Issuu on Google+

Propriedade: Rádio Popular do Concelho de Soure, CRL Director: Ilídio Seco Publicação Quinzenal (sai à sexta-feira)

Preço: 1 € (IVA incluído) Ano XI - Edição nº 375

10 FEVEREIRO 12 | Sexta-feira

Email: popularsoure@sapo.pt

Três milhões de euros para apoio social Novos equipamentos sociais, num valor a rondar os três milhões de euros, foram inaugurados no concelho de Soure, resultantes de parcerias entre o Poder Central, Município e instituições. Páginas 3 e 5

POR FALTA DE DOCUMENTAÇÃO

OPINIÃO GRANJENSE SOLIDÁRIO

UM POUCO POR TODO O CONCELHO

PASSA PARA MONTEMOR-O-VELHO

GNR detém caçadores ilegais em Vila Nova de Anços

Câmara recebe roupa destinada a famílias carenciadas

Colectividades fazem bailes para festejar Carnaval

Governo ensaia encerramento do tribunal de Soure

PÁG. 10

PÁG. 2

PÁG. 6

PÁG. 7


O Popular de Soure

2

10 FEVEREIRO 2012 | sexta-feira

DOS LEITORES

Opinião Granjense Solidário entrega roupas à Câmara Municipal

Pontos de vista!...

A União faz a Força- Querer é Poder– O Homem sonha a Obra nasce - são alguns dos aforismos com real e justo cabimento nas realizações da Associação Empresarial de Soure. Com efeito, o ano de 2011 foi profícuo em actividades promovidas por este jovem organismo da nossa Terra. Feira do Livro, Semana Gastronómica, Festa e Feira de S. Mateus já tinham sido provas da sua capacidade organizadora e realizadora de “marcos” especiais na vida de Soure e seu Concelho. A Campanha de Natal foi o muito digno corolário destas Acções em que pôs todo o seu empenhamento e vontade, “arrastando” uma vez mais o Comércio Local a participar, numa colaboração exemplar,sem olhar a concorrências, antes entendendo que a união de todos contribuiria para atrair clientes e, deste modo, aumentar as transacções nos seus estabelecimentos.

E nada faltou! Desde logo a colocação de um enorme e bonito cartaz na rotunda Norte da Vila, começando logo aí a informação e aguçando a curiosidade de quem a Soure se deslocasse nesta quadra Natalícia. Depois, as iluminações de muito bom gosto (que sendo dispensáveis alegram as ruas e as gentes), a música ambiente, horários alargados, animação de rua, carrossel infantil, as farturas, tudo pensado ao pormenor para chamar miúdos e graúdos… A distribuição de rebuçados e sacos para as compras com o logótipo da Associação foi outra ideia bem conseguida, adoçando a boca e os olhos aos clientes, num gesto simpático de bem receber. Os animadores de rua foram também importantes dando alegria às ruas e a quem por eles passava. Verdadeiros profissionais já que, em dois dias de chuva – se bem que fraca – não desmobilizaram e continuaram ao encon-

tro das crianças, brincando com elas, dando-lhes balões, surpreendendo-as, em especial o jovem de andas, altíssimo que se dobrava até elas para lhes falar. Deixei para o fim um espectáculo que “me fez voltar à infância”, mais precisamente à praia da Figueira, onde, com muita frequência “apareciam os Robertos”, para grande alegria de toda a garotada. No sábado, 10 de Dezembro, assisti com muito gos to e atenção a uma das suas actuações. As histórias, o tom das vozes, as cenas de “pancadaria” são ainda as de sempre, tal como o é a imprescindível “barraca dos Robertos”. Tudo isto merece – na minha opinião – uma palavra de apreço e reconhecimento. Estão todos de Parabéns pela Campanha realizada, pela iniciativa, pelo trabalho desenvolvido, pela saudável cooperação entre os comerciantes e estes com a sua Associação. Os tempos não estão bons, sabemo-lo. No entanto, oxalá a afluência de clientes e as transacções efectuadas te nham recompensado o entusiasmo e trabalho posto na concretização deste projecto!

O Opinião Granjense (www. opiniaogranjense.com.pt), com o apoio do Gare Caffé, levou a cabo mais uma campanha de recolha de roupa (“Opinião Granjense | Natal 2011”), no passado mês de Dezembro. A campanha, que se realiza pelo segundo ano consecutivo, superou em larga escala os números do ano transacto. Este é um papel que o Opinião Granjense procura cumprir durante todo o ano, fomentando campanhas de participação social nas mais diversas áreas da sociedade (Acção Social, Ambiente, Cultura, etc…). As roupas recolhidas foram entregues à Câmara Municipal de Soure, que

Algumas das roupas recolhidas

através do seu departamento de Acção Social encaminhará os bens doados, tanto para famílias mais carenciadas (iden-

tificadas pelo próprio departamento), como para a rede concelhia de IPSS´s. À Câmara Municipal de Soure, por ser veículo transmissor da recolha, colocando assim no terreno as roupas nas famílias que mais necessitam, o nosso agradecimento. Agradecemos igualmente, e com especial enfoco, aos participantes nesta acção. É sempre um motivo de orgulho para nós, saber que há pessoas que se preocupam em ajudar o próximo. Com o Opinião Granjense poderão contar… SEMPRE!

Mário Jorge (Vereador) Pedro Cadete (Gare Caffé) e Vítor Oliveira (Opinião Granjense)

Opinião Granjense

Célia Cruz

Poemas: Perguntas com Respostas

Rádio Popular do Concelho de Soure, C.R.L

CONVOCATÓRIA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA António José Martinho Santos Mota, Presidente da Mesa da Assembleia Geral da Rádio Popular do Concelho de Soure, C.R.L. Nos termos do artigo 45º do Código Cooperativo, convoco a Assembleia Geral da Cooperativa para uma sessão extarordinária a realizar no Auditório “Família Duarte Santos” nas instalações da Rádio Popular, sitas no Largo Conde Ferreira, N.º 18 desta vila de Soure, no próximo dia 15 de Fevereiro de 2012 (quarta feira), pelas 19 H 00, com a seguinte:

Não te assustas Quando vês alguém Doente, não te preocupa Pode acontecer a ti também

No coração de cada um Por isso convém Beber rum Com mais alguém

Somos todos filhos de Deus Portanto somos todos irmãos Afinal que assuntos teus Para que todos dêem as mãos

Enfim assim termino Para que tu olhes E ganhes mais tino Com chuva ácida não te molhes Pedro Faria Venda Nova - Soure

Fraternidade Palavra bonita Amizade Coisa que habita

Tribunal Judicial de Soure Secção Única Rua São João de Deus - 3130-350 Soure Telef.: 239506470 Fax 239507307 Mail: soure.tc@tribunais.org.pt

2ª PUBLICAÇÃO

ORDEM DE TRABALHOS: Ponto Um – Deliberar sobre a transmissão para a sociedade RPCS - Soure FM Unipessoal, Lda; do titulo de publicação periódica quinzenal “ O Popular de Soure” (jornal), que explora, com o Registo de Publicação ICS numero 121450, propriedade de publicação nº 212449, depósito legal nº 122026/98. Ponto Dois - Deliberar sobre a Cedência, a titulo oneroso, da totalidade da quota que esta CRL detém na sociedade RPCS - Soure FM Unipessoal, Lda, com o capital social de 5.000€, NIPC 505 778 829, correspondente à anterior matricula nº 538 da Conservatória do Registo Comercial de Soure, com sede em Largo Conde Ferreira, 3130-512 Soure. Conforme estabelecido no artigo 48.º do Código Cooperativo, se à hora marcada não estiverem presentes mais de metade dos Cooperadores, a Assembleia reunirá com qualquer número de presenças, uma hora depois.

Soure, 30 de Janeiro de 2012

Processo: 475/2001

Execução Ordinária

Data: 12-12-2011

Exequente: Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Pombal Executado: João Miguel Pinheiro Ribeiro e outro(s)... Nos autos acima identificados foi designado o dia 01-03-2012, pelas 13:30 horas, neste Tribunal, para a abertura de propostas, que sejam entregues até esse momento, na Secretaria deste Tribunal, pelos interessados na compra do(s) seguinte(s) bem/bens: TIPO DE BEM: Imóvel ART. MATRICIAL: 6418 DESCRIÇÃO: fracção autónoma designada pela letra J, correspondente a uma garagem na cave, sendo a segunda de norte para sul, do prédio sito em Crasto, inscrito na matriz urbana sob o artº 6418 e descrito na CRP de Soure sob o nº 3267, registado pela cota F-2 PENHORADO EM: 24-01-2002 00:00:00, AVALIADO EM: € 808,05 PENHORADO A: EXECUTADO: João Manuel Pinheiro Ribeiro, Estado civil: casado, Documentos de Identificação: BI - 7087373, Passaporte - F 515717, NIF - 126444676. Endereço: Urbanização Encosta do Sol, Lote 96 - 3º Dtº, Soure, 3130-255 Soure. VALOR BASE: € 10.000,00

O Presidente da Mesa da Assembleia Geral António José Martinho Santos Mota, Dr

VALOR A ANUNCIAR PARA VENDA: 70% do valor acima indicado. O Juiz de Direito, Dra Vanda Lisa Sousa O Oficial de Justiça, Filomena Costa Gonçalves O POPULAR DE SOURE Nº 375 de 10.02.2012

Jornal O POPULAR DE SOURE - edição nº 375 de 10.Fev.2012


10 FEVEREIRO 2012 | sexta-feira

O Popular de Soure

CONCELHO

3

Misericórdia investe dois milhões em novos equipamentos sociais O ministro da Solidariedade e da Segurança Social, Pedro Mota Soares, presidiu, no sábado, 4 de Fevereiro, à inauguração do novo Lar e Creche da Santa Casa da Misericórdia de Soure. Uma obra que representa um investimento de cerca de dois milhões de euros, 30 por cento dos quais comparticipados pelo Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais (PARES). O governante gostou do que viu e considerou tratar-se de uma obra social “magnífica” fruto da “enorme alma” do provedor Reinaldo Ramos. Mota Soares enalteceu o facto de o investimento resultar de uma parceira entre o Estado Central, o Poder Local e a Misericórdia, até porque «a Administração Central não tem vocação para gerir obras de proximidade». Na sua intervenção, Reinaldo Ramos aproveitou para agradecer a política de Apoio ao Investimento do Município de Soure, sublinhando que «sem o seu continuado apoio não teria sido possível a concretização do projecto». Segundo o provedor, com a entrada em funcionamento daquele novo equipamento social, a Misericórdia criou 26 novos postos de trabalho, o que faz com que a Instituição reúna perto de 130 colaboradores, facto que «constitui um contributo significativo para a crescente dinâmica da Acção Social concelhia». Por outro lado, a Misericórdia «vê reforçada a sua capacidade de intervenção social», passando a apoiar em termos globais, 33 crianças (em creche), 50 crianças (em Jardim-de-infância), 146 idosos em Lar, 36 idosos (Centro de Dia), 30 idosos (Centro de Convívio), 80 (Apoio Domiciliário) em diversas povoações do concelho», referiu, ainda, Reinaldo Ramos. Aproveitando a presença do mi-

nistro da tutela, o provedor deu a conhecer, também, as diversas secções a nível cultural e recreativo da Misericórdia, que movimentam várias dezenas de pessoas (crianças, jovens e idosos), através do seu rancho folclórico (56 pessoas), escola de música (22) e escola de dança (16). Já para o presidente da Câmara Municipal, a inauguração daquele novo equipamento «é mais um exemplo de que no concelho de Soure, estamos a procurar cumprir com o nosso plano de

desenvolvimento social.» João Gouveia recordou que no plano de prioridades do Município, a Acção Social «tem merecido um destaque especial, e é a partir daqui que têm surgido estas respostas sociais», acrescentando que, recentemente, foi melhorado o grau de cobertura social em zonas periféricas, com a inauguração do lar em Alfarelos, e da creche e lar na Vinha da Rainha. Depois de ter sublinhado a importância da parceria entre o Poder Central, o Poder Local e as próprias instituições de solidariedade social, o autarca socialista realçou os apoios concedidos pelo executivo a que preside no âmbito da acção social. «Não são subsídios», diz, adiantando que «a acção social é também uma atribuição municipal, e tendo em conta um período difícil como aquele que agora Portugal atravessa, mais do que um mero cumprimento legal, é também, um imperativo

de consciência social». Na sua intervenção, o ministro disse que o Governo adoptou um limite na admissão em lares de idosos a famílias com maiores recursos financeiros, permitindo criar vagas para famílias mais desfavorecidas. Em declarações aos jornalistas, à margem da inauguração do lar e creche da Misericórdia, Pedro Mota Soares disse que passa a haver, por instituição, «um limite de 15 por cento de casos, em que as pessoas podem pagar um pouco mais». «Até aqui o que acontecia é que o Estado permitia que as famílias com maiores rendimentos pudessem pagar um pouco mais. Sucede que essa possibilidade era individual a cada uma das famílias, nós mudamos essa regra», disse o ministro. As novas regras obrigam ainda a criar uma vaga para pessoas com menores rendimentos, sempre que as instituições aceitarem famílias com maiores ren-

dimentos, explicou. «O que hoje acontecia é que como cada uma das famílias podia pagar um pouco mais, muitas instituições, para garantir a sua sustentabilidade, eram forçadas a ter pessoas com maiores rendimentos e, muitas vezes, negavam até o acesso a pessoas com menores rendimentos», adiantou. Agora, com as novas regras, «sempre que uma instituição aceitar uma família que tem maiores rendimentos e pode pagar um pouco mais, terá obrigatoriamente que criar uma vaga para um idoso com menores rendimentos», disse o ministro. No discurso que proferiu na cerimónia de inauguração, o titular da pasta da Solidariedade admitiu que o Governo o que está a fazer, com as novas regras estipuladas em protocolo com as instituições de apoio social, «é efectivamente, diria que quase obrigatoriamente, estar a criar vagas para as pessoas com menos recursos financeiros».

Misericórdias como ‘produto de exportação’ Pedro Mota Soares, enalteceu o trabalho de resposta social das Misericórdias, realçando que o conceito «galgou» as fronteiras nacionais «e podia até ser considerado um produto de exportação». No seu discurso, o ministro disse que as Misericórdias «chegam mesmo hoje a estar no es-

trangeiro, em todo o mundo, lá como cá sempre com um enorme sucesso». «Nesse sentido as Misericórdias podiam até ser consideradas um produto de exportação e temos de considerar que num período de dificuldades, em que também temos nós próprios de ultrapassar as fronteiras, do ponto de

vista da resposta social a resposta das Misericórdias deve ser enaltecida», disse o ministro. «Isto deve ser celebrado, porque é de facto uma ideia de génese portuguesa, uma ideia que há 500 anos continua fiel ao seu código genético que é servir os outros, poder ajudar os outros», frisou.


O Popular de Soure

4

10 FEVEREIRO 2012 | sexta-feira

AUTARQUIA

Deliberações da Câmara Municipal de Soure, na sua reunião, realizada no dia 27 de Janeiro de 2012. EDUCAÇÃO - Ensino Básico Os alunos e professoras da EB1 de Gesteira, enviaram um ofício para a Câmara Municipal, no qual agradecem ao Município a pintura efectuada no interior das duas salas de aula e respectivos halls. O Executivo tomou conhecimento. CULTURA No âmbito da Rede Urbana “Castelos e Muralhas Medievais do Mondego”, concretamente o Programa de Valorização do Espaço Muralhado de Soure, foi aprovada por unanimidade a escolha de procedimento prévio com vista ao desenvolvimento de Projectos de Especialidade. CULTURA A Câmara aprovou por unanimidade adquirir 50 exemplares da obra “Histórias e Poesias Verdadeiras”, de autoria de Henrique Neves, um munícipe que tem vindo a manifestar interesse pela escrita e já com algumas obras publicadas. A aquisição representa um custo de 300 euros. CULTURA Foi aprovada por unanimidade a Proposta de Apoio à Cultura, relativamente ao ano de 2012.

valores superiores à base definida. HABITAÇÃO, URBANISMO E URBANIZAÇÃO Iluminação Pública O executivo deliberou, por unanimidade, aprovar a homologar o auto de recepção definitiva, bem como a extinção da respectiva caução, referente à iluminação da área adjacente ao Castelo de Soure, por ter decorrido o prazo de garantia estabelecido por lei e caderno de encargos. HABITAÇÃO, URBANISMO E URBANIZAÇÃO Urbanização e Urbanismo No que concerne a Construção de Passeios, foi aprovada por unanimidade a escolha de procedimento prévio, com vista à realização de trabalhos nos acessos à Creche e Novo Lar da Vinha da Rainha. HABITAÇÃO, URBANISMO E URBANIZAÇÃO Relativamente à Reabilitação da Zona Adjacente ao Polidesportivo da Palmeira, nomeadamente infra-estruturas eléctricas, foi deliberado a 27.07.2006 a homologação do auto de recepção provisória dos referidos trabalhos. Nesta Reunião de Câmara, o executivo sourense aprovou por unanimidade o auto de recepção definitivo desta empreitada. HABITAÇÃO, URBANISMO E URBANIZAÇÃO, REDE VIÁRIA E SINALIZAÇÃO… A autarquia aprovou a ratificação da adjudicação de serviços externos de fiscalização, pelo valor de 17.400,00€, referente aos trabalhos de ligação de Gás Natural à vila de Soure. O serviço visa efectuar um controlo/verificação da execução dos trabalhos nas vias municipais, nomeadamente quanto às suas implicações com infra-estruturas existentes, água, saneamento, vias, passeios e outras. SANEAMENTO E SALUBRIDADE - ABASTECIMENTO DE ÁGUA… No âmbito do POCAL – Plano Oficial de Contabilidade das Autarquias Locais, bem como as exigências legais, o executivo aprovou por unanimidade a escolha de procedimento prévio para apoio externo especializado, com vista a uma Inventariação do Património. Não tendo como objectivo imediato assegurar a totalidade do seu património, o Município entende como prioritário o inventário do imobilizado inerente aos Sistemas de Abastecimento de Água e de Saneamento de Águas Residuais Urbanas, não só pelo valor associado, mas também pela segurança de qualidade e disponibilidade de serviço que a Autarquia tem como missão de assegurar aos Munícipes.

DESPORTO E TEMPOS LIVRES No âmbito da Conservação/Reparação de Polidesportivos, foram aprovadas por unanimidade as homologações de dois autos de recepção provisória, relativos às empreitadas levadas a cabo no Polidesportivo da Granja do Ulmeiro e no Polidesportivo de Tapéus. DESPORTO E TEMPOS LIVRES A Câmara aprovou por unanimidade a homologação do auto de recepção definitiva relativo à iluminação do Polidesportivo da Palmeira, na vila de Soure, por já ter decorrido o prazo de garantia estabelecido por lei e caderno de encargos (cinco anos). Deliberou, ainda, extinguir a respectiva caução. DESPORTO E TEMPOS LIVRES Relativamente a Conservação/Reparação de Piscinas Municipais, foi aprovado por unanimidade o auto de recepção provisória, no que concerne à correcção de anomalias na Piscina Municipal de Vila Nova de Anços. Recorde-se que, a referida empreitada, foi adjudicada por deliberação de Câmara de 14.04.2011, pelo valor de 4.490,00 €, acrescido de IVA. ACÇÃO SOCIAL - Apoios ao Investimento // 2012 O executivo aprovou por unanimidade uma transferência de capital de 75.000,00 € para a Fundação Maria Luísa Ruas, da Gesteira, destinada à aquisição de um terreno para construção do novo Lar, Creche e Jardim-de-Infância, correspondendo a 50% do seu valor global. HABITAÇÃO, URBANISMO E URBANIZAÇÃO - Iluminação Pública Votado, por unanimidade, a não adjudicação, e proceder à abertura de novo procedimento, referente à Rede de Distribuição e Iluminação em Soure. Em 16 de Dezembro do ano passado, a autarquia tinha deliberado recorrer ao ajuste directo para a realização da empreitada, com um preço base de 25.470m25€. Contudo, o relatório de concurso apontou para a exclusão das três propostas apresentadas, devido ao facto de todas elas apresentarem

ABASTECIMENTO PÚBLICO - Água Relativamente a Construção/Reparação de Estações Elevatórias, o executivo tomou conhecimento da Revisão de Preços, no que concerne à Estação Elevatória entre os Reservatórios de Carvalhal - Tapéus e das Degracias. ABASTECIMENTO PÚBLICO - Água A empreitada de Substituição da Adutora/Distribuidora ao Formigal, Cabeça Carvalha e Casal de Almeida, foi adjudicada por deliberação de Câmara de 17.06.2010, pelo valor de 103.136,84 €, acrescido de IVA. Nesta Reunião de Câmara, foi aprovada por unanimidade a homologação do auto de recepção provisória dos referidos trabalhos. ABASTECIMENTO PÚBLICO DE ÁGUA, SANEAMENTO E SALUBRIDADE Com vista ao reforço de meios, no que diz respeito a Águas e Saneamento, o executivo aprovou por unanimidade a ratificação que visa a escolha de procedimento prévio para a contratação de serviços externos. Também por unanimidade, foi aprovada a ratificação da adjudicação destes serviços (pelo período de um ano), por 27.000,00 €. DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO Apoio À Actividade Económica Por deliberação de 20.07.2006, a Câmara Municipal homologou o auto de recepção provisória, relativo a trabalhos desenvolvidos na Zona Industrial de Soure, nomeadamente infra-estruturas e arranjos urbanísticos. Nesta Reunião, o executivo aprovou por unanimidade a homologação do auto de recepção definitiva, relativamente a esta empreitada. DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO Apoio À Actividade Económica Baseado em informação jurídica, a Câmara deliberou isentar do pagamento de taxas uma empresa localizada na Zona Industrial de Soure, no valor de 877€, no âmbito de uma comunicação prévia de obras para legalização de uma serralharia mecânica.

DES. ECONÓMICO - Apoio À Actividade Económica Foram aprovados por unanimidade quatro Votos de Louvor, a outras tantas empresas do Concelho de Soure, pelas distinções obtidas em 2011: empresa “Perfume Arte – Comércio de Artigos Cosméticos do Centro, Lda.” (PME EXCELÊNCIA), “Armindo Freitas Carregado, Lda.” (PME LIDER); “Modernação Habitação e Construção, Lda.” (PME LIDER); “Armindo Nogueira e Valente, Lda.” (PME LIDER). Acrescente-se que, em relação à “Perfume Arte – Comércio de Artigos Cosméticos do Centro, Lda.”, esta empresa viu o seu trabalho distinguido nos últimos dois anos como PME LIDER, atingindo agora o estatuto de PME EXCELÊNCIA. COMUNICAÇÕES E TRANSPORTES - Rede Viária e Sinalização Em 19.08.2005, o executivo deliberou abrir concurso com vista à realização da obra com a designação “Comunicações e Transportes – Outras Recargas – Arruamentos na Freguesia de Figueiró do Campo”. O mesmo executivo aprovou a sua adjudicação em reunião de 24.09.2005. No entanto, a sua execução nunca viria a ser iniciada, tendo a mesma sido consecutivamente adiada, em virtude da prevista ligação do saneamento básico ao lugar de Casal do Facho, uma vez que a abertura de valas e instalação de colectores, na via, implicaria o corte e destruição do pavimento, bem como o decurso de um período de tempo necessário ao normal assentamento dos solos colocados em vala, antes de qualquer pavimentação. Nesta Reunião de Câmara, foi aprovada por unanimidade a revogação das deliberações de 19.08.2005 e de 24.09.2005, bem como a abertura de novo procedimento, para esta intervenção no Casal do Facho e Rua das Alagoas, Freguesia de Figueiró do Campo. COM. E TRANSPORTES - Rede Viária e Sinalização No que concerne a Recargas, o Município de Soure deliberou a 28.12.2002, a homologação do auto de recepção provisória, relativo aos trabalhos realizados na Estrada Ramalheira/Quatro Lagoas. Foi agora aprovada por unanimidade a homologação do auto de recepção definitiva. COM. E TRANSPORTES - Rede Viária e Sinalização O executivo aprovou por unanimidade a não adjudicação da empreitada de realização de acessos à Creche e Lar da Vinha da Rainha, bem como proceder à abertura de novo concurso. A situação deve-se ao facto às alterações verificadas nos nas condicionantes locais, o que originou a um recálculo do valor base de 26.802,76 € para 35.406,42 €. COM. E TRANSPORTES - Rede Viária e Sinalização No que concerne a Conservação/Reparação da Rede Existente – Em Zonas Rurais, foi aprovada por unanimidade a escolha de procedimento prévio com vista à realização de trabalhos em Arruamentos Diversos na Freguesia de Vila Nova de Anços. COMUNICAÇÕES E TRANSPORTES - Rede Viária e Sinalização Relativamente à Abertura de Estradas e Caminhos, o executivo tomou conhecimento da Revisão de Preços, na intervenção da EN 348 (execução de um Troço, Kms 21,1 a 23). COMUNICAÇÕES E TRANSPORTES - Rede Viária e Sinalização Foram aprovadas por unanimidade três homologações de autos de recepção definitiva, concretamente: Reabilitação da E.M. 563 entre Degracias e Rabaçal; Ligação à Nova Escola Secundária de Soure e Zona Envolvente; EN 342/Troço Soure – Condeixa-a-Nova, Nova Rotunda – 1.ª Fase/Construção (Ligação à Nova Escola Secundária de Soure e Zona Envolvente). COMUNICAÇÕES E TRANSPORTES A “Brisa – Concessão Rodoviária, S.A.” requereu à Câmara Municipal de Soure a declaração de interesse público municipal, para instrução de procedimento legal de Reconhecimento do Relevante Interesse Público, que decorre na CCDRC-C, para realização do Nó de Soure, a integrar no sublanço Pombal/Condeixa da A1 – AutoEstrada do Norte, em área integrada na Reserva Ecológica Nacional. O executivo aprovou por unanimidade a deliberação de submeter à Assembleia Municipal, o Reconhecimento do Interesse Municipal na utilização de solos integrados na Reserva Ecológica Nacional, para execução do Nó de Soure. GRUPO PARLAMENTAR DO PCP O executivo tomou conhecimento de um ofício enviado pelo Grupo Parlamentar do PCP, relativamente ao Debate de Urgência que aquele partido político agendou na Assembleia da República sobre a TDT – Televisão Digital Terrestre e o apagão das emissões analógicas de TV.


10 FEVEREIRO 2012 | sexta-feira

O Popular de Soure

CONCELHO

5

Vinha da Rainha inaugurou novos equipamentos sociais O dia 29 de Janeiro foi de festa na freguesia de Vinha da Rainha, ao inaugurar novas valências da Associação Cultural, Desportiva e de Solidariedade local, que irão servir 30 crianças em creche e 18 idosos em lar. As instalações dispõem, ainda, de um novo Centro de Actividades dos Tempos Livres. Uma cerimónia que contou com a presença do director do Centro Distrital de Segurança Social de Coimbra para além do presidente da Câmara Municipal de Soure. Fernando Cruz, presidente cessante da direcção da instituição, começou por referir que uma inauguração deve servir, essencialmente, para dar conta do “uso dos dinheiros públicos” afectados à obra. Que contou com apoio do Ministério do Trabalho e Segurança Social, da Câmara Municipal de Soure e da própria Associação. “Os equipamentos que hoje inauguramos, especialmente o lar, constituem uma ambição antiga da direcção da Associação. Alguns anos atrás, quando inaugurámos o outro lar que temos em funcionamento, percebemos que a capacidade não tinha resposta para a freguesia”, frisou o dirigente, para em seguida explicar as diversas razões, pelas quais, a Associação da Vinha da Rainha teve de esperar alguns anos para se lançar na construção daquelas novas infra-estruturas, agora concluídas, sendo uma delas assegurar o “arcaboiço” financeiro para o efeito. Depois de fazer um conjunto alargado de agradecimentos às diversas entidades e particulares que contribuíram para a conclusão da obra, Fernando Cruz terminou a sua intervenção afirmando que a Associação da Vinha da Rainha “é hoje uma grande instituição, mas daqui a dois dias, a um mês, a um ano, a dois anos, será ainda maior do que é hoje”. “MOMENTO DE PARTICULAR ALEGRIA” Por sua vez, o presidente da Junta de Freguesia local, sublinhou que a cerimónia de inauguração de um novo equipamento “é sempre um momento de particular alegria por corresponder às expectativas da comunidade que pretende servir”. Evaristo Duarte regozijou-se pelo facto da Associação vir mantendo ao longo dos anos, uma ligação de “proximidade com a população da freguesia, com o objectivo de assegurar, aumentar e melhorar as suas respostas sociais”. Ramiro Miranda, director do Centro Distrital de Segurança Social de Coimbra, sublinhou o facto de a instituição ter visto aprovadas duas candidaturas no âmbito do Programa PARES - Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais -, que tem como objectivo a ampliação da rede de equipamentos sociais, tendo em conta que “só 20 por cento das

candidaturas apresentadas foram aprovadas”. Por isso, aquele responsável acrescentou que era importante realçar “a qualidade e o trabalho realizado na instituição, que permitiu estas aprovações”, nomeadamente, “a atitude, a iniciativa e o empreendedorismo, de quem a dirige, dos seus trabalhadores e da co-

munidade da Vinha da Rainha que contribuíram para a concretização deste projecto, ao relevar a importância desta obra, para as crianças e idosos da freguesia”. Por seu turno, João Gouveia reforçou a ideia de que o concelho de Soure “tem uma rede de acção social muito eficaz”. O presidente da Câmara Munici-

pal recordou aos presentes que o Município “aprovando sempre uma fatia significativa da despesa pública e do investimento público municipal para a Acção Social, agora que estamos num período de crise, diminuindo a despesa global, nós reforçámos quer em termos percentuais, quer em termos absolutos, aqui-

Novos dirigentes empossados Tomaram posse, no passado dia 29, os dirigentes eleitos para o triénio 2012 a 2014 da Associação Cultural Recreativa e de Solidariedade da Freguesia de Vinha da Rainha, resultantes da Assembleia Geral de 18 de Dezembro. Com dois lares, creche, CATL, Centro de Dia, Centro de Convívio, grupo de teatro, secção de BTT, Futebol de formação e Sénior, para além de centro de formação profissional, a Institui-

ção emprega mais de quatro dezenas de pessoas, dispondo de mais de uma centena de acordos para utentes das diversas valências, movimentando a nível desportivo mais de 100 atletas. A Assembleia Geral é presidida por João Carlos Martins, sendo coadjuvado por António Simões e José Martins Guardado (secretários). Firmino Ramalho preside à direcção, que integra, ainda, Mário Jorge Nunes (vice-presidente),

Luzia Santos Costa (secretári a), António Manuel Santos (tesoureiro) e Lucídio Mendes (vogal). António Duarte Simões, Paulo Murgeiro, Júlio Martinho Andrade, Nuno Carvalho e José Nunes da Silva, encontram-se como suplentes. Por sua vez, o Conselho Fiscal é presidido por Ilídio Seco, sendo coadjuvado por Gisela da Cruz e Horária Cavacas. Como suplentes figuram Carla da Silva, Vítor Ramalho e José Fernandes.

lo que é o investimento público municipal na Acção Social”. Na sua intervenção João Gouveia referiu, ainda, que as candidaturas podem até ser aprovadas pelo Poder Central, desde logo porque a Acção Social pode até ser uma prioridade nacional, mas relembrou que é também necessária que essa seja uma prioridade municipal, uma vez que no caso de Soure, a autarquia tem co-financiado os projectos aprovados em 15 por cento, apesar do Orçamento Geral do Estado ter retirado nos últimos dois anos, dos cofres do Município de Soure, cerca de dois milhões de euros, facto que por vezes, poderá contribuir para que as transferências das respectivas verbas, da Câmara para as IPSS, não ocorram com a celeridade desejada. O autarca não tem dúvidas de que “o não envolvimento de forma significativa, em termos práticos do Município num qualquer investimento, pode fazer a diferença entre uma IPSS poder ou não fazer o investimento”.


O Popular de Soure

6

10 FEVEREIRO 2012 | sexta-feira

CONCELHO

Colectividades festejam Carnaval

Porfírio Quedas reeleito presidente da Filarmónica Vilanovense Porfírio António Cardoso Quedas foi eleito presidente da Direcção da Sociedade Filarmónica Recreativa Beneficiente Vilanovense para o ano em curso. Trata-se de uma colectividade fundada a 10 de Março de 1878, tendo-lhe sido atribuído pelo Rei D. Carlos, o título de Banda Real. A filarmónica de Vila Nova de Anços é, ainda, detentora da Medalha de Mérito Cultural da Câmara Municipal de Soure. A direcção liderada por Porfírio Quedas é composta por José António Pereira dos Santos (vice-presidente), Helder dos Santos Duque e José João da Silva Alves (secretários), José Sousa Gariso (tesoureiro), João Rui Carraca Duque e Gilberto Lopes Miranda Cordeiro (vogais). Como suplentes encontram-se Jorge Carlos Silva Gante, João António Cordeiro Abreu Cascão, João António Gante Góis, Paulo Jorge Machado das Neves, António José Leal Agante, Marco Sérgio Santos Costa e Rui Filipe Costa Gariso. Por sua vez, João de Sousa da Cruz presidirá à Assembleia Geral, que será coadjuvado por José Luís dos Santos Brito (vice-presidente), José Fernando Oliveira Serrano e Eduardo Andrade Dias (secretários).

Pinturas de Helena Roso expostas na praia de Mira

Cumprindo a tradição, são várias as colectividades do concelho de Soure que promovem os animados Bailes de Carnaval, proporcionando uma noite de convívio e de folia. No dia 18, a animação carnavalesca acontecerá na sede da Associação das Degracias. O baile será abrilhantado pelo grupo “BandaZona” que apresentará, pela segunda vez, o espectáculo que preparou para a tour 2012. Também no dia 18, os festejos animarão a noite na Granja do Ulmeiro. A Associação local através da Futsal Formação, realiza um baile de Carnaval com

Dj “Magníficos” e uma passagem de modelos em lingerie com “Cláudia Chifre”, “Fernanda Serra-mo”, “Barba Guimarães” e “Irina CR69”, sendo, ainda, feita a eleição dos Reis de Carnaval 2012. No dia seguinte será realizado o tradicional Cortejo Carnavalesco daquela freguesia do concelho de Soure. No mesmo dia, o Centro Social do Sobral, através da sua secção do rancho folclórico, organiza um baile abrilhantado pelo grupo “Os Celtas”. Na ocasião haverá o habitual concurso de máscaras com prémios (leitão,

presunto e bacalhau) para os três primeiros classificados, entre outros. No dia 20 será a vez dos festejos do Carnaval chegar a Vila Nova de Anços com o já afamado baile abrilhantado pelo grupo “BandaZona”. A organização estará a cargo da Sociedade Filarmónica Vilanovense e o evento decorrerá no salão da Casa do Povo local. À semelhança de anos anteriores, haverá prémios para os melhores mascarados, para além de um serviço de bar com “comes e bebes” com destaque para as tradicionais bifanas.

Pouca Pena recebe encontro de Gaiteiros A Associação Social, Recreativa e Cultural da Pouca Pena tem a seu cargo a organização de um Encontro de Gaiteiros, agendado para dia 4 de Março. A iniciativa deverá contar com a participação de 14 grupos, provenien-

tes de várias regiões do país, sendo quatro delas oriundas do concelho de Soure. Ainda numa fase preliminar de definição, o programa terá início pelas 9 horas com a recepção aos grupos participantes, seguindo-se uma ar-

ruada pelas ruas da aldeia de Pouca Pena. Pelas 12:30 horas terá lugar um almoço de confraternização entre os elementos de todos os grupos, seguindo-se uma actuação em palco por cada um dos grupos de gaiteiros.

Helena Roso, que residiu durante vários anos em Vila Nova de Anços (Soure), expôs as suas obras no Museu Etnográfico da Praia de Mira. A pintura de Helena Roso voltará a estar em destaque no mês de Março, com uma exposição individual na Figueira da Foz, seguindo-se, em Abril, na galeria Providência Portuguesa, em Coimbra. Helena Maria Alves Roso, nasceu em Lisboa no ano de 1967, residiu em Vila Nova de Anços, concelho de Soure, tendo em 1985 ingressado no Instituto Superior de Serviço Social de Coimbra, onde se licenciou em Serviço Social. Reside actualmente na Figueira da Foz. Como hobbie tem-se dedicado à pintura e à escrita, tendo em 2008 lançado o seu primeiro livro, o conto infantil intitulado “D. Cegonha Onha e Sr. Pato Real Cardal”. No decorrer do ano de 2009 participou em 3 exposições de pintura e aventurou-se num outro livro intitulado “A Fada e a Nuvem”, com dois novos contos: “A Fada Nebulosa vai à Lua” e a “Nuvem que não Sabia Chover”. Em 2010 lançou no livro de contos infantis “A Viagem da Guiomar e outros contos” de sua autoria, sendo também a ilustradora. No decorrer do ano de 2010 participa em novas exposições e integra os órgãos sociais da Associação da Amizade e das Artes Galego Portuguesa. O interesse na descoberta de novos caminhos levou a mais uma aventura pelo reino das tintas e pincéis, tendo-se iniciado na pintura pela técnica do acrílico e mais recentemente na pintura a óleo; O seu nome é mencionado no Anuário de Artes Plásticas “Galeria” e em diversos artigos de jornal.


10 FEVEREIRO 2012 | sexta-feira

O Popular de Soure

CONCELHO

7

Governo propõe extinção do tribunal de Soure O Governo propõe a extinção do tribunal de Soure no âmbito do Ensaio para a Reorganização da Estrutura Judiciária elaborado pelo Ministério da Justiça. O documento refere que a comarca de Soure apresenta valores, «quer do movimento processual quer de população, inferiores relativamente à comarca de Montemor-o-Velho». Considera, também, que no que se refere à evolução demográfica, nos últimos dez anos, a mesma comarca «apresenta uma diminuição da população em 8,43 por cento, e Montemo-o-Velho apresenta um aumento de cerca de três por cento». No que diz respeito a instalações, o mesmo Ensaio refere que o tribunal de Soure está instalado em edifício da propriedade do Instituto de Gestão Financeira e Infraestruturas da Justiça, enquanto o tribunal de Montemor-o-Velho está instalado em edifício da propriedade do Estado Português. «Ambos têm boas condições de funcionamento, no entanto Montemor-o-Velho dispõe de melhores instalações», acrescenta. O documento propõe a extinção do tribunal de Soure, passando a existir uma Instância Local em Montemor-o-Velho, «considerando que existem bons acessos rodoviários entre os dois municípios». Aquele Ensaio para a Reorganização da Estrutura Judiciária é um documento de trabalho que

apresenta propostas de reorganização de 308 tribunais em 20 Tribunais Judiciais, a funcionar com secções dispersas pela área geográfica do respectivo distrito ou região autónoma. As propostas apresentadas foram baseadas em diversos princípios orientadores, como a «criação de Instâncias Locais, com Secções de competência genérica tendo em conta a oferta pré-existente e o movimento processual, por espécie, registado» bem como a «integração destas instâncias no mesmo Tribunal Distrital, que passa a ter um único orçamento e mapa de pessoal para os funcionários de justiça, integrados numa única secretaria, que funcionará em diversos pontos da Comarca». Também assim, «o número de magistrados será definido de forma global para a comarca, podendo o seu trabalho ser prestado em mais do que um ponto da comarca». O mesmo documento refere que a «organização do tribunal tem reflexos quer na organização judicial quer nas estruturas de suporte (secretarias e secções de processos), e orienta-se para uma maior mobilidade de recursos, humanos e materiais, e de processos ou, pelo menos, da prática de actos processuais». Contactada pelo nosso jornal, a Câmara Municipal de Soure fez saber que está a analisar o referido documento do Ministério da Justiça, remetendo uma posição

Ensaio propõe Instância Local em Montemor-o-Velho e o fim da comarca de Soure

para um momento oportuno. Por sua vez, a Federação Distrital de Coimbra do Partido Socialista já fez saber a sua oposição às propostas anunciadas de encerramento de tribunais na região. “A exemplo do que ocorreu na saúde e na educação, também na justiça veio o Governo anunciar a intenção de promover o encerramento de tribunais em concelhos do interior, colocando claramente em causa o direito à igualdade de meios no acesso à

‘Artes de Palco’ festeja 8º aniversário

justiça”, lê-se no num comunicado. “A proposta de reorganização do mapa judiciário, elaborado pelo Ministério da Justiça, propõe o encerramento dos tribunais de Tábua, Penacova, Penela, Pampilhosa da Serra, Mira e Soure, assente não em qualquer negociação com as autarquias, nem com os operadores judiciários, nem com uma noção real das dificuldades e distancias da reorganização que se propõe mas

numa leitura do Guia Michelin que qualquer técnico resolveu considerar adequado para definir os encerramentos” critica o documento. Para os socialistas, “o acesso à justiça vai tornar-se, assim, mais caro e mais difícil para os cidadãos do distrito em geral e para os cidadãos dos concelhos afectados pelos encerramentos, em particular e serão postos em causa vários postos de trabalho, numa região que tanto precisa deles”.

“Espaço J” forma alunos em Suporte Básico de Vida O gabinete de Educação para a Saúde (Espaço J) do Agrupamento de Escolas de Soure dinamização uma acção sobre Suporte Básico de Vida, destinada a alunos do 10º ano de escolaridade. A iniciativa, que contou com a colaboração dos Bombeiros Voluntários de Soure, decorreu ao longo do mês de Janeiro, tendo cada turma participado em três sessões teórico-práticas, com a duração de 90 minutos cada. A ideia surgiu porque “por vezes a diferença pode ser feita por um socorro eficaz, enquanto não chega o 112”, e considerando que “todo o interesse que os alunos que iniciam o ensino secundário saibam fazer suporte básico de vida”. “Os alunos mostraram-se interessados e satisfeitos com estas sessões, pelo que para o próximo ano lectivo, esta entidade educativa volta a contar com a disponibilidade dos Bombeiros Voluntários de Soure”, refere fonte próxima dos promotores. O Agrupamento de Escolas de Soure aproveita para agradecer publicamente, à corporação de bombeiros e, nomeadamente, ao adjunto Barbosa, pelo empenho e formação naquelas sessões.

RECTIFICAÇÃO 69º Aniversário da Associação da Vinha da Rainha Aniversário foi comemorado com lanche convívio entre amigos do GAP

O Grupo de Teatro “Artes de Palco”, de Vila Nova de Anços – Soure, festejou no passado domingo, 5 de Fevereiro, o seu 8º aniversário. O programa constou de um lanche convívio que juntou muitos convivas, desde os elementos que integram o grupo, bem como outras pessoas que indirectamente colaboram com o mesmo. A

Câmara Municipal de Soure fez-se representar pela vereadora Ana Treno, autarca que mais directamente está envolvida com a área da Cultura do Município. Refira-se que, o Grupo Artes de Palco da Casa do Povo de Vila Nova de Anços (GAP) é uma Secção Cultural com autonomia na sua administração, no entanto, a sua parte contabilística é re-

alizada com intervenção directa da Casa do Povo. O GAP possui como actividades culturais, teatro (adulto e juvenil), fantoches, escola de dança (várias danças), variedades, e não há muito tempo realizou uma passagem de modelos com artigos reciclados ou para reciclagem nomeadamente (papel, cartão e plásticos).

Na edição nº 373 de “O Popular de Soure”, na notícia intitulada “Associação da Vinha da Rainha comemorou 69 anos com programa diversificado”, por lapso, não foi mencionado no programa comemorativo a actuação do Grupo Coral da Associação Instrução e Recreio 1º de Maio Alfarelense. De facto, logo após a sessão solene, foi o primeiro grupo a actuar durante a tarde do dia 4 de Dezembro último. Pelo lapso apresentamos as mais sinceras desculpas pela Instituição aniversariante, e em particular, ao Grupo Coral da Associação 1º de Maio Alfarelense.


O Popular de Soure

8

PUBLICIDADE

10 FEVEREIRO 2012 | sexta-feira


10 FEVEREIRO 2012 | sexta-feira

O Popular de Soure

PUBLICIDADE

9


O Popular de Soure

10

10 FEVEREIRO 2012 | sexta-feira

CONCELHO

“Uma esmolinha, pela sua graça”

Estamos no buraco! E, tanto, que a necessidade já chegou ao Exmº Sr. Presidente, embora, o Palácio das Necessidades não seja a sua residência oficial, antes, S. Bento. Pareceme porém que este Santo perdeu virtudes, catolicamente venerado como “advogado das coisas ruins e males desconhecidos”, atribuindo-se-lhe forças terapêuticas na cura de verrugas, cravos, e todas as excrescências carnudas e cancerígenas. Sobre estas supradi-

em crash e demais estrangeirismos singulares de desgraça em rebaixa da alta finança. Somos portugueses, e, como afiançou no outro lado do Oceano, o luso titular da Pasta das Finanças, “estamos habituados a ultrapassar tempestades”. Todavia, no momento, e em comparativo com a posição do “Costa Concórdia” a maioria esteja no flanco submerso. Vale que o Carnaval está à porta, se bem que desta, sem tolerância, pelo menos, de ponto. Cada vez mais o Entrudo se confunde com a realidade nacional, entre matrafonas, cabeçudos e outros mascarados, sobra farra e falta riqueza, inclusive de ideias. Resta-nos a esperança, mais agora que foi descoberto um planeta a 22 anos-luz da Terra com mais possibilidades de albergar vida do que qualquer outro exoplaneta. O planeta GJ 667Cc que tem 4,5 vezes a massa da Terra. A distância do planeta da sua estrela permite a existência de

Despiste contra casa provoca um morto e dois feridos graves Um morto e dois feridos graves foi o resultado de um acidente ocorrido na madrugada de domingo, 5 de Fevereiro, em Venda Nova, no Itinerário Complementar nº 2 (IC2/EN1). Tudo levou a crer que as vítimas eram imigrantes do Leste e residentes na zona de Penela. O acidente terá tido origem no despiste da viatura onde seguiam as vítimas, levando que chocasse violentamente contra uma habitação. A violência do acidente foi tal que, quando os Bombeiros Voluntários de Soure chegaram ao local, foi difícil perceber se as vítimas eram os passageiros da viatura ou também habitantes da referida habitação, tendo em conta que a vítima mortal se encontrava debaixo de escombros. Os feridos, com idades entre os 30 e os 40 anos, e que não traziam consigo qualquer documento de identificação, foram socorridos no local pelos bombeiros de Soure com a ajuda de uma viatura médica de emer-

Vítimas viajavam sem identificação (foto: Diário de Coimbra)

gência e reanimação (VMER) do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), tendo sido transportados para o Hospital dos Covões, em Coimbra.

As causas do acidente estão a ser investigadas pelo Núcleo de Investigação da Guarda Nacional Republicana que tomou conta da ocorrência.

EM ZONA DE CAÇA ASSOCIATIVA

GNR detém dois caçadores ilegais em V. N. Anços tas qualidades muito se poderia dissertar… As dificuldades do Chefe Supremo das cada vez menos Forças Armadas, alastraram-se pelas redes sociais e culminaram num rudimentar mas afluído jogo online. Logo após, irrompe o Chefe do Executivo a colocar mais uma brocha ao afirmar que temos de cumprir “custe o que custar, mesmo sabendo que custa muito”. Remato: custa tanto, que a emigração acompanha a taxa de desemprego no crescimento contínuo e para amontoamento até um dos “grandes” já anunciou a falência técnica, que não, a da equipa técnica, pelo menos, por enquanto. Portugal, é um País que gasta mais do que produz e produz mais gastos do que amealha. Assim, só pode esperar o calvário, em rating, em default e

temperaturas amenas, nem muito quentes nem muito frias, o que permite que a água permaneça em estado líquido, sustentam os investigadores. Este planeta, agora identificado fora do nosso sistema solar, tem potencial para acolher vida. Porém, temo que a Troika nos limite ao regime de aluguer ou o valor do IMI seja insustentável. Para remate, sugiro que seja de beneficiar com a aquisição deste planeta, mesmo que a crédito, pois um planeta com 4,5 a massa da Terra, tem mais que massa suficiente para nos desagrilhoar desta conjuntura. E, quanto ao nome, sempre podemos rebaptizá-lo de BAMBÚRRIO (tradução: êxito feliz e inesperado.). Aí sim, ninguém levará a mal se no telejornal alguém sugerir: A solução está em Emigrar! Para BAMBÚRRIO p.f.!

Dois caçadores ilegais foram detidos sábado, 4 de Fevereiro, à noite em Vila Nova de Anços, Soure (Coimbra), revelou fonte da GNR. Segundo fonte do comando-geral da GNR, aos homens foram apreendidos um veículo ligeiro,

duas caçadeiras, vários cartuchos, produtos ilegais de caça e um javali. Os indivíduos, ambos com 35 anos, são residentes nas áreas de Condeixa-a-Nova e Soure e foram presentes segunda-feira ao tribunal.

Os homens não tinham carta de caçador nem documentos para uso e porte de arma, tendo caçado numa zona de caça associativa de que não eram sócios, disse uma outra fonte da Guarda Nacional Republicana à Agência Lusa.

INSCRIÇÕES ABERTAS

11º Passeio TT APPACDM realiza-se a 3 de Março Com organização a cargo do Clube Tracção Total Aventuras de Soure, realiza-se no próximo dia 3 de Março, o 11º Passeio TT APPACDM de Soure. Uma iniciativa que, tradicionalmente proporciona momentos de emo-

ção e de alegria aos utentes da Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental de Soure, que partem para a aventura a bordo de viaturas todo-o-terreno. O passeio é aberto a todos os praticantes de todo-o-terreno

que pretendam proporcionar um dia de aventura e de confraternização aos utentes daquela instituição, podendo as inscrições serem realizadas através dos telemóveis 967001071 ou 933911668 ou ainda clubettaventuras@gmail.com.

estamos a trabalhar na renovação... ...em breve seremos ainda mais populares! UMA REGIÃO | UM CONCELHO | UMA PAIXÃO


10 FEVEREIRO 2012 | sexta-feira

O Popular de Soure

DESPORTO

11

XADREZ

Academia Pedro Hispano com boa prestação na Marinha Grande A Academia de Xadrez Pedro Hispano participou recentemente no Campeonato Nacional de Xadrez por Equipas, ritmo de semi-rápidas, realizado na Marinha Grande. A prova contou com um total de 49 equipas num total de 281 xadrezistas, entre eles 39 Mestres e Grandes Mestres de oito países. Num Campeonato de Seniores extremamente competitivo, a equipa da Granja do Ulmeiro, tendo como responsáveis o professor Vicente e a professora Piedade Fernandes, fez-se representar por duas equipas, uma feminina (a única presente no Nacional composta exclusivamente por meninas com uma média de idades de 13 anos) que terminou em 43º lugar, com uma vitória, dois empates e quatro derrotas, sendo constituída por Joana Branco, Cátia Esteves, Joana Freitas, Mariana

Monteiro, Marta Maia, Daniela Isidoro e Gabriela Costa. Por sua vez, a também jovem equipa masculina (média de idades de 14 anos), foi composta por João Vicente, José Catarro, João Gonçalves, Pedro Bonito, João Mendes, Nuno Gonçalves, André Moço e José Diogo Carvalho, classificou-se em 21º lugar, evoluindo do 32º lugar em 2010 e do 27º em 2011. A formação sourense foi a melhor classificada do distrito de Coimbra e a melhor classificada nacional entre as compostas exclusivamente por jovens, fazendo quatro vitórias, um empate e duas derrotas. Destaque no plano individual para Joana Branco (quatro vitórias e uma derrota), para José Catarro com uma performance de 1997, muito superior à sua força de 1655 e para João Vicente com uma performance de

XADREZ

‘Pedro Hispano’ acolhe prova distrital

O Instituto Pedro Hispano, de Granja do Ulmeiro, acolherá, a 29 de Fevereiro, uma prova do Circuito Distrital de Xadrez Escolar (Coimbra 2012). A organização da prova estará a cargo da Associação Desportiva Escolar Xadrez/CL de Coimbra. Para além daquela prova inaugural a realizar-se no Instituto Pedro Hispano, o calendário ditou para 21 de Março na AE Eugénio de Castro, a 18 de Abril no Colégio da Imaculada Conceição e a 6 de Junho na AE Lousã.

FUTSAL

Associação da Ribeira da Mata disputa Liga do Inatel A Associação de Instrução e Recreio da Ribeira da Mata, do concelho de Soure, vai disputar a Liga de Futsal da Fundação INATEL, referente à época de 2011/2012, onde participam mais três equipas, um número inferior ao número de formações que manifestou interesse em participar. Para além da Associação da Ribeira da Mata, participam a Associação Criativa e Recreativa de Seixo de Mira, Lordemão Futebol Clube e Clube Real Conchada. A prova tem início amanhã, 11 de Fevereiro, e será disputado a quatro voltas, com um total de doze jornadas. A última jornada está prevista para 12 de Maio. No final do campeonato será apurado o vencedor da Agência de Coimbra, que disputará no dia 10 de Junho a Fase Nacional, onde competirá com os campeões das Agências de Vila Real, Viana do Castelo, Porto, Guarda, Lisboa, Faro, Angra do Heroísmo, Funchal e Ponta Delgada, lutando assim pelo título Nacional. Para as equipas da Agência de Coimbra que não passarem à Fase Final (neste caso três equipas), existe ainda a possibilidade de disputarem, em princípio, uma “Taça de Encerramento”. No jogo inaugural, a Ribeira da Mata disputará a ACR Seixo de Mira, pelas 18 horas, no Pavilhão da CerciMira. No dia 18, pelas 20 horas, deslocar-se-á a Lordemão, enquanto a 25 de Fevereiro receberá, também pelas 20 horas, o RC Conchada, no Pavilhão Encosta do Sol, em Soure. No mesmo pavilhão, onde a 1 de Março, receberá a ACR Seixo de Mira.

Xadrezistas do Pedro Hispano regressaram da Marinha Grande com missão cumprida

2361 (ao nível de Mestre) muito acima do seu elo de 1994.

Os alunos do IPH mais uma vez dignificaram o nome de Sou-

re, tendo a Câmara Municipal apoiado a sua participação.

ORIENTAÇÃO

BTT Loulé/BPI entra a vencer em prova realizada em Soure O BTT Loulé/BPI entrou em 2012 com o pé direito ao vencer colectivamente o II Troféu O-BTT de Soure, prova de nível 1 da Taça de Portugal da Federação Portuguesa de Orientação. Uma prova pontuável para o “ranking” da época 2012, contando com a participação de quase 200 atletas. A prova, realizada no fim-de-semana de 28 e 29 de Janeiro foi organizada pelo Ginásio Clube Figueirense, e contou com o apoio da Câmara Municipal de Soure. O terreno/mapa era composto por algumas ligações em alcatrão e tinha zonas de caminhos de difícil progressão (areia + lama) com algum desnível, sendo que a rede de caminhos era pouco densa o que tornou a orientação simples, segundo opinião generalizada dos atletas. No primeiro dia, na prova de distância média, destaque para os jovens louletanos, que venceram em três categorias – Sofia Gomes, em D14, João Fernandes, em H18, e Duarte Sousa, em H16. Em seniores, maior destaque para Paulo Gonçalves e Eurico Gomes, 3.º e 5.º classificados, respectivamente, em H21A. No domingo, em distância longa, o sol apadrinhou a conso-

O sourense Igor Barbosa subiu ao pódio

lidação da vitória colectiva do clube algarvio, com vários triunfos nas camadas jovens e presenças no pódio de Eurico Gomes (seniores) e Rita Gomes (veteranos). O BTT Loulé/BPI entrou da melhor maneira nesta nova época, vencendo colectivamente o II Troféu O-BTT de Soure, com 2.344,15 pontos, seguido do ADFA

(1.704,15) e COC (1.596,13). No escalão H21 – A, Igor Barbosa, atleta natural do concelho de Soure e residente em Piquete (Gesteira), representou a CPA – Abrunhos – Casa do Povo de Abrunheira, tendo terminado ambas etapas em segundo lugar, com os tempos de 1:25:58 e de 1:51:39 respectivamente, o que lhe permitiu subir ao pódio.

FUTEBOL

Associação Futebol forma novos árbitros O Conselho de Arbitragem da Associação de Futebol de Coimbra vai promover um Curso de Candidatos a Árbitros de Futebol 11 e Futsal, nos dias 25 e 26 de Fevereiro e 3 e 4 de Março. O curso é destinado a todos as pessoas com idades entre os 14 e os 35 anos, que tenham “ambição e queiram ser parte integrante do futebol”. As inscrições, gratuitas, podem ser efectuadas

até ao dia 22 de Fevereiro junto do Núcleo de Árbitros de Soure (telem.: 919876757 – nafsoure@ gmail.com), Conselho de Arbitragem AF Coimbra (telef. 239853697 / 917236488 / arbitragem.afcoimbra@fpf.pt), Núcleo de Árbitros Marques Bom (918307149 / 965555493 / nucleomarquesbom@ gmail.com), e Núcleo de Árbitros da Figueira da Foz (968384623 / naff@sapo.pt).


O Popular de Soure

12

10 FEVEREIRO 2012 | sexta-feira

DESPORTO

FUTEBOL - CAMP. NACIONAL III DIVISÃO SÉRIE D

Sourense de folga assiste a derrota do Pombal Disputou-se no domingo, 5 de Fevereiro, a 17ª jornada do Campeonato Nacional da III Divisão – série D, com o Grupo Desportivo Sourense a folgar na referida ronda, devido à desistência do Crato. De realçar nesta jornada a goleada sofrida pelo Sporting de Pombal (1-4) frente ao líder Pampilhosa. Na próxima jornada, a equipa sourense não terá tarefa fácil, uma vez que se desloca ao terreno do primeiro classificado. Resultados - 17ª Jornada Beneditense – Tocha Benfica CB – Marinhense Peniche – Alcobaça Riachense – Bombarralense SP. Pombal – Pampilhosa (folgou o GD Sourense)

2-2 2-0 1-0 4-1 1-4

Classificação 1 Pampilhosa 2 Tocha 3 Benfica CB 4 SP. Pombal 5 Beneditense 6 GD Sourense 7 Peniche 8 Marinhense 9 Alcobaça 10 Riachense 11 Bombarralense

28 pontos 27 26 24 24 24 23 21 17 07 06

Próxima jornada - 18ª Pampilhosa GD Sourense Marinhense Tocha Alcobaça Benfica CB Bombarralense Peniche SP. Pombal Beneditense

FUTEBOL - CAMP. DISTRITAL DIVISÃO HONRA (A.F.C.)

Vinha da Rainha perdeu em Ançã A equipa da Vinha da Rainha, representante do concelho de Soure no principal escalão do futebol distrital, deslocou-se no passado domingo, 5 de Fevereiro, ao terreno do Ançã, segundo classificado deste campeonato, perdendo por 3-1. Resultados - 17ª Jornada Ançã – Vinha da Rainha Pampilhosense – Académica/SF Arganil – Touring Tabuense – Eirense Marialvas – Carapinheirense Gândara – Febres Vigor – Penelense Classificação 1 Penelense 2 Ançã 3 Vigor

3-1 1-0 2-1 2-2 0-2 0-2 0-0

41 pontos 39 35

4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14

Arganil Carapinheirense Pampilhosense Febres Eirense Académica/SF Vinha da Rainha Touring Tabuense Marialvas Gândara

33 32 29 26 23 22 20 16 07 06 05

Próxima jornada Vinha da Rainha Vigor Touring Académica/SF Eirense Arganil Carapinheirense Tabuense Febres Marialvas Penelense Gândara Ançã Pampilhosense

FUTEBOL

Camp. Juvenis - Série B Resultados - 17ª Jornada Vinha Rainha – Carapinheirense Vigor – Ereira Naval – Casaense Esperança – U. Coimbra Gândara – Marialvas Tocha – Académica/SF Águias – Académica/OAF Classificação 1 Académica/OAF 2 Marialvas 3 Naval 4 Vigor 5 Tocha 6 Águias 7 Vinha da Rainha 8 Carapinheirense 9 Académica/SF 10 U. Coimbra 11 Ançã 12 Casaense 13 Ereira 14 Gândara 15 Esperança

2-3 4-1 3-0 0-2 0-5 2-0 0-6

51 pontos 43 43 37 37 26 24 22 21 18 16 15 10 04 00

Próxima jornada Ereira Vinha da Rainha Carapinheirense Naval Casaense Esperança U. Coimbra Gândara Marialvas Tocha Académica/SF Águias Académica/OAF Ançã

FUTEBOL

Camp. 1ª Div. Distrital da A.F.Coimbra série B Resultados - 17ª Jornada Casa Benfica Soure – Moinhos Águias – Esperança Sepins – Condeixa Botafogo – S. Silvestre Classificação 1 Moinhos 2 Águias 3 Esperança 4 Condeixa 5 S. Silvestre 6 Botafogo 7 Cadima 8 C. Benfica Soure 9 Sepins

0-2 0-2 1-2 2-2

39 Pontos 31 29 25 18 18 13 10 07

Camp. Iniciados - Série B

104.4 fm

a voz da região

5-2 0-3 2-1 3-2 5-3 42 pontos 36 32 30 27 18 17 13 10 09 09 04

Próxima jornada Touring Vinha da Rainha Maiorca Ereira Naval B Carapinheirense Tocha Águias Naval A Marialvas

Resultados - 17ª Jornada Esperança – Condeixa A Assafarge – Vigor A Vinha da Rainha – Cernache A Formoselha – Arzila U. Coimbra A – U. Coimbra B Cernache B – Penelense Casaense – Vigor B Condeixa B – Sourense Classificação 1 Vigor B 2 U. Coimbra A 3 Esperança 4 Cernache B 5 Condeixa B 6 Sourense 7 Vinha Rainha 8 Casaense 9 Assafarge 10 Vigor A 11 Condeixa A 12 Formoselha 13 Penelense 14 U. Coimbra B 15 Cernache A 16 Arzila

8-0 5-3 9-0 1-1 8-1 5-3 1-6 2-1

51 pontos 48 42 39 28 26 24 24 23 20 20 17 13 13 06 01

Próxima jornada Vigor A Condeixa A Cernache A Assafarge Arzila Vinha da Rainha U. Coimbra B Formoselha Penelense U. Coimbra A Vigor B Cernache B Sourense Casaense Condeixa B Esperança

Camp. Benjamins-Série B

FUTEBOL

Classificação 1 Marialvas 2 Tocha 3 Vateca 4 Vinha Rainha 5 Águias 6 Ançã 7 Ereira 8 Touring 9 Naval A 10 Naval B 11 Maiorca 12 Carapinheirense

Camp. Infantis - Série B

FUTEBOL

Próxima jornada Esperança C. Benf. Soure Condeixa Águias S. Silvestre Sepins Cadima Botafogo

Resultados - 17ª Jornada Ereira – Touring Carapinheirense – Maiorca Águias – Naval B Marialvas – Tocha Vateca – Ançã

FUTEBOL

Resultados - 17ª Jornada Pereira B – Casaense A Assafarge – Condeixa A Esperança – Cernache A Formoselha – Arzila Cernache B – Pereira A Condeixa B – Vigor B Casaense B – Sourense Classificação 1 Cernache B 2 Sourense 3 Assafarge 4 Cernache A 5 Condeixa B 6 Pereira A 7 Casaense B 8 Vigor B 9 Arzila 10 Formoselha 11 Esperança 12 Casaense A 13 Condeixa A 14 Pereira B 15 Vigor A

1-5 4-2 0-7 1-2 1-1 9-1 2-2 41 pontos 40 36 32 30 30 26 21 18 15 15 12 09 03 00

Próxima jornada Condeixa A Casaense A Cernache A Assafarge Arzila Vigor A Pereira A Formoselha Vigor B Cernache B Sourense Condeixa B Casaense B Pereira B


O Popular de Soure

10 FEVEREIRO 2012 | sexta-feira

REGIÃO

Politécnicos do Centro criam consórcio para estágios em países europeus O consórcio Erasmus Centro, que visa proporcionar estágios curriculares aos alunos dos institutos politécnicos em diferentes países da União Europeia, foi apresentado recentemente em Coimbra. “Pela primeira vez, há uma associação estratégica entre várias instituições do ensino superior em Portugal”, além de empresas e outras entidades, disse hoje a coordenadora do projecto, Maria João Cardoso, à agência Lusa. O consórcio arrancou no início deste ano lectivo, envolvendo os institutos politécnicos de Coimbra, Castelo Branco, Guarda, Leiria e Viseu, devendo integrar também as instituições congéneres de Santarém e Portalegre em 2012-2013. Trata-se de uma “enorme rede” que tem condições para promover “uma ligação forte entre o ensino superior e as empresas” da Região Centro, afirmou Maria João Cardoso, vice-presidente do Instituto Politécnico de Coimbra (IPC), salientando que “este é o primeiro consórcio de âmbito regional” do país nesta área. Este projecto “tem como principal missão fortalecer e aprofundar a ligação entre o ensino superior politécnico e o mercado de trabalho, promovendo estágios profissionais em países europeus aos alunos dos politécnicos e estágios em Portugal a estudantes europeus”. Nesta fase, o consórcio envolve os cinco institutos politécnicos, representando mais de 34 mil estudantes, 16 associações empresariais, 41 empresas, cinco câmaras municipais e seis associações da socieda-

Acidente no IC2 provoca um morto e dois feridos graves Um morto e dois feridos graves é o balanço de um acidente ocorrido na madrugada de domingo, 5 de Fevereiro, no IC2, na zona de Soure, revelou o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Coimbra. Segundo uma fonte dos Bombeiros Voluntários de Soure, as vítimas são três homens estrangeiros, aparentando idades compreendidas entre os 30 e os 50 anos. A viatura ligeira despistou-se e embateu contra uma casa, tendo os feridos sido transportados para o Hospital dos Covões (do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra) - adiantou a mesma fonte dos Bombeiros. De acordo com o CDOS de Coimbra, o desastre foi registado às 02:40 horas ao quilómetro 165 do IC2.

GNR recupera em Montemor alumínio furtado em Mira A GNR revelou, a 30 de Janeiro, ter recuperado em Montemor-o-Velho cerca de três toneladas de alumínio que nos últimos dias foram furtadas de uma empresa instalada na Zona Industrial de Mira. A intercepção do material, correspondente a cerca de metade do furtado naquela empresa, foi feita cerca das 13:00 horas junto ao acesso à A17 em Montemor-o-Velho, revelou um oficial ao comando territorial da GNR de Coimbra à Agência Lusa. Acrescentou que na mesma altura foi identificado o condutor da viatura de uma empresa de Viseu que procedia ao transporte do alumínio furtado.

Governo pondera abertura de Monte Real à aviação civil

Os presidentes dos politécnicos de Leiria, Coimbra, Viseu, Guarda e Castelo Branco assinaram o contrato do Erasmus Centro

de civil, contando ainda com uma parceria com o Conselho Empresarial do Centro (CEC), que integra 41 estruturas associativas e mais de 40 mil empresas. No ano lectivo em curso, é de 230 o número de mobilidades de estudantes para estágio a concretizar no âmbito do projecto. Através das 67 entidades empresariais parceiras, o consórcio garante ainda

estágios aos estudantes estrangeiros que pretendam realizar este tipo de mobilidade em Portugal. “Este consórcio será igualmente benéfico para a produtividade e competitividade das empresas envolvidas. Os estudantes estrangeiros vão trazer diferentes conhecimentos técnicos, competências formativas, linguísticas e comportamentais que podem ajudar à adoção de melhores

práticas nas empresas”, sublinham os responsáveis do Erasmus Centro. Por outro lado, “os alunos nacionais que adquirem competências profissionais em empresas europeias estrangeiras podem futuramente vir a enriquecer os recursos humanos de empresas portuguesas, contribuindo com boas práticas e estratégias adquiridas durante o estágio”.

Apreendido meixão em operação contra pesca ilegal na Figueira Uma operação de combate à pesca ilegal no rio Mondego, Figueira da Foz, levou à apreensão, a 29 de Janeiro, de 53 quilos de meixão (enguia bebé) e 60 redes foram retiradas do rio, disse à agência Lusa fonte da GNR. De acordo com o major Jorge Caseiro, comandante do Destacamento de Controlo Costeiro da Figueira da Foz, o meixão apreendido “cerca de 210.000 exemplares” possui um valor comercial de mais de 21 mil euros (400 euros por quilo) e “foi, de imediato, devolvido ao rio”.

13

As 60 redes apreendidas, com um valor comercial de 45 mil euros e larguras entre os 50 e 70 metros “constituem a maior apreensão dos últimos anos”, indicou. “Já há muitos anos que não tirávamos 60 redes do rio, habitualmente as apreensões andam entre as 30 e 40”, adiantou. “A pesca do meixão, apesar de ilegal, continua a ser uma prática reiterada e temos notado algum crescimento desde o início do ano”, afirmou Jorge Caseiro. Sobre os motivos que levam ao crescimento desta

prática ilegal, o oficial da GNR admite que a actual situação de crise “é sempre citada”, a juntar a “alguma profissionalização” de quem se dedica à pesca do meixão. “Há quem tivesse uma ou duas redes no rio e agora aparece com seis ou sete”, explicou. “Há também algum sentimento de alguma impunidade porque nós [GNR] não podemos andar sempre no rio”, adiantou. Por outro lado, e embora recusando-se a comentar decisões judiciais em concreto, Jorge Caseiro frisa que as sentenças adminis-

trativas e dos tribunais “não têm sido suficientemente gravosas” para os prevaricadores. “Esta prática é crime e sendo crime poderá levar a prisão efetiva. Mas não tem sido essa a prática corrente, preso acho que não vai ninguém”, sustentou. A própria atividade, apesar de ilegal e aparentemente lucrativa, “é difícil” para os que a ela se dedicam, diz Jorge Caseiro. “Têm de andar a fugir à GNR, a trabalhar sempre à noite, dentro de água a puxar redes, não é fácil”, considerou.

Pedro Machado disse ter informações oficiosas

O presidente da Entidade de Turismo do Centro, Pedro Machado, disse na passada semana em Coimbra ter indicações que o Governo está a ponderar discutir a eventual abertura da base área de Monte Real ao tráfego aéreo civil. “O Governo vai colocar em cima da mesa para discussão o dossier Monte Real”, afirmou Pedro Machado, durante a conferência “Pensar o Centro em 2012 _ Começar de Novo”, promovida pela revista C. Questionado pela agência Lusa, esclareceu ter recebido a informação “de forma oficiosa, não oficial”. “O Governo pondera estudar a proposta de Monte Real para aviões comerciais [de companhias] de baixo custo (low cost) em oposição a Sintra”, reafirmou. O responsável classificou a alegada intenção governamental como “uma postura sensata”, classificando de “imperativa” a eventual abertura da base área ao tráfego civil. “O centro do país não tem uma estrutura aeroportuária, podia ser uma boa alternativa, para voos low cost, ao aeroporto da Portela”, argumentou. A esse propósito apontou, como exemplo, o afluxo turístico à região de Fátima “que tem 5,5 milhões de visitantes ano” em defesa da proposta de Monte Real. “O INAC (Instituto Nacional de Aviação Civil) diz que são precisos 1,2 milhões de passageiros por ano para justificar uma estrutura do género. Só Fátima, sozinha, podia justificar essa aposta”, declarou. Na conferência, num painel intitulado “A região Centro na economia regional”, Pedro Machado admitiu que aquela região “ainda não conseguiu implementar a nível nacional e internacional uma marca ‘Centro’ com a força que lhe é devida”, disse. Já o presidente da comunidade intermunicipal do Baixo Mondego e autarca de Condeixa-a-Nova, Jorge Bento, deixou a ideia da região centro promover “uma espécie de brainstorming de agentes criativos”, envolvendo os mais jovens. “Podemos assim encontrar ideias novas, ideias que rasguem. Temos de encontrar essas ideias para nos podermos soltar”, disse.


O Popular de Soure

14

10 FEVEREIRO 2012 | sexta-feira

DIVERSOS

Telefones úteis - concelho de Soure Bombeiros Voluntários

239 506 300

Junta Freg. Degracias

B.V.S. / Granja do Ulmeiro

239 646 810

Junta Freg. Figueiró Campo

236 911 220 239 644 827

GNR

239 506 020

Junta Freg. Gesteira

239 501 323

Câmara Municipal

239 506 550

Junta Freg. Granja Ulmeiro

239 644 793

Rádio / Jornal Popular Soure

239 506 420

Junta Freg. Pombalinho

236 561 068

Centro de Saúde de Soure

239 506 610

Junta Freg. Samuel

239 587 210

Serviço Finanças

239 506 460

Junta Freg. Soure

239 502 630

Cartório Notarial

239 507 246

Junta Freg. Tapeus

236 911 281

Conservatório Registo Predial

239 502 127

Junta Freg. Vila Nova Anços

239 641 839

Serv. Local Segurança Social

239 501 711

Junta Freg. Vinha da Rainha

239 587 140

Dir. Reg. Agricultura

239 502 356

Tribunal Judicial

239 506 470

Agrupamento Escolas

239 506 010

CTT / Correios

239 506 240

Biblioteca Municipal

239 501 525

Farmácia Castanheira Alfarelos 239 646 107 Farmácia Castro e Silva Figueiró do Campo 239 646 870 Farmácia Balhau Granja do Ulmeiro 239 646 358

Gabinete Mun. Saúde Pública

239 501 627

Farmácia Jacob (Soure)

Gabinete Mun. Acção Social

239 506 550

Farmácia Moderna (VNAnços) 239 646 205

Gabinete Técnico Florestal

239 506 550

Farmácia Vinha da Rainha

239 508 205

Posto Turismo / Museu

239 509 190

UCSP - Pólo Alfarelos

239 646 404

Piscina Municipal

239 509 646

UCSP - Pólo Degracias

236 910 120

Instituto Tecn. Profissional

239 501 303

UCSP - Figueiró do Campo

239 646 344

Instituto Pedro Hispano

239 646 891

UCSP - Pólo Gesteira

239 509 141

Lar da Misericórdia

239 502 161

UCSP - Pólo Granja Ulmeiro

239 646 182

Junta Freg. Alfarelos

239 642 568

UCSP - Pólo Samuel

239 587 183

Junta Freg. Brunhós

239 675 889

UCSP - Pólo Vinha Rainha

239 580 010

239 502 113

Agentes Oficiais de Venda Alfarelos

CTT/Junta de Freguesia

Telf.: 239 644 132

Casal de Almeida

Quiosque das Bombas

Telf.: 239 508 166

Degracias

Café Central

Telf.: 236 911 217

Espiríto Santo

Associação 17 Agosto

Telf.: 239 501 315

Gesteira

Café Central Bar

Telf.: 239 502 101

Granja do Ulmeiro

Fortilegante

Telf.: 239 646 152

Moinho de Almoxarife

Café O Pescador

Telf.: 239 676 490

Paleão

Café Central

Telf.: 239 502 283

Soure

Café Arco-Iris A Loja do Anatólio Intermarché Papelaria Havaneza Lisete Papelaria e Livraria Central Quiosque Soure Doce Café Pizicato

Telf.: 239 502 278 Telf.: 239 501 834 Telf.: 239 501 810 Telf.: 239 502 374 Telf.: 239 501 442 Telf.: 239 507 620 Telf.: 239 509 468

Vila Nova de Anços

Café O Cágado Café Silva

Telf.: 918 502 264 Telf.: 239 646 206

Zona Industrial de Soure

Café Ponto de Encontro

Telf.: 239 501 625

Tapeus Cavaleiros Sobral

Café O Lagar O Falcão 2 Café Aqueduto

Telf.: 236 912 146 Telf.: 239 509 113 Telf.: 239 502 216

Cupão de Assinatura Anual

Ficha Técnica

Continente e Ilhas: 20€ Estrangeiro: 30€

Nome: PROPRIEDADE Rádio Popular do Concelho de Soure, CRL

IMPRESSÃO FIG - Indústrias Gráficas, SA

REDACÇÃO Fernando Dias

Registo de Publicação ICS nº 121450

Nº ou Lote:

Propriedade de Publicação nº 212449 Dep. Legal nº 122026/98 2000 exemplares

Localidade:

PUBLICIDADE Américo Nogueira, Carlos Freitas, Mário Pereira, Henrique Neves PAGINAÇÃO Orlando Cardoso COLABORADORES Jorge Carvalho, Leonel Quaresma, Rui Pinto, Henrique Neves, Mário João Gomes, Nádia Brites e Nuno Martins

CONTACTOS Largo do Conde Ferreira - Apartado 10 3130-909 Soure Telef. 239 506 420 - 239 507 051 Fax 239 506 429 E-mail: populardesoure@sapo.pt www.radiosoure.com.pt

Morada: Andar:

Telefone:

Código Postal:

Telemóvel:

E-Mail: Assinatura: Nova

Renovação Assinatura:

Recortar este cupão e enviá-lo preenchido, acompanhado de respectivo pagamento para: POPULAR DE SOURE - Apartado 10 - 3130-909 SOURE:


10 FEVEREIRO 2012 | sexta-feira

O Popular de Soure

EMPRESAS & NEGÓCIOS

15


10 FEVEREIRO 2012 | sexta-feira

ÚLTIMA


O Popular de Soure