Page 6

PÁGINA 6

O JORN ALZÃO - E D . 1.053 - 25/06/2016

EDITORIAL O que entendemos foi que o jurídico da prefeitura fez o seu papel, ou seja, afastou do prefeito qualquer responsabilidade sobre a compra feita da COAF. Mas se analisarmos o caso, ele está bem perto do prefeito sim, pois mostrou que os setores de licitações e compras do município têm vícios e graves. Três empresas participam, oferecem seus preços, nenhuma repete a mercadoria da outra, o preço comprado é maior do que o cotado, todo o processo veio "mastigado" de baixo e foi "engolido" tranquilamente por eles. Uai, eles são responsáveis sim. O processo de licitação foi viciado e fraudado, conforme declarou o "Português". E ninguém deste setor foi "enquadrado". Claro, se fosse, estaria o prefeito no balaio. Não respondeu - O prefeito mais uma vez não respondeu a algumas perguntas formuladas pelo Jornalzão. Depois ele vai no facebook dizer que está sempre de portas abertas. “Mó cascateiro”. Perguntamos sobre o concurso, que teve licitação, empresa vencedora para fazer, e até agora nada. Perguntamos também sobre a dívida do município. Queríamos saber sobre o surto do rapaz, se a prefeitura deixou de fornecer medicamentos para ele. Perguntamos também sobre dengue e H1N1, sem respostas. Pode até ser um direito dele não responder, mas não venha dizer que está sempre de portas abertas, pois não está. CPI x Pizza - Caminha para pizza a CPI aberta na Assembléia Legislativa do Estado para investigar as fraudes na merenda. É mais uma das centenas de denúncias contra a tucanada que vai para a gaveta sem a devida apuração. Caminho da Fé - Calote à vista. Uma hora de “trampo” - A sessão da Câmara da última semana durou uma hora. Mais da metade deste tempo foi de recesso. “Milequinhentos” embolsados em meia hora de conversa fiada. Nenhum dos edis tem a coragem de apresentar um projeto reduzindo os salários para a próxima legislatura. Vereança não é emprego. Deveriam ganhar um salário mínimo. Ainda mais com sessões como estas, de meia hora.

EXPEDIENTE O JORNALZÃO é uma publicação da editora André Nagib Moussa ME - Redação:rua José Garcia Duarte, 182 - Centro - Santa Rosa de Viterbo-SP - CEP 14.270-000 Fone/fax: (16) 3954 3289 Usuário Papel Imune: UP-08109/014 - Diretor de Redação: André Moussa Free lancer - Gabriel Caldas e Romeu Antunes Contato Comercial: Joana Dobras Tiragem: 2.500 exemplares - Circulação: Santa Rosa de Viterbo Periodicidade: Semanal - R$ 3,00 por exemplar - E-mail:ojornalzao@ojornalzao.com Impressão: Grafisc, São Carlos. “Artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do jornal.” O Jornalzão se reserva o direito de resumir cartas que considerar inadequadas ao espaço disponível. O JORNALZÃO É AFILIADO À ABRARJ

CRÔNICA DA SEMANA

COLUNA ROTÁRIA

Daniel Almada

Henrique Gil

Suicídio no Rio Pardo

Rotary Clubs trocam o Conselho Diretor

Era menino ainda e, apesar de ter chegado à cidade sob o signo da morte, nunca a havia conhecido cara a cara. Esse momento chegou de repente; mais ou menos às sete da noite, alguém, esbaforido, chegou dizendo: "Um homem se afogou no rio Pardo. O corpo está na carroceria de um caminhão lá em frente ao Grupo Escolar". Vi o fuzuê na Avenida Rio Branco, todo mundo correndo para saber quem era aquele homem ainda sem nome. Magro, me enfiei no meio da multidão para, pela primeira vez, ver de perto o rosto da morte. Cheguei mais perto e, infelizmente, reconheci o homem. As informações corriam boca a boca, algumas exageradas nos detalhes, outras precisas no espanto. Eu olhava e olhava para aquele rosto sofrido e sereno, e duvidava: a morte não estava nele, não era ele, apenas parecia pairar sobre o corpo, algo invisível, mas com uma presença densa que quase se materializava diante de todos. E eu continuava duvidando que aquele homem gentil, que eu conhecia de vista, estivesse ali, desaparecido em si. Fixava bem os olhos nos olhos dele e até pressentia o momento em que eles se abririam para a vida novamente, como se o morto pudesse nos pregar uma peça. O vaivém das informações aumentava. Os mais jovens sussurravam, perplexos, que se tratava do pai da moça mais bela da cidade. Parentes ou não, todos estavam consternados, solidários diante daquele caminhão do infortúnio. A situação ficou ainda mais dramática quando se soube que se tratava de um suicídio. Então, o que era desconsolo tornou-se, para alguns, uma certa desaprovação, como se, de repente, aquele ser, aquele corpo não merecessem mais o respeito de antes. Saí dali triste, decepcionado com os que reprovavam o ato daquele cidadão que, talvez, por pena ou solidariedade, já era mais que um desconhecido para mim. Passei duas, três noites pensando, sonhando com aquele rosto, com aquele ser com o qual, de alguma forma, me identificava, que se tornara um amigo na desmedida dor da existência.

Após a Convenção Internacional, ocorrida do final de Maio na Coreia do Sul, o Rotary se prepara para a transmissão de posse do Conselho Diretor de seus clubes e, assim, inicia-se um novo Ano Rotário. Desde 1913, o ano rotário inicia-se em 1º de Julho de um ano, e termina em 30 de Junho do ano seguinte. Isso significa que o conselho diretor realiza a transmissão de cargos, como presidentes, secretários, tesoureiros, imagem pública, intercâmbio, protocolo, entre outros. Inicialmente, as Convenções Internacionais eram realizadas após o término do ano fiscal, a fim de apresentar os detalhes financeiros no evento. Contudo, o calor excessivo do período de Julho e Agosto, atrapalhavam o evento nas cidades do Hemisfério Norte e, assim, desde 1018 as Convenções ocorrem antes do término do ano administrativo. O Rotary International tem o objetivo de reunir líderes para discutir ideias e colocá-las em prática. São realizadas ações de impacto local e internacional, como auxílio às Santas Casas, Asilo, APAE, zonas de conflito e zonas de calamidade pública. A partir desta semana, as festas de transmissão de cargos ocorrem em diversas cidades da região, as quais compõem o Distrito 4540, tais como Santa Rosa de Viterbo, Tambaú, Cajuru, Santa Rita do Passa Quatro, Serra Azul, Serrana, Ribeirão Preto, Santo Antônio da Alegria, Sertãozinho, Barrinha, Pontal, entre outras. A transmissão de posse do Governador eleito ocorrerá dia 02 de Julho, no Coliseu-Lona Branca, com música ao vivo e muita festa. Conheça o Rotary e convide a família. Saiba mais: Página do Rotary Club de Santa Rosa de Viterbo: http://facebook.com/rotarysrv Rotary Club de Santa Rosa de Viterbo: Av. Henrique Alonso Martins, 275

O Jornalzão, edição 1053  

Jornal semanal de Santa Rosa de Viterbo

O Jornalzão, edição 1053  

Jornal semanal de Santa Rosa de Viterbo

Advertisement