Issuu on Google+

divulgação

Polícia

Motociclista morre em acidente na Barra Colisão com carro aconteceu próximo ao Estádio Cláudio Moacyr de Azevedo pág. 5 www.odebateon.com.br • macaé (rj), quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013 • ano xxxvii • nº 8020 • fundador/diretor: oscar pires • O jornal de maior circulação do município • R$ 1,00

Aprovada passagem a R$ 1,00

Em sessão extraordinária e regime de urgência, a Câmara de Vereadores aprovou na noite de ontem, por unanimidade, o projeto de lei 001 apresentado pelo prefeito Dr. Aluízio (PV) no último dia 19. pág.3 melhorias

porto

kaná manhães

Terlom é o principal projeto da região Terminal Logístico supera projetos de Maricá e Cabo Frio pág.6

Lixo em ponto da Rodoviária é removido os materiais produzidos pelos estabelecimentos comerciais situados na Rodoviária de Macaé são despejados diariamente no ponto utilizado para embarque de passageiros para a Serra e municípios da região. Apesar do espaço ser administrado por órgão do Estado, a Prefeitura tem realizado diariamente a limpeza no local. pág. 3

kaná manhães

Casal é encontrado morto em Rio das Ostras Obras devem começar em 2014

Espaço para descarte do lixo deve ser criado pelo órgão responsável pela administração da Rodoviária de Macaé

Polícia investiga a causa do crime. pág. 5 juliane reis

segurança

Valorização da Vida foi tema do Café Comunitário do 32º BPM

Representantes de órgãos que atuam nas discussões relativas a segurança pública se reuniram na manhã de ontem para traçar novos planos e metas para ampliar atendimento à população pág. 5 divulgação

Sem energia nas salas

Falta de luz atrapalha alunos em escola Problema na rede acabou gerando a dispensa de turno pág.7

Lutador garante vaga em Mundial Ricardo Capoeira lutará em Abu Dhabi pág. 2 CRÉDITO

Conduzida pelo comandante do 32º BPM, tenente-coronel Ramiro Campos, reunião contou com integrantes da sociedade civil organizada e autoridades da região

Esquema de jogo do bicho é desarticulado na madrugada de ontem (27), duas pessoas foram detidas em flagrante, suspeitas de envolvimento com o jogo de bicho em Carapebus. Depois de uma denúncia anônima, a Polícia Militar montou uma operação para desmantelar o esquema de jogo clandestino. pág. 5

Sesi Macaé promove evento O Teatro do SESI Macaé será palco de um evento especial para o Dia Internacional da Mulher. No dia 08 de março, às 20h, o espaço vai sediar o “Rock Calcinha”, um show com composições de rock e outros gêneros. O evento contará também com a realização de homenagens a mulheres que incentivam a cultura. pág. 6

sdkfbAkjsdbf

Lindbergh defende política transparente a comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado elegeu por unanimidade, na manhã de terça-feira (26), o senador Lindbergh Farias (PT) para presidente no biênio 2013/2014. Ele defendeu o fortalecimento do núcleo. pág. 10

Cotação

Dólar C. R$ 1,9720 Dólar V. R$ 1,9730 tempo

Máxima. Mínima.

28º C 22º C


2

Macaé, quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Cidade

nota

A fase de qualificação do sétimo Circuito Brasileiro de Handebol de Areia terminou nesta quarta-feira (27), na Arena montada na Praia dos Cavaleiros

direito

Seguro Dpvat é um direito das vítimas de acidente de trânsito Quantidade de pessoas que solicitaram o seguro em todo o país cresceu 39% de 2011 para o ano de 2012

kaná manhães

Douglas Chaves douglaschaves@odebateon.comr.br

M

acaé conta atualmente com um total de 97.985 veículos emplacados no município. Com essa grande quantidade de automóveis no perímetro urbano, muitos acidentes são registrados. E, neste momento em que o motorista, ou um pedestre se vê acidentado é que um seguro pode ser acionado. O Dpvat é um seguro pago junto com o IPVA para indenizar vítimas de acidentes de trânsito, sejam elas motoristas, passageiros ou pedestres, inclusive estrangeiros. As indenizações pagas pelas seguradoras são posteriormente ressarcidas pelo proprietário do veículo causador do acidente. Se esse veículo não estiver em dia com o seguro, o proprietário, se acidentado, também perde o direito ao Dpvat. Esse seguro não cobre danos materiais. Segundo o pintor Carlos Junior, morador do Visconde de Araújo, os gastos médicos foram ressarcidos. “Eu sofri um acidente de moto e o Dpvat fez o ressarcimento dos gastos médicos. Graças a Deus não foi nada muito grave, porém, como não tenho plano de saúde, teria que gastar um dinheiro que não possuía. Em 25 dias já recebi o dinheiro do seguro”, afirmou. Com os dados de 2012 divul-

Em 25 dias eu já recebi o dinheiro do seguro Dpvat por conta do acidente

Carlos junior, morador do Visconde de Araújo

O Dpvat é um seguro pago junto com o IPVA para indenizar vítimas de acidentes de trânsito em todo o território nacional, seja o motorista ou o pedestre gados pela Seguradora Líder Dpvat, é possível notar a evolução no número de indenizações em nível nacional. Ao todo, a quantidade cresceu 39% de 2011 para 2012. O crescimento do número de indenizações superou em quase cinco vezes o aumento da frota de veículos, que foi em média de 8%. O aumento maior ocorreu com as indenizações por invalidez permanente, com alta de 47%, 112 mil casos a mais que os registrados em 2011. Já

o número de seguros pagos por morte cresceu 5%, ultrapassando os 60 mil. O total de indenizações em 2012 chegou a 507.915, sendo 12% por morte e 69% por invalidez permanente. Os outros 19% coube aos casos em que o seguro cobriu as despesas médicas dos acidentados. A seguradora ressaltou que, como os pedidos podem ser feitos em um prazo de até três anos, nem todos os indenizados se acidentaram em 2012. As indenizações são pagas

esporte

principalmente a homens jovens entre 18 e 34 anos, que receberam 40% dos benefícios. No total, os homens recebem 77% dos pagamentos. Para requerer o seguro, é necessário registrar um boletim de ocorrência e procurar os postos de atendimentos das seguradoras, sindicatos dos corretores de seguros e suas diretorias regionais e Procons. O recebimento do benefício por morte, no valor de R$ 13,5 mil, exige que o dependente

apresente atestado de óbito da vítima. Para receber a indenização de invalidez permanente, de até R$ 13,5 mil, é preciso um laudo do IML, ou de um médico indicado pelo Dpvat. Já para as despesas médicas, que também podem ser reembolsadas, é preciso levar as notas fiscais e um atestado do dano físico causado. O pagamento é feito em 30 dias, mas, segundo informações da seguradora, 95% dos beneficiários recebem em 20 dias. É importante ressaltar que o

veículo inadimplente poderá ter problemas com a fiscalização, pois não será considerado devidamente licenciado. Além disso, em caso de acidente, o proprietário não terá direito à cobertura, não estando, contudo, isento de ressarcir as indenizações pagas às vítimas. Para maiores informações sobre o Dpvat é possível entrar no site do seguro, <http://www. dpvatsegurodotransito.com. br/> ou ligar para o número 0800-0221204.

questionamentos

Macaense garante vaga Rodando Legal é alvo de em mundial de Jiu-Jítsu reclamações de vereador divulgação

Ricardo Capoeira, que é faixa preta da Equipe Nova União/Barro Combat, fez quatro lutas o esporte macaense caminha a passos largos na direção das grandes conquistas. Os resultados recentes têm confirmado esse bom momento. O atleta macaense Ricardo Braga Capoeira, que é faixa preta da Equipe Nova União/Barro Combat, fez quatro lutas na seletiva de Abu Dhabi do World Professional Jiu-Jítsu, realizado em Manaus. Em meio a um total de 1.200 atletas, Ricardo foi campeão da categoria 92 kg, faixa preta e ganhou o “Free Pass”, viagem com estadia para o torneio mundial. Segundo o mestre Cláudio Joanino, o atleta treinou forte para essa competição. “Foi realizado um bom trabalho em cima desse atleta, que treinava diariamente seis horas mais musculação. No momento estamos focados nos outros atletas que estarão neste final de semana, dias 1, 2 e 3 de março, para outra seletiva que será em Gramado. Com isso, os atletas terão outra chance de se classificar. Carlos Eduardo (Kadão) e Luan Carvalho, que são faixa marrom, têm totais condições de conseguirem a vaga”, disse o professor. Ricardo Capoeira fez questão de agradecer aos patrocinadores que ajudam o atleta a alcançar seus objetivos. “Agradeço a Mu-

Atleta macaense foi campeão de sua categoria em seletiva tatis, ao mestre Claudio Joanino e aos amigos Mauro e Ronaldo Calmom. E também a Academia Barroco Combat que me dá todas as condições de buscar o meu objetivo”, afirmou. O torneio que será disputado nos Emirados Árabes começou por iniciativa do Governo de Abu Dhabi. Com isso, surge em 2009 o primeiro campeonato mundial profissional da arte marcial JiuJítsu, o World Professional Jiu-Jítsu Cup e suas Seletivas - Abu Dhabi World Trials. O WPJJC premiou os melhores atletas com centenas de milhares dólares nas suas primeiras edições, e para 2013 a premiação é recorde, com mais de 1 milhão de dólares em premiações. O Mundial Profissional de Jiu-Jítsu, que acontecerá

nos dias 11, 12 e 13 de abril de 2013, em Abu Dhabi - UAE é o melhor e maior campeonato de Jiu Jítsu da atualidade. A Pro Sports tem a chancela há cinco anos para a organização das Seletivas para o World Professional Jiu Jítsu Championship, em Abu Dhabi, nos Emirados Árábes. No ano de 2013, organiza quatro seletivas que darão acesso ao evento principal, uma em Gramado, no Brasil, e mais três nos Estados Unidos, uma em San Diego, outra no Hawaii e em Miami. As seletivas são impulsionadas com o apoio pessoal do Supremo Príncipe de Abu Dhabi e Comandante das Forças Armadas dos Emirados Árabes H.H. Sheikh Mohamed Bin Zayed Al Nahyan e seu filho.

Serviço, atendimento e infraestrutura são os principais pontos questionados o número de veículos no município de Macaé não para de crescer. Por este motivo é comum as infrações de trânsito também aumentarem. Desta forma, quando um veículo é rebocado ele é levado para o “Rodando Legal”, nome da empresa que presta o serviço ao governo do Estado para o recolhimento de automóveis irregulares. Porém, esse serviço tem gerado bastante in-

dignações, a ponto do vereador Cesinha (PSL) cobrar explicações do poder público sobre a empresa. “Essa empresa é um completo desrespeito com o cidadão macaense. Ela não tem nenhuma estrutura para receber as pessoas, seja com um atendimento grosseiro, passando pela falta de banheiros no local, terminando no descaso com o patrimônio alheio”, afirmou. As denúncias do vereador não param por aí. “Os valores cobrados pelo reboque e a estadia do veículo no pátio da empresa são absurdos, até porque, esse dinheiro não é revertido de for-

ma a beneficiar a própria sociedade”, disse. “O vereador Cesinha não vai se calar devido a essas irregularidades ocorridas em minha cidade. Peço que os órgãos competentes fiscalizem essa empresa para que a sociedade não pague por isso. Além disso, aproveito e peço a ajuda do nosso prefeito, Dr. Aluízio para que esses abusos não continuem aqui em Macaé, até porque o nosso município só perde com a ação desta empresa. Pois um serviço que poderia estar gerando receita para a própria cidade, está sendo realizado de forma tão precária”, concluiu. wanderley gil

Vereador macaense fala sobre problemas em empresa Rodando Legal


Macaé, quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Política

3

nota

Maxwell Vaz (PT) participou nesta semana de curso de aprimoramento para parlamentares do Estado

benefício

Vereadores aprovam passagem a R$ 1 durante sessão extraordinária

Vereadores apreciaram também emendas apresentadas ao projeto de lei 001 apresentado pelo prefeito Dr. Aluízio Júnior wanderley gil

Márcio Siqueira marcio@odebateon.com.br

E

m sessão extraordinária, a Câmara de Vereadores aprovou ontem o projeto de lei 001/2013 que estabelece o subsídio da tarifa do transporte público municipal, que permitirá a cobrança da passagem a R$ 1,00 a partir do dia 1º de março. Atendendo a uma solicitação do próprio prefeito Dr. Aluízio Júnior (PV), que surpreendeu ao apresentar o projeto na abertura dos trabalhos legislativos deste ano, no último dia 19, os parlamentares votaram também emendas apresentadas por vereadores que defenderam o aprimoramento da proposta, sem alterar o principal benefício da nova lei: o de estabelecer o principal e novo programa social que marcará a nova gestão de Macaé. Antes de colocar o projeto em votação, o presidente do legislativo, Dr. Eduardo Cardoso (PPS) justificou a necessidade de agilizar a votação do projeto, diante da data estabelecida para início da aplicação do subsídio. "Atendemos um pedido feito pelo prefeito e pelo secretário de Governo, Leo Gomes. A necessidade de estabelecer a sessão extraordinária cumpre determinações do regimento e garante a discussão de um projeto que inegavelmente possui um grande alcance social para a nossa cidade", afirmou Dr. Eduardo. O primeiro a discursar sobre o projeto foi o vereador Igor Sardinha (PT).

Parlamentares defenderam o alcance social do projeto que estabelece o subsídio da passagem a R$ 1,00 que será criado a partir de março "Não há nada tão bom que não pode ser melhorado. A ideia do projeto é muito boa, mas defendo o papel da Casa em emendar o projeto, na busca por melhorar", apontou o vereador. Marcel Silvano (PT) defendeu a votação da integridade do projeto, se posicionando contra as emendas propostas por alguns parlamentares. "O projeto é brilhante e justo,

não precisando de alterações", disse o vereador. Maxwell Vaz (PT) apontou o alcance social do projeto. "A Casa se esforçou para atender ao pedido do prefeito, diante das determinações do regimento. A Câmara buscou conhecer a proposta e está discutindo com profundidade. Vamos dar um voto de confiança para que a lei seja aplicada", declarou.

Manoel da Malvinas (PR) afirmou que o projeto cumpre promessa do poder executivo. "Acompanhei e sempre vi a promessa do prefeito em garantir esse subsídio. Agora estamos aqui para acompanhar que o serviço seja feito com qualidade", apontou. Guto Garcia (PT) destacou o seu requerimento. "Fico feliz que uma proposta

alianças

que defendi durante a minha campanha, discutida junto ao prefeito, hoje se transforma em realidade", afirmou. Ao final do discurso, o projeto final com todas as emendas anexadas foi colocado, em primeira e segunda votação, com aprovação do plenário. Em votação nominal, o projeto foi aprovado por unanimidade pelos vereadores presentes.

Marcel afirmou ser contrário as políticas defendidas pelo PMDB

Guto defende ações para mobilidade Vereador propôs a criação de BRTs e fluxos reversíveis em trechos do trânsito da cidade

Marcel afirma: "Nota do PMDB faz chantagem com o PT" o vereador Marcel Silvano (PT) concentrou parte do seu discurso no plenário da Câmara de Vereadores, durante o grande expediente, para reafirmar o seu posicionamento em defesa do nome do senador Lindbergh Farias (PT) como pré-candidato à sucessão do governo do estado do Rio de Janeiro. Ao falar sobre o posicionamento do PMDB que, em nota, apontou a possível inviabilidade da candidatura do senador,

ainda durante a sessão ordinária, os parlamentares iniciaram a discussão de três emendas aditivas e uma modificativa ao projeto de lei 001/2013 que estabelece o subsídio da passagem do transporte público. A análise das emendas iniciou a discussão relativa ao projeto que estabelece o valor da passagem a R$ 1,00. Duas emendas aditivas foram registradas pelo vereador Amaro Luiz (PSL), que propôs alterações do dispositivo da lei, respaldando o governo municipal para evitar problemas com o Tribunal de Contas. "As emendas não alteram em nada o importante teor do projeto elaborado de forma sábia pelo prefeito Dr. Aluízio", afirmou o parlamentar. A emenda modificativa foi assinada pelos vereadores Cesinha (PSL) e Igor Sardinha (PT), estabelecendo a necessidade da aprovação da Câmara diante do reajuste do valor da tarifa. "A proposta traz à Câmara o poder de fiscalizar a aplicação dos recursos públicos", disse Cesinha. Igor foi autor de outra emenda aditiva que determinou a apresentação ao legislativo da planilha de contabilização de passageiros beneficiados, além do estudo tarifário.

plenário wanderley gil

Vereador criticou posicionamento do partido e afirmou ser a favor de Lindbergh

Emendas ao projeto fortalecem proposta

Marcel afirmou que posicionamento não modificará postura do Partido dos Trabalhadores. "A nota emitida pelo PMDB faz chantagem com o Partido dos Trabalhadores. Na antecipação do processo eleitoral na disputa pela sucessão do governo do Estado, o PMDB ameaçou a presidente Dilma Rousseff (PT) e o ex-presidente Lula. O partido não quer deixar que a população do estado do Rio de Janeiro escolha o melhor candidato", disparou o vereador. Marcel afirmou ainda que a candidatura do senador Lindbergh é corroborada por todo o diretório do Partido dos Trabalhadores no Estado.

"O nome de Lindbergh é defendido pelo Partido dos Trabalhadores como pré-candidato. Ele é unanimidade para o nosso partido", afirmou o vereador. Marcel criticou também o posicionamento apresentado por outras lideranças do PMDB em relação à disputa eleitoral. "O PT pode virar refém do PMDB diante desta situação. O estado do Rio merece ter o candidato que apresente uma nova proposta para a população. Eu reforço o meu apoio ao Lindbergh", falou o vereador. Marcel apontou também o seu posicionamento político contrário às propostas apresentadas pelo PMDB.

"Não sou apoiador do PMDB. Sempre me posicionei contrário ao partido. Espero que o PMDB entenda a importância da aliança com o Partido dos Trabalhadores para disputar as eleições pelo governo do Estado", declarou Marcel.

ao participar ontem do momento do Grande Expediente da sessão ordinária da Câmara, o vereador Guto Garcia (PT) apresentou uma série de propostas, que serão oficializadas, para serem encaminhadas ao governo municipal com objetivo de buscar alternativas para melhorar a mobilidade do trânsito. Ao iniciar o seu discurso elogiando o prefeito Dr. Aluízio Júnior (PV), ao registrar o projeto de lei que cria o subsídio do transporte público estabelecendo a passagem a R$ 1, Guto afirmou que vai apresentar à secretaria da Câmara a indicação para a criação de faixas exclusivas para a circulação dos coletivos municipais. "A criação da passagem a R$ 1 foi defendida por mim junto ao Prefeito. Porém, sabemos que não adianta apenas redu-

zir o valor. A Mobilidade Urbana disponibilizou mais 50 ônibus para melhorar o serviço. Porém, causou impactos ao trânsito. Por isso vou propor a criação das faixas exclusivas", afirmou o parlamentar. Guto apresentou como modelo o sistema BRT, que estabelece a passagem exclusiva para os coletivos, implantado em grandes cidades do Brasil e do mundo. O parlamentar apontou também a possibilidade de tornar reversível, em horários de fluxo intenso, o trânsito na rodovia Amaral Peixoto, no trecho da Ponte Ivan Mundim. "Acredito que essa proposta é viável para garantir novas rotas para o fluxo intenso em trechos importantes do trânsito", afirmou. Guto apontou também a necessidade da presença de cobradores em todos os coletivos que circulam pela cidade. "Em alguns ônibus, o motorista cumpre os dois papéis e isso acaba atrapalhando a circulação dos coletivos e do trânsito", apontou. wanderley gil

O PT pode virar refém do PMDB diante dessa chantagem em relação à disputa eleitoral

Marcel Silvano, vereador do PT

Guto defendeu a implantação das faixas do BRT para coletivos


4

MACAÉ, QUINTA-FEIRA, 28 DE FEVEREIRO DE 2013

Opinião EDITORIAL

NOTA

Guardas mirins da prefeitura participam de curso no Centro do Idoso

FOTO LEGENDA

Bem mais que o petróleo

WANDERLEY GIL

Apesar de ser considerada como uma atividade nova, ainda em expansão, em comparação ao amadurecimento já alcançado por cidades e por países como a Noruega, a exploração e a produção do petróleo em Macaé

E

no Brasil, abre novos caminhos que ainda não são visualizados por homens e mulheres responsáveis por conduzir a atual realidade da Capital Nacional do Petróleo, e planejar também o futuro econômico e social da cidade, para o próximos anos. Enquanto municípios que não possuem uma relação tão direta com a dinâmica de atividades relativas a extração do ouro negro brasileiro na área sedimentar mais importante para o país, a Bacia de Campos, planejam e defendem com unhas e dentes projetos voltados a aproveitar toda a demanda relativa a atividade offshore, Macaé demorou para colocar em prática iniciativas que não podem ser qualificadas apenas pelos seus autores, mas sim pela importante relevância para a sobrevivência da cidade, nos próximos anos. Aproveitar as potencialidades de negócios sempre foi a chave de ouro para garantir ao município cálculos que possibilitam aos cofres públicos alcançar a expressiva marca de R$ 2 bilhões, em um orçamento estimado para este ano. No início, as lideranças políticas não conseguiram acompanhar o potencial das riquezas geradas pela cada vez mais abundante exploração do petróleo. Hoje, passados mais de 30 anos, os novos representantes do povo lutam para con-

seguir contornar os efeitos ocasionados pela falta de experiência, ou a ganância excessiva diante de um futuro próspero e promissor. Ao viver a necessidade de superar desafios que colocam em xeque a qualidade de vida da população da cidade, Macaé corre o risco de repetir erros que custaram caro à população da cidade, deixando, mais uma vez, passar o bonde da história e do desenvolvimento econômico. Mesmo adiantado, o andamento do projeto Terminal Logístico de Macaé (Terlom) ainda não é visto como prioridade por parte dos profissionais responsáveis por dar um novo rumo ao tão esperado desenvolvimento econômico, sustentável e social de Macaé. Enquanto cidades como Maricá e Cabo Frio buscam viabilizar projetos semelhantes, e São João da Barra e Quissamã já contam com a construção de suas bases portuárias, Macaé depende do andamento de processos burocráticos fundamentais para a realização das obras. Estimado como um das principais fontes econômicas para os municípios litorâneos, o porto garante ao município o aproveitamento do seu potencial como polo regional da indústria do petróleo. Para que não errem, essas autoridades precisam abraçar a proposta que representa um novo rumo econômico para Macaé.

ESPAÇO ABERTO Bento XVI: quando parar? A renúncia do Papa Bento XVI trouxe à tona um dilema vivido por executivos e empresários nos últimos tempos: qual a hora certa de pendurar as chuteiras?

A

maior expectativa aliada à melhoria na qualidade de vida, fez com que senhores e senhoras na faixa dos sessenta ou mais, ainda sintam-se totalmente aptos e capazes para fixar objetivos, liderar equipes, cumprir metas, conquistar novos mercados, viajar e enfrentar longas e extenuantes jornadas de trabalho. O segundo grupo, composto pelos empresários, em geral têm maior autonomia. À frente de seus negócios, criados ou herdados, tornam-se uma espécie de lenda viva na organização, mesmo que já tenham passado o bastão para a próxima geração. Antônio Ermírio de Moraes e Abílio Diniz fazem ou fizeram parte deste grupo. Já os executivos têm contra si os estatutos e regulamentos das empresas, os quais fixam a idade máxima para se aposentar. Quem conviveu anos ou décadas com secretárias, motoristas, combustível pago, planos de saúde de primeira linha e um cartão de visitas que abria portas e convites, tornar-se um simples mortal do dia para a noite pode ser um forte baque caso não esteja preparado. Ir ao banco, ao correio, revisar o carro, consertar o computador e anotar os recados, podem ser tarefas interessantes nas primeiras semanas. Comparo a carreira de um executivo ao ciclo de vida de um produto, composto por quatro fases: introdução, crescimento, maturidade e declínio, o qual tem se tornado cada vez mais curto, face às inovações, tecnologias, globalização, competitividade e consumismo. Já se foi o tempo em que fogões e geladeiras duravam décadas na cozinha de nossas mães. Hoje compramos um computador, smartphone, eletrodoméstico ou veículo, já sabendo que em alguns meses ou anos estarão ultrapassados, seja em design ou desempenho. As carreiras inexoravelmente seguirão o mesmo movimento, onde cabelos brancos e óculos para presbiopia, também conhe-

cida como vista cansada, deixarão de ser sinônimo de experiência adquirida, adquirindo conotações negativas. Neste cenário de maior expectativa de vida e menor tempo útil como profissional, desenvolver uma nova ocupação torna-se essencial aos profissionais precavidos e cientes de que diferentemente do veículo Gol, não poderão renovar-se eternamente em novas versões para se manterem no mercado. Acredito que não haja uma hora mais correta ou adequada para se pensar no assunto, porém deixá-la para a fase do declínio pode não ser uma boa estratégia, haja vista alguns projetos consomem anos para tornarem-se realidade ou prover um retorno financeiro satisfatório, caso não consiga viver com as reservas acumuladas durante o período como executivo. Abrir um negócio, tornar-se consultor, conselheiro ou professor são atividades que requerem preparo e dedicação prévia. Talvez uma boa estratégia seja aproveitar os últimos anos em que esteja na empresa, seja ou não por vontade própria, para começar a colocar seu plano B em prática. O contracheque garantido no final do mês e a rede de relacionamentos podem ajudá-lo a planejar a transição com mais calma, esteja sozinho ou com o acompanhamento de um mentor. Ter uma nova atividade ou carreira certamente ajudará na perda do sobrenome corporativo, seja por aposentadoria ou demissão de profissionais seniores, comum em épocas de redução de custos. Bento XVI ensinou com a humildade de seu ato que devemos saber a hora de parar, assim como somos senhores de nosso destino, mesmo que este seja a clausura. Marcos Morita Mestre em Administração de Empresas, professor da Universidade Mackenzie e professor tutor da FGV-RJ.

Cada vez mais crescente, a circulação de ônibus, que atendem aos mais de 120 mil usuários do Sistema Integrado de Transportes (SIT), além dos caminhões, torna-se hoje um dos principais desafios para a equipe da Mobilidade Urbana. Com o aumento anual da frota de veículos, o tráfego de carros, leves e pesados, demanda de projetos audaciosos, incluídos na lista das ações grandiosas, planejadas pela nova administração da cidade.

PAINEL Enfrentamento

Vagas

Água

Negativo

Estratégia

Parceria

Fiscalização

Escolha

Hospedagem

Demorou, mas os debates calorosos e enfrentamentos de ideias voltaram a esquentar o plenário do Palácio Cláudio Moacyr de Azevedo. Ainda com resquícios do governo passado, e de mágoas registradas durante o processo eleitoral, parlamentares demonstraram que a fiscalização não ficará restrita apenas aos atos do poder executivo. Porém, a “perseguição” não pode atrapalhar o andamento dos trabalhos pertinentes a realidade da população. Mais um ponto negativo para a mudança de horário das sessões ordinárias da Câmara de Vereadores. Quem optou por assistir a reunião, na última terça-feira (26), através da internet, enfrentou problemas. Por duas vezes, a transmissão foi interrompida, prejudicando os discursos dos vereadores Julinho do Aeroporto (PPL), Igor Sardinha (PT), Luciano Diniz e Paulo Antunes (PMDB). A assistência estava lotada de assessores. Os membros do Conselho Municipal de Fiscalização na Aplicação dos Royalties irão se reunir no próximo dia 20. O encontro marcará a realização das primeiras atividades relativos ao grupo, formado oficialmente no ano passado, através de projeto de lei criado pelo governo municipal, com base em iniciativa popular. A atuação dos membros é aguardada com expectativa por vereadores e pelo governo, através da defesa pela gestão transparente.

Além de garantir soluções para a disputa acirrada pelas vagas de estacionamento para carros, na área central da cidade, o poder público deverá discutir também ações relativas a paradas de motocicletas, veículos cuja compra segue em alta em Macaé, diante dos transtornos enfrentados diariamente por quem participa do trânsito da cidade. Em um número cada vez mais crescente, as motos passaram a ocupar espaços dos carros, gerando assim mais transtornos. A indecisão relativa a escolha de qual será o candidato oficial a governador do Estado, diante da possível dobradinha entre o PT e o PMDB, tem repercutido em Macaé, uma das cidades mais importantes e estratégicas para a disputa eleitoral. Ao participar diretamente da campanha que elegeu a chapa que comanda Macaé, PV e PT, tudo indica que o senador Lindberg Faria (PT) segue como favorito pelas atuais lideranças políticas da cidade. E por falar na disputa eleitoral de 2014, Macaé possui a necessidade real de ter representantes legítimos na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) e na Câmara dos Deputados. Pautas simples, como a questão da implantação de um núcleo da Coordenadoria Regional de Educação, não foram mantidas como prioridades pelos parlamentares que buscaram voto na cidade. A Capital do Petróleo necessita mostrar a sua força.

EXPEDIENTE EJORAN - Editora de Jornais, Revistas e agências de Notícias. cnpj: 29699.626/0001-10 - Registrado na forma de lei. diretor responsável: Oscar Pires. sede própria: Rua Benedito Peixoto, 90 - Centro - Macaé - RJ. Confeccionado pelo Sistema de Editoração AICS e CTP (Computer to Plate). Impresso pelo Sistema Offset. circulação: Macaé, Quissamã, Conceição de Macabu, Carapebus, Rio das Ostras, Campos dos Goytacazes e Casimiro de Abreu. A direção do O DEBATE não se responsabiliza e nem endossa os conceitos emitidos por seus colaboradores em ações ou artigos assinados, sendo de total responsabilidade do autor. Filiado à ADJORI-RJ - Associação dos Diretores de Jornais do Estado do Rio de Janeiro e à ABRAJORI - Associação Brasileira de Jornais do Interior. ANJ - Agência Nacional de Jornais. ADI Brasil - Associação dos Jornais Diários do Interior. Representante: ESSIÊ PUBLICIDADE E COMUNICAÇÃO S/C LTDA. são paulo: R. Abílio Soares, 227/8º andar - Conjunto 81 - CEP: 04005-000 Telefone: (11) 3057-2547 e Fax: (11) 3887-0071 • rio de janeiro: Av. Princesa Isabel, 323 - sala 608 - CEP: 22011-901 - Telefone: (21) 2275-4141 • brasília: SCS Ed. Maristela, sala 610 / DF - CEP: 70308-900 - Telefone: (61) 3034-1745 (61) 3036-8293.

A falta d'água ainda afeta alguns bairros e comunidades da cidade. O problema está relacionado a dificuldade de distribuição do líquido captado de forma abundante nas adutoras administradas pela Nova Cedae. Apesar da vazão ser alta, os problemas identificados na rede de abastecimento, em trechos obsoletos, acabam gerando transtornos a moradores de áreas mais afastadas, como o Parque Aeroporto, Complexo da Ajuda e o Lagomar. A reunião realizada entre o vice-prefeito Danilo Funke (PT) e a vice-cônsul do Canadá Meena Bulhar deve gerar bons resultados para o município. Ao garantir a expansão da indústria do petróleo, Macaé se tornou, nos últimos anos, fonte de especulação de empresas estrangeiras, de nacionalidades como a Noruega, que desejam participar das movimentações offshore. Através do entendimento inicial, os governos poderão trabalhar juntos. Apesar de possuir a segunda maior rede hoteleira do Estado, Macaé ainda enfrenta problemas para garantir o atendimento à demanda de visitantes e participantes da Brasil Offshore. As vagas disponíveis para hospedagem permanecem quase 100% ocupadas em virtude das movimentações da indústria do petróleo. Mesmo se instalando em outras cidades próximas, os visitantes acabam enfrentando problemas com o deslocamento e translado.

GUIA DO LEITOR JORNAL O DEBATE tel/fax: (22) 2106-6060 acesse: http://www.odebateon.com.br/ e-mail: odebate@odebateon.com.br comercial: Ligue (22) 2106-6060 - Ramal: 219/220 e-mail: comercial@odebateon.com.br classificados: E-mail: classificados@odebateon.com.br

TELEFONES ÚTEIS: POLÍCIA MILITAR: POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL: SAMU - SERV. AS. MED. URGÊNCIA: CORPO DE BOMBEIROS: DEFESA CIVIL: POLÍCIA CIVIL - 123ª DP: DISQUE-DENÚNCIA (POLÍCIA MILITAR): DELEGACIA DE POLÍCIA FEDERAL (24 HORAS): DEL. DE POL. FEDERAL (DISQUE DENÚNCIA): DEL. DE POL. FEDERAL (PASSAPORTE/VISTO): DISQUE-DENÚNCIA (CÂMARA DE MACAÉ): HOSPITAL PÚBLICO MUNICIPAL: AMPLA: CEDAE: PREFEITURA MUNICIPAL: DELEGACIA DA MULHER: GUARDA MUNICIPAL: ILUMINAÇÃO PÚBLICA: AEROPORTO DE MACAÉ: CARTÓRIO ELEITORAL 109ª ZONA: CARTÓRIO ELEITORAL 254ª ZONA: CORREIOS - SEDE: AG CORREIOS CENTRO: TELEGRAMA FONADO: SEDEX: CEG RIO:

190 191 192 193 199 2791-4019 2791-5379 2762-0820 2759-1312 2759-0698 2772-7262 2773-0061 0800-28-00-120 2772-5090 2791-9008 2772-0620 2773-0440 0800-72-77-173 2772-0950 2772-9214 2772-2256 2759-2405 2762-7527 0800-5700100 2762-6438 0800-28-20-205


Macaé, quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

5

Polícia AMARAL PEIXOTO

divulgação

Motociclista morre após acidente na Barra Daniel Nogueira Mourão, não resistiu aos ferimentos e morreu Cristian Kupfer cristiankupfer@odebateon.com.br

U

m grave acidente registrado na noite de terça-feira (27), por volta das 20h30, na Rodovia Amaral Peixoto, na Barra de Macaé, chamou atenção dos condutores que passavam pelo local. A colisão envolvendo um automóvel modelo Gol, de cor branca, placa CRU -7769, e uma motocicleta XJ600, de cor branca, placa KWJ - 5617, resultou na morte do motociclista Daniel Nogueira Mourão. Segundo informações de populares, o automóvel seguia em direção Parque Aeroporto - Barra, e ao fazer um desvio proibido para

entrar na comunidade Fronteira acabou colidindo com a motocicleta que trafegava no sentido Barra - Ajuda. Com o forte impacto da batida na lateral do automóvel, o motociclista caiu de cabeça no asfalto e morreu no local. O acidente chamou atenção de vários moradores, que se revoltaram com a situação. Muitas pessoas colocaram fotos e vídeos em sites de relacionamento na internet, como forma de protesto e pedindo mais atenção aos motoristas. A parte lateral do carro ficou completamente destruído com o impacto da batida. Quem estava no local no momento da colisão disse que foi um milagre o condutor

Uma multidão se formou no local deixando outros condutores assustados com o acidente ter sido removido com vida, mas infelizmente Daniel não resistiu e morreu. A cena

chocante deixou o motorista do Gol em estado de choque, onde logo em seguida foi en-

caminhado para o Hospital Público Municipal (HPM) de Macaé e passa bem. O

acidente foi registrado na 123ª Delegacia de Polícia de Macaé.

SEGURANÇA PÚBLICA

Valorização da Vida foi tema de reunião O encontro foi realizado pelo CCSP durante o Café Comunitário da PM valorização da vida Humana. Foi com essa ideologia que representantes da segurança pública de Macaé se reuniram na quarta-feira (27), na sede do 32º Batalhão de Polícia Militar (BPM), inclusive com representantes da sociedade civil, para ouvir, identificar e planejar soluções para as problemáticas existentes na cidade relacionadas ao setor. O encontro, realizado pelo Conselho Comunitário de Segurança Pública (CCSP), durante o tradicional Café Comunitário da PM, tornou-se espaço de articulação de estratégias de desenvolvimento e vem sendo objeto de ações a serem implantadas. Os desafios impostos durante a reunião foram: promover debates rotineiramente, através do apoio prestado pelo CCSP; aprimorar ferramentas de gestão administrativa; fortalecer as políticas preventivas municipais, e o modelo do policiamento comunitário; trabalhar na prevenção e combate à violência contra crianças e adoles-

centes; dentre outros. Mesmo de férias, o comandante do 32º BPM, Tenentecoronel Ramiro de Oliveira Campos, esteve presente abrindo a reunião. Na ocasião, o comandante cobrou uma resposta da Prefeitura, referente ao reforço do efetivo da PM, através dos agentes do Proeis (Programa Estadual de Integração Segurança), policiais pagos pelo Governo Municipal. “Atualmente existem 40 homens/dia inseridos no Proeis. Sabemos que quem paga o salário desses homens é a Prefeitura, mas seria de bom senso, o governo consentir que a logística de trabalho desses agentes deveria ser desenvolvida pela PM. Ou seja, a Prefeitura continuaria pagando esses policiais, porém, os postos de trabalho e horário do policiamento seriam designados pela Polícia Militar”, explicou o comandante. Na oportunidade, um representante do Fundo de Desenvolvimento Municipal, órgão da Prefeitura, informou que a solicitação já estaria sendo estudada. Antes de passar a palavra, Ramiro disse ainda que a reunião deveria ter a participação pelos representantes majoritários dos órgãos de segurança,

por aqueles que têm o poder de decisão. “Se continuarem enviando apenas seus representantes, a reunião fica inócua, sem crédito. Estamos aqui para discutir e criar diretrizes, para tanto, os responsáveis de cada setor envolvido devem estar presentes para ‘bater o martelo’, argumentou. O presidente do CCSP, Marco Maia conduziu o encontro. Durante seu pronunciamento, anunciou que os contêineres solicitados à Prefeitura, para a instalação dos órgãos de segurança pública (Mobilidade Urbana, Guarda Municipal, PM), em locais estratégicos, estariam em processo de instalação. Maia mencionou (sem identificação) algumas denúncias enviadas para o email da ouvidoria de segurança - ouvidoria.ccsp. macae@gmail.com. Segundo ele, neste endereço eletrônico, o cidadão relata seus reclamos, exemplo: caso de perturbação da ordem pública, dentre outros problemas. “A identidade do informante é mantida em pleno sigilo. Essa é mais uma ferramenta, segura, para o cidadão denunciar e de proteger sua autoria”, disse. O Delegado Titular da Polícia Federal, Dr. Júlio Ribeiro

divulgação

Estiveram presentes representantes da sociedade civil organizada e demais autoridades elogiou a iniciativa de reunir órgãos se segurança e sociedade civil organizada para discutir e traçar diretrizes que solucionam os problemas em prol de um bem comum. “O crime organizado tem se estruturado e devemos coibir isso. Em poucos dias, a sociedade macaense farse-á surpreendida com o esclarecimento de alguns delitos. Não podemos ver este tipo de coisa acontecer e ficarmos de mãos atadas. O dinheiro desvia-

do de um cofre público, deveria estar indo para a educação, saúde, meio ambiente. Chega, vamos acabar com a farra de alguns”, comentou colocando a Polícia Federal à disposição das esferas de segurança, como a PM, Polícia Civil, etc. “Devemos trabalhar sempre em conjunto. Somos parceiros entre nós e parceiros da sociedade. A PF não possui efetivo suficiente para auxiliar em reforço, mas, para alimentar de

informações a Policia Inteligente, sim”, ressaltou. Na oportunidade, estiveram presentes representantes da sociedade civil organizada, o presidente do Conselho, Marco Maia; o comandante da PM, Ramiro Campos; autoridades civis e militares; representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB); demais Conselhos; presidentes das Associações de Bairros localizados em Macaé e distritos; etc.

CARAPEBUS

HOMICÍDIO

Esquema de jogo de bicho é desarticulado

Casal é encontrado morto em Rio das Ostras

Foram apreendidos quatro talões de jogos, quatro guias de pagamentos, R$ 612

Os corpos foram encontrados no tarde de ontem, no bairro Recanto

na madrugada de ontem (27), duas pessoas foram detidas em flagrante, suspeitas de envolvimento com o jogo de bicho em Carapebus. Depois de uma denúncia anônima, a Polícia Militar montou uma operação para desmantelar o esquema de jogo clandestino. Durante a ação, a polícia adentrou em vários pontos, incluindo bares e residências espalhados pela

rua do Lameiro, lote 8. No interior de um imóvel, a polícia apreendeu quatro talões de jogos, quatro guias de pagamentos, e dinheiro em espécie no valor de R$ 612. “Antes de chegarmos a estes pontos nós fomos direto para uma casa, que funcionava como central, ou seja, onde era feita toda a distribuição do jogo e dinheiro”, contaram os policiais. Quando chegaram no imóvel, localizado na Rua Lameiro, os policiais se depararam com todo o trabalho que era feito pelos contraventores. “A residência recebia

todo o dinheiro das apostas e no local era feita também toda a apuração e distribuição dos jogos para os pontos. Quando chegamos no lugar, havia apenas duas pessoas, mas logo depois chegou outra trazendo mais dinheiro e material de jogo”, disse os policiais. Os suspeitos irão responder pelos crimes de contravenção e formação de quadrilha. Todos prestarão depoimentos para esclarecer a situação.“Iremos continuar investigando, para saber se existem outros locais e pessoas envolvidas no esquema”, completou um policial.

um duplo homicídio marcou a tarde de ontem (27), em Rio das Ostras. Um casal, identificado apenas como Severino e Angélica foram encontrados mortos na Rua Carlos Machado, no bairro Recanto. Segundo a Polícia Militar (PM), o homem foi executado a tiros e a mulher foi encontrada morta

com sinais de enforcamento, próximo de seu automóvel modelo Fiat Uno. Segundo a PM, os policiais receberam uma denúncia anônima, através do número 190, informando que havia dois corpos estendidos pelo chão no bairro. Já no local, os militares encontraram os corpos de um homem que apresent ava m p e r f u ra ç õ e s a p are n t e m e n t e p ro d u z i d a s por projétil de arma de fogo Já a mulher apresentava sinais de violência

pelo pescoço. A perícia foi acionada no fim da tarde para apurar o crime e os policiais não conseguiram saber maiores informações sobre como os dois foram assassinados. Os corpos foram removidos a noite para o Instituto Médico Legal de Macaé, onde continuam acautelados à espera de identificação. O caso foi registrado na 128ª Delegacia de Polícia de Rio das Ostras, e está sendo investigado.


6

Macaé, quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Economia

nota

De acordo com o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), o Rio-Macaé e o Rio São Pedro estão em estado de atenção, após fortes chuvas

portos

kaná manhães

Terlom se consolida como principal projeto da região Enquanto decisão judicial inviabiliza construção de porto em área de Maricá, Terminal Logístico concentra investimentos Márcio Siqueira marcio@odebateon.com.br

A

lém de ser considerado como o projeto fundamental para atender as demandas atuais e futuras da dinâmica de atuação das unidades de exploração e produção de petróleo na Bacia de Campos, o Terminal Logístico de Macaé (Terlom) passou a ocupar nesta semana o principal posto de interesse das empresas que atuam no segmento offshore em toda a região do petróleo fluminense. Ao contar como ponto favorável a localização, por estar situado na cidade pólo das mo-

vimentações relativas a maior área de exploração do petróleo brasileiro, o Terlom supera projetos que integram o ciclo logístico de exploração das atividades portuárias, voltadas a atender as necessidades iminentes dos navios, plataformas e outros equipamentos utilizados na exploração das abundantes reservas da Bacia de Campos. Diante da atual inviabilidade de construção do Porto do Pré-Sal, através da anulação, determinada pelo Tribunal de Justiça, da decisão da Câmara de Vereadores de Maricá em alterar o Plano Diretor da Cidade, modificando o zoneamento do distrito de Jaconé, de área re-

sidencial para industrial, o Terlom passou a ocupar o posto do projeto, situado no Norte Fluminense, que segue na fase de consolidação mais adiantada. Com o impasse registrado atualmente pelo Porto de Maricá, principal competidor em relação ao Terlom, a base portuária macaense passa a atrair o interesse de empresas e companhias interessadas em participar das movimentações futuras. "Hoje possuímos o projeto que segue a fase mais adiantada. Vivemos atualmente o período de liberação das licenças ambientais. O Complexo Portuário do Açú, por exemplo, levou mais de um ano para garantir

Operação portuária em Macaé deverá atrair mais de R$ 1,5 bilhão de investimentos os documentos. Acredito que levaremos o mesmo período, ou até menos, para dar início a fase de construção da área de infraestrutura", afirmou Francisco Navega, ex-presidente do Fundo Municipal de Desenvolvimento Econômico (Fumdec), que atuou na elaboração do projeto do Terlom. Com investimentos iniciais de R$ 350 milhões, garantidos por três empresas interessadas no desenvolvimento do novo porto, o Terlom tem potencial de atrair investimentos estima-

dos em mais de R$ 2 bilhões, superando outros projetos como o Porto do Forno, planejado pela cidade de Cabo Frio. "A expectativa é que as obras do Terlom sejam realizadas a partir de 2014, com um prazo de construção de quatro anos. Esse é o projeto que garantirá o futuro econômico da cidade. A demanda do setor offshore em operações portuárias é grande. Hoje só possuímos na cidade o Porto de Imbetiba, operado pela Petrobras. Outras empresas que atuam no segmento offsho-

re também possuem necessidade desse serviço logístico. O momento é bastante favorável para o nosso projeto", apontou Francisco Navega. A Queiroz Galvão foi a empresa escolhida para realizar as obras de construção do porto cuja área já foi doada oficialmente pela Prefeitura, no ano passado. "Falta agora a autorga do prefeito para garantir a mudança do zoneamento da área de construção do Terlom", afirmou Francisco Navega.

CONHECIMENTO

Palestra ensinará como organizar emoções bertha muniz

“Organizando Memórias Afetivas” promete ensinar a fórmula para conflitos nesta quinta-feira (28), os macaenses estão convidados a dar o primeiro passo rumo ao domínio das emoções. A palestra “Organizando memórias afetivas”, ministrada pela headtrainer Camylla Costa, promete tocar fundo na emoção de quem estiver presente. O evento acontece às 19h59, no Hotel Mercure. Os encontros ministrados por Camylla já são sucesso na cidade, onde a palestrante concentra uma legião de admiradores. Muitos são os problemas enfrentados nos dias de hoje, em que homens e mulheres se reorganizaram, redistribuindo tarefas domésticas para encontrar novas maneiras de dar conta de cuidados com filhos, limpeza e alimentação, adotando uma divisão de tarefas mais equilibrada entre os dois, mas a psicóloga em formação tem a fórmula para controlar as emoções e obter resultados sobre os conflitos interiores. Camylla defende que o ponto de

partida para viver bem é descobrir a sua missão de vida. Fatores como estress, pressões do trabalho e na família, além de mágoas passadas, influenciam no desempenho de memória de maneira significativa. Os estados afetivos, o humor ou emoção alteram o processamento das informações. Crenças negativas e baixa au-

toestima também alteram o funcionamento da memória. Muitas pessoas se julgam como esquecidas ou com uma memória ruim. A crença negativa sobre sua capacidade impede você de alcançar ou realizar o que realmente gostaria de realizar. Segundo a palestrante, nossa memória pode estar funcionan-

do adequadamente, mas se estivermos em estado de tensão, estresse, depressão ou ansiedade teremos dificuldades na recepção e registro de informação. Todas essas informações que recebemos todos os dias, ficam acopladas na memória, de forma negativa ou não. Mas o que fazer quando se identifica o problema? Como vi-

Os encontros ministrados por Camylla já são sucesso na cidade, onde palestrante concentra uma legião de admiradores

ver nos dias de hoje administrando pressões por todos os lados? “Para começar a mudar de vida, três fatores são essenciais, segundo a palestrante: Identificar seu sonho, compartilhar seu sonho com as pessoas que você ama e trabalhar ardentemente por ele. Nossa memória é fortemente influenciada por fatores afetivos e

psicológicos, por isso o autoconhecimento é essencial para que corpo, emoção e mente estejam em sintonia”, pontua. Camylla é um exemplo de que a receita para ser feliz é identificar o que nos torna incompletos. “Quando saí da carreira Offshore para exercer minha grande missão de vida, percebi que tudo em mim mudou, desde a satisfação ao acordar até a autoestima. A felicidade que o meu trabalho hoje me proporciona, nada no mundo pode suprir”, destacou. Os interessados em se inscrever devem ligar para o telefone: (22) 7815-7812 ou ainda, enviar email para contato@institutodiamond.com.br , solicitando a ficha de inscrição. O investimento é pequeno, custa R$ 50,00 por pessoa. Serviço

››Palestra: Reinvente sua vida!

Como fazer a diferença em 2013! ››Local: Mercure Hotel em Macaé - Av. Atlântica, 1260 - Praia dos Cavaleiros - Macaé/RJ ››Horário: 19h59

HOMENAGEM

SESI promove show no Dia da Mulher Show da banda Efeito Tyndall acontecerá no dia 8 de março e fará homenagem especial o teatro do SESI Macaé será palco de um evento especial para o Dia Internacional da Mulher. No dia 08 de março, às 20h, o espaço vai sediar o “Rock Calcinha”, um show com composições de rock e outros gêneros. No palco, uma banda com SERVIÇO:

››Projeto: Rock Calcinha - Mulher e Música

››Banda: Efeito Tyndall e convidadas

››Local: Teatro SESI Macaé - Ala-

meda Etelvino Gomes, 155 - Riviera Fluminense. ››Data: 08 de março de 2013 ››Horário: 20h ››Classificação: 16 anos ››Entrada: Franca

formação 100% feminina. A banda Efeito Tyndall e convidadas vão interpretar um repertório composto por músicas com temas dedicados às mulheres, dentre elas: Maria, Maria (Milton Nascimento); Pretty Woman (Roy Orbinson); Bete balanço (Barão Vermelho); Valerie (Amy Winehouse); Velha roupa colorida (Elis Regina), entre outras. Muito além de um simples estilo musical, o rock influenciou estilos de vida, moda, atitudes e linguagem. Foi a trilha sonora que embalou revoluções e movimentos ligados à conquista de direitos civis, tema levantado na letra de muitas canções, abordando, inclusive, questões ligadas aos direitos da mulher na sociedade. A jornalista editora do Caderno Dois de O DEBATE, Isis Maria Borges, será uma das homenageadas do evento, que irá contar também

com homenagem do SESI a mulheres ligadas à arte em Macaé: As Cigarras de Macaé (poetisas); Vânia Tolipan (Portadores de Alegria); e Dilma Negreiros (CIEMH²). O Projeto Rock Calcinha Mulher e Música é uma realização da Usina de Fomento Cultural apoiado pelo SESI Cultural e Sistema FIRJAN. Formada em Macaé/RJ no final de 2011, a Banda Efeito Tyndall e Convidadas procura satisfazer o público com o que há de mais envolvente no cenário musical. Com um repertório que reflete a união das influências de cada integrante, é formada por mulheres que mesclam do pop a clássicos do rock, transitando do antigo ao contemporâneo, cativando públicos distintos. Além de tamanha versatilidade, os shows da Efeito Tyndall tem como principais características a interação com o público e a ori-

kaná manhães

ginalidade. A banda já teve a oportunidade de tocar em diversos eventos, inclusive em outras cidades da região, o que vem contribuindo pa-

ra o seu amadurecimento. Para esse show será montado um trabalho absolutamente inédito conforme descrito no repertório. Em

O show acontece às 20 horas no Teatro Sesi, na Riviera Fluminense. A entrada é franca

parceria com a USINA de Fomento Cultural, apresentaram o show Tropicália através de edital público SESI Cultural 2012.


Macaé, quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Geral

7

nota

Governo municipal se reúne com representantes da Lyra dos Conspiradores e da Nova Aurora, buscando aproximação com os setores da cultura

Polivalente

Alunos ficam sem aula por falta de luz na escola De acordo com a direção da escola, profissionais da Ampla haviam informado que o problema só seria resolvido por volta do 12h, o que motivou a dispensa dos alunos do turno da manhã Juliane Reis

Juliane Reis juliane@odebateon.com.br

O

ano letivo mal começou e por falta de luz, as aulas dos alunos do turno da manhã da Escola Estadual Municipalizada Polivalente Anísio Teixeira, em Macaé, tiveram que ser suspensas, ontem. A informação chegou à equipe de reportagem do Jornal O Debate através de um pai. Ele explicou que quando estava chegando no trabalho a sua avó entrou em contato para dizer que seu filho havia chegado em casa, porque na unidade de ensino não tinha luz. “É uma situação difícil. A gente manda a criança para a escola e de repente recebe uma ligação que não é nem da escola informando que a criança está em casa porque não tinha luz no local. Fiquei indignado”, disse o auxiliar de serviços gerais que preferiu não se identificar. Ao receber a equipe de reportagem do Jornal O Debate, a direção da escola informou que dispensou os alunos porque, em contato com a Ampla, a concessionária havia informado que o problema só seria resolvido por volta das 12h30. “Não tinha como manter os alunos aqui, no calor, já que os poucos ventiladores que temos

Com a dispensa dos alunos, a instituição ficou completamente vazia estavam desligados, sem água, por isso suspendemos. Mas à tarde as atividades vão acontecer normalmente. E gostaria de ressaltar que apenas os alunos foram dispensados, os professores não. Eles estão na escola, planejando aulas”, destacou a direção. Ela informou ainda que a aula será reposta em outra data. A falta de professores na insti-

tuição também foi relatada pelo pai que não quis de identificar. “Quase todos dos dias o meu filho conta que devido a falta de professor, muitas vezes só tem aula no último horário. Ele chega na escola às 7h30 e muitas vezes aguarda até às 11h30 para ter a única aula do dia”, disse. Com relação ao assunto, a direção disse que a Secretaria

Já os professores permaneceram na escola elaborando atividades

Municipal de Educação já está tomando as medidas cabíveis para solucionar o problema. “Eles informaram que a principio estão realocando nas escolas os profissionais com desvio de função e ou permutados e que a previsão é de que o problema seja solucionado o quanto antes. A Escola já contribui com o Ensino Fundamental à Educa-

ção de Jovens e Adultos, na cidade, há mais de 30 anos e conta atualmente com aproximadamente mil alunos matriculados em dois turnos. A equipe de reportagem do Jornal entrou em contato com a Ampla para obter informações referentes ao fornecimento de energia na instituição e com a Prefeitura para obter mais da-

dos referentes a reposição das aulas e sobre a falta de professores na instituição, no entanto até o fechamento da edição não houve retorno da administração pública. Já a empresa informou que está apurando as causas da interrupção do fornecimento na Escola Estadual Municipalizada Polivalente Anisio Teixeira, na Costa do Sol, em Macaé.

Bolsa Familia

Recadastramento na Serra começa na próxima semana Em média 600 famílias recebem o benefício na região e deverão comparecer na Rua Principal do Óleo, 99, Glicério Desde o último dia 4 de fevereiro teve início o período de recadastramento do Bolsa Família em Macaé. Segundo a Prefeitura, o município conta com 7.600 famílias beneficiadas e de acordo com o estipulado pelo Decreto Municipal 006/2013, o prazo para realização do procedimento é de 60 dias, com término no dia 04 de abril. De acordo com setor do Programa na cidade, na Serra o atendimento dos cerca de 600 beneficiários vai começar a ser feito a partir de segunda-feira, na Rua Principal do Óleo, 99, Glicério. Para realizar o procedimento, os pais / as mães terão de levar os originais do CPF, identidade, comprovante de residência, certidão de nascimento de filhos menores de 18 anos, certidão de casamento, carteira de trabalho

e telefone de contato. O comparecimento para re-atualizar os dados deverá ser das 8h às 17h. Já nos demais bairros o procedimento está sendo feito nos Cras do Parque Aeroporto (Rua Tenente Francisco Pires, s/nº), na Praça Principal da Fronteira, na sede do Pet, Nova Esperança (Rua Sergipe, lote 9), Botafogo (Rua Antonio Bichara Filho, s/ nº) e Aroeira (Rua Luiz Alves de Lima e Silva, s/nº). E para as famílias que residem no Centro da cidade o atendimento está sendo feito na sede do Programa, Rua Visconde de Quissamã, 787 (em frente ao prédio da CEDI). Ainda segundo o setor do Programa, uma média de 800 já realizaram o recadastro. E de acordo com a Coordenação da Área Técnica de Alimentação e Nutrição (Catan), o recadastramento pela Secretaria de Assistência Social também já iniciou e uma equipe Técnica do órgão esteve em diversas unidades onde seria realizado o recadastramento deixando o material divulgando a necessidade do

Kaná Manhães

Os beneficiários devem procurar os postinhos ou a Catan para acompanhamento do estado nutricional

comparecimento dos beneficiários nos postinhos (Estratégia de Saúde da Família) ou na CATAN para realizar a aferição do peso, altura. “Os beneficiários estão procurando os locais de acompanhamento, mas ainda está muito pequena a procura”, informou o órgão que orienta ainda que no ato do procedimento os beneficiários devem levar o cartão Bolsa Família e cartão de vacina no caso das crianças. Por meio de uma iniciativa do governo Federal, a partir de março todas as famílias vão receber R$ 70 por pessoa, independente do número de filhos. O anúncio foi feito pelo governo na última semana. Antes os valores pagos pelo Programa variavam de R$ 22 a R$ 200, de acordo com a renda da família e número dos filhos menores. Mas para permanecer no Programas, as condicionalidades deles devem ser cumpridas, pois o descumprimento implica no bloqueio ou até mesmo no cancelamento do beneficio.

Concurso

UFRJ segue com inscrição para seleção de professor Os interessados poderão se inscrever até o dia 8 de março pelo site concursos.pr4.ufrj.br Profissionais que buscam a inserção no mercado de trabalho devem ficar atentos. A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) segue com as inscrições abertas para a seleção de professores. De acordo com a comissão organizadora o prazo foi prorrogado, tendo em vista as alterações necessárias para atender à Lei

nº 12.772, de 28 de dezembro de 2012 e segue até o dia 8 de março. As vagas oferecidas pela universidade são para as unidades de Macaé e Xerém. As taxas de inscrição variam entre R$ 50 e R$ 80. Para Macaé são mais de 100 vagas para os cursos de Enfermagem, Engenharia, Farmácia, Licenciatura em Química, Medicina, e Nutrição. O quadro de vagas para a cidade está disponível em WWW.macae.ufrj.br. Já o edital completo pode ser consultado em WWW.ufrj.br ou

concursos.pr4.ufrj.br. Após efetuar as inscrições, os candidatos deverão comparecer à unidade acadêmica para a qual irá concorrer, munido da documentação exigida e aguardar a homologação definitiva de sua inscrição, que será informada pelo próprio sítio eletrônico, assim como os endereços das unidades da UFRJ. Os candidatos ao CampusMacaé, devem entregar os documentos no Setor de Admissão Docente (Concurso/ Seleção), Polo Universitário - Campus UFRJ-Macaé Pro-

fessor Aloísio Teixeira - Térreo - Rua Aloísio da Silva Gomes, nº 50, Granja dos Cavaleiros. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (22) 2796-2553 e pelo email sead@ macae.ufrj.br O edital e as novas publicações, como cronograma, edital, anexos e legislações já estão disponíveis em concursos.pr4.ufrj.br. Dúvidas também podem ser tiradas pelo telefone: (021) 2598-1818 que funcionará das 9 às 17 horas, como central de informações e atendimento.

Wanderley Gil

Outras informações sobre as vagas oferecidas para Macaé podem ser obtidas no Setor de Admissão Docente (Concurso/ Seleção), Polo Universitário


8 Geral

Macaé, quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

MEIO AMBIENTE

Guarda Ambiental resgata oito aves silvestres em Macaé Animais foram encontrados em cativeiros no Parque Aeroporto e na Virgem Santa Marianna Fontes marifontes@odebateon.com.br

C

onsiderado um dos órgãos de maior importância no município quando se fala na luta pela preservação do meio ambiente, o Departamento de Guarda Ambiental, órgão vinculado a secretaria de Ordem Pública, realizou mais um resgate de animais silvestre em Macaé essa semana. Na última segunda-feira (25), os agentes ambientais resgataram quatro aves que estavam sendo mantidas em péssimas condições em cativeiro, situação que consagra em crime de maus tratos. Os animais estavam abandonados em um local no bairro Parque Aeroporto há mais de dez dias, sem nenhum tipo de alimentação e em gaiolas sujas. Segundo o órgão, foram apreendidos um coleiro, dois tico-tico do campo e um azulão. Uma gaiola vazia também foi levada pelos agentes ambientais, que chegaram até o local através de denúncias. Para poder ajudar na preservação do meio ambiente, a

Prefeitura disponibiliza o número 9701-9770 (Guarda Ambiental), que funciona todos os dias da semana, em tempo integral. Esse telefone pode ser utilizado para a população denunciar casos de maus tratos a animais, solicitação de resgate de animais silvestres, invasões, incêndios e desmatamentos. Além dessas quatro aves, mais quatro foram capturadas na Virgem Santa, durante um patrulhamento. As gaiolas estavam penduradas em uma residência, mas o proprietário não estava no local, apenas o seu filho, que foi informado do crime ambiental. Foram apreendidos dois trinca-ferros, um sanhaço e um coleiro bigodinho. Segundo a Prefeitura, o proprietário dessas aves poderá responder criminalmente e ser multado em R$ 500 por cada ave capturada. Apesar de serem vistos com muita frequência nos perímetros urbanos em função do desmatamento e da caça, manter um animal silvestre em cativeiro é considerado crime ambiental. De acordo com o Art. 29 da Lei nº 9.605/98: “Matar, perseguir, caçar, apanhar, utili-

Wanderley Gil

Manter qualquer tipo de animal sislvestre em cativeiro sem autorização é considerado crime zar espécies da fauna silvestre nativa ou em rota migratória sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade

competente, ou em desacordo com a obtida” prevê pena de seis meses a um ano e multa. Em casos de infração, o indi-

víduo sofrerá as penalidades definidas na Lei Federal nº 9605/98 e na Lei Complementar Municipal nº 027/2011.

Todos os animais foram levados para a base da Guarda Ambiental, onde serão em breve soltos em seu habitat natural.

RODOVIÁRIA

Lixo em calçada gera reclamação de passageiros Apesar de coleta regular, descarte atrapalha na hora do embarque não bastasse a falta de um local adequado para pegar o ônibus, quem utiliza o transporte público para Rio das Ostras e embarca no ponto do lado de fora da Rodoviária de Macaé também precisa lidar com a sujeira que fica acumulada na calçada a partir das 17 horas. Apesar de a Prefeitura realizar todos os dias a coleta, esse descarte prejudica os passageiros, que acabam sendo obrigados a esperar pelo ônibus no meio da rua. Como a calçada é estreita, sem lixo as longas filas já deixam os passageiros do lado de fora da calçada, com o lixo eles acabam ficando no recuo dos táxis, causando transtornos para os carros transitarem pelo local e também colocando em risco suas vidas. Quem pega todos os dias o ônibus no local reclama: “Já ficamos aqui vulneráveis ao tempo, debaixo de chuva, sem nenhum tipo de conforto. Agora isso prejudica ainda mais a gente. São muitos trabalhadores saindo cansados do trabalho, tendo que enfrentar trânsito até a sua casa depois de um dia exaustivo. Temos que divi-

dir o espaço com os lixos, que vão desde sacos plásticos, papelão a restos de comida, e conviver com mau cheiro. Para quem está com criança, a situação é ainda pior. É difícil se locomover entre os entulhos, a criança começa a chorar, a reclamar. É preciso colocar um ponto adequado, como um contêiner, para que o lixo não fique aqui no meio da rua. Eles sempre depositam isso a partir das 17 horas, horário de pico”, conta a vendedora Taciane Gomes. Por conta disso, algumas pessoas optaram em pegar o ônibus mais tarde, quando o movimento é menor e as filas são pequenas. “Todo dia era isso, esse transtorno. Você chegava em casa com dor de cabeça, irritado. Agora eu saio por volta das 20h, 21h ou então bem mais cedo, porque evito de ficar nessa 'muvuca'. Esse lixo, além do mau cheiro e do incômodo, é um atrativo para ratos, baratas, entre outros bichos e a população que acaba vulnerável. Isso é a porta de entrada e saída da cidade, não poderia estar assim”, ressalta Letícia. Procurada, a Prefeitura informou que, apesar de fazer a coleta diariamente, a responsabilidade de proporcionar um local adequado para esse descarte e controle do lixo é da SOCICAM, administradora da Rodoviária.

ERRATA

Juliane Reis

Estado do Rio de Janeiro Prefeitura Municipal de Carapebus Secretaria Municipal de Administração Gabinete do Prefeito ERRATA ERRATA Na Portaria nº 3425/2013 de 05/02/13, publicada no Jornal O Debate de 22/02/13, Onde se lê: EXONERAÇÃO a partir de 01/01/13 e NOMEAÇÃO a partir de 01/01/13, Leia-se: EXONERAÇÃO a partir de 31/01/13 e NOMEAÇÃO a partir de 01/02/13. Esta Errata entra em vigor na data de sua publicação.

JULIANO TANNUS DA FONSECA DIRETOR-PRESIDENTE

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE CARAPEBUS GABINETE DO PREFEITO

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE CARAPEBUS GABINETE DO PREFEITO

DECRETO Nº: 1.559 Abre crédito suplementar

DECRETO Nº: 1.561 Abre crédito suplementar

O Prefeito Municipal de Carapebus, no uso de suas atribuições legais e com base no preceituado no art. 2º da Lei Municipal nº 543/12 e nos parágrafos 2º e 3º do art. 43 da Lei Federal nº 4.320/64.

O Prefeito Municipal de Carapebus, no uso de suas atribuições legais e com base no preceituado no art. 2º da Lei Municipal nº 543/12 e nos parágrafos 2º e 3º do art. 43 da Lei Federal nº 4.320/64.

DECRETA:

Art. 2º - Os recursos para atender o artigo 1º serão provenientes de anulações total ou parcial de dotações constante no Anexo I.

Macaé, em 27 de fevereiro de 2013. JULIANO TANNUS DA FONSECA DIRETOR-PRESIDENTE

Leia-se: ...VALÉRIA DA FONSECA MARCÍLIO VENTAPANE Matícula 4890 e 23908."

Amaro Fernandes dos Santos Prefeito Municipal

Onde se lê: " DERLI SANTUCHI PINHEIRO Matr.0815...

Leia-se: ...TARCIANA AMORIM DE FIGUEIREDO GUSMÃO Matr. 8023 e 24378."

Onde se lê: " VALÉRIA DA FONSECA MARCÍLIO VENTAPANE, Matrícula 4890...

Macaé, em 27 de fevereiro de 2013.

Art. 1º - Abre Crédito Suplementar na importância de R$ 524.000,00 (Quinhentos e Vinte e Quatro Mil Reais) para dotações orçamentárias constantes no Anexo I.

E onde se lê: "TARCIANA AMORIM DE FIGUEIREDO GUSMÃO Matr.8023

No Jornal O Debate, edição Nº 7986, de 17/01/2013, Na página 09, Portaria 008/2013, art. 2º

Carapebus, Gabinete do Prefeito, em 25 de Fevereiro de 2013.

No Jornal O Debate, edição Nº 7978, de 08/01/2013, Na página 09, Portaria 005/2013, art. 2º

Leia-se: ...DERLI DANTUCHI PINHEIRO Matr. 0815 e 10.338."

Apesar da Prefeitura recolher o lixo, responsabilidade é da administração da rodoviária

Art. 3º - Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Carapebus, 26 de Fevereiro de 2013. Amaro Fernandes dos Santos Prefeito Municipal ANEXO I

DECRETA: Art. 1º - Abre Crédito Suplementar na importância de R$ 327.898,47 (Trezentos e Vinte e Sete Mil, Oitocentos e Noventa e Oito Reais e Quarenta e Sete Centavos) para dotações orçamentárias constantes no Anexo I. Art. 2º - Os recursos para atender o artigo 1º serão provenientes de anulações total ou parcial de dotações constante no Anexo I. Art. 3º - Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Carapebus, 26 de Fevereiro de 2013. Amaro Fernandes dos Santos Prefeito Municipal ANEXO I


Macaé, quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Geral 9

Manutenção

kaná manhães

Bairros recebem serviços de manutenção Prefeitura realiza trabalhos de limpeza das manilhas no canal da Glória e pintura do meio fio da Linha Vermelha Patricia Lucena patricia@odebateon.com.br

A

pesar de ter se tornado alvo de empresas de diversas regiões do Brasil e do mundo, Macaé ainda não conseguiu melhorar sua infraestrutura para acompanhar esse forte crescimento. A maioria dos bairros vinha sofrendo com a falta de cuidado e abandono, não só por parte do governo municipal, mas também da própria população. Desde o início da nova gestão, a Prefeitura de Macaé, por meio das secretarias de Limpeza Pública e Manutenção, tem demonstrado estar atenta a esses problemas. Durante esta semana, o órgão vem realizando serviços de manutenção por toda cidade. Ontem (27), a equipe do jornal O DEBATE

esteve no Bairro da Glória e flagrou funcionários da Prefeitura realizando a limpeza da boca das manilhas do canal. Esse trecho, inclusive, já recebeu limpeza para retirada das gigogas presentes nas águas, que vinham causando muitos transtornos às pessoas que moram por ali, devido à proliferação da planta aquática. “Durante muito tempo, esse bairro ficou completamente abandonado. Pagamos um IPTU muito alto para o local estar dessa maneira. Finalmente eles estão consertando as ruas e fazendo serviços de limpeza. Já estava mais do que na hora. Só espero que continue assim”, afirma a moradora Silvia Figueiredo. A Avenida Fábio Franco, próximo ao cruzamento da linha do trem, na Linha Vermelha, também está recebendo

Bairro da Glória recebe serviços de limpeza da boca das manilhas do canal serviços de limpeza ao longo do canal da Linha Vermelha, em toda extensão às margens da linha férrea. Além disso, segundo a Prefeitura de Macaé, também está sendo realizada a pintura do meio fio de toda avenida.

“Nossa cidade está abandonada há anos. Só esperamos que a nova gestão conclua esses trabalhos, diferentemente do antigo governo, que deixou muitas coisas pela metade. É frustrante ver uma cidade que é considerada a

Capital Nacional do Petróleo desse jeito, com alagamentos, ruas esburacadas, esgotos a céu aberto e bueiros entupidos”, destaca o morador Ricardo Lopes. A manutenção está sendo feita em diversos bairros da

cidade. Resta à população contribuir com a Prefeitura e cobrar para que nada seja deixado pela metade. Lembrando que não adianta em nada o governo municipal cuidar, se a sociedade não colaborar para manter.

Limpeza pública

Após forte chuva, bairro Campo D´Oeste recebe mutirão de limpeza Entre os serviços prestados estão limpeza dos bueiros e raspagem de ruas após a forte chuva na madrugada de ontem (27), o bairro Campo D´Oeste, assim como outros locais da cidade, ficaram completamente alagados. Isso porque, além do lixo acumulado, as ruas esburacadas e a falta de calçamento contribuem com o entupimento dos bueiros, dificultando o escoamento da água da chuva. A equipe do jornal O DEBATE foi até o local e encontrou um mutirão de limpeza pela região. Além de retirada do lixo, diversos serviços, como limpeza dos bueiros e retirada da lama, estavam sendo feitos, o que gerou muita satisfação aos moradores do local. “Quando chove, isso aqui fica com um mau cheiro horrível. Nosso bairro não aguenta nem uma chuva”, conta a moradora Maria de Lurdes. O acúmulo de lixo é uma das principais queixas dos mora-

dores, pois se espalha pelas vias e prejudica, inclusive, o escoamento da água da chuva pelos bueiros. Muitas ruas não têm calçamento e, com a chuva, a situação fica ainda pior. “É lama pura. Além de limpeza, precisamos que essas calçadas sejam reparadas. Não pode ficar assim. Qualquer chuvinha já deixa um lamaceiro horrível”, reclama um morador que preferiu não se identificar. Principalmente no atual momento em que o mosquito da dengue está se proliferando assustadoramente, a atenção e o cuidado para que o lixo não se acumule é dever de todos: governo e sociedade. Além de atrair animais, como ratos, cobras e mosquitos, que podem transmitir doenças, o lixo é um dos principais responsáveis pelo entupimento das galerias pluviais, evitando o escoamento da água da chuva, causando os alagamentos. A equipe do jornal O DEBATE entrou em contato com a Prefeitura de Macaé para saber quais os serviços que

kaná manhães

Campo D´Oeste recebe serviços de limpeza, após forte chuva estavam sendo feitos na região. Segundo a Secretaria de

Comunicação do órgão, as atividades incluem trabalhos de

limpeza de bueiros, raspagem de ruas, retirada de entulhos e

lavagem das praças e vias para retirada da lama.

Carnaval

Avenida do Samba recebe limpeza kaná manhães

Após remoção dos carros alegóricos, entulhos e lixos estão sendo retirados da área após duas semanas de espera, a Cidade do Samba está finalmente recebendo serviços de limpeza. No último sábado (23), a Prefeitura de Macaé iniciou os trabalhos de retirada dos materiais carnavalescos da avenida, removendo cerca de 15 carros alegóricos da área destinada aos barracões das escolas. Agora chegou a vez dos entulhos e lixos espalhados pela avenida. A primeira informação era de que a limpeza começaria na segunda-feira

Cidade do Samba começa a receber serviços de limpeza, duas semanas após o término do Carnaval

(25). No entanto, isso não aconteceu. Porém, a equipe

do jornal O DEBATE foi até o local na manhã de ontem

(27) e encontrou funcionários da Prefeitura limpan-

do e retirando os entulhos da avenida.

A Cidade do Samba contou com desfiles entre os dias 9 e 11 de fevereiro, durante o Carnaval. A limpeza da pista, praça de alimentação e arquibancadas, teve 28 auxiliares de serviços gerais durante os dias de folia. Uma máquina retroescavadeira também foi disponibilizada para ajudar no deslocamento dos carros alegóricos, um caminhão basculante para remover peças maiores que atrapalhavam na avenida ou na área aberta e um caminhão compactador que recolhia o lixo orgânico durante as noites e madrugadas. Além disso, foi aplicada essência de eucalipto por meio de pulverização.


10 Geral

Macaé, quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

MIRAMAR

Moradores pedem mudanças no trânsito em via de grande movimento Problemas no trecho da Av. Santos Moreira podem causar acidentes a moradores e estudantes Marianna Fontes marifontes@odebateon.com.br

C

om medo de que uma fatalidade venha acontecer futuramente, os moradores da Avenida Santos Moreira, no Miramar, procuraram a equipe de reportagem do jornal O DEBATE para reclamar dos motoristas maus educados, que trafegam em alta velocidade pela via. O trecho crítico fica entre

o Instituto Nossa Senhora da Glória (Castelo) e a sede do Viva Rio, local onde há grande circulação de estudantes. Esse ponto é uma ladeira, o que torna o local ainda mais perigoso. Para piorar a situação, carros estacionados na via, que é estreita nesse trecho, tornam o trânsito mais caótico, principalmente nos horários de pico. “Aqui tem várias empresas, transportadoras, ou seja, apesar de calma, é uma rua

de grande movimento. É raro você encontrar calçada e as poucas que têm estão ocupadas pelos carros. A oficina mecânica ocupa as ruas. Moral da história, você é obrigado a caminhar pelo meio da rua, que já é estreita e também de mão-dupla. Crianças passam aqui, idosos, mães com carrinhos de bebê, estudantes do Castelo e jovens do Viva Rio, trabalhadores. Felizmente até hoje nada aconteceu de grave, mas não Kaná Manhães

Prefeitura diz que irá ao local para realizar uma vistoria a fim de tomar medidas de segurança para pedestres e condutores

CAE

Lindbergh é eleito presidente do CAE Senador defendeu a necessidade de discussão e análise das dívidas públicas a comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado elegeu por unanimidade, na manhã de terça-feira (26), o senador Lindbergh Farias (PT) para presidente no biênio 2013/2014. Lindbergh propôs o fortalecimento da comissão em seu papel de fórum de decisões importantes para temas sensíveis da agenda federativa e da competitividade. “Acolher, debater, negociar, tudo isso é parte do trabalho do parlamentar. Mas é preciso mais que discutir: é preciso decidir”, afirmou o senador. “Temos que buscar con-

senso, mas o essencial é atingir objetivos concretos. A sociedade brasileira demanda resultado”, disse Nesta linha, o senador já anunciou a disposição de votar na CAE, até o final de março, o projeto de resolução que estabelece o cronograma de unificação das alíquotas do Imposto sobre Circulação de Mercadorias (ICMS), que pretende resolver o problema da guerra fiscal. Integram ainda a pauta econômica de impacto das relações federativas a repactuação das dívidas dos Estados e municípios e a mudança dos critérios para distribuição do Fundo de Participação dos Estados e Municípios (FPE). Além disso, Lindbergh defende a construção de uma agenda da competitividade, voltada para a divulgação

Lindbergh Farias propôs o fortalecimento da comissão

aprovação de projetos de lei que melhorem o ambiente econômico e impulsionem o crescimento sustentável do País. “Precisamos apreciar com celeridade propostas que promovam o crescimento. O foco principal é o investimento em infraestrutura”, adiantou. A CAE, defendeu ainda, o senador, deve consolidar seu status como fórum de debates sobre grandes temas nacionais, sobre os rumos do país, na economia e no cenário de uma crise internacional. Para tal, Lindbergh pretende realizar audiências públicas sobre questões apontadas pelos próprios senadores integrantes da comissão. Esteve à frente da presidência da CAE, nos últimos dois anos, o senador Delcídio do Amaral (PTMS), que ontem fez um balanço das atividades da comissão, antes de passar o cargo a Lindbergh. Neste semestre, a CAE deverá analisar uma série de projetos com impacto nas relações federativas, como o rateio do Fundo de Participação dos Estados (FPE), a redução dos encargos das dívidas estaduais, a diminuição das alíquotas interestaduais do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e a compensação pelas perdas causadas por esse novo arranjo.

podemos esperar acontecer uma tragédia para tomar uma atitude. Na frente do Viva Rio tem uma curva que os motoristas descem que nem uns loucos, em alta velocidade. Isso é perigo porque ao mesmo tempo sobem carros, motos, caminhões, ônibus aqui. Já cansei de ver um de frente com o outro, tendo que dar ré para um passar, imagina se eles estão correndo? Numa dessa um deles desvia e pega um pedestre. A solução aqui

seria proibir o estacionamento ou então colocar a via em um sentido único. Já teve acidente, fora a buzinação que fica aqui, os motoristas xingando uns aos outros. Essa medida preventiva é fundamental a fim de evitar uma desgraça. Já mandei quatro e-mails para a Prefeitura desde o ano passado e até agora não tive uma resposta”, conta o morador Luís. Além das mudanças no trânsito ou na proibição do

estacionamento, a instalação de um redutor de velocidade no local também seria importante, já que evitaria que a via virasse pista de corrida. A equipe do jornal procurou a Prefeitura, que informou que uma equipe técnica da secretaria de Mobilidade Urbana irá realizar uma análise do local a fim de avaliar as medidas que podem ser tomadas a fim de ampliar a segurança para pedestres e condutores.


noticiario_28-02-13_0