Issuu on Google+

Tecnologia SEXTA-FEIRA, 16 DE SETEMBRO DE 2011

www.ojornalweb.com

Projeto visa identificar e reter talentos no Brasil >> Pág. 6

TV paga deve dobrar nos lares do Brasil com nova lei >> Pág. 3

Downloads de Android vão superar Apple este ano >> Pág. 8

SEGURANÇA PÚBLICA

A era dos

presos virtuais O uso de tornozeleiras eletrônicas já é uma realidade em Alagoas, mas, ao contrário do que muitos pensam, o equipamento necessita da colaboração do preso para funcionar >> Págs. 4 e 5


2

| SEXTA-FEIRA, 16 DE SETEMBRO DE 2011

| www.ojornalweb.com |

IMAGEM DIGITAL

TECNOLOGIA

A fotografia nunca se revela por inteiro quando você se desmancha por alguém. Essas relações lembram uma foto polaroid: a imagem vai aparecendo aos poucos. Algumas coisas se distanciam do sentimento original, mas isso é a vida.

Gustavo Boroni

**Publicitário, Relações Públicas, Fotógrafo e Professor de Fotografia imagemdigital@gustavoboroni.com.br www.gustavoboroni.com.br

Mia Farrow

WE LOVE GADGETS

MOBILE PHOTOS O que é exposição? Exposição se refere à quantidade de luz usada para formar uma fotografia. Conseguimos ver tudo no mundo porque tudo reflete luz* - isso já aprendemos lá no ensino fundamental. E é graças a esse princípio que a fotografia existe! Toda vez que vamos fotografar certa quantidade de luz, de acordo com o que tem lá fora, passa pela lente e chega ao sensor ou filme. Cada pedacinho de luz contém um pouco de informação: é a luz refletida dos objetos que está indo até o nosso olho e, também, até a nossa câmera. Para nossa câmera criar as imagens estáticas que chamamos de "fotografia" ,certa quantidade de luz deve passar pelas lentes por um

tempinho para que possamos reproduzir um momento. Essa luz não pode ser demais ou nossa foto ficará superexposta. Ou seja, ela ficará clara demais!Essa luz também não pode ser de menos ou nossa foto ficará subexposta. Ou seja, ela ficará escura demais!Aposto que você já lidou com situações em que as fotos ficaram muito claras ou muito escuras, certo? Às vezes usamos isso à nosso favor como um efeito. Mas a princípio buscamos fotos com uma exposição balanceada. A exposição é baseada em três fatores: abertura do diafragma + velocidade do obturador + ISO. Esses três fatores serão explicados nas próximas edições desta coluna. São eles que controlam a luz que será transformada em imagem.

IMG - IMAGEM DO DIA Registro do cotidiano em CoresPixel

TÍTULO: Sono da Beleza FOTOGRAFIA: Gustavo Boroni

MARCA: NIKON MODELO: D7000

Incentivando a produção das Artes Visuais em Alagoas, os autores das imagens mais interessantes, poéticas, inusitadas ou criativas, avaliadas por mim, serão publicadas aqui na coluna.Uma ótima oportunidade para novos aspirantes a fotógrafos da era digital, mostrar sua visão em Cores Pixels.Envie a fotografia em 300 dpi para imagemdigital@gustavoboroni.com. br, especificando Marca/modelo da câmera e um breve título . Boa Sorte e Bons clicks : D

Lentes para celular Para aqueles que gostam de fotografia, vale a pena saber que existem lentes que podem ser acopladas ao seu celular, essa dica é para brincar sem muito custo. Você pode optar por duas lentes diferentes, a Macro e a Fish Eye. No conjunto vem: o 1 imã para colar ao redor da câmera do celular - 1 tampa para a lente - 1 chaveiro com ima para levar a câmera - 1 lente ou Fish eye ou Macro Outra coisa curiosa para ser comprada é um zoom que aumenta em até 6x as imagens da lente comum. O encaixe dele é diferente, mas também vem junto para ser anexado ao celular. O único detalhe do zoom é que você deve utilizar um celular que tenha esse recurso. Ainda não são muito encontradas no Brasil, mas no site Ebay elas estão à venda por uma média de $20 dólares.


TECNOLOGIA

| SEXTA-FEIRA, 16 DE SETEMBRO DE 2011 | www.ojornalweb.com

NOVA REGULAMENTAÇÃO

TV paga deve dobrar nos lares do Brasil com mais concorrência O governo estima que o número de assinantes de TV por assinatura vai dobrar, passando dos atuais 11 milhões para 22 milhões projeção se deve à sanção ontem pela presidente Dilma Rousseff da lei que abre o mercado de TV a cabo para empresas de telecomunicações nacionais e estrangeiras e define cotas nacionais de programação. A nova lei unifica a regulamentação de TV por assinatura -via satélite, a cabo ou por micro-ondas. Deixa de valer a lei para TV a cabo que proibia estrangeiros de controlar empresas na área. O veto também valia para as nacionais, mas a agência reguladora Anatel já estava mudando essa determinação. O governo conta também com o aumento do serviço de internet por banda larga no país com a nova legislação. "Acreditamos que pelo menos um terço dos assinantes de TV paga no país contrate também internet rápida por banda larga com a nova lei", afirmou ontem o ministro Paulo Bernardo (Comunicações). A equipe de Dilma entendeu que as regras que limitavam a oferta de TV a cabo desencorajavam investimento em redes de fibra óptica. As empresas de telefonia fixa poderão vender os chamados "combos" de TV paga, telefone e banda larga. Na abertura do congresso Futurecom, em São Paulo, Bernardo anunciou acordo

A

com o ministro Guido Mantega (Fazenda) para a eliminação do PIS/Cofins na implantação de novas redes com o objetivo de acelerar a oferta de banda larga. A renúncia fiscal pode chegar a R$ 4 bilhões em quatro anos. Para se beneficiarem do incentivo nas grandes cidades, as empresas terão de construir redes em áreas consideradas distantes. Pelos cálculos do Ministério das Comunicações, serão necessários investimentos de R$ 70 bilhões até 2014. Para o presidente da Oi, Francisco Valim, a isenção do PIS/Cofins "é música para os ouvidos". Antonio Carlos Valente, dirigente da Telefônica, elogiou a redução do tributo, mas criticou em contrapartida a desoneração por embutir "um ônus".

VETOS Dilma vetou dois pontos do texto da lei sobre a TV paga aprovado pelo Congresso. Um deles deixaria que o serviço de classificação indicativa na TV paga ficasse sob a responsabilidade das empresas, e não do Ministério da Justiça. A outra permitiria a cobrança do Serviço de Atendimento ao Consumidor. A Anatel tem até 180 dias para regulamentar a nova lei.

Novas regras para TV a cabo Como é hoje

Como fica

LEI

Há uma lei específica para TV a cabo

Cai a lei do cabo e só uma lei regulamenta todo o setor de TV por assinatura

SERVIÇO

As empresas de telefonia não podem oferecer serviços de TV a cabo

As teles ficam livres para distribuir programação de TV a cabo

COTA

Não há cota para produção nacional

Os canais terão de veicular três horas e meia de programação nacional por semana em horário nobre

PRODUÇÃO

Não há cota para produção nacional independente

Metade do conteúdo nacional terá de ser de produção audiovisual independente

FINANCIAMENTO

Não há financiamento previsto para produção nacional

10% do Fundo de Fiscalização das Telecomunicações será direcionado ao incentivo à produção audiovisual independente, cerca de R$ 300 milhões por ano

FISCALIZAÇÃO

A Ancine não fiscaliza produção nacional nos canais de TV por assinatura

A Ancine será responsável por fiscalizar o cumprimento da conta

CANAIS

Não há determinação de quantidade de canais brasileiros

Em cada três canais do pacote, um deverá ser brasileiro

ESTRANGEIROS

A participação estrangeira em empresas de TV a cabo é de 49%

Não haverá mais limite

3


4

| SEXTA-FEIRA, 16 DE SETEMBRO DE 2011 | www.ojornalweb.com |

TECNOLOGIA

CAPA

Lugar de bandido é na cadeia ... ... Mas, para crimes menos graves, existe a tornozeleira eletrônica

Eudes Cavalcante

E DITOR

DE

O

T ECNOLOGIA

sonho da prisão virtual está cada vez mais próximo. Como a tecnologia de localização em tempo real já é barata e acessível, está cada vez mais perto a possibilidade de se criar uma estrutura penitenciária capaz de monitoração de presos em tempo integral. Determinar à pessoa o horário em que ela estará em casa e os lugares em que ela não

deve ir, tecnicamente já é possível. Mas no Brasil, o monitoramento através de tornozeleiras eletrônicas equipadas com GPS só é permitido em apenas duas situações. A primeira para os casos de prisão domiciliar. A outra durante as oportunidades em que os detentos do regime semiaberto são autorizados a deixar as prisões para visitar suas famílias - as chamadas saídas temporárias.

O sistema já é um grande avanço no arcaico sistema prisional brasileiro. E prova que arame farpado, grades e concretos não são as únicas maneiras de controlar os detentos. Algumas outras tecnologias já foram utilizadas dentro dos presídios como câmeras de vigilância, aparelhos para bloquear o sinal de celular. Mas, esta forma de monitoramento desperta mais atenção por deixar o detento monitorado, mas inserido na sociedade.

É ilusão pensar que o sistema de tornozeleiras eletrônicas atual evitará fugas, a importância do monitoramento é saber por onde o detento circula quando está em liberdade. Ele tem que cumprir exigências do juiz, que traça lugares em que o apenado não pode circular, como ambientes propícios à prática de crimes. Mas ainda é essencial a colaboração do preso. Em 5 de novembro de 2010, no Presídio Santa Augusta, de

Criciúma, o reeducando Israel Prudêncio Rabelo, conhecido como Dael, era monitorado por uma tornozeleira eletrônica, mas no dia em que deveria retornar ao presídio, deixou terminar a bateria do equipamento e o rompeu. Este caso, expôs à público a fragilidade dos modelos disponíveis, a autonomia da bateria assemelha-se a de um telefone celular. E necessita da colaboração do detento para recarregar.


TECNOLOGIA

| SEXTA-FEIRA, 16 DE SETEMBRO DE 2011 | www.ojornalweb.com |

O software interligado ao Google Maps vai gerenciar a área e os horários onde o preso pode circular

O modelo utilizado em São Paulo é mais discreto e se parece com uma pulseira de relógio

Experiências positivas em outros países O modelo utilizado no Rio Grande do Sul é mais robusto

Alagoas já dispõe de tornozeleiras eletrônicas Suspeitos de envolvimento no homicídio da universitária Giovanna Tenório, o empresário Antônio Bandeira, o Toni, e o caminhoneiro Luis Alberto Bernardino da Silva foram soltos, em junho, porque Alagoas não tinha tornozeleira eletrônica para monitoramento. No momento, a assessoria de comunicação da Superintendência do Sistema Penitenciário, declarou que estes equipamentos foram usados em Alagoas apenas em fase de teste e que a compra dependia ainda de licitação que estava em andamento. Mas ontem, o superintendente de Administração Penitenciária,

tenente-coronel Carlos Luna, confirmou que Toni e Luís jão estão estreando “acessório” em Alagoas “Conseguimos seis com a empresa até a conclusão do processo de aquisição”, disse Luna. Em cerca de sessenta dias, 300 tornozeleiras devem chegar ao sistema prisional. O contrato do Estado com a empresa custará R$ 2,3 mi, pelo período de um ano. O uso dos equipamentos foi uma das medidas determinadas pelo juiz João Dirceu Moraes, para manter Antônio Bandeira e Luís Alberto sob o monitoramento do Estado.

O monitoramento eletrônico ou vigilância eletrônica tem raiz nos Estados Unidos, e surgiu, em 1979, após sugestão do Juiz Jack Love, que idealizou um bracelete a ser utilizado nos presos, como forma de melhor vigiá-los, e pediu a um engenheiro eletrônico que o desenvolvesse. No ano de 1984, o monitoramento eletrônico foi implementado em Albuquerque, New México , vindo a ser usado, posteriormente, nos demais estados americanos, inclusive, em todas as fases do processo penal, como alternativa às prisões processuais. Depois dos Estados Unidos, a idéia foi implementada no Reino Unido (1991), na Suécia (1994) e em outros países do continente europeu (Itália, Alemanha, Escócia, Andorra etc.). Sancionada em junho de 2010 pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a lei que regulamenta o monitoramento eletrônico de presos no país ainda não foi aplicada na maioria dos estados brasileiros. Em um cenário de superlotação de presídios, a iniciativa de redução dos cus-

tos para manter um preso dentro do sistema carcerário é bem vinda e já existem experiências positivas em diversos países do mundo, sobretudo na América do Norte e na Europa Ocidental. Como qualquer novidade, perguntas e incertezas não faltam, porque quando da discussão e da consequente aprovação do Projeto de Lei das Algemas Eletrônicas, o legislativo não se preocupou em especificar os procedimentos técnicos de segurança para a implantação da tornozeleira eletrônica. Há, também, a preocupção com a segurança do detento, pois a tornozeleira terá como finalidade ser um GPS para as autoridades localizarem os presos, contudo, abre a possibilidade de que os membros do crime organizado possam utilizar desse sistema para localizar os rivais. E, além é claro, ser necessário ressaltar a criatividade do brasileiro, que certamente 'poderá achar um jeito' de descobrir uma forma de retirar o aparelho sem ser percebido.

5


6

SEXTA-FEIRA, 16 DE SETEMBRO DE 2011 | www.ojornalweb.com |

TECNOLOGIA

EMPREENDEDORISMO

Telefônica lança projeto para "identificar e reter talentos" O

presidente da Telefônica Brasil, Antonio Carlos Valente, durante a 13ª edição da Futurecom, realizada em São Paulo, anunciou o projeto Wayra, que tem como objetivo "identificar e reter talentos" no Brasil e outros países da América Latina, com foco no estímulo e descoberta de serviços inovadores. Na primeira etapa, serão selecionados 10 projetos que receberão, cada um, entre US$ 30 e US$ 70 mil, incluindo recursos financeiros, infraestrutura e mentoring para favorecer o desenvoldimento das ideias. Wayra significa "vento" no idioma quéchua. De acordo com Carlos Domingos, da Telefônica I+D Espanha, a expectativa é que o Brasil supere o número de projetos inscritos na Argentina e no Uruguai, que chegou a cerca de 800. Segundo a Telefônica, o projeto já está em andamento na Espanha, México, Colômbia, Argentina e Uruguai. Além do Brasil, o Peru também está recebendo inscrições. "O Wayra é uma grande oportunidade para os empreendedores brasileiros de contar com o apoio de empresas como a Telefônica e a Vivo no Brasil para que realizem seus projetos. Vamos prestar financiamento para espaço físico, apoio tecnólogico para pesquisa e desenvolvimento e também ajuda em temas como o de negócios. Temos uma grande expectativa, porque na

Argentina e no Uruguai, que são países menores, temos mais de 800 projetos. Espero que no Brasil, um país grande, com mais empreendedores e mais inovadores, tenhamos mais de 1 mil na primeira captação de projetos", afirmou Domingos. O presidente da Telefônica Brasil, Antonio Carlos Valente, destacou a importância do Wayra no País e espera que, no futuro, os projetos possam se tornar empreendimentos de êxito. "Estamos muito otimistas com o projeto Wayra no Brasil. É um movimento que se enquadra dentro desse contexto de inovação, que foi iniciada há alguns anos atrás com centros de inovação, e possivelmente vai ter ainda outros movimentos no sentido de tentar trazer para a Telefônica o que há de mais importante dentro da inovação na América Latina e especialmente no Brasil", afirmou Valente. As inscrições gratuitas já estão abertas, com número ilimitado, e podem ser feitas pelo site www.wayra.org, por equipes de até quatro empreendedores. O prazo termina no próximo dia 23 de outubro e o anúncio dos 10 selecionados será no dia 25 de novembro. De acordo com a Telefônica, os 10 selecionados vão trabalhar durante seis meses na Academia Wayra, onde terão acesso a suporte tecnológico, assessoria jurídica, mentoring e contatos para negócios.

Wayra tem o objetivo de estimular serviços inovadores

Apple aperta o cerco à Samsung Assim como fez em EUA, Europa, Austrália e Coreia do Sul, a Apple tenta na Justiça a interrupção da venda de aparelhos da Samsung no Japão, acusando a rival de violar patentes relacionadas ao iPhone e ao iPad. A ação da Apple, impetrada no Tribunal Distrital de Tóquio,

pede a suspensão das vendas no Japão dos smartphones Galaxy S e Galaxy S 2, além do Galaxy Tab de sete polegadas, segundo fontes que acompanham a guerra judicial entre as duas companhias. Segundo uma das fontes, a primeira audiência teria ocorrido na quarta-

feira. Em abril, a Samsung já havia aberto uma ação contra a Apple no Japão. Em 23 de agosto, a empresa de Steve Jobs revidou, segundo a Samsung. A Apple quer US$1,3 milhão em indenizações e a suspensão da venda dos aparelhos da sul-coreana.


TECNOLOGIA

| SEXTA-FEIRA, 16 DE SETEMBRO DE 2011 | www.ojornalweb.com

7

Banda larga móvel cresce 35% no Brasil em 6 meses

BUILD CONFERENCE

Windows 8 é uma revolução, dizem sites Saiba o que vários veículos de comunicação acharam do novo sistema operacional da Microsoft a tarde desta terça-feira (13), o mundo acompanhou a BUILD Conference, que mostrou as novidades do Windows 8. Mas alguns veículos já puderam testar o novo sistema operacional da Microsoft – e as impressões iniciais são muito boas, já que se trata de um produto em fase de testes. Um tablet da Samsung de 11,6 polegadas contendo o novo Windows foi disponibilizado para análise, sendo possível notar alguns pontos a favor e contra o novo produto da empresa. Alguns itens, como a interface Metro e o baixo tempo de boot, foram unanimidades nas avaliações.

N

Metro UI Segundo a Folha de São Paulo, essa é maior mudança desde o Windows 95, sendo uma espécie de redenção da empresa, que pouco avançou em dispositivos portáteis até agora. O Slashgear também é só elogios: a interface funciona bem melhor no tablet do que no

Windows Phone, com destaque para o sistema de multitarefas, que permite o manuseio de mais de um programa ao mesmo tempo na tela. Já o Techradar focou-se na personalização: é possível trocar as imagens da tela inicial e de logon, além de modificar a posição dos aplicativos da maneira que você achar melhor.

bem diferente do tradicional Media Center – o que não significa que ele não possa aparecer no futuro. Já o Techcrunch destacou a facilidade de programar aplicativos para o Windows 8 em HTLM5.

Inicialização

O tempo de boot do tablet é muito rápido, comprovando o anúnTouchscreen cio da Microsoft de que poucos instantes seriam necessários para ligar Outro destaque observado pelo e desligar o aparelho que portar o Techradar foi a sensibilidade para to- Windows 8: em média, de 2 a 8 seques no tablet, utilizando a caneta gundos foram gastos no processo. ou os próprios dedos. Para o Slashgear, o teclado virtual responCríticas deu muito bem, enquanto o Techcrunch deu destaque ao recoApesar de tantos elogios, alguns nhecimento da escrita à mão. defeitos foram notados. Segundo o

Aplicativos Segundo o Techradar, os aplicativos encontrados na versão Beta do Windows 8 são bem diferentes daqueles presentes no antecessor. O programa de mídia, por exemplo, é

Techcrunch, o produto é muito destinado ao consumidor padrão – o que não é totalmente ruim, mas pode excluir um setor de usuários. Já a Folha presenciou alguns travamentos em aplicativos, mas isso pode ser reflexo de uma versão ainda em desenvolvimento.

Um pesquisa encomendada pela gigante chinesa de telecom Huawei à Teleco registrou um aumento de 35% no serviço de banda larga móvel no Brasil, nos seis primeiros meses deste ano. A conexão de alta velocidade fixa cresceu 10%. O estudo também mostrou que 13,7 em cada 100 pessoas no País estão conectadas via dispositivos móveis, média que supera os números mundiais registrados em 2010. A análise, contratada pela Huawai especialmente para o Futurecom 2011 - evento de tendências e tecnologias em telecomunicações -, ainda mostra que o tráfego de dados representou 18,7% da receita bruta das operadoras no segundo trimestre deste ano, e o valor é 16% maior em relação a 2010. A banda larga móvel foi caracterizada pela pesquisa como um instrumento de navegação individual, com 70% dos pesquisados afirmando que acessam à internet por smartphones e celulares 3G, e também pelo computador pessoal com alta velocidade fixa. Mas a conexão rápida fixa, assim como a conexão via modem - que responde por 18% dos acessos -, seguem o padrão de uso compartilhado. Banda larga móvel e fixa teriam pouca concorrência entre si, sendo consideradas complementares pelo resultado do estudo. Outro dado apurado pela pesquisa é que banda larga fixa e conexão 3G estão presentes de forma uniforme nos diversos grupos de rendas, o que é explicado pela variedade de preços desses serviços. O valor médio de R$ 107 foi apontado como ideal para o combo de banda larga em casa, mais internet 3G no celular, e mais a televisão a cabo. Quanto à qualidade da banda larga, os entrevistados a classificam majoritariamente como satisfatória. Quem acessa a internet por celular 3G costuma passar uma hora por dia online, média que aumenta para duas horas diárias no caso de conexão por modem 3G ou por tablet. Usuários de banda larga fixa ficam cerca de três horas por dia conectados. Via tablet, o horário favorito para navegar é de manhã, enquanto banda larga fixa e modem 3G têm pico de utilização à noite. Via celular, o uso predominante se dá durante o dia.


8

| SEXTA-FEIRA, 16 DE SETEMBRO DE 2011 | www.ojornalweb.com |

TECNOLOGIA

CURIOSIDADE

Internet pode se tornar mais potente do que cérebro humano rede de internet global, somente na "superfície" - a web - , tem mais sites do que o número de neurônios de um cérebro humano. Segundo o fundador da revista Wired, Kevin Kelly, há pelo menos um trilhão de webpages no mundo, enquanto um homem possui, em média, 100 bilhões de neurônios.

A

Como Kelly conta no livro lançado em 2010 What Technology Wants, embora seja menor em número de neurônios, o cérebro ainda é mais "potente" devido às sinapses - ligações entre neurônios. "Cada um faz ligações a milhares de outros, enquando que cada página se liga a cerca de outras 60", constatou ao perceber que o

cérebro humano tem 100 vezes mais ligações. O que torna o estudo relevante é o fato de que, diferentemente da web, o cérebro humano não dobra o tamanho a cada dois anos. A página em branco desta situação é que, nesta velocidade, a internet pode se tornar mais potente do que o cérebro humano.

Novo estudo da World Wide Web Foundation Seguindo na mesma diretriz, a fundação criada pelo "pai" da internet, Tim BernersLee, está engajada em um novo estudo para mapear o real tamanho da rede mundial de computadores. De acordo com o site da CNN, o Google investiu US$ 1

DOWNLOADS

Google Android vai superar Apple Em 2011, o número de aplicativos baixados para dispositivos móveis com sistema operacional Android, do Google, deve superar o total de downloads de programas para iPhone e iPad, segundo estudo da consultoria Ovum. De acordo com a análise, usuários de celulares e tablets com Android devem baixar 8,1 bilhão de aplicativos no total no ano, contra 6 bilhões do sistema iOS, da Apple. Os números mostram a explosão do mercado de "apps" para dispositivos móveis, já que em 2010 foram 2,7 bilhões de down-

loads para a plataforma da Apple e 1,4 bilhões para o Android. Entre os aplicativos pagos, no entanto, a Apple segue líder. De acordo com a Ovum, a expectativa é de que a receita total gerada pela venda de "apps" na loja digital da Apple chegue a US$ 2,26 bilhões anuais em 2016, contra US$ 1,5 bilhão para o Android. No mesmo ano, o Android deve ter volume de downloads duas vezes maior que o iOS, com 21,8 bilhões de aplicativos baixados contra 11,6 bilhões da Apple. "A demanda aparentemen-

te insaciável dos consumidores por aplicativos móveis deve continuar a crescer", afirma o analista da Ovum Nick Dillon. "No longo prazo, a tendência também é positiva." O crescimento do Android é impulsionado principalmente pelo mercado de smartphones. Parceiras do Google como Samsung, HTC, LG e Motorola conseguiram abocanhar, em conjunto, um mercado maior que o do iPhone da Apple. Entre os tablets, no entanto, o crescimento do sistema operacional do Google é mais modesto.

milhão na fundação para a pesquisa intitulada World Wide Web Index. Em um e-mail para a CNN, a fundação descreveu o projeto como a primeira medida multidimensional sobre a web e o impacto dela nas pessoas e nas nações. O relatório deverá ser libe-

rado anualmente e, segundo a fundação, não responderá todas as perguntas sobre a internet, mas ajudará a preencher alguns abismos existentes entre rede física e usuário. O primeiro dos cinco relatórios ficará pronto ao final de 2011.


TECNOLOGIA 16/09/2011