Page 1

October Doom WebZine  •  Edição 22, de 19 de maio de 2015

Entrevista da Semana - The Cross Por Morgan Gonçalves

O

The Cross recentemente retornou às atividades. A banda foi fundada no início dos anos 90, em Salvador, na Bahia e atravessou um período de hiato entre 1997 e 2014, mas esse tempo acabou. Este ano os caras voltaram com força total, com Ep pronto para lançamento, shows agendados e muito mais. Troquei uma ideia com Eduardo Slayer, vocal da banda e o resultado desse encontro, vocês acompanham agora! Morgan Gonçalves: Eduardo, grande #BrotherOfDoom! Seja bem-vindo à nossa humilde casa. A banda foi fundada em 1990, num período contemporâneo ao surgimento de grandes ícones internacionais do gênero, como Anathema, My Dying Bride e Paradise Lost. Como foi realizar algo praticamente inédito no Brasil, quando ainda não havia internet para “democratizar” o acesso ao Doom Metal? Eduardo Slayer: Primeiro, obrigado por poder estar aqui. E muito engraçado isto, pois não tínhamos estas grandes bandas como referências a nossa música e sim o Trouble, Sabbath e Candlemass. Existia um selo chamado bazar rec, o dono do selo foi a um ensaio nosso a meu pedido ouviu e gostou na hora, pois The Cross ia de encontro a cena Death Black da época. Surgiu a ideia de lançar um split com uma banda de Death chamada Obscure (fortaleza) no qual deu tudo errado o dono da gravadora veio a falecer neste processo, então, o irmão dele, que prefiro não citar o nome, continuou o processo de forma errada tentando prender o The Cross com esta produção, como não tínhamos contrato resolvi fazer uma demo tape e por sinal deu certo a resposta foi imediata com selos do exterior 4 mil demos negociadas na época, foi incrível. M.G: Em 1993, veio à tona a épica The Fall. A demo foi distribuída em diversos países e trouxe ao The Cross, uma notoriedade que atravessou o tempo. Como foi a produção desse material e como a banda recebeu essa repercussão internacional? Eduardo Slayer: (risos) Era muito engraçado, pois não sabíamos o que realmente estava acontecendo até começarmos a receber correspondências do mundo todo (carta). Era foda e quando iamos tocar fora de salvador

Produzido e Distribuído por October Doom Entertainment

foi um momento magico. M.G: Pois bem, após 17 anos de silencio, o The Cross anuncia o retorno, novo line up e lançamento. Como foi reunir os integrantes e reestruturar a banda? Eduardo Slayer: Sempre fomos cobrados para retornarmos, então, na hora certa, conversei com Pedro Maia (guitarrista) que entrou na banda em 92 a meu chamado e pensamos chegou a hora de voltarmos, o Elly (guitarrista) andava nos ensaios entre 1992 e 1995 e sempre foi fã da banda, Alex Rocha (bateria) (Mystifier) já tocou com The Cross e o baixista uilian sempre foi amigo, então foi surgindo M.G: Falando em Lançamento, o novo Ep da banda, “Flames Through Priests” está previsto para maio/junho deste ano. Como ficou a estrutura desse Ep?

por si só, não é à toa que o nome The Cross ecoa no Doom Metal. Grande abraço a todos, logo nos veremos. “flames through priests brother of true doom metal” M.G: Muito obrigado por essa oportunidade. É uma honra poder conhecer melhor você e todo o atemporal The Cross. Saibam mais sobre o The Cross em Facebook.com/TheCrossDoom

Blasfemia e Profanação em BH Por Morgan Austere

B

elo Horizonte recebe o “Blast Metal BH” o evento que acontecera no dia 24 de maio terá as portas abertas das 16 horas. Como o próprio slogan do evento diz: 26 anos de blasfêmias e profanações” das atrações do evento. A banda “Akerbeltz” formada em 1996 na cidade de Contagem. A banda que conta com três demos, um split e dois full-lenght será umas das bandas a se apresentar. Em seguida, também de Contagem, formata em 2007 a banda “Necromante” traz na bagagem duas demos, um EP e uma compilação. E a terceira banda, formada em Belo Horizonte em 1989, a banda ”Impurity” traz na bagagem quatro demos, seis Full-Lenght, um EP, e três slipts... Quem estiver de passagem pela capital mineira vale a pena conferir e para os que residem em BH prestigiem o show e fortaleçam a cena local e nacional. O Evento vai acontecer no CCCP, que fica na rua Levindo Lopes. N. 358, em Belo Horizonte

(Ep The Cross - Flames Through Priests - Jun/2015)

Eduardo Slayer: não bastava voltar, tínhamos que mostrar por que voltamos, então decidimos gravar este Ep que ainda não é o The Cross (risos) mais os fãs de Doom Metal poderão ouvir músicas que não seguem linhas especificas, apenas The Cross, só isto. M.G: Bom, essa conversa poderia ir muito mais além, com algumas cervejas e torresmo, mas vamos deixar um gosto de quero mais para os fãs do The Cross. Aqui, meu caro Eduardo, você tem seu espaço para fazer suas considerações, agradecer e o que mais você quiser: Eduardo Slayer: Brother of Doom, eu que agradeço, no nosso tempo respondíamos entrevistas no papel e caneta, e depois fila do correio fico feliz de ter voltado a ativa com a banda vejo hoje muitas bandas de Doom isto é bom. Após tantos anos sem tocar, escuto dos fãs “pqp” ainda bem que vocês voltaram (risos) o Doom Metal é magico a atmosfera atingida é única. Continuamos fazendo nosso “Old Doom Metal”. O Ep sai agora no início de junho e final do ano sai o novo disco. Só posso a agradecer a todos em especial você que acreditou desde o início. A musica fala

(Cartaz Blast Metal BH - 24 de maio 2015 - BH)

Ingressos podem ser adquiridos antecipadamente por R$35,00 ou a R$40,00 no dia e local do evento. Mais informações na página do evento no : https://www.facebook. com/events/1393022587686340/

October Doom Magazine edição #22 19 05 2015  
Advertisement