Issuu on Google+

28.SET.2012

1


Felicidade em 5 passos

9

Teste: o botão de parar o trânsito

6 Dieta e muay thai: 40 kg a menos em 8 meses

O que os antigos prefeitos de Caxias têm a ensinar ao próximo

13

14 Neliswa Nkani: “Não vejo a cidade vendendo a si mesma”

11

Revista receberá troféu em Porto Alegre

O melhor da Feira do Livro

12

20

CARROS E MOTOS

Hora de arrumar a casa e dar exemplo

29

Tuning: dicas e acessórios para transformar seu carro

30

Fotos: 6: Paulo Pasa/O Caxiense | 10: Luiz Chaves, Div./O Caxiense | 13: Acervo Rafael Dal Zotto, Div./O Caxiense | 14: Arq. Hist. Municipal, Div./O Caxiense

2


28.SET.2012 14.SET.2012

3


18 4


Rua Os 18 do Forte, 422\1, bairro Lourdes, Caxias do Sul (RS) 95020-471 | Fone: (54) 3027-5538

Revista O CAXIENSE passa a ter tiragem assegurada Credibilidade nunca é demais. Por isso, às vésperas de completar 3 anos, O CAXIENSE está entrando para o seleto grupo de veículos de comunicação que se submetem a um auditor independente para atestar a veracidade de seus números. A partir deste mês, nossa tiragem, de 5.000 exemplares, é assegurada pela Rokembach + Lahm, Villanova, Gais & Cia. Auditores, de Porto Alegre. O que isso significa? Ainda mais credibilidade. Para o leitor, habituado à qualidade do jornalismo que praticamos, nada muda. Para o mercado publicitário, no entanto, trata-se de um diferencial significativo. A tiragem assegurada oferece a agências e anunciantes a certeza de que a revista entrega exatamente aquilo que promete. Isso se traduz, é claro, em segurança para seus investimentos de mídia. Ter a tiragem assegurada é uma medida ainda mais importante no contexto atual da mídia caxiense, que assiste ao surgimento em profusão de veículos diversos. A credibilidade editorial de cada um independe de certificados. Deve ser construída linha a linha, e renovada a cada edição. Mas a credibilidade comercial demanda também um aval externo em função das peculiaridades da mídia impressa. O anunciante compra um espaço que, fisicamente, não será entregue a ele, mas sim ao leitor. E não tem como conferir se o anúncio que comprou será publicado na quantidade informada pelo veículo. É aí que entra o trabalho do auditor independente, como o que a Rokembach passa a fazer acompanhando o processo de impressão de O CAXIENSE no Grupo Sinos, em Novo Hamburgo. 5.000 exemplares

tiragem assegurada A tiragem assegurada (que passamos a registrar com o selo acima) soma-se a outras ferramentas confiáveis que O CAXIENSE já adota, e abre ao mercado, para medir seu alcance. Nossa audiência no site e nos aplicativos móveis é comprovada pelo Google Analytics e, mais recentemente, pelo Flurry. Agora, portanto, só reforçamos essa transparência, que significa respeito ao anunciante e preocupação com seu retorno de mídia. Felipe Boff, publisher

ocaxiense@ocaxiense.com.br

www.ocaxiense.com.br

Diretor Executivo - Publisher

Felipe Boff Paula Sperb Diretor Administrativo

Luiz Antônio Boff

Editor-chefe | revista

Marcelo Aramis

Editora-chefe | site

Carol De Barba

Andrei Andrade Daniela Bittencourt Rafael Machado Gesiele Lordes Leonardo Portella Paulo Pasa Designer

Luciana Lain COMERCIAL Executivas de contas

Pita Loss Suani Campagnollo ASSINATURAS Atendimento

Tatyany R. de Oliveira Assinatura trimestral: R$ 30 Assinatura semestral: R$ 60 Assinatura anual: R$ 120 foto de capa Paulo Pasa/O Caxiense TIRAGEM 5.000 exemplares

28.SET.2012

5


BASTIDORES

5 dicas para ser feliz, inclusive com a dor | Dicas da África para Caxias se vender melhor | 8 meses de dieta e 40 kg a menos

Paulo Pasa/O Caxiense

Sinal verde para quem tem paciência

por Daniela Bittencourt Verdes, redondas, com diâmetro próximo a uma moeda de R$ 1. As botoeiras – nome oficial dos botões para pedestres que existem em 24 semáforos de Caxias do Sul – são controversas nas reações que causam, mas não em sua função. Há aqueles que duvidam da veracidade de seu funcionamento. Há também os que, mesmo duvidando, acionam por precaução. Existem, ainda, os que não abrem mão delas. A verdade é que, sim, elas funcionam. Não é lenda. As botoeiras para pedestres são colocadas em cruzamentos onde o fluxo de veículos é tão intenso que dificulta a travessia dos pedestres, mas fluxo de pedestres é pequeno. “A botoeira geralmente é colocada em locais como travessias escolares, que 4 vezes por dia, durante 15 minutos, têm fluxo intenso de pedestres e nos outros momentos não”, conta Sílvio Legg, engenheiro civil e assessor técnico da Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMTTM). A maioria delas está localizada na área central da cidade, mas algumas podem ser encontradas na Perimetral Sul e em cruzamentos mais

6

movimentados dos bairros. O engenheiro Adair José Bianchi, diretor técnico da SMTTM, explica que elas servem para a segurança dos pedestres, mas também para facilitar o fluxo dos veículos: “Especialmente os cruzamentos com mais movimento, se há sempre o tempo de pedestre, acaba tirando tempo dos veículos. Por isso, onde não têm pedestres continuamente não se coloca tempo total para pedestres”, explica. Mas por que o semáforo de pedestres não abre assim que o botão é acionado? Legg explica que, para ficar verde, o semáforo segue uma programação. No momento em que a botoeira é pressionada, o controlador sabe que terá que acionar o tempo de pedestre: cerca de 20 segundos para a travessia. Esse acionamento acontece após completar-se o ciclo total do semáforo: vermelho-verde-amarelo e novamente o vermelho. Se o botão não for acionado, o semáforo para pedestres não abre. O tempo de espera após apertar o botão depende da programação de cada semáforo. Funciona, mas pode demorar. Quem aciona e desiste de esperar corre risco na travessia e faz com que, segundos depois, os carros parem para ninguém passar.

“Especialmente os cruzamentos com mais movimento, se há sempre o tempo de pedestre, acaba tirando tempo dos veículos. Por isso, onde não têm pedestres continuamente não se coloca tempo total para pedestres”, explica Adair Bianchi, diretor técnico da SMTTM


28.SET.2012 14.SET.2012

7


CAM

PUS

Jornalismo Literário

Os jornalistas Andrei Andrade e Daniela Bittencourt, da revista O CAXIENSE, falarão sobre a Prática do Jornalismo Literário durante a Semana Acadêmica da Faculdade América Latina. O encontro será em 4 de outubro, às 19:30, no auditório. Inscrições gratuitas pelo fone 3022-8600.

Machado de Assis, professor

Um banco com 4,6 mil questões compõem o portal Ensino Médio Digital, da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Lançado na última semana, o site serve como preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), com aulas agrupadas em 15 cursos. Os conteúdos são apresentados por personagens animados, como o escritor Machado de Assis. Para ter acesso ao conteúdo, basta acessar o site ensinomediodigital.fgv.br.

Física e bioquímica

A UCS realiza o II Simpósio de Atualização em Fisiologia nos dias 5 e 6 de outubro, no auditório do bloco 46. A palestra de abertura será com Rossano Sartori e Rafael Colombo, às 17:30.

Universidade de Caxias do Sul

Inteligência Estratégica e Projetos de Inovação. 19 de outubro. 4 parcelas de R$ 120; 3 de R$ 159; 2 de R$ 237; ou à vista por R$ 467 WWW.AMERICALATINA.EDU. 3022-8600 | WWW.UCS.BR. 3218-2800 | WWW.FSG.BR. 2101-6000 | WWW.PORTALFGV.BR. 3225-6644

Valmir Susin. Participaram da Automechanika 4.930 expositores de 74 países. A feira recebeu nesta edição mais de 150 mil visitantes. O evento tornou-se referência internacional em tecnologia automotiva, sendo líder na apresentação de inovações, tendências e tecnologia no setor de automóveis e similares.

SEMINÁRIO AMBIENTAL Dois importantes nomes ligados ao setor do meio ambiente nacional desembarcam em Caxias do Sul no dia 09 de outubro. O jornalista Ricardo Voltolini e o engenheiro de segurança do trabalho Mauro Machado serão painelistas do 3º Seminário Ambiental do SIMECS: Porque a Sustentabilidade é Importante para o Seu Negócio. Destinado às empresas do segmento metalmecânico e alusivo aos 10 anos da Comissão de Meio Ambiente do SIMECS, o evento acontecerá no auditório da CIC de Caxias do Sul. O jornalista Ricardo Voltolini é um dos primeiros consultores em sustentabilidade empresarial no Brasil, tendo atendido algumas das mais importantes organizações brasileiras. É consultor do programa Ação da Rede Globo, diretor presidente da Ideia Sustentável, primeira revista especializada em tendências de sustentabilidade e professor da Fundação Dom Cabral. Mauro Machado Júnior é engenheiro de segurança do trabalho e técnico em química, com passagem pela Copesul e Braskem. Atualmente é conselheiro de Meio Ambiente da FIERGS e coordenador da Comissão de Gestão Ambiental do COFITM (Comitê de Fomento Industrial de Triunfo e Montenegro). Inscrições para o concorrido evento devem ser feitas junto ao SIMECS, fone: (54) 3228.1855. AUTOMECHANIKA 2012 O polo metalmecânico de Caxias do Sul e região ganhou uma projeção extraordinária com a participação como expositoras das empresas Voges, Fábrica Nacional de Amortecedores, Tomé, Duroline, Resfriar, Metalúrgica Coser, Perfilline, Borghetti Turbos, Imatron e Inova Sistemas Eletrônicos, na Feira Automechanika 2012, em Frankfurt, Alemanha. Foi o que afirmou o presidente do SIMECS, Getulio Fonseca, ao avaliar como exitosa, a realização da XXII Missão Técnico-Comercial do SIMECS ao exterior. Conforme o dirigente, as empresas realizaram negócios, estabeleceram contatos e encaminharam futuras parcerias comerciais com representantes dos cinco continentes. O stand coletivo de 240 m² do SIMECS foi uma das atrações do Brasil na feira e despertou a atenção dos milhares de visitantes no evento. Por outro lado, diversos representantes de feiras técnicas de países como a China, Egito e Indonésia passaram pelo espaço do SIMECS interessados na participação das empresas caxienses como visitantes e expositoras em seus eventos. A Missão Técnico-Comercial do SIMECS, tendo o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento e Promoção do Investimento – SDPI, contou com a participação de 28 empresários e representantes do setor metalmecânico da região. Representando o poder executivo de Caxias do Sul, participaram o prefeito José Ivo Sartori e o Secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Emprego,

8

INSTITUTO FRAUNHOFER Durante a Missão Técnico-Comercial do SIMECS na Alemanha, os participantes conheceram o Instituto Fraunhofer IPA, em Stuttgart. O grupo do SIMECS foi recebido pelos representantes do Instituto, Rolf Wössner, Klaus Schmid e Claudia dos Santos, que fizeram uma apresentação geral do Fraunhofer IPA e após, houve visita às oficinas e laboratórios localizados junto ao campus da Universidade de Stuttgart. O IPA foi fundado em 1959 e incorporado à Fraunhofer-Gesellschaft, em 1971. Dos 57 institutos que compõem esta organização de pesquisa de prestígio, o IPA Fraunhofer é um dos maiores, empregando cerca de 200 cientistas pesquisadores, 108 administrativos e laboratoristas, contando ainda com 300 assistentes de pesquisa. O orçamento anual da instituição é de 44 milhões de Euros, com 50 por cento de sua receita decorrente de projetos industriais. Em agradecimento à visita, o presidente Getulio Fonseca entregou aos dirigentes do IPA uma placa e o livro “Por que Somos Como Somos”, obra que retrata o empreendedorismo do segmento metalmecânico representado pelo SIMECS. PROJETO PARA AS EMPRESAS AUTOMOTIVAS No dia 1º de outubro o SIMECS irá sediar a apresentação do Projeto de Adensamento e Complementação Automotiva do Mercosul (Focem Auto). O programa se estende a 15 empresas fornecedoras de autopeças da Serra Gaúcha, as quais poderão participar de atividades de treinamento, oficinas, estudo de mercado, desenvolvimento de manuais e rodadas tecnológicas. Empresas do segundo, terceiro e quarto níveis da cadeia produtiva, como fundições, estamparias, forjarias, ferramentarias e fabricantes de peças têxteis, borracha e componentes eletroeletrônicos, localizadas na Serra Gaúcha podem se inscrever no processo de seleção dos beneficiados. O Focem Auto é executado pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e cofinanciado pelo Fundo para a Convergência Estrutural e Fortalecimento Institucional do Mercosul. O projeto é realizado no em parceria com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (SDPI) juntamente com a FIERGS. A participação para o evento pode ser feita junto ao SIMECS, através pelo telefone (54) 32281855. CONVENÇÃO COLETIVA / CARLOS BARBOSA Foi assinada no dia 26 de setembro no SIMECS a Convenção Coletiva de Trabalho 2012 da base de Carlos Barbosa. A assinatura contou com a participação do presidente do SIMECS, Getúlio Fonseca e do diretor executivo Odacir Conte. O Sindicato dos Metalúrgicos de Carlos Barbosa esteve representado pelo presidente em exercício, Vanderlei Werner. As negociações entre as duas entidades foram concluídas em setembro. A Convenção Coletiva abrange mais de 60 empresas que empregam cinco mil metalúrgicos de Carlos Bar-

bosa. A data-base da categoria é 11 de agosto. EVENTO / PRODUTIVIDADE “Competindo em um ambiente de incertezas: aumentando a produtividade das empresas”. Este foi o tema do encontro que o SIMECS realizou no dia 25 de setembro, em seu auditório, para as empresas dos segmentos automotivo, eletroeletrônico e metalmecânico de Caxias do Sul e região. A apresentação esteve a cargo de Rodrigo Pinto Leis, mestre em administração, consultor associado da Produttare em projetos de inovação, desenvolvimento de produtos, PPCPM, Engenharia de processos de negócio e Engenharia Industrial. Rodrigo que também é professor e pesquisador da Unisinos fez uma abordagem sobre as formas de se administrar uma empresa em tempos de globalização. Conforme o consultor, as dúvidas mais frequentes de quem administra uma organização, é de que forma podemos competir com os concorrentes internacionais e qual o método para melhoria da produtividade das empresas nacionais. Nesse sentido, é importante saber para onde a empresa está navegando e fazer um diagnóstico do atual sistema de gestão. Uma das orientações do especialista é para que as empresas busquem ajuda através de uma consultoria técnica, a fim de otimizar a produção e torná-la mais competitiva. VERANÓPOLIS / PALESTRA COACHING Contando com a presença de representantes das empresas metalmecânicas de Veranópolis, o SIMECS realizou em setembro evento de interiorização, tendo como tema: Coaching. O encontro que contou com a parceria da Associação Comercial e Industrial de Veranópolis, teve como palestrante Luiz Carlos Fracaro, doutorando em Psicologia Organizacional e professor universitário em disciplinas de RH. Atuando na área de Recursos Humanos há 38 anos, Fracaro abordou as definições e objetivos de Coaching; Sistemas Representacionais; Habilidades do Coach; Etapas do processo de Coaching;Feedback e Lider eficaz. MANUFATURA / SIMPÓSIO O SIMECS participou em setembro com um stand no Simpósio SAE BRASIL de Manufatura. A realização do evento foi da SAE BRASIL – Seção Caxias do Sul. O Simpósio abordou o tema: O papel da Manufatura na Competitividade Global. O objetivo do evento foi proporcionar a profissionais e acadêmicos, conhecimentos ligados à Manufatura e Competitividade, além da interação com palestrantes e painelistas de renome na área. Os participantes do Simpósio visitaram uma exposição com 19 stands, além de ampliar seu network com a troca de conhecimentos e experiências.

SIMECS - Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Caxias do Sul. Rua Ítalo Victor Bersani, 1134 – Caixa Postal 1334 – Fone/ Fax: (54) 3228.1855 – Bairro Jardim América. CEP 95050-520 – Caxias do Sul - Rio Grande do Sul. Web Site: www.simecs.com.br E - Mail: simecs@simecs.com.br


Paulo Pasa/O Caxiense

BOA

GENTE

Herói do trânsito

Fernando Bertotto está recrutando heróis. Em sua 9ª edição, a campanha Não Quero Morrer no Trânsito, da CDL Jovem, tem como tema “Seja o herói desta história”. O coordenador da campanha explica que o objetivo é educar para uma mudança de postura tanto dos motoristas quanto dos pedestres. No trânsito, heróis são aqueles que usam o cinto de segurança, não falam ao celular enquanto dirigem, não dirigem alcoolizados e não descontam no volante o estresse do trabalho, por exemplo. Mas não

são só os motoristas quem têm superpoderes. “Este ano estamos abordando também os pedestres, conscientizando para que atravessem na faixa de segurança, olhem para os lados ao atravessar, respeitem a sinaleira”, diz Bertotto, que comemora a evolução do projeto: “A cada ano ele vem tomando um corpo maior, com mais ações. Mas o mais importante que estamos alcançando é o Estado estar fazendo o papel dele, de fiscalizar”, afirma. A campanha vai de 30 de setembro a 14 de outubro.

TOP5

Dicas para ser feliz Desenvolvimento econômico não é sinônimo de felicidade. É o que defende a psicóloga Carla Maria Frezza Cavalheiro, coordenadora no Rio Grande do Sul do Programa Felicidade Interna Bruta (FIB), do Instituto Visão Futuro. A seguir, passos para alcançar a felicidade. Diferenciar Reconhecer a diferença entre sucesso

e felicidade. Pessoas bem sucedidas não são necessariamente felizes. Autoconhecimento Por ser inerente à natureza de todos os seres, a felicidade interna não depende de condições externas, mas sim do conhecimento de quem realmente somos, ou seja, “de nossa natureza espiritual”, explica Carla.

Ferramentas Anote aí: autoconhecimento sobre nossas reações diante da vida, relações verdadeiras e amorosas, resgate da simplicidade e contato com a natureza (vegetal, animal e humana). Coletivo “Sendo o humano um ser gregário, é impossível ser feliz

sozinho”, afirma Carla. Assim, a capacidade de empatia, a compaixão e a gratidão estão presentes nas pessoas altamente felizes. Dor é preciso A felicidade não é a ausência de sofrimento. É a capacidade de encontrar o sentido de cada situação, aprendendo com elas, sendo menos resistente e se fortalecendo.

28.SET.2012

9


NSF-EMPREENDIMENTOS IMOBILIARIOS LTDA.| CNPJ n° 07.220.530/0001-94 - NIRE n° 43205383985

INSTRUMENTO PARTICULAR DE ALTERAÇÃO DE CONTRATO SOCIAL. Por este instrumento particular e na melhor forma de direito, JANAINA MIOTTI, brasileira, casada pelo regime de comunhão parcial de bens, empresária, residente e domiciliada em Caxias do Sul (RS), na Rua Dante Pelizzari, nº 1516, apto. 701, Bairro Panazzolo, CEP 95.082-030, portadora da Carteira de Identidade nº 6038198831, expedida pela SSP/RS e inscrita no CPF/MF sob o n° 657.442.330-91; RODRIGO MIOTTI, brasileiro, casado em regime de comunhão parcial de bens, empresário, residente e domiciliado em Caxias do Sul (RS), na Rua Dante Pelizzari, nº 1516 – apto.801, Bairro Panazzolo, CEP 95.082-030, portador da Carteira de Identidade nº 8038191394/SSP-RS e inscrito no CPF/MF sob o n° 578.935.190-53; GUSTAVO MIOTTI, brasileiro, casado em regime de comunhão parcial de bens, empresário, residente e domiciliado em Caxias do Sul (RS), na Av. Rio Branco,1530-, apto. 61, Bairro Rio Branco, CEP 95.010-060, portador da Carteira de Habilitação nº 01097584830/DETRAN-RS e inscrito no CPF/MF sob o n° 551.308.950-53; LEONARDO MIOTTI, brasileiro, casado pelo regime de comunhão parcial de bens, natural de Caxias do Sul (RS), nascido em 11 de Janeiro de 1979, empresário, residente e domiciliado em Porto Alegre (RS), na Rua Américo Vespúcio, nº 870, aptº. 304, Bairro Higienópolis, CEP 90.550-031, portador da Carteira de Identidade nº 4038198828/ SSP-RS e inscrito no CPF/MF sob o n° 919.096.000-91; LOURDES MARIA VANIN MIOTTI, residente e domiciliada em Caxias do Sul (RS), na Rua Dante Pelizzari, n° 1516 – apto. 601, Bairro Panazzolo, CEP 95.082-030, portadora da Carteira de Identidade n° 4002555722/SSP-RS e inscrita sob CPF/MF sob o n° 223.452.480-68; LME Participações Societárias e Empreendimentos Ltda.com sede e foro jurídico na cidade de Caxias do Sul (RS), na Avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira, 450, Sala 08, bairro Desvio Rizzo –CEP 95.110-500, inscrita no CNPJ/MF o sob o nº 10.172.490/0001-67 e com atos constitutivos arquivados na Junta Comercial deste Estado do Rio Grande do Sul, sob o NIRE n° 43206181375, em 16/07/2008, neste ato representado por seu sócio administrador LEONARDO MIOTTI (já qualificado) e NSC Participações Societárias e Empreendimentos Ltda. com sede e foro jurídico na cidade de Caxias do Sul (RS), na Avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira, 450, Sala 06, bairro Desvio Rizzo – CEP 95.110-500, inscrita no CNPJ/MF o sob o nº 10.272.702/0001-88 e com atos constitutivos arquivados na Junta Comercial deste Estado do Rio Grande do Sul, sob o NIRE n° 43206204111, em 13/08/2008, neste ato representado por seu sócio administrador GUSTAVO MIOTTI (já qualificado). Únicos Sócios da Sociedade denominada NSF-EMPREENDIMENTOS IMOBILIARIOS LTDA. com sede e foro jurídico na cidade de Caxias do Sul (RS), na Avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira, 450, Sala 01, bairro Desvio Rizzo – CEP 95.110-500, inscrita no CNPJ/MF o sob o nº 07.220.530/0001-94 e com atos constitutivos arquivados na Junta Comercial deste Estado do Rio Grande do Sul, sob o NIRE n° 43205383985, Reunidos em 30 de agosto de 2012, às 18 horas, na sede social da Sociedade, deliberaram e resolveram, mais uma vez alterar o Contrato Social que rege a sociedade o fazendo mediante as seguintes cláusulas e condições: DAS ALTERAÇÕES - I ) Redução do Capital Social - Por que considerado excessivo nos termos do Artigo 1082, II, da Lei 10.406, de 2.002, o capital social da Sociedade é reduzido em R$ 2.671.200,00, (dois milhões, seiscentos e setenta e um mil e duzentos reais) mediante a transferência para os sócios dos bens conforme descrição a seguir: I.I - A sócia Janaina Miotti – titular de 1.629.776 ( Um milhão, seiscentos e vinte e nove mil, setecentos e setenta e seis) quotas, no valor de R$ 1,00 (um real) cada uma, totalmente subscritas e integralizadas, transfere para a sua pessoa física a quantia de 540.542 (quinhentos e quarenta mil, quinhentos e quarenta e duas) quotas, representadas pelos seguintes imóveis, totalizando R$ 540.542,00 (quinhentos e quarenta mil, quinhentos e quarenta e dois reais): a) O apartamento nº 701, no Residencial Costa Dourada. Matricula nº 68.406, às fls, 01. do Livro nº 02, do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2.ª Zona. b) O Box nº 02, no Residencial Costa Dourada. Matricula nº 68.362, às fls, 01. do Livro nº 02, do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2.ª Zona. c) O Box nº 03, no Residencial Costa Dourada. Matricula nº 68.363, às fls, 01. do Livro nº 02, do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2.ª Zona. d) O Box nº 04, no Residencial Costa Dourada. Matricula nº 68.364, às fls, 01. do Livro nº 02, do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2.ª Zona.e) O Box nº 35, no Residencial Costa Dourada. Matricula nº 68.395, às fls, 01. do Livro nº 02, do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2.ª Zona. f) O Box nº 36, no Residencial Costa Dourada. Matricula nº 68.396, às fls, 01 do Livro nº 02, do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2.ª Zona. I.II - O sócio Rodrigo Miotti – titular de 1.629.776 (Um milhão, seiscentos e vinte e nove mil, setecentos e setenta e seis) quotas, no valor de R$ 1,00 (um real) cada uma, totalmente subscritas e integralizadas, transfere para a sua pessoa física a quantia de 551.038 (quinhentos e cinquenta e um mil e trinta e oito quotas) representadas pelos seguintes imóveis, totalizando R$ 551.038,00 (quinhentos e cinquenta e um mil, trinta e oito reais): a) O apartamento nº 801, no Residencial Costa Dourada. Matricula nº 68.407. às fls. 01- do Livro nº 2 do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2ª Zona. b) O Box nº 05, no Residencial Costa Dourada. Matricula nº 68.365. à fls. 01- do Livro nº 2 do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2ª Zona. c) O Box nº 06, no Residencial Costa Dourada. Matricula nº 68.366, à fls. 01- do Livro nº 2 do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2ª Zona. d) O Box nº 38, no Residencial Costa Dourada. Matricula nº 68.398, à fls. 01- do Livro nº 2 do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2ª Zona. e) O Box nº 39, no Residencial Costa Dourada. Matricula nº 68.399, à fls. 01- do Livro nº 2 do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2ª Zona. f) O Box nº 40, no Residencial Costa Dourada. Matricula nº 68.400, à fls. 01- do Livro nº 2 do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2ª Zona. I.III - NSC Participações Societárias e Empreendimentos Ltda – titular de 521.128 (quinhentos e vinte e um mil, cento e vinte e oito ) quotas, no valor de R$ 1,00 (um real) cada uma, totalmente subscritas e integralizadas, retira-se da sociedade recebendo a totalidade de suas quotas, no valor de R$ 521.128,00 (quinhentos e vinte e um mil, cento e vinte e oito reais) representadas pelos seguintes imóveis: a) A Sala nº 61, no Centro Empresarial Business.Com. Matricula nº 68.349, à fls. 01- do Livro nº 2 do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2ª Zona b) A sala nº 62, no Centro Empresarial Business.Com. Matricula nº 68.350, à fls. 01- do Livro nº 2 do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2ª Zona. c) A sala nº 63, no Centro Empresarial Business.Com. Matricula nº 68.351, à fls. 01- do Livro nº 2 do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2ª Zona. d) A sala nº 64, no Centro Empresarial Business.Com. Matricula nº 68.352, à fls. 01do Livro nº 2 do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2ª Zona. e) A sala 65, no Centro Empresarial Business.Com. Matricula nº 68.353, à fls. 01- do Livro nº 2 do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2ª Zona. f) O Box nº 36, no Centro Empresarial Business.Com. Matricula nº 68.264, à fls. 01- do Livro nº 2 do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2ª Zona. g) O Box nº 37, no Centro Empresarial Business.Com. Matricula nº 68.265, à fls. 01- do Livro nº 2 do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2ª Zona. h) O Box nº 38, no Centro Empresarial Business.Com. Matricula nº 68.266, à fls.01- do Livro nº 2 do egistro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2ª Zona ; i) O Box nº 55, no Centro Empresarial Business.Com. Matricula nº 68.283, à fls. 01 -do Livro nº 2 do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2ª Zona; j) O Box nº 56, no Centro Empresarial Business.Com. Matricula nº 68.284, à fls. 1 - do Livro nº 2 do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2ª Zona. I.IV - LME Participações Societárias e Empreendimentos Ltda, titular de 517.894 (quinhentos e dezessete mil, oitocentos e noventa e quatro) quotas, no valor de R$ 1,00 (um real) cada uma, totalmente subscritas e integralizadas, retira-se da sociedade recebendo a totalidade de suas quotas, no valor de R$ 517.894,00 (quinhentos e dezessete mil, oitocentos e noventa e quatro reais) representadas pelos seguintes imóveis: a) A sala nº 71, no Centro Empresarial Business.Com. Matricula nº 68.354, à fls. 01- do Livro nº 2 do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2ª Zona; b) A sala nº 72, no Centro Empresarial Business.Com. Matricula nº 68.355, à fls. 01- do Livro nº 2 do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2ª Zona; c) A sala nº 73, no Centro Empresarial Business.Com. Matricula nº 68.356, à fls. 01- do Livro nº 2 do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2ª Zona;d) A sala nº 74, no Centro Empresarial Business.Com. Matricula nº 68.357, à fls. 01- do Livro nº 2 do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2ª Zona; e) A sala 75, no Centro Empresarial Business.Com. Matricula nº 68.358, à fls. 01- do Livro nº 2 do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2ª Zona; f) O Box 33, no Centro Empresarial Business.Com. Matricula nº 68.261, à fls. 01- do Livro nº 2 do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2ª Zona; g) O Box 34, no Centro Empresarial Business.Com. Matricula nº 68.262, à fls. 01- do Livro nº 2 do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2ª Zona; h) O Box 35, no Centro Empresarial Business.Com. Matricula nº 68.263, à fls. 01- do Livro nº 2 do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2ª Zona; i) O Box 57, no Centro Empresarial Business.Com. Matricula nº 68.285, à fls. 01 - do Livro nº 2 do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2ª Zona; j) O Box 58, no Centro Empresarial Business. Com. Matricula nº 68.286, à fls. 01 - do Livro nº 2 do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2ª Zona. II - Os sócios Janaina Miotti, Rodrigo Miotti, Gustavo Miotti e Leonardo Miotti, resolvem de comum acordo retirar da sociedade, os bens a seguir descritos, para efetuar uma dação em pagamento, com a finalidade de quitar créditos da Sra. Lourdes Maria Vanin Miotti, sendo: a) O apartamento nº 601, no Residencial Costa Dourada Matricula nº 68.405, às fls, 01. do Livro nº 02, do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2.ª Zona; b) O Box 07, no Residencial Costa Dourada. Matricula nº 68.367, à fls. 01- do Livro nº 2 do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2ª Zona; c) O Box 18, no Residencial Costa Dourada. Matricula nº 68.378, à fls. 01- do Livro nº 2 do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2ª Zona; d) O Box 19, no Residencial Costa Dourada. Matricula nº 68.379, à fls. 01- do Livro nº 2 do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2ª Zona; e) O Box 33, no Residencial Costa Dourada. Matricula nº 68.393, à fls. 01- do Livro nº 2 do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2ª Zona; f) O Box 34, no Residencial Costa Dourada. Matricula nº 68.394, à fls. 01- do Livro nº 2 do Registro Geral – Oficio de Registro de Imóveis da 2ª Zona. Os bens ora citados somam o total de R$ 540.598,00 (quinhentos e quarenta mil, quinhentos e noventa e oito reais), valor esse que será dividido pelos sócios para a referida dação em pagamento na seguinte proporção: 1) Janaina Miotti – transfere o valor de R$ 127.258,00 (cento e vinte e sete mil, duzentos e cinquenta e oito reais), representando um percentual de 23,54% (vinte e três, cinquenta e quatro) do valor total da dação em pagamento; 2) Rodrigo Miotti – transfere o valor de R$ 116.762,00 (cento e dezesseis mil, setecentos e sessenta e dois reais representando um percentual de 21,60% (vinte e um, sessenta) do valor total da dação em pagamento; 3) Gustavo Miotti – transfere o valor de R$ 146.672,00(cento e quarenta e seis mil, seiscentos e setenta e dois reais ), representando um percentual de 27,13% (vinte e sete, treze) do valor total da dação em pagamento; d) Leonardo Miotti – transfere o valor de R$ 149.906,00 (cento e quarenta e nove mil, novecentos e seis reais), representando um percentual de 27,73% (vinte e sete, setenta e três) do valor da dação em pagamento. Capital Social; Quotas. Em face das alterações antes aprovadas, foi dada nova redação para o caput da Cláusula Quinta do Contrato Social que, doravante, passará a vigorar com o seguinte teor: Cláusula Quinta - O capital social da Sociedade, é de R$ 3.924.808,00 (três milhões, novecentos e vinte e quatro mil e oitocentos e oito reais), dividido em 3.924.008 (três milhões, novecentos e vinte e quatro mil e oito) quotas, no valor nominal de R$ 1,00 (um real), cada uma, e assim distribuído entre os sócios: Sócios Lourdes Maria Vanin Miotti Rodrigo Miotti Gustavo Miotti Janaina Miotti Leonardo Miotti Total

Quotas 76.904 961.976 961.976 961.976 961.976 3.924.808

% 1,96 24.51 24.51 24.51 24.51 100

Valores 76.904,00 961.976,00 961.976,00 961.976,00 961.976,00 3.924.808,00

Ratificação das Demais Cláusulas Contratuais. Ficam expressamente ratificadas todas as demais cláusulas do Contrato Social de constituição e posteriores alterações, naquilo que não alteradas pelo presente instrumento. E, por estarem assim justas e contratadas, firmam o presente instrumento em 3 (três) vias de igual teor e forma, com e na presença das testemunhas. Caxias do Sul (RS), 30 de agosto de 2012.Lourdes Maria Vanin Miotti - Rodrigo Miotti – Janaina Miotti – Leonardo Miotti – Gustavo Miotti.Testemunhas: Márcia Deves D’Ávila -CI 11/R-1.704.176 SSP/SC e CPF 674.803.819-72 - Loreci Almeida de Carvalho-CI 6068425468SSP/RS e CPF 483.816.590-00

10 28.set.2012


Marina Granzotto, Divulgação/O Caxiense

“Senti uma falta de autoconfiança”, diz sul-africana que veio a Caxias falar sobre Copa do Mundo

Neliswa Nkani |

Marina Granzotto, Divulgação/O Caxiense

A menos de 2 anos da Copa do Mundo, Caxias recebeu uma visita importante, de quem conhece por dentro o assunto: a sul-africana Neliswa Nkani, que é consultora internacional de estratégias em Negócios Internacionais e estratégias em Marketing Esportivo. A convite do comitê Caxias Copa 2014, Neliswa palestrou na CIC e conheceu a infraestrutura da cidade que será campo de treinamento no Mundial. Na noite de quarta (26), O CAXIENSE conversou com Neliswa, que destacou os pontos positivos e negativos que percebeu em Caxias e falou sobre o que uma Copa pode representar para um país e um município que a recebe.

uma síndrome de terceiro mundo. É preciso fazer as pessoas acreditarem que a Copa é uma realidade. Que legado a Copa pode deixar para a cidade? A Copa do Mundo transforma uma cidade antes, durante e depois da sua realização. Nesse período, todos estarão mais unidos do que nunca. Se o trabalho for bem feito, o país educa seus profissionais e suas crianças – sobre outras culturas, sobre seu próprio país, sobre esportes. E elas crescem mais preparadas.

Além das vantagens comerciais, o que a Copa muda na vida das pessoas? Como a senhora viu a prepaÉ uma chance única de mosração de Caxias para ser Campo trar ao mundo quem nós somos. de Treinamento na Copa do Mostrarmos nossa hospitalidade, Mundo? Estamos prontos? nossa cultura. Na minha cidade Como falta pouco tempo, pouco (Cape Town), nenhum turista foi mais de um ano considerando os roubado e nenhum se perdeu. Nós dias úteis, acho que está na hora de tomamos todos os cuidados para assumir os riscos e agir. Não vejo a que as pessoas saíssem e voltassem cidade vendendo a si mesma, suas de seus hotéis em segurança. Isso qualidades. Por exemplo: fiquei deixa uma impressão positiva da impressionada com a estrutura cidade. que emcontrei na universidade, especialmente na área de MediciA senhora está otimista com a na, mas não vi ninguém falar sobre Copa no Brasil? isso entre os atrativos para uma seVai ser uma linda Copa. O Brasil leção que queira se hospedar aqui. foi eleito por seus méritos. Tanto o A cidade é maravilhosa, mas senti país quanto a FIFA teriam muito a uma falta de autoconfiança, que é perder se algo desse errado. 28.SET.2012

11


ple

na rio

Cobertura das eleições

Na reta final das eleições municipais, O CAXIENSE intensificará sua cobertura política. Em www.ocaxiense.com.br, serão veiculados e agrupados conteúdos especiais com o uso de ferramentas multimídia. No dia da votação (7), haverá uma cobertura diferenciada, assim como realizamos em 2010, quando permanecemos com transmissão ao vivo por 16 horas ininterruptas. A novidade da cobertura de 2012 está no projeto amparado pelo International Center for Journalists (ICFJ), uma organização sem fins lucrativos com sede em Washington, que promove jornalismo de qualidade pelo mundo. A diretora de Redação, Paula Sperb, foi selecionada para o curso Digital Tools for Effective Public Service Journalism, realizado durante 5 semanas, em fevereiro e março deste ano. O projeto de cobertura das eleições municipais foi um dos 7 escolhidos, após o curso, para ser orientado pelo ICFJ e é guiado pelo interesse público, não privado.

Qualidade em Comunicação

Além da tiragem auditada (leia na página 5) que dará ainda mais credibilidade ao veículo, O CAXIENSE receberá, no dia 10 de outubro no Plaza São Rafael, em Porto Alegre, o Troféu do Selo Bronze do Programa QComércio. O programa, uma parceria da FCDL, CDLs locais e do Sebrae, reconhece as empresas gaúchas que im-

Novos diretores

Davenir Dreher, da Sulpeças, será o próximo presidente da CDL Caxias, na gestão de 2013 que se inicia em 1º de janeiro. Ele substituirá Paulo Magnani, da Magnani Materiais Elétricos. A eleição, que teve chapa única, ocorreu na última as-

12

plantam processos de qualidade. O selo tem validade de 1 ano. Em 2013, O CAXIENSE disputará o Selo Prata e, em 2014, o Selo Ouro. Para ganhar o Selo Bronze, o veículo recebeu uma visita do Sebrae – que prestará consultoria por 6 meses – para avaliação, que constatou um índice de satisfação interna de 94% e externa, de 96%.

sembleia geral ordinária da entidade, na segunda-feira (24). Junto de Dreher, foram eleitos os vices Renato Corso e Diego Biglia. Também formam a próxima direção Ivonei Pioner, Cláudia Sassi, Ricardo Comandulli e Analice Carrer.

O fator rejeição

A última pesquisa do cenário eleitoral caxiense, realizada pelo Instituto Methodus, encomendada pelo jornal Correio do Povo e veiculada na segunda (25), mostrou a permanência de Alceu (PDT) na liderança, com 46,8% das intenções de voto. A novidade foi a inversão dos candidatos no segundo lugar, agora ocupado por Daneluz (PT), com 19%. Assis (PCdoB) caiu para 15,5%. A seguir aparecem Milton Corlatti (DEM), com 2,2% e, em quinto, Luís Fernando Possamai (PSOL), com 0,3%. A queda de Assis para o terceiro lugar pode ser interpretada também considerando o fator da rejeição: 32,5%.

885

urnas estão sendo preparadas para a votação em Caxias, uma em cada seção, distribuídas em 153 locais. Além destas, 60 urnas estarão prontas como reservas em caso de imprevisto. Os dados dos candidatos e eleitores estão sendo inseridos nos aparelhos em um cartão de memória. Caxias ainda não tem urna biométrica, que reconhece a digital do eleitor. No Brasil, mais de 7,5 milhões já estão aptos a votar utilizando a biometria.

Educs na Feira do Livro Dos 8 livros que serão lançados pela Editora da UCS na Feira do livro, 3 são sobre Direito com sessão de autógrafo em 7 de outubro, a partir das 18:00: Direito constitucional ao meio ambiente equilibrado - A construção de uma cultura, de Paulo Natalicio Weschenfelder, Direito e economia verde - Natureza jurídica e aplicações práticas do pagamento por serviços ambientais, como instrumento de ocupações sustentáveis, de Adir Ubaldo Rech, e Direito civil: introdução, pessoas e bens, de Alexandre Cortez Fernandes. Do 3 livros, 2 falam sobre meio ambiente. Um bom indicativo de que a pesquisa científica local, assim como a sociedade civil organizada, tem se preocupado com a questão ambiental. Agora, só falta o poder público buscar o avanço com equilíbrio ecológico.


Acervo Pessoal Daniel Dal Zotto, Divulgação/O Caxiense

8 meses na vida de... um jovem 40 quilos mais magro

120 kg por Andrei Andrade Em fevereiro deste ano, o caxiense Rafael Dal Zotto, de 19 anos, estabeleceu um objetivo de médio prazo, mas que deve ter parecido interminável pela natureza da situação. Em 8 meses, tinha que eliminar 40 dos 120 quilos que ostentava quando voltou a treinar muay thai. E no dia 15 de setembro, quando cumpriu com o compromisso diário de subir na balança, sentiu finalmente o doce gosto da vitória: o objetivo estava cumprido. Além de poder competir, a perda de peso significou outra conquista para Rafael, que se viu livre da diabetes tipo II, provocada por excesso de insulina no sangue. Agora, aguarda pela oportunidade de disputar a primeira luta. A seguir, o relato de Rafael:

95 kg

80 kg

Fevereiro – Voltei a treinar Muay Thai. Dessa vez, não quero só treinar, mas também competir. Para isso, vou precisar perder algum peso. Meu professor, Rodinei Klin, acredita que se eu chegar aos 95 quilos, já vou estar em condições. Mas para garantir, vou além. Em 8 meses, quero perder 40 quilos. Estou com 120.

80 kg que ela gosta de mim de verdade, gordo ou magro, mas posso dizer que foi uma das pessoas que mais me deu apoio durante o regime.

15 de setembro – Finalmente. Depois de muitas churascadas e cervejadas perdidas, hoje cumpri meu objetivo: cheguei aos 80 quilos. Ainda não posso competir, porque 26 de maio – Fui me pesar, como faço ainda preciso adquirir resistência física. todos os dias, e tive a agradável surpresa: Mas já posso voltar a comer normalmente, estou com 95 quilos. Mais da metade do para manter o peso. Em um dia de treino, caminho andado. Valeu a pena ter cortado posso perder até 1,8 quilos. a massa e o pão da minha dieta de gringo, para comer só frutas. Será que comemoro 22 de setembro – Resistindo às tentações, com uma cerveja na Festa à Fantasia do não comemorei a conquista com espeto Clube Juvenil, hoje à noite? Melhor não. corrido ou um pratão de massa. Seria como um fumante comemorar que se 6 de setembro – Adeus vida de solteiro. livrou do vício... fumando. Mas hoje tem Pedi em namoro Silvia Cardoso, com festa no Vagão e vou celebrar com uma quem eu já ficava há quase um ano. Sei cerveja beeeem gelada.

28.SET.2012

13


O QUE FIZERAM NOSSOS PREFEITOS Desde 1890, a administração pública de Caxias do Sul passou pelas mãos de 34 homens. Saiba quem foram e as marcas que deixaram por Andrei Andrade e Daniela Bittencourt

A poucos dias do pleito que irá eleger o 35° prefeito de Caxias do Sul, O CAXIENSE mergulha na História para lembrar quem foram os 34 intendentes e prefeitos – denominação adotada a partir de 1930 – que governaram o município desde 1890 e que legados eles deixaram para o próximo governante da nossa cidade. Por questão de relevância, consideramos os feitos dos governantes a partir de José Penna de Moraes, cuja posse completa 100 anos em 2012. Os administradores anteriores foram Angelo Chitolina, Ernesto Marsiaj, Salvador Sartori, Antonio Xavier da Luz, José Domingues de Almeida Alorino Machado de Lucena 2°, José Cândido de Campos Jr., Alfredo Soares de Abreu, Firmino Paim de Souza, Serafim Terra, Vicente Rovea e Tancredo Appio Feijó. Penna de Moraes governou Caxias por 12 anos, com algumas interrupções, e é considerado o primeiro administrador a deixar marcas importantes para o município.

José Penna de Moraes (PRR)

1912-1924

Natural de Santa Maria, onde foi jornalista e dono de jornal, foi eleito intendente de Caxias por 3 vezes consecutivas. Em um período de urbanização, seu mandato foi marcado pelo calçamento de ruas e abertura de estradas para o Interior. Também foi um dos primeiros a defender a indústria vinícola, combatendo a concorrência desleal dos vinhos estrangeiros (problema que permanece 100 anos depois). Morreu em 1937.

Adauto Joaquim da Cruz (PRR)

14

Hercules Galló (PRR)

1914-1915

Natural de Crocemosso, na Itália, o perito em química Hercules Galló assumiu a intendência durante o período em que José Penna de Moraes se afastou para dirigir os Correios e Telégrafos de Porto Alegre. O bairro de Galópolis recebeu o nome em sua homenagem, pela importância que teve ao impulsionar a indústria têxtil naquela região, onde foi vendedor de tecidos. Morreu em 1921.

José Batista (PRR)

1918

1915

Assumiu a intendência temporariamente, durante período em que Penna de Moraes se afastou para uma viagem.

Assumiu a intendência temporariamente em período de afastamento de Hercules Galló, por motivo de viagem.


Fotos: Arquivo Histórico Municipal, Divulgação/O Caxiense

Celeste Gobatto (PRR) 1924-1928

Nascido em Volpago del Montello, na Itália, veio para o Brasil aos 22 anos de idade e se instalou em Viamão. Dedicado à agricultura e à enologia, Gobatto foi muito querido entre os colonos de Caxias, onde se elegeu intendente em 1924. Iniciou a construção da primeira rede de abastecimento de água da cidade e também trabalhou no aprimoramento das estradas para o Interior. Morreu em 1958.

Thomás Beltrão de Queiróz (PRR)

1928-1930

Miguel Muratore

Natural de Apodí, no Rio Grande do Norte, se instalou em Porto Alegre fugindo da seca que acometia seu Estado. Trabalhou como comerciante e foi o último intendente de origem lusa nomeado pelo governo do Estado (pouco se sabe sobre os motivos da sua nomeação). Foi um dos articuladores na construção da Escola Complementar de Caxias, a primeira voltada para a formação de professores. Morreu em 1930, enquanto exercia seu mandato.

Advogado, foi um dos primeiros presidentes da Associação dos Comerciantes de Caxias. Substituiu Thomás Beltrão de Queiróz, de quem era viceintendente. Último administrador a usar o título de intendente e o primeiro a ser chamado de prefeito – após a revolução de 1930 –, era conhecido pelo forte espírito nacionalista. Morreu em 1938.

(PRR-PL, depois PRL) 1930-1934

SIGLAS PARTIDÁRIAS

Dante Marcucci (PRL) 1935-1947

O advogado Dante Marcucci foi um dos fundadores dos clubes Juvenil e Juventude. Morava em Porto Alegre quando, a pedido do então governador do Estado, general Flores da Cunha, voltou à cidade natal em 1935 para concorrer à prefeitura. Em 1937, seria nomeado pelo Estado Novo, tornando-se, até hoje, o administrador a ficar mais tempo, ininterruptamente, no poder. Em parte pelas boas relações que mantinha com Getúlio Vargas, foi responsável pela mudança no trajeto da BR-116, que em seu projeto inicial não passaria por Caxias. Também instalou na cidade a primeira rede telefônica do interior do Estado. Morreu em 1956.

ADC - Aliança Democrática Caxiense Arena - Aliança Renovadora Nacional MDB - Movimento Democrático Brasileiro PDC - Partido Democrata Cristão PDS - Partido Democrático Social PDT - Partido Democrático Trabalhista PFL - Partido da Frente Liberal PL - Partido Libertador PL - Partido Liberal PMDB - Partido do Movimento Democrático Brasileiro PRL - Partido Republicano Liberal PT - Partido dos Trabalhadores PTB - Partido Trabalhista Brasileiro UDC - União Democrática por Caxias

28.SET.2012

15


Eduardo Ruiz Caravantes 1946

Natural de Porto Alegre e juiz de direito por 17 anos em Caxias, foi nomeado intendente após a queda de Getúlio Vargas, em um período em que não havia partidos políticos. Morreu em 1976. Em sessão na Câmara, dias após sua morte, o então vereador Mário Gardelin homenageou o amigo referindo-se a ele como um “homem incansável e de grande cultura jurídica”.

Demétrio Niederauer 1947

Natural de Santa Maria, Demétrio Niederauer foi advogado, professor e jornalista. Dirigiu jornais na cidade e chegou a fundar um, O Popular. Atuou como prefeito interino durante apenas 7 meses, também nomeado pela junta que derrubou Vargas. Nesse período, criou a Biblioteca Pública Municipal (que leva seu nome) e o Museu Municipal. Morreu em 1970.

Luciano Corsetti (PTB) 1947-1951

O contador Luciano Corsetti foi o primeiro prefeito de Caxias do Sul nascido no município. Sua administração foi marcada pela preocupação com a educação. Construiu escolas em diversos locais do município, aumentou o quadro de professores e fundou a Escola Municipal de Belas Artes de Caxias do Sul. Morreu em 1973.

Euclides Triches (PDC)

1951-1954

Natural de Caxias do Sul e formado em Engenharia pela Escola Técnica do Exército, Euclides Triches chegou a ser governador do Estado do Rio Grande do Sul (1971-1975), nomeado por Emilio Garrastazu Médici. Foi neste cargo que fez a doação do terreno de 50 hectares para a Universidade de Caxias do Sul (UCS). Enquanto prefeito, eleito pelo Partido Democrata Cristão, construiu a represa de São Miguel e foi o idealizador de uma estrada que ligasse a Serra ao Litoral (o que viria a ser a Rota do Sol). Morreu em 1994.

16


Fotos: Arquivo Histórico Municipal, Divulgação/O Caxiense

Hermes João Webber Aliança Democrática Caxiense ADC (PDC-PRP-PL- MTR-PSD-UDN) 1954-1955 e 1964-1969 Natural de Caxias do Sul, Hermes João Webber foi o primeiro presidente da Codeca, empresa que ajudou a estruturar. Antes de ser eleito prefeito, concluiu o último mandato de Euclides Triches. Foi um dos fundadores da Universidade de Caxias do Sul, juntamente com Virvi Ramos e Dom Benedito Zorzi. Morreu em 1983.

Rubem Bento Alves (PTB)

1956-1959

Natural de Caxias do Sul, o contador Rubem Bento Alves foi o fundador da Rádio Difusora Caxiense. Em sua vida política, foi vereador, prefeito, deputado estadual e federal. Sua administração teve ênfase no incentivo à agricultura. Deixou o cargo para assumir a direção do Banrisul, durante o governo de Leonel Brizola. Morreu em 1974.

Armando Alexandre Biazus (PTB)

1960-1963

Empresário, foi vereador e presidente da Câmara. Marcou sua administração por obras de saneamento, dando início à construção da barragem da Maestra. Também em seu mandato, fundou a Farmácia Municipal Poupular. Depois de prefeito, foi diretor do Samae na cidade. Em 1961, Biazus concedeu o título de Cidadão Caxiense ao empresário Assis Chateaubriand, garantindo a transmissão ao vivo, para todo o Brasil, da Festa da Uva daquele ano (ainda em preto e branco), pela rede Associadas, de Chatô. Morreu em 1971.

Bernardino Conte (PRP)

1959

Natural de Garibaldi, o jornalista e empresário Bernardino Conte foi fundador e proprietário do jornal O Pioneiro, de Caxias, até sua compra pelo Grupo RBS, em 1993. Foi vereador por dois mandatos e presidente da Câmara. Foi nessa condição que assumiu a prefeitura, quando Rubem Bento Alves elegeuse deputado Estadual e seu vice, Guido Mondin, senador. Como chefe do Executivo, foi responsável por construções de escolas no Interior e pela pavimentação da BR 116. Também destinou verba para construção do presídio. Em 1991, recebeu o título de cidadão caxiense.

28.SET.2012

17


Victório Trez (MDB, depois PMDB) 1969-1972 e 1983-1988

Natural de Guaporé, o gerente do Banrisul Victório Trez ingressou na vida política só aos 50 anos, quando foi nomeado candidato pelo MDB, combatendo a ditadura militar em seu auge. Governou Caxias por 2 vezes e teve 2 mandatos como deputado estadual. Entre suas principais obras, estão as construções da barragem do Faxinal e do Aeroporto Regional Hugo Cantergianni. Considerado um símbolo do PMDB no município, morreu em 2004.

Mário Bernardino Ramos (Arena)

1973-1975

O radialista e empresário que recebeu o título de Cidadão Caxiense em maio de 1999 foi prefeito de Caxias do Sul, deputado estadual e secretário de Estado. Como prefeito, uma de suas obras mais representativas foi a construção dos Pavilhões da Festa da Uva, que abrigaram o evento em 1974. Em 2002, o Parque de Exposições Festa da Uva passou a se chamar Parque Mário Bernardino Ramos, em homenagem ao ex-prefeito. No ano seguinte, Ramos deixou a prefeitura para assumir a Secretaria de Turismo do Estado. Morreu em 2002.

Mario David Vanin (Arena e PFL)

1975-1976 e 1993-1996

Nascido em São Marcos, Mario Vanin veio para Caxias ao iniciar seus estudos em Ciências Jurídicas e Sociais na UCS. O primeiro contato intenso com a política foi em 1968, quando elegeu-se vereador pela Arena. Em 1975, assumiu a gestão do prefeito Mário Bernardino Ramos, que tornou-se Secretário Estadual de Turismo, gerenciando parte das obras dos Pavilhões da Festa da Uva, iniciadas por Mário Ramos. Em 1989, foi novamente eleito

18

vice-prefeito e, em 1992, elegeu-se prefeito. Nesta gestão, deu início ao Plano Físico Urbano de Caxias, antecessor do Plano Diretor. Sua gestão ficou marcada por obras de saneamento e construção da Perimetral Sul, construção do primeiro posto de saúde 24 horas e o Hemocentro. Também foi presidente da Festa da Uva e esteve ocupou a cadeira número 11 da Academia Caxiense de Letras. Mario Vanin morreu em agosto de 2011.


1977-1982 e 1989-1992

Prefeito que possui a marca de maior vantagem sobre seu oponente, Mansueto venceu Victor Faccioni com 12 mil votos de diferença em 1976 e repetiu o feito em 1988, sobre o candidato Germano Rigotto. Além de participar de movimentos estudantis, também iniciou cedo no jornalismo, fundando o jornal O Estudante aos 15 anos. Em sua primeira gestão, em 1977, o governo militar deter-

minou que os mandatos fossem estendidos por mais 2 anos. Neste período, iniciou a construção do Sistema Faxinal, que teve a primeira parte entregue em 1983. Na segunda gestão, além de finalizar as obras do Faxinal, que resolveu o problema de abastecimento no município por muitos anos, também destacou-se pelo asfaltamento de 70 km de ruas: principais, no Centro e nos acessos aos bairros.

Fotos: Arquivo Histórico Municipal, Divulgação/O Caxiense

Mansueto de Castro Serafini Filho (MDB/PDT e PTB)

Gilberto José Spier Vargas - Pepe (PT) 1997-2000 e 2001-2004

O médico Pepe Vargas nasceu em Nova Petrópolis, mas mudouse ainda criança para Caxias, onde se interessou pela política na adolescência. Costuma destacar que, quando foi vereador de Caxias, recusou um aumento salarial de 99%, que depois foi considerado ilegal. Em sua administração, uma das marcas foi a criação de Secretarias, como a da Cultura – com criação do Financiarte, do Centro de Cultura Dr. Ordovás, da Cia Municipal de Dança e da Orquestra de Sopros -, criação da Secretaria do

Esporte e Lazer, com o fundo de financiamento do Esporte e Lazer e a criação das Secretarias de Desenvolvimento Econômico e Secretaria do Meio Ambiente. Além disso, investiu na construção de Unidades Básicas de Saúde e do Postão, implantou o orçamento participativo e a bilhetagem eletrônica nos ônibus. Também foi deputado estadual e elegeu-se deputado federal em 2006. Em março de 2012, abriu mão da candidatura à prefeitura ao ser anunciado ministro do Desenvolvimento Agrário.

José Ivo Sartori (PMDB) 2005-2008 e 2009-2012 Natural de Farroupilha, iniciou a vida política como líder estudantil do DCE da UCS, universidade onde se formou em Filosofia. Em 1976, elegeu-se vereador de Caxias e, posteriormente, atuou como deputado estadual, sendo o primeiro de Caxias a presidir a Assembleia Legislativa, em 1998. Elegeu-se deputado federal em 2002. Como prefeito, investiu em obras de infra-

estrutura, como a ampliação de vias, entre elas Perimetral Norte 1 e 2, São Leopoldo e BR-116. São destaques de sua gestão a implantação da coleta automatizada de lixo e a construção de estações e sistemas de tratamento de esgoto, e a barragem do Sistema Marrecas. Também foi durante sua administração que o município conquistou o título de Capital Brasileira da Cultura, em 2008. 28.SET.2012

19


PLATEIA

2 espetáculos gratuitos no domingo | Inimigos da calculadora no palco | Era do Gelo 4, há quase 4 meses em cartaz Fotos: Divulgação/O Caxiense

Washington Alves, Div./O Caxiense

Acervo Pessoal, Divulgação/O Caxiense

Acervo Pessoal, Divulgação/O Caxiense

Encontre o seu autor na Feira

Ethel Peisker, Gustavo Côrtes, Paula Pimenta, Juan Pablo Villalobos, Lucas Figueiredo e Annie Müller | Uma agenda intensa de sessões de autógrafos, bate-papo e apresentações artísticas deve movimentar os 17 dias da 28ª Feira do Livro, de Caxias do Sul, que abre sua programação artística no sábado (29). Neste ano, além das tradicionais bancas de livreiros, com descontos que variam de 15% a 20%, a feira terá uma atividade a cada 15 minutos. Com o tema Entre nesta história..., a feira tem como patrono o escritor Gilmar Marcílio e como homenageada, a professora Domingas Colombo Giacomin. Confira as principais atrações da primeira semana de feira. Veja a programação completa em www.ocaxiense. com.br.

Encontre o urso

Lançado oficialmente na Feira do Livro de Porto Alegre, em 2011, a jornalista Ethel Peisker – que participou da equipe de comunicação das Olimpíadas de Londres – estreia na literatura infantil com o livro Urso que não queria dançar. A obra conta a história de um urso que acaba sendo raptado e levado para longe da família. Inconformado, ele enfrenta diversos obstáculos até encontrar sua casa, estimulando os pequenos quanto ao respeito pela natureza. SÁB. (29). 15:00. Autógrafos. Palco Infantil

Grenás na feira

O pesquisador e escritor Gustavo Côrtes é um entusiasta na dupla CA-JU. Após lançar o Almanaque do Juventude – Perío-

20

do de Glórias, em 2011, agora lança o livro S.E.R. Caxias - A História da Força Grená. Nas 327 páginas, são destacados momentos importantes do clube, como o título do Campeonato Gaúcho, em 2000, além dos confrontos internacionais, a fusão com o rival nos anos 70 e o surgimento da S.E.R. Caxias. DOM. (30). 14:00. Autógrafos. Sala de Autógrafos

Fani, Priscila e Paula

um novo animal de estimação: um hipopótamo pigmeu da Libéria. Seu pai, Yolcaut, é um poderoso traficante de drogas e sempre está pronto para atender às vontades do filho, mesmo que o desejo seja um animal exótico em extinção. TER. (2). 18:00. bate-papo. Auditório

Ditadura literária

Lucas Figueiredo é um dos jornalistas mais premiados do país, com 3 prêmios Esso, dois prêmios Vladimir Herzog, além dos prêmios Jabuti, Imprensa Embratel e Folha. Suas reportagens já foram publicadas em jornais e revistas no Brasil e no Exterior. Em 2009, lançou Olho por Olho, que trata da competição entre apoiadores e opositores durante a Ditadura Militar pelo triunfo de suas versões da história.

A mineira Paula Pimenta encontrou em Fani um modo de representar com as palavras suas vivências e seus medos de adolescente. Assim, os 4 livros da série Fazendo meu filme – que ultrapassaram os 100 mil exemplares vendidos - narram experiências de Paula, como ter que tomar a primeira grande decisão da vida: morar fora do país ou manter a convivência QUA. (3). 18:00. bate-papo. Auditório com amigos e parentes no Brasil. No seu último livro, Minha Vida Fora de Série – 1ª Temporada, lançado em 2011, Fani sai de A turma de Annie Müller cena e dá lugar à nova personagem, PrisciFoi através dos diários da infância e dos la, uma menina de 13 anos, que se mudou concursos literários da escola que a paixão para Belo Horizonte após a separação de pela escrita se desenvolveu na escritora seus pais e tenta se adaptar à nova cidade. gaúcha Annie Müller. Publicitária e pósgraduada em Marketing Estratégico, AnSEG. (1º). 18:00. bate-papo. Auditório nie é autora da série A Turma do Meet, que conta a história de um grupo de adolescentes e suas descobertas. Annie também Eu quero um hipopótamo é colunista da revista Todateen e redatora e Fiesta en La Madriguera é o maior su- planejadora da agência gaúcha Pro-Target. cesso do mexicano Juan Pablo Villalobos. Traduzido em 7 idiomas, o livro conta a QUI. (4). 16:15. Autógrafos. Auditório. história de Tochtli, uma criança que quer


CINE

De Genndy

Tartakovsky

HOTEL TRANSILVÂNIA Drácula é dono de um hotel superluxuoso longe do “mundo humano”, e resolve dar uma festa com os monstros mais descolados – Frankenstein, Lobisomen... – para comemorar o aniversário de 118 anos de sua filha. Só que um garotinho descobre o local e se apaixona pela menina-vampira. Pré-estreia. GNC 3D (SÁB. e DOM.) 15:50 CINÉPOLIS 3D (SÁB. e DOM.) 14:00-16:30

L

1:33

BIBI FERREIRA – HISTÓRIAS E CANÇÕES * Qualquer alteração nos horários e filmes em cartaz é de responsabilidade dos cinemas.

Acompanhada por uma orquestra com 21 músicos, regida pelo maestro Flávio Mendes, Bibi Ferreira interpreta fado, tango, ópera, musicais americanos, Edith Piaf e, claro, canções brasileiras de compositores como Chico Buarque, Noel Rosa, Tom Jobim e Vinícius de Moraes. Estreia. Dirigido por João Falcão. CINÉPOLIS QUI. (4) 21:00

14

1:30

TINKER BELL: O SEGREDO DAS FADAS De Yann

Samuell

A GUERRA DOS BOTÕES Adaptação do livro de Louis Pergaud, o filme conta uma divertida guerra entre crianças de aldeias vizinhas, no sul da França, durante os anos 60. Com Eric Elmosnino, Mathilde Seigner, Fred Testot, Alain Chabat, Vincent Bres, Théo Bertrand, Tristan Vichard e Salomé Lemire. ORDOVÁS SEX. (28) e QUI. (4) 19:30, SÁB. (29) e DOM. (30) 20:00

L

1:48

Tinker Bell, Periwinkle e mais amigos mágico procuram pelo segredo das asas das fadas no Bosque do Inverno. 2ª semana. GNC 3D 13:30-15:20 CINÉPOLIS 3D 13:00-15:00-17:00

L

1:15

LOOPER – ASSASSINOS DO FUTURO Em 2072, quando a máfia quer se livrar de alguém, eles mandam o alvo 30 anos no passado, onde um “looper” – um assassino – está esperando para completar o serviço. Um dia, o crime organizado decide fechar o ciclo, enviando um deles, Joe, para eliminar a si mesmo. Com Joseh Gordon-Levitt e Bruce Willis. Escrito e dirigido por Rian Johnson CINÉPOLIS 13:30-16:00-19:00-21:30 GNC 17:15 | 19:40-22:00

16 28.SET.2012

1:58

21


TED

UM DIVÃ PARA DOIS

Lori quer um relacionamento sério com John Bennett, mas é difícil imaginar algo parecido com casamento ao lado de um cara cujo melhor amigo é um ursinho – muito do vivo – de pelúcia. Sim, esse é o famoso filme, do criador da cultuada série Family Guy, Seth MacFarlane, que GNC 19:30-21:30 | chocou o deputado Protógenes Queiroz. Cinematerna QUI (4) 14:00| Com Mark Wahlberg, Mila Kunis e Seth 12 1:40 MacFarlane. De Seth MacFarlane. 2ª semana. GNC 14:30-16:50-19:10-21:40 E A VIDA CONTINUA CINÉPOLIS 19:30-22:00 | (SEX., Um casal se conhece no meio da estra- SEG.-QUI.) 14:00-16:30 16 da, mas descobre ter uma amizade tão só1:46 lida que ultrapassa os planos. Baseado no livro homônimo de Chico Xavier. Com Samantha Caracante, Ana Rosa e Lima DREDD Duarte. De Paulo Figueiredo. 3ª semana. A polícia do futuro – que é o juiz, o júri e o carrasco dos bandidos – se vê em GNC 15:00-17:00-19:20-21:20 apuros diante do comércio de drogas que CINÉPOLIS 14:10-16:20-18:30-20:50 alteram a realidade. 2ª semana. Casados há 30 anos, Meryl Streep e Tommy Lee Jones passarão por uma semana intensa de terapia tentanto recuperar o romantismo e o desejo. 3ª semana. Dirigido por David Frankel.

10

1:39

CINÉPOLIS 3D(SEX.-QUA.) 22:20

16

RESIDENT EVIL 5: RETRIBUIÇÃO (3D) Há 4 filmes (sem contar o game), a Umbrella Corporation criou um vírus que tranforma as criaturas vivas do planeta em zumbis. Desde então, a sobrevivente/guerreira Alice luta contra essa ameaça. Com Milla Jovovich, Sienna Guillory e Michelle Rodriguez. De Paul W.S. Anderson. 3ª semana.

1:35

Abraham Lincoln: Caçador de Vampiros Em meio à Guerra Civil norte-americana, além de lutar contra a escravidão, Abraham Lincoln enfrenta uma orda de vampiros. Com Benjamin Walker, Rufus Sewell e Dominic Cooper. De Timur Bekmambetov e Tim Burton. 4ª semana.

GNC 3D GNC 3D 13:45 (SEX., SEG.-QUI.) CINÉPOLIS 3D (SEX.-QUA.) 20:00 15:50-18:00 | (SEX. e DOM.) 14 1:59 18:00 | 3D 20:00-22:10 CINÉPOLIS 3D 13:10-15:30-18:00| 16 20:30 1:37

OS MERCENÁRIOS 2

Jean-Claude Van Damme tenta passar a perna em Mickey Rourke, Chuck NorA malvada Cachirula, dona de uma co- ris, Jason Statham, Bruce Willis, Jet Li, leção de animais raros, elabora um plano Dolph Lundgren, Arnold Schwarzenegpara capturar Juanín, o último dos juani- ger. Resultado: muita, mas muita ação. 3ª semana. De Simon West. nes.

31 MINUTOS

CINÉPOLIS 14:30

À BEIRA DO CAMINHO

L

1:25

GNC QUI. (4) 16:30 | SEX.QUA. 14:15-16:30 | 19:0016 21:10 1:42

Na boleia de um caminhão, um menino em busca do pai. 8ª semana. Com João A ERA DO GELO 4 Miguel, Vinicius Nascimento. De Breno A deriva continal separa Manny, Sid, Silveira. Diego e Ellie de seus familiares. 14ª semana. De Steve Martino. GNC 13:20 CINÉPOLIS 17:10-19:40-21:50 L 12 1:40 1:45 GNC 15:30-17:30

★★★★★

22


MUSICA + SHOWS SEXTA-feira (28) Meninas Más

23:00. R$ 10. Level Cult

Trash, só que ao contrário

Sair correndo para ver o novo clipe do Latino ou digitar à moda louca no Google “versão brasileira de Gangnam Style” (obra do cara, também), quem nunca? É em homenagem a essa fascinação que a cultura trash exerce sobre os pobres mortais que rola a festa Total Trash. Na trilha sonora, os DJs Saulo Campagnolo Matias Lucena, e nos telões, desenhos e filmes do gênero. Curta bastante porque, a gente sabe, tem coisa tão, mas tão trash que vira cult. SÁB. (29). 23:00. R$ 12 (na lista) ou R$ 15. Level Cult

Hardrockres

Divulgação/O Caxiense

23:00. R$ 15 e R$ 12. Vagão

Pietro Ferretti e Ana Jardim

22:30. R$ 5. Cachaçaria Sarau

Maurício e Daniel

22:00. R$ 6 e R$ 8. Paiol

Carioca Beba do Samba

23:30. R$ 10 e R$ 20. Boteco 13

Disco

22:00. R$ 5 e R$ 10. Bier Haus

Blackbirds

23:00. R$ 15 e R$ 20. Mississippi

O Senhor do Tempo

23:00. R$5. Absolut Bar

SÁBADO (29) Fran Duarte e Graziano

20:00. Gratuito. Zarabatana

Samba malemolentemente calculado

Há 13 anos, o publicitário Sebá (vocal), os engenheiros Bonilha (percussão), Tocha (rebolo), Cebola (pandeiro) e Gui (repique de mão e congas), e o administrador de empresas – também formado em Direito – Alemão (surdo e percussão) deixaram de lado a calculdora para fazer samba. Hoje, o Inimigos da HP é sucesso nacional, com 6 CDs e quadro DVDs, e promete muito suingue e alto astral no show que farão para o público caxiense. A abertura é do Constelação. DOM. (30). De R$25 a R$ 80. 21:30. All Need Master Hall

28.SET.2012

23


Divulgação/O Caxiense

+ SHOWS Festa Latina

00:30. R$ 15 e R$ 12. Vagão

Alexon Mendes

23:00. R$ 5. Cachaçaria Sarau

Beba do Samba

23:30. R$ 10 e R$ 20. Boteco 13

H5N1

22:00. R$ 5 e R$ 10. Bier Haus

Djs Rodrigo Dias, Gilmar Emer + Exposição Now You Do 23:00. De R$ 12 a R$ 25. Nox

QUARTA (3) Jhonatan e Carlos

21:00. Entrada franca. Paiol

Projeto Bier Haus “E” 12th Edition

22:00. R$ 5 e R$ 10. Bier Haus

QUINTA (4) Grupo Macuco

22:00. R$ 5 e R$ 15. Paiol

Fabricio Beck

20:30. R$ 5 e R$ 10. Bier Haus

Música na Feira

Além da literatura, a 28ª Feira do Livro (leia mais na página 20) também dará espaço para as bandas locais mostrarem seus trabalhos e, de quebra, proporcionarem uma bela trilha sonora para os leitores. Confira a programação dessa semana.

PALCO LEITURÁRIO: SÁB. (29). 12:15. Tia Chica (foto) | SEG. (1°). 12:15. Guto Agostini | TER. (2). 12:15. Prole Renegada | QUA. (3). 12:15. Robison Boeira | QUI. (4). 12:15. Marcelo Donini CAFÉ CULTURAL: SÁB. (29). 17:30. Kiko Ferrer | DOM. (30). 17:30. Grandfúria

Overdose instrumental

O quarteto instrumental Mahabharata formado por um sax com efeitos (Juliano Travi), um baixo meio base e meio arranjador (Guido Bracagioli), teclados virtuosos (Guilherme Santin), e uma batera quase descontrolada, no melhor sentido, (Felipe Girotto) mistura hard rock, blues, funk e jazz. A banda surpreende o público com uma sonoridade relativamente pouco explorada no rock. Também toca a Vulkanianos, de surf music. SEX. (29). R$ 18 e R$ 12. 23:00 Aristos

24


PALCO

Força nos pulmões

Violência, racionalismo, terrorismo e consumismo. Em Oxigênio, a partir da história de um homem acusado de assassinar a mulher, a Cia Brasileira de Teatro, de Curitiba, discute dramas contemporâneos. O espetáculo, encenado com música ao vivo para gritar a crítica e a rebeldia dos temas, tem dramaturgia inédita no Brasil, do russo Ivan Viripaev. A direção é de Márcio Abreu. DOM. (30). 20:00. Gratuito. 14 Teatro São Carlos. 1:20

Primeiro paseo

Depois de 3 dias de oficinas gratuitas para difundir o flamenco em Caxias, a escola La Cueva realiza a mostra de encerramento do 1° Festival de Dança e Música Flamenca de Caxias do Sul. O espetáculo Un Paseo por el Flamenco conta com as participações de Adelita Parra (Campinas), Allan Harbas (Rio de Janeiro), Diego Zarcón (Rio de Janeiro), Leticia Malvares (Rio de Janeiro), Pablo Vares de Azevedo (Porto Alegre), Uyara Camargo (Caxias do Sul) e Pedro Fernández (Porto Alegre), entre outros.

Fabian, Divulgação/O Caxiense

DOM. (30). 20:30. Gratuito. L Teatro Municipal. 1:30

Fundo na alma

Adaptado, interpretado e dirigido por Beth Goulart, e supervisionado por Amir Haddad, o espetáculo Simplesmente Eu, Clarice Lispector faz a autora dialogar com seus próprios personagens sobre vida, morte, criação, Deus, cotidiano, palavra, silêncio, solidão, entrega, inspiração, aceitação e entendimento. O texto é baseado em depoimentos, entrevistas, correspondências e obras de Clarice. TER. (2). De R$ 5 a R$ 40. 20:00. 12 Teatro do Sesc. 1:00 28.SET.2012

25


MA RIM

Marcelo Aramis

Interventores urbanos

Juntar fios de lã em postes é uma simbologia para revelar que a paisagem da cidade vai além daquilo que observamos. São intervenções urbanas, onde a pausa, a memória e a poesia ficaram marcadas. Clarissa Daneluz, Marina Polidoro e Paulo Veja Júnior fizeram filmagens para compor um videoarte e fotografias para formar um livro coletivo. O resultado é, além de presença plástica do registro e do testemunho, um prolongamento da ação e da poética da intervenção. Duas obras completamente independentes, literalmente.

Cinco anos mais jovem do que a Casa da Cultura, o Núcleo de Artes Visuais de Caxias do Sul (Navi) foi convidado para uma exposição na Galeria Municipal, comemorativa aos 30 anos da Casa. Há 6 meses, 21 artistas do Navi se reúnem semanalmente para conversar sobre Apontamentos, que abre na próxima quinta (4). Deste intercâmbio surgiu uma obra coletiva, a principal da exposição. Cada uma das artistas usou sua técnica para criar 10 obras em formato de marcador de páginas. Lado a lado, a obra serviu de referência para outras 18 criações individuais. A exposição fica em cartaz até o dia 31 de outubro. Divulgação/O Caxiense

CA

ARTE

21 conversas

des)a_linha | 2007

Desenho de Observação 2012

Acadêmicos da disciplina de Representação Gráfica I. Até SEG. (1º). SEG-SEX. 8:00-22:00. SÁB. 8:0017:00. Faculdade América Latina

Gauderiando na Fotografia

Sedenir Aristides Taufer. SEX e SÁB. 09:30-20:30. Livraria Do Arco da Velha.

O grito das formas e o rastro das coisas

Jaque Pauletti. Abertura QUA. (26). A partir de QUI. (27). SEG.-SEX. 9:0012:00 e 13:30-19:00. SÁB. 9:00-15:00. Espaço Cultural da Cristiane Marcante.

Sérgio Lopes. Até SEX. (28). 8:30-18:00. Galeria Municipal

A cor da luz no Olhar de Mauro de Blanco

Mauro de Blanco. Até SÁB. (29). 9:00-17:00. Museu Municipal

Monumentos de uma trajetória

Bruno Segalla. SEG.-SEX. 9:00-12:00 14:00-17:30. Instituto Bruno Segalla

O homem, a terra e os usos e costumes da Província do Rio Grande de São Pedro do Sul

Theo Bennett. SEG.-SEX. 8:00 às 22:00. Campus 8

Jean Baptiste Debret. (Reproduções). Até SÁB. (29). SEX. 9:00-19:00. SÁB. 9:00-12:00. Farmácia do Ipam.

Arte Postal

Gênese

CXJ17092012

Coletiva. SEG.-SEX. 9:00-19:00. SÁB. 15:00-19:00. Ordovás

26

Cartas de Amor

Coletiva. SEG.- SEX. 9:00 às 19:00. SÁB. 15:00 às 19:00. Ordovás

Receita surrealista

Jaque Padilha convive com a arte desde o berço, desenha desde criança e se formou em Artes Plásticas. Dedicou a carreira à criação publicitária e hoje, aos 48 anos, faz a sua exposição de estreia: uma retomada na arte essencial. Com curadoria de Mona Carvalho, O grito das formas e o rastro das coisas é resultado de uma vida inteira de imersão. Desde criança, Jaque sonha com formas, cores e texturas e rascunha aquilo que lembra. Na maioria das vezes, encontra formas similares no cotidiano e as registra em fotografias: não sabe se sonha com o que vê na rua ou se percebe na rua porque sonhou. Não importa. Na exposição, que ocupa o espaço Cultural da Cristiane Marcante Decoração, a artista revela os trios de peças – rascunho, foto e tela –, resultado daquilo que um dia foi pesadelo, e outras viagens do seu processo criativo.

Clarissa Daneluz. Marina Polidoro. Paulo Veja Júnior. Até SEG. (1º). SEG.-SEX. 8:00-22:00. SÁB. 8:00-17:00. Faculdade América Latina


A

os

Luiz Chaves, Divulgação/O Caxiense

Endere

cinemas: CINÉPOLIS. AV. RIO BRANCO,425, SÃO PELEGRINO. 3022-6700. SEG.QUA.QUI. R$ 12 (MATINE), R$ 14 (NOITE), R$ 22 (3D). TER. R$ 7, R$ 11 (3D). SEX.SÁB.DOM. R$ 16 (MATINE E NOITE), R$ 22 (3D). MEIA-ENTRADA: CRIANÇAS ATÉ 12 ANOS, IDOSOS (ACIMA DE 60) E ESTUDANTES, MEDIANTE APRESENTAÇÃO DE CARTEIRINHA. | GNC. rsc 453 - km 3,5 - Shopping Iguatemi. 3289-9292. Seg. qua. qui.: R$ 14 (inteira), R$ 11 (Movie Club) R$ 7 (meia). Ter: R$ 6,50. Sex. Sab. Dom. Fer. R$ 16 (inteira). R$ 13 (Movie Club) R$ 8 (meia). Sala 3D: R$ 22 (inteira). R$ 11 (meia) R$ 19 (Movie Club) | ORDOVÁS. Luiz Antunes, 312. Panazzolo. 3901-1316. R$ 5 (inteira). R$ 2 (meia) |

MÚSICA: ABSOLUT BAR. Rua Engenheiro Euclides da Cunha, 355. Rio Branco. 9143-8579 | arena. bruno segalla, 11366, são leopoldo. 3021-3145. | Aristos. Av. Júlio de Castilhos, 1677, Centro 3221-2679 | Bier HauS. Tronca, 3.068. Rio Branco. 3221-6769 | BOTECO 13. Dr. Augusto Pestana, s/n°, Largo da Estação Férrea, São PelegrinO. 3221-4513 | bukus anexo. Rua Osmar Meletti, 275. Cinquentenário. 3215-3987 | COLVALE. Rua Coronel Flores, 172, Centro. 3021-1687 | COND. Rua Angelo Muratore, 54, Bairro De Lazzer. 3021-1056 | HAVANA. DR. AUGUSTO PESTANA, 145. mOINHO DA ESTAÇÃO. 3215-6619 | LEVEL CULT. CORONEL FLORES, 789. 3223-0004. | Mississippi. Coronel Flores, 810, São Pelegrino. Moinho da Estação. 3028-6149 | NOX VERSUS. Darcy Zaparoli, 111. vilaggio Iguatemi. 8401-5673 | PAIOL. FLORA MAGNABOSCO, 306. 3213-1774 | Place des sens. 13 DE MAIO, 1006. LOURDES. 3025-2620 | Portal Bowling. RST 453, Km 02, 4.140. Desvio Rizzo. 3220-5758 | SARAU. Coronel Flores, 749. Estação Férrea. 3419-4348 | teatro municipal. Doutor Montaury, 1333. Centro. 3221-3697 | VAGÃO CLASSIC. JÚLIO DE CASTILHOS, 1343. CENTRO. 3223-0616 | TEATROS: Teatro são carlos: r. feijó junior, 778. são pelegrino. 3221.6387 | teatro municipal. Doutor Montaury, 1333. Centro. 3221-3697 | galerias: campus 8. Rod. RS 122, Km 69 s/nº. 3289-9000 | Espaço Cultural da Cristiane Marcante Decoração. Feijó Junio, 1006. Via Decoratta | FARMÁCIA DO IPAM. DOM JOSÉ BAREA, 2202, EXPOSIÇÃO. 4009.3150 | GALERIA MUNICIPAL. DR. MONTAURY, 1333, CENTRO, 3221-3697 | instituto bruno segalla. r. andrade neves, 603. centro. 3027-6243 | museu municipal. VISCONDE DE PELOTAS, 586. CENTRO. 3221-2423 | ORDOVÁS. Luiz Antunes, 312. Panaz­zolo. 3901-1316 |

Legenda

Artesanato é renda

A Coordenadoria da Mulher está promovendo o curso Artesanato Como Fonte de Renda em 49 pontos da cidade. Dá para aprender bordado em malha e pedraria, macramê, confecção em tear, pintura em tecido, confecção em malha (tricô), grampada e crochê. Além dos produtos, as mulheres ainda aprendem técnicas de comercialização com uma equipe do Sebrae. As aulas serão no turno da tarde, 2 vezes por semana, com duração de 3 horas. Confira em ocaxiense.com.br os locais que oferecem o curso.

Avaliação ★ 5★

Classificação

Divulgação/O Caxiense

Duração

Carol De Barba

Cinema e Teatro Dublado/Original em português Legendado Ação Animação Artes Circenses Aventura Bonecos Comédia Documentário Drama Fantasia Ficção Científica Infantil Musical Policial Romance Suspense Terror

Música Blues Coral Eletrônica Erudita Funk Hip hop Indie Jazz Metal MPB Pagode Pop Reggae Rock Samba Sertanejo Tradicionalista Folclórica

Dança Clássico Folclore Hip hop

Contemporânea Forró Jazz Salão

Flamenco Dança do Ventre

Artes Acervo Fotografia

Desenho Grafite

Diversas Gravura

Escultura Pintura

Inverno aveludado

A Sultextil já apresenta sua coleção de tecidos para Inverno 2013. Para moda feminina, as principais apostas são as padronagens florais e geométricas em veludos acetinados, listras de grande raporte em texturas confortáveis (95% viscose e 5% elastano), tecidos dupla face e matelassados. Padronagens animais, camurças suaves, jacquards com efeitos variados, superfícies brilhantes e encrespadas também são destaque. 28.SET.2012

27


ARQUIBANCADA Bolão democrático | Rústica pelo interior | Domingo de clássico CA-JU

Geremias Orlandi, Divulgação/O Caxiense

+ ESPORTE Voleibol Circuito da Serra de Voleibol Mirim Feminino

SÁB (29). 9:00. Recreio da Juventude

Bolão Campeonato de Bolão Masculino dos Jogos do Sesi SEX (28). 18:45 e SÁB (29). 14:30. Paróquia dos Capuchinhos

Tênis Campeonato de Tênis dos Jogos do Sesi

Domingo de CA-JU no Centenário Classificados para a próxima fase da Hélio Dourado, Caxias e Juventude se enfrentam buscando melhorar a posição na tabela do grupo C da competição e garantir o segundo jogo das oitavas de final em casa. O time grená vai com a equipe B, pois está concentrado na Série C, enquanto o alviverde vai com o time principal, buscando entrosamento para assegurar a Série D em 2013. Acompanhe ao vivo em www.ocaxiense.com.br. DOM (23). 15:30. R$ 10. Estádio Centenário

SÁB (29). 8:00. Bohrer Tênis

Futebol Sete Campeonato de Futebol Sete dos Jogos do Sesi – Série B SÁB (29). 14:00. Sesi

Futsal Campeonato de Futsal dos Jogos do Sesi – Série B SÁB (29). 14:00. Sesi

Rústica Rústica Rural 2012

Caxias tem jogo chave

Depois do alívio pela vitória diante do Tupi (MG) no domingo (23), o Caxias vai ao Rio de Janeiro enfrentar o Madureira em partida decisiva para as pretensões da equipe na Série C. Uma vitória consolida o time grená e encaminha a classificação para a próxima fase. Uma derrota vai exigir que a equipe conquiste pontos na próxima partida, que também será fora de casa, contra o Vila Nova (GO). Para enfrentar o time carioca, Lino pode retornar à equipe e Éverton Garroni está fora, por lesão, e Mateus cumpre suspensão pelo terceiro cartão amarelo. Acompanhe ao vivo em www.ocaxiense.com.br.

SÁB (29). 14:00. Escola Municipal de Ensino Fundamental Santa Lúcia

Futebol Abertura do Campeonato Municipal de Futebol Sub-13 e Sub-15 DOM (30). 9:00. Estádio Municipal

SÁB (29). 16:00. R$ 20. Estádio Aniceto Moscoso, Rio de Janeiro(RJ) ESTÁDIO ANICETO MOSCOSO: RUA CONSELHEIRO GALVÃO, 130, MADUREIRA, RIO DE JANEIRO(RJ) | ESTÁDIO CENTENÁRIO: THOMÁS BELTRÃO DE QUEIROZ, 898 | RECREIO DA JUVENTUDE: ATÍLIO ANDREAZZA, 3525 | SESI: CYRO DE LAVRA PINTO, S/N°, BAIRRO FÁTIMA | BOHRER TÊNIS: ANTÔNIO RIBEIRO MENDES, 2800, BAIRRO SANTA CATARINA | ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL SANTA LÚCIA: ANTÔNIO FRIZZO, S/Nº, SANTA LÚCIA DO PIAÍ | ESTÁDIO MUNICIPAL: JÚLIO DE CASTILHOS, 4.390

EDITAL ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DE SÓCIOS PROPRIETÁRIOS CONVOCAÇÃO O RECREIO CRUZEIRO, pelo presente edital e atendendo os dispositivos 25, 26 e 32 do estatuto social, convoca os Sócios Proprietários para a Assembléia Geral Extraordinária, que realizar-se-á no próximo dia 09 de Outubro de 2012, em sua sede campestre, sita em Monte Bérico, Nona légua, no horário das 19 horas e 30 minutos, em primeira convocação, para deliberarem sobre a seguinte ordem do dia: a) Alteração parcial do estatuto social. Caxias do Sul, 24 de Setembro de 2012. VALTER LUIZ CASTAGNA Presidente Executivo

28


Fotos: Paulo Pasa/O Caxiense

a

re

na Rafael Machado

O Caxias Open de Tênis, que ocorreu no Recreio da Juventude entre os dias 15 e 23 de setembro e teve como campeão o paulista Daniel Dutra Silva, recebeu um público de 400 pessoas no último dia, mostrando a popularidade do esporte e o prestígio da competição entre os caxienses.

O Juventude foi multado pelo atraso de 8 minutos no começo da partida diante do Metropolitano no Jaconi, no dia 26 de agosto. As equipes foram julgadas pela Quinta Comissão Disciplinar da CBF e tiveram seus técnicos absolvidos, porém, terão de pagar multas. Enquanto o alviverde desembolsará R$ 10 mil, o Metropolitano pagará R$ 2,4 mil.

Exagero I

A paixão do torcedor é compreensível, mas nem todas manifestações são aceitáveis. Está certo que a situação dos 2 times de futebol da cidade é ruim, mas determinadas atitudes só tendem a piorar. Comecemos pelo Juventude. Na partida diante do Ypiranga, uma faixa com a palavra vergonha foi

Exagero II

Em nenhum dos casos os protestos se justificam. Se os atletas e diretoria dos clubes não estivessem levando o trabalho a sério, até vai. Mas quem está lá dentro sabe que fazer futebol não é tão fácil quanto parece. Claro que a gestão e o desempenho da dupla CA-JU estão longe da perfeição, mas não falta esforço e vontade de trabalhar. Os erros podem estar comprometendo o trabalho, mas que tal substituir ofensas e vaias por sugestões de melhorias e frases de incentivo? No Jaconi, todos estão focados em correr atrás do prejuízo, ganhar a Copinha e garantir o trabalho do ano que vem, com a consciência de que não será fácil. Todos por lá também estão sentidos com a eliminação do

estendida nas arquibancadas do Jaconi no início do jogo, e por lá permaneceu por um bom tempo. No final da partida, Alan (foto), cada vez que tocava na bola, era vaiado pela própria torcida. Desnecessárias e prejudiciais ambas atitudes. Afinal, que jogador vai se sentir motivado com um tratamento

campeonato nacional, e dispostos a trabalhar, e muito, por dias melhores. No Centenário, idem. Se o Caxias tivesse feito corpo mole ou se tivesse jogado sem vontade, tudo bem, que todos protestassem. Mas os atletas superaram suas próprias limitações e correram até o fim, garantindo a vitória. Mereciam aplausos, todos. “Em outubro haverá eleições para presidente do Caxias. Que esses torcedores venham aqui e coloquem suas propostas. Estou abrindo mão de um contrato maior com o Caxias porque nós estamos com muitas dificuldades para ter apoio”, disse o presidente grená, Osvaldo Voges, após a vitória diante do Tupi (MG) no domingo (23).

Arrumando a casa

Para o Ju, o momento é de buscar entrosamento para a Copinha. Perder jogadores faz parte. Todo clube precisa de dinheiro. É hora de se organizar e planejar o ano que vem, que marca os

100 anos do clube. O clima entre os atletas é bom, e é unanimidade que ninguém gostaria de ver o clube nessa situação. E também é unanimidade a ideia de garantir a todo custo o futuro do time.

desses. E no Centenário, então? Se fosse só a faixa fora Caberlon exibida nas gerais, tudo bem, mas as cusparadas no árbitro e até em Osvaldo Voges, presidente do clube, extrapolam os limites do aceitável. Sem falar que o clube pode ser punido com a perda do mando de campo em razão do episódio.

Correndo atrás

O Caxias vai agora para 2 partidas fora de casa, contra Madureira (RJ) e Vila Nova (MG), com o objetivo de pontuar para buscar a classificação. O clube ainda tem 15 pontos a disputar, e a projeção é de que 9 deles garantam o time na próxima fase. Ou seja, conquistar pontos fora de casa é obrigação. Picoli terá que ser criativo para montar a equipe, cheia de desfalques por lesão, além de corrigir o problema do condicionamento físico. Menos de 2 pontos nessas 2 partidas podem colocar o sonho da classificação por água abaixo.

O Cianorte (PR), que eliminou o Ju na Série D, não conseguiu conquistar o acesso à Série C. Depois de ter vencido o Mogi Mirim (SP) fora de casa por 2 a 1, perdeu em casa pelo mesmo placar, e foi eliminado nos pênaltis. O time paulista garantiu o acesso. 28.SET.2012

29


Paulo Pasa/O Caxiense

CARROS E MOTOS

O salão de beleza automotivo Para os adeptos do tunning, um carro ou uma moto têm que ser mais do que simples meios de se locomover. Os veículos tunados são tratados por seus donos quase como membros da família, recebendo atenção especial e altos investimentos financeiros. Têm que ser potentes e, claro, atraentes em entretenimento e estética. Não podem faltar luzes, DVDs e um belo aparelho de som. Desde 2000, Norberto Cechin, de 47 anos, trabalha com a estética automotiva de carros, também chamada de car tunning. No Brasil, a categoria ganhou destaque após o lançamento do filme Velozes e Furiosos, em 2001, que invadiu as telonas mostrando carros altamente equipados. Segundo Norberto, um carro tunado é aquele que passa por transformações, como suspensões rebaixadas, kits aerodinâmicos e bancos esportivos. “Tem que

30

gostar de carro e querer que ele fique sempre bonito”, diz. Para promover sua loja, a Personal Fyber (Avenida Rubem Bento Alves, 6750), ele faz questão de ter seu próprio veículo tunado, uma Eclipse Mitsubishi, da cor preta, como propaganda. “É o nosso xodó. Fizemos para-choques novos, aumentamos a potência, além de aperfeiçoar com DVD, leds e outros acessórios internos, e destaque para o som”, orgulha-se. Seu público, predominantemente masculino, passa longe dos jovens. Segundo ele, são os homens casados, acima de 30 anos, que mais procuram o serviço. A explicação é simples: o hobbie é um tanto caro. “Nessa faixa etária o poder aquisitivo é maior do que de um jovem de 20 anos, por exemplo”, explica. Segundo Norberto, os carros demoram, em média, uma semana para voltar para os donos. “É como se fosse um novo veículo”, conclui.

Motociclistas

A segunda edição do Downhill Urbano do Vinho acontece neste final de semana, em Bento Gonçalves. Com largada na Vinícola Aurora e chegada na Praça Walter Galassi, a prova passará pelas principais ruas do município, sábado (29) e domingo (30), e é aberta ao público. Divididos nas categorias Elite, Junior, Sub 30, Master e Estreante, cerca de 150 pilotos disputarão a premiação. A Rinaldi, marca de destaque nacional na fabricação de pneus e câmaras de ar para motocicletas, é patrocinadora da prova.

DIRIGIR Música

“Para viajar, sair, se divertir, sempre tem que ter música no carro. Não precisa ser som alto, tem quer som legal.”

PILOTAR Pneus

“De que adianta ter equipamentos de última tecnologia, se os pneus forem velhos e carecas? Pneus novos e visita ao mecânico regularmente são bem importantes” Márcio Ramos, integrante do Clube do Chevette


Paulo Pasa/O Caxiense

GARAGEM

Para elencar os produtos que estão em alta entre os apaixonados por tuning, chamamos a Cia do Neon, 5ª maior comércio do país neste mercado. A loja fica em Caxias, mas só vende online, no www. ciadoneon.com.br ou 3212-3637. Também participou a Périco Auto Center, uma das mais reconhecidas lojas de acessórios e serviços automotivos da Serra.

CONECTADO

Para os fãs de tecnologia, as centrais multimídias são o produto dos sonhos para carros. Elas oferecem todos os recursos digitais de áudio e vídeo que se possa imaginar: GPS, bluetooth, entradas para USB, SD Card, iPhone e iPod, TV e câmera de ré. Elas podem ser instaladas em qualquer carro (o modelo varia conforme o chicote) sem cortar a fiação, alterar os comandos de volante nem interferir na garantia de veículos novos.

MULHERZINHA

Cia do Neon | Cores: rosa/ preta, rosa/cromada | R$ 19

As mulheres estão aderindo cada vez mais ao tuning, e o mercado está atento a esse movimento, conta o proprietário da Cia do Neon, Alexandre Perini. “As marcas estão fazendo produtos em cores mais femininas, como o rosa”, exemplifica. Essa manopla de câmbio tuning é para veículos que não possuem o dispositivo de anel de ré, mas a loja também tem a versão universal.

Périco Auto Center | De R$ 2,5 mil a R$ 5 mil

POLÊMICO

Apesar das encrencas com a legislação, o Xenon continua sendo um dos xodós do tuning, em carros e motos. Tanto que existem faróis que imitam o original – não possuem o gás, mas emitem luz branca. De qualquer forma, o alerta continua: passe pela vistoria antes de exibir o seu por aí.

ILUMINAÇÃO

Os LEDs estão entre os campeões de venda da Cia do Neon. Segundo Perini, estão entre os preferidos do público jovem, porque são acessíveis e chamam bastante a atenção. Além disso, podem ser usados nas mais variadas partes do veículo – basta ser criativo. Cia do Neon | De R$ 2 a R$ 200

Fotos: Divulgação/O Caxiense

Cia do Neon | De R$ 24,90 (efeito) a R$ 80

A volta do Fusca

O nome Fusca, tão querido dos brasileiros, vai voltar na nova geração do Beetle. A Volkswagen apresentou na semana passada, em São Paulo, o lançamento, que só deverá ser oficializado durante o Salão do Automóvel (24 de outubro a 4 de novembro). Os preços serão revelados apenas durante o evento, mas especula-se que ele estará no nicho dos chamados carros de imagem, como Mini Cooper, Citroën DS3 e Audi A1, por exemplo. A previsão é de que as vendas comecem em novembro. 28.SET.2012

31


32 32


Edição 148