Page 1

Maceió, domingo, 29 de agosto de 2010 | www.ojornalweb.com | e-mail: Igor93279039@hotmail.com

Investimento de R$ 10 milhões em pesquisa paradesenvolvimento de química verde

Foto Igor Pereira

Campanha das Lojas Renner arrecada R$ 1 milhão e da oportunidade para mulheres no mercado de trabalho


O JORNA L JORNAL 2

Domingo, 29 de agosto de 2010 | www.ojornalweb.com | e-mail: acao@ojornal-al.com.br

TERCEIRA EDIÇÃO DA CAMPANHA "MAIS EU" DA LOJAS RENNER Renda será revertida para projetos sociais que inserem mulheres no mercado de trabalho

elo terceiro ano consecutivo, a Lojas Renner apresenta a campanha "Mais Eu", ação que tem por objetivo capacitar e inserir a mulher no mercado de trabalho, através do Instituto Lojas Renner. A campanha acontecerá entre os dias 9 e 12 de agosto, e 5% do que for arrecadado da venda de mercadorias, líquida de impostos, nas 125 lojas da rede no País, será revertido para projetos sociais. Neste ano, o desafio estabelecido é arrecadar R$ 1 milhão e aumentar o número de entidades assistidas em todas as regiões. Na última edição, em 2009, foram arrecadados R$ 852 mil, que beneficiaram mais de 2.200 mulheres espalhadas por 12 Estados do Brasil, em 18 projetos sociais. O foco do investimento do Instituto Lojas Renner é dividido em três frentes Educação e formação profissional, Inserção no mercado de trabalho e o Empreendedorismo econômico com geração de renda. "Queremos proporcionar uma nova perspectiva de vida para mulheres que querem se qualificar e acessar o mercado de trabalho", destaca Clarice Martins Costa, presidente do Conselho Deliberativo da entidade. O Instituto Lojas Renner mantém um canal exclusivo para receber e selecionar projetos e sugestões de ações voltadas à responsabilidade social por meio do endereço eletrônico instituto@lojasrenner.com.br.

Evolução da campanha: Nas duas últimas edições, a campanha "Mais Eu" gerou resultados positivos. De 2008 (1º edição) para 2009 (2º edição), houve um aumento de 30% em relação às mulheres atendidas.

O JORNA L JORNAL EDITORA DE JORNAIS DE ALAGOAS LTDA www.ojornal-al.com.br ojornal@ojornal-al.com.br / veiculos@ojornal-al.com.br

Diretor-Executivo Petronio Pereira petronio@ojornal-al.com.br

Editor Igor Pereira igor93279039@hotmail.com

Editor-Geral Deraldo Francisco deraldo@ojornal-al.com.br

Diretora Comercial Eliane Pereira comercial@ojornal-al.com.br

Colaboradora editorial Jakeline Siqueira

ENDEREÇO Rodovia AL 101 Norte, Km 06, 3600, Jacarecica - Maceió/AL - CEP: 57038-800 ATENDIMENTO AO ASSINANTE (82) 4009-1919 CLASSIFICADOS (82) 4009-1970

OS ARTIGOS ASSINADOS SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES E NÂO REFLETEM A OPINIÃO DE O JORNAL

REPRESENTANTE NACIONAL FTPI

SÃO PAULO: (11) 2178-8700 RIO DE JANEIRO: (21) 3852-1588 BRASÍLIA: (61) 3326-3650 RECIFE: (81) 3446-5832 www.ftpi.com.br


O JORNA L JORNAL Domingo, 29 de agosto de 2010 | www.ojornalweb.com | e-mail: veiculos@ojornal-al.com.br

3

GOÓC TRANSFORMA PNEUS EM SANDÁLIAS RECICLADAS Em 1979, um navio da Petrobrás encontrou um barco de pesca em alto mar, no sudeste asiático. Nesta embarcação estava o vietnamita Thái Quang Nghia que, com 21 anos e pressionado pelo regime comunista, fugia de seu país de origem. Hoje, 31 anos depois de ser resgatado, Thái é um brasileiro naturalizado, residente em São Paulo. Em 2004 fundou a Goóc (uma empresa brasileira pioneira na fabricação de calçados de pneu reciclado). Na visão de Thái, os produtos da Goóc poderiam agregar valor à população menos privilegiada (em especial à classe C e D) aliando design, originalidade, cultura e qualidade a um preço que estivesse ao alcance dessa camada social. Estima-se que a empresa já utilizou mais de 2,5 milhões de pneus reciclados na confecção de sandálias e bolsas. Chamadas de Dep - calçado prático em Vietnamita - as papetes desenvolvidas pela Goóc eram similares às utilizadas pelos soldados vietnamitas durante as guerras pelas quais passou o país. Os produtos conseguiram conquistar rapidamente um posicionamento di-

ferenciado na mente e no coração dos clientes. São inovadores não só na imagem e no posicionamento, mas também em seu desenvolvimento e produção. Por trás da Goóc existe uma filosofia e conceito de vida relacionada à Harmonia, Conhecimento e Diversidade. Isso faz com que os produtos sejam inovadores e únicos. Além disso, confere à marca um diferencial claro, com um posicionamento de imagem que a destaca de seus concorrentes. E é esse conceito forte e enraizado na organização, aliado à originalidade dos produtos Goóc, que dá vida ao sonho de Thái. S o b e s t a ótica, a em-

presa lançou, em 2009, o Projeto 2014 que tem por objetivo informar, conscientizar e contribuir para o aumento do consumo consciente de sandálias produzidas a partir de material reciclado, no caso, a Borracha de Pneus Inservíveis no lugar de usar materiais como PLÁSTICO, PVC que poluem mais. O nome do projeto foi escolhido por ser o ano da Copa do Mundo no Brasil e o ano em que a empresa comemorará 10 anos. A Goóc é a primeira, empresa, a reciclar pneus para desenvolver calçados, a partir desta matéria prima. A empresa tem c o m o

missão: diminuir o impacto de consumo, tanto de pneus (locomoção mecânica) e sandálias (locomoção humana), que hoje são de 500 MILHÕES de pares ao ano. Se cada brasileiro que soma 183,9 milhões de habitantes - adquirir um par de sandálias de pneu reciclado, teremos eliminado em dois anos cerca de 35 milhões de pneus - já que cada pneu é possível fazer em média 5 sandálias. Este é o nosso desafio e também a missão da Goóc no Brasil.


4

Domingo, 29 de agosto de 2010 |

Braskem/Ideom e FAPESP invest em química verde e materiais de

Empresa e fundação lançam chamada de pesquisas voltadas para o desenvolvim A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, e a Braskem/Ideom divulgam hoje (17/08) a segunda chamada de propostas do acordo de cooperação científica e tecnológica que firmaram em fevereiro de 2008. O objetivo do acordo é apoiar projetos de pesquisa cooperativos para síntese de produtos químicos verdes, obtidos a partir de fontes renováveis como açúcares, etanol e biomassa e outros temas relacionados à indústria petroquímica. Nesta chamada, serão disponibilizados para os projetos de pesquisa até R$ 10 milhões, sendo R$ 5 milhões da FAPESP e R$ 5 milhões da Braskem/Ideom. O volume total de recursos previsto no acordo de cooperação é de R$ 50 milhões, divididos igualmente pelas duas instituições. A chamada tem interesse em selecionar projetos que contribuam para o avanço do conhecimento e da tecnologia nas áreas de: processos de síntese de intermediários, monômeros e polímeros a partir de matériasprimas renováveis; captura, armazenamento e conversão de CO2; estudos e desenvolvimento de materiais que atribuam aos polímeros - obtidos a partir de matérias primasrenováveis ou não - as propriedades físico-químicas que possibilitam sua utilização nas diferentes aplicações demandadas pelo mercado; e poliolefinas (catálise, modificação química, outros). Outro objetivo é a formação de recursos humanos altamente qualificados nos itens descritos. As propostas poderão ser

apresentadas até 16 de novembro por pesquisadores de instituições de ensino e pesquisa no estado de São Paulo e da empresa. Espera-se que os projetos apresentem resultados com potencial de aplicação no mercado interno e mundial por meio de soluções novas e criativas. "Projetos como esse são fundamentais para o avanço do conhecimento. A expectativa é que consigamos evoluir cada dia mais e possamos encontrar formas mais eficazes de desenvolvimento e produção", diz Luis Fernando Cassinelli, diretor de Tecnologia e Inovação Corporativa da Braskem. "As universidades e institutos de pesquisa em São Paulo têm intensa atividade de pesquisa em temas relacionados ao desafio da sustentabilidade global. Nesta chamada esperamos propostas de pesquisa ousadas para a química baseada em insumos renováveis e materiais de alta performance. A Braskem tem tradição, realizações e uma estratégia bem definida neste campo, sendo uma das empresas brasileiras com maior esforço próprio de P&D. A Ideom se junta agora a este esforço na área de inovação tecnológica", afirma Carlos Henrique de Brito Cruz, diretor científico da FAPESP. A primeira chamada de projetos FAPESP-Braskem, lançada em fevereiro de 2008, selecionou cinco projetos em instituições como Universidade de São Paulo (USP), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Entre outros temas, os projetos

estudam o sequestro de CO2 por meio de microalgas, transformação do glicerol via rota biotecnológica e uso de nanofibras de origem renovável no reforço de resinas poliolefínicas.

Sobre a FAPESP A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) está entre as mais importantes agências de fomento à Ciência e Tecnologia do Brasil. Mantida pela transferência de 1% das receitas tributárias do Estado de São Paulo, a Fundação atua diretamente com a comunidade científica paulista em todas as áreas do conhecimento e seleciona propostas de pesquisa com base na revisão pelos pares (peer review), metodologia que utiliza pareceres emitidos por pesquisadores brasileiros e estrangeiros como base para decisões sobre o financiamento de projetos. Anualmente, a Fundação desembolsa cerca de um terço de seu investimento na formação de pesquisadores por meio de bolsas; mais de 50% são destinados a pesquisa acadêmica, principalmente fundamental; e 10% são investidos em pesquisas voltadas para a aplicação, em pequenas empresas ou em parcerias entre universidade e empresas.

Sobre a Braskem A Braskem é a maior produtora de resinas termoplásticas das Américas. Com 29 plantas industriais distribuídas pelo Brasil e Estados Unidos, a empresa produz anualmente mais

de 15 milhões de toneladas de resinas termoplásticas e outros produtos petroquímicos.

Sobre a Ideom A Ideom Tecnologia Ltda. foi criada em dezembro de 2008 para ser a empresa de Inovação e Tecnologia da Braskem, tendo a sua sede localizada no Polo Petroquímico de Camaçari Bahia. A sua criação traz um ambiente mais ágil e flexível para o desenvolvimento de projetos de inovação tecnológica que se distanciam do próprio negócio da Braskem. A principal missão da Ideom é a identificação e desenvolvimento de tecnologias que garantam a competitividade e sustentabilidade num horizonte de cinco a quinze anos.


O JORNA L JORNAL www.ojornalweb.com | e-mail: acao@ojornal-al.com.br

5

tem R$ 10 milhões para pesquisa alta performance

mento de processos e produtos químicos a partir de matérias-primas renováveis


O JORNA L JORNAL 6

Domingo, 29 de agosto de 2010 | www.ojornalweb.com | e-mail: acao@ojornal-al.com.br

Tapetes São Carlos alinha ações ambientais e conquista a ISO 14000, pelo IQA Certificação concedida pelo IQA atesta que a empresa atende os requisitos estabelecidos pelo Sistema de Gestão Ambiental, em conformidade com a norma ISO 14000 Reduzir o impacto ambiental na fabricação do produto sempre foi o lema da empresa Tapetes São Carlos, fabricante de tapetes e carpetes que atua, entre outros segmentos, no fornecimento de produtos para montadoras, encarroçadoras, autopeças e revendas do setor automotivo. Em 2009, a empresa sediada em São Carlos, SP, obteve a Certificação ISO 14000 (sistema de Gestão Ambiental) por meio do IQA (Instituto da Qualidade Automotiva). Para isso, alinhou todas as ações e projetos ambientais, como reutilização e reaproveitamento de matérias-primas atendendo a legislação ambiental vigente, implementou melhoramentos e outras ações, principalmente o descarte controlado de resíduos. Desde o início das atividades na década de 1950, a empresa mantém a cultura de preservação ambiental. A cada ano institui ações, como reuso de água, tratamento de efluentes, controle de emissões atmosféricas, emissão de ruídos em torno da organização, destinação de resíduos sólidos e de óleos lubrificantes, entre outros. Para isso adequou todas as ações, incluindo documentação ao atendimento da legislação, e implementou todos processos necessários para tornar a Tapetes São Carlos ecologicamente correta. A empresa também adequou o departamento hidráulico, responsável pela manutenção das empilhadeiras, com a instalação de sistema de decantação de óleo e água. "Com isso evitamos que o óleo residual da lavagem das empilhadeiras caia na rede pública de esgoto", conta Marcos Mello, supervisor da área de Qualidade e Meio Ambiente da Tapetes São Carlos. O mesmo sistema também foi instalado na garagem de manutenção dos veículos da frota da empresa.

Resíduos Além disso, o resíduo de óleo lubrificante utilizado como combustível em caldeira é separado corretamente e entregue, junto com o material recolhido pelo sistema de decantação, a empresas especializadas. Outros resíduos gerados pela empresa, como pano contaminado com graxa, pneus e fibras têxteis, são separados para destinação final correta. A Estação de Tratamento de Efluentes (ETE) também foi adequada para a certificação e agora são computados os índices de resíduos e realizada análise da água antes de jogá-la na rede pública. "Esta análise é feita por laboratórios que seguem os requisitos NBR ISO/IEC 17025 exigidos pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb)", afirma. As duas caldeiras a óleo da empresa, de acordo com o supervisor, foram substituídas por caldeiras a gás, mais ecológicas, que operam dentro dos limites de emissão estabelecidos pela resolução nº 382 do Conama. Outras duas caldeiras são a lenha, material que é adquirido de fornecedores com licença ambiental para extração de madeira de reflorestamento. "Já adotávamos os processos, mas com a certificação, recebemos o atestado que estamos seguindo corretamente os requisitos previstos na ISO 14000. Então, as boas intenções da empresa agora viraram regra", ressalta Marcos Mello.


O JORNA L JORNAL 7

Domingo, 29 de agosto de 2010 | www.ojornalweb.com | e-mail: veiculos@ojornal-al.com.br

Custos Outra adequação foi a criação de uma central única de ar comprimido, utilizado por algumas máquinas e equipamentos no processo fabril, antes espalhados em alguns pontos da empresa. "Com isso, conseguimos economizar energia e tempo nos processos", diz. A empresa também conseguiu reduzir custos com o reuso da água na lavagem de produtos e reaproveitamento da água quente, utilizada em processos de fabricação, sistema de geração de vapor. "A água conden-

sada já entra via tubulação no sistema de geração de vapor a 90 graus, economizando energia nos processos", diz o gerente. Para a certificação do IQA, a Tapetes São Carlos teve de formalizar a documentação, integrar e familiarizar todos os funcionários no uso dos registros. O primeiro passo foi a criação do 'Manual do Sistema de Gerenciamento Ambiental', relativo às exigências ambientais, como atendimento a emergências, controle de resíduos, ações preventivas e corretivas. E adotou também procedimentos para controle de documen-

tos, mantendo-os atualizados e identificados. "Adequamos nosso controle operacional, com procedimentos para fazer inspeções e o controle dos aspectos ambientais", afirma Marcos Mello.

Conscientização Segundo Mello, treinar e qualificar os funcionários para seguirem as normas é fundamental para alcançar resultados. Durante a certificação, a empresa realizou um trabalho de conscientização ambiental com seus 490 funcionários, mediante palestras e in-

formativos. Também realizou trabalho junto à gerência e supervisão para informar sobre as mudanças implementadas, readequações e fortalecer a cultura ambiental. "A adesão dos funcionários é fundamental", ressalta. Para o executivo, a ISO 14000 e o apoio técnico do IQA foram determinantes na intensificação e consolidação das ações e resultados. "Ampliamos o foco no desenvolvimento de produtos com menor impacto ambiental, contando com o apoio dos especialistas do IQA, e conquistamos a imagem de empresa ambientalmente correta", completa.

Renault do Brasil participa do Prêmio de Sustentabilidade com projeto em tratamento de resíduos sólidos Com um projeto de preservação do meio-ambiente coordenado pela equipe de trainees do Complexo Ayrton Senna em São José dos Pinhais (PR), a Renault participa da nona edição do Prêmio LIF (Liberdade, Igualdade e Fraternidade) promovido pela Câmara de Comércio FrançaBrasil. "A Renault é uma monta-

dora que investe e acredita em iniciativas que promovam desenvolvimento social e econômico que colaborem com o meio-ambiente", afirma Jean-Michel Jalinier, Presidente da Renault do Brasil. A Renault tem continuamente desenvolvido projetos com o objetivo de elevar a consciência ambiental com ações efetivas em prol

da preservação do meio ambiente. Assim, preocupada com a quantidade de resíduos gerados pela cadeia produtiva de seus produtos, o projeto com a qual a Renault está concorrendo tem a finalidade de reduzir impactos ambientais e os desperdícios de recursos. O IX Prêmio LIF faz parte do II Fórum de Sustentabilidade, or-

ganizado pela Câmara de Comércio França-Brasil. O evento acontecerá no dia 28 de setembro de 2010. Maiores informações em http://www.ccfb.com.br. Um dos maiores compromissos da Renault do Brasil é contribuir para o desenvolvimento humano e sustentável da sociedade.


O JORNA L JORNAL 8

Domingo, 29 de agosto de 2010 | www.ojornalweb.com | e-mail: acao@ojornal-al.com.br

29-ACAOSUSTENTAVEL  

em pesquisa paradesenvolvimento de química verde R$ 1 milhão e da oportunidade para mulheres no mercado de trabalho Maceió, domingo, 29 de a...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you