Page 1

ROTAS ESTRATÉGICAS PARA O FUTURO DA INDÚSTRIA PARANAENSE 2009 - 2011

VISÃO CULTURAL DA ALTA PRODUTIVIDADE 2012 - 2015

2016 - 2018

Difundir e facilitar o diagnóstico de perdas do sistema produtivo da indústria e divulgar casos de melhoria da competitividade. Implantar programas de minimização da geração de resíduos (3 R´s). Identificar oportunidades internacionais para produtos com preferências ambientais. Criar uma política de comércio exterior para produtos ambientalmente responsáveis. Criar sistemas de avaliação de custos ambientais dos processos – indicadores, ferramentas, metodologias de medição e contabilidade ambiental. Intensificar barreiras para os processos considerados não ambientalmente corretos. Criar o Inventário Estadual de Resíduos Sólidos Urbanos Investir em processos ambientalmente corretos. Sensibilizar o consumidor para a aquisição de produtos ambientalmente corretos. Difundir o conceito de Indústria Verde. Modernizar métodos e sistemas de caracterização e monitoramento de resíduos e efluentes. Desenvolver expertise para flexibilização de processos e customização de produtos, contemplando as características locais da indústria e do Meio Ambiente. Desenvolver produtos e processos com gestão do ciclo de vida. Desenvolver soluções inovadoras apoiadas em tecnologias emergentes.

2009 - 2011

COMPROMETIMENTO DOS ATORES ENVOLVIDOS 2009 - 2011 2012 - 2015 2016 - 2018

GESTÃO PÚBLICA 2012 - 2015

2016 - 2018

Realizar concurso público para complementação do quadro funcional dos órgãos ambientais. Capacitar profissionais e investir em tecnologia para os órgãos ambientais. Difundir a legislação ambiental de forma prática e aplicada para a indústria. Criar a rede estadual de informações ambientais para apoiar a definição de estratégias. Fortalecer os comitês de bacia. Criar plano de redução de CO2. Criar plano de conservação dos recursos hídricos. Criar plano de regulação do uso da água. Orientar o poder de compras públicas, dando preferência para produtos mais sustentáveis. Facilitar o acesso a linhas de financiamento para melhorias de processo. Fortalecer a interação entre os órgãos de fiscalização da área (municipal, estadual, federal). Gerar e disseminar informação sistematizada sobre legislação ambiental.

2009 - 2011

2018

Roadmap Meio Ambiente

2009 - 2011

2016 - 2018

Apoiar projetos de P&D entre universidades/empresas. Formalizar compromissos públicos de continuidade dos programas ambientais nas mudanças de gestão pública. Agilizar processos ambientais nos órgãos responsáveis. Facilitar o acesso ao fomento. Estruturar secretarias municipais de Meio Ambiente. Criar incentivos para a transferência de tecnologia. Abrir concursos públicos para área ambiental. Adequar política de distribuição de recursos para pesquisa no estado.

2016 - 2018

2016 - 2018

Criar programas curriculares regionalizados de acordo com as potencialidades econômicas e ambientais. Antecipar mudanças e adequar continuamente as formações profissionalizantes.

INTERAÇÃO ENTRE ATORES 2012 - 2015

2016 - 2018

Criar seminários e fóruns com a temática ambiental. Utilizar de forma integrada os recursos e ativos de universidades, indústrias e governo. Criar rodadas de negócios com ofertas de pesquisa e demandas empresariais. Difundir e fortalecer a Bolsa de Resíduos do SENAI/PR. Criar um Fórum para discutir a reestruturação da CIC, APL’s e a implantação de pólos industriais dentro de uma dinâmica de Eco-Parques Industriais. Potencializar editais que exijam ações conjuntas entre indústria, universidade e governo. Mobilizar os atores e planejar o 1º Eco-Parque Industrial do Paraná.

OBSERVATÓRIO DE PROSPECÇÃO E DIFUSÃO DE TECNOLOGIA

Criar um centro de excelência ambiental. Implantar o projeto do 1º Eco-Parque Industrial do Paraná.

Excelência em políticas públicas para o desenvolvimento sustentável da cadeia industrial e sociedade

Fomentar projetos para cadeias produtivas estratégicas. Fomentar instalação e manutenção de plantas piloto. Criar incentivos fiscais para cadeias produtivas sustentáveis. Criar novos mecanismos de incentivo ao desenvolvimento industrial sustentável.

2009 - 2011

Criar cursos de formação de formadores com foco em educação na sustentabilidade. Fortalecer a implementação do tema sustentabilidade nos projetos pedagógicos. Inserir a disciplina de sustentabilidade nas grades curriculares de cursos de graduação. Incentivar o desenvolvimento de agendas 21 nas universidades. Formar parcerias com a indústria para projetos piloto de educação na sustentabilidade. Desenvolver e validar metodologias e tecnologias de educação na sustentabilidade. Estabelecer critérios que considerem a dimensão sustentabilidade em novos projetos educacionais. Aplicar a proposta de desenvolvimento da temática Meio Ambiente prevista na LDB.

Apoio

Antecipar mudanças no perfil e investir na formação de RH especializado.

Visão 2

Apoiar projetos de Eco-Parques Industriais no Paraná.

2009 - 2011

2009 - 2011

2016 - 2018

Consolidar categoria profissional. Ofertar capacitação continuada para profissionais da área. Ofertar cursos ad hoc de acordo com as necessidades das empresas.

2009 - 2011

2009 - 2011

Cooperação Técnica

2016 - 2018

Criar um índice de sustentabilidade baseado em indicadores selecionados. Induzir à utilização de padrões de produção e consumo sustentáveis.

INVESTIMENTO EM EDUCAÇÃO 2012 - 2015

2016 - 2018

Criar programas de bolsas de estudo apoiados pela indústria. Criar editais de financiamento para projetos de educação na sustentabilidade. Apoiar e divulgar ações de educação na sustentabilidade desenvolvidas em parcerias entre o terceiro setor, instituições de ensino e indústrias. Investir na criação de escolas que tenham como eixo a educação na sustentabilidade. Elaborar campanhas educativas sobre o consumo consciente. Disseminar o conceito de tecnologias limpas.

MEIO AMBIENTE COMO VALOR SOCIAL 2012 - 2015

2016 - 2018

Aprofundar compet• ncias convergentes aos princ’pios de sustentabilidade nos quadros funcionais e diretores das indústrias . Incentivar a mudan• a de padr›es de gest‹o nas indœstrias.

Visão 3

Criar prêmios para profissionais de destaque.

Realizar estudos sobre mudanças de comportamento social relacionados ao Meio Ambiente.

Analisar mudanças mundiais e propor novas estratégias de educação na sustentabilidade. 2009 - 2011

Promover a profissionalização do serviço público. Potencializar o conselho temático de Meio Ambiente da FIEP. Promover entre os atores a compreensão sistêmica sobre o impacto cruzado de suas ações.

2016 - 2018

Referência em educação na sustentabilidade

Promover ações de educação para o consumo consciente. Criar Ecoincubadoras de projetos que valorizam resíduos.

Induzir o redirecionamento do eixo de formação do ensino público e privado para educação na sustentabilidade. Apoiar escolas que promovam a educação na sustentabilidade.

CONFLITO DE INTERESSES 2009 - 2011 2012 - 2015 2016 - 2018 Propiciar momentos para conversação entre os atores. Identificar objetivos comuns para a conversação. Agilizar os procedimentos burocráticos com vistas a aclarar e diminuir os conflitos entre as partes. Mapear e explicitar os processos internos de funcionamento das instituições envolvidas com o tema Meio Ambiente a fim de agilizar a interação. Criar o fórum de discussão do Zoneamento Econômico Ecológico (ZEE). Mapear as regiões críticas em relação ao Meio Ambiente. Apoiar politicamente o trabalho acadêmico em linhas de pesquisa de interesse da indústria. Induzir transferência de tecnologia entre os atores.

VALORIZAÇÃO PROFISSIONAL 2012 - 2015

Criar cursos de mestrado/doutorado em linhas específicas de temática ambiental. Implementar banco de dados de amplo acesso com informações de profissionais com formação em Meio Ambiente. Inserir a temática sustentabilidade nos processos de formação do corpo profissional das indústrias.

Estimular a formação de fóruns de debate e comunidades de prática com o objetivo de reunir lideranças e representantes de todos os setores para a proposição de novos programas. Apoiar programas de educação ambiental envolvendo: ONG’s, governo, empresas, universidades, mídia, entidades religiosas, entre outros. Disseminar a educação na sustentabilidade em todos os níveis de formação. Ampliar a divulgação de dados consistentes sobre a temática sustentabilidade. Subsidiar a produção de material didático empresarial na temática sustentabilidade (livros, vídeos...).

2009 - 2011

Realização

VISÃO SISTÊMICA 2012 - 2015

RECURSOS HUMANOS 2012 - 2015

Abrir concursos públicos para contratação de profissionais formados na área. Organizar nos conselhos de classe afins a atuação dos profissionais da área de Meio Ambiente. Estimular programas de trainee. Incentivar a abertura de mestrados profissionalizantes.

Definir de forma participativa padrões de produção e consumo sustentável. Incorporar a contabilidade ambiental nos processos de produção e consumo. Divulgar amplamente padrões de produção e consumo sustentável. Regulamentar um modelo de sustentabilidade para MPE’s. Definir e divulgar indicadores de sustentabilidade.

Fomentar estruturas para monitoramento. Fomentar o desenvolvimento de novas tecnologias. Fomentar a implantação de novas tecnologias. Criar linhas específicas de apoio à projetos de construção sustentável. Incrementar a oferta de editais para área ambiental. Fomentar a produção em ciclo fechado nas cadeias produtivas estratégicas.

Ampliar incentivos à P&D entre indústria e academia. Criar o programa paranaense de produção verde. Potencializar programa de eficiência energética. Criar mecanismos de indução à produção em ciclo fechado nas cadeias produtivas estratégicas.

ESTRUTURA DE ENSINO 2012 - 2015

Visão 1

Utilizar o conceito de cadeia industrial sustentável como diferencial competitivo (exportação).

Utilizar relatórios socioambientais como um critério para licenciamento público.

2009 - 2011

Gestão ambiental internalizada na cadeia industrial

Criar mestrado profissionalizante. Promover a imersão de professores na indústria. Promover intercâmbio entre as áreas de recursos humanos, financeiros, P&D e tecnologia dentro de uma mesma instituição. Induzir linhas de P&D específicas para Meio Ambiente. Ofertar capacitações em tecnologias emergentes para o setor. Investir em RH para a implementação de planos de gestão integrada.

Demonstrar, por meio de casos de sucesso e boas práticas, ganhos financeiros e de competitividade advindos de ações ambientalmente responsáveis. Criar uma cultura do uso sustentável dos recursos naturais buscando demonstrar seus resultados na elevação dos índices de qualidade de vida.

Desenvolver portfólios de produtos e serviços com boas práticas em Meio Ambiente.

FOMENTO 2012 - 2015

2016 - 2018

Ofertar formações específicas em Meio Ambiente para gestores e tomadores de decisão. Promover a capacitação técnica com apoio de instituições internacionais de renome. Criar cursos para profissionais que já atuam na cadeia industrial. Aprimorar modelos de gestão para Produção mais Limpa (P+L). Favorecer o intercâmbio de experiências nacionais e internacionais.

Investir na educação formal e não-formal dos atores do processo. Mobilizar a sociedade para acompanhar e cobrar o bom desempenho ambiental da indústria. Sensibilizar os empresários para a gestão integrada de resíduos. Promover ações conjuntas para difusão da gestão integrada de resíduos. Criar o selo estadual de Indústria Verde. Monitorar o balanço dos benefícios do ICMS ecológico no Estado. Mapear o impacto ambiental da cadeia industrial e buscar soluções integradas.

2009 - 2011

POLÍTICAS DE ESTADO 2012 - 2015

2009 - 2011

CAPACITAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS 2012 - 2015

CONHECIMENTO DAS COMPETÊNCIAS 2012 - 2015

2016 - 2018

Mapear as competências em Meio Ambiente nas indústrias. Mapear competências em planejamento e competitividade com vistas a um desenvolvimento industrial sustentável. Capacitar pessoas para o planejamento e competitividade em uma perspectiva de sustentabilidade. Mapear os cursos de formação em Meio Ambiente em todos os níveis no Paraná. Estabelecer prioridades ambientais. Criar entidade autônoma para arbitragem de causas e orientação de procedimentos nas indústrias. Induzir o intercâmbio de tecnologias já existentes e boas práticas empresariais. Criar um sistema informatizado para troca de informações (EcoPortal). Distribuir as atividades e recursos entre a rede. Articular as competências mapeadas em uma rede distribuída. Criar um banco de dados com casos de sucesso das indústrias (EcoPortal). Fortalecer parcerias internacionais na área. Criar um Observatório de Desenvolvimento Ambiental. Divulgar o modelo de interação governo-indústria-academia do Paraná.

PLANEJAMENTO 2012 - 2015

2016 - 2018

Criar uma comissão indústria-academia-governo para planejamento de ações ligadas à sustentabilidade. Fortalecer práticas de inteligência cooperativa entre atores com vistas ao progresso. Antecipar tendências nacionais e internacionais em Meio Ambiente para os próximos anos. Criar um banco de dados sobre barreiras às exportações (técnicas e não alfandegárias). Fortalecer ações de fomento e linhas de financiamento para empreendedorismo sustentável. Investir em pesquisa básica e aplicada com foco na sustentabilidade. Elaborar plano de ação compartilhado com foco em eficiência energética, preserva• ‹o dos recursos h’dricos e gest‹o integrada dos res’duos industriais. Criar e difundir o conceito de ecorastreabilidade. Induzir a adoção de tecnologias emergentes em Meio Ambiente. Compartilhar dentro da rede e de acordo com as competências específicas as atividades de monitoramento, identificação de passivos ambientais e certificação ambiental. Reorientar ações dos parques industriais de modo a transformá-los em Ecoparques. Aplicar a convergência tecnológica para a sustentabilidade.

Implantar o Zoneamento Econômico Ecológico (ZEE).

Indústria Paranaense Sustentável

Visão 4 Modelo de interação governo-indústria-academia em prol do meio ambiente

Roadmap Meio Ambiente  

Estes estudos prospectivos resultam do projeto Setores Portadores de Futuro para o Estado do Paraná, que evidenciou a necessidade de concebe...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you