Issuu on Google+

Fundado em 05/03/1970 ANO 44 - SANTO AUGUSTO, SEXTA-FEIRA 07 DE MARÇO DE 2014 Nº 2305

Ernani Polo homenageia jornal O Celeiro e critica descaso com a ERS-155 O deputado Ernani Polo (PP) homenageou na tribuna, durante a sessão plenária da quarta-feira (05), os 44 anos do jornal O Celeiro, completados hoje, destacando a relevância da publicação para o desenvolvimento da região: “O jornal O Celeiro é um veículo de referência, pois atinge onze municípios, já acumula mais de 4 mil assinaturas e é lido por milhares de pessoas semanalmente, tornando-se um propagador das principais notícias regionais, já que é um expressivo formador de opinião”, avalia Ernani Polo. Para o parlamentar, “O Celeiro é importantíssimo, pois difunde as informações de forma limpa e transparente, desenvolvendo sempre a educação, a política e o conhecimento histórico da população. Esta atitude séria e comprometida com a Região Celeiro faz do jornal um meio fundamental de nosso cotidiano. Estendo meus parabéns ao Pedro Marodin, ao Renato Marodin e a todos os colaboradores do jornal”, completa o deputado. Ainda da tribuna, o deputado fez duras críticas ao Governo do Estado sobre o descaso com a ERS155. Leia na página 3.

Presidente do TCU convidado para palestrar na AMUCELEIRO

Valtair de Paula Alves, ministro Nardes e prefeito Osmar Kuhn

Na semana que passou, o prefeito de Chiapetta e presidente da AMUCELEIRO, Osmar Kuhn, acompanhado do presidente da Câmara de Vereadores, Valtair de Paula Alves, esteve em Brasília percorrendo repartições da estrutura administrativa federal. Entre as audiências, os chiapettenses foram

SMEC implantará sistema de ensino Página 6

Gestão rural e a Biofach Página 7

recebidos pelo ministro João Augusto Ribeiro Nardes, presidente do Tribunal de Contas da União (TCU). Na oportunidade, o prefeito convidou o ministro para participar como palestrante de uma reunião da Associação dos Municípios da Região Celeiro. Data depende da agenda do convidado.


2 Editorial

GERAL

Sexta-feira, 07 de março de 2014

Sob a ingerência da Fifa Para poder receber a Copa do Mundo, o governo brasileiro resolveu abrir mão da soberania do país que, em tese, estaria garantida no artigo 1º da Constituição Federal. Fez isso ao oferecer, ao longo do tempo, uma série de garantias à Fifa nas quais se compromete em acatar todas as demandas impostas pela entidade. Dessa forma, em 2012, foi sancionada a Lei Geral da Copa, que flexibiliza a legislação nacional e cria zonas de exceção nas cidadessede. A lei dá à Fifa a prerrogativa de estabelecer em torno dos eventos esportivos e da Fan Fest uma área com um raio de até 2 quilômetros onde somente patrocinadores oficiais poderão comercializar produtos. Estabelecimentos comerciais regulares não seriam impedidos de abrir as portas, mas trabalhadores ambulantes fatalmente serão reprimidos e impedidos de trabalhar. Para ter uma ideia do tamanho do absurdo, em meio à polêmica das tais estruturas temporárias no entorno do Beira Rio, indagado pela imprensa, o governo gaúcho se disse “desautorizado pela Fifa” a falar sobre o assunto. A Fifa conseguiu ainda fazer com que o Estado brasileiro criasse novas tipificações penais. A Lei Geral da Copa prevê pena de

Nas Pegadas de Jesus Enio Felipin e-mail:enio@meac.com.br

SACRAMENTADO Há um brocardo latino chamado “pacta sunt servanda”, que significa “os pactos devem ser respeitados”, ou em outras palavras, os acordos devem ser cumpridos. Esse é um principio basilar do Direito Civil ou do Direito Internacional. Cresci vendo meu pai fazer negócios sem contrato escrito. Tudo na “palavra”, tendo com grande testemunha o “fio do bigode”. Ele me ensinou que em “palavra” dada, negócio “sacramentado”, um homem nunca deve voltar atrás, por nada. Esse é principio basilar da honra de um homem. Depois que o negócio havia sido “sacramentado”, não se poderia voltar atrás. Era mesmo um sacramento, algo sagrado, marcado para sempre. A idéia de “sacramentar”

EXPEDIENTE JORNAL O CELEIRO LTDA Fundado em 05/03/1970 CNPJ 10480535/0001-60 Registro no Cartório de Ofícios dos Registros Públicos de Santo Augusto - Livro A-03, FL Nº 193, Averbação nº 608, Registro 02/B-1, FL 02 Santo Augusto, Chiapetta, São Valério do Sul, Sede Nova, São Martinho, Coronel Bicaco, Campo Novo, Braga, Inhacorá, Nova Ramada e Redentora.

três meses a um ano para os que usarem de forma indevida (isto é, com fins comerciais) símbolos relacionados ao evento, nacionais e culturais. Isto significa que palavras como “Mundial”, “Copa”, “Brasil”, “Canarinho”, entre tantos outros, ficam nas mãos da Fifa e de suas empresas parceiras para exploração comercial exclusiva. Esses novos crimes ainda serão julgados por tribunais de exceção a serem instalados no entorno dos estádios. Nestes locais, o julgamento será conduzido de forma rápida e com penas mais duras, prejudicando o direito à ampla defesa – um dos direitos penais mais básicos de qualquer democracia. Não é de acreditar. Por fim, é preciso ainda lembrar que a Lei Geral da Copa concede à Fifa e a suas empresas parceiras isenção total de todos os impostos brasileiros, seja na esfera municipal, estadual ou federal. Estimativas do próprio governo brasileiro apontam uma economia à entidade de 1 bilhão de reais em razão da desoneração fiscal. Não à toa, a Copa do Mundo no Brasil deve ser a mais lucrativa da história da Fifa. Segundo a própria entidade, que em tese não tem fins lucrativos, o megaevento deve render 10 bilhões de reais aos seus cofres.

um negócio era mesmo inspirado na seriedade dos Sacramentos. Para os católicos que ainda lembram e vivem são sete: Batismo, Eucaristia, Crisma, Confissão, Matrimônio (Ordem para os sacerdotes), e Unção dos Enfermos. O tempo é o mesmo, mas as atitudes do povo são outras. Já não importa mais a questão do “fio do bigode”. Os negócios devem ser feitos escritos e muito bem escritos, com clausulas bem definidas, com o máximo de clareza, redigidas pessoas conhecedoras do “Direito”, tendo no mínimo duas testemunhas, com assinatura reconhecida por órgão competente, registrado em Cartório e ainda assim o “pacta sunt servanda” é questionado. Não é mais o “fio de bigode” que define, mas sim um tal Direito Processual que vai ditar as regras. Muitos católicos também nem se importam mais com os Sacramentos. O Batismo virou evento social para muitos pais. Batiza-se o filho para obter a foto e os padrinhos ao redor. Eucaristia pouco se sabe. Crisma muito menos. Confissão caiu ao ridículo. Matrimônio fora de moda, o que importa é o amor e sexo. Ordem, cada vez mais raro. Unção dos Enfermos virou busca pelo milagre da cura. Meu pai não existe mais, mas cada mais vejo que ele não teria mais nada a sacramentar, nem os negócios, nem os sacramentos. Circula às sextas-feiras REDAÇÃO: Rua independência, 387 Fone/Fax (0xx)55 3781-4000 98590.000-SANTO AUGUSTO E-mail: redacao@jornaloceleiro.com.br DIRETOR/EDITOR: Pedro Valmor Marodin EDITOR: Renato Marodin - Jornalista - MTB-RS 16866 DIAGRAMAÇÃO: Fábio Diettrich - Jornalista - MTB-RS 17281 Guilherme Bonnes - Rodrigo Reisner REDAÇÃO: Lúcio Steiner

ASSINATURAS: Fabio André Scheibler REPRESENT. COMERCIAL:EXECUTIVA COMUNICAÇÕES/POA Impressão: Cia da Arte CNPJ: 92.107.978/0001-75 Rua Albino Brendler, 146 - IJUÍ-RS Fone: 55 3331-0318/3331-0320 ASSOCIADO à ADJORI-RS e UNIJORN

*Os artigos assinados não traduzem necessariamente a opinião do jornal, são de inteira responsabilidade do autor.

www.blogdoalaides.com.br

Manobras eleitoreiras

A recuperação da ERS-155, incluída no cronograma de atividades do Daer para este ano, só deverá ocorrer no segundo semestre. A informação vem do superintendente da unidade em Cruz Alta, engenheiro Fabiano Secchi, segundo o qual, as duas empresas que venceram licitação para realizar obras nas estradas ERS-155, entre Ijuí e Santo Augusto, e a ERS 342, de Ijuí/Cruz Alta e Ijuí/Catuípe estão realizando levantamento das necessidades, resultando no atraso para o início das obras. É curioso que em 17 de outubro do ano passado o governador assinou “decreto de emergência” prevendo a dispensa de licitação para realização dos reparos na ERS-155 e outras, objetivando agilizar o início das obras em face da “situação crítica” dessas rodovias, cujo início era previsto para no máximo três meses. Mas, astuciosamente, o peremptório Tarso Genro já empurrou para o segundo semestre. Por quê? Ah, mesmo que ele subestime a inteligência alheia, não tem como não sabermos que em outubro tem eleições, o que evidencia, também, o interesse escuso da dispensa de licitação. Engana que eu gosto. (?)

Programa de governo

A atual administração municipal de Santo Augusto, em seu programa oficial de governo registrado na Justiça Eleitoral elenca uma infinidade de promessas envolvendo os mais diversos setores como: mais saúde, menos doença, mais felicidade; política de humanização, acolhimento com classificação de risco, gestão participativa e ambiente adequado e humanizado aos trabalhadores; criar centro de acolhimento a mulheres vítimas de violência; transporte gratuito para creches; criar departamento da juventude, cursos que atendam as reais necessidades dos jovens; implantar o projeto Primeiro Emprego, enfim; valorização do funcionalismo, melhoria na cesta básica; nova imagem para Santo Augusto a partir da educação; lutar por um Centro Municipal de Eventos; implantar o Programa Sentinela para atender as vítimas de violência doméstica e sexual; moradia digna para todas as famílias; realizar campanhas educativas e de sensibilização para a prevenção e combate a drogadição; estimular as atividades das Universidades Abertas da Terceira Idade; criar um centro de formação de atletas nas diversas modalidades de esportes; combater a pobreza e criar programa de habitação rural; adequar e melhorar as estradas do interior. É apenas uma síntese. Para quem quiser acompanhar, postei no blogdoalaides a íntegra do Programa de Governo.

Deslizes

Há certa inquietação em meio ao funcionalismo municipal de Santo Augusto, motivados por diversos fatores, entre eles, a elevação “escandalosa” de CCs de R$ 700,00, para mais de R$ 3 mil, em detrimento de outros servidores; medida parcial e discriminatória entre servidores da saúde e médicos no tocante ao cumprimento da carga/horária; inchaço no quadro de servidores com o festival de nomeações de servidores aprovados em concurso público no governo passado, já chegando a mais de 70 contratações no atual governo, isso sem contar os CCs, evidenciando critério dúbio, com risco de dificultar futuros reajustes de salário para o todo; o gerenciamento na área da saúde deixa a desejar; quanto às estradas do interior há muita reclamação; o ajardinamento nos canteiros centrais ao longo da Avenida do Comércio desapareceu; os sindicatos Rural e dos Trabalhadores Rurais foram ignorados nas placas indicativas apostas na avenida.

Dia Internacional da Mulher

É amanhã, 8 de março, “Dia Internacional da Mulher”. Mulher, símbolo da humanidade, coautora de tudo. Coparticipante de tudo. A mulher não é um ser inferior, nem de segunda classe. A mulher, por sua natureza, matriz geradora da vida humana, tem o direito de ser protegida pelo pai na infância, pelo esposo na juventude e pelos filhos na velhice, ou seja, deve ser protegida sempre pelo homem, sem que seja, necessariamente, dependente dele. Externo meus parabéns a todas as mulheres leitoras desta coluna.

GESA 54 anos

O Grêmio Esportivo Santoaugustense estará completando amanhã, 08 de março, 54 anos de sua fundação. Teve como primeiro presidente o saudoso Arnaldo Macagnan. Meus cumprimentos à atual diretoria e a toda família gremista santoaugustense.


GERAL

Sexta-feira, 07 de março de 2014

03

Amuceleiro fez diagnóstico das rodovias estaduais da Região Celeiro A Associação dos Municípios da Região Celeiro (Amuceleiro) realizou um levantamento sobre o estado das rodovias estaduais da região. Na segunda quinzena de outubro de 2013, todas as rodovias foram visitadas e fotografadas para diagnosticar a real situação das mesmas. A conclusão foi de que a maioria das estradas precisaria de reparos, outras precisariam ser concluídas, outras iniciadas e poucas estavam em boas condições. A sinalização, de modo geral, encontrava-se em péssimo estado de conservação, dificultando o tráfego principalmente noturno, em dias chuvosos e com nevoeiro. O objetivo principal do levantamento, segundo a direção da entidade, foi apresentar ao Governo Estadual a real situação das rodovias que cortam a região, para que providências fossem tomadas, cujo levantamento, a Amuceleiro estaria encaminhando ao Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (DAER), à Secretaria de Infraestrutura e Logística do Estado do Rio Grande do Sul (Seinfra) e ao Governador Senhor Tarso Genro. Em situação crítica, com o asfalto se deteriorando, foi citada a ERS-155, do trevo de acesso à Palmeira das Missões até Santo Augusto, porém, este estado crítico da ERS 155 – Do trevo de acesso a Palmeira das Missões a Santo Augusto/Ijuí. rodovia se estende além da Região Celeiro ao longo de sua extensão de mais Ainda de acordo com Ernani, acumulam-se na estrada buracos, de 80km; outros trechos, como as rodovias VRS-822 (Esperança do Sul a crateras, fendas e falta sinalização. A rodovia está totalmente deteriorada RSC 472) e a ERS-207 (da BR-468 a Humaitá/Crissiumal), precisariam de com pedras que se espalham e causam danos severos aos veículos que reparos urgentes. Para São Valério do Sul o acesso “ainda” é só por estrada têm pneus cortados, para-brisas e faróis quebrados, pinturas danificadas e de chão batido. acidentes acontecendo cada vez em maio número. “Conversei com proprietários de caminhões, carros e ônibus, que transitam diariamente na RS-155 e que nos relataram os danos em seus veículos. Quem paga esta conta? Até quando irá durar esta situação, com um flagrante risco a inúmeras vidas? Por outro lado, a indústria da multa continua a todo vapor, sendo que muitas vezes motoristas são multados por danos em seus veículos provocados pelas precárias condições da rodovia”, reivindicou Ernani Polo. Segundo informações, o decreto de emergência das estradas gaúchas, feito há cinco meses pelo governo, contempla apenas o projeto da RS-155 e não a execução da obra e isto retardará ainda mais a sua restauração, pois uma nova safra se aproxima: “como fica o transporte do milho e da soja em uma rodovia estratégica, que liga duas regiões e é corredor até Santa Catarina? Talvez por estarmos nos aproximando das eleições, é possível que se faça alguma coisa, o que é lamentável e oportunista, pois passamos quatro anos com ela totalmente abandonada. O governador deveria andar menos de helicóptero e avião e mais de carro nas rodovias do Estado, para verificar as péssimas condições que elas se encontram”, criticou o deputado Ernani Polo. ERS 207 – Da BR 468 a Humaitá

Lamentavelmente, apesar de toda essa manifestação e pedido de providências da Amuceleiro, além de outros vários pedidos isolados feitos por prefeitos, vereadores, deputados e entidades da região, o governo se mantém inerte. Isso que em outubro, ou seja, há cinco meses, Tarso Genro decretou emergência, com dispensa de licitação para reparos das rodovias, dado ao estado crítico que se encontravam. O descaso do governo é tamanho que, para viabilizar minimamente a trafegabilidade, pessoas físicas e empresariais das comunidades de Crissiumal e Humaitá decidiram e fizeram reparos da rodovia entre os dois municípios, com dinheiro do próprio bolso. Na última quarta-feira, 5 de março, na tribuna da Assembleia Legislativa, o deputado Ernani Polo fez duras cobranças ao governo do Estado sobre o descaso com a RS-155. Em seu pronunciamento o parlamentar refere que “o governo fiscaliza quem transita, mas não age da mesma forma quanto ao estado das rodovias. Há mais de 3 anos solicitamos ao governo providências para a ERS-155 e até agora nada, só promessas. Estivemos várias vezes reunidos na Secretaria de Infraestrutura e no DAER, com prefeitos, vereadores e lideranças da região, quando relatamos os problemas crônicos da rodovia. O descaso é impressionante”, desabafa o parlamentar.

ERS 573 – Da ERS 155 a São Valério do Sul – Chão batido

Por Alaides Garcia dos Santos


GERAL

Sexta-feira, 07 de marรงo de 2014

04


Por: Fábio Diettrich - Sec. Imprensa

INFORMATIVO DE CHIAPETTA

Sexta-feira, 07 de março de 2014

5

Prefeito e presidente do Legislativo empreenderam viagem à Capital Federal Esteve na Capital Federal na última semana o Prefeito de Chiapetta, Bel. Osmar Kuhn juntamente com o Presidente do Legislativo o Vereador Valtair de Paula Alves, onde mantiveram diversas audiências nos Ministérios, Gabinetes e Secretarias, no Ministério da Agricultura o prefeito esteve acompanhado pelo Deputado Federal Ronaldo Nogueira e confirmou uma emenda de R$ 100 mil para recuperação de solo, também acompanhou o andamento dos projetos habitacionais que foram encaminhados, no FNDE o prefeito acompanhou o andamento dos pleitos municipais já encaminhados. No Ministério da Saúde o prefeito Osmar esteve acompanhando a liberação dos recursos para o projeto da nova Unidade Básica de Saúde que esta em fase adiantada, também foi recebido pelo Deputado Federal Agnaldo Buzato que garantiu mais R$ 100 mil para investimento na área da saúde. Também o Prefeito Osmar Kuhn, além de protocolar projetos, buscar emendas Parla-

mentares, realizou diversas reuniões de trabalho em diversos Gabinetes, manteve contatos com os Senadores Ana Amélia Lemos para agradecer os pleitos recebidos para Chiapetta, também com os Deputados Federais Jerônimo Goergen, que garantiu a emenda de R$ 250 mil para quadra coberta da Associação dos funcionários públicos municipais, Vilson Covati, que garantiu R$ 250 mil para quadra coberta na Praça do bairro Vila Nova Esperança Cohab. “Quanto a viagem a Capital Federal, obtivemos inúmeros resultados positivos, enfatizou o prefeito Osmar, estaremos sempre buscando captar o maior número de recursos para que nosso mu-

nicípio alcance lugar de destaque no cenário Estadual e fruto disso vem sendo o Desenvolvimento e o Progresso de nossa querida Terra da Produtividade, sempre estaremos trabalhando juntos para o nosso Progresso, ressaltou Osmar”.

Deputado Jeronimo e a comitiva de Chiapetta

Deputado Covati e a comitiva de Chiapetta

Ministro Caio Rocha

6ª Semana da Mulher Chiapetense de 08 a 14 de março parabéns a voces nulheres que sempre estão presentes nos eventos e nas atividades que o município organiza

Deputado Buzato e a comitiva de Chiapetta


06

Sexta-feira, 07 de março de 2014

SANTO AUGUSTO

Celso Luiz Perussatto, Assessoria Especial de Gabinete

UBS zona sul, liberada para atendimento ao público A Administração Zé e Naldo, procurando descentralizar cada vez mais o atendimento básico de saúde, abriu na tarde da última quarta-feira (5), para atendimento aos moradores dos Bairros Santa Fé, Leonízio Gonzato e Getúlio Vargas (atingindo cerca de 3 mil pessoas), a UBS (Unidade Básica de Saúde) da Zona Sul na Rua Amazonas esquina com a Rua Men de Sá nº 314, no Bairro Santa Fé. Resgatando um pouco da história, a Administração anterior, inclusive inaugurou o referido prédio, porém sem as condições mínimas necessárias para o seu funcionamento, ou seja: não possuía instalação elétrica, nem hidráulica, cercamento do prédio, equipamento de refrigeração, equipamentos para os profissionais e móveis, entre outros. A atual Administração, preocupada com a situação, neste período de 14 meses de governo, foi em busca de colocar a Unidade em funcionamento, equipando o local e formando a equipe de trabalho. A coordenação dos trabalhos e a montagem da equipe de colaboradores conhecida como ESF (Estratégia da Saúde da Família) teve a participação do Prefeito José Luiz Andrighetto, do Vice Naldo Wiegert, do Secretário de Saúde Solon Pannebecker e da Coordenadora de Saúde Naiane Camilo, sendo: Juliane Pires Weber (Enfermei-

ra Coordenadora da Equipe) – Florisbaldo Polo (Médico) – Paulo Lorenzoni (Odontólogo) – Caroline Camargo (Auxiliar de Odontologia) – Inês Stival, Maraglai Silva e Anete Praucher (Técnicas em Enfermermagem) – Adelaide Hofmeister (Recepcionista) – Elenir Schmidt (Higienização) – Janete, Marines, Solange, Michéli, Luciana e Gláucia (Agentes de Saúde). Algumas informações técnicas: O Médico Florisbaldo estará atendendo a partir do dia 20 de março, pois o mesmo encontra-se em férias, sendo que as avaliações e encaminhamentos, neste período, serão feitos pelas enfermeiras. O horário de atendimento será das 7 h e 30 min até às 11 h e 30 min e das 13 h até as 17 h, tendo a disposição 12 fichas pelo período da manhã e mais 12 fichas no período da tarde. A equipe estará em reunião interna de trabalho todas às quintas-feiras à tarde. O atendimento será somente para os moradores dos 3 bairros citados, sendo que os moradores do interior deverão comparecer no posto central. Para o atendimento, levar RG, CPF e Cartão SUS. O Poder Público informa também, que em breve, (já está sendo preparado o processo licitatório pela Secretaria de Administração) mais duas UBS estarão sendo construídas, (uma na Zona Leste próxima

da AFUMUSA no Bairro Glória e a outra na Zona Norte na antiga sede do Bairro Santo Antônio, substituindo a já existente Novo Milênio junto ao CIEP), pois já estão depositados nos cofres do município, a importância correspondente a 20% do total de R$ 816.000,00 com recursos do Governo Federal. Também no setor de Planejamento está tomando forma à instalação de mais uma UBS na Zona Oeste da Cidade, com a

reforma e adequação da antiga Casa de Passagem no Bairro São João, esta com recursos do Governo Estadual. Para o complemento de 100% de cobertura da atenção básica a saúde, a Administração Municipal estará também transformando o Posto Central em mais duas UBS. É o Governo Zé Naldo fazendo com que a saúde também viva em um novo tempo.

Secretário Solon com parte da equipe de trabalho

Prefeito com Secretário abrindo as portas para população

Prédio da UBS Zona Sul, totalmente equipado

SMEC implantará sistema público de ensino

A Secretaria Municipal de Educação e Cultura – SMEC, na próxima semana, implantará nas Escolas da Rede Municipal um novo Sistema de Ensino, voltado exclusivamente para escolas públicas: o Agora Sistema de Ensino, voltado, exclusivamente, para as escolas públicas e elaborado pela Editora Saraiva, a qual venceu o Pregão Presencial. O sistema de ensino Agora é com-

posto por três pilares: 1 - Material didático: Cada professor e cada aluno receberá cadernos semestrais na Pré-Escola (a partir dos 4 anos) e bimestrais no Ensino Fundamental, com conteúdos interdisciplinares que contemplarão os conceitos e conteúdos a serem desenvolvidos em cada etapa da vida escolar. 2 - Formação continuada + assessoria pedagógica + formação de professores: Faz parte da proposta a Formação Continuada para gestores e professores distribuída da seguinte forma: - 8 horas: Oficinas e palestras; - 36 horas: para professores de Educação Infantil e Ensino Fundamental (a distância); - 24 horas: para os gestores; - 20 horas: de visita técnica a SMEC; - 40 horas: de Assessoria Pedagógica presencial e, ainda; - Assessoria pedagógica online para gestores e professores através de Portal Educacional, e-mail e 0800.

- Portal educacional interativo, em ambiente estilizado e customizado, com acesso restrito através de senha, para gestores, professores, alunos e pais. - Aulas e palestras transmitidas ao vivo ou sob demanda, pela internet, com conteúdos especialmente desenvolvidos para a atualização das equipes pedagógicas e de gestão. 3 - Avaliação do desempenho do aluno (gestão da aprendizagem): Sistema de avaliação de desempenho escolar dos alunos, referenciado em competências e habilidades dos conteúdos escolares. O resultado trará dados por aluno, por ano, por turma, por escola, facilitando a visualização das dificuldades e assim podendo intervir com ações para melhor desempenho dos alunos do município. Este material é mais uma ferramenta para complementar o trabalho do professor, respeitando a sua autonomia com objetivos claros e precisos de cada aula, tendo uma sequência lógica que possibi-

lita ao gestor ou supervisor pedagógico acompanhar esse “fazer pedagógico” e facilitando para que a família participe desse processo de aprendizagem. Nos dias 12 e 13 de março a equipe do Agora Sistema de Ensino estará em Santo Augusto para encontro oficial da referida implantação.


GERAL

Sexta-feira, 07 de março de 2014

07

Carolina Bilibio é doutora em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal de Lavras, com estágio na Universidade de Kassel, Alemanha. Possui graduação em Agronomia pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul – Unijuí. Foi bolsista do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq e Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Capes. E-mail para contato: carolina.bilibio@ yahoo.com.br

Pensando gestão rural – e a Biofach A agricultura orgânica é um setor que tem crescido pelo menos 20% ao ano. Nos países em desenvolvimento, que concentram 80% dos 1.6 milhões de agricultores certificados, a agricultura orgânica pode contribuir com a segurança alimentar e reduzir a vulnerabilidade às alterações climáticas e aumentar a diversidade dos sistemas produtivos. Pensando nestes aspectos a Univer-

suporte financeiro do Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD). Os 25 participantes eram provenientes de 16 países, incluindo Índia, Etiópia, Tanzânia, Guatemala, Tailândia, Egito, Brasil, Nepal, Indonésia, Israel, Equador e outros. Todos os integrantes são ex-estudantes de Universidades alemãs e trabalham na atualidade nos países de origem no setor público ou privado, em instituições de ensino ou organizações de desenvolvimento. Depois de uma sessão introdutória e um encontro de boas-vindas com a prefeita de Witzenhausen, os participantes apresentaram o estado atual e as perspectivas da agricultura orgânica em seus países, e também sobre projetos, ideias e experiências nesta área. O programa seguinte incluiu a palestras, workshops, discussões e excursões, Participantes em frente à Câmara Municipal de Witzenhausen contemplando temas relasidade de Kassel e o Instituto Alemão cionados à cadeia produde Agricultura Tropical e Subtropical tiva de produtos orgâni(DITSL) desenvolveram um curso de- cos, como (1) Produção: nominado “Gestão da qualidade ao lon- princípios e conceitos de go da cadeia dos produtos orgânicos nos agricultura orgânica, com países em desenvolvimento: produção, foco especial nas opções tecnologias de pós-colheita, processa- e limitações da produmento, marketing e comércio”. O curso ção orgânica nos países aconteceu entre os dias 3 e 11 de feve- em desenvolvimento; (2) reiro de 2014, na cidade de Witzenhau- Processamento: princisen, Alemanha. pais exigências e desafios O encontro foi organizado pelo De- para o processamento de partamento de Engenharia Agrícola nos produtos orgânicos; gesTrópicos e Subtrópicos da Faculdade de tão e padrões de qualidaCiências Agrícolas Orgânicas da Uni- de, valor agregado e esversidade de Kassel (Prof. Dr. Oliver tratégias para minimizar Hensel) e DITSL Witzenhausen, com as perdas pós-colheita;

(3) Marketing e comércio: conceitos e normas para a certificação de produtos orgânicos, organização de cooperativas de pequenos produtores, estratégias para o estabelecimento de cadeias produtivas nacionais e internacionais, planeParticipantes a caminho das visitas técnicas jamento da exportação para os mercados da União localizada na cidade de Bad Vilbel; e Europeia e desenvolvimento de plano de ainda atacadistas de produtos orgânicos negócios. como Natur- kost Elkershausen e MibuOs participantes visitaram a fazenda sa AG; e a empresa Contigo (em Götexperimental da UniKassel, denomina- tingen), que comercializa produtos fair da de “Hessische Staatsdomäne Franke- trade, incluindo produtos alimentares nhausen”; a fazenda Dottenfelderhof (café) e não alimentares. Por fim, os participantes do curso visitaram a Biofach durante os dias 12 e 14 de fevereiro de 2014, que acontece anualmente em Nuremberg. A Biofach é a maior feira do mundo na área de orgânicos e no ano de 2014 completou 25 anos de existência. A feira conta com aproximadamente 42.445 visitantes de 135 países, 2.235 expositores de 76 países e uma área de 42.328 m². Os países com maior destaque na feira foram: Alemanha, Áustria, Itália, França e Holanda. Finalmente no dia 15 de fevereiro os participantes retornaram para os países de origem com a missão de multiplicar os conhecimentos adquiridos e construídos durante os 15 dias de atividades.

Participantes na cidade de Göttingen


08

Sexta-feira, 07 de março de 2014

PROJETO DA UNIVERSIDADE FEDERAL NA REGIÃO CELEIRO APRESENTADO AO REITOR Uma importante agenda com o Reitor Jaime Giolo, no dia 27 de fevereiro, na Universidade Federal Fronteira Sul (UFFS) em Chapecó, marcou politicamente a força e a união da Região Celeiro. A audiência com o Reitor faz parte da articulação do Movimento Pró-Universidade Fronteira Sul na Região Celeiro e teve como objetivo apresentar à reitoria o Projeto do Campus e as justificativas do mesmo. Movimentos Sociais, lideranças políticas, assessores de deputados Estaduais e Federais, alunos e entidades representativas da região Celeiro (21 municípios) e da Região da Produção (42 municípios) estiveram presentes e defenderam com fortes argumentos o projeto. Mais uma vez a região se mobilizou em torno de uma grande bandeira, mostrando-se forte e principalmente otimista, na conquista deste importante pleito que poderá modificar a realidade dos municípios da Região Celeiro. A forte mobilização para audiência, que contou com mais de 50 pessoas, é fruto do trabalho de articulação que a Associação dos Municípios da Região Celeiro - AMUCELEIRO, em parceria com a Associação dos Vereadores – ACAMRECE, com o COREDE Celeiro, Grupo de Trabalho que coordena o Movimento Pró-Universidade Fronteira Sul, Gabinete do Deputado Altemir Tortelli e da Secretaria dos Gabinetes dos Prefeitos do Governo do Estado vem intensificando desde 2013. Durante a audiência com o Reitor as manifestações das lideranças foram unânimes no sentido de justificar a importância de implantar um Campus da UFFS principalmente com vistas às dificuldades en-

frentadas pela região, com destaque para a acentuada queda dos indicadores econômicos e sociais e perda da sua maior riqueza que é o Capital Social que sai da região por falta de oportunidades de estudo e trabalho. Os desafios apontados para a região estão voltados para a valorização da Agricultura Familiar, através da pesquisa e formação do agricultor, e investimentos em modelos de produção de alimentos mais saudáveis e sustentáveis. Sem dúvida é um grande projeto que merece atenção especial em função de que irá estabelecer uma nova etapa no desenvolvimento da região, reduzindo as desigualdades regionais. As palavras do Reitor Jaime Giolo foram no sentido de esclarecer sobre a política do MEC em relação à Universidade Fronteira Sul e o processo de expansão dos novos Campi nos três Estados do Sul, bem como sugestões sobre a elaboração do projeto que as regiões estarão entregando ainda em 2014. Entre as sugestões apontadas pelo Reitor, o perfil e a identidade do Campus devem estar claros, bem como a definição dos cursos e a contrapartida do município que vai receber o Campus com a área e infraestrutura necessária para sua instalação. Giolo elogiou o movimento da Região Celeiro e disse estar impressionado com tamanha mobilização e articulação. Disse ser um movimento legítimo e coeso, que manifesta a vontade de uma região e não de apenas um grupo de pessoas. Ainda parabenizou as lideranças pela clareza dos argumentos e pelo conhecimento sobre a realidade da região tendo em vista a explanação detalhada de dados que comprovam a ne-

cessidade de investimentos, principalmente na área da educação, para reversão dos índices que mostram uma realidade regional preocupante. Ao final do encontro, o Deputado Tortelli encaminhou uma proposta de apoio da Universidade para com o Movimento Pró-Universidade Fronteira Sul da Região Celeiro. De acordo com o Reitor Giolo, a Universidade estará dando suporte à equipe técnica do Movimento para a elaboração do projeto que será entregue no mês de junho. A avaliação da comitiva da Região Celeiro frente a audiência em Chapecó foi positiva, pois o Reitor deixou claro que o único projeto que está em fase mais adian-

tada que os demais é do Campus de Concórdia- SC, afirmando que todos os outros estão na mesma fase e serão analisados da mesma maneira pela Universidade e principalmente pelo MEC. A coordenação do Movimento pró UFFS está otimista com a concretização deste importante projeto e mais do que nunca faz um apelo e um chamado especial à toda comunidade regional para que participem do Movimento e das ações em prol do mesmo. Da mesma forma, convida para que todos curtam a fanpage no Facebook e participem dos fóruns e das audiências que serão realizadas para a construção coletiva da Universidade que queremos na Região Celeiro.


ANO 44 - SANTO AUGUSTO, SEXTA-FEIRA 07 DE MARÇO DE 2014 Nº 2305

Município de Inhacorå recebe ambulância Na última sexta-feira dia 28/02/2013 a Prefeitura Municipal de Inhacorå/RS, atravÊs da Secretaria Municipal de Saúde, recebeu uma ambulância, oriunda de recursos da Participação Popular e Cidadã do Governo do Estado, valor do recurso Estadual R$ 50.000,00 (cinqßenta mil reais), contrapartida municipal R$ 10.500,00 (dez mil e quinhentos reais), a mesma irå auxiliar na remoção de pacientes a hospitais e clínicas especializadas para consultas,

exames, cirurgias, bem como melhorar as condiçþes de transportes dos munícipes Conquistas como estas Ê que fazem com que administração conclame a comunidade para que participe e prestigie o processo de participação popular e cidadã que acontece anualmente, pois desta forma podemos fazer as escolhas que a comunidade decidir e o resultado pråtico são benefícios para a comunidade de Inhacorå.



         

    

   

   

  

   

   

 

  

          

  

     

    

      

     

   

 

      

 !

 "    #  

$%%

"  " 



   

            !" # $% &#% '(  )    !" # $% *+     %   

 ,!    - # $       )  # % .   % &#% /  0   % 1    2  #   3

    4 #( 5  '  6). 7  6  0  (7    ( 8     #(  19'&6   #( *(    )    (  2  : (#   '#

);     (   :  ) +2  2  #  (   (  (   (  2)  (  ()(    ( 3 42     )     0  <608 % < =# % 42     )   #   0    0 < % 42     )   #  (      $ 0 <"% 42     )   #  2      $ 0 <"% 9#(   2          (  >  2(  #2   #  0 (# (  #( ( %  ? ) ( :   #   # )  (7  '#

) 4  @  %

  

  # $ 5/ < 5/ <" A , # $ 5/ <- 5/ <! " - # $ 5/ <!- 5/ <-  !"##$ !B 2     :

%# <3 48 '##+ #   !B    :

&! <3 48 '##+ #   !B   :

      )67 / # & ) # +  ;> C   D# :   ) 8(     ( (D  --$EEA "!&1  

--$EA !E!"6 2 ? F 


10

Sexta-feira, 07 de março de 2014

GERAL Paróquia São João Batista Santo Augusto Programação da semana da paróquia São João Batista- Santo Augusto- RS PROGRAMAÇÃO DA SEMANA DA PARÓQUIA

Só com a Brigada... Trabalhando pela manhã, sentado na minha sala, ouvi uns gritos no balcão do cartório. Calmamente levantei e fui ver o que ocorria. Ao chegar na sala de atendimento do cartório, vi no balcão um homem usando uma boina e um casaco. Quando eu fui dar bom dia ele gritou: - “E você aí, piá, é o culpado disso tudo !” -“Bom dia senhor. Em que posso ajuda-lo ?”- respondi. Aos gritos e respondeu: -“Eu comprei um caminhão nessa cidade e quero leva-lo para Santa Catarina. E vou leva-lo. O teu vistoriador não quer liberar porque diz que tem um problema no motor. Eu estou ficando nervoso. Tu me libera esse caminhão senão a coisa vai ficar feia pro teu lado !” O vistoriador veio então me mostrar que o caminhão não poderia ser aprovado na vistoria porque tinha o número do motor adulterado, além da numeração ser diferente da constante no sistema. Gentilmente falei: -“Senhor. Temos que conversar. O número do motor não confere...” E ele respondeu com tom de voz alta: -“Olha aqui rapaz. Eu já perdi muito tempo. Eu não vou sair daqui sem o caminhão e sem os documentos. Tu me libera o caminhão senão vou quebrar tudo”- e deu um soco no balcão. Então respondi: -“Ok. O senhor me convenceu. Por favor aguarde um minuto que já vou liberar tudo”. Fui lá dentro na minha sala, peguei o telefone e disquei para a Brigada Militar: -“Tchê, aqui é do cartório. Tem um sujeito no balcão muito nervoso e ameaçando quebrar tudo. Podem enviar uma viatura aqui, por favor ?” Como a cidade é pequena, com poucas ocorrências, em alguns minutos a viatura já estava em frente ao cartório. Dois policiais desceram fardados. Entraram no cartório e pararam na porta. Daí eu reapareci e disse: -“Bom amigo, agora o senhor pode continuar falando sobre o assunto que estávamos conversando” Espantado o homem, com voz baixa, perguntou: -“Você chamou a polícia ?” -“Sim. O senhor está muito nervoso e eu preciso de segurança neste local, que é de atendimento público” E então ele olhou para os lados, viu novamente os policiais e disse: -“Bom, quando der então eu venho buscar o caminhão e ver como ficaram os papéis. Tchau e passar bem...” É impressionante como o valentão se acovarda diante de alguém mais forte. A presença da Brigada Militar na sala de espera do cartório bastou para que o homem bravo e corajoso virasse um carneirinho. Se ele estivesse com razão, manteria seu posicionamento. Sabendo que estava errado, resolveu desistir da confusão... Na vida, este fenômeno é mais normal do que se pensa, nos mais variados ambientes...

3781-3944 A Associação Santoaugustense dos Universitários de Ijuí vem, através de seu presindente, informar aos associados e interessados em associar-se neste primeiro semestre de 2014, que os mesmos deverão apresentar-se na sede da associação até o dia 12 de fevereiro. Outrossim, informa que houve um pequeno acréscimo na mensalidade, o qual corresponde a cerca de 5,04% da mensalidade dos que viajam 05 noites. A diretoria salienta que o acréscimo se deve a diversos fatores, tais como: correção monetária, aumento nas taxas e impostos, aumento no preço dos combustíveis e indíce de inadimplência. Atenciosamente, Jonathan Thomas do Espirito Santo Presidente

Capela Luminata: Missa, nesta sexta-feira, às 15h. Matriz: Missa do Apostolado da Oração, nesta sexta-feira, às 16h. Matriz: Via-Sacra, nesta sexta-feira, às 19h. Capela São Valentim: Missa, nesta sexta-feira, às 19h30mim. Com imposição das cinzas. Capela São Francisco: Missa, neste sábado, às 17h. Matriz: Missa, neste sábado, às 18h30min e domingo, às 8h30min, e às 19h. Capela São Roque: Missa, neste domingo, às 9h. Com a vista da Cruz Peregrina e os ícones de N. Senhora e dos Beatos Manoel e Adílio. Capela N. Senhora Aparecida: Missa, segunda-feira, às 19h. Com a visita da Cruz Peregrina e os ícones de N. Senhora e dos Beatos Manoel e Adílio. Capela Santo Antônio Cidade: Missa, terça-feira, às 19h. Com a visita da Cruz Peregrina e os ícones de N. Senhora e dos Beatos Manoel e Adílio. Capela N. Senhora Aparecida: Missa da saúde, quarta-feira, às 18h. Capela São Jacó: Missa, quarta-feira, às 19h30min. Com a vista da Cruz Peregrina e dos ícones de N. Senhora e dos Beatos Manoel e Adílio. Matriz: Missa da saúde, quinta-feira, às 15h. Capela Santo Expedito: Missa, quinta-feira, às 19h30min. Com a visita dos ícones de N. Senhora e dos Beatos Manoel e Adílio. Chegada da Cruz Peregrina e dos Ícones de Nossa Senhora e dos Beatos Manoel e Adílio, vindos de São Martinho, neste sábado, na missa celebrada na Igreja Matriz, às 18h30min. Oração do Terço dos Homens, segunda-feira, às 19h na Igreja Matriz. Grupo de Oração da Renovação Carismática Católica, na Igreja Matriz, terça-feira, com início às 18h30min. Toda a comunidade é convidada a participar. Reunião com o Conselho Administrativo Econômico e de Pastoral, dia 11 de março, às 19h no Centro de Catequese. Batizados na Igreja Matriz, dia 16 de março na Missa das 8h30min. Fazer inscrições com antecedência na Secretaria Paroquial. Curso de Noivos e legitimações, nos dias 22 e 23 de março. Com início dia 22, às 8h30min no Centro de Catequese. Fazer inscrições com antecedência na Secretaria Paroquial. As confissões na Igreja Matriz, em preparação para a Páscoa, será dia 10 de abril, às 19h30mim. Com a ajuda dos Padres da área. OBS: A Coleta da Campanha da Fraternidade, nas comunidades, serão nas missas celebradas no mês de março. Na Matriz, a referida coleta, será feita nas missas de domingo de Ramos, ou seja, nos dias 12 e 13 de abril.

Sujeito de Direitos Felipe Osmar Krüger, Bacharel em Direito Fone: (55) 9986-4762 felipeosmarkruger@hotmail.com

A Inviolabilidade de Domicilio Acredito que muitas pessoas já devem ter ouvido que a casa é asilo inviolável do indivíduo, ninguém nela podendo entrar sem o consentimento do morador. Entretanto, esta inviolabilidade não é absoluta, possuindo algumas exceções, as quais explicaremos aos nossos amigos leitores. A previsão legal da inviolabilidade de domicílio se encontra na Constituição Federal, art. 5º, inciso XI, conforme podemos observar: “a casa é asilo inviolável do indivíduo, ninguém nela podendo penetrar sem consentimento do morador, salvo em caso de flagrante delito ou desastre, ou para prestar socorro, ou, durante o dia, por determinação judicial.” Pois bem, vocês já devem ter observado que tem uma palavrinha que diz “salvo”, ai se encontram as exceções: flagrante delito, desastre, prestar socorro, determinação judicial, durante o dia. Cabe ressaltar que nos casos de flagrante delito, desastre e prestação de socorre não há hora período determinado para a entrada no domicílio, o que acaba confundindo muitas pessoas, sendo que apenas quando for por determinação judicial é que a entrada só poderá ocorrer durante o dia. A violação de domicílio caracteriza crime e está disposto no art. 150 do Código Penal, sendo que a pena é de detenção de um a três meses. Se o crime ocorrer a noite, em lugar desabitado, com violência ou por duas ou mais pessoas, a pena será de seis meses a dois anos de detenção. E agravase a pena se o crime for praticado por funcionário público. Por fim, cabe referir que o Código Penal dispõe que a expressão “casa” compreende: “qualquer compartimento habitado, aposento ocupado de habitação coletiva e compartimento não aberto ao público, onde alguém exerce profissão ou atividade.” Um forte abraço e até a próxima!

Profª Eli Clarice S. Ritter Licenciada em Letras e suas Respectivas Literaturas Chiapetta

Dia da Mulher “Olhai os Lírios do Campo” É com esta pequena mensagem que quero refletir esta data especial para todas as MULHERES que conheço... Comparar a figura feminina ao Lírio é nos reportar ao simbolismo bíblico que cita essa vistosa e bela flor várias vezes em seu Antigo e no Novo Testamento. E penso que, neste momento, “olhar os lírios do campo” é olhar para esse mundo, como um grande jardim e contemplar centenas de milhares de mulheres batalhadoras e sofredoras, porém, sempre com o sorriso a encantar aqueles que estão a sua volta. Em outra passagem bíblica, o autor se refere a Jesus como o “Lírio dos Vales”... Em minha reflexão, penso que no “Vale das dificuldades”, há sempre um LÍRIO a florescer... E a beleza e o perfume deste Lírio só conseguem exalar e serem percebidos pela disposição de uma mulher. O Lírio representa a pureza. E a pureza lembra a Virgem Maria. Exemplo de mulher. Quem sou eu(?), ou quem somos nós(?) para fazer tal comparação(?). Mas como José respeitou Maria, desejo que todas mulheres sejam sempre RESPEITADAS e conservadas de qualquer maldade. Diz a mitologia grega, que os Lírios são gotas de leite de uma deusa, que caíram sobre a Terra e se solidificaram em belas flores. Contemplando a beleza e a bravura de tantas mulheres a minha volta, sejam elas crianças, jovens e adultas, não é tão difícil de acreditar que esta lenda possa ser verdade. Entre a Bíblia e a Mitologia, a Verdade e a lenda, a única CERTEZA é que ao “Olhar os lírios do campo”, impossível não perceber a BELEZA ÚNICA de corpo e alma que vocês, que lêem agora este pequeno e singelo texto, trazem gravadas em sua natureza de MULHER. PARABÉNS PELO NOSSO DIA INTERNACIONAL DA MULHER! Presto aqui também homenagem à minha mãe. Ela encontra-se hospitalizada, sob sua condição humana fragilizada. Agradeço a Deus e a todos que ofereceram solidariedade.


11

SÃO MARTINHO São Martinho recebe visita de ciclista que Atletas profissionais palestram para está percorrendo o Brasil os alunos da Escolinha “Pequeno qual reside. Benhur Maieron é militar Campeão” Sexta-feira, 07 de março de 2014

Benhur Maieron

São Martinho recebeu neste sábado, 1º de março a visita de um aventureiro - viajante de bicicleta, que está percorrendo o país de norte a sul. Sua passagem por São Martinho ocorreu após 82 dias na estrada e 7.513 km pedalados. O ciclista Benhur Maieron aproveitou a estadia na cidade para repousar e visitar familiares, antes de continuar sua jornada, que é chegar até o Chuí-RS, no extremo Sul do País e retornar até Brasília-DF, cidade a

aposentado, natural de SobradinhoRS, sobrinho do Professor Cincinnato Maieron (in memorian); reside na cidade de Brasília desde 1997 e serviu, dentre vários destacamentos, na Segurança do ex-presidente Lula. Suas aventuras começaram em 1994, quando percorreu quase 02 mil quilômetros entre a cidade de Manaus-AM e Santa Helena na Venezuela. Desde então, realizou diversas viagens de moto, carro e de bicicleta. Em sua nova aventura, Benhur está atravessando o Brasil do Oiapoque-AP ao Chuí-RS, partindo e retornando a Brasília, totalizando 12 mil km pedalados. O ciclista retomou sua viagem nesta segundafeira (03/03) em direção a Ijuí – Santa Maria – Chuí para então voltar para casa, seus familiares e amigos desejam muita sorte e sucesso nesta sua jornada.

Prefeita Araci Irber acompanha o embarque de recrutas Na manhã do dia 05 de março – quarta-feira; estiveram reunidos na frente da Prefeitura Municipal, os jovens Sãomartinhenses que se alistaram para o serviço militar, e foram selecionados após a avaliação complementar (exame médico, odontológico e entrevista) que ocorreu no período do dia 17 até o dia 21 de fevereiro de 2014, dos dezesseis meninos que participaram dos exames, treze foram escolhidos para servirem este ano no 19º GAC - Grupo de Artilharia de Campanha de Santiago/RS, no qual ocorrerá a 1ª baixa em janeiro de 2015. O Secretário da Junta de Serviço Militar de São Martinho, Vilmar Gerlach esteve acompanhando o embarque dos garotos para Santiago.

Vilmar ressaltou que as inscrições para o alistamento deste ano já estão abertas até o dia 30 de junho de 2014 para os nascidos no ano de 1996 e para àqueles nascidos em anos anteriores que ainda não fizeram seu alistamento. Para a inscrição os rapazes devem comparecer com uma foto 3x4, Certidão de Nascimento ou Identidade e comprovante de residência, junto a Secretaria da Agricultura, no setor de Blocos que fica na Avenida Geert Lorenz, nº 1567, São Martinho. Também esteve presente na manhã, a Prefeita Araci Irber, que desejou sorte e sucesso nesta etapa da vida dos jovens, para aproveitaram o máximo, pois é um período de aprendizado e crescimento.

Teve inicio, na sexta-feira, dia 28 de fevereiro de 2014 as atividades da Escolinha Municipal de Futsal Pequeno Campeão, sendo às 9h da manhã com a Turma Mirim e às 13h15min com a Infanto-Juvenil no Ginásio de Esportes de São Martinho. Este ano participaram da abertura os jogadores profissionais Marquinhos de Três de Maio e o ex-goleiro Parede de Três Passos, que conversaram com a gurizada de forma animada e contaram como é a vida esportiva e jogar em grandes clubes profissionais. Presente no evento também a Prefeita Municipal Araci Zelia Kolling Irber e o secretário da Cultura, Desporto

e Turismo Adair Nichele dos Santos (Puro Sangue) que desejaram um ano repleto de conquistas para os atletas. A Escolinha de Futsal Pequeno Campeão funciona no Ginásio de Esportes para meninos de 06 (seis) a 15 (quinze) anos de idade sob as orientações do instrutor Luis Fernando Oliveira (Sapo) e do professor Jonas Hermann (Véio). Informamos aos interessados em participar da escolinha que as inscrições estão abertas na Secretaria de Cultura, Desporto e Turismo com André Jung ou com o Sapo no Ginásio, mais informações pelo fone: 3533.1160.

Prefeitura de São Martinho convida para o 20º Encontro Municipal em Comemoração ao Dia da Mulher A Prefeitura Municipal, juntamente com o CRAS, Assistência Social, demais Secretarias, EMATER e Sindicato dos Trabalhadores Rurais convidam as cidadãs Sãomartinhenses para participarem do "20º Encontro Comemorativo ao Dia da Mulher", no sábado, dia 29 de março de 2014, a partir das 14h, no Salão Paroquial Católico, junto à 5ª EXPOMARTINHO. No evento teremos palestra com a pastora Carla Taís Bersch de Três de Maio e apresentação do GEMP - Grupo Étnico Madre Paulina de Crissiumal. O GEMP é uma Companhia de dança que trabalha com a pesquisa e a composição coreográfica de danças folclóricas de dez diferentes países e do Brasil, destacando-se as danças da Rússia, Áustria, Espanha, Polônia, China, Arábia, Egito, México, Paraguai e Argentina, compondo com estas, espetáculos de dança étnica. Interessadas

em participar do evento deverão se inscrever para receberem ingresso gratuito para a EXPO e para o Encontro. Os locais nos quais deverão realizar a inscrição, serão divulgados nos próximos dias. Administração avisa que haverá transporte passando nas localidades do interior do município para o evento. Participe conosco nesta tarde especial para Você, cidadã Sãomartinhense!


12 Aplicativo no Facebook avalia o nível de cooperação

REGIÃO

Ceriluz retoma palestras pelo projeto de formação e educação cooperativista

A Ceriluz iniciará neste mês de março suas atividades junto aos associados por meio do Projeto de Formação e Educação Cooperativista. Neste ano de 2014 serão realizados doze encontros de comunidade em diferentes localidades dentro da área de atuação da Ceriluz. Os encontros estão divididos em dois momentos: primeiro acontece uma apresentação por parte de diretores da Cooperativa – sempre que possível do presidente Iloir de Pauli – que apresentam um resumo dos resultados da Cooperativa e projetos em desenvolvimento. Num segundo momento acontece a palestra Agronegócio, Cooperativismo e Desenvolvimento Rural, ministrada por Pedro Luís Büttenbender, professor da Unijuí e doutor em administração. Os encontros acontecem em diferentes comunidades, priorizando aquelas que ainda não receberam as atividades do projeto. O diretor secretário Romeu Ângelo de Jesus, lembra que a

iniciativa já acontece a diversos anos, atingindo anualmente mais de 1,5 mil pessoas entre associados e familiares. “São oportunidades de levarmos informações sobre a cooperativa e auxiliarmos, por meio da transmissão de conhecimento, na gestão das propriedades rurais”, afirma o diretor. Os primeiros dois encontros acontecem neste mês de março: no dia 06, no Salão Comunitário Evangélico da Linha 02 Norte, Ijuí e, no dia 13, no salão comunitário de Nova Conquista, Chiapetta. Os eventos acontecem sempre nas quintasfeiras, com início às 19h30, no entanto, considerando que alguns dados exigidos pelo Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (SESCOOP/RS) precisam ser recolhidos, a Ceriluz solicita que os associados compareçam com antecedência, portando documentos pessoais. Durante o mês de abril as atividades serão paralisadas considerando o período de colheita da soja por parte dos associados.

Sexta-feira, 07 de março de 2014

Ferramenta faz parte da plataforma digital da Sicredi Touch, a conta jovem do Sicredi O Sicredi lança um novo aplicativo para o Facebook, nesta segunda-feira (17 de fevereiro). A iniciativa integra a plataforma digital da Sicredi Touch, a conta jovem do Sicredi. Com o Your Touch, o usuário classifica o seu nível de cooperação em diversas áreas da vida. O internauta que curtir o app vai responder a um quiz que avalia suas atitudes do dia a dia na vida financeira, sustentabilidade, internet, vizinhança, cidadania e no trânsito. A partir das respostas, o Your Touch gera um badge (um ícone ou distintivo digital) para o usuário de acordo com o nível de cooperação. Os badges usarão o avatar do internauta e serão apresentados com nomes criativos e textos divertidos. No momento seguinte, o usuário é convidado a compartilhar o resultado com os amigos. O aplicativo, desenvolvido pela DZ Estúdio, integra a plataforma digital Sicredi Touch, desenvolvida para ampliar o relacionamento com o segmento jovem por meio de conteúdo relevante como os vídeos da série “Cooperação sem Complicação”. Na segunda quinzena de março e na primeira de abril, serão lançados os vídeos

sobre Trânsito e Internet. O vídeo sobre Trânsito traz dicas úteis de cooperação para que o momento de locomover-se seja mais tranquilo e a vida das pessoas mais colaborativa. O Internet apresenta sugestões para compartilhar conhecimento e utilizar a rede a favor de um mundo digital melhor. Já estão disponíveis os vídeos sobre Vida Financeira e Sustentabilidade. As reflexões e sugestões práticas para uma vida mais cooperativa estão na Sicredi Touch (www.sicreditouch.com.br/ play) - seção Touch Play.


13 Deputada Zila Breitenbach visita Coronel Bicaco

REGIÃO/CORONEL BICACO

Prefeito realiza reunião com os secretários

O Prefeito Municipal de Coronel Bicaco Valtemar Machado de Oliveira, realizou no dia 27 de fevereiro de 2014 uma reunião com todo os secretários, em pauta estava o andamento das atividades de ambas as secretarias, onde os secretários explanaram das suas dificul-

Esteve visitando Coronel Bicaco na ultima sexta-feira dia 28 de fevereiro de 2014 a Deputada Estadual Zila Breitenbach, o prefeito Valtemar sentiu-se lisonjeado por receber em seu gabinete a visita da ilustre da vice-líder da Bancada do PSDB na Assembleia Legislativa, com muita alegria Valtemar falou da importância dos deputa-

dos em nosso municipio, pois com a ajuda deles fica mais facil contruir um Coronel Bicaco cada vez mais bom de se viver, e para retribuir a extraordinária visita Valtemar e sua esposa à convidaram para um delicioso almoço regado a muitos planos bons para Coronel Bicaco.

dades e projeções para os próximos meses. O prefeito por sua vez parabenizou os secretários pelo belo trabalho que os mesmos vem desenvolvendo mostrando desta forma a seriedade da administração

Prefeito Valtemar pede agilidade em unidades habitacionais Na última quinta-feira dia 27 de fevereiro de 2014 reuniram- se no gabinete do prefeito municipal de Coronel Bicaco Valtemar Machado de Oliveira, os representantes da Companhia Província de Porto Alegre representantes da Crenor de Ijui, juntamente com o Secretario de Assistência Social Jean Doberstain, entre outros presentes estavam secretários do município, Vice-Prefeito, engenheiros entre eles o engenheiro Frizzo da

Sexta-feira, 07 de março de 2014

cidade de Santo Augusto. Os assuntos foram pertinentes as obras principalmente com relação ao inicio das mesmas com a terraplanagem, divisão de lotes, instalação de agua e luz, entre outros serviços. A referida reunião teve como interesse agilizar o processo de inicio das construções, as mesmas serão iniciadas somente após a regulamentação dos pontos acima citados.

Soberanas da VII FENAMATE prestigiam o Rodeio de Humaitá Na última sexta-feira dia 28 de Fevereiro de 2014 as soberanas da VII FENAMATE prestigiaram o Rodeio de Humaitá, levando aos presentes o convite para participarem da grande festa que será realizada em Coronel Bicaco comemorando os 50 anos de emancipação. A comissão da VII FENAMATE agradece a calorosa recepção que tiveram naquela cidade e espera de braços abertos não só Humaitá mas todas as cidades vizinhas que venham prestigiar esta bela festa que acontecerá no Parque Ramão Luciano de Souza de 10 a 14 de abril de 2014, prestigie varias atrações esperam por vocês

Obras seguem em Coronel Bicaco Reparos estão sendo feitos nas estradas do interior do municipio, no último dia 27 de fevereiro foi realizado 170 m³ de cascalho na estrada que liga a BR 468 a Santo Augusto passando pela comunidade de Turvinho. A administração Municipal através do prefeito Valtemar, preocupa-se com as estradas do muni-

cipio para que os agricultores tenham melhor acesso a cidade , desta forma a secretaria de obras esta empenhada, o secretario Julio César de Souza esta acompanhando as obras e proporcionando uma melhor trafecabilidade nas estradas do interior do municipio, as demais estradas receberam reparos dentro de poucos dias.


14

Sexta-feira, 07 de março de 2014

PUBLICAÇÕES LEGAIS

INFORMATIVO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO AUGUSTO Conceitos de Educação Ambiental "Entendem-se por educação ambiental os processos por meio dos quais o indivíduo e a coletividade constroem valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e competências voltadas para a conservação do meio ambiente, bem de uso comum do povo, essencial à sadia qualidade de vida e sua sustentabilidade." Política Nacional de Educação Ambiental - Lei nº 9795/1999, Art 1º. “A Educação Ambiental é uma dimensão da educação, é atividade intencional da prática social, que deve imprimir ao desenvolvimento individual um caráter social em sua relação com a natureza e com os outros seres humanos, visando potencializar essa atividade humana com a finalidade de torná-la plena de prática social e de ética ambiental.” Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Ambiental, Art. 2°. “A educação ambiental é a ação educativa permanente pela qual a comunidade educativa tem a tomada de consciência de sua realidade global, do tipo de relações que os homens estabelecem entre si e com a natureza, dos problemas derivados de ditas relações e suas causas profundas. Ela desenvolve, mediante uma prática que vincula o educando com a comunidade, valores e atitudes que promovem um comportamento dirigido a transformação superadora dessa realidade, tanto em seus aspectos naturais como sociais, desenvolvendo no educando as habilidades e atitudes necessárias para dita transformação.” Conferência Sub-regional de Educação Ambiental para a Educação Secundária – Chosica/Peru (1976) “A educação ambiental é um processo de reconhecimento de valores e clarificações de conceitos, objetivando o desenvolvimento das habilidades e modificando as atitudes em relação ao meio, para entender e apreciar as inter-relações entre os seres humanos, suas culturas e seus meios biofísicos. A educação ambiental também está relacionada com a prática das tomadas de decisões e a ética que conduzem para a melhora da qualidade de vida” Conferência Intergovernamental de Tbilisi (1977) “A Educação Ambiental deve proporcionar as condições para o desenvolvimento das capacidades necessárias; para que grupos sociais, em diferentes contextos socioambientais do país, intervenham, de modo qualificado tanto na gestão do uso dos recursos ambientais quanto na concepção e aplicação de decisões que afetam a qualidade do ambiente, seja físico-natural ou construído, ou seja, educação ambiental como instrumento de participação e controle social na gestão ambiental pública.” QUINTAS, J. S., Salto para o Futuro, 2008 “A Educação Ambiental nasce como um processo educativo que conduz a um saber ambiental materializado nos valore séticos e nas regras políticas de convívio social e de mercado, que implica a questão distributiva entre benefícios e prejuízos da apropriação e do uso da natureza. Ela deve, portanto, ser direcionada para a cidadania ativa considerando seu sentido de pertencimento e co-responsabilidade que, por meio da ação coletiva e organizada, busca a compreensão e a superação das causas estruturais e conjunturais dos problemas ambientais.” SORRENTINO et all, Educação ambiental como política pública, 2005 “A Educação Ambiental, apoiada em uma teoria crítica que exponha com vigor as contradições que estão na raiz do modo de produção capitalista, deve incentivar a participação social na forma de uma ação política. Como tal, ela deve ser aberta ao diálogo e ao embate, visando à explicitação das contradições teórico-práticas subjacentes a projetos societários que estão permanentemente em disputa.” TREIN, E., Salto para o Futuro, 2008 “A EA deve se configurar como uma luta política, compreendida em seu nível mais poderoso de transformação: aquela que se revela em uma disputa de posições e proposições sobre o destino das sociedades, dos territórios e das desterritorializações; que acredita que mais do que conhecimento técnico-científico, o saber popular igualmente consegue proporcionar caminhos de participação para a sustentabilidade através da transição democrática”. SATO, M. et all, Insurgência do grupo-pesquisador na educação ambiental sociopoiética, 2005 “Um processo educativo eminentemente político, que visa ao desenvolvimento nos educandos de uma consciência crítica acerca das instituições, atores e fatores sociais geradores de riscos e respectivos conflitos socioambientais. Busca uma estratégia pedagógica do enfrentamento de tais conflitos a partir de meios coletivos de exercício da cidadania, pautados na criação de demandas por políticas públicas participativas conforme requer a gestão ambiental democrática.” LAYRARGUES; P.P. Crise ambiental e suas implicações na educação, 2002. "Processo em que se busca despertar a preocupação individual e coletiva para a questão ambiental, garantindo o acesso à informação em linguagem adequada, contribuindo para o desenvolvimento de uma consciência crítica e estimulando o enfrentamento das questões ambientais e sociais. Desenvolve-se num contexto de complexidade, procurando trabalhar não apenas a mudança cultural, mas também a transformação social, assumindo a crise ambiental como uma questão ética e política." MOUSINHO, P. Glossário. In: Trigueiro, A. (Coord.) Meio ambiente no século 21.Rio de Janeiro: Sextante. 2003. (Site: Ministério do Meio Ambiente. Colaboração: Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo, de Santo Augusto)

EDITAL Nº. 04/2014 Abertura de Processo Seletivo Público Simplificado – Edital Nº. 04/2014. O Prefeito Municipal de Santo Augusto, Estado do Rio Grande do Sul, Sr. José Luiz Andrighetto, no uso de suas atribuições legais, nos termos da Lei Federal n.º 11.788, de 25 de setembro de 2008 e da Lei Municipal nº 2.491, de 19 de fevereiro de 2014, e Decreto Executivo nº 3.477, de 21 de fevereiro de 2014, através do presente Edital que realizará PROCESSO SELETIVO PÚBLICO SIMPLIFICADO, consistindo em análise de documentos e Curriculum Vitae, destinado à seleção de 35 (trinta e cinco) estagiários, que serão contratados pelo agente de integração pelo período de 01 (um) ano, prorrogável por igual período, conforme item 1 do referido Edital. As inscrições deverão ser Departamento de Recursos Humanos - DRH, no 3º andar, no Centro Administrativo Municipal, sito à Rua Cel. Júlio Pereira dos Santos, 465, Santo Augusto, RS, através do preenchimento de formulário próprio a ser disponibilizado, no período das 8h30min às 12h00min e das 13h30min às 17h, nos dias 06/03/2014 à 11/03/2014. A íntegra do presente Edital encontra-se disponível no Pelourinho do Centro Administrativo e no site oficial do Município www.santoaugusto.rs.gov.br a partir de 28 de fevereiro de 2014. GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL DE SANTO AUGUSTO, RS, EM 28 DE FEVEREIRO DE 2014.

DESA inicia sua caminhada na 1ª competição regional do ano: DESA (Departamento de Esportes de Santo Augusto), começa sua caminhada dentro da competição denominada “Campeonato Amador da Região Celeiro 1ª Edição 2014 – Taça AMUCELEIRO”. A Competição organizada pela ALICRECE/AMUCELEIRO terá 10 equipes divididas em duas chaves de 5 equipes. Na chave “A” estão: Trianon/Crissiumal – CMD/União/Associação Humaitá – CMD/Redentora – CMD/ Braga – CMD/Coronel Bicaco. Pela Chave “B”: Tenente Portela – Águia Negra/Três Passos – DESA/ Santo Augusto – CMD/Chiapetta – Bananeiras/Três Passos. A 1ª rodada acontece neste final de semana com a abertura oficial no sábado dia 08 de março com um jogo isolado entre Trianon/Crissiumal X Tenente Portela – em Crissiumal. Já neste domingo dia 09 de março, com os seguinte jogos: - CMD/UNIÃO/Assoc. Humaitá X Águia Negra/Três Passos – em Humaitá - CMD/Redentora X DESA/Santo Augusto – em Redentora - CMD/ Braga X CMD/Chiapetta – em Braga - CMD/Coronel Bicaco X Bananeiras/Três Passos – em Coronel Bicaco Os jogos iniciam as 15 h e 30 min. NOMEAÇÃO PARA PROVIMENTO DE CARGO EFETIVO O Poder Executivo do município de Santo Augusto torna públicas as nomeações dos aprovados abaixo para o provimento dos cargos públicos efetivos, referente ao Concurso Público instaurado pelo Edital nº 01/2010 de 07 de maio de 2010 e resultado final homologado pelo Edital publicado em 20 de agosto de 2010. As Portarias de Nomeações serão publicadas no mural de Publicações Oficiais do Poder Executivo, junto ao hall de entrada do Centro Administrativo, a partir de 07/03/2014 . PARA O CARGO DE: Técnico em Enfermagem Monitor de Creche

O CANDIDATO: Vera Lucia Schmadecke Milnikel Elir Terezinha Cavalini Da Silva

CLASSIFICAÇÃO 7º 29º

Gabinete do Prefeito Municipal de Santo Augusto, 05 de março de 2014.

“NÃO USE DROGAS, DOE ÓRGÃOS, DOE SANGUE: SALVE VIDAS”


PUBLICAÇÕES LEGAIS

PORTARIAS FEVEREIRO - 2014

AVISO DE LICITAÇÃO

Cledi Marli Pires Savariz Prefeita Municipal

LEGISLATIVO MUNICIPAL DE INHACORÁ RETIFICAÇÃO DE EDITAL EXTRATO DE HOMOLOGAÇÃO . MODALIDADE : Pregão presencial n.01/2014 TIPO: menor preço OBJETO: contratação a de empresa especializada na prestação de serviços de vigia (desarmada) e serviço de limpeza nas dependências da Camara de Vereadores de Inhacorá-RS, conforme especificações do termo de referencias (anexo I). RECURSOS: Orçamento Vigente da Camara Municipal de Inhacorá_RS; FORNECEDORES: Volmir Pacheco dos Santos, estabelecida na Av. Castelo Branco, 215, cidade de Bom ProgressoRS, inscrita no CNPJ sob o n° 056748140001-25; Valor total: R$59.800,00; PRAZO: dez meses; Data Homologação: 19/02/2014. Inhacorá, 20 de fevereiro de 2014.

069 070 071 072 073 074 075 076 077 078 079 080

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO VALÉRIO DO SUL

081 082 083 084 085

AVISO DE RESULTADO DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL N° 10/2014

086

Ines dos Santos Bueno Presidente

O MUNICIPIO DE SÃO VALÉRIO DO SUL/RS, torna Público, o resultado do Processo Licitatório Modalidade Pregão Presencial nº 10/2014. Objeto: aquisição de insumos e combustíveis com recursos oriundos da Participação Popular e Cidadã - FPE 2979/2013 Apoio a Comunidade Indígena. Data da Homologação: 05/03/2014. Adjudicado: Irmãos Nino e Cia LTDA, CNPJ 00.834.769/0001-05. Valor R$33.560,00 (Trinta e três mil, Quinhentos e sessenta reais). Ítem 03 –Óleo Diesel (DESERTO) São Valério do Sul – RS, 05 de Março de 2014. JAIRO FERNANDES DO ESPIRITO SANTO Prefeito Municipal

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO VALÉRIO DO SUL AVISO DE LICITAÇÃO PREGÃO ELETRONICO Nº006/2014: Objeto: Aquisição de material odontológico. Tipo: Menor Preço por Item. A sessão publica será realizada no site: www.cidadecompras.com. br, no dia 24 de Março de 2014; Horário: 09:00h; horário de Brasília – DF, São Valério do Sul, RS. As informações complementares e o Edital completo poderão ser obtidas no Departamento de Compras e Licitações Prefeitura Municipal de São Valério do Sul/RS. Fone: (0xx55) 3617 2200, SÃO VALERIO DO SUL, 07 DE MARÇO DE 2014. JAIRO FERNANDES DO ESPIRITO SANTO Prefeito Municipal

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO VALÉRIO DO SUL AVISO DE LICITAÇÃO PREGÃO ELETRONICO Nº007/2014: Objeto: Aquisição óleo diesel recursos oriundos da Participação Popular e Cidadã - FPE 2979/2013 - Apoio a Comunidade Indígena. Tipo: Menor Preço do Item. A sessão publica será realizada no site: www.cidadecompras.com. br, no dia 24 de Março de 2014; Horário: 16:00h; horário de Brasília – DF, São Valério do Sul, RS. As informações complementares e o Edital completo poderão ser obtidas no Departamento de Compras e Licitações Prefeitura Municipal de São Valério do Sul/RS. Fone: (0xx55) 3617 2200, SÃO VALERIO DO SUL, 07 DE MARÇO DE 2014. JAIRO FERNANDES DO ESPIRITO SANTO Prefeito Municipal

Informativo Rural A Agricultura de Precisão não deve ser entendida como um ciclo fechado de curta duração e sim como um processo contínuo de aprimoramento de longa duração com gradual aprimoramento do sistema produtivo. O que se tem percebido é que muitas vezes a Agricultura de Precisão está sendo adotada com a expectativa de uma "estratégia milagrosa", ou uma solução milagrosa a fim de resolver todos os problemas na área de produção e que a produtividade aumente imediatamente. O produtor deve considerar que e um processo, que precisa de tempo, que não e somente adubar e fazer a calagem, e como o Plantio Direto na Palha, quando iniciou aqui na região havia um descredito, as pessoas achavam que não daria certo, e hoje passados mais de 25 anos esta bem fundamentado, o tempo e o melhor remédio

15

PREFEITURA MUNICIPAL DE BRAGA

PREFEITURA MUNICIPAL DE INHACORÁ Modalidade: Pregão Presencial n° 014/2014. Tipo: Menor Preço. Objeto: Aquisição de gêneros alimentícios destinados a confecção da alimentação escolar. Edital: Disponível a partir de 07/03/2014, às 09 horas no Centro Administrativo Municipal, sito na Rua Elsa Florinda Stolberg da Rosa, n° 205. Data e horário para entrega das propostas: a partir do dia 07/03/2014, às 09 horas junto ao protocolo no Centro Administrativo Municipal. Data e horário sessão abertura das propostas e julgamento: dia 19/03/2014, às 09 horas, no Centro Administrativo Municipal. Demais Informações: Departamento de Compras ou pelo Fone (55) 3785-1110. Inhacorá-RS, 07 de março de 2014.

Sexta-feira, 07 de março de 2014

087 088 089 090 091 092 093 094 095 096 097 098 099 100 101

REQUISITA FÉRIAS DESIGNA SERVIDOR MUNICIPAL CONCEDE GOZO DE FÉRIAS CONCEDE GOZO DE FÉRIAS CONCEDE LICENÇA MATERNIDADE REQUISITA FÉRIAS CONCEDE GOZO DE FÉRIAS CONCEDE GOZO DE FÉRIAS CONCEDE GOZO DE FÉRIAS CONCEDE GOZO DE FÉRIAS CONCEDE GOZO DE FÉRIAS NOMEIA SERVIDOR APROVADO EM CONCURSO PÚBLICO REQUISITA FÉRIAS CONCEDE GOZO DE FÉRIAS DESIGNA SERVIDOR MUNICIPAL CONCEDE ADICIONAL DE PERICULOSIDADE CONCEDE LICENÇA MATERNIDADE NOMEIA MEMBROS DO CONSELHO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE CONCEDE GOZO DE FÉRIAS CONCEDE GOZO DE FERIAS REQUISITA FÉRIAS CONCEDE GOZO DE FÉRIS NOMEAR E COMNSTITUIR DORETORIA CONSELHO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE CONCEDE GOZO DE FÉRIAS REQUISITA FÉRIAS CONCEDE DIFERENÇA DE SUBSIDIO DESCONTO DE FALTAS CONCEDE VERBA PLANTÃO FEV/2014 CONCEDE VERBA PLANTÃO/PLUS SAÚDE CONCEDE PR~EMIO ASSIDUIDADE CONCEDE PAGTO 1/3 FÉRIAS FEV/2014 CONCEDE ADIC. TEMPO SERVIÇO FEV/2014 CONCEDE ALTERAÇÃO DE CLASSE FEV/2014

ASSOCIAÇÃO COMERCIAL, INDUSTRIAL, SERVIÇOS E AGROPECUÁRIA DE SANTO AUGUSTO. Rua Cel. Júlio Pereira dos Santos Nº. 505, Bairro Centro. Fone: 3781 1267 e Fax: 3781 3637 Santo Augusto – RS CEP: 98 590 000 CNPJ: 90.870.213/0001-67 E-mails: acisa@acisasantoaugusto.com.br anapexecutiva@hotmail.com EDITAL DE INSCRIÇÃO E CONVOCAÇÃO A Presidente da ACISA - Associação Comercial, Industrial, Serviços e Agropecuária de Santo Augusto – RS, situada na Rua Cel. Júlio Pereira dos Santos, 505, Centro, em Santo Augusto, inscrita no CNPJ: 90.870.213/0001-67, vem pelo presente INFORMAR E CONVOCAR todos os seus Associados em pleno gozo de seus direitos para inscreverem suas CHAPAS para eleição de nova DIRETORIA da entidade até o prazo de 28 de Março de 2014 nas dependências da ACISA conforme o Estatuto da mesma, Capítulo V, Artigo 16º, letra f do Parágrafo Único, e, também, à participarem da ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA a ser realizada no dia 02 de Abril do corrente ano, mesmo local, com início em primeira convocação às 18:30 horas (dezoito horas e trinta minutos), com 2/3 (dois terços) dos sócios e em segunda convocação à 19:00 horas (dezenove horas), com qualquer número de associados presentes, conforme os Artigos 17º e 18º do Estatuto, para deliberar o que segue. ORDEM: 1. 28.Março.2014, até as 18 horas, INSCRIÇÃO DE CHAPA DE DIRETORIA; 2. 02.Abril.2014, ELEIÇÃO DA DIRETORIA 2014 / 2016 da Entidade. Santo Augusto – RS, 07 de Março de 2014. MARIA INÊS ANTONOW Presidente


PUBLICAÇÕES LEGAIS ASSOC DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS - APAE

CNPJ - 90.167.347/0001-16 Rua José Gutkoski,490 - Bairro São João Santo Augusto - RS CEP - 98590-000 - Fone (55)3781-3872

BALANÇO PATRIMONIAL

ATIVO ATIVO CIRCULANTE DISPONÍVEL Caixa Depósitos Bancários Aplicações Financeiras OUTROS CRÉDITOS Convenios a Receber ATIVO NÃO-CIRCULANTE INVESTIMENTOS Outros Investimentos IMOBILIZADO Imóveis Construções Computadores e Periféricos Máquinas e Equipamentos Móveis e Utensílios Veículos Biblioteca DEPRECIAÇÕES ACUMULADAS (-) Depreciação Veículos (-) Depreciação Móveis e Utensílios (-) Depreciação Máquinas e Equipam (-) Depreciação Biblioteca (-) Depreciação Computad e Perif (-) Depreciação Imóveis Constr TOTAL DO ATIVO

PASSIVO 2013 53.602,08 22.385,68 380,00 2.938,16 19.067,52 31.216,40 31.216,40 126.673,64 1.997,43 1.997,43 247.606,27 68.786,11 19.615,91 25.329,18 61.028,07 65.500,00 7.347,00 (122.930,06) (65.500,00) (20.885,97) (9.420,57) (2.536,61) (14.013,65) (10.573,26) 180.275,72

2012 32.529,12 3.420,92 2.000,00 1.420,92 0,00 29.108,20 29.108,20 148.805,80 1.997,43 1.997,43 237.962,51 68.786,11 17.965,91 23.209,82 55.153,67 65.500,00 7.347,00 (91.154,14) (49.125,00) (15.283,02) (6.962,94) (1.801,91) (10.166,41) (7.814,86)

PASSIVO CIRCULANTE EMPRESTIMOS/FINANCIAMENTOS Bancos C/Devedora Bancos C/Empréstimos FORNECEDORES Fornecedores OUTRAS OBRIGAÇÕES Obrigações Trabalhistas e Sociais Obrigações Fiscais e Tributárias Outras Contas a Pagar PROVISÕES Férias TOTAL DO PASSIVO PATRIMÔNIO LÍQUIDO PATRIMÔNIO LÍQUIDO Patrimônio Social Superavit/Deficit do Exercicio

2013 54.412,07 28.592,29 2.182,40 26.409,89 293,50 293,50 9.857,76 5.590,19 326,98 3.940,59 15.668,52 15.668,52 54.412,07

2012 42.361,56 26.017,97 2.784,44 23.233,53 835,03 835,03 15.508,56 12.353,12 85,07 3.070,37 0,00 0,00 42.361,56

125.863,65 125.863,65 138.973,36 (13.109,71)

138.973,36 138.973,36 157.956,51 (18.983,15)

180.275,72

181.334,92

I – CONTEXTO OPERACIONAL NOTA 01 – A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Santo Augusto, inscrita no CNPJ sob nº 90.167.347/0001-16, é uma associação civil, beneficente, com atuação nas áreas de assistência social, educação, saúde, prevenção, trabalho, profissionalização, defesa e garantia de direitos, esporte, cultura, lazer, estudo, pesquisa e outros, sem fins lucrativos ou de fins não econômicos, com as atividades constantes no Capítulo I do Estatuto Social. II – APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS NOTA 02 – Na elaboração das demonstrações contábeis de 2013, a entidade adotou as Leis nº 11.638/2007, e Lei nº 11.941/09 que alteraram artigos da Lei nº 6.404/76 no que se refere aos aspectos da elaboração e divulgação das demonstrações contábeis. As demonstrações contábeis foram elaboradas em observância às práticas contábeis adotadas no Brasil, em especial a Resolução CFC nº 1.409/12 que aprovou a ITG 2002 para as Entidades sem Finalidade de Lucros, que estabelece critérios e procedimentos específicos de avaliação, de registros dos componentes e variações patrimoniais e de escrituração das demonstrações contábeis, e as informações mínimas a serem divulgadas em notas explicativas das entidades sem fins lucrativos. III – RESUMO DAS PRÁTICAS CONTÁBEIS NOTA 03 A) Adotado o regime de competência para o registro das mutações patrimoniais ocorridas no exercício; B) Os direitos e obrigações realizáveis ou exigíveis no período social subseqüente estão classificados no Ativo NãoCirculante e no Passivo Não-Circulante; C) A entidade não tem fins lucrativos, desta forma está imune de tributação de seus resultados; D) O imobilizado consta pelo valor original de aquisição, menos a depreciação e sem correção monetária;

MOVIMENTAÇÃO PATRIMONIAL

DESCRIÇÃO Biblioteca Computadores e Perifér Imóveis Construções Máquinas e Equipam Móveis e Utensílios Veículos TOTAL

SALDO 31/12/2012 7.347,00 17.965,91 68.786,11 23.209,82 55.153,67 65.500,00 237.962,51

AQUISIÇÃO 2013 0,00 1.650,00 0,00 2.119,36 5.874,40 0,00 9.643,76

BAIXA 2013 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

DEPRECIAÇÃO

SALDO 31/12/2012 (49.125,00) (15.283,02) (6.962,94) (1.801,91) (10.166,41) (7.814,86)

DEPRECIAÇÃO 2013 (16.375,00) (5.602,95) (2.457,63) (734,70) (3.847,24) (2.758,40)

SALDO 31/12/2013 7.347,00 19.615,91 68.786.11 25.329,18 61.028,07 65.500,00 247.606,27

BAIXA 2013 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

SALDO 2013 (65.500,00) (20.885,97) (9.420,57) (2.536,61) (14.013,65) (10.573,26)

Deprec. Veículos Deprec. Móv e Utens. Deprec. Máq e Equip. Deprec. Biblioteca ˙˙˙@˙˙˙˙˙˙ Deprec. Imóveis Constr TOTAL (91.154,14) (31.775,92) 0,00 (122.930,06) E) Os recursos da entidade foram aplicados em suas finalidades institucionais, de conformidade com seu Estatuto Social, demonstrado pelos seus Custos C/Assistência Social e Assistência Educação e Investimentos Patrimoniais; F) As aplicações financeiras estão demonstradas pelo valor de aplicação, acrescidos dos rendimentos correspondentes apropriados até a data do balanço; G) As receitas da entidade são registradas através dos comprovantes de recebimentos, entre eles, avisos bancários, recibos e outros. A entidade recebeu em 2013 doações de pessoas físicas e jurídicas através de projetos comunitários, recursos de promoções sociais, rendimentos de aplicações financeiras e subvenções do poder público; H) As despesas da entidade são apuradas através de notas fiscais e recibos em conformidade com exigências legais e fiscais inerentes. NOTA 04 – DOAÇÕES E SUBVENÇÕES A) As doações recebidas de pessoas físicas e jurídicas no exercício de 2013, foram no valor de R$ 90.240,41 (Noventa mil, duzentos e quarenta reais e quarenta e um centavos). B) No exercício de 2013, a Entidade recebeu Subvenções do Poder Público conforme o quadro a seguir:

Convênios Municipais Programa Bolsa de Estudos - Estadual Programa Solidariedade – Nota Fiscal Gaúcha - Estadual Convênio MDS/SAS - Federal Programa Dinheiro Direto Escola - PDDE – Federal Projeto Resgat Valores Fortalec Vínculos - Municipal Sub-Total Isenções Quota patronal INSS Cedência Servidores Municipais Total DEMONSTRAÇÃO DO SUPERAVIT/DEFICIT ACUMULADOS SALDO ANTERIOR DE SUPERAVIT ACUMULADOS AJUSTES CREDORES DE PERIODOS ANTERIORES REVERSÃO DE RESERVAS OUTROS RECURSOS SUPERAVIT LIQUIDO DO PERIODO-BASE SALDO ANTERIOR DE DEFICIT ACUMULADOS AJUSTES DEVEDORES DE PERIODOS ANTERIORES DEFICIT LIQUIDO DO PERÍODO-BASE SOMA DOS RECURSOS

2013 (18.983,15)

2012 (13.422,91) -

(13.109,71)

(18.983,15)

(32.092,86)

(32.406,06)

TRANSFERENCIAS PARA PATRIMÔNIO SOCIAL PARCELAS DOS SUPERAVIT INCORP AO PATR

18.983,15

13.422,91 -

SOMA DAS APLICAÇÕES

18.983,15

13.422,91

(13.109,71)

(18.983,15)

SUPERAVIT OU DEFICIT ACUMULADOS

DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO PATRIMÔNIO SOCIAL Saldo Inicial Transferência Superavit/Deficit Acumulados Subvenções Governamentais Saldo Final SUPERAVIT/DEFICIT ACUMULADOS Saldo Inicial Transferência P/ Patrimônio Social Resultado do Exercício Saldo Final PATRIMÔNIO LÍQUIDO

DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA MÉTODO INDIRETO FLUXO DE CAIXA DAS ATIVIDADES OPERACIONAIS Superavit/Defic it Líquido Deprec iaç ão Contas a Rec eber Fornec edores Salários e Enc argos Soc iais Contas a Pagar e Provisões Outros Débitos/Contas a Pagar Caixa líquido obtido/(aplicado) das/nas atividades operacionais FLUXO DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE INVESTIMENTOS Aquisiç ão de Investimentos Aquisiç ão de Bens do Ativo Imobilizado Caixa líquido obtido/(aplicado) das/nas atividades de investimentos FLUXO DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE FINANCIAMENTOS Variaç ão de Empréstimos Variaç ão no Patrimônio Soc ial (exc eto de reserva de superavit/defic it) Caixa líquido obtido(aplicado) das/nas atividades financiamentos FLUXO DE CAIXA AUMENTO/DIMINUIÇÃO NO CAIXA E CAIXA EQUIVALENTE DE CAIXA CAIXA E CAIXA EQUIVALENT ES EM 01 DE JANEIRO CAIXA E CAIXA EQUIVALENT ES EM 31 DE DEZEMBRO

2013

2012

157.956,51 (18.983,15) 138.973,36

171.379,42 (13.422,91) 157.956,51

(18.983,15) 18.983,15 (13.109,71) (13.109,71)

(13.422,91) 13.422,91 (18.983,15) (18.983,15)

125.863,65

138.973,36

2013

2012

(13.109,71) 31.775,92 (2.108,20) (541,53) (6.521,02) 15.668,52 870,22

(18.983,15) 30.922,41 3.759,15 835,03 (6.424,41) (16.268,23) (5.449,47)

26.034,20

(11.608,67)

(194,09) (4.747,00)

(9.643,76)

(4.941,09)

2.574,32

6.233,53

-

-

2.574,32

6.233,53

18.964,76

(10.316,23)

18.964,76

(10.316,23)

3.420,92

13.737,15

22.385,68

3.420,92

80.000,00 108.000,00 32.703,57 25.298,40 10.540,00 17.003,22 273.545,19 66.291,72 236.469.69 576.306,60

O montante acima foi contabilizado em Receitas de Contribuições para Custeio – Subvenções, para face à manutenção e programação de Obras Sociais e Filantropia, sob responsabilidade da Instituição, sendo totalmente aplicado nas ações a que se destinavam. C) No exercício de 2013, a Entidade investiu na compra de imobilizado os seguintes valores recebidos de subvenções:

Programa Dinheiro Direto Escola – PDDE - Federal Total

5.080,00 5.080,00

D) A entidade recebeu ainda da Prefeitura Municipal de Santo Augusto, a cedência de professores de 200 (Duzentas) horas semanais, durante o ano de 2013, o que despendeu em R$ 236.469,69 (Duzentos e trinta e seis mil, quatrocentos e sessenta e nove reais e sessenta e nove centavos) aos cofres municipais, conforme relatório de informações prestado pelo setor de Recursos Humanos da prefeitura. NOTA 05 – CONCESSÃO DE GRATUIDADE A entidade mantém 100% de seus assistidos com gratuidade, e cumpriu as exigências legais, no exercício, conforme demonstração.

Comp. Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro 13º Salário TOTAIS

Relatório de Base de Cálculo de INSS – APAE - 2013 Base de Cálculo INSS % INSS Vlr Isenção R$ 22.977,44 26,50 6.044,95 16.744,96 26,50 4.393,35 17.316,05 26,50 4.544,68 17.410,96 26,50 4.569,84 19.719,38 26,50 5.181,56 19.959,54 26,50 5.245,20 19.927,27 26,50 5.236,66 19.927,27 26,50 5.236,66 19.953,71 26,50 5.243,67 19.318,41 26,50 5.075,31 19.904,44 26,50 5.186,54 20.891,59 26,50 5.492,19 18.268,33 26,50 4.841,11 252.319,35 66.291,72

EMPRESA

RAT

TERCEIROS

TOTAL

BASE DE CALC. S/ SALÁRIOS

20%

2%

4,5%

26,50%

243.505,35

BASE DE CALC. S/ AUTÔNOMOS 8.814,00

VLR INSS ISENÇÃO 66.291,72

ASSITÊNCIA SOCIAL E ASSISTÊNCIA EDUCAÇÃO – EXERCÍCIO 2013

RECEITA TOTAL

CUSTO C/ASSIST. SOCIAL E ASSIST. EDUCAÇÃO

VALOR DA ISENÇÃO USUFRUIDA

20% S/RECEITA

% GRATUIDADE S/A RECEITA BRUTA 101,92%

681.559,27 694.668,98 66.291,72 136.311,85 NOTA 06 - ISENÇÕES USUFRUÍDAS O custo da isenção da quota patronal, RAT e terceiros da previdência social usufruída pela entidade, relacionado com o total da Receita e da Gratuidade concedida no exercício, foi conforme o seguinte quadro:

2012 (R$) 44.693,48 4.307,62 9.692,19 58.693,29

20% sobre folha de salários e autônomos RAT (2%) Terceiros (4,5%) TOTAL EXERCÍCIO 2013

(9.643,76)

16

NOTAS EXPLICATIVAS AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DE 31/12/2013

DESCRIÇÃO

181.334,92 TOTAL PASSIVO/PATRIM.LIQUIDO

Sexta-feira, 07 de março de 2014

VALOR DA ISENÇÃO USUFRUÍDA 66.291,72

20% S/RECEITA 136.311,85

2013 (R$) 50.463,87 4.870,14 10.957,71 66.291,72 GRATUIDADE EFETIVAMENTE PRATICADA 694.668,98

NOTA 07 – RESULTADO DO EXERCÍCIO O resultado do exercício ficou na conta Superávit ou Déficit do Exercício no grupo do Patrimônio Líquido. Deficit do Exercício 01/01/2013 a 31/12/2013.......................................R$ 13.109,71 NOTA 08 – DO CUMPRIMENTO DO ARTIGO 14 DO CTN A) A entidade aplica integralmente o seu eventual resultado líquido na manutenção e desenvolvimento de seus objetivos institucionais, conforme previsto em seu Estatuto Social; B) Os dirigentes, conselheiros, associados, não percebem remuneração, vantagens ou benefícios, por qualquer forma ou título, em razão das competências, funções ou atividades que lhes são atribuídas estatutariamente; e a entidade não distribui lucros, dividendos ou bonificações, conforme previsto em seu Estatuto Social, artigo 21, parágrafo 2º; C) A entidade mantém escrituração de suas receitas e despesas em livros revestidos de formalidades que assegurem

sua exatidão.

LURDES MONTAGNER Presidente CPF:615.686.860-72

Santo Augusto-RS, 31 de Dezembro de 2013. LUIZ ALBERTO SCHOSSLER Tesoureiro CPF: 276.074.290-34

NOEMIA TEREZA WEBER CPF: 223.026.030-87 Tec.Cont.CRC-RS-039632/O-8

PARECER DO CONSELHO FISCAL O Conselho Fiscal da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais Santo Augusto, no desempenho de suas atividades legais e estatutárias, tendo acompanhado as atividades da entidade, examinando o Balanço Patrimonial. Demonstração do Resultado do Exercício, Demonstração do Superávit/Déficit Acumulados, Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido, Demonstração dos Fluxos de Caixa e Notas Explicativas, da mesma, levantada em 31 de dezembro de 2013. Entende que as contas expressam a realidade existente nos registros contábeis e refletem corretamente a posição econômica, financeira e patrimonial da entidade. Santo Augusto – RS, 28 de Fevereiro de 2014 ANAIR CIOTTI CAMILA RODRIGUES MARTINS CECÍLIA LURDES DIAS MENEGON


17

Sexta-feira, 07 de março de 2014

GERAL

Variedades

HORÓSCOPO ÁRIES 20/03 a 20/04 A semana inicia com os efeitos de Marte – que é regente de seu signo – em movimento retrógrado, influência capaz de fazê-lo(a) repensar e mudar posturas diante de relacionamentos. Algumas decisões serão importantes, mas precisarão de diplomacia para esclarecer algo. As atenções com a saúde, com o corpo e a espiritualidade serão essenciais para recompor suas energias. Na vida afetiva, há tendências para retomar assuntos antigos e mudar a forma de tratar alguns outros. TOURO

21/04 a 20/05 Período importante para maior envolvimento com grupos e situações sociais. O trabalho marcará um desafio em lidar com parcerias diferentes ou repensar a maneira de conviver com quem é próximo ao longo do mês todo. Há tendências para dividir responsabilidades importantes nas relações com quem tem mais vínculo afetivo. Cuide para não assumir obrigações que são de outras pessoas. Novos costumes e projetos são propensos a alterar sua rotina depois do carnaval. GÊMEOS 21/05 a 20/06 Nesta semana algumas questões materiais e burocráticas terão oportunidades para melhor andamento após o carnaval. Cuide para que a atenção que costuma ter com vários assuntos ao mesmo tempo não provoque stress ou sobrecarregue corpo e mente. Boas tendências para uma nova etapa no trabalho e para empenho especial diante de novos objetivos. Semana positiva para estudos se não estiver no clima do carnaval. Na vida afetiva, procure compartilhar interesses culturais com quem se relaciona. CÂNCER 21/06 a 21/07

RODRIGO FERNANDO CERESER Local e data do nascimento: Três de maio – 29/08/1978 Estado civil: casado Cônjuge: Camila Johann Filhos: Helena Cereser Profissão: Gerente Comercial / câmera agroalimentos S/A e professor de ensino Superior / Faisa Faculdades Onde mora: Santo Augusto Definição de si: Focado naquilo que faz Comida: Churrasco Bebida: Uísque Cor: Preto Número: 10 Time: Grêmio Filme: Velozes e furiosos Livro: Sonho Grande Cantor: Herbert Viana Cantora: Ivete Sangalo Atriz: Fernanda Montenegro Ator: Antônio Fagundes Qualidade: prestativo Defeito: estressado Uma emoção: nascimento de minha filha Família: base de tudo Sonho realizado: conclusão do curso superior

Medo: injustiças Mania: Perfeccionista Odeia: Falsidade Uma cidade: Nova York Personalidade que admira: Nelson Mandela Hobby: caminhar Característica mais importante em uma pessoa: lealdade Qual a primeira coisa que diria a Deus caso o encontrasse: demorei para te encontrar. O que faz nas horas vagas: gosto de ler Viagem inesquecível: não fiz ainda Palavra: atitude Amar é: ajudar o próximo Fato marcante: Ser promovido na empresa que trabalho Uma saudade: do meu pai Filosofia de vida: viva todos os dias como se fosse o ultimo

Propensões para retomar interesses familiares e esclarecer assuntos materiais associados ao lar durante a semana. Se for curtir o carnaval, procure se divertir por inteiro(a) e esquecer preocupações que só poderá resolver depois. Momento especial para viagens, contatos à distância e com quem não vê há tempos. Preferindo ficar com a família ou caseiro(a), aproveite mais os momentos culturais, a vivência com filhos (se tiver), crianças da família e parentes.

LEÃO 22/07 a 22/08 O momento é de atenção com as finanças, especialmente para não ter prejuízos com alguns excessos. Se prefere a reclusão da folia de carnaval, terá momentos especiais retomando estudos, leitura e mesmo a dedicação com temas espirituais. A partir de quarta, há tendências para mudar a direção de sociedades que possua e também a conduta nas relações de trabalho. Na vida amorosa, será importante aceitar as maneiras da pessoa amada ou de paquera que estiver VIRGEM 23/08 a 22/09 A semana é especial para vivenciar os relacionamentos de maneira diferente, com oportunidades para estar diante de pessoas queridas em momentos sociais. Será fundamental compreender algumas diferenças e se adaptar aos pontos de vista que certas pessoas cultivam. Momento importante para iniciativas - se possui interesse afetivo - e para decisões ao lado de quem se relaciona. Tendências a mudar prioridades materiais e planos com suas finanças

LIBRA 23/09 a 22/08 Marte está em seu signo e neste mês iniciou movimento retrógrado – no sentido inverso do zodíaco – o que aponta mudanças de conduta junto aos seus relacionamentos nos próximos dias. Será importante para compreender melhor os valores de quem convive e evitar que abusem de sua boa vontade. Período para refletir sobre objetivos materiais a longo prazo. Deverá repensar alguns costumes de sua rotina e trabalho para o decorrer de todo o mês. Atente-se com impulsos na vida afetiva 23/08 a 21/11 ESCORPIÃO

A semana e o mês iniciam com tendências para uma reflexão sobre suas responsabilidades nas relações e mesmo mudanças de conduta diante delas. Está propenso(a) a se recompor de desgastes com ajuda de suas crenças, interesses espirituais, bem como em isolamento de certos ambientes e relações. Os temas familiares e as relações de vínculo afetivo tendem a tomar dedicação especial após o meio da semana. Estará mais empenhado(a) para expor assuntos e resolver equívocos 22/11 a 21/12

SAGITÁRIO

Cuide para não criar atrito com padrões, manias e costumes de outras pessoas, principalmente com quem tem mais vínculo afetivo. O empenho a assuntos de outras pessoas tende a ser maior, o que recomenda atenção para não se envolver demais com problemas que não são seus. Há mais chances para lembranças e para retomar costumes com os familiares. No final da semana está propenso(a) a retomar antigos projetos ou dar andamento a algo que estava estagnado

CAPRICÓRNIO 22/12 a 21/01 Saturno – regente de seu signo – fica em movimento retrógrado nas próximas semanas, o que fará reconsiderar projetos ou mudar sua postura diante de interesses a longo prazo. É um momento para refletir se vale a pena continuar com certas metas. É provável que altere sua postura com amizades e grupos. Procure se empenhar à convivências que precisam da sua companhia e se dedicam a você. Atente-se para não se comportar de maneira pragmática ou exigente na vida afetiva AQUÁRIO 21/01 a 19/02 Tendências a gastos extras na semana e mais atenção para não se exceder com as finanças por mero capricho. Boas chances para definir objetivos materiais após o carnaval. Na quarta, Vênus ingressa em seu signo, influência que aumenta seu poder de persuasão e também positiva para mediar relações. Cuidados com o corpo e com sua vaidade tendem a ser mais intensos. Terá oportunidades para mais momentos sociais. Na vida amorosa, o romantismo estará favorecido, assim como paqueras PEIXES 20/02 a 20/03 Iniciamos a semana com os efeitos da Lua Nova em seu signo, propícios para quem gosta de meditar ou fazer um retiro para recompor energias no carnaval com interesses que sirvam para revitalizar a mente, o corpo e as emoções. Quem gosta de carnaval, terá oportunidades para aproveitá-lo com intensidade e disposição, priorizando atenção dobrada para evitar excessos. Após quarta, é propenso(a) a direcionar projetos, mas com atenção para evitar desperdiçar energias com assuntos desnecessários.


18

Sociedade e Blocos de Santo animação d

Sexta-feira, 07 de março de 2014

Kamarusko

Magrinho

Tarcísio Jacques da Silveira agradece em nome do bloco a todos os seus componentes, ao presidente Lurian, à Dani, aos guris do palco do Grupo Sambando, ao Diogo e Neri Bidinha e à Teresa pelo empenho e dedicação ao bloco. “Fizemos história de novo, tendo até cópia de nossas obras. Parabéns a todos e no ano que vem tem de novo. Fui eleito presidente na última terça-feira, por unanimidade. Muito obrigado pela confiança. Temos orgulho do que fizemos com o bloco, porque o Kamarusko é o bloco que faz”.

A Sociedade de Amigos da Escola de Samba MAGRINHO, com seus 165 componentes, participou nos bailes de carnaval de sexta-feira na cidade de Horizontina, sábado em Tres de Maio, domingo em Ijuí no Aruba e segunda no Clube Gaúcho de Santo Angelo. No domingo à tarde aconteceu grande festa em seu QG “Lenço Colorado” com a presença da “Madrinha” Vó Alzira Sperotto que cortou a torta de 40kg em comemoração aos 40 anos-Bodas de Rubi, do Bloco Magrinho. A diretoria agradece a participação exemplar de seus componentes, a dedicação da bateria e do pessoal do palco, a ala dos compositores pelo belo samba e a todas as pessoas que colaboraram para o sucesso do carnaval 2014.

Foto: Revista e-vip

CARNAVAL INFANTIL NO CLUBE SETE Com muito brilho e fantasias lindíssimas, o Clube Sete realizou, em parceria com o Bloco Camarusco, a edição 2014 do Carnaval Infantil. Foi uma tarde de muito samba no pé sob a animação do DJ Magrão, co m desfile dos Blocos Infantís Que quié isso? e Magrinhos que fizeram sua apresentação com muita ginga e beleza... Houve também a presença dos pequenos componente do Bloco Kamarusko. Tivemos a presença dos pais e familiares , o que deixou mais animada a festa. No concurso “Melhor Fantasia” masculina venceu o pequeno Lorenzo Sperotto, ficando em segundo lugar Enzo Friske. Na fantasia feminina ganhou o primeiro lugar Martina Johann, em segundo lugar, Ângela Taborda e em terceiro lugar Natalia A. Daniel. No concurso Rainha do Carnaval-2014, obteve o primeiro lugar a garota Martina Johann, tendo como princesas, Ângela E. Sperotto e Ana Júlia Alebrandt e o trono do Carnaval Infantil masculino ficou com o Rei Enzo Friske. Parabéns a todos os eleitos... Agradecemos à diretoria do Clube Sete pelo apoio e presença, ao Sicredi pela premiação, à prof. Dinorá pelos kits escolares da premiação, ao Bloco Kamarusko e aos pais que, mais uma vez acreditaram que vale a pena investir na alegria dos seus filhos.


em Destaque Augusto garantem a do carnaval regional

Que Quié Isso? Mais um ano dando Show a Bateria Nota 1.000 do Bloco Que Quié Isso? passou com seus marinheiros por 4 cidades da nossa região mostrando seu samba e sua animação única. Na sexta iniciamos os trabalhos com o tradicional GRENAL 2x1 para o Inter, logo seguimos a cidade de Horizontina, sábado fomos a atração principal do Clube de Três de Maio animando a multidão com nosso samba e o beijinho no ombro, a sensação do carnaval 2014. No domingo amanhecemos em Ijui ,segunda fomos pioneiros na cidade de Três Passos e terça tivemos o troféu Joãozinho, que agora se chama Troféu Jeferson Coró, na sede com um belo jantar. O Bloco QQI? agradece a participação de todos no carnaval e já convida os mesmos para o Carnaval 2015.

Valtair de Paula Alves “Neguinho” Estará comemorando mais um ano de vida neste final de semana com seus amigos e familiares o Vereador e também Presidente do Legislativo de Chiapetta Valtair de Paula Alves. Os colegas, amigos e familiares lhe desejam muitas felicidades e sucesso na vida.

Sexta-feira, 07 de março de 2014

19


20

Sexta-feira, 07 de março de 2014

GERAL

Profissionais Dr. Claudio Horing

Dr. Sidnei Ronaldo Daniel

Cir. Dentista Dentista CRO CRO 8184 8184 Cir.

CRM 18.429 GINECOLOGIA/OBSTETRÍCIA - CLÍNICA GERAL, CIRURGIA (varizes e esclerose das veias)

Odontologia End. Consultório Consultório End. Rua Pe. Pe. Roque Roque Gonzales, Gonzales, 371 371 Rua Fone: 3781-1621 3781-1621 Res.: Res.: 3781-3404 3781-3404 Fone: SANTO AUGUSTO AUGUSTO -- RS RS SANTO

Atende: IPE, UNIMED e particular Consultório: R. Independência, s/n(ao lado da Farmazé) - Fone 55 3781-1928 - Santo Augusto

Antonio Vanderlei Pereira ADVOGADO

OAB/RS 8.505

Fone 3781-1311 Rua Cel. Júlio Pereira dos Santos, 560 SANTO AUGUSTO-RS

Materiais Hidroelétricos Ltda - Ferragens - Tintas - Materiais hidráulicos - Materiais elétricos - Produtos para piscina Av. Central, 88 - Fone 3781-1844 Santo Augusto - RS

Estética Ortodôntica Clínica Geral


VEÍCULOS Av. do Comércio, 1352 - Santo Augusto

NH CR 9060 ANO 2012 NH TC 5090 ANO 2008 NH TC 59 TODO TERRENO ANO 2004 NH TC 57 HIDRO ANO 2003 NH 8055 ANO 90 NH 8040 ANO 89 JOHN DEERE 1550 ANO 2005 JOHN DEERE 1185 ANO 2001 JOHN DEERE 1450 ANO 2002 JOHN DEERE 1175 ANO 2004 JOHN DEERE 1175 HIDRO ANO 98 SLC 7200 HIDRO ANO 90 MF 38 ANO 2003 MF 34 ANO 2010 MF 32 ANO 2008 MF 5650 ANO 2010 MF 5650 ANO 2007 MF 5650 ANO 2003 MF 3640 ANO 2001 CASE AXIAL 2399 ANO 2008 CASE AXIAL 2388 ANO 2010 MF 680 C/ CABINE 4X4 ANO 2006 MF 292 4X4 ANO 2003 MF 255 4X4 ANO 2008 C/ CONCHA PAF STA HAR MF 283 4X4 ANO 2006 VALTRA BH 180 C/ CABINE 4X4 ANO 2003 VALTRA BM110 ANO 2004 VALTRA BL88 ANO 2004 VALTRA 785 4X4 ANO 2006 VALMET 985 4X4 S C/ CABINE ANO 98 + CONCHA BÉGUE STARA SÉRIE OURO 1.750 kg ANO 2011 NH 7630 4X4 ANO 2009 NH 6610 C/ CABINE ANO 88 NH TL90 4X4 C/ CABINE ANO 2003 NH 5030 ANO 93 JOHN DEERE 6415 C/ CABINE 4X4 ANO 2009 JOHN DEERE 6300 4X4 ANO 2004 JOHN DEERE 5303 4X4 ANO 2010 MILLER TM12 ANO 88 MILLER TM17 ANO 94 PLANTADEIRA SFIL 9 LINHA ANO 2003 PLANTADEIRA SEMEATO SSM 23 ANO 2002 PLANTADEIRA SEMEATO SSM 27 ANO 2002 PLANTADEIRA SEMEATO TDAX 4500 PLANTADEIRA SEMEATO TDAX 3800 PLANTADEIRA SEMEATO TD 300 ANO 1989 PLANTADEIRA SEMEATO SHM 1517 ANO 2002 PLANTADEIRA SEMEATO PERSONAL DRILL 21 ANO 2002 PLANTADEIRA IMASA PHS 146 6 LINHA DE SOJA 4 DE MILHO 14 DE TRIGO ANO 2003 PLANTADEIRA VENCE TUDO HIDRAULICA 5 LINHA ANO 96 PLATAFORMA MILHO STARA BRAVA 9 LINHA 45cm ANO 2006 PLATAFORMA MLHO JOHN DEERE 9 LINHA 45cm ANO 2008 PLATAFORMA MILHO SLC 4 LINHA ANO 98 PULVERIZADOR STARA GLADIADOR 4X4 C/ PILOTO AUTOMÁTICO, CONTROLADOR DE VASÃO E DESLIGAMENTO DE SESSÃO ANO 2010 PULVERIZADOR CASE PATRIOTI 4X4 HIDRO 3.500 litros ANO 2008 PULVERIZADOR JACTO UNIPORTE ANO 2007 ACEITA-SE TROCA POR MAX SISTEN PULVERIZADOR JACTO ADVANCE 2.000 litros C/ COMANDO ELÉTRICO E CONTROLADOR DE VAZÃO ANO 2004 PULVERIZADOR JACTO ADVANCE 2.000 litros ANO 2004 MAX SISTEN FORD 6600 C/ AD18 ANO 2005 GOBE BALDAN C/ COMANDO 24 DISCOS 26 POLEGADAS MUNCK 3.500 kg MB 2013 TRUQUE ANO 74 MB 1513 TRUQUE ANO 80

ACESSE MAIS EM: www.paulomokan.com

21

Av. David José Martins, 897 Fone: (55) 3331-6000 Sol Nascente - Ijuí-RS www.sponchiado.com.br

Fone: 9964-2387 e 3781-1393

S-10 DLX, 2.8 diesel, 4p completa, 04 Fusca 1600 gasolina, cinza, 84 MB Classe A 160, prata,comp.02 Passat 1.6,original, branco, 84 scenic authentic 1.6 cinza, 04 Celta 4p, DH, branco,08 Polo 1.6 Hath,comp. vermelho,03 Chevette, branco,92 Del rey, ghia, comp.bordô, 87 Polo sedan 1.6 comp, preto 06 Gol Power 1.6 4 pota comp, vermelho 08 Monza SLE, prata, 88 Celta Branco, 2 p, c/ar, 05 Vectra GLS cinza, 97 Belina , Ghia, completa, azul, 87 Opala Diplomata 4.1 4 p, comp., 89 Astra Sedan Milenium, comp,prata,00 Corsa sedan 1.6 prata, 04 Palio Fire 2p, c/ar cond, branco, 03 Kadett GL, comp, verde, 97 Verona GL, verde, 92 Uno Fire, 4p, azul, com ar, 04 Uno Fire 2p, prata, 08 Escort Hobby 1.0 Bordo 04 Belina original, bege, 86 Fiat uno Sx 4 porta, branco, 97 Fiesta 1.0 4 porta vermelho, 02 Focus 1.6, Sedan, completo, preto, 08 Chevette SE, bege, 87 Chevette SL, 1.6, azul, 84 Monza GL,-ar, 4p, branco, 95 Golf 1.6, completo,00 Gol, azul, 4p, c/ar, 01 Palio, 4 p, vermelho, 97 Astra Sedan Elegance, Completo, branco, 05 Parati 1.6, 4p, completa, prata, 05 Honda XLX 250, 89 Honda CB 400, 81 Honda Bis, com partida, 02

Sexta-feira, 07 de março de 2014

LISTA DE VEÍCULOS USADOS

TARUMÃ VEÍCULOS Modelo

Cor Ano/Mod

VW GOL G3 PRATA SAVEIRO 1.6 AZUL Ford FOCUS 1.6 BEGE FOCUS SD 1.6 BEGE FIESTA BEGE FOCUS HACTH BRANC FOCUS HACTH VERM FOCUS 1.8 CINZA FOCUS 1.6 BEGE FOCUS 1.8 AZUL ESCORT SW BORDO Chevrolet ASTRA HACTH PRATA S 10 DUPLA 2.4 PRATA VECTRA ELEG. PRATA CHEVETE PRATA MONZA AZUL CELTA 1.0 PRATA FIAT UNO WAY 1.4 BEGE UNO 2P BRANC PALIO 4P BORDO PUNTO ELX CINZA

Opcionais

2003 1999

ARQ-LTD-2P AC-ARQ

2004 2008 2011 2013 2001 2004 2008 2002 1998

COMPLETO COMPLETO COMPLETO COMPLETO COMPLETO COMPLETO COMPLETO COMPLETO DH-LTD

2007 2008 2006 1992 1992 2002

COMPLETO COMPLETA COMPLETO ARQARQ-2P AC-ARQ-LTD-2P

2011 2001 1998 2008

COMPLETO ARQARQ-LTD-TRV-AL COMPLETO

Av. do Comércio - 1623 - SANTO AUGUSTO - RS

Fone: 55 3781-1560 www.simonautomoveis.com.br FIESTA 4p Prata

Completo 2004

CELTA VH C

Prata

2005 206 1.6

Prata

FOCUS SEDAN

Prata

Completo 2004 Completo 2007

FOCUS (novo)

Preto

Completo 2009

FOCUS

Prata

Completo

FOCUS

Azul

Completo 2001

FOCUS SEDAN

Preto

Completo 2006

FOCUS SEDAN

Verde

Completo 2001

MONDEO CLX

Azul

Complto

MONDEO CLX

Verde

Completo 1997

SAVEIRO 1.6

Bordo

Completa 1999

CORSA WIND

Azul

+

couro2003

1997

1995 FIESTA 1.0

Roxo

1996

05/05 01/01 11/12 08/09 09/10 07/07 09/10 09/10 07/08 98/99 08/09 01/01 11/12 95/96 02/02 01/02 04/05 99/99 04/04 11/12 02/03 03/04 04/04 01/01 02/02 07/08 07/08 98/99 02/03 01/01 02/03 04/04 01/02 06/07 07/07 11/12 09/10 05/06 05/06

IXM-5000 IKJ-4478 ISA-7179 IOX-6990 IQI-1285 INS-8229 IPW-5693 IPZ-7224 IOB-4232 IHS-5231 EBK-3904 IJX-9192 ISN-4963 LZA-8540 JOQ-5555 IKI-4940 MCR-5506 IIU-7661 ILS-6809 IXT-1515 MBS-4405 ILK-4834 ILS-1390 DDG-0624 DGD-6064 MRS-9167 INZ-5088 IHQ-4272 IKY-8213 IKB-4163 IKY-4440 ILS-1301 DRI-1192 DTS-0750 INZ-2358 ISR-6720 IQB-9356 IMZ-0928 HSF-8044

11/11 11/12 07/08 08/09 09/10 09/10 08/09 07/07 12/12 12/13 09/09

BBF-2027 NPJ-5952 INX-3400 BEW-5673 IQJ-9603 IPY-7513 IPH-5255 INR-9715 ITA-4581 ITI-8668 IPV-7503

10/10 11/11 03/03 07/08

IQR-5121 ISC-3546 MMS-2916 IOE-8439

08/08 11/12

MEM-7304 ISF-0130

08/09 09/09

IPG-2256 JAL-1920

08/09

MGK-7499

13/13 10/10

IUG-7394 ISI-0444

CONSÓRCIOS

F-1000 Dupla

Bordo

Completa 1982

KA 1.0

Prata

Vidros elétr.

Preto

Completo 2009

1997

Caminhões

ASTRA HB 4P

ECOSPORT 1.6 XLTDouradaCompleta + couro 2009 COROLLA XEI aut.CinzaCompleto COROLLA XEI

Cinza

GOL G5

Cinza

Completo 2009

GOL G4

Cinza

4 portas

2007

Azul

ve + te

UNO FIRE 4p

2004

Completo 2006

2002 DAKOTA SPORT Azul DIESEL

BLAZER COLINA CELTA CELTA CELTA CELTA SPIRIT CLASSIC LIFE CLASSIC LIFE CLASSIC LIFE CLASSIC SPIRIT CLASSIC SUPER COROLLA XLI CORSA WIND CORSA HATCH CORSA HATCH WIND CORSA MILENIUM CORSA MILENIUM CORSA SEDAN JOY CORSA SUPER COURIER CRUZE LT FIESTA FIESTA PER FIESTA FOCUS GHIA FOCUS 1.8 FOCUS 2.0 GOL GOL MIL GOL 1.0 GOL 1000 GOL 1000 GOL 1.6 POWER GOLF KA KA GL MALIBU LTZ MERIVA JOY MERIVA SS MONTANA CONQUEST OMEGA PALIO CELEBRATION PALIO ELX PALIO FIRE FLEX PRISMA JOY PRISMA JOY PRISMA JOY SIENA FIRE FLEX SPACECROSS GILL SPIN AT LTZ STRADA ADVENTURE S10 EXECUTIVE 2.8 S10 2.8 4X4 TRACKER UNO MILLE FIRE FLEX UNO MILE FIRE FLEX UNO MILLE EXONOMY VECTRA GT VECTRA SEDAN ELEGANCE VECTRA SEDAN ELEGANCE VOYAGE 1.0 ZAFIRA EPRESSION

C o m p l e t a

1999

VECTRA ELEGANCE Prata

Completo 2008

HONDA CIVIC

Prata

Completo 2002

SANTANA GLS

Azul

1995

Veja fotos no site: simonautomoveis. com.br

Parcelas a partir de R$ 706,69

Automóveis Parcelas a partir de R$ 144,82

Motos Parcelas a partir de R$ 115,75

Imóveis Parcelas a partir de R$ 92,26

e-mail:gasparautomoveis@brturbo.com.br site: www.gasparautomoveis.com.br

55-3332-3131


IMOBILIÁRIAS

Sexta-feira, 07 de março de 2014

22

VENDA LOCAÇÃO ADMINISTRAÇÃO AVALIAÇÃO Jaime Perini - Corretor de Imóveis - CRECI/RS 18.216 Rua Rio Branco nº 475, Centro Santo Augusto(RS) Fone/Fax (055) 3781-1212 E-mail: jaimeperini@bol.com.br Home Page: www.jotapeimoveis.com.br

JOTA PE IMÓVEIS “VENDE” (Área Urbana de Santo Augusto) TERRENOS T-108: Terreno com 16.641,50m2, no Trevo de Acesso à cidade de Santo Augusto, com frente também para a RS-155. Possibilidade de venda fracionada. T-110: Terreno com 442,00m2, à Rua Clodomiro Silva, Bairro Petrópolis (próximo à Creche). Frente de 13 metros. T-111: Terreno com 442,00m2, à Rua Clodomiro Silva, Bairro Petrópolis (próximo à Creche). Frente de 13 metros. T-112: Terreno Com 493,00m2, à Rua Jardelino Martins, Bairro Petrópolis (próximo à Creche). Frente de 14,50 metros. T-113: Terreno com 442,00m2, à Rua Jardelino Martins, Bairro Petrópolis (próximo à Creche). Frente de 13 metros. T-118: Terreno com 700m2 na Av. Pedro Campos (ao lado da Pipi Máquinas). Frente de 17,50 metros. T-120: Terreno nº 02 da quadra “Q.B”, com 390,00m2. Rua São João, Bairro Floresta (próximo ao Ginásio). Frentes de 13,00 e 30,00 metros. T-122: Terreno nº 02 da quadra “Q.A”, com 450,00m2. Rua São João, Bairro Floresta (próximo ao Ginásio). Frente de 15,00 metros. T-126: Terreno com 180,00m2. Rua Ildefonso Lucas, Bairro Gloria. Frente de 12,00 metros. T-137: Terreno com 801,50m2. Rua Egon H.Konig, Bairro Getulio Vargas. Frente de 20,00 metros. Dispomos de ótimos terrenos também na cidade de Coronel Bicaco (RS).

CRECI:36.691 PILIKA CRECI:41.144 CRISTIANE A CHAVE DOS BONS NEGÓCIOS

Corretores Pedro Augusto Lazzari CRECI-31258 Vera Lúcia Lazzari CRECI-36309 Rua Rio Branco, 755 Fone 0xx 55 3781-1308 55 9962-7527 e-mail: pedro.lazzari@hotmail.com

VENDE: Imóveis Residenciais BAIRRO FLORESTA - Casa Alvenaria à Rua Batista Andrighetto, n° 35, com 700m²; Terreno com 2.000m². - Casa Alvenaria à Rua XV de Novembro, n° 968, com 140m². BAIRRO SÃO FRANCISCO - Casa Alvenaria à Rua Amador A. da Silva, n° 309, com 130m². Terreno com 374m². - Casa Alvenaria à Rua Cel. J. Pereira dos Santos, n° 25. Terreno com 218m². - Casa Mista à Rua Venerato G. Oliveira, com 96m². - Casa Mista à Rua Brasília, n° 296, com 160m². - Casa Mista à Rua Amador A. da Silva, n° 55. - Casa Mista à Rua São Jacó nº 509, com 100m². BAIRRO GETÚLIO VARGAS - Casa Alvenaria à Rua Francisco S. Sobrinho n° 444, com 120m²; - Casa Alvenaria à Rua Machado de Assis n° 480, com 120m². Terreno com 510m². - Casa Alvenaria à Rua Zeca Luíz, n° 483. - Casa Alvenaria à Rua Zeca Luíz, n° 40. - Casa Alvenaria à Rua Benjamin Schwening, nº 178.

JOTA PE IMÓVIES “ALUGA”

ALUGUEL COMERCIAL

CASAS

- Sala Comercial à Av. Comércio, nº 303, sala 01. - Sala Comercial à R. Rio Branco, esq. R. Vicente Silva, Centro.

LC-088: Mista, 02 dormitórios. Rua Floresta, nº800. Centro. LC-133: Mista, 03 dormitórios. Rua Rio Branco, 390. Centro. APARTAMENTOS LA-006: Alvenaria, 03 dormitórios (sendo 01 suíte). Rua Guerino Bolignon, 27. Centro. LA-036: Alvenaria, 02 dormitórios. Av. do Comércio,760 (fundos). Centro. LA-055: Alvenaria, 03 dormitórios (sendo um suíte). Rua Rio Branco, 970, Centro. Prédio novo. Garagem privativa. Dispomos também para locação: a) apartamentos “novos e mobiliados” no prédio à Avenida do Comércio, nº 328, Centro; b) apartamentos no prédio à Rua Tiradentes, nº 722, Centro. JOTA PE IMÓVEIS - O SEU CORRESPONDENTE IMOBILIÁRIO CAIXA AQUI. O MELHOR NEGÓCIO TAMBÉM EM IMÓVEIS RURAIS E RESIDENCIAIS. VENHA CONFERIR!

ALUGUEL RESIDENCIAL - Apartamento 08 - 3º andar: à R. Vicente Silva, Centro. (1 suíte, 2 quartos). - Casa Alvenaria: à R. 30 de Maio, n° 1.450, B. Zeca Silva. (1 suíte, 2 quartos). - Casa Mista: à R. Guaíba, n° 333, Santo Antônio. (3 quartos).

Avenida do Comércio, 71, Centro Santo Augusto/RS Fone: 3781-3580 / 9963-2602 / 96219016 imobiliarialangner@hotmail.com ALUGUÉIS · A PA R TA M E N T O : S U Í T E + 2 DORMITÓRIOS: Rua Rio Branco, Bairro Centro. · A PA R TA M E N T O : 2 DORMITÓRIOS:Avenida do Comércio, Centro. · C A S A D E A LV E N A R I A : 3 DORMITÓRIOS, Rua Uruguai, Petrópolis. · C A S A D E A LV E N A R I A : 3 DORMITÓRIOS, Rua São Jacó, São Francisco. ·SALA COMERCIAL/Avenida Getúlio Vargas, Bairro Centro. ·SALA COMERCIAL/Rua Rio Branco esquina com a Rua Vicente Silva, Bairro Centro. IMÓVEIS A VENDA

BAIRRO GLÓRIA: - Imóvel 480m 2 / casa 66m 2 Rua Mauricio Cardoso. - Imóvel 518m2/ casa 120m2 Rua José Pelissari. - Imóvel 693m 2/ casa 122m 2 Rua Reinoldo. BAIRRO CENTRO - Imóvel 480m 2/ casa 150m 2 Rua Moisés Viana. -Apartamento: Rua Padre Roque Gonzáles - Imóvel 300m 2 / casa 50m 2 Rua Floresta. BAIRRO GETÚLIO VARGAS -Imóvel 518m/ casa 80m Rua Zeca Luis -imóvel 400m/10m Rua Mende Sá. -Imóvel 1200m/120m Avenida Angelo Santi BAIRRO FLORESTA

ALUGUEL DE TEMPORADA - Apartamento: no Centro, ao lado do Shopping Atlântico, em Balneário Camburiú, a 50 metros da praia. Ambiente todo climatizado. (1 suíte, 2 quartos, banheiro, sala estar-jantar, cozinha, área de serviço, Sacada com churrasqueira e 1 vaga para garagem).

-Imóvel 532m/ casa 100m Rua Batista Andrighetto. -Imóvel 490m/ casa 90m Rua São João -Imóvel 300m/ casa 120m Rua XV de Novembro -Imóvel 770m/ casa 228m Rua Padre Roque Gonzales (esquina)

- DISPOMOS DE OUTROS IMOVEIS URBANOS E RURAIS PARA VENDA.

TERRENO/ÁREA DE TERRA/ CHACARAS

MULHER!! Que traz beleza e luz aos dias mais difíceis que divide sua alma em duas para carregar tamanha sensibilidade e força. Que ganha o mundo com sua coragem, que traz paixão no olhar. Mulher, Que luta pelos seus ideais, Que dá a vida pela sua família. Mulher, Que ama incondicionalmente Que se arruma se perfuma Que vence o cansaço. Mulher, Que chora e que ri Mulher que sonha... Tantas mulheres, belezas únicas, vivas, cheias de mistérios e encanto! Mulheres que deveriam ser lembradas, amadas, admiradas todos os dias. Para você, mulher tão especial. Feliz Dia Internacional da Mulher! São os votos da IMOBILIARIA ROTILLI!!!


23

CLASSIFICADOS

Sexta-feira, 07 de março de 2013

VAGA DE EMPREGO

VENDE-SE

Vendedor

PREÇO de BARBADA

com carteira de motorista, para trabalhar no interior da região celeiro com o produtor rural. Salário mais comissão. Mande curriculo para vendedoremsantoaugusto@gmail.com

VENDE-SE Fusca, ano 74, motor 1.500, Roda Esportiva, bom estado de conservação Preço Barbado Contato: 9931 6949 c/ Fucilini

VENDE-SE CELTA 2009 VALOR R$16.000 CONTATO 96522894

Chiapetta Corretores:

Irene Siede Maçalai – CRECI nº: 45.514 Valdemar Maçalai – CRECI nº: 45.518 Avenida Ipiranga, nº 957 – Chiapetta Fone: 9936-4677 / 9146-1522

Imóveis rurais, urbanos , casas e terrenos. ·Loja de vestuário e bazar completa, e prédio de alvenaria com 360 m², Rua Thomazia de Carvalho, nº 826; ·Casa de alvenaria com chapada, medindo 188m², Rua Valentim Backes, nº 751; ·Casa de alvenaria, medindo 117 m², Rua Carvi, nº 1065; ·Casa de alvenaria, Avenida Ipiranga, nº. 1337; ·Casa mista, medindo 110,5 m², Rua Coronel Raul de Oliveira; ·Casa mista, sob terreno de 475.65 m², na Rua Penno Schossler; ·Casa de madeira, medindo 80 m², Rua José Gabriel, nº 75; ·Terreno medindo 225 m², Rua Valentim Backes; ·Terreno medindo 334 m², Rua Getulio Vargas; ·Galpão medindo 243 m², Rua Luiz fogliato.

VENDE-SE FURGÃO MB 180 D ano 95, motor e assoalho novo, pintura geral, teto alto, branco. R$ 20.000 Fone: 9979.6996

GI PRESTADORA DE SERVIÇOS -“FAZ TUDO” Se precisar de pequenos serviços como reparos em encanamentos hidráulicos, em instalações elétricas, cercas, muros, pisos, divisórias, telhados, pintura de paredes, corte de grama, etc., contate com a empresa Irani Bahry e Gilberto de Almeida, na Rua Cirilo Sperotto, 310 – bairro Glória – em Santo Augusto, ou pelos telefones:

CORRETOR

F.4000 ano 86, R$ 17.000 FIAT UNO 2004, 4 portas branco, R$ 9.000 MONZA 86, R$ 3,200 Contato: 8427-3767 IMOBILIARIA BETO IMÓVEIS

Oportunidade enegócio Se você sonha ser empreendedor, trabalhar por conta própria, fale conosco Vende-se Floricultura Opção Certa, Av do comércio, 834 centro de Sto Augusto, Estoque, mobiliário e ponto. Baixíssimo investimento. Contato 3781-3011. Falar c/ Yrene.

Serviço de escavadeira, retroescavadeira e caminhões CONTRATE A TERRAPLANAGEM VERDI: -Reformas de açudes, barragens, serviços de envaletamentos e destocamentos. -Serviço prestados de alta qualidade, com profissionais de longa experiência no ramo e com garantia de notas fiscais. -Contato com o seu representante NEGUINHO pelo telefone: (55) 9696-8461.

BAIRRO GETÚLIO VARGAS: Casa Alvenaria: 3quartos, 108mt² Rua: Zeca Luis.(c15) Casa Mista: 2 quartos, 90mt² Rua: Men De Sá. (c14) Casa Alvenaria: 2 quartos, 58mt² Rua: Men De Sá (c12) Casa Alvenaria: 3quartos, 120mt² Rua: Machado de Assis(c13) Casa Alvenaria: 3quartos, 110mt² Rua: Presidente Costa e Silva(c16) Casa Alvenaria: 2quartos, 120mt² Rua; Francisco Sperotto (c17) Casa Alvenaria: 2quartos, 70mt² q/ R. Augusto Chagas (c11) BAIRRO SÃO FRANCISCO Casa Alvenaria: 2quartos, 96mt² Rua: Brasília (c2) Casa de Alvenaria 2 p: 4quartos, 300mt² Rua: Mauricio Cardoso (c1) Casa Alvenaria 2 P: 3 quartos e G/ 2 carros, 233mt² Rua: Amador Alves da Silva (c3) BAIRRO GLÓRIA Casa Alvenaria: 2quartos, 60mt², Avenida do Comércio. (c4) Casa Alvenaria: 3quartos, 117mt² Rua: Reinoldo Langner (c6) Casa Alvenaria: 2 quartos 140mt² R: Mauricio Cardoso (c7) BAIRRO SANTO ANTÔNIO Casa Alvenaria: 3quartos, 70mt², Loteamento Maria Valentina. (c8) BAIRRO PETRÓPOLIS Casa Alvenaria 2 pisos: 1 quarto, sala, cozinha ,150 mt², Bairro: Petrópolis. (c18) BAIRRO SANTA FÉ Casa Alvenaria: 2 quartos c/ garagem de 88mt² Rua Carlos S de Moraes Casa Mista: Ponto Comercial, c/ terreno de 600mt² Av. do Comércio (c21) Casa Alvenaria: 2 quartos garagem c/ cobertura, 45.5 mt² (c20) Prédio Comercial e Residencial: com 100 mt² sala comercial e 212mt² residencial BAIRRO LEONIZIO GONZATTO Casa Alvenaria: 2 quartos + 1 suíte e garagem, Rua (c22) BAIRRO CENTRO Apartamento: 3 quartos c/ duas vaga na garagem, 170mt², Rua Getulio Vargas (c24) Apartamento: 2 quartos e 1 suíte, c/ duas vaga na garagem,140 mt², Rua 15 de Novembro esquina c/ a Rio Branco (c25) 2 Salas Comercial: 54 mt² Rua 15 de Novembro esquina c/ a Rio Branco (c23) Apartamento: 2 quartos, 1 vaga na garagem, com 76mt²

9908-8847 e 9186-5810 ou 96171003 e 9189-5427.

BAIRRO SÃO JOÃO Casa Alvenaria: 2 quartos, 76mt² Rua: Alberto Bins (c29) Casa Alvenaria: 3 quartos c/ garagem e churrasqueira, 130mt² Rua: Santo Antônio (c28)

Fone: 55 3781-1973

BAIRRO ZECA SILVA Casa Alvenaria: 3 quartos, 224mt² Rua Cel. Julio Pereira dos Santos

OPORTUNIDADE DE BONS NEGÓCIOS

ALUGUEL RESIDENCIAL E COMERCIAL

Plantadeiras e Colheitadeiras seminovas a preços abaixo da cotação. Exposição e vendas na Avenida Getúlio Vargas, 298, Santo Augusto, em horário comercial

Apartamento ou Sala Comercial 2º piso ao lado da Lotérica: Avenida do Comercio B: Centro 2 Apartamento: 2 quartos e 2 vaga na garagem Avenida do Comercio em frente ao Supermercado Master

- 1 Colheitadeira New Holand 8040, revisada, com motor reformado.

TERRENOS Á VENDA Terreno: com 600mt², Rua Jose Maroso Terreno: com 282mt², Rua Bom Fim Terreno: com 420mt², Rua Ari Schmidt esquina com São Paulo Terreno: com 196mt², Rua Castro Alves Terreno: com 330.90mt² na Rua Egberto S. de Morais, B. Petrópolis, aceita carro. Terreno: com 234mt² Travessa Cul de Sã, B Petrópolis Terreno: com 459mt² na Rua Floresta, B. Centro. Terreno: de 12 x 30 = 360 mt² na Rua José Silva B: Leonizio Gonzatto SETE Terrenos: na Rua Arlindo Scheifel, B. Santa Rita com 360 mt² a partir de R$ 23.000,00 Terrenos: Loteamento Maria Valentina, B. Santo Antonio e Loteamento de Idílio Ascoli no B. Gloria. Terreno: com 264 mt², esquina Rua Salgado Filho

- 1 Colheitadeira New Holand 8040, revisada, Gabinada

CHACARAS Á VENDA Vendo: Chácara; 1,5. hectares na RS 155, ao lado da Policia Rodoviária Estadual Casa, com divisa de sanga que passa pelo local . Vendo: Chácara: 1,75 hectares, Casa madeira com 63 mt², água encanada, 2000 mudas de eucaliptos e Erva Mate(colhe 500 arrobas/ano) em Sto. Augusto.

- 1 Plantadeira SFIL 8 linha ano 2000, ótimo estado

23 CLASSIFICADOS.pmd

1

19/03/2014, 19:02


24

Sexta-feira, 07 de março de 2014

GERAL FUTEBOL DA DUPLA Renato Marodin

Eduardo Lorenzoni lorenzonisf@bol.com.br

remarodin@yahoo.com

Eventos pela região

Essa semana será movimenta pelo Grêmio em nossa região. Primeiramente com o jogo contra o São Luís de Ijuí no Estádio 19 de Outubro na sexta às 20 horas, um São Luis rebaixado enfrentando os reservas tricolores, nem o técnico Enderson Moreira estará na casamata, Maxi Rodrigues deverá ser a única atração tricolor. Já no sábado estaremos em Chiapetta juntamente com comitiva que vem de Porto Alegre no ônibus do Grêmio. A partir das 15 horas na já terá encontro de gremistas e exposição da loja Grêmio Mania. A noite será servido um jantar no São Paroquial Católico com a presença da Musa Michele Recktenwald e com a animação do Grupo de Pagode Sem Compromisso. No domingo o tricolor em enfrenta o Passo Fundo na Arena em Porto Alegre às 18:30, penúltimo jogo da fase classificatória, após vem quartas de finais, semi e a final será no dia 30 de março. Nos dois últimos jogos do tricolor pelo gauchão um recado para a diretoria. Será atraso em pagamento de direitos de imagem? Será um aviso que o time ainda não está maduro o suficiente? Ou que ainda não temos com o grupo 100% fechado ? Mas que isso não interfira na libertadores onde enfrentamos o Newell’s Old Boys no dia 13/03, na próxima quinta também na Arena às 21:15, jogo para encaminhar a classificação para as oitavas de finais. Mais uma vitória nos basta, depois passamos a brigar pela liderança de todas as chaves no qual hoje somos os lideres.

Sede Nova:

Engenheiro civil toma posse na prefeitura Na manhã de quarta-feira, 5 de março, tomou posse o novo engenheiro civil da prefeitura de Sede Nova. A ocasião aconteceu no gabinete do prefeito. Rodrigo Farias Praatz é natural de Santo Ângelo, tendo sido aprovado em concurso público. O profissional cumprirá 20 horas semanais.

Linha; Lentidão; Lateral Direita; W. Paulista Linha – Paulão tentou fazer uma linha de impedimento, e ele, próprio permitiu que o atacante estivesse em condições de fazer o gol, na quarta-feira, linha de impedimento exigi excessivamente treinamento, e não lembro de uma equipe brasileira executá-la com boa qualidade. Lentidão – Aranguíz com a seleção e D’ale saiu com alguns minutos, nosso time ficou burocrático e lento. Abel precisa rever soluções para essa condição. Lateral Direita – será que Gilberto é mais jogador que Cláudio W.? Na quarta não foi. Será que o guri não merece uma chance de ter sequencia no time titular? Acredito que sim. W. Paulista – entrou muito bem no jogo da quarta-feira, deu uma bela assistência para o gol de Rafael M. e quase marcou o da virada. Começa a mostrar seu valor. Caio – o que há com esse jogador no ano passado vinha bem, lesionouse e agora raramente é aproveitado por Abel? Dida – mesmo sem grandes esforços Dida passa uma tranquilidade que Muriel não consegue passar. Muriel deveria procurar equipes para jogar durante mais um ou dois anos e aí sim, com mais vivência, talvez, poderia assumir a camisa 1 do Campeão de Tudo.


GERAL

Sexta-feira, 07 de marรงo de 2014

25


GERAL

Sexta-feira, 07 de março de 2014

INFORMATIVO

1/2

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

CÂMPUS SANTO AUGUSTO Processo Seletivo para contratação de Professor Substituto de Biologia O IF Farroupilha - Câmpus Santo Augusto estará com inscrições abertas, de 10 a 14/03/14, no Processo Seletivo para Professor Substituto de Biologia, com carga horária de 20 horas semanais. As provas serão realizadas no dia 19/03/14. O sorteio dos pontos acontecerá no dia 18/03/14. A documentação necessária para a inscrição é a seguinte: Cópia e original do diploma de conclusão de curso superior na área ou equivalente ou atestado de conclusão do referido curso, emitido em data anterior ao ato de inscrição, pela Instituição de Ensino Superior respectiva; Curriculum vitae (com comprovação); Cópia e original da Carteira de Identidade e CPF; Recolhimento da taxa de inscrição, no valor de R$ R$25,00. As inscrições deverão ser efetuadas, no Câmpus Santo Augusto, Rua Fábio João Andolhe, nº 1100, em Santo Augusto, das 8h às 11h e das 13h30 às 16h30. Mais informações no site www.sa.iffarroupilha.edu.br, no Câmpus Santo Augusto ou pelo telefone (55) 3781-3555.

IF Farroupilha seleciona fiscais para o Concurso Público Docente 2014 O IF Farroupilha está selecionando colaboradores para atuarem como fiscais durante a aplicação das Provas Objetivas do Concurso Público para a carreira de Docente, no dia 06 de abril de 2014. Podem se inscrever servidores do quadro permanente do IF Farroupilha, bem como servidores da área de educação das esferas governamentais (federal, estadual e municipal) que atendam aos requisitos exigidos no Edital. As inscrições deverão ser realizadas até 14 de março de 2014, através do link http://www.iffarroupilha.edu.br/colaboradoresdocente. A lista dos selecionados será publicada no dia 20 de março de 2014, no sítio do Câmpus para o qual o candidato se inscreveu.

Câmpus Santo Augusto com inscrições abertas para preenchimento de vagas ociosas nos cursos superiores O IF Farroupilha - Câmpus Santo Augusto está com inscrições abertas para ingresso de alunos nos cursos superiores no 1º semestre de 2014, nas modalidades de Transferência Interna (é a forma de ingresso de alunos regularmente matriculados no IF Farroupilha, que desejam transferir-se para outros cursos de mesmo nível de ensino), Transferência Externa (é a forma de ingresso de alunos regularmente matriculados, ou com matrícula trancada, de mesmo nível de ensino de outras Instituições de Ensino, e que desejam transferir-se para o IF Farroupilha), Reingresso (ingresso de ex-alunos em situação de evasão) e Portador de Diploma (é a forma de ingresso de discentes que já possuem diplomação). Os cursos ofertados são Tecnologia em Agronegócio (11 vagas - noite), Tecnologia em Alimentos (12 vagas - noite) e Licenciatura em Computação (9 vagas - noite). A documentação exigida e os critérios de seleção estão descritos no edital. As inscrições devem ser realizadas até sexta-feira, 07 de março, no Setor de Registros Acadêmicos da instituição, no horário das 7h30 às 11h30, das 13h30 às 17h e das 19h às 21h. Todas as modalidades estão isentas de taxa de inscrição. O resultado será publicado no dia 11 de março, no site www.iffarroupilha.edu.br. A matrícula dos candidatos selecionados deverá ser realizada de 13 e 14 de março. Mais informações no site www.sa.iffarroupilha.edu.br, ou pelo fone 55 3781 3555.

MUNICÍPIO DE SEDE NOVA PODER EXECUTIVO

ATOS OFICIAIS DO MUNICÍPIO DE SEDE NOVA FEVEREIRO/2014

DECRETOS: Nº

Data

006/14

10/02/14

Determina horário de funcionamento dos órgãos públicos municipais.

007/14

20/02/14

Abre crédito especial no valor de R$ 58.279,95.

008/14

20/02/14

Abre crédito suplementar no valor de R$ 32.907,80.

009/14

27/02/14

Determina Ponto Facultativo

Data

Ementa

1428

20/02/14

Altera a Lei Municipal Nº 1.421/14, de 15 de janeiro de 2014.

1429

20/02/14

Altera a Lei Municipal Nº 1.422/14, de 15 de janeiro de 2014.

1430

20/02/14

Autoriza a contratação temporária de excepcional interesse público.

1431

20/02/14

Autoriza a abertura de crédito especial no valor de R$ 58.279,95.

1432

20/02/14

Autoriza a abertura de crédito suplementar no valor de R$ 43.377,09.

Data

009/14

03/02/14

Exonera Servidor

010/14

05/02/14

Nomeia Servidor

011/14

06/02/14

Exonera Servidor

012/14

10/02/14

Designa Servidor

013/14

10/02/14

Exonera Servidor

014/14

17/02/14

Exonera Servidor

015/14

17/02/14

Nomeia Servidor

016/14

17/02/14

Torna sem Efeito a Portaria nº 010/14

017/14

18/02/14

Exonera Servidor

018/14

20/02/14

Nomeia Servidora

019/14

20/02/14

Nomeia Servidor

020/14

20/02/14

Designa Motorista

021/14

21/02/14

Concede Promoção de Classe

022/14

27/02/14

Designa Faxineira

023/14

27/02/14

Designa Faxineira

024/14

27/02/14

Designa Faxineira

LEIS: Ementa

PORTARIAS: Ementa

CONTRATOS: Nº

Objeto

002/14

Serviços de Transporte Escolar

003/14

Serviços de Transporte Escolar Prestação de Serviços (Transporte de Cascalho) Prestação de Serviços (Apresentação de Espetáculo para o dia da mulher)

004/14 005/14

Abertas inscrições para seleção de professores do PRONATEC Estão abertas as inscrições para Bolsistas do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego - PRONATEC do IF Farroupilha - Câmpus Santo Augusto, com o objetivo de selecionar professores para os cursos que serão ofertados nos municípios de Alegria, Santo Augusto, São Valério do Sul, Tiradentes do Sul e Três Passos.

26

Valor Conforme Lic. nº 003/14 Conforme Lic. nº 003/14 Conforme Lic. nº 011/14

Firmatura

Contratado

Vigência

10/02/14

Jesum Volnei Bildhauer - ME

31/12/2014

10/02/14

Loni Terezinha da Silva – ME

11/02/14

Lorivaldo Antônio da Luz - ME GEMP- Grupo Étnico Madre Paulina

31/14/2014 Ao concluir às 400 horas

R$ 3.250,00

24/02/14

31/03/2014

ADITIVOS AOS CONTRATOS: Nº 3º 4º

Objeto Quinto Termo Aditivo ao Contrato 004 2011. Quarto Termo Aditivo ao Contrato 0052011.

Reajusta Valor

Firmatura

R$ 2.490,12

30/01/14

Contratado Abase e Sistemas de Solução Ltda

R$ 259,14

30/01/14

BkR Informática LTDA

Altera Vigência

CONVÊNIOS Nº

001/14

Objeto

Prestação de Serviços Hospitalares

Reajusta Valor Conforme Anexo ao Convênio

Firmatura

28/01/14

Contratado Hospital de Caridade de Crissiumal

Altera Vigência

28/02/2015

Extravio de Bloco de Produtor Rural Luiz Carlos dos Santos Teixeira, comunica o extravio de bloco de rural, inscrição 1151028816, numero do bloco 083340291, Santo Augusto-RS.

Extravio de Bloco de Produtor Rural Celso Guilherme dos Santo, comunica o extravio de bloco de rural, inscrição 1871038500, numero do bloco P 127 204051 a 204060, localidade de Vila Diniz – Coronel Bicaco – RS.

Proibida dessecagem Proibida dessecagem“É proibida a aplicação de dessecante ou qualquer tipo de agrotóxicos no perímetro urbano – Lei nº 7.802/89, art. 15 e Portaria nº 16/94 SEMA/FEPAM. Pena: Reclusão de dois a quatro anos e multa. Inquérito Civil 13/2013 – Promotoria de Justiça de Santo Augusto”.


27

Sexta-feira, 07 de março de 2014

PUBLICAÇÕES LEGAIS

Informativo da Câmara Municipal de Vereadores de Santo Augusto Acompanhe os trabalhos do Poder Legislativo, acessando o site www.camarasantoaugusto.rs.gov.br •Sessão Ordinária Sob a Presidência do vereador Juarez Speroni (PMDB), o Poder Legislativo Santo-augustense esteve reunido no dia 05 de março de 2014, excepcionalmente às 18 horas, junto à sede da Câmara de Vereadores. A Sessão Ordinária contou com a presença dos vereadores: Carolina Fragoso Langner (PSB), Horácio Ferrando Dornelles (PDT), João Carvalho de Oliveira (PT), Joel Antunes da Rosa (DEM), Marcelo Both (PP), Margarete Siqueira de Melo (PSDB), Tânia Maria Depiere (PDT) e Ultramar Luiz de Sousa (PDT). Expediente: Deram entrada na Casa Legislativa as seguintes matérias: De origem do Poder Executivo Municipal: - Projeto de Lei nº 23/2014, que Altera redação do caput do Art. 1º da Lei Municipal nº 2.357, de 10 de julho de 2012; - Projeto de Lei nº 24/2-14, que Autoriza o Poder Executivo a abrir Crédito Adicional Especial; - Projeto de Lei nº 25/2014, que Define situação de excepcional interesse público e autoriza contratação temporária; - Projeto de Lei nº 26/2014, que Define situação de excepcional interesse público e autoriza contratação temporária. Ordem do Dia: Foram aprovadas por unanimidade as seguintes matérias: - Projeto de Lei nº 15/2014, que Altera os artigos 3° e 4°da Lei Municipal n° 2.476, de 30 de dezembro de 2014; - Projeto de Lei nº 18/2014, que Institui o Programa de Estimula ao Aumento da Arrecadação, e dá outras providências; - Projeto de Lei nº 19/2014, que Autoriza o Poder Executivo a abrir Crédito Adicional Especial, no montante de R$ 231.186,03, para viabilizar a operacionalização orçamentária e financeira com vista e reforma da estrutura física para Unidade Básica de Saúde (ESF 3) com recursos oriundos da Secretaria Estadual de Saúde; - Projeto de Lei nº 20/2014, que Autoriza o Poder Executivo a abrir Crédito Adicional Especial, no montante de R$ 42.000,00 para viabilizar a operacionalização orçamentária e financeira com vistas a efetuar contratação de imóvel/espaço para guarnecer viaturas municipais; - Projeto de Lei nº 21/2014, que Define situação de excepcional interesse público e autoria contratação temporária de 1 Professor III – Educação Física, e 1 Servente; - Projeto de Lei nº 22/2014, que Autoriza o Poder executivo a firmar convênio com a Associação Hospitalar Bom Pastor; A próxima sessão ordinária será realizada no dia 10 de março de 2014, às 19h30min, junto à Sede da Câmara de Vereadores de Santo Augusto. Transmissão das Sessões: Informamos que o espaço do Grande Expediente das Sessões Ordinárias realizadas por este Poder Legislativo é transmitido, ao vivo, todas as segundas-feiras, a partir das 20 horas, pela Rádio Ciranda FM 105.5. PORTARIA N.º 507, DE 28 DE FEVEREIRO DE 2014. Concede anuênio ao Oficial Legislativo Eduardo Schio. O Presidente do Poder Legislativo de Santo Augusto, Estado do Rio Grande do Sul, no uso de suas atribuições legais conferidas pela legislação vigente e considerando: I – que Lei Municipal Nº. 1.690/2003 (Regime Jurídico dos Servidores Públicos Municipais de Santo Augusto), em seus artigos 81e 82 assegura direito à percepção de anuênios aos servidores detentores de cargo efetivo; II - que o servidor passa adquirir o direito a mais um anuênio, levando em conta o lapso temporal compreendido de 01.03.2013 a 28.02.2014. R E S O L V E: Art. 1° Conceder, ao servidor Oficial Legislativo Eduardo Schio, 01(um) adicional por tempo de serviço, a razão de 1 (um) por cento mensal, incidente sobre o vencimento da classe a que estiver incluso, sendo o 23º (vigésimo terceiro) da ordem. Art. 2° Esta Portaria entra em vigor na data de sua Publicação e seus efeitos a contar de primeiro de março de 2014. Gabinete da Presidência do Poder Legislativo de Santo Augusto/RS, 28 de fevereiro de 2014. Ver. Juarez Speroni - Presidente Registre-se e publique-se. Ver. Marcelo Both - Secretário PORTARIA N.º 508, DE 28 DE FEVEREIRO DE 2014. Concede férias regulamentar à servidora Leticia Gabriela Novaski. O Presidente do Poder Legislativo de Santo Augusto, Estado do Rio Grande do Sul, no uso de suas atribuições legais conferidas pela legislação vigente e considerando: I - que a servidora titular do cargo de Auxiliar Legislativo completou o lapso temporal necessário ao direito a gozo de férias relativo ao período de 30 de junho de 2012 a 29 de junho de 2013. R E S O L V E: Art. 1° Conceder 30 (trinta) dias de férias a servidora Leticia Gabriela Novaski, com período de gozo de 01 a 30 de março de 2014. Art. 2° Esta Portaria entra em vigor na data de sua Publicação. Gabinete da Presidência do Poder Legislativo de Santo Augusto/RS, 28 de fevereiro de 2014. Ver. Juarez Speroni - Presidente Registre-se e publique-se. Ver. Marcelo Both - Secretário PORTARIA N.º 509, DE 28 DE FEVEREIRO DE 2014. Concede férias regulamentar ao servidor Eduardo Schio. O Presidente do Poder Legislativo de Santo Augusto, Estado do Rio Grande do Sul, no uso de suas atribuições legais conferidas pela legislação vigente e considerando: I – que o servidor titular do Cargo de Oficial Legislativo desta Câmara Municipal, Eduardo Schio, completou o lapso temporal exigido para concessão do direito do gozo de férias relativa ao período de 03 de setembro de 2012 a 02 de setembro de 2013. R E S O L V E: Art. 1° Conceder 15 (quinze) dias de férias ao servidor Eduardo Schio, com o período de gozo de 05 a 19 de março de 2014. Parágrafo único. O saldo remanescente de 15 (quinze) dias, compreendido do mesmo período aquisitivo, serão fornecidos oportunamente em data a ser determinada entre as partes. Art. 2° Esta Portaria entra em vigor na data de sua Publicação. Gabinete da Presidência do Poder Legislativo de Santo Augusto/RS, 28 de fevereiro de 2014. Ver. Juarez Speroni - Presidente Registre-se e publique-se. Ver. Marcelo Both - Secretário

NOVA PATRONAGEM DO CTG RAÍZES DE SÃO VALÉRIO

Na última quinta -feira (27/02/2014) , nas dependências do galpão crioulo do CTG Raízes de São Valério, foi empossada a nova patronagem do CTG que ficou assim constituída: •Patrão reeleito Alceu Jose Fernandes •Capataz - Ricardo Correa Chassot •1ª Sota Capataz - Teresinha Gelain Fernandes •2ª sota Capataz: Eliete Vanessa Schneider •1º agregado fiel: Fábio Jose Fernandes •2º Agregado Fiel: Egon Ludwig Conselho de Vaqueanos •Antenor Fucilini •Debora Gonzato •Angela Pelison •Ademar Matinski •Gilmar Dorneles

Posteiros da Artística •Lovane Donatti de Paula •Simoni Fucilini Campeira •Patrão Rosalino Bandeira •Vinicius Taborda de Oliveira Posteiros dos Esportes •Rudinei Speroni •Delmar Fernandes de Paula Posteiros da Caravana •Jose Luis Mattuer •Osvaldo Bernardo Logo apos os membros da patronagem traçaram planos para a organização do 11º rodeio crioulo que será realizado com a 8ª FAASUL nos dias 21 a 23 de março de 2014.


Sexta-feira, 07 de março de 2014

Vereadores conseguem destinação de emenda parlamentar à hospital de São Martinho

HOMENAGEM AO DIA DA MULHER Só quem tem a dádiva de carregar em seu ventre outras vidas é capaz de ver a alma. Só quem dá à luz a um novo ser pode iluminar tudo ao seu redor com um simples olhar. Consolo nas horas difíceis, força nos momentos de fraqueza, sabedoria em meio a dúvida. Forte na Hora de enfrentar grandes desafios e ao mesmo tempo singela a ponto de perceber o mais sensível sinal de tristeza e preocupação de quem está por perto. Por essas coisas, um único dia não é o bastante para comemorar o TEU dia, mulher. 08 de março é um dia simbólico, no qual nos lembramos que todos os dias são da mulher. Por isso desejamos a todas as mulheres de São Martinho e região um feliz e abençoado dia internacional de mulher. Uma Homenagem da Câmara Municipal de São Martinho. Lenir Foletto Backes - Presidenta

Os vereadores Gelson A. Knorst e Marino Krewer, ambos da bancada do PP, na Câmara Municipal de São Martinho, conseguiram, em reunião de trabalho, nas dependências da Câmara Municipal nesta ultima sexta feira dia 28, com o Deputado Vilson Covatti (PP), e seu filho Luís Antônio Covatti, a liberação de emenda parlamentar que destinará R$ 250.000,00 para o Hospital São Gregório de São Martinho. Os vereadores enfatizaram o esforço da bancada e demais vereadores na luta pela melhoria da saúde, que sempre foi uma das

bandeiras principais da bancada Progressista na Câmara, que mesmo fazendo parte da oposição ao atual governo municipal, jamais se furtou de buscar recursos tanto na via federal, como estadual. Participaram da reunião, além dos vereadores Marino e Gelson, e do Deputado Covatti, varias autoridades do município, e do Partido Progressista, onde todos se comprometeram a manter e aumentar os esforços na busca de melhoria do Hospital de São Martinho. Diogo Samuel Ritter Assessor Parlamentar

28


GERAL

Sexta-feira, 07 de março de 2014

29

Mais uma longa caminhada Os caminhantes diante do pórtico de acesso à cidade de São Martinho, depois de vencidos cerca de 50 quilômetros

Os colegas trespassenses que desde o início de 2013, a cada dois meses, caminham, percorrendo longas distâncias, mais uma vez estiveram na estrada. Depois de Palmitinho (15/06/2013, 56 quilômetros), Campo Novo (03/08/13, 35 quilômetros), Santo Augusto (05/10/13, 60 quilômetros) e Porto Soberbo (07/12/13, 40 quilômetros), Marcos Aurélio Ercio e Roger Steiner, os idealizadores, acompanhados dos estreantes Mateus Scherer e Rafael Bernardo, estes, mesmo com alguma dificuldade, contemplaram a cidade de São Martinho. O grupo partiu da Praça Reneu Geraldino Mertz, Três Passos,

na primeira hora da madrugada de sábado, 1º de março. Dez horas depois, percorrendo a BR-468 e a ERS210, os cerca de 50 quilômetros que separam as duas sedes municipais estavam completados com a chegada ao pórtico de acesso à Cidade das Flores. As caminhadas apenas tomam algum ponto geográfico como referência. Nada têm a ver com eventual pagamento de promessa a santo, romaria, peregrinação, protesto ou semelhança que o valha. O conteúdo das jornadas resume-se no desafio às longas distâncias, à superação física, à superação psicológica e ao estreitamento da solidariedade dos que

Os idealizadores, Marcos (e) e Roger, na ERS-210

se propõem a caminhar por várias horas ininterruptas sob condições nem sempre amenas. No próximo mês de abril, a referência geográfica pretende ser o

santuário de Nossa Senhora do Caravaggio, recentemente inaugurado em Barra Bonita, município de Esperança do Sul. Quem quiser acompanhar pode manifestar-se.

Mateus, Marcos, Rafael e Roger aproximando-se da sede municipal

Texto e fotos: Lúcio Steiner


30

Sexta-feira, 07 de março de 2014

GERAL

Nota: Em decorrência da união da Sicredi Santo Augusto RS com a Sicredi Panambi RS, Sicredi Augusto Pestana RS e Sicredi Ajuricaba RS, o balanço do exercício de 2013 está sendo publicado em nome da Sicredi Augusto Pestana RS, até o registro na junta comercial da Sicredi das Culturas RS.

COOPERATIVA DE CRÉDITO DE LIVRE ADMISSÃO DE ASSOCIADOS PESTANENSE SICREDI AUGUSTO PESTANA RS CNPJ/MF nº 90.729.369/0001-22

I - RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Ao findarmos mais um exercício prestamos contas aos senhores associados dos resultados obtidos, bem como das atividades e ações desenvolvidas no exercício de 2013 na Cooperativa de Crédito de Livre Admissão de Associados Pestanense - Sicredi Augusto Pestana RS. 1. Situação Econômico-Financeira e Patrimonial Seguindo os principais balizadores do cooperativismo, em especial a “transparência na gestão”, esclarecemos aos nossos associados a situação econômico-financeira e patrimonial da Cooperativa, onde buscamos voltar o nosso trabalho para o crescimento e expansão. A Cooperativa de Crédito de Livre Admissão de Associados Pestanense - Sicredi Augusto Pestana RS encerrou o exercício de 2013 com ativos totais de R$ 445.154 mil destacando-se: I - Operações de Crédito O saldo das operações de crédito totalizaram, em dezembro de 2013 R$ 257.735 mil. A classificação da carteira por níveis de risco, que abrange além das operações mencionadas no parágrafo anterior, as operações relativas a outros créditos, seguindo os procedimentos estabelecidos pela Resolução nº 2.682/99 do Conselho Monetário Nacional. Em dezembro de 2013, as operações classificadas como “risco normal”, que abrangem os níveis “A” até “C”, somaram R$ 213.687 mil, representando 80,97% do total da carteira. As operações classificadas como “risco 1”, que incluem os níveis “D” a “G”, totalizaram R$ 44.384 mil, compondo 16,82% da carteira. O “risco 2”, formado exclusivamente por operações de nível “H” e que exigem 100% da provisão, totalizou R$ 5.827 mil ou 2,21% do total (NE 04c). II - Recursos Captados e Administrados Os recursos captados e administrados formados pelo total de depósitos, convênios, arrecadações e patrimônio líquido, totalizaram R$ 301.112 mil em dezembro de 2013. O saldo de depósitos a prazo atingiu o valor de R$ 148.171 mil. Os depósitos à vista alcançaram o valor de R$ 59.967 mil. III - Patrimônio Líquido A Cooperativa registrou em dezembro de 2013 um patrimônio líquido de R$ 92.222 mil. 2. Controles Internos e Compliance O Sicredi está continuamente aprimorando o seu sistema de controles internos, face à complexidade dos serviços e produtos ofertados e à crescente demanda por parte dos associados. Com a implantação de políticas, procedimentos, normas e ferramentas de monitoramento, a Instituição busca assegurar a conformidade com leis e regulamentos, prevenir e reduzir riscos inerentes às atividades exercidas no seu campo de atuação. A política de controles internos estabelece diretrizes que procuram reforçar, periodicamente, o alinhamento do sistema de con-

troles internos com os objetivos fixados pela Instituição relacionados às estratégias globais do negócio e às demais políticas institucionais. Da mesma forma, as atividades de controles são avaliadas sistematicamente assegurando a observância quanto às regulamentações emitidas pelas autoridades fiscalizadoras. 3. Prevenção à Lavagem de Dinheiro e Combate ao Financiamento do Terrorismo - PLD/ CFT O Sicredi adota processos e sistemas específicos de prevenção, com a finalidade de assegurar que suas atividades sejam conduzidas em ambiente de controles adequados à prevenção de riscos relacionados aos crimes de lavagem de dinheiro e financiamento ao terrorismo. Atentos à legislação e às normas dos órgãos reguladores, buscamos constantemente adequar-nos aos novos procedimentos exigidos, especialmente em atendimento à Circular nº 3.461/09 e Cartas-Circulares nº 3.409/09, nº 3.430/10 e nº 3.542/12 do Banco Central do Brasil. Nesse contexto, a instituição mantém investimentos em treinamentos contínuos para todos os colaboradores a fim de reforçar as melhores práticas de controles internos. 4. Gerenciamento de Riscos O Sistema Sicredi considera o gerenciamento de riscos prioritário na condução de suas atividades e negócios, adotando práticas em absoluta consonância com os preceitos do Acordo de Basileia II. Dessa maneira, possui áreas especializadas para o gerenciamento destes riscos, centralizadas no Banco Cooperativo Sicredi S.A. Entre os principais riscos gerenciados pela instituição, destacam-se o operacional, o de mercado e o de crédito, cujas estruturas são apresentadas a seguir: I - Risco Operacional A estrutura de gerenciamento do risco operacional no Sicredi está implementada de forma centralizada na Superintendência de Controles Internos, Compliance e Risco Operacional do Banco Cooperativo Sicredi, subordinada diretamente à Presidência Executiva. Essa estrutura é responsável pela administração da Política de Risco Operacional e pela coordenação e execução, no que lhe compete, dos processos relativos à disciplina para todo o sistema de forma padronizada, em conformidade com a Resolução CMN nº 3.380/06 e demais normativos relacionados. O processo de gerenciamento do risco operacional foi desenhado para capacitar a identificação, avaliação, mitigação e monitoramento dos riscos associados a cada instituição individualmente, ao conglomerado, bem como a identificação e acompanhamento dos riscos associados às demais empresas não financeiras.

II - Risco de Mercado A gestão dos riscos de mercado consiste no processo de identificação, avaliação, monitoramento e controle, conduzidos através da adoção de limites consistentes com as estratégias de negócios, de políticas e processos de gestão e de metodologias voltadas a sua administração e à alocação de capital econômico compatível. A atividade de gerenciamento dos riscos de mercado é regulamentada pela Resolução CMN nº 3.464/07. A estrutura sistêmica responsável por este gerenciamento é a área de Análise Econômica e Riscos de Mercado do Banco Cooperativo Sicredi S.A., subordinada à Diretoria de Recursos de Terceiros, Economia e Riscos da mesma instituição. A referida área elabora as políticas e diretrizes aplicadas a todas as entidades filiadas ao Sistema Sicredi - Centrais, Cooperativas singulares, empresas ligadas e Banco. III - Risco de Crédito A gestão do risco de crédito consiste no processo de identificação, mensuração, controle e mitigação dos riscos decorrentes das operações de crédito realizadas pelas instituições financeiras. No Sicredi, o gerenciamento do Risco de Crédito é realizado por uma estrutura centralizada e pelas áreas e colegiados locais. A Superintendência de Crédito e Risco de Crédito do Banco Cooperativo Sicredi S.A., subordinada à Diretoria Executiva de Crédito da mesma instituição, responde pelo conjunto de políticas, estratégias e metodologias voltadas ao controle e gerenciamento das exposições ao risco de crédito das empresas que compõem o Sistema. Essa unidade tem como principais atribuições: responder pelas políticas corporativas de gestão de risco de crédito; desenvolver e propor metodologias de classificação de risco de crédito, inclusive por meio de modelos quantitativos; aferir e controlar as exigibilidades de capital para cobertura de risco de crédito assumido; e realizar o monitoramento constante das exposições sujeitas ao risco de crédito de todas as empresas do Sicredi. As áreas e colegiados locais são responsáveis pela execução do gerenciamento de risco de crédito, observando as políticas e limites pré-estabelecidos sistemicamente. O gerenciamento do risco de crédito nas instituições financeiras é regulado pela Resolução CMN nº 3.721/09 e a estrutura estabelecida pelo Sicredi está em conformidade com o referido normativo. IV - Informações Adicionais A descrição da estrutura completa e do processo de gerenciamento do risco operacional pode ser acessada por meio do sitio www.sicredi.com.br, no caminho “Conheça o Sicredi\Conheça a estrutura do Sicredi\Banco Cooperativo Sicredi\Risco Operacional”. Conselho de Administração e Diretoria

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS PROCEDIDAS EM 31/12/2013 II - BALANÇO PATRIMONIAL (EM MILHARES DE REAIS) PASSIVO

ATIVO DESCRIÇÃO DAS CONTAS

31/12/2013

DESCRIÇÃO DAS CONTAS

31/12/2013

CIRCULANTE .................................................................................................................................................................... 375.063 CIRCULANTE .................................................................................................................................................................. DISPONIBILIDADES (NOTA 20) .................................................................................................................................... 3.344 DEPÓSITOS................................................................................................................................................................. RELAÇÕES INTERFINANCEIRAS ................................................................................................................................ 160.673 Depósitos à Vista...................................................................................................................................................... Pagamentos e Recebimentos a Liquidar.................................................................................................................... 32 Depósitos a Prazo .................................................................................................................................................... Depósitos no Banco Central ....................................................................................................................................... 4 RELAÇÕES INTERFINANCEIRAS .............................................................................................................................. Tesouro Nacional-Recursos Crédito Rural ................................................................................................................. 65 Recebimentos e Pagamentos a Liquidar.................................................................................................................. Correspondentes no País ........................................................................................................................................... 1.008 Repasses Interfinanceiros (NOTA 09) ...................................................................................................................... Centralização Financeira - Cooperativas (NOTA 20) ................................................................................................. 159.564 RELAÇÕES INTERDEPENDÊNCIAS .......................................................................................................................... OPERAÇÕES DE CRÉDITO (NOTA 04) ........................................................................................................................ 199.863 Recursos em Trânsito de Terceiros .......................................................................................................................... Operações de Crédito ................................................................................................................................................ 212.163 OBRIGAÇÕES POR EMPRÉSTIMO (NOTA 10) ......................................................................................................... (Provisão Operações de Crédito de Liquidação Duvidosa)........................................................................................ (12.300) Empréstimos País - Outras Instituições .................................................................................................................. OUTROS CRÉDITOS..................................................................................................................................................... 10.391 OUTRAS OBRIGAÇÕES ............................................................................................................................................. Rendas a Receber...................................................................................................................................................... 1.961 Cobrança e Arrecadação de Tributos ....................................................................................................................... Créditos Específicos ................................................................................................................................................... 443 Sociais e Estatutárias ............................................................................................................................................... Diversos (NOTA 05).................................................................................................................................................... 8.680 Fiscais e Previdenciárias .......................................................................................................................................... (Provisão para Outros Créditos de Liquidação Duvidosa) ......................................................................................... (693) Diversas (NOTA 11) .................................................................................................................................................. OUTROS VALORES E BENS ........................................................................................................................................ 792 Outros Valores e Bens (NOTA 06) .............................................................................................................................. 734 (Provisão para desvalorização) .................................................................................................................................. (7) Despesas Antecipadas (NOTA 07) ............................................................................................................................. 65 NÃO CIRCULANTE ........................................................................................................................................................... 70.091 NÃO CIRCULANTE ......................................................................................................................................................... REALIZÁVEL A LONGO PRAZO ................................................................................................................................... 41.303 EXIGÍVEL A LONGO PRAZO ....................................................................................................................................... OPERAÇÕES DE CRÉDITO (NOTA 04) ........................................................................................................................ 40.584 RELAÇÕES INTERFINANCEIRAS .............................................................................................................................. Operações de Crédito ................................................................................................................................................ 45.572 Repasses Interfinanceiros (NOTA 09) ...................................................................................................................... (Provisão Operações de Crédito de Liquidação Duvidosa)........................................................................................ (4.988) OUTROS CRÉDITOS..................................................................................................................................................... 719 Créditos por Avais e Fianças Honrados ..................................................................................................................... 3 Diversos (NOTA 05).................................................................................................................................................... 716 PERMANENTE............................................................................................................................................................... 28.788 PATRIMÔNIO LÍQUIDO ................................................................................................................................................... INVESTIMENTOS (NOTA 08a) ...................................................................................................................................... 18.076 CAPITAL SOCIAL (NOTA 14) ....................................................................................................................................... Outros Investimentos.................................................................................................................................................. 18.076 De Domiciliados no País .......................................................................................................................................... IMOBILIZADO DE USO (NOTA 08b).............................................................................................................................. 8.367 (Capital a Realizar) ................................................................................................................................................... Imóveis de Uso ........................................................................................................................................................... 3.787 RESERVAS DE LUCROS ............................................................................................................................................ Outras Imobilizações de Uso...................................................................................................................................... 10.174 SOBRAS ACUMULADAS ............................................................................................................................................. (Depreciação acumulada) .......................................................................................................................................... (5.594) INTANGÍVEL (NOTA 08c) ............................................................................................................................................... 2.345 Outros Ativos Intangíveis ............................................................................................................................................ 3.926 (Amortização acumulada)........................................................................................................................................... (1.581) TOTAL DO ATIVO .............................................................................................................................................................. 445.154 TOTAL DO PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO ............................................................................................................ As notas explicativas são parte integrante das Demonstrações Contábeis

348.048 208.138 59.967 148.171 110.514 8 110.506 752 752 6.158 6.158 22.486 44 2.194 1.225 19.023

4.884 4.884 4.884 4.884

92.222 44.574 44.575 (1) 40.657 6.991

445.154

III - DEMONSTRAÇÃO DE SOBRAS OU PERDAS (EM MILHARES DE REAIS) Resolução CFC nº 1.013/05 01/07/2013 a 31/12/2013

Descrição das contas

Cosif

Resolução CFC nº 1.013/05 Cosif 01/07/2013 a 31/12/2013

Ato Cooperativo

Ato Não Cooperativo

Total

Ato Cooperativo

INGRESSOS E RECEITAS DA INTERMEDIAÇÃO FINANCEIRA .......................................................................................................................................................... Operações de Crédito.............................................................................................................................................................................................................................. Resultado Títulos e Valores Mobiliários ...................................................................................................................................................................................................

15.753 15.692 61

-

15.753 15.692 61

26.861 26.783 78

DISPÊNDIOS E DESPESAS DA INTERMEDIAÇÃO FINANCEIRA ........................................................................................................................................................ Operações de Captação no Mercado ...................................................................................................................................................................................................... Operações de Empréstimos e Repasses ................................................................................................................................................................................................ Provisão para Créditos de Liquidação Duvidosa .....................................................................................................................................................................................

(7.536) (3.730) (1.397) (2.409)

(7.624) (3.730) (1.485) (2.409)

(10.928) (5.435) (2.224) (3.269)

(88) (88) -

-

26.861 26.783 78

(144) (144) -

(11.072) (5.435) (2.368) (3.269)

RESULTADO BRUTO DA INTERMEDIAÇÃO FINANCEIRA...................................................................................................................................................................

8.217

8.129

15.933

(144)

15.789

OUTROS INGRESSOS E RECEITAS/DISPÊNDIOS E DESPESAS OPERACIONAIS .......................................................................................................................... Ingressos e Receitas de Prestação de Serviços ..................................................................................................................................................................................... Rendas de Tarifas Bancárias ................................................................................................................................................................................................................... Dispêndios e Despesas de Pessoal ........................................................................................................................................................................................................ Outros Dispêndios e Despesas Administrativas ...................................................................................................................................................................................... Dispêndios e Despesas Tributárias ......................................................................................................................................................................................................... Outros Ingressos e Receitas Operacionais (Nota 17) ............................................................................................................................................................................. Outros Dispêndios e Despesas Operacionais (Nota 18) .........................................................................................................................................................................

(4.251) 1.632 1.105 (6.353) (3.619) (4) 7.073 (4.085)

968 1.739 (394) (519) (76) 373 (155)

(3.283) 3.371 1.105 (6.747) (4.138) (80) 7.446 (4.240)

(7.980) 2.827 1.902 (9.962) (5.783) (11) 9.639 (6.592)

1.665 2.849 (637) (874) (126) 709 (256)

(6.315) 5.676 1.902 (10.599) (6.657) (137) 10.348 (6.848)

RESULTADO OPERACIONAL .................................................................................................................................................................................................................

3.966

880

4.846

7.953

1.521

RESULTADO NÃO OPERACIONAL ........................................................................................................................................................................................................

(20)

RESULTADO ANTES DA TRIBUTAÇÃO SOBRE O LUCRO ..................................................................................................................................................................

3.946

IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL ................................................................................................................................................................................ Provisão para Imposto de Renda ............................................................................................................................................................................................................ Provisão para Contribuição Social...........................................................................................................................................................................................................

-

(88)

Ato Não Cooperativo Total

(3) 877 (303) (180) (123)

(23) 4.823 (303) (180) (123)

12 7.965 -

RESULTADO ANTES DAS PARTICIPAÇÕES SOCIETÁRIAS ...............................................................................................................................................................

3.946

574

4.520

7.965

RESULTADO DE PARTICIPAÇÕES SOCIETÁRIAS ...............................................................................................................................................................................

-

-

-

864

RESULTADO DO PERÍODO .....................................................................................................................................................................................................................

3.946

574

4.520

8.829

(1) 1.520

9.474 11 9.485

(542) (323) (219)

(542) (323) (219)

978

8.943

(864) 114

8.943

SOBRAS DE INCORPORAÇÃO (NOTA 16) ............................................................................................................................................................................................

6.468

-

6.468

6.468

-

6.468

SOBRAS OU PERDAS DO EXERCÍCIO ANTES DAS DESTINAÇÕES .................................................................................................................................................

10.414

574

10.988

15.297

114

15.411

DESTINAÇÕES ......................................................................................................................................................................................................................................... Fates - Estatutário ................................................................................................................................................................................................................................... Fates - Ato Não Cooperativo ................................................................................................................................................................................................................... Reserva Legal - Estatutária ..................................................................................................................................................................................................................... Reserva Legal - Recuperação de Prejuízo ..............................................................................................................................................................................................

-

-

-

(8.306) (699) (6.292) (1.315)

(114) (114) -

(8.420) (699) (114) (6.292) (1.315)

SOBRAS A DISPOSIÇÃO DA AGO .........................................................................................................................................................................................................

-

-

-

6.991

As notas explicativas são parte integrante das Demonstrações Contábeis

-

6.991 Continua


Sexta-feira, 07 de março de 2014

PUBLICAÇÕES LEGAIS

Continuação IV - DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO (EM MILHARES DE REAIS) SOBRAS OU PERDAS ACUMULADAS

TOTAL

15.714

2.452

39.192

1.426 15.910 -

(1.008) (1.426) (18) 6.468 8.943

(1.008) (18) 46.084 667 (825) 8.943

-

6.292 1.315

(699) (114) (6.292) (1.315)

(699) (114) -

Saldos no fim do período em 31/12/2013 .......................

44.574

40.657

6.991

92.222

Mutações do Período .......................................................

23.548

24.943

4.539

53.030

Saldos no início do período em 01/07/2013 ................... Saldo de Incorporação..................................................... Capital de associados Aumento de capital ....................................................... Baixas de capital........................................................... Resultado do período ...................................................... Destinações Destinação FATES - Estatutário ................................... Destinação FATES - Ato não Cooperativo .................... Reserva Legal - Estatutária .......................................... Reserva Legal - Recuperação de Prejuízo ...................

21.012 23.706

17.140 15.910

4.423 6.468

42.575 46.084

-

4.520

257 (401) 4.520

6.292 1.315

(699) (114) (6.292) (1.315)

(699) (114) -

Saldos no início do período em 01/01/2013 ................... Destinação resultado exercício anterior Distribuição de sobras para associados ....................... Destinações para reservas ........................................... Outras destinações ....................................................... Saldo de Incorporação..................................................... Capital de associados...................................................... Aumento de capital ....................................................... Baixas de capital........................................................... Resultado do período ...................................................... Destinações Destinação FATES - Estatutário ................................... Destinação FATES - Ato não Cooperativo .................... Reserva Legal - Estatutária .......................................... Reserva Legal - Recuperação de Prejuízo ...................

CAPITAL SOCIAL

RESERVA LEGAL

21.026 23.706 667 (825) -

257 (401) -

Saldos no fim do período em 31/12/2013 .......................

44.574

40.657

6.991

92.222

Mutações do Período .......................................................

23.562

23.517

2.568

49.647

As notas explicativas são parte integrante das Demonstrações Contábeis

V - DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA (EM MILHARES DE REAIS) 01/07/2013 a 31/12/2013 RESULTADO DO EXERCÍCIO...................................................................................................... 8.364 Resultado do exercício ................................................................................................................ 6.011 AJUSTES AO RESULTADO DO EXERCÍCIO ............................................................................ 2.353 (Reversão) Provisão para operações de crédito ....................................................................... 2.259 (Reversão) Provisão para desvalorização de outros valores e bens ........................................ 7 Depreciação do imobilizado de uso........................................................................................... (93) Amortização do intangível ......................................................................................................... 165 Baixas do ativo permanente ...................................................................................................... 28 (Reversão) Provisão para passivos contingentes ..................................................................... 285 Absorção de dispêndios pelo FATES ........................................................................................ (298) VARIAÇÃO DE ATIVOS E PASSIVOS ......................................................................................... 6.387 (Aumento) Redução em direitos junto a participantes de sistemas de liquidação ...................... 2.334 (Aumento) Redução em créditos vinculados ............................................................................... (44) (Aumento) Redução em relações com correspondentes ............................................................ (832) (Aumento) Redução em operações de crédito ............................................................................ (63.070) Aumento (Redução) em relações interfinanceiras passivas........................................................ 44.090 (Aumento) Redução em outros créditos ...................................................................................... (3.502) (Aumento) Redução em outros valores e bens ........................................................................... 164 Aumento (Redução) em depósitos .............................................................................................. 23.832 Aumento (Redução) em relações interdependências passivas................................................... 474 Aumento (Redução) em obrigações por empréstimos e repasses.............................................. (6.575) (Redução) Aumento em outras obrigações ................................................................................. 9.516 ATIVIDADES OPERACIONAIS - Caixa Líquido Proveniente/(Aplicado) ................................. 14.751 (Aumento) Redução em aplicações interfinanceiras de liquidez ................................................. Aquisição de Investimentos ......................................................................................................... (1.269) Aquisição de Imobilizado de Uso................................................................................................. (1.092) Aplicações no Intangível .............................................................................................................. (348) ATIVIDADES DE INVESTIMENTOS - Caixa Líquido Proveniente/(Aplicado) .......................... (2.709) Integralização de capital .............................................................................................................. 476 Baixa de capital ........................................................................................................................... (532) Destinações ao FATES................................................................................................................ (813) Distribuição de Sobras ................................................................................................................ Baixa de valores para Reserva Legal.......................................................................................... Dividendos SicrediPar ................................................................................................................. (90) ATIVIDADES DE FINANCIAMENTOS - Caixa Líquido Proveniente/(Aplicado)....................... (959) AUMENTO/DIMINUIÇÃO LÍQUIDA DE CAIXA E EQUIVALENTE DE CAIXA ............................ 11.083 Caixa e equivalente de caixa no início do período ........................................................................ 151.825 Caixa e equivalente de caixa no fim do período (Nota 20)............................................................ 162.908 As notas explicativas são parte integrante das Demonstrações Contábeis

30 01/01/2013 a 31/12/2013 17.544 15.411 2.133 1.697 (3) 49 425 100 272 (407) 24.605 (30) 2.232 (826) (37.752) 20.996 (3.300) 52 43.679 114 (5.967) 5.407 42.149 4.104 (5.180) (1.904) (1.174) (4.154) 1.457 (1.393) (813) (1.464) (40) (2.253) 35.742 127.166 162.908

VI - NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 NOTA 01 – CONTEXTO OPERACIONAL A Cooperativa de Crédito de Livre Admissão de Associados Pestanense - Sicredi Augusto Pestana RS é uma cooperativa de crédito singular, filiada à Cooperativa Central de Crédito do Rio Grande do Sul e Santa Catarina - Central Sicredi Sul. Instituição financeira não bancária, autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil, que iniciou as atividades em 21/05/1925 e tem por objetivos principais: i) Desenvolver programas de poupança, de uso adequado do crédito e de prestação de serviços, praticando todas as operações ativas, passivas e acessórias próprias de cooperativas de crédito; ii) Prestar, através da mutualidade, a assistência financeira aos associados em suas atividades específicas; iii) Atuar na formação educacional de seus associados, no sentido de fomentar o cooperativismo. A execução das atividades obedece ao disposto na legislação pertinente, assim como aos atos regulamentares oficiais, ao estatuto social, e às normas internas do Sicredi. Os associados em Assembleia Geral Extraordinária realizada no dia 15/10/2013, ante a necessidade de ganho de escala para garantir a competitividade, crescimento da base de associados, redução dos custos operacionais e manutenção da rentabilidade, autorizaram a sociedade incorporar as seguintes Cooperativas: Cooperativa de Crédito de Livre Admissão de Associados de Panambi Sicredi Panambi RS; Cooperativa de Crédito de Livre Admissão de Associados Santoaugustense - Sicredi Santo Augusto RS e Cooperativa de Crédito de Livre Admissão de Associados de Ajuricaba - Sicredi Ajuricaba RS que, em Assembleia Geral Extraordinária realizada nos dias 09/10/2013, 10/10/2013 e 17/10/2013, respectivamente, e com a mesma motivação, deliberaram por sua incorporação. O processo de incorporação foi referendado em assembleia conjunta em 01/11/2013. A Cooperativa é parte integrante da Sicredi Fundos Garantidores, empresa sem fins lucrativos cuja formação de reservas advém de contribuições mensais e extraordinárias de cooperativas associadas ao fundo. O objetivo deste fundo é fornecer ao associado cobertura similar à oferecida pelo FGC aos clientes dos bancos, ou seja, garantia de seus depósitos à vista e a prazo e seus saques mediante aviso prévio. Utiliza-se limites operacionais com a cobertura de depósitos em até R$ 70 mil e destinações promovidas objetivando ações preventivas ou corretivas visando sempre à estabilidade econômicofinanceira da Cooperativa. Estes Fundos são compostos na sua maioria entre Fundo Garantidor de Solidez e Fundo Garantidor de Depósitos. NOTA 02 – APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS As demonstrações contábeis foram elaboradas, e estão sendo apresentadas, na forma da legislação societária e de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, especificamente aquelas aplicadas às entidades cooperativas, as disposições das Leis nº 4.595/64 e nº 5.764/71, com alterações da Lei Complementar nº 130/09 e às normas e instruções do Conselho Monetário Nacional – CMN, Banco Central do Brasil – Bacen, e do Comitê de Pronunciamentos Contábeis – CPC. O CPC, desde o ano de 2008, emite normas e interpretações contábeis alinhadas às normas internacionais de contabilidade. A Cooperativa aplicou os seguintes pronunciamentos, já recepcionados pelo Bacen: CPC 01 (Redução ao valor recuperável de ativos), CPC 03 (Demonstração dos fluxos de caixa), CPC 05 (Divulgação sobre partes relacionadas), CPC 23 (Políticas Contábeis, Mudança de Estimativa e Retificação de Erro), CPC 24 (Eventos subsequentes) e CPC 25 (Provisões, passivos contingentes e ativos contingentes). Os demais pronunciamentos serão aplicáveis a partir de sua aprovação pelo órgão regulador. A Demonstração dos Fluxos de Caixa está sendo elaborada de acordo com o CPC 03. Em decorrência das incorporações, conforme mencionado na Nota 01, a Cooperativa ajustou retrospectivamente a divulgação dos saldos de Caixa e equivalente de caixa do início do exercício, para fins dessa demonstração. Devido a incorporação, de acordo com art. 9° da circular 3.017/2000 do Banco Central do Brasil, as demonstrações não estão apresentadas de forma comparativa, uma vez que não demonstram os saldos e resultado das transações do exercício respectivo. A autorização para a conclusão destas demonstrações contábeis foi dada pela Diretoria em 19 de fevereiro de 2014. NOTA 03 – RESUMO DAS PRINCIPAIS PRÁTICAS a) Apuração do resultado As receitas e despesas são reconhecidas na demonstração de sobras ou perdas em conformidade com o regime de competência. As receitas com prestação de serviços são reconhecidas na demonstração de sobras ou perdas quando da prestação de serviços a terceiros, substancialmente serviços bancários. Os dispêndios e as despesas e os ingressos e receitas operacionais, são proporcionalizados de acordo com os montantes do ingresso bruto de ato cooperativo e da receita bruta de ato não-cooperativo, quando não identificados com cada atividade. As operações de crédito com taxas prefixadas são registradas pelo valor de resgate, e os ingressos e dispêndios correspondentes ao período futuro são apresentados em conta redutora dos respectivos ativos e passivos. Os ingressos e dispêndios de natureza financeira são contabilizados pelo critério “pro rata die” e calculados com base no modelo exponencial, exceto aqueles relativos a títulos descontados, que são calculados com base no método linear. As operações de crédito com taxas pós-fixadas são atualizadas até a data do balanço. De acordo com a Lei nº 5.764/71, o resultado é segregado e apresentado em atos cooperativos, aqueles praticados entre as cooperativas e seus associados ou pelas cooperativas entre si, para a consecução de seus objetivos estatutários, e atos não cooperativos, aqueles que importam em operações com terceiros não associados. b) Imposto de renda e contribuição social O imposto de renda e a contribuição social sobre o lucro são calculados sobre o resultado apurado em operações consideradas como atos não cooperativos. O resultado apurado em operações realizadas com cooperados é isento de tributação. c) Componentes de caixa e equivalentes de caixa Para fins da Demonstração dos Fluxos de Caixa, Caixa e Equivalentes de Caixa correspondem aos saldos de disponibilidades e relações interfinanceiras – centralização financeira, com conversibilidade imediata ou com prazo original igual ou inferior a noventa dias. d) Operações ativas e passivas Pré-fixadas: as operações ativas e passivas contratadas com rendas e encargos pre-fixados contabilizam-se pelo valor presente, registrando-se as rendas e os encargos a apropriar em subtítulo de uso interno do próprio título ou subtítulo contábil utilizado para registrar a operação. Pós-fixadas: as operações ativas e passivas contratadas com rendas e encargos pós-fixados ou flutuantes contabilizam-se pelo valor do principal, a débito ou a crédito das contas que as registram. Essas mesmas contas acolhem os juros e os ajustes mensais decorrentes das variações da unidade de correção ou dos encargos contratados, no caso de taxas flutuantes. e) Depósitos em garantia Existem situações em que a Cooperativa questiona a legitimidade de determinados passivos ou ações movidas contra si. Por conta desses questionamentos, por ordem judicial ou por estratégia da própria administração, os valores em questão podem ser depositados em juízo, sem que haja a caracterização da liquidação do passivo. f) Operações de crédito e provisão de crédito As operações de crédito, e outros créditos com características de concessão de crédito são classificados nos respectivos níveis de risco, observando: (i) os parâmetros estabelecidos pela Resolução nº 2.682/99 do CMN, que requerem a sua classificação de riscos em nove níveis, sendo “AA” (risco mínimo) e “H” (risco máximo); e (ii) a avaliação da Administração quanto ao nível de risco. Essa avaliação, realizada periodicamente, considera a conjuntura econômica, a experiência passada e os riscos específicos e globais em relação às operações, aos devedores e garantidores. Adicionalmente, também são considerados os períodos de atraso definidos na Resolução nº 2.682/99 do CMN, para atribuição dos níveis de classificação dos associados da seguinte forma:

As operações de crédito com encargos financeiros pré-fixados estão registradas pelo valor de face, retificadas por conta de rendas a apropriar. A provisão para perdas com as operações de crédito é constituída em montante julgado suficiente pela administração para cobrir eventuais perdas na realização dos valores a receber, levandose em consideração a análise das operações em aberto, as garantias existentes, a capacidade de pagamento e liquidez do tomador do crédito e os riscos específicos apresentados em cada operação, contemplando todos os aspectos determinados na Resolução CMN n° 2.682/99, que determina a classificação das operações por nível de risco. g) Permanente Investimentos: estão demonstrados ao custo de aquisição. Imobilizado de uso: corresponde aos direitos que tenham por objeto bens corpóreos destinados à manutenção das atividades ou exercidos com essa finalidade. Está demonstrado ao custo de aquisição. A depreciação do imobilizado de uso é computada pelo método linear, com base nas taxas anuais mencionadas na Nota “Permanente”, item “b”, que levam em consideração a vida útil-econômica dos bens. Intangível: está representado por investimentos em tecnologia para desenvolvimento de softwares que já estão em uso pela Cooperativa, bem como investimentos para aquisições de imobilizado na Confederação Sicredi, os quais são contabilizados nas Centrais e repassados às cooperativas, sendo amortizado com base nos benefícios econômicos futuros incorporados aos ativos quando consumidos pela entidade, por meio do seu uso. h) Segregação em circulante e não circulante Os valores realizáveis e exigíveis com prazos inferiores a 360 dias estão classificados no circulante, e os prazos superiores, no longo prazo (não circulante). i) Redução ao valor recuperável de ativos não financeiros (“impairment”) O Conselho Monetário Nacional, por meio da Resolução nº 3.566/08, determinou a adoção do Pronunciamento Técnico - CPC 01, do Comitê de Pronunciamentos Contábeis, referente ao reconhecimento, mensuração e divulgação de redução ao valor recuperável de ativos. O referido pronunciamento institui o teste de recuperabilidade de ativos, também previsto na Lei nº 11.638/07, cujo objetivo é assegurar que os ativos não estejam registrados contabilmente por um valor superior àquele passível de ser recuperado por uso ou por venda. Caso existam evidências claras de que ativos estão avaliados por valor não recuperável no futuro, a entidade deverá imediatamente reconhecer a desvalorização por meio da constituição de provisão para perdas. O imobilizado e bens não de uso próprio, são revistos anualmente em outubro para se identificar evidências de perdas não recuperáveis, ou ainda, sempre que eventos ou alterações nas circunstâncias indicarem que o valor contábil pode não ser recuperável. Quando este for o caso, o valor recuperável é calculado para verificar se há perda. Quando houver perda, ela é reconhecida pelo montante em que o valor contábil do ativo ultrapassa seu valor recuperável, que é o maior entre o preço líquido de venda e o valor em uso de um ativo. A adoção desta norma produziu efeitos apenas sobre os bens não de uso, relativamente as demonstrações contábeis do exercício findo em 31/12/2013. j) Relações interfinanceiras – Centralização financeira Os recursos captados pela Cooperativa não investidos em suas atividades são centralizados através de repasses interfinanceiros para a Cooperativa Central, os quais são por ela utilizados para aplicações financeiras. Essas operações são caracterizadas como atos cooperativos, pela Lei nº 5.764/71 que define a política nacional do cooperativismo. k) Outros créditos - Títulos e créditos a receber - Operações com cartão de crédito Os valores a receber representam os valores a faturar dos usuários de cartão de crédito pela utilização em estabelecimentos conveniados às bandeiras Visa e Cartões Sicredi. Para pagamentos efetuados pelo valor mínimo da fatura (rotativo), as operações são reclassificadas para Operações de Crédito no grupo de Empréstimos. l) Depósitos Os depósitos à vista não são remunerados. Os depósitos a prazo recebem encargos financeiros contratados. m) Obrigações por empréstimos e repasses As obrigações por empréstimos e repasses são reconhecidas inicialmente no recebimento dos recursos, líquidos dos custos de transação. Em seguida, os empréstimos tomados são apresentados pelo custo amortizado, isto é, acrescidos de encargos e juros proporcionais ao período incorrido (“pro rata temporis”). n) Passivos contingentes - Provisões para riscos fiscais, trabalhistas e cíveis Provisionados com base em opinião de assessores jurídicos, através da utilização de modelos e critérios que permitam a sua mensuração da forma mais adequada possível, apesar da incerteza inerente ao seu prazo e valor de desfecho da causa. A Cooperativa provisiona integralmente o valor das ações cuja avaliação é classificada como provável. A Administração entende que as provisões constituídas são suficientes para atender eventuais perdas decorrentes de processos judiciais. A seguir o critério utilizado segundo a natureza da contingência: Provisões para riscos trabalhistas - Constituídas quando da notificação judicial e cujo risco de perda é considerado provável. O valor é apurado conforme subsídios recebidos dos assessores jurídicos. Provisões para riscos cíveis - Constituídas quando da notificação judicial, e ajustadas mensalmente, pelo valor indenizatório pretendido, nas provas apresentadas e na avaliação de assessores jurídicos que considera a jurisprudência, os subsídios fáticos levantados, as provas produzidas nos autos e as decisões judiciais que vierem a ser proferidas na ação, quanto ao grau de risco de perda da ação judicial. Provisões para riscos fiscais e previdenciários - Referem-se basicamente a exigíveis relativos a tributos cuja legalidade ou constitucionalidade é objeto de contestação administrativa ou judicial. o) Demais passivos circulantes e não circulantes Demonstrados pelos valores conhecidos ou calculáveis, incluindo, quando aplicável, os encargos e as variações monetárias em base “pro rata die”, deduzidos das correspondentes despesas a apropriar. p) Direitos e Obrigações relacionados as operações de associados com Cartões Sicredi e Visa A partir de janeiro de 2013 os saldos das operações de associados da cooperativa com cartões Sicredi e cartões Visa estão apresentadas nas contas patrimoniais da cooperativa para fins de evidenciação do fluxo de direitos e obrigações dessa, com as empresas administradoras de cartões. q) Estimativas contábeis As estimativas contábeis são determinadas pela Administração e revisadas a cada semestre, considerando fatores e premissas estabelecidos com base em julgamento. Itens significativos sujeitos a essas estimativas e premissas incluem as provisões para ajuste dos ativos ao valor provável de realização ou recuperação, as provisões para perdas, as provisões para contingências, entre outros. A liquidação das transações envolvendo essas estimativas poderá resultar em valores divergentes em razão de imprecisões inerentes ao processo de sua determinação. NOTA 04 – OPERAÇÕES DE CRÉDITO E PROVISÃO PARA CRÉDITOS DE LIQUIDAÇÃO DUVIDOSA A carteira de créditos está assim composta e classificada: a) Composição da carteira de créditos por tipo de operação Operações de crédito 31/12/2013 Circulante Não Circulante Total Empréstimos e títulos descontados ................ 88.472 25.667 114.139 Financiamentos .............................................. 12.325 15.013 27.338 Financiamentos rurais e agroindustriais ......... 111.366 4.892 116.258 Carteira total ................................................... 212.163 45.572 257.735 valores em milhares de Reais b) Composição da carteira de créditos segregada por tipo de cliente, atividade econômica e faixas de vencimento 31/12/2013 Vencidas a A vencer Setor Período de atraso (1) Classificação do associado partir de Até 90 De 91 a Acima de Total da de 15 a 30 dias ................................................. B 15 dias dias 365 dias 365 dias Carteira de 31 a 60 dias ................................................. C Pessoas Físicas.................... 1.894 23.255 36.772 30.222 92.143 de 61 a 90 dias ................................................. D Pessoas Jurídicas de 91 a 120 dias ............................................... E - Ramo Rural........................ 393 27.086 83.887 4.892 116.258 de 121 a 150 dias ............................................. F Pessoas Jurídicas de 151 a 180 dias ............................................. G - Ramo Industrial ................. 65 1.191 903 516 2.675 superior a 180 dias ........................................... H Pessoas Jurídicas - Ramo Comércio ................ 205 7.958 6.664 3.610 18.437 (1) Para as operações com prazo a decorrer superior a 36 meses é realizada a contagem em dobro Pessoas Jurídicas dos períodos de atraso, conforme facultado pela Resolução nº 2.682/99 do CMN. - Outros Serviços ................. 354 9.784 11.752 6.332 28.222 As operações de crédito com cláusula de atualização monetária pós-fixada estão registradas pelo Total ....................................... 2.911 69.274 139.978 45.572 257.735 valor do principal, acrescido dos rendimentos auferidos ou encargos incorridos, calculadas “pro rata temporis”, com base na variação dos respectivos indexadores pactuados. valores em milhares de Reais

c) Composição da carteira de créditos por níveis de risco Níveis de Risco Carteira Provisão para operações de Crédito 31/12/2013 31/12/2013 Nível A .............................................. 51.721 259 Nível B.............................................. 62.312 623 Nível C.............................................. 99.654 2.990 Nível D.............................................. 32.452 3.245 Nível E.............................................. 8.275 2.482 Nível F .............................................. 2.398 1.199 Nível G ............................................. 1.259 881 Nível H.............................................. 5.827 5.827 Total (i).............................................. 263.898 17.506 valores em milhares de Reais (i) Estão inclusos na base de cálculo da provisão para operações de crédito valores relativos a outros créditos, assim compostos: Outros créditos 31/12/2013 Circulante Não Circulante Total Devedores por compra de valores e bens ...... 414 716 1.130 Títulos e créditos a receber ............................ 5.033 5.033 Total ................................................................ 5.447 716 6.163 valores em milhares de Reais d) Operações renegociadas e em prejuízo Em conformidade com a Resolução CMN nº 2.682/99, artigo 11º, III, os montantes de operações renegociadas, lançadas contra prejuízo e recuperadas de prejuízo estão assim compostos: Operações 31/12/2013 Renegociadas ............................................................................................. 1.320 Lançadas contra prejuízo ........................................................................... 8.467 Recuperadas de prejuízo............................................................................ 925 valores em milhares de Reais NOTA 05 – OUTROS CRÉDITOS – DIVERSOS Os créditos diversos, classificados no grupo de outros créditos do ativo, estão assim compostos: Outros Créditos - Diversos 31/12/2013 Circulante Não Circulante Total Adiantamentos e antecipações salariais ........ 114 114 Adiantamentos para pagamentos de nossa conta* .................................................. 1.314 1.314 Devedores por compra de valores e bens ...... 414 716 1.130 Devedores por depósitos em garantia ............ 99 99 Impostos e contribuições a compensar .......... 22 22 Títulos e créditos a receber ............................ 5.033 5.033 Devedores diversos - País ** .......................... 1.684 1.684 Total ................................................................ 8.680 716 9.396 * O saldo de R$ 1.314 mil da conta de Adiantamentos para pagamentos de nossa conta refere-se a projetos em andamento. ** A conta Devedores Diversos está assim composta: Devedores Diversos - País 31/12/2013 Diferenças de caixa................................................................................... 2 Pendências a regularizar .......................................................................... 10 Valores honrados ...................................................................................... 49 Pendências a regularizar - extrato ............................................................ 8 Pendência - processos centralizados ....................................................... 16 Outros devedores...................................................................................... 484 Valores pendentes conciliação cartão....................................................... 14 Cotas de consórcio ................................................................................... 51 Saques redes externas a receber ............................................................. 1 Compensação a Regularizar..................................................................... 20 Compras rejeitadas ................................................................................... 1 Parcelado lojista para postagem futura - cartão Visa .............................. 2 Transitória de pagamentos - Cartão Sicredi ............................................. 1 Sobras orçamentárias a receber Central .................................................. 17 Estabelecimento credenciado cartão múltiplo a receber .......................... 56 Cartão múltiplo a receber - Cooperativas ................................................. 835 Outros devedores cartão múltiplo ............................................................. 117 Total ............................................................................................................ 1.684 NOTA 06 – OUTROS VALORES E BENS Bens não de uso próprio 31/12/2013 Imóveis ...................................................................................................... 593 Veículos e afins ......................................................................................... 13 Máquinas e equipamentos ........................................................................ 50 Bens em regime especial .......................................................................... 78 Total Outros Valores e Bens ....................................................................... 734 Provisão (Redução do valor recuperável - Bens não de uso)................... (7) valores em milhares de Reais Conforme determinações previstas no CPC 01, foi constituída provisão no montante de R$ 7 mil de forma a assegurar que os ativos não estejam registrados por um valor superior àquele passível de ser recuperado por uso ou por venda. NOTA 07 – DESPESAS ANTECIPADAS Despesas Antecipadas 31/12/2013 Circulante Não Circulante Total Prêmios de seguros ........................................ 64 64 Tributos ........................................................... 1 1 Total ................................................................ 65 65 valores em milhares de Reais NOTA 08 – PERMANENTE a) Investimentos Registrados ao custo de aquisição 31/12/2013 Cooperativa Central Sicredi (i).................................................................... 10.096 Sicredi Participações S.A. (i) ...................................................................... 7.972 Outras Participações e Investimentos ........................................................ 8 Sicredi Fundos Garantidores (i) ................................................................ 4 Outras Participações ................................................................................. 4 Total ............................................................................................................ 18.076 valores em milhares de Reais (i) Apresentamos abaixo as informações dos investimentos referentes ao número de ações/quotas, percentuais de participações e movimentações patrimoniais: Sicredi Sicredi Fundos Cooperativa Participações S.A. Garantidores Central Sicredi 31/12/2013 31/12/2013 31/12/2013 Número de ações/quotas possuídas 2585143 OR 4 10.095.764 5386153 PR Quotas Quotas Percentual de participação 1,34% 2,96% 3,41% Capital social 595.066 135 295.924 Patrimônio líquido 610.177 142.704 306.473 Lucro líquido do exercício 12.216 Valor do investimento 7.972 4 10.096 valores em milhares de Reais Continua


32

Sexta-feira, 07 de março de 2014

Continuação VI - NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 b) Imobilizado de uso Imobilizado de Uso Imobilizações em curso ............... Terrenos ....................................... Edificações .................................. Instalações................................... Móveis e equipamentos de uso ... Sistema de comunicação............. Sistema de processamento de dados ..................................... Sistema de segurança ................. Sistema de transporte.................. Total .............................................

Custo corrigido 855 17 3.770 2.073 2.929 138

31/12/2013 Depreciação acumulada Líquido 855 17 (564) 3.206 (1.361) 712 (1.286) 1.643 (89) 49

Taxas anuais de depreciação % 4% 10% 10% 10%

2.766 228 1.185 13.961

(1.547) 1.219 20% (135) 93 10% (612) 573 20% (5.594) 8.367 valores em milhares de Reais Tomando por base as determinações do pronunciamento técnico CPC 01, a entidade não identificou a necessidade de adequação do valor dos ativos contabilizados, uma vez que os bens registrados no imobilizado apresentam valor residual inferior aos praticados pelo mercado. c) Intangível 31/12/2013 Custo Amortização corrigido Acumulada Líquido Intangível .......................................................... 3.926 (1.581) 2.345 Investimentos Confederação ......................... 3.855 (1.555) 2.300 Outros Ativos Intangíveis ........................... 71 (26) Total .................................................................. 3.926 (1.581) 2.345 valores em milhares de Reais Valores reclassificados de “Adiantamentos para pagamentos de nossa conta” para “Outros Ativos Intangíveis”, no subgrupo Intangível, referente aos investimentos em tecnologia para desenvolvimento de softwares que já estão em uso pela Cooperativa, bem como investimentos para aquisições de imobilizado na Confederação, sendo amortizado com base nos benefícios econômicos futuros incorporados aos ativos quando consumidos pela entidade, por meio do seu uso. Outros ativos intangíveis no valor de R$ 71 mil referem-se a folha de pagamento de um órgão municipal adquirida no primeiro semestre de 2012. NOTA 09 – OBRIGAÇÕES POR REPASSES INTERFINANCEIROS As obrigações por repasses interfinanceiros são apresentadas a seguir: Obrigações por repasses interfinanceiros 31/12/2013 Circulante Não Circulante Total Recursos do Crédito Rural ............................. 110.471 4.884 115.355 Banco Cooperativo Sicredi S.A. .................... 110.471 4.884 115.355 Outros Recursos ............................................. 35 35 Banco Cooperativo Sicredi S.A. .................... 35 35 Total ................................................................ 110.506 4.884 115.390 valores em milhares de Reais As obrigações por repasses interfinanceiros operam com uma taxa de 0,1% a.a. até 10,5% a.a. com vencimento de 01/01/2014 até 21/02/2018. NOTA 10 – OBRIGAÇÕES POR EMPRÉSTIMOS Os empréstimos são apresentados a seguir: Obrigações por empréstimos 31/12/2013 Circulante Não Circulante Total Empréstimos no país - outras instituições ...... 6.158 6.158 Cooperativa Central Sicredi .......................... 6.158 6.158 Total ................................................................ 6.158 6.158 valores em milhares de Reais As obrigações por empréstimos operam com uma taxa de 0,0416% a.m. com vencimento em 18/12/2014. NOTA 11 – OUTRAS OBRIGAÇÕES - DIVERSAS As obrigações diversas, classificadas no passivo no grupo de outras obrigações estão assim compostas: Outras obrigações - diversas 31/12/2013 Circulante Não Circulante Total Cheques administrativos ................................ 5.153 5.153 Obrigações por aquisição de bens e direitos.. 399 399 Obrigações por convênios oficiais .................. 3 3 Obrigações por prestação de serviço de pagamento ................................................ 6 6 Provisão para pagamentos a efetuar.............. 2.387 2.387 Provisão para passivos contingentes * ........... 3.745 3.745 Credores diversos - país ** ............................. 7.330 7.330 Total ................................................................ 19.023 19.023 valores em milhares de Reais *A conta ‘Provisão para passivos contingentes’ recebe, além dos registros detalhados na nota explicativa seguinte (Passivos Contingentes), o registro das provisões sobre as Coobrigações da Cooperativa no valor de R$ 3.146 mil. As provisões sobre coobrigações assumidas pelas singulares na realização de operações de seus cooperados junto ao Banco Cooperativo Sicredi S.A., estão registradas na rubrica 4.9.9.35.90-9 – Provisão para Passivos Contingentes - Outros Passivos, e foram constituídas com base nos mesmos critérios preconizados na Resolução 2682/99 do Conselho Monetário Nacional – CMN. Intangível

** A conta Credores Diversos - país, está assim composta: Credores Diversos - País 31/12/2013 Sobras de caixa ........................................................................................ 3 Pendência - processos centralizados ....................................................... 7 Securitização a repassar........................................................................... 29 Valores de liquidação em cartório ............................................................. 4 Valores custodiados vinculados a operação de crédito ............................ 329 Transitória recuperação de crédito ........................................................... 21 Parcelado Lojista....................................................................................... 1.851 Saldo credor - cartão Visa......................................................................... 23 Repasse IOF internacional - cartão Visa .................................................. 2 Obrigação nacional Redecard - cartão Sicredi ......................................... 453 Obrigação nacional rede Sicredi - cartão Sicredi ...................................... 2 Saldo credor - cartão Sicredi..................................................................... 22 Agenda cartão Visa a pagar...................................................................... 1.885 Aceleração parcelas cartão Visa............................................................... 6 Transitória - compras cartão Sicredi Redecard ......................................... 11 Outros credores ........................................................................................ 61 Estabelecimento credenciado - Cartão Múltiplo........................................ 719 Compras cartão múltiplo - Cooperativas ................................................... 808 Transitória de sistema - compras débito cartão múltiplo Sicredi ............... 1 Outros credores - Cartão Múltiplo ............................................................. 5 Saques nacionais Tecban a liquidar.......................................................... 2 Contas a pagar - empresas do grupo ....................................................... 167 Contas a pagar - demais fornecedores ..................................................... 915 Intercâmbio cartão Sicredi a pagar ........................................................... 4 Total ............................................................................................................ 7.330 NOTA 12 – PASSIVOS CONTINGENTES Esta Cooperativa possui passivos contingentes em andamento, sendo que os valores estimados e suas respectivas movimentações e provisões estão demonstrados no quadro a seguir, conforme a natureza dos passivos. Natureza

Saldo inicial do Período 01/01/2013 Trabalhista ..... 228 Cível ............... 24 Total ................. 252

Natureza

Baixa/Reversão de Provisão (217) (30) (247)

Saldo Final do Período 563 36 599

Valor estimado Valor Provisionado de perda em 31/12/2013 563 563 260 36 36 70 33 962 599 valores em milhares de Reais NOTA 13 – COOBRIGAÇÕES EM GARANTIAS PRESTADAS As garantias prestadas pela Cooperativa sob a forma de aval, fiança ou outras coobrigações estão assim compostas: Coobrigações em garantias prestadas 31/12/2013 Garantias prestadas em operações de associados (i) ............................... 101.302 BNDES - Automático, Caminhões, Produsa, Procap-Agro ....................... 2.001 CDC - Banco Volkswagen ......................................................................... 2 FINAME - Agrícola, Banco Sicredi, BRDE ................................................ 26.733 LEF agrícola .............................................................................................. 31 Moderagro ................................................................................................. 2.575 Moderfrota ................................................................................................. 1.024 Moderinfra ................................................................................................. 4.747 Procaminhoneiro ....................................................................................... 3.212 Pronaf........................................................................................................ 60.758 Propflora.................................................................................................... 168 Coobrigações Inadimplência ..................................................................... 51 Coobrigações em cessões de crédito......................................................... 237 Total ............................................................................................................ 101.539 valores em milhares de reais (i) Nas garantias prestadas estão inclusas as operações com recursos recebidos de instituições financeiras e repassados aos associados via Banco Cooperativo Sicredi S.A., em que a Cooperativa é intermediária e garantidora solidária por força de contrato firmado entre as partes. NOTA 14 – CAPITAL SOCIAL O capital social é dividido em quotas-partes de valor unitário equivalente a R$ 1,00 (um real), sendo que cada associado tem direito a um voto, independente do número de suas quotaspartes, e está assim composto: 31/12/2013 Capital Social .............................................................................................. 44.574 valores em milhares de Reais 31/12/2013 Total de associados .................................................................................... 45.635 NOTA 15 – DESTINAÇÕES A Cooperativa de Crédito de Livre Admissão de Associados Pestanense - Sicredi Augusto Pestana RS, destinou suas sobras conforme o estatuto, sendo que 45% foram destinados para Reserva Legal e 5% para FATES.

Trabalhista......................... Trabalhista......................... Cível .................................. Cível .................................. Tributária ........................... Total .....................................

Probabilidade de Perda Provável Possível Provável Possível Possível

Aumento Provisão 552 42 594

NOTA 16 – SOBRAS OU PERDAS ACUMULADAS A cooperativa possui sobras acumuladas no valor de R$ 6.991 mil e, conforme estabelece a CartaCircular 3.300 (CMN) de 27/02/2008, apresentamos abaixo a composição: Composição Sobras do exercício anterior ......................... Distribuição de sobras do exercício anterior Sobras Cooperativa incorporada - Sicredi Panambi RS .................................. Sobras Cooperativa incorporada - Sicredi Santo Augusto RS......................... Sobras Cooperativa incorporada - Sicredi Ajuricaba RS.................................. Resultado do exercício após destinações Sicredi Augusto Pestana RS ........................ Sobras do exercício .......................................

Valor Forma e prazo de realização das sobras 2.452 (2.452) Conforme deliberado na AGO/2013 2.296 2.279 1.893 523 6.991 Para deliberação na AGO/2014

valores em milhares de Reais As sobras são distribuídas e apropriadas conforme o Estatuto Social, normas do Bacen e posterior deliberação da Assembleia Geral Ordinária (AGO). Atendendo à instrução do Bacen, o Fundo de Assistência Técnica, Educacional e Social (FATES) é registrado como exigibilidade, e utilizado em despesas para o qual se destina, conforme a Lei nº 5.764/71 (Lei do Cooperativismo). NOTA 17 – OUTROS INGRESSOS E RECEITAS OPERACIONAIS Este item na Demonstração de Sobras ou Perdas apresenta saldo de R$10.348 mil, sendo que deste valor, R$ 6.440 mil refere-se à receita com administração financeira, que é resultante da aplicação dos recursos captados, junto à Cooperativa Central de Crédito do Rio Grande do Sul e Santa Catarina - Central Sicredi Sul. NOTA 18 – OUTROS DISPÊNDIOS E DESPESAS OPERACIONAIS Este item na Demonstração de Sobras ou Perdas apresenta saldo de R$ 6.848 mil, sendo que deste valor, R$ 2.224 mil refere-se ao rateio das despesas da Confederação Sicredi; R$ 397 mil refere-se ao valor de Contribuição à Sicredi Fundos Garantidores e R$ 318 mil refere-se ao rateio das despesas da Cooperativa Central de Crédito do Rio Grande do Sul e Santa Catarina - Central Sicredi Sul. NOTA 19 – TRANSAÇÕES COM PARTES RELACIONADAS As transações com partes relacionadas referem-se a saldos de depósitos (à vista e a prazo) e operações de crédito mantidas na instituição por seus administradores (diretores e conselheiros de administração), assim como a remuneração recebida pelas pessoas-chave da administração. As operações de crédito e captações de recursos com partes relacionadas foram contratadas em condições semelhantes às praticadas com terceiros, vigentes nas datas das operações. As garantias oferecidas em razão das operações de crédito são: avais, garantias hipotecárias, caução e alienação fiduciária. a) Detalhamento das operações ativas e passivas Natureza da operação

31/12/2013

Depósitos à vista ....................................................... Pessoas físicas .......................................................... Depósitos a prazo...................................................... Pessoas físicas - taxa pós-fixada ............................. Pessoas físicas - taxa pré-fixada .............................. Operações de crédito................................................

% em relação ao total

238 238 1.265 1.224 41 6.372

0,40% 0,85% 2,47%

valores em milhares de Reais b) Benefícios monetários destinados às partes relacionadas - pessoas-chave da administração Pessoas-chave da administração são as que têm autoridade e responsabilidade pelo planejamento, direção e controle das atividades da entidade, direta ou indiretamente, incluindo qualquer administrador (executivo ou outro dessa entidade). Nestes dados estão inclusos todos os benefícios de curto prazo e pós-emprego concedidos pela entidade aos cargos de Presidente, Vice-Presidente e Diretores ou outros que venham a substituir os mesmos. Benefícios

31/12/2013

Pessoas-chave da administração ...............................................................

1.728

valores em milhares de Reais NOTA 20 – COMPONENTES DE CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA Para elaboração da Demonstração dos Fluxos de Caixa, foram considerados como caixa e equivalentes de caixa os seguintes ativos: Caixa e equivalentes de caixa Caixa ............................................... Centralização financeira em Cooperativa Central ....................... Total ..................................................

Incial: 01/01/2013

Final: 31/12/2013

2.851

3.344

493

124.315 127.166

159.564 162.908

35.249 35.742

Variação

valores em milhares de Reais Na determinação da composição dos itens de caixa e equivalentes de caixa foram considerados os seguintes critérios para classificação dos ativos: i. Ter como finalidade atender compromissos de curto prazo; ii. Possuir conversibilidade imediata em um montante conhecido de caixa; iii. Estar exposto a reduzido risco de mudança de valor; iv. Ter prazo de vencimento igual ou inferior a noventa dias na data da aquisição. NOTA 21 – SEGUROS CONTRATADOS Em 31 de dezembro de 2013, os seguros contratados são considerados suficientes pela administração para cobrir eventuais sinistros relacionados a garantia de valores e bens de propriedade da Cooperativa. NOTA 22 – EVENTOS SUBSEQUENTES A homologação junto ao Banco Central do Brasil – Bacen, referente ao processo de incorporação VIII - RELATÓRIO DE AUDITORIA SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS referendado em assembleia conjunta em 01/11/2013, citado na Nota 01 - Contexto Operacional, Ao tábeis da Cooperativa para planejar os procedimentos de auditoria que são apropriados ocorreu no dia 10/02/2014. Conselho de Administração, Administração e Cooperados da nas circunstâncias, mas não para fins de expressar uma opinião sobre a eficácia desses Antenor José Vione Roberto Cortiani Ibañez Cooperativa de Crédito de Livre Admissão de Associados Pestanense - Sicredi Augusto controles internos da Cooperativa. Uma auditoria inclui, também, a avaliação da adequaPresidente Técnico em Contabilidade Pestana RS ção das práticas contábeis utilizadas e a razoabilidade das estimativas contábeis feitas CPF: 056.318.400-06 CRC: RS-060301/O-5 Augusto Pestana – RS pela administração, bem como a avaliação da apresentação das demonstrações contáCPF: 551.513.880-53 Examinamos as demonstrações contábeis da Cooperativa de Crédito de Livre Admissão beis tomadas em conjunto. Bruno Van Der Sand de Associados Pestanense - Sicredi Augusto Pestana RS, que compreendem o balanço Acreditamos que a evidência de auditoria obtida é suficiente e apropriada para fundamenVice-Presidente patrimonial em 31 de dezembro de 2013 e as respectivas demonstrações de sobras ou tar nossa opinião. CPF: 030.098.660-20 perdas, das mutações do patrimônio líquido e dos fluxos de caixa para o exercício findo Opinião naquela data, assim como o resumo das principais práticas contábeis e demais notas Em nossa opinião, as demonstrações contábeis acima referidas apresentam adequadaVII - PARECER DO CONSELHO FISCAL explicativas. mente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da CooperaAugusto Pestana / RS, 25 de Fevereiro de 2014. Responsabilidade da administração sobre as demonstrações contábeis tiva de Crédito de Livre Admissão de Associados Pestanense - Sicredi Augusto Pestana A administração da Cooperativa é responsável pela elaboração e adequada apresentação RS em 31 de dezembro de 2013, o desempenho de suas operações e os seus fluxos de Na qualidade de membros do Conselho Fiscal da Cooperativa de Crédito de Livre Admissão dessas demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil caixa para o exercício findo naquela data, de acordo com as práticas contábeis adotadas de Associados Pestanense - Sicredi Augusto Pestana RS e no exercício das atribuições e pelos controles internos que ela determinou como necessários para permitir a elabo- no Brasil, aplicáveis às instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil. legais e estatutárias, examinamos o Relatório da Administração e as Demonstrações ração de demonstrações contábeis livres de distorção relevante, independentemente se Ênfase Contábeis compreendendo: Balanço Patrimonial, Demonstração de Sobras ou Perdas, causada por fraude ou erro. Incorporação da Sicredi Augusto Pestana RS Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido, Demonstração dos Fluxos de Caixa, Responsabilidade dos auditores independentes Destacamos as Notas Explicativas 1 - Contexto Operacional e 2 - Apresentação das DeNossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações contá- monstrações Contábeis que descrevem a aprovação e a incorporação das Cooperativas Notas Explicativas e demais demonstrativos, e o respectivo relatório de auditoria sobre beis com base em nossa auditoria, conduzida de acordo com as normas brasileiras e inter- Sicredi Panambi RS, Sicredi Santo Augusto RS e Sicredi Ajuricaba RS, razão pela qual as as demonstrações contábeis, documentos estes relativos ao exercício findo em 31 de nacionais de auditoria. Essas normas requerem o cumprimento de exigências éticas pelos demonstrações contábeis não estão sendo apresentadas com os valores correspondentes dezembro de 2013. auditores e que a auditoria seja planejada e executada com o objetivo de obter segurança à data base 31 de dezembro de 2012. Nossa opinião não contém ressalva relacionada a Com base nos nossos exames e no Relatório de auditoria sobre as demonstrações contábeis dos auditores independentes, emitido pela Confederação Nacional de Auditoria razoável de que as demonstrações contábeis estão livres de distorção relevante. Uma este assunto. Cooperativa (Cnac), somos da opinião de que as mencionadas demonstrações apresentam auditoria envolve a execução de procedimentos selecionados para obtenção de evidênadequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da cia a respeito dos valores e divulgações apresentados nas demonstrações contábeis. Os Porto Alegre (RS), 25 de fevereiro de 2014. instituição. procedimentos selecionados dependem do julgamento do auditor, incluindo a avaliação Atenciosamente, dos riscos de distorção relevante nas demonstrações contábeis, independentemente se Pedro Joel Utzig Claudio Wottrich Francisco Adão Kusiak Valter Luiz Driemeyer causada por fraude ou erro. Nessa avaliação de riscos, o auditor considera os controles Contador - CRC- RS 61.759/O-1 internos relevantes para a elaboração e adequada apresentação das demonstrações conConselheiro Conselheiro Conselheiro CNAI 2179


GERAL

Crissiumal e Tenente Portela abrem Taça AMUCELEIRO Começa amanhã, 8 de março, a Taça AMUCELEIRO, futebol amador, reunindo clubes da Região Celeiro. O certame tem 10 equipes, divididas em duas chaves. Três passos é o único município com dois representantes, Bananeiras e Águia Negra. O confronto de abertura está marcado para o estádio de Vista Nova, em Crissiumal, com Trianon

Sexta-feira, 07 de março de 2014

33

Agronegócio Regional No último sába-

tância das aplicações de

quebra na produtividade.

nheiro agrônomo da Secretaria da Agricultura do Estado que falou sobre a importância do produtor comprar insumos com nota fiscal a importância do receituário agronômico na compra de insumos, e penas previstas em leis. A participação de Saggin esclarecendo estas dúvidas foram de grande importância para os produtores da região. O técnico agrícola e o engenheiro agrônomo Rodrigo Gardini, falaram da impor-

A importância das chuvas aconteceram agora para não haver

que foi positivo na sexta 28/02/14.

X Miraguai, de Tenente Portela. A do aconteceu mais um insumos (fungicidas e in- Rodrigo Cereser falou rodada, a primeira, será completada programa Agronegócio seticidas) no final do ciclo do fechamento do merRegional em que o enge- da soja. cado de grãos na semana no domingo, com mais 4 jogos. Rodada de Abertura 08/03 – Trianon x Miraguai 09/03 – Ass. Humaitá X Águia Negra 09/03 – Nove de Julho X Santo Augusto 09/03 – Braga X Chiapetta 09/03 – Coronel Bicaco X Bananeiras

Taça Amuceleiro Chave A Trianon (Crissiumal) Associação Humaitá Nove de Julho (Redentora) Braga Coronel Bicaco

Chave B Miraguai (Tenente Portela) Águia Negra (Três Passos) Santo Augusto Chiapetta Bananeiras (Três Passos)

Ciclo Orçamentário 2014/2015 Região Celeiro Convite O Governo do Estado do RS e o COREDE Celeiro convida toda a população para a Audiência Pública Regional do Ciclo Orçamentário 2014/2015, a ser realizada no dia 11/03/2014, às 19h00, no Auditório da Unijuí – localizada na Rua Ricardo Rücker, 235 Centro – Três Passos. Tendo a seguinte pauta: 1)Lançamento Regional do Processo de Participação Popular e Cidadã – Orçamento Estadual 2015, com a presença da Coordenação Estadual; 2)Prestação de contas pelo Governo do Estado. 3)Apresentação pelo COREDE das prioridades para a região, com base no Plano Estratégico de Desenvolvimento; 4)Definição das Diretrizes Regional e Votação das áreas prioritárias da Região Celeiro; 5)Eleição da Coordenação Regional da PPC 2014/2015 6)Deliberação sobre o calendário das Assembleias Públicas Municipais e do Fórum Regional de Participação Popular e Cidadã. AJUDE A DECIDIR PARA ONDE VAI O ORÇAMENTO DO ESTADO! Contamos com sua participação Atenciosamente Carlos Eugênio Azevedo dos Santos Presidente COREDE Celeiro

Luiz Paulo Faccioni Coordenador PPC Celeiro

Agronegócio em debate

Convite O município de Chiapetta, através da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil, tem a honra de convidar os Coordenadores Regionais dos municípios da Região Celeiro para participar da 1ª CONFERÊNCIA INTERMUNICIPAL DE PROTEÇÃO E DEFESA CIVIL, que ocorrerá no dia 10 de março de 2014, a partir das 13:30hs, nas dependências do CTG RELEMBRANDO TIO LAUTÉRIO.

Enio Alberto Delatorre Coord. Defesa Civil


Sexta-feira, 07 de março de 2014

ESPORTE

34

Texto e fotos: Lúcio Steiner

A grande decisão, amanhã Grêmio Ajuricaba X Nova Ramada

Grëmio Ajuricaba 2x2 América; nas penalidades, 4x2

Durante dois meses, desde o dia 11 de janeiro, quando da rodada de abertura, o futebol paroquial, em Santo Augusto, limitou-se à XI Copa Querência. A competição, agora, está diante de data decisiva, prevista para amanhã, 8 de março. Palco de todas as decisões, por imposição regulamentar inerente à competição, desde 2004, o estádio do Internacional mais uma vez estará acolhendo atletas e, por certo, muitos desportistas. Decerto, pois, por época carente de futebol em movimento, a ocasião deverá oferecer momentos próprios para quem quer vivenciar a emoção que o esporte bretão proporciona. A decisão envolverá as duas equipes que pontearam a fase classificatória, cada uma em sua chave. Ambas também impuseram sua superioridade

Resultados das semifinais Nova Ramada 0x0 AESA; nas penalidades, 4x3 Grêmio 2x2 América; nas penalidades, 4x2

nas quartas de final, e, embora empatando nas semifinais no tempo regulamentar, no sábado que passou, 01/03/14, revelaram-se mais competentes na arte de cobrar penalidades, modo que as levou ao direito de disputar o troféu maior amanhã. Grêmio Ajuricaba e Associação Noca Ramada, equipes detentoras de um futebol envolvente, mesmo se tratando da categoria de veteranos, com absoluta certeza, protagonizarão excelente espetáculo, a julgar pelo retrospecto. O tricolor ajuricabense, se vencer, poderá sagrar-se tricampeão. Foi campeão em 2011 e bi em 2013.

Grêmio Ajuricaba X Ass. Nova Ramada Data: 08/03/14 Horário: 16:00 horas Local: Estádio do Internacional

Associação Nova Ramada 0x0 AESA; nas penalidades, 4x3


35

GERAL

Sexta-feira, 07 de março de 2014

Resenha policial Este espaço visa destacar as principais movimentações da semana na área da Segurança Pública no âmbito regional.

- Por Alaides Garcia dos Santos -

Mais uma vítima fatal no entroncamento da RS-210 com a BR-468

No início da tarde de segunda-feira, 03 de março, por volta de 13h30min, no trevo de acesso a São Martinho, entroncamento da RS-210 com a BR-468, próximo à localidade de Boa Vista, município de Campo Novo, ocorreu acidente de trânsito, com morte, envolvendo a motocicleta Honda CG 125, placa IPG 1224, de Panambi, e o caminhão

placas ADD-3239, de Itaara. A motocicleta, pilotada por Nilson Machado de Moura, 26 anos, que transitava pela BR-468, sentido Campo Novo/ Santo Augusto, teve a frente cortada pelo caminhão que vindo pela RS-210, sentido São Martinho/Três Passos, contornou o trevo e adentrou na via preferencial, no caso a BR-468, resultando no choque frontal, causando a morte instantânea do piloto da moto, enquanto que a sua esposa (caroneira) Fabiele da Fonseca Anhaia, 24 anos, sofreu ferimentos graves, inclusive fraturas expostas, e foi removida ao hospital de Caridade de Três Passos. O motorista do caminhão saiu ileso e, submetido ao teste do bafômetro não apresentou nenhum teor alcoólico. As vítimas tinham visitado familiares em Campo Novo, e estavam retornando para Panambi onde residiam. Moradores e proprietários rurais das proximidades do trevo se mostram apreensivos com os inúmeros e frequentes acidentes que ocorrem naquele local, inclusive clamam por providências, para o que até sugerem a con-

strução de um quebra-molas, o que, segundo eles, seria uma forma, embora paliativa, de impedir que veículos vindos da RS-210 adentrem abruptamente na BR-468. Em 29 de maio de 2012, imprudentemente, o motorista de uma Kombi vindo da RS-210 cortou a frente de uma Van que trafegava pela BR-468, resultando na morte de três pessoas, deixando outras oito feridas.

Filho mata o pai em Dois policiais militares são acusados de queimar Coronel Bicaco suspeito de furto em Porto Alegre Na madrugada de segunda-feira, 03 de março, por volta de 04h15min, o jovem Jonas da Costa Padilha, 22 anos, assassinou o próprio pai, Luiz Celeste de Lima Padilha, 53 anos, a golpes de facão. O fato aconteceu na residência dos envolvidos, situada na Rua Severiano Dias, 604 – na cidade de Coronel Bicaco. Informações obtidas dão conta de que o autor que é dado à ingestão de bebidas alcoólicas, convivia em frequentes conflitos com o pai. Naquela madrugada, ao chegar em casa, por motivos ainda desconhecidos, houve desentendimento familiar, mais precisamente, entre pai e filho, momento que o filho Jonas muniu-se de um facão e desferiu golpes que atingiram a cabeça e pescoço do pai Luiz Celeste, provocando sua morte instantânea, no interior da residência. Perpetrado o crime, o assassino saiu para a rua e, avistando uma viatura da Brigada Militar a abordou e, espontaneamente, relatou o fato aos policiais, confessando ter matado o pai dentro da casa onde moravam juntos. In loco, os brigadianos confirmaram a veracidade do fato e deram voz de prisão em flagrante ao autor confesso do crime, e o apresentaram à autoridade policial junto à Delegacia de Polícia da cidade. O delegado plantonista Marion Volino, titular da Delegacia de Polícia de Campo Novo, com base em dispositivo legal, considerando que ao acabar de cometer o crime Jonas se apresentou espontaneamente à polícia, decidiu pela não autuação em flagrante, porém procedeu a todos os demais atos pertinentes quanto à apuração do fato para posterior remessa dos autos ao Poder Judiciário. Os envolvidos já tinham registros de ocorrências policiais por desentendimentos e conflitos familiares.

Depois da tortura e do sumiço do pedreiro Amarildo de Souza, que colocou no banco dos réus 25 policiais militares no Rio de Janeiro, um novo caso de abuso de poder policial com morte vem a público, desta vez no Rio Grande do Sul. Dois soldados do 19º Batalhão de Polícia Militar (19º BPM), responsável pela zona leste de Porto Alegre, são acusados de matar um homem e espancar outro, enquanto faziam bico como seguranças particulares para uma empresa que transmite dados por meio de fios de rua. Conforme denúncia do Ministério Público (MP), Cleiton Rodrigues de Oliveira, o Testa, 25 anos, envolvido com furtos de cabos, morreu após ser agredido e queimado em uma fogueira, que seria usada por ele próprio para derreter o isolante que protege a fiação. A pessoa que acompanhava Oliveira, um homem de 32 anos, e que sobreviveu, está sumida, possivelmente com medo de represálias. O episódio ocorreu no bairro Bom Jesus. Os PMs Deivid Duarte Freire e Marcos Ricardo Ziani, ambos com 27 anos, estão com prisão preventiva decretada pela 1ª Vara do Júri da Capital e são considerados foragidos. Dias antes de a Justiça determinar a captura deles, os soldados conseguiram licenças médicas e não apareceram mais em casa nem no quartel. Os PMs apresentaram atestados médicos, sob o argumento de que sofrem de distúrbios emocionais. Um terceiro soldado também é apontado como envolvido no caso, mas não teve a prisão decretada. — Pela forma de agir, para mim, se trata de uma milícia armada, a primeira que tenho notícia em Porto Alegre — diz a promotora Lúcia Helena de Lima Callegari. O crime ocorreu na madrugada de 27 de janeiro, no bairro Bom Jesus. De acordo com investigações da 1ª Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (1ª DHPP), naquela data, Oliveira e um conhecido teriam sido flagrados furtando fios em postes. De acordo com a investigação, quatro segurança privados — dois deles PMs — usando roupas pretas, coturnos, lanternas e pistolas, faziam rondas com um Uno escuro pela Bom Jesus e abordaram os suspeitos. A dupla levou socos e pontapés. Um sofreu cortes no braço e fratura no rosto. Oliveira se esquivou dos primeiros golpes e correu. Perseguido, foi imobilizado e levado para um casebre onde ladrões de fios faziam fogueira para queimar o material isolante que reveste os cabos (sem valor comercial). Oliveira teria sido espancado e jogado sobre as chamas. Socorrido pela vizinhança momentos depois, deu entrada no Hospital São Lucas da PUCRS, com 70% do corpo queimado, e não resistiu aos ferimentos. Temidos, os policiais militares eram chamados de “Os brabão”

Os primeiros depoimentos à Polícia Civil indicavam que os autores do crime eram os seguranças particulares, conhecidos na Bom Jesus como “Os brabão”, porque ameaçariam e espancariam suspeitos de furtos de fios. O comentário na vila dava conta de que um dos seguranças era PM e conhecido pelo apelido de Chinês. Dias depois, agentes do Serviço de Volantes do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM) depararam na zona sul da Capital com seguranças trajando roupas pretas em um Uno escuro — com as mesmas características físicas e modelo do carro usado pelo grupo de seguranças que atuava na Bom Jesus. Um dos homens se identificou como “colega”, mostrando carteira de PM, mas não despertou desconfiança. Hospitalizado em estado grave, Oliveira morreu uma semana depois da internação. Revoltados, familiares foram até a Ouvidoria da Secretaria de Segurança Pública e declararam que o suspeito do crime era um PM conhecido por Chinês. — Até então, a gente sabia que Chinês era o apelido de um dos soldados condenados pela morte do coronel Júlio Molinas (oficial da reserva do Exército assassinado em 2012, ex-chefe do DOI-Codi do Rio de Janeiro). Mas dele não poderia se suspeitar, porque já estava preso — disse o delegado Wagner Dalcin, da 1ª Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa. Semanas depois, a 1ª DHPP pediu apoio da BM para isolar uma área onde ocorrera uma morte no bairro Agronomia. PMs do 19º Batalhão de Polícia Militar (19º BPM) chegaram ao local e um deles, Deivid Duarte Freire, foi cumprimentado por outro soldado: “Aí, Chinês, como vai?”, despertando a atenção dos agentes. Nesse meio tempo, a Corregedoria da BM identificou dois suspeitos de atear fogo em Oliveira. O homem que sobreviveu às agressões foi chamado para depor e reconheceu, por fotos, como suspeitos, os soldados Freire, de apelido Chinês, e o colega dele, Marcos Ricardo Ziani. Na Polícia Civil, o sobrevivente não chegou a reconhecer os suspeitos porque foi preso em flagrante furtando a bateria de uma viatura policial. Enquanto a Justiça analisava o pedido de custódia para ele depor na 1ª DHPP, o homem foi solto e desapareceu. Em depoimentos na Corregedoria da Brigada Militar e na Polícia Civil, os PMs acusados do crime negaram qualquer participação no caso, inclusive, que atuavam como seguranças particulares na data do crime — o que teria sido desmentido pela empresa que os contratou de modo informal. A BM disparou um alerta geral para todos os quartéis do Estado com o nome dos soldados, que seguem foragidos. Fonte: Zero Hora


PREVISÃO

Banrisul antecipa horário de atendimento para aposentados e pensionistas do INSS A partir desta quinta-feira (6), as agências do Banrisul terão horário diferenciado para atendimento exclusivo de seus clientes aposentados e pensionistas do INSS. A iniciativa vai vigorar nos dias de pagamento de benefícios, quando há uma maior circulação de clientes nas agências. As agências do Banrisul irão atender uma hora antes do horário bancário: as agências que abrem às 10h irão abrir às 9h, e as agências que abrem às 11h irão antecipar a abertura para as 10h. Segundo o diretor Comercial do Banco, Jone Pfeiff, a medida busca atender com eficiência os clientes. “Os aposentados e pensionistas do INSS representam uma parcela expressiva da nossa base de clientes e merecem um atendimento personalizado e de qualidade”, destacou. Além do horário diferenciado, o Banrisul disponibiliza produtos e serviços com vantagens aos clientes que recebem seus benefícios nas agências da instituição. Atualmente, o Banco responde pelo pagamento de 80% dos benefícios concedidos pelo INSS no Estado, num total de

mais de 900 mil pessoas. Um dos produtos voltados para o segmento é o cartão Banricompras INSS, uma exclusividade do Banrisul, utilizado para o saque dos benefícios. O cartão também pode ser usado para compras à vista, parceladas e pré-datadas em 140 mil estabelecimentos conveniados. Além disso, o portador do cartão Banricompras INSS têm desconto de 50% nos ingressos de cinema em toda a rede GNC Cinemas. O Banrisul também oferece a linha de crédito consignado INSS, que permite aos aposentados e pensionistas contratarem empréstimos de forma segura, ágil e desburocratizada, com custo inferior às demais modalidades de crédito e prazo de pagamento de até 60 meses. Fonte: Agência Estado RS

- Confecção de cortinas com ampla variedade de tecidos e modelos - Reforma de cortinas - Persianas de todos os modelos e cores. - Persianas rollo, romana, vertical, horizontal e painel. - Novos lançamentos, acompanhando tendências e praticidade. - Colocação própria. - Agente da Lavanderia Água Viva, que lava cobertor, edredon, tapete, cortina, persiana e roupa especial a seco. Rua Amador Alves da Silva, 37 - telefones: 3781-1680 e 99642356 Santo Augusto-RS

DO

TEMPO


Binder1