Issuu on Google+

Maceió, 10 de janeiro de 2012 Domingo

Ano 18 Número 400 R$ 3,00

www.j2012.com.br

Exemplar de Assinante

O Jornal

Paraquedistas de todo o País “se jogam” do céu de Maceió Suplemento

A12 e A14

marcha para o futuro. As perspectivas para 2012 são de que o nosso PIB continuará crescendo de forma sustentável. Já somos a sexta economia do mundo, deixando o Reino Unido para trás, conforme anúncio recente do jornal britânico “The Guardian” –― vitória do povo desta grande nação, sob a liderança firme e segura da presidenta Dilma Rousseff. No plano estadual, as restrições são inúmeras, pois não há como destacar as estatísticas vergonhosas das políticas de saúde, educação e segurança. E, por falar em segurança, com 67 homicídios por 100 mil habitantes, lamentavelmente Alagoas ocupa o primeiríssimo lugar na criminalidade no Brasil, prova de que a sociedade está desprotegida, sem forças para reagir, sem saber mais a quem recorrer. Todos conhecem as raízes dessa tragédia, mas o governo, impotente, parece perdido e sem forças para enfrentar as drogas e a bandidagem. Considero que falta arrojo de nossas autoridades, contaminadas por certa apatia, para cuidar do que é mais relevante para a grande maioria da população de Alagoas. Faltam ousadia, vontade, determinação e ações coordenadas de governo, problemas que me levaram, há pouco tempo, a propor um “Pacto por Alagoas”, cuja execução se efetivaria sob a liderança de todas as forças vivas do nosso Estado. Quis a maioria que nada fosse feito, condenando Alagoas a um desempenho econômico medíocre e a macroindicadores que o colocam ao largo do progresso de que gozam outros estados do Nordeste. Enfim, Alagoas está assistindo ao bonde da história passar, sem que aproveite as oportunidades que o desenvolvimento oferece. O presidente Lula ajudou muito Alagoas, e o mesmo acontece agora com a presidenta Dilma. Porém nós mesmos não temos feito a nossa parte, não sendo exagero afirmar que a ineficiência dos nossos governos nos tem relegado a exercer um papel cada vez mais inexpressivo no conjunto dos estados do Nordeste. Até quando, meu Deus?

Economista diz que manter as políticas macroeconômicas foi decisivo A economista alagoana Luciana Caetano afirma que a presidenta Dilma superou os desafios que enfrentou ao longo do ano com muita firmeza. Ela disse que o Governo Dilma acer-

casa nova...

Relatos de quem tem onde morar

15h26..................................................0.8 21h36..................................................1.6

EM 11 ANOS A18

sobre o mundo www.j2012.com.br

, 1o de janeiro de 2012

Para deixar os cuida a dos com a belez os leto, ainda mais compcabelos perfumes para são perfeitos

vidas em jogo

om.br

l salavip@ojornal-al.c

www.j2012.com.br

Sala Vip

l DOmingO

O JOrnal l Maceió

Ano novo, mas o e: segredinho de sempr osos para amuletos poder olhados e atrair boas espantar os maus 4e5

Um mundo à parte

l DOmingO

Globo aposta no o” “Vídeo Game Verã s para sanar problema o ertin 6 com o horário vesp

Larissa Nunes

11

om.br

l jornaltv@ojornal-al.c

TV O Jornal

, 1º de janeiro de 2012

Marcello Airoldi l mais experimenta pape alguns denso depois de édia8 trabalhos de com

O artista visual Pedro Lucena transporta para o papel suas impressões sobre o mundo. Seu destino é um só: o sucesso!

Dúbio perfil

a de Vidas em a sensual Patríci Thaís Fersoza vive eleita a mulher mais desejada y Jogo; a atriz foi s da revista Playbo 3 e pedida pelos leitore

8e9

As impressões Thaís Fersoza de Pedro Lucena vive a sensual vão para o papel Patrícia Fases da Lua Nova......................................................23/01..07h40

Cheia.......................................................09/1..07h31

Crescente..................................................1 /1..06h15

Minguante.................................................16/1..09h08

0

Devolução de armas ficou abaixo do que se esperava A Polícia Federal acredita que, em Alagoas, para cada arma registrada há duas ilegais. Assim, o Estado ocupa a 19ª posição no ranking do Ministério da Justiça que mede o desempenho de Alagoas no Estatuto Desarmamento. O número de armas devolvidas este ano ficou abaixo do que A9 se esperava.

Com o filho no colo, Maria dos Anjos comemora o novo endereço da família

O JOrnal l Maceió

consumo”, disse Luciana Caetano. Para a economista, o desempenho do Governo Dilma trouxe reflexos positivos para Alagoas, com o crescimento do Estado a A20 partir das obras do PAC.

EM ALAGOAS

Marés 02h56..................................................0.7 09h08..................................................1.5

tou na estratégia quando derrubou o desemprego e ampliou os investimentos estrangeiros. “O governo consegue manter sob controle a inflação sem usar instrumentos que inibam o

Yvette Moura

"Alagoas está assistindo ao bonde da história passar, sem que aproveite as oportunidades que o desenvolvimento oferece"

N

O

“Dilma venceu os desafios com firmeza”

Pedro Paulo Figueiredo/CZ

João Lyra Presidente do Conselho Consultivo do Sistema Jornal de Comunicação e Deputado Federal (PSD-AL)

NO CAMINHO CERTO

N Pedro Paulo Figueiredo/CZ

A crise mundial, o Brasil, Alagoas e o futuro

ano de 2011 deixará marcas que demorarão muito tempo para cicatrizar: as maiores economias do mundo – Estados Unidos e a União Europeia – mergulharam numa profunda crise, ainda difícil de prever suas dimensões e consequências. Mas, de antemão, já se sabe que seus estragos se espalham em proporções avassaladoras. O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos deve ter crescido somente 1,7% no ano passado e o dos países da zona do euro, no entorno de 1%. Os Estados Unidos resistem heroicamente à queda na atividade econômica, enquanto a Europa já está no meio de uma recessão, como são exemplos os casos da Grécia, Itália, Espanha e Portugal, podendo generalizar-se na região desde que Alemanha e França não resolvam a questão do euro e os sérios problemas fiscais do bloco. Ao longo do ano, defendi que o Brasil, tanto quanto em 2008-2009, tem situação privilegiada para vencer os efeitos da nova crise mundial, o que não configura nenhum acaso. Essa opinião é compartilhada por eminentes analistas de todas as tendências, que afirmam ter o nosso País ganho posições entre as maiores economias do Planeta graças a três fatores básicos, administrados com maestria pelo governo do presidente Lula. Com isso, a recuperação foi rápida e as sequelas muito menos graves que no mundo rico. O primeiro fator foi a solidez da maior parte do sistema financeiro; o segundo foi a consistência das contas públicas; e o terceiro, a combinação das políticas monetária, de acumulação de reservas e de metas de inflação. Tudo isso resultou em um crescimento do PIB de 7,5% em 2010, desempenho que surpreendeu meio mundo. Já sob o comando da presidenta Dilma Rousseff, a crise americana-europeia implantou-se irreversivelmente, afetando o ritmo das atividades econômicas internas, obrigando o governo a intervir rapidamente para conter um surto inflacionário que se avizinhava. As chamadas “medidas macroprudenciais” contiveram os primeiros sinais de forte inflação, calibrando-a em uma taxa no limite superior da meta estipulada pelo Banco Central. Vencida a etapa de política anticrise, o governo começou a desmontar aquelas medidas e a economia tomou novo fôlego, a ponto de o governo apostar num crescimento de 3,5% do PIB e uma taxa de desemprego da ordem de 5%, a menor da história. Embora a economia globalizada esteja em chamas, o Brasil deverá ultrapassar os obstáculos que se antepuserem à sua

Larissa Fontes/Estagiária

Cães ajudam na interação social e linguagem de crianças autistas

Estudo revela que nem toda CPI no Brasil “deu em pizza” O ensaio “As CPIs acabam em pizza?” revela que o senso comum está equivocado em relação aos resultados de investigações no Congresso. O estudo foi desenvolvido por um grupo de pesquisadores da USP. Eles pesquisaram a atuação de Comissões Parlamentares de Inquéritos num período A2 de 11 anos. A ssinaturas : 82 4009.1919 Classificados : 82 4009.1930

P ublicidade : 82 4009.1961 Pabx : 82 4009.1900


A2

O Jornal l Maceió, 1o de janeiro de 2012 l Domingo

Política PautaGeral Da Redação pautageral@ojornal-al.com.br

Previsões

E

m 60 dias serão iniciadas as obras de mais um prédio no Campus da Universidade Federal de Alagoas em Arapiraca. O reitor Eurico Lôbo anunciou a conclusão do processo de licitação para construção do bloco das coordenações de curso, orçada em R$ 800 mil.

Minha vez

O apresentador Pell Marques, que fez muito sucesso na TV nos anos 80, resolveu ser candidato a vereador. Atualmente, trabalhando como animador de festas e divulgando lojas, ele já avisou aos amigos mais próximos que “não vai deixar o cavalo selado passar duas vezes”.

Só em julho

O Tribunal Superior Eleitoral definiu regras para propaganda eleitoral na Internet. Está autorizada, a partir de 5 de julho até 7 de outubro, a publicidade por meio de sítios do candidato, do partido ou da coligação, com endereço eletrônico previamente comunicado à Justiça Eleitoral.

Constrangimento

A deputada Rosinha da Adefal já tem sentido de perto o peso da pressão em aparecer como um dos nomes que podem entrar na disputa de Maceió. Ela tem sido constantemente cobrada por lideranças comunitárias que querem receber os mais variados benefícios. Tem pedido de tudo que é jeito.

Inimigo meu

O ex-prefeito de São José da Laje, Paulo Roberto Pereira de Araújo, o "Neno", não cansa de disparar contra o atual prefeito, Márcio Lyra, o "Duduí". São ataques diários que demonstram que o município deve ter um dos cenários mais tensos no período eleitoral. Neno ainda não sabe se poderá ser candidato.

Surgindo

O ex-deputado Paulão começa a aparecer cada vez mais como o nome do PT para puxar votos de vereador na eleição. O partido está com dificuldades em montar uma chapa com chances de ampliação de vagas na Câmara de Maceió. O difícil é convencer o petista de aceitar a tarefa.

Peça para sair

O governador Teotonio Vilela espera fazer até o início da segunda quinzena de janeiro uma pequena reforma no secretariado e nos cargos de segundo escalão. Ele espera apenas que alguns dirigentes que estão desgastados se antecipem e coloquem os nomes à disposição.

Chegando a hora

Até o final do mês, o prefeito de Cajueiro, Palmery Neto, assume o comando da AMA. Este foi o acordo fechado com o prefeito de Paripueira, Abrahão Moura, quando os dois compuseram uma chapa única e evitaram o confronto.

Devo, não nego

Depois dos problemas com o vestibular, a Uncisal agora teve que se explicar devido ao atraso nos pagamentos aos seus fornecedores. A universidade assumiu em nota que estava devendo e que iria pagar, em especial, as notas fiscais que chegaram nos últimos dias e que ainda se encontram em análise no Setor Financeiro da Instituição.

Reclamou

O prefeito de Porto de Pedras, Amaro Júnior, o “Boi Lambão”, levou um puxão de orelha de caráter nacional do jornalista Ricardo Noblat – que passa férias na região e ficou revoltado com o blecaute que o deixou sem energia durante 7 horas. Colocou nota no blog, um dos mais acessados do País.

Diretas O professor Fernando Sérgio Tenório de Amorim, coordenador do curso de Direito do Cesmac, concluiu o doutorado em Direito, na Universidade Federal de Pernambuco. A 1ª Conferência Estadual sobre Transparência e Controle Social de Alagoas já está na Internet no endereço www.consocial.al.gov.br. Ao que tudo indica, o ex-deputado Marcos Ferreira desistiu mesmo de ser candidato a prefeito em Santana do Ipanema. O prefeito de Palmeira dos Índios, James Ribeiro, espera que o ano novo mude o quadro eleitoral no município. Por enquanto, ele perde em todas as pesquisas.

www.j2012.com.br politica@ojornal-al.com.br

usp

"CPI não termina em pizza", aponta estudo Levantamento reuniu dados dos últimos 11 anos e apontou que 43 comissões tiveram resultados positivos

P

ara um grupo de pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP), o senso comum está equivocado: as comissões parlamentares de inquérito (CPIs) não acabam em pizza. É o que conclui o ensaio “As CPIs acabam em pizza? Uma resposta sobre as comissões parlamentares de inquérito no presidencialismo de coalizão”, de autoria de Lucas Queija Cadah e Danilo de Pádua Centurione, em trabalho registrado no livro O papel do Congresso Nacional no presidencialismo de coalizão (Konrad-Adenauer-Stiftung). O livro aborda a passividade do Legislativo diante do Executivo.

Protógenes Queiroz quer investigar denúncias de favorecimento e pagamento de propina durante o governo de FHC

Comissões acabam perdendo força por desconhecimento

Mérito: indiciamento fica em segundo plano

No caso das CPIs, o desconhecimento por parte da opinião pública sobre o poder investigatório das comissões estimula a percepção de que as apurações não dão em nada, apontam os estudiosos. Os pesquisadores lembram, por exemplo, que as CPIs não têm poder de punir ou de indiciar diretamente os investigados. Mas podem recomendar ao Ministério Público que indicie os envolvidos e apresentar suas conclusões à Polícia Federal. De acordo com o estudo, 42% das CPIs analisadas enviaram sugestões de indiciamento aos promotores e procuradores. Esse índice de recomendação chega a 75% nas comissões formadas por deputados e senadores (mistas). “Não compete às CPIs a responsabilização dos envolvidos. Com base nessa percepção e nos resultados dos relatórios, nos parece inexata a opinião bastante difundida no caso brasileiro de que as comissões parlamentares de inquérito ‘acabam em pizza’”.

Mesmo com poderes, comissões se perdem

Lucas e Danilo examinaram os relatórios das 43 CPIs instaladas na Câmara, no Senado e no Congresso (mistas) entre 1999 e 2010. O maior mérito delas, segundo os pesquisadores, não está nos pedidos de indiciamento, mas na produção legislativa: 75% das comissões parlamentares de inquérito que funcionaram nesse período propuseram alguma mudança na legislação. Todas as CPIs mistas e do Senado em atividade nos 11 anos estudados apresentaram sugestões legislativas.

Os pesquisadores apontam algumas das incompreensões sobre os trabalhos das CPIs. Uma das mais recorrentes, destacam, é a limitação constitucional do poder de investigar garantido aos parlamentares. Mesmo usufruindo de poderes investigatórios de autoridades judiciais, o inquérito instaurado pelo Legislativo não é de caráter judicial nem administrativo, mas sim político-legislativo. “As CPIs, por sua natu-

Criada em 1999 no Senado, a CPI do Judiciário, por exemplo, elaborou projeto de lei que definia os crimes de responsabilidade de magistrados dos Tribunais Superiores Regionais e Federais, bem como, juízes federais, desembargadores e membros do Ministério Público, passíveis de julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF). Já a CPI mista dos Cartões Corporativos propôs a normatização do uso dos cartões, limitando-os ao suprimento de fundos e estabelecendo a publici-

reza completamente investigatória, não têm atribuição constitucional de julgar ou impor penas. No marco jurídico nacional, essas devem produzir relatórios finais com recomendações e encaminhamentos às outras instituições para a responsabilização civil ou criminal” Depois que a CPI aprova seu relatório final, as responsabilidades passam a ser distribuídas. O relatório deve ser apresentado à Mesa

dade dos respectivos extratos bancários. No texto, os autores dizem que uma maneira eficaz de mensurar o desempenho de uma CPI é por meio do teor de seu relatório final. Eles extraíram conclusões a partir de três tipos de encaminhamento do trabalho final: instituições acionadas pelas CPIs; grau de conclusões de responsabilização criminal e civil, e desempenho propriamente legislativo (apresentação de projetos de lei relativos aos temas investigados).

Diretora da respectiva Casa e encaminhado aos órgãos de controle e fiscalização do Executivo e ao MP. O texto pode incluir resoluções, projetos de lei, indiciamentos, encaminhamento e recomendações aos outros poderes. O encaminhamento das questões legislativas cabe, então, ao Senado e à Câmara. Já a responsabilização criminal ou civil dos infratores precisa ser providenciada pelo Ministério Público.

"CPI da Privataria" é a mais nova investigação No primeiro ano desta legislatura (2011-2014), o Senado instalou duas CPIs – a que investiga irregularidades no Escritório Central de Arrecadação e Distribuição – Ecad (confira) e a que versa sobre tráfico nacional e internacional de pessoas no Brasil (saiba mais). As duas ainda estão em andamento. Na Câmara, apenas uma CPI começou a tramitar este ano: protocolada com 206 assinaturas no penúltimo dia de trabalhos, 21 de dezembro,

a chamada “CPI da Privataria” só será instalada, com as devidas definições de presidente e relator, depois do recesso parlazmentar. De autoria do deputado Protógenes Queiroz (PCdoB-SP), a CPI da Privataria se prestará a investigar a denúncia de pagamento de propina e lavagem de dinheiro durante as privatizações da década de 1990, operadas no governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB). As acusações estão no livro A privataria tucana,

do jornalista Amaury Ribeiro Júnior, que também aborda

acusações sobre espionagem dentro do próprio PT.


A3

O Jornal l Maceió, 1o de janeiro de 2012 l Domingo

Política

Contexto Roberto Vilanova bobvilanova@hotmail.com

Do Carnaval

D

izem que o Ano-Novo começa mesmo é depois do Carnaval e deve ser verdade, porque até lá nada se define na política. Os acordos agora não resistem ao frevo e podem ser desfeito na Quarta-Feira de Cinzas. Daí, os nomes para a disputa sucessória em Maceió e Arapiraca só devem ser conhecidos mesmo em março – ainda que alguns já se insinuem candidatos. Certo mesmo é o ex-governador Ronaldo Lessa, que precisa urgentemente de um mandato e a chance de ser prefeito é grande para ele. Mas Lessa pode não ser o candidato do PMDB – e leia-se: senador Renan Calheiros. Quanto ao governador Téo Vilela (PSDB), a mira dele é para 2014, e nesse caso é preciso cautela na composição da chapa tucana à sucessão do prefeito Cícero Almeida. A aliança em 2012 terá de sobreviver em 2014; senão, os tucanos fazem mau negócio. O negócio é esperar mesmo o Carnaval passar.

A pedra

A maior dificuldade para o funcionamento do estaleiro é encontrar mão de obra qualificada. O ex-deputado federal João Caldas, o primeiro a falar sobre o estaleiro em Alagoas, faz o alerta para ajudar a superar um dos obstáculos sérios.

Voltou

Conforme antecipado no programa Jornal do Povo, na AM 710, apresentado pelo jornalista Marcos Rodrigues, o TSE devolveu o mandato à prefeita de Porto Real do Colégio, Maria Rita, que foi afastada porque trocou o PTB pelo PSD.

Festa no interior

O deputado federal João Lyra defende a realização de encontros do PSD no interior e quer ampliar a pauta para 2012.

Passou

O deputado Fernando Toledo (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa, deu o dito pelo não dito e apagou o que estava escrito sobre o imbróglio com o juiz que mandou afastar os deputados João Beltrão e Cícero Ferro.

A vaga

Suplente de deputada, Patrícia Sampaio (PT) desistiu de disputar a Prefeitura de Palmeira dos Índios e vai apoiar o deputado Ronaldo Medeiros com o compromisso de assumir a vaga na Assembleia Legislativa por uns dias.

Madeira de lei

Dizem que quem vai “adoecer” para Patrícia Sampaio assumir a vaga na Assembleia é o deputado Marquinhos Madeira.

Cadê

Ficou para o Ano-Novo a decisão da Justiça sobre o pagamento dos 44 meses exigidos pelo ex-prefeito de Satuba, Adalberon de Moraes, que está em liberdade. Adalberon é acusado de mandar matar o professor Paulo Bandeira.

O meu

E quem também entrou na Justiça pedindo o pagamento de 3 anos e 8 meses de salários foi o médico Délio Almeida, que foi vice-prefeita da prefeita Ciça do Bar. Como se vê, a situação em Satuba é mais complicada do que parece.

Sonhando grande

O presidente do PRTB, Adeilson Bezerra, garante que o partido elegerá 60 vereadores na próxima eleição. Atualmente, o PRTB tem 25 vereadores.

De mal

Não convidem mais para a mesma Matriz o prefeito Cícero Cavalcante e seu ex-vice e ex-parceiro, Marquinhos – que anunciou a sua candidatura a prefeito de Matriz do Camaragibe e denunciou que estava sendo boicotado por Cícero.

Acerto

– “Ele (Cícero Cavalcante), a mulher (Doda, atual prefeita de Matriz do Camaragibe) e a filha (Flávia Cavalcante, deputada) estavam boicotando minha candidatura. Não foi isso o que a gente acertou” – desabafou Marquinhos, agora no PSD.

Separação litigiosa

Marquinho era “a sombra” do prefeito Cícero Cavalcante, mas a política une e separa na mesma velocidade.

Expressas O prefeito de Canapi, José Hermes, conseguiu barrar a CPI sugerida para investigar o contrato para locação de carro no valor de R$ 4 milhões mensais. Em tempo: o Orçamento de Canapi para 2012, e que já foi aprovado, é de R$ 39 milhões; e o prefeito pode remanejar até 70% da verba. O Orçamento da Prefeitura de Arapiraca para 2012 é R$ 443 milhões e 600 mil aprovados às pressas na semana passada. O prefeito Luciano Barbosa cedeu ao pedido do vereador João Santos e aumentou a verba destinada à agricultura – que passou de R$ 5 milhões para R$ 12 milhões.

www.j2012.com.br politica@ojornal-al.com.br

CALENDÁRIO ELEITORAL

Norma traz vetos à administração pública

Marco Antônio

A partir de hoje, 1º de janeiro, políticos estão proibidos de distribuir valores, benefícios ou bens GILSON MONTEIRO gilsonmonteiro@ojornal-al.com.br

H

oje, primeiro dia do ano, o calendário das eleições municipais deste ano, marcadas para 28 de outubro, chama a atenção para as condutas vedadas aos agentes públicos em campanhas eleitorais. A partir de hoje, 1º de janeiro, fica proibida a distribuição gratuita de bens, valores ou benefícios por parte da Administração Pública, exceto nos casos de calamidade pública, de estado de emergência ou de programas sociais autorizados em lei e já em execução orçamentária no exercício anterior. A legislação também veta os programas sociais executados por entidade nominalmente vinculada a candidato ou por ele mantida, ainda que autorizados em lei

Divulgação de calendário eleitoral serve para definir o que pode ser feito durante o ano, bem como para impor limites

ou em execução orçamentária no exercício anterior. Com isso, a Justiça Eleitoral tenta coibir o abuso de poder político e econômico de olho, sobretudo, naqueles que têm mandato e podem se aproveitar da máquina pública. A fiscalização dessa conduta cabe ao Ministério Público Eleitoral. O advogado especialista

em direito eleitoral, Gustavo Ferreira, explica que o cerco ao uso da máquina pública no período eleitoral foi reforçado com a edição da Lei nº 11.300, de 2006, que modificou alguns artigos da Lei 9.504/97. “O artigo décimo da Lei 11.300 coloca esse veto referindo-se a ‘ano eleitoral’. Anteriormente a norma previa que essas condutas eram vedadas

no chamado período eleitoral, ou seja, a partir do registro das candidaturas [três meses antes do dia da eleição]. Outro ponto importante é que foram incluídas também as entidades, que são fundações e outras, mantidas por políticos ou correligionários, que eventualmente podem ser usadas com fins eleitoreiros”, explica o advogado.

Abuso econômico e uso da máquina serão punidos O artigo décimo citado pelo jurista diz que “No ano em que se realizar eleição, fica proibida a distribuição gratuita de bens, valores ou benefícios por parte da Administração Pública, exceto nos casos de calamidade pública, de estado de emergência ou de programas sociais autorizados em lei e já em execução orçamentária no exercício anterior, casos em que o Ministério Público poderá promover o acompanhamento de sua execução financeira e administrativa.”,

diz o texto da lei. “Com certeza que esse recrudescimento tem um foco em quem possui cargo público, que tem em mãos maiores possibilidade de cometer esse tipo de irregularidade, porém, não apenas ele. Mas realmente essas restrições levam em consideração, principalmente, a possibilidade de muitos gestores tentaram a reeleição sem a necessidade de desincompatibilização dos cargos, permitindo que os gestores

permaneçam em seus cargos em pleno período de campanha”, afirma o advogado. SALÁRIOS O calendário eleitoral também trata de possíveis reajustes salariais no âmbito da administração pública, em ano eleitoral. Nesse caso, a partir de 10 de abril os agentes públicos ficam vetados de fazerem revisões na remuneração dos servidores, que exceda, a recomposição da perda de seu poder aquisitivo

ao longo do ano da eleição. PESQUISAS O dia 1º de janeiro também chama a atenção para as pesquisas. A partir de hoje, as entidades ou empresas que realizarem esse tipo de trabalho ficam obrigadas a registrar, no Juízo Eleitoral competente para o registro das respectivas candidaturas, as informações previstas em lei e nas instruções do inciso primeiro, do artigo 33 da Lei nº 9.504/97, do TSE.

Calendário eleitoral 1º de janeiro – domingo 1. Data a partir da qual as entidades ou empresas que realizarem pesquisas de opinião pública relativas às eleições ou aos candidatos ficam obrigadas a registrar, no Juízo Eleitoral competente para o registro das respectivas candidaturas, as informações previstas em lei e em instruções expedidas pelo Tribunal Superior Eleitoral (Lei nº 9.504/97, art. 33, caput e § 1º). 2. Data a partir da qual fica proibida a distribuição gratuita de bens, valores ou benefícios por parte da Administração Pública, exceto nos casos de calamidade pública, de estado de emergência ou de programas sociais autorizados em lei e já em execução orçamentária no exercício anterior, casos em que o Ministério Público Eleitoral poderá promover o acompanhamento de sua execução financeira e administrativa (Lei nº 9.504/97, art.73, §10). 3. Data a partir da qual ficam vedados os programas sociais executados por entidade nominalmente vinculada a candidato ou por esse mantida, ainda que autorizados em lei ou em execução orçamentária no exercício anterior (Lei nº 9.504/97, art. 73, § 11). 10 de abril – terça-feira (180 dias antes das eleições) 1. Último dia para o órgão de direção nacional do partido político publicar, no Diário Oficial da União, as normas para a escolha e substituição de candidatos e para a formação de coligações, na hipótese de omissão do estatuto (Lei nº 9.504/97, art. 7º, § 1º). 2. Data a partir da qual, até a posse dos eleitos, é vedado aos agentes públicos fazer, na circunscrição do pleito, revisão geral da remuneração dos servidores públicos que exceda a recomposição da perda de seu poder aquisitivo ao longo do ano da eleição (Lei nº 9.504/97, art. 73, VIII e Resolução nº 22.252/2006). FONTE: TSE

Eleições também terminam congelando salários dos servidores públicos

Governador foi absolvido, mas multado As punições para quem insistir em ignorar as chamadas condutas vedadas aos agentes públicos em campanhas eleitorais, a legislação prevê a pena de multa até a perda do mandato. A penalidade mais branda, a multa, foi a escolhida pelo TSE, ao julgar a ação em que o candidato Ronaldo Lessa (PDT) acusava o atual governador, Teotônio Vilela Filho (PSDB) de abuso de poder político e econômico na campanha à reeleição, em 2010, quando foram distribuídas 1,6 mil ovelhas a produtores rurais do agreste e sertão do Estado, às vésperas do pleito, por meio do programa

“Alagoas Mais Ovinos”. No julgamento, no último dia 13 de dezembro, o plenário do TSE decidiu por maioria, manter o mandato do governador e do seu vice, José Thomaz Nonô. Vilela foi multado em R$ 10 mil, e Nonô em R$ 5 mil. Na ação eleitoral, o candidato do PDT afirmava que o programa “Alagoas Mais Ovinos” foi criado sem lei específica e sem previsão orçamentária para a distribuição dos animais. Antes de chegar ao TSE, o pedido já havia sido julgado improcedente pelo Tribunal Regional Eleitoral. G.M.


A4

O Jornal l Maceió, 1o de janeiro de 2012 l Domingo

Política

www.j2012.com.br politica@ojornal-al.com.br

ficou para este ano

Legislativo adiou votações Assembleia e Câmara limpam maior parte da pauta, mas ainda deixam rastro de pendências para 2012 THIAGO GOMES politica@ojornal-al.com.br

A

pesar de a Assembleia Legislativa ter aprovado, após oito anos sem conseguir, o texto da Lei Orçamentária Anual no prazo limite do regimento interno – 15 de dezembro –, algumas pendências ainda ficaram para ser analisadas em 2012. Uma delas é a polêmica Proposta de Emenda à Constituição n° 52/2011, de autoria do deputado Jota Cavalcante (PDT), que propõe mudanças na Procuradoria Geral do Estado (PGE). Já a Câmara de Vereadores de Maceió entra o ano novo com uma tarefa importante já para a próxima sexta-feira: votar justamente o orçamento para este ano. O impasse no município

se deu pelas negociações com o Executivo, principalmente na definição do índice para o remanejamento – recurso que o prefeito pode usar sem pedir autorização da Casa. O fato é que o Legislativo inicia mais um exercício sem fechar a apreciação de matérias do ano anterior. No caso da Assembleia, a pressão dos parlamentares fez com que a PEC da PGE fosse retirada da pauta e ficasse para ser analisada até março. Um dos pontos mais contestados da proposta é a sugestão de dar liberdade ao governador para escolher o procurador-geral entre qualquer advogado. Jota foi voto vencido entre os colegas para empurrar a PEC para este ano. Entre os que buscaram barrar a ideia, o deputado Antônio Albuquerque (PTdoB). Além dele, Sérgio Toledo (PDT) e João Beltrão (PRTB) argumentaram que a proposta teria um texto com conteúdo polemizado e que merecia ser analisado com mais tempo.

Jota Cavalcante foi autor da PEC mais polêmica do ano passado

GDE, PCC e TV Assembleia entre as pendências

Fernando Toledo prestou contas dos questionamentos apresentados por JHC

Exatamente no último dia estipulado pelo deputado João Henrique Caldas (PTN), a procuradoria-geral da Assembleia respondeu aos questionamentos acerca do pagamento da Gratificação por Dedicação Excepcional (GDE). Mas, JHC não se deu por convencido com o ofício que recebeu e já anunciou que não pretende deixar no baú de 2011 a polêmica anunciada por ele em novembro de que supostamente não existia controle deste recurso. O parlamentar prometeu que vai se pronunciar oficialmente sobre o que analisou do documento. Outras instituições podem ser acionadas e novas informações devem ser requisitadas à Mesa Diretora sobre este tema.

PEC da PGE foi assunto mais polêmico

Câmara tenta cumprir plano de promessas

Até a votação, a partir de 15 de fevereiro, quando o Legislativo volta do recesso, este tema promete muitos debates com opiniões contrárias, principalmente da categoria dos procuradores. A Associação Nacional dos Procuradores de Estado (Anape) já adiantou que vai comprar a briga para que a PEC não passe pelo plenário. Pela imprensa, a entidade classificou a proposta como ‘atentado contra todos aqueles que lutam por um pleno Estado Democrático de Direito, traz retrocesso sem procedentes para a Advocacia Pública e macula a imagem vanguardista de Alagoas e de sua Procuradoria Geral no cenário nacional’. O autor demonstrou que dispõe de armas para o contra-ataque e que vai usá-las no momento certo. “Quero que os procuradores expliquem porque eles seguram tantos processos que aguardam pareceres. Não me dobro, não me intimido e no momento certo, voltarei com a PEC e vou responder a associação à

Votação do orçamento, implantação do Portal da Transparência, concurso público e a reestruturação do prédio-sede são algumas das promessas feitas atual Mesa Diretora da Câmara dos Vereadores, mas que ficaram para ser resolvidas este ano. Além disso, mais dois projetos de autoria do presidente,vereador Galba Novaes (PRB), vão ser apreciados no reinício dos trabalhos. Sobre a Lei Orçamentária, o grande impasse é quanto ao percentual de remanejamento (25%) pleiteado pelo Executivo. Ano passado, o índice era o mesmo, mas a Câmara votou para 10%. O percentual é a parte do “bolo”, que em 2012 ficou em R$ 1,7 bilhão, que a prefeitura pode remanejar, mudar de finalidade, sem a autorização do Poder Legislativo. Até a última sexta-feira, havia especulações na imprensa de que um acordo entre Galba Novaes e Cícero Almeida foi firmado para garantir os 25%. O fato é que

altura”, garantiu o pedetista. Já o deputado Fernando Toledo, presidente da casa, preferiu não espalhar as brasas, embora admita que se trata de um assunto que exigirá bastante debate e o entendimento correto entre as lideranças. “De fato é uma matéria polêmica. É uma classe que tem as suas prerrogativas, tem a defesa de seus técnicos e de seus membros, mas que, de forma nenhuma, o tema traz qualquer vício de inconstitucionalidade. É uma matéria que cabe à Assembleia Legislativa analisar em outras procuradorias se a de Alagoas funciona da forma como o Legislativo daqui está propondo, dando, como foi dito pelo relator, mais flexibilidade àquela Procuradoria. Como o tema não teve consenso dentro das lideranças, achamos por bem tirá-lo da pauta para melhor aprimorá-lo e para que, no retorno do recesso, possamos trazer a matéria para votação”, explanou Fernando Toledo. T.G.

“Essa questão da GDE é uma matéria requentada que volta à discussão na Casa por própria especulação da oposição, que faz o papel dela. Traz uma posição ingrata para o Legislativo porque expõe um problema para a sociedade como se fosse uma ilegalidade, quando, na verdade, não é. Estamos trabalhando rigorosamente dentro da legalidade, portanto não há qualquer dificuldade da Presidência de discutir, de debater, de aprofundar este tema, como também dos membros da Mesa, que já observei, várias vezes, alguns deles se pronunciando e defendendo a legalidade e a constitucionalidade deste feito”, disse Toledo. Outra pendência da ALE

é a implantação do Plano de Cargos e Carreiras dos servidores, que, no ano passado, rendeu paralisações e suspensões dos trabalhos no plenário. A garantia da Mesa Diretora é que o PCC vai mesmo ser incorporado aos salários dos funcionários agora em janeiro. “É uma realidade que eu já não tenho a menor dúvida de que será implantada em janeiro. Todos os recursos já estão apostulados, todos os servidores , nas suas escalas, já estão com as suas progressões, faltando apenas a implantação dos efeitos financeiros. O PCC já está contemplado no orçamento da Assembleia Legislativa para 2012 e, em janeiro, os servidores já receberão com os reajustes devi-

dos e necessários”, prometeu o presidente da Mesa Diretora. A TV Assembleia pode ganhar um canal aberto em 2012. A promessa dos parlamentares surgiu por volta de agosto do ano passado e foi reafirmada em dezembro. O Senado Federal pretende viabilizar um canal para Maceió e Fernando Toledo encaminhou ofício à bancada alagoana solicitando aos parlamentares que intercedessem em defesa da agilização do projeto de tornar a TV Assembleia acessível a toda população e inserissem a emissora na Rede Senado de TV Digital. Por enquanto, só assistem ao canal quem dispõe de um pacote de televisão por assinatura ou pela Internet. T.G.

até o dia da votação, o debate promete ser quente nas negociações. O prefeito deve usar a habilidade para conquistar o remanejamento que precisa para o exercício financeiro. funcionamento Para O Jornal, o secretário Municipal de Planejamento, Márzio Duarte Delmoni, afirmou que este índice era o ideal para manter a administração financeira dos recursos municipais tranquila este ano. “Não que venhamos a usá-lo, é apenas por prevenção, pois 2012 será um ano eleitoral, e temos essa questão da LRF [Lei de Responsabilidade Fiscal], que fica mais complicado em ano eleitoral, e poderemos precisar", disse. "Até porque o orçamento é feio seis meses antes de ser enviado à Câmara, então posteriormente poderemos precisar de ajustes. Então nesse projeto que enviado à Câmara, o percentual permanece em 25%, que seria o percentual razoável”, argumenta o secretário. T.G.

Galba Novaes promete concurso, transparência e novo prédio da Câmara

Portal da Transparência ainda não saiu De acordo com o presidente da Câmara, o Portal da Transparência deve estar no ar em fevereiro. “Não foi implantado por conta da tecnologia digital. A Câmara tem um problema. Tem um tipo de internet que é muito rápida, mas no centro de Maceió não está disponível. Não conseguimos implantar uma internet de 10 megas. Temos que fazer um projeto, comprar uma aparelhagem nova para implantar. Acredito que neste recesso o pessoal da tecnolo-

gia irá implantar e, na volta dos trabalhos, eu torço para que esteja pronto”, prometeu. O concurso, segundo Galba, vai ser realizado até abril. Ele adiantou que seriam 50 vagas, em média, para os cargos de taquígrafo, redator de ata, assistente de plenário e outros cargos que estão sendo analisados. “Temos mais de 60 funcionários aptos a se aposentar. Se eles pedirem a aposentadoria não podemos deixar estes cargos vagos", disse. T.G.


A5

O Jornal l Maceió, 1º de janeiro de 2012 l Domingo

Nacional Nhenhenhém Jorge Bastos Moreno/Brasília moreno@bsb.oglobo.com.br

Universal no poder!

A

laôr de Divinópolis, o bruxo que previu, com 24 horas de antecedência, as derrotas de Serra nas eleições presidenciais de 2002 e 2010, volta a atacar. Sua bola de cristal vê a Dilma entregando um ministério, provavelmente o das Cidades, para o senador Marcelo Crivella botar quem ele quiser.

Melhor aguardar

Alaôr também viu o Ciro Gomes recebendo um ministério, mas pede para eu não divulgar porque a Dilma é imprevisível.

Cazaquistão

Perguntei se o meu amigo Borat, ministro da Pesca, também conhecido por Luiz Sérgio, estava firme e forte no cargo, e o bruxo respondeu que não sabia: o ministro está fora da área de serviço. — Não pega? — perguntei. — Não faz nada! — respondeu o bruxo mineiro.

Inesquecível

Negromonte é outro ministro que acha que a Dilma se esqueceu dele. E dá graças a Deus por isso. Sua agenda de trabalho, inclusive, já está preenchida até dezembro de 2012.

Acaboooouuu!!!!!

As relações entre o ministro Fernando Pimentel e o senador Aécio Neves já estiveram muito ruins. Chegaram, em determinado momento, a ficar péssimas. Hoje, praticamente, não existem.

Atitude

O preconceito contra o obeso é muito maior do que contra os negros e homossexuais. A obesidade é mais grave que a fome.

São dados oficiais

Por isso, merece aplausos a inauguração do tomógrafo do hospital Carlos Chagas, no Rio. Devolve a condição humana aos obesos.

Obesos deixam de ser tratados como animais

Informe enviado por e-mail do secretário de Saúde ao governador do Rio: Antes, nossos pacientes obesos somente tinham como local para fazer seus exames radiológicos o Jockey Club, junto com os cavalos. Ou faziam de favor, dois a três exames por ano, no Quinta D’Or. E somente para paciente até 150 kg. Agora já podemos realizar exames em pacientes com até 320 kg. Não conheço nenhum privado com esta capacidade. E o tomógrafo é de 64 canais, capaz de realizar exames cardiológicos de coronária, igual ao do Rio Imagem! Isto sem falar que saímos de 15 cirurgias para obesidade por ano (Fundão e Hosp. Ipanema juntos) para 200 cirurgias (até outubro deste ano). Seu projeto para tratamento da obesidade está transformando a vida das pessoas. Pessoas que somente tinham a solidão de um quarto ou até mesmo de um calabouço (onde alguns vivem até hoje) retornam à sociedade. Esse projeto somente é possível pelo comprometimento de pessoas excepcionais, como o Cid Pitombo e o diretor do hospital, o João Paulo. Este último vem transformando o Carlos Chagas. Saiu do Pedro II e aceitou o desafio de assumir um hospital “falido” como o Carlos Chagas, que vem se transformando num hospital para atender a alta complexidade.

Mico do ano

O governador Eduardo Campos percorreu o país em campanha cívica! Para botar a mãe no TCU.

Preguiçoso do ano

O que fez o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, em 2011? “Não sei”, diria o Ancelmo.

Fofoqueiro do ano Gilberto Carvalho.

Ministra do ano

Gleisi Hoffmann — trabalho em prol dos deficientes e a reorganização administrativa do governo. E é linda!

A revelação do ano

A ministra Helena Chagas reatou relações do Planalto com os jornalistas, rompidas há nove anos. E tirou o debate da regulamentação da mídia de dentro do Palácio, num “Afaste da Dilma esse cálice”. Dilma fala e recebe a gente.

A mulher do ano

Maria Ribeiro — uma das mais belas atrizes brasileiras, dos sucessos dos dois “Tropa de Elite” aos da série “Oscar Freire”, dirigiu o elogiadíssimo documentário sobre Domingos de Oliveira, além de ser uma grande cronista.

O político do ano

Gilberto Kassab, prefeito de São Paulo e criador do PSD, o homem que está provocando uma grande agitação na correlação de forças dos partidos brasileiros.

Os livros do ano

Os jornalistas mais uma vez brilharam na literatura: Miriam Leitão, Wilson Figueiredo, Mario Sabino e Ricardo Amaral que o digam. Foram os presentes mais chiques de fim de ano. E, certamente, também, serão os mais charmosos presentes do início de 2012.

www.j2012.com.br nacional@ojornal-al.com.br

novas regras

Brasil mira mercado internacional de leite Governo avalia que consegue ganhar o mercado de laticínios em um prazo máximo de oito anos

Mudanças na política de exportação terminam com a melhoria do produto brasileiro e a consequente maior competitividade

B

RASÍLIA - As novas normas de controle sanitário e inspeção para a produção leite, que entram em vigor a partir de hoje (1º), têm como finalidade tornar o Brasil um país exportador de produtos laticínios em pouco tempo, já que o governo estima forte crescimento da demanda por leite em todo o mundo.va e a qualidade do produto é considerada inferior à da Argentina, do Uruguai, dos Estados Unidos e à de países europeus. De acordo com Marques, em oito anos, o Brasil deve ter um posição mais forte no mercado mundial de leite e a indústria brasileira de laticínios deve se internacionalizar. “O Brasil está comprando ativos no mundo inteiro”, observa o secretário ao citar a estratégia de grandes fabricantes brasileiros de alimentos de adquirir marcas estrangeiras para ocupar prateleiras em outros países. A melhora da quali-

dade dos produtos laticínios visando à exportação depende, no entanto, da adoção das normas de controle para a contagem de bactérias e de células somáticas (CCS), que podem transmitir infecção. Essas regras constam da Instrução Normativa 62, que foi publicada no Diário Oficial da União. Conforme a instrução, estabelecida por meio de

TRANSPOSIÇÃO DO SÃO FRANCISCO

acordo entre o governo e os fabricantes de laticínios, caberá à indústria monitorar diretamente os produtores, estabelecer processos de educação continuada para fazendeiros e cooperativas, e remunerar melhor quem entrega o leite cru mais fresco e com as melhores condições. “O que nos estamos pretendendo, e conseguindo, é, na relação entre fazendeiros

[cooperativas] e indústria, criar uma forma que esses valores possam graduar e pagar mais para quem está oferecendo o produto com mais tempo de vida e pagar menos a produtos com menos tempo de vida”, disse. Para Marques, “quem tem que garantir especificação e tem que garantir a segurança do produto são os agentes econômicos. Não é o governo”.

DÉBORA LYRA

Custo da água pode ser outro obstáculo

B

RASÍLIA - Com dificuldades para completar as obras da transposição do Rio São Francisco, cujo custo já explodiu, o governo analisa como cobrar do consumidor do semiárido nordestino o alto preço da água. Para vencer o relevo da região, as águas desviadas do rio terão de ser bombeadas até uma altura de 300 metros. O trabalho consumirá muita energia elétrica e esse custo será repassado, pelo menos em parte, à tarifa de água, que ficará entre as mais caras do País. Estimativas preliminares apontaram custo de R$ 0,13 por metro cúbico de água (mil litros) apenas para o bombeamento no eixo leste, entre a tomada da água do São Francisco, no município de Floresta (PE), até a divisa com o a Paraíba. Nesse percurso, haverá cinco estações de bombeamento, para elevar as águas até uma altura maior do que o Empire State, em Nova York, ou do tamanho da Torre Eiffel, em Paris, ou ainda 96 metros menor do que o Pão de Açúcar, no Rio de Janeiro. O maior arranha-céu de São Paulo nem chega perto. A estimativa de custo do bombeamento da água no eixo leste foi feita pelo Ministério da Integração Nacional e projetava o início do funcionamento dessa parte da transposição ainda em

2010. Como a obra só deve começar a operar completamente em dezembro de 2015, conforme a última previsão do ministério, o custo deverá aumentar. Sem revisão, o valor já representa mais de seis vezes o custo médio da água no País. Novo estudo sobre o custo foi encomendado à Fundação Getúlio Vargas. Imbróglio. Trata-se de uma equação não resolvida. O governo federal se comprometeu a bancar o custo total da obra, estimado inicialmente em R$ 5 bilhões e que deverá alcançar R$ 6,9 bilhões, mas não definiu como financiar a operação do projeto, com a manutenção dos canais e o consumo de energia para o bombeamento. O custo da construção já inclui a estimativa de gasto de mais R$ 1,2 bilhão para concluir um saldo de obras entregues a consórcios privados que não conseguirão entregar o trabalho, como revelou o Estado na edição de ontem. O Ministério da Integração Nacional, responsável pela obra, não se manifesta, por ora, sobre a concessão de subsídio à água a ser desviada do Rio São Francisco para abastecimento humano e também para projetos de irrigação e industriais, segundo informa o último Relato de situação do projeto da transposição.

Débora Lyra sofreu um grave acidente na estrada que liga Vitória a Guarapari

Miss Brasil não deve ficar com sequelas

V

ITÓRIA - As notícias não poderiam ser melhores para os familiares e fãs de Débora Lyra. Em conversa com na tarde da última sexta-feira, 30, a assessoria de imprensa da Miss Brasil 2010 disse que os médicos descartaram qualquer possibilidade de sequelas devido à fratura da 4 ª vértebra. “Acabei de falar com o pai dele e ele mesmo transmitiu essa excelente notícia. A Débora ainda está na UTI e está tomando morfina por causa das dores, mas as cirurgias foram um sucesso e seu quadro clínico é estável. Ela também está consciente e já não usa mais sondas”, revelou

Carla Grotto. Ainda de acordo com a porta voz da modelo, Débora não se lembra do momento da tragédia. “Ela pergunta pelo namorado a todo instante”, afirmou. “Aproveito a oportunidade para agradecer as inúmeras manifestações de carinho em meu nome e de toda a família”, ressaltou. A l é m d a c i r u rg i a n a coluna, a moça teve de retirar o baço devido a uma hemorragia interna provocada pelo impacto da colisão. Por enquanto ainda não há previsão para que a paciente deixe a UTI do Centro Integrado de Atenção à Saúde (Cias), em Vitória, no Espírito Santo.


A6

O Jornal l Maceió, 1o de janeiro de 2012 l Domingo

Opinião

www.j2012.com.br opiniao@ojornal-al.com.br

Uma vida melhor Sistema Jornal de Comunicação Conselho Consultivo João Lyra (Presidente), Arnaldo Cansanção Antonio Rezende José Alfredo de Mendonça Nelson Ferreira

Superintendente Luciano Góes lucianogoes@ojornal-al.com.br Diretor Comercial Felipe Calheiros felipecalheiros@ojornal-al.com.br Diretor Adm.-Financeiro Francisco Diniz franciscodiniz@ojornal-al.com.br Diretor Jurídico Átila Machado atilamachado@ojornal-al.com.br

Q

ualidade de vida é uma expressão que vem se tornando corriqueira no dia a dia das pessoas, mas que se reveste de grande complexidade, dada a subjetividade que representa para cada pessoa ou grupo social, podendo representar felicidade, harmonia, saúde, prosperidade, morar bem, ganhar salário digno, ter amor e família, poder conciliar lazer e trabalho, ter liberdade de expressão, ter segurança. Só que existem milhares de famílias que não conseguem agregar todos esses valores. Por isso, o governo federal busca apoiar essas pessoas para que elas passem a ter mais condições e ampliem a qualidade de vida. Com o Programa Bolsa Família foram transferidos no ano que passou R$ 16,7 bilhões a 13,3 milhões de famílias em todo o Brasil. É um marco na história do plano iniciado pelo então presidente Lula e que ganhou projeção mundial. Vários países já vieram até aqui para conhecer os detalhes do maior programa de transferência de renda para as camadas mais

pobres de todo o mundo. Como a presidenta Dilma Rousseff também mostra preocupação com esse setor da sociedade, ela reforçou as políticas públicas com a implantação do Plano Brasil sem Miséria, onde a transferência de renda priorizou o combate à pobreza infantil e juvenil com reajustes diferenciados para essas faixas etárias e ampliação. Mesmo assim, como todo o aperfeiçoamento do programa, muita gente ainda não entende o tamanho desse tipo de política. Inclusive, quem é beneficiário do programa. A dificuldade em atingir as famílias que se enquadram na condição de miséria decorre de problemas no cadastramento dos beneficiários. E foi isso que aconteceu em Maceió, onde 3.500 famílias deixaram de fazer o recadastramento do benefício e podem ficar sem o recurso caso não corram e apresentem a documentação até o final do mês. Um dado que demonstra que muita gente perde as oportunidades que a vida dá e que por isso não tem qualidade de vida.

Charge

Editor-Executivo Voney Malta vfamalta@ojornal-al.com.br

O Jornal Editor-Geral Deraldo Francisco deraldo@ojornal-al.com.br Gerente Comercial Kaline Lages comercial@ojornal-al.com.br Gerente de Recursos Humanos Givaldo Perciano givaldo@ojornal-al.com.br Gerente Financeiro Flávio Bastos financeiro@ojornal-al.com.br

Vendas avulsas Alagoas: Dias úteis Domingos Nºs atrasados

R$ 1,50 R$ 3,00 R$ 6,00

Assinaturas em Alagoas: Semestral R$ 270,00 Anual R$ 540,00

EDITORA DE JORNAIS DE ALAGOAS LTDA E-mail: ojornal@ojornal-al.com.br Site: www.j2011.com.br Rodovia AL-101 Norte, Km 6, 3600 Jacarecica - Maceió/AL CEP: 57038-800 PABX 82 4009.1900 FAX/REDAÇÃO 82 4009.1950 FAX/COMERCIAL 82 4009.1960 CLASSIFICADOS 82 4009.1961 ATENDIMENTO AO ASSINANTE 82 4009.1919

Sucursal Arapiraca Sucursal Agreste Avenida Rio Branco, 157 Sala 10 - Centro Fones - 3522-5375 / 9199-0007 E-MAIL: municipios@ojornal-al.com.br

REPRESENTANTE NACIONAL FTPI SÃO PAULO 11 2178.8700 21 3852.1588 RIO DE JANEIRO BRASÍLIA 61 3326.3650 RECIFE 81 3446.5832 www.ftpi.com.br

Cartas à Redação: opiniao@ojornal-al.com.br Os artigos assinados são de exclusiva responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião de O JORNAL.

San

Datas & Fatos União monetária européia Em 1o de janeiro de 2002, o Euro passa a ser realidade em doze países que decidiram aderir à moeda única da União Européia: Alemanha, Áustria, Bélgica, Espanha, Finlândia, França, Grécia, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Holanda e Portugal. Foram distribuídas seis bilhões de notas nos países. 1502 - Navegadores portugueses chegam à costa do continente sul-americano e apelidam a atual cidade de Rio de Janeiro. 1504 - O Exército espanhol faz uma entrada triunfal em Gaeta, terminando a guerra por Nápoles entre França e Espanha. 1764 - Na França, Wolfgang Amadeus Mozart, aos oito anos de idade, toca piano para a Família Real em Versalhes. 1776 - O líder da Revolução Norte-Americana, George Washington, apresenta a primeira bandeira nacional dos Estados Unidos. 1788 - O primeiro número do jornal The Times é publicado em Londres. 1801 - O Ato de União, firmado pela Grã-Bretanha e Irlanda, cria o Reino Unido. 1806 - A França estabelece o calendário gregoriano. 1833 - O Reino Unido declara a sua soberania sobre as Ilhas das Malvinas. 1850 - Se estabelece na Espanha un novo sistema de correspondência, em que se usa selo adesivo. 1860 - Guerra da África: As tropas espanholas vencem, ao mando do general Prim, na Batalha dos Castilhejos. 1871 - É implantado oficialmente na Espanha o sistema métrico decimal. 1874 - É inaugurado o telégrafo submarino entre Rio de Janeiro, Bahia, Pernambuco e Pará. 1877 - A Rainha inglesa Vitória é proclama Imperatriz da Índia. 1912 - O Governo revolucionário chinês proclama a República e designa como presidente provisório o líder nacionalista Sun Yat-Sen. 1918 - O ator britânico Charles Chaplin inaugura seus próprios estúdios cinematográficos em Hollywood. 1919 - Fundação do Partido Comunista Alemão, por Rosa Luxemburgo, Karl Liebnecht e Guilhermo Pieck.

1928 - Nasce Carlos Barral, poeta e editor espanhol. 1942 - Assinada a Declaração das Nações Unidas, expressando oposição às Forças do Eixo, por 26 países. 1943 - A Batalha de Guadalcanal chega ao fim com a vitória dos Estados Unidos sobre os japoneses. 1945 - A França é admitida às Nações Unidas. 1956 - O Sudão torna-se uma república independente. 1959 - Fidel Castro toma poder em Cuba após o ditador Fulgencio Batista fugir do país, buscando asilo na Republicana Dominicana. 1960 - Camarões obtém a sua independência de França. 1970 - A maioridade no Reino Unido passa a ser de 18 anos. 1971 - A TV americana acaba com todas as propagandas de cigarro, que representavam US$ 20 milhões de transações comerciais. 1975 - Começa o Ano Internacional da Mulher, anunciado pela Assembléia Geral da ONU. 1979 - Os Estados Unidos e a China comunista estabelecem relações diplomáticas. 1981 - A Grécia ingressa na CE, convertendo-se no décimo membro da organização. 1989 - Entra em vigor o Protocolo de Montreal para proteger a camada de Ozônio. 1990 - David Dinkins assume o poder, se tornando o primeiro prefeito negro de Nova York. 1993 - Entra em vigor o Mercado Único Europeu. 1993 - A Checoslováquia se divide em dois novos Estados: a República Checa e a Eslováquia. 1994 - O empresário bilionário Bill Gates, fundador da empresa Microsoft, casa-se com Marilyn French na ilha do Havaí. 1994 - Entra em funcionamento o Espaço Econômico Europeu e o Tratado de Livre Comércio entre o Canadá, Estados Unidos e México. 1995 - Fernando Henrique Cardoso assume a Presidência da República depois de vencer as eleições no primeiro turno com 54% dos votos. 1995 - Morre Eugene P. Wigner, cientista norte-americano de origem húngara, Prêmio Nobel de Física em 1963. 1999 - O presidente Fernando Henrique Cardoso assume seu segundo mandato para a Presidência da República.

Frase do dia

“Eu exorto todos a rezar para que os esforços feitos por muitos lados para promover e construir a paz no mundo tenham um bom resultado” Papa Bento XVI, em sua mensagem de Ano-Novo, durante audiência pública no Vaticano

2012: esperança “in vitro” Hélder Caldeira Escritor, jornalista político, palestrante e conferencista

F

im de ano é sempre a mesma coisa. Inocularam em nossas veias uma espécie de esperança “in vitro”, capaz de fazer germinar os sentimentos mais prósperos das mentes mais perversas. De fato, isso não é ruim. Abaixa a temperatura, assenta as variações, acalma os ânimos. É como a bonança que sucede as tempestades. Comemos, brindamos, amamos e rezamos. O ser humano é beneficiado por um indulto que o saneia de todos os males, dores e dívidas. O resto é festa, espumante e fogos de artifício. Mas será que isso é certo? Será que vale a pena? Ainda não é possível comprar a felicidade no cartão de crédito, pagando-a suavemente em leves prestações mensais. Ainda não é possível fatiar o amor e distribuí-lo aos muitos amigos-ocultos. Jamais vamos abrir uma caixa colorida adornada por um belo laço de fita e encontrar saúde ou paz dentro dela. O profissionalismo tornou-se o novo “pega-varetas” dos presentes: ninguém quer ganhar apenas isso. E a ética parece ter virado um tipo de churrasco: seria bom ter todo dia, mas só é possível de vez em quanto. Daí, quanto tempo perdemos mergulhados em esperanças? Na monumental obra do escritor sul-africano, naturalizado britânico, J. R. R. Tolkien, do qual sou fã incondicional, há uma passagem emblemática sobre essa tal esperança. Em “O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei”, o sábio mago Gandalf ouve a sensível questão apontada pelo pequeno hobbit Peregrin Tûk, o Pippin, diante dos Campos de Pelennor, no momento em que a grande guerra de seu tempo está para começar: “Não quero estar em uma batalha, mas esperar às vésperas de uma da qual não possa escapar é bem pior. Existe alguma esperança, Gandalf?” E o mago branco responde sem pestanejar, em sua sabedoria de séculos, e com um leve e sereno sorriso: “Nunca houve muita esperança. Apenas a esperança dos tolos.” E eles vencem essa guerra. Talvez, sejamos, cada um a seu modo, um exemplar dos tolos esperançosos de Tolkien. É melhor que seja assim.

Ainda não é possível comprar a felicidade no cartão de crédito, pagando-a suavemente em leves prestações mensais. Ainda não é possível fatiar o amor e distribuí-lo aos muitos amigos-ocultos No entanto, há que se ter em mente todo esse sentimento de expectativa fundado em orientação clara, ainda que intangível. Por óbvio, também há sonhos, há fé e há desejos que vão muito além do alcance das nossas mãos. Mas isso não é esperança. Isso é sonho, fé e desejo. Esperança é uma expectativa, é outra coisa bem diferente, apesar da insistência em classifica-la dentre as três virtudes teologais. A esperança genuína não está no Céu, no Purgatório ou no Inferno. Por razão de existência, ela é passível de observação e melhor: de realização. Provavelmente, muitos hão de classificar-me como o mais solene e retumbante pessimista. Não sou, acreditem! Eu creio na existência e no poder dessa esperança “in vitro” que nos fecunda a cada fim de ano. Mas não escondo minha apreensão por esses sentimentos fabricados. Prefiro as emoções genuínas e instintivas. E para estas, não há tempo ou época: elas podem ser sentidas em qualquer dia, seja ele hoje, amanhã ou nos vindouros do ano novo. É por isso meu desejo absoluto de que tenhamos um 2012 próspero em esperanças razoáveis e factíveis, mesmo que tolas. Não nos fiemos apenas em sendas. Façamos dele um ano bom e real. É assim que crescemos e vencemos nossas batalhas diárias. Feliz 2012!

Meu Papai Noel Alder Flores Advogado, químico e auditor ambiental

J

amais consegui me libertar da profunda melancolia por ocasião do Natal e do Ano-Novo. Sempre foi assim. Troca de presentes, as mensagens natalinas, o badalar dos sinos de Natal, as esperanças desejadas e sentidas para o limiar do Ano-Novo, sempre encheram meu coração de uma nostalgia quase indefinível. Respiro beleza demais... E este excesso de beleza intoxica minhas verdades, transborda a realeza das minhas convicções, fere mortalmente meus olhos de incertezas... E fico triste. O espírito de natal traduz, principalmente, amor, fraternidade, união social, ausência de sentimentos mesquinhos, sugere a não pequenez do relacionamento humano. O Natal induz a interpretações de carinho, de paz universal, um mundo harmonioso, sem ambições incontidas, sem fome, sem desespero e sem medo. Medito e curvo minha alma sobre as fronteiras do mundo e não é isso que vislumbro. Os olhos do meu espírito contemplam fome, conflitos sangrentos generalizados, assaltos, seqüestros, drogas e, no centro de tudo isso, uma multidão cada vez mais

E este excesso de beleza intoxica minhas verdades, transborda a realeza das minhas convicções, fere mortalmente meus olhos de incertezas afastada dos caminhos de Deus. Convoco minhas forças interiores, no sentido de que a lenda do Papai Noel persista ainda em cores bem vivas nos sonhos infantis. Acredito num Papai Noel somente meu, só para meu encantamento, meu fornecedor de ilusões, torcedor dos meus anseios e das minhas próprias fantasias. Peço-lhe que me de saúde que possa ainda, por mais alguns anos, ajudar meus filhos, encaminhando-os sempre para o lado bom da vida. Desejo aos meus amigos e também para aqueles que por acaso não gostem de mim, que Deus propicie um ano novo de pleno amor, paz e saúde.


A7

O Jornal l Maceió, 1o de janeiro de 2012 l Domingo

Nacional

www.j2012.com.br nacional@ojornal-al.com.br

PRIMEIRO ANO

Dilma briga com a corrupção Apesar da queda de sete ministros, ação contra crise garantiu aprovação recorde

B

RASÍLIA - A rigidez diante da corrupção se tornou uma das bandeiras mais fortes do primeiro ano do governo da presidente Dilma Rousseff, que encerra 2011 com índice de aprovação recorde. Embora tenha perdido sete ministros nos últimos meses, seis deles sob suspeita de envolvimento com irregularidades, a petista não só conseguiu se “descolar” das acusações, mas também

ganhou fama internacional com sua política de“tolerância zero”. Não por acaso, a luta da presidente brasileira contra políticos corruptos ganhou as páginas dos principais veículos de comunicação do mundo, como as revistas americanas Time e New Yorker, a britânica The Economist e o jornal espanhol El País. A “faxina” de Dilma ficou famosa pr incipalmente durante o escândalo no Ministério dos Transportes, em julho, cujo desfecho foi a queda do então ministro Alfredo Nascimento (PR-AM) e a demissão de pelo menos 24 servidores da pasta.

Presidenta Dilma prefere indicações técnicas aos cargos

Dilma encerra 2011 com melhor aprovação que Lula e FHC no fim do primeiro ano de mandato dos ex-presidentes

Outra característica que se tornou uma “marca de Dilma” foi o fato de a presidenta ter dado a todos os ministros a chance de se defenderem, como ressalta Renato Janine Ribeiro, professor titular de Ética e Filosofia Política na USP. - O primeiro traço da Dilma como presidenta é que primeiro ela deixa a pessoa se defender e, depois, se a pessoa não responde a contento, é demitida. [...] Nenhum deles [dos seis ministros que caíram após denúncias] conseguiu, até agora, provar que eram inocentes. Não quer dizer que eles sejam culpados. Mas, na política, se você não consegue passar para a sociedade a convicção de que é inocente, acabou. Os especialistas ouvidos pelo R7 alertam que, para manter a fama de “inimiga da corrupção” em 2012, Dilma precisará escolher bem quem entra e quem sai na reforma ministerial planejada para o início do ano. Além disso, sustentam os analistas, o governo deveria pôr em prática uma completa reforma.

EMENDAS

VIAJANTES

Quedas de sete ministros não a afetaram Para o cientista político Celso Roma, doutor pela USP (Universidade de São Paulo), Dilma não ficou com fama de “durona” à toa. Na avaliação dele, a presidente foi mais rígida que seus antecessores, os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso. - A forma como a presidente Dilma lidou com denúncias de corrupção em seu governo a diferenciam dos

antecessores. Em primeiro lugar, ela não menosprezou as denúncias envolvendo seus ministros [...] Em segundo lugar, resistiu à pressão por parte dos líderes dos partidos da base aliada no Congresso, para manter os acusados no ministério. Em terceiro lugar, e talvez o mais importante, ela se destaca por ter afastado o maior número de ministros em um governo durante a Nova República.

PELA CURA

Lula busca apoio e orientação mediúnicos

S

ÃO PAULO - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recorreu ao auxílio de um médium para tentar se curar do câncer em sua laringe. No começo de janeiro Lula vai passar por sessões de radioterapia para tentar reduzir pelo menos 75% do tumor.

Ministério da Saúde sugere vacinação

A doença foi descoberta no final de outubro, e um boletim médico divulgado pelo Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo, informou que o tumor maligno na laringe do ex-presidente seria inicialmente tratado por quimioterapia.

B

O fumo e o álcool podem causar a doença Os principais fatores para esse tipo de câncer são o tabagismo e o consumo de álcool. Lula descobriu a enfermidade depois de se queixar de dores na garganta e realizar exames para saber a origem dessas dores. Ele não é o primeiro a recorrer à ajuda de médiuns

para tentar se livrar da doença, o ator Reinaldo Gianecchini também procurou um médium que chegou até mesmo a visitá-lo no hospital. O ator global descobriu em agosto que também tem câncer e além do tratamento médico recorreu à ajuda espiritual.

A corrida à capital federal se deve ao final do prazo para a liberação dos recursos da União para obras nos estados

Parlamentares cobram os recursos

B

O ex-presidente foi diagnosticado com câncer agressivo na região da laringe

RASÍLIA - O Palácio do Planalto recebe na última semana do ano uma romaria de deputados e senadores em busca da promessa de pagamento de emendas parlamentares ao orçamento da União. O prazo para o “empenho” (a intenção de pagar) do dinheiro das emendas terminou às 14h de ontem, sábado (31). As emendas que não foram empenhadas até então não poderão ser pagas este ano. Além das emendas de 2011, os parlamentares também buscam o pagamento de valores empenhados em anos anteriores, os chamados

“restos a pagar”. As emendas parlamentares são apresentadas por deputados e senadores e incluem no orçamento projetos e obras direcionados a estados e municípios onde têm bases eleitorais. A ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvati, o secretário-executivo da pasta, Claudinei do Nascimento, e técnicos da pasta estão desde segunda-feira (26) recebendo pedidos, que também têm sido feitos a outros ministérios. Nessa época, mesmo em férias, alguns parlamentares estão trabalhando. O líder do PMDB na

Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN), escreveu em seu perfil no microblog Twitter que está no Rio de Janeiro, em férias com a família, mas permanece trabalhando, por telefone, pela liberação das emendas para o seu estado. “No Rio. Passar Ano Novo com filhos. Voltando segunda . Mas atento [aos] últimos lances pleitos nosso Estado em BSB [Brasília]! Direto no telefone... Assessor Aluizio Dutra “de castigo” em BSB [Brasília]. Últimas horas para resolver pendências nosso RN”, escreveu o deputado. Cada parlamentar tem o direito a pelo menos R$ 13 milhões em emendas .

RASILIA - Por orientação da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), o Ministério da Saúde recomenda a todos os brasileiros que pretendem visitar o exterior a vacina contra o sarampo e a rubéola, já que os vírus causadores dessas doenças ainda circulam em diversos países pelo mundo. A medida é para evitar a reintrodução das doenças no Brasil. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a Europa enfrenta uma epidemia de sarampo, com mais de 25 mil casos registrados em 33 países. Como a circulação de turistas europeus é grande nos Estados Unidos e outros países das Américas, a recomendação também se estende a quem viaja para esses lugares. Segundo o Ministério da Saúde, é importante que os viajantes recebam a vacina pelo menos 15 dias antes da partida. Disponível na rede pública, a dose dupla viral é eficaz contra sarampo, rubéola e caxumba. Crianças que receberam a vacina tríplice viral entre os seis e 11 meses de vida devem ser revacinadas aos 12 meses de idade. Apenas as pessoas que apresentam contraindicações médicas e crianças menores de seis meses de idade não devem ser vacinadas. Quem tiver dúvida deve consultar um médico antes de se vacinar. Nesse casos, os Órgãos de Saúde podem e devem ser consultados.


A8

AVIÁRIA

O Jornal l Maceió, 1º de janeiro de 2012 l Domingo

Internacional

www.j2012.com.br internacional@ojornal-al.com.br

Gripe H5N1 volta a preocupar Cientistas da Holanda e EUA criaram forma mais perigosa do H5N1; OMS está preocupada

W

ASHINGTON A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou um alerta duro a cientistas que conseguiram criar uma forma altamente patogênica do vírus letal H5N1 da gripe aviária, dizendo que o trabalho deles pode ter riscos significativos e deve ser rigidamente controlado. A agência de saúde da Organização das Nações Unidas (ONU) disse estar “profundamente preocupada com as consequências negati-

vas potenciais” do trabalho de duas equipes de pesquisa da gripe, que este mês disseram ter descoberto como tornar o H5N1 numa forma transmissível, capaz de provocar pandemias letais entre os seres humanos. O trabalho das equipes, uma da Holanda e outra dos Estados Unidos, já provocou um pedido de censura inédito de assessores de segurança americanos, que temem que a publicação de detalhes do estudo possa dar a agressores potenciais o “know-how” de como fazer uma arma biológica para fins terroristas. O Conselho Nacional de Ciência para a Biossegurança dos Estados Unidos pediu que dois periódicos que querem publicar o

APÓS DITADOR

trabalho disponibilizem o estudo apenas em versões editadas, pedido contestado pelos editores das revistas e por muitos cientistas. Em sua primeira declaração sobre a polêmica, a OMS afirmou: “Embora esteja claro que o ato de conduzir pesquisas para obter conhecimento deve continuar, também está claro que certas pesquisas, e principalmente aquelas que podem gerar formas mais perigosas de vírus, têm riscos”. O H5N1 é extremamente mor tal em pessoas que estão diretamente expostas ao vírus de aves infectadas. Desde que foi detectado, em 1997, cerca de 600 pessoas o contraíram e mais da metade desse quantitivo acabou vindo a falecer

NA TAILÂNDIA

No primeiro surto da doença, milhares de aves foram sacrificadas para tentar diminuir a pandemia

ajuste fiscal

Brasileiro sofre morte súbita durante sexo

Ministros espanhóis concedem entrevista ao lado da porta-voz do governo após reunião de gabinete

T

Filho de ditador Kim Jong-il afirmou que não pretende mudar a doutrina

Coreia do Norte não muda política externa

S

EUL - A Coreia do Norte advertiu que não vai mudar sua política ao oficializar seu novo líder, o jovem Kim Jong-un, como sucessor do ex-ditador Kim Jong-il, que morreu dia 17 deste mês, informou a agência estatal norte-coreana “KCNA”. “Declaramos de forma solene e com orgulho aos responsáveis políticos ‘estúpidos’ do mundo, entre ele os fantoches da Coreia do Sul, que não esperem a mínima mudança de nossa parte”, informou em um comunicado a Comissão de Defesa Nacional, o mais alto órgão do Exército do país.

Os discursos dos líderes do regime mostraram que o sucessor conta com total apoio das Forças Armadas e que seu governo seguirá a linha do regime anterior. Pyongyang também descartou qualquer possibilidade de diálogo com o atual governo sul-coreano, presidido por Lee Myung-bak. “Como já dissemos, seguimos negando o estabelecimento de vínculos com o traidor Lee Myung-bak e seu grupo”, acrescenta a nota. Na quinta-feira (29), Kim Jong-un foi proclamado “líder supremo do partido, do Exército e do povo” .

AILÂNDIA - Um brasileiro de 30 anos morreu na terça-feira (27) em um quarto de hotel na Tailândia durante ato sexual com duas mulheres, afirma o jornal tailandês “The Phuket News” e o neozelandês “New Zeland Herald”. Segundo as publicações, o homem teria morrido ao ingerir uma alta dose de remédio para aumentar o estímulo sexual. De acordo com os jornais, o homem e mais dois amigos estavam em uma festa na praia de Patong, em Phuket, quando ele foi visto pela última vez entrando em seu quarto com duas mulheres. No dia seguinte, um dos amigos encontrou o brasileiro morto no chão do quarto. As mulheres tinham ido embora. A reportagem do “Phuket News” afirma que a polícia encontrou duas camisinhas usadas e muitos estimulantes sexuais no quarto do brasileiro. O jornal diz que a suspeita é que o homem tenha morrido após ingerir uma alta quantidade destes medicamentos.

Espanha anuncia corte de £ 8,9 bi

M

A D R I - O n ov o governo conservador espanhol anunciou um primeiro pacote de medidas de austeridade no valor de 8,9 bilhões de euros (cerca de R$ 21,4 bilhões) para combater um deficit

público que, segundo afirmou, se situará em torno de 8% do PIB em 2011. “O primeiro dos pedidos adotados pelo conselho de ministros é um acordo de não disponibilidade [do gasto] no valor de 8,9 bilhões

de euros”, afirmou a ministra porta-voz, Soraya Sáenz de Santamaría, em uma coletiva de imprensa ao término da reunião do executivo do primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy. A Espanha, um dos países mais afetados pela crise na Europa e pela explosão da bolha imobiliária, está sob intensa pressão do mercado com relação à sua capacidade de controlar as finanças públicas. Madri tem visto seus prêmios de risco dispararem a máximas recordes, devido a temores de contágio econômico após a Grécia pedir socorro internacional em maio de 2010. A número dois do governo também anunciou que o deficit público da Espanha se situará neste ano em torno de 8% do PIB, e não de 6%, como havia previsto o governo anterior socialista de José Luis Rodríguez Zapatero. “O desvio que ocorreu em relação ao deficit orçamentário é substancialmente muito superior ao que havia sido comunicado e comprometido pelo governo passado".


A9

O Jornal l Maceió, 1º de Janeiro de 2012 l Domingo

Cidades

sem armas

www.j2012.com.br cidade@ojornal-al.com.br

Campanha do desarmamento tem pouca adesão no Estado Alagoas fica em 19 lugar no ranking do País em 2011, tirando das ruas espontaneamente 248 armas

<Multiple grouped links>

o

Delegado Miguel Antônio destaca que arma não garante a segurança

LÁYRA SANTA ROSA layrasantarosa@ojornal-al.com.br

O

índice de mortes por armas de fogo em Alagoas continua crescente e ainda traz com ele outro dado preocupante. O Estado aparece como um dos que menos entregou armas de fogo na Campanha do Desarmamento promovida pelo governo federal. Segundo informações do Ministério da Justiça, Alagoas ficou na 19ª colocação no ranking do desarmamento em 2011, tirando das ruas espontaneamente apenas 248 armas. Para a Polícia Federal em Alagoas, existe uma estimativa que, para cada arma registrada, existam pelo menos duas ilegais circulando pelo Estado. Isso quer dizer que podem estar em mãos despreparadas cerca de 40 mil armas, sem registros. “Com documentação atualizada, temos 2.630 armas e 18 mil estão com registros vencidos, que deveriam ter sido renovados a cada três anos. Em 2011 recolhemos 248 armas e regis-

tramos 1.800”, contou o delegado Federal, Miguel Antônio Pereira Júnior, titular da delegacia de Repressão ao Tráfico de Armas de Fogo. O Estatuto do Desarmamento existe desde 2003, e prevê que o porte e a posse de arma de fogo e munições são crimes afiançáveis, dependendo do tipo de armamento encontrado. Porém, a medida que o estatuto entrou em vigor, o governo federal deu a oportunidade que os donos registrassem suas armas e, paralelo

a isso, foi iniciada a campanha de desarmamento com a temática ‘Tire uma arma do futuro do Brasil’. Hoje, quem entrega uma arma de fogo recebe uma indenização que varia entre R$ 100 e R$ 300. “A campanha do desarmamento existe desde que o estatuto foi criado. O que foi renovado é o pagamento da indenização por essas armas, que deve ser prorrogado até o final de 2012. Essa ação é uma tentativa de incentivar as pessoas a entregarem espon-

taneamente suas armas”, explicou Miguel Pereira. Ainda de acordo com o delegado, os índices de entregas espontâneas em Alagoas têm caído com o passar dos anos. “Alagoas tem característica particular, já que as pessoas acreditam que ter uma arma em casa é sinal de segurança. Eles temem a violência e acham que vão conseguir evitá-la armados”, disse. “Não temos como afirmar em quantas casas existem armas, mas deve ter um estoque razoável,

pois em cada arma registrada existem duas sem documentação”. Responsabilidade da pf Com a campanha do desarmamento, foi a Polícia Federal que ficou responsável por recolher as armas entregues espontaneamente. Qualquer pessoa pode ir ao prédio sede, no bairro do Jaraguá, e deixar o armamento, sem nenhuma punição. “Recebemos todos os tipos de arma de fogo. Novas, antigas, de fabricação caseira

e estrangeira. Quem vem deixar sua arma, não é preso nem punido. Porém, se for encontrado com arma na rua, responderá por crime”, explicou Miguel Pereira. Sobre o registro dessas armas, o delegado contou que elas não podem mais ser feitas, já que foi dado um prazo até 2009 para que essa documentação fosse firmada. “No início da campanha do desarmamento foi dada a oportunidade para que todas as armas fossem registradas. Agora, apenas as armas novas recebem documentação”, disse. “Porém, para ter uma arma é preciso comprovar que tem um trabalho, não tem antecedentes criminais e ainda tem que passar por um teste psicológico e de tiro, mostrando estar apto a portar uma arma”. Para Miguel Pereira, ter arma não é sinônimo de segurança e muitas vezes se torna um risco para quem estar portando. “Bandido não compra arma de fogo ou registra. Muitas vezes, eles conseguem essas armas roubando, entrando na casa de pessoas com arma e levando. Se esse n ú m e ro d e a r m a m e n t o começa a diminuir, o número de armas com bandidos também cai. Arma não é garantia de segurança. É um risco para o proprietário e sua família”, expôs.

<Multiple grouped links>

Secretário Dário Cesar explica que a proposta da lei que bonifica policial é aumentar número de apreensões no Estado

Todo tipo de arma de fogo pode ser entregue na sede da Polícia Federal em Maceió, que fica no bairro do Jaraguá

Lei recompensa policial que conseguir tirar armas de fogo de circulação Enquanto o desarmamento não acontece espontaneamente, a Secretaria de Defesa Social criou uma lei para bonificar o policial que conseguir tirar de circulação armas de fogo em Alagoas. O projeto foi encaminhado para a Assembleia Legislativa e já foi aprovado, no início do mês de dezembro, devendo vigorar ainda em janeiro de 2012. “Acreditando na necessidade de incentivar esses policiais que estão na rua,

e que durante suas ações encontrassem armas de fogos e tirassem de circulação, decidimos criar uma lei de bonificação. É um bônus financeiro, para que eles se estimulem a trabalhar mais e tentar diminuir esses índices de homicídios que, em sua maioria, são cometidos com o uso de armas de fogo”, afirmou o secretário de Estado da Defesa Social, coronel Dário Cesar. A ideia da lei é aumentar

o número de apreensões de armamentos e, com isso, diminuir o número de homicídios. “Estamos trabalhando para regulamentar essa lei e acredito que em mais 30 dias ela deva entrar em vigor. Estamos definindo quais valores serão pagos por arma”, comentou o secretário. Para Dário Cesar, o desarmamento é muito importante para a melhora da segurança pública, porém, ele acredita que existe uma situação

cultural forte, que evita que os alagoanos entreguem seu armamento. “A entrega voluntária é algo muito positivo, mas as pessoas se iludem de que estando armados vão deixar de serem vítimas. Conheço casos de pessoas experientes, como policiais, que perderam a vida numa reação armada”, falou. “Hoje a situação da criminalidade no Estado está ligada diretamente ao armamento. Assaltos são cometidos com armas de fogos, homicídios

também. A arma é o combustível da criminalidade”. rota de entrada Hoje, a rota de entrada de armas de fogo no Estado são as rodovias federais e estaduais. Com pouco policiamento e vários caminhos diferentes, os bandidos conseguem chegar a Alagoas com facilidade. “Sabemos que essas armas acabam entrando pelas nossas rodovias. Porém, através da Operação Divisa,

que está acontecendo em conjunto com outros estados do Nordeste, estamos intensificando o policiamento para evitar esse fácil acesso”, contou o secretário. “O nosso serviço de inteligência está trabalhando integrado com o de outros estados e estamos buscando meios de coibir a entrada de armas, de drogas e também prender criminosos que costumam agir em todo Nordeste”, disse Dário Cesar. L.R.S.


A12

O Jornal l Maceió, 1º de janeiro de 2012 l Domingo

Cidades

www.j2012.com.br cidade@ojornal-al.com.br

FOCINHOS TERAPEUTAS

Cães ajudam a tratar autistas Projeto utiliza os animais para desenvolver interação social e linguagem das crianças com o distúrbio SUMAIA VILLELA sumaiavillela@ojornal-al.com.br

O

que é, o que é? Tem quatro patas, um focinho e trabalha como terapeuta? O cachorro. Parece engraçado, mas é verdade. No projeto Focinhos Terapeutas, idealizado pela professora Maja Kraguljac, do Centro de Ensinos Superiores de Maceió (Cesmac), os cães são os melhores amigos de seis crianças autistas, filhas de integrantes da Associação dos Amigos de Autistas (AMA). Eles ajudam no desenvolvimento da interação social e da linguagem dos pequenos, através de encontros semanais que vem ocorrendo há cerca de dois meses. Os participantes usam a área externa da sede da AMA para brincar, aprender e se exercitar com os cachorros. O nível do contato vai de cada “paciente”. De brincadeiras como passar por obstáculos a levar o bichinho para passear, a programação é variada. Os

encontros duram vinte minutos e ocorrem nas quartas-feiras à tarde. A terapia é feita individualmente, específica para cada criança; o grau de autismo, as formas de interação mais usadas e a personalidade de cada um são levados em conta na hora de planejar as visitas. O cachorro mais famoso do grupo, na verdade, é uma cadela. Ela atende pelo nome de Solara e a dona é a própria Maja. Aliás, os focinhos terapeutas são todos do sexo feminino. E todos vira-latas. Lumen, Saurita e Safira são três companheiras que vivem com a mesma família. A última ainda está em treinamento. Como ela é assustada, os pesquisadores ainda estão avaliando se ela vai poder participar do projeto. As outras duas já participam da terapia. Além da professora, a equipe “humana” é formada por quatro pessoas, todos estudantes: dois futuros médicos veterinários, um aluno de Educação Física e um formando em Psicologia que ingressou agora no curso de Medicina Veterinária. E o projeto está a procura de mais gente: voluntários com tempo disponível e, se possível, um veículo para carregar os

Profissionais desenvolvem atividades com as crianças através de Terapia Assistida por Animais

animais, das áreas de EducaAção Física e Psicologia, alunos ou profissionais formados. Maja é formada em Biologia e Educação Física, e aliou os dois campos através da terapia animal. “Eu sempre quis trabalhar com a melhora da quali-

dade de vida, e também com terapia animal”. Quando vivia em Belo Horizonte ela – que é de origem sérvia - já tinha começado a participar de um projeto na área; em 2010 veio de Minas Gerais para Maceió, e começou a dar aulas no Cesmac.

No primeiro edital aberto para projetos de pesquisa ela inscreveu sua ideia, que foi aprovada. Eles trabalham também com um grupo de pessoas obesas, já atendidas pela clínica de nutrição do Cesmac. Os cachorros ajudam os pacientes a fazer

exercício e também tornam tudo mais divertido. A isso chama-se Atividade Assistida por Animais (AAA), diferente da realizada com as crianças autistas, que passam pela Terapia Assistida por Animais (TAA).

Resultados já podem ser vistos nas crianças

Características para ser um focinho terapeuta

Maja prefere não adiantar resultados, já que o projeto é recente, mas ela notou que as crianças ficam mais calmas, o vocabulário tende a aumentar e eles ganham mais interesse por animais. “Tem um garoto que fica comparando o seu corpo com a do cachorro. Pega na orelha dele, depois pega na do cão. Com outro, que é bem agitado, nos conseguimos fazer ele dormir durante os vinte minutos, na cama elástica, abraçado à Solara”, exemplifica, satisfeita. Mônica Ximenes, a presidente da entidade, é mãe de Hugo, de 10 anos. A classificação de seu autismo é “severo”, embora só tenha esse diagnóstico por causa

Solara, a cadela vira-lata de Maja e a preferida da criançada, tem uma personalidade bastante singular. Assim como sua história, que, diferente de muitos cachorros que vivem na rua, sem dono, teve um final feliz ao lado da professora. Ela foi achada em maio de 2011, na orla da Ponta Verde, debaixo de um banco e com a pata machucada. Depois de alguma “paquera”, as duas voltaram juntas para o apartamento da professora. Mal ganhou um teto, ela já estava integrada à família. Solara chama a atenção pela sua tranquilidade e sua obediência ao treinamento. Segundo Maja, esse perfil é essencial para os cachorros que participam. “Ele precisa

de sua dificuldade em desenvolver a linguagem. Hugo não fala e não entende o que os outros falam, pois o código comum a todos – a fala, adquirida nos primeiros anos de vida – não é percebido da mesma maneira que os “não autistas”. “Normalmente o autismo severo é caracterizado por problemas de comportamento, mas ele não está enquadrado nesse caso”, explica ela. Durante o curto período em que ele participou do Focinhos Terapeutas, o resultado sentido por ela foi significativo: ele já entende os comandos verbais dados à Solara. Hugo já liga a palavra “deita”, por exemplo, à ação da cadela. Além disso, ele

passou a perceber os animais à sua volta. “Para ele os animais não existiam, é como se não estivesse ali. Agora ele mesmo tem a iniciativa de levar a Solara para passear”, comemora. Apesar dessas percepções, ela argumenta que não conseguiu mensurar de forma mais concreta os benefícios causados pelos encontros semanais, pelo tempo curto em que o projeto está em funcionamento. “Até porque o trabalho com o autismo não é imediato. Uma criança com autismo não consegue expressar se está gostando ou não. A mãe precisa perceber, em seu desenvolvimento e na relação com o cachorro”, esclarece. S.V.

aceitar o contato humano e não se assustar facilmente, porque as crianças às vezes puxam a orelha, o rabo, e é muito importante que o cão não responda de maneira agressiva, porque vai causar um retrocesso ainda maior do que no início da terapia”, explicou. Para capacitar os cachorros que participam do projeto ela aliou essa personalidade pacífica a meses de treinamento. Só após todo esse tempo será possível perceber se ele vai se adequar à proposta dos Focinhos Terapeutas, já que o animal pode não dar retorno tão favorável ao adestramento. Solara dá o exemplo do jeitinho ideal: basta que sua dona coloque dois dedos

no peito, em riste, e emita a ordem “senta” que ela prontamente atende. Quando a visita vai embora, ela vai junto até o elevador, faz um rápido afago e depois volta correndo. Assim como está aberta a profissionais voluntários, a equipe também acolhe novos focinhos terapeutas, contanto que se enquadrem no perfil exigido. Ela conta que já existem alguns candidatos na fila, todos de pessoas que conheceram o projeto e quiseram “doar” seu cachorrinho por algumas horas por semana. Um São Bernardo e uma Labradora são dois dos animais que podem entrar na relação de “doutores”. S.V. Continua na página A14


O Jornal l Macei贸, 10 de janeiro de 2012 l Domingo

Publicidade

A13 www.j2012.com.br comercial@ojornal-al.com.br


A14

O Jornal l Maceió, 1º de janeiro de 2012 l Domingo

Cidades

www.j2012.com.br cidade@ojornal-al.com.br

Projeto poderá ser ampliado e se tornar ONG Mesmo com os resultados narrados por Maja e pelas mães, o Focinhos Terapeutas está apenas no início. E já ensaia seus novos passos rumo a dois caminhos principais: a formalização do projeto como uma Organização Não Governamental (ONG) e a comprovação científica da terapia animal direcionada ao autismo. A pr imeira novidade surgiu, segundo a professora, para que a estruturação do grupo fosse facilitada. Deixando de ser um projeto de pesquisa e passando a existir com CNPJ e demais formalidades necessárias à captação de recursos, por exemplo, a

equipe poderá ser contratada para lidar com mais grupos de autistas, obesos ou outros públicos. Já existe uma possibilidade à frente, conforme contou Maja. “A Sesau [Secretaria Estadual de Saúde] ficou sabendo do nosso trabalho e quer nos contratar, baseado também no sucesso da equoterapia”. O planejado é estruturar o projeto antes do retorno financeiro pessoal – mais conhecido como salário. Eles pretendem continuar trabalhando voluntariamente, enquanto o dinheiro é revertido para a compra de um carro, por exemplo. “Não é uma tarefa simples transpor-

tar os cachorros até o local do atendimento. Não dá para pegar um táxi, simplesmente. Então um veículo está entre as nossas prioridades”, explicou. Para os participantes, o principal retorno (além da ação altruísta) continuará sendo a capacitação na área. O outro passo corresponde a uma tese de pós-doutorado de Marie Odile, acadêmica da Universidade de São Paulo (USP), que escolheu seis projetos brasileiros de terapia animal com autistas para verificar os efeitos concretos do trabalho, em todos os participantes – criança, bicho e profissional. A pesquisadora vai analisar

a saliva coletada por eles em seis sessões sem a interação com o animal, e depois mais seis com a terapia em funcionamento. A cada encontro, as salivas são coletadas e enviadas para Marie Odile, que vai identificar o índice de Cortisol no material. Ele é conhecido como “hormônio do stress”, e fica alto sempre que o indivíduo está tenso. Verificando a variação da substância com e sem a terapia animal, a pós-doutoranda poderá estabelecer, de forma científica, qual a reação do organismo do autista àquele estímulo. E o Focinhos Terapeutas vão se especializar cada vez mais. S.V.

Cachorros divertem e ajudam adultos obesos nas atividades físicas

AMA desenvolve outros projetos com crianças Nem só de contato com cachorrinhos se faz o tratamento das crianças autistas da Associação de Amigos do Autista de Alagoas (AMA). Esse é mais um dos projetos direcionados para a turminha, conforme explicou Mônica Ximenes. “Não é que a terapia animal não funcione sozinha. Ela é importante, mas a integração entre todas as aulas e atividades que temos é que dá o melhor resultado”. Mãe de Hugo, Mônica explica que, depois que a AMA foi fundada por um grupo de pais e mães que tinham em comum essa característica particular de seus filhos, em 2008, os avanços no tratamento dele foram

infinitamente superiores aos ganhos de oito anos de peregrinações em consultórios de

"Na AMA, a criança está inserida em um contexto que engloba todas as áreas de atuação" Mônica XImenes Presidente da Associação dos Amigos de Autistas - AMA

diferentes especialidades. “O fonoaudiólogo, por exemplo, vai trabalhar a linguagem

naquele horário somente. Mas não sabe como ele é fora dali, como vive e ao que responde melhor. Na AMA a criança está inserida em um contexto que engloba todas as áreas de atuação”, compara. Ela conta que a terapia multidisciplinar, que já havia pesquisado, já a interessava bastante. À medida em que foi conhecendo outros pais e mães, Mônica apresentava a ideia, e aqueles que se interessavam passaram a participar ou trazer palestras e outras atividades sobre o assunto, construindo, informalmente, a AMA. O “trabalho” em equipe deu tão certo que a associação foi oficializada em novembro de 2008. S.V.

Associação funciona com a ajuda dos pais A sede da AMA, no entanto, é recente, e é chamada por Mônica de “projeto piloto”. Ela foi construída inteiramente a partir da vontade dos associados, que capacitaram profissionais para trabalhar com esse conceito e com esse público, já que, segundo ela, essa era uma área até então quase que inexplorada em Alagoas. Desde abril de 2011 as crianças participam de aulas de música, reforço escolar, educação física, atendimento psicológico e de fonoaudiologia, entre outros. Todos os custos dos servi-

ços prestados pela AMA são rateados entre os associados, que antes precisavam pagar somas consideráveis de dinheiro a tratamentos médicos individualizados. Esse tratamento não gratuito nem aberto a todos, como Mônica pede para ressaltar. “A AMA não é voltada para o consumidor de serviços. Os pais fazem tudo, pagam tudo. Tem pai que limpa, que arruma”, explica. A organização é uma forma das pessoas que possuem uma criança autista na família unir forçar para conseguir desenvolver um tratamento mais

eficaz e um ambiente mais saudável para ela. Mas eles não estão fechados a novos participantes. Os pais que se interessarem pelo centro multidisciplinar e pela associação podem se juntar à AMA, sabendo que todos os gastos são rateados de forma igualitária – desde o aluguel da casa até os profissionais contratados. O ingresso de novos membros também está condicionado à capacidade de atendimento. Se muitos entrarem, a sede ficará pequena e o “efetivo” insuficiente para todos. S.V.

Autismo O autismo é um transtorno invasivo que afeta três áreas de desenvolvimento: interação social, linguagem e comportamento. Autistas têm dificuldade de lidar com o mundo à sua volta, porque não entende os códigos comuns de convivência social. Segundo Mônica Ximenes, o causador da doença ainda não foi descoberto. Normalmente, os sintomas já são reconhecíveis antes dos três anos de vida. As principais características são descritas no site da AMA, www.autismoalagoas.org.br, e incluem dificuldade de falar e usar linguagem não verbal, como gestos ou expressões faciais; preocupação em manter rigidamente a rotina ou determinado ritual e fazer movimentos padronizados e repetitivos; e levar tudo o que é falado ao pé da letra, sem compreender metáforas ou contextualizar a fala. Apesar dos autistas frequentemente serem associados à super-inteligência, essa característica é considerada rara em relação ao total de autistas. O autismo não tem cura, mas o tratamento bem aplicado pode gerar tamanho resultado que a doença fique imperceptível ou bastante minimizada. A terapia comportamental, em que o tratamento é pensado levando em conta a personalidade e o contexto do indivíduo, é o método defendido pela associação. S.V.


A15

O Jornal l Maceió, 1º de janeiro de 2012 l Domingo

Universidades

www.j2012.com.br cidade@ojornal-al.com.br Fotos: Divulgação

A acupuntura não é só para humanos Estudo indica que benefícios também são vistos em animais com distúrbios comportamentais THALLYSSON ALVES* estagio@ojornal-al.com.br

D

e um animal feroz para um sociável. Essa é uma das metas da médica-veterinária, Carla Ferreira Loureiro Lima, ao utilizar uma antiga técnica tradicional chinesa em animais. A acupuntura, tão conhecida por seus benefícios quando aplicada em seres humanos, agora está sendo utilizada no tratamento de distúrbios comportamentais de animais domésticos. Fato que tem transformado a vida de muitos cães e gatos. A experiência de Carla Lima com a acupuntura em animais é pioneira no Estado e teve início ainda na época em que a médica-veterinária era estudante da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). “O estudo foi tema do meu TCC [Trabalho de Conclusão de Curso] que depois me rendeu a participação em um congresso internacional na área, em 2009”, lembrou. Segundo a médica-veterinária, a prática da acupuntura

melhora as emoções psíquicas e a energia dos órgãos responsáveis pelos transtornos no portador; além de acalmar e tratar as angústias sofridas pelo paciente (humano ou não). “Nós trabalhamos a energia do corpo para harmonizar o organismo. Isso contribui para que o animal recupere seu equilíbrio emocional”, comentou. Na pesquisa de Carla, ainda como universitária, 14 cachorros foram selecionados de acordo com seu histórico particular e indicação do médico-veterinário. “Cinco deles apresentavam agressividade e nove a Síndrome da Ansiedade de Separação [SAS]”, detalhou. Ainda durante o estudo, a pesquisadora percebeu que animais de pequeno porte apresentaram maior incidência de distúrbios comportamentais. “Provavelmente devido à humanização do animal e o convívio mais íntimo com o proprietário”, argumentou. E que doze, dos quatorze animais tratados, obtiveram melhora a partir do procedimento. Resultados que fazem à estudiosa acreditar que a acupuntura é uma boa opção para tratar os distúrbios comportamentais, apesar de também entender que o tema precisa ser mais estudado.

Tratamento não tem contraindicações Não existe qualquer tipo de contraindicação para a aplicação da acupuntura, e a médica-veterinária garante que a técnica pode ser aplicada em qualquer animal. “Animais silvestres, pássaros, tartarugas, bovinos e gatos são alguns dos seres que podemos atender”, citou. Segundo Carla Lima, os primeiros relatos de tratamentos em animais foram em cavalos e bois de tração. No entanto, a grande demanda de casos que chegam às clínicas é de cães. “Então, para o estudo no TCC, me direcionei a eles. Até porque na clínica onde estagiei, e hoje trabalho, é a maior demanda”, esclareceu. Além das implicações no comportamento, a pesquisadora afirma que o método também auxilia na recuperação de pós-operatórios e possibilita a diminuição das dores, no aumento da imunidade e no tratamento de câncer. “No caso do câncer, a tendência é a estagnação ou regressão do tumor. A acupuntura é muita utilizada no caso de neoplasias, pois após a quimioterapia surgem enjôos, náuseas, desconforto e dor. Então, é maravilhoso poder tratar um animal que não pode falar para a gente que está sentindo dor”, afirmou a médica-veterinária.

Para Carla Lima, a técnica também tem ação preventiva e, mesmo após a cura, os animais devem continuar o processo. “Não existe um tempo predeterminado para que os animais compareçam ao consultório. Vai depender do caso. E, depois do tratamento, o animal pode continuar a usufruir a acupuntura para não voltar a ter a patologia”, explicou. As vantagens não ficam, apenas, no âmbito da saúde. Os benefícios são constatados na economia que os proprietários dos animais têm com a prevenção e com a redução do uso de medicamentos. “Alguns antibióticos causam resistência a algumas bactérias; alguns anti-inflamatórios podem causar problemas em outros órgãos. A acupuntura, no entanto, não tem esse tipo de contraindicação, ou seja, torna-se mais viável”, alertou. O trabalho foi fruto de um estudo realizado em parceria com professor da Ufal, Pierre Barbabé,  e com a médica veterinária Simona Sanches Ferri. Apesar de recente, a pesquisa científica é reconhecida nacionalmente pelos resultados obtidos e pela inovação. T.A. *Sob a supervisão da Editoria de Cidades

A cadela Vênus é uma das clientes da médica-veterinária

Técnica é indicada para tratar diversas doenças A acupuntura é um ramo da  Medicina Tradicional Chinesa e um método de tratamento considerado complementar. É o que diz a nova terminologia da Organização Mundial da Saúde (OMS). A técnica consiste na aplicação de agulhas em pontos definidos do corpo, chamados de “pontos de acupuntura” ou “acupontos”, no objetivo de obter efeito terapêutico em diversas condições. Atribui-se a autoria do nome “acupuntura” a um jesuíta europeu que, retor-

nando da China, no século XVII, adaptou os termos chineses “Zhen” (acupuntura) e “Jiu” (moxabustão), juntando as palavras latinas “acum” (agulha) e “punctum” (picada ou punção) Na fisiologia, a acupuntura é um método de estimulação neurológica em receptores específicos, com efeitos de modulação da atividade neurológica em três níveis – local, espinhal ou segmentar, e supra-espinhal ou suprasegmentar. De acordo com Carla

Lima, a técnica melhora a musculatura, o desempenho digestivo, auxilia a estrutura óssea e ainda interfere no sistema neurológico do paciente. “Também é indicado para tratar a esquizofrenia, depressão, insônia, agressividade, ansiedade e fobias”, enfatizou. Entretanto, antes de aplicar as agulhas, a médica-veterinária defende a necessidade de um profissional capacitado para a realização do tratamento. “No caso dos animais, é preciso que

seja um veterinário, pois ele precisa entender o corpo do animal para que as agulhas sejam aplicadas no lugar correto”, justificou. “No primeiro contato eu tento deixar o animal bem à vontade. Analiso seu temperamento para depois planejar como as agulhas serão aplicadas. Geralmente eu procuro deixar o ambiente tranquilo e faço massagem enquanto insiro as agulhas. Todo o procedimento dura uns quarenta minutos”, relatou Carla Lima. T.A.

Com massagens e um ambiente tranquilo, o animal chega a dormir durante o procedimento

Local de atendimento A médica-veterinária Carla Lima atende na Clínica Veterinária Sanches & Cerri, situada na Rua Goiás, nº 457, Farol. A avaliação custa R$ 50, e o preço da seção varia com a necessi-

dade do atendimento ao animal, que acontece em domicílio. Mais informações podem ser através do telefone da clínica, 3336-6611, ou do celular da médica-veterinária, 9671-0928.


A16

O Jornal l Macei贸, 10 de janeiro de 2012 l Domingo

Publicidade

www.j2012.com.br comercial@ojornal-al.com.br


O Jornal l Macei贸, 10 de janeiro de 2012 l Domingo

Publicidade

A17 www.j2012.com.br comercial@ojornal-al.com.br


A20

O Jornal l Maceió, 1º de Janeiro de 2012 l Domingo

Economia

www.j2012.com.br economia@ojornal-al.com.br

Entrevista l Luciana Caetano l Economista

Vencendo desafios com firmeza ELISANA TENÓRIO elisanatenorio@ojornal-al.com.br

U

m ano depois, como o Brasil avalia a administração de Dilma Rousseff? Será que nesses primeiros 12 meses já é possível projetar expectativas reais de como será o País no futuro? Quais as falhas, quais as virtudes, enfim, qual a impressão que fica da presidenta? Na primeira edição de 2012, O Jornal convidou a economista alagoana Luciana Caetano para analisar o desempenho da primeira mulher que comanda a nação. Luciana, 41 anos, é mestre em Desenvolvimento e Meio Ambiente e professora assistente da Ufal - ligada à Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (Feac). Ela se diz satisfeita com o primeiro ano de governo e explica os motivos do otimismo. Em sua avaliação, Dilma chegou ao comando com o pé direito, pisando forte, demonstrando firmeza sem, no entanto, romper com as políticas macroeconômicas que já estavam em vigor. A presidenta também demonstrou tranquilidade para enfrentar a crise internacional e coragem para afastar do governo os aliados acusados de corrupção. Para a economista Luciana Caetano, Dilma não estabeleceu prioridades em setores específicos. Pelo contrário, deu tratamento praticamente igualitário a quesitos como Educação, Saúde, Segurança Pública, Infraestrutura e Assistência Social e o que é melhor: acertou ao ajustar o novo valor do mínimo acima da inflação (que entra em vigor a partir de hoje). Ela também considera positiva a forma como Alagoas está aproveitando os recursos federais e detalha os motivos, mas define a inflação como “nosso ponto de fragilidade”. De uma forma geral, a nota dada a Dilma Rousseff foi nove. Se depender das projeções, nosso 2012 será farto em progresso e realizações.

Qual a avaliação do governo Dilma? Começa com a firmeza necessária para manter as expectativas positivas em relação aos rumos da economia. Não houve rupturas na condução das políticas macroeconômicas e a Presidenta teve tranquilidade no enfrentamento da primeira crise internacional durante seu governo, o que demonstra maturidade e uso de ações estratégicas em lidar com as adversidades. Na determinação de assegurar a estabilidade econômica, tem utilizado a bom tempo as políticas fiscal e monetária para assegurar o controle inflacionário e crescimento da economia, a despeito dos respingos da crise europeia sobre a economia brasileira. A taxa de desemprego em declínio e a ampliação dos investimentos internacionais no País são reflexos de que as políticas macroeconômicas estão na direção certa. Vale ressaltar que o emprego é uma importante ferramenta de distribuição de renda. Dilma Rousseff não hesitou em afastar do governo aqueles que receberam denúncia de corrupção, o que ratifica seu pulso firme, sua postura ética e seu respeito à população. Do ponto de vista social, tem ampliado a cobertura de programas sociais e, através deles, apostado na redução da pobreza e da desigualdade social. Aprovou a lei de empresa individual de responsabilidade limitada, estimulando o empreendedorismo. Então, com tantas ações positivas, qual a nota, de 0 a 10, que a senhora atribuiria ao governo de Dilma? Nove me parece uma nota justa, considerando seu empenho em resolver os problemas mais críticos e a persistência de outros que não podem ser resolvidos no curto prazo. Quais as medidas a mais podem ser consideradas positivas? Redução de taxa de juros (Sistema Especial de Liquidação e Custódia - Selic), a fim de estimular os investimentos privados e o consumo;

Com a geração de emprego, a população mantém aquecidos o consumo e a economia

ampliação das linhas de crédito tanto para fins de redução do déficit habitacional como para fomentar empreendimentos privados de pequeno e médio porte, formal ou informal; redução de tributos para setores específicos, com o propósito de frear o movimento de desaceleração sofrida por estes setores; e a ampliação de recursos para dar continuidade às obras de infraestrutura do PAC, ora denominado de PAC 2.

"O desemprego em declínio e a ampliação dos investimentos estrangeiros indicam que a política econômica está correta" Luciana caetano Economista

Houve algum segmento que, na sua avaliação, recebeu uma atenção especial da presidenta? Os recursos foram orçados em conformidade com a dimensão e complexidade de cada setor, mas existem setores que são mais críticos, a exemplo de saúde, educação e segurança pública. Para estes, o problema não é apenas de recursos, mas de planejamento e gestão, em boa parte, sob a responsabilidade de estados e municípios. Percebe-se uma grande atenção do governo federal voltada à redução da pobreza e das desigualdades sociais, assim como com a melhoria dos indicadores da educação. Mas não dá para negar o esforço que tem sido feito para assegurar as obras de infraestrutura. Portanto, não vejo privilégio a um setor específico, o que demonstra equilíbrio na alocação de recursos. O  valor do novo salário mínimo para 2012 é satisfatório? Do ponto de vista de quem recebe salário, não; do ponto de vista do empregador é possível que pareça elevado

já que o aumento de 14,13% é bem superior à inflação. Considerando que o atual é de R$ 545,00 e que ao longo dos últimos 10 anos o reajuste do salário mínimo tem sido sempre superior à inflação, R$ 622,00 parece-me razoável. Um percentual de reajuste muito acima disso pode desequilibrar as contas do governo e estimular o desemprego na iniciativa privada. No seu entendimento, o novo salário vai achatar a classe média? Como salário compõe o custo de produção, a tendência é que esse reajuste provoque elevação de preços de bens e serviços. Para quem contrata autônomos para serviços domésticos, por exemplo, vai sentir um pouco porque além dos R$ 77,00 de acréscimo, há os encargos sociais. Portanto, tal acréscimo causará certo desconforto a esses empregadores, entre os quais, muitos gastam com o lazer do final de semana mais do que irão acrescentar, ao mês, ao orçamento desses autônomos. O valor é justo, não vai diminuir o tamanho da classe média nem torná-la mais pobre e faz parte de uma importante política de redistribuição de renda do País. Qual a repercussão esperada que o novo mínimo provocará nas novas contratações e manutenções dos empregos das empregadas domésticas? Há o risco de que haja algumas demissões, sim, mas quem depende desse serviço tornará a contratá-lo ainda que seja uma diarista. O fato é que o mercado sempre se

ajusta. Muitas empregadas domésticas, inclusive, preferem trabalhar como diarista porque elevam a renda. O problema é que se elas deixam de fazer o recolhimento da Previdência Social, ficam desamparadas nos casos de doença ou mesmo para fins de aposentadoria.

"O governo consegue manter sob controle a inflação, sem usar instrumentos que inibam o consumo" Luciana caetano Economista

A presidenta enfrentou a inflação e a crise internacional de forma correta? A inflação, de certo modo, foi influenciada pelo mercado internacional já que algumas commodities tiveram seus preços elevados. De qualquer modo, diante de tantas turbulências, o governo consegue manter a inflação dentro da margem de tolerância (+ dois pontos percentuais) e sem elevar a taxa de juros (Selic) ou lançar mão de qualquer instrumento que inibisse o consumo. O crescimento da inflação acima da meta de 4,5%a.a. é consequência da tentativa do governo de estimular o consumo doméstico para manter o ritmo de atividade da economia brasileira que perdeu boa parte de sua demanda internacional.

O Canal do Sertão é uma das obras realizadas em Alagoas incluídas no PAC

Portanto, o risco de elevar a inflação era previsível e preferido a ter que se elevar do desemprego no País. Ponto para equipe econômica. E Alagoas, como se inseriu em todo esse contexto? O Estado de Alagoas tem aproveitado bem as oportunidades. Tem obras em andamento sendo financiadas com recursos do PAC (canal do sertão, viaduto do aeroporto Zumbi dos Palmares, obras de esgotamento sanitário interligando vários bairros de Maceió e outras que não foram iniciadas). Alagoas também tem aproveitado bem a expansão do crédito tanto para fins de financiamento de unidades residenciais, quanto para empreendimentos de pequeno porte. Boa parte da população é contemplada com algum programa de proteção social e assiste a um momento de expansão da renda e instalação de novos empreendimentos no Estado, incluindo no interior. Boa parte dos projetos estruturantes do Programa Alagoas Tem Pressa tem recursos do BNDES como fonte de financiamento, além da contrapartida do Estado. A Agência de Fomento (Afal), duas cooperativas (no interior do Estado) e três OSCIPs trabalham com recursos do Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado do governo federal, disponibilizando crédito para pequenos empreendimentos. Nosso ponto de fragilidade, porém, ainda é a educação, mas estou certa de que até o final do mandato, o governo a promova como seu principal foco, em parceria com os municípios. O ensino fundamental e o ensino médio precisam receber a mesma atenção recebida pelo ensino superior e não é isso o que se vê na educação pública do Estado. Qual a expectativa para 2012? E Alagoas, de forma isolada, qual a avaliação para o próximo ano? Estou certa de que tanto para Brasil quanto para Alagoas, 2012 será um ano próspero e cheio de oportunidades.


O Jornal l Macei贸, 10 de janeiro de 2012 l Domingo

Publicidade

A21 www.j2012.com.br comercial@ojornal-al.com.br


A22

O Jornal l Maceió,10 de janeiro de 2012 l Domingo

Imobiliário

www.j2012.com.br imobiliario@ojornal-al.com.br

Bens imóveis, construídos ou não, devem pagar IPTU em 2012 Secom

Ano começa com impostos a pagar e dúvidas recorrentes de como os cálculos são feitos

S

Até a data do vencimento, o carnê do IPTU pode ser pago em qualquer agência bancária

ão Paulo – O ano novo está chegando e, logo no primeiro mês, há o tradicional acerto de contas com o fisco estadual e municipal, com o pagamento do IPTU (Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana). Apesar de serem cobrados todos os anos, estes impostos ainda continuam gerando dúvidas em muitas pessoas. Por isso, para não errar na hora de quitar seus débitos, veja quais são os contribuintes obrigados a pagá-los e como eles são calculados.

Quem deve pagar o IPTU? Quem é proprietário ou tem a posse de um bem imóvel, construído ou não construído e localizado somente na área urbana do município. Isso quer dizer que o IPTU é cobrado não só pela propriedade da casa ou do prédio (propriedade predial), mas também sobre a área excedente do terreno onde a edificação foi erguida (territorial). Também pode haver cobrança de IPTU de terrenos onde houver obra paralisada ou em andamento ou até mesmo de edificações condenadas ou em ruínas.aso o imóvel seja alugado, o dono ou locador continua responsável pelo imposto. O locatário só terá de pagar o IPTU se essa obrigação for expressa no contrato, de acordo a Lei do Inquilinato. O cálculo leva em conta dois elementos: Alíquota: é um percentual do imposto que incide sobre o valor venal do bem. Varia conforme o valor e/ou uso (residencial, não-residencial e terrenos) que se faz do imóvel, no caso do IPTU, ou conforme o tipo de veículo, se for o IPVA (moto, carro de passeio, ônibus, veículo movido a álcool, à gasolina ou com ambos, por exemplo, entre outros). Valor venal: pode ser definido como aquele que a propriedade teria para compra e venda à vista, segundo as condições do mercado. Pode ser determinado pelo próprio órgão público ou então por um instituto de pesquisas, como ocorre, por exemplo, com o dos veículos de São Paulo, que seguem a chamada tabela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas). Vale destacar que o valor venal geralmente sofre um reajuste de um ano para outro, enquanto a alíquota dificilmente muda, permanecendo com o mesmo percentual por anos seguidos. Quando se trata dos veículos, esse aumento no valor venal depende de fatores mais simples, como oferta e demanda de mercado. Para os imóveis, o reajuste passa por uma série de fatores, como a região onde está localizada a propriedade, a posição dela no logradouro, a idade e conservação e padrão da construção. Cálculo do IPTU Se o imóvel é somente para uso residencial na cidade de São Paulo, a alíquota que vai ser usada no cálculo é de 1%. Então, para um imóvel com valor venal de R$ 160 mil, será cobrado um imposto de R$ 1.600, valor que resulta da multiplicação do 1% por R$ 160 mil. A legislação paulistana ainda prevê um desconto ou acréscimo a ser aplicado sobre o imposto devido, de acordo com a faixa de valor venal do imóvel. A prefeitura também pode descontos sobre o valor venal, caso o imóvel esteja enquadrado nos padrões definidos em lei. Neste caso do exemplo, não estão previstos descontos ou acréscimos.


O Jornal l Maceió, 1º de janeiro de 2012 l Domingo

Dois

www.j2012.com.br cultura@ojornal-al.com.br

2011 pelo olhar da cultura O Caderno Dois de O Jornal traz hoje resumo do que aconteceu neste ano no universo cultural alagoano. Confira nesta e nas páginas B2 e B3.

Dia 16, Mercado de Artesanato de Maceió foi tema de matéria especial

JANEIRO 8 – Retorno da sessão de arte do Cine Maceió, com o filme mexicano O estudante, do diretor estreante Roberto Girault.

Dia 9, Memorial Ledo Ivo ganha destaque em matéria publicada em O Jornal

9 – Procissão do Glorioso Bom Jesus dos Navegantes, em Penedo, em sua 127ª edição. 9 – O JORNAL publica a matéria Lêdo Ivo para todos, sobre o Memorial Lêdo Ivo, aberto em dezembro de 2010, no Museu Palácio Floriano Peixoto (Mupa). “Tivemos a preocupação de que o espaço tivesse visão ampla da trajetória literária de Lêdo Ivo, onde o público irá interagir com as obras”, ressaltou Adriana Guimarães, diretora do Pró-Memória. O romancista, poeta e contista é o único alagoano que também pertence à Academia Brasileira de Letras. A matéria, da jornalista Nide Lins, foi finalista no Prêmio Braskem de Jornalismo em 2011. 14 – Começa a temporada da peça Romeu, Eva e Adão, no palco do Teatro do Sesi, em Arapiraca. Ainda antes do final do mês, a trupe chegou aos palcos maceioenses

também foram relatados por ela. “Acho que os órgãos competentes esquecem o lugar. Se ele fosse mais ajudado, seria ótimo, porque o nosso Mercado é tudo. Falta trazer ônibus de turismo, trazer apresentações folclóricas, folguedos para se apresentarem aqui. Aproveitar a riqueza da nossa cultura e integrá-la ao artesanato. Quando o turista vem aqui, ele reclama porque o hotel não divulgou o nosso Mercado. Ele descobre por acaso, às vezes, através de alguns taxistas. Quando o turista aparece no último dia da viagem, então, reclama porque não veio aqui antes”, desabafou. 21 – Teve início em um shopping da cidade exposição com 150 fotos que contaram a história dos sete anos do tradicional Baile de Máscaras dos Seresteiros da Pitanguinha. O Caderno Dois deu a matéria sobre o assunto, Folia histórica, no dia 26. 25 – Universidade Federal de Alagoas completa 50 anos. Matéria publicada no dia 25, Fragmentos

Dia 21, mostra homenageia Anilda

Alagoas é algo que não se restringe aos seus muros, mas é, sim, um acontecimento que está interligado à cultura e à história de Alagoas como um todo”, disse a jornalista Jacqueline Batista em sua matéria. 27 – As Pecinhas de Maceió, um dos blocos carnavalescos mais irreverentes da capital, comemorou 28 anos nesta data. 28 – Entrega do 6º Prêmio Notáveis da Cultura Alagoana 2010 (ex-prêmio Espia) a artistas, escritores, músicos, jornalistas, garçons, tapioqueiras e outros nomes que, de alguma forma, contribuíram para a cultura do Estado. Na categoria Imprensa, O Jornal ganhou as honrarias de melhor Caderno de Cultura, com o Caderno Dois; melhor reportagem, com Natal genuinamente alagoano, da repórter Jacqueline Batista, e, ainda, as jornalistas Alessandra Vieira e Elô Baêta foram agraciadas com o Prêmio Especial. 29 – O pífano do mestre Bia, as cores do Guerreiro Riacho do Meio, o som do Trio Cai Dentro e show de luzes em prédios da cidade foram as atrações do evento “Conheça seu patrimônio, valorize sua história”, promovido na cidade de Viçosa. 30 – Após restaurada pelo Ministério da Cultura (Minc) e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), foi entregue à população a Igreja Nossa Senhora Mãe dos Homens, de Coqueiro Seco.

Um bate-papo com o artista Rosivaldo Reis gerou matéria especial no dia 30

16 – Publicada matéria especial Um lugar de grandes novidades que falava sobre o Mercado do Artesanato de Maceió. “Este lugar é um incentivo à criação”, disse Zefinha, uma das artesãs que comercializam por lá. Problemas

de uma história de meio século. “Como parte integrante de Alagoas, a Ufal influenciou mudanças na cultura do Estado e foi influenciada por essa cultura. Por isso, o aniversário de 50 anos da maior instituição pública de ensino de

30 – Publicada matéria especial sobre a obra do artista plástico Rosivaldo Reis. 31 – Aconteceu o II Festival de Palavras Pretas. Recitando poesias, os atores Milton Gonçalves e Chico de Assis foram algumas das atrações.


B2

O Jornal l Maceió, 1º de janeiro de 2012 l Domingo

Variedades

www.j2012.com.br cultura@ojornal-al.com.br

FEVEREIRO 5 – Wado e seu bloco dos bairros distantes promove a primeira de três noites de uma prévia carnavalesca inovadora em Maceió, com set list diferenciado. 6 – Gilberto Seixas contou os segredos do restauro de pianos à repórter Elô Baêta na matéria Conserto musical. 7 – O cantor e compositor alagoano Geraldo Cardoso apresenta seu pé de serra no carnaval pernambucano,

com o show Forrófrevando. 11 – Chau do Pife abriu o novo projeto Café de Arte, no Café da Linda (Teatro Deodoro), que tem como finalidade levar ao público happy hours com a arte alagoana através de musicais, recitais de piano e de poesia e outras apresentações culturais toda sexta-feira, gratuitamente. 11 – Aconteceu a IV edição do projeto Sonoras Imagens, com a

participação da Orquestra de Tambores de Alagoas, do grupo Samba de Ladeira, do Coletivo Frente e Verso, dos projetos Papel no Varal e Acenda uma Vela, entre outros convidados, no Bar do Titio.

Dois falando sobre o batizado do Boi de Carnaval do Museu Théo Brandão, que recebeu o nome de Boi das Alagoas.

12 – Teve início a programação carnavalesca do Bloco Pinto da Madrugada, com seu já tradicional Munguzá do Pinto.

19 – Inaugurado mais um projeto e um novo espaço para a música na capital. O compositor e violonista Ibys Maceioh abriu os trabalhos do Quintal do Samba, no Barroco Bar e Restaurante, em Jaraguá.

17 – Dia de dar nome ao Boi foi o título da matéria de capa do Caderno

20 – Comemoração do aniversário do Pinto da Madrugada (foto),

que desfilou pela primeira vez no ano de 2000. 21 – Congresso Nacional cortou R$ 237 milhões do orçamento de emendas parlamentares para a área da Cultura e projetos de Alagoas foram atingidos. 23 – Fórum Permanente de Cultura realizou Ato pela implementação da Lei de Incentivo à Cultura e em defesa do Carnaval, em frente à Prefeitura de Maceió.

março 5 – Faleceu mestre Daniel, do guerreiro da Viçosa, vítima de câncer, aos 74 anos. 5 – Desfile das Escolas de Samba de Maceió em Jaraguá. 15 – Em tom de denúncia, Elô Baêta, repórter de O JORNAL, escreveu Arte alagoana ameaçada e relata que quadros de Pierre Chalita expostos na Assembleia Legislativa estavam com molduras e telas danificadas.

18 – Um dos mais novos espaços para as manifestações artísticas do interior do Estado, além de lugar para prática de esporte e lazer, o Parque Lago da Perucaba, em Arapiraca, comemorou três anos com shows de bandas alagoanas e convidadas do Sudeste do país. 19 – A banda alagoana Eek, vencedora do 10° Prêmio Uirapuru de Música Brasileira com seu primeiro CD, Fantasia de Equilibrista, apresentou-se em Maceió.

19 – O documentário Cidade das águas claras, sobre a tragédia que sofreu a cidade de Branquinha, nas enchentes de 2010, foi exibido naquele município. O vídeo originou um projeto de extensão que deverá atuar como fator de amenizador do drama vivido pela comunidade, através da exibição de outras produções cinematográficas.

21 – O Dia Internacional de Luta Contra o Racismo foi a data escolhida para a realização da 3ª edição do Festival Alagoano das Palavras Pretas.

19 e 20 – Depois de adiamentos, aconteceu o 19° Festival do Bumba-meu-boi em Maceió.

24 – Abertura da 6ª edição do projeto Palco Aberto, com show de Ibys Maceioh.

21 – Lançado o livro Iconografia Alagoana, com pesquisa dos antropólogos Bruno Cavalcanti e Raquel Rocha.

25 – Luiz de Assis, vocalista da banda Vibrações, apresentou seu trabalho solo no palco do Teatro Deodoro, no show Chamada. 30 – Os sebos da capital (foto) foram o tema da matéria assinada por Alessandra Vieira e Elô Baeta. O que mais: O cantor e compositor Wado concorria ao prêmio Multishow 2011 nas categorias Melhor cantor, Revelação, Melhor grupo e Melhor show.

abril 7 – Aberta a primeira exposição do ano da Pinacoteca Universitária, Relevo [o que é relevante?], do fotógrafo alagoano Ricardo Ledo. 10 – O Caderno Dois e o Espaço registram a história e a importância do Museu dos Esportes Edvaldo Alves Santa Rosa – Dida, situado no Estádio Rei Pelé. 13 e 14 – Programação especial do Museu Théo Brandão em homenagem aos povos indígenas incluiu

lançamento do filme Visadas do Pajé Miguel Celestino, de Celso Brandão, exposição homônima de fotografias e peças etnográficas e apresentação cultural dos Xucuru-Kariri e mesa-redonda. 16 – Alagoas foi representada na 7ª Virada Cultural de São Paulo pelo forró de Eliezer Setton (e família) e de Tião Marcolino. 17 – Um registro da contribuição à arte realizada pelo fundador e

primeiro diretor da Pinacoteca Universitária, o artista plástico Rogério Gomes (foto), foi o que trouxe a matéria Rogeriando.

O que mais: Com direção de Flávio Rabelo, o espetáculo que marcou os 15 anos de carreira da atriz Ivana Iza, Devassas – O que as mulheres gostariam que fizessem com elas na cama, esteve em cartaz no Teatro do Centro Cultural Sesi durante abril e maio. Vencedor do Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz 2009, o espetáculo foi um dos maiores sucessos de crítica e público do ano em Alagoas, e um dos mais bem sucedidos da história do teatro.

27 – Realizado show para gravação

do primeiro DVD do instrumentista Chau do Pife com o nome Cheiro de Mato e participações especiais de Eliezer Setton, Zé Mocó, Geraldo Cardoso, Coletivo AfroCaeté, Xameguinho, Almir Medeiros, Everaldo Borges e Wellington do Cavaquinho, além dos músicos que comumente já acompanham Chau em seus shows, como Irineu Nicácio e Lula Sabiá (sanfonas). A iniciativa fez parte de uma ação de amigos e admiradores do artista para viabilizar a compra de sua casa própria.

5 – Abertura do II Vila Cultural, na Vila dos Pescadores de Jaraguá, com maracatus, capoeira, coco de roda, dança afro e karatê.

10 a 14 – O Festival Maionese trouxe mais uma vez música independente, palestras e debates à capital alagoana.

travados no Festival Maionese, para discutir a Lei Municipal de Incentivo à Cultura e outras pautas comuns aos segmentos culturais.

8 – Publicada a matéria Patrimônio esquecido, sobre o estado de abandono da Biblioteca Pública de Palmeira dos Índios. Com a reportagem, a repórter Shirley Nascimento ganhou o Prêmio Braskem de Jornalismo de Alagoas, na categoria Cultura.

18 – O Bate-papo 30 anos de arte – memória ocorreu na Pinacoteca Universitária dentro da programação da 9ª Semana dos Museus.

24 – A banda Mopho (foto) lançou seu esperado CD, Vol. 3, em show no Teatro Deodoro.

19 – O garoto Nicolas Silva, revelação do violão em Alagoas, abriu o show para Yamandu Costa, um dos maiores nomes do violão no país, no Concerto de Páscoa promovido pela Diretoria de Teatros do Estado de Alagoas (Diteal), no Teatro Deodoro.

maio 1º – Com o título Redescobrindo o Velho Chico, O Caderno Dois publicou o resultado de uma viagem de quatro dias subindo o Rio São Francisco, partindo de Piaçabuçu, durante a Semana Santa, numa expedição junto com pesquisadores e artistas. 2 – Realizada premiação das Escolas de Samba e dos grupos de Bumba-meu-Boi que desfilaram no carnaval.

18 – Reunião com artistas e representantes do setor Público ligados à Cultura, como resultado dos debates

27 – Os cinco anos do Cine Sesi Pajuçara foram comemorados com a exibição de filmes com temática musical e shows ao vivo.

A programação prosseguiu de 31 de maio a 3 de junho com um panorama dos principais documentários da temporada e a exibição do curta “Sandoval Caju – além do conversador”. O que mais: A cantora alagoana Pauline Alencar é uma das finalistas do concurso mundial de canto Avon Voices, nos Estados Unidos, com votação pela Internet.

junho 3 – As Políticas Públicas de Cultura foram o tema do debate na sessão pública especial que ocorreu na Assembléia Legislativa. 4 e 5 – A conturbada relação homem-meio ambiente foi a matéria-prima do novo espetáculo da Companhia de Dança Maria Emília Clark, Evergreen, apresentado no Centro de Convenções. Nos dias 17, 18 e 19, será a vez das apresentações no palco do Deodoro.

4 – Histórias criadas por moradores de povoados ribeirinhos do Baixo São Francisco, do agreste alagoano e sertão mineiro, tecidas por bordadeiras, artesãos, pescadores, educadores e quilombolas, ganharam as páginas de um livro (Selo Passarada) e de quatro audiolivros patrocinados pela Funarte. Organizados pelas jornalistas Simone Cavalcante e Claudia Lins e pelo músico Janeo Amorim, as publicações foram lançadas nessa data no

(foto), artista plástico alagoano recentemente homenageado com o nome de uma galeria de arte e com exposição aberta.

Ponto de Cultura para o Desenvolvimento em Arapiraca e na cidade de Taquarana. 5 – Artistas alagoanos realizaram o show Até debaixo d’água, em solidariedade à produtora Ábia, que teve a casa atingida por uma enchente. 7 – As festas juninas em Maceió foram o tema do caderno.

18 – O evento O Clima Bom de Jorge Calheiros – Cordéis e outros encantos reuniu diversos artistas e atrações, além do público em homenagem ao cordelista, na Praça do Osman Loureiro.

13 – Morreu Fernando Lopes

19 – Uma história que continua

sendo contada revelou, nas páginas de O JORNAL, a história do quarteirão onde hoje funcionam o Espaço Cultural e a Residência Universitária, no centro da cidade. 28 – O IV Arraiá da Pitanguinha, que aconteceria no Centro de Convenções no último dia 4, com entrada paga, foi transferido para essa data e realizado na rua, aberto ao público, com atrações locais e de outros estados.

julho 7 – Morreu Manoel Apolinário da Silva, 75 anos, mais conhecido como Tororó do Rojão. O silêncio da sanfona foi o título escolhido para a matéria do dia 9. 15 – Sétima arte de casa nova foi o nome da matéria que saudou a inauguração do Cinema Kinoplex em Maceió, do Grupo Severiano Ribeiro. Com modernas instalações, o cinema tem uma das maiores salas com tecnologia 3D do Brasil.

18 – O Teatro de Arena Sérgio Cardoso foi contemplado no programa Funarte Para Espaços Cênicos – edital Funarte de Doação de Equipamentos de Iluminação Cênica 2011. De 499 propostas recebidas, apenas 20 foram selecionadas. 21 – Foi entregue à comunidade de Penedo a Igreja da Ordem Primeira, no Convento Franciscano de Nossa Senhora dos Anjos, datado dos

séculos 18 e 19, recuperado após obras de restauro. 24 – O desenhista e escultor penedense Castanha (foto), famoso por representar personalidades alagoanas e brasileiras, foi o tema do especial do domingo do Caderno Dois. 25 – Divulgada programação do Teatro Deodoro é o Maior Barato para 2011. O projeto, que existe

desde 1999, não era realizado desde 2008 devido às reformas no teatro. Subiriam ao palco os espetáculos Devassas, de Ivana Iza; Olho nu fitando átomo, de Gato Zarolho; Meu Pé-de-Fulô, da Cia. Teatro da Meia-Noite; Minhas Alagoas são outras, do Grupo Poesia Musicada no Pandeiro; Versos de um Lambe-Sola, do Grupo Joana Gajuru; Hinos à Paisana, de Eliezer Setton; Desnuda, da Saudáveis Subversivos; Pros Pés, de Jurandir

Bozo; Arena, de Ricardo Lopes; Nara no choro e no samba, de Nara Cordeiro; Guerreiro da Luz, de Tony Câmara; Um encontro com a dança, da Jeanne Rocha Academia e Curso de Licenciatura de Teatro da UFAL e Cada vez melhor, da Fator 4. 26 – A matéria Quando nem a arte imagina, falou sobre o ator alagoano assassinado, Denílson Leite, 35. Continua na página B3


B3

O Jornal l Maceió, 1º de janeiro de 2012 l Domingo

Variedades De olho no Patrimônio Alessandra Vieira alessandra@ojornal-al.com.br

Convênios para a cultura

N

esta semana, o governo do Estado de Alagoas e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) firmaram dois convênios que garantem a preservação do patrimônio histórico de Alagoas. O primeiro prevê a Salvaguarda e Proteção do Patrimônio Cultural Imaterial em Alagoas e o segundo trata da segunda etapa de restauração da Igreja Nossa Senhora Mãe dos Homens, do município de Coqueiro Seco. A notícia foi divulgada pela Assessoria de Imprensa do governo. Segundo destacou a Assessoria, o primeiro convênio “tem como objetivo aplicar a nova metodologia de ação do Departamento de Proteção Imaterial/Iphan que escolheu os estados de Alagoas e Santa Catarina como projeto piloto para mapeamento e inventário completo das expressões culturais imateriais em todo seu território, ou seja, nos 102 municípios. E com isso gerar ações de salvaguarda, proteção e divulgação desse patrimônio Cultural Imaterial. (...) O segundo trata da continuação das etapas subsequentes de restauração da Igreja que foi recentemente reconhecida, a partir de 16 de dezembro de 2011, como Patrimônio Histórico Nacional, através de seu Tombamento Provisório pelo Iphan”.

www.j2012.com.br cultura@ojornal-al.com.br

agosto 4 – O musicista alagoano Douglas Nascimento foi um dos quatro brasileiros selecionados entre mais de 400 cantores líricos de várias partes do mundo para Festival Internacional na Alemanha.

aprovou a seleção de mais onze mestres ao Registro do Patrimônio Vivo. Entre eles, estão o cordelista Jorge Calheiros, o artesão João das Alagoas e o mestre de Guerreiro Artur Moraes.

4 – Dando continuidade ao projeto Quinta no Arena, o mês do Folclore começou com a estréia do grupo Caçuá (foto), de Piaçabuçu, com o espetáculo Cantando a Vida, em homenagem à Mestra Grianura, e voltou no dia 11.

12 e 13 - A Cia Nêga Fulô, de Alagoas, e o Polizonteatro, de Montevidéo (Uruguai), estrearam a coprodução Reis do Sol, baseada na história e mitos dos cangaceiros do Nordeste brasileiro. O projeto foi selecionado pelo Iberescena e cumpriria temporada em cidades brasileiras e uruguaias.

4 - Publicada no Diário Oficial do Estado de Alagoas a resolução do Conselho Estadual de Cultura que

namentos sobre tempo e memória através da fotografia. 15 – Encontro no Teatro de Arena promoveu debate entre a classe artística e a Funarte sobre as necessidades de capacitação para as Artes Cênicas de Alagoas, com o representante da Fundação Nacional de Artes (Funarte) no Nordeste, Reinaldo Freire (Naldinho), artista oriundo de Maceió.

15 – O antigo Cine Plaza voltou

brevemente somente para fazer sua última exibição, com a obra Instante Impreciso, dirigida pela fotógrafa e artista alagoana Renata Voss. O trabalho pretendia levar questio-

29 - O artista João das Alagoas, de Capela, abriu exposição de suas esculturas em barro na Secretaria de Cultura de Viçosa em comemoração à Semana do Folclore.

7 a 11 – Foi um sucesso a 2ª edição da Flimar, a Festa Literária de Marechal Deodoro, que reuniu renomados escritores do país, de Alagoas e até estrangeiros. O homenageado foi o poeta Lêdo Ivo.

das tradições populares alagoanas. Foi sócio-fundador do bloco Pinto da Madrugada e ex- secretário de Cultura do município. A matéria do dia 20, Um eterno mestre popular, foi dedicada a sua memória.

no tempo, das alagoanas Camila Cavalcante e Karla Melanias, com fotografias em cores e preto-e-branco.

9 – Um dos últimos instrumentistas a tocar o instrumento, Joelson dos 8 baixos apresentou-se no Teatro Deodoro com convidados no show memorável Mestres da Sanfona.

18 – Um dos mais recentes Patrimônios Vivos de Alagoas, o cordelista Jorge Calheiros, foi tema de texto da repórter Elô Baêta.

setembro

Igreja de Nossa Senhora Mãe dos Homens

2 e 3 – Nise da Silveira – Senhora das Imagens, com dramaturgia e direção de Daniel Lobo, foi exibido no Deodoro.

17 – Morreu Marcial Lima (foto), aos 67 anos, considerado um dos mais representativos pesquisadores e incentivadores

20 – Teve início a exposição recorde de público em 2011 na Pinacoteca Universitária, Eternecer – apesar do tempo permanece em nós, apesar de nós permanece

21 – Angústia, do escritor alagoano Graciliano Ramos, completou 75 anos e ganhou edição especial. 25 – Matéria com o patrimônio vivo de Alagoas, um dos maiores representantes da cantoria de viola em Alagoas, João de Lima. 28 – Início do 1º Festival de Cinema Universitário de Alagoas que prosseguiu até 2 de setembro.

outubro 4 – A Associação Teatral das Alagoas (ATA) levou o espetáculo O Patinho Feio (foto), de Lauro Gomes, ao palco do Teatro Deodoro, em comemoração ao mês das crianças.

Recursos

De acordo com o técnico do Iphan em Alagoas, Sandro Gama, a escolha de Alagoas para o primeiro convênio deu-se pelo tamanho territorial e pelo reconhecimento do relevante Patrimônio Imaterial que possui. O valor total de recursos aplicados nessa ação, R$ 2.400.000,00, são oriundos de recursos próprios do Governo do Estado, via Secretaria de Estado da Cultura (Secult) e Iphan, sendo 1.920.000,00 do Iphan e R$ 480.000,00 do Estado. O prazo para a execução do convênio é de dois anos. O valor para o segundo convênio é de R$ 1.250.000,00, sendo 1.000.000,00 do Iphan e R$ 250.000,00 de contrapartida do Governo do Estado.

Ano de Portugal no Brasil

Da Vinci

Pesquisadores italianos realizam perfurações em afrescos do Palazzo Vecchio de Florença, que supostamente estaria ocultando uma obra-prima desaparecida de Leonardo Da Vinci. Eles acreditam que atrás do afresco "A Batalha de Marciano", de Giorgio Vasari, haja uma segunda parede, que teria servido de tela para a obra inacabada de Da Vinci "A Batalha de Anghiari". Entretanto, outro grupo de cerca de 150 historiadores e acadêmicos encaminhou um abaixo-assinado pedindo o fim das perfurações que, acreditam, poderá causar sérios danos ao trabalho de Vasari, tido como um importante pintor da Renascença. A notícia é da BBC Brasil. Neste e no próximo ano será celebrado o Ano de Portugal no Brasil. A ideia é mostrar a criatividade e o conhecimento português nas artes, na cultura, no pensamento, na ciência, na investigação, na inovação tecnológica e na economia. O programa das comemorações tem início em 7 de setembro de 2012 (Dia da Independência do Brasil) e termina em 10 de junho de 2013 (Dia de Portugal).

Diretas A revista Condé Nast Traveler listou 14 cidades e monumentos construídos à beira de precipícios por todo o mundo. Estão entre eles, pontos históricos no Himalaia, China e pontos da Europa considerados cartões postais. Os outros são: mosteiros de Meteora (Grécia); Manarola (vila na costa italiana); Templo Xuankongsi (China); catedral El Santuário de Las Lajas (Colômbia); casas suspensas (Equador); Mosteiro de Simonopetra (Grécia); casas no arquipélago South Aegean Sea (Grécia); pequena cidade murada de Bonifácio (França); mosteiro Taktsang (Butão); cidade de Ronda (Espanha); cidade de Postojna (Eslovênia); vilas de pescadores da costa italiana (Vernazza); Taung Kalat Monasterior (localizado em cima de um vulcão, no Monte Popa, na Birmânia); Gyantse Fortazela (Tibet).

18 – Seminário sobre a Lei Municipal de Incentivo à Cultura (Lei 5656), na Fundação Municipal de Ação Cultural. 21 – Começou a V Bienal Internacional do Livro de Alagoas, um dos maiores eventos culturais da região, onde circularam cerca de cem mil pessoas. Foram 102 palestras, 57

oficinas, 315 lançamentos de livros, quatro seminários, um simpósio, 22 mesas-redondas, um fórum, performances, espetáculos e histórias. Diversas editoras participaram com 147 estandes, onde foram expostos 22 mil títulos locais, nacionais e internacionais, de mais de 500 editoras universitárias e comerciais. O Caderno Dois de O Jornal fez uma cobertura especial, direto do Centro de Convenções, nos dez dias de duração do evento.

27 – A 2ª Mostra Sururu de Cinema Alagoano aconteceu de 27 a 30.

27 – Morreu o mestre e Patrimônio Vivo de Alagoas desde 2010, Hilton do Pandeiro, de Capela.

O que mais: Os cinco mil anos da história da arte ocidental foram tema de curso reali-

27 – Entrega do 8º Prêmio Gustavo Leite aos artesãos do ano no Museu Théo Brandão de Antropologia e Folclore – Chico Cigano de Batalha e Zé da Veia de Piaçabuçu. A noite contou ainda com apresentações da Mazurca de Jaramataia e do reconhecido Coco Alagoano do mestre Nelson Rosas, de Arapiraca. zado na Associação Comercial de Maceió, ministrado pelo coordenador de Ação Cultural da Associação, Benedito Ramos.

novembro 7 a 11 – O iluminador Ronaldo Costa (RN) veio mostrar seus conhecimentos na Oficina de Iluminação Cênica.

Estado, o Teatro Deodoro, completou 101 anos. Entre as atrações da programação, show com Oswaldo Montenegro.

9 – O show Coisa de Nêgo levou Igbonan Rocha ao Espaço Cultural do Sesi, dentro do Quarta Cultural, aproveitando a ocasião do Mês da Consciência Negra.

16 – Lançamento do catálogo da exposição Jaraguá Desenhos e Objetos, do artista plástico Hércules Mendes, na Galeria de Artes Fernando Lopes.

28 – Considerado um dos maiores nomes do cinema brasileiro, o cearense Márcio Câmara trouxe a Maceió a Oficina de Trilha Sonora

10 – Obras como Angústia e Memórias do Cárcere, mescladas com trechos da biografia de Graciliano Ramos, foram utilizados pela Cia. Teatral Mestres da Graça para a montagem Pedaços de nós

17 – Início da série de oficinas preparatórias para o Programa BNB de Cultura, edição 2012 – Parceria com o BNDES, que destinará R$ 8 milhões para a cultura da Região Nordeste.

30 – O pesquisador, escritor e historiador Dirceu Lindoso falou sobre a crise no Folclore alagoano em uma palestra no Museu Théo Brandão, e a repórter Elô Baêta conversou com ele e publicou tudo aqui.

mesmos, com dramaturgia e encenação de Lael Correa. 15 – O palco mais importante do

20 – Matéria especial sobre o ativista Abdias Nascimento (foto), falecido recentemente, e que tinha uma relação próxima com a Serra da Barriga.

dezembro 3, 4, 10 e 11 – O Sesc realizou, em Arapiraca, o curso Compondo a cena, para proporcionar um mergulho na história do teatro e um debruçar-se sobre o trabalho do ator. 5 – Abertura do Ateliê Sesc Aberto à comunidade. 8 – A divulgação de que a Articulação dos Grupos da Cultura Popular e Afro-Alagoana havia programado realizar uma grande festa em homenagem a Iemanjá fez com que órgãos do Poder Público Municipal tentassem reprimir, mais uma vez,

12 – O orçamento de 2012 da Prefeitura de Maceió para a Cultura foi discutido em sessão pública.

a manifestação cultural e religiosa. Setores da sociedade saíram em defesa do movimento afro e a Festa das Águas ocorreu com tranquilidade na praia de Pajuçara.

27 – A banda alagoana Projeto Sonho lançou virtualmente seu primeiro trabalho, um EP com cinco músicas intitulado Estação.

10 a 13 –Funarte e Diteal ofereceram uma oficina de cenografia com um dos maiores nomes da área, José Dias. 11 – O projeto Autorretrato – o Nordeste que é a nossa cara foi o assunto da matéria publicada. 12 – Realizada a última edição do projeto Engenho de Folguedos do

ano, com o Guerreiro Campeão do Trenado (foto) e o Coral Folclórico de Alagoas, no MTB.

30 – Lançado o sexto CD do cantor e compositor Wado, com parcerias como Chico César, Marcelo Camelo, Zeca Baleiro e outros artistas de renome nacional. Samba 808 já foi eleito pela mídia alternativa nacional como um dos melhores do ano.


B4

O Jornal l Maceió, 1º de janeiro de 2012 l Domingo

Variedades

www.j2012.com.br cultura@ojornal-al.com.br

Roteiro Em Breve Tudo pronto para a 3ª edição da Festa dos Anos 80 no próximo dia 14, no Clube dos Fumicultores de Arapiraca. O evento, um dos mais animados do interior alagoano, terá a participação da Banda Pernambucana Trepidant’s do Recife. Participação especial do DJ Zarão. Mais informações e reservas de mesa: (82) 91027202/3482-7491.

Zapping

Por Alberto Pereira Jr.

Pastor diz que segue na Band

A

Band divulgou nesta semana a sua programação de 2012, excluindo o programa religioso 'Show da Fé' do horário nobre. A atração seria substituída diariamente por reprises de atrações da emissora e séries. Ontem, porém, durante os cultos da Igreja Internacional da Graça de Deus, foi anunciado que o pastor R.R. Soares fechou um novo contrato com o canal por mais cinco anos. No compromisso, o 'Show da Fé' saltará dos atuais 25 minutos para uma hora de duração e será exibido entre as 21h e as 22h. Neste ano, R.R. Soares pagou cerca de R$ 5 milhões por mês por seu espaço no horário nobre da Band. Procurada pela coluna, a emissora não respondeu.

Adrenalina

O 'Domingo Espetacular' exibe uma reportagem especial em um paraíso no meio do Caribe. Na atração, o repórter Vinícius Dônola encontrou uma mulher que 'encanta' tubarões. Vai ao ar amanhã, na Record.

Locação

Glória Perez anunciou ontem, no Twitter, que o morro do Alemão, no Rio, será uma das locações de sua próxima novela das nove da Globo. A favela foi pacificada neste ano.

“Saudades de Elis – 30 anos” fará uma homenagem a grande intérprete Elis Regina no dia 19 de janeiro de 2012, no Teatro Gustavo Leite (Jaraguá). O show, idealizada pela produtora cultural Silvana Chamusca, levará ao palco Leureny Barbosa, Wilma Araújo, Igbonan Rocha, Wilma Miranda, Dida Lyra, Cris Braun, Fernanda Guimarães, Nara Cordeiro, Junior Almeida, Elaine Kundera e Irina Costa. A noite terá a direção musical do experiente Félix Baigon; direção cênica de José Márcio Passos; e a presença da banda composta por Dinho Zampier (teclado), Jiuliano Gomes (teclado), Van Silva (baixo), Tony Augusto (guitarra) e Allyson Paz (bateria). Venda de Ingressos a partir do dia 29 de dezembro no Stand Sue Chamusca (Maceió Shopping). Ingressos: R$ 40 e 20 (meia) – platéia; R$ 30 e 15 (meia) – mezanino. Mais informações: (82) 9106-2665. No próximo ano, o padre Fábio de Melo volta aos palcos para uma série de shows de lançamento do novo CD e DVD, No Meu Interior Tem Deus. Em Maceió, a apresentação está marcada para o dia 05 de fevereiro, às 19h, no Ginásio do Sesi, bairro Trapiche da Barra. Ingressos: Livraria Paulinas, Maceió Shopping e Livraria Paráclitos. Mais informações: (82)8832-4662. Em cartaz Os salões de arte contemporânea da Pinacoteca Universitária (Espaço Cultural, Praça Sinimbu) oferecem ao público a exposição Lixo ou Arte? (que nem roupa), do artista carioca Raimundo Brito, radicado em Belo Horizonte. Abertura às 20h e vistação até 20 de janeiro de 2012. A mostra pretende questionar a consciência ecológica de cada cidadão ao descartar objetos que podem ser reaproveitados evitando, desta forma, o acumulo de rejeitos no planeta Terra.

Glu-glu 1

'Vida de Mallandro' será o nome do reality que Sérgio Mallandro irá protagonizar no Multishow, com estreia prevista para depois do 'BBB 12'.

Glu-glu 2

A atração terá 13 episódios, gravados no Rio e em SP, com produção da Urca Filmes e direção de Pedro Henrique Peixoto.

Prato

Carla Pernambuco, que foi conselheira em 'O Aprendiz 8', renovou com a Fox e gravará 26 episódios do programa 'Brasil No Prato 2', do canal Bem Simples.

Papo

Falando no Bem Simples, Palmirinha Onofre está negociando com o canal.

Papel

Deo Garcez estará em 'Carrossel'. Na novela do SBT, ele será o senhor Morales, benfeitor da escola onde ocorre a trama do folhetim.


B5

O Jornal l Maceió, 1º de janeiro de 2012 l Domingo

Religião

www.j2012.com.br cultura@ojornal-al.com.br

Juventude e fé

Alagoas receberá a Cruz da Jornada Mundial dos Jovens Símbolo da evangelização dos jovens estará em Maceió nos dias 11 e 12 de janeiro

jornada anual pelas dioceses do país sede de cada JMJ internacional, como um meio de preparação espiritual para o grande evento”, explicou o padre Valmir Galdino. De Alagoas, a cruz e o ícone seguem para Xexéu em Pernambuco, onde começam uma nova trajetória.

Alexandre H. Lino alexandrehenriquelino@yahoo.com.br

M

aceió recebe nos dias 11 e 12 de janeiro a Cruz da Jornada Mundial da Juventude e o Ícone de Nossa Senhora – dois dos mais importantes símbolos para os jovens católicos de todo o mundo. O encontro denominado Bote Fé tem como finalidade a evangelização da juventude e vai reunir os três bispos que atuam em Alagoas. Este é um evento preparatório para a Jornada Mu n d i a l d a Ju v e n t u d e marcada para o Rio de Janeiro, em julho de 2013 e que terá a visita do papa Bento XVI. Tanto a cruz, como o ícone, são enviados com antecedência pelo Vaticano ao país que receberá a JMJ. Segundo o padre Valmir Galdino, designado pela Arquidiocese de Maceió como organizador do evento, a Cruz

Chegada da Cruz Peregrina a Itabuna, no sul da Bahia

da Jornada Mundial da Juventude, é de madeira e tem 3,8 metros. “Ela foi entregue pelo papa João Paulo II aos jovens para que a levassem por todo o mundo, a todos os lugares e a todo tempo”, afirmou. Já em 2003, o mesmo Papa João Paulo II deu aos jovens um segundo símbolo de fé para ser levado pelo mundo, acompanhando a Cruz da JMJ: o Ícone

de Nossa Senhora, uma cópia contemporânea de um antigo e sagrado ícone encontrado na primeira e maior basílica para Maria a Mãe de Deus, no Ocidente, Santa Maria Maior. Desde 1984, a Cruz da JMJ vem peregrinando pelo mundo, por todos os continentes. “Em 1994, começou um compromisso que, desde então, se tornou uma tradição: sua

PEREGRINAÇÃO Os dois símbolos chegaram ao Brasil em setembro. A Cruz e o Ícone vão percorrer 275 dioceses no Brasil até a vinda do Papa Bento XVI para a Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro. Os símbolos da Jornada devem passar por todos os 17 regionais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. Estão também previstas 19 grandes festas nas capitais brasileiras, todas com o nome “Bote Fé”. Em dezembro de 2012, a Cruz e o Ícone deixam o Brasil e visitam Paraguai, Uruguai, Chile e Argentina; retornam em janeiro de 2013 para o Sul do Brasil. A etapa final acontecerá no Sul de Minas, no Vale do Paraíba (SP) e, finalmente, no Estado do Rio de Janeiro, onde chegam em abril de 2013. Veja no box os locais que os símbolos vão percorrer:

Programação 11 de janeiro de 2012: - 10h: Chegada na Barra de São Miguel e carreta - 11h: Acolhida na Paróquia São Pedro Pescador-Francês - 12h: Parada e reflexão próximo ao DETRAN(Paróquia São José) - 13h: Santa Missa – Catedral de Nossa Senhora dos Prazeres - 15h: Celebração da Via-Sacra - Catedral - 17h: Reza do Terço Mariano e da Misericórdia - Catedral - 18h: Santa Missa – Catedral - 19h: Procissão Luminosa rumo à Praça dos Martírios - 20h: Show Católico - 23h: Grande Vigília de Oração

12 de janeiro de 2012: - 06h: Santa Missa - 08h: Adoração ao Santíssimo Sacramento - 09h: Reza do Terço - 10h: Reflexão - 11h: Bênção do Santíssimo Sacramento / Santa Missa - 12h: Carreata para a cidade de Xexéu(PE) com Paradas: - Paróquia de São Francisco (Santos Dumont) - Paróquia Sagrados Corações (Forene) - Paróquia São Sebastião (Rio Largo) - Paróquia São Sebastião (Messias) - Paróquia São Benedito (Flexeiras) - Paróquia São São José (J. Gomes) - Paróquia São São José (N. Lino) - Capela da Imaculada Conceição (Jundiá) - Paróquia N. Sra. do Carmo (Colônia)

pedido de paz

Calendário

procissão histórica

Lavagem das escadarias de igreja

Evangélicos ganham dia em sua homenagem

Penedo celebra Bom Jesus dos Navegantes

Mônica Lima cultura@ojornal-al.com.br

O

início do ano litúrgico para os adeptos das religiões de Matriz Africana começa a partir do próximo dia 8, com a tradicional Lavagem das Escadarias da Igreja do Bonfim, no Poço. Essa é a 10ª edição do evento promovida pela Casa de Iemanjá, que tem à frente o babalorixá Célio Rodrigues, em conjunto com a Rede de Religiões de Matriz Africana. A cerimônia reúne anualmente mais de mil pessoas entre religiosos e simpatizantes. Pela programação, a partir das 15h, começa a concentração no Largo São João, no Jacintinho. De lá, eles seguem em direção à Igreja do Senhor do Bonfim, onde as ialorixás e

os babalorixás e simpatizantes farão a lavagem das escadarias com a água de Oxalá, pedindo que 2012 seja um ano de paz, prosperidade e realização para todos os brasileiros. Na oportunidade, os religiosos farão uma celebração com soltura de pombos brancos que representam a paz e a liberdade de um povo que luta em defesa do direito de professar a sua fé e contra todas as formas de preconceito. Divindade Após a celebração, o cortejo seguirá pelas ruas do Poço em direção a Casa de Iemanjá (Ponta da Terra). Além dos religiosos, o evento contará com a participação de diversos grupos ligados à cultura afro brasileira. Senhor do Bonfim é uma

das divindades mais respeitadas do panteão africano. No sincretismo religioso tem sua imagem ligada à figura de Jesus. Na cultura Ioruba é responsável pela existência de todos os seres do céu e da terra. A maior festa da lavagem das escadarias da Igreja do Senhor do Bonfim acontece em Salvador, onde a cerimônia é realizada desde 1754, época em que os escravos eram obrigados a lavar as escadarias da Igreja para a festa do santo que acontece no segundo domingo depois do Dia de Reis. Na década de 50, autoridades eclesiásticas proibiram as baianas de lavarem o interior da Igreja, por isso elas lavam somente a escadaria com água perfumada e muitas flores.

A

partir de agora, 28 de dezembro é Dia do Evangélico no calendário oficial de Porto Calvo, graças ao projeto de lei de autoria do vereador Juvenal Veiga, que é evangélico, sancionado pelo prefeito Carlos Eurico. Para assinalar a data, a Assembleia de Deus realizou uma cruzada com caminhada pelas ruas da cidade e uma grande festa com a participação do cantor Samuel Mariano, de Pernambuco, e do pastor Angelo Galvão, de São Paulo. Além de celebrar a nova data, a igreja comemorou também o ano de seu centenário no país. A congregação na cidade é conduzida pelo pastor José Rodrigues Pereira.

Roberta Cólen * cultura@ojornal-al.com.br

O

município histórico de Penedo realiza no período de 2 a 10 a tradicional festa do Bom Jesus dos Navegantes. Há 128 anos a festa acontece com a procissão de barcos enfeitados pelas águas do Rio São Francisco. Anualmente, a população acompanha o cortejo, revelando a fé que herdou de seus ancestrais. O evento é um dos mais esperados da região, atraindo também caravanas de religiosos de Alagoas e de outros estados. Quem for a Penedo não i r á s e a r re p e n d e r, u m a programação diversificada

foi elaborada para atender a todos os gostos do religioso ao profano. Todos os dias, ao primeiro raio do sol, haverá Salva de Fogos e Toque do Sino e à noite, Oração do Ângelus, missa e terço. As noites serão movimentadas com apresentações de equipes do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Marinha do Brasil, banda Dominus, grupos folclóricos, entre outros. Na programação profana, estão previstas as atrações Galã do Brega, Cavaleiros do Forró, Kel Monalisa, a cantora Joana e o cantor pernambucano Alceu Valença. * Sob a supervisão da Editoria de Cultura; com assessoria


B6

O Jornal l Maceió, 1º de janeiro de 2012 l Domingo

Social

www.j2012.com.br cultura@ojornal-al.com.br

Mônica Bergamo

bergamo@folhasp.com.br Eduardo Knapp/Folhapress

Elas colecionam Barbies, bebem champanhe em taça de ouro, usam R$ 700 mil em joias num dia --e vão mostrar tudo isso num reality show que estreia amanhã "Você demorou e começamos a beber! (risos)", diz a socialite Valdirene Marchiori, 36, champanhe na mão, em seu apartamento de 850 m nos Jardins. O look é vermelho: vestido Valentino, sapatos Christian Louboutin, "pra não perder o costume", e bolsa Louis Vuitton. Está acompanhada da amiga, a arquiteta e decoradora Brunete Fraccaroli, 48, de branco: vestido Reinaldo Lourenço, bolsa Chanel e salto Louboutin. E gorros de Papai Noel. A partir de amanhã, Val, paranaense que se tornou célebre em SP depois de estampar a capa da "Veja SP" afirmando gastar até R$ 75 mil em uma tarde de compras, e Brunete, colecionadora de Barbies que enche de espelhos e cristais os ambientes que decora, vão brilhar em rede nacional. Estarão no ar no reality show "Mulheres Ricas", da TV Bandeirantes. Terão a companhia da socialite carioca Narciza Tamborindeguy, 45, da joalheira Lydia Sayeg, 44, e de Débora Rodrigues, 43, que deixou para trás a militância no MST para virar piloto de Fórmula Truck. Em dez episódios, a atração mostrará o dia a dia e a convivência dessas mulheres bem de vida.

Lydia Sayeg, uma das participantes do Reality Show Mulheres Ricas

Eu sou riiiiiiiica!!!! Marlene Bergamo/Folhapress

Marlene Bergamo/Folhapress

Val, ex-apresentadora de um quadro no programa "Amaury Jr.", diz que usará modelitos próprios. "Hellooo! Você acha que eles têm dinheiro? Por isso querem mulheres ricas. Porque atriz não tem dinheiro! Hahaha", diz à repórter Lígia Mesquita. Ela conta que foi "pobrinha" e vendeu Avon. Hoje é dona de uma transportadora. Foi casada com Evaldo Ulinski, dono do frigorífico Big Frango, que fatura cerca de R$ 1 bilhão. Os dois têm filhos gêmeos e se separaram há um mês. Antes de descer para a garagem, ela pede para a empregada colocar uma champanhe Veuve Clicquot na bolsa térmica, além de uma taça de ouro. E garrafas de água com gás da marca francesa Perrier para Brunete. "Tive pedra no rim e precisei beber muita água. Me falaram que tinha que ser Perrier. Só tomo essa", diz a arquiteta. Dos Jardins, seguem para um heliponto no Jaguaré, em um Porsche Cayenne blindado. Lá, pegam um helicóptero para ir até a escola de samba Unidos de Vila Maria, na zona norte, onde vão realizar um "dia de princesa", com manicure e cabeleireiro, para meninas carentes. Na aeronave, falam do programa. "Vamos mostrar que não é feio tomar champanhe às 10h, ou alugar um jato para ir almoçar no Rio. O dinheiro trocou de mão. A classe C quer ver onde gastar", diz Val. Brunete não gosta do nome da atração. "O brasileiro detesta gente rica. Sou poderosa, batalhadora. Não sou milionária. O que eu ganho, gasto. A gente não pode ser o defunto mais rico do cemitério." "Qual o problema de ser chamada de rica? Melhor do que de pobre!", fala Val. A decoradora conta que nasceu "milionária", mas o pai perdeu tudo. "Já vivi a vida de milionária, de ter champanhe na minha chupeta, mas também muita dureza."

Val Marchiori e Brunete Fraccaroli chegaram em grande estilo na Quadra da Unidos de Vila Maria para entregar presentes de Natal

Divulgação

Narciza Tamborindeguy, uma das participantes do Reality Show Mulheres Ricas

As duas elegem Narciza a mais "louca" do programa. "Ela é loooouca! A gente é normal", diz Val. Brunete interrompe: "Ela é doce, quer carinho". Val completa: "Ela quer é outras coisas".

da Folha, há dias, dizendo que ela é "louca falida". "A Valdirene diz que sabe de sociologia, quem é ou não rico. Ela que pergunte ao IBGE o que sou. O IBGE é que vai dizer se sou rica."

E conta que durante a gravação de um voo de helicóptero no Rio, Narciza pediu ao piloto para desligar o motor da aeronave e ficar em queda livre por alguns segundos. "Eu gritava: 'Sua ordinária! Vou dar na sua cara. Gosto de helicóptero grande, não dessa porcaria aqui'. Eu falava pra ela: 'Sei que você é louca por causa de outras coisas. Tenho dois filhos pra criar'." Brunete pede: "Para, cachorra! Ela não é mais! Ela não bebeu uma gota de álcool nesse programa inteiro".

Para Narciza, que afirma ter feito duas faculdades e falar quatro idiomas, quem nasce sem nada dá valor às coisas materiais. "Já eu nasci com tudo. Gosto de andar descalça, abraçar árvores." E também de "cultivar amigos. Você sabe que eu namoro o escritor Guilherme Fiuza, né? Ele escreveu 'Meu Nome Não É Johnny'. Sabe?" Encerra com um pedido: "Fale bem de mim, tá? Diz que tenho o orfanato 'Lar de Narciza'".

Narciza concorda que é louca. Mas de "alegria, bom astral, originalidade", diz, por telefone, da ilha de Ivo Pitanguy, em Angra dos Reis (RJ). "Topei participar do programa porque minha vida é divertida. Vim ao mundo para provar que a vida é bela." Ela interrompe a conversa: "O barco vai sair agora? Não posso ir!", avisa a alguém que a chama. E volta ao papo. Diz que ficou "triste" com a declaração de Val à coluna Outro Canal,

O voo de helicóptero do Jaguaré ao campo de futebol da escola Vila Maria, improvisado como heliponto, dura 11 minutos. Elas desembarcam. Débora, a ex-MST, já está na quadra. "Tia, você é rica?", pergunta Thais, 11, que vive em um abrigo de crianças em Santana e vai virar "princesa" por um dia. A ex-sem-terra também diz que se incomoda com o nome do programa. "Não sou rica. Vivo de patrocínio, da minha oficina de carro." Depois do evento, Val e Brunete retornam aos Jardins de carro, pois o

helicóptero está em uso comercial. Fred, motorista-segurança da paranaense, tem a missão de cuidar da taça de ouro na qual ela bebe champanhe. Um funcionário da escola de samba pergunta se "dá pra sentir gosto de ouro quando você bebe". "Não bebo. Só seguro [a taça]." "As pessoas não entendem que quando o rico faz 'pou' [barulho da rolha saindo da garrafa], faz o cara que fabrica vidro ganhar [dinheiro], o garçom, o cara do rótulo. Quer que eu continue a cadeia de pessoas que ganharam dinheiro com um 'pou' da champanhe?", diz a joalheira Lydia Sayeg em sua loja, no Jardim Paulistano, com uma taça borbulhante nas mãos. E mais anéis, pulseira e brincos de diamantes. "Hoje tô com uns R$ 700 mil [em joias]." Sayeg afirma que ela e suas colegas de programa não são "peruas" e que a atração vai mostrar "o luxo e o desejo de ter coisas bonitas". Quase em casa, Val revela que um partido a convidou para ser candidata a deputada. O slogan ela já tem: "Não vote mal, vote na Val". Se eleita, garante que vai "dar uma limpada no Planalto. E só quero fazer creches lindas e rosas". Brunete assina embaixo: "A gente faria muitas coisas boas pro Brasil".


O Jornal l Maceió, 1º de janeiro de 2012 l Domingo

www.j2012.com.br l esportes@ojornal-al.com.br

Esportes O Jornal Rali Dacar é a primeira grande atração esportiva do ano 6e7

CRB e CSA estão prontos para estrear na Copa SP

3

Sem medo de altura Alagoas recebe paraquedistas de destaque no Sky Comics Tropical Boogie

4e5


www.j2012.com.br l esportes@ojornal-al.com.br

2

O Jornal l Maceió, 1º de janeiro de 2012 l Domingo

Esportes O Jornal

BatePronto Victor Mélo jornalistavictor@gmail.com

Futebol alagoano em alta

O

ano começa hoje trazendo esperanças para o futebol alagoano. Em festa pelo seu centenário, o CRB retorna à Segunda Divisão do Brasileiro e também tenta retomar o caminho dos títulos no Estadual. O ASA teve uma temporada positiva em 2011 e projeta melhorias. Atual campeão alagoano e com a permanência confirmada na Série B, o Alvinegro espera evoluir enquanto clube e time. As cotas de TV e as expectativas de bons contratos de patrocínio impulsionam ASA e CRB e dão razão para as torcidas esbanjarem confiança. O CSA teve um ano difícil em 2011. O Azulão quase foi rebaixado no Alagoano e só não ficou sem atividade por mais de seis meses porque aceitou o convite da Federação Alagoana para disputar o Estadual da Segunda Divisão. O torcedor espera que o novo time impulsione voos bem mais ousados ao maior detentor de títulos de Alagoas. Para mudar o cenário, o técnico Celso Teixeira iniciou a pré-temporada ainda no mês de novembro e está em avançado estágio de formação da equipe. Nesse período, o CSA já disputou dois amistosos, contra Comercial e Porto-PE, e tem uma base definida para a estreia no Estadual contra o rival CRB, dia 14, no Estádio Rei Pelé. Os três grandes de Alagoas animaram as torcidas com a formação de seus elencos e devem levar multidões aos estádios nos meses que se seguem. Com os trens pagadores nos trilhos, os demais clubes do Estado tendem a lucrar. Por isso, estou otimista em relação à temporada. Nossos times precisam ainda de organização e planejamento, mas sobreviveram recentemente às tempestades e demonstraram capacidade de recuperação.

O retorno

A grande notícia da última semana do futebol alagoano foi o retorno do meia Didira ao ASA. O jogador era o diferencial do time na Série B de 2011 e diminuiu muito a força do Alvinegro quando acertou sua transferência para o Atlético-MG. O clube de Minas dispensou o atleta na última segunda-feira e, imediatamente, ele definiu sua volta a Arapiraca. Está em casa.

A voz do povo

Com Didira, a torcida do ASA projeta um meio-campo forte para a disputa do Estadual. O técnico Leocir Dall´Astra mal conhece os jogadores do elenco, mas a massa alvinegra já está escalando o setor criativo com Cal ou Jorginho, Audálio, Tales e Didira.

Curto-Circuito A diretoria do CSA ficou chateada com o assédio do Sport Atalaia ao meio-campista Anderson e avisou que não libera o volante para outro clube alagoano. O técnico do Azulão, Celso Teixeira, pediu paciência à torcida e à diretoria com o meia Adriano. Segundo o treinador, fisicamente, o jogador está muito abaixo do restante do elenco e precisa de tempo para entrar em forma.

O lateral Daniel Alves, do Barcelona, entrou na lista do L´Equipe como o melhor jogador da Europa em sua posição

Perdendo força Do meio para frente, Brasil não tem destaques no futebol da Europa PARIS e RIO - O tradicional jornal esportivo “L’ Equipe”, da França, escolheu dois jogadores brasileiros para a seleção dos melhores do ano no futebol europeu. Os eleitos foram os laterais Daniel Alves (Barcelona) e Marcelo (Real Madrid), dois defensores e, ambos, jogadores de times da Espanha. É mais um exemplo de que o futebol pentacampeão do mundo, conhecido e admirado pelo jogo bonito e pela habilidade de seus jogadores de meio-campo e ataque, precisa rever alguns conceitos para voltar a ter a força e o prestígio que sempre o caracterizaram e influencia-

ram outras equipes ao redor do planeta. Na verdade, não chega a ser surpresa a ausência de brasileiros no meio-campo e no ataque da seleção do prestigioso jornal francês. Afinal, hoje não há um brasileiro como principal destaque dos grandes times europeus, como era hábito há alguns anos. O único brasileiro que poderia fazer parte da lista é o também defensor Thiago Silva, que saiu do Fluminense para o Milan em 2009. A seleção do “L’Equipe” também confirma a ótima fase do futebol espanhol. Dos 11 escolhidos, cinco são espanhóis: Piqué, Busquets, Xavi e Iniesta, todos do Barcelona, além de David Silva (Manchester United). Detalhe: nenhum defende o Real Madrid. Mas o clube da capital espanhola está representado por Marcelo e Cristiano Ronaldo. Completam a lista o goleiro alemão

Neuer (Schalke 04), o sérvio Vidic (Manchester United) e o craque argentino Messi (Barcelona). O atual campeão do mundo teve cinco jogadores escolhidos. Entre os 11 selecionados, não há um único jogador inglês. Marcelo começou a carreira no Fluminense, onde fez apenas 30 jogos, e se transferiu para o Real em 2007. Foi convocado para a seleção em 2006, mas não foi à Copa da África do Sul. Desentendeu-se com Dunga, foi cortado da Copa América e voltou a ser convocado por Mano Menezes este ano. O lateral-direito Daniel Alves começou a carreira no Bahia e jogou no Sevilla antes de se firmar no Barcelona, no qual ganhou todos os títulos possíveis. Conquistou a Copa América de 2007 com a seleção e foi à Copa da África do Sul como reserva de Maicon.


O Jornal l Maceió, 1º de janeiro de 2012 l Domingo

www.j2012.com.br l esportes@ojornal-al.com.br

3

Esportes O Jornal

Vestibular da bola Garotos de CRB e CSA estreiam na próxima quarta na Copa São Paulo Sub-18

Azulão pega o Taboão da Serra, dia 7, às 15h, e o São Caetano, no dia 10, às 13h. Regulamento Na primeira fase da Copinha, os 96 times vão ser divididos em 24 chaves. Os primeiros colocados de cada grupo e os oito segundo melhores avançam para a segunda etapa da disputa, que vai contar com 32 clubes.

Victor MÉlo jornalistavictor@gmail.com

A

dupla CSA e CRB começa a disputar a partir da próxima quarta-feira a Copa São Paulo Sub-18. Os clubes decidiram o Estadual da categoria no ano passado e, assim, garantiram as vagas ofertadas ao futebol alagoano. Tanto o Galo quanto Azulão iniciam a jornada no torneio mais tradicional das divisões de base do País contra clubes grandes. A competição vai ser disputada de terça até o dia 25 e conta nesta edição

O técnico Ênio Oliveira foi contratado na semana passada para assumir o comando do time sub-18 do Azulão

com 96 clubes No Grupo R, o CRB enfrenta na primeira rodada o Atlético-MG, que conquistou o título da Copa Future de Belo Horizonte Sub-17, eliminando adversá-

rios fortes, como o Boca Juniors e o Cruzeiro. No Grupo V, o CSA vai enfrentar o Coritiba, às 15h (de Alagoas), no Estádio José Ferez, em Taboão da Serra-SP. O Galo caiu num grupo

Delegações dos clubes alagoanos viajam juntas Os jogadores do CSA viajaram na madrugada de hoje no mesmo avião do CRB. O time treinou no estádio do Mutange até a última sexta-feira sob o comando do técnico Ênio Oliveira, que foi contratado na semana passada para o lugar de Carlinhos Marechal. A assessora de imprensa do Azulão, Hanne Vasconcelos, disse que o time não fechou nenhum patrocínio específico para a competição. Como o novo técnico acabou de assumir o Azulão, o time-base deve ser modificado para a disputa da

competição. De acordo com a assessoria, estão confirmados na delegação os goleiros Erick e Marcos Batinga; os laterais Luanderson, Sivaldo, Thiago Alves e Rodrigo Maxsuel; os zagueiros Jefferson, Casinha, Jefferson Pilar, Paulo, Carlos e Igor; os meias Robson, Jefferson Parrudo, Cassiano e Johnny; e os atacantes Adson, Jouhnatha (é assim mesmo que se escreve), Maurício e Hamilton. Ivanildo No CRB, o técnico José Ivanildo, ex-jogador do clube, está à frente do projeto da

Copa São Paulo. Na semana passada, o time sub-18 treinou duas vezes contra os profissionais, na Pajuçara, e encerrou as atividades em Maceió na última sexta-feira. Segundo a direção, o clube vai gastar 9 mil com a Copa São Paulo. A delegação regatiana conta com os goleiros João Paulo e Erickson; os laterais Negueba, Alefe, Waldeir e Gustavo; os zagueiros Alvinho, Paulo, Yuri e Marcus; os volantes Flavinho e Guefinho; os meias Cabeça, Alison e Thiago; e os atacantes Adilan, Cleber e Diogo. V.M.

forte, que ainda conta com o Desportivo Brasil (joga no dia 7, às 15h), time da Traffic, e o Criciúma (dia 10, às 13h) – todas as partidas sendo disputadas em Porto Feliz-SP. Na sequência, o

Vencedores Na história da competição, os clubes de São Paulo levam ampla vantagem sobre os demais, com 24 títulos em 42 duas edições. O Rio de Janeiro tem oito conquistas e Minas Gerais aparece em terceiro, com cinco títulos. O maior campeão da Copinha é o Corinthians, com sete troféus, seguido pelo Fluminense, com cinco.

CRB e CSA na Copinha Grupo V – TABOÃO DA SERRA Estádio Municipal Vereador José Ferez 04 (qua) 15h Coritiba x CSA 07 (sáb) 15h Taboão da Serra x CSA 10 (ter) 13h CSA x São Caetano GRUPO R – PORTO FELIZ Estádio Municipal Ernesto Rocco 04 (qua) 15h Atlético Mineiro x CRB 07 (sáb) 15h Desportivo Brasil x CRB 10 (ter) 13h CRB x Criciúma *Horários de Alagoas


www.j2012.com.br l esportes@ojornal-al.com.br

4

O Jornal l Maceió, 1º de janeiro de 2012 l Domingo

Esportes O Jornal

Luciano Milano lucianomilano@ojornal-al.com.br

D

esde a última sexta-feira um ‘louco’ se aventura pelos céus de Maceió, tendo do alto uma visão diferente da capital alagoana. A cada 15 minutos, paraquedas tomam conta dos ares da cidade no 1º encontro do esporte no Estado, denominado Sky Comics Tropical Boogie, que vai até o próximo dia 8. Os saltos serão realizados da pista do Aeroclube, no bairro de Santa Lúcia, parte alta de Maceió, a partir das 8h até às 17h. Organizador do maior evento do paraquedismo do Nordeste, Stélio Andrade, há 30 no esporte, conta que a expectativa para o Sky Comics é enorme e destaca que o avião alugado foi o famoso Beech 99, que vem da Alemanha. “É um evento de grande porte realizado em uma bela cidade e com avião especial, de alta qualidade. Unidos, esses aspectos são garantia de que o evento terá sucesso garantido. Quem participar vai poder ver tudo de perto”, declarou o paulista Stélio Andrade, que salta de paraquedas desde os 15 anos, limite mínimo para quem quer praticar o esporte. Stélio explica funciona o processo de seleção para pular de paraquedas. De acordo com o organizador, participam do evento os atletas profissionais e

os amadores, aqueles que desejam experimentar a sensação de estar a 5 mil metros de altitude. “O evento vai contar com paraquedistas profissionais e com aqueles que têm desejo de saltar e nunca tiveram oportunidade. Para estes, há a possibilidade de estar ao lado de paraquedistas do mundo inteiro, porque recebemos inscrições de outros países”, explicou Andrade. Entre os paraquedistas há a alagoana Ruth França, que também dirige o Departamento de Paraquedismo do Aeroclube de Maceió. Ruth começou a competir em 1997. Desde então, ela esteve presente em quebra de recordes da modalidade por todo Brasil. Sky Comics “O paratraz paraquequedismo é um esporte distas q u e j á renomados a encontrou Alagoas e espaço no Brasil e com movimenta destaque no amadores cenário intere profissionais nacional. Acreditamos que o Tropical Boogie s e r á u m g ra n d e sucesso em Maceió”, destacou Ruth França.

Show aéreo


O Jornal l Maceió, 1º de janeiro de 2012 l Domingo

www.j2012.com.br l esportes@ojornal-al.com.br

5

Esportes O Jornal

Iniciantes vão fazer curso rápido para saltar em Alagoas Stélio Andrade contou que desde a última sexta-feira, os iniciantes no paraquedismo foram submetidos a cursos rápidos para poder saltar. “Como o iniciante faz o salto duplo, com um instrutor, ele precisa fazer um curso rápido com algumas instruções. Por exemplo: a gente passa para o interessado a posição que deve ficar no paraquedas e procedimentos gerais em caso de emergência, necessários apenas para prevenção, porque a segurança é a máxima possível”, disse Stélio.

Experiente e com histórico de quase 300 voos, o jornalista e paraquedista Makosan Lima também falou sobre os saltos. “Em geral, a gente salta a 5 mil metros de altitude, com queda livre de 1 minuto e, dependendo de quem está guiando, levamos mais cinco minutos com o paraquedas aberto. Para quem não tem experiência e tem desejo de saltar, pode ir tranqüilo porque os instrutores têm em média 2 mil saltos e sabem bem o que fazem. Além disso, o risco de qualquer acidente é pratica-

mente zero. Quem vai saltar, deve curtir a paisagem, que é maravilhosa, principalmente quando se trata de Maceió”, destacou Makosan. Já sobre a quantidade de atletas, pelo menos 150 paraquedistas estão em Maceió participando do Sky Comics Tropical Boogie. Segundo Stélio Andrade, quebrar recordes também estará em jogo no céu da capital alagoana. “Treinamos muito para executar as formações com perfeição e atingir marcas importantes no Estado. No

próximo ano, quero transformar esse evento no principal do calendário de PQD do País. As paisagens de Alagoas atraem atletas do mundo inteiro e, certamente, eles vão trazer também seus familiares para cá. Vamos também aumentar o fluxo turístico de Alagoas, que já um dos carros-chefe do Estado. Nosso objetivo é fechar com um hotel específico para o evento e dar conforto aos competidores e as pessoas que vierem com eles”, disse o organizador do evento em Alagoas. L.M.

"Em geral, a gente salta a 5 mil metros de altitude, com queda de 1 minuto" MakoSan Lima Paraquedista registrado na Confederação Brasileira

No Brasil, paraquedismo já conta com 275 profissionais O paraquedismo é praticado por desportistas (paraquedistas) que saltam de aeronaves, ou lugares fixos (base jumping), fazendo uso de um paraquedas (invólucro contendo uma vela dobrada desenhada a desdobrar-se aumentando sua superfície de contato com o ar) para diminuir sua velocidade de queda, sendo possível realizar saltos de grandes altitudes sem sofrer danos corporais. Até o registro do dia 13 de julho deste ano, havia mais l275 profissionais cadastrados

junto à Federação Brasileira de Paraquedismo habilitados a ministrar cursos e realizar saltos duplos. Antes de contratar o serviço do profissional, é importante verificar o tipo de habilitação no link da Federeção Brasileira da modalidade. No paraquedismo, o salto duplo é uma maneira fácil, segura e rápida para quem quer experimentar o esporte. Em geral, 15 minutos antes do salto o ‘novato’ passa a ser equipado por um instrutor, que irá explicar como tudo vai acontecer.

A parte técnica do salto é 100 % de responsabilidade do instrutor, você pode se divertir a mais de 3700 metros (12 mil pés) a uma velocidade superior a 200 km/h. Assim como no Sky Comics Tropical Boogie, quem salta tem a opção de levar a filmagem do salto e as imagens fotografadas como lembrança para casa. Na hora do pouso, a habilidade técnica do instrutor e a qualidade dos equipamentos fazem a diferença. Com pousos leves, preciso e muito seguro colocamos você de volta ao chão. L.M.

Atletas vão tentar quebrar alguns recordes durante o Boogie de Maceió

Beech 99 comporta 17 pessoas e é ideal para o evento Stélio Andrade contou que as principais razões de Maceió ter sido escolhida para sediar o evento foram as belezas naturais, o apoio do Aeroclube e a viabilização de patrocinadores. De acordo com o promoter, que também é instrutor de paraquedismo, o Sky Comics se banca com uma arrecadação de R$ 150

mil. “O investimento para a realização do Boogie é muito alto. Só o avião alemão que fechamos recentemente vai se deslocou para Alagoas por R$ 50 mil. O Beech 99 é bem mais rápido que as aeronaves comuns usadas no Brasil, comporta 17 pessoas, e é ideal para o nosso esporte. Por tudo

isso, é importante captarmos recursos com patrocinadores”, declarou o promoter, que começou a saltar em 1982. “Meu primeiro salto aconteceu num período romântico do paraquedismo. De lá pra cá, muita coisa mudou no esporte, mas a paixão é a mesma”, acrescentou Stélio. Ruth França ainda

lembrou na entrevista que o organizador do Sky Comics introduziu o salto duplo no País. “Ele trouxe esta novidade para o Brasil há 25 anos. Hoje, esse tipo de salto já é difundido. No duplo, o acompanhante sente as mesmas emoções do instrutor e não precisa fazer nenhum curso. É uma experiência segura e

inesquecível”, comentou a alagoana. Stélio disse que os saltos vão ser apenas diurnos. “A dificuldade é porque os gastos com voos noturnos são maiores e isso aumentaria até os custos do pacote. No mais, em noite de lua cheia, é perfeitamente possível saltar no escuro”, explicou.


www.j2012.com.br l esportes@ojornal-al.com.br

6

O Jornal l Maceió, 1º de janeiro de 2012 l Domingo

Esportes O Jornal

Caravana da coragem Rali Dacar começa hoje na Argentina e movimenta o Continente por 15 dias

C

ompetidores e imprensa vindos de todo o Planeta já desembarcaram na Argentina, local do início da competição. O Dacar começa hoje, em Mar del Plata, e vai até o dia 15, quando pela primeira vez chegará a Lima, capital peruana. Os números do rali, com pouco mais de 8.300 km de extensão, impressionam. Os dados foram divulgados pela organizadora da competição, a empresa francesa ASO (Amaury Sport Organisation). Com 20 anos, três meses e cinco dias, Lucas Bonetto, que vai competir com quadriciclo, é o piloto mais novo inscrito no Dacar 2012. Em contrapartida, o compatriota Francisco Claudio Regunaschi, que vai disputar a prova com um Toyota Land Cruiser, é o piloto mais velho, com 71 anos, três meses e 19 dias. Serão 190 os países que

O Rali Dacar começa em Mar del Plata e termina em Lima; de acordo com os organizadores do evento, 210 veículos vão participar da competição neste ano

receberão as imagens do Dacar 2012, totalizando 70 emissoras de televisão. Para se ter uma ideia do alcance da prova, na edição 2011, a competição foi vista por 1 bilhão de telespectadores ao redor do mundo. Cerca de 260 jornalistas estão credenciados para a cobertura do rali, e mais de 1.800 pessoas, incluindo produtores e técnicos, também auxiliarão na transmissão do

Dacar. A previsão da ASO é que o tempo total de difusão de imagens veiculadas por todo o planeta deverá chegar a 1.200 horas. 742 é o número de competidores inscritos na prova, incluindo pilotos, navegadores e mecânicos. Já a organização do Rali Dacar prevê o uso de pelo menos 210 veículos durante a competição: 40 carros, 11 helicópteros, 12

aviões, 55 caminhões e cinco ônibus, entre outros. Brasileiros O Brasil terá recorde de pilotos estreantes nas motos do Rali Dakar, a partir de 1º de janeiro. Denisio do Nascimento, Felipe Zanol, Ike Klaumann e Arndt Budweg nunca disputaram o maior e mais perigoso rali do mundo. Nesta mesma categoria, o país

terá ainda José Hélio, Dimas Matos e Vicente Neto, este último é o único entre eles que já conseguiu terminar uma edição com moto. Outros seis brasileiros toparam o desafio entre Argentina, Chile e Peru: são as duplas Jean Azevedo/ Emerson Cavassin e Guilherme Spinelli/Youssef Haddad, ambos na categoria carros, e André Azevedo/Maykel Justo, na dos caminhões.

Organizadores do rali pensam em incluir o Brasil na prova Os organizadores do Rali Dacar destacaram na apresentação da edição 2012 que a competição está cada vez mais internacional, especialmente com uma importante presença na América do Sul, aproveitando que será disputada pelo quarto ano consecutivo neste continente, na Argentina, Chile e Peru. Já o

Brasil, assim como Paraguai e Bolívia, surge como opção para o futuro da prova. “O rali vai naturalmente ao encontro dos pilotos de lá (América do Sul), seduzidos pela competição. Se os argentinos, chilenos e peruanos são os maiores representantes do continente, também podemos destacar a presença

de dez veículos brasileiros, e também da Bolívia, Equador e Venezuela”, afirmou a organização. “Apesar de estar longe de suas raízes (noroeste da África), a prova continua atraindo também competidores europeus”. “ Te m o s p l a n o s p a r a incorporar outros países. Podemos pensar em Brasil,

Paraguai, Bolívia, mas é uma questão de tempo. Nos próximos meses pensaremos também em como será a edição de 2013 e vamos tomar decisões”, disse Etienne Lavigne, diretor da prova. “Há um projeto para fazer um Dacar entre Rio e Lima, com cinco países envolvidos. Eu quero esse tipo de

prova”, disse. Havia a possibilidade de que o rali Rio-Lima ocorresse já em 2013, mas os organizadores do evento chegaram antes a um acordo com o Chile. Neste ano, ao invés de 12 etapas, serão disputadas 14, sendo cinco na Argentina, cinco no Chile e quatro no Peru.


O Jornal l Maceió, 1º de janeiro de 2012 l Domingo

www.j2012.com.br l esportes@ojornal-al.com.br

7

Esportes O Jornal

Peterhansel é um dos favoritos do Rali Dacar deste ano O Rali Dakar de 2012 continua muito distante das dunas de África, mas pode constituir um regresso às origens para o recordista Stéphane Peterhansel, seríssimo candidato ao 10º triunfo na prova rainha de todo-o-terreno.

Sem a oposição da representação oficial Volkswagen, vencedora das três últimas edições, piloto francês é o principal favorito ao triunfo à chegada a Lima, na qualidade de “ponta de lança” da Mini All4 Racing, na qual o portu-

guês Ricardo Leal dos Santos pode aproveitar o potencial de um carro ganhador, apesar de se limitar à retaguarda da equipa. Nas motos, Hélder Rodrigues, motivado pela recente conquista do título mundial

de todo-o-terreno, tem ambições ainda maiores, procurando aos comandos de uma Yamaha repetir, no mínimo, o terceiro lugar conquistado no ano passado, ainda que tenha de enfrentar a forte concorrência das KTM do espanhol

Marc Coma e do francês Cyril Despres. A 33ª edição da prova será a quarta consecutiva realizada na América do Sul, em consequência da anulação do rali em 2008 devido à ameaça de ataques terroristas.


www.j2012 .com.br l esportes@ojornal-al.com.br

8

O Jornal l Maceió, 1º de janeiro de 2012 l Domingo

Esportes O Jornal

A força que vem dos tatames Impulsionado pelas mulheres, Brasil pode ter atletas em todas as categorias do judô em Londres

R

IO - As vagas para o judô nas Olimpíadas de Londres serão definidas até o fim de abril, mas se as disputas fossem realizadas hoje, o Brasil teria representante em todas as 14 categorias da modalidade. O feito, que seria inédito para o País, é reflexo do bom desempenho da equipe nacional, que conquistou 110 medalhas de ouro, 76 de prata e 121 de bronze em 2011. “Em termos de resultados, nunca estivemos tão preparados para as Olimpíadas como agora. Antes, a responsabilidade caía nos ombros de poucos judocas. Com uma equipe maior, a pressão é diluída entre os atletas. E a chances de medalhas aumentam”, analisa Ney Wilson, diretor técnico internacional da Confederação Brasileira de Judô. As mulheres são grandes responsáveis por essa evolução do judô nacional. Em 2011, com três medalhas (uma de prata e duas de bronze), elas tiveram desempenho superior

Sarah Menezes está em grande fase

ao dos homens, que conquistaram uma prata e um bronze no Mundial, em Paris, em agosto passado. Técnica do feminino, a carioca Rosicleia Campos fez o planejamento e lapidou as promessas brasileiras. “O judô feminino andava na aba do masculino. Se os homens viajavam para treinar no Japão, as mulheres aproveitavam para ir junto. Agora, fazemos um trabalho focado nas neces-

sidades de cada atleta”, conta Rosicleia, que competiu em Barcelona-1992 e Atlanta-1996. “Se eu tivesse toda essa infraestrutura e apoio na época em que disputava torneios, sem dúvida teria sido uma judoca muito melhor”. E foi dando mais atenção às mulheres que o Brasil conquistou a primeira medalha olímpica do judô feminino: um bronze com Ketleyn Quadros, em Pequim-2008. Criticada

quando assumiu o comando da seleção principal em 2005, Rosicleia comprovou que é competente. Este ano, ela foi eleita a melhor técnica do Prêmio Brasil Olímpico. “O Brasil sempre teve atletas talentosas, mas, sem bom trabalho e planejamento, fica difícil conseguir bons resultados”, diz Rosicleia. “Meu objetivo de vida é ver o judô feminino ser reconhecido. Portanto, está sendo muito

bom acompanhar esses resultados positivos e ter recebido o Prêmio Brasil Olímpico”. Quem está sentindo esse trabalho na pele é a judoca Sarah Menezes, que atualmente é a terceira do mundo na categoria até 48kg. “Hoje em dia, estamos treinando com as melhores do mundo em nossas categorias. Isso faz diferença. Antes acompanhávamos os homens nas viagens. Agora, recebemos mais atenção”.

Paulista Leandro Guilheiro se destaca entre os homens Bronze em Atenas-2004 e Pequim-2008, Leandro Guilheiro é o principal nome brasileiro no judô masculino. Vice-líder do ranking na categoria até 81kg, ele teve um bom

desempenho em 2011, subindo ao pódio em 13 oportunidades. Mesmo sabendo que a responsabilidade será pulverizada com uma delegação maior, Guilheiro, que nasceu em

Suzano (SP) e mora em Santos, não fugirá da cobrança. “Sou o segundo melhor do mundo no meu peso, tenho duas Olimpíadas no currículo, medalhando em ambas.

Mantive a regularidade em 2011. Sei que as expectativas são maiores em cima de mim e não vou fugir da responsabilidade”, reconhece Guilheiro, aproveitando para dizer o que

mudou de 2004 e 2008 para 2012. “Subi uma categoria, agora não fico mais lutando contra a balança e evito lesões. Fora isso, estou mais experiente. A bagagem faz diferença


O Jornal l Maceió, 1º de janeiro de 2012 l Domingo

www.j2012.com.br l jornaltv@ojornal-al.com.br

6

Marcello Airoldi experimenta papel mais denso depois de alguns trabalhos de comédia 8

Pedro Paulo Figueiredo/CZN

Globo aposta no “Vídeo Game Verão” para sanar problemas com o horário vespertino

Pedro Paulo Figueiredo/CZN

TV O Jornal

Dúbio perfil

Thaís Fersoza vive a sensual Patrícia de Vidas em Jogo; a atriz foi eleita a mulher mais desejada e pedida pelos leitores da revista Playboy 3


www.j2012.com.br l jornaltv@ojornal-al.com.br

2

O Jornal l Maceió, 1º de janeiro de 2012 l Domingo

TV O Jornal

O que vem por aí

Aspas Divulgação

Pedro Paulo Figueiredo/CZN

“É uma beleza! É só decorar o texto e ir lá”. Regina Casé, apresentadora do “Esquenta!”, menosprezando o trabalho nas novelas, ao afirmar que é mais fácil que comandar um programa (“estadao.com.br”).

fina estampa Turbilhão

“Colocavam isso acima do meu trabalho”. Fernanda de Freitas, a Flavinha de “Tapas & Beijos”, sobre o fato de ser parecida fisicamente com Deborah Secco. Atualmente ela percebe que as comparações diminuíram (Revista “Contigo!”). “Às vezes, tem um pessoal que confunde. É complicado...”. Fábio Keldani, o Victor de “Fina Estampa”, sobre as cantadas de homens que tem recebido por conta de seu personagem na novela (“ego.com.br”). “O que ela está pensando? Que é a rainha da cocada preta? E olha que dirige um carrinho popular”. Antônia Fontenelle, que fez uma participação em “A Vida da Gente”, reclamando, em seu twitter, de ter levado uma fechada no trânsito de Adriana Birolli (“ego.com.br”). “É o carro que posso ter e comprei com dinheiro do meu trabalho”. Adriana Birolli, a Patrícia de “Fina Estampa”, rebatendo a reclamação de Antônia Fontenelle. “Adriana Birolli é atriz. E mulher de diretor da Globo: é uma nova profissão?”. Aguinaldo Silva, em seu twitter, que saiu em defesa de Adriana Birolli e aproveitou para dar uma “alfinetada” em Antônia Fontenelle por ela ser casada com o diretor Marcos Paulo.

“Queria tanto fazer um teste para sua novela! Estou na casa há 16 anos e esperando uma oportunidade”. Dany Bananinha, assistente de palco do “Caldeirão do Huck”, implorando por uma chance para Aguinaldo Silva, autor de “Fina Estampa”, via twitter. “É balela”. Ângela Vieira, a Mirna de “Fina Estampa”, aos 59 anos, sobre a crença de que o tesão acaba com a idade (Revista “Contigo!”). “Mesmo eu, sendo ator, me sentiria mal ao ver minha esposa sendo tocada e beijada por outro homem, mesmo que esse fosse o trabalho dela”.

Guilherme Berenguer, o Francisco de “Vidas em Jogo”, ao explicar que entende o fato de sua mulher sentir ciúmes quando ele protagoniza cenas mais quentes (Revista “Básica”). “Deu uma caidinha de leve”. Juliana Paes, que volta ao ar como protagonista do “remake” de “Gabriela”, sobre como seus seios ficaram depois da amamentação (Revista “Contigo!”). “É uma mulher que tem consciência de suas limitações”. Selton Mello, em um elogio dúbio a Grazi Massafera, com quem atuou no

filme “Billi Pig” (Jornal “Folha de S. Paulo”). “Não é que eu gostasse. Eu me esforçava para estar ali. Gostava era do público, dos shows”. A apresentadora Angélica ao reconhecer não ser uma boa cantora, apesar de ter gravado álbuns e feito alguns shows ao longo da carreira (Revista “Quem”). “O que mais emagrece é sambar, e eu não faço dieta. Não tenho tempo”. A apresentadora Sabrina Sato, aos 30 anos, jurando que o corpo perfeito que tem não é fruto de horas na academia e nem de uma alimentação regrada (Revista “Quem”).

Quando tudo está muito calmo, pode ser indício de que uma bomba está prestes a explodir. O romance entre Juan Guilherme (Carlos Casagrande) e Letícia (Tania Khallil) finalmente engatou e os dois estão até de casamento marcado. Mas, nos próximos capítulos de “Fina Estampa”, as coisas podem perder um pouco dessa harmonia toda. É que Chiara (Helena Ranaldi), ex-mulher do empresário, está voltando para o Brasil. Antes de saber da novidade, Letícia escolhe seu vestido de noiva com a ajuda de Vilma (Arlete Salles). Enquanto isso, Juan Guilherme fala para o filho do retorno da mãe. Quando Chiara chega ao Rio de Janeiro, se hospeda na casa de Juan Guilherme. E Letícia fica arrasada, imaginando mil coisas. Vilma e Carol (Bianca Salgueiro) bem que tentam alegrá-la de alguma forma, mas não adianta. O que ela ainda não sabe é que Chiara voltou porque tem poucos meses de vida. E quando vê seu noivo abraçado com a ex, fica ainda mais perplexa. Mas depois Juan Guilherme explica para Letícia o motivo da volta de Chiara e eles resolvem adiar o casamento. Resta saber se isso vai acabar esfriando a relação. (Luana Borges/PopTevê) # Amália e Rafael passam a noite juntos. # Luana avisa a Solange para tomar cuidado com Baltazar.


O Jornal l Maceió, 1º de janeiro de 2012 l Domingo

www.j2012.com.br l jornaltv@ojornal-al.com.br

3

TV O Jornal

PersonagemdaSemana

Presença de malícia Jorge Rodrigues Jorge/CZN

Perfil sensual e dúbio da Patrícia, de “Vidas em Jogo”, encanta Thaís Fersoza ANA PAULA HINZ PopTevê

T

haís Fersoza cresceu na televisão fazendo papéis que raramente se afastavam do perfil de boa moça. Mas na pele da Patrícia, de “Vidas em Jogo”, a atriz está mostrando um lado até então desconhecido do público. Usando roupas curtas e cabelo louríssimo, Thaís interpreta sua personagem mais “sexy”. Influenciada pelo atual momento, a atriz tem feito vários ensaios sensuais e foi eleita a mulher mais desejada e pedida pelos leitores da revista “Playboy”. Mesmo sem confirmar se posará para a publicação masculina, Thaís comemora o fato de o público a ver como “mulherão”: “Ficar loura foi essencial para eu entender quem era a Patrícia e desmistificou a imagem que tinham de mim. As pessoas enxergaram que cresci e que hoje sou uma mulher madura.

A minha atitude e postura foram muito importantes para que isso acontecesse”, opina. O poder de sedução de Patrícia não é o único elemento novo com o qual a atriz está trabalhando. As ações pouco éticas da personagem também foram instigantes para Thaís. “A Patrícia já demonstrou ter valores invertidos e um quê de vilã em alguns momentos”, avalia. O caráter duvidoso quase a tranformou em uma vilã do folhetim de Cristianne Fridman. Patrícia chegou a pensar em abortar ao descobrir que o bebê tinha altas chances de nascer com Síndrome

de Down. Como o pai da criança, Francisco, vivido por Guilherme Berenguer, não concordava, ela usou o aborto como forma de chantagem para conseguir o que queria em diversas ocasiões. Com o tempo, a “riquinha” foi aceitando melhor a ideia de levar a gravidez adiante e adquiriu uma postura mais sensata e generosa com todos ao redor. Apesar disso, há a possibilidade de tudo não passar de fingimento. “Só vamos saber a real personalidade da Patrícia no final da novela. Mas, com certeza, a gravidez deu uma mudada na cabeça dela “,

analisa a atriz, que conversou com médicos e mães de crianças com Síndrome de Down para entender a rejeição inicial de sua personagem. P – A Patrícia já teve momentos de vilania e agora encara uma fase mais tranquila e até boazinha. Como é trabalhar com um papel que oscila tanto entre os dois perfis? R – Eu sempre me surpreendo com a Patrícia. Ela é completamente diferente das outras personagens que fiz. Tanto em caráter e sensualidade como por ser tão dúbia. Nunca sei se ela está fingindo ou sendo sincera e é muito legal trabalhar com isso. A minha maior preocupação é humanizá-la. Não quero nada caricato. O texto da Cristianne Fridman também ajuda muito porque ela vai dando as ferramentas para a construção da personagem bem aos pouquinhos.

e eu compreendo os sentimentos de cada uma. Nunca fui rebelde, mas pude sentir e viver isso através da Gisela, de “Estrela Guia”, que tinha o cabelo laranja e outra mentalidade. Tenho muito orgulho do meu trabalho até agora. Mas eu ainda tenho de aprender muito. Há muitas coisas que ainda quero conquistar. P – A Gisela foi seu papel mais marcante? R – Todos os papéis marcam de uma forma ou de outra. Mas, com certeza, a Gisela foi a mais diferente porque tinha essa questão da rebeldia. A Érica, de “Esplendor”, foi importante porque foi o primeiro personagem de época que fiz. Agora a Patrícia está sendo um divisor de águas para mim.

P - Você está prestes a completar 15 anos de carreira. Como avalia sua trajetória? R – Eu começei aos 12 anos e as coisas foram acontecendo naturalmente. As personagens foram crescendo comigo

P – Quais são suas expectativas profissionais para 2012? R – Ter novos projetos e fazer ainda mais coisas diferentes. O barato do ator é experimentar, brincar e mudar. Quero fazer muitas coisas, mas ainda não tenho nenhum projeto concreto. O ano de 2011 foi de muitas conquistas, então só posso pedir que 2012 seja de ainda mais trabalho e de muitas realizações.

continuou seduzindo as mulheres da cidade. Ainda no elenco, Lima Duarte, Renata Sorrah, Armando Bógus e Carla Marins. 3/01 – Paulo Vilhena, 33 anos, e Matheus Nachtergaele, 43 anos.

4/01 – Elias Gleiser, 78 anos. 5/01 – Júlia Almeida, 29 anos. 6/01 – Cássia Kiss Magro, 54 anos. 7/01 - Lady Francisco, 72 anos, e Nicette Bruno, 79 anos.

Aniversários da semana de 1º a 7 de janeiro 2/01 – Rita Guedes, 40 anos, e Débora Duarte, 62 anos. Nesta data, há 25 anos, ia ao ar o primeiro capítulo da novela “Pedra Sobre Pedra”. Escrita por Aguinaldo Silva, Ricardo Linhares e Ana Maria Moretzsohn, a trama se passava

na fictícia cidade de Resplendor, e tinha a luta política entre as famílias Pontes e Batista pelo controle da cidade como história central. Em meio a briga, surgiu o amor proibido entre Leonardo Pontes e Marina Batista, de Maurício Mattar e

Adriana Esteves. Dirigido pelo falecido Paulo Ubiratan, o folhetim, de linguagem regional, abusou do realismo fantástico, com personagens clássicos como Jorge Tadeu, o misterioso fotógrafo vivido por Fábio Jr., que mesmo depois de morrer


O Jornal l Maceió, 1º de janeiro de 2012 l Domingo

www.j2012.com.br l jornaltv@ojornal-al.com.br

4

TV O Jornal

MapadaMina Manu Moreira

Pé direito (GLOBO, DOM, 13h50) No “Esquenta!”, que vai ao ar no primeiro dia do ano, Regina Casé convida baianas para a “lavagem” do palco do programa, em uma referência à cerimônia que ocorre anualmente na escadaria da igreja do Bonfim. A apresentadora também entrevista o rabino Nilton Bonder, a pastora Ana Lúcia e o padre Renato Martins, em um encontro ecumênico que celebra o ano que se inicia. A trilha fica com a banda do programa, comandada por Arlindo Cruz e Leandro Sapucahy, e os visitantes Mr. Catra e grupo Revelação. Aventureiros (GLOBO, SEG, 17h10) Nesta segunda, estreia a terceira temporada do “Acampamento de Férias”, de Renato Aragão. Dessa vez, a descoberta de um medalhão esquecido nas profundezas do mar por séculos levará Didi e os jovens aventureiros a uma emocionante busca pela poderosa coroa encantada de Dom

Sebastião, rei de Portugal desa- temporada do “E24”, que será parecido nas cruzadas. exibido semanalmente na Band. A produção fala sobre a Badalado realidade dos hospitais e emer(SBT, SEG, 23h45) gências no país, mostrando Uma das marcas de lingerie cenas exclusivas. mais conceituadas do mundo, a Victoria´s Secret, realizou Combate à desnutrição neste ano o desfile mais caro (TV BRASIL, QUA, 20h30) de sua história. Foram invesApesar dos avanços da tidos mais de US$ 12 milhões última década, o Brasil ainda para colocar na passarela um convive com a desnutrição elenco de super modelos e infantil. O próximo episódio astros da música na edição do “Ser Saudável”, que vai ao de 2011 do “Victoria´s Secret ar nesta quarta, mostra ações Fashion Show”. E o SBT exibe o para combater a mortalidade desfile nesta segunda. infantil e os danos futuros para o desenvolvimento da criança, “Dondocas” que são problemas decorren(BAND, SEG, 22h25) tes da desnutrição. Nesta segunda, estreia, na Band, o “Mulheres Ricas”. O Mundo cão programa mostra o luxuoso (BAND, QUI, 20h25 E 22h15) dia a dia de cinco excêntriNesta quinta, reestreia cas milionárias, em passeios, o “Policia 24H”, da Band. viagens e compras. A produção A produção acompanha a ocupa as noites de segunda rotina da Polícia Militar em durante as férias do “CQC”. operações por São Paulo. Primeiro, a emissora reprisa Nua e crua os melhores episódios de (BAND, TER, 20h25) 2011, que serão apresentados Nesta terça, estreia a nova semanalmente a partir das

20:25 h. Já a partir das 22:15, será exibido o primeiro episódio inédito da nova temporada da produção. Disputa (GLOBO, SEX, 17h40) Nesta sexta, a Globo exibe a final da primeira semana do “Vídeo Game Verão”. Com André Marques no comando, o programa sai do estúdio e ganha um novo formato, com provas e gincanas mais radicais. A decisão fica entre o cantor Belo, a ex-”BBB” Diana e a musa do Brasileirão Bianca Leão, que enfrentam o ator Nando Cunha, a modelo Gracyanne Barbosa e a dançarina Juliane Almeida. Drama na grade (BAND, SAB, 23h15) Neste sábado, a Band exibe, com exclusividade na tevê aberta, a série “Família Soprano”. A premiada produção Norte-americana, criada por David Chase e produzida pela HBO, vai ao ar desde a sua primeira temporada.

Rapidinhas # Em “Os Caras de Pau”, Pedrão e Jorginho prometem seguir uma vida nova com a chegada de 2012 e se metem em diversas confusões para conseguir colocar em prática a promessa.

(Globo, dom, 13h) # Nesta segunda, começam as reprises de “A Liga”, que vão ao ar também nas quartas. (Band, dom, 20h25) # A Globo exibe, nesta terça, a série “Mentes Crimi-

nosas”. (Globo, ter, 23h20 h) # Depois de fazer grande sucesso na tevê fechada, a série “Glee” também vai ao ar na Globo. Em janeiro, a emissora a exibe nas madrugadas. (Globo, qui, 0h10)

# Nesta sexta, vai ao ar o último episódio de “Acampamento de Férias III”. (Globo, sex, 17h10) # A Band exibe desenhos animados semanalmente no “Band Zôo”, que vai ao ar nos

sábados. (Band, sab, 13h) # O “Samba na Gamboa” pegou a ponte área Rio-São Paulo e trouxe o grupo Demônios da Garoa para relembrar o samba de Adoniran Barbosa. (TV Brasil, sab, 23h


O Jornal l Maceió, 1º de janeiro de 2012 l Domingo

www.j2012.com.br l jornaltv@ojornal-al.com.br

5

TV O Jornal

O que vem por aí

PrimeiraMão

Divulgação

Nova temporada do “Acampamento de Férias”, da Globo, é focada na aventura

Divulgação

De pernas para o ar

a vida da gente Relação pitagórica

MANU MOREIRA PopTevê

E

m janeiro, a tevê arrebanha um público maior formado por crianças e adolescentes em férias. Por isso, as emissoras se preparam com especiais e pequenas séries para receber esses telespectadores. De olho nessa parcela do público, a Globo inclui em sua grade de verão, a partir do dia 2 de janeiro, o “Acampamento de Férias III – O Mistério da Ilha do Corsário”, escrita por Charles Peixoto, Claudio Lobato, Claudio Longo e Ronaldo Santos. Trata-se do terceiro da série de especiais de Renato Aragão para esta época do ano. “Este programa é a materialização de um sonho. É um delírio de aventura encabeçado pelo Renato”, define Jayme Monjardim, diretor de núcleo da produção. “Temos ação, romance, comédia. Quero mostrar o lúdico da maneira que o público já me conhece, com bastante palhaçada”, conta Renato. Nesta temporada, a história gira em torno de um medalhão encontrado por Didi, de Renato Aragão, e Bené, vivido por Douglas Silva, durante uma pescaria. Nele, está gravado um mapa que leva ao esconderijo da coroa de Dom Sebastião, rei de Portugal

Elenco de Acampamento de Férias III – O Mistério da Ilha do Corsário

desaparecido nas cruzadas. “Eles partem em uma expedição para encontrar a coroa e um tesouro para ajudar o orfanato onde Bené foi criado”, adianta Renato. Para começar a busca, a dupla de funcionários do fictício Acampamento Marlin Azul, junto com Lili, filha do dono do estabelecimento, interpretada por Lívian Aragão – filha de Renato –, e alguns dos jovens que passam as férias no local, partem em uma aventura na mata. “Gosto de trabalhar com o meu pai, mas ele sempre exige que eu estude se quero ser atriz”, conta Lívian, que garante que o romance da história não será protagonizado por ela. “Enquanto eu estiver vivo, isso não vai acontecer”, assegura Renato.

A produção, que conta com cinco capítulos exibidos antes de “Malhação”, teve as externas rodadas nas proximidades de Paraty, no Rio de Janeiro. “Procuramos locações paradisíacas, mas que pudessem nos trazer a atmosfera de aventura. Encontramos o que precisávamos lá”, explica Marcus Figueiredo, diretor desta temporada. “Adorei as externas. O lugar batia com o que líamos no texto. Apesar do sol forte, mosquitos, foi prazeroso”, garante Giovanna Ewbank, que está na minissérie como a monitora Helena. Além de Giovanna, o elenco da produção conta com nomes mais conhecidos como Odilon Wagner, que interpreta o vilão Franz Fritz, um alemão que está atrás da coroa; Henri

Castelli, que vive o pirata Simão, que guarda a relíquia, e Vanessa Lóes, que dá vida à metida Verônica, dona do acampamento vizinho. “Em todas as edições escolhemos nomes com mais experiência para contracenar com o elenco que, em maioria, é formado por jovens”, explica Marcus Figueiredo. A opção por ter um elenco formado basicamente por jovens também é uma escolha de Renato. “Eles estão sempre dispostos, com a energia lá em cima, isso traz uma aura de alegria”, justifica ele, que pretende continuar com o “Acampamento de Férias” por outras temporadas. “Acredito nesse trabalho e acho que, enquanto ele tiver gás, qualidade, é possível fazer dar certo”, disse Renato.

Os triângulos amorosos muitas vezes giram com tanta velocidade que é difícil acompanhar. Se antes, em “A Vida da Gente”, os vértices eram ocupados por Ana (Fernanda Vasconcellos), Rodrigo (Rafael Cardoso) e Manuela (Marjorie Estiano), nesta semana, Lúcio (Thiago Lacerda) toma o lugar da cozinheira. Depois de Manuela ter flagrado o beijo entre sua irmã e seu marido, ela decidiu tomar uma atitude radical: mudar-se para Florianópolis. E fica irredutível quanto à decisão. Ana tenta conversar com ela, mas Manu não quer papo. Já com Rodrigo conversa apenas o essencial. Com esse buraco no triângulo, Ana começa a dar mais chances para Lúcio. O médico, que já estava investindo pesado na ex-tenista, consegue conquistá-la e os dois acabam se beijando. Isso começa a tirar Rodrigo da jogada. Ele, então, fica enciumado. Mas uma paixonite dessas não se resolve tão facilmente. Ele vai conversar com Ana e os dois acabam se abraçando com bastante carinho. Até que chega Lúcio e acaba com a festa. Como será que o médico bonitão vai julgar essa situação? (Manu Moreira/ PopTevê) # Mariano convida Vitória para uma reunião em sua casa. # Cecília vence o torneio de tênis.


O Jornal l Maceió, 1º de janeiro de 2012 l Domingo

www.j2012.com.br l jornaltv@ojornal-al.com.br

6

TV O Jornal

O que vem por aí

ForadoAr

Pedro Paulo Figueiredo/CZN

Globo aposta no “Vídeo Game Verão” para sanar problemas com o horário vespertino

Divulgação

Desejo de vencer

amor e revolução Fuga frustada

ANA PAULA HINZ PopTevê

D

epois de dez anos no ar como um quadro do “Vídeo Show”, o “Vídeo Game” vai sofrer mudanças em seu formato e horário para ser apresentado como especial de verão. Com estréia prevista para o dia 2 de janeiro, o programa será exibido, durante um mês, antes de “Malhação”. A novidade é uma tentativa de a Globo tentar melhorar os baixos índices de audiência do fim da tarde e foi criado a partir de uma encomenda da emissora ao diretor de Núcleo Boninho. Como Angélica estará de férias no período, o “Vídeo Game Verão” fica sob o comando de André Marques. “É uma proposta e um horário diferente e, por isso, traz dificuldades. Tudo que é novo gera desconfiança, curiosidade e cobranças”, analisa André. O programa vai reunir personalidades famosas – não só atores da emissora – em uma gincana ao ar livre. Divididos em duas equipes, sempre com três participantes, os competidores enfrentarão provas que exigem esforço físico, raciocínio lógico e conhecimentos gerais. O esquema é o mesmo do quadro original, um único grupo permanece durante uma semana. “A ideia foi

abrir o leque de participantes. Sempre tem um ator da emissora porque faz parte da identidade do programa. Mas temos também personalidades do esporte e cantores, por exemplo”, explica o diretor Alexandre Lannes, que criou as provas junto com Boninho e os roteiristas Monteiro Xavier, o Rixa, e Bia Braune. Gravado em um sítio localizado em Guaratiba, bairro da Zona Oeste do Rio, o programa terá um clima descontraído e linguagem informal. Como prêmio, cada integrante da equipe vencedora levará um tablet para casa. “A recompensa é simbólica, a competição e a diversão é que são o grande barato. Mas, por maior que seja o mico, as brincadeiras tem de ser feitas com vontade, senão não tem graça”, avalia André. Na primeira semana, o cantor Belo, a “ex-BBB” Diana e

a “musa do Brasileirão” Bianca Leão enfrentam o ator Nando Cunha, a modelo Gracyanne Barbosa e a dançarina Juliane Almeida. Apesar de a seleção do primeiro grupo valorizar mulheres de corpos esculturais, Alexandre Lannes nega que a beleza seja um elemento muito explorado no programa. “Como é ao ar livre, é natural que usem menos roupa. O clima pede ‘shortinho’ e ‘blusinha’”, argumenta. Durante dois dias de gravação, os seis convidados enfrentaram desafios que só eram revelados no momento da realização. Alguns, como Diana, se surpreenderam com as provas. “Quando cheguei, eu nem sabia que ia ser algo parecido com o ‘Olimpíadas do Faustão’. Tive de correr e me molhar, mas foi legal”, pondera. Já Gracyanne Barbosa e Belo, que são casados, pensa-

vam que iam ficar na mesma equipe, mas acabaram sendo rivais no jogo. “Nós dois somos muito competitivos, então quem perder vai ter que aturar o outro falando sobre isso depois”, diverte-se Gracyanne. O primeiro dia de gravação com o grupo transcorreu com tranquilidade. O único contratempo foi a chuva que adiou em quase uma hora a prova em que os competidores tinham que pegar o maior número possível de “barquinhos” em uma piscina. “Não tem problema. A gente vai se molhar mesmo”, brincou Nando Cunha. Para Alexandre Lannes, caso o público goste da produção, ela poderá entrar na grade fixa do canal. O diretor já tem até ideias para novas edições. “Penso em fazer em vários cenários. Na praia poderíamos ter provas no mar e na areia”, sonha.

Miriam (Thaís Pacholek) está correndo grande perigo. Com medo de sofrer uma tentativa de assassinato por Filinto (Nico Puig), como aconteceu com Olívia (Patrícia de Sabrit), ela foge da mansão Guerra com seu filho. Levada por Sônia (Isadora Petrin) para seu sítio, a moça confessa a Duarte (Carlos Arthur Thiré) que tem medo de tirar o passaporte por causa de Filinto. Possessivo e furioso com a fuga da mulher e do filho, o militar promete pegá-la e descobre o endereço do sítio. Na próxima semana de “Amor e Revolução”, Míriam e Duarte serão presos por Fritz (Ernando Tiago). A guerrilheira declara que Leãozinho não é filho de Filinto. Mesmo assim, ela sofre tortura psicológica nas mãos do major que, não satisfeito, ordena que Fritz lhe dê choques elétricos. Será que Míriam vai resistir à tortura? (Daphne Nery/PopTevê) # Marcela conta para Marina que está grávida de Mário. # Jandira é condenada por três anos de prisão em regime fechado.


O Jornal l Maceió, 1º de janeiro de 2012 l Domingo

www.j2012.com.br l jornaltv@ojornal-al.com.br

7

TV O Jornal

EmFoco

Em “Fina Estampa”, Christiane Torloni rouba cenas como vilã histérica com doses cômicas GABRIEL SOBREIRA PopTevê

A

lguns papéis deixam marcas em seus intérpretes. Pelo menos, é isso que acontece com Christiane Torloni. “Todas as personagens são como pessoas que encontramos na vida. Elas deixam coisas”, sentencia ela, que tem a rigidez como uma de suas características mais latentes. Dona de uma voz monocórdia e respostas geralmente salpicadas de expressões estrangeiras, a atriz de 54 anos e 36 de carreira, lembra a firmeza da sua atual personagem a Tereza Cristina de “Fina Estampa”. Na trama, a perua tresloucada tem satisfação em humilhar e maltratar quem vai contra seus caprichos, como a protagonista Griselda, interpretada por Lília Cabral. Bem diferente, Torloni garante saber levar a vida com maleabilidade. E que, principalmente, passou a rir mais de si mesma. “Acho que deve ser um dado de compaixão. Porque se a gente não se perdoa um pouco, a vida fica muito pesada”, atesta. O humor, sempre que necessário, está presente no discurso da atriz, que é adepta de frases espirituosas para contrastar com alguns

Pedro Paulo Figueiredo/CZN

Intensa por natureza comentários mais sisudos. Como, por exemplo, ao falar de seu foco acentuado ao trabalho. “Nesta quinta, tenho 41 cenas para gravar. Tenho de ser bem rigorosa. Não estou no ‘Cordão da Bola Preta’ dançando, curtindo, tomando cerveja. Pelo contrário, é um personagem muito rigoroso, dos mais rigorosos que eu já fiz”, enfatiza ela, que não reprova a condição cômica do seu papel, que beira o humor pastelão. “Não acho que isso seja uma estratégia para fazer com que a personagem seja mais ou menos amada. É uma questão de identidade”, frisa Torloni. “O Falabella, quando fez o Caco Antibes, em ‘Sai de Baixo’, falava coisas horríveis e todos riam. O ser humano é a única criatura que ri da sua própria miséria”, completa. Um dos principais cuidados que a atriz tem é o de não fazer julgamento de valores de seus papéis. Christiane garante nem defender e tampouco condenar quaisquer que sejam as atitudes da sua personagem. “Não tomo o lugar do espectador. Sou intérprete. Quando se defende, justifica ou protege o personagem, o público sente isso. Mais do que ele, o autor sente isso”, ensina. Ao longo de sua carreira, Christiane acumulou no currículo diversas personagens que ainda são lembradas pelo público, como a Joana Penteado de “A Gata Comeu” e a Dinah de “A Viagem”. “Olha que interessante. São dois trabalhos da Ivani Ribeiro, um é

uma grande comédia e o outro começou bem engraçado, mas era dramático para chuchu”, lembra. Mas entre protagonistas e vilãs, a atriz acredita que o mais difícil é fazer um personagem ruim. “Claro que já fiz. Mas a vida é generosa e passei a perceber que os maus papéis me ensinaram a agarrar os bons com unhas e dentes. Aquilo que é ruim também passa”, diverte-se ela, que já se arrependeu de ter feito um papel porque a enganaram. “Disseram que seria melhor do que era”, revela, às gargalhadas, sem revelar o nome do papel. “No caso da personagem Tereza Cristina fui enganada para melhor. É muito melhor do que havia imaginado”, derrete-se. Depois de virar ‘hit’ na internet – ao protagonizar um vídeo em que dizia “Hoje é dia de rock, bebê!” –, Christiane viu sua personagem incorporar sua frase. “A frase ‘hora de cantar para subir, bebê!’ é uma metalinguagem. Achei bárbaro o Aguinaldo brincar comigo. O verbo do ator é o ‘jouer’, ‘to play’, brincar. Então, ele brinca comigo mesmo e eu adoro que ele brinque porque gosto de brincadeira inteligente”, elogia. Quando “Fina Estampa” a c a b a r, C h r i s t i a n e n ã o pretende emendar outro trabalho na tevê. Para a atriz, uma personagem só se imortaliza se o intérprete não a substituir rapidamente. “Você faz uma personagens dessas e entra na próxima novela das sete? Não dá”, desdenha.


O Jornal l Maceió, 1º de janeiro de 2012 l Domingo

www.j2012.com.br l jornaltv@ojornal-al.com.br

8

TV O Jornal

O que vem por aí

TVPop

Nos palcos Regina Duarte está fora da tevê em 2012. Segundo a própria atriz, que interpretou a apaixonada Clô em “O Astro”, o ano será dedicado ao teatro. Regina complementou afirmando que a ideia já era ter dado seguimento aos projetos teatrais antes, mas teve de empurrá-los por conta do trabalho no “remake”. Lábios discretos No ar em “Aquele Beijo”, Fernanda Souza não é adepta do vermelho nos lábios, moda que pegou nas ruas. A atriz prefere o discreto “cor de boca”. “Gosto de boca nada, porque já tenho os lábios grandes”, conta. Sarada Para interpretar uma prostituta, Isis Valverede está investindo na caracterização. A atriz, que volta ao ar em “Avenida Brasil”, próxima novela das nove da Globo, está intensificando o ritmo na musculação. Em família Com o fim desta temporada do “Amor & Sexo”, Fernanda Lima já embarcou para as suas férias em família. O destino escolhido foi Trancoso, na Bahia. “Vou relaxar com as crianças e com o Rodrigo”, conta, referindo-se ao marido, o ator Rodrigo Hilbert. No ar Ainda “engatinhando” na

me deu muito apoio na época de ‘Negócio da China’”, lembra.

do programa. Dani Monteiro assume a função.

Mudança Com a chegada de janeiro, os fãs de “reality shows” já se preparam para a volta do “Big Brother Brasil”. Os mais aficcionados também acompanham a produção pelo Multishow. O canal leva ao ar o programa ao vivo, depois da exibição na Globo, além de apresentar o “BBB: A Eliminação”, que faz um balanço sobre a semana do “reality”. Nesta edição, Diego Alemão está fora da apresentação

Pouco tempo De férias, Raphael Viana está curtindo o período em Florianópolis. Mas a pausa está com os dias contados. Em janeiro, ele já começa a gravar a próxima novela das seis da Globo. As primeiras cenas serão captadas na Ilha de Marajó, no Pará. “Não preciso nem afirmar que estou animado e empolgado. A história é demais”, garante. Dois lados No ar em “A Vida da Gente”, Gisele Fróes defende a rígida Vitória, sua personagem no folhetim. “Tento me colocar no lugar dela e entender o porquê daquelas atitudes”, explica.Apesar disso,o público não aceita a postura da treinadora. “No geral, o telespectador diz que ela é horrorosa”, explica.

Divulgação

tevê, Grazi Massafera, que interpreta a Lucena de “Aquele Beijo”, se mostra humilde quando o assunto é atuar. A artista garante que ainda quer aprender muito e, para isso, observa o trabalho de atores veteranos. Mas, segundo a atriz, ela já foi elogiada pelo diretor Roberto Talma. “Ele

Luiza Dantas/CZN

Desejo Duda Nagle passa férias na praia de Jurerê Internacional, em Florianópolis. Mas, para o próximo ano, já tem um trabalho engatilhado. Apesar disso, ainda prefere manter em segredo o projeto. Além de trabalhar, para 2012, o ator espera ler 100 páginas de livros por dia.

aquele beijo Visita da cegonha

Uma gravidez na adolescência pode assustar muitas famílias. A situação pode piorar quando os dois envolvidos se veem obrigados a ficar juntos por isso. Esse é o caso de Belezinha (Bruna Marquezine) e Agenor (Fiuk) em “Aquele Beijo”. Eles descobrem a gravidez da menina e começam a semana comunicando às famílias. Íntima (Elizângela), mãe de Belezinha, é a primeira a surtar. Rígida e irredutível, ela exige que os dois se casem. Agenor não reivindica: prontamente aceita. Já Belezinha demonstra sua insatisfação e dúvida. Depois, o rapaz anuncia para sua família que a menina vai morar com eles. Enquanto isso, ela, desolada, já não sabe mais se ama Agenor. E quando resolve conversar com ele sobre isso, Agenor fica arrasado. Mas quem fica pior nessa história é Orlandinho (Daniel Torres) quando descobre que a menina por quem sempre foi apaixonado está passando por essa situação. Difícil é prever por quanto tempo Belezinha aguentará apenas obedecer. (Manu Moreira/PopTevê) # Sarita vê a sua foto com Alberto na capa do jornal e se desespera. # Marisol sugere que a Shunel se torne uma marca de roupas e Agenor aprova a ideia.


O Jornal l Maceió, 1º de janeiro de 2012 l Domingo

www.j2012.com.br l jornaltv@ojornal-al.com.br

9

TV O Jornal

A Semana das Novelas Os resumos dos capítulos de todas as novelas são de responsabilidade de cada emissora – Os capítulos que vão ao ar estão sujeitos a eventuais reedições. Malhação Globo – 17h50 Segunda (02/01) - Gabriel e Alexia se beijam. Guido e Natália pensam em morar sozinhos para não ir à Macaé com os pais. Cristal ouve Gabriel falar para Ziggy que quer terminar o namoro com ela. Beatriz se sente mal e Gabriel a leva para o hospital. Guido termina seu relacionamento com Laura. Nelson pede para alugar o apartamento de Michele. Tomás chega à casa de Cristal no momento em que ela está tentando se acertar com Gabriel. Terça (03/01) - Natália tenta convencer Guido a se entender com Laura. Cristal decide ficar com Gabriel e Tomás sai decepcionado. Gabriel fala para Cristal que vai morar com Beatriz. Valdir finge ter se acidentado para conseguir dinheiro de Dieguinho e Jefferson. Moisés descobre que Gabriel levou Alexia ao aeroporto. Alexia conversa com Cristal pela internet e vê as malas de Gabriel. Ela pergunta se eles irão viajar. Quarta (04/01) - Cristal mente para Alexia e diz que eles vão viajar. Moisés se anima ao saber que Gabriel levará Jefferson até a rádio. Moisés planeja uma vingança para Gabriel. Carcará diz a Gabriel que Jefferson foi internado e lhe entrega o endereço da falsa clínica para ele. Moisés chega com Jefferson à rádio e Tomás aproveita para criticar Gabriel. Guido entrega uma nota promissória em seu nome para Laura. Tomás expulsa Gabriel do programa “Tudo Conectado”. Quinta (05/01) - Gabriel se aborrece com Tomás e Cristal tenta amenizar a situação. Laura e Guido não conseguem se entender. Charlene promove Guido a gerente do posto. Gabriel e Cristal iniciam o programa com as participações de Jefferson e Pauê, triatleta campeão mundial e difusor do esporte adaptado. Filipe conta para Débora que Betão está namorando Babi. Cristal e Ziggy ameaçam sair do programa se Gabriel for afastado do projeto. Sexta (06/01) - Tomás recebe um telefonema da reitora da Faculdade elogiando o ‘’Tudo Conectado’’. Gabriel confessa a Ziggy que está sentindo falta de Alexia. Moisés comemora o Ano Novo com todos da Comunidade dos Anjos. Alexia conta para Cristal e Gabriel que destrancou a matrícula da faculdade e está voltando para o Brasil. Gabriel lembra do beijo que deu em Alexia e fica perturbado ao vê-la chegar de viagem.

A Vida da Gente Globo – 18h15

Aquele Beijo Globo – 19h15

Segunda (02/01) - Júlia pede para morar com Manuela. Lorena exige que Laudelino conte sobre sua doença para Iná. Celina fica tensa com a possibilidade de estar grávida. Manuela avisa a Rodrigo que se mudará para Florianópolis. Iná encoraja Ana a procurar Manuela. Mariano fala com Vitória sobre sua filha Cecília. Laudelino conta para Iná que está doente. Ana chega ao Bufê e pede para conversar com Manuela.

Segunda (02/01) - Sarita vê a sua foto com Alberto na capa do jornal e se desespera. Íntima é levada para o hospital. Belezinha diz para Agenor que está se sentindo culpada pelo estado de saúde de sua mãe. Valério conta para Orlandinho que Belezinha está grávida. Maruschka admite para Gisele que quer unir Rubinho a Grace Kelly. Sarita recebe uma intimação. Rubinho implora para reatar com Claudia. Sarita recebe Alberto na saída da cadeia.

Terça (03/01) - Manuela não perdoa Ana e pede para ela ir embora. Iná consola Laudelino. Manuela conta para Júlia que se mudará para Florianópolis. Júlia pede para Rodrigo levá-la para casa e Ana se entristece. Laudelino confirma que terá que fazer uma cirurgia. Ana decide não abrir mão de Lúcio. Rodrigo fala para Nanda que não consegue esquecer seus sentimentos por Ana. Manuela se despede de Iná e Maria. Ana e Lúcio se beijam.

Terça (03/01) - Agenor comunica à família que pretende levar Belezinha para morar com ele. Íntima se recupera e obriga Belezinha a se casar com Agenor. Alberto descobre que sua foto com Sarita foi publicada no jornal e cobra explicações de Maruschka. Juan invalida a anulação de seu casamento com Lucena. Rubinho se recusa a dar o divórcio para Claudia. Claudia discute com Maruschka e acaba falando sobre o filho que a empresária entregou para adoção.

Quarta (04/01) - Ana conta para Alice sobre o beijo de Lúcio. Ana leva Lúcio ao baile de sua avó em Gramado. Iná e Laudelino dançam e trocam declarações de amor. Rodrigo pede para Manuela voltar por causa de Júlia. Eva fica contrariada por Ana defender Manuela. Manuela chega de Florianópolis para passar o final de semana com Júlia. Rodrigo vai para casa de Nanda, que não consegue animar o irmão. Eva procura Manuela.

Quarta (04/01) - Claudia diz a Maruschka que Regina está disposta a processá-la. Vicente decide enfrentar Juan. Belezinha diz a Agenor que não sabe se ainda o ama. Camila discute com Ricardo e vai embora levando Flavinho. Brigitte encontra Camila com Flavinho em sua casa. Íntima pede o divórcio a Bob. Vicente diz a Lucena que a solução para evitar problemas com a justiça é anular o casamento dos dois. Vera comunica a Sarita que irá denunciá-la.

Quinta (05/01) - Manuela expulsa Eva de sua casa. Marcos pede para a ex-mulher ajudá-lo com as despesas de Sofia. Alice acredita que Renato conseguirá se estabilizar na concessionária. Júlia sofre com a partida de Manuela. Laudelino é levado para a cirurgia. Júlia sai com Ana para um piquenique. Lúcio conversa com a Celina sobre Ana. Lourenço vai ao encontro de Rodrigo com Tiago, mas apenas os observa de longe. Ele se emociona ao ver o filho.

Quinta (05/01) - Alberto é obrigado a passar o terreno do Covil do Bagre para o nome de Maruschka. Dalva confidencia a Otília que desconfia das atitudes de Olga no Lar. Brigitte fica chocada ao descobrir que Agenor vai se casar com Belezinha. Sarita se preocupa com o futuro da comunidade ao descobrir que Alberto teve que passar o Covil do Bagre para o nome de Maruschka. Maruschka oferece a sociedade da Comprare para Grace Kelly.

Sexta (06/01) - Lourenço vai embora sem ser visto. Ana aceita viajar com Lúcio. Mariano fica impressionado com Vitória. Wilson afirma para Lorena que terminará seu namoro com Aurélia. Cícero conversa com Renato sobre o trabalho na concessionária. Jonas se surpreende cada vez mais com as atitudes de Ângela. Ana vai visitar Laudelino com Lúcio. Ana e Lúcio chegam na pousada. Lúcio diz para Ana que a ama. Rodrigo vê Ana e Lúcio se beijando.

Sexta (06/01) - Grace Kelly garante a Maruschka que conseguirá o dinheiro com sua mãe. Rubinho fala para Maruschka que não deixará que Claudia fique com outro homem. Vicente sugere que Ricardo peça ao juiz para compartilhar a guarda de Flavinho. Íntima fala para Belezinha e Bob que vai abrir uma escola para formar misses. Grace Kelly exige que Deusa pague o valor que Maruschka pediu pela sua participação na Comprare.

Sábado (07/01) - Rodrigo não gosta de saber que Ana e Lúcio estão namorando. Lúcio aconselha Celina a contar para o homem com quem se relacionou que ele será pai. Marcos perde um cliente e fica frustrado. Rodrigo e Nanda falam para Lorena que precisam marcar outro encontro com Tiago. Júlia questiona Ana sobre seu nascimento. Ana conversa com Rodrigo. Rodrigo vai abraçá-la, quando Lúcio chega. Lúcio fica surpreso.

Sábado (07/01) - Lucena se incomoda com a presença de Claudia no Sonho D’Aveiro. Deusa pensa em cobrar explicações de Olga sobre as cartas de Diva que nunca foram entregues para Sarita e Marisol. Lucena esconde sua ultrassonografia de Vicente. Maruschka pede para Rubinho fingir que está interessado em Grace Kelly. Rubinho exige que Claudia lhe diga onde estava. Raimunda ouve Toinha dizer que a verdadeira Damiana está morta.

Rebelde Record – 20h30 Segunda (02/01) - João fica decepcionado ao saber que a banda acabou. Jonas se surpreende com o respeito com que Roberta trata Franco. João insiste com Pedro que os integrantes da banda cumpram a promessa e toquem na festa de Bia. Alice e Pedro começam a ensaiar para a festa de Bia, mas Carla e Tomás têm a mesma idéia e é criado um impasse. Binho volta a provocar Diego e ele acaba dando um soco em Binho. Roberta surpreende os dois brigando. Terça (03/01) - Roberta hesita entre ajudar Diego ou Binho, mas acaba socorrendo o último. Pedro, Alice, Tomás e Carla discutem sobre quem tocará na festa de Bia. Eles decidem que os quatro cantarão e concordam em fazer um rodízio para os ensaios. Irritado, Jonas interroga os alunos sobre o que aconteceu, mas eles negam a briga. Diego se entrega e Roberta vê tudo. Jonas pergunta a Diego e Binho o motivo da briga. Roberta diz que foi ela quem começou a briga. Quarta (04/01) - Diego tenta fazer com que Roberta saia, mas ela insiste em assumir a culpa. Márcia diz a Téo que quer namorar logo, mas ele se mostra inseguro. Binho diz a Roberta que está cansado de namorar de mentira, mas ela não cede à chantagem. Carla, Tomás, Alice e Pedro tentam decidir quem se apresentará primeiro na festa. Bia diz que gostaria que os Rebeldes tocassem, mas Roberta afirma que a banda não existe mais. Diego aparece e contradiz Roberta. Quinta (05/01) - Os seis Rebeldes sobem ao palco e se apresentam. Pilar diz a Binho que Roberta saiu da festa com a banda sem avisá-lo. Binho finge não se importar e chama Pilar para dançar. Pilar e Binho quase se beijam. Tomás e Pedro voltam para o colégio para fazer companhia a Diego. Franco e Eva se dão conta de que as meninas não estão em casa. Diego agradece o apoio de Pilar e, ao ver Roberta, a abraça. Binho entra e manda Diego largar Pilar. Sexta (06/01) - Binho demonstra ciúmes de Pilar com Diego. Roberta e Pilar trocam um olhar cúmplice. Franco liga para Alice e pergunta o que ela foi fazer no colégio no domingo. Franco lamenta com Eva que as meninas tenham optado por voltar para o colégio, mas diz que não irá atrás delas. João admite para Vitória que sente falta do namoro deles, mas ela o rejeita. Pedro pergunta a Roberta se o envolvimento dela com Binho tem a ver com a visita dele a Beth.

Fina Estampa Globo – 21h Segunda (02/01) - Rafael entra na mansão para salvar Amália. Enzo tenta enganar Barinski para descobrir a verdade sobre as miniaturas. Baltazar manda Solange ir embora ao vê-la com Daniel. Griselda dá um banho de mangueira em Tereza Cristina. Renê fica satisfeito com o número de reservas em seu novo restaurante. Enzo e Pereirinha invadem o antiquário e se desesperam quando o alarme dispara. Terça (03/01) - Enzo e Pereirinha fogem do antiquário, mas perdem as miniaturas na rua. Teodora sai de seu esconderijo e recupera o tesouro. Baltazar reclama das atitudes de Solange com Celeste. Amália e Rafael passam a noite juntos. Griselda sugere que Amália e Rafael se casem. Pereirinha encontra uma miniatura na rua. Esther tem alta do hospital e vai para casa com Vitória. Tereza Cristina ameaça armar um escândalo no restaurante de Renê, quando Griselda chega. Quarta (04/01) - Tereza Cristina avisa que vai reabrir o “Le Velmont” e Fred se interessa ao saber que ela ainda não tem um chef. Griselda teme que sua rival descubra que ela financiou o novo restaurante de Renê. Pereirinha vê Teodora com seu passaporte e tira satisfações com ela. Vilma ajuda Letícia a escolher seu vestido de noiva. Juan Guilherme avisa a Fábio que sua mãe está voltando para o Brasil. Griselda se arruma como Pereirão para trabalhar na reforma de sua mansão. Quinta (05/01) - Severino e Clara se incomodam com o comportamento de Fred. Teodora pede para adiantar sua visita a Quinzinho. Antenor tira uma foto de Patrícia e Alexandre se beijando na faculdade. Tereza Cristina afirma que Fred será o chef do “Le Velmont” se ele ajudá-la a fechar o novo restaurante de Renê. Rafael diz que quer se casar com Amália depois que limpar seu nome. Tereza Cristina acredita que Griselda seja a financiadora do novo restaurante de Renê. Sexta (06/01) - Letícia vai embora ao saber que Chiara está indo para a casa de Juan Guilherme. Paulo confessa a Esther que sente ciúmes de Vitória. Celina fala para Henrique que a volta de Pedro Jorge depende de sua melhora. Enzo pede para Danielle ficar com ele. Chiara avisa que tem poucos meses de vida. Renê Junior vê Pereirinha na cama da mãe e desmaia. Crô chama Renê para socorrer o filho e Griselda e Antenor pensam em acompanhá-lo à casa de Tereza Cristina. Sábado (07/01) - Tereza Cristina expulsa Pereirinha de seu quarto. Renê Junior volta a si e Griselda reconhece Pereirinha depois de ouvir a descrição feita pelo adolescente. Vanessa se preocupa com a possibilidade de Esther voltar a trabalhar na “Fio Carioca”. Tereza Cristina denuncia o restaurante de Renê à vigilância sanitária. Juan Guilherme explica para Letícia o motivo da volta de Chiara e eles decidem adiar o casamento. Fiscais da vigilância sanitária chegam ao restaurante de Renê.

Amor e Revolução SBT – 22h15 Segunda (02/01) - Miriam diz a Duarte que teme tirar o passaporte por conta de Filinto. Marcela conta a Marina que está grávida de Mário. Telmo reencontra Heloisa e diz que está com saudades de Nina. Thiago pede ajuda a padre Bento, pois precisa de documentos falsos. Possessivo, Filinto promete pegar Miriam, pois ele descobriu que ela está tentando tirar o passaporte. Nina e José entram em tiroteio para ajudar guerrilheiros contra policiais do Dops. Terça (03/01) - Maria está preocupada, pois José e Nina estão demorando. Marcela afirma a Mário que não pensa em tirar o bebê, e também não está disposta a se casar. Padre Bento decide ajudar Thiago com os documentos falsos. Maria resgata José, Nina e outros guerrilheiros do tiroteio com os policiais. Jeová conta a Jandira que o julgamento dela foi marcado e ela será levada para o tribunal militar. Os policias levam Batistelli para a sala de interrogatório. Quarta (04/01) - No Dops, Batistelli é torturado por Fritz. Lobo revela a Filinto que participou de um ritual para fechar o corpo. Misterioso, ele diz que Filinto não está preparado para ouvir sobre. No tribunal militar, Jandira começa a ser julgada. Com os guerrilheiros na mata, Maria sente fortes contrações. Heloisa e Nina tranquilizam José ao dizer que vão ajudar Maria no trabalho de parto. Jandira é condenada a três anos de prisão em regime fechado. Quinta (05/01) - Por seu bom comportamento e já ter cumprido a pena, Jandira é libertada. Duarte conta a Miriam que não conseguiu tirar o passaporte dela. Ao lado dos policiais, Fritz vai ao sítio prender Miriam e Duarte. Jandira reencontra o filho Ernesto. Marina afirma a Marcela que está disposta a asssumi-la e ajudar na educação do bebê. Mário aconselha Marcela a pensar bem, pois ele quer se casar com ela. Com a ajuda de Nina, Heloisa e José, Maria dá à luz. Sexta (06/01) - Stela conta a João que conheceu um americano que prometeu ajudá-la na carreira de atriz em Hollywood. Na sala de torturas, Filinto faz terrorismo psicológico com Miriam. No Vale da Ribeira, José e Maria acariciam o bebê. Os militares do exército se aproximam do esconderijo. Eles conseguem sair. Os militares chegam e começam a vasculhar o local. Filinto manda Fritz dar choque elétrico em Miriam.


O Jornal l Maceió, 1º de janeiro de 2012 l Domingo

www.j2012.com.br l jornaltv@ojornal-al.com.br

10

TV O Jornal

TV

FilmesdaSemana Domingo, 01/01

Segunda, 02/01

Transformers (Globo, 15h05) Transformers, de Michael Bay. Com Shia Labeouf, Megan Fox e Josh Duhamel. EUA, 2007, cor, 144 min. A emissora não divulgou a classificação etária. Aventura – Durante séculos, duas raças alienígenas de robôs – os autobots e os decepticons – estiveram em guerra, colocando em risco o destino do universo. Quando a batalha alcança a Terra, só o que separa os perversos decepticons do poder é uma pista guardada pelo adolescente Sam. Depois de conhecer os autobots, ele entende que guarda a chave para um segredo que pode ser a única chance de sobrevivência da humanidade.

Carros (Globo, 15h25) Cars, de John Lasseter. Elenco não informado. EUA, 2006, cor, 117 min. A emissora não informou classificação etária. Animação – Relâmpago Mcqueen, um carro de corrida arrogante, está prestes a participar da corrida mais importante da sua vida. Ele se perde no interior dos Estados Unidos, em uma cidadezinha com pouquíssimo movimento que jamais ouviu falar de Relâmpago. Porém, por ter destruído a principal rua da cidade, ele é condenado a consertá-la, o que pode mudar sua vida.

O Anel dos Libelungos (Band, 15h45) Ring of The Nibelungs, de Uli Edel. Com Benno Furmann, Alicia Witt e Kristanna Loken. Alemanha, 2004, cor, 178 min. Classificação Etária: 10 anos. Aventura – Siegfried desconhece um grande segredo: ele é o herdeiro de um reino longínquo. O jovem, que é guerreiro, torna-se popular entre o seu povo após matar o dragão Fafnir. A recompensa é um anel que lhe dá poderes extraordinários, mas torna-o também alvo de uma terrível maldição. E o seu promissor romance com a bela rainha e guerreira Brunhild pode ser fatalmente ameaçado. Lawrence da Arábia (Band, 19h) Lawrence of Arabia, de David Lean. Com Peter O’Toole, Alec Guinness e Anthony Quinn. Reino Unido, 1962, cor, 242 min. Classificação Etária: 10 anos. Drama – Em 1935, quando pilotava sua motocicleta, T. E. Lawrence morre em um acidente e, em seu funeral, é lembrado de várias formas. Deste momento em diante, conhecemos a história de um tenente do exercito Inglês no Norte da África, que durante a Primeira Guerra Mundial, insatisfeito em colorir mapas, aceita uma missão como observador na atual Arábia Saudita e acaba colaborando de forma decisiva para a união das tribos árabes contra os turcos. Missão Impossível 3 (Globo, 22h50) Mission: Impossible 3, de Jj Abrams. Com Tom Cruise, Ving Rhames e Keri Russell. EUA/Alemanha, 2006, cor, 126 min. A emissora não divulgou a classificação etária. Ação – O agente Ethan Hunt está afastado do trabalho de campo, trabalhando apenas como treinador de novos agentes. Ele leva uma vida tranquila com a noiva Julia, que nada sabe sobre seu verdadeiro trabalho. Mas Ethan é chamado de volta à ativa quando uma de suas alunas é capturada por um negociante de armas sádico e sem escrúpulos. Para resgatá-la, ele precisa reunir uma nova e afiada equipe. Pequena Miss Sunshine (Globo, 1h) Little Miss Sunshine, de Jonathan Dayton/Valerie Faris. Com Abigail Breslin, Greg Kinnear e Paul Dano. EUA, 2006, cor, 101 min. A emissora não divulgou a classificação etária. Comédia – A desajeitada Olive, filha caçula de uma família problemática e sem sorte, é convidada para participar de um concurso de beleza para meninas. Durante três dias, eles deixam as diferenças de lado e se unem para atravessar o país em uma Kombi amarela enferrujada. Delicatessen (TV Brasil, 1h30) Delicatessen, de Jean-Pierre Jeunet e Marc Caro. Com Dominique Pinon, Karin Viard e Ticky Holgado. França, 1991, cor, 99 min. Classificação Etária: Livre. Comédia – Comédia futurista de humor negro sobre uma sociedade que, por causa da escassez de alimentos, transforma qualquer guloseima em moeda de troca. Em um edifício, os moradores do apartamento em cima de um açougue recebem de vez em quando suprimentos de carne. Um jovem palhaço, recém-chegado na cidade, arruma emprego no açougue e se apaixona pela filha do chefe. Sua presença cria um conflito com a família da garota, mas ele não faz a menor ideia de que os integrantes daquela estranha família têm outros planos para ele. Um Convidado Bem Trapalhão (Band, 1h45) The Party, de Blake Edwards. Com Peter Sellers, Claudine Longet e Jean Carson. EUA, 1968, cor, 98 minutos. Classificação Etária: Livre. Comédia – Fred Clutterbuck, um magnata de Hollywood, vai dar uma festa, mas não uma simples festa. Todo mundo, absolutamente todo mundo importante vai estar lá: modelos deslumbrantes, encantadoras estrelas, poderosos produtores, até um filhote de elefante. Mas, por uma falha de convite, Hrundi V. Bakishi, um ator hindu com uma queda por desastres, também vai estar lá. Ele não perderia essa festa por nada neste mundo.

Hancock (Globo, 22h15) Hancock, de Peter Berg. Com Will Smith, Charlize Theron e Jason Bateman. EUA, 2008, cor, 92 min. A emissora não divulgou a classificação etária. Aventura – Hancock é um super-herói que perdeu a sua popularidade entre aqueles que ele protege quando suas tentativas de resgate nem um pouco convencionais provocaram um terrível caos na cidade. Durante um resgate, ele conhece um agente de relações publicas, recentemente demitido, que se oferece para representá-lo e recuperar sua imagem publica. O problema: Hancock começa a se relacionar com a mulher do sujeito. A Sogra (SBT, 23h) Monster-In-Law, de Robert Luketic. Com Jennifer Lopez, Jane Fonda e Michael Vartan. EUA, 2005, cor, 101 min. Classificação Etária: 12 anos. Comédia – A romântica Charlie enfim encontra o verdadeiro amor: Kevin Fields, o homem perfeito. O casal vivia um conto de fadas, até que Viola Fields, a sogra, entra em cena. Viola, âncora de um programa de tevê, que acaba de ser substituída por uma jovem repórter, teme que agora seja a vez de perder o filho para Charlie, e por isso está decidida a acabar com a felicidade do casal. Ó Paí, Ó (Globo, 0h25) Ó Paí, Ó, de Monique Gardenberg. Com Lázaro Ramos, Dira Paes e Wagner Moura. Brasil, 2007, cor, 96 min. A emissora não divulgou a classificação etária. Comédia – Em animado cortiço do centro histórico do Pelourinho, em Salvador, tudo é compartilhado pelos seus moradores, especialmente a paixão pelo Carnaval e a antipatia pela síndica do prédio, Dona Joana. Todos tentam encontrar um lugar nos últimos dias do Carnaval, seja trabalhando ou brincando. Incomodada com a farra dos condôminos, Dona Joana decide puni-los, cortando o fornecimento de água do prédio e eles se solidarizam perante o problema. Terça, 03/01 Vira-lata (Globo, 15h45) Underdog, de Frederik Du Chau. Com James Belushi, Peter Dinklage e Patrick Warburton. EUA, 2007, cor, 84 min. A emissora não divulgou a classificação etária. Aventura – Um acidente no laboratório de alta tecnologia do doutor Simon Barsinistro faz com que um cachorro “beagle” desabrigado, chamado Engraxate, ganhe poderes extraordinários. Com isso, ele passa a vestir um traje de super-herói e se autodenomina o Vira-Lata, jurando defender os cidadãos de Capitol City. Se Eu Fosse Você 2 (Globo, 22h15) Se Eu Fosse Você 2, de Daniel Filho. Com Glória Pires, Tony Ramos e Cássio Gabus Mendes. Brasil, 2009, cor, 96 min. A emissora não divulgou a classificação etária. Comédia – Cláudio e Helena estão prestes a se separar, o que faz com que ele passe a morar na casa de seu amigo Nelsinho. Porém, após a primeira reunião do divórcio, eles discutem em pleno elevador e, repentinamente, trocam de corpos mais uma vez. Isto faz com que ambos tenham de viver a vida do outro, tendo por experiência o que ocorreu anos antes. Paralelamente, há a situação de Bia, filha do casal, que está grávida e não sabe como contar aos pais. Quarta, 04/01 Toy Story 2 (Globo, 15h30) Toy Story 2, de John Lasseter. Elenco não informado. EUA, 1999, cor, 92 min. A emissora não divulgou a classificação etária. Animação – Woody tenta salvar um brinquedo que vai para um bazar de usados. Porém, ele acaba sendo roubado por um colecionador de brinquedos, que pretende vendê-lo a um museu japonês. Na casa do sequestrador, Woody descobre que o homem foi protagonista de um famoso

seriado de tevê, décadas atrás, e conhece os demais integrantes de sua coleção. Enquanto isso, os demais brinquedos partem em uma atrapalhada operação de resgate. Salve Geral (Globo, 22h15) Salve Geral, de Sergio Rezende. Com Andrea Beltrão, Denise Weinberg e Lee Thalor. Brasil, 2009, cor, 119 min. A emissora não divulgou a classificação etária. Drama – Rapaz de classe média sai com amigos, se envolve em um crime e acaba preso. A mãe, viúva, faz de tudo para tirá-lo do presídio, mas sua esperança pode acabar quando a facção criminosa Primeiro Comando da Capital, ou PCC, inicia uma onda de ataques a policiais da cidade de São Paulo. Baseado em fatos reais que paralisaram a capital paulista em 2006.

Tv Alagoas - Sbt Canal 5 05h00 - Arnold 05h30 - Aventura Selvagem -Reprise 06h30 - Pesca Alternativa 07h30 - Vrum 08h00 - Igreja Mundial 10h00 - Domingo Legal 14h00 - Eliana 18h00 - Roda A Roda Jequiti 18h40 - Sorteio da Tele Sena 18h45 - Programa Silvio Santos 23h00 - De Frente Com Gabi 00h00 - O Mentalista / The Mentalist 01h00 - Divisão Criminal / The Closer 02h00 - Os Esquecidos / The Forgotten 03h00 - Giro da Madrugada 05h29 - Encerramento da Programação

Quinta, 05/01 Os 102 Dálmatas (Globo, 15h30 ) 102 Dalmatians, de Kevin Lima. Com Glenn Close, Ioan Gruffudd e Alice Evans. EUA, 2000, cor, 102 min. A emissora não divulgou a classificação etária. Infantil – Aparentemente regenerada, a vilã Cruella de Vil é solta da cadeia e tenta começar vida nova. As coisas vão bem. Mas, quando o Big Ben toca alto, o tratamento hipnótico é revertido e Cruella volta ainda mais malvada e igualmente determinada a fazer o casaco malhado que sempre desejou. Os Normais 2 - A Noite Mais Maluca de Todas (Globo, 22h15) Os Normais 2 - A Noite Mais Maluca de Todas, de José Alvarenga Jr. Com Fernanda Torres, Luis Fernando Guimarães e Cláudia Raia. Brasil, 2009, cor, 87 min. A emissora não divulgou a classificação etária. Comédia – Rui e Vani estão completando 13 anos de namoro. Para evitar que o relacionamento deles entre em crise, o casal decide realizar uma grande fantasia sexual a três. Em busca da parceira ideal, eles sondam uma prima de Vani, uma bicampeã de kickboxing, uma bissexual, uma francesa e uma garota de programa. Sexta, 06/01 Tinker Bell - Uma Aventura no Mundo das Fadas (Globo, 15h40) Tinker Bell, de Bradley Raymond. Elenco não informado. EUA, 2008, cor, 78 min. A emissora não divulgou a classificação etária. Animação – No fantástico mundo do Refúgio das Fadas, Tinker Bell começa a duvidar da importância do seu talento de fada. Ela tenta mudar seu jeito de ser, mas acaba criando situações desastrosas. Com a ajuda de suas amigas Rosseta, Silvernits, Fawn e Iridessa, Tinker Bell aprende que a chave para a solução dos seus problemas é justamente a sua habilidade. Juízo (TV Brasil, 22h) Juízo, de Maria Ramos. Elenco não informado. Brasil, 2007, cor, 90 min. A emissora não divulgou a classificação etária. Documentário – O filme conta a trajetória de jovens pobres com menos de 18 anos de idade diante da lei, entre o instante da prisão e o do julgamento por roubo, tráfico e homicídio. Com sequências filmadas em audiências reais e durante visitas ao Instituto Padre Severino, local de reclusão dos menores infratores na Ilha do Governador, no Rio de Janeiro, as imagens revelam as consequências de uma sociedade que manda os filhos ter juízo, mas não o pratica. Era Uma Vez (Globo, 22h20) Era Uma Vez, de Breno Silveira. Com Thiago Martins, Vitória Frate e Rocco Pitanga. Brasil, 2008, cor, 118 min. A emissora não divulgou a classificação etária. Drama – Morador da favela do Cantagalo, filho de empregada doméstica e abandonado pelo pai, viu um irmão ser assassinado por traficante e outro ser exilado da favela pelos bandidos. Decidido a não seguir o caminho do crime, ele trabalha vendendo cachorro-quente em um quiosque na praia de Ipanema e acaba se apaixonando por uma menina rica. Porém, as diferenças entre seus mundos de origem geram diversas críticas e preconceitos. Madrugada Muito Louca 2 (SBT, 23h) Harold & Kumar Escape From Guantanamo Bay, de Jon Hurwitz. Com John Cho, Kal Penn e Rob Corddry. EUA, 2007, cor, 107 min. Classificação Etária: 16 anos. Comédia – Maria, a grande paixão de Harold, se mudou para Amsterdã. Então, Kumar convence o amigo a embarcar para Europa junto com ele e procurá-la. Já a bordo, Kumar apronta mais uma das suas, o que os faz serem confundidos com terroristas, e por isso são presos e levados para Guantânamo.

TV EDUCATIVA - TVE Canal 3 05h00 -Via Legal 05h30 - Brasil Eleitor 06h00 - Palavras de Vida 07h00 - Santa Missa 08h00 - Viola Minha Viola 09h15 - Curta Criança 09h30 - Janela Janelinha 10h00 - Escola Pra Cachorro 10h15 - Meu Amigãozão 10h30 - A Turma do Pererê 11h00 - ABZ do Ziraldo 11h30 - Tromba Trem 11h45 - Carrapatos e Catapultas 12h00 - A Turma do Pererê 12h30 - Catalendas 12h45 - Cocoricó 13h00 - Dango Balango 13h30 - TV Piá 14h00 - Stadium 15h00 - O Planeta Azul – O Abismo 16h00 - Ver TV 17h00 - De Lá Pra Cá 17h30 - Cara e Coroa 18h00 - Papo de Mãe 19h00 - Conexão Roberto D’Ávila 20h00 - Filarmônica de Berlim – Os ritmos de la noche 21h30 - Curta TV 22h00 - Cine Ibermédia 00h30 - Programa de Cinema Francês – Delicatessen 02h00 - América Latina Tal Como Somos 02h30 - A Grande Música 03h30 - Caminhos da Reportagem 04h30 - Expedições

TV mar NET - Canal 25 08h30 - Sobre Rodas 09h00 - Momento Vip 09h30 - Igreja El-Shaddai 10h30 - Informe Cesmac 11h00 - Info Ação Parlamentar 11h30 - Programa Mix 12h00 - Canal Legal 13h00 - Programa do Caique 13h30 - Palavra Amiga 14h30 - Big Sports 15h30 - Cidade Aflita 16h30 - Almoço C/ Notícia 18h00 - Sobre Rodas 18h30 - Momento Vip 19h00 - Igreja El-Shaddai 20h00 - Informe Cesmac 20h30 - Info Ação Parlamentar 21h00 - Programa Mix 21h30 - Canal Legal 22h30 - Programa do Caique 23h00 - Palavra Amiga 00h00 - Big Sports 01h00 - Cidade Aflita 02h00 - Almoço C/ Notícia 03h30 - Sobre Rodas 04h00 - Momento Vip 04h30 - Igreja El-Shaddai 05h30 - Informe Cesmac 06h00 - Info Ação Parlamentar 06h30 - Programa Mix 07h00 - Canal Legal


O Jornal l Maceió, 1º de janeiro de 2012 l Domingo

www.j2012.com.br l jornaltv@ojornal-al.com.br

11

TV O Jornal

RetratoFalado

Perfil

Marcos Veras comemora repercussão de seus personagens no “Zorra Total” MANU MOREIRA PopTevê

M

arcos Veras é bem-humorado. O comediante, que participa do quadro “Vamos Brincar de Quê?” e que imita o Luan Santana no “Zorra Total”, faz graça naturalmente e chama a atenção de todos que estão à sua volta com o jeito extrovertido. “Sempre quis ser ator e, antes mesmo de assumir de vez a profissão, já fazia imitações em meus trabalhos anteriores. Meu pai não apoiava muito na época”, lembra. Antes de emplacar na produção de humor, Marcos chegou a ser vendedor de loja, se formou em Propaganda e Marketing na Estácio de Sá e apresentou um programa no canal fechado Shoptime. “Na época, eu fazia o tipo ‘vendedor sincero’. Vendia as frigideiras, mas confessava que não sabia fritar nem um ovo”, recorda, às gargalhadas.

Luiza Dantas/CZN

Piadista de plantão

Nome: Marcos Rodrigues Veras. Nascimento: 9 de maio de 1980. No Rio de Janeiro. Na tevê: “Adoro assistir a programas de entrevistas, tipo ‘talk shows’. O que mais gosto é o do David Letterman. Também assisto a programas de humor e jornalísticos. Fico ligado na Globo News direto”. Ao que não assiste na tevê: “Reality shows”. Nas horas livres: “Ultimamente gosto de dormir. Além disso, saio para jantar com a minha mulher, amigos. Vou ao cinema e ao teatro também”. No cinema: “Curto de tudo. De filme alternativo iraniano a cinema nacional. Mas evito comédias enlatadas americanas. Isso não me leva ao cinema porque, se quiser esse entretenimento puro, posso alugar, assistir na televisão”. Livro: “O Livro do Boni”, de José Bonifácio de Oliveira Sobrinho. Música: “Qualquer uma do álbum ‘Help’, dos Beatles”. Prato predileto: Comida japonesa. O melhor do guarda-roupa: “Cueca tipo boxe. Essa resposta ficou meio gay”, brinca. Mulher bonita: Luana Piovani. Homem bonito: “Gosto muito de talento. O Wagner Moura é um cara que me chama a atenção por isso”. Cantor: Lulu Santos. Cantora: Marisa Monte. Ator: Selton Mello. Atriz: Penélope Cruz. Animal de estimação: “Nunca pensei que fosse gostar de ter animais de estimação, mas estou apaixonado pelo meu gato persa branco. Era da minha esposa e acabei adotando”. Escritor: William Shakespeare. Arma de sedução: Bom humor. Melhor viagem: “Acredito que a próxima que vou fazer para Paris e outras cidades da Europa. A última também foi maravilhosa, a lua de mel em Nova Iorque”. Sinônimo de elegância: “O Tony Ramos por sua atitude”. Gula: Chocolate. Inveja: “De quem pode viajar três vezes ao ano de férias. Coisa muito rara para mim. Agora, por exemplo, só vou conseguir tirar 10 dias”. Ira: Inveja. Cobiça: “A minha realização profissional. Não quero sair falando o que é, até porque ela vai mudando conforme conquisto mais espaço. Sou meio viciado em trabalho”. Preguiça: Acordar cedo. Vaidade: “Além do trabalho, com as minhas roupas. Gosto de andar bem vestido”. Luxúria: Olhar. Mania: “Roer unha e dormir muito de tarde”. Filosofia de vida: “Trabalhe honestamente que vai chegar onde quer. O mais importante, sem passar por cima de ninguém”.


www.j2012.com.br l jornaltv@ojornal-al.com.br

12

O Jornal l Maceió, 1º de janeiro de 2012 l Domingo

TV O Jornal

O que vem por aí

NomePróprio

rebelde Juntos de novo

LUANA BORGES PopTevê

Q

uando um ator se sai bem em determinado papel, há grandes chances de que ele encarne perfis semelhantes nos trabalhos seguintes. Marcello Airoldi se destacou como o “mulherengo” e engraçado Gustavo, em “Viver A Vida”. Depois, em “Divã”, também interpretou um personagem voltado para a comédia: o Jurandir. Por isso mesmo, o ator está empolgado com o fato de poder explorar um lado mais dramático na pele do Cícero, em “A Vida da Gente”. O personagem é pai adotivo de Alice, vivida por Sthefany Brito, mas não sabe lidar bem com a aproximação que está acontecendo entre a menina e o pai biológico, Renato, de Luiz Carlos Vasconcelos. “Achei rico trabalhar esse outro aspecto. O Cícero é um homem comum, com conflitos comuns”, analisa. “É um papel com aspectos humanos mais evidentes. Por não ser cômico, não dá para disfarçar atrás de nada. Ele é sincero e mal-humorado”, acrescenta. Na trama, Cícero é casado com Suzana, de Daniela Esco-

bar. Só que, diferentemente da esposa, ele não participa dessa nova fase da vida de Alice e prefere não ter contato com Renato. “O Cícero é um pai rigoroso, que está enciumado com essa situação toda. Ele acaba sendo o chato da história por tentar fazer com que a filha não fique completamente envolvida pelo pai biológico”, explica. Todo esse conflito do personagem é refletido na reação do público. Pelo menos, Marcello tem percebido que as pessoas ficam divididas. Ao mesmo tempo em que torcem para que Alice se entenda com o pai biológico, sabem que Cícero realmente ama a filha e está sofrendo com tudo isso. “É mais fácil você ter um envolvimento forte com uma pessoa nova do que valorizar o que já existe. Essa dualidade entre a novidade e o que já está estabelecido pega no público”, avalia. “As pessoas entendem ele ser um pai que corrige, que cuida, mas também veem que ele não partilha desse momento da filha como a mãe faz”, completa. Para entender melhor os conflitos e as inseguranças do personagem, Marcello contou com o auxílio de uma psiquiatra antes do início das gravações. Junto com ela, o ator – assim como o restante do elenco – pôde construir o perfil psicológico de seu papel. “A gente debateu muito essas questões antes da novela acontecer: o pai que é adotivo,

a relação com a filha e como essa relação fica quando aparece uma pessoa de fora, esse ciúme, se fala ou não que é adotivo...”, enumera ele, que também se baseou nos textos que recebia da autora Lícia Manzo. “Ela coloca palavras da boca do ator. São falas muito verossímeis e muito cotidianas, no melhor dos sentidos”, elogia. As emoções mais intensas também foram trabalhadas desde o início. Tanto que logo a primeira cena que Marcello gravou foi a que mais chamou atenção do ator até agora. N a sequência, Cícero via o carro da filha destruído após o acidente que, na verdade, envolveu Manu, de Marjorie Estiano, e Ana, de Fernanda Vasconcellos. “Comecei no c h o q u e . Fo i uma cena muito tensa. Mas, como a t o r, e u quero que o personagem tenha conflitos para resol-

ver”, frisa. Com uma carreira relativamente recente na tevê, Marcello sempre se focou mais no teatro. Principalmente porque sabia que nos palcos a possibilidade de interpretar personagens diversificados é bem maior. “Sempre quis falar as coisas que queria falar no teatro, que é onde de fato você pode se expressar, falar do assunto que quiser, do jeito que quiser. É um espaço que os outros veículos não dão por conta do formato que têm”, destaca. Por isso, o ator nunca procurou trabalhos na tevê. Mas, depois que viveu o Adoniran Barbosa, em “Por Toda A Minha Vida”, os convites foram surgindo. “O Adoniran me introduziu nesse universo de televisão e o Gustavo foi meu personagem mais marcante”, especifica, referindo-se ao papel que interpretou em “Viver A Vida”.

Pedro Paulo Figueiredo/CZN

Marcello Airoldi experimenta papel mais denso depois de alguns trabalhos de comédia

Divulgação

Nova direção

Quase sempre, os assuntos do coração são complicados demais e algumas coisas parecem não ter solução. Mas pode não ser tarde para consertar o que um dia deu errado. Principalmente se ainda existe amor entre o casal. Nos próximos capítulos de “Rebelde”, Márcia (Carla Diaz) vai sentir na pele o gosto amargo de um arrependimento. A menina sempre foi carinhosa e meiga. Da bonita amizade com Téo (Bernardo Falcone), nasceu um namoro. Mas, com o tempo, Márcia acabou mostrando um lado um pouco mais rebelde que não agradou a todos. O relacionamento acabou e ela se envolveu com outro rapaz. Só que agora está arrependida e tenta convencer Téo de que os dois devem reatar. Mas o menino é categórico. Diz que se Márcia não terminar de uma vez com Júlio (Luca Pougy), eles não vão mais ficar. Dessa vez, a garota parece saber realmente o que quer. Tanto que, logo em seguida, conversa com Júlio e avisa que eles não são mais namorados. Toda serelepe, volta a falar com Téo sobre uma possível reconciliação. A menina quer voltar a namorá-lo logo, mas ele se mostra muito inseguro. E não é para menos. Afinal, Téo já sabe que não é nada legal ser trocado por outro. Mas está na cara que ele ainda gosta de Márcia e não vai demorar para que tudo volte a ficar bem entre os dois. Para recomeçar com o pé direito, nada melhor que um jantar romântico. O rapaz vai até a casa da jovem e faz essa proposta. Mas Leonardo (Juan Alba), aproveitando o clima de união em sua família, sugere que todos jantem juntos. Contente, o político diz para a filha que aprova o namoro dela com Téo. Com o aval da família, tudo fica mais fácil. Agora sim esse romance segue em frente. (Luana Borges/PopTevê) # João fica decepcionado ao saber que a banda acabou. # Diego dá um soco em Binho.


O Jornal l Maceió, 1o de janeiro de 2012 l Domingo

www.j2012.com.br l salavip@ojornal-al.com.br

Sala Vip Para deixar os cuidados com a beleza ainda mais completo, os perfumes para cabelos são perfeitos

Ano novo, mas o segredinho de sempre: amuletos poderosos para espantar os maus olhados e atrair boas 11

4e5 Larissa Nunes

Um mundo à parte

8e9

O artista visual Pedro Lucena transporta para o papel suas impressões sobre o mundo. Seu destino é um só: o sucesso!


www.j2012.com.br l salavip@ojornal-al.com.br

2

O Jornal l Maceió, 1o de janeiro de 2012 l Domingo

Sala Vip

BoxGiro Marco Leão boxgiro@hotmail.com

É verão...

Bruna Omena

Todo vip que se preze gosta de uma festa e não dispensa uma boa por nada. Tivemos muitas neste finalzinho de ano, mas uma se destacou. Qual? Foi a Tamo Junto, pilotada pelo empresário Mauricio Vasconcelos, filho do top do turismo Mauro Vasconcelos, em sua residência luxo de veraneio, na praia de São Miguel dos Milagres. Por lá, muita gente linda de vários lugares da pátria tupiniquim. Hoje, a balada se tornou a predileta dos bem-nascidos, além de ser a festa mais concorrida da temporada de sol de Alagoas. Tá bom pra você?

Mais badalos

Outra baladinha vipérrima que ferveu, por aqui, foi a prévia de Réveillon Enchanté Celebration, na Vox Room, lotando a casa em plena quinta-feira a noite. Tudo para celebrar a chegada da festa de Réveillon. Com a presença do incrível grupo (carioca) Monobloco, o agito levou diferentes turmas ao lugar, já considerado um dos melhores shows do ano. E foi sucesso!

Maceió 40º

Sabe quem anda colocando o povo vip para dançar neste verão? O empresário Eduardo Salles, que está promovendo em seu restô Lopana, a melhor folia da temporada quente. Lá, a programação musical começa logo cedo e vai até altas horas da madrugada. Babado forte! Ah, queridos leitores, feliz (sempre) 2012. Viva! Fui... Animadíssimo.

Gabriela Henry

Silvio e Angela Eugenio

Ricardo Rique, Luciana Rocha e Rafael Mesquita

Duda Egito e Cacau Souza

Bernardo Carrazone

Erika Jucá, Lucia Bastos, Katinha Tenório e Laura Amaral

Maria Eduarda Lyra, Danielle Laroche e Bruna Godoy

Rafael Lôbo e Simon Carrazone

Fabiana Campos e

Thiago Dias e Cynara Valentini

Rodrigo Perez e Maria Duarte


O Jornal l Maceió, 1o de janeiro de 2012 l Domingo

Sala Vip

Editorial

Flávia Farias

Adeus ano velho!

F

inalmente, depois de 12 meses, 2012 chegou. Se o mundo não tiver acabado, como previam os Maias, todo o trabalho para fechar o Sala Vip não terá sido em vão. Brincadeiras à parte, 2011 foi um ano de muita evolução para o caderno, que ganhou novas sessões, passou por um processo de transição ao mudar de editora e tentou manter a proposta inicial que era deixar uma porta aberta para as produções locais. Nesta edição, a intenção foi conectar o leitor com o que há de novo no mundo das artes. Para isso, fomos atrás de Pedro Lucena, um jovem talento da artes visuais que já levou seu desenhos para Portugal e tem um traço marcante e é cheio de vida. Quem vê suas obras quer levá-las para casa e dar mais vida aos ambientes. Como proteção nunca é demais, pesquisamos alguns amuletos que prometem tudo, só não fazem a promessa de trazer o amado (a) em sete dias. No mais, não há mau olhado que resista. Moda, com a coluna de Marcos Leão, que produziu uma pauta bem bacana para sua Inside e as indicações de um site especializado, que listou os filmes vão ditar moda, no próximo ano, ganham destaque; beleza, com dicas para os cabelos, e outras coisinhas mais, também estão nas páginas do Sala Vip, que hoje não vem com nenhum agito porque, dificilmente, existam forças para rebolar o esqueleto depois de tanta festa de despedida. Que 2012 seja um ano ótimo. Senhores maias, torço para quem tenham errado feio em suas previsões. Ainda temos muita coisa para fazer até este mundo acabar. Boa leitura para todos!

www.j2012.com.br l salavip@ojornal-al.com.br

3


www.j2012.com.br l salavip@ojornal-al.com.br

4

O Jornal l Maceió, 1o de janeiro de 2012 l Domingo

Sala Vip

Saúde

Hora de entrar na linha D

ezembro é um mês perigoso para qualquer dieta. E nem precisa ser das restritivas. É que fica difícil resistir às delícias servidas nas festinhas que não param de surgir e o que era apenas para ser mais um refeição, vira um banquete, não importa a hora. Aí chega janeiro, o sol quente do início de um novo ano e para quem mora perto da praia ou tem uma piscina amiga para mergulhar, não consegue fugir dos convites do tipo “espanta calor”. Sala Vip conversou com a nutricionista Joelma Marinho que falou sobre como se reerguer diante das derrapadas de final de ano, além de dar dicas para quem não quer exagerar no verão. SALA VIP – Para quem não dispensou nenhuma das delícias servidas nas confraternizações, happy hours, jantares e ceias que dezembro reservou o que fazer em janeiro para tentar salvar o corpo das gordurinhas extras? JOELMA MARINHO – Primeiramente se tiver parado em relação a atividade física, tentar voltar. Isso ajuda o metabolismo e facilita na queima de gordurinhas extras. Como estamos no verão boas opções como nadar, pedalar, correr e dançar para melhorar o corpo. E claro aliando c o m

A nutricionista Joelma Marinho explica como funciona o nosso corpo diante dos exageros

uma boa alimentação. O que eu posso dizer é: Muito suco, saladas, frutas, água de coco, chás e evitar os excessos já que isso já foi feito em dezembro. SV – Existe algum alimento que ajude a quem exagerou na dose a enfrentar uma ressaca? JOELMA – Sim, existe. Alimentos que contenham um teor maior de água no geral ajudam muito. O que acontece é que durante a bebedeira, o aparelho digestivo tem muito trabalho extra. O estômago precisa fabricar mais suco gástrico; o fígado mais bile, além de ter que neutralizar as toxinas presentes pelo álcool. O intestino necessitou produzir mais suco entérico e ainda ficou com o trânsito mais lento. A água é importante nesse processo. Ela repõe os

líquidos perdidos e auxilia na remoção das toxinas acumuladas. As fibras solúveis, como o farelo de aveia ou trigo, arroz integral ou pão integral. Evite carne vermelha (para não sobrecarregar fígado), queijos, molhos e frituras. Elimine ainda os alimentos industrializados, embutidos e enlatados, como salsichas, presunto, biscoitos, entre outros. Em geral sugiro: melancia, melão, água de coco, água e sucos. SV – Virada de ano nos faz lembrar o verão, que chegou ainda mais quente. Para quem não conseguiu entrar na linha, a tempo, quais as atitudes mais recomendadas para quem não quer escorregar feio e comer demais

durante a estação? JOELMA – Na verdade é bem contraditório para muitas pessoas. O “Verão: quero curtir!”, muitas vezes o curtir significa beber e comer em excesso. Como manter a linha? Costumo dizer que se pelo menos a atividade física estiver em dia, lhe

Suco que pode fazer milagres para quem estiver de ressaca

permitirá sair vez ou outra da dieta sem tantos prejuízos ao corpo e saúde. Lógico que exagerar faz mal, porém sabemos que lazer está associado a comer e beber, portanto se divirta e acima de tudo mexa-se para não acumular tantas calorias!

Suco anti-ressaca

Maçã: uma unidade média descascada Cenoura: ½ unidade descascada 
 Laranja: suco de uma unidade 
 Preparo: pique a maçã, a cenoura e bata no liquidificador com o suco de laranja ou a água de coco. Beba em seguida. Use de dois a três copos neste dia.


O Jornal l Maceió, 1o de janeiro de 2012 l Domingo

www.j2012.com.br l salavip@ojornal-al.com.br

Sala Vip

Dicas

Cheirinho bom P

ara dar uma reforçada nos cuidados com os cabelos, a indústria dos cosméticos não para de lançar novidades. Não bastasse o óleo de Argan ter se tornado um dos produtos mais adorados do planeta, os perfumes específicos para as madeixas começam a despertar a atenção de quem não descuida da juba. Chamado, em inglês, de Hair Mist, promete não só deixar os fios mais cheirosos, mas também com mais brilho. Como todo e bom cosmético, ele traz algumas dúvidas quanto sua utilização. As perguntas mais freqüentes são se as fórmulas contêm álcool e se podem danificar os fios. A

resposta é simples: como não penetram nos fios, não há a possibilidade de maltratá-los. Quanto a química, se a pessoa for alérgica a algum ingrediente do cosmético pode ser que tenha alguma reação. O perfume para cabelo pode ser usado até duas vezes por dia para quem lava o cabelo diariamente. E para não pesar, o indicado é lavar o cabelo depois do uso; caso contrário ficará acumulando resíduos do perfume, que a médio e longo prazo podem vir a prejudicar o cabelo. A aplicação é fácil e por meio de nuvem. Ou seja, é preciso aplicá-lo de maneira moderada, borrifando com uma distância de 10 a 20 cm dos fios de cabelo e espalhando com

a mão na medida em que se ajeita o cabelo. Além de observar a quantidade de perfume, é necessário também ficar atenta ao tipo de fragrância que coloca nas madeixas. Para que o cheiro não brigue com a fragrância do perfume tradicional. Assim como o perfume tradicional tem um cheiro diferente em cada tipo de pele, o perfume para cabelo muda com fios diferentes. Para não errar, opte por produtos com notas mais suaves e frescas, como os florais.

Chanel N° 5 - ainda não vende no Brasil. Mas é bom ficar de olho no melhores sites de vendas de cosméticos

Spray Aromático J´adore Hair Mist R$ 139,90 (30 ml) Com uma fragrância leve e uma feminilidade sutil, ele é enriquecido com óleo essencial de Ylang-Ylang, que dá brilho ao cabelo e preserva seu frescor natural. Perfeita para o dia ou à noite. Spray Aromático J´adore Hair Mist R$ 139,90 (30 ml) Com uma fragrância leve e uma feminilidade sutil, ele é enriquecido com óleo essencial de Ylang-Ylang, que dá brilho ao cabelo e preserva seu frescor natural. Perfeita para o dia ou à noite.

Spray Aromático J´adore Hair Mist R$ 139,90 (30 ml) Com uma fragrância leve e uma feminilidade sutil, ele é enriquecido com óleo essencial de Ylang-Ylang, que dá brilho ao cabelo e preserva seu frescor natural. Perfeita para o dia ou à noite.

5


www.j2012.com.br l salavip@ojornal-al.com.br

6

O Jornal l Maceió, 1o de janeiro de 2012 l Domingo

Sala Vip

Tipo exportação

Nide Lins nidelins@uol.combr

O tropicalismo de Guga Rocha O

chef Guga Rocha aterrissou em Maceió a convite da Suprema Produções só para preparar o menu degustação para 200 sortudos do camarote vip do Réveillon Absoluto 2012. Mas, antes de encarar as bocas do fogão, o ex-roqueiro concedeu uma entrevista para O JORNAL. O chef está cada vez mais craque na cozinha, que ele mesmo batizou de Tropicalismo. “É pés no Brasil e cabeça do mundo”, diz o chef que tem o programa de TV, Bem Simples, na Fox (canal 81) na Net. Morando em São Paulo, o chef Guga tem dois roteiros prediletos, o Mercado de São Paulo e o bairro da Liberdade (bairro Japonês) onde compra tudo o que vê, claro, tudo o que pode acrescentar mais sabor as receitas. Suas últimas descobertas na Liberdade foram a língua de pato defumado (gosto semelhante ao presunto defumado) e minúsculo camarão da Tailândia, tão bom quanto o aviu de Belém do Para. “Chef de cozinha tem que pesquisar, inovar e deve sempre surpreender”, esclarece o chef. Como exemplo de sua cozinha tropicalista, ele criou o caviar de tapioca com sagu com tinta de lula servido no canapé com requeijão alagoano da Ducamp. Outro exemplo é o camarão com banana da terra com pimenta biquinho. Para fevereiro o chef Guga Rocha está arrumando as malas para apresentar a

cozinha brasileira em Montreal (Canadá). “Gosto de trabalhar com os produtos locais, com alimentos frescos e partir daí traduzir para a nossa gastronomia”, disse. Ele também promete novidades para 2012 com o lançamento do livro “Um sabor Quilombola” junto com a historiadora Leda Almeida. “Neste livro busquei as raízes dos quilombos em Alagoas e trago 200 receitas”. Com o livro no forno só resta aguardar para conferir o sabor das paginas.

Camarão da Barra Receita: 1 kg de camarão 30 g de alho 50 g de cebola roxa 30 g de pitangas 20 g de pimenta de cheiro 1 punhado de manjericão 5 brotos de trevo para decorar 1 colher de sopa de sal grosso 1 colher de sopa de óleo de coco

100 ml de cachaça de cabeça 300 g de cuscuz nordestino pronto 2 colheres de sopa de manteiga de garrafa Modo de preparar: 1. Numa frigideira grande aqueça um fio de óleo de coco 2. Doure o alho fatiado e junte a cebola cortada ao alho até dourar levemente

3. Adicione os camarões. L e m b re - s e que camarão fica pronto MUITO rápido. 4 Flambe com um pouco de cachaça para dar sabor 5. Vamos agregar sabor! Te m p e r a r l e v e m e n t e . Adicione o tomate cortado em cubos. Use a criatividade

e surpreenda seus convidados. Guarneça com manga, pitangas, folhas e flores de manjer icão, pimentas de cheiro inteiras e brotos de trevo Dica: Como acompanhamento sugiro cuscuz de milho, que pode ser esfarelado e puxado na manteiga de garrafa.


O Jornal l Maceió, 1o de janeiro de 2012 l Domingo

www.j2012.com.br l salavip@ojornal-al.com.br

Sala Vip

Para 2012 Patuá Fashion

N

ão adianta pular apenas as sete ondinhas na hora da virada. Depois que o ano começa o jeito é arrumar meios para manter a energia positiva pulsando a nosso favor. Como? Além de ser um bom menino e uma boa menina, se cercar de amuletos pode ajudar. Ao menos é que dizem a maioria da população. Sala Vip foi pesquisar o significado de cada talismã e ajuda o leitor a montar seu poderoso e descolado patuá. Escolha os seus e proteja-se! Cristais: traz luz, sucesso e paz Dados: sorte e sucesso Escapulário: proteção Olho: contra o mau olhado Pimenta: proteção Âncora: simboliza a esperança, constância, segurança e fidelidade Cachorro: amizade e lealdade Cavalo: força, virilidade, orgulho e o masculino Bruxa: magia, fertilidade e o feminino Chave; para abrir os caminhos Estrela de Davi: representa a união dos contrários Figa e ferradura: sorte e proteção

7


www.j2012.com.br l salavip@ojornal-al.com.br

10

O Jornal l Maceió, 1o de janeiro de 2012 l Domingo

Sala Vip

Bom som Estou ouvindo...

Q

ual a música não sai da sua cabeça? Qual músico é o dono da sua trilha sonora atual? Sala Vip quis saber e foi perguntar a algumas pessoas da sociedade alagoana qual o seu setlist. Preparem-se, o som é diversificado e dos bons!

BEATRIZ NUNES (Jornalista) GERALDO BRITO (Produtor e booker) A um bom tempo estou ouvindo “Dead Famous” do Diagram of the heart. A música me envolve, gosto do vocal, dos arranjos. Um mistura do velho com o novo.

Tenho escutado o novo disco do Wado, o “Samba 808” e o disco de 2010 do Fino Coletivo, “Copacabana”. Os dois discos são de altíssima qualidade, letras maravilhosas e que me deixam com sensação de bem-estar.

PEI FON (Fotógrafa) Tenho escutado Nightwish - banda sueco-finlandesa de Symphonic Heavy Metal, mais precisamente, o recém lançado “Imaginaerum”. O cd é o soundtrack do filme sob mesmo nome e as faixas do cd te faz “imaginar” como seriam as cenas. Indico a faixa “I Want My Tears Back”, que faz uma mistura interessante entre o peso do Heavy Metal e a utilização de instrumentos célticos. União incrível.

FILIPE LYRA (Cerimonialista) NATHÁLIA AMARAL (Estilista) Ultimamente e sempre, antes de ultimamente, escuto Sandy. Agora Sandy em seu CD e DVD Manuscrito. Sou fã demais. Amo sua voz, suas letras, suas melodias. Me identifico com tudo, por isso amo e ouço sempre.

Sou fã incondicional do rei Roberto Carlos, sempre que estou estressado coloco ele no som do carro. Para tomar uma cervejeira no bar tem que ter fundo musical da Alcione. Pra dançar um forrozinho, pode ser qualquer um, inclusive os da terra, como Mano Walter e Galã.

LUCIA BASTOS (Designer de acessórios) Adoro música, gosto de milhares, mas atualmente a que tenho ouvido sem parar é a Like Jagger, da banda Maroon Five com a cantora Christina Aguilera. Me animo muito quando ouço e acho a cara do verão!


O Jornal l Maceió, 1o de janeiro de 2012 l Domingo

Sala Vip

Moda Coisa de cinema

O

s cinéfilos de carteirinha já sabiam, mas o portal de tendências WGSN listou 10 filmes que vão estrear nas telonas em 2012 e prometem dar o que falar na moda seja pelo figurino ou por alguns detalhes que podem influenciar os fashionistas. Para tirar a dúvida se a lista vale ou não, fique de olho nas seguintes estréias do ano que vem: 1.  O Grande Gatsby: Com Leonardo DiCapr io, Tobey Maguire e Carey Mulligan, o remake do clássico de F. Scott Fitzgerald será cheio de vestidos da década de 1920, com cintura baixa. 2. On the Road: Filme do brasileiro Walter Salles baseado no clássico homônimo da literatura beat, de Jack Kerouac, que foi lançado em 1958. Conta a história de um aspirante a escritor que atravessa os Estados Unidos pedindo carona.  O elenco, que inclui Kristen Stewart, vai mostrar um visual despojado, com muita camisa sobre camiseta, all star e calça cigarette. 3.  O Cavaleiro das Trevas Ressurge: o novo Batman, de Christopher Nolan, terá Anne Hathaway como um dos hits, toda vestida de couro, como Mulher Gato. 4. Os Vingadores: Dirigido por Joss Whedon, o filme que vai trazer a reunião dos principais heróis da Marvel, unidos para salvar a Terra de aliens invasores. 5. Jogos Vorazes: É ambientado em Panem, uma nação apocalíptica que ocupou o lugar dos Estados Unidos. Dividido em doze distritos pobres, Panem é cenário de uma batalha anual, transmitida pela televisão, na qual um menino e uma menina de cada distrito precisam lutar até a morte. Jennifer Lawrence e Elizabeth Banks

estão no elenco. Calças cargo, coletes utilitários e muitas peças cáqui e de couro serão destaque no figurino. 6. Rock of Ages: Baseado em um musical homônimo da Broadway, o filme conta a história de um jovem músico do interior chamado Drew (Diego Boneta), que chega a Hollywood nos anos 80 e se apaixona por Sherrie (Julianne Hough). Mas ela também chama a atenção de Stacee Jaxx (Tom Cruise), um arrogante rockstar no auge da carreira. Catherine Zeta Jones também está no elenco. 7. Prometheus: Charlize Teron e Patrick Wilson estão na ficção científica assinada por Ridley Scott, que tem sido chamada de continuação (ou prequel) de Alien. 8. Dirty Dancing: Remake do filme que fez sucesso em 1987, com Patrick Swayze no papel principal, promete! Deve estrear apenas em 2013. 9. Iron Lady:  Cinebiografia da ex-primeira ministra britânica Margaret Thatcher, que será interpretada por Meryl Streep. Tailleurs, colares de pérolas e broches de brilhantes em alta. 10.  Branca de Neve (Snow White and the Huntsman): O conto de fadas, que trará Kristen Stewart, Charlize Theron e Chris Hemsworth, promete encher os olhos com um figurino medieval, à lá Joana D’Arc.

www.j2012.com.br l salavip@ojornal-al.com.br

11


www.j2012.com.br l salavip@ojornal-al.com.br

12

Sala Vip

Por aí Poster chique N

ão é preciso muito para ter uma parede bacana e cheia de estilo. Há quem prefira mudar a cor e fazer do espaço uma grande tela. Mas há quem goste de acrescentar molduras das mais diversas. Para quem quer fugir das tradicionais fotografias com retratos da família, os posters sem bem indicados. Uma série lançada pela Fashionotes é perfeita para os antenados em moda. As ilustrações são acompanhadas por frases dos famosos estilistas e podem colorir corredores e escadas.

O Jornal l Maceió, 1o de janeiro de 2012 l Domingo


O Jornal l Maceió, 1o de janeiro de 2012 l Domingo

www.j2012.com.br l salavip@ojornal-al.com.br

Sala Vip

Futilidades Amplificador Pode até parecer um berrante, mas não é. A intenção da empresa italiana en&is foi a de criar um megafone potente, um dock de iPod e iPhone feito artesanalmente para amplificar o som. Ela é feita de cerâmica e fica apoiada numa base de madeira. O produto pode ser comprado nas cores preta, prata e dourada por cerca de R$ 964, porém, como sempre, ainda não dá para comprar direto do Brasil.

Jimmy Choo Se você gosta de sapatos, já deve ter ouvido falar em Jimmy Choo. Mas o designer resolveu ir além e agora você pode combinar seu sapato com a bolsa e a capinha do café. Ele acaba de lançar capinhas de couro para manter os seus dedos protegidos do café quente. Mas esse luxo todo é para poucos, pois só estão disponíveis, com exclusividade, no site da Net-A-Porter’s UK e custam os míseros £95.

Papel Tudo bem que o natal já passou, mas presente é bom e todo mundo gosta – e isso serve para qualquer época do ano. Pois bem, para deixar o mimo ainda mais valioso, você pode liberar a criatividade na hora de fazer a embalagem, selecionar suas melhores fotos, enviar para a impressora e criar lindos papeis de presente. Para não ter problemas com o tamanho do papel, basta duplicar a mesma imagem várias vezes. Desta maneira fica mais fácil de emendar o seu papel de embrulho e depois cobrir o presente completamente. O resultado final é bem fofo, além de um embrulho de presente exclusivo com a sua cara!

13


O Jornal l Maceió, 1o de janeiro de 2012 l Domingo

www.j2012.com.br l salavip@ojornal-al.com.br

14

Sala Vip

Inside TIRO CERTEIRO PARA 2012

ra

nacionais. Como é o assunto da vez, Inside não poderia deixar de falar sobre o tema em sua primeira coluna do ano, já que muitas apostas, novidades e tendências estão por vir. E o mais bacana? Reunimos alguns dos melhores profissionais do setor para um bate papo descontraído, onde a atração principal foi suas expectativas para 2012. Viva!

Mou Fotos: Yvette

E

m 2011, a moda alagoana foi um dos assuntos mais comentados, não só nos veículos de comunicação, mas também na roda social. Houve um interesse geral sobre aqueles que fazem o universo fashion alagoano acontecer, ou melhor, o mundo olhou com carinho para cá e viu que Alagoas tem potencial para o mercado mundial. O exemplo? Tem melhor do que Martha Medeiros, Lucas Barros, Marcus Telles, Nathalia Amaral, Larissa Nunes? Claro que não! Os estilistas alagoanos conquistaram seu espaço e vem lançando tendência por onde passam. O conceito da boa moda mudou e hoje as produções regionais ganharam destaque merecido, com peças imprescindíveis no guarda roupa do fashionista que se preze.

Por Marcos Leão Com Flávia Farias inside@ojornal-al.com.br

Na passarela alagoana, vários modelos como Bruna Tenório, Willy Bonaparte e Diego Fragoso mostraram o que os alagoanos têm, e, claro, ganharam ponto positivo dos estilistas inter-

Em cena: Ander Oliveira, Gabriele Marinho, Gavazzi, Isadora Paes e Fellipe Jhonatas

Junior Gavazzi se consolidou em 2011 como um dos hair stylists mais requisitados de Maceió, e, nesse ano que se inicia promete causar muito mais, que fique claro. Qual é a maior aposta de 2012 para maquiagem? De forma mais delineada, ou melhor, o rímel colorido. O make natural também continua fervendo. Já para os cabelos em 2012? O quanto mais natural melhor. No meu salão, por exemplo, as mulheres já estão querendo mais encaracolar do que se render as chapinhas. Para as festas, as traças de os coques.

E as suas novidades profissionais?Fui convidado agora para participar do São Paulo Fashion Week, nesta temporada de inverno 2012, no lounge do programa Mundo Fashion, da Band, mostrando o meu trabalho.

Em 2011 só deu Gabriele Marinho! Além de ser uma das modelos alagoanas das mais requisitas, a moça é a atual Miss Teen World e terá 2012 para colher os frutos que plantou no ano passado.

E sua agenda para 2012? Será bastante corrido: irei fazer um tour na Europa e nos Estados Unidos, desfilarei também na Filipinas, San Diego, farei os desfiles da temporada de primavera verão internacional, além de representar o Concurso Miss Teen World, onde já tem sua programação, que irá para vários lugares do mundo. Também irei iniciar minha carreira de atriz, estou vendo algumas propostas. Através do Concurso Miss Teen Internacional, ganhei uma bolsa de quatro anos em Michigan (EUA), está nos meus planejamentos.


O Jornal l Maceió, 1o de janeiro de 2012 l Domingo

www.j2012.com.br l salavip@ojornal-al.com.br

15

Sala Vip É neste elemento constituinte do desfile, a edição dos looks, que há a maior interferência dos stylist. E um dos mais competentes do pedaço é o alagoano Ander Oliveira, que fez fama em Pernambuco e Brasil afora. Queridinho de gente como o estilista Walério Araújo. Em relação a estilo, qual é a nova aposta para 2012? O preto em alta, como o estilo gipsy, ou melhor, o cigano. Continua o flúor em acessórios, como também a democratização do animal print. Em Alagoas, quais as marcas que podem virar noticia em 2012? Acredito nos estilistas Larissa Nunes e Lucas Barros. Os dois fazem mulheres diferentes, mas sabem usar do moderno ao clássico, e, não deixando o perfil sofisticado de lado. Eles têm condições de entrarem no mercado nacional, fazem moda com personalidade, com universo deles, um ótimo diferencial. Para este verão de 2012, o que tem que ter? O azul, da roupa ao acessório, além da água como tema principal que segue até 2013. Será uma grande inspiração para

quem vai criar. Em que estilo de modelo que você acredita possa sobressair nesse novo ano? O modelo hoje em dia, tem que ter duas vertentes ou ele é muita bonita, da estética prefeita e ou tipo andrógeno, no caso, a coisa do não gênero. Isso continuará muito forte.

Isadora Paes é modelo e vai dar o que falar em 2012. É considerada pelo povo entendido em moda como a nova aposta da passarela para o ano que se inicia. Como é para você ser a aposta deste novo ano da passarela alagoana e nacional? Levarei muito a sério, quero que outras meninas sigam como exemplo, por tudo o que passei, estudando e concretizando esse sonho, é maravilhoso. Sua boa nova? Já estou com alguns contratos fechados, como também irei para São Paulo para trabalhar no mercado de lá, e, ver o meu sonho sendo realizado.

2012: o que esperar?

J

á passou mais um ano, o 2011. Enfim, o novo ano. Agora está na hora de 2012 começar oficialmente. E, junto dele, são renovadas as expectativas esquecidas durante os 12 meses que se passaram. Inside, que adora inovar, quis saber, através das personalidades que fazem acontecer no nosso Estado, o que elas esperam de 2012. Viva!

“Que em 2012, venha cheio de energias positivas, almas novas, menos violência, muita saúde, não esquecendo de sermos felizes. Que as pessoas acreditem mais em si. Pois coisas boas acontecem para os que esperam. Feliz 2012!”. Gal Brandão, empresária.

“Bem... Para 2012 peço somente uma coisa: profissionalismo. Que as pessoas realmente se dediquem a aquilo que fazem ou abram espaço para quem realmente queira”. Rodrigo Montenegro, empresário. “Que 2012 seja o palco de novas realizações e renovações de força e amor, para que de forma saudável possamos enfrentar os obstáculos impostos pela vida”. Kathia Vergetti, administradora. “Espero que 2012 seja ainda melhor que 2011. Que eu continue com disposição, saúde e tranqüilidade para levantar todos os dias e fazer uma das coisas que mais amo: projetar!” Alan Gaia, arquiteto.

Fellipe Jhonatas fez de 2011 o ano para acontecer. Ele que é agente de modelos dos mais requisitados pelas agencias mundiais, foi responsável pela ida de alguns modelos alagoanos para a passarela do planeta fashion, hoje, alguns deles estão entre os melhores do mundo. Como é sua escolha, entre tantas meninas lindas, para encontrar um top model? Primeiro a gente vai à busca do básico, o fundamental, que é a beleza. Muitas vezes não enxergada pelos meros mortais. Não necessariamente ser a linda ou o lindo, mas ter atitude. É um dos grandes pontos para se tornar um top de verdade e conquistar as passarelas do mundo afora. Qual a boa nova para sua agência em 2012? Além de termos exportado grandes talentos da moda nesses últimos tempos, estamos fortalecendo nossa empresa, o departamento de celebridades nacionais e internacionais. Já começamos agenciando a Angel da Victoria Secret, Flavia Oliveira.

“Sei bem que é uma época em que as pessoas buscam refletir sobre suas vidas, ações, ou seja, vendo onde errou para não errar novamente, mas para mim, todos deveríamos buscar perdoar, respeitar a todos”. Karine Brandão, advogada.

“Concentração e descontração. Passos e pássaros. Movimento e translação”. Rodrigo Ambrósio, arquiteto.

“Espero para todos, um destino melhor, uma notícia boa, a realização de um sonho, muito trabalho, um beijo com amor, justiça , saúde e paz”. Cybelle Barros Correia, empresária. “Que 2012 seja o ano de metas e realizações! E muita energia positiva para todos!”. Rosangela Rocha, promoter e relações públicas. “Gente bonita, informação, frases...” Aline Rijo Correia, empresária.


www.j2012.com.br l salavip@ojornal-al.com.br

16

Sala Vip

O Jornal l Macei贸, 1o de janeiro de 2012 l Domingo


OJORNAL 01/01/2012