Page 1

Exemplar de assinante

O JORNA L ALAGOAS

Maceió, domingo, 9 de janeiro de 2011 | Ano XVII | Nº 96 | www.ojornalweb.com

R$ 2,00

Marta vai à Suíça disputar o prêmio de melhor jogadora do mundo pela 5a vez A alagoana Marta pode conquistar amanhã, em Zurique, na Suíça, o quinto troféu de melhor jogadora do mundo. Ela está concorrendo com as alemãs Birgit Prinz e Fatmire Bajramaj. Entre os homens, a disputa ficou restrita a três jogadores do Barcelona: Xavi, Iniesta e Messi. Esportes

Marco Antônio

Desabrigados ainda precisam de roupas

Paloma Bernardi está vibrando com sua personagem em Insensato Coração

Páginas A9, A10 e A11

Risco sobre duas rodas

Homens com idades entre 24 e 35 anos e que se envolveram em acidentes ocorridos entre as 18h e as 21h são as principais vítimas das motos. Ela é mais barata que o carro, econômica e mais fraca. Página A16 Lula Castello Branco

Memorial Lêdo Ivo: uma viagem pela poesia do escritor mais alagoano dos alagoanos Páginas B1, B2, B3, B7 e B8

Consumo Sustentável: O Boticário tem uma história de amor com o meio ambiente

sobre o despejo de chorume do aterro sanitário no mar vai durar alguns dias. A Casal afirma que esta é a melhor forma de diluir os dejetos. A Prefeitura diz que o tratamento do chorume é rigoroso. O IMA cobra relatório atestando que não há danos ao meio ambiente. Oimpasse

Páginas A13 e A15

Brasileiros querem aposentar as sacolas

Melhor idade descobre as maravilhas da Net

Receita: consulta ao residual será amanhã

Mais de 60% dos brasileiros estão dispostos a aposentar as sacolas plásticas, tão comuns nos grandes supermercados. A pesquisa é do Ministério do Meio Ambiente. Página A12

Um grupo de pessoas da melhor idade está encantado com a descoberta do mundo virtual. Num curso, os idosos e os computadores se tratam como velhos conhecidos. Página A12

A Receita Federal libera amanhã, a partir das 9h, a consulta ao primeiro lote residual multiexercício do Imposto de Renda da Pessoa Física, 2008, 2009 e 2010. Página A22

CO TAÇÕES Dólar (compra) ........................................1.6850 Dólar (venda) ..........................................1.6870 Euro (compra) ........................................ 2.1772 Euro (venda) .......................................... 2.1800

www.ojornalweb.com

Um passeio para rever as capas que fizeram sucesso nos nossos primeiros números

MARÉS 00h23................................................................. 0.4 06h32................................................................. 1.7 12h36................................................................. 0.5 18h45................................................................. 1.8

CMYK


O JORNAL

Política A2

Pauta Geral pautageral@ojornal-al.com.br

DUPLO SENTIDO Os tucanos fazem de conta que reclamam quando o assunto é espaço dentro do governo. Donos das principais pastas (Gabinete Civil, Planejamento, Saúde, Infraestrutura, fora a cota pessoal do governador na Educação, Defesa Social e Ciência e Tecnologia), eles tentam também emplacar nos cargos do segundo escalão. Começa então uma briga pelo comando do DER. Quem fica só olhando essa história é o DEM, do vice-governador José Thomaz Nonô, que até agora não indicou ninguém.

VOLTANDO É cada vez mais forte a possibilidade do ex-presidente da Eletrobras, Flávio Decat, retornar ao comando da empresa. Amigo pessoal da presidente Dilma, e excelente gestor técnico, o engenheiro deixou o cargo para atuar na iniciativa privada e estuda a viabilidade do retorno.

FECOEP O PSDB se engajou ao máximo no adiamento, por mais dez anos, do fim do Fundo de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep). Com muito dinheiro em caixa, tanto que fica até difícil dizer quanto, o fundo é uma das prioridades na gestão da Secretaria de Assistência Social, mas já desperta a atenção da Secretaria de Planejamento.

NO TIMÃO Se Ronaldinho Gaúcho aceitar o convite de jogar no Corinthians ao lado de Ronaldo e Roberto Carlos, reeditando parcerias da equipe que foi pentacampeã do mundo, ele não vai jogar futebol. Vai é para o “Showbol”.

DEVARGAZINHO Preocupado com as especulações e com as disputas, o governador resolveu esfriar a corrida por cargos no segundo escalão do governo, bem como a indicação para diretorias financeiras e administrativas das grandes secretarias. Ele tem feito nomeações a conta-gotas, fora que só deve mudar gestores em fevereiro.

GESTÃO Para responder aos críticos de sua indicação para Secretaria Estadual de Saúde, o novo agrônomo Alexandre Toledo disse que a pasta precisa de um gestor. E é uma boa gestão que ele oferece. Em tempo: o tucano foi prefeito de Penedo por três gestões.

Se ama o Grêmio, que jogue de graça”

Pelé, ironizando a novela armada por Ronaldinho Gaúcho na sua transferência para o Brasil.

DISPUTA

A briga pelo comando do DER expõe uma rixa antiga entre engenheiros que apoiam o governador desde os tempos em que ele era senador. Quem está mais forte, por enquanto, é o grupo capitaneado pelo atual presidente, Marcos Vital.

TENSÃO

A eleição para o comando da Assomal está marcada para o próximo dia 14, e o clima não é dos melhores. Tentando a reeleição, o major Wellington Fragoso enfrenta o tenente-coronel Mário da Hora, apoiado pelo governo estadual, e há um bom tempo seu principal desafeto.

ODIADO

O ex-vereador Marcos Alves nunca esperava que sua denúncia sobre a Máfia do Lixo criaria a pior crise política da gestão do prefeito Cícero Almeida. Derrotado em 2008, na tentativa de reeleição, Alves agora é o principal alvo das críticas do prefeito nas conversas com assessores.

CHORANDO A briga por cargos é tão grande que tem gente reclamando com o governador a impossibilidade de indicar nomes para o comando da Uneal e da Uncisal. As duas universidade contam com gestores eleitos pela comunidade acadêmica e não podem ser alvos de barganha.

DIRETAS O PPS não esconde o descontentamento com o governador, que ainda não editou a Lei Delegada criando a Secretaria da Pesca. O partido ainda está sem cargos. Final de semana movimentado para o deputado Antonio Albuquerque (PTdoB). Mesmo sem ser candidato ao comando da Assembleia, ele está em campanha pedindo votos para Inácio Loiola (PSDB). O tenente-coronel Frederico Pinto Sampaio assumirá o comando do 59º BIMtz no próximo dia 21. Ele recebe o cargo do quase xará, o tenente-coronel Cristiano Pinto Sampaio.

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: politica@ojornal-al.com.br

Disputa por estatais coloca em xeque base aliada do governo PT e PMDB lideram corrida pelos principais cargos; Dilma evita confronto Depois de quase dois meses de intensas negociações com os partidos aliados para a formação do ministério, o governo Dilma Rousseff enfrenta agora uma disputa interna pelos cargos do segundo escalão, que inclui secretarias-executivas e secretarias dos ministérios, empresas estatais, instituições públicas financeiras, fundações, institutos, empresas e departamentos – somente as empresas estatais são 125, segundo dados do Ministério do Planejamento. O principal motivo da disputa política travada entre PT e PMDB por cargos do governo Dilma Rousseff é o cobiçado segundo escalão do Ministério da Saúde, pasta com o maior orçamento livre do governo - R$ 77,3 bilhões em 2011 -, e que tem também um dos maiores desafios, atender a população dependente do Sistema Único de Saúde (SUS). A disputa vem azedando a já delicada relação dos dois maiores partidos da base do governo Dilma Rousseff. Depois de perder a pasta para o ministro Alexandre Padilha, do PT, o estopim da mais recente crise com o PMDB é a substituição na presidência da Fundação Nacional de Saúde (Funasa). Outros cargos do Ministério da Saúde também estão em disputa pelos dois partidos. O PMDB, contemplado com cinco ministérios - Agricultura, Minas e Energia, Previdência,

Turismo e Assuntos Estratégicos - julga-se desprestigiado. É o partido da base aliada que mais

cobra compensações no segundo escalão. A disputa entre o PMDB e os demais partidos da

base aliada pelo comando dos órgãos do segundo escalão, principalmente as estatais, não é por acaso. Há estatais que possuem mais cargos e recursos que muitos ministérios. Em 2011, o orçamento da União prevê R$ 171 bilhões em investimentos. Desse valor, R$ 107 bilhões serão executados por empresas estatais. A maior parte dos recursos corresponde à Petrobras, com cerca de R$ 91 bilhões em investimentos previstos. Alvo de incontáveis escândalos de corrupção, a Funasa sempre foi feudo do PMDB, e o atual presidente Faustino Lins é indicação do líder do partido na Câmara, Henrique Alves (RN), mas o PT de Minas Gerais indicou para seu lugar o empreiteiro Gilson de Carvalho Queiroz Filho, presidente do CREA/MG. Os peemedebistas, que ainda tentam impedir essa nomeação, dizem que a indicação de Gilson corre riscos, pois sua empreiteira já fez obras para a Funasa, e é alvo de uma tomada de contas especial no Tribunal de Contas da União (TCU). Se não conseguirem manter Faustino Lins no cargo, tem outras três indicações para a Fundação: Marcos Monfarreg, coordenador da Funasa no Rio; Flávio Gomes, diretor-executivo da Funasa, e Rui Gomide, técnico do órgão em Goiás.

PT de Minas é o que mais cobiça grandes cargos O PT de Minas está fazendo movimentos agressivos na composição do segundo escalão, para compensar a perda de cargos no primeiro escalão do governo Dilma. A troca na Funasa, ainda não efetivada, foi motivo de áspera discussão entre Henrique Alves e o ministro Alexandre Padilha. O líder do PMDB citou na ocasião dificuldades que Dilma teria sem um base confiável, em situações extremas como foi na época do mensalão. Outra substituição que está deixando os peemedebistas em pé de guerra já aconteceu na cobiçada Secretaria de Atenção à Saúde (SAS), responsável pelo orçamento de R$ 47 bilhões para convênios e repasses para estados e municípios. Padilha exonerou do cargo Alberto Beltrame, e colocou lá Helvécio Martins, ex-secretário de Saúde de Belo Horizonte, também por indicação do PT mineiro. “Espero que não tirem o Faustino da Funasa. Não tem sentido o PT expulsar o PMDB da Saúde. Já tiraram o Beltrame, que é um grande técnico, da SAS. Agora querem tirar também o Faustino? O PMDB tinha duas indicações para a Embratur e para a Secretaria Executiva do Ministério do Turismo, mas aceitamos colocar lá dois quadros do PT” protestou o líder Henrique Eduardo Alves, referindo-se a nomeações para á área de Turismo, formalizadas na quarta-feira no Diário Oficial da União. Outro peemedebista envolvido nas negociações, e que também está vendo seus indicados perderem espaço no Ministério de Dilma, afirma que o PMDB está sendo esquartejado pelo PT. Preferindo o anonimato, alegando que não quer atiçar ainda mais a crise, ele diz: “O Lula respeitou o

O deputado Eduardo Alves é o principal articulador das negociações e busca mais cargos para o PMDB

PMDB. A Dilma está fazendo Vigilância Sanitária (Anvisa), o jogo do PT, mas é cristã que libera tudo que é pronova, de que corrente ela é? duzido dentro e fora do Brasil Está outsider dentro do na área de alimenprocesso. Mas tudo tação, remédios e cosestá sendo feito com a méticos, é igualmente aquiescência dela. alvo de disputa. Hoje Mandou parar as troestá nas mãos de Sem cas de cargo depois do Temporão, Dirceu Raposo, indibaita estrago já feito, cação do deputado agora não recupera Ministério Arlindo Chinaglia (PTmais o prejuízo”, afir- da Saúde SP). Ele tem mandato mou. está fora da e não pode mais ser rePara esse peemedeconduzido, mas o PT cota do bista, o líder Henrique quer botar lá outro partido Alves foi até ingênuo, petista, e briga com o pois acreditou em ex-ministro Saraiva acertos prévios com Felipe (PMDB/MG), Lula e não foi adiante que indicou para o cargo com a equipe da presidente Agenor Álvares. Dilma. “Hoje esses acertos Na Secretaria de Inovação não valem nada. O ministro Tecnológica está hoje um inPadilha é quadro do PT e dicado do ex-ministro José também faz o jogo do par- Gomes Temporão (PMDB-RJ), tido”, analisou. José Reinaldo, mas o ministro A Agência Nacional de Padilha já escolheu para o

cargo o companheiro Odorico Monteiro, do PT do Ceará. Há atrito ainda para a substituição de Gerson Pereira na Secretaria de Vigilância Sanitária pelo petista Jarbas Barbosa, que foi secretário de Atenção à Saúde na gestão José Serra no Ministério da Saúde. Estava na Organização Mundial da Saúde (OMS) e está voltando ao Brasil para dirigir a secretaria. Além desses cargos, tem a cobiçada Fiocruz, cujo orçamento cresceu 1.400% na gestão Temporão - este ano chega a R$ 2,3 bilhões - e está tendo unidades implantadas em todo país, de Rondônia ao Ceará. É feudo da intelectualidade médica do Rio da qual faz parte o Temporão. O atual presidente é Paulo Gadelha, mas Padilha vai indicar o substituto.

CMYK


Política

O JORNAL JORNA L A3

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: politica@ojornal-al.com.br

Contexto Roberto Vilanova - bobvilanova@hotmail.com

COISAS DE ALAGOAS Somente em fevereiro é que será divulgado o resultado da inspeção realizada no ano passado pelos técnicos do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), em Coruripe, para concessão da licença ambiental ao estaleiro. Pelo menos, foi isso o que representantes do órgão em Alagoas disseram para justificar a demora. E a demora é justificada pela indefinição sobre quem vai assumir a direção nacional do Ibama. Como a presidente Dilma Rousseff marcou a definição do segundo escalão para fevereiro, então, antes disso é pouco provável que se conheça o resultado da inspeção realizada. Mas esses mesmos representantes do Ibama arriscaram o palpite de que a aprovação para a instalação do estaleiro vai ser dada com restrição.

ERRO

TROCO

Para a ex-prefeita e agora secretária da Mulher, Kátia Born, o maior erro do ex-governador Ronaldo Lessa (PDT) foi ter saído do PSB. E, claro, da maneira como saiu, brigado com o cacique Miguel Arraes.

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), neto de Miguel Arraes, ajudou a fazer a “caveira” de Ronaldo Lessa junto ao presidente Lula e, assim, se tornou o maior aliado do governador Téo Vilela.

LUZ PARA TODOS O presidente do PT, Joaquim Brito, quer a direção da Eletrobras, ex-Ceal, para o partido.

LIÇÃO

AMANHÃ

A vereadora Heloísa Helena (PSOL) dá a receita para a Câmara Municipal arranjar dinheiro e pagar o reajuste dos servidores. “Basta cortar parte das mordomias dos vereadores que sobra dinheiro”, disse.

Ficou para segunda-feira, 10, a reunião marcada para a semana passada entre o prefeito Cícero Almeida (PP) e a Mesa Diretora da Câmara, a fim de definirem o valor do duodécimo do Legislativo Municipal.

TUDO OU NADA O presidente da Câmara, vereador Galba Novaes, se mantém firme no pedido. Ele quer 4,5% da receita municipal como duodécimo – o que é igual a R$ 46 milhões por ano.

APELO

PENSAR

Com a vacância no cargo de líder, o prefeito Cícero Almeida incumbiu o próprio presidente da Câmara, Galba Novaes, de barrar a proposta para criar a Comissão Especial de Investigação (CEI) destinada a investigar as denúncias de irregularidades no contrato da coleta de lixo.

A vereadora Tereza Nelma (PSB) informou que não assinou a lista para criação da Comissão Especial de Investigação (CEI), para investigar as denúncias de desvio de R$ 200 milhões no contrato de coleta do lixo em Maceió. Mas poderá assiná-la se for convencida da necessidade.

FALTANDO UM PEDAÇO Sendo assim, para a comissão ser instalada na Câmara fica faltando ainda uma assinatura. Ou seja: depende hoje da vereadora Tereza Nelma.

MÁGOA

REAÇÃO

Derrotado nas urnas na disputa por uma vaga na Assembleia Legislativa, o presidente estadual do PPS, Regis Cavalcante, esperava ser mantido como secretário do Trabalho. Ele anda tão chateado que admite não assumir a Secretaria de Pesca e Aquicultura, que foi criada para o PPS.

O presidente estadual Regis Cavalcante anunciou, com antecedência de dois anos, que o PPS terá candidatura própria à Prefeitura de Maceió na eleição de 2012. Será o advogado José Costa. Com o anúncio, Regis dá o recado de que o PPS não vai se coligar com o PSDB.

PREMEDITANDO O BREQUE O senador Benedito de Lira garante que o secretário de Educação, Rogério Teófilo, será eleito prefeito de Arapiraca em 2012 esteja ele filiado ao PPS ou ao PP.

EXPRESSAS O vereador Afrânio Omena, novo presidente da Câmara do Pilar, desistiu de questionar a Lei Orçamentária Anual (LOA) – que foi aprovada de forma ilegal. Quando ainda não era presidente, o vereador Afrânio Omena denunciou que a sessão que aprovou a LOA foi realizada sem o quórum regimental. Se o projeto dos royalties do petróleo não tivesse sido vetado pelo presidente Lula, o município de Paripueira iria receber este ano R$ 700 mil. Mas, como o projeto foi vetado, Paripueira receberá apenas R$ 180 mil de royalties. A partir desta segunda-feira, 10, até o dia 28 será realizado o recadastramento dos servidores do Tribunal de Justiça.

Ministérios de Dilma Rousseff deixam Senado com mudanças Bancada alagoana é uma das poucas que permanecem inalteradas A eleição de 2010 trouxe mudanças significativas para a composição de forças do Senado Federal na próxima legislatura. Além de eleger dois terços da chamada Câmara Alta, o último pleito trouxe para a Casa outras alterações nas bancadas dos partidos, provocadas pela eleição de senadores para o cargo de governador. As mudanças se completaram com a escolha, pela presidente Dilma Rousseff, de senadores para serem ministros de Estado; e com a morte do senador Eliseu Resende (DEM-MG) no segundo dia do ano. A mudança mais significativa veio par o DEM, que viu sua bancada despencar dos 13 representantes na atual legislatura para apenas cinco na próxima. O Democratas ficará em quarto lugar em número de representantes no Senado Federal (ao lado do PP e do PR), sendo suplantado pelo PTB. O partido logrou eleger apenas dois senadores, ambos reeleitos, o líder José Agripino (RN) e o presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), Demóstenes Torres (GO). Manteve da legislatura passada os senadores Maria do Carmo Alves (SE), Kátia Abreu (TO) e Jayme Campos (MT), mas perdeu as vagas dos já governadores Rosalba Ciarlini (RN) e Raimundo Colombo (SC) e do falecido Eliseu Resende, cujos suplentes não pertencem ao partido. Rosalba foi substituída por Garibaldi Alves (PMDB), pai do atual e reeleito senador Garibaldi Alves Filho, que será o ministro da Previdência. Colombo foi substituído pelo senador Casildo Maldaner (PMDB) e Eliseu terá em sua vaga Clésio Andrade (PR). Com a posse de Clésio Andrade, o PR também terá cinco senadores na próxima Legislatura, o mesmo que o DEM e o surpreendente PP. Até a legislatura passada, o PP tinha apenas um senador, Francisco Dornelles (PP-RJ). Outros quatro foram eleitos em outubro passado: Ana Amélia Lemos (RS), Benedito de Lira (AL), Ciro Nogueira (PI) e Ivo Cassol (RO). Um crescimento de 400%. A bancada do PR se completa com os senadores eleitos Blairo Maggi (MT) e Vicentinho Alves (TO) e os reeleitos João Ribeiro (TO) e Magno Malta (ES). O partido poderia ser a quarta maior bancada do Senado, ao lado do PTB, com seis senadores, não fosse o retorno ao Ministério dos Transportes do senador Alfredo Nascimento (AM), novamente substituído pelo primeiro suplente, João Pedro (PT). Embora o governador capixaba Renato Casagrande tenha sido substituído pela suplente Ana Rita Esgário (PT), o PSB ganhou um senador em relação à bancada de 2006. A partir de 1º de fevereiro, estará representado pelos recém-eleitos Lídice da Mata (BA), Rodrigo Rollemberg (DF) e Antônio Carlos Valadares (SE) - este reeleito para o terceiro mandato consecutivo. O PSB ainda está atrás do PDT, cuja participação caiu de seis para quatro representan-

Governista, Fernando Collor é um dos principais quadros do PTB, que é a quarta maior bancada da Casa

O PMDB é a maior bancada do Senado e tem em Renan Calheiros uma de suas principais lideranças Yvette Moura

PP passa a ter cinco senadores, sendo quatro eleitos na disputa de outubro, entre eles Benedito de Lira

tes: os remanescentes João Durval Carneiro (BA) e Acir Gurgacz (RO), o estreante Pedro Taques (MT) e o reeleito Cristovam Buarque (DF). O senador Inácio Arruda (CE) ganhou a companhia da senadora eleita Vanessa Grazziotin (AM), dobrando a bancada do PCdoB no Senado. O PSOL perdeu o senador José Nery (PA), mas viu eleitos em 2010 Randolfe Rodrigues (AP) e

Marinor Brito (PA), também duplicando o número de representantes. NANICOS - Ao assumir o ministério da Previdência, o reeleito senador Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN) cedeu o lugar ao suplente Paulo Roberto Davim, dando assim continuidade à representação do PV no Senado Federal, atualmente ocupada pela senadora Marina

Silva (PV-AC), cujo mandato se encerra em 31 de janeiro. O mesmo acontece com o PSC, que perde o senador Mão Santa (PI), mas ganha Eduardo Amorim (SE), eleito em 2010. As eleições de Itamar Franco (PPS) e Sérgio Petecão (PMN) também garantem a presença de seus partidos no Senado. O PRB continua representado pelo senador Marcelo Crivella (RJ).

PMDB e PT contam com as maiores bancadas Na situação inversa à do PP, em 2010 o PTB elegeu apenas o senador Armando Monteiro (PE), mas se mantém entre os mais representados, com a permanência, desde a legislatura anterior, de Fernando Collor (AL), Gim Argello (DF), Epitácio Cafeteira (MA), João Vicente Claudino (PI) e Mozarildo Cavalcanti (RR). Com isso, passará a ser a quarta maior força no Senado, superado apenas por PMDB, PT e PSDB.

Na oposição, como o DEM, o PSDB viu sua bancada murchar de 16 para dez senadores na próxima Legislatura, perdendo para o PT a condição de segunda maior bancada. Metade é remanescente da legislatura passada. O PT começará a próxima legislatura como segundo maior partido no Senado, com 11 dos seus 15 senadores eleitos no pleito de 2010, nove pela primeira vez: Jorge Viana (AC),

Walter Pinheiro (BA), José Pimentel (CE), Humberto Costa (PE), Wellington Dias (PI), Gleisi Hoffmann (SC), Lindberg Farias (RJ), Ângela Portela (RR) e Marta Suplicy (SP). Foram reeleitos os senadores Paulo Paim (RS) e Delcídio Amaral (MS). Da Legislatura passada ficaram os senadores Eduardo Suplicy (SP) e Aníbal Diniz (AC), que assumiu a vaga do governador Tião Viana. O partido, porém, foi beneficiado

com a posse de Ana Rita Esgário (ES), na vaga do governador Renato Casagrande (PSB); e do suplente João Pedro (AM), na vaga do ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento (PR). A supremacia partidária no Senado continua com o PMDB, único partido a conseguir eleger candidatos nas duas vagas de um mesmo estado. Ao todo a legenda soma 19 senadores.

CMYK


Política

O JORNAL JORNA L

A4

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: politica@ojornal-al.com.br

ENTREVISTA/IZAC JACSON

“Podemos ter o Abril Vermelho” Gilson Monteiro Repórter

A

s ameaças de greve dos funcionários do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e do Hospital Geral do Estado (HGE) fecharam a primeira semana do segundo mandato do governador Teotonio Vilela Filho (PSDB) acendendo o sinal de alerta do tucano, que há quatro anos era recepcionado em seu primeiro mandato com uma série de paralisações. Os prognósticos para 2011 foram revelados pelo presidente da Central Única dos Trabalhadores em Alagoas (CUT/AL), Izac Jacson, nesta entrevista exclusiva a O JORNAL. Ele diz que o governo precisa se apressar O primeiro mandato do governador Téo Vilela foi marcado por uma série de greves. Isso pode se repetir? No início do primeiro mandato, o pecado do governador Téo Vilela foi retirar direitos. Por isso tivemos aquele levante. Zerar a data base, retroagir a dois anos a folha de pagamento, anular tudo o que ocorreu no governo do [Luiz] Abílio. Mas agora, estamos num início de um novo mandato. A conjuntura econômica é outra. Temos no horizonte uma tentativa de reabrir o diálogo, de sentar à mesa de negociações. A conjuntura econômica e política é outra. Janeiro é o mês em que se iniciam as negociações das datas-base. É quando se começa a se reabrir o processo de diálogo. Essa inquietação das diversas categorias é esperada, considerando o tratamento que vem sendo dispensado ao servidor público, sobretudo do Estado, pelo poder público. Então temos menos chances de termos greves em massa? Não. Até fevereiro vamos tentar conscientizar os servidores, para até março fazermos essas mobilizações. E se o governo não caminhar conosco até o carnaval com propostas, com as coisas encaminhadas, se isso não avança, aí emenda com o “Abril vermelho”, 1º de maio, aí cria o clima e não tem jeito, aí é greve. Eu acho até que ela [a greve] sai antes disso, mas o momento ideal seria março, caso as coisas não avancem até fevereiro. Esta semana iremos reunir as entidades filiadas em um fórum, onde iremos fazer uma leitura muito correta dos últimos quatro anos, e ver como encontrar mecanismos de força de como trabalhar a partir de 2011. Esse fórum será uma reunião de avaliação. Para sabermos o tamanho de nossas pernas na co-relação de forças para abrir o processo de diálogo que vai dizer definir o que irá acontecer. Porque, primeiro vem o diálogo, depois a resistência. Nessa reunião tiraremos uma agenda positiva, já com um indicativo de grandes mobilizações. Então, o governo pode evitar uma onda de paralisações... Sim, claro. Como disse, estamos abertos ao diálogo. O governo tem como evitar esse desgaste, claro. O governo tem essa oportunidade de ter esse reencontro com o servidor. Um diálogo que ele disse que sempre esteve aberto. O governador, na verdade, é um cara que escuta muito, que conversa, mas que aplica muito pouco na prática. È uma pessoa do bem, aplicando uma política tucana do mal contra o funcionalismo. A política da retirada de direitos, de negação. Num Estado onde o pagamento do funcionalismo é manchete dos principais jornais, onde ainda há um peso ainda tão forte desse setor na economia do Estado, é preciso avançar na forma de tratar com essas classes. Em São Paulo e Minas Gerais, por exemplo, o impacto da folha de pagamento não é quase nada na economia. Mas em Alagoas a reali-

para dialogar com os servidores e vitar greves e outros protestos. A mesa de negociações desenhada pelo presidente da CUT na entrevista se divide em prováveis dores de cabeça para Vilela, como a cobrança de duas datas-base vencidas e a constante reclamação do secretariado tucano, que, para ele, não tem um programa de governo e que deveria insistir na cobrança de quem frauda imposto no Estado. Além disso, anuncia com exclusividade que deixa o comando da entidade em maio deste ano. Quanto ao futuro político, que pode vir a ser uma disputa para vereador em 2012, ele tenta fazer mistério e diz que está estudando o que vai fazer.

Presidente da CUT reclama do projeto que pretende criar organizações sociais da Saúde; para ele, um projeto privatista

dade é outra. O governo tem que reconhecer. Esse ano não será um ano fácil. O servidor nunca será uma prioridade para o governo. Esse fórum vai concentrar as pautas de todas as entidades, de forma a se criar uma pauta positiva para ser discutida com o governo do Estado. Mas para ser sincero não guardamos muitas expectativas, pois o modelo dos governadores tucanos é o de enxugar a máquina, e com isso acho difícil conseguir manter um bom relacionamento com o governo. O governador já acenou com alguma proposta? O governador, em entrevistas à imprensa, disse que iria reajustar os salários de setores que não tiveram aumento salarial nesses últimos anos. Algumas categorias superaram as dificuldades e conseguiram aumentos, categorias como educação, policiais civis, categorias que têm poder na co-relação de forças, mas as demais foram atropeladas. Temos em Alagoas servidores que recebem abaixo de um salário mínimo. O governo entra com gratificações para que esse valor chegue aos R$ 540 reais. Categorias que não tiveram reajuste nem em 2009 nem em 2010. Mesmo as categorias que tiveram reajuste salarial em 2007 e 2008, estão com suas datas-base vencidas dos últimos dois anos. Portanto, essas negociações, independente da data-base, começam agora em janeiro. Diante desse quadro deveremos esperar negociações desgastantes? Na verdade, tem sido mais fácil negociar com o setor privado, com usineiros, por exemplo, do que com os gestores públicos.

Em que ponto exatamente o gestor público dificulta mais as coisas? Porque muitos gestores públicos simplesmente ignoram os direitos trabalhistas. Nas prefeituras então, direitos adquiridos como adicional de insalubridade e de periculorisadade geralmente não são pagos. Não sem que o Ministério do Trabalho precise ser acionado. E isso demora, pois tem que ir perícia, etc. Tem prefeitura que não paga insalubridade nem a coveiro, nem a motorista de ambulância. E não são poucos municípios onde isso acontece. Olha. Não gosto de greve, muito menos de greve longa. Greves longas não fazem o perfil da atual gestão da CUT. A greve maltrata a sociedade, pois interfere em serviços essenciais, como saúde, segurança pública e educação, que já são debilitados. Vamos pras negociações, tentar abrir a cabeça do governo para o diálogo. Mas não avançando, o movimento de greve com certeza pode acontecer, para fazer o governo recuar. Os gestores só dão uma resposta quando são afetados, quando sofrem um desgaste. As mudanças no secretariado do Estado podem mudar o ritmo de futuras negociações? Bem, alguns secretários sempre foram uma espécie de núcleo duro do governo, e nunca deram um suporte ao governo para que o governador pudesse ousar, e atender nossas pautas. È preciso ter uma equipe que possa passar confiança ao governador, mas esse ‘núcleo duro’ sempre colocou dificuldades. Sempre operou na contramão. Já o Álvaro Machado, no Gabinete Civil; bem como o Guilherme Lima,

na Gestão Pública, sempre mantiveram um diálogo mais aberto, sempre tentaram viabilizar as coisas. O Álvaro inclusive permanece. Acredito que isso seja positivo para as futuras conversas. Os caras não têm uma política para cobrar quem sonega, não tem uma política que faça um ajuste fiscal sem penalizar o servidor. Que faça o alinha-

“Não gosto de greve, muito menos de greve longa” mento fiscal correndo atrás das sonegações, tentando taxar quem ganha mais, acompanhar mais de perto todo esse processo. Não dá para as empresas de pequeno e médio porte do Estado estarem na lista das maiores empresas que pagam impostos, dos maiores contribuintes. O seu mandato à frente da CUT/AL acaba em 2012. O senhor vai tentar um quarto mandato? Não. A eleição é no próximo ano, mas estou entregando o comando da CUT agora em maio, na plenária estadual que realizaremos. Vou antecipar

porque já dei minha parcela de contribuição. Continuarei contribuindo com a luta os trabalhadores, mas não como presidente. Na verdade esse meu terceiro mandato foi um apelo do grupo para que eu fechasse um ciclo de negociações e de lutas que eu já havia iniciado. Naquele momento era a melhor forma de fazer as coisas, pois eu já estava no comando. Sou mercadoria “vencida” no mercado sindical (risos). O futuro político seria tentar novamente uma vaga na Câmara Municipal? Sim. Pelo menos eu penso em tentar. Acho que posso contribuir muito atuando em outro centro de poder. Mas a sociedade é muito conservadora ainda, tem muita dificuldade de o trabalhador ocupar esses espaços. A própria base às vezes tem essa dificuldade. Então, o perfil de sindicalista ainda tem um peso pejorativo que prejudica ao invés de ajudar numa eleição? Ainda há aquela coisa de achar que sindicalista é o baderneiro, o encrenqueiro. O que temos é uma formação política boa, eu poderia nos ajudar em determinadas instâncias de poder. Nas últimas eleições houve intervenções da CUT que foram encaradas como “eleitoreiras”... Às vezes as pessoas confundem as coisas. Temos eleições a cada dois anos. E nos antes anteriores aos pleitos, temos as articulações. Então, se a cada ano eleitoral e de articulações de alianças a CUT parar, só vamos trabalhar um ano a cada período. No ano passado, fizemos uma denúncia sobre a previdência do Estado. E como os

balancetes onde conseguimos essas informações são trimestrais, obtivemos essas informações justamente no período de campanha do segundo turno para o governo. Não podemos parar por causa de processo eleitoral. A CUT permanece se opondo ao projeto de criação das Organizações Sociais (OS), que entrega a gestão de alguns setores do Estado a entidades privadas? Esse projeto está na Assembleia Legislativa, chegou a ser lido no ano passado, mas conseguimos segurá-lo, por enquanto e ele voltou às comissões. É uma proposta muito ruim, sobretudo para a Saúde. O maior foco é, aliás, é na Saúde. É ruim porque traz uma série de distorções. Por exemplo... Esse modelo possibilita que profissionais que executam a mesma função, com a mesma carga horária, tenham salários diferenciados. E o profissional que está desempregado, aceita. Temos exemplos de grandes hospitais em São Paulo que estão vivendo um caos. As “O.S.” são a precarização do sistema de saúde público. Na prática, o governo constrói as unidades, equipa, e entrega para a iniciativa privada gerenciar. Eles usam, ganham dinheiro, sucateiam e depois devolvem ao governo. Esse projeto é pior do que as P.P.As [Parcerias Público-Privadas], porque entrega o patrimônio à iniciativa privada. Esse modelo faz parte do modelo de gestão do PSDB. Modelo que entregou setores importantes e entregou ao setor privado. A Vale do Rio Doce foi vendida. Hoje era para estar maior que a Petrobrás.

CMYK


O JORNAL

Nacional

A5

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: nacional@ojornal-al.com.br

BANDA LARGA

Plano nacional pode incluir elétricas Governo estuda usar rede de fibras ópticas das concessionárias de energia para expandir a Internet pelo País O Plano Nacional de Banda Larga (PNBL) pode tornar-se mais ambicioso em 2011. Depois de um encontro com a presidenta Dilma Rousseff na última sexta-feira, o novo ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, contou que o governo pretende discutir também a participação das empresas estaduais de energia elétrica no plano de expansão da Internet no Brasil. Muitas da concessionárias de distribuição de energia elétrica possuem rede própria de fibras ópticas e poderiam colaborar com o projeto. Os casos mais célebres são os da Copel e da Cemig. “O que queremos garantir é o uso pleno de todas as redes disponíveis do governo nas elétricas federais e estaduais”, afirmou Paulo Bernardo. Obviamente, essa intenção depende de uma negociação com os governos estaduais e prefeituras, que em diversos casos são sócios das distribuidoras locais de energia elétrica. Essa negociação ainda não tem data para começar. Isso porque o governo está voltado no momento em arrematar um modelo de remuneração para as elétricas federais que entrarão no PNBL cedendo suas redes à Telebrás. “O ministro Lobão (Edson Lobão, de Minas e Energia), me visitou há dois dias para uma discussão sobre esse assunto. Tudo está bem avançado”, afirmou Bernardo. “Mas precisamos ver como vai remunerar (as elétricas), porque haverá contratos de cessão dessa rede à Telebrás e é evidente que nós achamos

que tem que remunerar”, complementou o ministro das Comunicações. A participação das grandes empresas de energia elétrica estatais no PNBL é um dos pontos-chave do projeto. A ideia é que a Telebrás gerencie, além da rede da Eletronet, as fibras ópticas da Petrobras, Furnas, Chesf, Eletronorte e Eletrobrás. Segundo Bernardo, os convênios para a cessão das redes à Telebrás devem ser firmados até abril deste ano, quando já deverá estar acertada a forma de remuneração das elétricas. Hoje, as empresas do setor elétrico já fornecem suas redes a empresas de telecomunicações por meio de subsidiárias, usando a tabela da Anatel de Exploração Industrial de Linha Dedicada (EILD) como parâmetro para cobrança dessa oferta. Mesmo grandes concessionárias de telecomunicações possuem contrato com elétricas, especialmente no Norte do país, onde a Eletronorte tem a maior rede de fibras disponível no momento. A estimativa é que, com a cessão de todas essas redes à Telebrás, a estatal conte com uma malha de aproximadamente 30 mil km em fibras ópticas para a execução do PNBL. O ministro Paulo Bernardo fez questão de destacar o empenho pessoal da presidenta Dilma Rousseff em acelerar o PNBL neste ano. “A presidenta quer uma gestão fortemente focada no plano de banda larga. Ela reafirmou a determinação que me fez em dezembro de que a gente deve dar prio-

Paulo Bernardo diz que as negociações para expansão da banda larga deverão estar concluídas em abril

ridade ao plano”, relatou o ministro. Para ilustrar a disposição da presidenta com o projeto, Bernardo contou que sequer precisou fazer a apresentação que havia preparado sobre o PNBL. “Desisti quando vi que ela entende mais do que eu desse assunto”. A meta do governo é aparar as arestas do projeto até abril deste ano. O ministro Paulo Bernardo iniciará nesta semana uma “bateria de conversas”, onde pretende ouvir o posicionamento de cada um dos setores envolvidos e cobrar ações. Novamente, Bernardo explicou que a base do plano será o uso

da Telebrás, mas que também haverá parcerias com “grandes e pequenas empresas”. O foco é dinamizar a oferta de banda larga no país, atendendo especialmente a chamada “nova classe média”. “Existe essa nova classe média que cada vez mais está sedenta, ávida por novas mídias”, afirmou o ministro. “Esse é um projeto que é fundamental para o crescimento sustentável do país.” PNBL X PGMU - Paulo Bernardo evitou misturar a aceleração do PNBL às negociações das novas obrigações das concessionárias de telefônica

fixa que compõem o Plano Geral de Metas de Universalização (PGMU). Apesar de ambas as negociações terem o mesmo prazo de resolução abril deste ano - e o mesmo objetivo - ampliar a rede de banda larga - Bernardo tratou das conversas de forma separada na entrevista concedida após o encontro com a presidenta Dilma Rousseff. “Nós também vamos discutir o PGMU. Em questão de banda larga, nós queremos, também em abril, ter uma discussão sobre isso”, afirmou o ministro. O PGMU precisa ser finalizado nos próximos três meses para que o governo

possa cumprir o prazo de edição dos novos contratos de concessão, reagendado para 2 de maio deste ano. Paulo Bernardo criticou o que chamou de “estratégia equivocada” das grandes prestadoras de serviços de banda larga no país. “Eu considero que há uma estratégia das empresas no Brasil, a meu ver equivocada, de oferecer o serviço a menos pessoas e cobrar mais caro delas”, analisou o ministro, que agora quer que as empresas foquem na massificação como meio de expandir suas receitas mesmo cobrando preços mais baixos. Até que essa negociação se conclua, o foco parece estar no fortalecimento da Telebras. Bernardo mostrou tranquilidade com relação às verbas para a estatal e chegou a brincar com seu passado recente de ministro do Planejamento, responsável pela liberação dos recursos à Administração Pública Federal. “A última pessoa que pode reclamar de orçamento agora seria eu.” O ministro explicou que desde de 2010 há um pedido de suplementação de R$ 600 milhões para reforçar o caixa da empresa neste ano, que não foi aprovado no Congresso. No entanto, a empresa já conquistou aproximadamente R$ 273 milhões adicionais para usar neste ano. Com esse acréscimo, o caixa da empresa estaria em 2011 em torno de R$ 800 milhões, somando as suplemetações realizadas no ano passado com a capitalização feita no início de 2010.

ENERGIA

País abolirá lâmpadas incandescentes até 2016 SÃO PAULO - As lâmpadas incandescentes comuns serão retiradas do mercado até 2016, conforme portaria interministerial de Minas e Energia, Ciência e Tecnologia e Indústria e Comércio, publicada no Diário Oficial da União. O objetivo é substitui-las por modelos mais econômicos. A medida, aliada ao Programa de Metas das Lâmpadas Fluorescentes Compactas, fará com que o País economize cerca de 10 terawattshora (TWh/ano), até 2030. De acordo com a Agência Brasil, essa economia equivale a mais que o dobro conseguido com o Selo Procel. Serão retiradas do mercado as lâmpadas incandescentes de uso geral, exceto as com potência igual ou inferior a 40 Watts, as específicas para estufas, as que são refletoras, defletoras ou espelhadas, entre outras. Segundo técnicos do Ministério de Minas e Energia, se entre 30 de junho de 2012 e 30 de junho de 2016 não apare-

cer uma nova tecnologia que torne as lâmpadas incandescentes mais eficientes, esse produto será banido do mercado. MODELOS - Existem 147 modelos de lâmpadas incandescentes, de quatro fabricantes diferentes, no mercado brasileiro. A estimativa é que essa lâmpada seja responsável por 80% da iluminação residencial no Brasil, sendo que são consumidas cerca de 300 milhões de lâmpadas incandescentes e 100 milhões de lâmpadas fluorescentes compactas. Junto com a evolução da tecnologia nos sistemas de iluminação, aumentou a preocupação com a falta de energia e a busca por soluções que abrangem a boa iluminação, equipamentos mais eficientes e formas inteligentes de utilização. As lâmpadas fluorescentes compactas podem fornecer quantidade maior de luz com um custo energético inferior à tecnologia incandescente.

JOBIM AVISA

Anac pode reduzir o número de voos da TAM por causa de atrasos Agência Brasil A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) poderá reduzir o número de voos da TAM devido aos problemas operacionais apresentados pela companhia durante os feriados de fim de ano. O aviso foi dado pelo ministro da Defesa, Nelson Jobim, que atribuiu parte dos atrasos e cancelamentos de voos dos últimos dias a uma operação padrão dos funcionários da empresa, fruto, segundo ele, da falta “de planejamento, de competência e de gestão”. “A greve (de aeronautas e aeroviários) está afastada. O que está havendo, ao que tudo indica, é uma operação padrão na TAM. Há uma diferença muito grande entre o planejamento de voos da empresa e o que vem sendo executado. A Anac já está estudando determinar, eventualmente, a manutenção (congelamento) da atual malha da empresa, mas eu disse à presidente da agência (Solange Vieira) que a possibilidade de a malha aérea da companhia ser reduzida, caso os atrasos continuem, também deve ser examinada”, disse Jobim. Sobre a já habitual ameaça de aeronautas e aeroviários de paralisar atividades nos feriados de fim de ano, Jobim disse que a manutenção da data-base das duas categorias próxima do período de maior movimento nos aeroportos é uma forma

Ministro Nelson Jobim garante não haver mais ameaça de greve por parte de aeronautas e aeroviários

de os sindicatos pressionarem as companhias a atender as reivindicações. “É lógico que, mantendo sua data-base no final do ano, os trabalhadores podem exercer mais pressão sobre as empresas e qualquer mudança significa diminuir a capacidade dos sindicatos de pressionar as empresas. Não vamos nos enganar, mas esta é uma questão de jogo político. Só que este é um problema que as empresas e os sindicatos têm que resolver entre si e no qual eu não me

meto”, comentou Jobim. Segundo o ministro, a Justiça do Trabalho pode, se julgar necessário, transferir o período das negociações para outra data, a fim de preservar o interesse da população. A TAM informou, por meio de nota, que registrou um número de faltas de tripulantes e funcionários de rampa (que fazem o carregamento das aeronaves) acima da média em algumas bases do país, na última semana. Segundo a empresa, isso contribuiu para os atra-

sos na volta do feriado de Ano Novo. “Além de trabalhar intensamente para reduzir os atrasos, a companhia preocupou-se em manter a regularidade, evitando ao máximo o cancelamento de voos. A TAM mantém contato e colaboração permanente com as autoridades aeronáuticas, em busca do objetivo comum de aprimorar seus serviços”, disse na nota. No entanto, a TAM não se pronunciou sobre a possível redução da malha aérea da companhia.

CMYK


O JORNAL

Opinião A6

Gestão dos entulhos “A responsabilidade pelos resíduos é do gerador” Alder Flores Alder Flores, advogado, químico, esp. em Direito, Engenharia e Gestão Ambiental, auditor Ambiental

Os impactos ambientais produzidos pela atividade da construção civil quer seja de pequeno, médio e grande porte, vem despertando a cada dia maior atenção em decorrência da grande quantidade de resíduos gerados pelo crescimento acelerado das cidades brasileiras, principalmente nas últimas décadas. É importante frisar que o resíduo da construção civil equivale a duas vezes, em massa, a quantidade dos resíduos domiciliares. Com a lei que instituiu o Estatuto das Cidades iniciou-se um processo de reversão desse quadro negativo, fixando-se um entendimento legal de que o desenvolvimento equilibrado das áreas urbanas tem como contrapartida a justa distribuição dos encargos dele existentes. Essa legislação possibilitou a implementação gradativa de novas posturas por parte dos órgãos responsáveis pela Política Ambiental, como, entre outras, resultou na edição da resolução 237 do Conama. A referida norma estabelece responsabilidades ao poder público e aos agentes privados quanto aos resíduos da construção civil. Por outro lado, cria no tocante aos resíduos da construção civil, condições legais para a aplicação da lei de crimes ambientais. É pressuposto desta resolução que a responsabilidade pelos resíduos é do gerador, cabendo aos demais participantes da cadeia de atividades responsabilidade solidária no âmbito de sua participação, e, ao poder público, o papel de fiscalizar e disciplinar as atividades privadas. A resolução citada considera que é dos geradores a responsabilidade sobre os resíduos produzidos pelas atividades de construção, de reforma, reparos e demolições, além daqueles oriundos de remoção de vegetação e escavação dos solos. Essa responsabilidade pode ser solidariamente compartilhada com as empresas terceirizadas, contratadas para exercer atividades direcionadas ao transporte e a destinação final correta desses resíduos. Ao poder público cabe disciplinar, regulamentar e fiscalizar a atividade dos diversos agentes privados, além da implantação de serviços destinados à manutenção da limpeza pública, criando condições para que os pequenos geradores, geralmente pertencentes aos seguimentos populacionais de menor renda, possam exercer essa responsabilidade em condições compatíveis com a sua condição econômica. Neste sentido, a solução para os pequenos volumes (entulhos) definidos na maioria dos casos, como aquele de até 1m³ e que são considerados como pequenos transportadores que atuam na sua quase totalidade nas cidades brasileiras, e que tem se transformado em um dos graves problemas a ser enfrentado pelo poder público, em função da disposição destes entulhos em terrenos baldios, praças ou áreas públicas, é a criação de ecopontos em locais estrategicamente definidos, conferindo a estes pequenos geradores e transportadores um papel positivo na qualidade de partícipes do sistema de limpeza urbana e, sempre que possível, sendo alvo de ações de apoio como, por exemplo, programas de vacinação e de saúde pública, inclusive para os animais de tração utilizados. Estabelecidas essas condições, será possível impedir a continuidade de procedimentos prejudiciais ao meio ambiente, como a operação de bota-foras, que muitas vezes servem de apoio para uma concorrência predatória entre esses agentes. O poder público municipal, através de seu órgão competente (SLUM) iniciou um planejamento visando à implantação destes ecopontos para recebimento de entulhos dos pequenos geradores, visto que os grandes geradores devem direcionar seus entulhos para o aterro sanitário de Maceió por empresas devidamente licenciadas, inclusive com o manifesto de transporte de resíduos.

Modelo de segurança pede socorro “São nada menos do que 77 milhões de pessoas com medo de andar pelas ruas por causa da violência” Renan Calheiros Senador e líder da bancada do PMDB

A tarefa mais premente do novo Congresso Nacional e da presidente Dilma Rousseff é, inquestionavelmente, a rediscussão do modelo de segurança pública hoje em vigor. Sabidamente ineficaz, dispendioso e confuso, o atual sistema precisa ser reformulado com a rapidez que a tragédia urbana está reclamando. A cada nova rodada de pesquisas e divulgação de dados sobre criminalidade a urgência fica mais evidente. Segundo o IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística –, apenas 52,8% dos brasileiros – pouco mais da metade da população – se sentem seguros nas cidades onde vivem. São nada menos do que 77 milhões de pessoas com medo de andar pelas ruas por causa da violência. Os menores porcentuais de sensação de segurança foram registrados na Região Norte com 71,6%. Este temor é plenamente justificável já que a média nacional de 25 homicídios para cada grupo de 100 mil habitantes permanece alarmante. O Estado de Minas Gerais teve a menor taxa de homicídios por 100 mil habitantes do Brasil em 2009, segundo o Anuário do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Foram 7,1 mortes, um recuo de 33,2% em comparação com 2008, quando houve 10,7 assassinatos a cada 100 mil pessoas. O Estado de Pernambuco também registrou queda significativa no índice de homicídios. Segundo o mesmo documento, o recuo foi de 12,3% em 2009 ante 2008. Mas o Estado continua sendo um dos três mais violentos do Brasil. Com 42,6 mortes para cada 100 mil habitantes. Ele só perde para o Espírito Santo (57,9/100 mil) e Alagoas (63,3/100 mil) no índice de mortes. Nossa querida Alagoas, infelizmente, figura mais uma vez no topo deste ranking tão desconfortável. O mesmo relatório aponta, mais uma vez, outra característica da violência brasileira: as mortes causadas por armas de fogo vitimam, principalmente, jovens de 15 a 29 anos e o número de homicídios é maior nessa faixa etária do que no restante da população. Já os homens morreram cinco vezes mais por causa de acidentes ou de violência do que as mulheres, em 2008. Dados como estes reforçam a necessidade de mudarmos o sistema de segurança pública. Inicialmente é urgente e preciso definir uma fonte fixa de financiamento para comprar armamentos, viaturas, construir cadeias e aumentar o efetivo para o policiamento preventivo. Eu mesmo apresentei uma proposta obrigando que a União, Estados e municípios invistam um percentual mínimo de seus orçamentos para equipar as polícias. O ponto de partida da reformulação é, sem dúvida, novos caminhos de financiamento do setor.

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: opiniao@ojornal-al.com.br

Sobre o falso Na semana que passou, um caso que chamou muito a atenção na imprensa alagoana foi o que envolveu a descoberta de uma falsa médica. De jaleco e estetoscópio nos corredores de uma unidade de saúde do interior, ela trabalhou durante três meses no atendimento a crianças, uma vez que sua “especialidade” era pediatria. Não há notícia se alguma criança medicada por ela teve seu quadro de saúde agravado depois da prescrição da medicação. Muito menos se houve o registro de óbitos. Certamente, nada disso ocorreu porque notícias assim correm como rastilho de pólvora. Ocorre que, no caso da falsa médica do interior de Alagoas, ela realmente não tinha o certificado de conclusão de curso superior em Medicina, nem registro na entidade específica. Ela usava documentação de uma médica que havia deixado Alagoas para trabalhar em outro Estado. Esse caso remete a uma série de interpretações e de questionamentos. Um deles é saber como a falsa médica conseguiu o emprego. O outro é o que aconteceu com seus pequenos pacientes. Para as duas perguntas já

existem meias respostas. No entanto, no caso da falsa médica do interior de Alagoas, ela realmente não era uma pessoa habilitada para clinicar. Mas, Brasil afora, existem profissionais, em qualquer ramo, que têm formação, certificado, são registrados nas suas entidades de classe, mas não sabem trabalhar. Quantos prédios não já caíram por falhas do engenheiro? Quantas pessoas já ficaram deformadas ou morreram por causa de cirurgias feitas por açougueiros travestidos de médicos, com diploma e tudo? Quantas vidas jornalistas mal-intencionados ou desinformados mesmo não já destruíram? Só para ilustrar, quem não se lembra do caso da Escola Base, um dos maiores crimes de imprensa no Brasil, ocorrido em 1994? O rigor da entidade de classe, seja conselho, federação ou sindicato, deve ser o mesmo tanto para quem não tem quanto para quem tem diploma. O questionamento que deve ser feito é este: trata-se de um falso profissional ou de um profissional falso?

Ponto de vista

San

Caminhos da Hermenêutica “O primado do trabalho é a base da ordem social” João Baptista Herkenhoff Livre-Docente da Universidade Federal do Espírito Santo, professor pesquisador da Faculdade Estácio de Sá de Vila Velha e escritor / jbherkenhoff@uol.com.br / www.jbherkenhoff.com.br Sem sombra de dúvida, escolhi um título solene para este artigo. Mas como não estou escrevendo apenas para juristas, devo começar dizendo o que é hermenêutica. Esta indagação inaugural remete-me ao passado, justamente quando dei em Vitória um curso de Hermenêutica Jurídica. Um vizinho inteligente e curioso, no edifício onde morávamos, ao lado da Catedral, na Cidade Alta, em Vitória, toca bem cedo a campainha do nosso apartamento e me pergunta sem qualquer preâmbulo: o que é hermenêutica? A pergunta assim direta, sem rodeios, me assusta, porém me provoca. Expliquei: Hermenêutica é a ciência e a arte da interpretação em geral. Hermenêutica Jurídica é a ciência e a arte da interpretação das leis. Ser questionado é muito interessante. As perguntas são a chave do saber. Um homem inteligente, que aprendeu a pensar na luta da vida e não na universidade, colocou-me uma questão muito séria dias atrás. Com a lógica dos indivíduos objetivos, diretos no raciocínio, ele me interpelou: “Por que juízes e advogados não fazem valer as leis existentes no país?” E completou: “Parece-me que temos uma Constituição muito bonita, cheia de artigos importantes, mas nada é cumprido”. Acho que tem razão este amigo no seu “discurso de senso comum”. Os preceitos constitucionais, por exemplo, devem impregnar todo o ordenamento jurídico. Devem dar o “norte” na interpretação dos diversos ramos do Direito. Têm valor por si só, independentemente de regulamentação, sempre que for possível extrair deles um comando racional. Isto acontece não apenas pela precedência, isto é, pela supremacia da Constituição. Também por força de um princípio de interpretação sociológica. Constituição votada, com forte participação popular, sensível a algumas aspirações contemporâneas da sociedade brasileira, seu espírito deve “encarnar” no conjunto da interpretação e aplicação do Direito que se produza no país, neste momento. Nesta linha de reflexão, não me parecem vazios ou retóricos certos preceitos constitucionais, como se diz às vezes que são, à falta de determinações concretas, objetivas, palpáveis. Neste caso está o art. 193, que abre o título “Da ordem social”, na Constituição brasileira. Diz o artigo: “A ordem social tem como base o primado do trabalho, e como objetivos o bem-estar e a justiça sociais.”

Este não é um preceito nulo, é um preceito afirmativo: o primado do trabalho é a base da ordem social; o bem-estar e a justiça social são o fim dessa mesma ordem. Quem edifica essa ordem são todas as forças integrantes da sociedade, inclusive os juristas - advogados, procuradores, juízes. Cumpre construir o edifício jurídico à luz de princípios como esse que está expresso no artigo 193. Para as forças interessadas na manutenção de seus privilégios, é bem cômodo dizer que princípios como o do art. 193 são princípios programáticos. Em outras palavras: não teriam efeito real. Ora, nem mesmo à luz de uma simples interpretação baseada na letra da lei poderíamos chegar a uma tal conclusão. Como pode ser princípio programático um artigo constitucional que coloca o verbo no presente do indicativo e diz que “a ordem social tem como base o primado do trabalho”? O que cabe é interpretar e aplicar as leis com a iluminação de princípios como o que estamos examinando. Se a ordem social tem como base o primado do trabalho, e como objetivo o bem-estar e a justiça sociais, todas as leis devem ser interpretadas e aplicadas sob essa diretriz. As leis constituem instrumento da ordem social. O instrumento não pode trair o projeto global. Se o projeto é a ordem social fundada no primado do trabalho e orientada para o bem-estar e a justiça social, qualquer lei que traia esse objetivo, que fraude esse projeto é inconstitucional. A meu ver, servirão à causa do Direito advogados combativos e juízes corajosos que lutem pela hegemonia de princípios constitucionais arrancados, a duras penas, nas refregas da Constituinte. A prevalência desses princípios encontra obstáculo nos espíritos conservadores que teimam em acolher uma linha de interpretação jurídica estreita, excludente, secularmente legitimadora de privilégios. Poderão redarguir: esta proposta significa uma hermenêutica de combate, uma postura política incompatível com a serenidade própria ao cientista do Direito. A meu ver essa objeção esconde ou um grave equívoco, ou uma deslavada hipocrisia. Que exegese, isto é, que interpretação não é política? Que ato humano não é político? Que serenidade é essa do cientista do Direito? A serenidade dos gabinetes executivos, do chá das cinco com torradas, em ambiente de ar refrigerado? Ou a serenidade histórica do cientista do Direito capaz de ouvir o grito de Justiça do povo, conduzido para o trabalho em caminhões apinhados, nas primeiras horas da manhã? Creio que a serenidade histórica, construtiva, progressista é a que esperam dos juristas os homens de bom senso.

O JORNAL Diretor-Executivo Sálvio de Taine Maciel salviomaciel@ojornal-al.com.br

Marcial Lima Professor Escrevo em seis de janeiro; data em que, simbolicamente, encerra o Ciclo Natalino. A exemplo de 2010, vejo, lá em baixo, nível da rua, uma Banda de Pífano, tutelada por Padre Cícero e Santo Antonio, que, nesta época de empoleiramento só tem como interlocutores os porteiros de prédios estrangeirados: Piazza San Marco, Fontana di Trevi e outros que tais. Logo, logo, surgirão improvisados Bois de Carnaval (às vezes, só a cabeça, os chifres e um lençol) seguidos por crianças tocando em latas, lembrando-nos os Blocos de Sujo. Essa bandinha, esses bois, como surgindo do nada, nos dão conta que aqui, nesta linha fronteiriça, nesta Ponte Verde “aburguesada”, Ponta da Terra persiste. E logo, logo, como essas manifestações vivas da nossa Cultura Popular Tradicional, surgirão os manifestos, as lamentações, as críticas aos gestores públicos, cobrando nosso carnaval. Logo, logo a imprensa abrirá espaço para pautas requentadas: fotos dos carnavais de outrora, um depoimento aqui, outro acolá; opinião de especialistas. Queixas da Liga das Escolas, lamentos da União dos Blocos. Virão o Pinto, os Filhinhos da Mamãe, o Jaraguá Folia, os desfiles das agremiações, o Banho-de-Mar de um bloco só, dois ou três bailes. E não faltará quem volte a defender, em petit comite, que “o baile é para a sociedade, o carnaval de rua é para a comunidade”. Suprassumo da estratificação! Quinta essência do desconhecimento do sentido de cidadania. A Liga dos Bumbas-meu-Boi, a despeito dos questionamentos acadêmicos quanto à sua denominação, das ameaças de descaracterização, por colocar a ação na dianteira das lamentações, mais uma vez vai se impor. E não faltará quem clame: vamos resgatar o carnaval do passado! Frase nostálgica, presa a reminiscências, decretando que na Capital das Alagoas o carnaval é uma prática cultural desaparecida, de que restam resíduos, fragmentos a serem salvos por alguns abnegados. Quem a proclama, malgrado as boas intenções, deixa de observar que tal posicionamento tem efeito paradoxal, colocando sobre os ombros de poucos o peso do saudosismo. Quem exalta tal “heroísmo” deixa de observar que as manifestações da cultura popular não se constituem mera sobrevivência do passado, fatos isolados, e sim expressões dinâmicas incorporadas à vida da comunidade. Vá ao Vergel, à Ponta Grossa, ao Jacintinho, à Ponta da Terra, ao Poço... elas estão lá, vivas, bulindo. Um convite, amigos! Consultemos à web e observemos: coisas que nós, por estas bandas de cá, ainda pensamos o que vamos fazer, em outras plagas já começaram a ser planejadas na “quinta-feira de cinzas” do ano que se foi. Avoé! Que Dionísio esteja conosco. Cartas à Redação: opiniao@ojornal-al.com.br

EDITORA DE JORNAIS DE ALAGOAS LTDA e-mail: ojornal@ojornal-al.com.br site: www.ojornalweb.com Rodovia AL 101 Norte, Km 06, 3600 - Jacarecica - Maceió/AL - CEP: 57038-800

REPRESENTANTE NACIONAL

PABX (082) 4009-1900

Chefe de Reportagem - Vera Valério redacao@ojornal-al.com.br

FAX/REDAÇÃO (082) 4009-1950

SÃO PAULO: (11) 2178-8700

FAX/COMERCIAL (082) 4009-1960

BRASÍLIA: (61) 3326-3650

Editor de Política - José Árabes politica@ojornal-al.com.br Editora Nacional/Internacional - Vera Alves nacional@ojornal-al.com.br Editor de Economia - Marco Aurélio economia@ojornal-al.com.br Editor de Esportes - Victor Melo esportes@ojornal-al.com.br Editora de Cultura - Alessandra Vieira cultura@ojornal-al.com.br Editor de Veículos - Gabriel Mousinho veiculos@ojornal-al.com.br Editora de Turismo - Nide Lins turismo@ojornal-al.com.br

Diretora Comercial Eliane Pereira comercial@ojornal-al.com.br

“O baile é para sociedade, o carnaval e da comunidade”

Coordenador Editorial - Voney Malta vfamalta@ojornal-al.com.br

Editora de Cidades - Flávia Batista cidade@ojornal-al.com.br

Editor-Geral Deraldo Francisco deraldo@ojornal-al.com.br

Moto perpétuo

Editor Gráfico - Alberto Lima albertolima@ojornal-al.com.br Editor de Fotografias - Marco Antônio marcoantonio@ojornal-al.com.br

FTPI

CLASSIFICADOS (082) 4009-1961 ATENDIMENTO AO ASSINANTE (082) 4009-1919 Vendas avulsas Alagoas: Dias úteis - R$ 1,00 Domingos - R$ 2,00 Nºs atrasados - R$ 4,00 Outros estados: Dias úteis - R$ 3,00 Domingos - R$ 5,00 Assinaturas em Alagoas: Semestral - R$ 185,00 Anual - R$ 370,00

RIO DE JANEIRO: (21) 3852-1588

RECIFE: (81) 3446-5832 www.ftpi.com.br Sucursais MARAGOGI – SUCURSAL COSTA DOS CORAIS PRAÇA BATISTA ACIOLY, Nº 17 CENTRO – FONE – 3296-2221 E-MAIL: maragogi@ojornal-al.com.br ARAPIRACA – SUCURSAL AGRESTE AVENIDA RIO BRANCO, 157, SALA 10 CENTRO - FONE - 9933-4999 - Comercial E-MAIL: arapiraca@ojornal-al.com.br

Assinaturas em outros estados: Anual - R$ 560,00 / Semestral - R$ 280,00

OS ARTIGOS ASSINADOS SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES E NÂO REFLETEM A OPINIÃO DE O JORNAL


O JORNAL

Internacional A8

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: internacional@ojornal-al.com.br

Referendo pode dividir Sudão em dois Votação que acontece hoje foi definida em acordo de 2005 que colocou fim a mais de 40 anos de guerra Centenas de sulistas entusiasmados se reuniram nas ruas do Sudão na sexta-feira, dois dias antes do início da votação do referendo que irá decidir se o maior país da África será dividido em dois. Há intenso otimismo entre as pessoas do sul do Sudão, que enfrentaram mais de quatro décadas de guerra, luta que terminou com um acordo de paz em 2005 que garantia direito ao referendo deste domingo. Se o referendo decidir pela separação, a região sul do país, rica em petróleo, mas ainda subdesenvolvida, vai romper com o norte. O norte do país é governado pelo Partido do Congresso Nacional, um partido islâmico liderado pelo presidente Omar al-Bashir, procurado pelo Tribunal Penal Internacional por crimes de guerra em Darfur — oeste do Sudão. De uma população de cerca de 8,7 milhões, cerca de 3,9 milhões de sulistas se inscreveram para votar.

No sul do país, o ex-presidente sul-africano, Thabo Mbeki, disse a uma multidão de 2.000 pessoas em Juba na sexta-feira que o referendo “marca a verdadeira emancipação do povo do sul do Sudão”. Mbeki dirige um painel da União Africana, liderando conversações entre o norte e o sul. Para ele, o painel é encorajado por líderes, no norte e no sul, que estão determinados a manter uma relação especial entre as duas partes do país, vendo a secessão como uma oportunidade para redefinir essa relação com base na igualdade. Diplomatas, observadores do referendo e jornalistas estão em Juba para acompanhar a votação. Entre os visitantes estão o ator George Clooney, o ex-presidente dos EUA Jimmy Carter, e o ex-chefe o da ONU Kofi Annan. O resultado prévio do referendo é esperado logo após o fechamento das urnas, em 15 de janeiro, mas os resultados finais

não sairão antes de fevereiro. PENDÊNCIAS - O sul e o norte ainda precisam concordar

HAITI

Um ano após tremor, país ainda chora mortos Terra Devia ser a ocasião para começar do zero, uma oportunidade para ‘’conjurar a maldição haitiana’’, como dizem seus habitantes, mas passado um ano do terrível terremoto de 12 de janeiro, o país continua mergulhado no caos e agora também pela cólera. Eram 16h53. Os estudantes saíam dos colégios, os vendedores fechavam suas lojas, os haitianos regressavam paulatinamente para suas casas quando o movimento brusco interrompeu sua rotina. Um longo e terrível terremoto de magnitude 7, o pior desastre natural nos últimos 30 anos no mundo, atingiu o país mais pobre da América. Mais de 220.000 mortos e 300.000 feridos, incluindo milhares de pessoas que tiveram membros amputados. Um milhão e meio de pessoas sem teto. Um Estado aniquilado. O PIB inexistente. A sede da presidência e a sede da missão da ONU desabadas.

“Goudou Goudou”, o monstro divino, como os haitianos chamaram o terremoto, colocou o país de joelhos. Em poucos dias, centenas de socorristas, seguidos por um exército de jornalistas, chegaram ao Haiti. Os EUA enviam 20.000 soldados para organizar a ajuda e evitar que o país de idioma francês mergulhasse na anarquia. Somas de dinheiro sem precedentes foram prometidas. Em março, em Nova York, uma conferência internacional fez subir para US$ 10 bilhões a promessa de ajuda para reconstruir um país modelo. A Comissão interina para a Reconstrução do Haiti, que administra os fundos, não consegue atuar e os campos de refugiados improvisados se perpetuam. Porto Príncipe ainda dá a impressão de ser um grande acampamento de refugiados, segundo a Anistia Internacional. CÓLERA - Passado o terremoto e quando se sentia relati-

vamente a salvo da temporada de furacões, o Haiti pensou que podia se dedicar à campanha de sucessão do presidente René Preval, mas surgiu um novo desastre: a cólera. Erradicada há mais de um século na ilha, a doença que ataca os pobres reapareceu em outubro no centro do país e rapidamente se propagou para a capital. Até o momento, mais de 3.400 pessoas morreram. Apesar da violência contra os capacetes azuis - acusados de importar a doença do Nepal, segundo uma investigação internacional - as eleições foram realizadas em 28 de novembro. Apesar da vigilância internacional, houve denuncias de fraude no dia da votação. A notícia da exclusão do pleito do popular cantor Michel Martelly enfureceu seus seguidores e os protestos se tornaram violentos. A divulgação dos resultados finais foi adiada de forma indefinida, e ninguém sabe se o segundo turno - previsto para 16 de janeiro - será realizado.

em questões como a partilha da riqueza do petróleo, os direitos de água e os direitos de cidadania.

A organização humanitária britânica Oxfam alertou que, independente do resultado, o sul do Sudão ainda precisa de apoio a longo prazo. Apenas 15% da população sulista sabe ler e cerca de metade dependem de ajuda alimentar. Um relatório da organização Global Witness afirma que o Sudão também precisa de mais transparência na divisão dos lucros da produção de petróleo para manter a paz na região. O documento diz que as suspeitas sobre como esses lucros são divididos aumentaram muito a desconfiança entre as regiões norte e sul do país. A maioria do petróleo vem de poços no sul do Sudão, mas a infraestrutura está no norte. Atualmente, o acordo para a divisão do dinheiro arrecadado com o petróleo determina que cada região fica com cerca da metade dos lucros. Mas, o relatório da Global Witness opina que o norte e sul

precisam de um novo acordo, mais transparente, para substituir o existente, que deve expirar no final de janeiro. “A desconfiança sobre a divisão do dinheiro foi uma das razões primárias para a retirada temporária da região sul do acordo de divisão de poder. As provas sugerem que essa preocupação não é infundada”, acrescenta o documento. O relatório da Global Witness afirma ainda que o governo sudanês e a China National Petroleum Corporation, a maior companhia que opera na região, não justificaram as discrepâncias nos índices de produção apresentados. “Nas atuais circunstâncias, os cidadãos sudaneses não podem ter certeza da quantidade de petróleo que seu país produz e, portanto, não podem saber se o acordo para a divisão das riquezas geradas pelo petróleo está sendo implementado de uma forma justa”, diz o relatório.

Comissão de recuperação é criticada As obras de reconstrução mal começaram no Haiti um ano depois do catastrófico terremoto, conmfirmou na quarta-feira uma destacada entidade assistencialista, em um relatório com críticas duras à comissão de recuperação liderada pelo ex-presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton. Houve uma grande disposição de ajuda no mundo todo depois do terremoto de 12 de janeiro de 2010, que devastou boa parte da capital do país, Porto Príncipe, matando quase 250 mil pessoas e deixando mais de 1 milhão de desabrigados. Mas o relatório da Oxfam, entidade com sede na GrãBretanha, embora reconheça que a recuperação de desastres é lenta mesmo em países desenvolvidos, afirma que os esforços no Haiti ficaram paralisados por falta de liderança do governo e da comunidade internacional. “Enquanto os haitianos se preparam para o primeiro aniversário do terremoto, perto de 1 milhão de pessoas ainda estão desalojadas. Menos de 5% do entulho foi removido, se construiu apenas 15% das habitações temporárias necessárias e relativamente poucas

Terremoto de janeiro de 2010 deixou milhares de haitianos nas ruas

instalações de água e saneamento básico”, diz o relatório. O dinheiro é parte do problema, diz a Oxfam. O relatório cita dados da ONU mostrando que menos de 45% dos US$ 2,1 bilhões prometidos para a reconstrução do Haiti durante uma conferência internacional de doadores, em março, em Nova York, foram de fato desembolsados. Mais importante, contudo, no relatório, é a afirmação de que a comissão presidida por Clinton e pelo primeiro-ministro haitiano, Jean-Max Bellerive, ficou aquém do esperado em muitas áreas cruciais.

“Até agora, a comissão fracassou em cumprir o que prevê o seu mandato”, diz o documento. “A comissão é um elemento-chave na reconstrução e tem de superar a situação de indecisão e adiamentos.” Estabelecida em abril como principal órgão de coordenação dos esforços, a Comissão Interina de Recuperação do Haiti teria de melhorar a coordenação dos projetos internacionais de ajuda, fomentar a capacidade estatal para sua implementação e unir doadores e agentes governamentais na condução dos esforços de reconstrução.

CMYK


O JORNAL

Cidades

A9

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: cidade@ojornal-al.com.br

Marco Antônio

Famílias vivem à espera de doações e da melhora de vida

Esperanças transformadas em cinzas Famílias contam suas histórias sofridas depois de perderem tudo na enchente e verem doações serem destruídas pelo fogo Valdete Calheiros

O endereço da família de Maria Nerci da Silva está agora resumido ao número O fogo que destruiu o gal- 107. A numeração foi dada à pão onde estavam deposita- barraca montada em Brandas toneladas de donativos quinha e onde ela mora com que deveriam ter sido entre- dois filhos e três netos. Todos gues aos desabrigados da en- são menores de idade. A chente que atingiu 19 muni- criança mais velha tem 12 e a cípios alagoanos transformou mais nova tem seis. Os netos são frutos de um em cinzas as esperanças da dona de casa Maria Nerci da relacionamento do único Silva, de 45 anos. Nascida e filho, já falecido, com uma criada em Branquinha, mu- mulher que abandonou as nicípio distante 64,1 Km de crianças. “Ele era meu único Maceió, ela diz que agora só filho homem. Se entregou a espera duas coisas: ou ganhar amizades perdidas, criou cona casa que o governo prome- fusão, foi preso. Quando foi teu ou morrer “porque do solto e estava voltando para jeito que tá, tá difícil de viver”, casa, foi derrubado. Não sei reclamou a mulher, ainda quem tirou ele de mim. Se ponova, mas com um rosto mar- lícia ou bandido. Sei que a primeira parte da minha cado por sinais de sucessivos vida acabou naquele sofrimentos ao longo dia e a outra metade na da vida. cheia. Vivo agora só Bastaram poucos minutos de entrevis- “O que não por causa dos meus fita para Maria Nerci engulo é o lhos e netos”, contou mergulhar em lágripovo ter sem esconder o sofrimento. mas. Em um choro deixado Maria Nerci da Silque a remeteu a sua queimar va voltou às lágrimas mais recente tragédia de vida. Dia 19 de tudo que quando o neto caçula o porquê de junho de 2010, dia em era nosso” perguntou a família ter se mudaque viu a pequena do. “Voinha, a gente casa própria desmanmorava num apertadinho e char-se diante da agora está ainda mais aperforça da água. “Tem nada não. Deus dá tadinho. Por que a gente não um jeito. Ele dá jeito em tudo. volta para casa de antes?”, inConsegui sair de casa com dagou o garotinho. Os dois meus filhos e netos. Tudo passam a tarde juntos na barvivo. Todo mundo tava (sic) raca. As outras crianças estumuito assustado. Na cara nin- dam. Elas frequentam a escoguém sabia se ria pela vida la sob o rígido controle da que ficou ou se chorava pelas chefe de família. Nessa hora, ela lembra coisinhas que a gente tinha e perdeu. Agora, o que não dá que não tomou ainda o remépara engolir, mesmo para eu dio Cloxazolam, um ansiolí(sic) que não tenho estudo de tico indicado para casos de vida nenhum, é o povo de distúrbios emocionais, espePoder ter deixado tudo o que cialmente ansiedade, medo, era nosso se queimar. O fogo fobias, inquietude, astenia e veio do nada. O que a água de sintomas depressivos. “Comecei a tomar esse neDeus tirou de nós, o fogo dos homens achou pouco e tirou gócio [remédio] quando meu da gente de novo”, tentou ex- filho morreu. Minha tristeza plicar o incêndio com a mais tem seis anos. Depois que pura humildade e inocência perdi tudo, aí é que tomo de quem não sabe, ao menos, mesmo. Sei não. Acho que é ditar as letras do próprio sina de pobre. Não nasci para ser feliz”, desabafou. nome.

Repórter

CMYK


Cidades

O JORNAL JORNA L

A10

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: cidade@ojornal-al.com.br Fotos: Marco Antônio

Conjunto de barracas: desabrigados não têm perspectivas de voltar a morar numa casa de verdade

Famílias ainda lamentam pelo fogo e calor Um pouco mais a frente da barraca 107 está a moradia da dona de casa Cleide Terto. Ela não soube dizer a idade. Mas soube dizer, em poucos segundos, quantos filhos tem. “Tenho sete. Sei porque o médico disse que estava bom de parar”. Com um largo sorriso no rosto, ela contou que o marido está trabalhando. O sorriso de Cleide revela que ela faz parte de um seleto grupo entre as mulheres desabrigadas: ela tem marido e o marido tem emprego, o que garante uma pequena renda extra à família, além dos benefícios dos programas sociais federais. “Até hoje não acredito que escapamos. Também não acredito que poderíamos ter passado o Natal e a entrada de Ano Novo com coisas novas e perdemos tudo no fogo que corroeu o que era nosso. Se os culpados pelo fogo fossem os pobres, tava tudo perdido. Como foram os ricos, não vai dar em nada”, reclamou. Cleide Terto afirmou que, no momento, apenas um problema sério a preocupa. O calor. Segundo a moradora, a temperatura é insuportável. “Ninguém aguenta ficar torrando dentro da barraca. A gente passa mais tempo na rua do que na barraca. Não que a gente seja desocupado. É que a gente procura um pouco de vento”. Ao ouvir os relatos da vizinha sobre o calor, a também dona de casa Rosineide Celina da Silva, de 35 anos, desligou um ventilador e saiu de dentro da barraca, onde mora com seis filhos. “Eu estou sofrendo com

Cleide não lembra da idade, mas sabe que são sete os filhos sob seus cuidados: a médica mandou parar

fortes dores de cabeça, tonturas e sensação de desmaios. Estou assim desde que mudei para essa barraca. Aqui a gente tem água, tem comida e ganha roupa. Mas o que mata mesmo é o calor. Dá para assar comida sem fogo. O fogo está dentro da barraca. Acho que aqui é mais quente do que o chão do asfalto”, comparou. O calor é a reclamação mais comum: bastou Rosineide Celina lamentar mais fortemente da alta temperatura que a equipe de reporta-

gem de O JORNAL foi cercada por dezenas de outros moradores para relatarem a mesma queixa. O professor do Instituto de Meteorologia da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Manoel Toledo, parece ter encontrado a explicação para as queixas dos moradores. Os desabrigados estão enfrentando dentro das barracas temperaturas que variam de 40ºC a 58ºC. A elevada temperatura pode causar insolação, risco iminente de Acidente Vascular

Cerebral (AVC) e até câncer de pele. As lonas das barracas são feitas de um material antitérmico, uma tecnologia inglesa. Em todo o Estado, 13 dos 19 municípios atingidos pelas enchentes abrigam quem perdeu suas casas em 2200 barracas. Para Rosineide Celina, apenas as doações perdidas no incêndio enfrentaram temperaturas mais altas que a enfrentada pelos desabrigados. “Só que aqui nós é gente (sic) e lá são coisas”, comparou. (V.C.)

Prefeita: “Branquinha não recusou donativos” A afirmação feita pela Defesa Civil de que os donativos estavam ainda no galpão porque as prefeituras, cujas cidades foram atingidas pelas enchentes, afirmaram que as populações não mais estariam precisando de nada não convenceu a prefeita de Braquinha, Renata Moraes, que se disse revoltada com tal afirmação. “Os prefeitos só são responsáveis pelos donativos depois que eles são entregues nas cidades. Antes disso, a responsabilidade é toda do Estado. Eu desafio alguém,

quem quer que seja, a afirmar que Branquinha recusou as roupas e donativos que foram consumidos pelo fogo”. Renata Moraes é ainda mais incisiva ao dizer que, mesmo que alguma prefeitura tivesse recusado os donativos, a Defesa Civil deveria ter feito a entrega diretamente às pessoas. Foi assim que agiram centenas de pessoas de boa fé que foram às cidades e procuraram diretamente os atingidos e não burocratizaram as doações nem a entrega dos donativos. “Recebi com revolta e indig-

nação a notícia sobre o incêndio. Não sabia que ainda tinha tanta coisa estocada. Aliás, acho que ninguém sabia que havia tanta coisa armazenada e tanta demanda dos desabrigados e desalojados de Alagoas. Enquanto isso, Branquinha, particularmente, tenta se recuperar da segunda enchente que destruiu a cidade em apenas 48 anos de emancipação”, lamentou, fazendo referência ao desastre ocorrido há uma década. A psicóloga Edjane Bittencourt, que desde o primei-

ro momento da tragédia, atende aos desabrigados e desalojados, afirmou que a população ficou indignada ao saber do incêndio. “Todos questionaram de quem era a culpa pelo incêndio”, recordou a profissional. Segundo a prefeita, Branquinha tem 976 desabrigados e desalojados. Todos estão na expectativa de receberem as casas. Será uma para cada família. A previsão é de que as moradias sejam entregues em julho ou agosto deste ano, portanto, mais de um ano depois da tragédia. (V.C.)

Em Murici falta roupa e comida Em Murici, a população de desabrigados e desalojados também está revoltada com a perda dos donativos. A adolescente Jéssica Maria dos Santos, de 16 anos, mãe de uma menina de sete meses, disse que chorou ao ver pela televisão várias roupinhas para bebês queimadas. “Minha mãe me abraçou para eu poder parar de chorar. Só acreditei porque estava vendo tudo pela TV com a minha família. Se alguém me contasse, eu ia dizer que era mentira, que não podia ter tanta gente ruim no mundo que deixa queimar coisas que seriam dadas às pessoas que um dia já perderam tudo na vida”, desabafou a menina que mora na barraca 115 e divide os poucos metros com mais seis pessoas, entre os pais e irmãos. Josefa Firmino da Silva é mãe de Jéssica. Aos 56 anos, ela também pode ser considerada uma exceção, já que a família conta com o pai dentro de casa. O pai de Jéssica é um dos moradores que foram aproveitados para trabalhar na construção das casas que serão entregues à população. “Quero acreditar que um dia a gente vai sair daqui. Todo dia que meu marido chega do trabalho, eu pergunto pela casa. E ela diz que tá saindo. Tomara que não demore muito. Está difícil viver com tantos problemas”, comentou. Além do fogo que destruiu as roupas e os outros donativos, inclusive barracas, Ângela Maria da Silva, de 20 anos, reclamou da comida, da falta de água, do calor e do tratamento dispensado às vítimas das enchentes. “Não somos bichos. Somos pessoas que perdemos tudo por uma infelicidade do destino. A comida que dão é tão ruim que

os nossos cachorros não comem. Minhas roupas estão rasgadas. Meu colchão é fino que nem lençol e, de repente, ao ouvir uma rádio, a gente fica sabendo que em Maceió tudo foi queimado. Aquelas coisas não eram para o fogo, eram para a gente. Tenho duas filhas, uma de cinco e outra de dois anos. Tive que deixá-las com a minha mãe que perdeu tudo em União dos Palmares, mas está vivendo de favor na casa de parentes. Pelo menos é uma casa. Aqui é um barraco. Estou longe das minhas filhas para que elas comam e durmam melhor. Sou pobre, não tenho estudo, mais sei o que é certo. E as pessoas que deveriam cuidar do que a gente ganhou, deram as costas como se fosse tudo um verdadeiro lixo”, desabafou. Ângela Maria conversou enquanto cozinhava dentro da barraca de número 116-C. Ela disse saber que é proibido. O fogo pode destruir a moradia temporária. Mas, segundo ela, a vontade de comer “comida de gente” vale o risco. Ela preparava o jantar para o marido que retornava de mais um dia de trabalho. “Ele precisa tá bem. Ele trabalha. É fichado [o termo é popularmente utilizado para se referir às pessoas que trabalham com carteira de trabalho assinada]. Nem ele, nem ninguém pode comer quentinha que o cachorro cheira e sai abanando o rabo para mostrar que não quer”. Com bom humor, ela disse que fez uma jura para nunca mais comer o arroz doce servido no café. De acordo com ela, a comida é uma garapa feita com arroz, açúcar e coco. “Dá vontade de vomitar”. Por causa da recusa, ela é conhecida como “Ângela arroz doce”. (V.C.)

Ângela afirma que a comida das quentinhas são rejeitadas por todos

CMYK


Cidades

O JORNAL JORNA L A11

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: cidade@ojornal-al.com.br

Presidência vai investigar causas do incêndio O incêndio que destruiu toneladas de donativos, no último dia 28, causou tanta repercussão que, no mesmo dia, a Presidência da República anunciou que iria investigar as causas do sinistro. No galpão estavam armazenadas cerca de 20 toneladas de donativos, entre roupas, calçados, mais de 1500 barracas e até alimentos não perecíveis. Cada barraca que foi incendiada custava em média R$ 5 mil. Tudo deveria ter sido entregue às vítimas da enchente. O que não aconteceu. É que quase sete meses depois da tragédia que destruiu parte dos municípios dos vales do Mundaú e do Paraíba, a Defesa Civil Estadual ainda estava catalogando as doações vindas de todo país. Enquanto isso, os objetos que representavam a solidariedade dos doadores e a esperança das vítimas se amontoavam no galpão, que fica localizado na Rua Barão de Jaraguá, no bairro de Jaraguá. Aassessoria do Ministério das Relações Institucionais definiu que irá acompanhar, de perto, o resultado da perícia técnica que atestará a causa do incêndio e os motivos de haver estoque de material depois de tanto tempo, além de investigar o porquê da nãodistribuição. Até agora, a causa do incên-

Lula Castello Branco/Arquivo

dio não foi confirmada. Restam apenas especulações. O Corpo de Bombeiros investiga todas as possibilidades. Até mesmo a de que o incêndio pode ser sido criminoso. No dia do sinistro, testemunhas disseram ter visto um grupo fumando crack na porta do galpão. Segundo os relatos, depois de se assustarem com a aproximação da polícia, o grupo jogou o cachimbo em uma das frestas do prédio dando início ao fogo. No dia do incêndio, a determinação do comandante dos Bombeiros foi de que o laudo com as causas do sinistro ficassem prontas em 48 horas. Mais de dez dias já se passaram e o laudo ainda não foi divulgado. As chamas começaram por volta das 5h do último dia 28. Os próprios moradores da região acionaram o Corpo de Bombeiros. Em menos de uma hora, o incêndio já tinha se alastrado por todo o galpão. Na tentativa de debelar as chamas, o Corpo de Bombeiros usou mais trinta mil litros de água. O galpão, de propriedade da Cooperativa do Açúcar e do Álcool estava emprestado à Defesa Civil. Ele mede cerca de cinquenta metros de frente e duzentos de fundo, ocupa todo um quarteirão. (V.C.)

Incêndio destruiu 20 toneladas de donativos estocados

Marco Antônio

Apesar da carência em que as famílias vivem, o Corpo de Bombeiros afirmou que as doações não eram solicitadas

Bombeiros: doações não eram pedidas O comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Neitônio Freitas, afirmou que os donativos não estavam mais sendo procurados pelos municípios. “A informação que eu tenho é que estavam guardados roupas, barracas e calçados no galpão, todos destinados de doações para as vítimas da enchente. Como os municípios não estavam mais procurando, estávamos catalogando e organi-

zando o material para futuramente encaminharmos às unidades de pessoas carentes”, disse, no dia do sinistro. A informação foi repetida pelo militares, durante a semana passada, durante depoimento no Ministério Público Estadual (MPE). A distribuição e o armazenamento dos donativos para as vítimas das enchentes de Alagoas já foram alvo de in-

vestigação, quando três oficiais do Corpo de Bombeiros foram acusados de furto. Eles tiveram o mandado de prisão decretado pela Justiça. O coronel Josivaldo Feliciano de Almeida, o capitão Renivaldo de Lima Barbosa e o tenente Ederaldo dos Santos Gomes foram presos, assim como o soldado Dória. Todos foram soltos por terem sido considerados inocentes das acusações. (V.C.)

MPE começa a ouvir militares Na última quarta-feira, o Ministério Público Estadual começou a colher os depoimentos para tentar descobrir os motivos pelos quais, após quase sete meses da enchente, mais de vinte toneladas de donativos ainda estavam armazenadas. Os trabalhos estão sob a responsabilidade do promotor Flávio Gomes da Costa. Na ocasião, o secretário-executivo da Defesa Civil, tenente-coronel Denildson Queiroz, justificou que cerca de 80% das 20 toneladas de roupas que foram queimadas não prestavam para o uso humano. “Estávamos fazendo a triagem de tudo o que estava guardado no galpão, mas a maioria das peças não servia para o uso. Cerca de dezesseis toneladas estavam em péssimas qua-

lidades e não podiam ser doadas”, argumentou sem explicar porque as peças não serviam. O secretário executivo da Defesa Civil falou ainda que, em agosto último encaminhou oficio aos dezenove municípios atingidos pela enchente do último mês de junho, avisando sobre as doações, mas que só recebeu resposta de dois deles. “Apenas Capela e Cajueiro responderam o nosso oficio dizendo que não queriam mais doações. Alguns falaram por telefone e outros sequer nos responderam. Os ofícios já estão com o Ministério Público e podem comprovar as nossas tentativas”, disse o tenentecoronel Denildson. Ao final do depoimento, que durou cerca de uma hora, o tenente-coronel Denildson

Queiroz falou sobre o sentimento da corporação sobre o fato. “Entendemos que a sociedade quer respostas, mas nós também queremos. É importante que a sociedade fique ciente que o nosso sentimento em relação àquelas doações era de impotência. Tínhamos várias roupas, sabíamos da existência de várias famílias carentes, mas tínhamos receio de ajudar e sermos interpretados de forma errada”, completou o secretário-executivo da Defesa Civil. Flávio Gomes da Costa disse que, nos próximos dias, deverá convocar alguns prefeitos dos municípios atingidos pela enchente para falar sobre o caso. Segundo o promotor, a conclusão do inquérito deverá ocorrer em um prazo de 30 a 40 dias. (V.C.)

CMYK


Cidades

O JORNAL JORNA L

A12

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: cidade@ojornal-al.com.br

A descoberta do mundo virtual Grupo da melhor idade se encanta com a modernidade da Internet e aposta em aulas para se manter conectado Fotos: Yvette Moura

Carolina Sanches Editora-adjunta de Cidades

No começo eram as cartas. Depois, vieram telégrafo, telex, fax e finalmente a internet – que trouxe o e-mail. Apesar de ser um público que não nasceu junto com a popularização dos computadores e os adventos da rede mundial de computadores, os idosos têm cada vez mais se interessado em aprender sobre as novas tecnologias. Com uma metodologia específica para a terceira idade, o curso de informática para maioridade do Senac Alagoas consegue ensinar e envolver os idosos que se interessam por computadores. Para isso, os professores utilizam o método da repetição e oferecem aulas com baixa carga horária. Os idosos também têm total atenção dos instrutores, que procuram deixar os alunos mais tranquilos no momento do aprendizado. As aulas trazem noções de Windows, Word, Excel e Internet. Mas muitos alunos não se contentam apenas com as noções básicas e buscam módulos mais avançados. Este é o caso do aposentado Edimilson de Souza Tavares, de 58 anos. Há pouco mais de um mês ele participa do curso básico e já pensa em avançar os estudos. “Achava que aprender computação era muito complicado. Mas agora no curso percebi que posso até buscar níveis mais avançados”, disse animado. O aposentado contou que a iniciativa de fazer as aulas partiu da necessidade de se manter atualizado com a tecnologia. Ele disse que, mesmo sem ter computador em casa, sentia vontade de entender de

Em poucas aulas, alunos se animam e pensam em comprar computadores

computação, principalmente da Internet. “Sempre que via na televisão os apresentadores falando para acessar site e mandar e-mail ficava perdido. Agora, com as aulas, já estou descobrindo essa realidade e cada vez mais tenho vontade

de ampliar meus conhecimentos”, contou. Para Tavares, uma das primeiras coisas que fez quando acessou a Internet foi ver um site de futebol que sempre teve vontade de conhecer. “As coisas são bem mais rápidas e

atualizadas. Agora que estou aprendendo a lidar com a Internet, vou comprar um computador e ensinar minha filha de sete anos a usá-lo”, disse. Também acreditando que teria muitas dificuldades com o curso, a aposentada Maria

Luiza de Lima Gomes, de 80 anos, disse que não está tendo problema em aprender a lidar com o mundo virtual. Ela contou que está enfrentando um novo desafio e ampliando seus conhecimentos. “Sempre via meu filho no computador e

tinha curiosidade em aprender a usá-lo. Agora com o curso sei que posso ter acesso ao tudo o que é mais moderno e que eu tinha vontade de saber. Minha vontade agora é comprar um notebook e estudar em casa”, afirmou.

Contato com parentes incentiva

Edimilson tinha medo da Internet e hoje pensa em níveis avançados

Solange explica que vontade de falar com filhos e netos motiva alunos

A instrutora do curso, Solange Fagá, contou que a maioria dos alunos decidem participar das aulas pela vontade de se comunicar pela Internet com os netos e parentes que moram fora. As aulas são também um estímulo as relações interpessoais. “A Internet é utilizada pelos idosos de diversas formas, seja para acessar jornais e revistas, trocar de receitas e conteúdos, saldo bancário, conversar com amigos e parentes que estão em outros estados. Tem uma aluna nossa que decidiu fazer o curso para poder conversar pela Internet com um filho que

mora em São Paulo”, contou a instrutora. Segundo Solamge Fagá, além da interação social, a aprendizagem da informática também estimula o cérebro. “Manter o cérebro ativo para evitar a perda de memória é um dos recursos utilizados por aqueles que possuem mais de 60 anos. Por isso, buscamos fazer com que as aulas acompanhem as limitações dos alunos através de um trabalho direcionado. Mas o curso não é apenas para idosos, ele pode ser feito por pessoas acima de 40 anos que não têm noção de informática”, afirmou. (C.S.)

PESQUISA

Brasileiros estão dispostos a deixar de usar sacolas de plástico nos supermercados Graffo Sessenta por cento dos brasileiros apóiam o fim do uso das sacolas plásticas em supermercados, conforme revelou uma pesquisa feita pelo Ministério do Meio Ambiente e divulgada no final do ano passado. Os dados mostram, ainda, que 23% dos entrevistados são contra a suspensão da prática e 17% se mostram indiferentes.

Nos últimos dois anos, supermercados e ambientalistas começaram a fazer campanha pelo fim do uso das sacolas de plástico, visando o bem do meio ambiente. É comum ver pelos corredores das lojas compradores carregando as sacolas reutilizáveis, ecologicamente corretas. No Rio de Janeiro, por exemplo, já é previsto pela lei que os supermercados ofereçam essas sacolas aos

consumidores. Em São Paulo, medida também pode se tornar obrigatória. A pesquisa, feita com 1,1 mil pessoas em todo o país, mostrou ainda que, para carregar as compras, 69% dos brasileiros usariam sacolas de outros materiais e que 47% depositariam lixos e resíduos domésticos em lixeiras, latas e latões. Fonte: Ministério do Meio Ambiente

CMYK


Cidades

O JORNAL JORNA L A13

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: cidade@ojornal-al.com.br

Fotos: Lula Castello Branco

Emissário submarino foi concebido na década de 70, em uma outra realidade ambiental

Chorume do aterro ainda é polêmico Casal garante que despejo no emissário é a melhor opção; IMA aguarda laudo provando que não há dano ao ecossistema Láyra Santa Rosa Repórter

polêmica em relação ao despejo de chorume do aterro sanitário de Maceió nas águas do mar, através do emissário submarino, continua sem elucidação. A Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) garante que essa é a melhor forma de diluir dejetos. A Prefeitura de Maceió fala que o tratamento do líquido, que é altamente tóxico, vai acontecer de forma rigorosa. Enquanto isso, o Instituto do Meio Ambiente (IMA), continua no aguardo de um relatório comprovando que os dejetos de esgotos e chorume que são lançados no mar, não estão afetando o ecossistema da faixa costeira. Os questionamentos sobre o despejo do chorume tiveram inicio no final de 2010, quando os integrantes do Conselho Estadual de Proteção Ambiental (Cepram) cobraram explicações da prefeitura sobre como o chorume é recolhido, transportado e manipulado, qual a sua composição e em que condições

A

está sendo lançado no oceano. As perguntas deram início à polêmica e até agora não foram respondidas na sua totalidade. O licenciamento do Aterro Sanitário é de responsabilidade da Secretaria Municipal de Proteção ao Meio Ambiente (Sempma), mas como o impasse termina com o emissário submarino, o IMA acabou entrando na questão. De acordo com o diretor técnico do Instituto, Gustavo Carvalho, foi proposta ainda no final do ano que fosse realizada uma reunião onde deveriam ser esclarecidas as dúvidas do Cepram. “Houveram algumas discussões e a prefeitura informou que a Universidade Federal de Alagoas tinha conhecimento que uma das hipóteses para o lançamento do chorume seria o oceano. Eles entregaram documentos que falavam sobre o tratamento do chorume, mas acabou deixando uma outra questão em aberto, que foi o fato de o emissário estar ou não apto para receber esses dejetos”, explicou. Continua na página A15

Gustavo Carvalho afirma que preocupação do IMA é com a probabilidade de dano ambiental na costa

CMYK


O JORNAL JORNA L A14

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: comercial@ojornal-al.com.br

CMYK


Cidades

O JORNAL JORNA L A15

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: cidade@ojornal-al.com.br

Emissário surgiu numa época em que preocupação ambiental era menor A concepção do emissário submarino, segundo explicou Gustavo Carvalho, ocorreu na década de 1970, época em que ainda não existia Legislação Ambiental que fiscalizasse as ações na natureza. Como o mar é um diluidor universal e, por causa das correntes, tem facilidade de se desfazer dos dejetos, a prática seria a mais indicada em cidades litorâneas. No mesmo momento da audiência que discutia a des-

tinação do chorume, o Instituto do Meio Ambiente decidiu solicitar da Casal que apresentasse a elementos técnicos que comprovem a possibilidade de lançamento do chorume, no mar, através do emissário submarino. “O que queremos é simples: que a Casal comprove a funcionalidade do emissário submarino. Será que o mar está absorvendo mesmo esses dejetos, antes de chegar à faixa costeira? Foram realiza-

dos estudos na época em que o emissário foi concebido, mas precisamos que seja feito uma análise atualizada”, sugeriu Gustavo Carvalho. A Casal solicitou a regularização do licenciamento ambiental ao IMA, sendo um dos prérequisitos a comprovação de que o ecossistema na parte costeira não seja poluído. “Estamos esperando que a Casal nos mande a comprovação, para então analisarmos se poderá ser

dado a Licença Ambiental do emissário submarino”, falou o diretor técnico do IMA. “Em relação ao chorume, essa é outra discussão. Existiu a polêmica sobre a forma de tratamento, que a prefeitura garantiu que estava funcionando na sua integridade. Como o emissário está em regularização, precisamos saber se despejar qualquer tipo de dejeto no mar está afetando o ecossistema costeiro”, indagou Gustavo Carvalho.

Caso seja mesmo comprovado que o emissário submarino não está funcionando como deveria ocorrer e, na verdade está poluindo a faixa costeira, o IMA deverá traçar uma série de prazos e metas a serem cumpridos pela Casal. “Ainda não recebemos nenhuma documentação que comprove se o emissário está funcionando regularmente. Precisamos identificar se a falta de balneabilidade é provocada

pelo emissário ou pelo riacho Salgadinho que é bastante poluído”, falou Carvalho. “Se descobrirmos que a emissão de dejetos está atingindo a costa, deveremos traçar metas e prazos para regularizar, já que não podemos simplesmente chegar interditando. Hoje, os dejetos da parte baixa da cidade vão todos para o emissário submarino e tudo tem que ser feito com calma”, concluiu. (L.S.R.) Fotos: Yvette Moura

Nélia Callado: apesar de os estados serem antigos, não há possibilidade de os dejetos chegarem à costa

Alder Flores garante que todo transporte e descarte é feito seguindo as regras impostas pela Casal

Mesmo lançados a 3 quilômetros, dejetos modificam biota marinha Atualmente, os dejetos são lançados a cerca de três quilômetros da costa. Segundo os dados da Casal, o emissário se distância da faixa de terra cerca de 2.820 metros pelo fundo do mar, além dos 600 metros da parte aérea. Existe ainda um difusor, que lança os restos de esgotos e chorumes em vários jatos que mede outros 300 metros. “Quando o emissário submarino foi criado na década 70, vários estudos de batimetria, das correntes e interferência no mar foram feitos. Não existe a possibilidade, nem na época de corrente menos propicia, de esses dejetos virem parar na

faixa costeira. É é isso que iremos apresentar ao IMA”, falou a professora da Universidade Federal de Alagoas e superintendente de Desenvolvimento Organizacional da Casal, Nélia Callado. Quando questionada se a emissão de dejetos no oceano era poluente, a professora confirmou que devem existir modificações da biota próximo ao ponto de lançamento, mas nada alarmante. “Poluição existe em tudo que fazemos. Mas, essa prática do lançamento de dejetos do mar e usado em várias cidades litorâneas e é a forma mais indicada de se desfazer desse tipo dos dejetos

e chorumes produzidos nas ci- te no aterro sanitário. O fato dades. É preciso despejar esses que gerou essa polêrestos em algum lugar e essa mica é que existem é a forma que menos corpos d’água próxidegrada a natureza”, mos ao aterro e foram defende Nélia Callafeitos sugestões desse “Poluição do. chorume ser diluído A superintendennesses locais”, conexiste em te de Desenvolvitou. “O fato é que tudo que mento Organizacioesses corpos d’água fazemos; esse seriam afetados e o nal da Casal defendescarte deu o envio do choMunicípio optou pela rume para ser lançaoutra hipótese que é o mais do através do emisseria o envio para o indicado” sário submarino. “O emissário. Eles entrachorume é o tipo de ram em contato com resíduo gerado em a Casal que iniciou a qualquer disposição remoção dos resíduos. A inde lixo, em toda a ciformação que eu tenho é que dade. E não podia ser diferen- esse chorume estão sendo tra-

tados antes do envio para o mar”. A professora falou que se esses resíduos fossem despejados nos mananciais próximo ao lixão, o impacto ambiental poderia ser ainda maior. “O oceano é o diluidor universal e o risco de degradar o meio ambiente colocando dejetos nele é bem menor. Já esses pequenos mananciais têm uma vazão menor e a possibilidade de um impacto ambiental é muito maior. Para mim, essa foi a escolha mais correta”, disse Nélia Callado. “Sem falar que o emissário foi criado com uma capacidade de mais de quatro mil litros por segundo,

e hoje só utilizaria pouco mais de 1.400 litros. Desses dejetos, a vazão do chorume não chega a um por cento do que é despejado no mar”. De acordo com Nélia Callado, a possibilidade de esses dejetos chegarem à faixa costeira é mínima. “Os estudos são antigos, mas não ocorreram muitas nas correntes marítimas. Eu acredito que não existe a possibilidade, nem na maré menos propicia para esses dejetos chegarem na faixa costeira. Essa opção de emissário submarino é utilizado em várias cidades litorâneas e seguimos as tendências”, completou. (L.S.R.)

Tratamento está em implementação Para o assessor técnico da Superintendência de Limpeza Urbana de Maceió (Slum) e responsável pelo Centro de Tratamento de Resíduos (CTR), Alder Flores, a polêmica em torno do lixão seria desnecessária. “Quando estávamos desenvolvendo o projeto de concepção do aterro, para atender os anseios da população que não suportavam mais a questão do lixão, foi feito um estudo sobre como seria o tratamento e o lançamento do chorume. Inclusive, com a participação da Universidade Federal de Alagoas”, afirmou. “Tínhamos duas opções, uma seria lançar nos mananciais próximo ao aterro e outra que seria através do emissário submarino. Conversei diretamente com o prefeito Cícero Almeida, que preferiu, mesmo que pagando, a opção do lançamento através do emissário sub-

marino, por ser menos poluente”. Segundo Alder Flores a sugestão de enviar o chorume tratado para o mar foi da Universidade Federal de Alagoas. “Eles fizeram um estudo através de um convênio, onde havia essa sugestão que foi seguida. O envio do chorume, que passa pelos espaços de tratamento, são feitos com caminhões tanques. Tudo é feito seguindo os padrões da Casal”, explicou. “Quando temos volume de chorume grande, que não é o que está acontecendo nessa época do ano, já que os volumes fluviométricos estão baixos, encaminhamos para o emissário submarino. Antes do envio, os índices de carga orgânica do chorume bruto e depois de tratado são comparados e analisados, para saber se o processo está sendo feito de forma correta”. Flores falou ainda que em

breve o chorume tratado deve ganhar uma nova finalidade. “No projeto, tínhamos a incorporação de um tratamento físico, químico e biológico do chorume, que está começando a ser implantado. O chorume receberá um tratamento mais rigoroso e será utilizado dentro do aterro, servindo para molhar o acesso, evitando que emissão de partículas se espalhem. Ainda será usado em áreas verdes e de reflorestamento como material orgânico”, explicou. “A implantação definitiva desse projeto ainda não tem data. A reutilização do chorume está em fase de testes e pode ser uma forma mais branda de utilizar os restos do lixo. Sem falar que essa será uma forma de economizar e mais correta ambientalmente. Estamos seguindo uma tendência mundial”. (L.S.R.)

CMYK


O JORNAL

Universidades A16

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: cidade@ojornal-al.com.br

Fotos: Fabyane Almeida

Larissa Fontes

O motoqueiro avançou o sinal vermelho numa rua de Maceió e acabou sendo atingido por um veículo

O fisioterapeuta Arylennon Canuto faz atividades que estimulam musculatura e sistema circulatório

O risco de andar sobre duas rodas Relatório do HGE apontou mais de 2,5 mil casos de acidentes envolvendo motos no ano passado em Alagoas Fabyane Almeida Estagiária*

Maior mobilidade, fugir de engarrafamentos, preço mais baixo e economia nos gastos com manutenção e combustível são alguns dos atrativos para quem compra uma motocicleta. O que muitos esquecem é do risco que esse veículo traz, atrelado com a imprudência. Com o aumento da

frota, a moto se tornou a segunda maior causa de acidentes de trânsito em Alagoas. Poucos são os casos em que as vítimas conseguem se recuperar e sair sem nenhuma sequela. De acordo com dados divulgados pelo Hospital Geral do Estado (HGE), no ano de 2010 aconteceram 2.513 acidentes envolvendo motos, superior aos 2.435 que ocorreram no ano an-

terior. O maior número de ocorrências foi registrado no domingo, com homens de 25 a 34 anos de idade no horário das 18h às 21h, quando aumenta o fluxo de veículos nas ruas de Maceió. Para o diretor-geral e cirurgião do HGE, Carlos Gomes, moto é significado de insegurança. “Hoje só existem dois tipos de motoqueiro: o que caiu e o que ainda vai cair. Andar de moto é muito inseguro.

Amotoneta, que anda abaixo de 50 cilindradas, é vendida a qualquer um; não sendo necessário ter conhecimento das leis de trânsito, nem usar equipamentos de segurança, o que acaba sendo uma das grandes vilãs desse alto índice.Algumas pessoas ainda usam como meio de transporte para a família de três, até quatro pessoas, colocando a vida em risco”, disse Carlos Gomes. Para quem não conhece as leis

de trânsito, fica fácil cometer infrações. “Facilmente irão passar em um sinal vermelho, pegar uma contramão, não vai respeitar o limite de velocidade, além de andar sem capacete. E o resultado dessas atitudes nós já conhecemos: é a queda do piloto. O veículo de duas rodas se popularizou”, explicou. O alto número de pacientes que dão entrada no HGE vítimas de acidente varia: indo de escoriação

até pessoas com a perna amputada. Isso, em muitos casos, é decorrente da mistura de direção e álcool que não combina, principalmente sobre duas rodas. “Esse tipo de transporte é inseguro, e pessoas que não respeitam as leis, aliado à ingestão de álcool, sempre acabam em acidente”, explicou o diretorgeral do HGE, Carlos Gomes. *Sob a supervisão da Editoria de Cidades

Primeiros cuidados após o acidente Na maioria das vezes, víti- nos”, relatou o ortopedista e mas de acidentes com motos diretor médico do HGE, Rogéchegam ao hospital com poli- rio Barboza. “Após os proceditraumatismo, múltiplas lesões mentos legais, o paciente espepelo corpo, fratura no antera para ser transferido braço, bacia, membros infepara algum hospital riores, principalmente de rede”. no fêmur e tíbia. “Os Segundo o ortopepacientes passam pridista, o trauma é algo Dependendo meiro pela área versofrido pelos jovens do acidente, melha para ser serem que são mais atirados. examinados pelo ci”Os jovens, por terem alguns rurgião; em seguida é a ‘necessidade’ da pacientes encaminhado ao ortochegam e vão adrenalina, acabam pedista, onde é exaexcedendo o limite de direto ao minado fisicamente, velocidade e, após o centro para depois tirar um acidente, acabam ficirúgico raio X. Se for identificando com trauma. cada uma fratura exPrimeiro nós tentamos posta, o paciente é ensalvar a vida do pacaminhado ao centro ciente, depois salvar o memcirúrgico para que seja bro afetado, o que nem sempre feito o primeiro atendimento e é possível fazer”, explicou o mécolocados os fixadores exter- dico Rogério Barboza. (F.A.)

A prancha ortostática, também utilizada por Tiago Gomes, serve para que ele possa ficar em pé

Motoqueiros usam o corredor

Superação faz parte da mudança

Equipamento pode salvar vidas

O jovem Tiago Alexandre Gomes, de 27 anos, na manhã do dia 13 de julho de 2008, seguia para o médico no momento em que foi surpreendidoporumveículonasua frente. Por não ter como desviar, ele acabou batendo e teve uma fratrura na vértebra C3 com pressão na medula, e isso o deixou tetraplégico. Segundo Alexandre, o acidente aconteceu muito rápido sem dar tempo para frear a moto. “Foi o tempo de virar a cabeça. Quando olhei, o carro já estava na minha frente, e não tive como evitar. Tentei me levantar, mas não sentia o corpo o tempo foi passando, e a sensação foi piorando. O socorro demorou cerca de 15 minutos para chegar, e, se eu não tivesse sido bem atendido, as sequelas poderiam ser ainda piores”, relatou o jovem. Foi necessário fazer várias cirurgias, colocar oito parafusos e uma placa de titânio para fixar as vértebras, ainda chegou a usar um colar no pescoço. Alexandre teve uma grande superação com relação ao seu quadro clínico. Muitas pessoas não acreditavam na sua recuperação. Ele foi além das expectativas da medicina. Quase três anos após o acidente, Alexandre ainda realiza treino de equilíbrio, pratica natação e faz fisioterapia. “90% da melhora depende unicamente de cada um, em se aceitar, mas

Com o aumento da frota de motos, há também um aumento do número de acidentes. Segundo o sargento Oseas Néri, do Corpo de Bombeiros, a pressa é o que tem gerado a maioria dos acidentes. "A maioria das ocorrências acontece com os entregadores e motoboys, porque sempre andam com muita pressa para sair dos engarrafamentos", disse o sargento. De acordo com o diretorgeral do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Maceió, José Cleber Santana, o maior número de acidentes no ano de 2010 ocorreu com carros e motos. "Ano passado ocorreram cerca de 694 acidentes envolvendo carros e motos. O Samu realiza cerca de quatro atendimentos diários a motoqueiros, que caem, batem em bicicleta, em outra moto e, na maioria das vezes, em carro", explicou. O uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) é necessário aos que andam de moto."Ainda existem pessoas que insistem em transportar crianças em cima do tanque de combustível e sem capacete", afirmou José Cleber. (F.A.)

Lula Castello Branco

Imprudências de motoristas e motoqueiros acontecem todos os dias

não se conformar com a condição, buscar sempre a melhora diária. Os trabalhos paralelos também são de fundamental importância”, explicou. “Hoje tenho uma vida normal, mas com as minhas limitações. Na época do acidente e até hoje, eu recebo força dos amigos, tenho muita fé e as pessoas fazem muitas orações por mim, sem contar na ajuda de minha família”. Estar certo no trânsito não significa encontrar-se imune de se tornar uma vítima de acidente. Assim aconteceu com Roberto Lima. Ele relatou que sua vida mudou no dia 13 de novembro de 1993, quando trabalhava como mensageiro de telegrama e tinha a necessidade de correr para fazer as entregas dentro do prazo. Ele conta que estava trafegando de forma correta, até que veio um carro na contramão e bateu de lado na moto, deixando sua perna imprensada. O condutor do veículo era um militar, inabilitado, estava dirigindo o carro de outra pessoa e ainda tentou fugir do local do acidente. Segundo Roberto, que sofreu fratura exposta, a recuperação é muito dolorosa. “Eu tive fratura exposta; o osso quebrou em cinco lugares. Aminha recuperação demorou cerca de três anos e meio, passei muito tempo andando

com muleta e ainda hoje o meu pé, tornozelo e joelho doem quando acordo, devido à perda de alguns vasos sanguíneos da perna. Eu ando mancando e tenho marcas na perna”, explicou Roberto. Aos 40 anos, ele teve sua vida profissional interrompida, e quem causou o acidente terminou não sendo punido. “Eu fiquei recebendo benefício porque fiquei impossibilitado de trabalhar. Quanto a quem causou o acidente, eu nunca o encontrei”, falou. Após a recuperação total, Roberto Lima comprou uma moto e disse que anda no corredor entre os carros. “Quando me recuperei, eu comprei uma moto e quando passava pelos carros ficava com medo, fiquei com trauma, mas agora ando pelo corredor apenas quando os carros estão parados para não ser trancado. Com o trânsito de Maceió, todo cuidado é pouco, porque as pessoas não respeitam as leis de trânsito, matando inocentes”, contou. Ficar atento ao motorista ao lado, respeitar as leis de trânsito ou procurar conhecê-las, evitar ingerir bebidas alcoólicas e usar os equipamentos de segurança, principalmente o capacete, são algumas das medidas indicadas para evitar os acidentes. (F.A.)

CMYK


O JORNAL

Arapiraca

A17

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: municipios@ojornal-al.com.br

Fotos: Eduardo Almeida

Imagens sacras, assentos e o forro do teto da capela foram retirados por Givaldo Marques na última semana

Praça construída ao lado da capela também foi destruída; árvores foram arrancadas pelo líder comunitário

Quando a fúria supera o limite da fé Entenda o que levou o líder comunitário Givaldo Marques a destruir uma capela na zona rural de Anadia Eduardo Almeida Repórter

ANADIA – Na última semana, moradores da zona rural de Anadia foram surpreendidos pela fúria do líder comunitário Givaldo Marques. Ele invadiu e destrutiu parte da Capela Nossa Senhora do Sagrado Coração de Jesus, na comunidade Chã do Brejo, após desentendimentos com o pároco do município. Mas, o que levou o líder comunitário a depredar o espaço que ajudou a construir, como integrantes da Igreja viram a ação e o que diz a população? A reporta-

gem de O JORNAL foi até a cidade e ouviu os personagens desta história. A disputa pela administração da pequena capela teve início em 2006, quando o padre Niraldo José dos Santos chegou a Anadia para administrar a Igreja local. À época, o líder comunitário era o responsável pelo funcionamento do espaço – que fora construído há mais de seis décadas e, alguns anos depois, reformado em um terreno particular, em homenagem a quatro crianças supostamente mortas em um incêndio. Givaldo administrava a capela desde 2000, quan-

do, em cumprimento a uma nho do líder comunitário foi promessa, viabilizou os rerecompensado com a paros. administração do esA Givaldo – tido paço. como líder dos moNo entanto, quanradores da comunido o padre Niraldo dade – coube a viabidos Santos chegou ao Disputa lização das obras. Ele município, discordou pela conseguiu junto ao da forma tida como empresariado local o administração centralizadora de do local material necessário gestão. Para ele, a para a reforma e deu teve início Capela de Nossa Seinício ao novo projenhora do Sagrado em 2006 to, que contemplou a Coração de Jesus deconstrução de uma veria ser comandada praça ao lado da capor uma comissão de pela, a aquisição de moradores e não apenas bancos e de imagens por uma pessoa. “O espaço sacras, além da construção é da comunidade e, acredito de dois banheiros. O empe- que a população deva se sen-

tir parte do processo de administração. Não se trata de uma propriedade particular, como uma casa ou um terreno, e sim de um local comum, a casa de Deus”, ponderou o padre. Conforme o pároco Niraldo dos Santos, apesar das divergências, o líder comunitário continuou administrando o local. “Enquanto a capela estava numa área particular, eu respeitei as decisões tomadas por ele. Mas, quando a família que detinha as terras doou para a Igreja, nós decidimos mudar a forma de gestão e isso desagradou ao Givaldo. Ele foi

até a capela e destruiu o espaço. Retirou portas, janelas, imagens, bancos, destruiu o banheiro e até o forro do telhado. O local ficou sem condições de funcionamento”, ressaltou. O momento de fúria de Givaldo aconteceu na segunda-feira, dia 03. Ele invadiu o espaço e, além de depredar o local, derrubou duas árvores que ficavam ao lado da pequena capela e inviabilizou o funcionamento do espaço. O local ficou aberto e destruído, como prova de autoridade de um líder comunitário furioso, mas movido pela fé.

“Igreja agiu de forma autoritária” Para o líder comunitário Givaldo Marques, a cúpula da Igreja Católica agiu de forma autoritária. Ao contrário do que apontam as evidências, ele afirma que tentou negociar à exaustão com o pároco do município e diz que não foi atendido. De acordo com Givaldo, sua proposta era de que uma comissão de moradores fosse criada para administrar o local. A Igreja, no entanto, assume a autoria da proposta e nega que tenha sido intransigente. “Eu procurei, inicialmente, o padre Niraldo e pedi que ele discutisse a gestão da capela com o bispo responsável pela Diocese de Penedo, Dom Valério Brêda. Os dois decidiram que eu não poderia continuar à frente do local e não acataram as minhas sugestões. Então, com autorização do pároco, retirei tudo aquilo que coloquei no espaço. Não agi de forma unilateral, fiz tudo com a autorização da própria Igreja”, afirmou o

líder comunitário. Givaldo afirma que se arrepende de ter depredado o local e revela que deu início aos trabalhos de reconstrução da capela na última quinta-feira. De acordo com ele, as obras devem ficar pronta antes do período estabelecido pela Justiça, após acordo entre as partes envolvidas, que é de no máximo 90 dias. O líder comunitário informou que dois pedreiros trabalharam ao longo da última semana e que as obras estão em ritmo acelerado. “Eu me arrependi dos atos que fiz e estou reparando o meu erro. Duas pessoas trabalham para reconstruir a capela e as obras devem ser concluídas ainda este mês. Quero solucionar logo o problema e mostrar que não tive a intenção de agredir a Igreja com minha atitude. Minha fé não será abalada, apesar de todas as divergências que tive com o padre Niraldo. Sempre fui muito religioso e não mudarei minha atitude”, ressaltou ele.

O líder comunitário, no entanto, afirma que não pretende mais frequentar a capela que ajudou a construir em meados do ano 2000. Segundo Givaldo, o impasse gerado entre ele e a cúpula da Igreja em Anadia ficará para trás. “Sei que não posso ser impedido de frequentar a capela ou a igreja da cidade, mas não me sinto mais à vontade para exercer meu direito. Não vejo mais sentido algum em fazer isso depois de ter discutido com a pessoa que vai celebrar a missa”. Givaldo conta que não deixará a comunidade e que continuará realizando trabalhos beneficentes que fazia enquanto estava à frente da capela. “Minha rotina não será alterada. Eu continuarei com meus projetos beneficentes e ajudarei minha comunidade, como sempre fiz. Estranho seria se eu não mudasse meu comportamento após esse episódio”, concluiu. Continua na página A18

CMYK


Arapiraca

O JORNAL JORNA L

A18

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: cidade@ojornal-al.com.br

Fotos: Eduardo Almeida

Padre diz que gestão era centralizadora O padre Niraldo José dos família da comunidade Chã Santos classificou a gestão do do Brejo e que isso o impedia líder comunitário Givaldo de fazer qualquer alteração Marques à frente da Capela na administração. O local foi de Nossa Senhora do Sagrado doado à paróquia de Anadia Coração de Jesus como “cen- em meados do ano passado, tralizadora”. De acordo com quando o pároco informou ele, Givaldo não permitia que ao líder comunitário que a comunidade participasse havia mudanças na forma de da organização de eventos re- gestão do espaço. ligiosos. O pároco revelou “Enquanto a capela perainda que tentou negociar tencia à família, a com o líder comunitáparóquia não tinha rio, mas não conseautoridade para forguiu reverter a situamar o grupo de adIgreja ção, que descambou ministradores do estentava para a Justiça. paço. Mas, como o “Nós tentamos terreno e a capela implantar negociar, fazer com doados para comissão de foram que ele deixasse a a Igreja, nós passagestores administração de mos a ser os responforma pacífica, o que sáveis pelo espaço e, para não aconteceu. Ele podemos administrar portanto, não respeitou a dedeterminar a forma a capela cisão da Igreja em alcomo ele deve ser terar a administração gerido. É apenas do local. Nada justiuma diretriz da parófica o que ele fez, ao quia, envolver a comunidadestruir à capela, rede e faze-la se sentir parte do tirar de lá tudo o que havia processo”, acrescentou o no espaço. Ele ainda disse padre Niraldo. que fui eu que autorizei a reAinda segundo o pároco, tirada dos objetos. Nunca Givaldo não cometeu nenhupermiti, nem permitiria que ma arbitrariedade à frente da fizessem aquilo com um local capela. “Eu confesso que ele religioso”, ressaltou o padre era uma pessoa zelosa, que Niraldo. cuidava bem da capela. Não De acordo com o pároco, houve nenhum problema esas diferenças entre ele e pecífico, que tenha motivado Givaldo tiveram início logo a mudança. Não posso reclaem 2006. O padre destaca, no mar do tempo em que ele entanto, que, à época, a ca- ficou à frente do espaço, mas pela ainda pertencia a uma a mudança era necessária”.

Portas e janelas foram arrancadas pelo líder comunitário

Justiça intermediou acordo entre as partes O juiz da Comarca de Anadia, Wilamo Omena Lopes, determinou o prazo máximo de 90 dias para que o líder comunitário Givaldo Marques repare os danos materiais causados à capela de Nossa Senhora do Sagrado Coração de Jesus, na comunidade Chã do Brejo. Caso ele descumpra a decisão, poderá responder criminalmente na Justiça por danos materiais e morais à Igreja e ao padre Niraldo José dos Santos, que administra a paróquia do município. “Ele [Givaldo] veio até o

Fórum e se disse arrependido de ter depredado a capela. A situação do espaço ficou lastimável. Ele arrancou tudo o que havia no espaço, danificou os banheiros, arrancou o forro do teto e cortou duas árvores que existiam em uma praça que fica ao lado da capela. Isso prejudica tanto a paróquia quanto ao padre responsável pelo espaço e cabe uma ação por danos morais e materiais, caso a Igreja esteja interessada”, afirmou Lopes. Conforme o magistrado, o líder comunitário afirmou que retirou os objetos com a per-

missão do pároco local. No entanto, o padre Niraldo José dos Santos negou que tenha permitido a depredação do espaço. Lopes explicou que não houve a instauração de nenhum procedimento cível ou criminal, mas que foi firmado apenas um acordo entre as partes para que o problema fosse solucionado da forma mais rápida possível. “O padre não quis dar continuidade ao processo. Ele solicitou apenas uma audiência para que o líder comunitário pudesse explicar o que aconteceu. Diante de

tudo o que foi exposto, ficou acertado entre as partes que haveria uma reforma e que o espaço deveria continuar como era antes do acontecimento. O prazo para que isso aconteça é de 90 dias. Caso ele descumpra o acordo, o padre poderá ingressar com uma ação na Justiça”, observou Lopes. Na última quinta-feira, pedreiros trabalhavam no local a pedido do líder comunitário para que a igreja fosse recuperada. A previsão é de que as obras durem, em média, trinta dias.

Creuza Paulino condena atitude e afirma que Givaldo Marques exagerou ao retirar objetos do local

Atitude do líder divide opiniões A atitude do líder comunitário Givaldo Marques divide opiniões na comunidade Chã do Brejo, na zona rural de Anadia. Parte dos moradores afirma que o líder comunitário exagerou ao depredar o local, enquanto outra parcela avalia como correta a medida. Para a aposentada Creuza Paulino, Givaldo poderia ter retirado apenas os objetos pessoais que estavam na capela. Ela afirma que nunca notou nenhum comporta-

mento agressivo por parte dele e disse que não esperava a reação do líder comunitário. “Ele não era o dono da capela e tudo o que estava lá foi conseguido com o apoio de empresários e da comunidade local. Agora, ele esquece que nós ajudamos e afirma que foi o responsável pela construção do espaço. E mesmo que tivesse conseguido, isso não é motivo para que ele ou qualquer um destrua a casa de Deus. Ali

era uma espaço da comunidade”, expôs a aposentada. A dona de casa Maria da Piedade diz que não vê problemas na atitude de Givaldo Marques. Segundo ela, o líder comunitário apenas retirou os objetos particulares que colocou na Igreja. “Tudo o que estava lá foi ele que conseguiu, então nada mais justo que leve o que é dele. E não houve truculência. Ele foi lá e retirou o material”, avaliou.

CMYK


Arapiraca

O JORNAL JORNA L A19

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: cidade@ojornal-al.com.br

Ribeirinhos comemoram festa de Bom Jesus dos Navegantes Festejos tiveram início na última quarta-feira e terminam na tarde de hoje Da Editoria de Municípios PÃO DE AÇÚCAR - O município de Pão de Açúcar, no Sertão alagoano, está em festa. Localizado às margens do Rio São Francisco, há cerca de 130 anos, sempre no mês de janeiro, na passagem do Dia de Reis, pescadores, moradores e visitantes fazem homenagens a Bom Jesus dos Navegantes, considerado protetor dos ribeirinhos e de quem tira do rio o

seu sustento. Neste ano de 2011, o ponto alto das homenagens será neste domingo, dia 9, às 15h, quando haverá uma procissão pelas águas do Rio São Francisco com a imagem de Bom Jesus. Centenas de devotos, turistas e pescadores seguirão com seus barcos, lanchas e canoas. Segundo estimativa da Prefeitura local, a cidade, que tem pouco mais de 12 mil habitantes na zona urbana, recebe desde quarta-feira, quando

começaram as festividades, cerca de 50 mil visitantes. Nem todos, é verdade, atraídos pela devoção religiosa, mas também pelo lado profano da festa, que conta com a apresentação de bandas de forró e axé. A programação religiosa, elaborada pela Paróquia do Sagrado Coração de Jesus e executada em parceria com a Prefeitura, também oferece missa todos os dias, às 19h, apresentação de banda de pífano, numa valorização à

cultura local, e espocar de fogos três vezes ao dia, sempre às 6h, às 12h e às 18h, como ocorre durante as festas de padroeiro em todos os pequenos municípios do interior. Quem estiver em Pão de Açúcar até este domingo (9) também pode acompanhar outras atividades, como provas de natação e de remo no Rio São Francisco, corrida de canoa, XV Maratona de Reis e apresentações culturais.

Imagem de Bom Jesus dos Navegantes percorre cidades ribeirinhas

SERTÃO

Agricultores retomam produção de algodão Da Editoria de Municípios

cultura. Segundo a engenheira agrônoma Rosângela MarÁGUA BRANCA - A re- colino Duarte, que acompatomada da cultura do algo- nha o cultivo do algodão na dão no Sertão alagoano está comunidade, com o benefidando resultados no muni- ciamento, a renda dos procípio de Água Branca, onde dutores vai melhorar. “Eles agricultores fizeram a co- estão agregando valor ao lheita e agora trabalham no produto”, citou. “Além disbeneficiamento do produto. so, essa retomada da cultuNa comunidade Quixabeira, ra pode atrair outros prozona rural de Água Branca, dutores para a atividade”, eles obtiveram o algodão em salientou. O projeto para retomada sua cor normal (branca) e também uma variedade co- da cultura do algodão em lorida (marrom). No local, Água Branca teve início em 2002. No ano sefoi implantada uma unidaguinte, foi instalade de beneficiamento e uma da a miniusina minitecelagem, onde para beneficiasão trabalhadas as mento. Atuduas variedades. almente, 15 agriOs próprios cultores das comoradores cuimunidades Quidam da primeira Fábrica xabeira, Covões etapa do benefibeneficia o de Cima e Maxi ciamento, que são beneficiados. consiste em fazer produto em Para o experio descaroçamenÁgua Branca mento com o algoto, e já produzem dão colorido, foi mantas, redes e usado um hectare tapetes. Mas a comunitário. A maior parte da produção colhida produção, após a em 2010 foi de 164 primeira etapa de quilos de pluma. A produtrabalho ainda na ção total do algodão em sua comunidade, é enviada para a Fábrica da cor normal (branca) foi de Pedra, em Delmiro Gouveia. 2.180 quilos. O algodão colorido será enviado para Campina Gran- PARCERIA – A miniusina de (PB), onde será proces- para beneficiamento de alsado para obtenção de peças godão na comunidade Quixabeira chamou a atenção mais trabalhadas. A retomada da cultura da Emater de Sergipe, que já do algodão no município visitou o local. Agora, parte faz parte de um projeto da da produção dos agricultoEmbrapa Algodão, sediada res do Estado vizinho será em Campina Grande, na trazida para beneficiamenParaíba, em parceria com o to em Água Branca. “Outro item dessa parceria Comitê de Entidades Públicas no Combate à Fome e é que os técnicos da Emater de pela Vida (Coep), e com as- Sergipe farão um experimento sistência técnica da Secre- em Quixabeira com sementes taria de Estado da Agri- de algodão C1, de excelente cultura e do Desenvolvi- qualidade, num plantio conmento Agrário (Seagri-AL), sorciado com feijão”, destacou além da parceria da Secre- a engenheira agrônoma Rotaria Municipal de Agri- sângela Marcolino Duarte.

CMYK


Arapiraca

O JORNAL JORNA L

A20

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: municipios@ojornal-al.com.br

Grand

Monde Por Aroldo Marques

E-mail: harold_marques@hotmail.com

Camila Sales Marques comanda a alegria no Celebration Sales com a geração teen

PORTO PIRÁ Como presente de ano novo os empresários Sinaldo Pessoa e Fernando Baltazar, abrem as portas de um dos segmentos sociais de sua Ilha do Pirá, o futuro projeto gastronômico e de entretenimento de Arapiraca, desta feita ainda este mês de janeiro, serão abertas as portas do restaurante Porto Pirá Steak House com a cozinha de parilla, até porquê Pessoa e Baltazar querem fazer uma grande festa de inauguração quando todo o complexo estiver pronto, tendo como previsão o mês de março.

PARABÉNS! O bacharel em Direito Joâo Lúcio Segundo, filho de família tradicional de Arapiraca, seus pais, Florisval Lúcio da Silva e Sonaly Barbosa Valeriano Lúcio, foi o aniversariante mais festejado do dia 05 de janeiro, e teve a comemoração com sua família em jantar no restaurante Le Corbu, em Maceió, cidade onde estuda e reside com sua família. Nossos cumprimentos e votos de sucesso e felicidade. Parabéns!

PODER Está definida a pré-candi-

datura do vice-prefeito Rogério Teófilo (PPS) a Prefeitura de Arapiraca em 2012. Fortalecido e com as baterias carregadas, mantendo o equilíbrio conta com o apoio do senador Benedito de Lira (PP) da deputada federal Célia Rocha (PTB) e, sobretudo do governador Teotonio Vilela Filho (PSDB) que o mantem no comando da Secretária de Estado da Educação nesse segundo mandato. Quanto ao candidato da situação que deverá contar com o apoio do prefeito Luciano Barbosa (PMDB) e do senador Renan Calheiros (PMDB) ainda está indefinido. O nome do deputado Ricardo Nezinho (PTdoB) é o mais cogitado pela situação política.

PAULO AMORIM PROMOVIDO O tenente- coronel PM Paulo Amorim, que foi comandante do 3º Batalhão sediado em Arapiraca com uma atuação muito positiva no combate a violência em Arapiraca e na região Agreste e que sempre manteve um excelente dialogo com a imprensa arapiraquense foi promovido a coronel. O ato do governador foi publicado no Diário Oficial no ultimo dia 31 de dezembro.

CELEBRATION SALES Isto mesmo, a família Sales de Antônio e Zefinha Sales, é um exemplo de comunhão Cristã, a cada final de ano no Natal e Réveillon se reúne em clima de muita paz e amor... Todas as gerações da familia se envolvem em clima de confraternização e muita alegria... Além, é claro, das trocas de presentes de amigos secretos e uma ceia farta de iguarias e bebidas em brindes ao Ano Novo. Parabéns!

Minha querida mãe Creuza Marques, Emilia Sales e sua mãe D. Zefinha Sales, anfitriã do Celebration Sales

NIVER O Secretário de Comunicação Social do município de Arapiraca, Yale Fernandes será o aniversariante mais festejado do dia 11 de janeiro, quando brindará mais uma virada de página da história de sua vida. Votos de felicidades, paz, saúde, e prosperidade! Parabéns!

IDOSOS

Dona Almira Fernandes e seu esposo Dr. Judá Fernandes, conceituado médico e escritor dedicado as artes literárias

Falcão e Divaldo Suruagy. O presidente da AAI jornalista, escritor e professor universitário de economia, Laurentino Veiga definiu a comissão que vai organizar as comemorações pelos 80 anos da AAI; este colunista, escritor e poeta, Emanuel Fay, jornalistas Afrânio Godoy e Francis Lawrence.

O CORDEL DO SETENTÃO O médico e escritor Judá Fernandes Lima, acaba de lançar mais um trabalho da sua lavra intelectual, trata-se do O cordel do Setentão Revelação nada ardente de um trovador senescente. O lançamento oficial ainda não foi marcado pelo escritor que é membro da Academia Maceioense de Letras, Sociedade dos Médicos Escritores - Sobrames e tem

quatro livros publicados com destaque para a Xícara do Padre e Um genuíno Tangerino. Parabéns!

TALENTO ALAGOANO Renan Torres é o cantor alagoano que faz sucesso em todo o Brasil, compositor, musico e poeta alagoano de Viçosa, com 36 anos de carreira, começou na banda BS 30, depois foi destaques nas Bandas "Os Bárbaros da Bossa", "Os Notáveis","Apollo D" e "Os Tremendões". Como crooner e guitarrista, fez parte da orquestra Casino Royale quando excursionou por todo Brasil. Atualmente reside em Maceió e emplacar com muito sucesso com seu novo CD "Renan Torres, interpreta Roberto Carlos In Bolero´s" para ouvir, dançar e amar. Em breve com o novo show em Arapiraca! Bárbaro!

O bacharel em Direito João Lúcio Segundo, esteve recebendo felicitações na passagem do seu aniversário. Sucesso!

CÂMERA RECORD O Estado de Alagoas foi muito infeliz com a reportagem recém exibida pela TV Record, afiliada TV Pajuçara no "Câmera Record" sobre coisas bizarras e ridículas do Estado "Mais Pobre" do Brasil. Pois eu já acho que a pobreza no Brasil e a falta de cultura está em todas as partes, em todos os Estados, só que tem muitos Estados brasileiros que conseguem mascarar suas questões sociais. E numa maquiagem muito bem feita!

TROFÉU DESTAQUE ALAGOANO Já na sua 9ª edição o Troféu Destaque Alagoano de Jacira Leão, terá noite de celebração no dia 24 de janeiro, com objetivo de enaltecer aqueles profissionais que, entre muitos vencedores, foram os mais destacados nos mais diversos segmentos da sociedade alagoana. A festa da entrega do Troféu "Destaque Alagoano" vai acontecer no Maceió Shopping, na praça da nova expansão, precisamente em frente às Lojas Adidas. Meus agradecimentos pela indicação e homenagem. Obrigado!

POESIAS Na próxima terça, 11 de janeiro de ano em curso, às 21h, no BomBar (Jatiúca) - o Instituto Lumeeiro apresenta uma noite de poesia e música: Bukowski Blues. Ricardo Cabús traz a poesia de Charles Bukowski -- o melhor poeta dos Estados Unidos, segundo Jean Paul Sartre -- banhada no blues de Atiba Taylor e Ricardo Lopes. Imperdível!

FESTA ANOS 80

AAI 80 ANOS A Associação Alagoana de Imprensa - AAI, completa em junho deste ano de 2011, 80 anos de fundação fazendo história em Alagoas. A instituição tem em seus quadros nomes da maior expressão do jornalismo a da cultura alagoana e brasileira a exemplo de Graciliano Ramos, Ib Gato

Relevante o trabalho da presidente da Associação dos Aposentados e Pensionistas Idosos de Arapiraca e do Conselho Municipal de Proteção e Direito do Idoso, Maria de Lourdes Carvalho de Oliveira, incansável lutadora na divulgação e conscientização dos direitos dos idosos que comumente são vítimas do preconceito e de artimanhas dos "predadores" desumanos. Dique denuncia de abuso e maltrato ao idoso (82)3522-5832 / 9935.5614.

cantor João Felipe! Eles irão animar a Festa dos Anos 80...

Professora Ieda e o querido filho Yale Fernandes, festajando mais uma data natalícia. Parabéns!

Para celebrar o sucesso da Festa dos Anos 80, que foi promovida no inicio ano 2010, o arapiraquense Sergio Lúcio, convida os amigos para o segundo reencontro de uma geração dourada, que vai acontecer no dia 15 de janeiro no Clube dos Fumicultores deste ano, momentos felizes de uma geração de pessoas do bem, relembrando quando tudo de bom aconteceu naquela época... São muitas recordações, e, para isso Sérgio Lúcio contratou as Bandas pop rock Anonimato e Metamorfose, DJ Zarão... E, como especial a participação do

O vocalista da Banda Anonimato Luiz Prado promete "bombar" na Festa Anos 80 de Sérgio Lúcio... Arraza!

CMYK


O JORNAL

Economia

A21

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: economia@ojornal-al.com.br

Hotelaria vive o melhor momento Taxa de ocupação nesta alta temporada de verão varia entre 97% e 100% e amplia a contratação de temporários Nide Lins

Para dar conta do recado, os dois hoteis contrataram 85 empregados temporários nos serO aquecimento do merca- viços de garçom e camareira. “Aumentamos 35% o núdo da construção civil afetou a entrega de novos hotéis em mero de temporários em relaMaceió, como é o caso hotel ção ao quadro fixo. Já a taxa de Tropicalis que seria inaugura- ocupação, em relação ao ano do no ano passado. Agora, a passado, registra um cresciabertura está programada para mento de 5%”, conta Almeida. o próximo dia 11 de janeiro, O Salinas de Maragogi possui em sistema “soft opening” (pe- 236 apartamentos e o de Maríodo de treinamento). O novo ceió,151. O empreendimento hotel localizado a uma quadra em Maragogi terá mais 64 apartamentos ao da praia de Ponta Verde tem longo de 2011. padrão 4 estrelas com 110 Já o Hotel Radisapartamentos, sala son, que completou para eventos, restauum ano de funcionarante, piscina e fitmento em 2010, está ness, entre outros opcionais. A abertura Setor foca o com a taxa variando entre 97% e 100%. será, no entanto, com turista que Segundo a gerente parte dos apartamenviaja no Karren Stank, a métos em funcionamendia mensal gira em to. O empresário Glêpróprio torno de 98%. “Para nio Cedrim, um dos carro esta temporada, já sócios do Tropicalis, contratamos mais disse que o hotel vai 10% de empregados abrir as portas, sobrepara os serviços bátudo, àqueles turistas sicos do hotel”, relata a geque buscam acomorente. dação de última hora, No hotel Ponta Verde, a geralmente, os que se deslocam com o próprio carro, hoje contração de trabalhadores uma demanda crescente no tu- temporários é menor, apenas 4%. Mas, o empresário Mauro rismo na capital alagoana. Por outro lado, os empre- Vasconcelos justificou que, duendimentos já consolidados, rante o ano passad,o o índice como os do Grupo Salinas de ocupação foi boa e, com (Maceió e Maragogi), neste isso, o quadro fixo dos funciomês de janeiro, vão fechar com nários aumentou. Para setem95% de ocupação e uma pre- bro deste ano, o Gurpo Ponta visão de 90% até o final da Verde inaugura o primeiro temporada. “Até o mês de hotel na Praia do Francês, no março o Salinas vai ter uma município de Marechal Deoótima ocupação”, diz o geren- doro. Segundo a Associação Brate do resort, Ricardo Almeida.

Repórter, com assessorias

Aeroporto Zumbi dos Palmares, portão de entrada do turismo alagoano

Cláudia Pessôa, da Semptur

As praias urbanas de Maceió são cartões-postais inesquecíveis

sileira da Indústria de Hotéis (ABIH), para a temporada de verão, que começou em dezembro e se estende até março (Carnaval) a estimativa está acima de 10%. Em Maceió, a ocupação dos hotéis segue acima de 90% e, em algumas semanas, chega a atingir os 100%. A empresária Adriana Vasconcelos, do Ma-

ceió Mar Hotel, destaca que a ocupação no empreendimento está em 95%, mas devido ao turista rodoviário, que decide viajar de última hora, a taxa deve chegar aos 98%. BARRA - No município de Barra de São Miguel, os dois mil leitos de hotéis e pousadas estão lotados e cerca das

300 casas de temporada foram alugadas neste mês de janeiro. A informação é do secretário de turismo do município, Lamartine Mesquita. Segundo ele, a procura por imóveis para alugar continua aquecida e uma diária custa a partir de R$ 120,00. Mas, dependendo do imóveis, o preço pode ser bem

maior. Há exemplos de casas de veraneio que são locadas por R$ 500, 00 a diária. O mesmo imóvel sai por R$ 6 mil no pacote de uma semana para o Carnaval. Ainda no município localizado a 37 quilômetros ao sul de Maceió, o Village Barra Hotel está comemorando a taxa de ocupação desta temporada que registrou um incremento de 8% em relação ao ano passado. Segundo o gerente Eliseu Barbosa, com o hotel lotado, houve a necessidade de contratação de mais nove funcionários para os serviços de camareira, garçom, cozinha e apoio à recepção. Atualmente, o hotel tem 74 apartamentos e 58 funcionários fixos. “Barra de São Miguel é o destino de verão e a promoção do destino em feiras e eventos incrementou o turismo na região. E com a inauguração no ano passado de duas pousadas de luxo, houve um incremento do turista classe A. Ainda tem a Villa Niquim que incrementou a temporada com opções de lazer e gastronomia e gerou mais 63 empregos”, informou o secretário da Barra de São Miguel. Para o presidente da ABIH/AL, Carlos Gatto, a hotelaria no Estado está vivendo um de seus melhore momentos. “As ações de promoção, compartilhadas pelas secretarias de turismo do Estado (Setur) e de Maceió (Semptur) e ABIH, são essenciais para o incremento do turismo em Alagoas”, destacou.

Navios incrementam a economia De 5 de novembro de 2010 a 5 de janeiro deste ano, atracaram no Porto de Maceió, 20 cruzeiros trazendo cerca de 42.780 passageiros e 15.400 tripulantes. A previsão para este mês é de mais 13 navios e até 2 de maio, outros 20 cruzeiros devem chegar a Alagoas. Entre as várias opções disponibilizadas aos visitantes, uma das atividades mais procuradas é o passeio às piscinas naturais de Pajuçara. Segundo o jangadeiro Dinho, nesta época falta jangada para atender a demanda. O passeio custa R$ 20,00 por pessoa, e além do cruzeirista, o turista hospedado na cidade também procura o passeio de jangada. Segundo a secretária de Semptur, Cláudia Pessoa, cada cruzeiro que atraca no Porto de

Maceió movimenta a economia local, principalmente, através dos taxistas, agências receptivas, artesanato e restaurantes. “O gasto do turista de cruzeiro gira em torno de R$ 200,00, e muitos retornam à cidade para uma temporada mais demorada, já que os turistas de navios ficam apenas algumas horas em terra”, disse. O empresário do bar Lopana, Eduardo Salles, é testemunha de que os turistas de navios querem retornar para conhecer melhor Maceió. “Esta temporada de cruzeiros está muito boa. Os turistas adoram o mar, caipirosca e comida em geral. Em dia de navio, a barraca fica lotada e muitos dizem que vão voltar em março para o Carnaval”, relata. Ana Rogato, da Aeroturismo, uma das agências recepti-

Para recepcionar o turista de navio, várias atrações

vas contratadas pelos cruzeiros para vender pacotes aos passageiros, informou que a empresa atende em média 2 mil cruzeiristas por mês. “Os turistas estão comprando o city tour pela cidade com parada no Pontal da Barra”, diz. Os passageiros que não compram o passeio contam com translado gratuito até o portão principal do Porto de Maceió, onde recebem informações turísticas da Semptur. A Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) também organizou os serviços de táxis e vans e distribuiu folhetos com tabela de preços para orientar os visitantes.ASemptur também distribui de folhetos e mapas de Maceió em quatro idiomas (português, italiano, inglês e espanhol).

Até o Carnaval, em março, praias lotadas no Estado

Argentinos lotam capital alagoana Os argentinos já chegaram em Maceió para incrementar o turismo no Estado. Os “hermanos” estão aterrissando em voos charter no aeroporto Zumbi dos Palmares, em Maceió durante este mês. O primeiro da temporada pousou no dia 3 e teve 99% de ocupação. Para os próximos, a previsão é de 100%. Pelo calendário, os novos vôos semanais argentinos chegam à capital alagoana nos dias 10, 17 e 24 de janeiro. O vôo fre-

tado da companhia aérea Andes tem 161 assentos e é realizado em parceria de um pool de operadoras de turismo composta pelas empresas All Seasons, Top Dest, Thesys, Interlands, e Eurovips. De acordo com o diretor da operadora All Seasons, Gabriel Sanchez, a procura pelo destino Alagoas está muito boa e a ocupação dos vôos está ótima, com previsão de lotação até o dia 24 de janeiro. “Isso se deve ao trabalho de

divulgação do destino que a Secretaria de Estado do Turismo de Alagoas vem realizando junto aos operadores e agentes de viagens, com capacitação e ações promocionais”, destaca Gabriel. A secretária Danielle Novis lembra que em outubro do ano passado, a Setur-AL apoiou a realização de um grande evento para 250 agentes de viagens da Argentina em Alagoas, que contribuiu para a captação dos vôos para o verão 2011.

CMYK


Economia

O JORNAL JORNA L

A22

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: economia@ojornal-al.com.br

RESIDUAL

Receita abre amanhã consulta a lote Primeira liberação do ano e do governo da presidente Dilma; informações são referentes a 2008, 2009 e 2010 A Receita Federal vai liberar amanhã, a partir das 9h, a consulta ao primeiro lote residual multiexercício do Imposto de Renda da Pessoa Física, dos exercícios de 2010, 2009 e 2008. Haverá restituição para 115.263 contribuintes, no total de R$ 193.329.310,94. Os dados poderão ser consultados no site www.receita.fazenda.gov.br ou pelo Receitafone, no número 146. As restituições serão depositadas no dia 17. O valor relativo a 2010 (ano calendário 2009), para 79.343 contribuintes, totaliza R$ 130.745.610,69, já acrescidos da taxa selic de 7,69 % (maio de 2010 a janeiro de 2011). Do total de contribuintes contemplados, 7.889 enquadram-se no Estatuto do Idoso e vão receber R$ 18.880.874,89. O lote de 2009 vai contemplar 20.247 contribuintes, que receberão R$ 38.776.823,47, já atualizados pela Selic de 16,15 % (maio de 2009 a janeiro de 2011). No lote residual de 2008, estão incluídos 15.673 contribuintes. O valor total é de R$ 23.806.876,78, já atualizados pela Selic de 28,22 % (período de maio de 2008 a janeiro de 2011). Se o valor não for depositado devidamente, o contribuinte poderá ir a qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento, pelos telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (deficientes auditivos).

EMPRESAS

BANCO CENTRAL

Latino-americanas são as mais otimistas

Preço das commodities subiu mais de 35% no ano passado

As empresas latino-americanas são as mais otimistas do mundo em relação ao comportamento da economia em 2011. A conclusão é da companhia internacional de contabilidade Grant Thornton. De acordo com a pesquisa, os empresários latino-americanos mostram um índice líquido de otimismo de 75%, em uma escala entre -100% (pessimismo total) e 100% (otimismo total). As empresas chilenas são as mais otimistas com a economia em 2011, com um índice líquido de 95%. O Brasil aparece em quinto entre os 39 países pesquisados, sendo o segundo país latino-americano com o maior índice de otimismo (79%). Além do Chile e do Brasil, a pesquisa mostra um grande otimismo entre as empresas argentinas (70%, em 10º lugar no ranking) e mexicanas (64%, em 14º). O presidente executivo da Grant Thornton International, Ed Nusbaum, disse que o sucesso da economia brasileira teve um grande impacto sobre a região, com a disseminação do otimismo entre os vizinhos. O otimismo das empresas brasileiras está em seu maior nível desde que o país começou a ser incluído na pesquisa, em 2007, quando o índice ficou em 47%. No ano passado, o índice de otimismo das empresas brasileiras foi de 71%. “Também é impossível ignorar os efeitos dominó na região desde que o Brasil ganhou o direito de sediar a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016. Esses eventos proverão um verdadeiro impulso econômico para toda a América Latina e o anúncio se traduziu sem dúvida em uma sensação de confiança e otimismo”, avaliou. As empresas asiáticas e do Pacífico (excluindo o Japão), que no ano passado se mostravam as mais otimistas na pesquisa anual da Grant Thorton, neste ano, aparecem em segundo lugar, com índice de 50%. Aqueda se explica pela redução do otimismo em países como a China (de 60% para 42%), a

Austrália (de 79% para 37%) e a Nova Zelândia (de 66% para 35%). As empresas do Japão foram as que apresentaram o maior pessimismo entre os países pesquisados (-71%). O índice da região da Ásia e do Pacífico cai para 5%, atrás da América do Norte (26%) e da Europa (22%). Se considerados os países do grupo Bric, formado pelo Brasil, pela Rússia, Índia e China, o índice de otimismo entre as empresas caiu de 60% para 54% no último ano, em contraste com o aumento de 2% para 22% entre os países da zona do euro. BOM CAMINHO - Para Nusbaum, o foco nas economias emergentes têm sido concentrado nos últimos anos nos países do Bric, mas a pesquisa mostra que a América Latina em geral também está em um bom caminho. “Se a atual confiança das empresas se traduzir em crescimento generalizado e sustentado, a próxima década poderá ver a América Latina atingir seu potencial. Se a história econômica da última década foi sobre o Bric, esses resultados sugerem que a próxima década será da América Latina”, afirmou. Dos dez países mais pessimistas, oito são europeus. Além do Japão, o mais pessimista da lista, apenas os Estados Unidos, com índice de 23%, aparece entre os últimos dez do ranking, no 31º lugar. Neste ranking, estão a Espanha (-50%), Irlanda (-45%) e Grécia (-44%), que enfrentam graves crises econômicas e de confiança e que aparecem logo acima do Japão na parte inferior do ranking, seguidos da GrãBretanha (8%), França (10%), Itália (13%) e Holanda (19%). Na relação dos mais otimistas, após o Chile, aparecem a Índia (93%), as Filipinas (87%) e a Suíça (85%). A pesquisa da Grant Thornton ouviu 5.700 presidentes e diretores de empresas de médio e grande porte nos 39 países pesquisados entre novembro e dezembro do ano passado.

O Índice de Commodities Brasil (IC-Br), divulgado esta semana pelo Banco Central (BC), registrou alta 35,37% em 2010, na comparação com o ano anterior. Esse novo índice, lançado mês passado no Relatório de Inflação do BC, mede a variação, aqui no Brasil, dos preços dos produtos básicos cotados internacionalmente (commodities).

Em dezembro, na comparação com novembro, a alta foi de 5,79%. O aumento no período foi influenciado pelo segmento agropecuário, formado por carne de boi, algodão, óleo de soja, trigo, açúcar, milho, café e carne de porco. Nesse segmento, a alta foi de 6,75%. No segmento de metais (alumínio, minério de ferro, cobre, estanho, zinco, chum-

bo e níquel), o aumento no mês passado em relação a novembro foi de 2,84%. No caso da energia (petróleo, gás natural e carvão), o aumento foi de 6,65%. No acumulado do ano passado, a alta do índice também foi puxada pelo agronegócio, com aumento de 45,74%, seguido dos metais (25,85%) e da energia (17,06%).

A alta do IC-Br superou a do índice CRB (Commodity Research Bureau), que apura o desempenho das commodities no mercado internacional. Esse índice apresentou crescimento de 1,61%, em dezembro na comparação com novembro de 2010. Em todo ano passado, a alta do índice internacional foi de 17,22%.

Entre os vários produtos agrícolas com desempenho que influenciou os preços internacionais das commodities, um dos destaques é o trigo

CMYK


Economia

O JORNAL JORNA L A23

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: economia@ojornal-al.com.br

PESQUISA SETOR DE SERVIÇOS

Vendas aquecidas ajudam otimismo A taxa positiva do PIB - Na avaliação de Índice de Confiança de Sales, a variação do Serviços (ICS), que avan- Produto Interno Bruto (PIB) çou 0,3% em dezembro no quarto trimestre de 2010 ante novembro, foi ajuda- ante o período anterior do pelo aquecimento his- pode apresentar um resultórico de vendas e de ne- tado próximo ao registragócios. Até dezembro, o do no terceiro trimestre, na ICS estava em queda há mesma base de comparatrês meses consecutivos, ção, quando mostrou taxa segundo dados divulga- positiva de 0,5%. dos pela Fundação Getúlio O especialista observou Vargas (FGV). que o setor de serviços no Na avaliação de Silvio País representa em torno Sales, economista da FGV, de 60% do total do PIB. O é possível afirmar que o ICS normalmente capta comportamento do mercametade do dedo interno em dezembro sempenho do - que sempre consetor de serviços ta com aumento no Brasil, e a de compras assocurva do indicaciadas ao Natal, e dor tem se mosO setor é de pagamento de trado muito próbenefícios como o muito ligado xima à evolução 13º salário - indo PIB nos últià demanda fluenciou a mumos trimestres, do mercado de acordo com dança de trajetória do indicador. Sales. interno “O setor de No quarto triserviços é muito mestre de 2010, o ligado à demanda ICS caiu 0,3% na do mercado intercomparação com no. Quando o o terceiro trimestre. Além mercado interno disso, o ICS também mosestá aquecido, o setor de trou variação negativa de serviços reage, e a confian- 0,3% no terceiro trimestre, ça também”, explicou Sales. ante o segundo trimestre. Ele comentou ainda que o “Caso a evolução do PIB se ICS em 2010 subiu 16,2% mantenha ‘colada’ à evolucontra 2009 - sendo que este ção do ICS, como foi veriúltimo ano não conta com ficado nos últimos trimestaxa de variação ante ano tres, podemos dizer que o anterior, visto que a série desempenho do PIB pode referente a 2008 foi inicia- mostrar taxa próxima a da em junho. Na compara- 0,5% na margem, de novo, ção com o quarto trimestre no quarto trimestre, ante de 2009, o ICS mostrou alta trimestre imediatamente de 3,1% no quarto trimes- anterior”, concluiu o espetre de 2010. cialista.

Brasileiros lideraram compras de celulares, TVs, câmeras e netbooks Levantamento foi realizado com consumidores de oito países emergentes Os brasileiros lideraram as compras de aparelhos de telefones celulares, televisão de alta definição, de câmeras digitais e netbooks numa lista de oito dos principais países emergentes e industrializados, em 2010. Aconclusão está no estudo da consultoria Accenture. De acordo com a pesquisa anual, o que chamou a atenção foi o “apetite insaciável” dos emergentes por produtos eletrônicos em comparação aos mercados mais estáveis dos países ricos. A consultoria ouviu 8 mil pessoas nos Estados Unidos, Japão, Alemanha, França, Brasil, Rússia, Índia e China. Os brasileiros já são os que mais detêm aparelhos celulares, aparelhos de DVD, televisões normais e netbooks, de acordo com a pesquisa. Cerca de 55% dos brasileiros ouvidos disseram ter comprado um aparelho de telefone celular em 2010. Aproximadamente 30% dos entrevistados afirmaram ter adquirido um aparelho de televisão de alta definição – mesma proporção de consumidores que compraram uma câmera digital. Para o ano de 2011, de acordo com a pesquisa, os produtos que lideram a preferência dos consumidores incluem as TVs de alta definição, computadores e smartphones. Entretanto, o estudo percebe uma diferença crucial entre os mercados emergentes e industrializados. Dos entrevistados em países ricos, 40% disseram não ter intenção de comprar eletrônicos em 2011. Já no Brasil, na Rússia, na Índia e na China este percentual foi de apenas 9%.

O computador e o laptop foram considerados pelos pesquisadores como “os gigantes silenciosos” entre os produtos eletrônicos. “Todo mundo tem um”, escreveram os autores do estudo. Cerca de 93% dos entrevistados em todos os países disseram ter um computador. No Brasil, 35% dos entrevistados disseram ter comprado um PC no ano passado, proporção semelhante à da Índia, mas pouco atrás da China.

O smartphone é um dos produtos de maior consumo em todo o mundo

“Com economias mais estáveis e riqueza crescente entre a classe média desses países, o apetite dos consumidores por tecnologia, especialmente móvel, é insaciável [nesses países]”, diz o estudo. Ao contrário disso, nos

países industrializados não apenas os mercados são mais maduros, como também o efeito da crise econômica é sentido mais fortemente, o que reduz a disposição para gastos nesse segmento.

SMARTPHONES - Os chineses lideraram disparado as compras de smartphones (quase 40% compraram um aparelho no ano passado. No Brasil, foram menos de 20%). O estudo sugeriu que os mercados emergentes estão queimando etapas na aquisição de produtos eletrônicos, em comparação com a trajetória percorrida pelos mercados mais saturados dos países industrializados. “Contrariando as percepções equivocadas mais comuns, um grande segmento de consumidores nos Bric [grupo que reúne Brasil, Rússia, Índia e China] está mais interessado nas tecnologias mais novas e inovadoras que em tecnologias mais baratas com menos funcionalidades”, observou a pesquisa. De acordo com o estudo, as tendências indicam que algumas das novas tecnologias podem estar se tornando obsoletas mais rapidamente. Um exemplo é o computador, cujas taxas de crescimento nas vendas tendem a cair nos próximos anos, ao passo que a demanda por tablet PCs deve crescer 160%.

CPF

GÁS NATURAL

Contribuintes têm documento suspenso

Setor veicular quer recuperar mercado

Atualmente, 1,78 milhão de contribuintes possuem o Cadastro de Pessoa Física (CPF) suspenso no País. Nesses casos, a suspensão ocorreu devido à demora de mais de dois anos para enviar a declaração do Imposto de Renda. Na hora de declarar, não só a renda determina a obrigatoriedade. Quem for isento de pagar IR, por exemplo, tem de declarar se tiver mais que R$ 300 mil em bens. Outros quase 18 milhões de CPFs estão irregulares por falta de entrega do Imposto de Renda nos últimos dois anos ou

O setor de gás natural veicular (GNV) brasileiro espera modificar este ano o quadro de expansão reduzida que experimentou nos últimos dois anos e meio, de acordo com o coordenador do Comitê de GNV do Instituto Brasileiro do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP), Rosalino Fernandes, em entrevista à Agência Brasil. “O crescimento do setor tem sido bastante prejudicado pela baixa competitividade do preço do gás perante combustíveis concorrentes, seja etanol, seja gasolina”, externou. Segundo ele, o preço do gás tem se mantido o mesmo em todo o País, com algumas exceções, como no estado do Rio de Janeiro, onde o governo dá incentivos para o uso do GNV. “Isso faz com que o setor como um todo tenha uma posição positiva. Só que o positivo é diferente daquilo que nós vínhamos experimentando”. O setor de gás natural veicular vinha crescendo a taxas entre 10% e 12% ao ano. Em 2009, cresceu apenas 3%, totalizando 1,6 milhão de veículos convertidos. “Até novembro de 2010, não chegou a 30 mil o número de novas conversões no ano”. A queda do ritmo de crescimento preocupa o IBP, uma vez que a média anual era de 85 mil a 90 mil veículos novos convertidos para usar gás natural veicular. Para sanar a falta de conhecimento dos consumidores sobre o GNV, o IBP deverá promover este ano uma campanha de esclarecimento sobre benefícios e vantagens de se usar um combustível mais limpo e que proporciona melhor desempenho dos veículos.

por conta de erros cadastrais no documento, de acordo com levantamento da Receita Federal, com dados de agosto. Se, após dois anos do não envio da declaração, o contribuinte continua sem entregar o documento, o CPF é suspenso. O consumidor com o documento irregular, seja pendente ou suspenso, pode ter dificuldade para tomar crédito e fazer financiamentos. Além disso, não pode participar de concursos públicos, não consegue tirar passaportes nem abrir uma conta em banco, por exemplo.

CMYK


JORNAL

O JORNAL

A24

Imobiliário

Imóveis.com Theodomiro Jr.

imobiliario@ojornal-al.com.br

BRASIL EM ALTA O Brasil é o país emergente preferido dos investidores imobiliários neste ano, mostra pesquisa realizada pela Associação de Investidores Estrangeiros em Mercado Imobiliário (Afire, na sigla em inglês), organização internacional do setor. Neste ano, o País obteve quase 25% dos votos dos investidores consultados como aquele que tem real possibilidade de receber investimento em 2011. No ano passado, a China estava em primeiro lugar e o Brasil, em segundo. Na terceira posição ficou a Índia. Embora não esteja no top cinco dos países que devem receber mais investimentos imobiliários neste ano, a Rússia figurou entre os emergentes que mais cresceram neste segmento nos últimos dois anos, ficando em décimo lugar. A pesquisa ainda mostra as cidades que mais devem receber investimentos imobiliários neste ano. Em primeiro lugar, aparece Nova York, seguida por Washington, Londres, Paris e Shangai. Os investidores que participaram da pesquisa representam US$ 627 bilhões em ativos imobiliários, sendo que US$ 265 bilhões somente nos Estados Unidos.

PL PARA CONSÓRCIO Tramita na Câmara dos Deputados o PL (Projeto de Lei) 7899/10, de autoria do deputado Manoel Júnior (PMDBPB), que prevê a devolução - imediata - dos valores já pagos pelo consorciado excluído do grupo.

AINDA EM TRÂMITE A proposta altera a lei do sistema de consórcio (11.795/08), que já determina às administradoras de consórcios devolver o valor pago pelo participante, com base no percentual amortizado do total do bem ou serviço na data da assembleia, acrescido dos lucros do dinheiro aplicado, porém, não imediatamente. A medida será analisada pelas comissões de Defesa do Consumidor, de Finanças e Tributação e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: imobiliario@ojornal-al.com.br

Vivendi lança segunda fase do Iloa Residence I Serão comercializadas 24 unidades “quarto e sala” e 12 com dois quartos O crescente interesse dos investidores por unidades quarto e sala e dois quartos levou a Vivendi Empreendimentos a lançar esta semana a segunda etapa do IloaAVida em Família, megaempreendimento em construção na Barra de São Miguel. Mais dois blocos foram disponibilizados para comercialização, sendo 24 unidades quarto e sala e 12 com dois quartos. O diretor da Vivendi, Felipe Cavalcante, afirmou que a demanda por essas unidades foi muito grande. “Dos 40 apartamentos com dois quartos lançados no verão passado, apenas nove estão disponíveis e as unidades quarto e sala se esgotaram em menos de vinte dias. Por isso resolvemos atender a demanda e abrir mais dois blocos dessas unidades”, explicou Cavalcante. A Vivendi está com três pontos de venda do empreendimento: o estande de vendas, com apartamento decorado, entre os dois acessos da Barra de São Miguel, e dois estandes

de apoio, sendo um no Maceió Shopping e outro na Villa Niquim, ambos com visita virtual ao decorado através de um tour em 360 graus. Iniciadas em abril de 2010, as obras do Iloa estão em ritmo acelerado. Dos seis blocos lançados em 2010, quatro deles já estarão com estrutura/alvenaria concluídas no inicio de fevereiro, deixando dois anos para fase de acabamento. Os dois blocos restantes estarão com a estrutura e alvenaria prontas até abril de 2010. Já as obras do Iloa Family Club estão sendo iniciadas este mês. Nesta fase serão construídos o restaurante, a recepção, o parque aquático, o bar da piscina e o complexo esportivo. Aprimeira fase do Iloa, que compõe seis blocos do Iloa Residence I, dois blocos do IloaCondo Resort e o Iloa Family Club, será entregue em dezembro de 2012. Já as 36 unidades da segunda fase, que estão sendo lançadas agora, serão entregues em dezembro 2013.

Maquete eletrônica (acima); canteiro do Iloa: obra em ritmo acelerado

ALUGUÉIS EM JANEIRO O valor de novos contratos de locação residencial de apartamentos e casas com aniversário em janeiro devem ser reajustados em 11,32%, segundo o Secovi-SP (Sindicato de Habitação do Estado de São Paulo). Esta é variação acumulada do indicador em 12 meses (janeiro a dezembro), após a FGV (Fundação Getulio Vargas) divulgar IGP-M de dezembro, que teve alta de 0,69% no mês.

MÃO DE OBRA CARA A inflação na construção civil, que encerrou o ano passado com alta de 7,77%, mais que o dobro da apurada em 2009 (3,25%), foi puxada principalmente por mão de obra mais cara, segundo informou esta semana o coordenador de Análises Econômicas da Fundação Getúlio Vargas (FGV) Salomão Quadros.

UM COISA PUXA A OUTRA Os preços de mão de obra na construção subiram 10,41% no ano passado, após avançarem 7,74% em 2009. A escassez de profissionais qualificados e a disputa das empresas por estes trabalhadores está elevando a remuneração na construção civil.

ACORDO INTERNACIONAL O corretor de imóveis brasileiro poderá se credenciar a partir de agora junto à entidade norte-americana da categoria, a NAR (National Association of Realtors) e realizar transações internacionais. A conquista é fruto de um acordo assinado entre o Sistema Cofeci-Creci e a NAR. Mais no site do Creci-AL.

Programa tem taxa condominial zero e hospedagem no exterior O Iloa criou a promoção “Condomínio Free” para diminuir os custos de manutenção de uma casa de praia. Aderindo à promoção, a administradora condominial terá direito de utilizar o apartamento por 60 dias no ano, sendo 15 dias em janeiro, 15 em julho e 30 dias durante o restante do ano. Em contrapartida, o proprietário terá seu condomínio anual pago pela administradora e poderá utilizar seu apartamento nos restantes 305 dias do ano. Além dessa promoção, quando não estiver usando o imóvel o proprietário poderá também colocá-lo no pool flutuante, que ficará sob gestão da administradora. Ele tanto poderá receber as receitas provenientes desses aluguéis, como poderá acumular créditos e utilizá-los para quitar as taxas condominiais ou suas despesas de consumo. O empreendimento é o primeiro do Brasil a ser comercia-

lizado com o intercâmbio de férias RCI – empresa líder mundial no segmento. Com ele, o proprietário poderá se hospedar em mais de 4.600 hotéis e resorts associados à RCI no Brasil e no mundo. O EMPREENDIMENTO O Iloa Vida em família é um complexo imobiliário turístico que une os prazeres de se ter uma casa de praia mas sem o trabalho inerente a manutenção de um imóvel deste tipo. Aliado a isso, as vantagens de estar dentro do maior complexo de lazer de Alagoas e com baixo custo de manutenção. Ao todo quatro empreendimentos farão parte do Iloa: o Iloa Residence I, com 156 unidades residenciais, o Iloa Residence II, a ser lançado posteriormente, o Iloa Condo Resort, com 96 unidades imobiliárias configuradas como quarto de hotel e o Iloa Family Club, o maior complexo de es-

porte lazer de Alagoas. Todos empreendimentos serão administrados pelo Grupo Solare, maior operadora hoteleira de capital nacional do Norte/ Nordeste do Brasil, que hoje faz parte da ALLIA, terceiro maior grupo hoteleiro do Brasil. Todas as unidades do ILOA terão a comodidade que oferecem os hotéis, com serviço de quarto, camareira, lavanderia, lojas de conveniência, além de compor também da maior área de esporte e lazer do estado, com quatro quadras de tênis, dois campos de futebol, quadra de areia e poliesportiva, piscina adulto e infantil, arvorismo, berçário, restaurante entre vários outros. O projeto contempla 65 mil m² de área verde a beira do rio Niquim. A estrutura de segurança contará com controle de acesso via cartão magnético, monitoramento eletrônico e vigilância 24 horas.

CONDOMÍNIOS

Lei pode proibir venda de vagas a não moradores Os proprietários de imóveis residenciais ou comerciais podem ser proibidos de venderem suas vagas de garagem a pessoas de fora do condomínio em que moram ou trabalham. A Câmara do Deputados analisa o Projeto de Lei 7803/10, do senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), que trata sobre a questão. Pelo texto, entretanto, o aluguel das garagens poderá ser permitido, caso haja autorização na convenção de condomínio. De acordo com informações da Agência Câmara, Crivella argumenta que a medida trará mais segurança, ao impedir que pessoas estranhas frequentem o prédio. A proposta ainda será analisada pelas comissões de Desenvolvimento Urbano e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

EM FOCO

Que fez aniversário na última sexta-feira foi o empresário Luiz Henrique Coelho, diretor-superintendente da Placic Engenharia em Alagoas. A construtora atua tanto na capital alagoana como em Fortaleza (CE), onde foi fundada em 1977. Luiz Henrique formou-se pela Universidade Federal do Ceará e, ao conhecer o território alagoano, resolveu fincar raízes. Luiz Henrique é sócio da Placic junto com José Carlos Braide e Marciano Freitas.

SEGURANÇA NAS FÉRIAS

PESQUISA

Procura por alarmes de monitoramento cresce 20%

Inadimplência ainda é problema para síndicos

A procura por alarmes de monitoramento para imóveis cresce 20% no período de férias, que esta é a época em que muitas pessoas viajam. De acordo com a Siemens, a população está mudando os seus hábitos de proteção, já que 80% das pessoas que procuram por esses equipamentos nunca tiveram alarme monitorado. Além disso, segundo dados do setor, a cada 100 tentativas de furtos em imóveis com alarmes, 94 fracassam. Além do investimento em itens de segurança, é importante que o proprietário preste atenção em suas atitudes. Assim, segundo orientações do Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), ele não deve con-

Pesquisa realizada no Rio de Janeiro e em São Paulo revelou que a inadimplência ainda aparece como um dos principais problemas para os síndicos quando o assunto é a administração do condomínio. No Rio de Janeiro o item foi o segundo mais citado, ficando atrás somente dos conflitos entre moradores. Já em São Paulo, os conflitos entre moradores e, sobretudo, a segurança - primeiro lugar no ranking – estão entre as principais dificuldades na administração de condomínios. No Rio, revela a pesquisa, a dificuldades foram conflitos entre moradores (25%), empregados e legislação trabalhista (20%), aprovação para obras e reformas (17%) e dúvidas sobre as atribuições do cargo (10%).

tar a pessoas estranhas sobre a viagem que fará e deve colocar as malas no carro dentro da garagem, com o portão fechado. Antes de viajar, o dono do imóvel deve comunicar a ausência a um vizinho de confiança e deixar os contatos do local onde estará. Neste período, pedir a esta pessoa para recolher as correspondências que chegarem, já que o acúmulo delas pode denunciar que não há ninguém em casa, e cuidar do jardim, se houver um. Para não parecer que a casa está vazia, o ideal é instalar um aparelho de fotocélula, que acenda as luzes externas à noite e, ao amanhecer o dia, elas apagam sozinhas. Outra medida indicada é

desligar a campainha, para evitar que pessoas mal intencionadas toquem o aparelho a fim de verificar se há gente em casa. Com a campainha desligada, diz o Idec, a dúvida permanece. ASiemens recomenda ainda cuidado na contratação de funcionários e prestadores de serviço, destacando ser importante solicitar atestado de antecedentes criminais e não abrir mão de referências. Além disso, o morador deve verificar se as caixas de correio estão localizadas em áreas bem iluminadas e com travas que previnam roubos ou furtos de correspondências, já que os dados contidos nelas podem ser usados por criminosos.

CMYK


O JORNA L JORNAL

Dois

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: cultura@ojornal-al.com.br

Confira as promoções na Revista da TV

B1

LÊDO IVO para todos Nide Lins Repórter

rosto carrancudo de Lêdo Ivo é apenas uma farsa do jornalista e poeta. Bastam dois dedos de prosa para a sua gargalhada dar o ar da graça, revelando a verdadeira alma do escritor alagoano mais alagoano de todos. Nos seus versos estão presentes o mar, os manguezais, o farol, o mormaço, os peixes; tem Maceió, como mostra o verso: "Quem nasce aqui respira desde a infância um aroma de açúcar, vento, peixe e maresia, sente que o oceano próximo cola em todas as coisas e seres um transparente selo azul. (...)". Lêdo Ivo é um poeta andarilho, mas agora a vida e a obra do alagoano têm porto certo. O farol, a rede de pescar, seus poemas, seus livros, suas medalhas, sua voz para todos viajarem pelo universo do poeta estão no Memorial Lêdo Ivo, recém-inaugurado no Museu Marechal Floriano Peixoto. Numa das paredes do Memorial está estampada a frase: "Minha exatidão não é daquelas que cabem numa caixa de fósforos; é a exatidão do oceano". Mas o oceano de Lêdo Ivo é infinito de poesias, e o poeta navega ao encontro de seu povo. O Memorial é um livro aberto, onde todos se veem, se encontram e se apaixonam pelo alagoano.

O

Leia mais nas páginas B2, B3, B7 e B8.

Ilustrações:- Werber Salles

CMYK


O JORNAL JORNA L

Variedades

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: cultura@ojornal-al.com.br

B2

Ilustração de Werber Salles sobre o livro Ninho de Cobras, no Memorial Lêdo Ivo

Memorial Lêdo Ivo: interativo e contemporâneo "O memorial não deve ser congelado, tem de ser dinâmico, promover concursos literários, ter visitadas guiadas, ser um espaço de pesquisa", diz Lêdo Ivo durante uma breve entrevista ao O JORNAL, no hotel Ponta Verde, perto do mar e do farol, dois ícones da sua poesia. O poeta alagoano só conheceu o memorial no dia da inauguração e, no meio de tanta gente, contemplou o espaço e confessou ter ficado surpreso. No dia seguinte fez questão de percorrer novamente o local acompanhado da amiga Leda

Almeida, historiadora que durante cinco anos foi a guardiã do acervo doado pelo poeta. "Fiquei surpreso com o memorial, é interativo. Viajo com muita frequência, conheço lugares onde a tecnologia foi usada para interação com o público e foi uma grata surpresa constatar que o Estado de Alagoas montou um memorial com recursos tecnológicos. É muito importante utilizar meios dessa natureza, porque poesia é imagem. Leda, Werner e Adriana formam uma equipe competente". A história do Memorial em

Alagoas teve seu princípio a partir dos laços de amizade entre Lêdo Ivo e Leda Almeida, quando ele confiou parte de seu acervo à historiadora, na época diretora do Museu Theo Brandão. O material é um resumo da vida de Lêdo: livros, obras de arte, documentos, fotos e muitas lembranças do escritor que, aos 86 anos, não se rendeu às novas tecnologias: sua máquina de escrever é seu bem mais precioso, indispensável na criação de poemas, crônicas, cartas... Com o acervo encaixotado em três salas do Museu Théo

Brandão, Leda Almeida procurou o secretário de Estado da Cultura, Osvaldo Viégas, que abraçou a ideia e caiu em campo em busca de parcerias para que o memorial saísse das caixas e ganhasse vida em duas salas do Museu do Palácio Floriano Peixoto. Com o projeto elaborado por Leda Almeida, Werner Salles e Adriana Guimarães, a Caixa Econômica Federal acreditou na proposta e investiu R$ 190 mil no Memorial Lêdo Ivo, um espaço interativo, dinâmico e contemporâneo. (N.L.)

Imagens peninsular do poeta O Memorial Lêdo Ivo ocupa duas suítes do Museu Palácio Floriano Peixoto, exatamente 120 metros quadrados, e cada centímetro desperta no visitante o prazer de conhecer o poeta, afinal, não é um memorial estático, tem vida. No espaço é possível ler as obras de Lêdo Ivo, ouvir seus poemas e sua história em vídeos curtos do acervo do documentário "Imagem Peninsular de Ledo Ivo" de Werner Salles, que ganhou uma nova edição de seu irmão, Weber. Os documentários são exibidos em duas salas. Na Sala dos Espelhos cinco telas de plasma mostram Lêdo Ivo contando sua história, suas amizades, suas viagens. Em dois documentários Lêdo Ivo diz: "Minha vida não se resume a livros, mas de incontáveis amizades". Amigos como José Lins do Rego, Graciliano Ramos, Erico Veríssimo e o poeta Manuel Bandeira. "Em 1940 ousei mandar poemas para Manuel Bandeira. Foi minha primeira crítica. Ele, como bom poeta, acertou, minha poesia tem o encantamento verbal. Depois ele me contou que só se manifestava quando o poeta tinha condições de evoluir", lembra Lêdo. Na Sala dos Espelhos a proposta do memorial é que os

visitantes, principalmente os alagoanos, se identifiquem com a obra do escritor. A historiadora Leda Almeida, no seu artigo sobre Lêdo Ivo na Revista Graciliano Ramos, diz: "Sua 'alagoanidade' está presente em cada verso, em cada linha que escreve e foi exatamente essa 'alagoanidade' que o fez universal. Seus textos sempre me parecem impregnados do azul das nossas águas ou do negro do fundo da noite lacruste". O azul também está presente na sala do Farol, com a foto do Porto de Maceió ocupando todo o espaço e no centro um criativo farol, construído com as fotos de Gilvan Rodrigues e de Leda Almeida, que remetem à poesia do alagoano, como o farol tão presente na sua infância. "Quando menino morava no bairro do Farol, vinha de bonde e via os navios, o mar e o farol". A primeira linha do tempo conta a trajetória do escritor desde criança até o casamento com Lêda, com fotos dos amigos e os livros. A segunda linha do tempo mostra as medalhas, diplomas e sua posse na Academia Brasileira de Letras. Nestes dois espaços, as ilustrações do artista plástico Weber Salles retratam suas poesias, seus livros, como o Ninho de Cobras. (N.L.)

Poesias, máquina, foto, busto e objetos de Lêdo Ivo no memorial

Lêdo Ivo autografando o livro Ninho de Cobras no memorial

Na linha do tempo, as conquistas e medalhas de Lêdo Ivo

CMYK


O JORNAL JORNA L

Variedades

B3

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: cultura@ojornal-al.com.br

Fotos: Nide Lins

Curral de peixes, com redes e varetas, vira curral de livros, onde algumas de suas obras ficam expostas para serem lidas no memorial

Curral de livros, o espaço para ler e ouvir poesias Na sala Curral de Livros estão expostos os objetos do escritor, relógio, máquina de escrever, óculos. Em uma das telas de plasma o escritor recita seus poemas; enquanto nas duas outras exibem imagens ligadas a poesias. Mas a grande criatividade é que o curral de peixes, com redes e varetas vira o curral de livros, onde algumas de suas obras ficam expostas e podem ser lidas pelo visitante.

INTERAÇÃO - Para a arquiteta Adriana Guimarães, a concepção do museu é interagir com o público, especialmente os alagoanos. "Queremos que os alagoanos criem o senso do pertencimento apropriando-se do seu universo geográfico através da poesia de Lêdo Ivo, na qual Alagoas está sempre presente", diz arquiteta, que conheceu Lêdo Ivo através do documentário "Imagem Peninsular de Lêdo Ivo".

Já o cineasta Werner Salles, horas antes da inauguração ainda achava que faltava algo para tudo ficar perfeito. Mas ao fazer o circuito do memorial é difícil encontrar falhas, porém ele diz que vai dar mais a vida à Sala do Farol acrescentando o barulhinho do mar. "O memorial é dinâmico, tem voz, tem poesia, tem fotografias, tem encantamento. E o espaço propicia aos visitantes conhecer Alagoas atra-

vés do universo de Lêdo Ivo", conta Werner Salles, que recentemente comprou livros do alagoano em sebo. O Memorial Lêdo Ivo revela também que Alagoas tem talento para criar um equipamento cultural nos moldes do Museu da Língua Portuguesa, interativo, dinâmico, numa linguagem contemporânea, com recursos de multimídia. Pelo visto, a alagoanidade de Lêdo Ivo já é visível e acessível a todos. (N.L.)

Werner Salles na sala dos espelhos: “O memorial é dinâmico, tem poesia”

Adriana Guimarães no curral de livros: a proposta é interagir no memorial

TV ABERTA EDUCATIVA 05h00 05h30 06h00 07h00 08h00 09h00 09h30 10h00 10h30 11h00 11h45 12h00 12h30

-

Via Legal Brasil Eleitor Palavras de Vida Santa Missa Viola Minha Viola A Turma do Pererê Esquadrão Sobre Rodas Castelo Rá-Tim-Bum Janela Janelinha ABZ do Ziraldo Curta Criança Um Menino MuitoMaluquinho Copa São Paulo de Futebol Juniors

TV ALAGOAS 05h00 06h00 07h00 07h30 08h00 10h00 14h00

-

Aventura Selvagem (Reprise) Pesca Alternativa Vrum Ganhe Mais Dinheiro Com Jequiti Igreja Mundial Domingo Legal Eliana

Canal 3 15h00 16h00 17h00 17h30 18h00 19h00 20h00 21h30 22h00 23h30 00h30 01h30

-

Copa São Paulo de Futebol Juniors Ver TV De Lá Pra Cá Cara e Coroa Papo de Mãe Conexão Roberto D'Ávila EsportVisão Nova África Cine Ibermédia A Grande Música DOC TV IV Curta Brasil

Canal 5 18h00 - Roda a Roda Jequiti 18h45 - Programa Silvio Santos 23h00 - De Frente Com Gabi 00h00 - Série - Arquivo Morto // Cold Case 01h00 - Série - Desaparecidos // Without a Trace 02h00 - Série - Estética // Nip/Tuck 03h00 - Encerramento

Canal 7

TV GAZETA 04h50 05h50 06h00 06h30 07h00 08h00 08h30 11h40 12h15 13h30

-

Santa Missa Sagrado Gazeta Rural Pequenas Empresas Globo Rural Auto Esporte Esporte Espetacular O Relógio da Aventura Esquenta! Temperatura Máxima

15h40 19h30 21h45

23h30

- O Dia Depois de Amanhã (Exibição em HD) - Domingão do Faustão - Fantástico - Domingo Maior - X-Men – O Filme (Exibição em HD) - Carnaval 2011 - Compacto da Festa de Lançamento do CD dos sambas-enredo

Canal 11

TV PAJUÇARA 01h15 04h25 04h55 05h45 06h15 07h00 08h00 09h00

-

IURD Bíblia Em Foco Desenhos Bíblicos IURD - Nosso Tempo Desenhos Bíblicos Record Kids Ponto de Luz Informativo Cesmac

09h30 10h00 11h00 14h45 18h45 21h45

00h00 -

Conexão Alagoas da Sorte Tudo é Possível Programa do Gugu Domingo Espetacular Tela Máxima Um Voo Muito Louco IURD

TV BANDEIRANTES Canal 38 06h00 09h30 10h00 11h00 11h45 12h15 14h45 17h45 20h15 21h15 22h00 22h30 23h30 00h00 00h45 02h45

-

Info Brasil Caminhoneiro Info Auto+ Band Kids Sessão Livre - Apolo 13 Torneio Internacional Interclubes de Futebol Feminino - Domingo no Cinema - Abraão - Bones - Acerto de Contas - Que Dureza - Canal Livre - Mundo Fashion - Show Business - Cine Band - Wall Street - Poder e Cobiça - Vida Vitoriosa


O JORNAL

Espaço B4

B5

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: ojornal@ojornal-al.com.br

UMAS POUCAS PALAVRAS

Continua Penedo Seguimos com Penedo, recordando. Pelo menos, diverte e fica um pequeno depoimento sobre a Rua da Penha e seus mundos na transição dos 40 para os 50. Penedo era muito grande para viver na minha cabeça, mas a Rua da Penha era um universo legal. Aconchegante.

Cada um tem no seu espírito as suas recordações, classificadas, arranjadas, superpostas, as mais recentes por cima, as mais antigas por baixo, numa ordem admirável, que apenas ligeiramente é perturbada pelo decurso de um grande tempo, suprimindo-se algumas lembranças ou deslocando-se outras. Basta, porém, que uma causa desperte a adormecida reminiscência, para que venha por assim dizer, à tona do espírito a mais antiga imagem do passado. Esta causa pode ser qualquer, uma harmonia que se ouviu outrora e que novamente se ouve, um lugar por onde algum dia, passou-se e que se torna a ver, um painel, uma voz, uma fisionomia, um aspecto... que lembram-nos pela semelhança ou pelo contraste um aspecto, uma fisionomia, um painel que noutro tempo nos impressionaram.

O que faz Penedo Descansa correndo de um navio afundado.

Sávio de Almeida

Raul Pompeia em um conto: A andorinha da Torre

MIOLO DE POTE: CAPELA, PENEDO E O RESTO DO MUNDO (III)

È a rua a cidade: o que contém e o que é contido Luiz Sávio de Almeida

Honoré de Balzac e a Santa Vitalina Virgem na Rua da Penha

Os mistérios da idade Pelo que lembro, havia uma escala de idade correspondendo às expectativas com relação à pessoa e sua vida social; primeiro menino, depois a gente era rapazinho, rapaz, rapazola e, finalmente, vinha o homem feito, correspondendo a adulto. Vez em quando se ouvia conselhos que faziam apelo a essa construção cronológica sobre a vida: “Deixa disso, meu filho, você já é um rapazinho!” ou “Tome juízo, você já é um homem feito!”. As fases da vida encaminhavam responsabilidades e sempre era cobrado um determinado comportamento, tendo-se uma espécie de enunciado difuso do que seria cabível em cada uma das fases ou intervalos de vida. Em tudo a pessoa deveria ser um bom irmão, bom filho, bom cidadão. A vida era ajustada à expectativa de comportamento e ocorrem os competentes marcadores sociais. Era como se a idade fosse buscando o siso que, além de se encontrar na cabeça, passava pelo dente queiro, quem sabe queixeiro pelos vexamos que ocasiona. É um termo de larga data associado ao siso. Na comédia Eufrosina, sua 3ª edição, fins do século XVIII está feita a associação: “Já nasceu-te o dente queiro?”. Frei Caneca dele tomou conhecimento e o povo no Piauí sabe que ao nascer o dente queiro, fica marcada a metade da vida. Como os dentes nascem no entorno dos vinte anos, era baixíssima a expectativa de vida proposta no chamado universo da cultura popular daquele estado. Tratavase de uma previsão, como também era a medida de dois anos para a altura. Naquela minha Rua da Penha na Penedo, existiam as coisas de menino, coisas de homem feito e por aí... A roupa era um indicador: não se poderia pensar que um homem feito andasse pela rua vestido de calça curta. Este negócio de vestir bermuda, já é depois do paletó lascado atrás que, por sua vez, foi vexame público. Houve resistência nordestina; a ideia era trágica, como se a abertura desguarnecesse o homem, mas isso foi bem depois de Penedo. Aliás, deu uma música cantada por Luiz Gonzaga: Comício do mato. Existiam fronteiras sem nitidez entre as categorias: os limites eram vagos, a escala trabalhava sinais imprecisos mas todo mundo entendia o que se desejava dizer: um homem moço, um homem de certa idade, um homem velho... O que funcionava como limite, como indicador para estar em determinada classe ou conjunto? Difícil dizer, mas estamos diante da experiência de uma sociedade que construíra e seguirá construindo os elementos de sua sociabilidade, dentre eles o senso relacionado à idade, transformando tempos pessoais em referências coletivas. A Rua da Penha, como não poderia deixar de ser, vivia intrincado sistema de relações onde a idade era um dos enunciados centrais, assim como o sexo, mostrando a importância do elemento ligado ao físico, ao biológico no desenvolvimento da vida social. A Rua era um coletivo de gentes e coisas e nela particularizava o que era o geral, fazendo dele algo que era seu, pois, possivelmente, o mundo cabe numa rua.

Onde estavam rua e cidade Era mais fácil localizar a cidade na Rua da Penha, do que ela em Penedo, e foi assim que a Penha ficou em minha memória e fixou um grande momento de felicidade e talvez, por isso mesmo, eu tenda sempre a voltar a ela. Não sei viver sem, vez em quando, escrever uma garatuja sobre a Penha. Isso significa que meus rabiscos de criança continuam atuais. E quem sabe, jamais emocionalmente recusar-me-ei a viver o seu tempo. A Nossa Senhora é uma homenagem ao aparecimento de Nossa Senhora a Simão Vela, algo que se deu na Espanha em uma serra conhecida como Penha da França. A história é bonita e até mesmo recupera Carlos Magno. Eu entendo quando João do Rio diz que a rua tem alma; se ela não tivesse, seria facilmente enterrada. Chego a achar que a Rua da Penha é a inteira liberdade de caber em uma memória e que ao se pensar nessa coisa que é urbana, o sentimento estreita para o local onde o dito urbano foi vivido. Parece-me simples: enquanto a Rua era movimento, Penedo era parada. Como pode o todo parar e a parte se movimentar? Eu ia buscar em Penedo, o que correspondia à necessidade da Rua. Eu ia ao cinema e voltava para a Rua da Penha; ia ao Ginásio e voltava para a Rua da Penha. A Rua da Penha era a convergência da vida; era como se a pessoa realmente nunca fosse, pois sempre estava, desde que a busca incorporava o estar na rua e ser da rua. Eu não ia procurar os negócios do Fortunato com mamona em Penedo. Eles não me interessavam, a não ser pelo fato de que Fortunato era interessantemente gordo e eu retirava a sua gordura para comentário na Rua da Penha, deixando a mamona no armazém, do qual me lembro perfeitamente. Ele somente entrava na Rua da Penha através de mim e, então, a minha rua

implica em filtros. O Banco do Brasil de meu pai, não me fazia qualquer sentido. Eu lá sabia o que era Banco? E nem estava interessado em saber. Dele, somente duas coisas ficaram inesquecíveis e então foram para a minha Rua da Penha. O cheiro do café sendo feito em cafeteira de álcool, que rescendia, deixando a agência certa de que o contínuo havia feito e logo se teria um cafezinho quente. A outra eram as piabas colocadas no tanque que ficava na lateral direita do Banco. Não sei a razão, um contínuo foi me mostrar o tanque, levantou a tampa e o sol bateu nos costados prateados de piaba. Do banco restaram um cheiro que me persegue e uma piaba que me alegra, tanto que por anos criei piaba em aquário. As formas, as situações eram reduzidas ao local que, por conseqüência, representa a si mesmo e ao todo: haveria uma mínima representatividade de Penedo e ele seria a rua. Então Penedo desaparecia sem sumir ou, aproveitando a genial criação nordestina: invultava-se. Não existia uma gente penedense; existia o que se chama de vizinhança. Vizinhança é outra expressão mágica que nada precisa e a tudo informa como na frase: “É ali pela vizinhança”. E esta outra unidade abrangia ao que vou chamar de o grande território da rua. A minha Rua da Penha ia do Grupo Escolar Gabino Besouro à praça do Colégio das Freiras, pegava o Beco da Preguiça, o pedaço da Rosário Estreito pós Preguiça indo em direção ao Rosário Largo e não passava dali. Nisso, havia a Rua da Penha da Rua da Penha, o miolo e ele é radicado em nomes, o que me permite dizer que uma rua são pessoas, pelo menos na minha cabeça vendo naqueles tempos. Seis marcos adultos ficaram: Dr. Agnelo e sua esposa, seu Cazuza, Seu Pontes e sua esposa, Dona América. De

jovens: Irma, Iolanda e por incrível que pareça, uma moça chamada Leda Luna que não era da Rua da Penha mas eu a carrego para lá e depois eu conto a razão. Um dentista, um dono de uma bodega, um contador, uma viúva. Menino, três a quatro. Um deles estudou comigo no Ginásio Diocesano, morava na mesma rua, mas convivíamos na escola. Acho que se chamava Estevão não dou por certo - e que morava com um irmão e não era de Penedo mesmo. Chega na minha cabeça o nome Calumby. Mas essas pessoas apenas referem e não definem a minha rua. Termino por entender que a rua sou eu, é como se acontecesse, permita-me o termo, um processo de egosemelhança que evidentemente não conduz por obrigação a uma igualdade, sendo um processo de variabilização, palavra feia, mas permite falar em níveis de densidade, tempo e outras mais interferentes que podem fazer, inclusive, que em determinado momento a própria semelhança seja rompida. A não ser assim, era preciso colocar a rua dentro de um espaço absoluto e isolado, o que não seria possível, pois convenhamos que uma rua é uma rua, apesar de ser semelhante a mim e nem eu mesmo posso ser pensado como isolado. Se não houvesse qualquer outra companhia para mim, restariam, o tempo e o espaço, aquilo mínimo que me permite a diferenciação. Eu sou o fundador de uma Rua da Penha e desconfio que sua maior bondade é não ter existido somente para mim. Então as suas dimensões tendem ao infinito, ela é sempre o desdobramento de si mesma tendo a sua identidade nutrida justamente por sua diversificação. É como se ela ficasse sempre à espera do que se dissesse sobre ela, existindo, no entanto, independente disso. Hoje eu falo sobre ela; um poeta já falou. Essas falas

vão fazendo parte de uma história, entranhando-se com o calçamento, somando-se às mais diversas falas mudas, ou, melhor dizendo, recolhidas no tempo. O que diria Zé Lodaro sobre a rua? O Bandeira? A Gogó de Aço? Todos eram doidos a andarem pela Penha. Todos a fizeram e a nenhum se escuta. Zé Lodaro era um moreno forte, andava com um saco nas costas, bigode, desgranhado e sujo. Era conhecido como Zé Lodaro Come Pano Penico Véio Amerciano. Eu passava por ele sem medo, mas os meninos - não os do nosso grupo - atanazavam e o vi jogando pedra, mas somente depois de ser maltratado. Corria que era doido de pedra, mas era o contrário; os outros é que eram. Nunca tive medo do Zé Lodaro; se ele vinha na calçada, eu cruzava com ele sem qualquer problema, apesar da vara que ele andava com ela na mão. Gogó de Aço era velha, magrinha que nem um caniço, vestida de chita, composta como outrora. Lembro dela sentada no meio fio, Rosário Largo, comendo em uma cuia de exqueijo-do-reino e bote ex mesmo. Tinha bócio e daí o Gogó de Aço. Gogó era o Pomo de Adão e como a pobre tinha um papo saliente, veio o Gogó de Aço. Acho que Penedo era impiedosa com seus doidos, com seus loucos. Ela carregava um epíteto: a Cag... na Cuia. A razão, eu não sei. Podem ter apanhado a velha em urgente estado de precisão. Bandeira passava muito menos pela Penha; era um homem grande, andando depressa e diziam que se aborrecia ao ouvir a palavra pruquê. Retrucava: “Pruquê uma pitomba!” e continuava a marcha. Lembro dele na calçada da casa da Cristina, quase em frente à casa do Sales, hoje Fundação Casa do Penedo. Eles eram transeuntes, a rua era uma passagem, um corredor para aqui e para ali; eu os retive na rua.

No tempo de lascado e de bermuda, eu já estava muito longe da Rua da Penha. Nos tempos da rua, jamais se perdoaria a uma mulher velha andar vestida como se fosse uma mocinha: aquilo era amostrada, uma sebite. E se fosse moça velha então... Somava o sebitismo ao singelo fato de ser uma solteirona o que, por si, era um novo enunciado relativo à idade. Passou de tempo, virou, como maldosamente se dizia, uma promissória não descontada. Solteirona é uma espécie de aumentativo de solteira, e o status se complicava a partir de uns 25 para trinta anos, quando a mulher já era acusada de ter dado o tiro na macaca. Pelos 25, era dito que a moça deu o primeiro tiro e aos trinta, já era uma balzaquiana, o contrário de brotinho. Por aí, Penedo estava pertinho de Honoré de Balzac, sem ter lido A mulher de trinta anos. Existe uma Santa Vitalina Virgem. Ela morre e o Bispo chamado São Martinho pouco tempo depois segue em visita ao túmulo. Pergunta como é que ela estava. Isso foi contado por um beneditino da Congreção de São Mauro em livro traduzido e aparecido em Lisboa em 1751. O título é imenso: Avisos e reflexões sobre o que deve obrar um religioso, para satisfazer a seu estado. A história é tão fantástica que é melhor deixar o monge conversar à vontade. Vamos ler: “[...] algum tempo depois da morte dessa Santa lhe perguntou, em que estado estava; ela lhe respondeu de dentro da sepultura, que estava no Purgatório. Por haver lavado o rosto na sexta feira, dia consagrado à Memória e Paixão de Jesus Cristo; e o Santo Bispo lhe alcançou com sua orações, que daí a três dias saísse daquelas penas”. A história fica por conta do monge. Eis aí a “Vitalina sorror beatíssima”. É claro que ela andou fazendo milagre como destacou Juan Basilio Santoro no seu Prado Espiritual, publicado em Valadoli no ano de M.DCXIIII. Vitalina virgo... Eu não sei se no conceito de vitalinidade encontrava-se o ser virgem, mas sem dúvida está numa expressão equivalente: moça velha. Moça tinha dois significados com um deles referindo-se à idade e outro à virgindade. O que estaria significando outra expressão genial: dona moça? Dona é ambíguo: pode ser senhora ou prostituta. O dona moça dá um ar pudendo. Pois bem, a história da Beatissima nos leva a entender que os pequenos pecados, aqueles dos quais a gente nem se dá conta, afastam pacas de Deus na hora do julgamento, do para-onde-ir. É o que julgo ter o Padre Giuseppe Antonio Bordoni chamado atenção em seu Discorsi per l'esercizio della buona morte (MDCCLX). Ele pede uma constante atenção para com as mazelas do dia a dia; lembra o que sofreu São Severino, somente por não ter recitado o Ofício na hora determinada? Lembra da moça que ouviu uma canção de senso obsceno?. Diz o Padre: “La soffri una Santa Vitalina, solo perche in giorno di Venerdi si lavo Il capo [...]”. Esse solo perche é os nove-fora da contenda, passagem para purgatório ou céu, que não chegam a levar para o inferno. Na geografia celeste da Rua da Penha, havia também caso de limbo. Santa Vitalina Virgem padeceu pelos pecados pequenos, espécie de lição. Lá na Rua da Penha o coração da minha Aquarela do Brasil - falava-se em dona moça, moça velha, vitalina. E ela que celebrava a virgindade em sua temporada de santa, passou a ser motivo de escárnio por conservar a sua. Ela que significa qualquer coisa como plena de vida, sofria a mazela de ficar pelos can-

tos, com a obrigação de cuidar dos velhos, sendo maltratada por atroz anedotário. Na minha cabeça, desse Lina vem lhena e plena. Lembro de algumas linas, lhenas e plenas que viviam em nossa rua. Não sei se a Rua da Penha era fértil, mas tinha um bocado de moça velha, gente que ficou para titia. Fico pensado na vingança produzida pelo imaginário de uma moça velha, que se vê condenada ao só da velhice. Era a donzela profissional como escreveria Rachel de Queiroz em crônica. Na verdade, contudo, elas eram descuido de Santo Antônio, o de Lisboa, exatamente o santo casamenteiro e que é considerado um Doutor da Igreja. São Gonçalo do Amarante - que era um santo meio de galhofa - também tinha seu quê de casamenteiro: “São Gonçalo do Amarante, casamenteiro das velhas; não casaram enquanto moças, muito mal fizeram elas”. Nasceu em Amarante e foi da Ordem dos Pregadores, Portugal. Existe o São Gonçalo Garcia que era um santo pardo, proveniência hindu, sem fidalguia, imerso na negociação política dos pardos na sociedade penedense, devoção dos meados do século XVIII. São Gonçalo Garcia é negociador da “pardicidade” da sociedade penedense e note-se que se entroniza sua devoção pelo lado popular, pois não era oficialmente santo e sim um beato. O pardo busca o beato e o entroniza em posição central naqueles idos de Penedo, sinal da necessidade de afirmação política do grupo e nenhuma indicação, necessariamente, de nobreza. Ele era mais do que o branco, no testemunho da gente mestiçada, conforme se tem em discurso de Frei de Santa Maria de Jaboatão, de acordo com que li em Ribeiro (2007). A vitalina era motivo de galhofa, e quando algo não cheirava bem dizia-se ser coisa de moça velha falastrona, exagerada, amostrada na janela à espera dos caixeiros-viajantes, emplastada de pó de arroz e rouge, quem sabe o carmim no batom. Estava estereotipada numa antiga música da qual nem a origem se sabe, talvez peça de circo, coisa de fazer graça: o bota pó, vitalina tira pó. Coitada, a música dava-lhe uma rotina impressionante e um fim definitivo. Quando ela era bonita, bem que se ouvia: “Coitada, tão bonita e ficou solteira. Dizem que foi uma paixão recolhida!”. Conheci gente de paixão recolhida no Penedo. Paixão recolhida deve ser dolorosa, forçada a ficar em segredo, em silêncio, ardendo como fogo sem ter chama e nem fumaça. Penedo cantou muito no carnaval, uma marchinha sobre a balzaquina. Foi de grande sucesso no carnaval de 1950, composição de Antônio Nássara e Wilson Batista cantada por Jorge Goulart que seria o marido da Nora Ney. Nunca entendi, naquele tempo, foi o penúltimo verso no lugar do que se chamava arremate da música e acusei minha irmã de estar dizendo imoralidade. Nássara é autor do famoso Alalaô e um grande artista. Wilson Batista é mais do que conhecido. Nora Ney era mais velha do que Jorge Goulart que morreu primeiro; ela começou em 1952 e, sem dúvida, tornou-se a grande interprete do sambacanção. Anos depois, aparece uma resposta numa música que não teve qualquer expressão composta por Denis Brean e Oswaldo Guilherme e é citada no livro de Renato Vivacqua: Crônica carnavalesca da história: a história cantada e contada pela música.


O JORNAL

Espaço B4

B5

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: ojornal@ojornal-al.com.br

UMAS POUCAS PALAVRAS

Continua Penedo Seguimos com Penedo, recordando. Pelo menos, diverte e fica um pequeno depoimento sobre a Rua da Penha e seus mundos na transição dos 40 para os 50. Penedo era muito grande para viver na minha cabeça, mas a Rua da Penha era um universo legal. Aconchegante.

Cada um tem no seu espírito as suas recordações, classificadas, arranjadas, superpostas, as mais recentes por cima, as mais antigas por baixo, numa ordem admirável, que apenas ligeiramente é perturbada pelo decurso de um grande tempo, suprimindo-se algumas lembranças ou deslocando-se outras. Basta, porém, que uma causa desperte a adormecida reminiscência, para que venha por assim dizer, à tona do espírito a mais antiga imagem do passado. Esta causa pode ser qualquer, uma harmonia que se ouviu outrora e que novamente se ouve, um lugar por onde algum dia, passou-se e que se torna a ver, um painel, uma voz, uma fisionomia, um aspecto... que lembram-nos pela semelhança ou pelo contraste um aspecto, uma fisionomia, um painel que noutro tempo nos impressionaram.

O que faz Penedo Descansa correndo de um navio afundado.

Sávio de Almeida

Raul Pompeia em um conto: A andorinha da Torre

MIOLO DE POTE: CAPELA, PENEDO E O RESTO DO MUNDO (III)

È a rua a cidade: o que contém e o que é contido Luiz Sávio de Almeida

Honoré de Balzac e a Santa Vitalina Virgem na Rua da Penha

Os mistérios da idade Pelo que lembro, havia uma escala de idade correspondendo às expectativas com relação à pessoa e sua vida social; primeiro menino, depois a gente era rapazinho, rapaz, rapazola e, finalmente, vinha o homem feito, correspondendo a adulto. Vez em quando se ouvia conselhos que faziam apelo a essa construção cronológica sobre a vida: “Deixa disso, meu filho, você já é um rapazinho!” ou “Tome juízo, você já é um homem feito!”. As fases da vida encaminhavam responsabilidades e sempre era cobrado um determinado comportamento, tendo-se uma espécie de enunciado difuso do que seria cabível em cada uma das fases ou intervalos de vida. Em tudo a pessoa deveria ser um bom irmão, bom filho, bom cidadão. A vida era ajustada à expectativa de comportamento e ocorrem os competentes marcadores sociais. Era como se a idade fosse buscando o siso que, além de se encontrar na cabeça, passava pelo dente queiro, quem sabe queixeiro pelos vexamos que ocasiona. É um termo de larga data associado ao siso. Na comédia Eufrosina, sua 3ª edição, fins do século XVIII está feita a associação: “Já nasceu-te o dente queiro?”. Frei Caneca dele tomou conhecimento e o povo no Piauí sabe que ao nascer o dente queiro, fica marcada a metade da vida. Como os dentes nascem no entorno dos vinte anos, era baixíssima a expectativa de vida proposta no chamado universo da cultura popular daquele estado. Tratavase de uma previsão, como também era a medida de dois anos para a altura. Naquela minha Rua da Penha na Penedo, existiam as coisas de menino, coisas de homem feito e por aí... A roupa era um indicador: não se poderia pensar que um homem feito andasse pela rua vestido de calça curta. Este negócio de vestir bermuda, já é depois do paletó lascado atrás que, por sua vez, foi vexame público. Houve resistência nordestina; a ideia era trágica, como se a abertura desguarnecesse o homem, mas isso foi bem depois de Penedo. Aliás, deu uma música cantada por Luiz Gonzaga: Comício do mato. Existiam fronteiras sem nitidez entre as categorias: os limites eram vagos, a escala trabalhava sinais imprecisos mas todo mundo entendia o que se desejava dizer: um homem moço, um homem de certa idade, um homem velho... O que funcionava como limite, como indicador para estar em determinada classe ou conjunto? Difícil dizer, mas estamos diante da experiência de uma sociedade que construíra e seguirá construindo os elementos de sua sociabilidade, dentre eles o senso relacionado à idade, transformando tempos pessoais em referências coletivas. A Rua da Penha, como não poderia deixar de ser, vivia intrincado sistema de relações onde a idade era um dos enunciados centrais, assim como o sexo, mostrando a importância do elemento ligado ao físico, ao biológico no desenvolvimento da vida social. A Rua era um coletivo de gentes e coisas e nela particularizava o que era o geral, fazendo dele algo que era seu, pois, possivelmente, o mundo cabe numa rua.

Onde estavam rua e cidade Era mais fácil localizar a cidade na Rua da Penha, do que ela em Penedo, e foi assim que a Penha ficou em minha memória e fixou um grande momento de felicidade e talvez, por isso mesmo, eu tenda sempre a voltar a ela. Não sei viver sem, vez em quando, escrever uma garatuja sobre a Penha. Isso significa que meus rabiscos de criança continuam atuais. E quem sabe, jamais emocionalmente recusar-me-ei a viver o seu tempo. A Nossa Senhora é uma homenagem ao aparecimento de Nossa Senhora a Simão Vela, algo que se deu na Espanha em uma serra conhecida como Penha da França. A história é bonita e até mesmo recupera Carlos Magno. Eu entendo quando João do Rio diz que a rua tem alma; se ela não tivesse, seria facilmente enterrada. Chego a achar que a Rua da Penha é a inteira liberdade de caber em uma memória e que ao se pensar nessa coisa que é urbana, o sentimento estreita para o local onde o dito urbano foi vivido. Parece-me simples: enquanto a Rua era movimento, Penedo era parada. Como pode o todo parar e a parte se movimentar? Eu ia buscar em Penedo, o que correspondia à necessidade da Rua. Eu ia ao cinema e voltava para a Rua da Penha; ia ao Ginásio e voltava para a Rua da Penha. A Rua da Penha era a convergência da vida; era como se a pessoa realmente nunca fosse, pois sempre estava, desde que a busca incorporava o estar na rua e ser da rua. Eu não ia procurar os negócios do Fortunato com mamona em Penedo. Eles não me interessavam, a não ser pelo fato de que Fortunato era interessantemente gordo e eu retirava a sua gordura para comentário na Rua da Penha, deixando a mamona no armazém, do qual me lembro perfeitamente. Ele somente entrava na Rua da Penha através de mim e, então, a minha rua

implica em filtros. O Banco do Brasil de meu pai, não me fazia qualquer sentido. Eu lá sabia o que era Banco? E nem estava interessado em saber. Dele, somente duas coisas ficaram inesquecíveis e então foram para a minha Rua da Penha. O cheiro do café sendo feito em cafeteira de álcool, que rescendia, deixando a agência certa de que o contínuo havia feito e logo se teria um cafezinho quente. A outra eram as piabas colocadas no tanque que ficava na lateral direita do Banco. Não sei a razão, um contínuo foi me mostrar o tanque, levantou a tampa e o sol bateu nos costados prateados de piaba. Do banco restaram um cheiro que me persegue e uma piaba que me alegra, tanto que por anos criei piaba em aquário. As formas, as situações eram reduzidas ao local que, por conseqüência, representa a si mesmo e ao todo: haveria uma mínima representatividade de Penedo e ele seria a rua. Então Penedo desaparecia sem sumir ou, aproveitando a genial criação nordestina: invultava-se. Não existia uma gente penedense; existia o que se chama de vizinhança. Vizinhança é outra expressão mágica que nada precisa e a tudo informa como na frase: “É ali pela vizinhança”. E esta outra unidade abrangia ao que vou chamar de o grande território da rua. A minha Rua da Penha ia do Grupo Escolar Gabino Besouro à praça do Colégio das Freiras, pegava o Beco da Preguiça, o pedaço da Rosário Estreito pós Preguiça indo em direção ao Rosário Largo e não passava dali. Nisso, havia a Rua da Penha da Rua da Penha, o miolo e ele é radicado em nomes, o que me permite dizer que uma rua são pessoas, pelo menos na minha cabeça vendo naqueles tempos. Seis marcos adultos ficaram: Dr. Agnelo e sua esposa, seu Cazuza, Seu Pontes e sua esposa, Dona América. De

jovens: Irma, Iolanda e por incrível que pareça, uma moça chamada Leda Luna que não era da Rua da Penha mas eu a carrego para lá e depois eu conto a razão. Um dentista, um dono de uma bodega, um contador, uma viúva. Menino, três a quatro. Um deles estudou comigo no Ginásio Diocesano, morava na mesma rua, mas convivíamos na escola. Acho que se chamava Estevão não dou por certo - e que morava com um irmão e não era de Penedo mesmo. Chega na minha cabeça o nome Calumby. Mas essas pessoas apenas referem e não definem a minha rua. Termino por entender que a rua sou eu, é como se acontecesse, permita-me o termo, um processo de egosemelhança que evidentemente não conduz por obrigação a uma igualdade, sendo um processo de variabilização, palavra feia, mas permite falar em níveis de densidade, tempo e outras mais interferentes que podem fazer, inclusive, que em determinado momento a própria semelhança seja rompida. A não ser assim, era preciso colocar a rua dentro de um espaço absoluto e isolado, o que não seria possível, pois convenhamos que uma rua é uma rua, apesar de ser semelhante a mim e nem eu mesmo posso ser pensado como isolado. Se não houvesse qualquer outra companhia para mim, restariam, o tempo e o espaço, aquilo mínimo que me permite a diferenciação. Eu sou o fundador de uma Rua da Penha e desconfio que sua maior bondade é não ter existido somente para mim. Então as suas dimensões tendem ao infinito, ela é sempre o desdobramento de si mesma tendo a sua identidade nutrida justamente por sua diversificação. É como se ela ficasse sempre à espera do que se dissesse sobre ela, existindo, no entanto, independente disso. Hoje eu falo sobre ela; um poeta já falou. Essas falas

vão fazendo parte de uma história, entranhando-se com o calçamento, somando-se às mais diversas falas mudas, ou, melhor dizendo, recolhidas no tempo. O que diria Zé Lodaro sobre a rua? O Bandeira? A Gogó de Aço? Todos eram doidos a andarem pela Penha. Todos a fizeram e a nenhum se escuta. Zé Lodaro era um moreno forte, andava com um saco nas costas, bigode, desgranhado e sujo. Era conhecido como Zé Lodaro Come Pano Penico Véio Amerciano. Eu passava por ele sem medo, mas os meninos - não os do nosso grupo - atanazavam e o vi jogando pedra, mas somente depois de ser maltratado. Corria que era doido de pedra, mas era o contrário; os outros é que eram. Nunca tive medo do Zé Lodaro; se ele vinha na calçada, eu cruzava com ele sem qualquer problema, apesar da vara que ele andava com ela na mão. Gogó de Aço era velha, magrinha que nem um caniço, vestida de chita, composta como outrora. Lembro dela sentada no meio fio, Rosário Largo, comendo em uma cuia de exqueijo-do-reino e bote ex mesmo. Tinha bócio e daí o Gogó de Aço. Gogó era o Pomo de Adão e como a pobre tinha um papo saliente, veio o Gogó de Aço. Acho que Penedo era impiedosa com seus doidos, com seus loucos. Ela carregava um epíteto: a Cag... na Cuia. A razão, eu não sei. Podem ter apanhado a velha em urgente estado de precisão. Bandeira passava muito menos pela Penha; era um homem grande, andando depressa e diziam que se aborrecia ao ouvir a palavra pruquê. Retrucava: “Pruquê uma pitomba!” e continuava a marcha. Lembro dele na calçada da casa da Cristina, quase em frente à casa do Sales, hoje Fundação Casa do Penedo. Eles eram transeuntes, a rua era uma passagem, um corredor para aqui e para ali; eu os retive na rua.

No tempo de lascado e de bermuda, eu já estava muito longe da Rua da Penha. Nos tempos da rua, jamais se perdoaria a uma mulher velha andar vestida como se fosse uma mocinha: aquilo era amostrada, uma sebite. E se fosse moça velha então... Somava o sebitismo ao singelo fato de ser uma solteirona o que, por si, era um novo enunciado relativo à idade. Passou de tempo, virou, como maldosamente se dizia, uma promissória não descontada. Solteirona é uma espécie de aumentativo de solteira, e o status se complicava a partir de uns 25 para trinta anos, quando a mulher já era acusada de ter dado o tiro na macaca. Pelos 25, era dito que a moça deu o primeiro tiro e aos trinta, já era uma balzaquiana, o contrário de brotinho. Por aí, Penedo estava pertinho de Honoré de Balzac, sem ter lido A mulher de trinta anos. Existe uma Santa Vitalina Virgem. Ela morre e o Bispo chamado São Martinho pouco tempo depois segue em visita ao túmulo. Pergunta como é que ela estava. Isso foi contado por um beneditino da Congreção de São Mauro em livro traduzido e aparecido em Lisboa em 1751. O título é imenso: Avisos e reflexões sobre o que deve obrar um religioso, para satisfazer a seu estado. A história é tão fantástica que é melhor deixar o monge conversar à vontade. Vamos ler: “[...] algum tempo depois da morte dessa Santa lhe perguntou, em que estado estava; ela lhe respondeu de dentro da sepultura, que estava no Purgatório. Por haver lavado o rosto na sexta feira, dia consagrado à Memória e Paixão de Jesus Cristo; e o Santo Bispo lhe alcançou com sua orações, que daí a três dias saísse daquelas penas”. A história fica por conta do monge. Eis aí a “Vitalina sorror beatíssima”. É claro que ela andou fazendo milagre como destacou Juan Basilio Santoro no seu Prado Espiritual, publicado em Valadoli no ano de M.DCXIIII. Vitalina virgo... Eu não sei se no conceito de vitalinidade encontrava-se o ser virgem, mas sem dúvida está numa expressão equivalente: moça velha. Moça tinha dois significados com um deles referindo-se à idade e outro à virgindade. O que estaria significando outra expressão genial: dona moça? Dona é ambíguo: pode ser senhora ou prostituta. O dona moça dá um ar pudendo. Pois bem, a história da Beatissima nos leva a entender que os pequenos pecados, aqueles dos quais a gente nem se dá conta, afastam pacas de Deus na hora do julgamento, do para-onde-ir. É o que julgo ter o Padre Giuseppe Antonio Bordoni chamado atenção em seu Discorsi per l'esercizio della buona morte (MDCCLX). Ele pede uma constante atenção para com as mazelas do dia a dia; lembra o que sofreu São Severino, somente por não ter recitado o Ofício na hora determinada? Lembra da moça que ouviu uma canção de senso obsceno?. Diz o Padre: “La soffri una Santa Vitalina, solo perche in giorno di Venerdi si lavo Il capo [...]”. Esse solo perche é os nove-fora da contenda, passagem para purgatório ou céu, que não chegam a levar para o inferno. Na geografia celeste da Rua da Penha, havia também caso de limbo. Santa Vitalina Virgem padeceu pelos pecados pequenos, espécie de lição. Lá na Rua da Penha o coração da minha Aquarela do Brasil - falava-se em dona moça, moça velha, vitalina. E ela que celebrava a virgindade em sua temporada de santa, passou a ser motivo de escárnio por conservar a sua. Ela que significa qualquer coisa como plena de vida, sofria a mazela de ficar pelos can-

tos, com a obrigação de cuidar dos velhos, sendo maltratada por atroz anedotário. Na minha cabeça, desse Lina vem lhena e plena. Lembro de algumas linas, lhenas e plenas que viviam em nossa rua. Não sei se a Rua da Penha era fértil, mas tinha um bocado de moça velha, gente que ficou para titia. Fico pensado na vingança produzida pelo imaginário de uma moça velha, que se vê condenada ao só da velhice. Era a donzela profissional como escreveria Rachel de Queiroz em crônica. Na verdade, contudo, elas eram descuido de Santo Antônio, o de Lisboa, exatamente o santo casamenteiro e que é considerado um Doutor da Igreja. São Gonçalo do Amarante - que era um santo meio de galhofa - também tinha seu quê de casamenteiro: “São Gonçalo do Amarante, casamenteiro das velhas; não casaram enquanto moças, muito mal fizeram elas”. Nasceu em Amarante e foi da Ordem dos Pregadores, Portugal. Existe o São Gonçalo Garcia que era um santo pardo, proveniência hindu, sem fidalguia, imerso na negociação política dos pardos na sociedade penedense, devoção dos meados do século XVIII. São Gonçalo Garcia é negociador da “pardicidade” da sociedade penedense e note-se que se entroniza sua devoção pelo lado popular, pois não era oficialmente santo e sim um beato. O pardo busca o beato e o entroniza em posição central naqueles idos de Penedo, sinal da necessidade de afirmação política do grupo e nenhuma indicação, necessariamente, de nobreza. Ele era mais do que o branco, no testemunho da gente mestiçada, conforme se tem em discurso de Frei de Santa Maria de Jaboatão, de acordo com que li em Ribeiro (2007). A vitalina era motivo de galhofa, e quando algo não cheirava bem dizia-se ser coisa de moça velha falastrona, exagerada, amostrada na janela à espera dos caixeiros-viajantes, emplastada de pó de arroz e rouge, quem sabe o carmim no batom. Estava estereotipada numa antiga música da qual nem a origem se sabe, talvez peça de circo, coisa de fazer graça: o bota pó, vitalina tira pó. Coitada, a música dava-lhe uma rotina impressionante e um fim definitivo. Quando ela era bonita, bem que se ouvia: “Coitada, tão bonita e ficou solteira. Dizem que foi uma paixão recolhida!”. Conheci gente de paixão recolhida no Penedo. Paixão recolhida deve ser dolorosa, forçada a ficar em segredo, em silêncio, ardendo como fogo sem ter chama e nem fumaça. Penedo cantou muito no carnaval, uma marchinha sobre a balzaquina. Foi de grande sucesso no carnaval de 1950, composição de Antônio Nássara e Wilson Batista cantada por Jorge Goulart que seria o marido da Nora Ney. Nunca entendi, naquele tempo, foi o penúltimo verso no lugar do que se chamava arremate da música e acusei minha irmã de estar dizendo imoralidade. Nássara é autor do famoso Alalaô e um grande artista. Wilson Batista é mais do que conhecido. Nora Ney era mais velha do que Jorge Goulart que morreu primeiro; ela começou em 1952 e, sem dúvida, tornou-se a grande interprete do sambacanção. Anos depois, aparece uma resposta numa música que não teve qualquer expressão composta por Denis Brean e Oswaldo Guilherme e é citada no livro de Renato Vivacqua: Crônica carnavalesca da história: a história cantada e contada pela música.


O JORNAL JORNA L

Variedades B6

Roteiro

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: cultura@ojornal-al.com.br

Artes plásticas Música Teatro Dança Cinema Literatura Artesanato

cultura@ojornal-al.com.br

Hoje

Sexta-feira

 Luciano Marinho, João Paulo, Allan Bastos, Toinho Antunes, Serginho Lamecci, Andrea Moraes, Blues Maskavo, Código 4, Trem Balla e Atiba Taylor Trio são algumas das atrações do 3° Réveillon dos Músicos. A música começa a partir das 13h, no Quintal Restaurante Música e Bar (Praça São Pedro, 460, na praia de Garça Torta, Maceió - próximo ao restaurante Lua Cheia). Ingresso: R$ 5.

Amanhã  A tradicional Feira de Troca de Livros do Sesc chega a sua 21ª edição e afirma-se como a principal alternativa para famílias de baixa renda adquirirem livros didáticos para seus filhos. Por essa razão, a ação contribui para a democratização do acesso à cultura e à informação, dando a todos a possibilidade de adquirirem um material didático de qualidade. Em Maceió, a feira acontece de amanhã a 15 de janeiro, das 9h às 17h, no Sesc Poço. Em Arapiraca, será realizada de amanhã a 13 de janeiro, também das 09h às 17h, no Sesc Arapiraca.

Terça-feira  A poesia de Charles Bukowski - o melhor poeta dos Estados Unidos, segundo Jean Paul Sartre - vai invadir o verão de Maceió graças ao Bukowski Blues, uma noite de poesia e música. A iniciativa do Instituto Lumeeiro será banhada pelo blues de Atiba Taylor e Ricardo Lopes. A noite vai acontecer às 21h, no BomBar (rua paralela à Av. Jatiúca). Mesas (quatro lugares): R$ 12 (antecipada), R$ 16 (dia). Mais informações: (82) 8872-1705 / reservas@lumeeiro.org.

 A peça “Romeu, Eva e Adão” (foto) inicia a temporada 2011 com agenda cheia. Nos dias 14 e 15 de janeiro, a trupe chega a Arapiraca, no Teatro do Sesi (bairro Primavera). Ingressos: R$ 20 (inteira) e 10 (estudante), à venda na banca Fox (Praça Marques). Mais informações: (82) 9929-1661 / 3032-2234. Já em Maceió, o espetáculo será exibido nos dias 22 e 23 deste mês, no Centro Cultural do Sesi (Pajuçara). Ingressos: R$ 20 (inteira) e 10 (estudante), à venda no estande Viva Alagoas (Shopping Maceió). Mais informações: (82) 3032-2234.  O Fest Verão 2011 continua no próximo dia 14, na Praia do Francês, com Ivete Sangalo, Aviões do Forró, Cheiro de Amor e Borabora. Ingressos: R$ 25; à venda no estande Viva Alagoas (Maceió Shopping). Mais informações: (82) 3327-0044.

Em Breve A fadinha carismática Abby e seus inseparáveis amigos nio, Beto, Elmo, e o guloso Come-Come estarão juntos no espetáculo As Aventuras de Enio e Beto. A peça sobe ao palco do Teatro Gustavo Leite (Centro Cultural e de Exposições de Maceió), às 17h. Ingressos: R$ 50 (adulto), R$ 25 (criança ou estudante), à venda no estande Viva Alagoas (Shopping Maceió). Mais informações: (82) 3034-3600 / 8106-5413.

Depois do enorme sucesso de “Notícias Populares”, “Hermanoteu na Terra de Godag” e “Futebol”, o grupo Os Melhores do Mundo trazem para Maceió “Sexo – a comédia”. As apresentações acontecem dias 29 e 30 de janeiro de 2011, no Teatro Gustavo Leite (Centro Cultural e de Exposições de Maceió). Ingressos: R$ 30 (meia-entrada) e R$ 60 (inteira) à venda no stand Sue Chamusca (Maceió Shopping).

 Viçosa se prepara para a prévia de Carnaval que vai acontecer no dia 12 de fevereiro com o Bloco Pinto Loko. A animação fica por conta das bandas Marreta You Planeta e Los Borrachos Enamorados, ao som do Trio Pikapau. A concentração é na Avenida Firmino Maia a partir das 17h. Os abadás estão à venda em Viçosa no Posto São Cristovão, Mercadinho do Antonio, Restaurante da Marieta. Em Cajueiro, no Mercadinho do Elton e em Maceió, no estande Viva Alagoas (Shopping Maceió).


O JORNAL JORNA L

Variedades Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: cultura@ojornal-al.com.br

B7

ENTREVISTA/LÊDO IVO

“Sou um anti best-seller” Milena Andrade (*)

os 86 anos, Lêdo Ivo mantém a mesma voracidade para ler e escrever que ostentava na juventude. As respostas rápidas e espirituosas, a gargalhada fácil e sonora e a sagacidade de sempre confirmam o frescor de um artista extremamente produtivo e andarilho, que gosta de ver e ouvir pessoas e paisagens mundo afora. “Viajo quase todos os meses do ano”, conta o escritor, que, em pleno mês de julho, já havia estado na França, México e Colômbia. Lêdo Ivo mora sozinho no mesmo apartamento em que

A

Por que o senhor saiu tão cedo de Maceió? Em 1939, morreu um irmão meu (Éber) na epidemia de tifo em Alagoas e meu pai me mandou estudar no Recife. Meu pai era pernambucano, tinha muita ligação com o Recife e os meus dois irmãos, Napoleão e Floriano, já estavam lá. Fiz, inclusive, um poema à Recife, mas nunca incluí na minha obra porque está fora do contexto. Fiz quando tinha 16 anos. Fiquei dois anos apenas no Recife. Em 1942, voltei a Maceió quando trabalhei no Jornal de Alagoas e na Gazeta. Apesar de ter saído tão cedo de Alagoas, sua obra é impregnada de lembranças e tipos humanos da sua terra natal. Como se explica isso? Cada escritor é um caso. Há escritores que têm essa marca da vida pessoal. Há poetas muito marcados geograficamente e outros que não. No meu caso pessoal, o lugar do nascimento, o berço, a origem t ê m

viveu a maior parte de sua vida ao lado da esposa Lêda. Quando não está viajando se dedica aos trabalhos na Academia Brasileira de Letras (ABL) e passa o resto tempo no sítio em Santa Tereza, rodeado pela mata e por seus cachorros. O escritor, que continua usando sua antiga máquina de datilografar para dar vida aos seus poemas, conta que relê clássicos de Balzac, Stendhal, os simbolistas franceses, literatura inglesa e, mais recentemente, literatura espanhola. Para Lêdo Ivo, a produção literária atual passa por uma crise. “Somos pouco lidos. Só vende best-seller. Hoje, só querem saber de televisão e Internet”, diz.

muita importância. De modo que minha poesia e minha prosa refletem muito esse universo da infância e da adolescência e até da ancestralidade, que eu evoco a circunstância da família da minha mãe ter ancestralidade dos índios caetés. Eu até brinco muito com os antropófagos paulistas dizendo que eles não comeram ninguém. O único antropófago da literatura brasileira sou eu e não o bestalhão do Oswald de Andrade. Eles roubaram a antropofagia alagoana. Agora isso não se explica. Está no mistério da própria criação poética. Como se explica, por exemplo, o mistério de Machado de Assis? Filho de um pedreiro e de uma lavadeira. Como se explica um Graciliano Ramos, filho de um comerciante falido que se casou com uma menina? O senhor teve uma boa infância? Tive uma infância boa. Morava em casa de três janelas. Era assim que se media prosperidade em Alagoas naquela época. Tinha piano na sala de visita. Meu pai era advogado, pai de onze filhos, nunca teve emprego público em Alagoas, lugar onde todo mundo tinha emprego público. O que é mais marcante na infância e juventude em Maceió? Uma coisa que me impressionava muito, quando morava no Alto da Jacutinga, via o farol os navios e aquilo me impressionava muito - o mar azul o farol branco. Aquilo me marcou muito como símbolo de um mundo desconhecido, de evasão. A sua saída de Alagoas para o Sudeste foi dramática como para a maioria dos nordestinos que fizeram e fazem este caminho? Senti pouco. Hoje, vejo que foi uma coisa temerária, ilusória. Conheci muitos escritores que vieram para o Rio - que é um cemitério de desilusões e não um campo aberto - e não deram certo. Muitas coisas me ajudaram, como minha permanência no Recife que me deixou conhecido por alguns escritores, minhas relações com Graciliano Ramos e Jorge de Lima. Esse grupo de escritores era unido? Não. Era cada um por si e Deus contra todos. A gente se reunia em bar, mas não havia união, não. Havia pequenas oportunidades para todos, como muitos jornais pra trabalhar. Como foi o início na carreira de jornalista no Rio de Janeiro? Trabalhei como redator no jornal A Manhã, onde comecei a me destacar. Era um Rio de Janeiro diferente. Morei no Centro da cidade, perto da Lapa, numa pensão. Tinha muitos amigos escritores, havia um sentimento muito grande de convívio literário aqui no Rio. Quem eram os seus amigos? João Cabral de Melo Neto e Breno Acioli, os mais importantes. Falo deles na minha obra, em Confissões de um Poeta e em Aprendiz de Mentiroso. O senhor acredita que teria se tornado o escritor de sucesso que é hoje se nunca tivesse saído de Maceió? Você não pode especular sobre o seu destino. Talvez se tivesse ficado em Maceió eu fosse mais importante hoje. O Graciliano era muito importante quando morava lá. Havia a convicção que eu só poderia me realizar num campo mais

Foto de Lêdo Ivo é dos acervos doados pelo escritor ao memorial

aberto, com mais oportunidades. Aqui, com duas colaborações em jornal por mês eu me mantinha. Em Alagoas, eu escrevia de graça. Por que o senhor optou pelo Jornalismo e não pelo Direito? Quando menino, carregava a mala de meu pai, mas o Direito nunca me interessou, eu queria ser um escritor. Desde que li os romances da coleção Terramarear. Por isso, comecei a escrever para os jornais em Alagoas, de graça mesmo. A primeira reportagem que fiz foi sobre a Levada. Descobri um negócio impressionante - em Alagoas, as frutas nativas tinham preços muito altos e isso repercutiu muito. Aí me mandaram fazer outras reportagens sobre os subúrbios de Alagoas, condições vida em Pajuçara, falta de água, de hospitais. Isso me deu um certo prestígio. O jornalismo de Alagoas, na época, era na base da tesoura e goma arábica, recortavam e colavam tudo o que vinha dos jornais do Sul. O jornalismo me permitia também uma certa flexibilidade de horário. Fui jornalista até entrar na Academia. Como vê o jornalismo hoje? Mudou muito. Os grandes jornais não existem mais. Todos os que eu trabalhei fecharam. A Manhã, os Associados, o Correio da Manhã, Manchete, Diário de Notícias. É um negócio curioso. Só sobreviveu o Estado de São Paulo, onde escrevi artigos durante muitos anos. O senhor nunca duvidou do seu talento? Sempre procurei fazer o melhor possível. Um escritor se faz com talento, mas tb com aprimoramento à cultura. Tenho uma curiosidade intelectual muito grande. Estudei francês, morei lá na França dois anos, estudei inglês, alemão, italiano. Achava que um poeta não é só nascido, é feito. E continuo sempre a me fazer. A vida pra mim é uma perpétua aprendizagem. Cada dia quero aprender alguma coisa. Quando um jovem poeta me pergunta o que fazer, digo: entre para o Instituto Goethe para aprender alemão. A sua arte lhe deu uma vida melhor? Sim. Não tenho preocupações de natureza financeira, mas sempre trabalhei muito. Sempre tive como me sustentar. Também teve o fato de ter me casado com a pessoa certa. Durante 70 anos vivi com a mesma mulher. Isso pesa muito. O senhor nunca cogitou voltar para Alagoas? Não, não, não. Já também me ofereceram para viver no exterior, mas minha vida é muito assentada aqui. Gosto de dormir no mesmo lugar, usar a mesma máquina de escrever. Do que o senhor tem saudade em Maceió? Do desaparecido. Da minha infância. Não é nem saudade, é lembrança. Lembranças até obsessivas. Do que o senhor não tem saudade? O que eu não tenho saudade eu apago. Não dou oportunidade de nada me incomodar ou me perseguir. Minha memória é seletiva. E eu não sei explicar por quê. Acho que pode ser uma autodefesa, pra que a vida não se torne um inferno pessoal. Em Ninho de Cobras há muitos personagens que são tipos atemporais de Alagoas. Ninguém é ingênuo, ninguém é totalmente bom, não há heróis. Não é uma visão um pouco sarcástica da terra natal? Esse meu livro é muito falado e pouco lido. Só a freira presta. Uma vez, me perguntaram: “como tem coragem de dizer em seu livro que em Maceió só Deus perdoa?”. Mas isso me im-

pressionou muito na infância, um tio de um amigo meu da família Villas Boas. Ele era ateu e resolveu colocar uma bagana de cigarro na Semana Santa naquele Cristo da catedral de Maceió para provar a inexistência de Deus. Foi pra casa, teve uma trombose, ficou todo troncho, passou três meses em cima de uma cama, melhorou depois e saía toda a Semana Santa na procissão. É um mistério isso. Pois é: Em Maceió só Deus perdoa. Uma vez também os vagabundos fizeram uma buchada na Semana Santa e o trem que vinha de Ponta Grossa, perto do Mercado, veio, atropelou o bonde e os vagabundos que comiam a buchada morreram todos. Isso até hoje é um mistério em Maceió. Ainda falam do Guabiraba lá? Era um facadista famoso. Muita gente no meu romance existiu. De noite, dava facada e, de manhã, ficava nas rodas com os desembargadores. Alagoas era uma festa! Acordava, ia pra porta da Colombo. Tinha coisas impressionantes em Alagoas. Como o senhor vê as críticas em relação ao seu livro? Ninho de Cobras é simplesmente o retrato da cidade. Lembro que, uma vez, o padrinho de um irmão meu, advogado, foi assassinado num lugar bem elegante. E o meu pai só não foi assassinado porque tinha dez filhos. Ficavam com medo de um deles vingar a morte depois. Uma vez, meu pai ganhou uma causa contra um senhor de engenho. Tinha um delegado de polícia, Ari Pitombo, que soube que estavam ameaçando meu pai e ele chamou o usineiro e disse: “o Floriano tem dez filhos pra sustentar, se alguma coisa acontecer com ele mando cortar-lhe a cabeça”. Em que sentido Alagoas é um Ninho de Cobras? É um romance sobre os alagoanos que não emigram, aqueles que amam Alagoas, que acham que lá é o melhor lugar do mundo. É o Estado do Brasil onde há menos emigração, sabia? Digo que esse livro é a história de alagoanos que amam a terra natal como as cobras amam os ninhos de pedras, com todos os defeitos, com as fofocas, os adultérios, os assassinatos. No poema Minha Pátria, o senhor diz que sua terra é disentérica, sem palavras, etc., e essa pátria tem lhe rendido muitas homenagens. Acha que sua terra, finalmente, lhe compreendeu? Não sei se compreendeu ou não. No meu trabalho eu reflito Alagoas, que é a minha terra, meu universo, eu tenho o selo de escritor de Alagoas, sou marcado pela terra natal é o que me caracteriza dentro e fora do Brasil. Já escreveram que eu criei uma cidade mítica, Maceió. Assim como Garcia Marques criou Macondo. Acho que Alagoas, talvez pela circunstância de que raramente produz um escritor que saia de suas fronteiras, veja em mim uma referência. Mas uma obra literária é lida por muito poucos. Eu sou um anti best-seller. Como o senhor recebe essas homenagens? É da idade. São recompensas imaginárias. Mas é confortável. Vejam o que fizeram com o Graciliano - rasparam a cabeça dele, jogaram no porão de um navio e mandaram embora pra Ilha Grande. O Jorge de Lima levou cinco tiros e veio fugido para o Rio. De certo modo, tive mais sorte. (*) Entrevista publicada na Revista Graciliano Ramos da CEPAL- NOV/DEZ 2010 - Edição especial sobre Lêdo Ivo

CMYK


O JORNAL JORNA L

Variedades

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: cultura@ojornal-al.com.br

B8

Lixo planetário atrapalha a emergência dos novos poetas Aos 86 anos, Lêdo Ivo diz que não sente peso do tempo, nem da idade, nem da mala. Já tem oito viagens programadas para o exterior. No mês de março viaja para a Espanha, onde vai lançar o seu livro "Mormaço", da editora Contracapa. "Será um livro mais cuidado, mais caro", diz o poeta, avisando que o livro não tem previsão para chegar ao Brasil. Para o alagoano, a literatura está em plena ascensão na internet, no cinema, no celular. Mas, para o escritor, houve uma grande mudança. A literatura globalizada está superlotada com livros de vampiros, os mais vendidos. "São todos internacionais, lixo planetário que atrapalha a emergência dos novos escritores". Nessa sua

última visita a Maceió, Lêdo Ivo estava feliz com o memorial. "Também fui homenageado pelo Pinto da Madrugada, uma tributo do povo". Lêdo Ivo conta que escreve uma Maceió desaparecida, e lembra que quando era menino queria ser escritor. Aos 14 anos, viu em uma livraria "Angústia", de Graciliano Ramos, era um único exemplar. Passaram-se dois meses e continuava lá, ninguém comprava. "Pedi ao meu pai para comprar. E lembro que as pessoas diziam: Graciliano é um comunista, foi expulso de Alagoas. Naquela época existia um julgamento provinciano". "Lêdo Ivo voltou a Alagoas pelos braços de outra geração", comenta a historiadora Leda Almeida. Para ela, o lançamento do livro "Labirinto de Águas, Imagens e Literatura de Lêdo Ivo", de sua autoria; a reedição, pela editora Catavento, de "Ninho de Cobras" e o documentário

“O Memorial Lêdo Ivo é um ninho da poesia, do mar, do farol... É uma viagem à obra do escritor, um dos mais alagoanos. Mais que uma homenagem, uma leitura apaixonada de Alagoas” Lourdinha Lyra, vice-prefeita de Maceió

"Imagem Peninsular de Lêdo Ivo", de Werner Salles, colocaram o poeta em evidência no Estado. "O poeta sempre deixou claro que queria ver as coisas dele na sua terra natal", afirma Leda. Na parede do Memorial está exposto o poema "Recife", composto na época em que Lêdo Ivo, ainda muito novo, aos 16 anos, foi morar e estudar na capital pernambucana, celeiro dos poetas e também terra natal de seu pai, Floriano Ivo. Lá, começou a colaborar com a imprensa e participar de grupos literários. A poesia "Recife" causou certo ciúme aos alagoanos. Mas hoje, como diz Leda Almeida, a nova geração se encanta pela poesia do alagoano, mesmo inserido em outros universos geográficos. "Maceió desaparecida guardei no romance "Ninho de Cobra", uma reinvenção da realidade. Minha mãe contou uma história de uma raposa

que ao chegar ao centro de Maceió, foi morta. Foi dessa história que criei o romance. "A alta intelectualidade insinuou que o romance afirmava que Maceió é um ninho de cobras. Quando, na verdade, o 'Ninho de Cobras' é a história dos alagoanos que não migraram e amam a terra natal como as cobras amam os seus ninhos". "Ninho de cobras" (1973) foi traduzido para o inglês, sob o título "Snakes' Nest", e em dinamarquês, sob o título" Slangeboet". No México, saíram várias coletâneas de seus poemas, entre as quais "La imaginaria ventana abierta", "Oda al crepúsculo", "Las pistas e Las islas inacabadas". Em Lima, Peru, foi editada uma antologia, "Poemas", e na Espanha saiu a antologia "La moneda perdida". Para o secretário de Estado da Cultura, a prosa de Lêdo Ivo chama a atenção pela originalidade e pelo rigor lingüístico. "Sua poesia, múl-

“A Secult pereniza no Memorial Lêdo Ivo mostrando a vida e a produção literária deste alagoano, que obteve projeção nacional e internacional. O Museu Palácio Floriano Peixoto fica mais rico a partir de 28 de dezembro de 2010.” Osvaldo Viégas, secretário de Cultura

tipla, se caracteriza pela fidelidade ao ofício de escritor, como já afirmou, certa vez. Maceió e sua gente têm uma posição de destaque em sua obra, sempre utilizada como referencial em seus poemas, onde são citados lugares e pessoas bastante característicos da capital como o porto, o farol, os currais de peixes, os mangues, lagoas e o mar, além de figuras públicas", diz Viégas. O número de visitas ao Museu Palácio Floriano Peixoto (Mupa) quadriplicou em 2010. Com a abertura deste espaço permanente, desde a sua inauguração, dia 28 de dezembro, até o último dia 7, recebeu 150 visitas. "No Museu temos ótimas expectativas com relação às visitas e esperamos alcançar um número maior de visitantes alagoanos e também de outros Estados. Para que possamos difundir cada vez mais o legado de nossos ícones culturais", revelou. (N.L.)

“A resposta não demorou. Um cartão dizia: Com olhos de meninos, li a história de Maceió... Daí por diante, uma amizade começa a ser tecida em laços fortes. Mergulhei em toda obra de Lêdo Ivo. Li avidamente todos os seus livros e me surpreendi com o sentimento de pertença do poeta. Sua alagonidade está presente em cada verso” Leda Almeida, historiadora e escritora

CMYK


O JORNAL

Classificados

D1

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: reservas@ojornal-al.com.br

APTO. VENDA CRUZ DAS ALMAS REF: 067 – OPORTUNIDADE ÍMPAR! Cruz das Almas – Apartamento com 3 Quartos, sendo 1 suíte, 1 vaga de garagem, 68,4m2 de tranqüilidade. Por esse valor é todo seu! R$ 185.000,00 TR. 93514440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 0121 – CRUZ DAS ALMAS -Residencial Solaris I – Lindo! Todo reformado. Apartamento à beiramar, 2 quartos, 2 WC’s social, cozinha, sala de estar, piscina adulto e infantil, salão de festas, playground, 64mts², Apt 304. Condomínio 170 reais. É pra você ficar mesmo! R$ 100 mil. Só R$ 110 mil! TR. 93514440 /8811-8410 CRECI 343

FAROL REF: 031 - FAROL - 81,75M2 Rua Eurico Aciole Wanderley, Aptº com 03 quartos sendo 01 suíte, varanda, sala para 2 ambientes, cozinha/apoio, WC social, hall de circulação. Valor: R$ 165.000,00. TR 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 096 - FAROL – sala p/ 2 ambientes com varanda, 03 quartos sendo 1 suíte com varanda e closet, WC social, cozinha, área de serviço, dependência completa de empregada. Prédio com piscina panorâmica, play ground, salão de festas, gerador, antena parabólica, central de gás, 1 vaga da garagem. R$ 255 mil. TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 0130 - FAROL-Edf. Phoenix. De frente! – Aptº com 116m². - 3 quartos, sendo 1 suíte, varanda, sala de estar/jantar, wc social, dependência completa de empregada, 2 vagas de garagem, R$ 350.000,00 - TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 079 - EDIFÍCIO JADE – FAROL-Aptº com 03 quartos sendo 01 suíte, varanda, sala para 2 ambientes, cozinha/apoio, WC social, hall de circulação - área 81,75m2 - R$ 167.000,00 . TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 078 – NO MELHOR DO FAROL – O Apartamento é muito bom! Avista nem se fala! 161,09m² de área, no 15º andar- Sala de estar/jantar, varanda, 03 quartos sendo 01 suíte, wc social, área de serviço cozinha, quarto e wc para empregada. Comprou, morou! R$ 400.000,00. Que conhecer? Agente mostra pra você! TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343.

REF: 063 – FAROL – MKN - Aptº c/ 80,68m2 Sala de estar/ jantar, 3 quartos sociais sendo 1 suíte, varanda, cozinha com armários, área de serviço, DCE completa. 1 Vaga. E só custa isso! R$ 140.000,00 - TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 039 – FAROL – ESSA COBERTURA É SHOW DE BOLA! Com 178m2. 3 quartos sendo 2 suítes, 3 salas, WC social, Dependência de empregada, cozinha, área de serviço. Cobertura espetacular com vista para toda Maceió. Aptº super ventilado! Nos 15º e 16º andares, 01 Vaga de garagem, mas podendo ser utilizada outra. Próximo do Hospital da Unimed e do Colégio Marista. Cond. R$ 290,00 - Valor R$ 250.000,00 - IMPERDÍVEL! TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343 REF: 066 - FAROL - Apartamento com 3 Quartos, sendo 1 suíte, área de 89,05m2, varanda, sala para 2 ambientes, cozinha de apoio, WC social, hall de circulação.Vem! R$ 155.000,00 - TR. 9351-4440 /88118410 CRECI 343. REF: 019 - FAROL– VENDO apto vizinho a UNIMED, sala com varanda, 03 quarto com armários, sendo 01 reversível, cozinha, área serviço, WC social. 01 vaga. Pertinho de tudo, mais ainda de você! Prédio com gerador, 02 elevadores. R$ 160 mil. TR 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 006 - FAROL – CONDOMÍNIO MORADA DAS ÁRVORES sala com varanda, 03 quartos sendo 01 suíte, todos com armários, lavabo, cozinha, área de serviço, dependência completa de empregada, 01 vaga, área 115m². Salão de festas; piscina, poço artesiano e ótima localização. R$ 155 mil. Tr. 93514440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 002 - FAROL – APTO (Rua Colégio Marista), Sala “L” com varanda, 03 quartos, sendo 01 reversível, Wc social, cozinha, área de serviço, nascente. R$ 170 mil. Tr. 93514440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 018 - FAROL - EDIFÍCIO JADE –81,75m2 de área - 03 quartos sendo 01 suíte, varanda, sala para 2 ambientes, cozinha/apoio, WC social, hall de circulação, 1 vaga de garagem. R$ 155.000,00 - TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343.

FEITOSA VENDO um apartamento no Residencial Chã Grilá I, 3 qtos., banheiro social, cozinha, sala p/2 ambientes, garagem particular. Tr.: 33136049/ 8108-9828.

GRUTA REF: 012 - EDIFÍCIO RUBI – GRUTA-Área: 103,5m2 - Varanda, sala para 2 ambientes, 03 quartos (sendo 1 suíte), mais 1 suíte reversível, cozinha, WC social, área de serviço, quarto reversível de serviço (com opção do 4º quarto). 1 vaga de garagem. R$ 198.000,00 - TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343 REF: 009 - EDIFÍCIO SAFIRA – GRUTA-Área: 103,5m2 - Varanda, sala para 2 ambientes, 03 quartos sendo 1 suíte, mais 1 suíte reversível, cozinha, WC social, área de serviço, quarto reversível de serviço (com opção do 4º quarto). 1 Vaga de garagem. R$ 198.000,00 - TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343

JATIÚCA LUIZ TAVARES VENDE Edf.Iliminatto sala de estar,jantar,varanda,suite principal 2/4 sendo um reversivel,wc social,cozinha e área de serviço. Tr: 9607-8869/ 81428717/9924-7267 Creci 1251 REF: 0107 – NOVO! NOVO! NOVO!! - 162m² - R$ 645.000,00 – Jatiúca. O Aptº: Sala de estar e jantar com varanda, 04 suítes, sendo 2 máster com closet e 2 com WC reversível, lavabo, cozinha, despensa, área de serviço, dependência completa de empregada, WC social. O Prédio: subsolo, pilotis, mezanino com salão de festa, bar, salão de jogos, salão de ginástica, piscina com deck, gerador, 02 vagas na garagem. TR. 9351-4440 /88118410 CRECI 343. REF: 083- UMA VERDADEIRA PINTURA!EDF. PIETMONDRIAN – 6º andar – nascente - Área: 84,22m² na Jatiúca - sala de estar/jantar, varanda, 02 quartos suítes + 01 quarto reversível, wc social, cozinha área de serviço, WC de serviço, 02 vagas de garagem p/veículo de porte médio. Aproveite! R$ 235.000,00 - TR. 9351-4440 /88118410 CRECI 343. REF: 082 - JATIÚCA - ÁREA 84,93M² - (RUA DA OI). Sala de estar/jantar, varanda, 03 quartos sendo 01 suíte, wc social, cozinha, área de serviço. 1 vaga de garagem. - Estamos lhe esperando! R$ 160.000,00. E ainda financio! - TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 080 - STELLAMARIS - EDIFÍCIO ÁGATA – Área de 93,05m2 3 Quartos, sendo 1 suíte, sala em “L”, cozinha, WC social, WC de serviço, dependência de empregada, 1 Vaga de garagem. R$ 295.000,00 - TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343.

4009-1961

4009-1961

LIGUE E ANUNCIE

LIGUE E ANUNCIE

REF: 037 – STELLAMARIS – BDB - Andar alto, de frente. 115m². Sala com varanda, 03 quartos, sendo 1 suíte + DCE, cozinha, 02 vagas de garagem, R$ 300.000,00 - TR. 93514440 /8811-8410 CRECI 343. LUIZ TAVARES VENDE Edf.Aquarius-105,38m² 0/4, sendo uma suíte sala em L com varanda cozinha área de serviço, dce valor 320.000,00 a combinar. Tr: 96078869/ 8142-8717/9924-7267 Creci 1251 REF: 001 - JATIÚCA – VENDO/TROCO apto c/ Sala p/ 2 ambientes, com varanda, 4 quartos sendo 02 suítes, WC social, Cozinha, área de serviço, DCE, 02 vagas de garagem. Área 120m². R$ 400 mil. Aceito: imóvel menor valor, e carro, financio. Tr. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343 REF: 065 – ÁREA DE 98,4M² Apartº no Stella Maris com 3 Quartos, sendo 1 suíte, 1 quarto reversível, varanda, sala para 2 ambientes, cozinha, WC social, área de serviço, WC de serviço, 2 Vagas de garagem. R$ 189.000,00 - TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. LUIZ TAVARES VENDE Edf.Tiziane, 319m² sala de estar jantar com varanda, 4 sutes sendo uma master, um lavabo,2/4 de empregado um banheiro de serviço, circulação interna com sala intima, sala de almoço,copa cozinha despença áre de serviço, 05 vagas de garagem valor, 1450.000,00. Tr: 96078869/ 8142-8717/9924-7267 Creci 1251 REF: 064 - JATIÚCA – Próximo a Churrascaria Panta’s. Aptº c/ 3 quartos sociais com armários, sala de estar/jantar, área de 82,39m2, 01 WC social, cozinha, área de serviço, quarto e WC de empregado(a). Todo no armário embutido, com 2 varandas, todo reformado, 2 Vagas. Apenas R$ 150.000,00. Pode ser totalmente financiado pela CEF. TR. 93514440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 0138 - JATIÚCA - Ed. Dony Coutinho - Sala de estar/jantar, varanda, circulação interna, 04 suítes sendo 01 master, lavabo, cozinha com área de serviço e quarto de empregada com banheiro. Completo de armários em 03 quartos sociais, na cozinha e nos banheiros sociais. TODO REFORMADO. 247,53m² vagas de garagem. R$ 1.100.000,00 - TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 0124 – STELLA MARIS – Edf. Santiago de Compostella – 120m², de frente, 3º andar, 03 quartos, sendo 1 suíte, varanda, cozinha, WC social, 2 vagas. R$ 330 mil. TR. 9351-4440 /88118410 CRECI 343.

REF: 0128 – JATIÚCA – 61,55M² - Edf. Lotus Stúdio - Quarto e sala – 9º andar, sala com varanda, cozinha, WC social, 1 vaga de garagem. Projeto modificado. R$ 125 mil com toda mobília. TR. 93514440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 0137 - JATIÚCA - Ed. Saint Denis - Apartamento com varanda, 01 sala de estar/jantar, circulação interna, 03 quartos sendo 01 suíte, 01 wc social, cozinha, despensa, área de serviço e quarto e banheiro de empregada: 91,85m², 02 vagas de garagem. R$ 270.000,00 - TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343.

MANGABEIRAS REF: 0136 - ED. VIVENDA DA PRAIA - 106,30M² - Sala de estar/jantar, varanda, 03(três) quartos, sendo um suíte, 02(dois) WC’s sociais, uma dependência completa de empregada, cozinha, área de serviço e uma vaga de garagem. R$ 150.000,00 – 01 Vaga de Garagem: - Av. Alvaro Calheiros - Mangabeiras - TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. LUIZ TAVARES VENDE Edf.Horácio Ferreira Otimo lançameno, já em construção melhor preço por M² ¾,sendo 02 sute, sala p/ 02 ambiente com varanda,mais área de serviço piscina, play graud,fitness, binquedo Teka espaço gourmet saao de festa,beat Center sala de estudo,02 vagas de garagem. Tr: 9607-8869/ 8142-8717/9924-7267 Creci 1251 LUIZ TAVARES VENDE Edf.Sam Benito linda vista p/ o mar todo reformado ¾ sendo uma suite,dce,sala com varanda, wc social,cz, área de serviço aceita, c.e.f valor, 220 mil. Tr: 9607-8869/ 8142-8717/9924-7267 Creci 1251

OUTROS BAIRROS REF: 0116 - EDIFÍCIO RESIDENCIAL ARTEMÍSIA Apartamento com 3 quartos, sendo 1 suíte, sala de estar e jantar, circulação, WC social, cozinha, WC de serviço e varanda, 1 Vaga de garagem: Área: 72,73m2 Valor: R$ 84.000,00. Cond. R$ 85,00 - TR. 9351-4440 /88118410 CRECI 343. REF: 0134 – PINTANGUINHA – Pra Você que gosta do que é bom! 1º andar em construção. jardim, terraço, mesanino, gabinete, 3 quartos sendo 2 suítes, sala de estar, sala de jantar, wc social, despensa, dependência completa de empregada, garagem p/ 2 carros. Apenas R$ 345.000,00 – Também aceitamos carro! TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343.

PONTA VERDE REF: 045 – PONTA VERDE EDF. TÍVOLI - aptº c/ varanda, sala de estar/jantar, 04 suítes sendo 02 reversíveis, copa/cozinha, área de serviço, despensa, 01 quarto e 01 wc de empregada. Área: 139,97m², 02 vagas de garagem. R$ 380.000,00. TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343 REF: 033 - PONTA VERDE – Apartamento com 245m² de puro luxo! De frente! Sendo 2 aptºs por andar, sala com varandão, 04 quartos sendo os 04 suítes, a suíte de casal c/ hidro e varandão, cozinha c/ armários, Wc social, DCE. 02 vagas de garagem. Prédio novo! Com salão de festas, guarita de segurança. R$ 650 mil. Tudo nele é grande. Você precisa conhecer ainda hoje! A forma de pagamento você que diz! TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 034 - PONTA VERDE – RZ - Sen. Rui Palmeira. 120m². Andar alto. Sala de estar/jantar, varanda, 03 suítes, cozinha, Wc social, copa/cozinha, área de serviço, despensa e dependência completa de empregada. 02 vagas de garagem. Prédio com salão de festas, guarita de segurança. Condomínio R$ 520,00. Aceita financiamento pela Caixa Econômica Federal. TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 035 - PONTA VERDE perto da Faculdade Maurício de Nassau - Andar alto, de frente! 130m², vista do mar. Sala, 03 quartos grandes, sendo 01 suíte, cozinha, Wc social, dependência completa de empregada. 02 vagas de garagem. R$ 320 mil. Aceita financiamento pela Caixa Econômica Federal. Tratar pelos telefones para contatos: 9351-4440 /88118410 CRECI 343. REF: 036 - PONTA VERDE – Cobertura fantástica! De frente. 410m². Sala com varanda, 05 suítes todas com instalação para split, cozinha grande, DCE. 04 vagas de garagem, piscina. Prédio com salão de festas, guarita de segurança e muito mais. Rua Abdon Arroxelas! R$ 1.500.000,00 - Tratar pelos telefones para contatos: 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343.

REF: 074 - PONTA VERDE: Rua Desportista Humberto Guimarães, 6º andar - Apto. Duplex. 1°. piso: sala de estar/jantar, varanda, 2 suítes, 2 quartos sociais, wc social, cozinha, área de serviço, despensa, dependencia completa empregada; 2°. piso: sala de estar, terraço, quarto, piscina, jardineiras, 4 vagas de garagem. Área privativa 256,49m². R$ 750.000,00; Preço do condomínio: R$ 1.000,00 Forma de Pagamento: À Combinar. Se for colocar tudo o que ele tem, não vai caber no anúncio! TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 073 - PONTAVERDE –Com 67,34m² - Aptº no 2º andar (2ªquadra da praia). sala de estar/jantar, 02 suítes, varanda, hall, cozinha, 01 vaga de garagem. Área: R$ 165.000,00 - TR. 9351-4440 /88118410 CRECI 343. REF: 040 - PONTA VERDE – Av. Sandoval Arroxelas – 10º Andar! 03 quartos, sendo 01 suíte, cozinha, Wc social, dependência de empregada. 01 vaga de garagem. R$ 240 mil - TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 050 - PONTAVERDE, próximo ao Bompreço - 67,18m2: - Sala de estar, sala de jantar, 02 suítes, sendo1 com closet, cozinha e área de serviço, 02 vagas de garagem. Apenas R$ 200.000,00 à combinar. TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 041 - AV. SANDOVALARROXELAS – 85M² - De frente! Ponta Verde – 03 quartos, sendo 01 suíte, cozinha, Wc social, dependência de empregada. 02 vagas de garagem. Cond. R$ 375,00 - R$ 240 mil - TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 057 - PONTA VERDE, Foi entregue em julho de 2010 - Aptº c/ 99,77m2, 03 Quartos, sendo 02 suítes, varanda, sala para 02 ambientes, cozinha, área de serviço, dependência completa de empregada. 02 vagas de garagem. R$ 283.000,00. TR. 9351-4440 /88118410 CRECI 343. REF: 061 – A BEIRA-MAR de Ponta Verde lhe espera de braços abertos! - Aptº c/ 373,83m2 Varanda, 02 salas de estar, sala de jantar, estar/íntimo, circulação, 03 suítes, 01 lavabo, copa, cozinha, despensa, área de serviço, 02 quartos de empregada com 1 wc. Todo em mármore italiano! Com armários e split, 4 vagas de garagem. R$ 1.840.000,00 - E ainda tem mais essa: forma de pagamento? À combinar! TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343

4009-1961

4009-1961

LIGUE E ANUNCIE

LIGUE E ANUNCIE

REF: 032 - PONTA VERDE – 8° ANDAR - Aptº com 90,83m² próximo à Sandoval Arroxelas. Sala de estar/jantar com varanda em “L”, 03 quartos sendo 01 suíte, cozinha, Wc social, dependência completa de empregada, área de serviço. 01 vaga de garagem + (Vaga individual avulsa). Prédio subsolo e pilotis, salão de festa, gerador, guarita de segurança, etc. Apenas R$ 290 mil. E hoje não é 1º de abril! TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 060 - PONTA VERDE, Aptº 702 c/ 286,00m2 - 04 quartos sendo 02 c/ suíte, 01 closet, 01 wc social, cozinha, dependência de empregada, área de serviço, sala de estar/jantar, 02 varandas. Cômodos do último pavimento: terraço descoberto, sala de estar, piscina, 01 quarto c/ suíte, ducha, wc social, closet, 01 lavabo, vagas de garagem com capacidade para 03 veículos. R$ 660.000,00. TR. 9351-4440 /88118410 CRECI 343. REF: 058 - PONTA VERDE,Aptº c/ 99,77m2 - 03 Quartos sociais sendo 02 suítes, varanda, sala para 02 ambientes, cozinha, área de serviço, dependência completa de empregada. 01 vaga de garagem que comporta 2 veículos pequenos. Entrega Julho 2010. Reserve o seu! R$ 297.000,00 - TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 052 - PONTA VERDE – É CLÁSSICO! É GRANDE!Um luxo! Aptº c/ 453,92m2- Varanda, sala de jantar, sala de estar para 4 ambientes, lavabo, estar íntimo, circulação, 03 suítes, 01 suíte master com 02 closets e 02 wcs, ampla cozinha com sala de almoço, despensa, área de serviço com 02 quartos, 01 wc e terraço técnico, dependência de empregada e 06 vagas de garagem. R$ 2.650.000,00 - TR. 93514440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 054 - PONTA VERDE - Aptº c/ 97,50m2 - 03 Quartos sendo 02 suítes, varanda, sala para 02 ambientes, cozinha, área de serviço, dependência completa de empregada, 02 vaga de garagem. R$ 320.000,00. TR. 9351-4440 /88118410 CRECI 343. REF: 055 - PONTA VERDE –Aptº c/ 38,91 m2 - Sala, 01 quarto, banheiro social, cozinha. 01 vaga de garagem. R$ 170.000,00. TR. 93514440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 056 - PONTA VERDE - ED. FRANCISCO BRENAN - Aptº c/ 130m² - Sala de estar/jantar com varanda, circulação interna, 04 quartos sendo 01 suíte e 01 suíte master, banheiro social, cozinha, área de serviço, quarto e WC de serviço, 01 vaga, (cabem dois carros médios). R$ 455.000,00 - Tratar pelos telefones para contatos: 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343.

LUIZ TAVARES VENDE Edf. Monte Serrat-374m², varanda,2 sala de estar e jatar intimo, circulação,3 suites,01 lavabo,copa, cz, despença,área de serviço,02/4 de empregada com 01 wc,todo com armario italiano, 04 vagas de garagem, valor.1.850,000,00. Tr: 96078869/ 8142-8717/9924-7267 Creci 1251 LUIZ TAVARES VENDE Edf.Via veneto-126m² 3suites,sala,p/ 02 ambiente c/ varanda lavabo, gabinete,dce,03 vagas de garagem 01 deposito,piscina,churasqueira,sauna ,salão de festa ,sala de ginástica,brinque-dotekavalor 420.000,00. Tr: 9607-8869/ 8142-8717/9924-7267 Creci 1251 LUIZ TAVARES VENDE Edf.Tivoli-139m², varanda sala de estar jantar 4,suite, sendo, 2 reversíveis,copa, cz, área de serviço, despensa,02 vagas de garagem, valor.380.000,00. Tr: 9607-8869/ 8142-8717/99247267 Creci 1251 LUIZ TAVARES VENDE Edf. Delphos, cobertura duplex,com 04 suite,piscina, área descoberta p/ banho de sol jardin,garragem p/ 04 carros podendo colocar ate 6 carros, valor.1000.000,00. Tr: 96078869/ 8142-8717/9924-7267 Creci 1251 LUIZ TAVARES VENDE Edf.Infinity,65,78m², sala de estar e jantar, cozinha, áre de serviço e quarto, valor,140.000,00 avista ou em 12 parcelas, pronto p/morar. Tr: 9607-8869/ 81428717/9924-7267 Creci 1251 LUIZ TAVARES VENDE Edf Bellagio, 137m², 3,suite,mais quarto reversível, sala de estar e jantarcom varanda, área de serviço completa, valor, 550.000,00 a negociar. Tr: 96078869/ 8142-8717/9924-7267 Creci 1251 LUIZ TAVARES VENDE Edf. Savassi, estar jantar,2/4 uma suite,rev, cz, área de serviço, aquecimento a gás nos chuveiro,piscina,água e gás individual aceita CEF. Tr: 9607-8869/ 81428717/9924-7267 Creci 1251 LUIZ TAVARES VENDE Edf. St. Barth 59,25m², sala de estar e jantar, 02 suites, sendo uma com vestir,cozinha, e ára de servoço 0 vagas de garagém valor 190.000,00. Tr: 9607-8869/ 8142-8717/9924-7267 Creci 1251

4009-1961 LIGUE E ANUNCIE

LUIZ TAVARES VENDEEdf.Grand Classic,453,92m², varanda,sala de estar e jantar,sala de estar para 04 ambientes, lavabo, eatar intimo, circilaçao, 03 suites, sendo uma máster com 02 clossets e02 wc,ampla cozinha com sala de almoço, despença com área de serviço com 02 quartos,01wc e terraço técnico,dce, 06 vagas de garagém, valor, 2.650.000,00, forma de pagamento a combinar. Tr: 9607-8869/ 81428717/9924-7267 Creci 1251 LUIZ TAVARES VENDE Edf.via grandesso,97,50m², ¾ sociais sendo 02 suites, varanda, sala para 02 ambiente, cozinha,área de serviço, dce, 02 vagas de garagém, valor 320.000,00. Tr: 9607-8869/ 81428717/9924-7267 Creci 1251 LUIZ TAVARES VENDE Edf. Personale, 80,86m², sala de estar e jantar con varanda, circulação,01 suite, uma quarto social, wc sicial,um quarto reversivel,cozinha, área de serviçowc de serviço, 01 vaga de garagém valor, 300.000,00, a combinar. Tr: 9607-8869/ 8142-8717/99247267 Creci 1251 LUIZ TAVARES VENDE Edf.Lirio dos Campos-74,50m², sala de estar e jantar com varanda, circulaçao,dois quartos sociais, quarto reversivel, cozinha, área de serviço, valor 225.000,00 a combinar o pagamento. Tr: 9607-8869/ 8142-8717/99247267 Creci 1251 REF: 025 - DE FRENTE PARA O MAR DAPONTAVERDE. LINDO! EXUBERANTE! IMPONENTE! MAJESTOSO E ABSOLUTO. PARA QUE GOSTADE VIVER COM ESTILO ÚNICO E DIFERENCIADO! Na Av. Álvaro Otacílio - Apartamento no 6º andar - Área: 621,94 m². Valor: R$ 3.100,000 (Três milhões e cem mil reais) - TR 9351-4440 /88118410 CRECI 343 LUIZ TAVARES VENDE Edf. Mansão Amtonio de Oliveira,175,95m² 4suites,salade estar e jantar,lavabo varanda, varanda,dce, 03 vagas de garagem valor, 650.000,00 a negociar. Tr: 9607-8869/ 8142-8717/9924-7267 Creci 1251 REF: 030 – OPORTUNIDADE ÚNICA - Ponta Verde – 1ª quadra da Praia – Por trás da Galeria Espaço 20 CM – 7º andar Excelente apartamento com 03 quartos s/ 1 suíte, varanda, sala de estar/jantar, área serviço, WC social. 2 vagas de garagem. R$ 220 mil. TR 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. LUIZ TAVARES VENDE Edf.Humaita vista para o mar, sala para 02 ambiemte com varanda ¾,sendo uma suite, WC sicial, área de serviço, dce, aceita, c.e.f valor, 220 mil. Tr: 9607-8869/ 8142-8717/99247267 Creci 1251

CMYK


O JORNAL JORNA L

Classificados D2

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: reservas@ojornal-al.com.br REF: 0141 – SANDOVALARROXELAS – EDF. BACCARAT –Aptº no 4º andar, com 03 quartos s/ 01 suíte, sala em “L”, wc social, cozinha, área de serviço, completo de armários, 02 vagas de garagem. R$ 260.000,00 - TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343.

APTOS. PRONTO PARA MORAR POÇO

Ed. Relanche - Sala c/ varanda, wc´s c/ blindex, 3 qtos. c/ arms. s/ 01 suite, coz. c/ arms, serviço, 01 vaga, elevador. R$ 170 mil. Edificio Montnimes - Dispomos de 03 unidades nascente com sala, wc social, 3 qtos (st) coz, serv, piscina, salão de festas. A partir de R$ 192 mil. CRUZ DAS ALMAS Condominio Vilagio di Firenze Andar alto, nascente, exc. vista p/ mar, varanda, sala, wc soc, 3 qtos (st) coz, serv, 2 elev, 01 vaga. PONTA VERDE Ed. Dom Fernando Aragão - Sala c/ var, wc social, 3 qtos (st) s/ 2 com varanda, cozinha, seriço, dce. Ed. Sorrento - Sala, wc social, 3 qtos (st), cozinha, serviço, 2 elev, 01 vaga. R$ 180 mil. Ed. Spazio Vitalle - ATENÇÃO IVESTIDORES - PREÇO ABAIXO TABELA - entrega julho/2012 - Padrão Delman quarto e sala . Ed. Classic - Área 144m² Entrega fev/11 - Temos as melhores ofertas, 2 vagas, piscina, sala 2 amb, 4 qtos. s/ 2 suites, coz, serv, dce. Ed. Revenant - Área 93m³ - Sala c/ var, wc social, 3 qtos (st) cozinha, serv, dce, 2 vagas. Ed. Houston - Sala c/ var, 3 qtos (st) coz, serv, dce, piscina, 2 vagas. Ed. Brilhanche - Dispomos de várias unidades: Área 64,36m² sala c/ varanda, wc social, 2 qtos (st) coz, serv, 2 elev, gerador, 01 vaga. Entrega abril/12. Ed. Maison D'elseés - Varnada, sala, wc social c/ blindex, 3 qtos (st), coz. c/ arms, serv, dce, 2 vagas.

Ed. Pascoal I - Cobertura duplex: Área 286m² - Vista para o mar, sala 3 ambientes, 3 qtos s/ 02 suite, wc social, copa/cozinha com armários, serviço, dce. 1º. Piso: Terraço descoberto, piscina, wc, 01 suite com varanda, 03 vagas. Ed. Pallais Royal - Beira Mar 194m² - 3 vgs, piscina, sl. festas, sala 3 amb, c/ terraço, lavabo, 3 suites, coz. serv, dce. Ac. Apto. Ed. Delphos - Área 155m³³ - piso granito, sala 3 amb, c/ var c/ vista mar, home, 3 qtos s/ 2 suites ( sts. c/ arms, coz. c/ arms, serv, dce, 3 vagas, piscina sl. festa Ed. Rui Palmeira - sala c/ varanda, wc soc, 3 qtos s/ 01 revers, coz, serv, wc serv. R$ 150 mil. Ed. Maranelo - quarto e sala, 3 elevadroes, gerador, gás, lazer na cobertura com sala ginástica equipada, salão gourmet, piscina. Ed. Pio X - quarto e sala, andar alto, nascente, com armários - R$ 130 mil. JATIUCA Ed. Via Verde - Área 120m² Sala c/ var, wc social, 3 qtos ( st) cozinha, serv, dce, piscina, 2 vagas. Ed. Arlindo Soares - Área 95m² - a 300m mar - 2 vagas, sala , 3 qtos s/ 02 suites ( 01 revers), wc´s c/ Box, e arms, cozinha c/ arm, sob o balcão, serviço, dce. Ed. Venanzi - Area 120m² - sala c/ var, wc social, 3 qaurtos sendo 2 suites ( 01 revers) coz, serv, dce, 2 vagas. Ed. Nirvana - Sala em L, varanda em L, wc social c/ box, 3 qtos (st) c/ arms, coz. c/ arms, serv, dce; Ed. Catuni - Varanda, sala, wc social c/ blindex,, 2 qtos (st) c/ arms, wc suíte c/ blindex, coz. c/ arms, serv, Ed. Zuzu - Sala, wc social com Box e arm, 3 qtos sendo 01 c/ arm, coz. com arms, serv, wc serviço. R$ 160 mil.

Ed. Xingú - Sala c/ varanda, wc social c/ Box e arm, 3 qtos (st) s/ 01 revers, cozinha c/ arm, serv, wc serv, 2 elev, 01 vaga. R$ 150 mil . Financio CEF. MANGABEIRAS Ed. Savoy - Varanda, sala em L, wc social com Box blindex, 2 qutos sendo 01 suite com arm, wc com blindxe, coz.c/ arms, sob o balcão , serv. Apenas R$ 120 mil. SITIO S. JORGE/ B. DURO Edificio Racine - R$ 75 mil quarto e sala, wc, cozinha americana, 2 elevadores, gerador. FAROL Ed. Palazzo Margiore - Área 250m² - Linda vista mar e lagoa, 4 vagas livres, piscina, churras, apoio, sala estudo, vídeo, ginástica, salão festas mezanino, sala 3 amb. c/ var, home, lavabo, 4 suites s/ 01 c/ hidro, copa, coz, serv, dce. SERRARIA Conjunto José Tenório - Sala, wc social, 2 quartos, cozinha com área de serviço integrada. R$ 58.000,00.

FEITOSA Nascente, terreno 10x29, área 160m², com terraço, garagem, 2 salas, wc social, 3 qtos (st) cozinha, despensa, área serviço, dce. SERRARIA SAN NICOLAS - Área 300m³ Terreno 18x25- Térreo: garagem, sala, wc social, 01 quarto, cozinha, área serviço, dce. 1º. Andar: 03 suites sendo 01 com hidro e terraço. Financio Caixa. LITORAL SUL LOTEAMENTO BARRA MAR - Condominio Barra Mar - Vendo casa: Térreo: garagem, sala, 01 suite reversível, cozinha, serv, depósito, churrasqueira. 1º. Andar: 3 suites sendo 01 com varanda. Condominio com piscina.

CASAS

TERRENOS

Farol Av. Rotary - Excelente casa com garagem, terraço, 3 salas, gabinete, wc soc, 3 qtos (st) copa, coz, serv, dce. Exc. p/ consultório R$ 300 mil. Rua Sargento Aldo, antiga Rua da Consquista - casa em terreno 6,40 x 18 com 2 pavimentos. R$ 130 mil JATIÚCA Av. Amélia Rosa - R$ 330 mil Térreo: garagem , terraço, gabinete, sala, wc social, cozinha, serviço, dce. 1º. Andar: Terraço, 2 quartos. Av. Amélia Rosa - R$ 320 mil Garagem 2 carros, sala estar e jantar, wc social com armários e Box, 4 qtos s/ 01 suite, cozinha com armários, copa, serviço, dce.

JATIUCA Vendo lote na Rua Santo Amaro medindo 12x25 R$ 140.000,00. JACARECICA Condominio Ocean Wien Esquina nascente com projeto área 935m². R$ 300.000,00. TABULEIRO DO PINTO LOTEAMENTO JOSÉ FERNANDES TORRES - Terreno de esquina medindo 20m de frente, 16m de fundos, 20m de frente a fundos. LITORAL SUL Barra de São Miguel - Arquipélago do Sol - Condomínio Grand Bahamas lote 15x30. Barra de São Miguel Arquipelágo do Sol Condomínio Cayman, lote 12x30 LITORAL NORTE IPIOCA- Loteamento Angra de Ipioca - Vendo excelente lote 15x30.

PONTO COMERCIAL MANGABEIRAS Norcon Empresarial - Sala com wc. No 14º. Área: 51m². CENTRO Prédio Comercial - com 3 andares e aproximadamente 700m² de construção. Proximo ao Quartel da Policia.

REF: 004 - PONTA VERDE – Acabamento de Alto luxo 300m² MINI QUADRA DE FUTEBOL E BASQUETE, ÁREA DE LAZER COM 3.500 M², PRÉDIO 3 ELEVADORES Piscina aquecida com raia de 20 m² Quadra de squash, Amplos ambientes sociais, Home theater, 4 Suítes, Varanda com churrasqueira, Sala com 3 ambientes, 100 % Granito, 4 ou 6 Vagas por Aptos, área de serviço, Wc Social, DCE. Valor R$ 1.400.000,00 - TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 005 - PONTAVERDE – LANÇAMENTO!Av. Sandoval Arroxelas - Vendo apto em construção Ed. Oruan, sala de estar, sala de jantar, com varanda, 03 quartos s/ 02 suítes, Cozinha, WC social, área Serviço, Dependência completa empregada. 02 Vagas de garagem. Medição individual de água e gás. Ponto de água quente Wcs. Ponto de split nos quartos. Piscina, espaço gril, salão festas com copa. A vista R$ 398 mil. Financio direto pela Construtora. Tr. 9351-4440 /88118410 CRECI 343 REF: 0139 – PONTAVERDE - Ed. Hernan Cortês de frente! - 137m² Sala de estar/jantar, varanda, 03 quartos sendo 01 suíte máster grande, dependência completa de empregada. E que dependência! lavabo, cozinha grande, armários nos quartos. TODO REFORMADO.Tá muito bonito! 01 vaga de garagem. R$ 320.000,00 - TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 014 – PARAQUE GOSTADE TOTALCONFORTO. COBERTURA PARA SE ADMIRAR. TOTALMENTE NASCENTE E COM VISTA PARA O MAR de Ponta Verde - Rua Prof. Abdon Arroxelas, Aptº 8º E 9º andares – área de 640m2 - Suíte de casal, várias varandas espetaculares, sala com 18 metros de comprimento, sala de estudos, vestir, Bwc, suítes, dois quartos sociais, hall, circulação, Bwc social, estar íntimo, suíte de hóspede, vestir, salas de jantar e estar, hall de serviço, copa cozinha, despensa, depósito, quarto e Bwc de empregado, bar, lavabo, varanda sacadas e jardineiras. 3 Vagas de garagem, área de lazer maravilhosa na cobertura, com churrasqueira, bar e muito espaço para o seu bem viver! Um sonho ao seu alcance! R$ 1.350.000,00 - TR. 9351-4440 /88118410 CRECI 343

REF: 015 - PONTAVERDE – EDF. BELLÁGIO –Aptº lindo! Projeto original modificado, piso modificado, os armários estão sendo colocados agora! Com 140m² área útil contendo: Sala de visita, sala de jantar, com arandão, gabinete, 03 suítes, Cozinha, Wc social, dependência completa empregada, 03 vagas. Prédio com salão de festas, playground, piscina, churrasqueira. R$ 530 mil. Você vai ser o 1º morador! Tr. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 053 - PONTA VERDE Esquina com a Dep. José Lages 38,91m2 - Sala, 01 quarto, banheiro social, cozinha, 01 vaga de garagem. R$ 160.000,00. TR. 93514440 /8811-8410 CRECI 343.

REF: 094 - PONTA VERDE – Cobertura Duplex: 1º Piso: sala de estar/jantar com varanda, 2 quartos, sendo 1 suíte, WC social, cozinha, área de serviço, dependência completa de empregada. 2º piso: sala de estar, suíte máster, piscina c/ deck e sauna. Área de 182,86m², 2 vagas de garagem. Próximo da Av. Sandoval Arroxelas. R$ 593 mil. TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343.

REF: 097 - PONTAVERDE –Uma graça de Cobertura Duplex: 1º Piso: sala de estar com varanda, 2 suítes + 1 quarto reversível, WC social, cozinha, área de serviço, dependência completa de empregada. 2º piso: sala de estar, suíte máster, piscina c/ deck, terraço 3 vagas de garagem. Pelo preço que está será de quem primeiro ligar! TR. 9351-4440 /88118410 CRECI 343.

REF: 076 - APTº NA PONTA VERDE, na rua do Restaurante Manjericão. Sala de estar/jantar, 02 quartos, sendo 01 suíte, cozinha, serviço e 01 vaga de garagem. Condomínio: R$ 250,00. Área 63,95m². O Preço é de ocasião: R$ 210.000,00, e a forma de Pagamento: a gente combinar! TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343.

4009-1961

4009-1961

4009-1961

LIGUE E ANUNCIE

LIGUE E ANUNCIE

LIGUE E ANUNCIE

REF: 016 – PONTA VERDE – 177M² PB -Sala estar/jantar, varanda, 04 quartos sendo 04 suítes, Cozinha, Wc social, dependência completa empregada. 03 vagas. Prédio com salão festas, gerador, guarita, piscina. Medição água e gás individual. Financio pela Caixa Econômica Federal. R$ 600 mil. TR. 9351-4440/8811-8410 CRECI 343. REF: 075 - PONTA VERDE - Aptº com sala de estar e jantar, hall, 3 quartos sendo 1 suíte e 1 reversível, wc social, cozinha, área de serviço, dependência completa e 2 vagas de garagem. Área privativa 76,66m². R$ 210.000,00. TR. 93514440 /8811-8410 CRECI 343. LUIZ TAVARES VENDE Piazza san Marcos,125m² 03suites sendo uma reversivel salade estar e jantar,dce,escaminho e 2 vagas de garagem ,mobiliado 350.000,00 parcela em ate 12x. Tr: 9607-8869/ 81428717/9924-7267 Creci 1251 REF: 084 – PONTAVERDE -apartamento no 5º andar, com sala de estar para dois ambientes com varanda, sala de jantar, (04) quatro suítes, sendo (01) uma máster com closet e hidro-massagem, lavabo, copa, cozinha, despensa, área de serviço, quarto de serviço e W.C. de serviço. 04 (quatro) vagas de garagem. Área privativa de 265,55m². R$ 1.445,00 (Um milhão, quatrocentos e quarenta e cinco mil reais). TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343 REF: 095 - PONTA VERDE – Cobertura Duplex: 145m² - 1º Piso: sala de estar/jantar com varanda, suíte reversível, WC social reversível, cozinha, área de serviço, dependência completa de empregada. 2º piso: sala de estar, 02 quartos sociais, WC social e piscina c/ deck e sauna, 2 vagas de garagem. R$ 450 mil. TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343

Guia de Serviços

Apresentando este anúncio tem desconto de 30%

Av. Gov. Osman Loureiro, 171 (anexo a 5ª Avenida galeria), Mangabeiras - Maceió - AL Tel.: 8888.5166/ 3034.7718 Ao lado do Viaduto Industrial João Lyra

CMYK


Classificados Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: reservas@ojornal-al.com.br

O JORNAL JORNA L D3

CMYK


O JORNAL JORNA L

Classificados D4 REF: 051 - PONTA VERDE –Aptº c/ 83,35m2 - R. Sandoval Arroxelas - Sala de jantar, sala de estar com varanda, circulação, 01 suíte, 01(um) quarto social, WC social, 01(um) quarto reversível, cozinha, área de serviço, WC de serviço e 01 vaga de garagem. R$ 300.000,00 à combinar. TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 091 – PONTA VERDE – Próximo ao Blue Shopping, Apartamento com 100m², 3º andar – sala em “L”, varanda, 03 quartos sendo 01 suíte, WC social, cozinha. Dependência completa de empregada. R$ 170.000,00. Cond. R$ 220,00 - TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343 REF: 0103 – PONTA VERDE Prédio Novinho em folha! - 294m² Apt° 8º andar- R$ 651.000,00 - R$ 599.000,00 - O Aptº: Sala de estar/jantar com varanda, 04 quartos sendo 2 suítes completas e 1 com WC reversível, WC social, cozinha, área de serviço, dependência completa de empregada. O Prédio: subsolo, pilotis, 03 elevadores, salão de festa com bar, piscina com deck, gerador 02 vagas na garagem. TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 0104 – 171M² - PONTA VERDE – (Esquina com a Rua Desportista Humberto Guimarães). O Aptº: Sala de estar/jantar com varanda, lavabo, 04 suítes, circulação, WC social, cozinha, área de serviço e dependência completa de empregada. O Prédio: 7 pavimentos, 3 por andar, subsolo, pilotis, 02 elevadores, salão de festa, piscina, gerador, água quente por aquecimento solar, 03 vagas na garagem.R$ 690.000,00 de pura satisfação! TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 087 – PONTA VERDE - 4º ANDAR -Apartamento com área de 93,87 m².- Sala para 2 ambientes, 03 quartos sendo 01 suíte, varanda, WC social, cozinha, área de serviço e dependência completa de empregada, circulação, 02 vagas de garagens. R$ 270.000,00 (duzentos e setenta mil reais). TR. 93514440 /8811-8410 CRECI 343 REF: 0125 – PONTA VERDE – 1ª quadra do mar – Edf. Célia Macedo – 117m², 5º andar, 03 quartos, sendo 1 suíte, varanda, cozinha, WC social, 1 vaga. R$ 200 mil. TR. 93514440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 0105 – 170M² - COBERTURA LINDA! - R$ 615.000,00 Rua Desportista Humberto Guimarães, Ponta Verde - O Aptº: Sala de estar/jantar, 03 suítes, sendo 1 máster com closet e 2 com WC reversível, WC social, cozinha, área de serviço e dependência completa de empregada, piscina, terraço descoberto.O Prédio: subsolo, pilotis, 6 pavimentos, 3 por andar, 02 elevadores, salão de festa, gerador, água quente por aquecimento solar, 02 vagas na garagem. TR. 93514440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 0127 – PONTA VERDE – Praça do Skate – 2º andar de frente – 101,38m², 03 quartos, sendo 1 suíte + DCE, sala com varanda, cozinha, WC social, 1 vaga de garagem. R$ 175 mil. TR. 93514440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 0106 –199,49M² na Ponta Verde e ainda por cima cobertura! - R$ 593.000,00 - O Aptº: 1º Piso: Sala de estar/jantar com varanda, 02 quartos s/ 1suíte,WC social, cozinha, área de serviço e dependência completa de empregada.2° Piso: Sala de estar, 01 suíte, piscina com deck, terraço, WC social.O Prédio: subsolo, pilotis, 02 elevadores, salão de festa, gerador, 03 vagas na garagem. TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 077 - APTº NO 9º ANDAR - PONTA VERDE. Transversal da Dep. José Lajes, próximo ao Palato - Sala de estar/jantar, 02 quartos, sendo 01 suíte, cozinha, serviço e 01 vaga de garagem. Área privativa 64,74m². R$ 193.000,00 - Forma de Pagamento: você combina. TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 0129 - EDF. BREEZES PONTA VERDE - 2 quartos, sendo 1 suíte, varanda, sala de estar/jantar, wc social, 2 vagas de garagem, Piscina, Bar, Forno de pizza, Churrasqueira, Playground, Mediador individual de água e gás. R$ 260.000,00 - Cond. R$ 200,00 - TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 0117 – PONTA VERDE 180M² completo de armários - 2ª quadra – rua tranqüila. Apartamento com 4 quartos, sendo 2 suítes, sala de estar para 2 ambientes, sala de jantar, WC social, cozinha, varanda, dependência completa de empregada, 2 Vagas de garagem no subsolo. R$ 650 mil. TR. 9351-4440 /88118410 CRECI 343.

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: reservas@ojornal-al.com.br REF: 0120 – PONTAVERDE –Um show de apartamento! Área 319,64m2 - 4 quartos sendo 2 suítes. Suíte de casal com varanda, sala de estudos, vestir, Bwc, dois quartos sociais, hall, circulação, Bwc social, estar íntimo, suíte de hóspede, vestir, vestíbulo, salas de jantar e estar com mais de 80m², hall de serviço, área de serviço, copa cozinha, despensa, depósito, dependência completa de empregada, bar, lavabo, varandas, sacadas e jardineiras, 3 Vagas de garagem: Valor: R$ 790.000.00 - APARTAMENTO TOTALMENTE NASCENTE COM VISTA PERMANENTE PARA O MAR. TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343 REF: 086 – PONTA VERDE Apartamento na Rua Sampaio Luz - Sala para 2 ambientes, 03 quartos sendo 01 suíte, varanda, circulação, WC social, cozinha, área de serviço e dependência completa de empregada. 02 vagas de garagens. Área Privativa: 106,00 m². R$ 327.000,00 (Trezentos e vinte e sete mil reais). TR. 9351-4440 /88118410 CRECI 343. REF: 0112 - CONDOMÍNIO RESIDENCIAL OCEAN VIEW - Ponta Verde - Quartos e sala 1 Vaga de garagem. Valor: R$ 140.00. 01 suíte, cozinha, área de serviço. TR. 93514440 /8811-8410 CRECI 343 REF: 0108 – BEIRA-MAR DA PONTA VERDE. Edf. Côte D’Azur - Quarto e sala. Lindo, lindo! Todo reformado e no porcelanato, com armários, 6º andar, nascente. Uma graça de apartamento! A alta temporada vai começar! O 1º a ligar será o dono! Apenas R$ 140 mil. TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 0111 - EDF. PORT VILLE II PONTA VERDE - Quarto e sala 1 Vaga de garagem,.Valor: R$ 140.000,00. 01 suíte, cozinha, área de serviço. TR. 9351-4440 /88118410 CRECI 343.

PAJUÇARA LUIZ TAVARES VENDE Edf, Atlantico, 342m², Beira mar ecelente cobertura,toda no porcelanato e armarios,1º pisso, estar jantar com varanda lavabo , 03 sutes,cozinha área de serviço DCE 2º pisso sala de tv com varanda, suite máster com hidro, área descoberta,com piscina churasqeira mais wc social,04 vagas de garagém, salao de festa quadra society,sauna piscina,academia,quadra de esqeche, valor, 1.550.000,00. Tr: 9607-8869/ 81428717/9924-7267 Creci 1251 REF: 026 – PAJUÇARA-Edf. Casa Bela BEIRA-MAR de Frente! – 73,00mts², Compre e alugue por temporada. É dinheiro vivo! 2 quartos, 1 vaga. Apenas R$ 350 mil. No 3º andar todo mobiliado! TR 93514440/8811-8410 CRECI 343 REF: 0135 - ED. RESIDENCIAL AMETISTA VI - R. Jangadeiros Alagoanos - Pajuçara Unidade: 806 Sala de estar/jantar, 02(dois) quartos sendo 01 (uma) suíte, WC social, cozinha, área de serviço e 01(uma) vaga de garagem. Área Privativa: 57,66 m2 - Preço: R$ 190.000,00 - TR. 9351-4440 /88118410 CRECI 343. REF: 046 – BEIRA-MAR DE PAJUÇARA – Agora ao seu alcance, 24 horas por dia, o mar que nos encanta o ano todo! De frente. Novo! Andar alto! Belo! 150m². Sala com varanda, 04 quartos s/ 04 suítes, 2 reversíveis, todas com instalação para split, cozinha grande, DCE, despensa, área de serviço, piso em granito, 02 ou 3 vagas de garagem. Prédio com sauna, 3 elevadores, salão de festas, de jogos, guarita de segurança. Lazer na cobertura. Feito pra caber toda sua família! TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 088 – PAJUÇARA- ED. NEO II - Apartamento com sala, terraço, 2 (dois) quartos, sendo 01 (um) suíte, 01 (um) WC social, cozinha, área de serviço. Área privativa: 60m2. R$ 240.000,00 (Duzentos e quarenta mil reais) TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343 REF: 0135 - ED. RESIDENCIAL AMETISTA VI - R. Jangadeiros Alagoanos - Pajuçara Unidade: 902 Sala de estar/jantar, 02(dois) quartos sendo 01(uma) suíte, WC social, cozinha, área de serviço e 01(uma) vaga de garagem. Área Privativa: 57,66 m2 - Preço: R$ 210.000,00 - TR. 9351-4440 /88118410 CRECI 343 LUIZ TAVARES VENDE Edf.Palazzo di Roma, 190m² em construção 4 suites, sala de estar e jantar lavabo,varanda,dce,3vagas de garagem valor 800.000,00 parcela em ate 25x. Tr: 9607-8869/ 8142-8717/9924-7267 Creci 1251

SERRARIA LUIZ TAVARES VENDE condominio, Reserva do vale 770m² valor 240.000,00. Tr: 9607-8869/ 81428717/9924-7267 Creci 1251

4009-1961

4009-1961

LIGUE E ANUNCIE

LIGUE E ANUNCIE

LUIZ TAVARES VENDEproximo ao Ze tenorio-150m² 4/4 sendo 03 suites,sala para 02 ambiente, área de serviço, churasqueira mais chuveirão, 02 vagas de garagem,toda no porcelanato, aceita c.e.f , valor 270.000,00. Tr: 9607-8869/ 81428717/9924-7267 Creci 1251

REF: 0110 - CASA PARQUE DO FAROL- GRUTA-3 quartos, sendo 1 suíte, 2 Vagas de garagem Área: 360m2 - Valor: R$ 320.000,00 - TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343.

CASA VENDA

REF: 085 – O REVEILLON TÁ GARANTIDO - CASA - a 30m da PRAIA - Loteamento Praias do Tabuba - Barra de Santo Antônio. Sala de estar/jantar, cozinha americana, 04 quartos sendo 01 suíte master, DCE, área de serviço, jardim, churrasqueira, garagem para 04 veículos de porte médio. Terreno medindo: 15 x 31,30m. R$ 185.000,00 – Só pra lembrar: não esqueça o champagne! TR. 93514440 /8811-8410 CRECI 343.

BARRO DURO REF: 038 - BARRO DURO – VENDO Excelente casa nascente por preço de ocasião. Próximo ao Colégio Adventista, sala de estar/jantar, 03 quartos s/ 1 suíte, área serviço, WC social. 02 vagas de garagem, rua asfaltada. Pertinho de tudo, mais ainda de você! Apenas R$ 185 mil. Ligue agora! TR 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343.

CENTRO REF: 0140 – CENTRO – Casa totalmente nascente, próxima à Igreja N. Sra. Do Carmo – Sala de estar grande, sala de jantar grande, cozinha grande, cozinha de apoio, 03 quartos sendo 02 suítes, WC social, área de serviço, 02 dependências de empregada, a 2ª no andar de cima, terraço, quintal, garagem p/ 04 carros. Rua calçada e muito sossegada! Apenas R$ 260.000,00 - TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343.

FAROL REF: 021 - FAROL – Próxima a Nordeste Vigilância. Casa com piscina, duplex térreo: 01 terraço, 01 sala, gabinete, 03 quartos sendo 01 suíte, com armários, 01 c/ closet, 01 WC’s social, 01 cozinha. 1º Andar: Sala, 02 quartos sendo 01 suíte com armários. WC social. E um ponto comercial na frente do terreno. R$ 360 mil. Tr. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343 REF: 0119 – EXCELENTE CASA PRÓXIMAAO SHOPPING FAROL – Terreno 15 x 30. Jardim, quintal, 3 quartos s/ 1 suíte + gabinete, 3 salas grandes, WC social, 2 jardins de inverno, cozinha grande, área de serviço, garagem para 2 carros. R$ 270.000,00. Excelente para morar ou levar sua Empresa. TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343 REF: 022 – FAROL – casa nascente com jardim - 3 quartos s/ 2 suítes, sala de estar/jantar, 2 cozinhas, sala p/ TV, gabinete, despensa, área de serviço, dependência completa de empregada, WC social, garagem coberta para 4 carros. R$ 280 mil. Aceita troca em carro e apartamento Tr. 9351-4440/8811-8410 CRECI 343. REF: 0136 - CASA NO FAROL com varanda, gabinete, sala de estar, sala de almoço, terraço coberto, cozinha, copa, banheiro social, duas suítes, um quarto, dependências de empregados com quartos e um quarto de motorista, lavanderia e despensa. Área de construção de 380,00 m2 Área coberta de 418,00m2 Área total de 660,00m² Garagem para 02 carros. R$ 520.000,00 - TR. 9351-4440 /88118410 CRECI 343. VENDE-SE uma casa no bairro do Farol, Av. Luiz Rizzo, 276, c/2 salas, 3 stes., 1 banheiro social, gabinete, copa, cozinha, dependência completa, c/garagem p/3 carros, terreno med. 12x40. Tr.: 3241-3887. REF: 0130 – PRÓXIMAAO TERMINAL DA AV. ROTARY – Uma bela casa que estar acabando de ser construída. Com 380m² - Jardim, 02 salas, gabinete, 3 quartos sendo 2 suítes, terraço, sala de estar/jantar, wc social, despensa, banheira de hidromassagem, dependência completa de empregada, garagem p/ 3 carros. R$ 390.000,00 - Aceita-se carro na negociação! TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343

FEITOSA REF: 011 - CASA NO FEITOSA Loteamento Santa Rita, 148m2, Sala social, 3 quartos sendo 2 suítes, sala, cozinha,WC social e dependências externas. Valor: R$ 198.000,00 - TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343

GRUTA REF: 0114 - JARDIM DO HORTO – GRUTA. Casa com 4 suítes, 1º PAVIMENTO: Sala ampla, cozinha, área de serviço, dependência de empregado(a), jardim, garagem, p/3 carros, varanda,WC, 2 suítes reversíveis. 2º PAVIMENTO: 2 suítes reversíveis, sendo com varanda. Jardim do Horto II. Valor: R$ 620.000 - TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 0131 – Na Rua ao lado do Hospital dos Usineiros – Para que gosta de ser o 1º morador! Uma casa perfeita em terreno medindo 15 x 30. Com Jardim, 02 salas, gabinete, 3 quartos sendo 2 suítes, terraço, sala de estar/jantar, wc social, despensa, banheira de hidromassagem, dependência completa de empregada, garagem p/ 2 carros. Apenas R$ 370.000,00 - TR. 93514440 /8811-8410 CRECI 343.

REF: 068 – AGORA VOCÊ VAI SER FELIZ!LOT. ALAMEDAS DO HORTO – Cond. fechado. Terreno med. 15x30, bem localizado, em plena Quadra: C. R$ 170.000,00. Ligue já! TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343.

OUTROS BAIRROS

REF: 010 - CORURIPE CONDOMÍNIO LAGOADO PAU – Ótima casa à beira mar, por R$ 110 mil. É isso mesmo! R$ 110 mil! varandão de frente e também na lateral, sala de visita grande, sala de jantar, 03 quartos, sendo 01 suíte, piso em cerâmica, casa de caseiro, pracinha em frente, chuveirão, churrasqueira. É muuuito aconchegante. Lembre-se: o carnaval está chegando, reúna a turma e venha pro abraço! Ligue já! Se for pensar, perdeu! Aceita troca. TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 0102 - CASAÀ BEIRA-MAR DE PARIPUEIRA-4 quartos, sendo 3 quartos na parte de baixo), 2 suítes, 2 salas: uma na parte de baixo e a outra na parte de cima), WC social,cozinha e área de serviço. Piscina, churrasqueira e bar. Amplo estacionamento. Valor R$ 260.000,00. Aceitamos apartamento de menor valor na parte baixa de Maceió como parte do pagamento. TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. LUIZ TAVARES VENDE casa521m² terreno medindo 18x30 garagém para 05 carros jardins local p/ picina 1º- piso-salade estar e jantar com varanda quarto social wc social ,com box, cz ,com armario bertoline, mesa em granito área de seviço, dce , camil poço arteziano,com filtro,para toda a casa, 2º- piso-escada, Chanel e portas jatoba, 02 salas de TV 03 sutes, sendo uma master com varanda valor 550.00000 parcela em ate 70 x co sinal a combinar. Tr: 9607-8869/ 8142-8717/9924-7267 Creci 1251 VENDE-SE uma casa na Santa Lúcia, 6x22, toda construida. R$ 60 mil. Tr.: 3263-1773/ 9371-3890. REF: 0133 – PINTANGUINHA Próxima a Real Alagoas. Casa de 1º andar em fase final de construção. Com 297m², jardim, terraço, jardim de inverno, 02 salas, gabinete, 4 quartos sendo 3 suítes, terraço, sala de estar, sala de jantar, wc social, despensa, dependência completa de empregada, garagem p/ 2 carros. Apenas R$ 365.000,00 – Também aceitamos carro na negociação! TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 017 - PITANGUINHA – VENDO casa com 390m², sala de visita, sala de jantar, sala de TV e som, 02 terraços, Gabinete, 06 quartos sendo 02 suítes, 02 Cozinhas, 02 WC socais, Dependência completa empregada. Garagem 04 carros. R$ 250 mil. TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 062 - ALDEBARAN ÔMEGA, SAN NICOLAS E ALAMEDAS DO HORTO Belíssimas e confortáveis casas em construção e em projeto. Feitas sob medida para Você e sua família. Parece sonho, mais é real! Ligue agora mesmo para maiores informações. TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 048 – JARDINS DE LA REYNA–Casa com 500m² de área construída, 2 pavimentos, vista espetacular da Lagoa. 4 suítes c/ closet, gabinete, bar, piscina, terraço, DCE, churrasqueira. Muito aconchegante. Apenas R$ 550 mil – Faça uma visita hoje mesmo! TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 092 – EM SONHO VERDE PRA SONHAR – Casa próximo à praia, com terraço, sala de visita, jantar, 3 quartos sendo 1 suíte, DCE, varandão, garagem, jardim grande. 2 frentes. Condomínio com quadra de esportes, piscina e bar. R$ 230.000,00 (Duzentos e trinta mil reais). TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343 REF: 027 - MURILÓPOLIS – ÓTIMA LOCALIZAÇÃO! Casa nascente, com jardim, terraço, 3 quartos s/ 1 suíte, sala de estar/jantar, WC social, quintal com área serviço coberta, garagem, Somente R$ 225 mil. TR 9351-4440 /88118410 CRECI 343. REF: 028 – NA PRINCIPAL DO MURILÓPOLIS –Maravilhosa casa nascente com piscina, área de lazer espaçosa, nascente, 3 quartos grandes s/ 1 suíte, sala de estar/jantar, área serviço, WC social. Garagem p/ vários carros. Ótima também para ponto comercial! Apenas R$ 340 mil. Dá pra acreditar nisso? Ligue e confira! TR 93514440 /8811-8410 CRECI 343

REF: 0115 - PRAIADO FRANCÊS – Venha viver todo a exuberância desse paraíso! Terreno no LOTEAMENTO ENCONTRO DO MAR – É todo seu por apenas R$ 20mil. TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 007 - TERRENO com vista para o mar med. 420m², no Lot. Vista do Atlântico. Ligue agora mesmo p/sua tranqulidade! R$ 80 mil. Ligue e comece a construir. Tr. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343 REF: 0100 – GUAXUMA – Lot. Gurgury - Terreno med. 24m nos lados por 58m frente e fundos, total 1.432m² de área total, c/rio passando nos fundos e rua que sai de frente pro Mar. Somente R$ 240 mil. Tr. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343

PRECISO TRABALHAR DEbabá e cuido de idosos, tenho exp. e noção em enfermagem. Tr8862-1401.

CASAE JARDIM

ESCRITÓRIO

MÓVEIS

PRECISO TRABALHARsou analista de suporte, tenho experiência com sistema, computador, servidor e redes. Thiago Teixeira, tratar 96155371. Aceito temporário

POR MOTIVO DE VIAGEM, VENDE-SE 01 conjunto de poltronas p/ 2 e 3 pessoas. Informações com a Profª Josefa Alves. Tel.: 9111-9152.

OUTRAS ATIVIDADES

SERV. PROF.

PRECISO TRABALHAR: sou Enfermeira, cuido de idosos e crianças especiais. Tr.: 9108-7616/9938-3841.

VEÍCULOS AUTO E MOTO-ESCOLA AUTO ESCOLA VITORIA promoção Fim de Ano, 1º Habilitação: carro - R$ 500,00 (a vista), moto - R$ 480,00 (a vista). Tr.: 3263-1773

SERVIÇOS DIVERSOS LABORATÓRIO DE: Prótese Dentária. Genivaldo Almeida. Tratar pelos telefones para contatos: 3231-5093/ 99773793

4009-1961 LIGUE E ANUNCIE

REF: 024 - SERRARIA- OPORTUNIDADE! VENDO (Lot. Terra de Antares II) – excelente terreno de grota medindo 675m², murado e com portão. Próximo ao Shopping Pátio Maceió. R$ 100 mil. Tr. 93514440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 099 – NA PARADISÍACA GARÇA TORTA – Seu Reveillon será inesquecível! Casa com 03 níveis. Nível inferior: sala p/ 3 ambientes, varanda e escritório. Nível Intermediário: entrada com um belo jardim, sala de jantar, estar para 3 ambientes, lavabo, copa, cozinha, garagem, área de serviço e 02 DCE’ s. Nível Superior: 1 suíte king, 01 suíte máster, 01 quarto, WC social e ampla varanda com vista para área de lazer e o mar. Área de lazer com amplo jardim, piscina, deck, mirante panorâmico, quiosque com churrasqueira, sauna, WC e depósito. Totalmente à beira-mar. Área de 799m². R$ 1.5000.000,00. TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 0123 – COND. JARDIM EUROPA– Excelente casa nova com 250m². 04 quartos sendo 3 suítes, sala grande, WC social, cozinha, banheira de hidromassagem, dependência completa de empregada, garagem para 3 carros. Ligue! R$ 400.000,00. TR. 9351-4440 /88118410 CRECI 343.

PONTA VERDE REF: 081 – PONTA VERDE, próxima à Igreja de São Pedro – Casa nascente, 2 salas de estar, jantar, 03 quartos sendo 02 suítes, wc social, cozinha, dep. Completa de empregada, terraço, churrasqueira, piscina, 02 vagas de garagem. Terreno 10 x 30. - R$ 550.000,00. TR. 93514440 /8811-8410 CRECI 343.

TABULEIRO REF: 093 – OPORTUNIDADE! TABULEIRO – Casa de esquina Vizinho ao AEROCLUB – Casa com 3 quartos, sendo 1 suíte, 2 salas grandes, gabinete, WC social, quintal. Apenas R$ 160.000,00 (Cento e sessenta mil reais). Venha hoje mesmo conhecer! TR. 93514440 /8811-8410 CRECI 343 REF: 071 - BOMBA DO GONZAGA - Casa no Tabuleiro do Martins – com 200m² de área construída, sala, 5 quartos sociais, banheiro social, cozinha, DCE, garagem, área de serviço, quintal amplo, canil. Ufa! Valor: R$ 180.000,00. Quer visitar? Então liga! TR. 9351-4440 /88118410 CRECI 343. REF: 070 - TABULEIRO DO MARTINS – Próximo a Carajás. Casa totalmente nascente, com 3 Quartos, sendo 1 suíte, Jardim, piscina, garagem para 2 veículos, 1 sala para 2 ambientes, DCE, cozinha, área de serviço, banheiro social, quintal, 1 ponto comercial. Area de 140m2. Dá pra creditar? Olha só qual é o preço! R$ 157.500,00. É isso mesmo! R$ 157.500,00. É sua! TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343.

SERRARIA REF: 013 - SERRARIA – Casa no Antares II, nascente, 3 quartos sendo 1 suíte, cozinha, gabinete, WC social, garagem, jardim, lajeada. È pra vender! Motivo: Viagem. R$ 190 mil. Aceita financiamento. Tr. 9351-4440 /8811-8410 CRECEI 343. REF: 020 - SERRARIA – Próximo ao Eco Park – casa muito aconchegante, terreno medindo 24x36. Solta nos 4 lados. Com piscina, 02 terraços, gabinete, sala de visita, sala de jantar, 05 quartos, sendo 02 suítes, com armários, 01 c/ closet 02 cozinhas uma com armários, DCE, bastante área verde, totalmente nascente, rua asfaltada e pouco movimentada. Excelente localização. R$ 400 mil. Aceito troca por apartamento. Tr. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343 LUIZ TAVARES VENDE casa condoninio aldebaram 400m² Ecelente jardin 1º piso sala de estar e jantar con tv, varanda co lavanderia ,cozinha com armario, dspensa com cozinha de apoio, dce, lavanderia,piscina garagem para 04/ carros, 2º- pisomezanino,4/4 sendo 4siutes, uma master comhidro e varanda, toda no porcelanato valor,1.450,000,00. Tr: 9607-8869/ 8142-8717/9924-7267 Creci 1251 LUIZ TAVARES VENDE casa proximo ao Jardin do horto ¾ uma suite cozinha om armario, sala com wc social,dce, garagem p/ 02 carros, piscina, churasqueira,terreno 10x30, valor 270.000,00 aceita proosta. Tr: 9607-8869/ 8142-8717/99247267 Creci 1251 REF: 0122 – SERRARIA – Próxima ao Monte Belo – Casa nascente muito boa! Terreno 12 x 30 – 4 quartos, sendo 1 suíte, armários em 02 quartos e também na cozinha, garagem para 2 carros, próxima a colégio, mercadinho e outros pontos comerciais. R$ 220 mil. TR. 9351-4440 /88118410 CRECI 343.

CASA ALUGA JACARECICA ALUGA-SE casa em chácara, em Jacarecica. Tr.: 9617-6106/ 88025845.

COMERCIAL VENDA CENTRO REF: 090 – CENTRO - PRÉDIO COMERCIAL. Prédio com vocação comercial e se o comprador desejar pode ter assegurado ótimo aluguel, constituído de 04 pavimentos, sendo o pavimento térreo composto de salão comercial amplo com 02 W.C. e copa, e o 1º, 2º e 3º pavimentos compostos cada um de 05 salas comerciais, contendo cada sala W.C., tendo uma área global de construção de 813,00m2. Terreno medindo 5,72m de largura de frente e de fundos, por 38,00m extensão de frente a fundos em ambos os lados. Rua Barão de Alagoas, no Centro. R$ 750.000,00 (Setecentos e cinquenta mil reais). TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343

FAROL REF: 0143 – POSTO DE COMBUSTÍVEIS NO FAROL–Todo reformado com tanques ecológicos, bombas novas, documentação toda regularizada - TR. 9351-4440 /88118410 CRECI 343.

JATIÚCA REF: 069 - SALA COMERCIAL – Aqui você não vai pegar aquele congestionamento terrível! Visite agora mesmo e mude-se já para o Stella Maris. Que sossego! - R$ 120.000. TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 0109 – OPORTUNIDADE! SALAHARMONYCENTER - Stella Maris. Valor: R$ 130.000,00 Aproveite! TR. 9351-4440 /88118410 CRECI 343.

PAJUÇARA LUIZ TAVARES VENDE ponto comercial vizinho ao bom preço 1ºpisso- área para comercio,com divisoria para lavanderia,mais deposito 2º-pisso- sala com varanda ¾ sociais gás canalizado valor 330.000,00 a negociar. Tr: 96078869/ 8142-8717/9924-7267 Creci 1251 REF: 089 – SALAS COMERCIAIS À BEIRA-MAR - Pajuçara. - Área útil de 21,00m² Sala 04: R$ 98.000,00 (Noventa e oito mil reais), Sala 05: R$ 92.000,00 (Noventa e dois mil reais) TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343

OUTROS BAIRROS REF: 0142 – POSTO DE COMBUSTÍVEIS EM MARIBONDO “Bandeira Branca” No Centro da Cidade. Terreno próprio medindo quase 01 hectare, Posto com lojas anexadas e todas alugadas. - TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343.

TERRENOS VENDA CAPITAL REF: 047 – FAROL – uma localização incrível – EXCELENTE PARA CONSTRUTOR – nascente! 870m² – Rua calçada. Não perca tempo, ligue agora mesmo e comece logo a construir. Apenas R$ 450 mil - TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343

REF: 042 – SN - NÃO ESPERE MAIS! Beira de pista na Via Expressa – Frente p/ 2 ruas e lateral para uma 3ª rua - Área com 1.570m² . Ligue agora pra não perder! TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343.

EMPREGOS OFERECE-SE

REF: 008 – INACREDITÁVEL E IMPERDÍVEL–Área com 3.000m² na Via Expressa em beira de pista? Ligue agora mesmo e venha conferir! CB. TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343.

PRECISA-SE DE: Manicure que seja Calista. Tr.: 3336-5096.

REF: 072 – SERRARIA – Terreno no Res. SAN NICOLAS – 1ª etapa medindo 18 x 25 (450m²) - Quadra “L” Ligue e tire sua proposta! TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343. REF: 029 - JARDIM PETRÓPOLIS – 2ª ETAPA – excelente terreno, nascente, murado nas laterais e nos fundos medindo 12 x 36m, completamente plano. Rua sem saída e de pouco movimento. Todo documentado. É só transferir. Somente R$ 95 mil. Vem que é seu! Tr. 93514440 /8811-8410 CRECI 343.

OUTRAS ATIVIDADES

EMPREGOS PROCURA-SE DOMÉSTICOS PRECISO TRABALHAR- Tenho experiência especialmente com idosos. Tratar-9993-5550

REF: 003 – TABULEIRO - Região que está crescendo muito. Próximo ao Aeroporto – Terreno com 2 frentes: 1 frente voltada para pista do aeroporto medindo 15x60 e nos fundos, virado para rua lateral medindo 20x21. Todo documentado. R$ 230 mil. Ligue agora mesmo. Tr. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343.

INTERIOR REF: 059 - COND. LAGUNA-Ilha de Santa Rita - Terreno 957,68 m2, tem forma irregular: Frontal com a Rua em Projeto A8, medindo 20,00m; Lateral esquerda com unidade autônoma I9, medindo 43,71m, Fundos com limite frontal da parte do terreno de marinha. R$ 580.000,00. Vai ficar esperando o quê? Ligue! TR. 9351-4440 /88118410 CRECI 343. LUIZ TAVARES VENDEproximo ao Lindóia terreno 50x40 com casa ¾ sendo 2 suites, sala cz, wc, varanda , piscina, salao de vesta nascente,toda na fruteira, toda na gramado,poço, mais reservatório de 200 mil litros. Tr: 9607-8869/ 81428717/9924-7267 Creci 1251 REF: 0101 – ILHADE SANTARITA – Lado direito da Rodovia sentido Francês. Com 5.689,72m². R$ 235.000,00. TR. 9351-4440 /88118410 CRECI 343.

PRAIAS REF: 098 – PARIPUEIRA – Excelente terreno no AMARÓPOLIS, medindo 14 x 30 - R$ 30.000,00. TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343 REF: 049 – INVESTIDOR: EXCEPCIONALÁREAÀ BEIRAMAR DE IPIOCA. Com 11,80 hectares 160mts de praia de rara beleza, por 800mts (Rod AL-101- praia). Preço com desconto especial - Próximo ao Loteamento ANGRADE IPIOCA. Ligue e procure maiores informações! TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343.

LOTES REF: 0118 – AGORACHEGOU A SUA OPORTUNIDADE de morar na BARRA DE SÃO MIGUEL – Terreno no Loteamento Barra Mar, medindo 10 x 30. Somente R$ 30.000,00 - TR. 9351-4440 /88118410 CRECI 343. REF: 0113 - LOTEAMENTO OURO VERDE –Arapiraca. Terreno Loteamento Ouro Verde III. Valor: R$ 115.000. Área do imóvel 14 x 30,33. TR. 9351-4440 /8811-8410 CRECI 343

4009-1961 LIGUE E ANUNCIE

CONTRATA-SE EDUCADOR SOCIAL, ATUAR COM PROJETOS SOCIAIS, COM FORMAÇÃO EM MAGISTERIO, PEDAGOGIA, EDUCAÇÃO FISICA OU ARTÍSTICA- CARGA HORARIA 44HS COM CADASTRO NO PÍS. LEVAR CURRÍCULOS Á AV MUNIZ FALCÃO,964- BARRO DURO

Transportadora de produtos químicos seleciona - Motorista carreteiro, exp. mínimo 2 anos. Doc. necessários. MOPP, CNH categ. E. Fones: 3324-1977/ 3354-5264

4009-1961 LIGUE E ANUNCIE

CMYK


8

O JORNA L JORNAL Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: esportes@ojornal-al.com.br

Esportes Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com |

CMYK

Esportes

O JORNAL JORNA L e-mail: esportes@ojornal-al.com.br

Sem perder a majestade Alagoana Marta é favorita para conquistar amanhã o quinto troféu de melhor do mundo PÁGINAS 4 E 5


2

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: esportes@ojornal-al.com.br

O JORNA L JORNAL

Esportes

7

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: esportes@ojornal-al.com.br

BatePronto Victor Mélo - jornalistavictor@gmail.com

PROJETOS DE TIAGO FERNANDES O alagoano Tiago Fernandes projeta um ano de consolidação de sua carreira. O tenista já traçou os planos para o novo calendário e vai disputar o Aberto da Austrália entre os profissionais a partir do próximo dia 17. Para quem não lembra, o tenista conquistou a competição na categoria juvenil no ano passado e abriu caminho na modalidade. Nesta temporada, quando completa 18 anos, o alagoano deve abandonar os torneios juvenis para se concentrar na disputa profissional. Numa projeção da página Tênis Show, da RBS, o atleta foi considerado, ao lado de Thomaz Belucci, como a principal esperança do País na modalidade para este ano. Thiago já disputou 13 torneios profissionais, conquistando 17 vitórias. Em 2011, a tendência é que o alagoano sofra um pouco na princial categoria do tênis. O próprio técnico Larri Passos já o avisou que, no começo, ele deve perder mais do que vencer. Tiago garante estar preparado para o desafio.

COPA SÃO PAULO O Corinthians-AL tem a obrigação de fazer valer sua tradição nas divisões de base. O Tricolor levou uma goleada por 5 x 1 do Desportivo Brasil na primeira rodada da Copa São Paulo e, hoje, às 15h (de Alagoas), busca a reabilitação. O técnico Coca ainda está tentando recuperar o ânimo da garotada.

PROJEÇÕES Pelo o que fizeram na temporada, a alagoana Marta e o espanhol Andrés Iniesta devem ser eleitos amanhã os melhores jogadores de futebol de 2010. Marta só faltou fazer chover no futebol norte-americano e Iniesta até marcou o gol do título mundial da Espanha.

TV CORINTHIANS O Corinthians já está ultimando os ajustes no seu canal de TV, que, a princípio, vai fazer parte da grade apenas da TVA. O clube também negocia com a Net, mas, em caso de acerto, será cobrado dos assinantes R$ 6,00 para incluir a TV Corinthians no pacote. Curiosamente, no canal, os gols do Timão vão ser comemorados com grande entusiasmo, e os dos adversários vão ser apenas mencionados.

CURTO-CIRCUITO Os grandes clubes do País estão se virando para aumentar suas arrecadações. Os quatro grandes de São Paulo fecharam agora com a Caixa para lançarem uma “raspadinha”. Além disso, Corinthians, Palmeiras, São Paulo e Santos pretendem também apresentar em títulos de capitalização com suas marcas ainda nesta temporada. Os norte-americanos sabem ganhar dinheiro com o esporte. Cada inserção de 30 segundos no Super Bowl, decisão do futebol americano, custa US$ 3 milhões. A grande final está marcada para o dia 6 de fevereiro. O alagoano Tiago Fernandes está deixando a categoria juvenil na 6ª colocação do ranking mundial. Ele chegou a assumir o primeiro posto, mas perdeu terreno no segundo semestre do ano passado.

O meia Morais disputou o Brasileiro da Série B do ano passado com a camisa do Bahia

Agitando o mercado Atualmente no Corinthians, alagoano Morais interessa à diretoria do Vitória O diretor de futebol do Vitória, Beto Silveira, disse que, na última terça-feira, os presidentes de Corinthians, Andrés Sanchez, e Vitória, Alexi Portela, conversaram a respeito do interesse do clube baiano no alagoano Morais. O Corinthians, entretanto, afirma que, no momento, não pode liberar o jogador, porque o elenco está muito enxuto.

Porém uma retomada nas conversas não está descartada. No ano passado, Morais foi um dos destaques da campanha que deu o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro de 2011, justamente, ao Bahia, arquirrival do Vitória. Beto Silveira desmentiu os boatos e afirmou que não há nenhuma negociação para a venda do volante Uelliton ao Corin-

thians. Tanto o presidente Andrés Sanchez quanto o novo diretor de futebol do clube paulista, Roberto de Andrade, negaram o interesse no atleta. “Não tem nada a ver. Houve uma conversa, mas não vingou. Houve só uma tentativa de fazer negócio logo após a transferência do Wallace (zagueiro exVitória contratado pelo Corinthians)”, disse o dirigente.

ARAPIRACA

Preparador físico aumenta carga de trabalho no ASA A equipe profissional da Agremiação Sportiva Arapiraquense segue se preparando ao máximo para o Campeonato Alagoano de 2011. Os atletas estão sendo submetidos a um intenso trabalho físico com o preparador Eduardo Ortiz. Caixa de Areia, Academia, Piscina, Aquecimento, tudo

está dentro do planejamento da comissão técnica para que os jogadores fortaleçam a parte física e estejam o mais próximo de 100% na estréia da competição, sábado, diante do Murici, no Estádio Municipal Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca. “Os trabalhos estão sendo muito puxados. O tempo que

os atletas ficaram parados foi grande. Vamos continuar treinando a parte física, mas com a chegada do Vica já priorizamos a parte tática. Essa pré-temporada é de trabalho forte”, disse Ortiz. O ASA disputará no primeiro semestre o Estadual, a Copa do Brasil e o Brasileiro da Série B.

Jogadores do Corinthians-AL ainda têm dois compromissos na primeira fase

Segunda chance Buscando reabilitação, Corinthians-AL duela hoje com o Goiás pela Copa São Paulo Luciano Milano Repórter

A goleada por 5x1 sofrida para o Desportivo Brasil na rodada de estreia da 42a Copa São Paulo sub-18, no meio da semana, obrigou o Corinthians Alagoano a vencer seu segundo compromisso na tarde de hoje para continuar vivo na briga por uma vaga na segunda fase da competição para atletas juniores. O time da Via Expressa volta a

campo logo mais à tarde, desta vez contra o Goiás, às 15h (de Alagoas), jogo marcado para o estádio Julien Fouque, na cidade de Porto Feliz, sede do Grupo D no interior paulista. Enquanto ocupa a lanterna da chave com um jogo e uma derrota, o Corinthians terá pela frente um Goiás que bateu o Santo André por 2x1, também na primeira rodada, e está na segunda posição com 3 pontos. Por conta da goela-

da em cima dos alagoanos, o Desportivo Brasil lidera o grupo (saldo de gols), com o Santo André em terceiro lugar. Desde a vexatória goleada na primeira rodada da Copa São Paulo, a cúpula do Corinthians não se pronuncia sobre o resultado. Coincidência ou não, até o site do clube, sempre atualizado pela assessoria de imprensa do clube, não registrou a partida nem fez mais nenhuma menção ao fato.

Dirigente espera melhor resultado O JORNAL falou com o vicepresidente de futebol, Alarcon Pacheco. O dirigente comentou a derrota por goleada na estreia da competição, e ainda sobre as chances de classificação para a próxima fase da Copa São Paulo de futebol juniores. Como não está em Porto Feliz, acompanhando a delegação, Alarcon limitou-se a dizer que a performance do time foi abaixo do esperado por todos no clube. “Não estou com o grupo e a comunicação lá em Porto Feliz, por telefone, está complicada. Por conta disso, não tenho muita informação sobre o que de fato aconteceu com o time. O que posso dizer, naturalmente, é que o rendimento foi bem abaixo do esperado por todos aqui no Corinthians. Com certeza, agora

as chances de classificação diminuíram, mas existem. O grupo é bem mais jovem do que a média das equipes da Copa e a inexperiência pode ter pesado na estreia”, declarou a O JORNAL o dirigente Alarcon Pacheco. Antes do início da competição nacional, Coca chegou a dizer que mais do que participar da Copa São Paulo, o Corinthians entraria na disputa para chegar à final e tentar o título inédito para o clube e para Alagoas. REGULAMENTO - Pelo regulamento da Copa São Paulo, os primeiros colocados dos 23 grupos têm vaga garantida na fase seguinte, mais os 9 times melhores segundos colocados por índice técnico. Participam da competição nacional 92 equipes. (L.M.)

CMYK

O JORNA L JORNAL

Esportes


6

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: esportes@ojornal-al.com.br

O JORNA L JORNAL

Esportes

3

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: esportes@ojornal-al.com.br

Testando...

Tempo de esperar

Diante do Santa Cruz, CSA faz hoje o seu primeiro amistoso da temporada

Técnico do Santos, Adilson Batista não quer precipitar a volta do meia Paulo Henrique Ganso

Luciano Milano Repórter

Assim como o rival CRB, o CSA fará amistoso na tarde de hoje. Porém, ao contrário do clube da Pajuçara, o Azulão do Mutange jogará longe da sua torcida. O time azulino enfrenta o Santa Cruz, às 16h, no estádio do Arruda, no Recife. Mesmo distante de Maceió, o torcedor do CSA que quiser ver a primeira apresentação em 2011 do elenco comandado por Lino não pagará ingresso. O acordo foi feito entre as diretorias de Santa Cruz e CSA. Porém, para poder entrar sem pagar ingresso, é preciso que o torcedor azulino esteja vestido com a camisa do clube alagoano. O acesso para os azulinos se dará pelo portão da Rua das Moças. Na última sexta-feira, o Departamento de Futebol

O volante Lau continua entre os titulares do CSA

anunciou mudança na programação de viagem para o Recife. Inicialmente, a delegação seguiria para Pernambuco direto de Teotônio Vilela, onde treina desde a semana passada. Porém, pensando em diminuir o cansaço do grupo, a diretoria decidiu que os atletas iriam dormir em Maceió e, da capital viajar, às 6h para Recife. O presidente executivo Jorge VI falou sobre o amistoso desta tarde e da importância de enfrentar um clube que também se prepara para uma competição importante, como o Pernambucano. "Acho que acertamos em marcar esse amistoso com o Santa Cruz. Não dá para testar o time com seleções amadoras que, com todo respeito, não dão a noção exata de como está o nosso time. É verdade que será apenas um amistoso, mas que pode nos orientar se estamos ou não no

caminho certo", declarou Jorge VI. Para jogar em Recife, o CSA não terá custos e, ainda, segundo o próprio dirigente, o clube alagoano vai receber uma cota para atuar em Pernambuco. ADVERSÁRIO - O Santa Cruz fez um jogo-treino na última quinta-feira contra o Chã Grande e ficou no empate por 1 x 1. O técnico Zé Teodoro disse que gostou da partida pela movimentação. CSA - Jéferson; Celso, Fábio Lima, Fabrício Tocha e Rafael; Anderson, Lau, David, Adriano Silva e Edson Sá; Tico Mineiro. Técnico Lino. SANTA CRUZ - Tiago Cardoso, Bruno Leite, Thiago Mathias, Leandro Souza e Alexandre Silva; Jeovânio, Memo, Weslley e Mário Lúcio; Landú e Laécio.

PAJUÇARA

CRB apresenta elenco contra o América-PE O jogo tem caráter de amistoso, mas hoje o CRB inicia, dentro de campo, sua caminhada para a temporada 2011. O Galo da Pajuçara apresentará o elenco contratado para a disputa do Campeonato Alagoano em partida contra o AméricaPE, clube que subiu para a Primeira Divisão pernambucana após 15 anos longe da elite daquele estado. O confronto será às 15h, no estádio Severiano Gomes Filho, na Pajuçara. Os ingressos para o torcedor (que não é sócio do clube) assistir à partida custam R$ 10,00, R$ 20,00 e R$ 60,00. Depois de muita confusão no ambiente político, Marcos Barbosa foi aclamado presidente-executivo. Com a chegada de Barbosa ao cargo, Roberto Fernandes foi promovido à vice de futebol regatiano. Juntos, trouxeram de volta o técnico Edson Ferreira, campeão alagoano pelo Murici em 2010, passando pelo Galo na fase final do Campeonato Brasileiro da Série C. Para a temporada 2011, o clube contratou 13 jogadores. Os dois últimos foram os irmãos Halisson e Halace, que desembarcaram sexta em Maceió e se apresentaram ao técnico . Os 13 se juntaram a mais de 15 atletas da base alvirrubra, como o goleiro Cris; os laterais Tony Maraial e Rafinha; os meio-campistas Eder, Emerson e Jonathan; já o atacante Edmar conseguiu liminar na Justiça do Trabalho para deixar o clube, alegando que o CRB há oito meses não depo-

sitava seu FGTS e não pagava salários há três meses. Entre os ‘novatos, estão os conhecidos Rodrigo Santos e Daniel, este com passagem pelo Corinthians-AL. Também no meio-campo, os experientes Marquinhos Alagoano (exCentral) e Alan, ex-Fluminense e Cruz Azul do México. No gol, a opção foi por Adriano, exASA, e Cris, que é do próprio CRB. Para a posição, o vicepresidente de futebol Roberto Fernandes afirmou que o clube corre atrás de mais um para a posição, um goleiro com mais experiência. TIME – Nos últimos treinamentos da semana, Edson Ferreira começou a esboçar formações para avaliar o grupo que tem em mãos. Entretanto, em entrevista à imprensa, o treinador declarou que nenhuma delas já tem status de titular. “É início de trabalho. Embora estejamos a pouco mais de uma semana para a estreia no Estadual, e num clássico contra o rival CSA, ainda estamos vendo qual é a melhor formação e a maneira mais adequada para atuar. Por isso estou vendo ainda que tipo de resposta os jogadores me dão nesse processo todo”, declarou Edson Ferreira. Apesar das inúmeras mudanças durante os treinamentos, o time base escalado tem: Adriano; Ítalo, Júnior e Nilson; Fábio Pará, Éder, Jonathan, Marquinhos e Rafinha; Luís André e Fernando Sá.

Após cirurgia no ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo feita em agosto do ano passado, o meia Paulo Henrique Ganso está em fase final de recuperação para voltar aos gramados. Mas o técnico Adilson Batista não quer precipitar o retorno do meia, destacando que, dentro do protocolo inicial, Ganso só estaria apto a voltar a jogar no final de fevereiro. “No dia 28 deste mês faz cinco meses que ele operou e a previsão é que ele esteja voltando a jogar no dia 28 de fevereiro, quando completar seis meses da cirurgia. Então vamos ter alguns cuidados”, disse Adilson, em contraste com o otimismo demonstrado pelo preparador físico da equipe, José Mário Campeiz, que, na última quarta-feira, cogitou a possibilidade de Paulo Henrique voltar antes do previsto.

No Timão, Tite dá mais poderes a Jucilei

Em agosto do ano passado, Ganso sofreu uma séria lesão no joelho

Sem pressa, Adilson Batista destacou que o importante nesse momento é controlar a ansiedade do jogador. “Entendemos que é normal do ser humano, ainda mais um atleta

jovem como ele, querer estar logo na ativa. Mas temos de controlar essa ansiedade. Nós queremos o Ganso nas suas melhores condições e vamos trabalhar para isso”, encerrou.

Atacante Diego Maurício pode sair do Flamengo ainda neste mês Um dos destaques da equipe na fraca campanha no Brasileiro de 2010, o atacante Diego Maurício pode estar de saída do Flamengo. Mesmo após a prorrogação do contrato com o rubro-negro até 2015, o agente do jovem de 19 anos, Orlando Júnior, não descarta uma possível transferência para o exterior, mas revela que é o Flamengo é quem dá a palavra final. “Não depende só de nós, até porque, se dependesse já estaríamos fechando essa negociação. Agrada muito ao jogador, todo mundo sonha em jogar na europa, mas também dependemos do Flamengo”, comentou, em entrevista à Rádio Brasil. Convocado pelo técnico Ney

Franco para integrar a seleção brasileira no Sul-Americano sub20, que será realizado este mês no Peru, Diego Maurício vem despertando o interesse de várias equipes do velho continente. Apesar do assédio, Orlando Júnior enfatiza que ainda não tem nada acertado. “Recebemos muitas propostas: do Portsmouth, da Inglaterra; do PSV, da Holanda; do Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, e hoje recebi do Lokomotiv Moscou, da Rússia. Mas a maior probabilidade foi a proposta do Porto, mas nada concreto, nada fechado. Estou apenas estudando, mas não posso fechar nada, pois o Flamengo precisa dar a carta de

liberação”, explicou. Com a renovação de contrato com o rubro-negro, o empresário acredita que será difícil uma possível liberação por parte do clube, mas, dependendo dos valores oferecidos, Orlando acredita que o Flamengo poderá pensar na transferência de ‘Drogbinha’. “Está descartada (a negociação), até porque o Flamengo precisa do jogador, o clube conta hoje com o Diego, mas pelo valor estipulado, acho que a diretoria poderá pensar no caso. Acredito que até semana que vem eles dirão se aceitam ou não uma possível transferência. Acredito que eles estejam esperando o Sul-Americano para valorizar o jogador”, disse.

Durante os treinos em Itu Tite sinalizou que será ele o novo homem surpresa que chegará com perigo ao gol adversário, como sempre fez Elias e como o próprio Jucilei passou a fazer no ano passado. A dificuldade do time de conseguir reforços para o meio-campo fez o treinador não perder tempo em procurar uma saída para ausência de Elias. “Vai Jucilei. Enfrenta, enfrenta. Chega. Como fazia o Elias. Isso!”, disse Tite ao jogador durante os treinos de quinta-feira, em um lance no qual o volante corintiano apareceu na pequena área adversária com chances de chutar a gol. Durante entrevista coletiva nesta semana, Tite disse que não tem prioridades na lista de reforços que definiu com a diretoria corintiana e que por isso encontrará no próprio elenco saídas para ausência de Elias. “Vamos buscar reforços sem estabelecer prioridades. Não é porque perdemos um jogador (como Elias) que vamos priorizar uma posição. Todos os setores são importantes e o time perJucilei e Jorge Henrique são titulares no Corinthians

mite muitas variações”, disse. A direção de futebol do Corinthians diz que está atrás de dois meio-campistas, mas não está com pressa nas negociações. “O Tite já nos passou alguns nomes, mas todos estão cientes de quem nem sempre é possível contar com o que se quer”, disse Roberto de Andrade, diretor de futebol. “Nosso elenco é bom e por isso tem boas opções”, completou. O presidente Andrés Sanchez também avisou que não pretende contratar jogadores que não cheguem com potencial de ser titular ou “top de linha”, nas suas palavras. Tite já percebeu que pode não ter todos os reforços que deseja. “O presidente, o Roberto, eles têm consciência das necessidades, mas nem sempre é possível concretizar essa busca. Até por isso a gente tem que seguir trabalhando com nosso elenco aqui”, disse o treinador. E Jucilei, titular absoluto do Corinthians, deve ganhar ainda mais responsabilidade sem o parceiro Elias ao lado.

CMYK

O JORNA L JORNAL

Esportes


4

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: esportes@ojornal-al.com.br

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: esportes@ojornal-al.com.br

Vida longa à rainha Alagoana Marta pode conquistar amanhã o quinto prêmio de melhor jogadora do mundo Victor Mélo Editor de Esportes

A alagoana Marta vive a expectativa de conquistar amanhã o quinto troféu de melhor jogadora do mundo. Ajogadora, que defende atualmente o Santos, fez uma boa temporada em 2010, levantando o título norte-americano pelo FC Gold Pride e sendo a artilheira e a craque da competição. Com a seleção brasileira, Marta também levou no ano passado o título sul-americano. Acerimônia de entrega do troféu mais cobiçado do futebol está marcada para amanhã, às 15h de (Alagoas), e terá transmissão da ESPN Brasil, Sportv e Esporte Interativo. A alagoana já conquistou os últimos quatro títulos do prêmio. Neste ano, as adversárias de Marta são as alemãs Birgit Prinz e Fatmire Bajramaj. Aos 24 anos, Marta está disputando o Torneio Internacional Interclubes com a camisa do Santos. Na última quarta-feira, ela enfrentou o clube que a projetou na Europa: o Umea IK, da Suécia. Apesar do vínculo emocional, a camisa 10 não perdoou e marcou um gol na vitória do Peixe por 4 x 2, em Araraquara. “A gente tem que separar as coisas. Tive um momento muito bom no Umea, na época em que eu joguei lá. Tem o respeito, mas dentro de campo tenho que defender a camisa que estou vestindo e agora é a do Santos. Eu sempre vou dar 100% de mim em todas as competições”, destacou Marta, em entrevista à TV Bandeirantes.

Copa do Mundo é a meta da jogadora nesta temporada Em 2011, um dos objetivos da alagoana é a conquista o Mundial de Futebol Feminino, que vai ser disputado em julho, na Alemanha. “Individualmente, me sinto realizada. Claro que sempre buscamos progredir para continuar ganhando prêmios, mas tenho mesmo é o sonho de ser campeã mundial com a seleção e de trocar a medalha de prata que já conseguimos duas vezes na Olimpíada por uma de ouro. Sei que temos condições para isso”, declarou. Hoje, Marta volta a campo para encarar o Palmeiras, às 15h (de Alagoas), com transmissão ao vivo da Band. Depois da partida, ela vai pegar o avião para Zurique, Suíça, onde o prêmio de melhor do mundo será entregue. “Não vai ser um dia tranqüilo. Tenho uma maratona pela frente, mas está valendo. A disputa do torneio internacional e o troféu da Fifa me valorizam individualmente e o futebol feminino como um todo”, comentou a jogadora. Sobre a expectativa em relação ao prêmio, Marta foi modesta: “Estamos lá. Vamos ver o que vai dar. Isso é fruto do nosso trabalho. Espero que venha novamente, mas se não vier, vamos dar continuidade”. (V.M.)

O JORNA L JORNAL

Esportes Birgit Prinz está perto de pendurar as chuteiras Birgit Prinz pode igualar amanhã o feito de Marta e levar pela quarta vez o troféu de melhor de mundo. Aos 33 anos, ela ficou com o prêmio em 2003, 2004 e 2005. A atacante é, sem dúvida, a principal jogadora da história do futebol feminino da Alemanha. Na seleção, ela já conquistou duas vezes a Copa do Mundo, disputou 205 partidas e marcou 126 gols. Prinz, inclusive, é a principal artilheira da história dos Mundiais Fifa, balançando as redes 14 vezes. Em 2010, o currículo da alemã foi inferior ao das concorrentes. Ela mudou seu es-

tilo, jogando um pouco mais recuada, como meia, e não conquistou a Bundesliga com o FFC Frankfurt. Sua melhor participação na temporada foi na Copa Algarve, em que sua seleção ficou com o segundo posto. A jogadora, inclusive, pensa em se aposentar após o Mundial deste ano. “Tenho quase certeza que, depois da Copa, vou pendurar as chuteiras, pelo menos na seleção. Não consigo imaginar que eu vá continuar jogando. Mas quando tinha 20 anos, também não pensei em jogar até 2010”, destacou Prinz.(V.M.)

Iniesta, Xavi e Messi estão na disputa masculina Marta está defendendo o Santos

Fatmire Bajramaj atua no Turbine Potsdam, da Alemanha

Bajramaj conquistou títulos importantes Fatmire Bajramaj nasceu na Sérvia, mas se naturalizou alemã. A jogadora, de 22 anos, defende o Turbine Potsdam e é figura carimbada na seleção da Alemanha. Ela atua como meia e tem como principais títulos o Mundial de 2007 e a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008. Na Alemanha, Bajramaj já disputou 23 partidas e marcou três gols. A meia disputa o Campeonato Alemão há cinco anos e se destacou em 2010 por ter ajudando o Potsdam a conquistar a Bundesliga e a Liga dos Campeões da UEFA. “É legal quando as pessoas me enxergam como um exemplo. Principalmente para as crianças. Isso me deixa orgulhosa. E isso traz também uma responsabilidade no dia a dia que eu assumo com prazer”, declarou Bajramaj, em entrevista ao site da Federação Alemã de Futebol. (V.M.)

5

O grande favorito para conquistar o prêmio de melhor jogador do mundo de 2010 é Andres Iniesta, do Barcelona. Autor do gol do título da Espanha na Copa do Mundo da África, ele tem amplas possibilidades de superar os companheiros de Barça Messi e Xavi, outros concorrentes ao troféu mais cobiçado do futebol. “Quem sou eu para dizer que mereço a Bola de Ouro? Estaria mentindo se dissesse que dá no mesmo. Mas não é uma obsessão. Estar na lista de 23 candidatos já foi um sinal. Não creio que um jogador ganhe a Bola de Ouro graças a um gol. Se Andrés Iniesta tiver a sorte de vencer será graças a um conjunto de coisas”, disse o jogador. O argentino Messi perdeu terreno após a Copa e dificilmente vai ser reeleito o melhor do Planeta. “Para ser um grande jogador, é preciso ganhar uma Copa do Mundo.Tenho essa meta a atingir,” destacou o argentino, que foi o artilheiro do Espanhol 2009/2010, com 34 gols. A Fifa entregou o prêmio de craque do Mundial para o uruguaio Diego Forlán,

Prinz já ganhou o prêmio três vezes

mas deve homenagear agora a campeã mundial. Mais discreto em campo que Iniesta, Xavi dificilmente será o eleito. “Em ano de Copa do Mundo, o torneio tem grande importância. Eu e o Andrés (Iniesta) ficamos com o título, enquanto o Barcelona não se saiu tão bem quanto se esperava”, declarou Xavi TÉCNICO – Além do melhores jogadores do mundo, a Fifa também vai premiar o melhor treinador de 2010. Concorrem ao troféu Vicente Del Bosque, da seleção espanhola, Pepe Guardiola, do Barcelona, e José Mourinho, que ganhou a Liga dos Campeões com a Inter e trabalha atualmente no Real Madrid. ESCOLHA - Os seis nomeados para as finais do prêmio de melhor do mundo foram indicados por eleição realizada entre técnicos, capitães de seleções e jornalistas. Esta também será a primeira vez em que o troféu da Fifa será unificado à Bola de Ouro da revista France Football. (V.M.)

Xavi, Messi e Iniesta são companheiros de Barcelona, mas rivais no prêmio de melhor jogador do mundo

CMYK

O JORNA L JORNAL

Esportes


4

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: esportes@ojornal-al.com.br

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: esportes@ojornal-al.com.br

Vida longa à rainha Alagoana Marta pode conquistar amanhã o quinto prêmio de melhor jogadora do mundo Victor Mélo Editor de Esportes

A alagoana Marta vive a expectativa de conquistar amanhã o quinto troféu de melhor jogadora do mundo. Ajogadora, que defende atualmente o Santos, fez uma boa temporada em 2010, levantando o título norte-americano pelo FC Gold Pride e sendo a artilheira e a craque da competição. Com a seleção brasileira, Marta também levou no ano passado o título sul-americano. Acerimônia de entrega do troféu mais cobiçado do futebol está marcada para amanhã, às 15h de (Alagoas), e terá transmissão da ESPN Brasil, Sportv e Esporte Interativo. A alagoana já conquistou os últimos quatro títulos do prêmio. Neste ano, as adversárias de Marta são as alemãs Birgit Prinz e Fatmire Bajramaj. Aos 24 anos, Marta está disputando o Torneio Internacional Interclubes com a camisa do Santos. Na última quarta-feira, ela enfrentou o clube que a projetou na Europa: o Umea IK, da Suécia. Apesar do vínculo emocional, a camisa 10 não perdoou e marcou um gol na vitória do Peixe por 4 x 2, em Araraquara. “A gente tem que separar as coisas. Tive um momento muito bom no Umea, na época em que eu joguei lá. Tem o respeito, mas dentro de campo tenho que defender a camisa que estou vestindo e agora é a do Santos. Eu sempre vou dar 100% de mim em todas as competições”, destacou Marta, em entrevista à TV Bandeirantes.

Copa do Mundo é a meta da jogadora nesta temporada Em 2011, um dos objetivos da alagoana é a conquista o Mundial de Futebol Feminino, que vai ser disputado em julho, na Alemanha. “Individualmente, me sinto realizada. Claro que sempre buscamos progredir para continuar ganhando prêmios, mas tenho mesmo é o sonho de ser campeã mundial com a seleção e de trocar a medalha de prata que já conseguimos duas vezes na Olimpíada por uma de ouro. Sei que temos condições para isso”, declarou. Hoje, Marta volta a campo para encarar o Palmeiras, às 15h (de Alagoas), com transmissão ao vivo da Band. Depois da partida, ela vai pegar o avião para Zurique, Suíça, onde o prêmio de melhor do mundo será entregue. “Não vai ser um dia tranqüilo. Tenho uma maratona pela frente, mas está valendo. A disputa do torneio internacional e o troféu da Fifa me valorizam individualmente e o futebol feminino como um todo”, comentou a jogadora. Sobre a expectativa em relação ao prêmio, Marta foi modesta: “Estamos lá. Vamos ver o que vai dar. Isso é fruto do nosso trabalho. Espero que venha novamente, mas se não vier, vamos dar continuidade”. (V.M.)

O JORNA L JORNAL

Esportes Birgit Prinz está perto de pendurar as chuteiras Birgit Prinz pode igualar amanhã o feito de Marta e levar pela quarta vez o troféu de melhor de mundo. Aos 33 anos, ela ficou com o prêmio em 2003, 2004 e 2005. A atacante é, sem dúvida, a principal jogadora da história do futebol feminino da Alemanha. Na seleção, ela já conquistou duas vezes a Copa do Mundo, disputou 205 partidas e marcou 126 gols. Prinz, inclusive, é a principal artilheira da história dos Mundiais Fifa, balançando as redes 14 vezes. Em 2010, o currículo da alemã foi inferior ao das concorrentes. Ela mudou seu es-

tilo, jogando um pouco mais recuada, como meia, e não conquistou a Bundesliga com o FFC Frankfurt. Sua melhor participação na temporada foi na Copa Algarve, em que sua seleção ficou com o segundo posto. A jogadora, inclusive, pensa em se aposentar após o Mundial deste ano. “Tenho quase certeza que, depois da Copa, vou pendurar as chuteiras, pelo menos na seleção. Não consigo imaginar que eu vá continuar jogando. Mas quando tinha 20 anos, também não pensei em jogar até 2010”, destacou Prinz.(V.M.)

Iniesta, Xavi e Messi estão na disputa masculina Marta está defendendo o Santos

Fatmire Bajramaj atua no Turbine Potsdam, da Alemanha

Bajramaj conquistou títulos importantes Fatmire Bajramaj nasceu na Sérvia, mas se naturalizou alemã. A jogadora, de 22 anos, defende o Turbine Potsdam e é figura carimbada na seleção da Alemanha. Ela atua como meia e tem como principais títulos o Mundial de 2007 e a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008. Na Alemanha, Bajramaj já disputou 23 partidas e marcou três gols. A meia disputa o Campeonato Alemão há cinco anos e se destacou em 2010 por ter ajudando o Potsdam a conquistar a Bundesliga e a Liga dos Campeões da UEFA. “É legal quando as pessoas me enxergam como um exemplo. Principalmente para as crianças. Isso me deixa orgulhosa. E isso traz também uma responsabilidade no dia a dia que eu assumo com prazer”, declarou Bajramaj, em entrevista ao site da Federação Alemã de Futebol. (V.M.)

5

O grande favorito para conquistar o prêmio de melhor jogador do mundo de 2010 é Andres Iniesta, do Barcelona. Autor do gol do título da Espanha na Copa do Mundo da África, ele tem amplas possibilidades de superar os companheiros de Barça Messi e Xavi, outros concorrentes ao troféu mais cobiçado do futebol. “Quem sou eu para dizer que mereço a Bola de Ouro? Estaria mentindo se dissesse que dá no mesmo. Mas não é uma obsessão. Estar na lista de 23 candidatos já foi um sinal. Não creio que um jogador ganhe a Bola de Ouro graças a um gol. Se Andrés Iniesta tiver a sorte de vencer será graças a um conjunto de coisas”, disse o jogador. O argentino Messi perdeu terreno após a Copa e dificilmente vai ser reeleito o melhor do Planeta. “Para ser um grande jogador, é preciso ganhar uma Copa do Mundo.Tenho essa meta a atingir,” destacou o argentino, que foi o artilheiro do Espanhol 2009/2010, com 34 gols. A Fifa entregou o prêmio de craque do Mundial para o uruguaio Diego Forlán,

Prinz já ganhou o prêmio três vezes

mas deve homenagear agora a campeã mundial. Mais discreto em campo que Iniesta, Xavi dificilmente será o eleito. “Em ano de Copa do Mundo, o torneio tem grande importância. Eu e o Andrés (Iniesta) ficamos com o título, enquanto o Barcelona não se saiu tão bem quanto se esperava”, declarou Xavi TÉCNICO – Além do melhores jogadores do mundo, a Fifa também vai premiar o melhor treinador de 2010. Concorrem ao troféu Vicente Del Bosque, da seleção espanhola, Pepe Guardiola, do Barcelona, e José Mourinho, que ganhou a Liga dos Campeões com a Inter e trabalha atualmente no Real Madrid. ESCOLHA - Os seis nomeados para as finais do prêmio de melhor do mundo foram indicados por eleição realizada entre técnicos, capitães de seleções e jornalistas. Esta também será a primeira vez em que o troféu da Fifa será unificado à Bola de Ouro da revista France Football. (V.M.)

Xavi, Messi e Iniesta são companheiros de Barcelona, mas rivais no prêmio de melhor jogador do mundo

CMYK

O JORNA L JORNAL

Esportes


6

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: esportes@ojornal-al.com.br

O JORNA L JORNAL

Esportes

3

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: esportes@ojornal-al.com.br

Testando...

Tempo de esperar

Diante do Santa Cruz, CSA faz hoje o seu primeiro amistoso da temporada

Técnico do Santos, Adilson Batista não quer precipitar a volta do meia Paulo Henrique Ganso

Luciano Milano Repórter

Assim como o rival CRB, o CSA fará amistoso na tarde de hoje. Porém, ao contrário do clube da Pajuçara, o Azulão do Mutange jogará longe da sua torcida. O time azulino enfrenta o Santa Cruz, às 16h, no estádio do Arruda, no Recife. Mesmo distante de Maceió, o torcedor do CSA que quiser ver a primeira apresentação em 2011 do elenco comandado por Lino não pagará ingresso. O acordo foi feito entre as diretorias de Santa Cruz e CSA. Porém, para poder entrar sem pagar ingresso, é preciso que o torcedor azulino esteja vestido com a camisa do clube alagoano. O acesso para os azulinos se dará pelo portão da Rua das Moças. Na última sexta-feira, o Departamento de Futebol

O volante Lau continua entre os titulares do CSA

anunciou mudança na programação de viagem para o Recife. Inicialmente, a delegação seguiria para Pernambuco direto de Teotônio Vilela, onde treina desde a semana passada. Porém, pensando em diminuir o cansaço do grupo, a diretoria decidiu que os atletas iriam dormir em Maceió e, da capital viajar, às 6h para Recife. O presidente executivo Jorge VI falou sobre o amistoso desta tarde e da importância de enfrentar um clube que também se prepara para uma competição importante, como o Pernambucano. "Acho que acertamos em marcar esse amistoso com o Santa Cruz. Não dá para testar o time com seleções amadoras que, com todo respeito, não dão a noção exata de como está o nosso time. É verdade que será apenas um amistoso, mas que pode nos orientar se estamos ou não no

caminho certo", declarou Jorge VI. Para jogar em Recife, o CSA não terá custos e, ainda, segundo o próprio dirigente, o clube alagoano vai receber uma cota para atuar em Pernambuco. ADVERSÁRIO - O Santa Cruz fez um jogo-treino na última quinta-feira contra o Chã Grande e ficou no empate por 1 x 1. O técnico Zé Teodoro disse que gostou da partida pela movimentação. CSA - Jéferson; Celso, Fábio Lima, Fabrício Tocha e Rafael; Anderson, Lau, David, Adriano Silva e Edson Sá; Tico Mineiro. Técnico Lino. SANTA CRUZ - Tiago Cardoso, Bruno Leite, Thiago Mathias, Leandro Souza e Alexandre Silva; Jeovânio, Memo, Weslley e Mário Lúcio; Landú e Laécio.

PAJUÇARA

CRB apresenta elenco contra o América-PE O jogo tem caráter de amistoso, mas hoje o CRB inicia, dentro de campo, sua caminhada para a temporada 2011. O Galo da Pajuçara apresentará o elenco contratado para a disputa do Campeonato Alagoano em partida contra o AméricaPE, clube que subiu para a Primeira Divisão pernambucana após 15 anos longe da elite daquele estado. O confronto será às 15h, no estádio Severiano Gomes Filho, na Pajuçara. Os ingressos para o torcedor (que não é sócio do clube) assistir à partida custam R$ 10,00, R$ 20,00 e R$ 60,00. Depois de muita confusão no ambiente político, Marcos Barbosa foi aclamado presidente-executivo. Com a chegada de Barbosa ao cargo, Roberto Fernandes foi promovido à vice de futebol regatiano. Juntos, trouxeram de volta o técnico Edson Ferreira, campeão alagoano pelo Murici em 2010, passando pelo Galo na fase final do Campeonato Brasileiro da Série C. Para a temporada 2011, o clube contratou 13 jogadores. Os dois últimos foram os irmãos Halisson e Halace, que desembarcaram sexta em Maceió e se apresentaram ao técnico . Os 13 se juntaram a mais de 15 atletas da base alvirrubra, como o goleiro Cris; os laterais Tony Maraial e Rafinha; os meio-campistas Eder, Emerson e Jonathan; já o atacante Edmar conseguiu liminar na Justiça do Trabalho para deixar o clube, alegando que o CRB há oito meses não depo-

sitava seu FGTS e não pagava salários há três meses. Entre os ‘novatos, estão os conhecidos Rodrigo Santos e Daniel, este com passagem pelo Corinthians-AL. Também no meio-campo, os experientes Marquinhos Alagoano (exCentral) e Alan, ex-Fluminense e Cruz Azul do México. No gol, a opção foi por Adriano, exASA, e Cris, que é do próprio CRB. Para a posição, o vicepresidente de futebol Roberto Fernandes afirmou que o clube corre atrás de mais um para a posição, um goleiro com mais experiência. TIME – Nos últimos treinamentos da semana, Edson Ferreira começou a esboçar formações para avaliar o grupo que tem em mãos. Entretanto, em entrevista à imprensa, o treinador declarou que nenhuma delas já tem status de titular. “É início de trabalho. Embora estejamos a pouco mais de uma semana para a estreia no Estadual, e num clássico contra o rival CSA, ainda estamos vendo qual é a melhor formação e a maneira mais adequada para atuar. Por isso estou vendo ainda que tipo de resposta os jogadores me dão nesse processo todo”, declarou Edson Ferreira. Apesar das inúmeras mudanças durante os treinamentos, o time base escalado tem: Adriano; Ítalo, Júnior e Nilson; Fábio Pará, Éder, Jonathan, Marquinhos e Rafinha; Luís André e Fernando Sá.

Após cirurgia no ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo feita em agosto do ano passado, o meia Paulo Henrique Ganso está em fase final de recuperação para voltar aos gramados. Mas o técnico Adilson Batista não quer precipitar o retorno do meia, destacando que, dentro do protocolo inicial, Ganso só estaria apto a voltar a jogar no final de fevereiro. “No dia 28 deste mês faz cinco meses que ele operou e a previsão é que ele esteja voltando a jogar no dia 28 de fevereiro, quando completar seis meses da cirurgia. Então vamos ter alguns cuidados”, disse Adilson, em contraste com o otimismo demonstrado pelo preparador físico da equipe, José Mário Campeiz, que, na última quarta-feira, cogitou a possibilidade de Paulo Henrique voltar antes do previsto.

No Timão, Tite dá mais poderes a Jucilei

Em agosto do ano passado, Ganso sofreu uma séria lesão no joelho

Sem pressa, Adilson Batista destacou que o importante nesse momento é controlar a ansiedade do jogador. “Entendemos que é normal do ser humano, ainda mais um atleta

jovem como ele, querer estar logo na ativa. Mas temos de controlar essa ansiedade. Nós queremos o Ganso nas suas melhores condições e vamos trabalhar para isso”, encerrou.

Atacante Diego Maurício pode sair do Flamengo ainda neste mês Um dos destaques da equipe na fraca campanha no Brasileiro de 2010, o atacante Diego Maurício pode estar de saída do Flamengo. Mesmo após a prorrogação do contrato com o rubro-negro até 2015, o agente do jovem de 19 anos, Orlando Júnior, não descarta uma possível transferência para o exterior, mas revela que é o Flamengo é quem dá a palavra final. “Não depende só de nós, até porque, se dependesse já estaríamos fechando essa negociação. Agrada muito ao jogador, todo mundo sonha em jogar na europa, mas também dependemos do Flamengo”, comentou, em entrevista à Rádio Brasil. Convocado pelo técnico Ney

Franco para integrar a seleção brasileira no Sul-Americano sub20, que será realizado este mês no Peru, Diego Maurício vem despertando o interesse de várias equipes do velho continente. Apesar do assédio, Orlando Júnior enfatiza que ainda não tem nada acertado. “Recebemos muitas propostas: do Portsmouth, da Inglaterra; do PSV, da Holanda; do Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, e hoje recebi do Lokomotiv Moscou, da Rússia. Mas a maior probabilidade foi a proposta do Porto, mas nada concreto, nada fechado. Estou apenas estudando, mas não posso fechar nada, pois o Flamengo precisa dar a carta de

liberação”, explicou. Com a renovação de contrato com o rubro-negro, o empresário acredita que será difícil uma possível liberação por parte do clube, mas, dependendo dos valores oferecidos, Orlando acredita que o Flamengo poderá pensar na transferência de ‘Drogbinha’. “Está descartada (a negociação), até porque o Flamengo precisa do jogador, o clube conta hoje com o Diego, mas pelo valor estipulado, acho que a diretoria poderá pensar no caso. Acredito que até semana que vem eles dirão se aceitam ou não uma possível transferência. Acredito que eles estejam esperando o Sul-Americano para valorizar o jogador”, disse.

Durante os treinos em Itu Tite sinalizou que será ele o novo homem surpresa que chegará com perigo ao gol adversário, como sempre fez Elias e como o próprio Jucilei passou a fazer no ano passado. A dificuldade do time de conseguir reforços para o meio-campo fez o treinador não perder tempo em procurar uma saída para ausência de Elias. “Vai Jucilei. Enfrenta, enfrenta. Chega. Como fazia o Elias. Isso!”, disse Tite ao jogador durante os treinos de quinta-feira, em um lance no qual o volante corintiano apareceu na pequena área adversária com chances de chutar a gol. Durante entrevista coletiva nesta semana, Tite disse que não tem prioridades na lista de reforços que definiu com a diretoria corintiana e que por isso encontrará no próprio elenco saídas para ausência de Elias. “Vamos buscar reforços sem estabelecer prioridades. Não é porque perdemos um jogador (como Elias) que vamos priorizar uma posição. Todos os setores são importantes e o time perJucilei e Jorge Henrique são titulares no Corinthians

mite muitas variações”, disse. A direção de futebol do Corinthians diz que está atrás de dois meio-campistas, mas não está com pressa nas negociações. “O Tite já nos passou alguns nomes, mas todos estão cientes de quem nem sempre é possível contar com o que se quer”, disse Roberto de Andrade, diretor de futebol. “Nosso elenco é bom e por isso tem boas opções”, completou. O presidente Andrés Sanchez também avisou que não pretende contratar jogadores que não cheguem com potencial de ser titular ou “top de linha”, nas suas palavras. Tite já percebeu que pode não ter todos os reforços que deseja. “O presidente, o Roberto, eles têm consciência das necessidades, mas nem sempre é possível concretizar essa busca. Até por isso a gente tem que seguir trabalhando com nosso elenco aqui”, disse o treinador. E Jucilei, titular absoluto do Corinthians, deve ganhar ainda mais responsabilidade sem o parceiro Elias ao lado.

CMYK

O JORNA L JORNAL

Esportes


2

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: esportes@ojornal-al.com.br

O JORNA L JORNAL

Esportes

7

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: esportes@ojornal-al.com.br

BatePronto Victor Mélo - jornalistavictor@gmail.com

PROJETOS DE TIAGO FERNANDES O alagoano Tiago Fernandes projeta um ano de consolidação de sua carreira. O tenista já traçou os planos para o novo calendário e vai disputar o Aberto da Austrália entre os profissionais a partir do próximo dia 17. Para quem não lembra, o tenista conquistou a competição na categoria juvenil no ano passado e abriu caminho na modalidade. Nesta temporada, quando completa 18 anos, o alagoano deve abandonar os torneios juvenis para se concentrar na disputa profissional. Numa projeção da página Tênis Show, da RBS, o atleta foi considerado, ao lado de Thomaz Belucci, como a principal esperança do País na modalidade para este ano. Thiago já disputou 13 torneios profissionais, conquistando 17 vitórias. Em 2011, a tendência é que o alagoano sofra um pouco na princial categoria do tênis. O próprio técnico Larri Passos já o avisou que, no começo, ele deve perder mais do que vencer. Tiago garante estar preparado para o desafio.

COPA SÃO PAULO O Corinthians-AL tem a obrigação de fazer valer sua tradição nas divisões de base. O Tricolor levou uma goleada por 5 x 1 do Desportivo Brasil na primeira rodada da Copa São Paulo e, hoje, às 15h (de Alagoas), busca a reabilitação. O técnico Coca ainda está tentando recuperar o ânimo da garotada.

PROJEÇÕES Pelo o que fizeram na temporada, a alagoana Marta e o espanhol Andrés Iniesta devem ser eleitos amanhã os melhores jogadores de futebol de 2010. Marta só faltou fazer chover no futebol norte-americano e Iniesta até marcou o gol do título mundial da Espanha.

TV CORINTHIANS O Corinthians já está ultimando os ajustes no seu canal de TV, que, a princípio, vai fazer parte da grade apenas da TVA. O clube também negocia com a Net, mas, em caso de acerto, será cobrado dos assinantes R$ 6,00 para incluir a TV Corinthians no pacote. Curiosamente, no canal, os gols do Timão vão ser comemorados com grande entusiasmo, e os dos adversários vão ser apenas mencionados.

CURTO-CIRCUITO Os grandes clubes do País estão se virando para aumentar suas arrecadações. Os quatro grandes de São Paulo fecharam agora com a Caixa para lançarem uma “raspadinha”. Além disso, Corinthians, Palmeiras, São Paulo e Santos pretendem também apresentar em títulos de capitalização com suas marcas ainda nesta temporada. Os norte-americanos sabem ganhar dinheiro com o esporte. Cada inserção de 30 segundos no Super Bowl, decisão do futebol americano, custa US$ 3 milhões. A grande final está marcada para o dia 6 de fevereiro. O alagoano Tiago Fernandes está deixando a categoria juvenil na 6ª colocação do ranking mundial. Ele chegou a assumir o primeiro posto, mas perdeu terreno no segundo semestre do ano passado.

O meia Morais disputou o Brasileiro da Série B do ano passado com a camisa do Bahia

Agitando o mercado Atualmente no Corinthians, alagoano Morais interessa à diretoria do Vitória O diretor de futebol do Vitória, Beto Silveira, disse que, na última terça-feira, os presidentes de Corinthians, Andrés Sanchez, e Vitória, Alexi Portela, conversaram a respeito do interesse do clube baiano no alagoano Morais. O Corinthians, entretanto, afirma que, no momento, não pode liberar o jogador, porque o elenco está muito enxuto.

Porém uma retomada nas conversas não está descartada. No ano passado, Morais foi um dos destaques da campanha que deu o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro de 2011, justamente, ao Bahia, arquirrival do Vitória. Beto Silveira desmentiu os boatos e afirmou que não há nenhuma negociação para a venda do volante Uelliton ao Corin-

thians. Tanto o presidente Andrés Sanchez quanto o novo diretor de futebol do clube paulista, Roberto de Andrade, negaram o interesse no atleta. “Não tem nada a ver. Houve uma conversa, mas não vingou. Houve só uma tentativa de fazer negócio logo após a transferência do Wallace (zagueiro exVitória contratado pelo Corinthians)”, disse o dirigente.

ARAPIRACA

Preparador físico aumenta carga de trabalho no ASA A equipe profissional da Agremiação Sportiva Arapiraquense segue se preparando ao máximo para o Campeonato Alagoano de 2011. Os atletas estão sendo submetidos a um intenso trabalho físico com o preparador Eduardo Ortiz. Caixa de Areia, Academia, Piscina, Aquecimento, tudo

está dentro do planejamento da comissão técnica para que os jogadores fortaleçam a parte física e estejam o mais próximo de 100% na estréia da competição, sábado, diante do Murici, no Estádio Municipal Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca. “Os trabalhos estão sendo muito puxados. O tempo que

os atletas ficaram parados foi grande. Vamos continuar treinando a parte física, mas com a chegada do Vica já priorizamos a parte tática. Essa pré-temporada é de trabalho forte”, disse Ortiz. O ASA disputará no primeiro semestre o Estadual, a Copa do Brasil e o Brasileiro da Série B.

Jogadores do Corinthians-AL ainda têm dois compromissos na primeira fase

Segunda chance Buscando reabilitação, Corinthians-AL duela hoje com o Goiás pela Copa São Paulo Luciano Milano Repórter

A goleada por 5x1 sofrida para o Desportivo Brasil na rodada de estreia da 42a Copa São Paulo sub-18, no meio da semana, obrigou o Corinthians Alagoano a vencer seu segundo compromisso na tarde de hoje para continuar vivo na briga por uma vaga na segunda fase da competição para atletas juniores. O time da Via Expressa volta a

campo logo mais à tarde, desta vez contra o Goiás, às 15h (de Alagoas), jogo marcado para o estádio Julien Fouque, na cidade de Porto Feliz, sede do Grupo D no interior paulista. Enquanto ocupa a lanterna da chave com um jogo e uma derrota, o Corinthians terá pela frente um Goiás que bateu o Santo André por 2x1, também na primeira rodada, e está na segunda posição com 3 pontos. Por conta da goela-

da em cima dos alagoanos, o Desportivo Brasil lidera o grupo (saldo de gols), com o Santo André em terceiro lugar. Desde a vexatória goleada na primeira rodada da Copa São Paulo, a cúpula do Corinthians não se pronuncia sobre o resultado. Coincidência ou não, até o site do clube, sempre atualizado pela assessoria de imprensa do clube, não registrou a partida nem fez mais nenhuma menção ao fato.

Dirigente espera melhor resultado O JORNAL falou com o vicepresidente de futebol, Alarcon Pacheco. O dirigente comentou a derrota por goleada na estreia da competição, e ainda sobre as chances de classificação para a próxima fase da Copa São Paulo de futebol juniores. Como não está em Porto Feliz, acompanhando a delegação, Alarcon limitou-se a dizer que a performance do time foi abaixo do esperado por todos no clube. “Não estou com o grupo e a comunicação lá em Porto Feliz, por telefone, está complicada. Por conta disso, não tenho muita informação sobre o que de fato aconteceu com o time. O que posso dizer, naturalmente, é que o rendimento foi bem abaixo do esperado por todos aqui no Corinthians. Com certeza, agora

as chances de classificação diminuíram, mas existem. O grupo é bem mais jovem do que a média das equipes da Copa e a inexperiência pode ter pesado na estreia”, declarou a O JORNAL o dirigente Alarcon Pacheco. Antes do início da competição nacional, Coca chegou a dizer que mais do que participar da Copa São Paulo, o Corinthians entraria na disputa para chegar à final e tentar o título inédito para o clube e para Alagoas. REGULAMENTO - Pelo regulamento da Copa São Paulo, os primeiros colocados dos 23 grupos têm vaga garantida na fase seguinte, mais os 9 times melhores segundos colocados por índice técnico. Participam da competição nacional 92 equipes. (L.M.)

CMYK

O JORNA L JORNAL

Esportes


8

O JORNA L JORNAL Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: esportes@ojornal-al.com.br

Esportes Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com |

CMYK

Esportes

O JORNAL JORNA L e-mail: esportes@ojornal-al.com.br

Sem perder a majestade Alagoana Marta é favorita para conquistar amanhã o quinto troféu de melhor do mundo PÁGINAS 4 E 5


Jornal da TV

O JORNAL JORNA L

Maceió, domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: jornaltv@ojornal-al.com.br

Paloma Bernardi será Alice em Insensato Coração, próxima novela da Globo Página 5


O JORNA L JORNAL

Jornal da TV 2

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | ojornalweb.com | e-mail: jornaltv@ojornal-al.com.br

ASPAS

Jorge Rodrigues Jorge/CZN

"A pior delas era quando ia buscar trabalho e recebia aquela resposta clássica: 'não precisamos porque já temos uma negra no elenco'". Juliana Alves, a Clotilde de "Ti-Ti-Ti", lembrando a discriminação que já sofreu por ser negra ("famosidades.com.br").

"Está em um armário bem escondida".

Mel Lisboa, que vive a personagem-título de "Sansão e Dalila", da Record, mostrando-se preocupada em esconder do filho de dois anos a edição da "Playboy", na qual estampou a capa ("extraonline.com.br").

"Diziam que a bicicleta ia entrar na minha bunda".

Leandro Hassum, o Jorginho de "Os Caras de Pau", lembrando o preconceito que sofria quando mais novo por ser gordo. Por isso, só foi aprender a andar de bicicleta já adulto (Revista "Quem").

"Desafio é fazer personagem de autor ruim".

Gabriel Braga Nunes ao garantir que não teve qualquer problema ao substituir, em cima da hora, Fábio Assunção no papel de Léo, o vilão de "Insensato Coração", próxima novela das oito da Globo ("famosidades.com.br").

"A gente pede todo ano e nunca vem".

Humberto Carrão, o Luti de "Ti-Ti-Ti", aos 19 anos, desesperançoso em relação ao amor (Revista "Quem").

"O SBT é um asilo".

Silvio Santos brincando com o fato de sua emissora ter alguns apresentadores na terceira idade ("Programa Silvio Santos").

"Nunca brigamos, mas a energia dela não tem nada a ver com a minha". Glória Maria ao dizer que não é amiga de Renata Ceribelli (Revista "Quem").

"Vamos vender legalmente, pagar impostos, abrir a lojinha".

Ângelo Antônio, o Geraldo de "Araguaia", se colocando a favor da legalização das drogas no Brasil (Jornal "O Dia").

"Não acho graça na solteirice".

Claudia Raia, a Jaqueline de "Ti-Ti-Ti", ao dizer que está fechada para o amor, depois de se separar de um casamento de 17 anos com Edson Celulari, apesar de não gostar de ficar sozinha (Revista "Hola!").

"Sou um cara tímido, que demora a funcionar".

Dan Stulbach, um dos integrantes masculinos do "Saia Justa", do GNT, explicando o que o levou a ser ator (Programa "Marília Gabriela Entrevista", do GNT).

"Se não fosse isso, eu não voltaria para a tevê".

Lúcia Veríssimo, que só aceitou atuar em "Amor e Revolução", próxima novela do SBT, pelo fato de a trama falar sobre a época da ditadura militar, período forte em sua vida, já que viu sua família ser perseguida. Lúcia não faz novelas desde "América", exibida pela Globo em 2005 ("babado.com.br").

"Quase caí para trás".

Solange Couto, a Sancha de "Ribeirão do Tempo", ao descobrir que, aos 54 anos, está grávida ("extraonline.com.br").

"Disposição não me falta. Só espero mesmo um convite".

Isabel Fillardis, longe da tevê desde 2008, explicando o que falta acontecer para voltar a atuar no veículo (Revista "Caras").

JORNAL da TV

EDITORA DE JORNAIS DE ALAGOAS LTDA

www.ojornalweb.com ojornal@ojornal-al.com.br

ENDEREÇO Rodovia AL 101 Norte, Km 06, 3600 Jacarecica - Maceió/AL - CEP: 57038-800

Diretor-Executivo Sálvio de Taine Maciel salviomaciel@ojornal-al.com.br

Editor-Geral Deraldo Francisco deraldo@ojornal-al.com.br

Diretora Comercial Eliane Pereira comercial@ojornal-al.com.br

ATENDIMENTO AO ASSINANTE (82) 4009-1919 CLASSIFICADOS (82) 4009-1970

OS ARTIGOS ASSINADOS SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES E NÂO REFLETEM A OPINIÃO DE O JORNAL

REPRESENTANTE NACIONAL FTPI

SÃO PAULO: (11) 2178-8700 RIO DE JANEIRO: (21) 3852-1588 BRASÍLIA: (61) 3326-3650 RECIFE: (81) 3446-5832 www.ftpi.com.br


O JORNA L JORNAL

Jornal da TV

3

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: jornaltv@ojornal-al.com.br

PERSONAGEM DA SEMANA

Antônio Grassi analisa as atitudes de seu personagem em Ribeirão do Tempo

Por Geraldo Bessa PopTevê

A possibilidade de trabalhar em uma obra cheia de mistérios, envolvendo política e ecologia. Isso é o que mais instiga Antônio Grassi em "Ribeirão do Tempo", da Record. Para o ator, a novela de Marcílio Moraes se aproxima muito dos problemas reais enfrentados pelo Brasil. "Os personagens são muito fortes e a gente sempre fica identificando pessoas reais com as mesmas características", insinua o intérprete do inescrupuloso Dr. Flores. Desde que foi chamado para o projeto, Antônio previu que seria complexo dar vida a um personagem cheio de conP – No início de "Ribeirão do Tempo", o Dr. Flores era visto como um homem do bem, depois se tornou o principal vilão da trama. A mudança estava prevista? R – O Flores têm muitas facetas. No roteiro inicial, já tinha a história de ele não medir esforços para chegar onde quer. Ele tem princípios muito radicais e essa loucura revolucionária não tem limites. Ele manipula a cidade inteira. Agora, além de ser o grande vilão da

novela, também tem a história com as mulheres que brigam pelo amor dele, que é o lado cômico. Isso dá uma certa leveza às maldades que ele pratica. P – O Flores é um militante político radical. Como foi o processo de composição deste personagem? R – Fui moldando o personagem junto com a equipe da novela. O Marcílio falava muito de um livro do Dostoiévski chamado "Os Demônios". Pe-

trastes. Na trama, Flores sempre lutou pelos direitos ecológicos e sociais da cidade. Porém, coloca seus ideais e interesses acima de qualquer bandeira. "Ele é muito admirado pelo povo de Ribeirão. Mas carrega consigo o lema de que os fins justificam os meios e, por isso, comete atrocidades", define. Esta é a quinta novela de Antônio na Record. Depois de participar de dois folhetins da emissora, no final dos anos 90, voltou em 2008 para interpretar o empresário Walter de "Chamas da Vida". A estreia na televisão, inclusive, foi tardia. Antônio confessa que no início da carreira nutria um pouco de preconceito pelo veículo. "A tevê não era vista com bons olhos por quem tinha formação teatral. Experimentei e depois não larguei mais. É um veículo fantástico", derrama-se. guei essa obra como referência em relação ao pensamento político, filosófico e social do personagem. Essa composição é feita aos poucos e algo que me ajuda muito é a cenografia. Você entra na cidade cenográfica e ela te dá muitos elementos para construir a atuação. P – Você estreou em um episódio do "Caso Especial", da Globo. A partir disso, trabalhou em diversas outras emissoras. Isso é uma forma de diver-

sificar a carreira? R – É bom variar. Às vezes, um papel repete muito a fórmula do anterior. Fico muito feliz em encontrar personagens diferentes e acho que esta minha segunda temporada na Record é umas das mais frutíferas. Em "Chamas da Vida", fiz um rico empresário, depois participei de "A Lei e O Crime", e agora estou fazendo o Dr. Flores, um personagem bem difícil. Estou feliz e trabalhando com pessoas que admiro.

ANIVERSÁRIOS DA SEMANA DE 9 A 15 DE JANEIRO 09/01 - Paulo Goulart, 78 anos. Nesta data, há 27 anos, foi ao ar o primeiro capítulo da novela "Transas e Caretas", escrita por Lauro César Muniz e dirigida por José Wilker e Mário Márcio Bandarra, sob supervisão de Paulo Ubiratan. Na trama, Francisca Moura Imperial, de Eva Wilma, era uma rica empresária que controlava os passos de seus dois filhos, o conservador Jordão, papel de Reginaldo Faria, e o moderno Tiago, interpretado por José Wilker. De

personalidades distintas, o ponto em comum entre os dois era o gosto pela vida de solteiro. A vontade de ser avó faz com que a matriarca tome uma atitude drástica: Francisca contrata a bela Marília, de Natália do Vale, para seduzir um deles. O problema é que ambos acabam apaixonados pela moça. O ápice deste triângulo amoroso é quando Marília se vê apaixonada por Tiago, mas está de casamento marcado com Jordão. A comédia predominou na

história, que ainda abordou a evolução tecnológica e os novos procedimentos estéticos. Ainda no elenco, Aracy Balabanian, Renata Sorrah, José de Abreu e Sérgio Mamberti. 11/01 - Milena Toscano, 27 anos, e Patrícia Pillar, 47 anos. 12/01 - Fernando Pavão, 40 anos. 13/01 - Renato Aragão, 76 anos. 15/01 - Emílio Orciollo Neto, 37 anos.


O JORNA L JORNAL

Jornal da TV 4

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: jornaltv@ojornal-al.com.br

MAPA DA MINA Por Natalia Palmeira

BATE-PAPO MUSICAL

ALÉM DAS FRONTEIRAS

DINHEIRO EM JOGO

(SBT, dom, 0 h)

(Globo, seg, 14:35 h)

(SBT, qui, 20:30 h)

O "De Frente Com Gabi" deste domingo recebe Pe Lu e Pe Lanza, dois dos integrantes da banda Restart. No programa, os garotos falam sobre assédio, prêmios e futuro. Além disso, lembram como foi o início do grupo.

O romance entre Jade, uma muçulmana, e o brasileiro Lucas vai ser reprisado no "Vale a Pena Ver de Novo". Protagonizada por Giovanna Antonelli e Murilo Benício, "O Clone" foi uma novela escrita por Glória Peres. Para adequar a trama ao horário de exibição, as cenas em que Mel, personagem de Débora Falabella, aparece drogada serão cortadas.

Em mais uma edição do "Topa ou Não Topa?", um participante terá de ter sorte e coragem para conseguir ganhar o prêmio máximo de R$ 1 milhão. Mas para conquistar tanto, ele precisará arriscar. Afinal, apenas uma das 26 maletas, que o jogador vai abrindo ao longo da brincadeira, carrega a quantia.

BEM PENSADO

CONVERSA FRANCA

(Globo, dom, 12:45 h)

CHEGA DE PRECONCEITO No último capítulo do especial "O Relógio da Aventura", João cumpre sua missão em Roma antiga. Sua tentativa de tirar o pai de Romaninho da masmorra é um sucesso. No banquete imperial, os meninos colocam erva sonífera no macarrão servido. Todos os convidados de Otávio Augusto caem no sono e a dupla aproveita para libertar os outros prisioneiros.

(TV Brasil, ter, 20 h)

DE OLHO

PERTO DA FAMA

(Globo, ter, 22:15 h)

(MTV, qua, 22:30 h)

A 11ª edição do "Big Brother Brasil" vai ao ar nesta terça. Novos participantes serão vigiados 24 horas por 65 câmaras espalhadas pela casa. O ganhador vai receber o prêmio de R$ 1,5 milhão.

O "reality" "Tem uma Banda na Nossa Casa", que revelou o grupo Restart em 2010, volta ao ar nesse verão. Tendo como proposta mostrar novos talentos da música, o programa retrata seis turmas e suas bandas favoritas.

No "Cara e Coroa" desta terça, a dupla Milton Coelho da Graça e João Rocha Lima debate, com jovens e idosos, sobre racismo. João vai atrás de respostas no Rio de Janeiro. Já Milton viaja até Porto Alegre para conhecer pessoas que trabalham na valorização da cultura negra.

(TV Brasil, sex, 17:30 h) O "Diverso" revela o universo do cantor e compositor pernambucano, Alceu Valença. No programa, o artista fala sobre sua relação com a poesia e suas influências musicais. Além disso, faz críticas à indústria cultural e à sociedade de consumo.

NO LIMITE (SBT, sab, 20:30 h) Hoje, tem mais um episódio de "Supernanny". No programa, a educadora Cris Poli ajuda pais que não conseguem impor limites aos próprios filhos. Através das técnicas que ensina, ela mostra que é possível fazer com que crianças, em geral, mimadas se tornem educadas.

Rapidinhas # Hoje, será exibido o especial "Carnaval 2011", um compacto da festa de lançamento do CD dos sambas-enredo deste ano. (Globo, dom, 0:30 h)

# O "Observatório da Imprensa" reprisa os melhores programas de 2010. Hoje, vai ao ar o "Brasília: Capital da Utopia – A Construção". (TV Brasil, ter, 22 h)

# A "VJ" Marina Santa Helena vai comandar todas as notícias do mundo da música no "Notícias de Verão". O programa foi gravado em praias do Rio de Janeiro. (MTV, seg, 21 h)

# "A Grande Música" apresenta a segunda seleção de apresentações do Cello Dance em 2010, realizadas no Teatro Carlos Gomes, no Rio de Janeiro. (TV Brasil, qua, 0:30 h)

# O internautas poderão montar uma "playlist" para apresentar no "Playlist de Verão". (MTV, seg, 20 h)

# O "Caminhos da Reportagem" faz uma viagem pela Rodovia Transamazônica, construída no início da década de 70 para unir o Brasil de leste a oeste. (TV Brasil, qui, 22 h)

# "Amor em Quatro Atos", minissérie baseada em músicas de Chico Buarque, estreia nesta terça. (Globo, ter, 23:15 h)

# Hoje, vai ao ar o último capítulo de "Passione". (Globo, sex, 21 h)


O JORNA L JORNAL

Jornal da TV Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: jornaltv@ojornal-al.com.br

5

Paloma

PRIMEIRA MÂO

Bernardi vibra com personagem em Insensato Coração Por Gabriel Sobreira PopTevê

aloma Bernardi acredita que nada na vida acontece por acaso. "Tudo que está acontecendo na minha carreira é fruto de um trabalho que estou plantando", explica. A atriz que será Alice, na próxima novela das oito "Insensato Coração", da Globo. Na trama de Gilberto Braga e Ricardo Linhares, que estreia dia 17 de janeiro, Paloma vive uma mulher prática e atarefada com sua vida profissional. Contraste com a tranquila Mia da novela "Viver a Vida". Com tudo isso, em sua segunda novela consecutiva no horário nobre, Paloma mostra qual o seu "pulo-do-gato". "Nada como se dedicar ao trabalho", setencia. Filha de um gaúcho com uma pernambucana, a jovem de 25 anos se prepara, desde julho do ano passado, para viver uma "personal trainer". Com o convite, a atriz tem mergulhado em um universo de academia para compor sua personagem. "Eu costumo

P

dizer que quando a Alice vai para a academia, a Paloma está em casa dormindo", brinca, sobre os momentos em que preferia dormir a malhar. Mesmo não sendo muito fã de musculação, Paloma soube encarar bem essa situação. Ela confessa que está aprendendo a gostar e que o corpo já sente o resultado. "Malho três vezes por semana", entrega. Para montar um programa uniforme de exercícios, ela contou com a ajuda de um "personal trainer". Isto também a ajudou na composição de Alice. "A minha personagem não é nada sarada ou musculosa, mas se preocupa em ter um físico magrinho e firme", pondera, aos risos. Além disso, o fato de frequentar a academia trouxe um olhar diferente para Paloma, que observou como funciona a rotina de quem malha, a maneira como eles se comportam e suas outras preocupações na vida. "É muito bom para entender como são as mulheres na academia e os personagens que encontramos lá", atesta. Ainda assim, ela gosta de buscar uma segunda opinião com a instrutora de dramaturgia da novela Isabella Secchin. "Às vezes, quando estudamos sem

acompanhamento profissional, não percebemos determinadas nuances que o personagem exige", aposta. Para ela, o detalhe é muito importante. Ainda porque Paloma afirma ser muito crítica com o próprio trabalho, mesmo estando satisfeita com o resultado final, ela acredita que sempre tem algo a melhorar. "Costumo falar 'Ah, ali eu poderia ter dado um tom diferente', ou 'Ah, aquela hora eu poderia ter virado para cá e favorecido outro ângulo'", diz, bem-humorada. Paloma não esconde a animação com "Insensato Coração" e sua personagem. "Eu adorei. Ela é muito animada, amiga. O figurino tem peças bem práticas", derrete-se. Também não era para menos. A vida de uma "personal trainer" exige uma certa espontaneidade e isso Paloma mostra naturalmente. Dona de um largo sorriso e olhar penetrante, ela acredita que os caminhos de sua personagem trilham pela racionalidade, pois ela não age por impulso e deixa de lado, por algumas vezes, aquele "calor da paixão". Tudo bem diferente de Paloma. "Eu tenho um insensato coração", conta, entre risos.


Jornal da TV 6

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: jornaltv@ojornal-al.com.br

TV POP

CARA E CORAGEM - Chega a ser curioso saber que, antes de ser atriz, Adriana Prado tinha uma bem sucedida carreira em Relações Internacionais. "Trabalhei no Itamaraty, fui consultora da ONU... Era muito tedioso e eu não era nada feliz", revela. A vontade de atuar sempre existiu, mas sem ter o apoio familiar acabou optando por uma carreira tradicional. "Com ajuda de terapia, criei coragem e fui estudar teatro", conta ela, que se sente mais feliz agora, embora ainda tenha receios com a instabilidade da profissão. "Esse medo rola até hoje. Conto nas mãos o número de atores que se sentem tranquilos com relação às oportunidades. É muito incerto. Fazer uma mudança de vida dessas aos 40 anos é difícil", ressalta.

FICA - Adriane Galisteu continua com seu lugar garantido na Band. A apre-

AQUÁTICO - O "Esporte Espetacular" também segue no rumo do sucesso dos

MAIS ATENTO - A cada edição do "Big Brother Brasil" surgem algumas novidades. Seja nas regras ou mudanças na casa. A 11ª temporada do "reality show", que estreia na próxima terça, vai surpreender pela quantidade de câmaras espalhadas. Além das 55 que já existiam, mais dez estão sendo instaladas para garantir o controle dos confinados. Algumas delas são "night vision", capazes de captar imagens no escuro.

"reality shows". A próxima edição de "Nas Ondas de Noronha" já tem data para estrear: dia 23 de janeiro. As surfistas Michelle Des Bouillon, Marina Werneck e Jaqueline Silva estão entre as participantes. Já do lado dos homens, tem Binho Nunes, Danilo Grillo e o carioca Guilherme Tripa. A nova temporada será gravada em alta definição, com câmaras específicas para mostrar todos os detalhes das manobras radicais do esporte.

MUSICAL - Depois de atuar, escrever e ainda cantar a música de abertura de "Afinal, O Que Querem as Mulheres", Michel Melamed se prepara para lançar um CD e uma peça de teatro. "Começo a ensaiar o espetáculo '45 Minutos', o qual vou dirigir", adianta ele, que contará com Mateus Nachtergaele como protagonista de sua produção.

TUDO NOVO - A MTV já preparou novidades para esse ano. A começar pela

RISO GARANTIDO - Depois de encarar uma vilã em "Escrito nas Estrelas",

"VJ" Monique Olsen. A modelo vai comandar a edição de verão do "TOP 10", a partir do dia 10. Quem também vai voltar ao ar com mudanças é o "Rock Gol". O programa vai passar a ser apresentado por Eduardo Elias. O jornalista, que já trabalhou no canal pago ESPN, vai comandar a produção, que será totalmente reformulada. A estreia está prevista para março.

Zezé Polessa volta à comédia. A atriz está no elenco de "Cordel Encantado", novela das seis que vai substituir "Araguaia". Na trama, escrita por Duca Rachid e Thelma Guedes, ela interpretará Ternurinha, a primeira-dama da cidade, casada com Patácio Peixoto, interpretado por Marcos Caruso.

sentadora renovou contrato com a emissora por mais dois anos. Além da participar dos grandes eventos da Band, Galisteu e a direção artística já estudam três novos projetos para estrear 2011.

INTERNACIONAL - Depois de cinco anos longe das novelas, Adriana Esteves está prestes a voltar. A atriz será a protagonista de "Morde e Assopra", próxima novela das sete da Globo. As primeiras cenas já foram gravadas. O local escolhido foi o Japão. Ela chegou a passar 15 dias em Tóquio. Por sorte, o marido da atriz, Vladimir Brichta conseguiu tirar férias e acompanhou a atriz durante sua viagem a trabalho.

SEM PARAR - Quando Marcelo Médici se despedir do Mimi de "Passione", já vai emendar outro trabalho. Mas, dessa vez, no teatro. Ele se prepara para atuar em uma comédia de Emílio Boechat. O espetáculo tem direção de Marília Pêra e repete a parceria de Marcelo com a atriz, que começou na peça "Irma Vap". "Também tenho algumas ideias para um programa de humor", adianta, sem revelar muitos detalhes.


O JORNA L JORNAL Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: jornaltv@ojornal-al.com.br

EM FOCO

7

Gabriela Duarte comemora com o sucesso de Jéssica de Passione Por Natalia Palmeira PopTevê

Os tipos certinhos e românticos marcaram a carreira de Gabriela Duarte. Com um sorriso indisfarçável, a atriz se perde no tempo ao falar da Jéssica de "Passione". Também pudera. Ela chamou a atenção na pele da fogosa personagem. E ainda experimentou, pela primeira vez, a comédia em novelas. Talvez por isso, Gabriela resolveu apostar alto na carismática dondoca e se posicionar de maneira diferente com relação ao papel na trama de Silvio de Abreu. "Parti para o tudo ou nada. Vi que dava para me jogar e ser feliz. Me senti como uma criança descendo para o 'playground'", compara. É difícil, inclusive, evitar o paralelo entre a atual personagem de Gabriela com a viúva Porcina, interpretada por Regina Duarte, mãe da atriz, em "Roque Santeiro", de 1985. Os dois papéis têm temperamento forte, falam alto, fazem birra e têm figurino de cores vivas. "As duas são desinibidas e tem poucos pudores", analisa. Mas o que mais aproxima as duas é que ambas foram um marco na carreira das duas atrizes. A chegada da viúva Porcina no currículo de Regina veio romper com o estigma de personagens boas-moças feitas em um só tom. Na trajetória de Gabriela, Jéssica também destoa favoravelmente no conjunto de trabalhos interpretados pela atriz de 36 anos. "A comédia tem uma leveza intrínseca, mas para mim foi uma coisa nova. Eu já estava predisposta a me divertir. Eu falava 'gente, estou adorando, está legal pra caramba'", conta. "Estou descobrindo a comédia dentro de mim", completa. Mas tanta leveza trouxe também uma certa pressão. Quando leu a sinopse, a atriz chegou a se perguntar se daria conta do recado. "No começo, tive de fazer escolhas de caminhos, porque existem milhões de formas de fazer uma cena. Acho que fui agindo intuitivamente e me divertindo. O público captou isso", acredita. A experiência no humor, também serviu para aproximar ainda mais a atriz do público. "Apesar de existir um eletrodoméstico entre nós, que é a tevê, existe essa sensibilidade. O público aceita quando você trabalha com paixão, generosidade e entrega. A Jéssica me proporcionou tudo isso", avalia. Para a atriz, o trabalho em "Passione" abre oportunidades para ser lembrada por outros autores e diversificar em papéis mais ousados na televisão. "Foi a minha chance de fazer algo bem diferente do que eu estava acostumada", analisa. Além da novela das oito, Gabriela está no ar mais três produções – "Sete Pecados", atualmente reprisada no "Vale a Pena Ver de Novo", "Chiquinha Gonzaga" e "Por Amor", exibidas no canal pago Viva. "É a quarta vez que 'Por Amor' é reprisada e a audiência é sempre boa. Acho incrível. A Maria Eduarda foi um dos meus personagens mais significativos", ressalta. Antes mesmo de terminar "Passione", a atriz já estava sendo sondada para integrar o elenco da próxima novela das sete, "Morde e Assopra". O trabalho repetiria uma parceria com o autor Walcyr Carrasco. "Eu faria uma novela dele sem pensar. Mas teria apenas uma semana de férias entre uma e outra. Isso justifica por si só. 'Passione' foi incrível, mas exigiu muito de mim", explica. É bem verdade que Gabriela não costuma emendar novelas e estar constantemente no ar. Antes de interpretar a Jéssica, a atriz estava há três anos sem participar de um folhetim. Durante esse período, participou de dois episódios da série "Casos & Acasos", além de atuar em "Dicas de Um Sedutor" e "Acampamento de Férias". O motivo de procurar dar um tempo entre novelas é evitar uma superexposição e se reciclar profissionalmente. "Novela é um trabalho cansativo de um ano. É impossível você ser um ator tão fabuloso que consiga renovar o estoque de gracinhas e inspirações emendando uma coisa na outra", destaca. O fato de morar em São Paulo e trabalhar no Rio de Janeiro também contribui para reduzir a permanência de Gabriela na tevê. "Fazer novela é um exercício fantástico para o ator, mas ela limita. Coloca em uma posição de que só dá para fazer isso. Tenho uma necessidade de viver a vida depois de uma novela", justifica ela, que pretende viajar para o exterior e fazer cursos depois que se despedir de Jéssica.


Jornal da TV 8

TELETEMA

O JORNA L JORNAL Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: jornaltv@ojornal-al.com.br

MÚSICA – Depois de viver a Heloísa de "Cama de Gato", da Globo, Emanuelle Araújo interpretará Florinda, dona de uma casa de shows, em "Cordel Encantado", próxima novela das seis da emissora. Na trama, a personagem, mãe de três filhos, é casada com o botânico Zenóbio, vivido por Caco Ciocler. A estreia do folhetim deve acontecer em abril.

DESTAQUE – Pérola Faria está no elenco de "Rebelde", próxima novela da

MUDANÇA – "Algo Errado" é o nome do próximo seriado escrito por

Record. A atriz será Vicky, uma garota provocante que abusa de minissaias. A personagem será rival de uma das protagonistas da trama, Alice, papel de Sophia Abrahão. O folhetim ainda não tem data definida de estreia.

Fernanda Young e Alexandre Machado para a Globo. A trama vai falar da rotina de um ex-gay e uma ex-gorda. Os atores ainda não foram selecionados. A produção, ainda sem data definida de estreia, mostra como a família e os amigos lidarão com essa troca de papéis.

POLICIAL – O início das gravações da terceira temporada de "Força-Tarefa", da Globo, deve acontecer em abril. O elenco conta, mais uma vez, com Murilo Benício – na pele do tenente Wilson –, Fabiula Nascimento – como Jaqueline –, e Hermila Guedes - no papel da sargento Selma.

INTERESSE – Ricardo Tozzi será um "bon vivant" em "Insensato Coração",

RETORNO – Em "Vidas em Jogo", novela que substituirá "Ribeirão do Tempo" na Record, Julianne Trevisol interpretará Rita, uma bailarina. A personagem será a mocinha da trama, que estreia em abril. Bem diferente da vilã Górgona, interpretada pela atriz na trilogia "Caminhos do Coração".

ANTAGONISTA – Após algumas aparições em "Escrito Nas Estrelas" e

NOMES – A série "O Divã", de José Alvarenga Jr., terá oito episódios. A estreia deve acontecer em abril, na Globo. Júlia Almeida faz parte do elenco, que também conta com Lília Cabral, Patrícia Pillar, Totia Meirelles, Duda Nagle e Johnny Massaro.

LUTA – Graziela Schmitt interpretará Maria, sua primeira protagonista, em

próxima novela das oito da Globo. Na história, ele será irmão da espevitada Natalie, de Deborah Secco, e tentará dar um golpe na ricaça Bibi, vivida por Maria Clara Gueiros. O primeiro capítulo da trama de Gilberto Braga e Ricardo Linhares vai ao ar no dia 17. "Caras & Bocas", Vanessa Giácomo está de volta à tevê. Ela será a grande vilã de "Morde Assopra", próxima novela das sete da Globo. "Amor e Revolução", próxima novela do SBT. A trama, escrita por Tiago Santiago, vai se passar na época da ditadura. A produção não tem data prevista de estreia.


O JORNA L JORNAL

Jornal da TV

9

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: jornaltv@ojornal-al.com.br

A SEMANA DAS NOVELAS MALHAÇÃO - Rede Globo - 17h15 Segunda (10/01) - Theo convence Pedro a se afastar de Raquel. Theo teme que seu irmão seja alvo de armações por parte de Raquel e Fausto. Babi fica indignada com a proposta que Denis fez a Maicon. O taxista João aborda Pedro e avisa que foi indicado pela produção para leválo a sua casa depois da festa. Lurdes é demitida e Josiane assume o seu lugar. Dona Zica conta para o filho que está doente. Pedro é assaltado e, ao ver um carro parecido com o de Raquel próximo ao local do crime, desconfia de alguma armação.

Terça (11/01) - Pedro não consegue identificar quem está ao volante do carro, mas enfrenta os assaltantes. Dona Zica conta sobre sua operação para Maicon e ele conforta a mãe. Raquel diz para Pedro que não sabe nada sobre o assalto. Agenor se surpreende ao descobrir o nome da mãe de Raquel. Jaime tenta beijar Josiane, mas ela faz um escândalo na loja. Geraldo pergunta para Pedro se o seu desinteresse pelo colégio está relacionado a Raquel. Raquel diz para Fausto que contará a todos que é sua filha.

Quinta (13/01) - Catarina fica desapontada quando Agenor confirma que Fausto conheceu a mãe de Raquel. Raquel decide contar para Pedro sobre sua relação com Fausto. Agenor diz para Vera que Raquel pode ser sua neta. Dona Zica tem alta do hospital e todos se emocionam. Catarina não sabe como a mãe reagirá ao descobrir a verdade sobre Raquel. Denis acredita que Maicon faltou ao jogo por causa de sua proposta. Luiza recrimina Fausto por ter se envolvido com uma amiga de Cláudia. Raquel conta para Pedro que é filha de Fausto.

Quarta (12/01) - Maicon perde a paciência com Babi ao afirmar que eles não terão chance juntos. Jaime chama o segurança para levar Josiane. Franja defende a amiga. Fausto garante a Raquel que contará tudo para a família e pede para ela se afastar de Catarina. Cláudia avisa a Maicon que a cirurgia de Dona Zica foi um sucesso. Raquel encontra Fred na praça com Julinha e pede para segurá-la. Catarina repreende Raquel ao vê-la com sua sobrinha no colo. Josiane beija Franja. Babi vai ao hospital conversar com Maicon. Raquel vai à casa de Catarina e revela que é sua irmã.

Sexta (14/01) - Raquel conta a sua história para Pedro, que fica sensibilizado. Josiane pede demissão. Cláudia fica chocada ao descobrir que Raquel é filha de Fausto. Cláudia conta para os filhos sobre sua relação com Maria Eduarda. Raquel pede perdão a Cláudia em nome de sua mãe. Maicon expulsa Denis do Botecão e todos o aplaudem. Duda afirma a Catarina que ela só rejeita Raquel por estar com ciúmes de Pedro. Catarina chama Pedro para fazer um trabalho de escola, mas não aceita que Raquel entre no grupo.

ARAGUAIA - Rede Globo - 18h Segunda (10/01) - Max tenta induzir Beatriz a confirmar que Solano é seu filho, para separá-lo de Manuela. Nancy se insinua para Vitor e Janaína a repreende. Mariquita se perde na mata à procura de Estela. Ametista e Safira ficam intrigadas com o comentário que Esmeralda faz sobre a paternidade delas. Estela encontra Mariquita na mata e a leva para a cabana de seu avô. Janaína não consegue falar para Fred que quer se casar na igreja. Estela se surpreende ao saber por Mariquita que Max está espalhando que é pai de Solano. Solano sugere a Max que eles façam um exame de DNA.

Terça (11/01) - Estela leva Mariquita à estância. Vitor sofre por Amélia ter terminado com ele. Amélia confessa a Padre Emílio que traiu Max. Estela afirma para Ruriá que vai ficar com Solano. Ricardo avisa a Solano que conseguiu marcar o exame de DNA. Janaína pergunta para Fred o que ele faria se soubesse que Amélia se apaixonou por outro homem. Manuela observa a foto que Padre Emílio trouxe do hospital psiquiátrico. Fred pergunta para Vitor quem é a mulher por quem ele está apaixonado. Amélia fala para Max que pretende sair de casa quando Manuela se casar com Solano.

Quarta (12/01) - Max fica furioso com Amélia. Esmeralda conta para as irmãs que uma delas não é filha de Cirso. Vitor decide falar com um jornalista sobre a sabotagem em seu avião. Pérola conforta Manuela, que sofre por causa de Solano. Nancy garante a Neca e Pimpinela que vai descobrir quem matou Elisa. Geraldo pensa em Tomé enquanto Dora fala sobre sua preocupação com o sumiço dos órfãos. Dora ouve Geraldo falar com Max que delatou o orfanato de Padre Emílio ao Conselho Tutelar. Estela sorri por conseguir convencer Beatriz a separar Solano de Manuela.

Segunda (10/01) - Clotilde convence Jacques a ouvir o que Marcela tem a dizer. Breno revela para Thaísa que inventou que não era seu pai para chamar a atenção de Rebea. Marcela faz um acordo com Jacques, mas pede que ele diga que a proposta foi de Renato. Lourdes mostra a proposta de compra da marca de Jacques para Ariclenes. Nicole vai ao ateliê de Valentim e encontra Chico vestido como o espanhol. Jaqueline lê a notícia de que Jacques está vendendo sua marca, decide comprá-la e pede para Thales ser seu representante na negociação.

Terça (11/01) - Thales diz a Jacques que quer comprar sua marca. Magali revela a Armandinho que eles são irmãos. Dona Mocinha conta que teve um caso com Orlando e mostra sua fortuna para os netos. Thales avisa que há outro comprador interessado na grife de Jacques e Jaqueline contrata Mário Fofoca para investigar. Jorgito leva Thaísa para sua casa. Yasmine diz a Desirée que viu Jorgito com Thaísa e ela resolve tirar satisfação com o ex-noivo. Desirée surge na casa de Jorgito e o flagra abraçando Thaísa.

Quarta (12/01) - Dona Mocinha incentiva Armandinho a se aproximar da irmã. Rebeca sugere que Thaísa converse com o pai. Pedro e Gabriela se casam. Nicole sai de casa com Desirée e é surpreendida pelos paparazzi. Adriano conta para Suzana que publicou no site da revista a foto sobre o suposto romance entre Nicole e Valentim. Pedro leva Gabriela para o seu quarto e ela simula ter sido agarrada à força. Chico assume que se encontrou com Nicole no ateliê e Ariclenes o demite. Lourdes cobre a oferta de Thales e Jacques fecha negócio com a moça. .

Quinta (13/01) - Beatriz pede para falar com Max depois de sua conversa com Estela. Fred e Manuela conversam sobre o casamento de Amélia e Max. Esmeralda, Safira e Ametista fazem um pacto antes de perguntar a Pérola a verdade sobre sua paternidade. Glorinha termina seu namoro com Neca. Nancy joga charme para Vitor. Ricardo convida Ametista para dançar e Esmeralda fica sozinha. Janaína percebe o desinteresse de Vitor por Nancy. Esmeralda conta para Manuela que Safira não é filha de Cirso. Beatriz diz a Max que vai ajudá-lo a provar que Solano é seu filho.

Sexta (14/01) - Max e Beatriz selam seu acordo para afastar Solano e Manuela. Amélia pede para Vitor esquecê-la. Safira e Geraldo se beijam. Max vê os dois juntos e ela teme que o fazendeiro conte para Cirso. Mariquita pergunta por Solano para Aspásia. Max suborna o enfermeiro que o atende na clínica onde fez o teste de DNA. Estela devolve o livro de Antoninha para Solano. Terezinha e Bruno conversam sobre o casamento. Safira fica revoltada com a repreensão de Pérola por ela ter se envolvido com Geraldo. Beatriz diz para Solano que Max pode ser seu pai.

Sábado (15/01) - Mariquita repreende Beatriz por sua mentira. Nancy observa Vitor. Bruno conta para Fred sobre o sonho de Janaína e eles armam uma surpresa para ela. Fred marca a data do casamento com Padre Emílio. Mariquita reza e pede conforto para seu neto. Solano não atende ao telefonema de Manuela. Beatriz fala para Manuela que Solano pode ser seu irmão. Dora conta a Padre Emílio que Geraldo denunciou o orfanato para o Conselho Tutelar. Vitor aparece na fazenda para falar com Amélia. Manuela invade a estância e abraça Solano.

Sexta (14/01) - Jacques rompe o compromisso de venda da sua grife para Valentim. Jacques acerta a venda de sua marca para Thales. Ariclenes aconselha Nicole a assumir que tem um caso com Valentim para acalmar a imprensa e salvar a carreira de Desirée. Thales conta para Jaqueline que fechou negócio com Jacques e ela arma um plano para impedir que o estilista se mantenha como diretor criativo da marca. Ariclenes é questionado por Queiroz a respeito de Victor Valentim. Thales toma posse do ateliê de Jacques e Jaqueline surge.

Sábado (15/01) - Jaqueline revela que alterou o contrato de venda da grife e expulsa Jacques do ateliê. Ariclenes nega conhecer Victor Valentim e Queiroz desconfia. Jaqueline convoca uma entrevista coletiva para anunciar que é a nova proprietária do ateliê de Jacques. Ariclenes procura Thales para negociar a marca de Jacques e desanima ao saber que Jaqueline é a nova proprietária. Clotilde incentiva Jacques a reagir e sugere que ele reconquiste o amor de Jaqueline.

Sexta (14/01) - Até o fechamento desta edição, a emissora não divulgou o último capítulo.

Sábado - (15/01) Reprise do último capítulo.

TI-TI-TI Quinta (13/01) - Ariclenes chama Mário para trabalhar no ateliê e revela seu disfarce para ele. Queiroz descobre que existe um estilista com o nome de Victor Valentim. Mário conta para Jaqueline que Ariclenes é o comprador misterioso da grife de Jacques e ela arma um plano para retomar a marca. Jacques recebe uma foto de Lourdes com Ariclenes e conclui que o comprador da sua grife é Valentim. Magali convoca Armandinho para uma conversa de irmãos. Jacques surge na casa de Ariclenes.

PASSIONE - Rede Globo - 21h Segunda - (10/01) - Até o fechamento desta edição, a emissora não divulgou este capítulo.

Terça - (11/01) - Até o fechamento desta edição, a emissora não divulgou este capítulo.

Quarta (12/01) - Até o fechamento desta edição, a emissora não divulgou este capítulo.

Quinta (13/01) - Até o fechamento desta edição, a emissora não divulgou o penúltimo capítulo.

RIBEIRÃO DO TEMPO - Record - 22h00 Segunda (10/01) - Bruno, Célia, Romeu, Lincon e correligionários comemoram a vitória de Querêncio. Ele sobe ao palco para discursar enquanto beberica um copo de cachaça. Sônia pergunta sobre Diana a André. Arminda tenta convencer Diana a esquecer André. Arminda e Joca conversam depois de transar. O detetive faz suas juras de amor e diz quer morar com Arminda, que o rejeita. Tito faz as malas e acorda Filomena para se despedir. Filomena pergunta a Newton e Mateus se eles vão dar ou não o curso de salto para ela.

Terça (11/01) - Sônia passa mal. Querêncio conversa com Marisa sobre o casamento. Nicolau coloca uma arma na mão de Karina e pergunta se ela é capaz de usála para remover obstáculos que atrapalhem seus planos. Karina diz que topa tudo. Filomena diz para Querêncio ficar atento para não ser enganado por ninguém. Diana conversa com Carlos sobre André. Querêncio diz a Arminda que precisa de dinheiro. Sérgio espera por André na praça lendo um jornal e Ajuricaba senta ao lado dele sem que ele perceba. Quando o rapaz vê o delegado, entra em pânico.

Quarta (12/01) - André vê Ajuricaba pressionando o amigo e se esconde. André diz a Sérgio que Lincon e Ajuricaba vão se dar mal. Ajuricaba vai à Prefeitura, estranha a demora de Virgínia no médico e vai falar com o prefeito. Filomena aprova a mudança de Querêncio para o Solar. Karina conta aos pais que é evidente que vai se casar com Nicolau e que a ambição dos dois vai além de um simples relacionamento. Flores e Nicolau comemoram o início da segunda etapa da conspiração e fazem um brinde ao Presidente da República.

Quinta (13/01) - Filomena tem um pesadelo com Tito e acorda dando um grito abafado pelas cobertas. Sônia descobre que está grávida. Karina lê para Zuleide um e-mail de Tito dizendo que sente sua falta. Karina diz que vai se encontrar com Tito para mostrar a Filomena que ele ainda come na sua mão. Lincon liga para a corregedoria para saber sobre o caso de Ajuricaba e descobre que o resultado já saiu, mas só a delegacia pode informá-lo. Sônia entrega o resultado do exame para André, que fica pasmo ao ler. O avião se aproxima da altura de salto e Filomena mostra uma expressão de pânico.

Sexta (14/01) - Newton e Iara pulam junto de Filomena e, depois de um tempo de queda livre, Newton puxa o pára-quedas de Filó. Filomena pousa em segurança. Mateus dá os parabéns a Filomena e os dois se divertem quando ele finge entrevistá-la. André e Sônia vão à livraria contar para Patrícia sobre a gravidez. Patrícia diz que vai ajudar Sônia e André. Iara fala com sua mãe ao telefone e fica preocupada. Newton percebe e oferece ajuda a Iara, que diz estar tudo bem. Iara começa a considerar os conselhos de Virgílio. Patrícia e Virgínia dizem uma à outra que não sabem o que fazer.

Os resumos dos capítulos de todas as novelas são de responsabilidade de cada emissora – Os capítulos que vão ao ar estão sujeitos a eventuais reedições.


O JORNA L JORNAL

Jornal da TV 10

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: jornaltv@ojornal-al.com.br

FILMES DA SEMANA DOMINGO, 9/01 Apollo 13 (Band, 13:15 h) Apollo 13, de Ron Howard. Com Tom Hanks, Kevin Bacon e Bill Paxton. EUA, 1995, cor, 140 min. Classificação etária: Livre. Drama – Em 1970, a NASA envia para a lua um novo grupo de astronautas, na missão Apollo 13. Já no espaço, um tanque de oxigênio explode. Com o acidente, os astronautas Jim, Jack e Fred não conseguem seguir para a lua e correm o risco de ficar sem oxigênio e energia suficientes para voltar para a Terra. A equipe a bordo e os monitores em Terra correm contra o tempo para consertar a nave. E ainda precisam contornar o risco da nave ficar seriamente danificada com o imenso calor na reentrada da órbita terrestre. Os astronautas e toda a equipe responsável pela missão terão de lutar para que não aconteça nenhuma tragédia. O Dia Depois de Amanhã (Globo, 14:30 h) The Day After Tomorrow, de Roland Emmerich. Com Dennis Quaid, Jake Gyllenhaal e Emmy Rossum. EUA, 2004, cor, 124 min. A emissora não informou a classificação etária. Ficção – A Terra sofre alterações climáticas que modificam drasticamente a vida da humanidade. Com o Norte se resfriando cada vez mais e passando por uma nova era glacial, milhões de sobreviventes rumam para o sul. Porém, o paleoclimatologista Jack Hall segue o caminho inverso e parte para Nova Iorque. Isso porque ele acredita que lá encontrará seu filho, Sam, que desapareceu em meio a tantas alterações. Abraão (Band, 14:45 h) Abraham, de Joseph Sargent. Com Richard Harris, Barbara Hershey e Maximilian Shcell. EUA/Alemanha/Itália, 1993, cor, 175 min. Classificação Etária: Livre. Bíblico – Após receber um comando de Deus, Abraão e sua esposa Sarah largam tudo em busca da terra prometida, onde Abraão se tornará o Pai das Nações. Mas, para isso, ele precisará provar sua devoção e passar pelo teste que Deus lhe coloca. Após ser abençoado com o nascimento de seu filho Isaac, Abraão tem sua fé testada mais uma vez, quando Deus exige que ele sacrifique seu filho. Quando Abraão leva Isaac ao monte Moriá, onde constrói um altar para oferecer sua vida, um anjo de Deus aparece e renova a sua fé. Um Voo Muito Louco (Record, 22:45 h) Soul Plane, de Jessy Terrero. Com Tom Arnold, Kevin Hart e Method Man. EUA, 2004, cor, 86 min. Classificação etária: 16 Anos. Comédia – Um rapaz recebe indenização de uma companhia aérea e decide abrir sua própria empresa de aviação, criando voos de seus sonhos: muitas mulheres, bebidas e "rap" na trilha sonora. X-Men - O Filme (Globo, 22:45 h) X-Men, de Bryan Singer. Com Patrick Stewart, Ian McKellen e Famke Janssen. EUA, 2000, cor, 104 min. A emissora não informou a classificação etária. Aventura – O filme se passa em um futuro próximo, quando seres humanos mutantes dotados de superpoderes são discriminados pelo resto da sociedade. Parte deles se organiza para tentar dominar o mundo, enquanto o professor Xavier, dono de uma escola especialmente voltada para mutantes, procura impedir a guerra. O grupo pacifista é formado por Wolverine, Ciclope, Jean Grey e Tempestade. Omertá (TV Brasil, 23 h) Omertá, de Pavel Giroud. Com Manuel Porto, Luis E. Amador e Yadier Fernández. Cuba, 2008, cor, 82 min. A emissora não informou a classificação etária.

Drama – O filme narra a história do guarda-costas de um gângster conhecido em Havana, na década de 50, que após o triunfo da Revolução, se sente fora do lugar em uma sociedade que condena tudo o que ele representa. Rolo Santos, como é chamado, está começando a sentir o peso da idade. Cansado da rotina da máfia e preocupado com um julgamento político, ele decide começar uma nova vida. Wall Street - Poder e Cobiça (Band, 1:45 h) Wall Street, de Oliver Stone. Com Michael Douglas, Charlie Sheen e Tamara Tunie. EUA, 1995, cor, 140 min. Classificação etária: 14 Anos. Drama – Bud Fox é um jovem corretor que, na busca por dinheiro, acaba se deparando com a oportunidade de ficar rico sem o devido esforço. Seduzido pelo poder e "status" que giram em volta da bolsa de Nova Iorque, ele acaba se unindo a Gordon Gekko, um bem-sucedido empresário que faz de tudo para conseguir cada vez mais dinheiro e, para isso, utiliza-se do corretor para este lhe dar dicas de investimentos. Mas o que no início eram somente dicas acaba se tornando um tipo de espionagem, em que Bud passa a seguir investidores para saber em que empresas estes estão apostando, para que Gekko intercepte as negociações.

SEGUNDA, 10/01 Homem Aranha (Globo, 15:50 h) Spider Man, de Sam Raimi. Com Tobey Maguire, Willem Dafoe e Kirsten Dunst. EUA, 2002, cor, 121 min. A emissora não informou a classificação etária. Aventura – Durante uma excursão da escola, Peter Parker é picado por uma aranha geneticamente modificada e adquire extraordinária força e agilidade. Inicialmente, usa os poderes para ganhar dinheiro, mas depois passa a usá-lo no combate ao crime.

TERÇA, 11/01 O Mar Não Está Para Peixe (Globo, 16:20 h) Shark Bait, de Howard E. Baker e John Fox. Elenco não informado pela emissora. EUA/Coreia do Sul, 2006, cor, 77 min. A emissora não informou a classificação etária. Animação – Pe é um simpático peixinho órfão, que chegou recentemente a um belo recife e está em busca de sua Tia Pérola. Logo, ele começa a se apaixonar por Cordélia, uma peixinha cor-de-rosa que atrai as atenções de todos os peixes. Troy, um perigoso tubarão, também está interessado em Cordélia. Para proteger Cordélia, Pe decide enfrentar Troy e fazer com que o recife fique livre de uma vez por todas de sua ameaça. Lucas, um Intruso no Formigueiro (SBT, 17:30 h) The Ant Bully, de John A. Davis. Elenco não informado. EUA, 2006, cor, 88 min. Classificação etária: Livre. Animação – Após afogar um formigueiro com sua pistola d'água, Lucas Nickle tem seu tamanho misteriosamente diminuído, até ficar da mesma altura que uma formiga. Ele é então obrigado a trabalhar como escravo na reconstrução do formigueiro que ele mesmo destruiu. Scooby-Doo (SBT, 23:15 h) Scooby-Doo, de Raja Gosnell. Com Freddie Prinze Jr., Sarah Michelle Gellar e Linda Cardellini. EUA, 2002, cor, 88 min. Classificação etária: Livre. Comédia – Após a Mistério S/A resolver um caso em uma fábrica de brinquedos o grupo se desfaz, pois alguns dos membros não suportavam ver Fred creditando sempre para si os feitos mais difíceis. Eles ficam sem se ver por dois anos, até Emile Mondavarious, o dono de um parque temático, contratar cada um deles para resolver um mistério envolvendo o parque.

O Filho do Máscara (SBT, 17:30 h) Son of the Mask, de Lawrence Guterman. Com Jamie Kennedy, Alan Cumming e Bob Hoskins. EUA, 2005, cor, 86 min. Classificação etária: Livre. Comédia – Tim Avery é um cartunista preocupado. Ele descobriu recentemente que seu filho Alvey possui habilidades incríveis, já que de alguma forma possui os poderes da Máscara de Loki, um objeto mitológico que transforma a pessoa que o usa. O problema é que o próprio Loki deseja ter sua máscara de volta.

QUARTA, 12/01

Piratas do Caribe - O Baú da Morte (Globo, 22:10 h) Pirates of the Caribbean 2, de Gore Verbinski. Com Johnny Depp, Orlando Bloom e Keira Knightley. EUA, 2006, cor, 151 min. A emissora não informou a classificação etária. Aventura – Elizabeth Swann , a filha do governador, está prestes a se casar com o ferreiro Will Turner. Porém, o evento é atrapalhado pelo capitão do assombrado navio holandês voador, que tem uma dívida de sangue com o Capitão Jack Sparrow, amigo do casal. Para escapar de uma vida após a morte como escravo dele, Sparrow precisa encontrar o misterioso baú da morte para fugir da ameaça. Como Nascem os Anjos (Globo, 2:10 h) Como Nascem os Anjos, de Murilo Salles. Com Sergio Luz, Larry Pine e Priscilla Assum. Brasil, 1996, cor, 100 min. A emissora não informou a classificação etária. Drama – Maguila envolve-se com perigosos criminosos e é obrigado a deixar o local onde vive às pressas. Ele foge com Branquinha, que diz ser sua mulher, e Japa, um amigo.

Kung Fu Kid (SBT, 17:30 h) Kung Fu Kid, de Daisuke Futagi. Com Pinko Izumi, Nanami Fujimoto e Mari Yaguchi. Japão, 2007, cor, 90 min. Classificação etária: 10 anos. Ação – Kung Fu treina arduamente no templo Shaolin, na China. Não há obstáculo que ele não vença, independentemente do tamanho do seu oponente. Quando informado que seu último inimigo estava no Japão, ele usa seus poderes e aparece em Tóquio. Lá, é acolhido pela simpática vovó Izumi, mestre em tai chi e dona de um restaurante.

Matilda (Globo, 16:05 h) Matilda, de Danny DeVito. Com Danny DeVito, Rhea Perlman e Mara Wilson. EUA, 1996, cor, 98 min. A emissora não informou a classificação etária. Comédia – Matilda tem seis anos e uma excepcional inteligência. Seus pais não percebem e a colocam em uma escola inadequada. Mas ela tem como remediar a situação, pois usa seus poderes mágicos para acertar as contas com todos que a tratam mal.

QUINTA, 13/01 A Filha do Presidente (Globo, 15:55 h) First Daughter, de Forest Whitaker. Com Katie Holmes, Marc Blucas e Amerie Rogers. EUA, 2004, cor, 106 min. A emissora não informou o tempo de duração e a classificação etária. Comédia romântica – Samantha, a jovem filha do presidente dos Estados Unidos, é uma mocinha que só quer ter uma vida normal, longe da Casa Branca e do forte esquema de

segurança. Quando vai para a Universidade, acredita que sua chance de ser uma garota igual às outras chegou. É quando Samantha se apaixona por James, um rapaz da faculdade, mas que na verdade é um agente secreto contratado para protegê-la. Mulher Gato (SBT, 17:30 h) Catwoman, de Pitof. Com Halle Berry, Sharon Stone e Benjamin Bratt. EUA, 2004, cor, 104 min. Classificação etária: 10 anos. Ação – Patience Phillips é uma tímida artista plástica que trabalha em uma empresa de cosméticos. Quando Patience acidentalmente descobre um segredo da empresa em que trabalha, ela se vê envolvida em uma conspiração corporativa que sequer imaginara até então. O que acontece a seguir transforma Patience para sempre, fazendo com que ela ganhe a força, agilidade, velocidade e sensibilidade de um gato. No Corredor da Morte (Band, 23:15 h) A Lesson Before Dying, de Joseph Sargent. Com Don Cheadle, Cicely Tyson, Mekhi Phifer. EUA, 1999, cor, 99 min. Classificação Etária: 14 Anos. Drama – Jovem negro é injustamente condenado à morte por crime que não cometeu. A madrinha do rapaz e uma amiga decidem pedir ajuda a um experiente professor, para conversar com ele e prepará-lo para a morte. A relação entre os dois, tensa no início, acaba se tornando uma verdadeira lição de vida para ambos.

SEXTA, 14/01 A Creche do Papai (Globo, 15:55 h) Daddy Day Care, de Steve Carr. Com Murphy, Jeff Garlin e Steve Zahn. EUA, 2003, cor, 92 min. A emissora não informou a classificação etária. Comédia – Após serem demitidos e ficarem sem dinheiro para pagar a creche de seus filhos, dois publicitários criam uma creche para pais que trabalham durante o dia. Aplicando métodos nada convencionais, os novos empresários-babás, passam por poucas e boas, até que acertam o passo e transformam a Creche do Papai no maior sucesso da vizinhança, o que gera a raiva de seus concorrentes. Os Deuses Devem Estar Loucos II (SBT, 17:30 h) The Gods Must Be Crazy II, de Jamie Uys. Com Lena Farugia, Hans Strydom e Erick Bowen. EUA, 1988, cor, 87 min. Classificação etária: Livre. Comédia – Os dois filhos de um nativo caem dentro de um caminhão-tanque cheio de água, que pertence a caçadores ilegais que matam elefantes para ficar com o marfim. Assim, seu pai vai procurá-los e acaba encontrado uma advogada de Nova Iorque e um zoólogo, que ficaram perdidos quando o pequeno avião no qual estavam sofreu uma pane sobre a selva africana. Além disso, dois soldados, que lutam o tempo todo para capturar um ao outro, surgem no caminho deles. Premonição 3 (SBT, 23:15 h) Final Destination 3, de Jessy Terrero. Com Mary Elizabeth Winstead, Ryan Merriman e Kris Lemche. EUA, 2006, cor, 93 min. Classificação etária: 14 Anos. Suspense – Wendy e seus amigos comemoram a formatura em um parque de diversões. Ela tem uma premonição de um grave acidente matando todos que estavam na montanha-russa. Desesperada, tenta avisar a todo mundo. Sob as vaias dos outros jovens, apenas ela e outras seis pessoas que deixaram o brinquedo se salvam. Pouco tempo depois, mortes misteriosas assombram o grupo.


O JORNA L JORNAL

Jornal da TV

11

Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: jornaltv@ojornal-al.com.br

NOME PRÓPRIO

Em Sansão e Dalila, Luli Miller analisa sua misteriosa personagem, a cortesã Jana Jorge Rodrigues Jorge/CZN

Por Luana Borges PopTevê

Gravar em locação tem lá suas dificuldades. Ainda mais quando se está em meio a uma ventania de areia e um forte calor. Foi nessas condições que Luli Miller fez algumas de suas cenas na pele da Jana, de "Sansão e Dalila". A atriz passou duas semanas no Rio Grande do Norte, com parte do elenco da minissérie da Record. A ideia era fazer com que as praias locais, com suas imensas dunas, parecessem um deserto, já que a história se passa no Oriente Médio. Por isso mesmo, Luli teve de lidar com as adversidades do tempo para dar continuidade às suas sequências. "Era muita areia nos olhos. Ficava duas horas no sol, calor o dia todo", reclama. Por outro lado, o clima do Nordeste serviu justamente para fazer a atriz entender melhor sua personagem. Principalmente, os trajes usados na época. "É legal vivenciar isso. Você percebe que aqueles panos todos eram para proteger da areia e do vento", conta. Na trama, Jana é uma cortesã do palácio de Gaza. Bonita e misteriosa, guarda um segredo em relação ao seu passado que só é revelado na metade da minissérie. Mas quem sabe da informação confidencial é Taís, interpretada por Karen Junqueira, a vilã da história que também é cortesã. Por causa disso, Jana passa a ser chantageada e é obrigada a ser cúmplice das armações feitas contra Dalila, de Mel Lisboa. "Minha personagem é do bem. O que acontece é que por causa desse segredo ela acaba transitando entre os dois povos: os hebreus e os filisteus", explica. Quando Dalila descobre o segredo, Jana ganha sua proteção dentro do palácio. Além disso, faz o tipo retraída e é vista como a mais contida do grupo das cortesãs. "Brinco dizendo que ela é a única cortesã que não pega ninguém. Parece que Jana carrega uma culpa e a gente só vai entender isso depois", despista. Para interpretar esta mulher sedutora e recatada, Luli participou de uma série de "workshops" com o elenco. Frequentou aulas de história, de dança e contou com o auxílio da preparadora de elenco Maria Silvia. Os encontros com a profissional, inclusive, foram importantes para que Luli compreendesse a postura de uma cortesã na época. "Serviu para que todas fizessem uma mesma leitura do que era uma cortesã e de que maneira elas seduziam", ressalta. "Quando a gente começou a gravar, já estava todo mundo entrosado", completa. A caracterização também complementou o processo de composição do papel. Sempre com tecidos suaves, o figurino deixa o corpo bem desenhado e a barriguinha à mostra. Já os cabelos ganharam comprimento e volume com o mega hair. As novas madeixas, aliás, pesam e dão mais trabalho na hora de cuidar. Por essas e outras, Luli sente falta de seu visual de antes, com os fios naturais, em tamanho médio. "Não vejo a hora de ter meu cabelinho de volta. Mas o 'mega hair' ajuda porque ter cabelos longos faz parte da personagem", minimiza. Com um pouco mais de três anos de carreira na tevê, Luli se diz satisfeita com os trabalhos em que atuou e prefere não eleger um deles como o mais marcante. "Acho que fui feliz em todos", comemora ela, que estreou em "Paraíso Tropical", exibida pela Globo em 2007, interpretando Gilda. Depois, e na mesma emissora, fez "Queridos Amigos", "Faça Sua História" e "Paraíso". Ainda sem um próximo trabalho na Record definido, Luli deseja atuar no cinema e no teatro. "Estou começando minha carreira, tenho pouquinho tempo. Existem propostas de cinema, mas nada definido", conta, misteriosa.


Jornal da TV 12

O JORNA L JORNAL Domingo, 9 de janeiro de 2011 | www.ojornalweb.com | e-mail: jornaltv@ojornal-al.com.br

OJORNAL 09/01/2011  

CMYK O impasse sobre o despejo de chorume do aterro sanitário no mar vai durar alguns dias. ACasal afirma que esta é a melhor forma de dilui...

Advertisement