Issuu on Google+

CMYK

O JORNA L JORNAL | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com Sábado, 27 de agosto de 2011|

Maceió, sábado, 27 de agosto de 2011 | www.ojornalweb.com.br | e-mail do editor: igor93279039@hotmail.com

Audi coloca o superesportivo R8 GT para "voar baixo" na pista da Embraer Páginas 6 e 7 Foto: Igor Pereira

12

Novo Fiat 500

chega ao

Brasil com

preço mais atraente

Páginas 2 e 3


O JORNA L JORNAL

Sábado, 27 de agosto de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

2

Fiat 500

Foto: Igor Pereira

Novo

Sábado, 27 de agosto de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

Stetsom apresenta antenas contra cerol (corta pipa)

Acessório obrigatório que aumenta a segurança e não atrapalha o motociclista Produzido em Toluca, México, na fábrica da Chrysler, o Fiat 500 incorpora todos os mecanismos de segurança exigidos pela rígida regulamentação americana e traz, de série, um número maior de equipamentos para tornar a experiência de dirigi-lo ainda mais prazerosa e confortável. Foram quase 16 meses de preparação, entre investimentos, implementação de novos processos e procedimentos, instalação de equipamentos e ferramental, treinamento de mais de 2 mil trabalhadores e meios muito precisos de controle de qualidade, até o início efetivo da produção. Hoje, o novo Fiat 500 já é comercializado nos Estados Unidos, Canadá e México. Para os brasileiros, que tiveram o privilégio de conhecer o Fiat 500 no final de 2009, esta nova gama que chega ao mercado reserva excelentes surpresas: é o primeiro modelo da marca no Brasil a receber o novo e revolucionário motor 1.4 16V com tecnologia MultiAir - criada e patenteada pela Fiat Powertrain -, que privilegia potência, torque, economia e baixas emissões; e pode vir com câmbio manual ou automático sequencial de 6 marchas. Também é o primeiro a contemplar o câmbio Dualogic® na opção do motor 1.4 EVO Flex, que equipa as versões de entrada.

Ícone mundial, o novo Fiat 500 chega ao Brasil cheio de novidades que ressaltam a modernidade que faz parte da história do modelo desde o lançamento do Cinquecento original, há mais de 50 anos, em 1957.

11

A Stetsom Eletrônica aperfeiçoou e relança três modelos de aparadores de linha (também conhecida como antena corta pipa) para aumentar a segurança e proteção dos motociclistas, que tem seu uso obrigatório a partir do último dia 04 de agosto por determinação do Denatran. O alto grau de aperfeiçoamento devese principalmente à preocupação de ter um produto como um equipamento de proteção individual e as matérias primas utilizadas, tais como, duralumínio com pintura eletrostática, aço inoxidável e latão

cromado, proporcionando o máximo de segurança ao usuário. O produto funciona como escudo protetor contra as linhas cortantes com cerol (mistura de vidro e cola que se passa na linha com que se empinam pipas). Disponível em três modelos com aproximadamente 60 cm de altura, as antenas são instaladas no guidom, fixadas pelo espelho retrovisor, a linha bate na antena, escorrega até sua ponta e corta a linha, funcionando como aparador de proteção para o motociclista.

CMYK

O JORNA L JORNAL


10

Sábado, 27 de agosto de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

O JORNA L JORNAL Sábado, 27 de agosto de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

Suzuki

PEQUENO NO TAMANHO, GRANDE NA TECNOLOGIA

Adventure abre

prova para Grand Vitara Proprietários de Grand Vitara modelo 4X2 também poderão participar da prova Acontece hoje sábado, 27 de agosto, a 2ª etapa do Suzuki Adventure, passeio de regularidade que pretende proporcionar aventura, momentos de lazer e uma experiência única para os proprietários de seus modelos. Devido a vários pedidos, o Suzuki Adventure abriu as inscrições também para proprietários do modelo 4X2 da Grand Vitara que agora também poderão enfrentar trilhas, percursos à beira-mar com vista para a Ilha de São Francisco e toda a costa de Joinville, com muita lama, aventura e adrenalina. "Atendo a pedidos de proprietários, avaliamos a trilha e percebemos que é possível que o modelo 4X2 da Grand Vitara participe da prova pela categoria FUN", explica Alex Kolling, diretor da prova. Alargada da prova tem início 10h30, em Joinville, na concessionária Netsui (Av. José Vieira, 2099). O tempo estimado de prova é de 4 horas. Vale lembrar, que todos os competidores devem participar do briefing de prova que acontece 9h45 As inscrições ainda estão disponíveis, no site www.suzukiveiculos.com.br. O Suzuki Adventure é composto de duas categorias: Fun e Pro. Os interessados deverão doar dois cobertores novos, que serão destinados a duas instituições locais: o Centro Integrado João de Paula, que oferece cursos profissionalizantes gratuitos, bem como abrigo e hospedagem para menores carentes, além de um bazar beneficente e o Cantinho do Imigrante (lar de idosos).

3

Com um projeto moderno, design único, opções de revestimentos internos diferenciados e inúmeros conteúdos, inclusive de série, o novo Fiat 500 é o carro mais completo de sua categoria e ainda chega ao mercado com preços bastante atraentes para o consumidor brasileiro.

De nada adianta um automóvel de belas linhas se a segurança e o conforto dos ocupantes não forem prioridades. Para tanto, a Fiat incluiu no novo Fiat 500 uma série de tecnologias que o tornam um dos modelos mais seguros do mercado nacional, com muito conforto para os ocupantes e também um dos mais prazerosos para dirigir. Nos itens de segurança ativa e passiva, muita tecnologia. Abaixo os principais conteúdos de segurança que o consumidor encontra no Fiat 500. Até 7 Air bags. O novo Fiat 500 vendido no Brasil pode possuir até sete air bags: dois na frente, dois window bags, dois side bags e um knee bag. Este último evita lesões aos joelhos do motorista em caso de impacto. ESS (Emergency Stop Signaling, ou sinalização de frenagem de emergência). Em uma frenagem brusca, as luzes indicadoras de direção são acionadas de forma intermitente, avisando outros motoristas da situação e ajudando a evitar colisões. O ESS é acionado se, em uma velocidade superior a 50 km/h, a desaceleração for maior do que 7m/s² e o pisca-alerta estiver desligado. Ele continuará funcionando até que a desaceleração atinja 2,5 m/s². ABS. O sistema antitravamento dos freios do Fiat 500 entra em ação quando o travamento das rodas, e consequente derrapagem dos pneus, é iminente. Ele atua controlando a pressão nas pinças, impedindo o travamento, reduzindo a distância de frenagem e facilitando o controle veicular pelo motorista.

CINCO VERSÕES BEM COMPLETAS Na linha 2012, o novo Fiat 500 está disponível em cinco versões. São duas motorizações e três tipos de câmbio, em três níveis de acabamento. No lançamento, o Fiat 500 também terá uma série especial - Prima Edizione. Conheça-as: - Cult e Cult Dualogic: Motor: 1.4 EVO Flex Câmbio: Mecânico de 5 marchas e Dualogic 5 marchas - Sport Air: Motor: MultiAir 1.4 16V gasolina Câmbio: Mecânico de 5 marchas - Sport Air Automático e Lounge Air Automático: Motor: MultiAir 1.4 16V gasolina Câmbio: Automático sequencial de 6 marchas A Fiat pretende vender o pequeno grande carro aqui no Brasil com valores que parte dos R$ 39.990 indo até o mais completo por R$54.800. A Montadora pretende tornar o carrinho mais popular por estas bandas, com a redução dos valores tem tudo para dar certo.

CMYK

O JORNA L JORNAL


Sábado, 27 de agosto de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

4

O JORNA L JORNAL Sábado, 27 de agosto de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

9

SALÃO DUAS RODAS APOIA MOTOCHECK-UP, DA ABRACICLO

Montadoras anunciam parceria para o desenvolvimento de um novo sistema híbrido para picapes e utilitários esportivos A Toyota e a Ford anunciam que irão colaborar em bases iguais no desenvolvimento de um novo e avançado sistema híbrido para picapes e utilitários esportivos. As montadoras assinaram um memorando de entendimento para colaboração no desenvolvimento de produtos. O acordo deve ser formalizado em 2012. Especificamente, a Toyota e a Ford irão: - Desenvolver conjuntamente um novo sistema híbrido para veículos com tração traseira e tecnologia para componentes para picapes e utilitários esportivos. - Integrar independentemente o novo sistema híbrido em seus veículos separadamente. Ambas as empresas vêm trabalhando de forma independente em suas próprias novas gerações de sistemas híbridos para veículos com tração traseira. As duas agora se comprometeram a colaborar em parceria para um novo sistema híbrido para picapes e utilitários esportivos. Esse novo powertrain híbrido trará toda a experiência de eficiência energética superior para um novo grupo de consumidores de picapes e utilitários esportivos, sem comprometer a capacidade que eles requerem em seus veículos. A Toyota e a Ford acreditam que essa colabora-

ção irá permitir que elas tragam essa tecnologia híbrida aos consumidores antes e em condições mais favoráveis do que se cada uma das companhias trabalhasse de forma independente.

Por anos, tanto a Toyota como a Ford vêm trabalhando independentemente em sistemas híbridos similares para veículos com tração traseira com o objetivo de proporcionar economia de combustí-

Toyota e Ford colaboram para acelerar a viabilidade para o consumidor de um novo e avançado sistema híbrido para picapes e utilitários esportivos

“Em 1997, lançamos a primeira geração do Prius, o primeiro híbrido gasolina/elétrico produzido em massa. Desde então, vendemos cerca de 3,3 milhões de veículos híbridos. Esperamos criar com a Ford tecnologias empolgantes e que beneficiem a sociedade. Isso será possível pela experiência que as duas empresas detêm em tecnologias híbridas”, afirma Takeshi Uchiyamada, vice-presidente executivo de Pesquisa & Desenvolvimento da Toyota.

vel superior em suas picapes e utilitários esportivos. Quando as duas companhias começaram a discutir essa potencial colaboração, descobriram o quão rapidamente poderiam chegar a um denominador comum. “A Toyota tem muito orgulho em se unir a Ford no desenvolvimento de um sistema híbrido para picapes e utilitários esportivos. Esse acordo visa a não apenas fazer automóveis cada vez melhores, mas deve também se tornar

elemento essencial para o futuro da mobilidade. Ao construir um relacionamento global e de longo prazo com a Ford, nosso desejo é ser capaz de continuar a oferecer às pessoas carros que excedam suas expectativas”, analisa Akio Toyoda, presidente da Toyota Motor Corporation. Esse sistema híbrido para veículos com tração traseira será baseado em uma nova arquitetura para proporcionar toda a capacidade que os consumidores de picapes e utilitários esportivos demandam enquanto oferece economia de combustível. Embora o sistema híbrido para veículos com tração traseira irá compartilhar um considerável nível de tecnologia e componentes, a Toyota e a Ford irão integrar o sistema aos seus próprios veículos individualmente. Cada montadora também irá determinar a calibragem e as características de dinâmica e performance de suas respectivas picapes e utilitários esportivos. As duas companhias também concordaram em trabalhar conjuntamente em facilitadores para complementar as plataformas de telemática (fusão das tecnologias de telecomunicações e informação em veículos) existentes de cada montadora, ajudando a trazer mais serviços baseados em internet e informações úteis para os consumidores globalmente.

O Salão Duas Rodas (Feira Internacional de Motocicletas, Bicicletas, Peças, Equipamentos e Acessórios), organizado pela Reed Exhibitions Alcantara Machado, é um dos apoiadores do MotoCheck-Up, evento que visa orientar os motociclistas sobre a importância de realizar manutenções periódicas na moto – importante fator na prevenção de acidentes. Esta ação educativa é totalmente gratuita e conta dentre outras ações, com avaliação das condições mecânicas das motocicletas, conscientização sobre a pilotagem defensiva, avaliação das condições do capacete (IPEM), incentivo ao motociclista em participar de cursos práticos de pilotagem segura, entre outros. Segundo a ABRACICLO (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares), realizadora do MotoCheck-Up, desde a primeira edição, a peça que lidera a necessidade de reparo ou substituição é o freio traseiro, com

falha presentes em 49% dos veículos, seguido pela caixa de direção, com 44%, e freio dianteiro, com 42%.

MotoCheck-Up Data: 19 a 23 de setembro de 2011 Local: Estacionamento do TELHANORTE – Praça Dom Francisco de Souza, 126 – Largo do Socorro – São Paulo – SP Horário: das 8h30 às 16h30 www.abraciclo.com.br

SALÃO DUAS RODAS Data: 4 a 9 de outubro de 2011 Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi, Parque Anhembi - Av. Olavo Fontoura, 1.209, Santana - São Paulo – SP Horário: 14h00 às 22h00 de 04 a 08 de Outubro e das 11h00 às 19h00 no dia 09 de outubro www.salaoduasrodas.com.br

CMYK

O JORNA L JORNAL


8

Sábado, 27 de agosto de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

Protótipo de luxo

por Augusto Paladino

Na palma da mão A Fiat resolveu expandir a oferta do câmbio automatizado Dualogic também para a Strada. Na picape compacta, a transmissão automatizada só vai estar disponível na configuração topo de linha Adventure cabine dupla. Com isso, o carro vem de série com airbag duplo, ABS, ar-condicionado, direção hidráulica, trio elétrico e pneus de uso misto. E vai custar R$ 55.350. A versão com câmbio manual sai a R$ 52.980.

Estrela furiosa Como é de praxe, depois de lançar uma nova geração de um modelo, a Mercedes-Benz apresenta algum tempo depois a sua configuração preparada pela AMG. Agora foi a vez do roadster SLK, que recebeu grandes melhorias mecânicas em relação a sua versão original. A principal mudança foi no motor, um V8 de 5.5 litros aspirado capaz de desenvolver 420 cv de potência. Com isso, o pequeno conversível chega aos 100 km/h em apenas 4,5 segundos e atinge os 250 km/h limitados eletronicamente. As vendas começam no início de 2012.

Durante a mostra de carros antigos de Pebble Beach, na Califórnia, a Cadillac apresentou o seu mais novo conceito, o Ciel - céu em francês. O lugar foi escolhido pela marca norte-americana - que pertence à General Motors - ter se baseado em alguns conversíveis da década de 60 para fazer o novo modelo. Daí vem uma das principais características: a ausência das colunas centrais. Outros destaques no design vão para as portas suicidas e a longa carroceria. O trem de força é híbrido e alia um V6 biturbo de 425 cv a um elétrico com baterias de íon-lítio.

O JORNA L JORNAL Sábado, 27 de agosto de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

Honda Automóveis atinge a marca de 900

mil unidades produzidas no Brasil

Fato histórico foi simbolizado pelo New Civic, ícone da marca em todo o mundo

Britânico descapotável A Bentley demorou, mas finalmente mostrou a segunda geração do Continental em sua configuração conversível, a GTC. Enquanto o modelo de capota fechada foi apresentado ao público no Salão de Paris do ano passado, o "sem teto" chega apenas agora, no Salão de Frankfurt, que começa em setembro. Apesar de ter desenho praticamente igual ao da primeira geração, o Continental GTC ganhou diversas melhorias mecânicas, todas voltadas para fazer com que o modelo inglês ganhasse mais rigidez torcional. Sob o capô continua o motor W12 de 6.0 litros, mas agora com 575 cv de potência.

5

O dia 24 de agosto registra mais um momento histórico da trajetória da Honda no Brasil. A fábrica de automóveis, instalada em Sumaré (SP), atingiu a marca de 900 mil unidades produzidas. Um modelo que se tornou sinônimo de inovação da marca, o New Civic, simbolizou o acontecimento. A escolha não foi por acaso. A linha Civic deu início às atividades da planta, em 1997. Atualmente, a unidade possui área construída de 168 mil m² e um terreno de 1.700.000 m², e é responsável pela fabricação de outros dois modelos, New Fit e Honda City. Em 14 anos de produção nacional, a empresa ultrapassou a marca de R$ 1 bilhão em investimentos acumulados no Brasil, sempre focando o alto padrão de qualidade dos automóveis, qualificação de seus profissionais da fábrica e de sua rede de concessionárias, com o objetivo de alcançar o respeito de um exigente consumidor. No decorrer dos anos, também investiu em novos processos produtivos como injeção e pintura plásticas, implementados em 2009, e o Power Train, setor responsável pela realização de dois dos principais processos para a fabricação de motores e de transmissões: fundição e usinagem, que iniciou operações em 2008. Como resultado do compromisso com os consumidores brasileiros, os três modelos nacionais da marca: New Civic, New Fit e Honda City estão entre os mais vendidos em suas categorias e contabilizam uma série de prêmios junto à mídia especializada.

CMYK

O JORNA L JORNAL


Sábado, 27 de agosto de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

6

Muito além dos 300 POR EDUARDO ROCHA

AUTO PRESS

No mundo serão 333 R8 GT. No Brasil, apenas três. E esse seletíssimo grupo já está fechado. Tanto as unidades destinadas ao Brasil quanto as demais foram vendidas antes mesmo de deixarem a linha de produção de Neckarsulm, na Alemanha. A GT é versão mais apimentada do R8 que pode circular nas ruas. Mas também se dá muito bem nas pistas. Apoiado sobre o eixo traseiro ronca o mesmo motor V10 de 5.2 litros do R8 "comum", só que retrabalhado para chegar, na versão GT, a 560 cv de potência a 8 mil giros e 55,1 kgfm de torque a 6.500 giros. São 35 cv a mais e 0,7 kgfm a mais. O câmbio é um R-tronic de seis marchas com trocas, em um décimo de segundo, por espátulas atrás do volante ou na alavanca no console central - que traz o número do modelo gravado, como se fosse uma obra de litografia. No caso, o modelo testado era um pré-serie, com número 0/333. O GT também foi submetido a um duro regime. Foram substituídas várias peças metálicas - em aço e até em alumínio - por fibra de carbono. Caso das sideblades - os painéis laterais externos que cobrem as entradas de ar, que ficam logo após as portas. Nos modelo normais, elas são feitas em alumínio e podem receber qualquer cor, para fazer combinação com a carroceria. No GT, elas são feitas em fibra de carbono e não recebem pintura. Os freios são em cerâmica e as rodas de liga leve aro 19 têm raios longos e são bem vazadas, o que também ajuda a reduzir o peso. Outro alívio veio da ausência de verniz sobre a pintura - daí o GT ser fosco. A conta é simples: são dois litros de verniz, o que equivale a dois quilos. Pedaços do painel interno foram trocados também. Os vidros utilizados nos para-brisas e janelas são mais finos e tanto a vigia quanto o vidro que cobre o compartimento do motor são em policarbonato. Os bancos são de competição, com estrutura em fibra de vidro reforçada em carbono - só aí, são 31,5 quilos a

menos que os bancos do R8 V10. Mesmo o R8 sendo originalmente um carro leve tem já parte de sua estrutura e carroceria em alumínio -, no final, foram retirados 100 kg. O peso ficou em exatos 1.525 kg contra 1.625 kg do R8 V10. As diferenças parecem pequenas, mas em bólidos dessa estirpe os ganhos são assim mesmo, nos detalhes. Todo este trabalho resultou em números melhores que o R8 V10, mas não provocaram uma revolução. O zero a 100 km/h do V10 é feito em 3,9 segundos e o zero a 200 km/h em 11,8 s. No GT, os números são 3,6 s e 10,8 s, respectivamente. A máxima do V10 é 317 km/h contra 320 km/h no GT. A melhora não foi tão substancial porque, apesar das semelhanças que tem com modelos de pista, o GT é um carro de rua. Então, o nível de conforto interno foi mantido, mesmo que fosse tentador emagrecer o carro retirando alguns equipamentos que nada têm a ver com velocidade - como ar-condicionado, acabamentos em couro com detalhes em alcântara, painéis para isolamento acústico, bancos com aquecimento, os vários motores elétricos que movem vidros, espelhos e travas, entre outros. Afinal, é um carro cujo preço passaria de R$ 1 milhão, caso estivesse disponível. E por isso mesmo não deve maltratar quem está ao volante.

7

CMYK

O JORNA L JORNAL


Sábado, 27 de agosto de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

6

Muito além dos 300 POR EDUARDO ROCHA

AUTO PRESS

No mundo serão 333 R8 GT. No Brasil, apenas três. E esse seletíssimo grupo já está fechado. Tanto as unidades destinadas ao Brasil quanto as demais foram vendidas antes mesmo de deixarem a linha de produção de Neckarsulm, na Alemanha. A GT é versão mais apimentada do R8 que pode circular nas ruas. Mas também se dá muito bem nas pistas. Apoiado sobre o eixo traseiro ronca o mesmo motor V10 de 5.2 litros do R8 "comum", só que retrabalhado para chegar, na versão GT, a 560 cv de potência a 8 mil giros e 55,1 kgfm de torque a 6.500 giros. São 35 cv a mais e 0,7 kgfm a mais. O câmbio é um R-tronic de seis marchas com trocas, em um décimo de segundo, por espátulas atrás do volante ou na alavanca no console central - que traz o número do modelo gravado, como se fosse uma obra de litografia. No caso, o modelo testado era um pré-serie, com número 0/333. O GT também foi submetido a um duro regime. Foram substituídas várias peças metálicas - em aço e até em alumínio - por fibra de carbono. Caso das sideblades - os painéis laterais externos que cobrem as entradas de ar, que ficam logo após as portas. Nos modelo normais, elas são feitas em alumínio e podem receber qualquer cor, para fazer combinação com a carroceria. No GT, elas são feitas em fibra de carbono e não recebem pintura. Os freios são em cerâmica e as rodas de liga leve aro 19 têm raios longos e são bem vazadas, o que também ajuda a reduzir o peso. Outro alívio veio da ausência de verniz sobre a pintura - daí o GT ser fosco. A conta é simples: são dois litros de verniz, o que equivale a dois quilos. Pedaços do painel interno foram trocados também. Os vidros utilizados nos para-brisas e janelas são mais finos e tanto a vigia quanto o vidro que cobre o compartimento do motor são em policarbonato. Os bancos são de competição, com estrutura em fibra de vidro reforçada em carbono - só aí, são 31,5 quilos a

menos que os bancos do R8 V10. Mesmo o R8 sendo originalmente um carro leve tem já parte de sua estrutura e carroceria em alumínio -, no final, foram retirados 100 kg. O peso ficou em exatos 1.525 kg contra 1.625 kg do R8 V10. As diferenças parecem pequenas, mas em bólidos dessa estirpe os ganhos são assim mesmo, nos detalhes. Todo este trabalho resultou em números melhores que o R8 V10, mas não provocaram uma revolução. O zero a 100 km/h do V10 é feito em 3,9 segundos e o zero a 200 km/h em 11,8 s. No GT, os números são 3,6 s e 10,8 s, respectivamente. A máxima do V10 é 317 km/h contra 320 km/h no GT. A melhora não foi tão substancial porque, apesar das semelhanças que tem com modelos de pista, o GT é um carro de rua. Então, o nível de conforto interno foi mantido, mesmo que fosse tentador emagrecer o carro retirando alguns equipamentos que nada têm a ver com velocidade - como ar-condicionado, acabamentos em couro com detalhes em alcântara, painéis para isolamento acústico, bancos com aquecimento, os vários motores elétricos que movem vidros, espelhos e travas, entre outros. Afinal, é um carro cujo preço passaria de R$ 1 milhão, caso estivesse disponível. E por isso mesmo não deve maltratar quem está ao volante.

7

CMYK

O JORNA L JORNAL


8

Sábado, 27 de agosto de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

Protótipo de luxo

por Augusto Paladino

Na palma da mão A Fiat resolveu expandir a oferta do câmbio automatizado Dualogic também para a Strada. Na picape compacta, a transmissão automatizada só vai estar disponível na configuração topo de linha Adventure cabine dupla. Com isso, o carro vem de série com airbag duplo, ABS, ar-condicionado, direção hidráulica, trio elétrico e pneus de uso misto. E vai custar R$ 55.350. A versão com câmbio manual sai a R$ 52.980.

Estrela furiosa Como é de praxe, depois de lançar uma nova geração de um modelo, a Mercedes-Benz apresenta algum tempo depois a sua configuração preparada pela AMG. Agora foi a vez do roadster SLK, que recebeu grandes melhorias mecânicas em relação a sua versão original. A principal mudança foi no motor, um V8 de 5.5 litros aspirado capaz de desenvolver 420 cv de potência. Com isso, o pequeno conversível chega aos 100 km/h em apenas 4,5 segundos e atinge os 250 km/h limitados eletronicamente. As vendas começam no início de 2012.

Durante a mostra de carros antigos de Pebble Beach, na Califórnia, a Cadillac apresentou o seu mais novo conceito, o Ciel - céu em francês. O lugar foi escolhido pela marca norte-americana - que pertence à General Motors - ter se baseado em alguns conversíveis da década de 60 para fazer o novo modelo. Daí vem uma das principais características: a ausência das colunas centrais. Outros destaques no design vão para as portas suicidas e a longa carroceria. O trem de força é híbrido e alia um V6 biturbo de 425 cv a um elétrico com baterias de íon-lítio.

O JORNA L JORNAL Sábado, 27 de agosto de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

Honda Automóveis atinge a marca de 900

mil unidades produzidas no Brasil

Fato histórico foi simbolizado pelo New Civic, ícone da marca em todo o mundo

Britânico descapotável A Bentley demorou, mas finalmente mostrou a segunda geração do Continental em sua configuração conversível, a GTC. Enquanto o modelo de capota fechada foi apresentado ao público no Salão de Paris do ano passado, o "sem teto" chega apenas agora, no Salão de Frankfurt, que começa em setembro. Apesar de ter desenho praticamente igual ao da primeira geração, o Continental GTC ganhou diversas melhorias mecânicas, todas voltadas para fazer com que o modelo inglês ganhasse mais rigidez torcional. Sob o capô continua o motor W12 de 6.0 litros, mas agora com 575 cv de potência.

5

O dia 24 de agosto registra mais um momento histórico da trajetória da Honda no Brasil. A fábrica de automóveis, instalada em Sumaré (SP), atingiu a marca de 900 mil unidades produzidas. Um modelo que se tornou sinônimo de inovação da marca, o New Civic, simbolizou o acontecimento. A escolha não foi por acaso. A linha Civic deu início às atividades da planta, em 1997. Atualmente, a unidade possui área construída de 168 mil m² e um terreno de 1.700.000 m², e é responsável pela fabricação de outros dois modelos, New Fit e Honda City. Em 14 anos de produção nacional, a empresa ultrapassou a marca de R$ 1 bilhão em investimentos acumulados no Brasil, sempre focando o alto padrão de qualidade dos automóveis, qualificação de seus profissionais da fábrica e de sua rede de concessionárias, com o objetivo de alcançar o respeito de um exigente consumidor. No decorrer dos anos, também investiu em novos processos produtivos como injeção e pintura plásticas, implementados em 2009, e o Power Train, setor responsável pela realização de dois dos principais processos para a fabricação de motores e de transmissões: fundição e usinagem, que iniciou operações em 2008. Como resultado do compromisso com os consumidores brasileiros, os três modelos nacionais da marca: New Civic, New Fit e Honda City estão entre os mais vendidos em suas categorias e contabilizam uma série de prêmios junto à mídia especializada.

CMYK

O JORNA L JORNAL


Sábado, 27 de agosto de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

4

O JORNA L JORNAL Sábado, 27 de agosto de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

9

SALÃO DUAS RODAS APOIA MOTOCHECK-UP, DA ABRACICLO

Montadoras anunciam parceria para o desenvolvimento de um novo sistema híbrido para picapes e utilitários esportivos A Toyota e a Ford anunciam que irão colaborar em bases iguais no desenvolvimento de um novo e avançado sistema híbrido para picapes e utilitários esportivos. As montadoras assinaram um memorando de entendimento para colaboração no desenvolvimento de produtos. O acordo deve ser formalizado em 2012. Especificamente, a Toyota e a Ford irão: - Desenvolver conjuntamente um novo sistema híbrido para veículos com tração traseira e tecnologia para componentes para picapes e utilitários esportivos. - Integrar independentemente o novo sistema híbrido em seus veículos separadamente. Ambas as empresas vêm trabalhando de forma independente em suas próprias novas gerações de sistemas híbridos para veículos com tração traseira. As duas agora se comprometeram a colaborar em parceria para um novo sistema híbrido para picapes e utilitários esportivos. Esse novo powertrain híbrido trará toda a experiência de eficiência energética superior para um novo grupo de consumidores de picapes e utilitários esportivos, sem comprometer a capacidade que eles requerem em seus veículos. A Toyota e a Ford acreditam que essa colabora-

ção irá permitir que elas tragam essa tecnologia híbrida aos consumidores antes e em condições mais favoráveis do que se cada uma das companhias trabalhasse de forma independente.

Por anos, tanto a Toyota como a Ford vêm trabalhando independentemente em sistemas híbridos similares para veículos com tração traseira com o objetivo de proporcionar economia de combustí-

Toyota e Ford colaboram para acelerar a viabilidade para o consumidor de um novo e avançado sistema híbrido para picapes e utilitários esportivos

“Em 1997, lançamos a primeira geração do Prius, o primeiro híbrido gasolina/elétrico produzido em massa. Desde então, vendemos cerca de 3,3 milhões de veículos híbridos. Esperamos criar com a Ford tecnologias empolgantes e que beneficiem a sociedade. Isso será possível pela experiência que as duas empresas detêm em tecnologias híbridas”, afirma Takeshi Uchiyamada, vice-presidente executivo de Pesquisa & Desenvolvimento da Toyota.

vel superior em suas picapes e utilitários esportivos. Quando as duas companhias começaram a discutir essa potencial colaboração, descobriram o quão rapidamente poderiam chegar a um denominador comum. “A Toyota tem muito orgulho em se unir a Ford no desenvolvimento de um sistema híbrido para picapes e utilitários esportivos. Esse acordo visa a não apenas fazer automóveis cada vez melhores, mas deve também se tornar

elemento essencial para o futuro da mobilidade. Ao construir um relacionamento global e de longo prazo com a Ford, nosso desejo é ser capaz de continuar a oferecer às pessoas carros que excedam suas expectativas”, analisa Akio Toyoda, presidente da Toyota Motor Corporation. Esse sistema híbrido para veículos com tração traseira será baseado em uma nova arquitetura para proporcionar toda a capacidade que os consumidores de picapes e utilitários esportivos demandam enquanto oferece economia de combustível. Embora o sistema híbrido para veículos com tração traseira irá compartilhar um considerável nível de tecnologia e componentes, a Toyota e a Ford irão integrar o sistema aos seus próprios veículos individualmente. Cada montadora também irá determinar a calibragem e as características de dinâmica e performance de suas respectivas picapes e utilitários esportivos. As duas companhias também concordaram em trabalhar conjuntamente em facilitadores para complementar as plataformas de telemática (fusão das tecnologias de telecomunicações e informação em veículos) existentes de cada montadora, ajudando a trazer mais serviços baseados em internet e informações úteis para os consumidores globalmente.

O Salão Duas Rodas (Feira Internacional de Motocicletas, Bicicletas, Peças, Equipamentos e Acessórios), organizado pela Reed Exhibitions Alcantara Machado, é um dos apoiadores do MotoCheck-Up, evento que visa orientar os motociclistas sobre a importância de realizar manutenções periódicas na moto – importante fator na prevenção de acidentes. Esta ação educativa é totalmente gratuita e conta dentre outras ações, com avaliação das condições mecânicas das motocicletas, conscientização sobre a pilotagem defensiva, avaliação das condições do capacete (IPEM), incentivo ao motociclista em participar de cursos práticos de pilotagem segura, entre outros. Segundo a ABRACICLO (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares), realizadora do MotoCheck-Up, desde a primeira edição, a peça que lidera a necessidade de reparo ou substituição é o freio traseiro, com

falha presentes em 49% dos veículos, seguido pela caixa de direção, com 44%, e freio dianteiro, com 42%.

MotoCheck-Up Data: 19 a 23 de setembro de 2011 Local: Estacionamento do TELHANORTE – Praça Dom Francisco de Souza, 126 – Largo do Socorro – São Paulo – SP Horário: das 8h30 às 16h30 www.abraciclo.com.br

SALÃO DUAS RODAS Data: 4 a 9 de outubro de 2011 Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi, Parque Anhembi - Av. Olavo Fontoura, 1.209, Santana - São Paulo – SP Horário: 14h00 às 22h00 de 04 a 08 de Outubro e das 11h00 às 19h00 no dia 09 de outubro www.salaoduasrodas.com.br

CMYK

O JORNA L JORNAL


10

Sábado, 27 de agosto de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

O JORNA L JORNAL Sábado, 27 de agosto de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

Suzuki

PEQUENO NO TAMANHO, GRANDE NA TECNOLOGIA

Adventure abre

prova para Grand Vitara Proprietários de Grand Vitara modelo 4X2 também poderão participar da prova Acontece hoje sábado, 27 de agosto, a 2ª etapa do Suzuki Adventure, passeio de regularidade que pretende proporcionar aventura, momentos de lazer e uma experiência única para os proprietários de seus modelos. Devido a vários pedidos, o Suzuki Adventure abriu as inscrições também para proprietários do modelo 4X2 da Grand Vitara que agora também poderão enfrentar trilhas, percursos à beira-mar com vista para a Ilha de São Francisco e toda a costa de Joinville, com muita lama, aventura e adrenalina. "Atendo a pedidos de proprietários, avaliamos a trilha e percebemos que é possível que o modelo 4X2 da Grand Vitara participe da prova pela categoria FUN", explica Alex Kolling, diretor da prova. Alargada da prova tem início 10h30, em Joinville, na concessionária Netsui (Av. José Vieira, 2099). O tempo estimado de prova é de 4 horas. Vale lembrar, que todos os competidores devem participar do briefing de prova que acontece 9h45 As inscrições ainda estão disponíveis, no site www.suzukiveiculos.com.br. O Suzuki Adventure é composto de duas categorias: Fun e Pro. Os interessados deverão doar dois cobertores novos, que serão destinados a duas instituições locais: o Centro Integrado João de Paula, que oferece cursos profissionalizantes gratuitos, bem como abrigo e hospedagem para menores carentes, além de um bazar beneficente e o Cantinho do Imigrante (lar de idosos).

3

Com um projeto moderno, design único, opções de revestimentos internos diferenciados e inúmeros conteúdos, inclusive de série, o novo Fiat 500 é o carro mais completo de sua categoria e ainda chega ao mercado com preços bastante atraentes para o consumidor brasileiro.

De nada adianta um automóvel de belas linhas se a segurança e o conforto dos ocupantes não forem prioridades. Para tanto, a Fiat incluiu no novo Fiat 500 uma série de tecnologias que o tornam um dos modelos mais seguros do mercado nacional, com muito conforto para os ocupantes e também um dos mais prazerosos para dirigir. Nos itens de segurança ativa e passiva, muita tecnologia. Abaixo os principais conteúdos de segurança que o consumidor encontra no Fiat 500. Até 7 Air bags. O novo Fiat 500 vendido no Brasil pode possuir até sete air bags: dois na frente, dois window bags, dois side bags e um knee bag. Este último evita lesões aos joelhos do motorista em caso de impacto. ESS (Emergency Stop Signaling, ou sinalização de frenagem de emergência). Em uma frenagem brusca, as luzes indicadoras de direção são acionadas de forma intermitente, avisando outros motoristas da situação e ajudando a evitar colisões. O ESS é acionado se, em uma velocidade superior a 50 km/h, a desaceleração for maior do que 7m/s² e o pisca-alerta estiver desligado. Ele continuará funcionando até que a desaceleração atinja 2,5 m/s². ABS. O sistema antitravamento dos freios do Fiat 500 entra em ação quando o travamento das rodas, e consequente derrapagem dos pneus, é iminente. Ele atua controlando a pressão nas pinças, impedindo o travamento, reduzindo a distância de frenagem e facilitando o controle veicular pelo motorista.

CINCO VERSÕES BEM COMPLETAS Na linha 2012, o novo Fiat 500 está disponível em cinco versões. São duas motorizações e três tipos de câmbio, em três níveis de acabamento. No lançamento, o Fiat 500 também terá uma série especial - Prima Edizione. Conheça-as: - Cult e Cult Dualogic: Motor: 1.4 EVO Flex Câmbio: Mecânico de 5 marchas e Dualogic 5 marchas - Sport Air: Motor: MultiAir 1.4 16V gasolina Câmbio: Mecânico de 5 marchas - Sport Air Automático e Lounge Air Automático: Motor: MultiAir 1.4 16V gasolina Câmbio: Automático sequencial de 6 marchas A Fiat pretende vender o pequeno grande carro aqui no Brasil com valores que parte dos R$ 39.990 indo até o mais completo por R$54.800. A Montadora pretende tornar o carrinho mais popular por estas bandas, com a redução dos valores tem tudo para dar certo.

CMYK

O JORNA L JORNAL


O JORNA L JORNAL

Sábado, 27 de agosto de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

2

Fiat 500

Foto: Igor Pereira

Novo

Sábado, 27 de agosto de 2011 | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com

Stetsom apresenta antenas contra cerol (corta pipa)

Acessório obrigatório que aumenta a segurança e não atrapalha o motociclista Produzido em Toluca, México, na fábrica da Chrysler, o Fiat 500 incorpora todos os mecanismos de segurança exigidos pela rígida regulamentação americana e traz, de série, um número maior de equipamentos para tornar a experiência de dirigi-lo ainda mais prazerosa e confortável. Foram quase 16 meses de preparação, entre investimentos, implementação de novos processos e procedimentos, instalação de equipamentos e ferramental, treinamento de mais de 2 mil trabalhadores e meios muito precisos de controle de qualidade, até o início efetivo da produção. Hoje, o novo Fiat 500 já é comercializado nos Estados Unidos, Canadá e México. Para os brasileiros, que tiveram o privilégio de conhecer o Fiat 500 no final de 2009, esta nova gama que chega ao mercado reserva excelentes surpresas: é o primeiro modelo da marca no Brasil a receber o novo e revolucionário motor 1.4 16V com tecnologia MultiAir - criada e patenteada pela Fiat Powertrain -, que privilegia potência, torque, economia e baixas emissões; e pode vir com câmbio manual ou automático sequencial de 6 marchas. Também é o primeiro a contemplar o câmbio Dualogic® na opção do motor 1.4 EVO Flex, que equipa as versões de entrada.

Ícone mundial, o novo Fiat 500 chega ao Brasil cheio de novidades que ressaltam a modernidade que faz parte da história do modelo desde o lançamento do Cinquecento original, há mais de 50 anos, em 1957.

11

A Stetsom Eletrônica aperfeiçoou e relança três modelos de aparadores de linha (também conhecida como antena corta pipa) para aumentar a segurança e proteção dos motociclistas, que tem seu uso obrigatório a partir do último dia 04 de agosto por determinação do Denatran. O alto grau de aperfeiçoamento devese principalmente à preocupação de ter um produto como um equipamento de proteção individual e as matérias primas utilizadas, tais como, duralumínio com pintura eletrostática, aço inoxidável e latão

cromado, proporcionando o máximo de segurança ao usuário. O produto funciona como escudo protetor contra as linhas cortantes com cerol (mistura de vidro e cola que se passa na linha com que se empinam pipas). Disponível em três modelos com aproximadamente 60 cm de altura, as antenas são instaladas no guidom, fixadas pelo espelho retrovisor, a linha bate na antena, escorrega até sua ponta e corta a linha, funcionando como aparador de proteção para o motociclista.

CMYK

O JORNA L JORNAL


CMYK

O JORNA L JORNAL | www.ojornal-al.com.br | e-mail: igor93279039@hotmail.com Sábado, 27 de agosto de 2011|

Maceió, sábado, 27 de agosto de 2011 | www.ojornalweb.com.br | e-mail do editor: igor93279039@hotmail.com

Audi coloca o superesportivo R8 GT para "voar baixo" na pista da Embraer Páginas 6 e 7 Foto: Igor Pereira

12

Novo Fiat 500

chega ao

Brasil com

preço mais atraente

Páginas 2 e 3


AUTOJORNAL 27/08/2011