Page 1

MONTE CARMELO Província São José Revista da OCDS

Mar/Abr de2015 2016- -N° N°141 145 Jul/Ago de

XXXII CONGRESSO PROVINCIAL OCDS - Pg 06

FORMAÇÃO HUMANA Seguir Jesus pobre, casto de obediente Pag. 11

AÇÃO SOCIAL Projeto de Ação Social da OCDS Pag. 12


EXPEDIENTE Revista Virtual Monte Carmelo, nº 145 (Março/Abril de 2016)

SUMÁRIO

Edição: Comissão de Comunicação da OCDS Província São José

03 Santo(a) do Mês 04 Voz da Igreja 05 Congresso Provincial 06 Formação Humana 11 Ação Social 12 Cd Para Vós Nasci 14 Notícias 15 Eventos 18 Editorial

PALAVRA DO PRESIDENTE PROVINCIAL

SERVO DE DEUS LUÍS GASTON, OCDS

54º ASSEMBLEIA GERAL DA CNBB

COORDENADOR: Francisco Sena EQUIPE DE REDAÇÃO: Danielle Meirelles Francisco Renaldo Costa Giovani Carvalho Mendes Ronaldo Ferracini Sidney Paiva Wilderlânia Lima do Vale COLABORADORES: Luciano Dídimo C. Vieira Rosemeire Lemos Pio o REVISÃO EDITORIAL: Natassha Co s ARTE E DIAGRAMAÇÃO: Wilderlânia Lima do Vale

XXXII CONG. PROVINCIAL OCDS

SEGUIR JESUS POBRE, CASTO E OBEDIENTE

PROJETO DE AÇÃO SOCIAL DA OCDS

TROFÉU LOUVEMOS O SENHOR

ASSOCIAÇÃO DAS COMUNIDADES DA ORDEM DOS CARMELITAS DESCALÇOS SECULARES NO BRASIL DA PROVÍNCIA SÃO JOSÉ CNPJ: 08.242.445/0001-90

COMUNIDADES OCDS BRASIL

CONGRESSOS 2016

MONTE CARMELO

Colabore com a edição da nossa Revista enviando suas sugestões, reclamações, no cias, testemunhos, ar gos e poesias para: no ciasocds@gmail.com


Editorial

Francisco Sena, OCDS Coordenador da Comissão de Comunicação OCDS

Chegamos ao segundo bimestre de 2016. Ainda estamos com o gos nho dos 500 anos de Santa Teresa e nós, católicos, estamos vivendo o Ano da Misericórdia. Muitos planos e muitas realizações, sonhos ainda a realizar. Essa é a realidade da Comissão de Comunicação da OCDS - Província São José. Com o apoio de nosso presidente estamos em todos os meios de comunicação social (facebook, whatsApp, twi er, telegram), e ainda mantemos uma Rádio Web e uma TV Web funcionando 24 horas por dia e 7 dias por semana (h p://myradiostream.comocdsprovsaojose2015 (Rádio), h p://livestreaming.com/ocds (TV Web), além de nosso blog e de nossa página oficial. Avançamos muito e por isto podemos nos sen r orgulhosos do nosso trabalho e de nossa perseverança. Em nome da Comissão de Comunicação quero deixar aqui o nosso agradecimento ao presidente provincial Luciano Dídimo, à nossa vice-presidente Rose Pio o e a todo o Conselho Provincial OCDS por acreditar na nossa equipe. Destacamos nesta revista de número 145 o XXXII Congresso Provincial realizado no mês de abril em São Roque – SP. O resumo desse Congresso é relatado por nosso presidente Luciano Dídimo. Não poderíamos de deixar de falar sobre o papel do leigo na nossa Igreja e com este tema, Sidney Paiva nos traz a no cia direto da CNBB sobre a 54ª Assembleia Geral que aconteceu em Aparecida nos dias 6 a 15 de abril. Uma no cia muito interessante e que alegra muito a nossa Ordem foi enviada pela Danielle Meireles. É sobre o CD Para Vós Nasci, lançado no Fórum 500 anos de Santa Teresa, em Aparecida. O CD foi indicado para o prêmio Troféu Louvemos ao Senhor. A OCDS está promovendo a campanha, “#SomosCTE” para ajudar o centro Teresiano de Espiritualidade. Na revista tem uma página com as informações. Confira e ajude! Não deixem de acompanhar ainda as no cias das Comunidades OCDS de nossa Província! Se quiserem mais informação podem escrever para o e-mail: comunicacao@ocdsprovsaojose.com.br Obrigado a todos e boa leitura!!!

MONTE CARMELO

03


Santo do Mês Servo de Deus Luís Gaston, OCDS de Paray le Monial. Gravemente ferido nesta batalha, a Virgem Maria apareceu ao general, assegurando-lhe que nem tudo estava perdido; que a França iria vencer Manteve-se sempre fiel à Eucaris a e a seus compromissos de cristão fervoroso. Mesmo amputado, con nuou se esforçando por manter seus compromissos profissionais. Apesar de sua incapacidade e sofrimento, tenta manter suas responsabilidades e con nua a andar. Porém, ele irá diminuindo grada vamente seu trabalho. Para um homem de ação como ele esse sofrimento foi muito doloroso. No entanto, jamais se deixou abater pelo desânimo, sempre aceitando com paciência e amor os desígnios de Deus. O teste final veio com a pobreza que o fez aproximar-se ainda mais de Deus. Luís Gaston nasceu em 25 de agosto de 1825 em Guadalupe, Espanha. Chegou à França em 1832 onde estudou para ser um soldado como seu pai. Aos 10 anos perdeu sua mãe e aos 19 anos o seu pai. Essa ferida irá marcar o início de sua conversão. Em 1848 é um jovem oficial, sendo apenas um simples católico pra cante. Recebe a permissão de passar 24 horas na Abadia de Solesmes. Lá, resiste à tentação de se tornar um monge. É no mundo que deverá servir a Deus. Casou-se aos 23 anos com uma jovem de 17 anos. Com ela fundou uma linda família composta por 12 filhos que ele ama com ternura. Sua vida matrimonial e de pai de família é marcada por uma profunda união com o Senhor, união essa baseada em uma imensa confiança em Deus. Ele era um marido e pai amoroso, mostrou grande amor pela Eucaris a, e brilhou especialmente em virtude da obediência. Para crescer ainda mais diante de Deus, entrou para Ordem Terceira dos Carmelitas Descalços. No entanto, não faltaram em sua vida provações e tribulações. Aos 45 anos é designado general do Exército Francês. Na guerra Franco-Prussiana, liderou o ataque heroico de Loigny sob a proteção da bandeira do Sagrado Coração, bordado por freiras da Visitação

04

MONTE CARMELO

Ele mostrou que os espíritos marciais que são tantas vezes admirados em soldados da classe guerreira não se excluem uma vida forte fé. Na verdade, o General de Sonis mostrou que, em toda a realidade, uma compreensão adequada de coragem viril e virilidade só pode ser devidamente compreendido quando fundamentada em uma compreensão adequada de Deus, e de sua subordinação e responsabilidade para com o Divino Criador. Faleceu santamente em 15 de agosto de 1887, em Paris, após 17 anos de muito sofrimento, atraindo para si o respeito e a consideração de todos que o conheciam. Alguns pensamentos: ‘‘Quando se começa a amar a Deus, não se pode amar o suficiente”; "Maria é colocada no limiar da eternidade para inspirar confiança em quem deve carregar a cruz”. "A luta bravamente contra o demônio da tristeza. Se oponha a ele com uma nova submissão à vontade de Deus, servindo-O com alegria, com grande simplicidade de coração’’. por Giovani Mendes, ocds Comunidade Flor do Carmelo de Sta Teresinha - Fortaleza/Ce


Voz da Igreja

54

Assembleia a

Geral

6 a 15 de abril de 2016

Aparecida/SP

Os bispos de todo Brasil es veram reunidos em Aparecida - São Paulo por ocasião da 54ª Assembleia Geral e o tema central para este ano de 2016 foi “Cristãos leigos e leigas na Igreja e na sociedade – Sal da terra e luz do mundo” (cf. Mt 5,13-14). A reflexão sobre o tema teve início em 2014, durante a 52ª Assembleia Geral da CNBB. Nesta Assembleia o texto de trabalho foi aprofundado, sendo aprovado ao final da Assenbleia. O tema volta-se para os leigos e leigas na sociedade, pois sabe da real importância deles dentro do Povo de Deus para a Igreja no Brasil em um tempo no qual, mais do que nunca, somos convocados a ser discípulos e missionários de Jesus Cristo em todas as realidades e ambientes. O documento aprovado in tulado: “Cristãos leigos e leigas na Igreja e na Sociedade. Sal da terra e luz do mundo” (cf. Mt 5,13-14), inspira-se na matriz eclesial do Concílio Va cano II, com um acento no Documento de Aparecida e na exortação apostólica Evangelii Gaudium. Está estruturado a par r de dois eixos: o leigo como sujeito da ação pastoral e o mundo como primeiro campo de atuação do leigo. O primeiro capítulo mostra o rosto atual do cristão leigo, o mundo como o primeiro campo de ação deste sujeito eclesial e as caracterís cas do mundo globalizado, no qual a missão se desenvolve. O segundo capítulo trata do leigo como "discípulo missionário e cidadão". Nele são abordadas a iden dade e a vocação laical, os âmbitos da comunhão eclesial e a atuação do leigo como

CNBB

sujeito. No terceiro capítulo é relatada a natureza da ação transformadora do cristão leigo na Igreja e no mundo, com seus areópagos modernos. O bispo auxiliar de Brasília e secretário geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Leonardo Steiner, ressalta a respeito do documento a influência que os leigos têm nos serviços de evangelização da Igreja. “Esse verdadeiro ministério, digamos assim, dos leigos dentro da Igreja é muito importante e o documento tentou ressaltar isso, trazer a reflexão, a meditação e também dar algumas pistas para os leigos, como exemplo, como eles podem nos ajudar ainda mais como Igreja, especialmente nas pastorais sociais. O documento ressalta sobretudo a importância dos leigos na evangelização nós normalmente ligamos a parte de evangelização ao bispo, ao padre, ao religioso, a religiosa, mais cada vez mais se tem acentuado a necessidade de uma Igreja missionária e evangelizadora, na qual os nossos leigos exercem uma função, um ministério muito importante”. Conclui afirmando que: “... esse texto vai nos ajudar muito a mostrar aos leigos essa par cipação na vida da Igreja, na qual nós todos somos Igreja e, por isso, par cipamos, testemunhamos e queremos também agir como Igreja nos diversos meios, dentro da sociedade.” Fonte: CNBB

por Sidney Paiva, OCDS Grupo Elizabete da Trindade - Coronel Fabriciano/MG

MONTE CARMELO

05


Congresso Provincial

XXXII CONGRESSO PROVINCIAL OCDS

Palestra de abertura do Frei Cléber

Aconteceu de 21 a 24/04/2016 o XXXII Congr esso P rov in c ia l O C D S , n o C e ntro Te re s ia n o d e Espiritualidade, em São Roque-SP. O Congresso teve como tema "OBRAS QUER O SENHOR" (5M, 3, 2) e como lema "Vedes então que o homem é jus ficado pelas obras, e não somente pela fé" (Tiago 2, 24).

Oração das Completas

A missa de abertura foi presidida por Frei André Severo, Delegado Provincial para a OCDS do Norte e Nordeste. Após uma animada acolhida das comunidades e grupos presentes, o Provincial da OCD, Frei Cléber dos Santos proferiu a palestra de abertura do Congresso, com o tema "Obras quer o Senhor". Após, a palestra o dia foi finalizado com a oração das Completas.

Na sexta-feira dia 22/04, a missa da manhã foi presidida por Frei Cléber dos Santos. Nessa manhã vemos duas palestras: "As obras de Misericórdia Espirituais", por Liz Lelis, ocds, da Comunidade São João da Cruz, de Belo Horizonte-MG, e "As obras de Misericórdia Corporais", por Ruth Leite Vieira, ocds, da Comunidade São José de Santa Teresa, de Fortaleza-CE.

Acolhida e confraternização das comunidades e grupos

Missa presidida por Frei Cléber

06

MONTE CARMELO


Ao fim da tarde vemos um momento de Adoração ao San ssimo Sacramento, conduzido por Frei André Severo.

Liz Lelis: OBRAS DE MISERICÓRDIA ESPIRITUAIS

À noite um diver do Recreio Carmelitano no anfiteatro localizado no subsolo do Centro Teresiano e que estava desa vado há vários anos. No local, vemos a apresentação da peça teatral "Obras quer o Senhor", protagonizada pelos membros da Comunidade Santa Teresa de Jesus, de Campinho, Rio de Janeiro-RJ, seguida pela apresentação do Coral Masculino Alumínio (CMA), de São Roque, que interpretou belíssimas canções. A noite foi finalizada com um farto coquetel de confraternização.

Ruth Leite: OBRAS DE MISERICÓRDIA CORPORAISS

Na parte da tarde, Carlos Signorelli, ex-presidente do Conselho Nacional do Laicato do Brasil (CNLB) e atualmente membro da sua Comissão de Assessoria Permanente, proferiu palestra com o tema "Leigos e Leigas na Igreja e na Sociedade", onde fez uma abordagem sobre o Documento 107-A, o qual qual foi recentemente aprovado pela CNBB.

Carlos Signorelli

Encenação da peça "Obras quer o Senhor"

MONTE CARMELO

07


Na parte da tarde, recebemos a Profª. Rosana Manzini, mestre em Teologia, professora da Pon cia Universidade Católica (PUC) de São Paulo e Coordenadora Geral da Rede La noamericana do Pensamento Social da Igreja (REDLAPSI). Sua palestra teve como tema "A Doutrina Social da Igreja".

Apresentação do Coral Masculino Alumínio

Rosana Manzini

Ao final da tarde, vemos o Momento Mariano, organizado pela Comunidade Alegria da Sagrada Face, de Itape ninga-SP. Coquetel de confraternização

Na manhã do sábado dia 23/04 vemos a palestra "Espiritualidade do Avental - O Apostolado do Carmelita Secular", com o Diácono Carlos Almeida, ocds, da Comunidade Alegria da Sagrada Face, de Itape ninga-SP. Em seguida a Oficina de Oração com Elizabete da Trindade - "Eu vim trazer fogo à terra, e como desejaria que já es vesse aceso" (Lc 12, 49), conduzida por Ana Stela Almeida, ocds, da Comunidade São José de Santa Teresa, de Fortaleza-CE.

Ana Stela conduz a Oficina de Oração com Elizabete da Trindade

08

MONTE CARMELO

À noite uma descontraída noite no Restaurante Fazendinha Santa Adélia, onde desfrutamos de rodízio de pasteizinhos e pizzas ao som de uma animada música ao vivo.


Após, vemos a Palavra do Presidente Provincial Luciano Dídimo que comunicou as decisões tomadas na Reunião do Conselho Provincial, que aconteceu paralelamente ao Congresso, deu os informes e avisos da Província, bem como entregou os cer ficados de "Aceite" aos novos associados: Grupo Nossa Senhora do Monte Carmelo, de Maceió-AL, e Comunidade Flor do Carmelo de Santa Teresinha, de Fortaleza-CE, além do cer ficado de deferimento da promoção do Grupo São José, de Aparecida-SP, à condição de Comunidade.

No domingo dia 24/04, iniciamos o dia com a missa com laudes presidida por Frei Francisco Sales Amaro, Superior Conventual do CTE, que proferiu em seguida a palestra final com o tema "Vedes então que o homem é jus ficado pelas obras, e não somente pela fé" (Tiago, 2, 24).

Reunião do Conselho Provincial

Catarina, Flor do Carmelo de Sta Teresinha (Fortaleza-CE)

Frei André, Grupo N. S. do Monte Carmelo, de Maceió

Em seguida aconteceu a Assembleia Geral Ordinária, onde foi aprovado o texto do novo Estatuto Civil da Associação, bem como foram aprovadas as contas da Província dos anos de 2014 e 2015.

Grupo São José de Aparecida é promovido à Comunidade.

Finalizamos o Congresso com o cân co da Salve Regina, bênção final pelo Frei André Severo e abraço da paz ao som do Hino da OCDS. por Luciano Dídimo, ocds Presidente Provincial OCDS

MONTE CARMELO

09


Ao Conselho Provincial e par cipantes do Congresso Provincial da OCDS - Província S. José S. Roque – SP - Brasil Caros Irmãos e Irmãs do Carmelo Secular, Paz em Cristo Ressuscitado! Nestes dias em que vocês celebram o Congresso Provincial em S Roque, faço-me presente com esta pequena mensagem e minhas orações, a fim de que seja um tempo de fraterno encontro e de luzes para o seguimento a Cristo. O tema escolhido para este ano - obras e fé - vem ao encontro com o Jubileu da Misericórdia que estamos vivendo, um tempo forte da graça de Deus para aprender com Jesus a ser "Misericordiosos como o Pai" (Lc 6,36). O Papa Francisco na bula escreveu sobre estas palavras do Senhor: "É um programa de vida tão empenha vo como rico de alegria e paz. O impera vo de Jesus é dirigido a quantos ouvem a sua voz (cf. Lc 6, 27). Portanto, para ser capazes de misericórdia, devemos primeiro pôr-nos à escuta da Palavra de Deus. Isso significa recuperar o valor do silêncio, para meditar a Palavra que nos é dirigida. Deste modo, é possível contemplar a misericórdia de Deus e assumi-la como próprio es lo de vida" (Francisco, MV 13). Penso que para o carisma do Carmelo teresiano estas palavras vem reforçar o valor da oração como escuta Dele e encontro de amizade com Cristo, que também nos leva ao encontro dos irmãos/ãs e todos os que encontramos caídos à beira co caminho e esperam por nossa compaixão. Por outro lado, enquanto cristãos leigos, quais as obras nos pede a realidade do nosso país, neste momento de crise é ca, de confusão no poder civil e luta pelo poder? Certamente saber onde está a verdade em todo este caos polí co e econômico é di cil. Como é di cil resolver a situação estrutural de injus ça que se perpetua por séculos. Para mim, as reflexões de Bento XVI na encíclica Deus caritas est são de uma sabedoria ímpar e tem uma força de inspiração enorme! Em primeiro lugar está a caridade, dom de Deus derramado em nossos corações; dela brota o amor pelo ser humano como fonte da ação carita va. Diante da imensidão dos problemas, a humildade nos leva a fazer o que está ao nosso alcance, confiando Naquele que conduz a história (n. 34-35). A seguir, con nua Bento XVI: "A experiência da incomensurabilidade das necessidades pode, por um lado, fazer-nos cair na ideologia que pretende realizar agora aquilo que o governo do mundo por parte de Deus, pelos vistos, não consegue: a solução universal de todo o problema. Por outro lado, aquela pode tornar-se uma tentação para a inércia a par r da impressão de que, seja como for, nunca se levaria nada a termo. Nesta situação, o contacto vivo com Cristo é a ajuda decisiva para prosseguir pela justa estrada: nem cair numa soberba que despreza o homem e, na realidade, nada constrói, antes até destrói; nem abandonar-se à resignação que impediria de deixar-se guiar pelo amor e, deste modo, servir o homem. A oração, como meio para haurir con nuamente força de Cristo, torna-se aqui uma urgência inteiramente concreta. Quem reza não desperdiça o seu tempo, mesmo quando a situação apresenta todas as caracterís cas duma emergência e parece impelir unicamente para a ação. A piedade não afrouxa a luta contra a pobreza ou mesmo contra a miséria do próximo" (n.36). Que estes dias sejam de abertura à graça de Deus e de escuta de sua vontade, a fim de saber quais obras está pedindo o Senhor de cada um de nós. Agradeço a todos pela par cipação, aos organizadores e que trabalham pelo bom êxito do Congresso, à Comunidade do CTE. Que o Senhor os recompense. A Sagrada família os ampare e guie com seu exemplo. Fraternalmente, Fr. Alzinir F. Debas ani OCD Roma, 19 de abril de 2016

10

MONTE CARMELO


Formação Humana

Seguir Jesus pobre, casto e obediente “Sede perfeitos, como vosso Pai celeste é perfeito” (Mt 5.48), é o chamado para todo cristão. O ba smo nos convida ao seguimento de Jesus pobre, casto e obediente. Seguimos porque somos conver dos, não há seguimento sem conversão de vida. Seguir Jesus é ter uma vida congruente, ou seja, teoria e prá ca juntas; a palavra do cristão deve ter o peso da pata de um elefante: falamos porque somos capazes de cumprir. O ditado popular “faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço” não faz sen do para aqueles que seguem Jesus. Ter uma vida congruente é não ter vidas paralelas: ser um na igreja/comunidade e outro na empresa/família. Jesus nos quer por inteiro, com uma vida e q u i l i b ra d a , j a m a i s f ra g m e n t a d a . S o m o s testemunhas da experiência de Deus. “Os membros da Ordem dos Carmelitas Descalços Seculares são fiéis da Igreja, chamados a viver “em obséquio de Jesus Cristo” por meio da “amizade com quem sabemos que nos ama”, servindo a Igreja”. (Cons tuições OCDS, 4) Como Carmelitas Seculares sabemos e trazemos em nossa experiência que Jesus é o Mestre e Modelo de seguimento. Santa Teresa de Jesus nas Moradas/Castelo Interior é enfá ca em afirmar que Jesus sempre foi a meta desde começo ao fim da obra, que é uma verdadeira jornada na vida interior, dida camente, moradas para alcançarmos a san dade. “O seguimento de Jesus como membros da Ordem Secular se expressa por meio da promessa de tender à perfeição evangélica no espírito dos conselhos evangélicos de cas dade, pobreza e obediência”. (Cons tuições OCDS, 11).

As promessas que fazemos é um compromisso ba smal de viver o Projeto de Deus e a busca da san dade. Prometemos porque somos apaixonados por Deus. Prometemos porque nosso coração bate mais forte quando nos vem à mente Teresa, João da Cruz, Teresinha, Edith Stein e todos os santos carmelitas que nos inspiram a ser feliz! A promessa da cas dade é o compromisso de amar mais a Deus e os irmãos. Amamos porque somos capazes de respeitar a humanidade de cada pessoa. A cas dade é a plenitude do amor. A promessa da pobreza é o compromisso de viver os valores do evangelho. Viver com generosidade, sabendo usar os bens deste mundo. A promessa de obediência é o compromisso de viver a vontade de Deus. É uma promessa de fé, pois esta vontade se revela nos acontecimentos co dianos e nos irmãos da comunidade. Seguimos Jesus pobre, casto e obediente porque aprendemos a construir um projeto de vida centrado nos conselhos evangélicos. No Carmelo Teresiano fazemos a experiência das bem-aventurança. Encontramos o “céu na terra” (Elisabete da Trindade). Possamos cada vez mais viver a entrega do nosso ser nas mãos de Deus e configurados à vida de Cristo s e j a m o s c a r m e l i t a s a u t ê n c o s e fe l i ze s , testemunhado a alegria de sermos carmelitas seculares. por Francisco Renaldo Costa, ocds Com. N. S. do Carmo e Sta Teresa de Jesus – Higienópolis/SP)

MONTE CARMELO

11


Ação Social Ordem dos Carmelitas Descalços Seculares Província São José - Brasil OCD

S - PRO

VÍNCIA SÃO

JOSÉ

PROJETO DE AÇÃO SOCIAL DA OCDS A promessa da pobreza busca o uso evangélico dos bens deste mundo e dos talentos pessoais e o exercício das próprias responsabilidades na sociedade, na família e no trabalho, colocando-se com confiança nas mãos de Deus. Implica também em um compromisso em favor da jus ça no mundo, para que este responda ao projeto de Deus. (Cons tuições OCDS, art. 14)

Carta Circular 04/2016 Fortaleza, 27 de abril de 2016 Caros membros da OCDS – Província São José, Conforme decisão do Conselho Provincial na reunião de 21/11/2014, foi aprovada a criação da AÇÃO SOCIAL da Província. Tal ação é um sinal de par lha que nos faz lembrar da responsabilidade que nos é inerente como leigos, na transformação social tão urgente. A Ação Social da Província trata-se de um fundo no valor de 5% do saldo final em 31 de dezembro de cada ano, que tem por obje vo apoiar projetos sociais onde haja a atuação de membros da OCDS, a fim de estabelecer a esperança entre os menos favorecidos, elevando a todos, reconstruindo os escombros das inúmeras periferias existenciais do nosso tempo. Na Assembleia Geral Ordinária ocorrida no dia 24/04/2016, durante a realização do XXXII Congresso Provincial OCDS, foi aprovada a inclusão da AÇÃO SOCIAL no novo Estatuto Civil da Associação, cujo texto também foi aprovado na ocasião. Dessa forma, venho através desta, lançar o EDITAL DE SELEÇÃO DOS PROJETOS DE AÇÃO SOCIAL, o qual segue abaixo, onde constam as regras e os prazos para que os membros da OCDS enviem ao Conselho Provincial os projetos sociais que concorrerão. Fraternalmente, Luciano Dídimo Camurça Vieira Presidente Provincial da OCDS – Província São José

EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETO SOCIAL 2014/2015 O Conselho Provincial da Ordem dos Carmelitas Seculares- OCDS da Província São José, Sudeste do Brasil, faz saber a todos(as) que está aberto o período para o envio de Projetos Sociais e de Geração de Trabalho e Renda referente aos exercícios de 2014 e 2015, conforme segue:

12

MONTE CARMELO


1. APRESENTAÇÃO A presente ação social é um fundo solidário permanente, composto pelos recursos da OCDS. O Conselho Provincial aprovou a criação do presente fundo em 2014, definindo que 5% do saldo em 31 de dezembro de cada ano será des nado a uma ação social. Trata-se, pois, de um sinal de par lha a nos lembrar da responsabilidade que nos é inerente como leigos, na transformação social tão urgente. Este fundo tem por obje vo apoiar projetos a fim de estabelecer a esperança entre os menos favorecidos, elevando a todos, reconstruindo os escombros das inúmeras periferias existenciais do nosso tempo. 2. DOS OBJETIVOS • Apoiar ins tuições da Igreja (em qualquer diocese), qualquer Comunidade OCDS ou membro isoladamente que exerça um apostolado social; • Es mular os membros e comunidades OCDS quanto à consciência da responsabilidade em ser “sal da terra e luz do mundo”; 3. PRIORIDADES DE APOIO • Ins tuições em que, reconhecidamente, membros da OCDS, par cipem a vamente; • Temas ligados à promoção humana das pessoas beneficiadas, sobretudo quanto às prá cas das obras de misericórdia. 4. DO PRESENTE EDITAL O presente edital des na-se ao apoio de Projetos Sociais quanto à promoção humana, com os recursos arrecadados pela OCDS, referente aos exercícios de 2014 e2015. 5. DOS PRAZOS Os pedidos de apoio deverão ser protocolados até o dia 24 de junho de 2016, eletronicamente para o e-mail lucianodidimo@gmail.com. 6. DO VALOR DOS PROJETOS E DOS RECURSOS DISPONÍVEIS O valor do presente apoio será de R$ 2200,00 (dois mil e duzentos reais), que será dividido para dois projetos no valor de R$ 1100,00 (hum mil e cem reais) cada. 7. DO PROCESSO SELETIVO O processo sele vo será composto pelas seguintes etapas: a) Recebimento das propostas até 24 de junho de 2016. b) Julgamento e divulgação do resultado até 24 de julho de 2016. 8. DA DIVULGAÇÃO DO RESULTADO Os projetos aprovados serão divulgados no blog e revista da OCDS e demais instrumentos de comunicação virtual até agosto de 2016. 9. DOS COMPROMISSOS DO PROPONENTE • U lizar os recursos de acordo com as despesas orçadas no projeto; • Encaminhar a prestação de contas do projeto após 45 (quarenta e cinco dias) do recebimento do recurso, juntamente com o relatório de a vidades desenvolvidas pelo projeto, conforme orientações. 10. DISPOSIÇÕES GERAIS • A OCDS reserva-se no direito de u lizar, quando julgar oportuno, produtos, imagens, fotos e vídeos dos par cipantes dos projetos em suas ações de comunicação, sem qualquer ônus; • Os casos omissos deste edital serão resolvidos pelo Conselho Provincial da OCDS. São Roque, 24 de abril de 2016. MONTE CARMELO

13


CD

Indicação

PARA VÓS NASCI 5º CENTENÁRIO DE NASCIMENTO DE SANTA TERESA DE JESUS

‘‘Cantar é próprio de quem ama”, já dizia Santo Agos nho. E o maior Prêmio Nacional da Música Católica vai premiar aqueles que evangelizam pelo dom de cantar, compor e levar o “amor” para a vida de milhões de pessoas. Parabéns a todos que abraçaram corajosamente este projeto de divulgação da espiritualidade carmelitana e produziram com maestria e acima de tudo amor esse Álbum. O Show de Premiação Ar s ca será realizado no Auditório Paulo Apóstolo, da Associação do Senhor Jesus, em Valinhos/SP. Será transmi da em pool pelas emissoras católicas de televisão, com sinal gerado pela Rede Século 21, no dia 18/05/2016 ás 19;00hs. A música é um meio maravilhoso de Evangelização diz o ditado que “quem canta reza duas vezes". Q u a n ta s a b e d o r i a n e sta fa m o s a f ra s e d e Santo Agos nho. A oração é importan ssima na vida cristã. Por meio da oração, o cristão entra em contato com Deus e nutre a sua alma. E cantar é rezar, é celebrar a liturgia numa a tude de adoração, de louvor a Deus de quem tudo depende. A música católica por meio dos seus compositores, cantores e músicos tem saído de dentro das igrejas e ido ao encontro do povo nos meios seculares, mostrando toda a riqueza da cultura, liturgia e o jeito do cristão viver a sua Fé. O maior prêmio da Música Católica Brasileira é o Troféu Louvemos o Senhor. Organizado pela Associação do Senhor Jesus (ASJ), para premiar e valorizar aqueles que evangelizam com o Dom da música. Transmi do por meio de um pool de emissoras de TV e rádio, o Troféu Louvemos o Senhor chega nas 27 capitais e nas 500 principais cidades brasileiras. Este ano uma grata surpresa para a Ordem dos Carmelitas descalços, o Álbum produzido pelo jovem frade Frei Marcus Vinicius da Cruz foi indicado para premiação de 2016. O cd produzido para a comemoração dos 500 anos de Santa Teresa de Jesus com poemas musicados e com arranjos modernos e sonoros foi indicado para as categorias Melhor Álbum INDEPENDENTE E Gravação do ano.

14

MONTE CARMELO

por Danielle Meirelles, ocds Comunidade Flor do Carmelo de Sta Teresinha - Fortaleza/Ce


Notícias COMUNIDADE SANTA TERESINHA DO MENINO JESUS, CARATINGA-MG A comunidade Santa Teresinha do Menino Jesus, de Cara nga-MG, recebeu com muita alegria a visita do conselheiro provincial Fernando Alcici. Fernando, acompanhado da esposa Anelise, chegou no dia 20 de fevereiro, e a noite nos reunimos na casa de nosso presidente, Carlinhos, para um momento de convivência fraterna. Aproveitamos a oportunidade para comemorar os aniversários do Carlinhos, acontecido dia 18 de fevereiro e do Fernando que aconteceria dia 22.

RETIRO E FORMAÇÃO NA COM. SANTA TERESINHA DO MENINO JESUS E SANTO ELISEU, BRASÍLIA-DF A Comunidade Santa Teresinha do Menino Jesus e Santo Eliseu, de Brasília-DF, recebeu a visita do Delegado Provincial Frei Pierino, ocd e da conselheira da comunidade Rose Lemos Pio o, ocds. Houve momento de oração no qual foi admi da a jovem Ana, com a imposição do escapulário. Desta comunidade estão saindo Zarifa e Angela Ruth para a fundação de um novo grupo OCDS em Tagua nga, cidade satélite de Brasília. Também par cipou do encontro a fundadora do Grupo da OCDS de Cuiabá, Állysen Andressa.

RETIRO ESPIRITUAL DA COMOMUNIDADE SANTA TERESINHA (ARATINGA) E GRUPO ELIZABETE DA TRINDADE (CORONEL FABRICIANO) Nestes dias 08,09 e 10/04 experimentamos mais intensamente o silêncio orante fazendo de fato um aprofundamento da vida de oração via Elizabete da Trindade. Os escritos da Beata Elizabete entraram pelas reflexões de Frei Cleber, nosso irmão e Padre Provincial. Pudendo contar com a orientação espiritual dos frades conventuais (Frei Marlon, Frei Sebas ão e Frei Odair), com a par cipação dos noviços na acolhida fraterna.

MONTE CARMELO

15


SEMANA SANTA EM MISSÃO NO VALE DO JEQUITINHONHA Em resposta ao chamado de Deus na necessidade das comunidades, fomos novamente ao Vale do Jequi nhonha - Diocese de Araçuaí, (comunidades do Dutra e da Vila São João), celebrar a semana santa. Como Igreja, foi reunido um grupo com Ana Maria, José Paulo, Sidnei, Márcia, (leigos consagrados no Carmelo Descalço), Frei Wilson (Padre, religioso no Carmelo Descalço), Irmã Zilda (da Congregação das Hospitaleiras). Unidos a nós, amigos e parentes, (Leôncio, Silméia, Julião e Lúcio). Muitos outros não estavam fisicamente, mas muito contribuíram pelo êxito da missão.

Tivemos a oportunidade de par lhar com eles da Via Sacra na quarta feira, do Tríduo Pascal, e do Domingo da Ressurreição. Ainda momentos marcantes nas visitas aos doentes e aos idosos. É importante lembrar que em algumas casas de doentes e idosos, ao perguntar se queriam confessar e comungar, eles diziam: - Queremos tudo, a Palavra de Deus, a confissão, a hós a consagrada, tudo, tudo... Assim lembramos Santa Teresinha que também escolheu tudo, escolheu ser santa. Esse é também o desejo daquele povo que tem de fato sede de Deus. Deve ser também nosso desejo

A Diocese de Araçuaí estavam presentes além de nós, tantos outros missionários de diversas congregações presentes na CRB de Belo Horizonte. Encontrá-los foi fato de gra dão. Ficou marcado também a par lha dos missionários e Irmãs da Congregação da Missão. No qual nos presentearam com uma confraternização.

Agradecemos a Deus por esta rica oportunidade de serviço e tantas graças, ao Bispo Dom Marcello, amigo e irmão que abre sua diocese à missão. Ao Pe. Raimundo e Pe. Vander Lazaristas, que tão bem nos acolhem em sua Paróquia e casa. Ao povo das comunidades que visitamos que par lharam conosco suas vidas, sua fé. Ao Renato da Vila São João, que se coloca à disposição para nos levar em tantos lugares e famílias.

16

MONTE CARMELO


COMUNIDADES COMPARTILHAM SUAS ATIVIDADES ATRAVÉS DOS GRUPOS DE WHATSAPP

Com. Sta Teresinh - Sete Lagoas-MG

Grupo São José - Sete Lagoas-MG

Comunidades de Fortaleza-CE

Os membros da OCDS que desejarem entrar nos grupos de WhatsApp, podem enviar suas solicitações para Luciano Dídimo: (85) 988955966. Grupos de WhatsApp da OCDS da Província São José: · OCDS PROVÍNCIA SÃO JOSÉ

· CARMELO JOVEM

· CASAIS OCDS

NOSSOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO, confira... (h p://www.ocdsprovsaojose.com.br/) h p://ocdsprovinciasaojose.blogspot.com.br/

h ps://www.facebook.com/pages/Ordem-Dos-CarmelitasDescal%C3%A7os-Seculares/132884536754686?ref=hl

AGENDA DA OCDS - 2016 PROGRAME-SE COM ANTECEDÊNCIA! 07 a 10/07 2016 - ESCOLA DE FORMAÇÃO EDITH STEIN – MÓDULO IV – DIMENSÃO ESPIRITUAL Valor: R$ 400,00. Incluído hospedagem, café da manhã, almoço, jantar, material didá co. Informações: escoladeformacao@gmail.com Seminário São José - Av. Alberto Craveiro, 2300 - Castelão - Fortaleza-CE 21 a 24/07/2016 - ESCOLA DE FORMAÇÃO EDITH STEIN – MÓDULO I – DIMENSÃO HUMANA Valor - R$ 550,00 (2x: jun/jul). Incluído hospedagem, café da manhã, almoço, jantar, material didá co. Informações: escoladeformacaoocds@gmail.com Centro Teresiano de Espiritualidade - Rodovia Raposo Tavares 18131 - São Roque - SP 23 a 26/09/2016 - III CICLA-SUL DA OCDS - Vina Del Mar e Los Andes - CHILE 12 a 15/11/2016 - XVII ENCONTRO DE CONSELHOS E COMISSÕES DA OCDS Novo formato do Encontro de Presidentes, Encarregados de Formação e Conselheiros da OCDS Informações: carmelita (carmelita_ocds@yahoo.com.br) Centro Teresiano de Espiritualidade - Rod. Raposo Tavares 18131 - São Roque - SP

COMISSÃO DE INTERCESSÃO Dir-se-ia que na oração és como uma rainha que tem livre acesso ao Rei e que dele podes alcançar tudo o que pedires!" (Santa Teresinha) A Comissão tem a finalidade de interceder e promover a intercessão junto às Comunidades e Grupos por todos os nossos eventos, pelos nossos membros mais necessitados, pelas nossas autoridades, pela Ordem. O e-mail para o envio dos pedidos de oração é: intercessaoocds@gmail.com.

MONTE CARMELO

17


Eventos

18

MONTE CARMELO


Em Seu testamento, Ele disse: “Fazei isto em memória de mim” (Lc 22,19). O “isto” que Jesus pede que façamos abre-se para uma perspec va exigente, obla va, de doação completa da vida. “Fazei isto” significa celebrar o mistério eucarís co, atualizar a memória de Jesus. “Fazei isto” implica doar a vida co dianamente. “Fazei isto” significa repar r o pão em todas as suas dimensões e sen dos. (Padre Benedito Ferraro) “Queria mostrar-te a todos, ó pão da vida, e transmi r a todos a tua beleza!” (Beata Maria Cândida da Eucaris a) Vivência Eucarís ca: Fonte de vida cristã para a OCDS. Carmelita Secular, faça da Eucaris a a sua fonte de vivência e apostolado; transforme o mundo por meio da Eucaris a. A escolha do Tema e do Lema para o XII Congresso Norte Nordeste da OCDS teve como inspiração o XVII Congresso Eucarís co Nacional que Belém do Pará sediará de 15 a 21 de agosto de 2016 cujo tema "E ELES O RECONHECERAM NO PARTIR DO PÃO (Lc 24, 35), também inspirou o Tema do Círio de Nossa Senhora de Nazaré de 2015, "Maria, Mulher Eucarís ca”. Para inscrições no XVII Congresso Eucarís co Nacional acesse o site cen2016.com.br.

CARTA-CONVITE A Comunidade Santa Teresa dos Andes, OCDS Belém-PA tem a imensa alegria de convidar todas as Comunidades associadas da Ordem dos Carmelitas Descalços Seculares no Brasil da Província São José a par ciparem do XII Congresso OCDS Norte/Nordeste que terá como tema: EUCARISTIA: FONTE DE VIDA PARA OCDS e como Lema: “FAZEI ISTO EM MEMÓRIA DE MIM” (Lc 22, 19) - Início: 16:00 hs de 26/05/2015 / Encerramento: 13:30 hs de 29/05/2016 - Local: Centro Mariápolis Glória – Movimento dos Focolares Norte - Endereço: Av. Augusto Meira Filho nr. 100 – Benevides PA - Fone: 91 -3714-1358 / E-mail: cmarialopisgloria@gmail.com - Taxa de Inscrição: R$500,00 (quinhentos reais) – (incluído alojamento c/ar condicionado, roupa de cama e banho, refeições). Parcelamento da taxa: parcelas mensais de R$100,00 de dez/2015 a abril/2016 Pagamento Integral: Inscrevendo-se a par r de abril. - As inscrições serão encerradas em 10/05/2016 - Não havendo comparecimento ao Evento não haverá devolução das parcelas pagas. - Os depósitos devem ser efetuados na conta: Banco do Brasil conta corrente nr. 68.576-3 Agência 0765-X - Maria do Socorro Vasconcelos Neves (tesoureira). - As inscrições deverão ser efetuadas pelo Presidente da Comunidade através do o e-mail: santeresandes.ocdsbelem@gmail.com. (enviar o nome completo do congressista e o comprovante do depósito. - Não há limitação de vagas. - Mais informações pelo telefone (91) 9 9632 3847/(91) 3229 1834 c/ Ma. da Graça de S. Ewerton (Presidente).

MONTE CARMELO

19


Eventos

20

MONTE CARMELO


I CONGRESSO DA

E D U T N E V U J DO CARMELO DESCALÇO

29 a 31 JULHO I 2016

------------

SÃO ROQUE-SP IA D R O IC R E IS M A M O C S O D A T C CONE /

t 5:7).

ericórdia” (M

s, porqu

ericordioso

dos os mis m-aventura

çarão mis e eles alcan

Lema: “Be

INSCRIÇÕES (120 vagas):

R$ 150,00 (pode ser parcelado em 3x - abr/mai/jun)

Conta para Depósito: Banco Itaú S/A - Ag: 0156 / CC: 06234-1 / Asso C. O. Carmelitas

Realização: Comissão de Jovens OCDS

http://carmelitasjovens.blogspot.com.br/ carmelojovemprovinciasaojose@gmail.com (15) 99728 2767

MONTE CARMELO

21


22

MONTE CARMELO


ADQUIRA OS LIVROS DE FORMAÇÃO DA OCDS Já estão disponíveis para venda os livros de Formação da OCDS: - Livro 1 - Preparação para Admissão- 2ª edição - Livro 2 - Preparação para Promessas Temporárias - 1° ano - 1ª edição O preço da unidade de ambos os livros é de R$30,00, no qual já está incluso o valor do frete. PROMOÇÃO: Na compra a par r de 10 unidades, o valor da unidade do livro ficará em R$25,00. Efetue o depósito na conta abaixo: ASSOCIAÇÃO DAS COMUNIDADES DOS CARMELITAS DESCALÇOS SECULARES CNPJ: 082.424.45/0001-90 BANCO ITAÚ - AG. 0156 - Conta 062234-1 Envie o comprovante de depósito para Adriano Carlos através do e-mail acarlinhossouza@ig.com.br ou através do whatsapp 33 9105-0475, que será providenciada a remessa do(s) livro(s) para o endereço indicado.

MONTE CARMELO

23


DVD’S FÓRUM 500 ANOS V Centenário de Santa Teresa de Jesus - Aparecida-SP - Setembro / 2015 1515 2015

1515 2015

1515 2015

1515 2015

1515 2015

1515 2015

1515 2015

1515 2015

1515 2015

1515 2015

1515 2015

1515 2015

1515 2015

1515 2015

1515 2015

1515 2015

1515 2015

1515 2015

1515 2015

1515 2015

1515 2015

KIT DVD’s R$ 40,00 (frete incluso) O depósito na conta da Província: Associação das Comunidades dos Carmelitas Descalços Seculares. CNPJ: 082424450001-90. Banco Itaú / Agência: 0156 Conta Corrente: 06234-1 Maiores informações: Vanessa Elisabete: WhatsApp: (83) 99694.9304 vanessaelisabeterocha@hotmail.com

Realização OCD/OCDS - Província São José - Brasil CONTEÚDO DO KIT: Todas as Palestras e Considerações Finais; Bate Papo Musical com Frei Marcos Hideo Matsubara, OCD; Testemunhos do Frade OCD, da Monja OCD e do Leigo OCDS; Recreio Carmelitano: Fiesta de La Vida; Show Musical: Freis Carmelitas e Convidados (CD Para Vós Nasci); Textos das Palestras e Fotos dos Momentos Registrados.

Ordem dos Carmelitas Descalços Seculares

1515 2015

Revista Monte Carmelo - OCDS  

Revista Monte Carmelo - OCDS Província de São José - março/abril de 2016

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you