Page 1

OCOMBATIVO Acesse: www.ocombativo.com.br

10 a 16 de maio de 2014 Edição 25 • Ano I Itapema, Porto Belo e Bombinhas

A VOZ DA VERDADE

IA R A T E R C E S IA C N U N E D E MUNÍCIP

O Ã S S I M O R O P E D Ú A DE S

Pág. 5

Era pra ser, mas... Pág. 4

CADÊ O PREFEITO BOLINHA Pág. 5

Voce COMBATE

Pág. 4

Ato de Bravura Tem alguma denúncia? Viu algo que esta errado na sua cidade? Mande vídeos, fotos e textos. Combata com a gente! ocombativo@gmail.com - Facebook: OCombativo


2 OPINIÃO

WWW.OCOMBATIVO.COM.BR

EDITORIAL Às vezes é necessário buscar a compreensão do que é dito e feito para além das palavras, gestos e ações. Por exemplo, para muitos a falta de uma assinatura de alguém em um documento pode parecer apenas uma formalidade que pode ser suprida a qualquer momento. Para outros, é de pouca valia se não houver o reconhecimento em cartório. Para a presidente da Câmara de Vereadores de Itapema, Nilza Simas, parece ser tão dispensável que pode se dar a qualquer momento e provida por qualquer pessoa ou, ainda, preenchida com qualquer rabisco. O que aconteceu na Câmara de Vereadores, na 14ª sessão, ordinária foi o cúmulo ou, para ser mais sincero com nossos leitores, um despautério e um sarcasmo com o povo itapemense. Não existe outra leitura se não a de que se trata de um conchave entre Bolinha e Nilza para dar celeridade ao retorno de Secretarias e fundações extintas no Governo anterior e de criação de uma Secretaria para cumprir promessa de campanha com o PMDB, do vice Giliard Reis, sem chamar a atenção do povo. A pergunta que fica no ar é: qual teria sido o ganho da presidente que impôs à base aliada, do atual Governo, que votasse sem questionamento. Aos vereadores que foram surpreendidos com os projetos e que não tiveram o direito de melhor analisar, pois sequer estavam pautados, restaram os protestos e, com o voto contrário, a indicação ao povo de que não estão envolvidos nessa provável maracutaia. Em vez de se preocupar em criar cargos, a atual administração deveria e se preocupar com as pessoas, sendo, portanto, coerente com as promessas de campanha. Porém, basta olhar para a forma como Bolinha e seus agregados políticos vêm lidando com os cidadãos e cidadãs itapemenses, para se perceber que manobras políticas desta natureza irão durar até o fim, desse malfadado Governo. Ao olharmos, por exemplo, para o que ocorreu com uma munícipe quando foi realizar exames na “Carreta da Saúde”, verifica-se, que para Bolinha pouco importa deixar idosos no sol escaldante, dopá-los, impedi-los de realizar os exames marcados e, ao final, abandoná-los para que tomem o caminho de casa. O que vale para o atual prefeito é a fidelidade de seus apadrinhados e correligionários políticos. O que interessa é atender aos financiadores de campanha. Quanto maior a desorganização administrativa, quanto maior a insegurança jurídica, quanto menos fiscalização no município maior a possibilidade de alienar e confundir o povo, transformando-o em massa de manobra. A leitura que pode e deve ser feita a partir dos últimos acontecimentos entre a presidência do Legislativo e o chefe do Executivo, em Itapema não foge daquela já conhecida historicamente. Tal estratégia é feita pelos políticos sem alma e sem a menor consideração com a coisa pública. Esta estratégia inverte a lógica e coloca os órgãos estatais a serviço daqueles que conhecidamente usurpam do dinheiro público em detrimento daqueles que de fato precisam por não conseguirem custear sequer suas necessidades básicas. É a lógica do quanto pior melhor. Melhor para depois transformar direitos em favores durante as eleições seja a que se avizinha ou as que virão adiante. Quem sabe o povo não desperte e demonstre nas urnas o repúdio a este tipo de Governo. Que venham as eleições...

A única maneira de não cometer erros é fazendo nada. Este, no entanto, é certamente um dos maiores erros que se poderia cometer em toda uma existência.” Confúcio

OCOMBATIVO CNPJ 13.752.006/0001-67

AV NEREU RAMOS, Nº 800 - Sala 06 - Centro - Itapema - SC

RESPONSÁVEL RONALDO PAULINO DIAGRAMAÇÃO GABRIEL MEDEIROS combativoarte@gmail.com

Facebook: OCombativo

WWW.OCOMBATIVO.COM.BR

O Combativo, 3 a 9 de maio de 2014 E-mail: ocombativo@gmail.com

CRONICANDO DR. JOÃO EMMEL

DIÁLOGO ENTRE PAI E FILHO - PARTE II Novamente, encontram-se Pai e Filho, na varanda da casa situada no centro, logo após o meio-dia, em uma cidade do belo e ensolarado litoral brasileiro, para mais um diálogo fraterno e interessante. O Filho, sempre curioso e experto, inicia o diálogo perguntando: - Pai! Ontem, na aula, novamente sofri “bulling”. Tô chateado com isso Pai, não dá mais para “guentar”, tá ligado!! - Mas o que foi desta vez Filho? - Continuam me apelidando de filho do “motosserra”. Desta vez tão dizendo que o Sr. autorizou a derrubada de um Castelo. É verdade isso Pai? Que Castelo é esse? - Filho! Aí. Isso é coisa desta imprensa “marrom” que tenta me denegrir. Onde já se viu, “aí”, ter castelo aqui em nossa Cidade, Castelo é coisa de Europeu, frescura de Monarca. Rei e Rainha, coisa da Daiana e do Sapo. - Mas tão dizendo que um dos seus consultores financeiros tão por trás disso. É verdade Pai? - Filho, primeiro não é Consultor Financeiro, é “Construtor Financeiro”; segundo, até tinha este tal de Castelo, mas tava atrapalhando “alí”. Então autorizei demolir. - Mas e as árvores que tavam lá Pai? - Me disseram que caíram tudo por baixo das patrolas que estavam passando por “alí”. Sabe Filho, acho que estas árvores eram muito velhas, estavam cansadas de estar “alí”. - Hummmm! Pai! Entendi mas não compreendi direito. - Esquece este castelo Filho! Já tem um tal de Juiz Federal, envolvido na operação “Moeda Verde”, de uma cidade portuária, vizinha nossa, que já mandou parar tudo. Não sei porque estes juízes se metem tanto em minha administração. Tá ruim de administrar Filho. Parece que tem olho grande em cima de mim e do Onin. - É Pai, não é fácil mandar na Cidade né?. - Não é mesmo, Filho! Tu não sabes com tenho me incomodado com esses Doutores, que andam me atazanando, me instigando. Cada decisão judicial que me arrebenta no meio. Assim não dá “aí”... - Filho! Tenho uma coisa para te dizer. Estuda muito filho, não faça como o teu pai que parou no 2º Grau e “gazeou” a faculdade. - Pai! Não é 2º Grau, é Ensino Médio! - Tanto faz Filho, 2º Grau, Ensino Médio, Científico, tudo a mesma coisa “aí”. - Pai, mudando de assunto, como tá a segurança em nossa Cidade. O pessoal tem

reclamado muito né? - Verdade.. Mas já estamos providenciando a Guarda Armada. Aí sim, não vai ter mais pros malacos, ladrões, sequestradores. Já encarreguei o meu amiguinho Onin para cuidar disso, até porque a idéia da guarda armada é dele. Ele que se vire com isso, né Filho!! - Com certeza Pai, tô ligado! - Pai! - Sim Filho querido! - Por que o Senhor tá com dificuldade em administrar a Cidade? - Olha Filho! Dívidas, muitas dívidas herdadas do Professor. - Que dívidas são estas Pai? Por que o Sr. não publica isso para o povo saber quais são e quantas são? - Filho! São dívidas “alí”, estamos correndo atrás delas, ainda não deu tempo de saber quais são, mas que tem, tem!! - Que mais Pai? - Ah, Filho, quando assumi não tive transição, e isso me afeta até agora. Entende. Fiquei magoado com isso. - Mas Pai, já faz mais de um ano e quatro meses, não deu para ver o que ocorre. Como se faz as coisas. - Filho, pensa bem. No primeiro ano eu corri atrás para saber as dívidas e planejei. Agora, no segundo ano, ainda tô atrás das dívidas, que ainda não encontrei. Mas continuo Planejando. No ano que vem, termino o Planejamento, aì começo a governar, entende? - Entendi mas não compreendi, tá ligado....Pai!!! - E o Povo Pai, como fica nessa. - Calma Filho... enjoado, mala, onde arrumei isso... estamos planejando, planejando, planejando....calma “aí”. - Filho, o papo tá bom, mas tenho que ir, meu “construtor financeiro” está me esperando, quer saber o que eu vou fazer com o Castelo. Só o que faltava, eu tendo que resolver problema de Castelo. É o fim, nem estou na Europa e um Castelo pra me preocupar. - É pra acabar. - Um Filho curioso em casa e uns malas querendo que eu resolva o problema do Castelo. Este “careca” ambiental me paga, mais uma furada, só eu mesmo, rodeado de especialistas de araque e levando bronca de Juiz Federal. É pra acaba, “alí”. (*Esta é uma obra de ficção, qualquer semelhança com a vida real é mera coincidência)


WWW.OCOMBATIVO.COM.BR

O Combativo, 3 a 9 de maio de 2014 E-mail: ocombativo@gmail.com

SACADAS COMBATIVAS ATÉ TU BRUTUS...

Segundo dizem os mais próximos do Gabinete do atual prefeito, esta teria sido a frase de Bolinha na quarta-feira, dia 7 de maio, no período da tarde: “Até o Tiãozinho me dando nos dedos...”. A irritação de Bolinha e seus assessores não se deu ao acaso. A cada sessão ordinária da Câmara não faltam vereadores cobrando as promessas de campanhas. Ao ver que mais de um ano se passou e Bolinha não atende a população em relação à pavimentação de ruas, vereadores fazem indicações para pavimentar estradas dos mais diversos Bairros. Só na última sessão da Casa Legislativa, mais quatro logradouros foram indicados para as devidas melhorias: rua 902-B4, 906, 802 e 418. O que surpreendeu o atual prefeito, contudo, foi que as indicações vieram de sua própria base, inclusive do líder do PSDB na Câmara, o vereador Sebastião Silva, conhecido como Tiãozinho. Dizem que Bolinha espumava e lembrava o FHC: “Assim não pode...”, “Assim não dá...”.

CRIME E CUMPLICIDADE CONFESSOS... No mês de abril Itapema viveu com a angústia e a tristeza do descaso em relação ao meio ambiente. Além das manifestações, e das ações propostas pelas Associações de Moradores para impedir a destruição do “Morro do Castelinho”, o próprio Ministério Público Federal entrou com uma Ação Cautelar da qual gerou uma liminar que embargou a obra até que o município, a FAACI e demais envolvidos deem as devidas explicações e esclarecimentos. Só quem não repercutiu a questão foi o apresentador Cleverson Tanaka, do Jornal da Cidade Primeira Edição, que vai ao ar todas às manhãs na rádio local. Segundo dizem, Nico Russi teria proibido a repercussão da matéria em razão da Construtora J.A. Russi, de seu irmão, ser a causadora do dano ambiental. Para quem tem dívida disso é só passar no local que é possível ver uma placa da FAACI, com a inclusão da marca da Construtora J. A. Russi, liberando a destruição do mencionado patrimônio histórico de Itapema. O povo quer saber: pode uma empresa colocar sua logo na placa de um órgão ambiental?

QUEM IRÁ PAGAR A CONTA... No dia 6 de maio, conforme matéria publicada no site oficial do município, a equipe da Secretaria de Educação e as diretoras das escolas públicas foram até Curitiba para visitar a Editora Positivo. Além de pagar mais de 3 milhões no ano para a empresa particular enfiar apostilas goela abaixo nos professores e alunos, o município, pelo que tudo indica pagou para seus cargos de confiança a viagem e as diárias até aquela cidade com o dinheiro do povo. Chega a ser irônico quando se observa que a diretora do CEMEI Rita Maria de Jesus Rebelo, Silvana dos Santos, que se encontra até o pescoço de denúncias da comunidade do Tabuleiro, por tratar as crianças daquele educandário de forma inadequada, se manifesta na matéria pública dizendo: “Quando se trabalha com educação, principalmente com crianças, você sempre tem que estar evoluindo, procurando novos métodos...”. As mães das crianças do Tabuleiro que o digam sobre os novos métodos aplicados por Silvana...

POR FALAR NA DITA CUJA... Chegou a nossa redação novas denuncias sobre a imexível e blindada diretora Silvana dos Santos do CEMEI Rita Maria de Jesus Rebelo, do Tabuleiro. A diretora parece de fato estar acima das leis no Governo Bolinha. Conforme e-mail das mães, Silvana, está mandando bilhetes para as casa das crianças solicitando dinheiro. O pedincho teria sido feito, no valor de 10 reais para fazer a páscoa das crianças e também agora para o dia das mães: “Logo após a páscoa veio outro bilhete pedindo mais 10 reais para a festa do dia das mães e não é toda hora que eu tenho dinheiro e ainda não tive condições de mandar hoje dia 05 de maio após pegar meu filho que abro a agenda dele ta lá o segundo bilhete cobrando os 10 reais...”, desabafa uma das mães. As mães questionam se a escola é pública como têm que dar dinheiro para a fazer festas e comprar materiais. Ué! Cadê as apostilas do Sistema Positivo? Um vai ver a Silvana foi buscar em Curitiba...

OPINIÃO 3

DIRCE MARIA SCHNEIDER A EFETIVAÇÃO DA DEMOCRACIA E A QUESTÃO DA PARADA GAY Hoje vou falar de um assunto que muitos se incomodam e muitos outros não aceitam, e muitos até matam. Neste ultimo final de semana (dia 04/05) aconteceu em SP a já tradicional Parada Gay e, me surge uma questão: que importância tem isso para cada um de nós? Eu diria que é a efetivação da democracia! E democracia significa o respeito às diferenças. A Parada Gay levou mais de 100 mil pessoas às ruas para lutar pelos seus direitos. Respeitar as diferenças é garantir a democracia, e efetivar a democracia é terminar com o racismo, o machismo, o patrimonialismo, a opressão de classes e com a opressão às minorias, sejam elas índios, negros, gays, lesbicas, travestis, transexuais, transgênero, etc. Hoje a violência contra os trans e lesbos é uma realidade. E só vamos conseguir efetivar a democracia se também mudarmos as relações de poder, e nesse sentido a parada gay é uma forma de colocar na agenda politica a violência e também galgar direitos na sociedade. O movimento das Paradas Gays surge nos EUA na dec. de 60, como sinal de protesto popular contra a invasão de um bar conhecido por ser frequentado por gays e lésbicas. Uma batida policial no bar Stonewall, frequentado por gays e lésbicas em Nova York, em 1969, deu o pontapé para a primeira parada do orgulho LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros) do mundo. A prisão e o espancamento de várias pessoas levaram 2.000 manifestantes às ruas da cidade em junho daquele ano protestando contra a discriminação e o uso da força e violência. Aqui no Brasil a Parada do Orgulho LGBT é uma manifestação social que nasce em prol dos direitos civis da população de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais, e vem acontecendo desde 1997, na Avenida Paulista, em SP. Participam do evento os grupos LGBT, simpatizantes e pessoas curiosas, tendo como reivindicação principal o combate à homofobia. As paradas gays acontecem em varias cidades, em quase todos os Estados, no mundo todo e são cada dia mais numerosas; o que revela que são muitos e que estão em toda a sociedade, em todos os espaços, em muitas famílias e em todas as profissões, ou seja, respeitá-los é um dever, o contrário é desrespeitar os direitos humanos. Precisamos garantir politicas públicas que combatam e criminalizem a homofobia já! Chega de mortes! Todos aqueles que negam o direito à diferença e a cidadania das minorias, são responsáveis pelo preconceito e pela homofobia. Combater o preconceito é rever posições conservadoras e retrógradas, para tanto é imprescindível valorizar todas as pessoas e setores progressistas da sociedade que apoiam as reivindicações do movimento LGBT. Os governos Lula e Dilma, têm avançado nas políticas de combate a todas as formas de violência e discriminação, não aceitando à opressão às minorias, de modo especial no combate à homofobia. Com ações como a criação da Secretaria de Direitos Humanos vinculada à Presidência da Republica há uma clara demonstração de respeito às minorias e por entenderem que esta é uma luta de toda sociedade, e principalmente do poder público, do congresso nacional e do poder judiciário, pela garantia do direito de cada um ser o que é, para cada um poder exercer aquilo que acredita e que é da sua naturalidade e essência.


WWW.OCOMBATIVO.COM.BR

4

O Combativo, 3 a 9 de maio de 2014 E-mail: ocombativo@gmail.com

Era pra ser, mas... A

empresa vencedora da concorrência para implantação de um Terminal Rodoviário tinha a opção de estabelecer nas dependências do terminal um centro comercial com: farmácia, barbearia, lanchonete, hospedaria, minimercado, dez pontos de táxi, entre outras atividades econômicas. Esse era o desejo dos políticos da época ao promulgar a Lei 952/1994 que autorizou a concessão para exploração por 30 anos do Terminal Rodoviário da Cidade de

Itapema. Mas o tempo passou e não foi criado no local nenhum estabelecimento como farmácia, barbearia, hospedaria ou minimercado. Atualmente, atendem ao público no local apenas uma bomboniere, uma lanchonete e um ponto de táxi. O Terminal Rodoviário de Itapema está necessitando, urgentemente, de reformas. O prédio está com problemas na estrutura e acabamentos: cobertura enferrujada; gotei-

ras; os guichês e os banheiros necessitam de manutenção; a iluminação interna está em situação precária e os bancos de espera estão sucateados. Ponto de Táxi O serviço prestado pelos taxistas é de fundamental importância para um terminal rodoviário, principalmente, em uma cidade que recebe muitos turistas. O taxista vende a imagem da cidade, dá as boas vindas e a última despedida

aos visitantes. Lamentavelmente, a importância do trabalho do taxista no Terminal Rodoviário de Itapema não está sendo reconhecida. Uma decisão tomada pela administração do terminal retirou benefícios que os trabalhadores taxistas necessitam para prestar um bom serviço. Hoje eles estão expostos ao sol, chuva, sereno, em um ambiente precário. Entrevistado pelo Jornal O Combativo, um dos taxistas

que ali trabalha lamentou a deterioração do ambiente de trabalho: “[...] até um tempo atrás nós tínhamos um toldo, uma mesa, uma TV, Internet, estava tudo ajeitadinho, tudo de bom, nós tínhamos um quartinho para dormir um pouco. Mas a empresa responsável pelo terminal rodoviário mandou tirar tudo”. A representante da empresa que faz a gestão do Terminal Rodoviário, Cristine Santos, informou ao jornal O Combativo que a decisão foi tomada por exigência da Administração Pública Municipal. Cristiane considerou correta a decisão da Prefeitura: "No meu ponto de vista eles estão certos, porque eles estavam praticamente acampando na frente do terminal rodoviário. Eles estavam com microondas, com televisão, com geladeira. Imagine isto na frente do Terminal Rodoviário”. Segundo a administração do Terminal Rodoviário de Itapema tudo está sendo resolvido. Houve uma reunião com os proprietários do ponto de táxi para tratar da possibilidade de ser utilizada uma das salas do terminal para abrigar os taxistas, podendo ser oferecido um melhor ambiente para os trabalhadores aguardarem os passageiros.

Ato de Bravura Na noite desta terça feira (6), Cristiane Fontoura de Lima, 35 anos, sofreu um enfarte enquanto assistia uma aula. Cristiane é estudante do curso de Pedagogia da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), pelo Programa Universidade Aberta, que conta com um pólo na Escola Bento Elói Garcia, no Bairro Morretes. A estudante foi socorrida de imediato por um colega do curso de Pedagogia, Natalino de Jesus Falkievicz, que é cabo da Polícia Militar de Santa Catarina. Enquanto Natalino realizava as medidas de primeiros socorros à vítima, os(as) demais colegas chamaram a equipe de emergência do SAMU para conduzi-la até o Hospital Santo Antônio. Graças a ação rápida dos(as) colegas e, em especial, do cabo da Polícia Militar, Natalino

de Jesus Falkievicz, Cristiane Fontoura de Lima passa bem. Atos de bravura apurados por processo administrativo devem causar a promoção de policiais militares. O Estatuto dos Policiais Militares do Estado de Santa Catarina, em seu artigo 62, § 3º, dispõe que: “Promoção por bravura é aquela que resulta de ato ou atos não comuns de coragem audácia, que ultrapassando aos limites normais do cumprimento do dever, representam feitos indispensáveis ou úteis ao serviço operacional pelos resultados alcançados ou pelo exemplo positivo deles emanados[...]” O Combativo destaca os méritos do cabo Natalino de Jesus Falkievicz, parabenizando-o pela bravura e solidariedade humana.


O Combativo, 3 a 9 de maio de 2014 E-mail: ocombativo@gmail.com

WWW.OCOMBATIVO.COM.BR

MUNÍCIPE DENUNCIA SECRETARIA DE SAÚDE POR OMISSÃO N a terça-feira, dia 6 de maio, uma munícipe do Bairro Meia Praia, que se identificou como Maria, ligou para a rádio cidade e fez denúncia do descaso do atual Secretário de Saúde, Everton Ricardo da Silva, popular Evinho, com as pessoas que foram agendadas para fazer exames reprimidos há bastante tempo e esperam na fila da saúde em Itapema. Conforme denúncia da munícipe já há cinco anos faz endoscopia para que seu médico médico só faz endoscopia até possa avaliar uma hérnia e possa sessenta anos. Se é assim acho fazer o tratamento de controle. que ele deveria voltar para Dona Maria relatou ao completar o curso. Tinham apresentador Tanaka, do Jornal vários idosos no sol quente da Cidade Primeira Edição, que esperando e foram todos quando entrou na carreta para sedados para o exame e não fazer seu exame foi surpreendida puderam fazer”. por decisão da equipe médica de A munícipe questionou que não poderia ainda o fato realizar o exame do município em virtude de se vangloter 65 anos. De riar e dizer Estava na fila desde acordo com a que tem três as 6h da manhã, em idosa já haviam ambulâncias, aplicado sedainclusive jejum, era a número tivo nela e em emprestando sete e quando subi diversos outros para outros para fazer o exame idosos que municípios, a moça perguntou a esperavam no pois quando minha idade. Quando sol quente e sem precisa para estrutura alguos cidadãos disse que tinha 65 ma para fazer a de Itapema anos ela falou que endoscopia. não tem. De eu não podia fazer o Dona Maria acordo com exame...” se disse surDona Maria, presa, pois foi é uma vergosedada para o nha os idosos exame, porém na hora em que após serem sedados terem que iria realizar os procedimentos pegar ônibus para ir para casa, foi impedida. Além de não fazer quando foi o próprio poder o exame Dona Maria disse que público que encaminhou-os teve que pegar o ônibus para para fazer o exame e depois voltar a sua casa sedada e sem impedindo-os de fazer. condições de saúde. Como de costume, o apreAo se referir ao descaso do sentador do programa Tanaka, atual Secretário de Saúde com que já estava irritado com um os idosos, Dona Maria disparou: cidadão que ligou para recla“Estava na fila desde as 6h da mar da omissão da prefeitura manhã, em jejum, era a número para resolver um problema sete e quando subi para fazer com lixo depositado por uma o exame a moça perguntou a empresa que fabrica pranchas minha idade. Quando disse que na rua 120, procurou aliviar tinha 65 anos ela falou que eu dizendo que era necessário não podia fazer o exame, pois o ver porque o limite de idade.

Fazendo-se de “leitão para mamar deitado” e para garantir seu emprego Tanaka disse que a palavra estaria aberta para o Secretário de Saúde dar a sua versão. Na realidade, até o final do programa, Tanaka ficou a ver navios, pois Evinho, é óbvio, preferiu não explicar o inexplicável. Como funciona a Carreta da Saúde A Carreta da saúde tem como missão levar atendimento médico-preventivo especializado com alta tecnologia e qualidade à qualquer comunidade. Todas as unidades móveis da Carreta da Saúde são equipadas com aparelhos de diagnóstico de última geração e consultórios para o atendimento da população de alta vulnerabilidade social. Associado aos exames, a Carreta da Saúde trabalha na conscientização da população sobre a própria saúde principalmente no que diz respeito a cuidados básicos e prevenção de doenças, bem como utilizar de maneira consciente os serviços médicos públicos. No Governo anterior a Carreta esteve por diversas vezes em Itapema e nunca ouveram problemas desta natureza. Fica de fato caracterizada a incompetência e a omissão do atual Secretário para garantir que os exames sejam feitos com responsabilidade e compromisso com os mais necessitados.

?

GERAL 5

CADÊ O PREFEITO BOLINHA

Onde está Bolinha? Qualquer semelhança com aquela brincadeira que virou jogo no facebook: “Onde está Wally?”, é mera coincidência. Será? O jornal O Combativo, Edição 24ª, no espaço denominado “Sacadas Combativas”, ventilou o que está circulando na cidade, ou seja, que Bolinha teria sumido para adiar notificações e intimações oriundas do judiciário. A verdade é que Bolinha de fato desapareceu, pelo menos da mídia e dos eventos da prefeitura, desde o aniversário da cidade. Não foi no Encontro dos Amigos, onde rolou um tremendo “bafão” com seu Secretário de Obras, Preto Vieira. Não compareceu à Audiência Pública referente a preservação da Praia Grossa e a Ponta do Cabeço, sendo inclusive alvo de críticas do procurador, Estevan Gavioli da Silva, do Ministério Público Federal de Itajaí e deixou os servidores públicos e os trabalhadores de uma forma geral sem qualquer opção de laser no dia 1º de maio, sumindo literalmente do município. Pasmem os leitores na última sessão ordinária da Câmara de Vereadores apareceram projetos com a assinatura desconhecida por parte dos edis. A situação foi constrangedora e os vereadores Fabrício Lazzari (PP), Mouzatt Barreto (DEM) e Zulma Souza (DEM) questionaram o fato dos projetos, além de não estarem na pauta do dia, apresentavam rabiscos que de longe se assemelhavam a assinatura de Bolinha. A presidente Nilza Simas, que pelo jeito sabe onde o Bolinha está escondido, não quis se pronunciar quanto a assinatura do prefeito fantasma que constavam no campo reservado ao Executivo Municipal. Segundo ela a ordem era para ler e votar o regime de urgência. Diante desta celeuma quatro vereadores votaram contra, porém foram vencidos pela maioria que acabou aprovando a leitura urgente dos projetos. Contrariando a Lei Orgânica do Município A assinatura de Bolinha é exigência e requisito formal para que um projeto possa ser protocolado ou mesmo votado. Desta forma, os rabiscos desconhecidos ferem a Lei Orgânica Municipal (Lei 517/90) e, portanto, não deveriam ter sido votados. Surpreende ainda a razão dos mencionados projetos não estarem na pauta da 14ª Sessão Ordinária na Câmara, que previa apenas requerimentos e indicações. Ao verificar as matérias talvez possam ser compreendidas as razões para outra pessoa assinar no lugar de Bolinha. Os projetos alteram a organização administrativa muncipal criando a Secretaria de Agricultura e Pesca e a Secretaria de Segurança Pública e Defesa do Cidadão. Outra alteração ainda proposta é a volta da Fundação Municipal de Cultura. Está claro que as referidas Secretarias e a mencionada Fundação são para empregar mais correligionários e apadrinhados de campanha. Vai ver que a manobra é para que, caso a criação dos cargos sejam questionados pela população, Bolinha possa dizer, a la Maluf: “A assinatura nesse projeto não é minha, portanto, esse projeto não é meu!”.


6 GERAL

WWW.OCOMBATIVO.COM.BR

Morastoni vai a Brasília em busca de melhorias para a pesca e saúde O deputado estadual Volnei Morastoni (PT), esteve em Brasília na última semana, em busca de melhorias para o setor pesqueiro e a saúde de Itajaí e região. Os pleitos foram tratados com os ministros das áreas afins, representantes dos setores, senadores e deputados federais catarinenses. Em audiência com o Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Neri Geller, Volnei acompanhou os representantes do setor pesqueiro de Itajaí e região, para tratarem sobre a delicada situação da fiscalização em regime especial, que as empresas desse setor estão passando e que pelo modelo de aplicação está afetando o seu funcionamento. “A medida está acarretando grandes prejuízos financeiros e sociais para mais de 60 mil empregos diretos e indiretos que compõem o setor pesqueiro de Itajaí e região”, destacou o deputado. Em uma reunião técnica em busca de uma solução imediata para o setor pesqueiro, ficou definido que o regime especial permanece nas espécies alvos, porém, com uma flexibilidade na fiscalização, em razão de as indústrias e armadores estarem com a produção parada e todo o prejuízo gerado em consequência da nova medida, que chega a R$ 5 milhões por dia. De acordo com o diretor do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Dipoa), Leandro Diamantino Feijó, o MAPA não possui fiscais suficientes em Santa Catarina para atender a demanda. “Vamos enviar fiscais de outros estados para conseguirmos finalizar a fiscalização do regime especial no estado catarinense, que ainda possui cinco lotes

para serem analisados”. Também ficou definido que todo mês haverá uma mesa de trabalho com o setor pesqueiro, técnicos da Câmara das Indústrias da Pesca de Santa Catarina, das Universidades e do MAPA, para formularem uma Política Nacional que normatize o sistema de identificação das espécies em todo território brasileiro. “Avalio como positivo o resultado da reunião, o ministro Geller teve bom senso e com diálogo esperamos resolver efetivamente o problema do setor pesqueiro de Itajaí e região”, completou Morastoni. Já sobre a área da saúde, Morastoni e o deputado federal, Décio Lima (PT), acompanharam a diretora geral do Hospital Marieta Konder Bornhausen, Irmã Sandra Pedrinha Zanotto, e a sra. Zilda Bueno da S. Brugago, em audiência com o Ministro da Saúde, Arthur Chioro. Em pauta, estava a apresentação de projetos para aquisição de equipamentos para o Com-

plexo Madre Tereza, anexo ao hospital e que está em construção. Todas as ações de cadastro dos projetos iniciadas em 2013, foram mencionadas pela diretora do hospital. “O ministro entendeu a necessidade da liberação em tempo hábil dos recursos para equipar as áreas essenciais do novo complexo, e em breve, irá agendar nova audiência para viabilizar a liberação desses projetos, seguindo o cronograma das obras”, disse Volnei. O pleito já havia sido encaminhado pelo ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha, sendo mantido pelo ministro Chioro. Depois que o Complexo Madre Tereza estiver pronto, o atendimento do hospital será ampliado. O novo prédio terá 15 andares e 201 leitos, distribuídos em mais de 21 mil metros quadrados. O espaço vai abrigar, entre outros setores, um pronto socorro, um novo centro cirúrgico e uma unidade de alta complexidade em oncologia.

O Combativo, 3 a 9 de maio de 2014 E-mail: ocombativo@gmail.com

VANDERLEI DE OLIVEIRA PRESIDENTE DA CÂMARA DE VEREADORES DE BLUMENAU

IMPUNIDADE JUDICIAL ALIMENTA A BARBÁRIE NO BRASIL Em média acontecem quatro linchamentos por semana no Brasil. Alimentado pelo medo, insegurança e impunidade as periferias das cidades são os principais palcos desses eventos medievais. Aproximadamente 50% dos brasileiros são favoráveis a esta prática, especialmente quando a pessoa acusada está envolvida em estupro e assassinato de crianças. No entanto, cerca de 3% das pessoas agredidas em linchamentos são inocentes. Estes são dados de pesquisa do sociólogo José de Souza Martins, da Universidade de São Paulo, que pesquisou cerca de 20 mil casos no País. Em fevereiro deste ano aconteceu um caso de um adolescente que foi espancado e preso a um poste por uma trava de bicicleta, na cidade do Rio de Janeiro. Desde então casos similares multiplicaram-se em vídeos divulgados na internet e nos principais veículos da imprensa nacional. Recentemente uma dona de casa foi linchada no Guarujá (SP), após ser confundida com uma sequestradora de crianças. Um boato espalhado pela internet fez com que a mulher fosse espancada, até a chegada da polícia para resgatá-la. Ela acabou falecendo no hospital, e além de ser inocente, não havia nenhum caso de sequestro na cidade. Atribui-se esse tipo de reação popular ao estresse da sociedade causado pela ineficácia da política de gestão do Estado. No entanto, o Brasil é um dos países com a legislação mais completa e abrangente do mundo. De fato a segurança pública em muitos lugares não está nem próxima do que deveria ser. Mas é importante refletir que a causa disso não é tão simples quando se supõe. A morosidade da justiça é um dos principais fatores que colaboram para que os crimes fiquem impunes, a corrupção na política e na iniciativa privada se prolifere. Enquanto entre outras reformas necessárias, não houver uma reforma no Poder Judiciário, que garanta agilidade no julgamento das ações, que faça com que os assaltantes, assassinos, estupradores, corruptos, corruptores, sonegadores e fraudadores sejam efetivamente punidos, possivelmente estaremos longe do país que queremos em termos de segurança.

Campanha de Vacinação contra a Gripe foi prorrogada A Prefeitura de Itapema, por meio da Secretaria de Saúde, informa que a Campanha de Vacinação contra Gripe foi prorrogada. Com o novo prazo, pacientes tem até o dia 30 de Maio para se imunizar nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). Dentre os grupos prioritários da campanha estão crianças de seis meses até menores de cinco anos, gestantes, mulheres em pós-parto até 45 dias (puérperas), trabalhadores da saúde, indígenas, idosos de 60 anos ou mais, população carcerária e pacientes portadores de doenças crônicas de 5 a 59 anos, que devem ter uma declaração médica para receber a vacina.


GERAL 7

WWW.OCOMBATIVO.COM.BR

O Combativo, 3 a 9 de maio de 2014 E-mail: ocombativo@gmail.com

Itapemenses participam da comemoração do aniversário de Luci

Na noite de sábado, dia 03 de maio, a deputada federal, Luci Choinacki (PT/SC), recebeu os amigos, em Florianópolis, para comemorar seus 60 anos de idade. A confraternização reuniu pessoas de toda Santa Catarina. Os amigos de Itapema também marcaram presença. O ex-prefeito de Itapema, Sabino Brussanelo parabenizou a deputada. “Nós de Itapema parabenizamos a deputada, esta mulher guerreira que não mede esforços para defender os direitos do povo.

Agradecemos a parceira e a grande amizade que temos. Muita saúde e parabéns por sua história de lutas”, diz Brussanelo. A deputada, Luci, agradeceu a presença de todos. “Quero agradecer a todos que participaram da comemoração do meu aniversário. Vocês são muito especiais e fazem parte da minha história. Uma noite de boas energias e muita diversão. Com vocês a festa estava completa", agradeceu Luci.

ALTEMIR GREGOLIN

EX MINISTRO DA PESCA E AQUICULTURA OSTRAS: SINÔNIMO DE SANTA CATARINA Além de responder pela maior parte do pescado marinho do Brasil, quase 130 mil toneladas, Santa Catarina já conquistou mais um importante espaço na área da aquicultura, que é o cultivo de pescados. Nos últimos anos, se firmou como o principal produtor brasileiro de ostras cultivadas. Pelo menos 90% das mais de mil dúzias de ostras consumidas todos os dias nos restaurantes da Grande São Paulo já é proveniente do nosso Estado. Isso se deve à regularização de boa parte das áreas de cultivo, que já vem sendo realizada, à melhor oferta de crédito para o custeio da produção e da comercialização e à utilização das mais modernas técnicas de manejo, que colocam o Estado na vanguarda produtiva nacional. Para completar, Santa Catarina é a pioneira do Renaqua – Rede Nacional de Laboratórios do Ministério da Pesca e Aquicultura, que avalia a sanidade dos cultivos e monitora a qualidade da água onde as ostras são cultivadas. É a partir dessa estrutura que são emitidos os alertas para a suspensão das vendas quando ocorrem fenômenos como a Maré Vermelha – uma aglomeração de algas tóxicas que deixa os cultivos impróprios para consumo temporariamente. As análises, em parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina, também avaliam a contaminação das águas com coliformes fecais, normalmente proporcionados pelos esgotos que desembocam no mar. E como

o pescado precisa de água boa para ter qualidade, a ostra catarinense também se destaca pela água onde ela é cultivada. Atualmente, há quase 900 fazendas produzindo, desde a região de São Francisco do Sul até Palhoça. São mais de 20 mil toneladas de ostras e mexilhões por ano. Outra característica importante do setor é a organização dos produtores. Seguindo a tradição associativista de Santa Catarina, iniciada por meio das cooperativas, o setor já dispõe de 28 entidades municipais e uma estadual de defesa dos produtores. Essa estrutura, por si, já garante ao Estado a vanguarda da produção por muitos e muitos anos. O setor, de outro lado, não pode deixar de contar, um único momento, com o apoio governamental para se consolidar e manter seu crescimento. Ainda há muitas famílias dependendo do processo de cessão de uso das águas, do Ministério da Pesca e Aquicultura, para legalizar a produção, conquistar o crédito e a independência. Outras, ainda precisam garantir o licenciamento ambiental, que está um pouco mais fácil, mas ainda precisa avançar muito. Há famílias que também sonham com o Serviços de Inspeção Federal (SIF) para podem mandar seus produtos para outros Estados. Apesar disso, aos poucos, uma realidade se firma em todo o País. Onde quer que se ande, a ostra já virou sinônimo, quase um símbolo oficial de Santa Catarina. Parabéns aos nossos produtores!

MAGNUS GUIMARÃES ADVOGADO E VEREADOR

COISAS PRÁTICA DA VIDA V

Seminário de Azambuja - 1941

Estava eu com um amigo meu (comecei com rima), para comprar grama em Santa Luzia, localidade de indescritível beleza, no município de Porto Belo. Então, dizia ao Chico que à esquerda da avenida, sentido Porto Belo – Tijucas, um daqueles sítios pertencia a um Professor que lecionou no Ginásio Pio XII, em Três de Maio/RS, onde estudei, nos anos 50. O Professor Arduino Dalcenter, de família catarinense, era seminarista em Brusque, no Bairro Azambuja. E como o Seminário havia encerrado suas atividades, Arduino e vários outros seminaristas tomaram rumo de Três de Maio onde havia um Seminário. E lá, em Três de Maio, foram os meus professores durante os quatro anos de Ginásio. Assim que, além do Prof. Arduino, de Nova Trento; Valdir Darós, de Nova Trento; Arnoldo Bogo, de Rio do Oeste; Mário Gubert, de Taió; Vitório Ledra, de Rio do Sul, todos destas bandas . Foram estes seminaristas os mestres que nos educaram nas ciências e nas artes, nas boas maneiras, no civismo, no respeito ao próximo e na hierarquia. Desistiram do Seminário e casaram com as nossas gurias, e vivem belos e formosos até hoje. Mas eu falava sobre o Sítio do Professor Arduino, quando avistamos a entrada da sua propriedade e as casas que ele e seus filhos construíram, e, de repente não é que avisto o Professor Arduino e sua esposa D. Sueli, da família , de Ijuí? Pedi para o Chico parar o veículo no acostamento para poder cumprimentar o casal de amigos. O Chico meio desconfiado da conversa, pois era quase impossível tamanha coincidência – falar na pessoa e ela aparecer no portão de sua propriedade. Desci do veículo e fui ao encontro dos meus amigos e os abracei efusivamente. Contei da minha conversa segundos antes e nos abraçamos novamente. São fatos como esse que nos tornam mais próximos, mais amigos, mais humanos. Por fim, destaco que o Professor Arduino tem me fornecido mudas de plantas medicinais. Ah, antes que esqueça, o Prof. tem 84 anos de idade e naquele momento ia visitar amigos e jogar dominó. Arduino, um grande abraço. E o Chico acabou acreditando em coincidências. E que realmente eu fui escolado, e muito bem escolado, por professores catarinenses, pelo que tenho muito orgulho e honra.


8 GERAL

WWW.OCOMBATIVO.COM.BR

Atleta de Itapema vence Fase Microrregional do JESC Enxadrista Emille Staloch conquistou vaga para a Etapa Regional

Q

uatro atletas da equipe de Xadrez de Itapema participaram da Fase Microrregional dos Jogos Escolares de Santa Catarina (JESC). Destaque para a atleta Emille Staloch que foi campeã e conquistou vaga para a Etapa Regional. A enxadrista, que faz parte da equipe há dois anos, saiu invicta da competição com 4,5 pontos em 05 disputados. A conquista da vaga para a Etapa Regional do JESC 12 a 14 é inédita para Itapema. “Agora Emille se juntará a outra enxadrista de Piçarras, para entre 13 a 17 de Junho representarem o Sul do Estado na Etapa Regional, que acontece em Braço do Norte. Emille também faz parte do projeto de xadrez nas escolas”, explicou o professor da Equipe de Xadrez de Itapema, Roger Rodrigues Urrita. A cidade também foi representada pelos enxadristas Gus-

O Combativo, 3 a 9 de maio de 2014 E-mail: ocombativo@gmail.com

Equipe de ciclismo de Itapema é destaque em Ituporanga

Na sexta Etapa do Catarinense MTB de Ciclismo, que aconteceu na cidade de Ituporanga, no domingo (27/04), quem se destacou foram os atletas de Itapema. Com 60 km de percurso que envolve velocidade, agilidade, força e profissionalismo, a competição estadual exigiu gradativamente dos competidores, que também contaram com 1000 metros de altimetria. CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO Geral 2º colocado - Frank Sinatra Delunino Categoria Elite 1º colocado - Frank Sinatra Delunino Categoria Sub 30 3º colocado - Bruno Rebelo Categoria Master A1 2º colocado - Leomar da silva

tavo Henrique Buchweitz, Igor Rhian e Maelli Furtado que conquistaram bons resultados nas disputas de 12 a 14 anos. Gustavo Henrique ficou em terceiro lugar com 3,5 pontos em 05 disputados, Igor Rhian conquistou o quarto lugar, mesma colocação de Maelli Furtado no

BRASILEIRÃO SÉRIE A

feminino. O Secretário de Esportes e Lazer, Paulo Roberto Camargo, destacou que a boa colocação é resultado do empenho de toda a equipe. “Quero parabenizar o Professor Roger pelo excelente

Categoria Master A2 4º colocado - Claudomir dias Categoria Master B1 1º colocado - Jose Augusto Almeida trabalho desenvolvido nas escolinhas de xadrez e também aos enxadristas que tão bem representaram nosso município”, afirmou Paulo Roberto Camargo.

Fagundes 3º colocado - Luiz Augusto de Moraes 5º colocado - Ivan Donato Pereira Categoria Master B2 1º colocado - Adilson da Silva

Grupo Folclórico Tropeiros do Litoral comemora dez anos com show especial

“Um sonho que se tornou realidade”, este é o tema do show comemorativo aos dez anos do Grupo Folclórico Tropeiros do Litoral, que acontece no próximo sábado (10/05), na Praça da Paz, a partir das 19h30. Os dançarinos prometem emocionar o público com danças que valorizam a cultura e a tradição da nossa terra. O Grupo Folclórico Tropeiros do Litoral é formado por 130 alunos entre crianças, jovens e adultos, que representam Itapema em apresentações musicais pelo país e eventos internacionais. Dentre as apresentações especiais que fazem parte do currículo do Grupo está Árvore de Natal, Quebra Nozes, Alice no País das Maravilhas e As Princesas e o Livro Mágico.


O Combativo. Ed 25  
Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you