Issuu on Google+

CMYK

O JORNA L JORNAL | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com Sábado, 29 de janeiro de 2011|

Maceió, sábado, 29 de janeiro de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

Peugeot, uma história de dois séculos de muitas conquistas Foto: Igor Pereira

12

Da cidade luz ao

paraíso das águas,

um carro que encanta e agrada


Foto: Igor Pereira

2

Sábado, 29 de janeiro de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

Peugeot Peugeot Crossover 3008 3008 Crossover

O mais novo lançamento da Peugeout, o crossover 3008, chega ao Brasil. Referência em design, tecnologia e comportamento dinâmico, o modelo nasce para repetir o sucesso alcançado em todos os países nos quais é comercializado. Com uma arquite-

tura única, o 3008 se destaca pelo motor Turbo High Pressure de 156 cv (acoplado a uma caixa automática de seis velocidades), pelo elevado nível de segurança (oito airbags) e pela inteligente utilização de seu interior. Para o gerente geral da La Maison

Peugeot em Maceió, Thalmann Lima, o 3008 para a Peugeot é um marco da referência. O que mais chama a atenção neste carro é a tecnologia embargada. Sendo um carro completo, econômico e com um torque altíssimo sempre que necessário, além de mui-

tos diferenciais, a exemplo dos sensores de ré e o display com cristal líquido. “Este carro vem consolidar o que tem de mais avançado na tecnologia. A Peugeot se destaca cada dia mais, e surpreende seus consumidores no Brasil e no mundo”, ressalta.

O JORNA L JORNAL Sábado, 29 de janeiro de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

11

FORD INOVA COM CORES VIBRANTES EM SEUS CARROS Embora o consumidor brasileiro ainda se prenda a conceitos conservadores em relação às cores dos automóveis - as mais vendidas são prata e preto - a Ford propõe cores mais vibrantes na sua gama de produtos, principalmente nos que se incluem nos projetos globalizados que terão as mesmas cores dos carros vendidos na Europa, América do Norte, África e Ásia. Segundo Lucíola Duarte de Almeida, Gerente de Marketing de Produto da Ford Brasil, uma das cores que começa a evoluir e se destacar na aceitação dos proprietários, é o branco. "Mas, o catálogo de cores é muito grande e agrada a todos os gostos, para cada modelo", completa Lucíola. Uma surpresa é o Ka cuja cor vermelha tem o mesmo percentual de vendas que a prata. No mix de pintura, o branco chega a, aproximadamente, 22% do total produzido, enquanto o azul e o verde também tem boa aceitação, em torno de 6%. O mesmo movimento acontece em relação ao Fiesta Rocam, no qual a cor vermelha tem crescido muito nos últimos anos, em torno de 15%. No Focus, a novidade é o verde Ipanema que, no último mês de novembro, registrou vendas da ordem de 10% do "mix". Entre os carros de luxo, como o Fusion, o branco mostra tendência de crescimento com 12% da preferência. Nas vendas acumuladas de 2010, registra 18% nos últimos meses do ano.

Outra novidade é o caso do EcoSport cujos proprietários escolheram o dourado que se tornou a terceira cor de maior volume nas vendas. O Edge 2011, que a Ford acaba de lançar no mercado brasileiro, trouxe como novidades o azul e o vermelho Córdoba (que é o mesmo do New Fiesta). Além disso, a Ford já detectou uma demanda reprimida de pedidos para o Crossover Edge branco, o que reforça a tendência do segmento de luxo para essa cor.

TESTES O Campo de Provas da Ford em Tatuí, interior de São Paulo, tem participação importante no desenvolvimento de novas cores para os carros nacionais. Diversos testes são aplicados, entre eles o de resistência ao tempo, tonalidade, ação da água na pintura, aderência, etc. Segundo a Ford, o ciclo de desenvolvimento de novas cores, incluindo aprovação e colocação no mercado, ocupa um período de 2 anos, em média. Todavia, dentro do espírito da globalização, muitas cores que surgem nos Estados Unidos podem ser aplicadas em outras linhas de montagens. Além de se tornarem base para estudos locais, são, automaticamente, vendidas no mercado brasileiro nos produtos globais da empresa. Dessa forma, as cores vibrantes do New Fiesta e mais recentemente, do Edge 2011, tem potencial para serem aplicadas em produtos da Ford Brasil.

CMYK

O JORNA L JORNAL


PRODUÇÃO DA NOVA VAN

3

Sábado, 29 de janeiro de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

Montado na unidade de Sochaux, no leste da França, e apresenta uma oferta inovadora ao consumidor: combina os atributos de um monovolume (para-brisas avançado, espaço interior, posição alta de condução e modularidade inteligente), hatchback (valorização do ambiente interno, postura ideal de condução e ótima dirigibilidade) e utilitário esportivo, com elementos de estilo que evocam robustez e esportividade. Com 14 prêmios internacionais, o 3008 oferece soluções originais a exemplo de design diferenciado e tecnologia aos clientes que buscam modernidade, praticidade e prazer de condução em um estilo constante de evolução. A arquitetura original do estilo do 3008 exprime-se por meio de proporções inéditas e equilibradas: os faróis afilados apresentam uma expressividade renovada e dinâmica, e a grade frontal exclusiva contribui para ressaltar o caráter do modelo, remetendo ao universo dos utilitários esportivos. Os parachoques reforçam suas aspirações aventureiras, graças às proteções pretas posicionadas na continuidade dos faróis, nas quais se inserem os faróis de neblina. De perfil, a linha dos vidros, que “mergulham” à frente, é ressaltada por um friso cromado na sua parte alta, que acentua a altura imponente da linha da carroceria e contribui com os para-lamas facetados, para a sensação de robustez transmitida por todo o veículo. A parte traseira mantém as linhas sinuosas do conjunto, e encontra nas lanternas de cor rubi, com tratamento particularmente tecnológico, diodos eletro-luminescentes que demonstram a originalidade do desenho. A presença de uma tampa inferior do bagageiro e as largas proteções pretas na parte inferior do para-choque ilustram o espírito aventureiro do veículo.

fotos: Igor Pereira

| www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com Sábado, 29 de janeiro de 2011|

10

O JORNA L JORNAL

COMERCIAL NISSAN NV TEM INÍCIO NO MISSISSIPI Cerimônia marca o lançamento oficial da expansão de 118 milhões de dólares da planta de Canton e entrada da Nissan no mercado de veículos comerciais leves dos Estados Unidos A Nissan North America lançou oficialmente hoje a produção da sua nova van comercial, a Nissan NV 2012, em suas instalações na planta expandida de Canton, no Mississipi, Estados Unidos. Estavam presentes na cerimônia Carlos Tavares, presidente da Nissan Américas, Bill Krueger, vice-presidente sênior de fabricação e compra, Dan Bednarzyk, vice-presidente de produção de Canton, Joe Castelli, vice presidente de veículos comerciais da Nissan, Haley Barbour, governador do Mississipi, e Gray Swoope, diretor executivo de desenvolvimento do Mississippi. A fábrica de Canton, inaugurada em 2003, passou por uma expansão de US $118 milhões durante dois anos para acomodar a produção da nova van comercial da Nissan. A unidade também produz o sedan Nissan Altima, a picape Titan e a SUV Armada. A fabrica emprega atualmente 3.300 pessoas. "A cerimônia de hoje comemora não apenas uma nova era para a planta de Canton e o lançamento da inovadora van comercial Nissan NV, mas representa também o crescimento da

Nissan nos Estados Unidos e afirmação da nossa dedicação em fabricar produtos da mais alta qualidade para cada segmento de produto", disse Tavares. "A Nissan tem sido líder em inovação de veículos comerciais em todo o mundo há mais de 75 anos. É com grande orgulho que Nissan agora entra no mercado de veículos comerciais nos Estados Unidos e Canadá com a dinâmica linha de produção das inovadoras, e de alta qualidade, vans Nissan NV, construídas no Mississippi". Nissan anunciou também a doação de uma van Nissan NV 2012 para o Habitat for Humanity of Metro Jackson para a construção de novas casas em Canton - região de Jackson. Nos últimos cinco anos, a Nissan forneceu mais US $5 milhões em dinheiro e doações para essa instituição e um time de mais de 5.000 membros foram voluntários na construção de mais de 25 casas nos Estados Unidos. "Uma vez que consideramos a NV Nissan é ideal para uso de construtores de casas, decidimos testar nossa van no mundo real por meio da Habitat for Humanity of Metro Jackson", disse Tavares. O JORNA L JORNAL

EDITORA DE JORNAIS DE ALAGOAS LTDA www.ojornal-al.com.br ojornal@ojornal-al.com.br / igor93279039@hotmail.com

Diretor-Executivo Sálvio de teine Marciel salviomarciel@ojornal-al.com.br

Editores Igor Pereira igor93279039@hotmail.com veiculos@ojornal-al.com.br

Diretora Comercial Eliane Pereira comercial@ojornal-al.com.br

Editor-Geral Deraldo Francisco deraldo@ojornal-al.com.br

Gabriel Mousinho

Colaboradora editorial Jakeline Siqueira

veiculos@ojornal-al.com.br

ENDEREÇO Rodovia AL 101 Norte Km 06, 3600 Jacarecica Maceió AL CEP: 57038-800 ATENDIMENTO AO ASSINANTE (82) 4009-1919 CLASSIFICADOS (82) 4009-1970

OS ARTIGOS ASSINADOS SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES E NÂO REFLETEM A OPINIÃO DE O JORNAL

REPRESENTANTE NACIONAL FTPI

SÃO PAULO: (11) 2178-8700 RIO DE JANEIRO: (21) 3852-1588 BRASÍLIA: (61) 3326-3650 RECIFE: (81) 3446-5832 www.ftpi.com.br

CMYK

O JORNA L JORNAL


O JORNA L JORNAL 4

Sábado, 29 de janeiro de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

Tecnologia Com o 3008, a Peugeot insere-se na tendência internacional de downsizing de motores, que contempla alta performance e baixos níveis de consumo e emissão de poluentes. A modernidade do projeto está na essência deste crossover. O modelo chega ao mercado brasileiro equipado com motorização 1.6l 16V Turbo High Pressure. Fabricado com bloco em alumínio, é extremamente leve e foi desenvolvido em cooperação com a BMW. Alimentado por um sistema de injeção direta de gasolina, o motor de 1.598 cm3 de cilindrada e cabeçote composto de 16 válvulas com comando de admissão variável e

balancins roletados desenvolve 156 cv de potência a 6.000 rpm. Com um torque máximo de 24 mkgf disponível à incrível marca de 1.400 rpm, oferece ao condutor força e segurança em ultrapassagens e retomadas de velocidade nos deslocamentos urbanos, por exemplo. Atrelada a essa motorização, o veículo dispõe de uma caixa automática sequencial de seis velocidades. Trabalhando sempre com o melhor regime de rotação do motor, ela permite uma rápida e suave troca de marchas, contribuindo em boa parte ao grande prazer de condução proporcionado pelo modelo.

Interior: diferencial nos mínimos detalhes O gerente Thalmann Lima explica que o carro chama a atenção por vários motivos, tanto na parte externa como interna. “O carro alia conforto, design e segurança com uma surpreendente tecnologia embutida. Ou seja, ele é um sucesso absoluto de vendas”, salienta. Em seu interior, o 3008 conta com um ambiente extremamente aconchegante e confortável para todos os ocupantes, além de elegante e totalmente tecnológico. O posto do condutor, trabalhado em alguns detalhes à forma de um cockpit de avião, foi concebido em torno do principal ocupante do veículo, que encontra um painel de instrumentos de acabamento cuidadoso, no qual os números e as agulhas brancas do mostrador ficam sob um fundo negro. Materiais de qualidade foram escolhidos para oferecer uma percepção qualitativa incontestável, tanto em termos visuais como táteis, presentes, por exemplo, no revestimento texturizado do painel e nos detalhes cromados brilhantes e foscos. O console central surge na continuidade visual do painel de instrumentos e continua até englobar, sem interrupção, a alavanca da caixa de velocidades e o vasto console que separa os bancos da frente, funcionando ainda como apoio central de braços. Nele, o condutor também encontra à sua disposição as funções de climatização do veículo, sistema de áudio, os seletores de ajuste do Head Up Display e do Freio Elétrico de Estacionamento. No 3008, proporcionar o máximo prazer em condução passa justamente pela posi-

ção de dirigir, ergonômica, mesmo num veículo mais alto, com um ângulo de volante confortável e permitindo apreciar ao máximo o comportamento do automóvel. Para isso, foi adotado no modelo uma solução técnica original: a coluna de direção é composta por três cardans ao invés dos dois tradicionais, de modo a assegurar uma posição perfeita do volante relativamente ao condutor. Tal como acontece com o condutor, o passageiro da frente e os de trás se beneficiam de uma posição muito confortável. Os ocupantes dispõem, ao nível dos cotovelos, de uma largura de 1.476 mm e 1.480 mm, respectivamente, à frente e atrás. Na concepção deste crossover, os bancos dianteiros foram particularmente desenvolvidos no sentido de oferecerem conforto e um apoio lateral de referência. Para isso, foram utilizadas espumas de duas densidades, de modo a garantir o melhor conforto e a melhor posição ao nível dos encostos e dos assentos, garantidos por saliências laterais mais firmes. Os bancos traseiros também receberam espumas de dupla densidade. Com o conceito de um veículo multiuso, os passageiros do 3008 têm à disposição espaços de arrumação que totalizam cerca de 50 litros de volume útil. “São tantos diferenciais apresentados pelo 3008 que o consumidor se surpreenderá cada vez que entrar no carro. E, ainda pode escolher o 3008 nas cores Cinza Aluminium, Cinza Shark ou Preto Perla Nera que com certeza ele não irá se arrepender”, conclui Thalmann Lima.

O JORNA L JORNAL Sábado, 29 de janeiro de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

9


O JORNA L JORNAL 8

Sábado, 29 de janeiro de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

O JORNA L JORNAL Sábado, 29 de janeiro de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

5

FORD CONVOCA RECALL DE MODELOS

FIESTA ROCAM E

ECOSPORT A Ford Brasil acaba de anunciar uma convocação aos usuários da marca, proprietários de modelos EcoSport e Fiesta RoCam para um recall, tendo em vista que a empresa detectou problemas que podem prejudicar a segurança desses veículos em relação ao mecanismo das travas das portas traseiras. Em relação ao Fiesta RoCam, verificou-se a possibilidade das travas apresentarem defeitos e, com isso, permitir que crianças possam abrir as portas traseiras usando a fechadura interna, mesmo com a trava de segurança acionada. No veículo em que for detectado problema, a Ford substituirá a fechadura sem custo algum para o proprietário. Os modelos do Fiesta RoCam, versões Hatch e Sedan, objeto do recall, incluem os fabricados em 2008 e 2009

com número de chassi entre 107522 até 423122. Quanto ao EcoSport, modelos 2007, 2008 e 2009 de chassi 500004 até 999999 e, também os produzidos em 2011, de 575295 até 598749, o problema é relativo ao manual de instruções desses veículos, com possibilidade de correções, especificamente no item de uso das travas de segurança das portas traseiras. Dentro da preocupação da Ford, de assegurar máxima qualidade de seus produtos aos consumidores da marca, a empresa decidiu convocar o recall de 300.860 unidades dos modelos citados, que podem apresentar problemas. As visitas à rede de concessionárias, em todo o Pais, podem ser agendadas pelo telefone 0800-7033673, com atendimento gratuito, a partir da segundafeira, dia 24 de janeiro.

F


6

7

Sábado, 29 de janeirode 2011| www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

Peugeot, uma trajetória de dois séculos de muitas conquistas O início

Surge o Leão No decorrer da década de 50, a Peugeot-Frères registrou publicamente alguns símbolos, com a finalidade de classificar as ferramentas fabricadas: um leão (com ou sem flecha) para ferramentas feitas com aço de alta qualidade; uma Lua crescente, no caso do uso de aço temperado; uma mão, quando feitas com aço meio temperado e uma estrela, identificando o aço de qualidade inferior. A partir deste período, estabeleceu-se uma verdadeira linguagem simbólica para identificação dos diferentes tipos de produtos. Em 1858, o Leão foi registrado em cartório como símbolo da Marca Peugeot. A produção da Peugeot estendeu-se ainda a utensílios próprios para as mulheres, como máquinas de costura, máquinas de passar roupa, ferros elétricos, máquinas de lavar, fogões e uma ampla gama de eletrodomésticos.

As bicicletas

O ano de 1889 foi um ano histórico, graças a apresentação do primeiro automóvel com o nome de Peugeot. Foi Armand Peugeot quem criou este triciclo, em parceria com o grande especialista do vapor, Léon Serpollet. O veículo, com o nome de Serpollet-Peugeot, foi apresentado na exposição universal de Paris. As fábricas Peugeot empregavam nessa época 1.100 assalariados. Dessa mesma união nasceu, no ano seguinte, o primeiro quadriciclo movido a gasolina da marca Peugeot: o

Durante a época em que estudou na Inglaterra, o visionário Armand Peugeot se deu conta de como o público havia se encantado por um novo meio de locomoção: a bicicleta. Ao retornar à França, deu o impulso necessário para criar uma oficina com 300 trabalhadores para fabricar as bicicletas da marca Leão. Efetivamente, foi em 1882 que a Peugeot iniciou a fabricação e o comércio da primeira bicicleta da Marca.

TYPE2 1890

No ano de 1810 a família Peugeot, da região de Montbéliard, na França, transforma seu moinho de farinha, localizado em Sous Cratet, em uma fundição de aço laminado a frio, marcando o início da era industrial para a Peugeot. É fundada a sociedade Peugeot-Frères e Jacques MaillardSalins. Partindo das matérias-primas e tecnologias disponíveis na época, iniciaram a produção de lâminas de aço fino e molas. Em 1818, o registro da patente de laminação a frio marcou a abertura de uma nova era. Novas fábricas da Peugeot foram construídas para produção mais diversificada: laminados, dispositivos para ferramentas, utensílios domésticos, etc.

Os automóveis

Em 1896, Armand Peugeot decidiu separar-se da sociedade Peugeot-Frères para construir, em Audincourt, a Sociedade dos Automóveis Peugeot. Eugène Peugeot, primo de Armand, manteve-se a frente da fabricação de veículos de duas rodas, até o momento em que, com o sucesso cada vez maior dos veículos a motor, admitiu que o automóvel seria o futuro. Para não interferir na fabricação de Armand, passou a motorizar triciclos que, passando a impressão estonteante de deslizarem como o vento, constituiram-se os antepassados da primeira moto Peugeot, que surgiu efetivamente em 1902. Em 1897 surge o modelo 15, primeiro veículo da Marca com motor 100% Peugeot.

Peugeot no Brasil

201 1930

No ano de 1898 o Brasil entrava no mapamundi da Peugeot. Chegava ao Brasil o Peugeot Phaéton tipo 15, primeiro carro da Marca no país, trazido por um brasileiro com sólidas ligações com a França: Alberto Santos Dumont. Em 1899 a gama da Marca compreendia 15 modelos, de dois a 12 lugares. Na virada do século ocorreu a consolidação como fabricante, alcançando a produção de 500 unidades, um número expressivo para a época.

As novidades do Novo Milênio O ano de 2001 é marcado pelo surgimento do 307, que vem substituir o 306. Trata-se de um hatch de duas ou quatro portas, com uma vasta gama de motores e acabamentos, mas que conta com grande quantidade de itens de série, sem falar mas linhas modernas que caracterizam os produtos da Marca. Além disso o 307 já incorpora a terceira fase do sistema multiplexado, ainda mais eficiente que os anteriores. Mas para nós a grande notícia é o início da produção do 206 na unidade de Porto real, primeiramente com motor de 1,0 litro. Dessa mesma linha sai ainda o Citroën Picasso, com motor de 2,0 litros. O senhor Cess Hermann, que substituíra Thierry Peugeot no comando das operações nacionais da Peugeot em 1997, dá lugar ao senhor Bruno Grundeler. O 206 continua sua carreira de sucesso dentro e fora das pistas. Na Europa é o carro mais vendido. No Mundial de Rallye tornase bi-campeão. Mas há mais o que comemorar: a fábrica de Rennes faz 40 anos; da uni-

dade de Vigo, na Espanha, sai o veículo número 6.000.000! E a fábrica de Metz faz sua 25.000.000a caixa de câmbio. A Peugeot apresenta ainda a Partner com célula de combustível e o grupo supera, pela primeira vez, a marca das três milhões de unidades, com exatos 3.136.000 veículos fabricados. Em 2004 a Peugeot introduz no 206 brasileiro as mesmas mudanças ocorridas na Europa, em 2003. Ao mesmo tempo ocorre uma reestruturação da gama, com novas nomenclaturas e disponibilização do motor TU3JP, de 1,4 litro. Em abril é iniciada a produção do 307 na Argentina, cuja maior parte da produção será destinada ao Brasil. Com a chegada ao mercado local do 307 Mercosul, como é denominado, a gama é reestruturada e o modelo passa a contar com a opção de câmbio automático AL4, com sistema de engate Tiptronic. Nesse mesmo mês chega ao fim a produção do 406, em Sochaux, após 1.667.364 exemplares em dez anos de fabricação. O

Coupe continuaria até outubro de 2004, quando foi encerrada sua produção após 115.000 unidades. Para finalizar a fabricação desse modelo, foi feita uma série especial de apenas duas mil unidades (Ultima Edizione), tendo uma plaqueta no painel em alusão ao fato. Ainda em abril começa a ser produzido aquele que é tido como um dos mais modernos veículos do segmento dos médios, o 407, que passou a ser disponível aqui já em 2005. Dentre as inúmeras novidades, destaque para a caixa automática de seis marchas, pela primeira vez empregada em um veículo da Marca. Desta vez a versão sedan e break foram lançadas simultaneamente, também um fato inédito para a Peugeot. E surge o 1007, que pela primeira vez emprega uma nomenclatura com dois zeros em produtos da empresa. Acontece também o Regresso da Peugeot ao mercado chinês e, ao mesmo tempo, mais de 800 000 exemplares do 206 produzidos pelo quarto ano consecutivo.

CMYK

O JORNA L JORNAL


6

7

Sábado, 29 de janeirode 2011| www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

Peugeot, uma trajetória de dois séculos de muitas conquistas O início

Surge o Leão No decorrer da década de 50, a Peugeot-Frères registrou publicamente alguns símbolos, com a finalidade de classificar as ferramentas fabricadas: um leão (com ou sem flecha) para ferramentas feitas com aço de alta qualidade; uma Lua crescente, no caso do uso de aço temperado; uma mão, quando feitas com aço meio temperado e uma estrela, identificando o aço de qualidade inferior. A partir deste período, estabeleceu-se uma verdadeira linguagem simbólica para identificação dos diferentes tipos de produtos. Em 1858, o Leão foi registrado em cartório como símbolo da Marca Peugeot. A produção da Peugeot estendeu-se ainda a utensílios próprios para as mulheres, como máquinas de costura, máquinas de passar roupa, ferros elétricos, máquinas de lavar, fogões e uma ampla gama de eletrodomésticos.

As bicicletas

O ano de 1889 foi um ano histórico, graças a apresentação do primeiro automóvel com o nome de Peugeot. Foi Armand Peugeot quem criou este triciclo, em parceria com o grande especialista do vapor, Léon Serpollet. O veículo, com o nome de Serpollet-Peugeot, foi apresentado na exposição universal de Paris. As fábricas Peugeot empregavam nessa época 1.100 assalariados. Dessa mesma união nasceu, no ano seguinte, o primeiro quadriciclo movido a gasolina da marca Peugeot: o

Durante a época em que estudou na Inglaterra, o visionário Armand Peugeot se deu conta de como o público havia se encantado por um novo meio de locomoção: a bicicleta. Ao retornar à França, deu o impulso necessário para criar uma oficina com 300 trabalhadores para fabricar as bicicletas da marca Leão. Efetivamente, foi em 1882 que a Peugeot iniciou a fabricação e o comércio da primeira bicicleta da Marca.

TYPE2 1890

No ano de 1810 a família Peugeot, da região de Montbéliard, na França, transforma seu moinho de farinha, localizado em Sous Cratet, em uma fundição de aço laminado a frio, marcando o início da era industrial para a Peugeot. É fundada a sociedade Peugeot-Frères e Jacques MaillardSalins. Partindo das matérias-primas e tecnologias disponíveis na época, iniciaram a produção de lâminas de aço fino e molas. Em 1818, o registro da patente de laminação a frio marcou a abertura de uma nova era. Novas fábricas da Peugeot foram construídas para produção mais diversificada: laminados, dispositivos para ferramentas, utensílios domésticos, etc.

Os automóveis

Em 1896, Armand Peugeot decidiu separar-se da sociedade Peugeot-Frères para construir, em Audincourt, a Sociedade dos Automóveis Peugeot. Eugène Peugeot, primo de Armand, manteve-se a frente da fabricação de veículos de duas rodas, até o momento em que, com o sucesso cada vez maior dos veículos a motor, admitiu que o automóvel seria o futuro. Para não interferir na fabricação de Armand, passou a motorizar triciclos que, passando a impressão estonteante de deslizarem como o vento, constituiram-se os antepassados da primeira moto Peugeot, que surgiu efetivamente em 1902. Em 1897 surge o modelo 15, primeiro veículo da Marca com motor 100% Peugeot.

Peugeot no Brasil

201 1930

No ano de 1898 o Brasil entrava no mapamundi da Peugeot. Chegava ao Brasil o Peugeot Phaéton tipo 15, primeiro carro da Marca no país, trazido por um brasileiro com sólidas ligações com a França: Alberto Santos Dumont. Em 1899 a gama da Marca compreendia 15 modelos, de dois a 12 lugares. Na virada do século ocorreu a consolidação como fabricante, alcançando a produção de 500 unidades, um número expressivo para a época.

As novidades do Novo Milênio O ano de 2001 é marcado pelo surgimento do 307, que vem substituir o 306. Trata-se de um hatch de duas ou quatro portas, com uma vasta gama de motores e acabamentos, mas que conta com grande quantidade de itens de série, sem falar mas linhas modernas que caracterizam os produtos da Marca. Além disso o 307 já incorpora a terceira fase do sistema multiplexado, ainda mais eficiente que os anteriores. Mas para nós a grande notícia é o início da produção do 206 na unidade de Porto real, primeiramente com motor de 1,0 litro. Dessa mesma linha sai ainda o Citroën Picasso, com motor de 2,0 litros. O senhor Cess Hermann, que substituíra Thierry Peugeot no comando das operações nacionais da Peugeot em 1997, dá lugar ao senhor Bruno Grundeler. O 206 continua sua carreira de sucesso dentro e fora das pistas. Na Europa é o carro mais vendido. No Mundial de Rallye tornase bi-campeão. Mas há mais o que comemorar: a fábrica de Rennes faz 40 anos; da uni-

dade de Vigo, na Espanha, sai o veículo número 6.000.000! E a fábrica de Metz faz sua 25.000.000a caixa de câmbio. A Peugeot apresenta ainda a Partner com célula de combustível e o grupo supera, pela primeira vez, a marca das três milhões de unidades, com exatos 3.136.000 veículos fabricados. Em 2004 a Peugeot introduz no 206 brasileiro as mesmas mudanças ocorridas na Europa, em 2003. Ao mesmo tempo ocorre uma reestruturação da gama, com novas nomenclaturas e disponibilização do motor TU3JP, de 1,4 litro. Em abril é iniciada a produção do 307 na Argentina, cuja maior parte da produção será destinada ao Brasil. Com a chegada ao mercado local do 307 Mercosul, como é denominado, a gama é reestruturada e o modelo passa a contar com a opção de câmbio automático AL4, com sistema de engate Tiptronic. Nesse mesmo mês chega ao fim a produção do 406, em Sochaux, após 1.667.364 exemplares em dez anos de fabricação. O

Coupe continuaria até outubro de 2004, quando foi encerrada sua produção após 115.000 unidades. Para finalizar a fabricação desse modelo, foi feita uma série especial de apenas duas mil unidades (Ultima Edizione), tendo uma plaqueta no painel em alusão ao fato. Ainda em abril começa a ser produzido aquele que é tido como um dos mais modernos veículos do segmento dos médios, o 407, que passou a ser disponível aqui já em 2005. Dentre as inúmeras novidades, destaque para a caixa automática de seis marchas, pela primeira vez empregada em um veículo da Marca. Desta vez a versão sedan e break foram lançadas simultaneamente, também um fato inédito para a Peugeot. E surge o 1007, que pela primeira vez emprega uma nomenclatura com dois zeros em produtos da empresa. Acontece também o Regresso da Peugeot ao mercado chinês e, ao mesmo tempo, mais de 800 000 exemplares do 206 produzidos pelo quarto ano consecutivo.

CMYK

O JORNA L JORNAL


O JORNA L JORNAL 8

Sábado, 29 de janeiro de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

O JORNA L JORNAL Sábado, 29 de janeiro de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

5

FORD CONVOCA RECALL DE MODELOS

FIESTA ROCAM E

ECOSPORT A Ford Brasil acaba de anunciar uma convocação aos usuários da marca, proprietários de modelos EcoSport e Fiesta RoCam para um recall, tendo em vista que a empresa detectou problemas que podem prejudicar a segurança desses veículos em relação ao mecanismo das travas das portas traseiras. Em relação ao Fiesta RoCam, verificou-se a possibilidade das travas apresentarem defeitos e, com isso, permitir que crianças possam abrir as portas traseiras usando a fechadura interna, mesmo com a trava de segurança acionada. No veículo em que for detectado problema, a Ford substituirá a fechadura sem custo algum para o proprietário. Os modelos do Fiesta RoCam, versões Hatch e Sedan, objeto do recall, incluem os fabricados em 2008 e 2009

com número de chassi entre 107522 até 423122. Quanto ao EcoSport, modelos 2007, 2008 e 2009 de chassi 500004 até 999999 e, também os produzidos em 2011, de 575295 até 598749, o problema é relativo ao manual de instruções desses veículos, com possibilidade de correções, especificamente no item de uso das travas de segurança das portas traseiras. Dentro da preocupação da Ford, de assegurar máxima qualidade de seus produtos aos consumidores da marca, a empresa decidiu convocar o recall de 300.860 unidades dos modelos citados, que podem apresentar problemas. As visitas à rede de concessionárias, em todo o Pais, podem ser agendadas pelo telefone 0800-7033673, com atendimento gratuito, a partir da segundafeira, dia 24 de janeiro.

F


O JORNA L JORNAL 4

Sábado, 29 de janeiro de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

Tecnologia Com o 3008, a Peugeot insere-se na tendência internacional de downsizing de motores, que contempla alta performance e baixos níveis de consumo e emissão de poluentes. A modernidade do projeto está na essência deste crossover. O modelo chega ao mercado brasileiro equipado com motorização 1.6l 16V Turbo High Pressure. Fabricado com bloco em alumínio, é extremamente leve e foi desenvolvido em cooperação com a BMW. Alimentado por um sistema de injeção direta de gasolina, o motor de 1.598 cm3 de cilindrada e cabeçote composto de 16 válvulas com comando de admissão variável e

balancins roletados desenvolve 156 cv de potência a 6.000 rpm. Com um torque máximo de 24 mkgf disponível à incrível marca de 1.400 rpm, oferece ao condutor força e segurança em ultrapassagens e retomadas de velocidade nos deslocamentos urbanos, por exemplo. Atrelada a essa motorização, o veículo dispõe de uma caixa automática sequencial de seis velocidades. Trabalhando sempre com o melhor regime de rotação do motor, ela permite uma rápida e suave troca de marchas, contribuindo em boa parte ao grande prazer de condução proporcionado pelo modelo.

Interior: diferencial nos mínimos detalhes O gerente Thalmann Lima explica que o carro chama a atenção por vários motivos, tanto na parte externa como interna. “O carro alia conforto, design e segurança com uma surpreendente tecnologia embutida. Ou seja, ele é um sucesso absoluto de vendas”, salienta. Em seu interior, o 3008 conta com um ambiente extremamente aconchegante e confortável para todos os ocupantes, além de elegante e totalmente tecnológico. O posto do condutor, trabalhado em alguns detalhes à forma de um cockpit de avião, foi concebido em torno do principal ocupante do veículo, que encontra um painel de instrumentos de acabamento cuidadoso, no qual os números e as agulhas brancas do mostrador ficam sob um fundo negro. Materiais de qualidade foram escolhidos para oferecer uma percepção qualitativa incontestável, tanto em termos visuais como táteis, presentes, por exemplo, no revestimento texturizado do painel e nos detalhes cromados brilhantes e foscos. O console central surge na continuidade visual do painel de instrumentos e continua até englobar, sem interrupção, a alavanca da caixa de velocidades e o vasto console que separa os bancos da frente, funcionando ainda como apoio central de braços. Nele, o condutor também encontra à sua disposição as funções de climatização do veículo, sistema de áudio, os seletores de ajuste do Head Up Display e do Freio Elétrico de Estacionamento. No 3008, proporcionar o máximo prazer em condução passa justamente pela posi-

ção de dirigir, ergonômica, mesmo num veículo mais alto, com um ângulo de volante confortável e permitindo apreciar ao máximo o comportamento do automóvel. Para isso, foi adotado no modelo uma solução técnica original: a coluna de direção é composta por três cardans ao invés dos dois tradicionais, de modo a assegurar uma posição perfeita do volante relativamente ao condutor. Tal como acontece com o condutor, o passageiro da frente e os de trás se beneficiam de uma posição muito confortável. Os ocupantes dispõem, ao nível dos cotovelos, de uma largura de 1.476 mm e 1.480 mm, respectivamente, à frente e atrás. Na concepção deste crossover, os bancos dianteiros foram particularmente desenvolvidos no sentido de oferecerem conforto e um apoio lateral de referência. Para isso, foram utilizadas espumas de duas densidades, de modo a garantir o melhor conforto e a melhor posição ao nível dos encostos e dos assentos, garantidos por saliências laterais mais firmes. Os bancos traseiros também receberam espumas de dupla densidade. Com o conceito de um veículo multiuso, os passageiros do 3008 têm à disposição espaços de arrumação que totalizam cerca de 50 litros de volume útil. “São tantos diferenciais apresentados pelo 3008 que o consumidor se surpreenderá cada vez que entrar no carro. E, ainda pode escolher o 3008 nas cores Cinza Aluminium, Cinza Shark ou Preto Perla Nera que com certeza ele não irá se arrepender”, conclui Thalmann Lima.

O JORNA L JORNAL Sábado, 29 de janeiro de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

9


PRODUÇÃO DA NOVA VAN

3

Sábado, 29 de janeiro de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

Montado na unidade de Sochaux, no leste da França, e apresenta uma oferta inovadora ao consumidor: combina os atributos de um monovolume (para-brisas avançado, espaço interior, posição alta de condução e modularidade inteligente), hatchback (valorização do ambiente interno, postura ideal de condução e ótima dirigibilidade) e utilitário esportivo, com elementos de estilo que evocam robustez e esportividade. Com 14 prêmios internacionais, o 3008 oferece soluções originais a exemplo de design diferenciado e tecnologia aos clientes que buscam modernidade, praticidade e prazer de condução em um estilo constante de evolução. A arquitetura original do estilo do 3008 exprime-se por meio de proporções inéditas e equilibradas: os faróis afilados apresentam uma expressividade renovada e dinâmica, e a grade frontal exclusiva contribui para ressaltar o caráter do modelo, remetendo ao universo dos utilitários esportivos. Os parachoques reforçam suas aspirações aventureiras, graças às proteções pretas posicionadas na continuidade dos faróis, nas quais se inserem os faróis de neblina. De perfil, a linha dos vidros, que “mergulham” à frente, é ressaltada por um friso cromado na sua parte alta, que acentua a altura imponente da linha da carroceria e contribui com os para-lamas facetados, para a sensação de robustez transmitida por todo o veículo. A parte traseira mantém as linhas sinuosas do conjunto, e encontra nas lanternas de cor rubi, com tratamento particularmente tecnológico, diodos eletro-luminescentes que demonstram a originalidade do desenho. A presença de uma tampa inferior do bagageiro e as largas proteções pretas na parte inferior do para-choque ilustram o espírito aventureiro do veículo.

fotos: Igor Pereira

| www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com Sábado, 29 de janeiro de 2011|

10

O JORNA L JORNAL

COMERCIAL NISSAN NV TEM INÍCIO NO MISSISSIPI Cerimônia marca o lançamento oficial da expansão de 118 milhões de dólares da planta de Canton e entrada da Nissan no mercado de veículos comerciais leves dos Estados Unidos A Nissan North America lançou oficialmente hoje a produção da sua nova van comercial, a Nissan NV 2012, em suas instalações na planta expandida de Canton, no Mississipi, Estados Unidos. Estavam presentes na cerimônia Carlos Tavares, presidente da Nissan Américas, Bill Krueger, vice-presidente sênior de fabricação e compra, Dan Bednarzyk, vice-presidente de produção de Canton, Joe Castelli, vice presidente de veículos comerciais da Nissan, Haley Barbour, governador do Mississipi, e Gray Swoope, diretor executivo de desenvolvimento do Mississippi. A fábrica de Canton, inaugurada em 2003, passou por uma expansão de US $118 milhões durante dois anos para acomodar a produção da nova van comercial da Nissan. A unidade também produz o sedan Nissan Altima, a picape Titan e a SUV Armada. A fabrica emprega atualmente 3.300 pessoas. "A cerimônia de hoje comemora não apenas uma nova era para a planta de Canton e o lançamento da inovadora van comercial Nissan NV, mas representa também o crescimento da

Nissan nos Estados Unidos e afirmação da nossa dedicação em fabricar produtos da mais alta qualidade para cada segmento de produto", disse Tavares. "A Nissan tem sido líder em inovação de veículos comerciais em todo o mundo há mais de 75 anos. É com grande orgulho que Nissan agora entra no mercado de veículos comerciais nos Estados Unidos e Canadá com a dinâmica linha de produção das inovadoras, e de alta qualidade, vans Nissan NV, construídas no Mississippi". Nissan anunciou também a doação de uma van Nissan NV 2012 para o Habitat for Humanity of Metro Jackson para a construção de novas casas em Canton - região de Jackson. Nos últimos cinco anos, a Nissan forneceu mais US $5 milhões em dinheiro e doações para essa instituição e um time de mais de 5.000 membros foram voluntários na construção de mais de 25 casas nos Estados Unidos. "Uma vez que consideramos a NV Nissan é ideal para uso de construtores de casas, decidimos testar nossa van no mundo real por meio da Habitat for Humanity of Metro Jackson", disse Tavares. O JORNA L JORNAL

EDITORA DE JORNAIS DE ALAGOAS LTDA www.ojornal-al.com.br ojornal@ojornal-al.com.br / igor93279039@hotmail.com

Diretor-Executivo Sálvio de teine Marciel salviomarciel@ojornal-al.com.br

Editores Igor Pereira igor93279039@hotmail.com veiculos@ojornal-al.com.br

Diretora Comercial Eliane Pereira comercial@ojornal-al.com.br

Editor-Geral Deraldo Francisco deraldo@ojornal-al.com.br

Gabriel Mousinho

Colaboradora editorial Jakeline Siqueira

veiculos@ojornal-al.com.br

ENDEREÇO Rodovia AL 101 Norte Km 06, 3600 Jacarecica Maceió AL CEP: 57038-800 ATENDIMENTO AO ASSINANTE (82) 4009-1919 CLASSIFICADOS (82) 4009-1970

OS ARTIGOS ASSINADOS SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES E NÂO REFLETEM A OPINIÃO DE O JORNAL

REPRESENTANTE NACIONAL FTPI

SÃO PAULO: (11) 2178-8700 RIO DE JANEIRO: (21) 3852-1588 BRASÍLIA: (61) 3326-3650 RECIFE: (81) 3446-5832 www.ftpi.com.br

CMYK

O JORNA L JORNAL


Foto: Igor Pereira

2

Sábado, 29 de janeiro de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

Peugeot Peugeot Crossover 3008 3008 Crossover

O mais novo lançamento da Peugeout, o crossover 3008, chega ao Brasil. Referência em design, tecnologia e comportamento dinâmico, o modelo nasce para repetir o sucesso alcançado em todos os países nos quais é comercializado. Com uma arquite-

tura única, o 3008 se destaca pelo motor Turbo High Pressure de 156 cv (acoplado a uma caixa automática de seis velocidades), pelo elevado nível de segurança (oito airbags) e pela inteligente utilização de seu interior. Para o gerente geral da La Maison

Peugeot em Maceió, Thalmann Lima, o 3008 para a Peugeot é um marco da referência. O que mais chama a atenção neste carro é a tecnologia embargada. Sendo um carro completo, econômico e com um torque altíssimo sempre que necessário, além de mui-

tos diferenciais, a exemplo dos sensores de ré e o display com cristal líquido. “Este carro vem consolidar o que tem de mais avançado na tecnologia. A Peugeot se destaca cada dia mais, e surpreende seus consumidores no Brasil e no mundo”, ressalta.

O JORNA L JORNAL Sábado, 29 de janeiro de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

11

FORD INOVA COM CORES VIBRANTES EM SEUS CARROS Embora o consumidor brasileiro ainda se prenda a conceitos conservadores em relação às cores dos automóveis - as mais vendidas são prata e preto - a Ford propõe cores mais vibrantes na sua gama de produtos, principalmente nos que se incluem nos projetos globalizados que terão as mesmas cores dos carros vendidos na Europa, América do Norte, África e Ásia. Segundo Lucíola Duarte de Almeida, Gerente de Marketing de Produto da Ford Brasil, uma das cores que começa a evoluir e se destacar na aceitação dos proprietários, é o branco. "Mas, o catálogo de cores é muito grande e agrada a todos os gostos, para cada modelo", completa Lucíola. Uma surpresa é o Ka cuja cor vermelha tem o mesmo percentual de vendas que a prata. No mix de pintura, o branco chega a, aproximadamente, 22% do total produzido, enquanto o azul e o verde também tem boa aceitação, em torno de 6%. O mesmo movimento acontece em relação ao Fiesta Rocam, no qual a cor vermelha tem crescido muito nos últimos anos, em torno de 15%. No Focus, a novidade é o verde Ipanema que, no último mês de novembro, registrou vendas da ordem de 10% do "mix". Entre os carros de luxo, como o Fusion, o branco mostra tendência de crescimento com 12% da preferência. Nas vendas acumuladas de 2010, registra 18% nos últimos meses do ano.

Outra novidade é o caso do EcoSport cujos proprietários escolheram o dourado que se tornou a terceira cor de maior volume nas vendas. O Edge 2011, que a Ford acaba de lançar no mercado brasileiro, trouxe como novidades o azul e o vermelho Córdoba (que é o mesmo do New Fiesta). Além disso, a Ford já detectou uma demanda reprimida de pedidos para o Crossover Edge branco, o que reforça a tendência do segmento de luxo para essa cor.

TESTES O Campo de Provas da Ford em Tatuí, interior de São Paulo, tem participação importante no desenvolvimento de novas cores para os carros nacionais. Diversos testes são aplicados, entre eles o de resistência ao tempo, tonalidade, ação da água na pintura, aderência, etc. Segundo a Ford, o ciclo de desenvolvimento de novas cores, incluindo aprovação e colocação no mercado, ocupa um período de 2 anos, em média. Todavia, dentro do espírito da globalização, muitas cores que surgem nos Estados Unidos podem ser aplicadas em outras linhas de montagens. Além de se tornarem base para estudos locais, são, automaticamente, vendidas no mercado brasileiro nos produtos globais da empresa. Dessa forma, as cores vibrantes do New Fiesta e mais recentemente, do Edge 2011, tem potencial para serem aplicadas em produtos da Ford Brasil.

CMYK

O JORNA L JORNAL


CMYK

O JORNA L JORNAL | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com Sábado, 29 de janeiro de 2011|

Maceió, sábado, 29 de janeiro de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

Peugeot, uma história de dois séculos de muitas conquistas Foto: Igor Pereira

12

Da cidade luz ao

paraíso das águas,

um carro que encanta e agrada


AUTOJORNAL 29/01/2011