Edição Antiga do Cosmopolítico #01

Page 1

RI . UFF Arraiá do Barão

Julho/2011

A Hipocrisia irá salvar os Direitos Humanos

02/07 - 13h

Estrada Caetano Monteiro, 2835 Rua F - Sede

Calendário ● 29/06: Seminário “O Livro Branco de Defesa” @ Escola de Guerra Naval. ● 29/06: José Luís Fiori: Mudanças na Economia Política Internacional Após o 11 de Setembro de 2001 @ UFF. ● 30/06 e 01/07: Seminário Internacional: Diálogo Sobre a Violência Urbana no Rio de Janeiro e Caracas @ UERJ. ● 02/07: I Arraiá do Barão @ Pendotiba. ● 20 a 22/07:

(e Lady Gaga a Líbia)

Por: Fernando L.¹

Em 1876, o abolicionista Joaquim Nabuco, em carta para um amigo, relata que foi abordado, aos berros, por uma figura proeminente do Império, que exigia saber quem ele pensava que era, por “tentar acabar com uma prática histórica, consolidada e importante” para a sociedade brasileira: a escravidão. A combinação de organização civil e da famigerada Bill Aberdeen Law, da Inglaterra, (“ei, tive uma idéia, que tal se afundarmos os negros nos navios ao invés de deixar que eles se tornem escravos?”), ajudou a encerrar a prática no Brasil e, menos de 200 anos depois (período irrisório para a análise de um historiador, comparável a influência Construtivista nas RI atualmente) é de concordância geral, dentro do país – e do Sistema Internacional – que utilizar seres humanos como mercadoria é algo hediondo e vil – apesar da prática ainda se manter bastante viva em alguns recôncavos. A grande questão, dentro dessa análise, é entender que ações hipócritas serão sempre um dos grandes motores das movimentações humanas, principalmente dentro das Relações Internacionais. A Inglaterra possuía interesses mercadológicos na abolição da escravatura? Com certeza. Isso faz desse movimento algo ruim? Não necessariamente. Em abril desse ano, o Conselho de Segurança da ONU aprovou uma Zona de Exclusão Aérea na Líbia – alegando que Kahdafi, notório badernista, estava matando civil a torto e direito. A maioria dos analistas – corretamente, a meu ver – foi rápida em apontar os motivos geopolíticos, geoestratégicos e geointeresseiros para a intervenção. Petróleo, refugiados e efeito “Bad Neighborhood” foram rapidamente citados (até tentaram empurrar um R2P, mas não convenceu). Algumas semanas depois, atuando em um Campo de Refugiados nessa bucólica província no Norte da África, tive a chance de analisar os fatos mais de perto. Como o único detentor de um laptop com internet, era visitado pela mais diferente trupe para acessar a querida rede: pessoas querendo ver e-mail, notícias e mesmo resultados da Fórmula 1. Dentre desse grupo, me chamou a atenção uma menina, nos seus 12 anos, que sempre aparecia por lá para ouvir músicas da Lady Gaga, sabendo as coreografias, letras, hinos satânicos – e tudo mais que a loira canta no Youtube. Euforias Keoheanísticas a parte, logo descobri que ela tinha familiares na Inglaterra e nos Estados Unidos, que já mobilizavam uma forte rede transnacional para levantar verbas para refugiados e – pasmem – um tio lobbista que começou a mover pauzinhos para aprovar uma lei especial para refugiados dentro do Reino Unido. Voltando ao ponto inicial: a intervenção na Líbia é gerada principalmente por interesses escusos e hipócritas? Provavelmente. Pode ser que ela indique a ponta do Iceberg para, em algumas décadas, termos ferramentas normativas para se “tentar acabar com uma prática histórica, consolidada e importante”, que é empregar “’Soberania’ para se justificar qualquer atitude de lideranças irresponsáveis? Tomara. Países fora do Eixo de poder não possuem capacidade de resolver seus problemas internos? Possivelmente possuem, e resolveriam, dentro de algum período temporal – mas prefiro (cof cof, Khmer Vermelho), por agora, não descobrir.

3º Encontro Nacional ABRI @ USP.

¹ É jornalista (o que justifica os erros no texto).

● 8 a 10/08: V ENABED @ Fortaleza - CE.

Todas as atividades acima encontram-se especificadas no site www.uff.br/ri

“Talvez em outros mundos astrais as coisas sejam mais bacanas” - Professor, filosofando.

“Você é muito mau!” Aluna do 1º período indignada com os preceitos realistas do professor.

Pérolas

“Onde se ganha o pão, não se come a carne” - Deus

“F*deu, vou estar nessa sessão toda edição” - Aluna do 5º período, sobre as pérolas.

“Eu acho, inclusive, que o caráter político do governo FHC só foi possível porque não existia facebook” - Professora refletindo sobre o poder da rede social.


Semana de CP e RI na UFF A I Semana de Ciência Política e Relações Internacionais do Rio de Janeiro, realizada entre os dias 30/05 e 02/06, na UFF, é parte de um projeto cuja proposta é integrar acadêmicos das diversas Universidades do estado do Rio de Janeiro que encontram-se ligados às áreas de CP e RI. Nesse ponto a Semana foi um sucesso. Com a participação de cerca de 200 participantes, metade estudantes da UFF, metade alunos de outras Universidade, como UNIRIO, UFRJ, UERJ, entre outras, o que se observou foram mesas de discussão abertas à pluralidade de opiniões, compostas por palestrantes de diferentes Universidades. Para saber mais acesse: www.uff.br/redepolitri

A Revista Eletrônica Ágora Global é uma iniciativa dos alunos do Curso de Graduação em RI da UFF, criada para publicação de trabalhos que enriqueçam o debate de temas da agenda internacional. Desde a sua criação em 2009, a Revista, sob orientação do Prof. Thiago Rodrigues, tem alcançado diversos objetivos, dentre eles o registro internacional que individualiza o periódico (ISSN). Neste final de semestre, a nova edição da revista estará no ar, com artigos de estudantes não apenas da UFF, mas de outras universidades parceiras. Caso deseje publicar ou integrar a equipe da revista, envie e-mail para: agrevista@gmail.com Também acesse o site: www.agoraglobal.com.br. Venha fazer parte deste projeto! Thiago Costa Sub-editor Ágora Global

Colaborou: Beatriz Alvarenga

Eleições do CASViM e nova chapa: Nos dias 14 e 15 de junho houve a eleição para o CASViM e a chapa única recebeu 91,6% dos votos. A chapa formada por Ana Helena, Clarissa, Davi, Diana, Fernanda, Guilherme, Janaína, Joana, Juliane, Julio, Luis Fernando, Mariana, Rafael, Rita, Thais e Vivian se comprometeu a cumprir todas as suas propostas e já esta dando sinais disso, vide o aumento do contato tanto por e-mail, como por facebook entre o CASViM e os alunos, além, é claro, deste jornal. Qualquer dúvida, sugestão ou reclamação envie um e-mail para casvim@gmail.com

Aniversários 23/06: Juliane Bianchi 24/06: Fernanda Mendonça 27/06: Gabriela Lacerda 29/06: Carlos Rafaelli

Colaborou: Davi Daminelli

01/07: Israel Fernandes

Convocatória:

Crônica: Teste - por Rita Feodrippe

Situação: Um ônibus de passeio cheio, em que ninguém se conhece: são todos estranhos uns aos outros, sofre um acidente. Ao passar pelo ponto mais alto de uma ponte, o motorista desgoverna e atinge a mureta, estraçalhando-a. O ônibus fica dependurado e as pessoas se aglomeram em uma extremidade. O peso das pessoas equilibra o peso do ônibus, evitando que, mesmo bamba, ele caia na água, 500 metros abaixo. O equilíbrio está por um fio. Talvez uma corrente de vento decida a situação, talvez não. A única certeza que se tem é que, se uma pessoa abandonar o ônibus, ele cairá. Pergunta: Você, que é a pessoa mais próxima à única saída possível do ônibus: safa-se da situação e sai do ônibus, sabendo que, ao fazer isso, você sobreviverá, mas todas as outras pessoas irão morrer; ou continua no ônibus, mantendo o equilíbrio precário até que a ajuda resgate (ou não) a todos vocês? Sem contar, é claro, a possibilidade de que alguém, igualmente perto da saída, saia do ônibus antes que você tome uma decisão e então ponha tudo a perder...

“O Cosmopolítico” gostaria de informar que o espaço para novos colaboradores está sempre aberto. Àqueles interessados em enviar crônicas, pequenos artigos de opinião, pérolas, piadas engraçadas, ou simplesmente queiram se pôr a disposição para ajudar em próximas edições, pedimos que enviem e-mail para: casvim@gmail.com

A vencedora do concurso para o nome do jornal foi: Fernanda Lázaro A vodca será entregue na festa junina. Ou não.

03/07: Fernanda Mayumi 04/07: Melissa Solórzano 12/07: Gisele Barros 16/07: Dani Larizzatti 20/07: Rani Mello 21/07: Davi Daminelli; Lígia Maia e Silva 22/07: Clarissa Farias 24/07: Felipe Medeiros 26/07: Anna Beatriz Oliveira 29/07: Gabriel Lucena


Millions discover their favorite reads on issuu every month.

Give your content the digital home it deserves. Get it to any device in seconds.