Page 1

ROTAS ESTRATÉGICAS PARA O FUTURO DA INDÚSTRIA PARANAENSE 2007 - 2008

P&D, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO 2007 - 2008 2009 - 2011 2012 - 2015 Criar Centro Tecnológico em Bioenergia. Difundir as melhores técnicas e alternativas disponíveis, em relação à produção de Bioenergia. Desenvolver linhas de pesquisa em biomassa e ciclagem de nutrientes. Desenvolver linhas de pesquisa em biogás. Desenvolver linhas de pesquisa em celulósicos e amiláceos. Instituir dinâmica de prospecção de tendências e demandas do mercado mundial. Efetivar intercâmbio de pesquisadores entre instituições de renome. Criar/fortalecer grupos de pesquisas em convergência tecnológica para a Bioenergia.

Consolidar centro de pesquisas de referência em biotecnologia aplicada à Bioenergia. Pesquisar e aplicar tecnologias que permitam atender às exigências do mercado externo. Desenvolver linhas de pesquisa em biohidrogênio.

2007 - 2008

POLÍTICAS PÚBLICAS 2009 - 2011

2012 - 2015

Criar consórcios público-privados. Potencializar as ações em biotecnologia da Fundação de Amparo à Pesquisa no Estado. Fomentar linhas de pesquisa em biotecnologia aplicada à Bioenergia. Induzir a formação de RH especializado. Influenciar a criação de editais específicos para biotecnologia e Bioenergia. Viabilizar investimentos em infra-estrutura. Influenciar a criação de incentivos para geração de novas tecnologias em bioenergia a partir da biotecnologia. Induzir a incorporação de doutores nas empresas do setor Criar linhas de crédito para convergência tecnológica em Bioenergia.

ARTICULAÇÃO ENTRE ATORRES 2009 - 2011

2012 - 2015

Criar/fortalecer estrutura para articulação de parcerias e captação de fomento para projetos de Bionergia. Criar fóruns de Bioenergia. Identificar e divulgar centros de referência em Bioenergia. Criar Rede de Serviços em Bioenergia para articular complementaridades e potencializar a capacidade de prover soluções. Criar/fortalecer rede de informação para Identificar oportunidades no mercado exterior. Articular projetos integrados academia/indústria em nível nacional e internacional. Realizar Roadmapping de Bioenergia. Criar conselho temático de convergência tecnológica em Bioenergia.

Fortalecer mecanismos de desenvolvimento tecnológico em Biotecnologia e Bioenergia.

2015

Roadmap Biotecnologia aplicada às Indústria Agrícola e Florestal

Criar/fortalecer Centro Tecnológico em Biotecnologia com ênfase em genética e melhoramento vegetal. Implementar ferramentas biotecnológicas para multiplicação de materiais superiores, como biorreatores e embriogênese somática. Criar/fortalecer bancos de germoplasma

RECURSOS HUMANOS 2007 - 2008 2009 - 2011 2012 - 2015 Induzir a formação de RH especializado. Credenciar pesquisadores sênior, com notório conhecimento, para atuar como orientadores de pós-graduandos nas universidades. Criar cursos de curta duração com centros de excelência no Brasil e exterior. Formar técnicos de nível médio. Internacionalizar os RH formados no Paraná. Criar e aprimorar cursos de mestrado/doutorado em parceria com instituições de renome. Criar cursos de mestrado profissionalizantes para profissionais que já estejam no mercado de trabalho.

Criar/fortalecer centros de apoio à inovação, à valorização da pesquisa e à transferência de tecnologia. Organizar rodadas de negócios em eventos técnico-científicos para aproximar pesquisadores e responsáveis estratégicos das indústrias. Implementar dinâmica de vigilância tecnológica.

Criar Centro Tecnológico em biotecnologia. Criar competência em Bioprospecção. Fortalecer e disseminar bancos de germoplasma.

Cooperação Técnica

Apoio

ARTICULAÇÃO ENTRE ATORES 2007 - 2008 2009 - 2011 2012 - 2015 Criar/fortalecer centros de apoio à inovação, à valorização da pesquisa e à transferência de tecnologia. Articular projetos integrados universidade/empresa em nível nacional e internacional. Organizar rodadas de negócio em eventos e congressos. Criar portal de comunicação para articulação de projetos em parceria (Bioblog). Criar mecanismos de convergência das pesquisas acadêmicas com as necessidades das indústrias. Articular atores para criação de um pólo de competitividade em biotecnologia. Explorar fundos de investimento para incubação de empresas de base biotecnológica para a área de fitossanitários. Realizar estudo prospectivo para fitossanitários.

OBSERVATÓRIO DE PROSPECÇÃO E DIFUSÃO DE TECNOLOGIA

PATENTES 2007 - 2008 2009 - 2011 2012 - 2015 Fortalecer os escritórios de patentes nas instituições de ensino e pesquisa. Destinar recursos humanos e financeiros para a área de propriedade intelectual. Introduzir disciplina de propriedade intelectual em cursos de graduação na área de biotecnologia. Implementar sistemática de vigilância de patentes. Organizar fóruns de discussão sobre propriedade intelectual e patentes para busca de soluções conjuntas entre pesquisadores, universidade e empresas. Viabilizar o desenvolvimento do conceito de segredo industrial como uma solução para P&D.

Antecipar mudanças no perfil de RH necessário para o mercado de Bioenergia. Adaptar ações de formação.

Intensificar intercâmbio de pesquisadores entre instituições de pesquisa. Realizar estudos prospectivos com cooperação internacional. Intensificar cooperação para o intercâmbio de germoplasma.

2012 - 2015

Visão 2 Referência em genética e melhoramento vegetal

Intensificar rodadas de negócios internacionais para venda de produtos e processos paranaenses.

Criar cooperativas de genética e melhoramento vegetal (institutos de pesquisa, universidades e produtores). Criar fóruns de discussão sobre biotecnologia aplicada à genética e melhoramento vegetal. Implementar rodadas de negócios em eventos e congressos. Facilitar aos agricultores o acesso a produtos melhorados.

POLÍTICAS PÚBLICAS 2007 - 2008 2009 - 2011 2012 - 2015 Fomentar linhas de pesquisa em biotecnologia para nutracêuticos. Priorizar pesquisas com maior valor econômico. Induzir a formação de RH especializado e adaptado às necessidades industriais.

Inovação em plantas com propriedades nutracêuticas

Fortalecer mecanismos de desenvolvimento regional como incubadoras, parques, pólos de competitividade. Criar formas de apoio a cooperativas agrícolas que desenvolvam produtos nutracêuticos. Implementar legislação específica para produção de nutracêuticos de origem vegetal.

PATENTES 2007 - 2008 2009 - 2011 2012 - 2015 Criar e fortalecer escritórios de patentes em universidades, com recursos financeiros e humanos exclusivos. Criar cultura de segredo industrial. Organizar fóruns de discussão sobre propriedade intelectual e patentes, para busca de soluções conjuntas entre pesquisadores, universidade e empresas.

Visão 3

Induzir a inserção de especialistas em biotecnologia nas cooperativas regionais. Criar incentivos para P&D em biotecnologia nas cooperativas de agricultores

Criar sistemática de vigilância de patentes no Brasil e exterior. Inserir disciplina de propriedade intelectual em cursos de graduação na área de biotecnologia. Acompanhar a evolução internacional e antecipar tendências em Propriedade Intelectual.

Gerar produtos e processos inovadores a partir das pesquisas realizadas.

Realizar estudo prospectivo para nutracêuticos.

Realização

ARTICULAÇÃO ENTRE ATORES 2007 - 2008 2009 - 2011 Influenciar políticas públicas de longo prazo. Revitalizar o papel do extensionista. Sistematizar vigilância tecnológica nas áreas de interesse. Estimular patenteamento de produtos e processos. Incentivar o uso dos recursos previstos na Lei de Inovação.

Gerar produtos e processos inovadores em genética e melhoramento vegetal. Criar um portal de mapas genéticos das variedades de interesses.

ARTICULAÇÃO ENTRE ATORES 2007 - 2008 2009 - 2011 2012 - 2015 Criar um fórum de discussão voltado à solução de temas prioritários regionais, estabelecendo consensos a serem observados. Instituir um portal de comunicação para facilitar a articulação de projetos em parcerias (Bioblog). Realizar ações de sensibilização para agricultores sobre nutracêuticos. Realizar estudos de tendências e pesquisas de mercado. Articular parcerias estratégicas nacionais e internacionais.

Visão 1

Promover ações de internacionalização dos profissionais de Bioenergia. Criar mestrado profissionalizante em Biotecnologia e Bioenergia.

COOPERAÇÕES NACIONAIS E INTERNACIONAIS 2007 - 2008 2009 - 2011 2012 - 2015 Criar centros de apoio à inovação inspirados em experiências de sucesso. Criar/ampliar acordos multilaterais para P&D. Monitorar editais internacionais para financiamento de projetos. Prospectar e participar de feiras, workshops e eventos nacionais e internacionais.

Antecipar mudanças no perfil e investir na formação de RH especializado para o desenvolvimento de produtos melhorados.

P&D, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO 2007 - 2008 2009 - 2011 2012 - 2015 Incentivar P&D em biotecnologia para nutracêuticos. Desenvolver pesquisa aplicada à necessidade industrial. Fomentar a pesquisa básica em genética vegetal, agronomia e processos. Fomentar o desenvolvimento de pesquisa com extratos vegetais brutos e (ou) processados.

Provedor de soluções em bioenergia

Consolidar um pólo de competitividade em bioenergia.

Gerar conhecimento e soluções antecipando exigências do mercado.

P&D, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO 2007 - 2008 2009 - 2011 2012 - 2015 Definir prioridades e foco para projetos em biotecnologia aplicada à genética e melhoramento vegetal. Fortalecer e incentivar linhas e grupos de pesquisa em biotecnologia aplicada à genética e ao melhoramento vegetal. Pesquisar espécies alternativas com potencial para Bioenergia. Desenvolver pesquisas em transgênese e na polinização controlada (hibridação). Criar/fortalecer centro de mapeamento genético. Priorizar espécies a serem mapeadas geneticamente. Criar/fortalecer grupos de pesquisas em convergência tecnológica para genética e melhoramento vegetal. Desenvolver marcadores moleculares para controle e registro de novas variedades. Criar uma lei similar à Rouanet para o fomento da P&D na Indústria.

RECURSOS HUMANOS 2007 - 2008 2009 - 2011 2012 - 2015 Formar recursos humanos especializados. Criar formações técnicas de nível médio. Criar cursos de reconversão profissional de outros setores para o setor de Bioenergia. Criar cursos de especialização em Bioenergia. Introduzir disciplinas relacionadas à Biotecnologia e Bioenergia em cursos afins. Incentivar mestrados e doutorados em biotecnologia aplicada à Bioenergia.

P&D, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO 2007 - 2008 2009 - 2011 2012 - 2015 Fortalecer grupos e linhas de pesquisa em fitossanitários. Selecionar microrganismos promissores para a produção de fitossanitários. Desenvolver pesquisas na produção de meios de cultivo baseados em subprodutos agroindustriais. Desenvolver pesquisas na otimização da produção do meio de cultura e condições fermentativas. Incentivar o desenvolvimento de novas metodologias para cultivo de microrganismos. Desenvolver pesquisas em processos de recuperação e concentração dos produtos já desenvolvidos. Desenvolver pesquisas na otimização do escalonamento de processos fermentativos. Criar/fortalecer grupos de pesquisa em convergência tecnológica para fitossanitários. Criar Centro Tecnológico em biotecnologia Incrementar a cooperação internacional em P&D. Consolidar competências e sistemática de bioprospecção. Consolidar centro de referência em biotecnologia aplicada ao controle biológico.

POLÍTICAS PÚBLICAS 2007 - 2008 2009 - 2011 2012 - 2015 Elaborar e implementar políticas que priorizem o uso de produtos biológicos no controle de microrganismos, pragas e ervas daninhas. Induzir a formação de RH especializado (técnico, graduação e pós-graduação). Investir em linhas de pesquisa voltadas para fitossanitários. Criar linhas de crédito para projetos universidade/empresa. Desburocratizar o processo de importação de equipamentos, reagentes e organismos. Facilitar a importação de microrganismos de referência para estudos tecnológicos e desenvolvimento de novos produtos. Investir em infra-estrutura de pesquisa. Induzir a criação de plantas-piloto. Incentivar mecanismos de desenvolvimento tecnológico como incubadoras, parques tecnológicos e pólos de competitividade em biotecnologia. Criar linhas de financiamento para pequenas empresas que produzam controladores biológicos em escala comercial. Induzir a criação/fortalecimento de bancos de cepas de espécies de interesse. Consolidar pólo de competitividade em biotecnologia.

Visão 4 Referência em biotecnologia para fitossanitários

Expandir sistema de vigilância de patentes em fitossanitários e áreas correlatas.

Indústria Agrícola e Florestal Forte e Inovadora

Profile for Observatórios Sistema Fiep

Roadmap Biotecnologia Agrícola e Florestal  

Estes estudos prospectivos resultam do projeto Setores Portadores de Futuro para o Estado do Paraná, que evidenciou a necessidade de concebe...

Roadmap Biotecnologia Agrícola e Florestal  

Estes estudos prospectivos resultam do projeto Setores Portadores de Futuro para o Estado do Paraná, que evidenciou a necessidade de concebe...

Advertisement