Issuu on Google+

09.DEZ.2011

1


2


Uma piloto avalia os “manetas” de Caxias

9

Negócios familiares na Secretaria do Turismo

6

Um ano promissor para a Marcopolo

11

6

A greve que só existe na imprensa, segundo Sartori

O valor do Carnaval de Caxias

13

12

A pior semana na vida do empresário que perdeu a mulher para a violência

A 2 meses da Festa da Uva, desfile começa a sair do papel

7 O bar onde o chato ganha prêmio 10

10

8 Uma sinfonia pelo alto astral

Versos sem lirismo

21

Fotos: 7 e 16: Maurício Concatto/O Caxiense | 13: Andréia Coppini, Div./O Caxiense

30

Um verão cheio de cores

16 09.DEZ.2011

3


4

4


DIGA!

Rua Os 18 do Forte, 422\1, bairro Lourdes, Caxias do Sul (RS) |

Benefícios da tecnologia: mídias móveis | Malefícios da tecnologia: auxílio a infratores

95020-471 | Fone: (54) 3027-5538

www.ocaxiense.com.br

Diretor administrativo

Luiz Antônio Boff

Editores-chefes

Felipe Boff Paula Sperb Editores

O novo aplicativo de O CAXIENSE, diário, no iPad | Reprodução/O Caxiense

O que você prefere: uma pilha de jornais ou um tablet? Fiz essa pergunta aos participantes do 1º TEDx Caxias, no final do mês passado, diante de 850 jornais. Fiz a mesma pergunta diante de pilhas um pouco menores, comparandoas a smartphones. Por quê? Porque o papel-jornal, como suporte para notícias diárias, fica cada dia mais velho. Há mais de uma década a internet já oferece ao jornalismo a possibilidade de informar os fatos na hora, ou imediatamente após aconteceram. A evolução das mídias móveis ampliou essa comodidade: o leitor pode receber as notícias onde estiver, mesmo longe de um computador. Para os veículos de imprensa sintonizados com as tecnologias de seu tempo, isso tudo é mais do que uma possibilidade. É uma realidade. O CAXIENSE, embora recém tenha completado 2 anos, pode dizer que já tem tradição no assunto. Nasceu assim, separando a notícia (rápida, breve, precisa e, sempre que possível, multimídia) e a reportagem (contextualizada, analítica, com texto mais elaborado) para distribuí-las cada qual em seu meio mais eficaz. A primeira, diariamente na internet, em www.ocaxiense.com. br. A segunda, semanalmente na versão impressa (primeiro, ainda em papeljornal; agora, no formato de revista). Mas fizemos mais do que isso. Nossas notícias não ficaram só na internet. Chegaram, de forma pioneira entre os veículos de imprensa do Sul do país, aos smartphones – o iPhone, em dezembro de 2010, e aparelhos com o sistema Android, em junho de 2011. Nossas reportagens não

ficaram só no papel. Chegaram ao iPad, em janeiro de 2011. Nesta semana, O CAXIENSE chegou ao seu formato ideal nas mídias móveis. Lançado segunda-feira (12), nosso novo aplicativo para iPad conjuga notícias diárias e reportagens semanais. As informações do site, atualizadas a qualquer momento, ganham uma versão especial de leitura para o tablet, com galerias de imagens, vídeos e coberturas em tempo real. A revista impressa continua disponível para download, na íntegra. Quem prefere tablets – e já tem acesso a eles – a pilhas de jornais agora tem uma alternativa completa, como jornalismo 100% local, à disposição. E o aplicativo é gratuito. A tecnologia traz benefícios, mas também pode ser objeto de mau uso. Matéria desta semana no site colocou esse debate em evidência. Caxias ganhou, no Twitter, um perfil que informa local e hora das blitze. “O que deveria ter sido feito era o aumento da fiscalização, e não a mudança na lei. Deve haver tolerância, pois creio que todos entendam que uma lata de cerveja não impede que um homem adulto possa dirigir até sua casa e muito menos o torna um criminoso”, disse André Focchesatto. “Se a lei anterior fosse cumprida, os resultados seriam os mesmos, e não penalizariam quem toma somente uma cerveja. O problema desse perfil no Twitter é que ele acaba por ajudar aqueles que estão realmente bêbados, e são um risco a todos”, analisou Luciano Silveira. Felipe Boff, editor-chefe

Marcelo Aramis Jaisson Valim Colunistas

Renato Henrichs Roberto Hunoff

Camila Cardoso Boff Carol De Barba José Eduardo Coutelle Robin Siteneski

Gesiele Lordes Caroline Dall’Agnol Elisa Rossi Kemmer Dimas Dal Rosso

Maurício Concatto Designer

Luciana Lain COMERCIAL Executivos de contas

Pita Loss Suani Campagnollo Gustavo Fabião ASSINATURAS Atendimento

Tatyany Rodrigues Assinatura trimestral: R$ 30 Assinatura semestral: R$ 60 Assinatura anual: R$ 120 Redes sociais Twitter: @ocaxiense Facebook: O Caxiense Revista Foto de capa Maurício Concatto/O Caxiense

09.DEZ.2011

5


BASTIDORES

O aniversário mais triste de pai e filho | As 5 barbeiragens do motorista caxiense | O bar onde ser murrinha vale troféu

TRABALHO EM FAMÍLIA NA SEMTUR

6

pela cunhada. Por telefone, ele confirmou as relações familiares e marcou de dar entrevista pessoalmente na tarde de terça (13). Chegando à Semtur, porém, a equipe de reportagem foi recebida não por Saulo, mas por Jaison Barbosa. O secretário levou a repórter por um longo tour nas obras do Som & Luz, nos Pavilhões, e depois disso respondeu sobre o caso. Primeiro, disse que Saulo não é diretor, mas um dos assessores técnicos da Secretaria. Saulo também afirma que o cargo de diretor teria sido extinto em 2008. A assessoria de imprensa da prefeitura, no entanto, informou a O CAXIENSE que Saulo é “diretor-geral” da Semtur. Conforme o secretário Jaison, Maria Elisete é formada em Marketing e Andrelise estuda Administração – o que as torna aptas às funções realizadas. O secretário acrescenta que as contratações de terceiros não obedecem a uma “análise preconceituosa” – que, na sua visão, eliminaria parentes –, e sim seguem uma análise curricular técnica e de formação. A contratação é feita por empenho ordinário, ou seja: a Semtur avalia os currículos e chama quem considerar mais qualificado e/ou estiver disponível. Na quarta (14), Saulo falou novamente com O CAXIENSE por telefone. Afirmou que o secretário é responsável por todas as contratações. Para ele, o parentesco não pode impedir a atuação profissional. “Cada profissional pode desempenhar um papel dentro da sua área em qualquer lugar. Ninguém pode ser punido por ser esposo ou irmão de alguém”, argumenta Saulo. O artigo 106 da Lei Orgânica do Município proíbe a contratação de pessoas ligadas a servidores municipais por “matrimônio ou parentesco, afim ou consanguíneo, até o terceiro grau inclusive”, mas deixa uma brecha, em parágrafo único: “Não se incluem nesta proibição os contratos cujas cláusulas e condições sejam uniformes para todos os interessados”. Jaison Barbosa – que é sobrinho do ex-vice-prefeito e deputado estadual Alceu Barbosa Velho (PDT) – diz não saber se mais funcionários da Semtur têm parentes prestando serviços à pasta que comanda.

Jaison Barbosa Marcelo Pauli, Div./O Caxiense

Caxias não é uma cidade tão grande. A mão de obra (especializada ou não) é cada dia mais escassa. E às vezes o empregador tem urgência. Talvez esses argumentos ajudem a explicar algumas contratações recentes de serviços terceirizados pela Secretaria Municipal de Turismo (Semtur). Elas mostram que um dos 2 assessores técnicos (também citado como “diretor”) da Secretaria, Saulo Rodrigo Bastos Velasco, não raro tem a oportunidade de trabalhar em família. Somente neste ano, a Semtur contratou 3 vezes sua mulher, Maria Elisete Kuver, e 5 vezes sua cunhada, Andrelise Kuver de Araújo. Professor universitário, Saulo militou no PC do B antes de entrar para o PDT, mesmo partido do secretário de Turismo, Jaison Barbosa. No 1º semestre de 2010, foi chamado 5 vezes pela Semtur, dando assessoria e coordenando atividades em eventos e projetos da pasta – por estes trabalhos, recebeu um total de R$ 3.055. Agradou, e em 5 de julho do ano passado, 3 dias após ter recebido o último pagamento por um desses serviços, assumiu um cargo de confiança (CC) na Secretaria. A mulher e a cunhada de Saulo começaram a prestar serviços ao órgão este ano. Em setembro, Maria Elisete recebeu R$ 1.683,99 para fazer “análise e estratégia de marketing para parceria da Semtur com a Escola do Chimarrão”. Em outubro, pelo mesmo valor, prestou “assessoria e análise de marketing e impactos gerados na programação da 2ª semana municipal do turismo”. Em novembro, a “análise e estudo de impacto para colocação da placa em homenagem ao busto de Joaquim Pedro Lisboa”, nos Pavilhões, custou um pouco menos: R$ 850. Em 3 meses, a mulher de Saulo ganhou R$ 4.217,98. A cunhada, Andrelise Kuver de Araújo, foi chamada pela Secretaria um pouco antes, a partir de maio, para ajudar em trabalhos mais simples. Foi recepcionista em 4 eventos em que a Semtur teve estandes, pelos quais recebeu um total de R$ 1.360. Nesta semana, participa de mais um – deve ganhar R$ 400. O CAXIENSE procurou Saulo para esclarecer os serviços prestados pela mulher e

Maurício Concatto/O Caxiense

por Felipe Boff e Gesiele Lordes

Saulo Velasco

“Ninguém pode ser punido por ser esposo ou irmão de alguém”, justifica Saulo


uma semana na vida de...

... um marido que perdeu a mulher para a violência

Milton José Cavalli |

Fotos: Maurício Concatto/O Caxiense

O empresário Milton José Cavalli, de 48 anos, e o filho Germano, de 13 anos, fizeram aniversário na sexta-feira (9). Mas não houve parabéns. Dois dias antes, Rosméri Fátima Giazzon – mulher de Milton e mãe de Germano, Mônica, de 18 anos, e Juliana, de 14 anos – foi atacada por um bandido. Depois de sacar R$ 15 mil do banco para pagar os funcionários da empresa da família, ela desembarcou do carro em frente ao escritório de contabilidade, no bairro Santa Catarina. Diante de Milton, o assaltante a rendeu, atirou nela e levou o dinheiro. Rosméri não sobreviveu. O marido narra a primeira semana sem a mulher, com quem estava casado havia 22 anos:

sangue por tudo. Quinta-feira, 8 de dezembro De tarde, ocorreu o velório. Foi triste, mas o corpo ainda estava ali. Fiquei pensando: “E amanhã? Ela não vai mais estar aqui – nem o corpo”.

Sexta, 9 de dezembro Era meu aniversário e do meu filho, Germano. Ela sempre acordava antes de mim. Levantei da cama e não vi ninguém. Me deu uma crise. Me obriguei a trabalhar. Não podia deixar os outros na mão. Fui na delegacia. Me mostraram um suspeito, mas pela foto no computador não posso afirmar se era ele ou não. Os coleguinhas do meu filho me ligaram para saber se Quarta-feira, 7 de dezembro poderiam ir lá em casa dar os parabéns. Eram 16:15. Rosméri desceu do carro e o Deixei, eu sentia mais por ele. Comprei assaltante a arrastou por quase 2 metros. refrigerante e uma torta, mas não cantaLogo ela caiu. Será que eu vou ou não vou? mos parabéns. Corri. Pensei: “se eu for, ele atira, nela ou em mim”. Não deu 20 segundos, ele atirou. Sábado, 10 de dezembro Se eu soubesse teria ido, ele disparou do Minha filha, Mônica, de 18 anos, quis ir no mesmo jeito. O assassino fugiu. Fui lá, Centro Espírita, eu fui junto. Sou católico, peguei-a no colo e, então, começou a sair mas aquele ambiente faz tão bem... Tenho

que cuidar para que a Mônica fique forte, pois o pilar da casa agora é ela. Segunda-feira, 12 de dezembro Quando saio na rua, sempre encontro algum amigo que me dá os pêsames. Cada vez, fico lembrando da cena. A Juliana anunciou que seria o último treino de handebol na UCS, pois ela decidiu que iria para o Rio. Ela foi um dos 10 alunos do RS selecionados para estudar no Sesc de lá. Terça-feira, 13 de dezembro Preciso levar os papéis da escola para a minha filha conferir os dados. Fico imaginando como vai ser depois. O Rio é longe, e são 3 anos. Não queria, mas é um sonho dela, ela se preparou para isso. Eu e minha mulher trabalhamos a vida toda para guardar dinheiro e pagar a faculdade dos 3. E quando eles estiverem formados, o que farei? Ela sempre disse que depois que o mais novo completasse 18 anos a missão dela estaria cumprida, mas ela não pôde viver isso. Se me perguntarem o que vou fazer amanhã, que é tão próximo, não sei responder. Agora, só vivo o hoje. 09.DEZ.2011

7


Dois meses para construir uma história

CAM O retrato de

PUS

uma oportunidade A FSG lançou um curso que merece atenção daqueles que adoram clicar tudo o que veem pela frente, mas têm consciência de que precisam aperfeiçoar a técnica – ou até que desejam ganhar uma grana com isso. As aulas de extensão em fotografia se dividirão em 3 fases: módulos inicial, estúdio e tratamento digital. Abordarão assuntos como linguagem visual e flash para eventos, iluminação básica, iluminação avançada para produto (Still Life), iluminação avançada para book, retrato e fotografia de moda. As inscrições, a R$ 50, podem ser feitas até o dia 28 de dezembro. As aulas ocorrerão entre 10 de janeiro e 15 de fevereiro, de terça a quinta-feira, das 18:30 às 22:00. O curso pode ser pago em 6 vezes de R$ 200, com desconto de R$ 50 na primeira parcela.

+ VESTIBULARES Faculdade Anhanguera Equipe começou esta semana a trabalhar nos carros alegóricos | Maurício Concatto/O Caxiense

Faltam 62 dias para a Festa da Uva 2012. E o Corso Alegórico, a principal atração da festa, ainda não tem nenhum carro pronto. Uma equipe de 6 pessoas, entre artistas e soldadores, começou esta semana a trabalhar de segunda a sábado, das 8:00 às 23:00, na construção dos 6 carros alegóricos – chassis de caminhões decorados – e 20 alegorias, carros menores empurrados manualmente ou puxados por tratores. No final de janeiro, a equipe e a jornada de trabalho deverão ser ampliadas. Mais 25 pessoas vão se integrar ao grupo no pavilhão da antiga Lavrale, na Sinimbu, e trabalhar também aos domingos. O desfile, que este ano terá a participação da Orquestra, do Coral e da Cia. de Dança municipais, será divido em 4 blocos: Acolher, Plantar, Transformar e Celebrar. As embaixatrizes desfilam na abertura. As soberanas vêm no último carro, que homenageia o tema da festa, Uva, cor, ação: A Safra da Vida na Magia das Cores, escolhido em concurso.

8

Serão 8 desfiles no total, todos à noite. “A avenida será um palco escurecido, onde o espetáculo serão as cores e a luz, assim como um teatro”, conta André Gnatta, responsável pelo projeto e execução das alegorias. Há mais 10 anos trabalhando na produção dos desfiles, André conta que toda a bagagem acumulada será transformada em um desfile surpreendente. “Inovar é sempre bom.” Durante a transição dos blocos, as alegorias e os figurinos, que começam em preto e branco e tons envelhecidos vão ganhando cor, como na história da TV. André pode falar pouco sobre os detalhes dos carros. Adianta que logo no início do corso haverá uma alegoria em homenagem ao primeiro desfile, de 1932, com um carrode-boi – serão bonecos. No último bloco, o da celebração, bêbados dançarão ao redor de uma figura ilustre recorrente na nossa festa. Puxado por tigres, Baco, o deus do vinho, da farra e dos tchucos, terá um carro exclusivo.

O vestibular da Faculdade Anhanguera está programado para este domingo (18), às 9:30. Há vagas para 15 opções de cursos. As inscrições podem ser feitas até este sábado (17) e custam R$ 25.

Murialdo

A faculdade faz seu 1° vestibular na segundafeira (19), às 19:30. As inscrições para 3 cursos podem ser feitas até domingo (18).

+ CURSOS Curso de Design

A Faculdade América Latina promoverá o 6º curso de extensão sobre AutoCAD. As aulas ocorrerão entre 16 e 27 de janeiro. Ele habilita a usar o programa para a criação de projetos e desenhos em 2D e 3D. As inscrições já estão abertas. O valor é R$ 650.

FACULDADE DA SERRA GAÚCHA: RUA OS 18 DO FORTE, 2366. 2101-6000. FACULDADE AMÉRICA LATINA: Av. Marechal Floriano, 889. 3022-8600. ANHANGUERA: RUA SINIMBU, 2590, 3223-3910. MURIALDO: Rua Marquês do Herval, 701, Centro. 3039-0245.


BOA

Barbeiragens no trânsito de Caxias

Maurício Concatto/O Caxiense

TOP5

GENTE

Patrícia de Souza (macacão azul) ao lado da equipe | Bernardo Bercht, Divulgação/O Caxiense

O trânsito caxiense já seria naturalmente infernal: o número de veículos nas ruas explodiu, a tranqueira se tornou comum, e a prefeitura demorou para reagir com um plano abrangente anticongestionamento. Não bastasse tudo isso, os motoristas ainda dão uma forcinha para tornar a situação pior. Competidora desde os 10 anos, a piloto Patrícia de Souza, de 41 anos, avalia os condutores locais como mal-educados. A pedido da revista O CAXIENSE, ela fez o ranking das barbeiragens. Estacionar em Não dar passagem fila dupla Quando o caxiense embarca no Com o maior númecarro, esquece a solidariedade ro de carros nas ruas, em casa. Dar lugar para o outro ficou difícil encontrar um motorista passar? Nem pensar. local para estacionar. Imagina o que o motorista preguiçoso Trancar o trânsito faz? Estaciona em fila dupla. O motorista local não se imporResultado: ruas entupidas e ta nem um pouco em trancar mais congestionamento. cruzamentos ou semáforos, complicando ainda mais o fluxo. Age Não usar o pisca como se fosse o dono da rua. E dê-lhe A barbeiragem se mão na buzina... tornou tão clássica que gerou a brinEstacionar em vagas de cadeira de que o caxiense deficientes físicos ou idosos só liga o pisca no Natal. O A preguiça também estaciona desuso, além de significar o em vagas que não são dela. desrespeito a pedestres e a Usar os espaços destinados a idosos e outros motoristas, amplia os deficientes físicos é um dos ícones do riscos de acidente. desrespeito no trânsito.

O mestre da música Mario Michelon colocou mais um troféu na estante de casa. Ele acaba de receber da Assembleia Legislativa o Prêmio Vitor Mateus Teixeira de melhor compositor, concedido aos destaques da música nativista. Seus primeiros contatos com a música italiana e gaúcha ocorreram ainda na infância, em Antônio Prado. A paixão pela arte o acompanhou quando ele se transferiu para Caxias, em 1975. Mas o músico ainda demorou até 1987 para começar a carreira em festivais nativistas. Assim, começou a acumular prêmios. Michelon ainda tem no currículo músicas-tema da Festa de Uva. O músico atua em outras áreas. Pós-graduado em Letras, ele lecionou literatura em colégios públicos e particulares. Aposentado no Magistério, agora trabalha na Secretaria da Cultura. Por sua dedicação às artes, nada mais merecido do que outro reconhecimento: Michelon recebeu da prefeitura o troféu Mestre da Cultura Popular Caxiense.

09.DEZ.2011

9


Uma eleição murrinha

Roque Peroni |

Maurício Concatto/O Caxiense

Na Rua Alexandre Fleming, perto do hospital Virvi Ramos, havia uma aglomeração de pessoas no abafado sábado (13). Metade da rua foi fechada pela prefeitura. Todos ali vestem uma camiseta azul personalizada, comem churrasco e bebem à vontade. Até que um deles vibra, é escolhido o vencedor. Mas nem todo o mundo teria a coragem de comemorar, com fez Roque Peroni. Com 84 votos, ele foi eleito o Murrinha do Ano. Todo ano, no início do mês de dezembro, ocorre no Bar do Ratão um concurso para escolher a personalidade mais irritante. Cada concurso tem uma nomeação diferente, sempre adjetivos depreciativos, como murrinha, corneta, bundão e purgante. A exemplo de votações similares de outros estabelecimentos, como o Mala do Ano do Bar 13, o concurso começou como uma forma de recreação entre os fregueses e amigos há 14 anos. O grande campeão, porém, jogava em casa. Roque também é o dono do Bar do Ratão. Nascido em Caxias do Sul, trabalhou grande parte da sua vida com o comércio de materiais

10

de construção, mas 15 anos atrás herdou o bar de um irmão. Sua primeira ideia foi criar o concurso, não pela quantidade de chatos, mas pela diversão. O bar é simples, não muito espaçoso, com paredes repletas de retratos das outras edições da “disputa”. Há ainda um quadro negro, com os dados da eleição, números de votos e candidatos. Na parede oposta à do quadro, uma prateleira com os troféus de todos os “premiados”, desde o primeiro mala até o último murrinha. Para participar da confraternização e da eleição, o interessado precisa comprar a camiseta personalizada. Além do título de pessoa irritante, o vencedor também ganha prêmios. Nesta edição, Roque ganhou uma pequena adega e uma passagem para o distrito de Cazuza Ferreira, em São Francisco de Paula – só de ida. O proprietário já prevê o nome do concurso para 2012.“Faremos uma nova camiseta, prepararemos um churrasco para em 2012 escolhermos o chato do ano”, avisa Roque. Com tanta chatice por aí, candidatos é que não vão faltar.


Novos controladores A Lupatech confirmou esta semana que venderá a controlada Steelinject para a Forjas Taurus, de Porto Alegre, pelo valor de R$ 14 milhões. O anúncio foi feito após 63% dos detentores de títulos perpétuos da companhia terem aprovado a venda. A transferência do ativo deverá

Ano vigoroso Embora os sinais de que o comércio de ônibus no Brasil sofrerá redução de 10% em 2012, a Marcopolo deve elevar sua receita e produção. As estimativas serão conhecidas segunda (19), mas em função das últimas medidas adotadas no cenário internacional os números devem apontar para o crescimento. Em fevereiro a Marcopolo assume a Volgren, maior encarroçadora de ônibus da Austrália, adqui-

Visão estratégica A Master, joint-venture da Randon com a Meritor, fechou acordo de cooperação com a Haldex, da Suécia, para a produção local do sistema ABS para equipar implementos rodoviários com peso bruto total acima de 57 toneladas fabricados a

Mesmo que a ocupação média de 65% indique não ser necessário ampliar a oferta de leitos, a rede hoteleira de Caxias se movimenta para atender atual demanda crescente e a futura que virá em razão da Copa do Mundo de 2014. O Norton Hotel aumentou a sua estrutura com 19 apartamentos, elevando a oferta para 110 leitos. O InterCity Hotel anunciou investimento de R$ 1 milhão em rida esta semana. O balanço melhorias de conforto, segurança e financeiro findo em junho da qualidade dos alimentos. nova controlada apontou receita de quase R$ 400 milhões e produção de 698 ônibus em um ano. A prefeitura de Caxias do Sul Em junho terá início a produção na Rússia, em parceria com o está disposta a entrar com força Grupo Kamaz, com meta de 250 no convencimento da diretoria da ônibus ao longo do ano. Inicial- NC², montadora americana de camente os ônibus serão despa- minhões, a instalar sua fábrica na chados desmontados da fábrica cidade. Por enquanto, só conversou de componentes da China para com dirigentes de segundo escalão. Agora tenta uma audiência, em São montagem na Rússia. Paulo, com o presidente da companhia, Waldey Sanches, para expor seu interesse e o que pode oferecer. partir de 2013. Com a medida, a Faz bem a prefeitura em assim agir. Master passa a ser a única for- Pode até não trazer a fábrica, porque necedora nacional de soluções há outros concorrentes de peso, mas completas em sistema de freios não poderá ser acusada de passiva para implementos rodoviários. ou omissa. Atualmente os camiNa sequência passará a abastecer nhões são montados em parceria também as montadoras de cami- com a Agrale. nhões com a mesma tecnologia.

Conversa direta

Dissídio coletivo

Marina Granzotto, Divulgação/O Caxiense

Roberto Hunoff

ocorrer até o final do ano. No mesmo dia, a diretoria da Lupatech anunciou que recebeu proposta de compra para a Microinox. A Hidro Jet Equipamentos Hidráulicos, de Feliz, propôs adquirir a unidade por R$ 30 milhões, com exclusão da dívida financeira de R$ 8,7 milhões.

Movimentação hoteleira

Novo presidente Em solenidade marcada para segunda-feira (19), na tradicional reunião-almoço, o empresário Carlos Heinen será empossado na presidência da CIC de Caxias do Sul. Com ele assumirão os vices Reomar Slaviero, para a indústria; Analice Carrer, para o comércio; e Celestino Loro, para a área de serviços.

Os 1,7 mil trabalhadores da Visate garantiram reajuste salarial de 9% nas negociações do dissídio coletivo com data-base em novembro. Este foi o melhor acordo da categoria no Rio Grande do Sul, posicionando os salários de motoristas, cobradores e líderes de operação como os mais elevados do Sul do país. Com o reajuste, o piso salarial do motorista passa a ser de R$ 1.825 para 7h20min de jornada diária, e de R$ 1.494 para 6h. Cobradores, com 7h20min de trabalho diário, terão piso de R$ 970 e os de 6h, R$ 794. O piso para líder de operação com carga horária diária de 6h subiu para 1.882. A conquista deve ser comemorada, mas o usuário do transporte coletivo que se prepare: o próximo aumento das tarifas, possivelmente em janeiro, deve ser pesado. 09.DEZ.2011

11


ple

na rio

Renato Henrichs

Greve da imprensa Mesmo com dois votos já definidos, o desembargador Eduardo Uhlein, do Tribunal de Justiça do Estado, pediu mais tempo para avaliar a ilegalidade da greve dos médicos da rede municipal caxiense. Assim, o processo foi empur-

Candidato Mauro rado para os próximos dias – ou semanas, já que o TJE terá recesso de fim de ano a partir da próxima terça-feira (20). Menos mal que o prefeito José Ivo Sartori acredita que, na prática, a greve dos médicos só existe na imprensa.

Segue o seco corte de árvores na futura barragem do Sistema Marrecas. O governo permanece confiante numa decisão favorável ao recurso impetrado contra os argumentos utilizados pelo Instituto Orbis. Instituto o quê? Rodrigo Fatturi, Divulgação/O Caxiense

“Quero ver quem vai pagar pelo atraso das obras e pelos problemas que poderão ocorrer no abastecimento de água”, questiona o prefeito José Ivo Sartori diante do prolongamento do impasse criado pela ação judicial que impede o

Novo rumo

Ao contrário do que se imagina, o sonho do vereador Mauro Pereira em disputar a prefeitura no ano que vem não acaba com o óbvio acerto entre PMDB e PDT, colocando o deputado Alceu Barbosa Velho e o secretário Antônio Feldmann como candidatos da coligação que governa o município. A pá de cal para as pretensões do peemedebista pode ter sido o pronunciamento feito na tribuna, na quarta-feira, em defesa da candidatura de Rodrigo Beltrão (PT) à vice-presidência da Câmara de Vereadores.

União governista Assim como a indicação de Renato Oliveira para a vicepresidência da Câmara reforça a decisão do PC do B disputar a prefeitura, a presença de todos os partidos da base aliada na cerimônia de entrega da Medalha José Altamiro Paim, o Zecão, mostra que a coligação que governa hoje o município continua – pelo menos por enquanto – unida e coesa, tal como as Forças Armadas no passado. A campanha eleitoral de 2012 promete.

Extensão partidária

Finda a carreira esportiva, começa agora a trajetória política. O jogo de despedida do futebol do jogador Washington (foto), realizado terçaNão convidem para a mesma feira, também marcou o lançamento de sua candidatura a uma vaga na audiência pública os prefeitos Câmara de Vereadores pelo PDT. Promete ser um dos mais votados. de Veranópolis, Valdemar De Carli (PMDB), e de Bento Gonçalves, Roberto Lunelli (PT). De Carli acusa Lunelli de utiA bancada oposicionista da CâEm vão: o comandante do 12º lizar instâncias partidárias, em mara tentou responsabilizar a Se- BPM, major Émerson Ribas, tratou Brasilia, a fim de puxar para o cretaria de Segurança Pública e de esclarecer que a definição dos seu município a extensão da Proteção Social pela escolha dos locais resultou de tratativas entre a Universidade Federal do Rio bairros que receberão policiamen- Brigada e a União das Associações Grande do Sul (UFRGS). to comunitário. Para os petistas de Bairros. Principal item levado O vice-reitor Rui OpperAna Corso e Rodrigo Beltrão, a em conta: a necessidade de os nú- mann, designado pelo Ministéiniciativa deveria atender bairros cleos de policiamento comunitário rio da Educação para intermediar o tema, acompanha. funcionarem em rede. mais periféricos.

Policiamento em rede

12


Em terra de Festa da Uva, quem faz Carnaval não é rei. Apesar de ser considerada a segunda festa mais importante da cidade pelos entrevistados desta matéria, o Carnaval não tem na prática o status que os especialistas lhe atribuem. Na estimativa mais otimista de público em 2011, o desfile das escolas atraiu 16 mil pessoas em duas noites. Neste mesmo ano, o Desfile Cívico Militar,

ME DÁ UM DINHEIRO AÍ A prefeitura tem R$ 200 mil para investir nas 10 escolas que desfilaram no Carnaval 2011. Mas, como todas tiveram falhas na prestação de contas, o prêmio ainda não foi liberado. E a “segunda maior festa de Caxias” só evolui quando a verba chegar

por Carol De Barba

que viveu dias melhores quando o amor à pátria era visto como um dever, reuniu 22 mil – e ninguém ganhou nada para desfilar. O dinheiro que uma escola caxiense administra a cada ano mal pagaria uma fantasia de destaque no maior desfile de Carnaval do Brasil. Mas também temos nosso luxo. Enquanto na milionária folia do Rio de Janeiro paga-se caro para desfilar, em Caxias as escolas contam basicamente com verba pública para transformar a Sinimbu em avenida do samba. E têm dificuldade para provar que investiram corretamente. Por causa de problemas na prestação de contas de 2011, a santa verba ainda não chegou aos barracões. E este ano o Carnaval vai respeitar o calendário nacional, está marcado para antes da Quaresma. Segundo o presidente da Liga Carnavalesca, o vereador Elói Frizzo (PSB), a prefeitura sempre procurou ajudar o Carnaval caxiense com algum recurso. Foi o governo de Pepe Vargas que estabeleceu o sistema de convênios. “Era uma prestação de contas simples. A escola juntava notas e recibos para mostrar o que tinha gasto”, lembra Frizzo. 09.DEZ.2011

13


Carnaval 2011 |

Andréia Coppini, Divulgação/O Caxiense

De acordo com ele, a partir de 2008, diversas irregularidades foram apontadas no uso do dinheiro e a fiscalização acirrou. Na época, um pente fino no convênio detectou que a verba não estava sendo usada apenas na estruturação do Carnaval – gastos como construção de carros alegóricos, compra de fantasias, instrumentos musicais e pagamento de músicos. A Liga, então presidida por Cassiano Fontana, o Amarelinho, e responsável pela entrega do dinheiro às escolas, teria pago desde contas de água, luz e telefone até eletrodomésticos, material de construção, carne de churrasco, cigarro, vodka e cachaça. “Era um rigorismo exagerado. Várias escolas ficaram em débito com o Município porque a prestação rejeitada foi lançada em dívida ativa. E houve uma exploração política preconceituosa em cima disso”, reclama Frizzo. Conforme o presidente, a polêmica foi um exagero, mas acabou com a folia dos abusos. Mas as prestações de contas continuam com problemas. “O presidente da escola organiza a comunidade, mas não tem a qualificação para fazer uma prestação de contas tão rigorosa quanto a prefeitura está exigindo”, argumenta o líder

14

da Liga. O secretário da Cultura, Antonio Feldmann, concorda. Segundo ele, desde então, em nenhum momento houve má-fé ou desvio de dinheiro. “Seria injusto dizer que apenas as escolas de samba têm problema. Os convênios estão cada vez mais rigorosos e muitas entidades têm imensas dificuldades de prestar e aprovar contas. Só que o Município também não pode abrir mão de cumprir a lei”, afirma. Assim, para tentar acabar com os conflitos, a Câmara de Vereadores criou, em 2010, a Lei 7.244, que institui o pagamento de cachês artísticos – derruba a prestação de contas. A lei determina que as escolas recebam uma premiação de acordo com a classificação que atingirem no concurso. A verba sai do orçamento da Secretaria da Cultura e é determinada a cada ano por decreto do prefeito. Em 2012, os 10 primeiros lugares receberão prêmios entre R$ 12 mil e R$ 45 mil, um total de R$ 257 mil. Das 10 escolas que desfilaram no ano passado – recebendo, cada uma, R$ 20 mil –, todas sofrerão débitos referentes a pendências de 2011. “Em maior ou menor grau, todas apresentaram pro-

“Em maior ou menor grau, todas apresentaram problemas na prestação de contas”, diz Feldmann, secretário da Cultura, sobre o motivo do atraso da verba de 2011


blemas na prestação de contas”, informa o secretário. Apesar das polêmicas, Feldmann apoia a mudança e a continuidade dos investimentos na festa. “O governo defende a aplicação de recurso, tanto que paga também a infraestrutura de sonorização, arquibancada, segurança, banheiros químicos, jurados. O carnaval é uma expressão legítima da cultura popular que tem representação em Caxias, como o tradicionalismo, os rodeios, a Semana Farroupilha, a música, a dança, o teatro, o rock, as orquestras e muito mais”, compara o secretário. Ele observa uma grande evolução dos desfiles e do próprio comportamento dos foliões, e acredita que a volta das festividades para o período oficial trará ainda mais melhorias. “Há alguns anos, havia momentos lamentáveis de agressão. Não era possível fazer uma apuração sem brigas. Hoje, há uma concorrência saudável e a evolução artística é perceptível. Elas estão se qualificando, melhorando a apresentação na avenida, e o público está percebendo isso”, avalia. A antropóloga e professora universitária Liliane Gutierrez estuda o Carnaval há 20 anos e, desde 2011, conduz um trabalho específico sobre a festa caxiense na UCS. “O objetivo é reconhecer esse carnaval local, que é bastante significativo, forte e tradicional, embora não tenha nas mídias o reconhecimento enquanto evento importante”, diz. Por

enquanto, o trabalho está investigando os tempos áureos da festa – o nascimento – que começou em 1939, com o Clube Gaúcho, em forma de bloco. “Em termos nacionais não necessariamente, mas no Rio Grande do Sul, especialmente em Caxias, Porto Alegre e Pelotas, há uma forte marcação étnica. Os grupos negros é que vão se organizar, envolver e basicamente ainda estão gerenciando e desfrutando dessa festa”, afirma a pesquisadora. De acordo com Liliane, esse tipo de manifestação cultural é fundamental em qualquer sociedade. São eventos extraordinários, espaços festivos que toda sociedade cria para sair da rotina. “É uma inversão do cotidiano. Na Festa da Uva, eles são colonos para celebrar o sucesso da colheita da uva. Já o Carnaval é um momento de pertencimento de trabalhadores que acabaram ocupando posições de menos qualificação e que nesse momento são reis, rainhas, destaques, se vestem com luxo”, exemplifica, acrescentando que tudo isso é simbólico, já que é preciso muita organização e trabalho para que uma festa aconteça. Embora o maior evento de Caxias seja a Festa da Uva, ligada às fortes raízes da imigração italiana e a uma origem histórica mais elitizada, Liliane já classifica o Carnaval como a segunda festa mais relevante da cidade. Para ela, 2012 será o ano da consolidação desse status. “O Carnaval está em um momento de importantes modificações. A Liga se

Investimento 2011 | 2012 Prêmios

R$ 200 mil | R$ 257 mil

(Em 2011, desfilaram 10 escolas, cada uma com verba de R$ 20 mil. Em 2012, desfilarão 13. As 10 primeiras receberão de R$ 12 mil a R$ 45 mil, conforme classificação)

Infraestrutura

R$ 250 a R$ 300 mil | R$ 200 mil

(No ano que vem, o Carnaval aproveita a estrutura já montada para o corso alegórico da Festa da Uva)

Público

12 a 16 mil | 14 mil

(Conforme as estimativas imprecisas, tanto nos investimentos quanto no público, o desfile de 2011 custou R$ 34 por espectador. Em 2012, se as médias forem mantidas, investimento deverá equivaler a R$ 32 por pessoa)

reestrutura, ele foi pela primeira vez transmitido ao vivo, mudou a forma de premiação, existe um cachê que é dado às escolas a partir da classificação, foi inserido no calendário de festas da cidade”, avalia. A Protegidos da Princesa, que pertence à semente do Carnaval caxiense – o Clube Gaúcho – e campeã do Carnaval 2011, também se alimenta essa esperança. “A gente perde muito tempo prestando contas. Agora com a premiação vai ser uma maravilha, se torna mais rápido para a preparação”, comemora Jovelino Souza, o Jove, presidente da escola. Para o ano que vem, a escola já tem samba enredo: vai levar o circo para avenida. “Ainda não está nada adiantado porque estamos esperando o repasse da verba”, lamenta Jovi. Segundo ele, a escola procura reutilizar as ferragens da construção dos carros alegóricos, mas os tecidos, aviamentos e demais materiais para confeccionar as fantasias são comprados em São Paulo ou no Rio de Janeiro, onde há mais variedade e o preço compensa. Jove, que trabalha há 10 anos no Carnaval, diz ser a prova viva da evolução da festa na última década. “As escolas estão crescendo e o pessoal está se puxando cada vez mais mais para colocar um Carnaval bonito na avenida”, empolga-se. Os ensaios e os demais preparativos aguardam ansiosos, mas parados, a ajuda que dá samba.

Prêmios 2012

1° Lugar | R$ 45 mil 2° Lugar | R$ 35 mil 3° Lugar | R$ 30 mil 4° Lugar | R$ 28 mil 5° Lugar | R$ 26 mil 6° Lugar | R$ 24 mil 7° Lugar | R$ 22 mil 8° Lugar | R$ 20 mil 9° Lugar | R$ 15 mil 10° Lugar | R$ 12 mil 09.DEZ.2011

15


A MODA quente do verão As tendências vão e vêm, mas o verão, especialmente no país que mais entende de moda praia e tem as mulheres mais bonitas do mundo, tem que ser colorido. Além do color blocking – que sugere a mistura em bloco principalmente de tons saturados –, a cartela da temporada destaca os azuis, neons, laranjas, marrons, dourados, pinks, amarelos e a clássica combinação de preto e branco. Na estamparia, aparecem motivos tropicais, florais, animal print, ópticas (que causam um efeito visual) e geométricas (inspiradas nos anos 70). Uma explosão de cores e estampas que promete deixar a estação quente democrática e divertida, como você vai ver nas páginas a seguir.

16

Fotos: Maurício Concatto/O Caxiense. Reportagem, produção e styling: Carol De Barba. Modelos: Deise Lutz e Érica Dias (Cast One). Beleza: Estúdio Jefferson Hoffmann.


ANTES E DEPOIS DO LOLÓ A história de uma mulher que perdeu a juventude, a saúde, a vergonha e um filho. Uma mulher que a mãe tentou libertar acorrentando a um poste. Uma mulher cujo nome da droga colou-se ao seu próprio nome. A “Vivi do Loló”, que também é vítima de uma droga muito pior: o crack

Biquínis e maiôs: Periscópio (Prataviera. 3215-2284. Fabricenter. 3221-3486. Júlio de Castilhos, 2.813. 3021-3328) e Semi-Nua (Tronca, 2.093. 3228-4739. Rubem Bento Alves, 8.405. 3225-4254). 09.DEZ.2011 17


Capa | Daiane (esquerda) usa top estruturado, ideal para quem tem seios grandes, e calcinha mais larga, que ajuda a disfarçar gordurinhas e quadril largo. Cuidado com o tom sobre tom: o branco aumenta volumes e deixa as peles claras ainda mais pálidas. É ideal para peles bronzeadas ou negras, como a de Érica (direita). Atenção ao forro. Os brancos tendem a ficar transparentes quando molhados. Os dois modelos são da Periscópio.

O top com bojo, em formato de taça e com estampa xadrez gráfica, favorece quem tem busto pequeno e é o ponto de foco da peça. Cuidado com o drapeado da calcinha: a peça deve servir perfeitamente para que o detalhe não fique largo nem esticado demais. O biquíni é da Semi-Nua.

Ainda que mais larga que as tradicionais, a calcinha tipo cortininha, com estampa marcante de bicho metalizada, é para quem tem o bumbum torneado e está com o corpo em dia. A parte de cima cria ilusão de volume, mas pode deixar seios grandes sem sustentação. O biquíni é da Periscópio. 18


Eloci Borges, mãe de Vivi |

Maurício Concatto/O Caxiense

09.DEZ.2011

19


Antigamente chamado de “engana mamãe”, esse modelo de maiô é traiçoeiro mesmo: enquanto a maioria das peças inteiras costuma favorecer quem está fora de forma, este evidencia gordurinhas nas costas e excesso de medidas na cintura. O modelo é da Semi-Nua.

20

O tamanho da parte de cima de modelos parecidos com cortininhas é importantíssimo: deve sempre cobrir as laterais dos seios. O bojo é fundamental para a sustentação. As laterais mais largas e ajustáveis da calcinha favorecem quadris largos. Modelo da Semi-Nua.


PLATEIA

Assaltos para todos gostos no Cinema | O Gospel embala Caxias | Madri no Palco | Café com pintura | Moda com nosso DNA

Concerto natalino contra o baixo astral

Orquestra da Unisinos toca ao lado de Kleiton e Kledir | Joaquim Mello, Divulgação/O Caxiense

“Deu pra ti, baixo astral...”. A dupla Kleiton e Kledir, que se consagrou décadas atrás ao cantar esses versos, apresenta-se nesta terça-feira (20) à noite, de graça, no Largo da Estação Férrea. Mas não é uma apresentação qualquer. Eles terão a companhia da Orquestra da Unisinos. O Concerto Série Pop de Natal, realizado pela Unisinos e pelo Sesc, faz parte da programação do Natal Brilha Caxias. O regente Evandro Matté busca mesclar clássicos e conteporâneops no repertório. “Queríamos nos aproximar de um público mais popular, por isso convidamos Kleiton

e Kledir, uma dupla de sucesso nacional, para participar da série de Natal”, explica Matté. O concerto integra a Série Unisinos Pop, fusão da música erudita com expoentes da música popular que apresenta diferentes linguagens e estilos musicais. Já atuaram com a orquestra músicos como Renato Borghetti, Ana Kruger, Vitor Ramil e Paulo Moura. Este é o segundo ano consecutivo que a Orquestra da Unisinos faz uma apresentação especial de Natal em Caxias. “Escolhemos Caxias do Sul porque no ano passado,

mesmo com um tempo feio, fomos muito bem recebidos pelo público”, ressalta o regente. O espetáculo, é claro, vai contar com os principais sucesso da dupla convidada: Vira virou, Canção da Meia Noite e Vento Negro, entre outros. E promete animar quem fica meio melancólico nesta época do ano. É só cantar junto: “Deu pra ti, baixo astral...” Largo da Estação Férrea TER. 21:00. Gratuito.

09.DEZ.2011

1:00

21


CINE

Tom

Cruise. Jeremy Renner. Jonathan Rhys Meyers. De Brad Bird

Missão Impossível: Protocolo Fantasma Prestes a completar 50 anos e uma década e meia depois da estreia da franquia, o ator Tom Cruise desperta a dúvida: ainda tem fôlego para tanta ação? O 4º filme da série mostra que sim. Suspeito de ser o responsável pelo ataque terrorista à sede do governo russo, o agente Ethan Hunt vira alvo de perseguição. Para fugir, troca tiros debaixo d´água, escala prédios, salta de helicópteros, pula de carros prestes a explodir... Corra, Ethan, corra! Estreia mundial em dia atípico: quarta-feira. CINÉPOLIS. QUA-QUI. 18:55. 21:45. QUA-QUI. 16:05. GNC. QUA-QUI. 14:00. 16:40. 19:20. 22:00. QUA-QUI. 13:40. 16:20.19:00. 21:40

Tudo pelo poder

A história tem apelo: os bastidores de uma campanha à Casa Branca abalada por corrupção. O elenco é de primeira: Paul Giamatti, Ryan Gosling e Philip Seymour Hoffman. O diretor foi aclamado por Boa Noite, Boa Sorte: George Clooney. Mas o filme não contentou todo o mundo nos EUA. Pré-estreia. GNC. SEX-TER. 22:00. QUA-QUI. 22:10

12

Admirador do cineasta Nanni Moretti, do doloroso O Quarto do Filho, Andre Ratsum só podia fazer uma obra de rara intensidade emocional no cinema nacional. Problemas familiares estão na tela. CINÉPOLIS. SEX-TEG. 13:00. 15:00. QUA-QUI. 13:10. 15:00

12

1:30

O gato de botas

Dupla de palhaços decide assaltar um banco. Mas não são os únicos a ter a ideia. Um grupo profissional invade o estabelecimento com o mesmo objetivo. O longa conta com os mesmos roteiristas da comédia Se Beber, Não Case. Pois serve de inspiração para um conselho: se beber, não escreva um filme. CINÉPOLIS. SEX-TER. 16:50. 18:40. 20:45. QUAQUI. 17:00-19:10

14

1:30

Compramos um Zoológico

Cameron Crowe flerta com o rock. Já dirigiu o semiautobiográfico Quase Famosos, que acompanha uma turnê, e o doc Pearl Jam Twenty. Agora, apresenta outra face – diretor de filmes meigos. Aqui, Benjamin perde a mulher e se muda com os filhos para um zoo, o que irá transformá-los. Pré-estreia.

22

2:12

Meu país

1:42

Assalto em Dose Dupla

CINÉPOLIS. SEX-DOM. 13:45

12

L

2:03

O gato tenta assaltar a Gansa dos Ovos de Ouro. Não podemos contar se ele obteve sucesso, mas podemos anunciar outra façanha: em sua estreia no país, venceu os vampiros de Amanhecer nas bilheterias. CINÉPOLIS (3D). SEX-TER. 12:00. 12:50. 14:00. 14:55. 16:05. 17:00. 18:10. 19:10. 20:15. 21:15. 22:15 QUA-QUI. 12:15. 14:20. 16:25. 18:35. 20:40 GNC. SEX-TER. 14:00.16:00.18:00.20:00 QUAQUI. 13:50. 15:40.17:30 (3D). 13:20. 15:30. 21:50 17:40. 19:50.

L

1:30

Noite de Ano Novo

Se o Réveillon 2012 for tão ruim como o filme que tenta retratá-lo, fique em casa em 31 de dezembro. CINÉPOLIS. SEX-DOM. 15:30. 20:30. SEGTER. 20:30. QUA-QUI. 16:50. 22:00 GNC. SEX-TER. 19:10. 21:40 QUA-QUI. 19:30

10

1:58


Não tenha medo do escuro

Já íamos xingar os tradutores brasileiros, mas desta vez eles surpreendentemente verteram o título de forma literal para o português. Não dá para entender por que o nome do filme contradiz a história. O longa acompanha uma garotinha que tem fascínio por um porão sombrio – e, óbvio, com entrada proibida. Ou seja: tenha medo do escuro. UCS. SEX-DOM. 20:00

Ben

Stiller. Eddie Murphy. Matthew Broderick. De Brett Ratner

Roubo nas Alturas

12

1:39

Os Muppets

Os bonecos voltam para salvar o teatro onde se consagraram. Ao ver o filme, os saudosistas levaram um susto. Que diabos foi a decisão da Disney de trocar, no Brasil, o nome do sapo Caco para Kermit? Aff...

Você não foi o único a pensar, depois de assistir ao trailer, que o filme parece uma versão piorada de 11 Homens e Um Segredo. Ve- CINÉPOLIS. SEX-TER. 14:50 QUA-QUI. 13:45 L jamos: o administrador de um luxuoso prédio resolve roubar US$ 20 GNC. SEX-TER. 16:45. QUA-QUI. 16:50 1:49 milhões de um apartamento. Para a tarefa, quem ele chama? A arrumadeira, o porteiro, o carregador de malas e, tchã-nã, Eddie Murphy. Acredite, o ex-tira da pesada consegue fazer a plateia rir. Estreia. Operação Presente Todo Natal tem a mesma música de fim de ano da Globo e um filme CINÉPOLIS. SEX-TER. 17:05. 19:25. 21:45. QUAR-QUI. 19:30 de Papai Noel nos cinemas. Neste ano, o cara nem é tão herói assim. A GNC. SEX-TER. 13:40. 16:15. 18:50. 21:20 QUA-QUI. 19:10-21:20 tecnologia falha, e ele esquece uma criança. Renas, para que te quero! 1:46

Amanhã Nunca Mais

Com a intenção de se reconciliar com a mulher, o cara só precisa levar um bolo para o aniversário da filha. Mas nada é tão simples. CINÉPOLIS. SEG-TER. 13:05. 14:45.QUA-QUI. 13:00-14:45

12

CINÉPOLIS (3D). SEX-TER. 12:40 GNC. SEX-TER. 14:20. QUA-QUI. 14:30

L

1:37

Entre Segredos e Mentiras

Ryan Gosling interpreta David, que, ao ser obrigado pelo pai a trocar a paz do interior pela turbulência de Nova York, revela-se não tão doce como parecia. Chance para entender por que o astro de 31 anos 1:17 se tornou o queridinho da crítica.

Os especialistas

Nunca há descanso nos filmes de ação. Um agente deveria saber disso antes saudar a aposentadoria. Pois logo quando ele iria curtir o período de descanso descobre que seu mentor foi sequestrado.

ORDOVÁS. SEX. 19:30. SÁB-DOM. 20:00

16

1:58

Os Smurfs

Os smurfs ameaçam o emprego do redator destas sinopses. Depois de o filme ficar 20 semanas em cartaz, ele desistiu: não há mais como fazer um resumo diferente. O jornalista só não começou a cumprir o 1:56 aviso prévio por sorte. O UCS Cinema entra em férias neste domingo, livrando-o nas próximas semanas da missão impossível. Vai ter caminhada ao Santuário de Caravaggio para agradecer. Amanhecer – Parte I Nunca há descanso em Crepúsculo. Bella deveria saber disso antes L de saudar a lua de mel com Edward. Pois logo quando ela iria curtir UCS. SEX-DOM. 16:00 1:30 o momento descobre que precisará enfrentar a cúpula dos vampiros. CINÉPOLIS. SEX-DOM. 13:05. 18:00. SEG-TER. 18:00. QUAQUI: 21:15 14

CINÉPOLIS. 16:30. 19:00. 21:30 GNC. SEX.-TER 14:10.16:30.19:00. 21:30 QUA-QUI. 14:10. 16:30. 18:50. 21:30

O Zelador Animal

14

Para evitar que o zelador do bem deixe o zoológico, os bichos se arriscam e se expõem: ao contrário do que se supunha, eles falam como 2:10 gente. Animal!

O palhaço

O palhaço Selton Mello é melancólico, mas faz a maior graça para os produtores do filme: é um dos maiores sucessos nacionais de 2011.

★★★★★ CINÉPOLIS. SEG-TER. 14:05.16:00. QUA-QUI: 14:05.16:00 GNC. SEX-TER. 15:15.21:10

10

1:30

UCS. SEX-DOM. 18:00

L

1:42

Uma Professora Muito Maluquinha

Paola Oliveira leciona as aulas mais legais. Nunca dá tema de casa. E, ainda por cima, tem uma BELEZA maiúscula. Quem não queria uma professora assim? Só podia ser inspirada na obra de Ziraldo. GNC. SEX-TER. 13:30. 17:15. 19:20

L 09.DEZ.2011

1:30

23


Divulgação/O Caxiense

MUSICA + SHOWS Sexta-feira Disco

22:00. R$ 10. Bier Haus

Marcelo Duani e Banda

23:30. R$ 10 e R$ 20. Boteco 13

Maurício e Daniel

20:00. R$ 6 e R$ 8. Paiol

Vinny Lacerda

23:30. R$ 10 e R$ 20. Portal Bowling

Looks Like

00:30. R$ 15 e R$ 20.Vagão Bar

Popclube e DJ Jonnas

21:00. R$ 10 e Livre. The King

Cartel da Cevada, Draco e Zerocode

23:30. R$ 10 e R$ 12. Vagão Classic

All Jazzeira

20:00. Livre. Zarabatana

Sábado Opera Lizz

22:00. R$ 10. Bier Haus

Sunny Music

23:30. R$ 10 e R$ 20. Boteco 13

Grupo Simplicidade

23:30. R$ 5 e R$ 10. ConD

Primeira Guerra dos Sexos

23:00. R$ 40 e R$ 25. Havana

Franciele Duarte & Banda 23:00. Mississipi

O pastor é pop

“Eu pretendo não ser conhecido apenas como um cantor pop, mas sim, ser conhecido como um profeta”, disse Fernandinho, em entrevista a O CAXIENSE. Cantor de música gospel, compositor, produtor musical e pastor evangélico, o aspirante a profeta já tem mais de 100 mil seguidores no Twitter. Pop que é, também conquistou mais de 196 mil amigos no Facebook. Para o show em Caxias, Planeta do Louvor, mais milagre da multiplicação. Até a terça (14), já no Parque de Eventos da Festa da Uva. Na terça-feira desta semana, já estavam vendidos 6 mil ingressos. SÁB. 21:00. R$ 30 (crianças até 10 anos não pagam). Pavilhões.

Santuário erudito O maestro Manfredo Schmiedt, que regeu a Orquestra Municipal, a Orquestra da UCS (Osucs) e o Coral Municipal para o público que lotou a igreja São Pelegrino na última semana, volta para mais um espetáculo. Agora com a Orquestra Sinfônica da UCS ele rege o Concerto Especial de Final de Ano nos Capuchinhos. O repertório inclui composições de Georges Bizet, Giácomo Puccini, Mozart e Verdi. DOM. 19:00. Livre. Igreja Capuchinhos

Balada do Beijo

23:00. R$ 20 e R$ 25. Move

2:00

Noite Encantada Havia a previsão de que eles já iluminariam as janelas do Juvenil dublando músicas de compositores como Guilherme Arantes, Gonzaguinha e Toquinho na noite da quinta-feira (15). Quem perdeu o espetáculo pode acompanhar as 100 crianças de 5 entidades assistenciais nesta sexta-feira (16). SEX. 20:30. Livre. Clube Juvenil.

24

1:00


Ritmos do mundo inteiro

+ SHOWS Djs Luck e Rodrigo Dias

23:00. R$ 15 e R$ 25. Nox Versus

Segunda-feira Desvio Padrão

Pátria e Querência

18:00. Livre. UCS Teatro

Djs Alexandre Fetter e Luciano Costa

Terça-feira

Radiofonia

22:00. R$ 10. Bier Haus

20:00. R$ 6 e R$ 8. Paiol

23:00. R$ 40 e R$ 20. Pepsi Club

23:30. R$ 10 e R$ 20. Portal Bowling

Natal do Metal

Acustico com Tony Nights e Ulisses Vieira Acoustic Blues Lil´ Explosion 22:30. Mississipi

00:30. R$ 7 + 2 kg de alimento não perecível. Vagão Bar

Quarta-feira

Cartola

Triplice

23:30. R$ 15 e R$ 20. Vagão Classic

22:00. R$ 8. Bier Haus

Blues Beers

Domingo

22:30. Mississipi

Acústico com Tarja Preta

Recital de Alunos da Teclas & Cordas 2011

21:30. R$ 5 e R$ 10. Boteco 13

Projeto COMMA

19:00. Livre. Zarabatana

20:00. R$ 15 e R$ 20. Teatro Municipal

A apresentação do grupo Zingado foi inspirada na pesquisa e nas ambientações sonoras concebidas por grupos como o Abaçaí Cultura e Arte, A Barca e Mundaréu para diversas músicas da cultura popular. O espetáculo reúne um repertório multicultural do Brasil e do Mundo, revisitados sob um olhar urbano, mas sem perder a essência. Além dos artistas quem compõem o grupo, esta apresentação conta com a participação do Coro Infanto-Juvenil de Veranópolis e outros músicos convidados. SEX. 20:30. R$ 10. Teatro Municipal

Beatles de todo tempo Foi sob a influência de bandas como The Beatles, The Who, Pink Floyd, Sex Pistols e Ramones que os Blackbirds surgiram, em 1997, em Veranópolis. Nesta sexta-feira (16) o quarteto apresenta as melhores de todas as fases dos Beatles com a participação de Cheddar Tomazzoni e Rafael Poletto. SEX. 23:00. Mississipi

09.DEZ.2011

25


Divulgação/O Caxiense

PALCO Santa Lúcia do Piaí

A soprano Sandra Fisch e o tenor Miguel Ângelo terão participação especial na 18ª edição do Natal de Santa Lúcia. O presépio conta com 160 atores e figurantes da comunidade, que apresentam números de dança e música durante a encenação. SÁB. 21:30. Gratuito. Seminário dos Cônegos Lateranenses Santa Lúcia do Piaí. 1:00

Brasileiros de Madrid Para a última apresentação do ano, a escola de dança Tablado Caxias do Sul apresenta o espetáculo Suena Flamenco, com música e baile flamenco. Idealizado e coreografado em Madrid, pela diretora da escola, Gisele Domit, o espetáculo tem a participação especial do cantor flamenco uruguaio Márcio Bonefon, que visita pela primeira vez o Rio Grande do Sul, e do músico brasileiro Fernando de La Rua, que vive na Espanha e toca para companhias de flamenco do mundo inteiro.

Franciele Soares, Divulgação/O Caxiense

DOM. 20:30. R$ 35 e R$ 45. UCS Teatro. 2:00

Nascimento do Menino Jesus

Os lençóis doados pela comunidade se transformam nos figurinos do espetáculo e destacam a simplicidade do presépio encenado pela comunidade de Galópolis. A apresentação faz parte da 6ª Magia do Natal no Vale Iluminado. DOM. 21:00. Gratuito. Praça Matriz de Galópolis. 0:40

2° Espetáculo de Natal

Em Criúva, a encenação de Natal será apresentada pelos alunos da Escola Municipal Aristides Rech. O elenco é formado por 42 alunos da educação infantil e do 5º ano da escola. TER. 8:30. Gratuito. Salão da Comunidade de Criúva. 0:30

Corpos em transformação O corpo fala, a dança comunica. Os alunos da Escola Preparatória de Dança da Cia. Municipal de Caxias do Sul, aproximadamente 65 crianças e jovens, entre 8 a 18 anos, refletem no palco os ensinamentos recebidos em aula. A escola organiza uma apresentação que une as diversas artes: dança contemporânea, performances de música, capoeira e esquetes teatrais. SÁB. DOM. 20:00. Gratuito. Ordovás.

1:30

Melhor roteiro original No 21º Encanto de Ana Rech, os colégios Murialdo, do Centro e de Ana Rech, preparam um super espetáculo. Mais de 160 atores participam do grande evento da Vila dos Presépios. O teatro conta com a tradicional – e impecável – participação do Grupo Sempre Amigos, de São Valentim.

★★★★★

DOM. 21:00. Gratuito. Colégio Murialdo de Ana Rech.

26

1:00


Lisiane Sfair, Div./O Caxiense

CA

ARTE

MA RIM

Marcelo Aramis

Café com mistura Gaúcho de Farroupilha, Rodrigo Troitiño retorna ao Brasil para lançar sua exposição Café e Bons Sentimentos. Após quase 2 anos em Barcelona, o artista mistura técnicas do grafite para produzir imagens urbanas, mas com aspecto de aconchego. Nas 24 peças expostas – caixas de madeira semelhantes às embalagens de frutas, pintadas no fundo externo – Rodrigo utiliza estêncil com rolos de pintura. O café, como momento de confraternização, é o recurso para transmitir os bons sentimentos. Rodrigo Toitiño. SEG-SEX. 9:00-19:00. SÁB. 15:00-19:00. Ordovás. A partir de SÁB. (17/12)

À luz do luar, entre sombras, o patrimônio se revela

Imagens Ordinárias

Coletiva. SEG-SEX. 8:30-20:00. Câmara de Vereadores

Liliane Giordano e Myra Gonçalves. TER-SÁB. 9:00-17:00. Museu Municipal

Carretera Austral

Pinto e não bordo

Lucas Brentano. SEX-SÁB. 8:00-20:00. Sesc

Coleção Primavera Verão 2011

Coletiva. SEG-SEX 9:00-19:00. SÁB. 9:00-15:00. Arte Quadros

Hip-Hop Caxias

Marcos Sikorski e Jonahtan Souza. SEG-SEX. 8:30-18:30. SÁB. 8:30-12:30. Farmácia do Ipam

Vivi Pasqual, Gastão de Souza e Jê. SEG-SEX. 10:00-19:30. DOM. 16:00-19:00. Catna Café.

O Ventre e O Leite

5★

Bruno Segalla. SEG-SEX. 9:00-12:00. 14:00-7:00. Instituto Bruno Segalla

Todo dia é dia de DIVERSÃO, todo dia é dia de PUC Coletiva. SEG-DOM. 10:00-22:00. San Pelegrino

Tablado virtual

Gisele Domit está há 2 anos na Espanha, onde se especializa em Pedagogia para Flamenco, com o filho Stefano Domit (foto), que cursa o profissional em Flamenco e trabalha como coreógrafo por lá. A distância fortaleceu o laço da dupla com a escola da família, o Tablado Caxias do Sul. Gisele criou, em parceria com Stefano, o espetáculo Suena Flamenco, e enviou os vídeos das coreografias à escola. Em Caxias, Karime Domit, irmã de Gisele, ensaiava o grupo, gravava e enviava de volta. Depois de um ano inteiro de downloads e uploads, o Tablado entra confiante no palco neste domingo à noite, no UCS Teatro (leia mais na página ao lado). “Eu conto para os espanhóis e eles dizem que é impossível. Mas temos essa sintonia. Voltamos 10 dias antes e conseguimos apresentar um belo espetáculo”, diz Gisele. Suena Flamenco tem a participação do cantor uruguaio Márcio Bonefon e do músico brasileiro Fernando de La Rua, há 11 anos vivendo – e ganhando respeito – na Espanha.

Resultado prático

Iniciativa pública modelo deste segmento de ensino, a Escola Preparatória de Dança apresenta seus resultados no espetáculo de fim de ano. Com 65 alunos, a EPD mantém um currículo de 6 anos, de até 4 aulas semanais, e 12 disciplinas, da História da dança até o clássico e o contemporâneo. Não forma bailarinos, mas, aos 18 anos, quando se formam, os alunos da EPD têm um currículo capaz de abrir portas no mundo profissional da dança. Thaís Reis, a única formanda, mostra seu promissor repertório na última apresentação de 2011. 09.DEZ.2011

27


A

cinemas: CINÉPOLIS: AV. RIO BRANCO,425, SÃO PELEGRINO. 3022-6700. SEG.QUA.QUI. R$ 12 (MATINE), R$ 15 (NOITE), R$ 23 (3D). TER. R$ 8, R$ 12 (3D). SEX.SÁB.DOM. R$ 17 (MATINE E NOITE), R$ 23 (3D). MEIA-ENTRADA: CRIANÇAS ATÉ 12 ANOS, IDOSOS (ACIMA DE 60) E ESTUDANTES, MEDIANTE APRESENTAÇÃO DE CARTEIRINHA. GNC. rsc 453 - km 3,5 - Shopping Iguatemi. 3289-9292. Seg. qua. qui.: R$ 14 (inteira), R$ 11 (Movie Club) R$ 7 (meia). Ter: R$ 6,50. Sex. Sab. Dom. Fer.R$ 16 (inteira). R$ 13 (Movie Club) R$ 8 (meia). Sala3D: R$ 22 (inteira). R$ 11 (meia) R$ 19 (Movie Club) | ORDOVÁS. Luiz Antunes, 312. Panazzolo. 3901-1316. R$ 5 (inteira). R$ 2 (meia) | UCS. Francisco Getúlio Vargas, 1130, Petrópolis. 3218.2100. R$ 10 (INTEIRA). R$ 5 (MEIA). MÚSICA: Arena. Perimetral Bruno Segalla, 11.366. São Leopoldo. 3021-3145. | Bier HauS. Tronca, 3.068. Rio Branco. 3221-6769 | Boteco 13. Augusto Pestana. Moinho da Estação. 3221-4513 | COND BAR. ÂNGELO MURATORE, 54. DE LAZZER. 3229-5377 | ESTÁDIO ALFREDO JACONI. HÉRCULES GALLÓ, 1.547, CENTRO | LA BARRA. CEL. FLORES, 810, SÃO PELEGRINO | Mississippi. Coronel Flores, 810, São Pelegrino. Moinho da Estação. 3028-6149 | Nox Versus. Darcy Zaparolli, 111. Villaggio. 3027-1351 | Paiol. Flora Magnabosco, 306. São Leopoldo. 3213-1774 | Pepsi Club. Vereador Mário Pezzi, 1.450. Lourdes. 3419-0900 | Portal Bowling‎. RST 453, Km 02, 4.140. Desvio Rizzo. 3220-5758 | THE KING PUB. TRONCA, 2802. RIO BRANCO. 3021.7973 | Vagão BAR. Coronel Flores, 789. São Pelegrino. Moinho da Estação. 3223-0007 | Vagão Classic. Júlio de Castilhos, 1.343. Centro. 3223-0616 | Xerife. Hilário Pasquali, 34. Universitário. 3025-4971 | Zarabatana. Luiz Antunes, 312. Panazzolo. 3228-9046 teatros: CASA DE TEATRO. Olavo Bilac, 300. São Pelegrino. 3221.3130 | ESTAÇÃO FÉRREA. AUGUSTO PESTANA. SÃO PELEGRINO | Escola Municipal Pe. Antônio Vieira. R. João Batista Montanari, S/N. Bairro São José | SESC. Moreira César, 2462. PIO X. 3221-5233 | TEATRO MUNICIPAL. DR. MONTAURY, 1333. CENTRO. 3221-3697 | TEATRO São CARLOS. Feijó Júnior, 778. São Pelegrino. 3221-6387 | ucs teatro. francisco getúlio vargas, 1130. petrópolis. bloco m. 3218.2100

galerias: ARTE QUADROS. FEIJÓ JÚNIOR, 975, SALA 1.007, SÃO PELEGRINO | CATNA CAFÉ. Júlio de Castilhos, 2546. Centro. 3221-5059 | FARMÁCIA DO IPAM. DOM JOSÉ BAREA, 2202, EXPOSIÇÃO. 4009.3150 | Instituto Bruno Segalla. 3027-6243. Andrade Neves, 603,Centro | museu municipal. VISCONDE DE PELOTAS, 586. CENTRO. 3221.2423 | ORDOVÁS. Luiz Antunes, 312. Panazzolo. 3228-9046 | Saccaro. Av. Therezinha PaulettiSanvitto, 344. 3283-1333 | San Pelegrino. Rio Branco, 425. São Pelegrino. 3022-6700 | sesc. mOREIRA CÉSAR, 2462, PIO X. 3221-5233

Legenda Duração

Classificação

Carol De Barba

À moda da casa II O projeto Identidade Regional da Serra Gaúcha como Sustentação para o Design – tema do primeiro editorial de moda de O Caxiense –, coordenado pelas professoras do curso de Design de Moda da UCS, Mercedes Manfredini e Bernardete Venzon, e pela historiadora Eliana Rela, está na segunda fase. Após a pesquisa sobre o nosso DNA, juntam-se ao grupo a técnica do Sebrae, Andréa Balbinot, e o designer de moda Walter Rodrigues para a parte mais concreta do processo: transformar toda a teoria nas coleções de inverno 2012 de 10 pequenas empresas de moda. Também serão selecionados 10 alunos para acompanhar as atividades.

Vitrine de talentos

Falando em Walter Rodrigues, o estilista ficou tão impressionado com as criações do desfile de Laboratório de Criatividade que pretende fazer um editorial com as mais bacanas. Carla Carlin, Divulgação/O Caxiense

Enderecos

Avaliação ★ 5★

Cinema e Teatro Dublado/Original em português Legendado Animação Ação Aventura Comédia Drama Documentário Infantil Romance Suspense Terror Ficção Científica

Música Blues Coral Eletrônica Pagode Pop Rock Samba Tradicionalista

Funk MPB Sertanejo

Dança Contemporânea Flamenco Folclórica Dança de Rua Dança do Ventre Clássico

Artes Desenho Fotografia

28

Diversas Escultura Pintura

Jazz Tango

Inverno de cinema

Inspirada no cinema, a coleção de Inverno de Carla Carlin tem como referência desde as divas dos anos 30 e 40, para alfaiataria e vestidos de festa, até as exóticas Bond Girls e a esportividade de Kill Bill, nos modelos mais casuais. A estilista antecipa: a nova coleção está fácil de usar, com itens multifuncionais e novidades que já nasceram clássicas. Na foto, uma amostra do making of da campanha.


ARQUIBANCADA Bolinha, raquete e mesas no Enxutão | corrida, um programa noturno em Ana Rech | medindo forças na academia + ESPORTE PINGUE-PONGUE: Torneio Festa da Uva de Pingue-Pongue SÁB. 10:00. Enxutão

RÚSTICA: V Rústica Noturna - Corrida dos Presépios SÁB. 20:30. Praça Pedavena

LUTA DE BRAÇO: 2ª Copa RS Festa da Uva de Luta de Braço DOM. 13:00. Athletic Body Fitness Academia

PERIMETRAL NORTE: MOREIRA CÉSAR, 3.468, SÃO JOSÉ | ENXUTÃO: LUIZ COVOLAN, 1.560, SANTA CATARINA | PRAÇA PEDAVENA: AV. RIO BRANCO, ANA RECH | ATHLETIC ACADEMIA: VEREADOR MÁRIO PEZZI, 458, 2º ANDAR

FORÇA NO PEDAL Quem disse que não é bom andar de bicicleta em Caxias? Para quem leva o esporte a sério – ou, pelo menos, se dedica a ele com gosto –, a cidade tem programação especial neste domingo. É a chance de testar quem se sai melhor no sobe-e-desce da topografia local, na 7ª e última etapa do Campeonato Gaúcho de Ciclismo. O evento integra o calendário esportivo da Festa da Uva. Serão cerca de 120 atletas disputando 5

troféus e medalhas. O tempo de prova varia de acordo com a categoria de cada competidor, de 0:30 a 1:20. Os 5 primeiros colocados também ganharão uma premiação extra: de R$ 50 até R$ 200. Ficou tentado a participar? Ainda dá tempo. As inscrições podem ser feitas até domingo, no local. DOM. 8:00. De R$ 35 até R$ 50. Perimetral Norte

Caxias entra na fase de testes Férias, que nada. O Caxias entra na época das festas de fim de ano se puxando na preparação para o Campeonato Gaúcho de 2012. Na próxima semana, faz o primeiro dos 4 amistosos que integram a pré-temporada. O adversário é o Veranópo-

lis, com quem os grenás vão cruzar na chave 2 do Gauchão. E o Caxias segue ensaiando jogadas – e testando seus jogadores – até 15 de janeiro. QUI. 17:00. Estádio Antonio David Farina, em Veranópolis

09.DEZ.2011

29


30


09.DEZ.2011

31


32


Edição 107