e saúde. Será implantado o sistema de Prontuário Eletrônico. Por meio de um cartão digital os cidadãos

terão facilitados os processos de marcação de consultas e exames. Os médicos terão acesso rápido a todo histórico da saúde dos pacientes facilitando elaboração de diagnósticos e agilizando tratamento. Vamos construir o Arquivo público municipal digitalizado, o qual terá um banco de dados completo. Ele propiciar á acesso ráp ido e completo a documentos e in fo gr áfico s, tr azen do para a gestão facilidade na elaboração de projetos ou tomada de decisões com maior segurança. Iremos implantar o projeto Cidade Digital. Além de internet gratuita em logradouros públicos os cidadãos terão acesso facilitado a programações esportivas, culturais e serviços públicos. No setor de administração implantaremos um datta-center e agilizaremos o processo de obtenção de certidões municipais por meio de sistemas online. Não temos receio

algum em fazer estas propostas e colocá-las em prática pois temos equipe de planejamento para elaborar projetos e obter recursos financeiros necessários. Foi assim que fizemos em nossa administração. Montando projetos co nsisten tes e crian do uma boa rede de relacionamento com os governos estadual e federal conseguimos recursos suficientes para to car mais de uma centena de obras que beneficiam diretamente a tod a po pu lação . Etec, transporte de alunos eficiente, creches, geração de mais de mil postos de trabalho, realização de mais de 10.000 consultas médicas mensais, inclusão social, 25 km de asfaltos e recap es, estão entre nossas conquistas. Respeitamos servidores e cidadãos, sem fazer distinção a ninguém. É com esse histórico que peço seu voto pra eu trabalhar mais uma vez para o bem de nossa Santa Rosa.

Pergunta do Jornalzão: É fato: quanto maio r a info rmatização , maior é a economia com o custeio da máquina pública nos municípios brasileiros. Prefeituras que investem em tecnologia para obter dados para a tomada de decisão e agilizar o atendimento aos cidadãos estão sentindo os impactos positivo s e têm mo tivo s para comemorar, principalmente ao perceberem que o investimento inicial é muito baixo em relação ao custo-benefício de determinada tecnologia adotada. Diante disso, na sua gestão, caso eleito, o que podemos esperar de modernização nos sistemas, na educação, na administração, saúde, secretaria, cultura, setor de serviços, inclusão digital (...), como o senhor(a) pretende empregar esta tecnologia? O que seria na sua administração uma SANTA ROSA DIGITAL (ou INFORMATIZADA)? É visível a falta de preparo dos últimos prefeitos que, ao invés de comandar, planejar e estruturar o município, só o "maquiaram" por motivos eleitoreiros. Como servidora e cidadã lido diariamente com uma prefeitura arcaica, "jurássica" e caindo aos pedaços. A informatização passa longe da prefeitura de Santa Rosa de Viterbo. Tenho compromisso de fa-

zer uma reforma administrativa, envolvendo os servidores, para trazer avanços que ficarão permanentes no município. A educação e respeito faz a diferença. A informatização veio para ficar e temos apenas que usá-la para o fim a que se destina. Pra se ter uma ideia, nem as secr etarias das escolas possuem internet e alunos e professores são proibidos de usar tecnologia de ponta para pesquisas. Nosso povo, para marcar uma simples passagem de ônibus, que levam doentes a Ribeirão Preto, tem que se deslocar do seu bairro, onde tem posto de saúde municipal e vir ao centro por causa da falta de uma agenda eletrônica compartilhada e unificada, que resolveria o problema rapidamente. Em Santa Rosa de Viterbo, infelizmente, estamos nos tempos das cavernas. Entre as ações de um governo dinâmico está à adoção de programas que agilizem um sistema e tecnologia para a implantação da central de serviços e controles. O sistema bem

organizado fará um cadastro único de diferentes áreas em um único lugar. Também a informatização contribuirá para a transparência de ações do executivo, pois possuirá um canal de comunicação que permitirá ao cidadão solicitar qualquer tipo de informação ou serviço e de acompanhar e receber as respostas sobre as ações da administração municipal. O cidadão p oderá apresentar reclamações sem burocracia. O prefeito é fundamental nesse processo porque deverá exercer o seu cargo público de maneira dinâmica, ter agilidade e estar aberto para ser um gestor voltado para a modernidade e transparência das ações. Existem também em várias cidades projetos de sucesso com pontos de WiFi disponíveis e gratuitos, espalhados pelas principais praças da cidade e podem ser acessados por meio de tablets, smartphones, notebooks ou quaisquer outros dispositivos e que beneficiam a população como um todo. Questão apenas de planejamento e execução.


PREFEITURÁVEIS RESPONDEM

PÁGINA 12

O JORN ALZÃO - E D . 1.065 - 17/09/2016

Tadeu Cicolani É lógico que, nesses novos tempos, a inclusão digital será imprescindível para melhor atender às demandas da população Reafirmo aqui, o que disse na edição anterior desse respeitável periódico. Toda gestão tem que ter um foco principal, para resolver os problemas na raiz. Na minha administração, esse foco será a Educação, que irradia o saber para as outras áreas. Vale relembrar uma realidade vivida cerca de oito anos atrás, quando a economia brasileira estava crescendo. Os grandes investimentos, em todas as atividades econômicas, precisavam de mão-deobra qualificada para dar andamento aos projetos; as empresas buscavam freneticamente por ela, mas não encontravam. Nossos

jovens profissionais não atendiam aos requisitos das empresas. Foi preciso lançar mão de aposentados experientes e até mesmo de profissionais de outros países para suprir a demanda. Hoje, com a economia em frangalhos e as empresas demitindo ferozmente, o fantasma do desemprego atemoriza famílias inteiras. Esse quadro precisa ser revertido. E no ssa candidatu ra é a oportunidade de mudança, que está nas mãos dos cidadãos conscientes, para criarmos um novo paradigma de administração pública. É lógico que, nesses novos tempos, a inclusão

digital será imprescindível para melhor atender às demandas da população de Santa Rosa. Só que hoje, nem Estado nem Prefeitura oferecem cursos de Informática, na grade curricular de ensino básico aos alunos, pois os professores também não tiveram essa formação ao longo do curso de Pedagogia. Essa falha é um pecado capital para o futuro das nossas crianças. Mas não vamos cruzar os braços. Assim como na Escola Livre de Música, da Estação da Cultura, temos os jovens monitores que ensinam os principiantes, também podemos ter os monitores de informática nas escolas lo-

cais, como atividade extracurricular, mas imprescindível para o necessário aprendizado. Aí sim, abriremos caminho para a implantação da cidade digitalizada, que consta do nosso Plano de Governo. Há um projeto do Ministério das Comunicações que possibilita a modernização da gestão do município por meio da implantação de infraestrutura de conexão de rede entre os órgãos municipais e os equipamentos públicos locais, além do melhoramento dos aplicativos de gestão pública, facilitando o acesso da comunidade aos serviços da Prefeitura, no sistema Parceria

Público Privada (PPP). Vou buscar viabilizar esse projeto, em Brasília, pois ele proporcionará maior eficiência na gestão pública e atendimento digno ao cidadão, além de oferecer

oportunidade para empresas se instalarem em nosso município, gerando novos empregos. Educação não é custo, mas investimento! Viva Santa Rosa!


O JORN ALZÃO - E D . 1.065 - 17/09/2016

PREFEITURÁVEIS RESPONDEM

PÁGINA 13

Fernando Engenheiro

Nando Gasperini

Implantaremos o projeto “Prefeitura Digital”

A Prefeitura tem o dever de participar da vida de todos - e não esperar que as pessoas reclamem pela ausência do governo

Pergunta do Jornalzão: É fato: quanto maior a informatização, maior é a economia com o custeio da máquina pública nos municípios brasileiros. Prefeituras que investem em tecnologia para obter dados para a tomada de decisão e agilizar o atendimento aos cidadãos estão sentindo os impactos positivos e têm motivos para comemorar, principalmente ao perceberem que o investimento inicial é muito baixo em relação ao custo-benefício de determinada tecnologia adotada. Diante disso, na sua gestão, caso eleito, o que podemos esperar de modernização nos sistemas, na educação, na administração, saúde, secretaria, cultura, setor de serviços, inclusão digital (...), como o senhor(a) pretende empregar esta tecnologia? O que seria na sua administração uma SANTA ROSA DIGITAL (ou INFORMATIZADA)? Resp.: Será realizado um projeto de integração dos sistemas da Prefeitura, ou seja, a unificação das informações (estoques, lançamentos, entre outros). Por exemplo, a saúde, trabalharemos de forma que, quando um paciente for consultar em um UBS, o sistema ofereça o histórico geral de consulta e medicamentos (discriminando onde o paciente foi consultado e por qual motivo). Será implantado também nosso projeto "Prefeitura Digital" onde os serviços possam estar disponíveis pela internet (geração de guias, segunda via do IPTU, entre outros serviços) Também implantaremos a internet (wi-fi) gratuita nas praças principais da cidade.

O projeto "Cidade Digital" é de muita importância, entretanto, sua implantação exigirá considerável suporte financeiro. Não é tão simples como calcula este tabloide. Colocar "a casa em ordem" é minha prioridade, caso seja eleito pelos santa-rosenses para a árdua missão de suceder um governo que deixou a desejar em todos os sentidos e é desaprovado por quase unanimidade. A cidade online ou "cidade digital" está nos nossos planos e irá facilitar a vida do cidadão, proporcionará a inclusão, fará com que a administração tenha maior transparência dos seus atos e programas e a informação chegue de forma fácil e democrática a todos. Na Educação, penso num sistema que permita aos pais acompanharem a vida escolar de seus filhos, com acesso às notas, frequência e a agenda das atividades escolares, aproximando as famílias das escolas, isso irá fortalecer valores e valorizar a escola pública, pontos imprescindíveis para reerguermos a Educação. Na Administração, é preciso facilitar a vida do contribuinte, seja na simples emissão de guias, requerimentos, etc. O Brasil é o 5º país do mundo em número de telefonia móvel (celular) e isso tem de ser explorado. Pretendemos criar um canal direto Cidadão - Prefeitura, por meio de um aplicativo simples e fácil para que o cidadão, ao se deparar com um problema possa comunicar a pre-

feitura. Ao mesmo tempo, a Prefeitura interligada aos comerciantes, microempresários, MEIs, produtores, etc, para dar suporte e informações para fortalecê-los, seja por meio da própria prefeitura ou de parcerias com o SEBRAE, Secretarias de estado, etc. Câmeras de segurança em locais estratégicos irão ajudar Polícia Militar e Civil na questão da segurança. A Prefeitura tem o dever de participar da vida de todos - e não esperar que as pessoas reclamem pela ausência do governo. Na Saúde, informações relevantes poderão ser enviadas aos usuários do SUS, como o lembrete da consulta do dia seguinte e a substituição de um paciente que irá faltar por outro que está à espera da consulta, dicas para combater a dengue, arrastão, campanha de vacinação, prevenções, etc. A Cultura e os eventos certamente serão democratizados com a informação. Muitos não têm o hábito de prestigiar eventos do gênero por falta de

informação. De um modo geral, avalio que o grande desafio dos novos governantes será aproximar a Prefeitura da população. Não pode haver mais nenhuma distância. Isso é exigência do povo. E a "Cidade Digital" contribuirá para que esta necessidade seja efetivamente suprida. No nosso governo, investimos em laboratórios de informática em todas as escolas, implantamos dois Telecentros na cidade. Os governos seguintes não deram sequência a estes investimentos. É triste dizer, mas tudo está sucateado. A missão do futuro prefeito não será fácil. Além de problemas e dívidas, teremos a tarefa maior que é resgatar a autoestima do santa-rosense que está destruída. Mas tenho esperança e fé que faremos um grande trabalho que resultará em conquistas para a nossa cidade. Obrigado a todos pela leitur a! Receb am meu abraço com esperança! Sigam nossa fanpage: 25 Nando prefeito


PÁGINA 14

O JORN ALZÃO - E D . 1.065 - 17/09/2016

EDITAL DE PROCLAMAS PARA CASAMENTO EDITAL DE PROCLAMAS nº. 2259 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // SAMUEL FREDERIC O ROSE e SARA EVANGELISTA SODRE //. Ele, natural de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, nascido aos dezoito (18) de março de um mil novecentos e noventa e três (1993), profissão frentista, estado civil solteiro, domiciliado e residente à Rua Isami Hyano, 489, Jardim Dom Bosco, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filho de ISMAEL ROSE e de dona ELAINE DE FÁTIMA SILVA ROSE. Ela, natural de São Paulo, Estado de São Paulo, nascida aos dez (10) de abril de dois mil (2000), profissão estudante, estado civil solteira, domiciliada e residente à Rua Isami Hyano, 489, Jardim Dom Bosco, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filha de VALDEZ DE JESUS SODRE e de do na ZENAIDE EVANGELISTA SODRE. EDITAL DE PROCLAMAS nº. 2260 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // DANIEL FRANÇA e KARINA RODRIGUES PEREIRA //. Ele, natural de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, nascido aos seis (06) de março de um mil novecentos e setenta e nove (1979), profissão funcionário publico municipal, estado civil solteiro, domiciliado e residente à Rua João Costa Araújo, 85, Jardim Julio Moreti, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filho de GERALDO FRANÇA e de dona SANTINA PEREIRA FRANÇA. Ela, natural de São Caetano do Sul, Estado de São Paulo, nascida aos nove (09) de maio de um mil novecentos e setenta e nove (1979), profissão do lar, estado civil solteira, domiciliada e residente à Rua João Costa Araújo, 85, Jardim Julio Moreti, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo , filha de ELIDIO PEREIRA e de dona SONIA APAREC IDA RODRIGUES PEREIRA. (Conversão de União Estável) EDITAL DE PROCLAMAS nº. 2261 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // MATHEUS CICOLANI e BRUNA GABRIELE DE CARVALHO //. Ele, natural de São Simão, Estado de São Paulo, nascido aos quatorze (14) de junho de um mil novecentos e noventa e um (1991), profissão funileiro - martelinho de ouro, estado civil solteiro, domiciliado e residente à Rua Doacir Antonio Bueno, 37, Jardim Aquarius, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo , filho de MÁRCIO ANTÔNIO CICOLANI e de do na ÂNGELA MARIA GONÇ ALVES C IC OLANI. Ela, natural de Ribeirão Preto, Estado de São Paulo, nascida aos quatorze (14) de maio de um mil novecentos e noventa e três (1993), profissão bancária, estado civil solteira, domiciliada e residente à Rua Francisco Moretto, 629, André Franco Montoro, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filha de AMILTON DE CARVALHO e de dona SANDRA HELENA JACINTO DE CARVALHO. EDITAL DE PROCLAMAS nº. 2262 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // EVERTON VIETTA DE SOUZA e JENNIFER C APELLARI SERANTOLA //. Ele, natural de Ribeirão Preto, Estado de São Paulo, nascido aos três (03) de setembro de um mil novecentos e oitenta e seis (1986), profissão carpinteiro, estado civil solteiro, domiciliado e residente à Rua Ibiquara, 470, Monte Alto, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filho de AGUIMAR ROSA DE SOUZA e de dona MARIA MARTA VIETTA DE SOUZA. Ela, natural de Ribeirão Preto, Estado de São Paulo, nascida aos dez (10) de maio de um mil novecentos e oitenta e três (1983), profissão vendedora, estado civil solteira, domiciliada e residente à Rua Ibiquara, 470, Monte Alto, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filha de ANTONIO LUIZ SERANTOLA e de dona RITA DE CASSIA CAPELLARI SERANTOLA. EDITAL DE PROCLAMAS nº. 2263 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // JOSÉ ANTONIO PIRAM e TALLITA CASTRO ALVES //. Ele, natural de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, nascido aos vinte e três (23) de junho de um mil novecentos e setenta e seis (1976), profissão químico, estado civil divorciado, domiciliado e residente à Rua Santa Catarina, 244, Jardim Boa Vista, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filho de JOSÉ ERMELINDO PIRAM e de dona ANA FATIMA DE PAULA PIRAM. Ela, natural de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, nascida aos cinco (05) de janeiro de um mil novecentos e noventa e três (1993), profissão gestora de Recursos Humanos, estado civil solteira, domiciliada e residente à Rua José Antonio de Oliveira, 508, Nosso Teto, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo , filha de EDSON ALVES e de do na MARIA DAS DORES ALVES DE C ASTRO. EDITAL DE PROCLAMAS nº. 2264 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // LEONARDO ALVES DIAS DOS REIS e KETHELLEN GISELE CLEMENTE C ASSIANO //. Ele, natural de Ribeirão Preto, Estado de São Paulo, nascido aos trinta (30) de maio de um mil novecentos e noventa e cinco (1995), profissão estudante, estado civil solteiro, domiciliado e residente à Rua Guida Benedita Bianchesi, 586, André Franco Montoro, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filho de MARCO ANTONIO DOS REIS e de dona VANDERLÉIA ALVES DIAS. Ela, natural de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, nascida aos dezenove (19) de maio de um mil novecentos e noventa e nove (1999), profissão estudante, estado civil solteira, domiciliada e residente à Rua Guida Benedita Bianchesi, 586, André Franco Montoro, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filha de RODRIGO CASSIANO e de dona LASSILE ROBERTA CLEME NT E. EDITAL DE PROCLAMAS nº. 2265 Faço saber que pretendem se casar e apresentam os documentos exigidos pelo artigo 1.525, nº. I III e IV do Código Civil, os pretendentes: // THIAGO OLIVEIRA DE SOUZA e ROSANE WIESEL MESSIAS //. Ele, natural de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, nascido aos vinte e oito (28) de novembro de um mil novecentos e oitenta e oito (1988), profissão encarregado de produção, estado civil solteiro, domiciliado e residente à Rua Sergipe, 110, Centro, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filho de APARECIDO REIS DE SOUZA e de do na SIRLEI DE OLIVEIRA SOUZA. Ela, natural de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, nascida aos nove (09) de agosto de um mil novecentos e oitenta e nove (1989), profissão fisioterapêuta, estado civil solteira, domiciliada e residente à Rua Tomaz Eugenio de Abreu, 424, Jardim Gurilandia, na cidade de Santa Rosa de Viterbo, Estado de São Paulo, filha de HELIO CORACI MESSIAS e de dona SILVANA WIESEL MESSIAS. Se alguém souber de algum impedimento ao casamento de algum dos contraentes acima, oponha-o na forma da lei. Eu, Gisele Calderari Cossi - Oficial.


O JORN ALZÃO - E D . 1.065 - 17/09/2016

PÁGINA 15


PÁGINA 16

O JORN ALZÃO - E D . 1.065 - 17/09/2016


O JORN ALZÃO - E D . 1.065 - 17/09/2016

PÁGINA 17


PÁGINA 18

O JORN ALZÃO - E D . 1.065 - 17/09/2016


O JORN ALZÃO - E D . 1.065 - 17/09/2016

PÁGINA 19 Arquivo

Oficina de produção de vídeos para internet Uma parceria entre a Fundação Cultural, Museu da Imagem e do Som de São Paulo e Prefeitura Municipal realizará a oficina de produção de vídeos para internet na próxima quinta-feira (22), das 18h30 às 22h, na Biblioteca Municipal Professora "Licínia Nogueira Magalhães", com as instruções de Renato Bulcão. O interessado deve ter a partir de 12 anos de idade, levar câmera de vídeo (não obrigatório) ou aparelho celular com câmera de vídeo. São apenas 20 vagas. Informações e inscrições: (16)3954-3404 / 3954-8866.

Circuito Cultural Paulista apresenta grupo de breaking dance O grupo de dança "BIOARTE" - Inteligência Ambiental é a atração do Circuito Cultural Paulista de hoje, às 20h, no Centro Cultural. O espetáculo busca por meio da linguagem da dança urbana sensibilizar o público acerca dos problemas ambientais que nos afetam.

SAUDADE DA FAZENDA AMÁLIA

Pinha recusou convite do 'Pantera' José Caetano Lotério (Pinha) tem memória invejável. Aos 87 anos, desfila histórias da Fazenda Amália por horas a fio, se precisar, principalmente se o assunto for futebol.

O Guga voltou - O menino de 13 anos, Gustavo Gaskin, que tinha viajado para os EUA em junho para visitar o pai, voltou esta semana para Santa Rosa, após a justiça americana determinar que poderia retornar com a mãe Cheyenne Morena Menagassi. "Queria agradecer muito a população de Santa Rosa por ter lutado a minha luta, sofrido meu sofrimento, pelo grande número de orações, tenho certeza que foi essa fé que trouxe ele de volta," disse a mãe. "Eu não me sentia daqui, pois não tenho família aqui, mas a hora que precisei, todo mundo me ajudou, fiquei emocionada, vou ser eternamente grata", complementa. Cheyenne acabou descobrindo muitos casos e fazendo contatos. Agora, pretende usar a página no facebook que divulgava as notícias sobre o Guga para ajudar outras pessoas.

Romeu Antunes

Pinha está em pé, ao lado do goleiro pital Santo André, da Amália, (genro do farmacêutico Thomaz Eugênio de Abreu), era diretor do Botafogo na ocasião. - O Dr. Mário me chamou pra jogar no Botafogo logo depois que o jogo acabou. O médico se impressionou com a atuação de Pinha que anulou o melhor jogador do Guará naquela preliminar, o que motivou

o convite. Ele ouviu os argumentos e os elogios, pensou bem e respondeu. - Doutor, o senhor quer que eu venha jogar no Botafogo, mas o lugar daquele neguinho lá eu não tiro de jeito nenhum! Dito isso, Pinha comunicou que não aceitava a oferta de profissionalização, e continuou amador no time da Amália.

Se a política de Sant a Ros a está assim, vamos preencher este vazio votando para vereador em Marcos D uran do. Est e sabe o que é suar a camisa para ganhar o pão de cada dia. Rompa o silêncio. Marcos D urando, nº 65.000, a sua voz na Câmara. Coligação Renova Santa Ros a.

CNPJ 25.730.033/0001-18 - R$ 50,00

Lateral esquerdo da A. Amália D. A., na década de 1950, ele esteve na disputa pelo título de um campeonato amador, em jogo contra Guará realizado em Ribeirão Preto. A partida serviu de preliminar para Botafogo x Linense pelo Campeonato Paulista da Segunda Divisão de profissionais, e Amália levou a taça com a vitória por 1 x 0, gol de Menezes. - Naquele jogo eu marquei um tal Oscarzinho do Guará. Não deixei ele pegar na bola. Depois, assistimos o jogo principal. No botafogo tinha um tal de Itamar, um neguinho bão de bola toda vida. Era lateral esquerdo que nem eu. O médico Mário Silva, que trabalhou no hos-


PÁGINA 20

O JORN ALZÃO - E D . 1.065 - 17/09/2016


O JORN ALZÃO - E D . 1.065 - 17/09/2016

PÁGINA 21

Engenheiro Duchini produz imagens barrocas e bonsais Aposentado depois de 35 anos trabalhados, ele dedica parte de seu tempo a miniaturizar árvores e esculpir imagens em terracota, ainda prestando consultoria à fábrica de ácido cítrico da Amália Romeu Antunes O engenheiro de alimentos Luiz Alberto Duchini, 66 anos, já não exerce mais a profissão na Tate & Lyle (Fermenta) onde se aposentou depois de mais de 35 anos de trabalho. Agora presta consultoria à empresa, localizada no Polo Industrial Amália, em alguns dias da semana, e à arte em outros. Acompanhando sua mulher, Maria José (Zezé), a um curso de arte cerâmica, em São Paulo, há cerca de 4 anos, ele resolveu participar também. Além de ceramista há duas décadas, Zezé (aposentada como secretária do Ministério Público) ensina a técnica em Santa Rosa. - Já que estava lá mesmo, resolvi fazer o curso lembra Duchini - O professor passou exercício, eu fiz uma imagem. Me perguntou se já mexera com aquilo, e eu disse que só na infância, em Cravinhos. Ele me chamou de artista! Na escola primária em Cravinhos, onde nasceu, Duchini elaborava em barro suas tarefas de casa. - Não tinha dinheiro pra comprar material, então utilizava o barro para fazer órgãos humanos. Tirava boas notas com eles - lembra.

Com o tio pescador

Com duas aulas, ele pegou o jeito de esculpir em terracota Depois de duas aulas de arte sacra, agora ele copia imagens da interne para se guiart. - Me baseio nelas para moldar em terracota. A imagem, que depois é levada ao forno, tem que ser oca para não trincar. Zezé, que conhece bem cerâmica, comenta o que o marido anda produzindo. - Ele é totalmente intuitivo. No curso que fizemos, o professor Wan de Coc, escultor de arte sacra, ficou impressionado com a capacidade que ele tem de reproduzir detalhes. O casamento dos dois frutificou em Júnior, formado em Ciências Sociais, Lia, nutricionista instalada na cidade, e Alic, oceanógrafo que cultiva verduras hidropônica e orgânica em Nhumirim. Para mostrar que aposentado não precisa ser, necessariamente, inativo, Luiz Duquini cultiva outra técnica milenar, bonsai, que é a miniaturização de árvores em vasos, ou, como diz o engenheiro, 'é planta já formada'. - As imagens que faço são barrocas, e estou doando pros amigos, mas os bonsais pretendo vender futuramente. Em casa ele tem um recanto em que há bonsais de diversas idades. Destaque para um 'Ulmos' que já tem 18 anos.

Imagem de Joana D'Arc é a obra mais recente

E com suas árvores miniaturas

Duchini já retratou, em terracota, São Francisco (quatro), Nossa Senhora (duas), diversos personagens do presépio e uma caveira. Está finalizando uma 'Joana D'Arc' e já concluiu uma imagem de um tio falecido. Leva cerca de três dias para esculpir a figura que depois vai para o forno especial onde fica submetida a temperatura acima dos 900 graus por 40 minutos. - Tio Bovo - que já jogou futebol em Santa Rosa e na Amália - faleceu há uns 8 anos, com 78 de idade. Ele era pescador. Vou doar a imagem dele pra minha tia. A terracota é um material constituído por argila cozida no forno, sem ser vitrificada, e é utilizada em cerâmica e construção. O termo também se refere a objetos feitos deste material e à sua cor natural, laranja acastanhado.


PÁGINA 22

O JORN ALZÃO - E D . 1.065 - 17/09/2016


O JORN ALZÃO - E D . 1.065 - 17/09/2016

PÁGINA 23


PÁGINA 24

O JORN ALZÃO - E D . 1.065 - 17/09/2016


O JORN ALZÃO - E D . 1.065 - 17/09/2016

PÁGINA 25


PÁGINA 26

O JORN ALZÃO - E D . 1.065 - 17/09/2016


O JORN ALZÃO - E D . 1.065 - 17/09/2016

Futebol na manhã de domingo Do min go de man hã tem muita gente que não abandona a cama por nada. Mas outras deixam o sossego dominical para praticar o mais popular dos esportes, o futebol. Assim, no último domingo (11), os jogadores do time da Artivinco enfrentaram a equipe do Neri. O campo de Nhumirim, um dos poucos que ainda restam na cidade, recebeu os atletas. Depois de noventa minutos de bola rolando, a partida terminou em 4x2 para o Neri.

Mau cheiro na rua Faz tempo que o mau cheiro incomoda a vida de moradores da rua José Antônio de Oliveira, esquina com a avenida Joaquina Custódia Ribeiro. A causa do aroma desagradável, segundo os moradores, é uma poça d'água estancada por causa da deformidade do asfalto. Eles também não descartam a possibilidade da poça estar relacionada com o vazamento de esgoto. -Não deixo as crianças brincarem na porta de casa por medo deles ficarem doentes por causa desta água podre- disse Anadeje. Os moradores cobram a solução do problema.

FALA NOSSO TETO

Recape da avenida "professora Luíza"

PÁGINA 27

Trave no chão

Uma das traves de metal que serviu durante anos de meta no campinho de futebol de areia, da praça ZuA avenida Luíza Garcia Ribeiro está repleta de leika de M. Moura Balbão, desmoronou. O motivo apa"panelas" e imperfeições no asfalto. O problema abor- rente foi a corrosão do metal que a originou. A viga rece os motoristas e pode levar a graves acidentes. caiu e caída está. Sem previsão de conserto. Segundo informações, até o final do ano o recape deve ser efetuado. "A melhoria ainda não começou por causa do período eleitoral, onde é vedado pela Lei o repassasse de verbas", disse o informante. Faz algum tempo que o prefeito Cassinho ostentou o recape da principal avenida do bairro. O povo está aguardando.

Mini rodoviária Outra obra prometida pelo atual prefeito e que também estaria na geladeira por causa do período eleitoral, é a mini rodoviária- a ser construída na praça Zuleika de M. Moura Balbão. Está previsto planta cerca de 300 metros quadrados de construção, capaz de atender a demanda por muitos anos. A mini rodoviária será erguida onde hoje está o ponto de ônibus da praça "Zuleika".

Escola de Química completa 20 anos A escola municipal de química- Geraldo Magela Ribeiro- está completando 20 anos de fundação. Conhecida pela excelência na qualidade do ensino, desta ciência que se dedica ao estudo da constituição da matéria, suas transformações e as leis que as regem, o "Geraldo Magela" é referência no ensino técnico da disciplina.


PÁGINA 28

O JORN ALZÃO - E D . 1.065 - 17/09/2016

Ladrões furtam duas casas na mesma noite Duas casas foram furtadas na noite de sexta-feira (9). O primeiro furto ocorreu no Nova Roma. De acordo com B.O, a vítima informou que às 7h, foi na sua residência tratar do seu cachorro, e que não havia nada errado. Quando retornou, depois das 21h, se deparou portas abertas e a casa toda revirada. Ao entrar, descobriu que uma TV, máquina de lavar louça, tapete de couro e um aparelho de som haviam sido levados. O segundo crime foi registrado poucos minutos depois, no Parque do Sol Nascente. Nesta ocorrência, a vítima contou que esteve fora de casa entre 20h e 21h30. Ao regressar, percebeu que duas portas estavam arrombadas. Foram levados um televisor, um anel e um talão de cheque. A polícia foi acionada em ambos os casos, mas até o momento, ninguém foi preso.

Trio é surpreendido com nove pedras de crack Três rapazes são surpreendidos com nove pedras de crack, quarta-feira (14), quase meia noite, no 'Nosso Teto'. Segundo foi redigido no boletim de ocorrência, a PM estava fazendo patrulhamento, pois havia informações que ali ocorria tráfico de drogas. A polícia entrou em uma casa e encontrou os três indivíduos. Em revista pessoal, nada foi encontrado. Porém, ao vasculhar o local, acharam escondido entre galhos, uma trouxinha com nove pedras de crack. Um dos rapazes assumiu ser o dono e alegou que era para consumo próprio. Como ele já tinha várias passagens pela polícia por tráfico naquele bairro, foi dada voz de prisão, que não foi ratificada na delegacia.

Casal com criança furta supermercado

Vendo 100 caixas papel reciclado A4 50 caixas de envelope 24x34 (de papel reciclado) 10 caixas de papel reciclado A3 R$ 12 mil o lote (só vendo o lote fechado). Tratar 16 9.9164-4623

Um casal com uma criança furtou um supermercado, quarta-feira (14), por volta das 19h, no Jardim Gurilândia. Consta no B.O, que o proprietário foi avisado pelos funcionários que um casal com uma criança entrou no estabelecimento e o rapaz pegou alguns produtos e colocou na bolsa da esposa, e saíram. As cenas também foram registradas pelas câmeras de segurança do local. Com as características dos suspeitos, a PM fez buscas por locais onde eles poderiam estar, mas não foram encontrados. Porém, ao retornar para o comércio, a mãe de mulher que efetuou o furto, estava devolvendo dois frascos de perfume que estavam em sua casa e que sua filha havia guardado. Até o momento, o casal não encontrado.


JORNALZÃO ALZ ÃO- E DClélia OOJORN . 1.065 Zanardo - 17/09/2016 E D IÇ ÃO 1.065 17/09/2016

cleliazanardo@bol.com.br

SOCIAIS

APACOS Associação Paulista dos Colunistas Sociais

PÁGINA PÁGINA 29 Informe Publicitário

29


PÁGINA PÁGINA30

30

APACOS Associação Paulista dos Colunistas Sociais

SOCIAIS

O JORN ALZ ÃO OClélia JORN ALZÃO - E D . 1.065 - 17/09/2016 Zanardo cleliazanardo@bol.com.br

E D IÇ ÃO 1.065 1.043 16/04/2016 17/09/2016


O JORN ALZÃO - E D . 1.065 - 17/09/2016

PÁGINA 31


PÁGINA 32

O JORN ALZÃO - E D . 1.065 - 17/09/2016

O Jornalzão, edição 1065  
O Jornalzão, edição 1065  

Jornal semanal de Santa Rosa de Viterbo

Advertisement